Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

♦ Arenas de Treino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♦ Arenas de Treino

Mensagem por Organização PJBR em Qua 22 Abr 2015, 12:13


Arenas de Treino



Descrição


As arenas seguem a arquitetura local, com o chão e laterais de pedra musgosa - por vezes escorregadias. Desgastes provocados pelas lutas também provocaram infiltrações, com flites de água se espalhando pelo local - alguns, de água limpa, vinda dos canos comuns, outros, nem tanto. O local é permanentemente iluminado com archotes, o que faz com que as partes mais afastadas estejam sempre na penumbra. O arsenal é básico - espera-se que cada um carregue suas próprias armas - mas ainda é utilizável. Uma área afastada contém as criaturas, que ficam presas em dutos, transformados em celas na criação do local, sendo liberadas quando escolhidas para o treino. Alvos de arquearia e apetrechos mais comuns, como bonecos de palha, também estão dispersos pelo local, que é grande o suficiente para acomodar vários semideuses treinando ao mesmo tempo. Em geral, não há um horário para utilização - sendo que a arena é eventualmente fechada para uso dos criadores do local.


Geral




    — Treino de Armas brancas de longa distância;— Treino de Armas Brancas de curta distância;— Treino de Combate aos monstros;— Treino de Combate desarmado;— Treino de Magias [Válido apenas para Feiticeiros e Semideuses que se utilizam de Grimórios].


• Não há horários estipulados, o uso das arenas é livre.
• Post Inicial;
• Condições climáticas: Definida pelo player;
• Horário: Definido pelo player;
• Local: Arena do Clube da Luta;
• Sem mortes ou perdas de itens;
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas;
• Se tiverem alguma dúvida, podem perguntar a qualquer deus por Mensagem Privada (MP);
• Não há mínimo nem máximo de linhas ou palavras além daquele imposto nas regras gerais, mas espera-se um post bem descrito;
• O link comprovando o fato de que o semideus está fora do acampamento deve ser colocado em spoiler ou code, ou o treino será anulado;
• Quaisquer poderes ou equipamentos utilizados por vocês devem vir em quote ou spoiler, de preferência separando poderes ativos de passivos;
• Sem máximo nem mínimo de equipamentos, desde que seja possível levá-los;
• Esse tópico é monitorado e avaliado pelos deuses em geral e monitores/ líderes.

    — Tal medida foi tomada com o intuito de não sobrecarregar os avaliadores.— Tendo isto em vista, todos os tópicos desse gênero podem conter até cinco (5) treinos.

      — Quando chegar nesse limite, ninguém mais pode postar. Caso contrário, o treino será ignorado.— Quando o deus/ monitor/ líder responsável pelo tópico avaliar, até mais cinco treinos poderão ser postados até que haja uma nova avaliação.


• A quaisquer sinais eminentes de plágio, punições severas serão aplicadas.

    — A primeira punição será o ban por IP durante uma semana;— Numa segunda infração, a punição será ban eterno.

• A premiação máxima segue as regras do fórum;

    — A premiação máxima é composta de: cem de experiência.

• O critério de avaliação segue as regras do fórum;

    — O critério de avaliação é composto de: coerência; ortografia e organização; coesão, estrutura e fluência; objetividade e adequação à proposta;

      — Coerência definirá: cinquenta de experiência;— Ortografia definirá: dez de experiência;— Estrutura e Fluência definirá: vinte e cinco de experiência;— Objetividade definirá: quinze de experiência.


• Instruções aos players:

    Dicas de Postagem Geral:
    Prestem atenção em todas as informações que lhes foram dadas;Usem um corretor ortográfico, para evitar grandes perdas neste ponto;Tentem não usar templates ou tables que prejudiquem a leitura ou modifiquem de forma drástica a largura ou a altura do texto;Evitem o uso desmedido de muitas cores que possam, de alguma forma, tornarem a leitura menos envolvente;Sejam objetivos no sentido de não enrolarem, ou seja, não adicionem detalhes desnecessários;Caso não saibam algo, procurem no fórum e em fontes externas confiáveis ou perguntem para qualquer deus via Mensagem Privada (MP);Não copiem a introdução dada pelo narrador: interpretem-na segundo a vista dos seus personagens;Tenham bom senso.



Informações de Jogo


Tráfego humano: Inexistente
Periculosidade base: Mediana
Visibilidade: Inexistente para humanos / Alta para Semideuses
Permissão de ataque: Não
Permissão de intervenção: Não
Tks Maay from TPO
Organização PJBR
avatar
Administradores
Mensagens :
797

Localização :
Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Maisie De Noir em Sex 13 Abr 2018, 21:54


Rinha de Galo
Treino de combate desarmado
☀️

Eu não gosto nada disso... — Resmungou a feiticeira encarando a filha de Deméter que iria lutar contra ela.

Maisie não gostava de lutar sem necessidade, muito menos sendo observada de perto pelo centauro. A ruiva ainda não o havia perdoado pelo episódio de Alcatraz e não queria muito contato apesar de saber ser necessário por ser a conselheira de seus irmãos.

Ei garotinha, prometo que não irei quebrar sua cara. — Falou se aproximando com um sorriso presunçoso. Ela parecia ser tão agressiva quanto um brigão de Ares. — Não muito pelo menos.

O sorriso vitorioso da sua oponente fez com que a semideusa do amanhecer se encolhesse antes de se preparar no meio da arena. As mãos estavam nuas como era preciso para aquele treino. De fato não foi uma escolha totalmente sua, Quíron sugeriu que ela desse uma olhada nas instalações e até mesmo tentasse algo para mostrar aos novatos.

"Eu odeio esse cavalo", pensou a jovem sentindo a intenção do primeiro ataque estando preparada para quando o primeiro soco veio na sua direção, lhe dando tempo de desviar para a direita movendo o punho contra as costelas da outra garota recebendo um grunhido de surpresa em resposta. O problema era ter estado ainda perto, o que não lhe proporcionou espaço o suficiente para desviar do contra ataque que lhe acertou no rosto a fazendo cambalear para longe sentindo a dor se espalhar.

Isso não a intimidava, ser ferida e lutar apenas por diversão de outros. O sangue começava a ferver quando as lembranças da ilha voltaram à sua cabeça, lhe lançando por breves segundos de volta à cela do dragão dourado. Esses poucos segundos perdidos poderiam ter sido aproveitados para a defesa, mas quando Maisie se deu conta, a filha de Deméter já estava em cima dela lhe socando o estômago e tirando o ar de seus pulmões.

Vou te ensinar a não tentar ser uma lutadora. — Rosnou a oponente agarrando a frente da blusa da feiticeira se preparando para outro soco, dessa vez no rosto.

Apesar da dor e da falta de ar, a De Noir não ficaria parada. Em um movimento rápido ela conseguiu acertar ambas as mãos nos ouvidos da sua oponente a fazendo diminuir o aperto dando um passo para trás, atordoada. Um sorriso se espalhou pelo rosto da cria do amanhecer aproveitando disso para o próximo ataque. Ela sabia bem qual o ponto fraco do oponente. A cabeça como um todo, mas ela conhecia um ponto perigoso de se atingir.

Juntando o indicador e o médio juntos, Maisie manteve sua base firme no chão e girou o quadril junto com o impulso do ombro mantendo os dedos rijos ao acertar o pescoço da adversária entre os ossos, forçando a faringe e parando totalmente a respiração da filha de Deméter que logo caiu no chão.

Houve uma confusão quando o centauro e alguns semideuses correram para dentro da arena para socorrer a semideusa caída. Maisie apenas se afastou gemendo baixo pelo rosto que começava a inchar e o estômago que ainda doía. Queria dizer umas palavras para eles, aqueles que duvidaram dela por ser pacífica e não gostar de lutar, porém apenas aceitou a ajuda de um curandeiro que se prontificou em ajuda-la.

O melhor que eles fazem é me subestimar. — Murmurou fechando os olhos sentindo os dedos do curandeiro em si. Aquela não era a primeira vez e nem seria a última que isso aconteceria.

☀️ :
Tem alguns poderes de Circe que podem ter ajudado, mas o foco foram os listados a seguir.
Poderes:
Nível 18
Rinha de Galo (Resistência) - Com tanto treino e tamanha cobrança, os galos passaram a ter mais resistência para as severas lutas. Os filhos de Eos também se tornam mais resistentes, sem que seja necessário tamanho treino e exigância aos quais os inocentes animais eram submetidos. Suas defesas naturais são consideradas 10% acima da de semideuses sem tal habilidade.

Nível 22
Rinha de Galo (Força) - Os animais passam a ser mais fortes depois de serem mais habituados às sujas batalhas. Os filhos de Eos passam a ser mais fortes, do mesmo modo. Neste nível, sua força é considerada 10% acima do que a de semideuses sem esta habilidade, excetuando-se semideuses cujo aspecto corporal seja priorizado, como Ares, Héracles e Hefesto.

Nível  26
Rinha de Galo (Golpes Baixos) - Nas rinhas de galo haviam os animais apelidados de “papilheiros”, que eram os que executavam um golpe perverso: atacar, sobretudo, a papilha (pele vermelha pendente sob o queixo do animal) do galo adversário. Os filhos de Eos sabem reconhecer os pontos mais fracos do adversário e assim sendo, sabem onde devem atacar para enfraquecê-lo ou machucá-lo severamente. A partir desse nível, recebem uma bonificação de dano de 10% caso mirem (e acertem o ponto mirado) de forma específica.

Nível 33
Rinha de Galo (Fúria) - Com os galos se tornando mais agressivos devido a essas rinhas, se tornavam máquinas de perversidade. Com o furor da batalha, e a raiva que o filho de Eos obtém do inimigo, seus ataques passam a ter mais força e ousadia, sendo capaz de amedrontar o adversário e lhe causar sérios danos. Os golpes passam a ter uma eficiência melhor usando menos energia. Ações físicas no combate geram um gasto menor de energia em 20% (mas não afeta o gasto de ativação de poderes).
Maisie De Noir
avatar
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
403

Localização :
Onde sou necessária

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Jeff Smith em Sex 13 Abr 2018, 23:35



Avaliação
Vamos a batalha, guerrear e vencer


Maisie de Noir

Bem, Maisie, vamos a sua avaliação. Foi uma bela narração de uma luta. Não encontrei nenhum erro de ortografia no texto. Ponto para você. Então vamos as notas:

— Coerência – 50/50
— Ortografia – 10/10
— Estrutura e Fluência – 25/25
— Objetividade – 15/15

Total: 100XP

Atualizado por Zeus.


Jeff Smith
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
357

Localização :
NY

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Annelise A. Wolffenbuetel em Seg 23 Abr 2018, 16:25





Você já teve a sensação de que a qualquer momento iria explodir? Pois bem, desde a invasão do acampamento era esse o sentimento que vinha inundando o corpo de Anne. A garota havia passado por muita coisa, até mesmo fora prisioneira, por um curto período de tempo. Enfim havia conseguido a “liberdade”, com a ajuda de uma das jovens que também estavam por lá… Ah, Khristen fora de grande importância naqueles momentos de escuridão que tomaram conta da cria de Ares. No entanto, aquilo já havia passado, fazia pouco menos de um mês desde que ela conseguira refúgio no clube de luta e já estava na hora de “tentar seguir em frente”, afinal, um criança forjada em ódio e fogo não poderia se deixar cair com tão pouco.

Não passava do meio dia e normalmente Anne estaria sentada em um dos pontos mais altos de Nova York, deixando com que a luz do sol lhe invadisse para lhe renovar. Afinal, durante a prisão, não tivera tanto contato com a luz do “astro rei”. Porém, naquela manhã o cronograma fora diferente, a garota não havia saído do Clube e tampouco o desejava fazer naquele momento. Ela se ergueu de sua cama no alojamento e prendeu os cabelos em um coque mal feito no topo da cabeça. Com o auxílio de uma garrafa de água, molhou o rosto, jogando o cansaço e desânimo de lado, antes de vestir a velha regata laranja com o antigo brasão (?) do acampamento bordado na frente. Nas pernas usava um shorts de tactel preto e nos pés o típico coturno. Não era a melhor combinação, mas era o mais acessível naquele momento, além de que, o mais importante era a lança que havia “herdado” de seu pai e agora estava presa nas costas.


Em passos nada preocupados, Annelise caminhou pelas instalações do Clube da Luta. Definitivamente, aquele lugar havia sido fundado por uma criança de Ares no passado.

Ok, ela levou mais tempo para chegar até a área de treino do que esperava, mas tudo bem, isso era o de menos, já que seu foco era se fortalecer e não a “pontualidade”. Percorreu o espaço, observou com atenção cada pedacinho do lugar, cada duto, cada equipamento, cada jaula improvisada. Seus olhos gravavam tudo em sua cabeça enquanto se decidia, em silêncio, o que iria fazer primeiro.

Um suspiro. Annelise tirara a lança das costas e, apesar da afinidade hereditária, [Passivo - Perícia com lanças], não podia dizer que gostava de verdade da tal arma. Com toda certeza preferia usar os próprios punhos, facas e espadas, mas, naquele momento, era o que ainda lhe restava de suas coisas.

É garota, aqui estamos nós duas novamente… - A cria de Ares mantinha o velho costume de conversar com suas armas desde que se conhecia por gente.

Com dois passos para frente Anne se colocou no centro da arena, onde tinha espaço para manusear a lança sem esbarrar em algo, além de estar a uma distância significativa de um dos alvos de palha improvisado que ficava quase oculto pelas sombras.
Em um meio giro lateral segurou a lança com a mão direita, a ponteira voltada para cima em um ângulo de 70° do chão, seu pé esquerdo deslizou para trás quase que automaticamente mantendo um espaço que, se fosse preciso, conseguiria dar impulso. Annelise se esforçava para manter a respiração ritmada, precisava manter-se em equilíbrio.
Com ajuda da outra mão, a cria de Ares segurou a lança com leveza, girando a mesma em um 360° constante. Enquanto erguia a arma por cima da cabeça, inverteu a posição dos pés quase que no mesmo momento, os deslizando antes de parar com a lança na mesma posição inicial, porém, do lado esquerdo.
Uma segunda rodada do mesmo movimento repetido. Terceira. Quarta. A garota contabilizou uma série de dez repetições, sempre tentando manter o ritmo entre os pés e a forma que girava a lança até que algo a surpreendeu.

Que bonitinha a mocinha brincando - Um riso sádico feminino e então Anne deixou a lança cair. Seu jovem coração disparou, a respiração já não tinha ritmo e seus olhos buscaram por todos os cantos a voz conhecida… Por um minuto, pôde voltar ao passado, e conseguia ver Néfera em sua frente lhe obrigando a passar a adaga na garganta de Dylan.

Ooh você ainda lembra de mim - Uma segunda risada ecoou pela arena. A garota se abaixou de olhos fechados, agarrando a lança com a mão direita, seu punho fazendo tanta força no cabo desta, que se não fosse feita de metal, provavelmente teria se partido.

Olhos abertos, Annelise exalava ódio.

Eu estou voltando... - O vulto quase apagado de Néfera surgiu diante do alvo de palha, seu rosto trazia um sorriso distorcido. A cria de Ares sentiu o corpo entrar em automático, sem que pudesse evitar impulsionou o braço para trás e arremessou a lança na direção do vulto.
1, 2… 7 segundos depois a lança se cravou no alvo de palha pela metade.

Desgraçada - Anne apoiava as mãos nos joelhos olhando para o alvo sem qualquer vestígio da mulher, o suor pingava de seu rosto e a preocupação era nítida, as coisas estavam só piorando. Éris e o acampamento, rebeliões de semideuses e, agora, Néfera estava voltando dos mortos.
Com dificuldade a jovem caminhou até o alvo, retirou a lança e se permitiu ficar ali por alguns minutos pensando antes de correr para qualquer outro lugar com luz do sol.


O “inferno” em terra estava só começando.


LEGENDA
FALAS DA ANNE
FALAS DE TERCEIROS
PENSAMENTOS DA ANNE

considerações, poderes e armas

armas:

{Wrath} / Lança de artilharia [Lança longa, de 2m de comprimento. O cabo é feito de mogno, recoberto em bronze sagrado, sendo resistente porém mais leve que uma lança comum. A ponta é de bronze sagrado. Em toda sua extensão pontos avermelhados podem ser vistos: são engastes em rubi, decorando o cabo.] {Bronze sagrado, mogno e rubi} (Nível Mínimo: 1) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Ares]

passivos:
◊ Perícia com Lanças [Nível 01]
A arma preferida de Ares é a lança, e ele sempre foi retratado como indo à batalha portando uma. Por suas preferências, seus filhos herdam como característica a facilidade no aprendizado e manuseio no mesmo tipo de arma. A habilidade reflete apenas a familiaridade, e um aprendizado mais facilitado se comparado ao uso de outras armas, mas não um conhecimento automático ou uma capacidade insuperável, sendo que a habilidade reflete o nível do personagem e está em constante evolução, mas não significa que não seja passível de erros.[Modificado]

◊ Força Aprimorada [Nível 01]
Ares é conhecido pela sua beligerância, estando sempre em treinos e exercícios constantes para exercer seus domínios. Seus filhos também herdam a mesma aptidão física, possuindo um corpo geralmente atlético e delineado, mesmo que não sejam musculosos, e uma força aprimorada se em comparação com semideuses de outra origem. Ainda perdem para filhos de Héracles, e não são páreos para semideuses treinados de nível mais alto, mas quando comparados com humanos comuns ou semideuses de outra origem não relativa à força física, suas capacidades de força são cerca de 15% maiores.[Modificado]

considerações:
* TIA LOOLA TA ESCREVENDO PELO CELULAR q
* FICOU UMA BÍBLIA PQ VAI DAR PARTIDA PRA TRAMA DA ANNE.
* PERDOA EU E NÃO DESISTIR DE MIM q




Annelise A. Wolffenbuetel
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
55

Localização :
Clube da Luta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Catherine Burkhardt em Seg 23 Abr 2018, 20:22


Avaliação




Annelise A. Wolffenbuetel

Hello, dear. Você escreve muito bem. Não encontrei nenhum erro notável ou qualquer falha na descrição do treino. No entanto, a parte de seu texto dedica à prática com a lança em si foi muito breve. Não me importaria em ler um texto maior, desde que você trabalhasse mais profundamente o treino assim como explorou sua trama. Atente-se a isso em seus próximos treinos e receberá pontuação máxima com facilidade.

▬ Coerência: 40/50.
▬ Coesão, estrutura e fluidez: 25/25
▬ Objetividade e adequação à proposta: 5/15
▬ Ortografia e organização: 10/10
▬ Total: 80 XP

Dúvidas ou reclamações, é só mandar por mp.

Aguardando atualização

Catherine Burkhardt
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
400

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Will Campbell em Seg 23 Abr 2018, 23:45


Uma reação inesperada
Um pouco de treino


Suado. Estava todo suado.

Will Campbell acordara naquele dia após uma noite de sono bastante conturbada. Por um momento, ao abrir os olhos, não pudera ver nada. Além da umidade do seu suor, o garoto sentira a umidade no ambiente, com uma pequena corrente de ar fazendo-o se arrepiar. Estivera confuso. – “Onde estou?” – Fora seu pensamento. Quando seus olhos se acostumaram e ele discernira as outras beliches vazias ao seu redor, lembrara-se do dia anterior. Lembrara-se da busca infrutífera pelo Clube da Luta, do encontro com Anne, a filha de Ares que o levara até ali, e também se lembrara da cama em que se deitara para dormir. Não era nada especial, um colchão com roupas de cama limpas, manchadas.

Havia ficado bastante intrigado que pessoas pudessem morar nos esgotos. Certamente, pensava que aquilo era coisa apenas para tartarugas e ratos ninjas. Mais que isso, ouvira da própria Anne que havia monstros ali embaixo. Não se deixara convencer totalmente, mas por precaução carregava a única arma de que dispunha: um Tirso. Não que parecesse bem uma arma, mas era grande e resistente. Provavelmente machucaria. E assim, andava por aqueles túneis imundos.

Passara por diversas portas que deram em quartos. Alguns estavam desocupados, alguns pareciam ocupados por garotos, outros por garotas, mas não encontrou ninguém. Aparentemente, apesar do que a semideusa dissera a ele sobre haver muitos semideuses ali, eles não costumavam ficar naquele lugar. Provavelmente preferiam a agitação da cidade lá de cima. Will também.

Estava prestes a subir por uma das escadas em uma das paredes para dar uma olhada em Nova Iorque, quando uma entrada maior em uma das paredes lhe chamou a atenção. Após se aproximar, o garoto estava diante de uma grande arena. Impressionantemente grande para estar no subsolo. Não que fosse muito diferente do restante daquele lugar. Na verdade,  tinha um aspecto sujo, úmido e obscuro. Olhando-a mais atentamente, percebera que havia um arsenal em um lado mais afastado e, espalhados pela arena, alguns espantalhos. Sorrira ironicamente, ao imaginar-se ‘lutando’ com um daqueles bonecos. – “Meu primeiro digno oponente foi um baita de um espantalho.” – Ele imaginara-se contando sua história a um neto. Estava a ponto de virar-se e ir embora quando ouviu o som de metais colidindo de forma muito forte.

Em um canto extremamente escuro, Will fez questão de observar, havia dois jovens lutando. Um garoto alto, moreno, magro e tatuado em todo corpo, usando uma espada e um escudo, e uma garota também alta, magra, pele clara como a neve, utilizando duas espadas. O jovem semideus mal conseguia acreditar na velocidade e força com que eles se moviam. A cada encontro das armas, parecia que iriam se quebrar. Sequer podia ver as lâminas enquanto aquela dupla ensaiava uma longa dança de golpes letais. Era a demonstração mais bela que já vira. Encantado com aquela fluidez e facilidade de movimentos, o garoto se aproximava inconscientemente da luta. Era como um teatro no qual ambos já tivessem interpretado seus papéis tantas vezes que sequer precisavam pensar para executar.

Sentiu a alteração nos movimentos apenas rápido o suficiente para perceber a adaga que cravara-se no chão atrás de si. Uma dor aguda transpassou sua orelha, que começava a sangrar. Incrédulo e de olhos arregalados, percebeu que ambos os jovens haviam parado e estavam a observá-lo. Uma das espadas da garota estava cravada no chão, sua mão direita agora estava livre e o que aconteceu finalmente adentrou a mente de Will.

Por que fez isso!? –  Foi o que ele conseguiu balbuciar, segurando sua orelha cortada de raspão.

Você aproximou-se demais sem avisar. Foi apenas um reflexo, querido. – Surgiu a resposta dos lábios da garota. – Por favor, não leve para o pessoal. – A jovem se aproximou e continuou a dizer. – Deixe-me te ajudar. – Tocando a orelha do filho de Dionísio, que estava perplexo, a moça curou a orelha dele.

É um novato aqui, não é? Apesar de já ter idade adulta… Isso tem se tornado muito comum ultimamente. – O garoto dissera. – Filho de Dionísio, pelo jeito. Seja bem-vindo. Preciso ir. – E retirou-se.

Peço perdão. Estava tão concentrada… O Jason é um adversário forte. Fico com os nervos à flor da pele. Aliás, prazer, chamo-me Elise. – dissera a garota, estendendo a mão livre, que Will apertou.

Extremamente impressionado, precisara de alguns momentos para reestabelecer o equilíbrio psicológico. Aquilo era uma loucura. Depois de ela ajudá-lo a se curar e explicar quem era, ainda oferecera-se para treinar com ele.

Veja só. O tirso é uma arma de impacto, com um pouco de poder de perfuração. Até certo ponto, é semelhante a uma lança. Geralmente faz os primeiros ataques ofensivos, buscando controlar a distância, já que seus movimentos são bem reduzidos quando o oponente se aproxima.

Com Elise como guia, Will treinou. A base do boxe que ele treinara ainda no último ano o ajudou a criar o sentido de distância de que precisava. Segurando o tirso com ambas as mãos, o garoto enfrentava a garota que estava desarmada. Sem qualquer dificuldade, ela desviava e bloqueava os ataques do semideus.

Tente não ser previsível. Use o cabo, não apenas a ponta de metal. Ele também vai machucar. – E, conforme o tempo passava, ela lhe dava mais instruções. Estocadas, golpes em arco, golpes curtos com o cabo a curta distância, tentava de tudo. Aparentemente nada a afetava. Cada vez mais concentrado, o filho de Dionísio percebia que estava aumentando a intensidade em seus músculos, ao ponto que seus ataques aproximavam-se um pouco mais daquela moça. Começava a empregar pequenas conexões entre os golpes, alternando entre uma investida com um forte ataque direto, um golpe curto com o cabo, e um recuo, em um golpe aberto.

Em um ataque com mais ímpeto, tentara uma estocada com a ponta do tirso apontada para o rosto de Elise. Ela o desviara com o braço, mas, sem perceber, o pé de Will escorregou no chão úmido, e seu movimento impulsionou o cabo em um contra giro poderoso, que acertou em cheio o joelho da garota. Caindo de joelhos, a semideusa ofegara surpresa, suprimindo um grito. Após um momento intrigada, ela sorrira.

Foi muito bem hoje, Will. Seria bom descansar para o próximo momento.

Com uma grande carga de informações, dores e memórias ao qual absorver, o jovem saíra da arena, satisfeito. Era bom voltar a praticar alguma coisa.



Poderes e armas


Armas:
{Phrenitis} / Tirso  [Tirso com haste de madeira pesada, em mogno, do tamanho de um bordão. Sua ponta é trabalhada em metal na forma de uma pinha, que ao ter seus poderes ativados reflete a luz em um brilho levemente arroxeado. A pinha age como a ponta de uma maça-estrela, mas com menos poder de perfuração. Além disso, é adornado por gavinhas metálicas e cachos de uva também de metal. No nível 20, torna-se um colar feito de vinhas entrelaçadas.] {Mogno e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Dioníso]

Poderes:
[1]Perícia com o tirso:Por ser a arma ganha de seu pai, é natural que tenha mais familiaridade com seu manuseio. Quanto maior seu nível e treinamento, maior será sua habilidade.A perícia, contudo, não significa um aprendizado automático, apenas uma facilidade para tal, se comparado a outros tipos de armas.Pela similaridade, estende-se a cajados e bordões. [Modificado]

Observação:
Roubei essa caixinha da Anne, porque achei legal!
Obrigado mozin <3









Will Campbell
avatar
Filhos de Dionísio
Mensagens :
104

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Jessamine H. Julie em Ter 24 Abr 2018, 16:54

Will Campbell: Adorei seu treininho, a forma como descreveu os movimentos, as instruções, pensamentos e até conseguiu colocar um pouco da trama no meio. Não encontrei erros nem nada do tipo, e espero conseguir ler mais de sua autoria em um futuro próximo, hein? Meus parabéns!
    Coerência: 50/50;
    Coesão, estrutura e fluidez: 25/25;
    Objetividade e adequação à proposta: 15/15;
    Ortografia e organização: 10/10;
    Total: 100xp

Jess: +10xp
Jessamine H. Julie
avatar
Líder dos Mênades
Mensagens :
568

Localização :
você me diz :9

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Éris em Ter 24 Abr 2018, 18:41


atualizado





Éris
avatar
Administradores
Mensagens :
263

Localização :
unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Will Campbell em Qui 03 Maio 2018, 18:11


Um longo caminho
Minha cabeça dói



Do jeito difícil, Will percebera que teria um caminho muito longo pela frente. Deitado em uma colina, sentia cada hematoma que se fazia visível em seu corpo. E os não visíveis também. Quase lamentava o treino realizado por conta da dor que experimentava, mas deixava com que o sol da metade da manhã aquecesse seu corpo e que as nuvens levassem seus pensamentos. Ao lado do garoto repousava apenas seu cantil, que estava meio cheio de café quente.

~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

Pegue! – Gritara Elise, naquela manhã. A garota loira que já o ajudara antes estava novamente ali e acabara de jogar um bastão a ele, idêntico ao que ela segurava. – Hoje o treino não será tão fácil como da última vez. –  Dissera ela com um sorriso malicioso, conforme o jovem se aproximava.

Prepare-se! Aqui vou eu. –  E, antes que o semideus desse por conta do que estava acontecendo, a semideusa o atacou intensamente. Um golpe rápido, frontal e vertical, mirando a cabeça, segurando o bastão com ambas as mãos. O filho de Dionísio mal teve tempo de erguer seu bastão, mas sentiu a madeira reverberar em suas mãos com o impacto, o que quase o fez soltar a arma. Ele não pôde defender-se do segundo golpe. Elise girou sob as pontas dos pés, com a própria arma colada em sua cintura, e acertou o bastão em cheio nas costelas dele com máxima velocidade do movimento e todo o peso do corpo. Aquilo expulsou o ar dos pulmões de Will, que caiu de joelhos sem conseguir respirar e sentindo uma dor aguda na lateral do corpo. Sentia como se tivesse quebrado uma costela.

Isso é apenas a resposta daquele golpe no joelho. Afinal, sou filha de Nêmesis. – Dissera a garota, estendendo a mão e sorrindo para o semideus. Trincando a mandíbula para não gemer de dor, ele estendeu a mão a ela e levantou-se.

Que velocidade. Na mente do jovem, ele lembrava-se do treino no qual vira ela lutar seriamente com outro semideus e em como eram rápidos. Ele não conseguira acompanhá-los nem mesmo com os olhos. Certamente, teria um longo caminho pela frente. Ajuntando seu bastão, posicionou-se em prontidão enquanto Elise lhe dava algum espaço.

Agora, do início. – E, como se nada tivesse acontecido, a filha de Nêmesis iniciara suas instruções para Will. Durante vários minutos apenas trocaram golpes de forma lenta, priorizando os movimentos certos. Posição de pés, posição de mãos na arma, defesas mais efetivas, como bloquear sem deixar as mãos expostas. Gradualmente, o jovem ia começando a familiarizar-se com os movimentos e, embora a força dos golpes estivesse evoluindo, não sentia mais tanto o impacto da madeira.

Lembre-se que o estilo de luta é diferente dependendo da arma que o oponente usa. Hoje, estamos treinando a luta para oponentes que estejam armados com uma arma semelhante a sua, lanças, bastões ou mesmo outro tirso. Não se deixe dominar pela falsa sensação de segurança de que está ficando forte. Há inúmeras formas de luta que você precisa aprender ainda. Além disso, há o nível de força física que precisaremos trabalhar. Força e velocidade são adquiridas com muito treino e experiência.

Iniciaram a troca de golpes, o sparring que finalizaria o treino. Elise deixou que Will tomasse a iniciativa. Reunindo suas forças, o filho de Dionísio começou uma série de golpes horizontais fortes, alternando entre golpes altos que buscavam a cabeça da instrutora, e golpes baixos, cujos alvos eram os joelhos. Sem muito esforço, ela bloqueava e se esquivava daqueles movimentos. Quando percebia a guarda do jovem aberta, ela lançava ataques repentinos, os quais ele esforçava-se para impedir. Uma ideia surgiu na cabeça do garoto. No meio de um golpe diagonal, ele modificou seu movimento e utilizou o bastão como em um salto com vara, impulsionando-se para frente com ambos os pés procurando surpreendê-la.

Elise não estava desatenta, mas espantou-se com aquele ataque inusitado o suficiente para reagir um pouco tarde. Os chutes do filho de Dionísio acertaram os braços dela e seus pulsos, fazendo-a soltar o bastão. Quase tão surpreso quanto sua instrutora com o golpe que dera certo, ele resolveu apostar em um dos golpes que não fora trabalhado naquela manhã. Impulsionou-se com toda força restante das pernas para frente e, segurando o bastão com ambas as mãos, desferiu uma estocada contra o tronco dela. Sorrindo, desta vez a jovem reagiu a tempo.

Movimentando-se para frente, em um passo diagonal, com seu corpo girando lateralmente, deixou com que o ataque de seu aluno passasse em branco no ar ao lado de si. A força da impulsão desequilibrou o garoto, que esperava um impacto de resistência contrário, e ele tropeçou. Com mais um passo à frente, Elise posicionou sua perna atrás e entre as pernas de Will. Colocou sua mão sobre o rosto dele, impulsionou-a somando-a à força do próprio deslocamento enquanto chutava a perna de apoio do semideus por trás com própria perna posicionada às costas das dele.

~.~.~.~.~.~.~

O resultado daquele encontro fora um tranco tão forte no cérebro de Will, que ele fora nocauteado brevemente e acordara alguns momentos mais tarde, de costas no chão e com sua cabeça latejando na parte posterior. Sem condições para continuarem a treinar, despediram-se. Agora, ali estava o jovem, deitado em uma colina tomando um café. Massageou a própria cabeça com os dedos, enquanto apreciava conscientemente os raios solares sobre si.

Assim que terminou seu café, levantou-se e colocou as mãos no bolso. Supreso, percebeu a textura de um papel dobrado. Estranhou, não lembrava-se de tê-lo posto lá. Retirando-o, observou um bilhete amassado e com inscrições cuja letra era de alguém que certamente escrevera apressadamente.

“Encontre-me hoje à noite às 20h. Você sabe onde.”

Então Will acabara de descobrir que tinha planos para a noite. E nem sabia.


Poderes e armas


Armas:
Um bastão de treino de madeira normal da própria arena.

Poderes:
Nenhum

Observação:
Roubei essa caixinha da Anne, porque achei legal!
Obrigado mozin <3









Will Campbell
avatar
Filhos de Dionísio
Mensagens :
104

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Catherine Burkhardt em Qui 03 Maio 2018, 18:56


Avaliação




Will Campbell

Hello, dear. Não tenho nenhuma crítica ao treino. Você descreveu bem os movimentos e ações; colocou sua trama de maneira discreta, sem tirar o foco da prática em si e fez uma narração impecável de seu personagem. Meus parabéns e continue assim!

▬ Coerência: 50/50.
▬ Coesão, estrutura e fluidez: 25/25
▬ Objetividade e adequação à proposta: 15/15
▬ Ortografia e organização: 10/10
▬ Total: 100 XP

Dúvidas ou reclamações, é só mandar por mp.

Aguardando atualização

Catherine Burkhardt
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
400

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Éris em Qua 09 Maio 2018, 16:44


atualizado






Éris
avatar
Administradores
Mensagens :
263

Localização :
unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Maisie De Noir em Sex 18 Maio 2018, 23:35


Wingardium Leviosa
Treino de magias
☀️

Os passos rápidos e decididos da monitora seguiram pelos corredores do Clube da Luta até que chegasse ao seu destino: a arena de treinos. Não era a primeira vez que ia àquele lugar, porém não podia deixar de estremecer por dentro cada vez que fazia. A forma que o completo era disposto lembrava demais arenas de combates antigas e a garota se lembrava da quantidade de mortes aconteceram para diversão. Porém aquele local era para que os semideuses ficassem mais fortes e pudessem sobreviver mais alguns anos.

A penumbra do local não impedia a filha de Eos de ver todos os detalhes do amplo espaço a sua frente, ótimo para praticar suas magias. Um pequeno sorriso se espalhou pelos lábios da ruiva conforme ela esfregava as mãos se preparando para começar. Logo suas feições relaxaram e um semblante de serenidade tomou conta de sua face quando puxou sua adaga especial, mantendo-a perfeitamente equilibrada contra a palma da mão aberta.

— Vamos lá... Você já fez isso com coisas mais pesadas... — Murmurava para si se concentrando na sua magia e aos poucos sentindo o objeto deixar sua mão.

Os olhos violetas se abriram, podendo ver que a arma girava lentamente suspensa a poucos centímetros da sua palma. Ótimo, havia conseguido até rápido. Mantendo a concentração no objeto, a semideusa começou a mover a mão para que a adaga a seguisse, apesar de não ter muita coordenação. Aos poucos pegava o jeito e então abaixou seu braço, deixando que sua magia — e apenas ela — sustentasse a arma conforme se movia alguns passos tentando controlar os movimentos enquanto fazia alguma ação.

Quando se sentiu satisfeita com seu progresso, notando que era realmente capaz de fazer isso, seus dedos envolveram o cabo com a guarda de mão que se encaixava perfeitamente entre seus seios. A ruiva guardou sua arma enquanto olhava em volta a procura de algo que a desafiasse ainda mais. Seus olhos se prenderam em um boneco de palha caído a poucos metros de distância. Pela forma que estava maltratado, algum semideus o usou até que este não mais se sustentasse em pé e nem ao menos o tirou do chão.

Suspirando baixo, a feiticeira estendeu novamente sua mão para frente, dessa vez com o intuito de levitar o boneco de treino até que estivesse perfeitamente em pé. De fato não eram necessários aqueles movimentos com a mão, porém de alguma forma ajudava a semideusa a mentalizar sua magia saindo de si e fluindo até o outro objeto. Este claramente era mais pesado e estava mais distante, então de inicio não se moveu além de uma sacudida — denunciando que algo estava acontecendo.

— Vamos... — Resmungou a De Noir franzindo o cenho e se concentrando ainda mais, sentindo uma gota de suor se formar em seu pescoço com o esforço.

Um flash da sua última missão passou na frente dos seus olhos, vendo o corpo de Jeff caído no chão desacordado. Isso a fez recordar do sentimento de medo e urgência que sentiu no momento, o que a possibilitou ter mais facilidade com a magia. Mas agora era diferente. Estava a salvo, estava em casa e todos estavam bem. Pelo menos isso esperava, já que não os tinha visto ainda pessoalmente. Com um suspiro alto, a garota abaixou o braço e fechou os olhos clareando a mente.

Eu consigo fazer isso. Preciso apenas me focar mais, pensou. A semideusa ouviu um barulho vindo da direção de onde estava o boneco de treinos e quando suas orbes se revelaram pôde ver que o alvo da sua magia estava no ar a um metro do chão. Sem mover nenhum músculo, a garota se concentrou, o fazendo tomar sua posição vertical e ostentando todos os furos e cortes que exibia no tronco aberto, a palha se espalhando como se fosse sangue.

O sorriso voltou aos seus lábios, porém dessa vez estava claro que havia se cansado com o esforço. Passando a mão pelos cabelos, a garota se sentiu contente consigo mesma, porém logo sua barriga roncou. Uma vontade imensa de comer um cupcake a abateu de repente, o que a fez rir baixinho conforme se virava de costas e seguia para fora da arena. No momento sua prioridade era saciar sua fome e restaurar suas energias.
☀️ :
A adaga citada é a Secret. Não pus a descrição porque ela não foi de fato usada :v
Poderes:
Passivos

Nível 4
Maestria com encantos - Você será capaz de pronunciar palavras mágicas que, irão se manifestar graças à magia que passa a correr por suas veias. Essas palavras vão fluir de você para o ambiente, lhe possibilitando a execução de encantamentos diversos; desde de suas armas, até aquilo que for de sua vontade.

Ativos

Nível 1
Telecinese I - Como seu corpo está infestado interiormente com magia, o seu personagem consegue levitar objetos mais leves e pequenos, podendo atirá-los sem muita destreza contra quem você quiser.


Nível 19
Telecinese II - Adquire a capacidade de poder erguer ao ar objetos mais pesados e de tamanhos medianos, além de poder atirar estes contra quem você quiser com mais destreza.

Maisie De Noir
avatar
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
403

Localização :
Onde sou necessária

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Jeff Smith em Sex 18 Maio 2018, 23:43



Avaliação


Muito bem. Gostei de o seu treino ser específico para sua magia, afinal como uma feiticeira, saber os limites de seus poderes pode ser a diferença entre vida e morte. Quanto a narração em si, gostei muito dela. Também gostei muito de como você inseriu sua trama pessoal em sua missão, como um plus para cumprir seu objetivo. Bem, vamos ao que interessa:

▬ Coerência: 50/50.
▬ Coesão, estrutura e fluidez: 25/25
▬ Objetividade e adequação à proposta: 15/15
▬ Ortografia e organização: 10/10
▬ Total: 100 XP

Dúvidas ou reclamações, é só mandar por mp.

ATUALIZADO POR ÉOLO

Jeff Smith
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
357

Localização :
NY

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Jessamine H. Julie em Qua 23 Maio 2018, 15:12

LOST MY HALO
treino de combate desarmado
halo, cage the elephant
E o que é que 'cê quer?
— Levante-se. Isso já passou dos limites.
Sempre posso contar com você 'pra acabar com minha diversão.
— Você não está bem, Jessamine. Precisa de ajuda.
E o grande e invencível Quíron pode me ajudar?
— Não sou nenhuma dessas coisas, criança.
Não é mesmo. Talvez, nós do Acampamento que erramos em confiar em você.
— Apenas levante-se. Não temos o dia inteiro.
'Pra fazer o quê?
— Treinar.

E lá estava eu, com olhos inchados e avermelhados. Cabelos domados em um rabo de cavalo. Puxando a manga da camiseta, como que em um tique nervoso. À minha frente, um dos filhos de Ares que conseguiram fugir encarava-me, analisando cada parte de meu corpo.
— Ridículo. Não cuida de seu corpo?
Não mais. — Ele - cujo nome descobri ser Peter depois - direcionou um olhar com nojo para mim, que ignorei.
— Posição de defesa. — Quase ri de sua cara.
Desculpa? — Vi o golpe vindo em minha direção no último segundo e desviei para o lado contrário.
— Posição de defesa.
E eu deveria te obedecer porque...?
— Contaram-me que você é boa. Prove.
Não 'tô a fim.
— Então vai virar um saco de pancadas. — Mal tinha terminado a fala e direcionou um chute em minha barriga, acertando o alvo em cheio. Ignorei a dor e a súbita falta de ar. Forcei um sorrisinho.
Fofo.
— Posição de defesa. — E atacou mais uma vez, dessa vez com um soco mirando meu rosto. Esquivei-me e retribuí o golpe de antes em suas costelas, ouvindo um crac discreto. — Bom. — Grunhiu. — Mais uma vez.
Afastei-me para observá-lo. Ele não podia ser mais velho que eu e usava a dor de sua perda como uma segunda pele. 'Tava praticamente estampado em seu rosto como ainda sofria. Eu poderia usar isso.
Tanta raiva. É porque a namoradinha não sobreviveu? — Ele trincou a mandíbula, começando um ataque incessante. Suas mãos eram praticamente borrões. Eu protegia a cabeça ao mesmo tempo que procurava desviar dos golpes. — Entendi agora. 'Cê chora a noite porque ela 'tá mortinha e de dia vem 'pra cá e desce o cacete nos outros campistas, 'né? — Seu punho entrou em contato com minha bochecha e fiquei desorientada por alguns segundos. Quando levantei o rosto, encontrei-o encarando-me com um olhar assassino.
E eu ri. Histericamente. Aquelas risadas que você não faz ideia se é forçada ou não, sabe? Tipo as do vilão lá do cara que parece um morcego. Pude sentir os olhos de todos da arena sobre mim. E, por algum motivo, eu não conseguia me importar.
Acha que é o único que perdeu alguma coisa? — Do chão, videiras surgiram e agarraram seus pés. A cada uma que ele tentava arrebentar, outras duas surgiam em seu lugar. Avancei, com um chute nas costelas que já estavam trincadas. Um jab na coxa. Um soco no rosto. Ele bloqueou o golpe contra seu braço, mas me recuperei e chutei seu peitoral em resposta.
Uma vez que ele 'tava caído, terminei de quebrar três de suas costelas, imobilizando-o logo em seguida, desferindo golpes e mais golpes contra seu rosto. Ao longe, pude ouvir berros e gritos e súplicas. Mas seu nariz sangrava e manchara meus dedos. E eu só queria que ele entendesse - o quê, exatamente? Nem eu sei mais.
— JESSAMINE! — A voz grossa de Quíron soou pela arena e ecoou em meus ouvidos. Meu punho imobilizou no ar e pude perceber que Peter estava inconsciente. Meus músculos estavam travados e minha respiração irregular. — Já chega. Acabou. — Assenti, lentamente, saindo de cima do outro e permitindo que os outros levassem-no 'pras enfermarias.
Quando encarei o centauro, ele vestia a decepção e a preocupação de uma forma que me deixou com desgosto. Respirei fundo. Limpei o sangue na camiseta que usava e assenti mais uma vez.
Sim. Acabou.

mimimi:
Poderes:
héracles:
— os passivos de força e tal.
mênade:
— o poder de videiras e tal.
Jessamine H. Julie
avatar
Líder dos Mênades
Mensagens :
568

Localização :
você me diz :9

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Maisie De Noir em Qua 23 Maio 2018, 15:38

Avaliação

Hey Jess. Não tenho nenhuma crítica ao treino. Gostei como descreveu os movimentos, ainda que para mim seja um pouco estranho ler e avaliar na primeira pessoa, mas foi ótimo. Por ser um treino não irei reclamar em relação aos poderes e tals, mas ficou claro que você só está tentando conseguir uns xp's extra e conseguiu! Parabéns!

▬ Coerência: 50/50.
▬ Coesão, estrutura e fluidez: 25/25
▬ Objetividade e adequação à proposta: 15/15
▬ Ortografia e organização: 10/10
▬ Total: 100 XP

Dúvidas ou reclamações, é só mandar por mp.

Aguardando atualização
Maisie De Noir
avatar
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
403

Localização :
Onde sou necessária

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Maisie De Noir em Qua 23 Maio 2018, 21:39


Objectum anime
Treino de magias
☀️

Novamente a filha de Eos se encaminhava para a arena. Depois da conversa com sua irmã sua mente vagava pensando em como a treinaria assim como quais ensinamentos traria para a outra aprendiz. Naquele dia havia um feitiço simples que nunca havia usado.

— Hey amigo! O que acha de ganhar vida? — Perguntou ao boneco de treino já conhecido.

A magia não pedia toque, porém a feiticeira ergueu o braço e apoiou o cotovelo contra o que seria o ombro do boneco. Logo as palavras necessárias foram recitadas e a ruiva pôde sentir um tremor percorrer o objeto que estava se apoiando.

A garota deu três passos até ficar de frente para o que antes era alvo de muitos outros semideuses e que nenhum dele teve pena do pobre boneco feito de palha. A armadura de couro batido ainda estava amassada em vários pontos, mas as formas se mantinham intactas, permitindo que aquilo ainda parecesse minimamente humano.

— Josep, eu lhe darei uma luta final! — Anunciou Maisie entregando uma espada de madeira para o seu novo adversário.

Sua espada de reclamação foi tirada da bainha e seu movimento foi copiado. A feiticeira tinha consciência que ela mesma controlava os movimentos do boneco, mas nem por isso o maltratou. Não sabia porquê, mas estava se divertindo ao fazer movimentos com sua espada fazendo as lâminas — de bronze e de madeira — se chocarem uma contra a outra.

Não estava sozinha no lugar, mas não se importava com os olhares alheios. Ela já era conhecida pelo seu cargo e nem por isso era proibida de se divertir. E o melhor era que poderia fazer isso se divertindo. Maisie fez as espadas se chocarem mais algumas vezes até mirou um golpe contra o peitoral da armadura e abriu um grande sorriso.

Touché — Exclamou animada. Quando abaixou Dawn, o boneco imitou e logo sua vida se esvaiu. — Você lutou bem, Josep, cavaleiro de palha. Foi uma honra ser sua adversária.

Com essas palavras, a semideusa embainhou sua espada e se virou de costas deixando todos os expectadores sem entender muito o que havia acabado de acontecer.

☀️ :

Poderes:
Passivos

Nível 4
Maestria com encantos - Você será capaz de pronunciar palavras mágicas que, irão se manifestar graças à magia que passa a correr por suas veias. Essas palavras vão fluir de você para o ambiente, lhe possibilitando a execução de encantamentos diversos; desde de suas armas, até aquilo que for de sua vontade.

Ativos

Nível 5
Objectum anime - Quando recitado o feiticeiro pode trazer um objeto inanimado à vida, permitindo que ele se mova por conta própria. O Usuário pode manipular objetos, como carros, bonecos, cadeiras, etc.

Maisie De Noir
avatar
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
403

Localização :
Onde sou necessária

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Will Campbell em Qua 23 Maio 2018, 21:55


AVALIAÇÃO


Maisie

Quero lhe dar os parabéns pelo seu treino que foi bem interessante. Até o momento não tinha visto um treino nesse formato e afirmo que curti bastante. Sua narrativa fluiu muito bem e é sempre fácil e agradável ler seus posts. Há apenas um pequeno desconto por dois errinhos que podem ser evitados com uma revisão.

E o melhor era que poderia fazer isso se divertindo. Maisie fez as espadas se chocarem mais algumas vezes até mirou um golpe contra o peitoral da armadura e abriu um grande sorriso.
— Faltou "que" na frase.

Com essas palavras, a semideusa embainhou sua espada e se virou de costas deixando todos os expectadores sem entender muito o que havia acabado de acontecer.
— Acredito que "espectador" seja a palavra correta.

Em todo caso, parabéns!

▬ Coerência: 50/50.
▬ Coesão, estrutura e fluidez: 25/25
▬ Objetividade e adequação à proposta: 15/15
▬ Ortografia e organização: 9/10
▬ Total: 99 XP

Will Campbell
avatar
Filhos de Dionísio
Mensagens :
104

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Hécate em Qui 24 Maio 2018, 12:57

Teje coisado!





Hécate

.:: deusa da magia e das encruzilhadas :: mestra da névoa :: adm do pejotinha :: uma deosa, uma loka, uma macumbeiraaa ::.

Hécate
avatar
Administradores
Mensagens :
562

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Will Campbell em Qui 31 Maio 2018, 02:11


Is just a...
Maybe


“Gire, gire, gire!”

Os passos do garoto geravam ecos na arena vazia naquele momento da madrugada. Seu tirso girava em suas mãos impetuosamente. Sabia que não conseguiria dormir bem até que aquele horário passasse, de modo que resolvera treinar. Alguns de seus encontros recentes com outros semideuses e, principalmente, com uma semideusa, fizeram-no perceber a necessidade de fortalecer-se.

— Mãe... — O garoto abraçara Sara Campbell com a força e o desespero que apenas aquele tipo de situação poderia trazer. Ela vira e acompanhara pela internet o caso do desaparecimento de Emily Johnson. Conforme as buscas tinham avançado sem sucesso, sabia que aquele encontro, agora acontecendo no desembarque do aeroporto, viria a acontecer.

Girando sua arma horizontalmente em volta da cintura e dando passos calculados, Will media o alcance de controle que possuía em combate corpo-a-corpo. Posicionara quatro bonecos ao redor de si, um em cada direção, longes o suficiente para que seu tirso não os alcançasse se permanecesse parado no lugar. Repassava a mesma sequência de movimentos havia uns quinze minutos, o suor começava a descer em seu rosto.

O garfo estava parado no prato havia muitos minutos, a comida permanecia intocada e já fria. Há apenas três semanas seu filho voltara para casa, seus sonhos destruídos. Aquele olhar vazio e o corpo que permanecia quase o tempo todo inanimado na cama, no entanto, poderiam ter durado eras.

Um passo em direção ao boneco em sua frente e desferia uma estocada certeira em sua cabeça; dois passos ligeiramente para trás e usava o cabo para acertar a barriga do boneco imediatamente atrás de si. Simulando que o alvo ficaria curvado, girava o tirso verticalmente em suas mãos, acertando a parte de metal da arma no rosto daquele alvo. Atacava o corpo logo a direita do último com um forte movimento horizontal de sua arma. Considerando o tempo gasto nos dois primeiros adversários, imaginava que aquele oponente estaria preparado e poderia abaixar-se. Assim sendo, desferia um furioso chute em sua direção após o tirso passar em branco no ar. O último dos quatro alvos agora estava às suas costas e Campbell ainda buscava saber como lidar com ele sem que sofresse o iminente ataque. Seus movimentos ainda não estavam completos. E o semideus, filho de Dionísio, sentia que precisava encarar seu passado. Havia um único elo. Ele temia, no entanto, o resultado daquilo.

Após levantar os bonecos, soltou sua arma e pôs-se a fazer flexões de braço no chão enquanto pensava. Três repetições de vinte flexões. Sentia que precisava de um corpo mais forte e estava começando a escrever um plano de treinamento. Quando sentiu que seus braços não mais sustentariam seu corpo nas flexões, Will Campbell reuniu novamente os bonecos e os guardou. Carregando seu tirso em uma mão e seu cantil em outra, partiu em direção de seu quarto. Havia uma carta que começava a assombrar seus pensamentos mais e mais.

Will Campbell
avatar
Filhos de Dionísio
Mensagens :
104

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Maisie De Noir em Qui 31 Maio 2018, 10:54

Avaliação

Olá, Will! Não tenho muito o que comentar do seu treino. Ele foi ótimo e bem detalhados movimentos. Adorei que envolveu a sua trama no meio, não foi apenas mover a arma e acertar bonecos. Parabéns!

▬ Coerência: 50/50.
▬ Coesão, estrutura e fluidez: 25/25
▬ Objetividade e adequação à proposta: 15/15
▬ Ortografia e organização: 10/10
▬ Total: 100 XP

Dúvidas ou reclamações, é só mandar por mp.

Aguardando atualização
Maisie De Noir
avatar
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
403

Localização :
Onde sou necessária

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Éris em Sab 02 Jun 2018, 23:42

att to com preguiça de pegar o template bonito




Éris
avatar
Administradores
Mensagens :
263

Localização :
unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Arenas de Treino

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum