Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

RE:Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

RE:Ficha de Reclamação

Mensagem por Dan Stone em Ter 13 Jan 2015, 20:32

▬ Por qual Deus você deseja ser reclamado? Caso não queira ser um semideus, qual criatura mitológica deseja ser?
    Ares
▬ Cite suas principais características físicas e emocionais.
    Dan Stone tem apenas 15 anos, porém tem 1,88, esguio e forte com um queixo quadrado e proeminente pescoço grosso e uma voz rouca, marrento e um pouco esquentado, porém um ótimo estrategista leal ate a ultima gota de seu sangue conseguindo sacrificar-se como se isso não significa nada para ele  
▬ Diga-nos: por que quer ser filho de tal Deus - ou ser tal ser mitológico?
Ares e o deus da guerra e da loucura segundo alguns todos seus filhos são brutamontes idiotas que não sabem nada de estratégia, mas se e assim como Leônidas liderou três mil guerreiros (na lenda o numero foi diminuído para 300, meio irônico) contra um exercito e so morreu a exterminar tantos, mas tantos guerreiros que os inimigos fugiram.
Sabe como ele matou tantos simples por causa da estratégia! Por isso quero provar que um filho de Ares pode ser um ótimo estrategista se precisar.

▬ Relate a história da sua personagem - não haverá um limite de linhas definidos, deixe a sua criatividade fluir.
Bom por onde começar? Sou Dan, Dan Stone tenho 15 anos e frequento, ou melhor, frequentava a Academia Lincoln Elementary basicamente um colégio interno gostava do lugar e era um bom aluno apesar das brigas ocasionais.
Não sou o aluno mais inteligente do mundo tenho TDHA e dislexia, mas me esforçava muito sei que minha mãe teria orgulho de mim se estivesse viva ela sempre me dava broncas quando voltava com roxos para casa e dizia: “Pare de brigar e use este cérebro acredite este e o maior presente que a humanidade pode ter”
Mas todo meu esforço todas minhas chances de ser um garoto normal caíram por terra quando aluna nova vampiro/jumento apareceu. Começou como um dia normal eu estava esperando minha melhor amiga na porta do colégio mesmo acordando cedo Fernanda leva um tempo pra andar do dormitório ate a porta da escola, quando ela finalmente chegou e ia me cumprimentar acabou olhando para o horizonte e exclamando
-Meu Deus quem e aquela Dani -Ela alem da minha mãe e a única pessoa que me chama assim- parece ate uma deusa!
Acabei olhando para a menina e ate que a Fe não estava exagerando a menina tinha os cabelos longos e encaracolados grandes olhos azuis realçados pelos óculos alem de exalar elegância
-Não sei quando a você, mas eu ficaria com ela- disse sorrindo e já me preparando para exclamar.
-Primeira!-tarde demais a Fe já tinha falado- precisa ser mais rápido moleque e agora com licença devo me apresentar a minha nova namorada
A esqueci desse detalhe a Fe e Lesbica desde pequena, segundo ela fui um dos primeiros a que ela contou um dos muitos motivos que so me fazia ser mais conectado com aquela maluca acabei adentrando na escola e deixando a Fernanda com a pobre coitada.
Mais tarde na hora do almoço acabei sendo apresentada a menina:

-Prazer Kátia
-Dan Stone- Disse admirando o menino que estava de mão dadas com uma Fernanda sorridente- Sei e um esquisito  
-Na verdade eu gostei muito
-Obrigado porque não sena com o resto de nos.
Acabei fazendo um gesto para a mesa onde nosso já conhecido grupo estava Gabriel um garoto que mancava esquisito, mas corria a uma velocidade quase sobrenatural pelos seus hamburgueses vegetarianos, Luanna minha Irma de consideração que a única coisa parecida que tinha comigo era o gênio e Henrique um skatista e geek.
Estranhamente quando a menina sorriu de novo para mim uma nova sensação se espalhou pelo meu corpo cuidado com a garota era o que meu sexto sentido dizia tentei ignorar, mas meu sexto sentido nunca errava
-Então vocês são da onde?
-Capital minha irmã da Califórnia- gostamos bastante disto o fato de não sermos iguais, mas mesmo assim termos uma união tão forte quanto sanguínea
-Nova York - disse Gabriel que estava um pouco receoso sou amigo dele a tempo suficiente para saber disto- Mas e você e da onde?
-A de um lugar meio distante
Continuamos a falar ate a hora que devíamos voltar para as atividades rotineiras ate à hora da retirada quando devemos ir dormir acabei ficando curioso e perguntei a Gabriel o motivo do medo da menina nova
-Então que foi esta com medo que a garota nova fosse te devorar?
Algo no olhar dele dizia que ele realmente estava esperando ser devorado. No dia seguinte enquanto esperava a Fernanda como sempre na porta quem apareceu foi Gabriel desgrenhado e sujo.
-Gabriel o que foi? Porque não esta la dentro? Parece ate que viu fantasmas
-Muito pior amigo a Fe foi seqüestrada de explico no caminho
-parem de tirar uma com a minha cara poxa!-a essa altura já não tinha ninguém no pátio-acha que eu não sei que e a retribuição daquela pegadinha
-Eu não queria fazer isto, mas você pediu
Puxando as calças com uma força que nunca o vi usar Gabriel revelou que na verdade era meio bode
-Nossa e uma malha ou uma calça - Disse me aproximando quando percebi que o contorno aderia à pele dele e que o cheiro era real cai para trás-Meu Deus meu amigo e uma cabra meio humana falante
-Deuses e sou um bode e se pronuncia Sátiro muito obrigado agora vai me seguir?
Acabamos parando na frente de um dos prédios destruído por um incêndio eu ainda estava zonzo com a explicação relâmpago não era Deus, mas sim deuses existiam todos e eu era filho de um e a menina nova era na verdade um mostro que queria me devorar e por isso sequestrou minha amiga.
 
 -A vocês chegaram ótimo venha aqui meu querido Stone
-Não Dan e perigoso - Disse Gabriel, mas uma coisa que sou e leal para com todos que eu conhecia prometi a eles e mais importante prometi a ela: “Prometa-me meu filho que sempre será um homem de verdade honesto e justo” Eu prometi no leito de morte da minha mãe e um honesto não quebra sua palavra
-Você me quer aqui estou eu - disse levantando as mãos
-Parabéns têm a minha palavra que não vou machucar seus amigos- enquanto empurrava uma Fernanda desacordada pro lado Kátia simplesmente me atacou em uma velocidade que nunca teria esperado felizmente Gabriel foi rápido e a derrubou com um tipo de bastão que parecia ter saído do desenho mais ridículo do mundo sendo feito de madeira e folhas que se mexiam e pareciam ter vida o pior e que nem tinha idéia da onde ele tirou aquilo
-Esta bem o bodezinho quer brincar então que seja
Foi ai que tudo deu errado
A menina se transformou em algo grotesco seus pés viraram patas uma do que parecia ser bronze outra de jumento e seus cabelos literalmente ficaram em chamas verdes e fantasmagóricas
-A Dan sua mãe achou que um dia fosse querer uma dessas
Tirando uma espada da bainha ele me entregou não era nada espetacular era uma lamina de folha larga comum, mas conhecia aquele modelo sempre gostei de armas antigas aquela era uma espada grega antiga de bronze desgastado.
-cuidado ela esta velha, mas da pro gasto agora que tal brincarmos com a nossa amiguinha aqui
Investindo contra ela Gabriel quase acertou na cabeça errando por pouco e levando uma rasteira eu ataquei mais pra desviar a atenção dos meus amigos caídos e comecei a atacá-la no que parecia uma dança da morte
-Sabe garoto talvez eu mate seus amigos depois de você como vingança pelo trabalho que esta me dando    
Aquilo me enfureceu tinha perdido minha mãe não pude salvar ela ninguém ia levar mais algum amigo meu meus ataques se tornaram mais sólidos comecei a girar para me defender e contra-atacar na sequência como se a vida toda tivesse sido com uma espada na mão ate que ela errou apenas um pouco na defesa, mas o suficiente para eu parti-la em dois.
Gabriel (que tinha batido a cabeça e acabou também desmaiando) olhou para um Dan com um olhar ensandecido como se ele ainda estivesse procurando inimigos que os ameaçassem os dois juntos acabamos por ir socorrer Fernanda que tinha apenas um arranhão na bochecha
-Então agora acontece o que – Perguntei
-Agora você vai pro Acampamento
E foi assim que eu um garoto que so queria ser normal e tentar honrar a memória da mãe foi parar em Long Island aqui no Acampamento Meio-Sangue.
Dan Stone
Indefinido
Mensagens :
2

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RE:Ficha de Reclamação

Mensagem por Oliver H. Greyback em Ter 13 Jan 2015, 20:37

Oliver H. Greyback
Filhos de Despina
Mensagens :
729

Localização :
Purgatório

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum