♦ Encerramento de evento: Reclamação Dupla

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♦ Encerramento de evento: Reclamação Dupla

Mensagem por Organização PJBR em Seg 27 Abr 2015, 16:06

Relembrando a primeira mensagem :


Evento de trama - O levante



Dupla Reclamação

As comunicações estavam abertas: de um lado, Quíron e o Equipamento. De outro, John e o Clube da luta, e todos os nômades perdidos que haviam se agrupado. De ambas as partes, todos perdidos. Os relatos iniciais foram rápidos, feitos logo após as apresentações: ataques, monstros estranhos e símbolos de reclamação estranhos pairando sobre alguns semideuses. A história era igual, fosse dentro ou fora do acampamento. Mas o que significava isso? A confusão começava, todos semideuses querendo relatar algo, entender algo, perguntar algo, quando uma voz finalmente os calou:

- Calem a boca, mortais imbecis!

Dionísio finalmente surgira, rugindo - pessoalmente, tanto no Acampamento quanto no Central Park - uma das vantagens de ser um deus. A outra era que ele realmente impunha o controle: podiam pensar o que quisessem, à vontade, mas a aura de perigo que ele exalava fez todos ficarem em silêncio.

- Quíron bem que gostaria de poupar o frágil coração e inocência pueril de vocês, mas não dá pra manter isso por mais tempo. - O outro Dionísio, em NY, dirigia-se a John. - Mesmo aqui fora devem ter notado, não? Nem vocês devem sem ser tão tapados assim...

O filho de Ares cerrava os punhos, mas não demonstrava outras reações, ainda aguardando pacientemente a explicação.

- O Acampamento já havia sido atacado antes, como a maioria de vocês deve saber. Tínhamos nossas suspeitas, mas nada concreto. Contudo, dessa vez, temos indícios. Meu querido pai já mantém Quione como uma "convidada especial", e ainda não encontramos Nêmesis. Não sabemos se estão por trás desses ataques, mas sabemos que estão envolvidas de alguma forma, como os símbolos deixaram claro.

Mesmo para um Deus, ele parecia perturbado com o que diria a seguir.

- O que sabemos agora é que Quione é uma farsa. Ela nunca foi a mãe de vocês!

A balbúrdia começava mais uma vez, mas um olhar de Dionísio e a expansão de sua aura mais uma vez fizeram os semideuses se calar.

- Ela não tinha poder suficiente, nunca teve... Estava apenas utilizando o poder de outra deusa. "Fazendo um favor", ela diz. Não sabemos os motivos ou até que ponto vão esses favores, mas sabemos quem os pediu: a bastarda de Poseidon e Deméter. Vocês, supostos filhos de Quione, são na realidade filhos dela: Despina.

Um clima de choque passou pelos semideuses. Alguns até já haviam tido contato com Quione, outros não, mas a sensação maior era de incredulidade, fosse pela farsa, fosse pelo abandono de sua progenitora real. Quíron ergueu a mão, silenciando-os.

- Sabemos que é muito para processar... Mas o Sr. D. tem razão. O acampamento precisa que saibam... E vai depender de vocês agora...

O Deus voltava a falar.

- Já Nêmesis... Depois dos acontecimentos passados, em especial com Ethan, ela não se manifestou, não exigiu um chalé nem reclamou nenhum filho, apenas seguidores. Achavámos que ela não era muito ativa, mas aparentemente ela nunca esteve fora de atividade...

- Mas... Sr. D? Esse símbolo da roda... é dela? Como ela reclamou um semideus já reclamado?

Sr. D. bufou, mas respondeu do mesmo modo.

- É essa exatamente a questão, Dean... - Ele não ouviu a correção do semideus, prosseguindo - Ela esteve auxiliando vários deuses a cumprirem suas promessas, a acharem seus filhos... Talvez tenha nos manipulado todo esse tempo. Ou talvez tenha recebido favores, como os que Quione fez a Despina. Não sabemos. O que sabemos é que isso é muito suspeito, e não duvido que tenham algo com esse ataque... Como podem ver, estamos na primavera, mas o que se vê? Apenas neve em todo canto! E a esposa de Hades nem se digna a comparecer no Olimpo, nem sob convocação de Zeus, para explicar porque não está fazendo seu trabalho! Agora vocês, todos vocês, saiam da linha e eu juro que fulminarei um por um! Eu...

- O que o sr. D. quer dizer... - Quíron era rápido em conter a fúria do deus do vinho, abafando suas explosões de raiva - É que não podemos ter desconfiança entre nós. O Acampamento precisa de todos que possam defendê-lo e lutar em seu nome. Se é capaz disso e de ainda assim manter nossos códigos, nós os aceitaremos de volta, mas, a qualquer deslize, não serão apenas banidos: serão caçados. Em tempos conturbados, traição não será perdoável... Por isso, aceitaremos todos que se comprometerem, a partir de agora. Sem mais matanças, sem colocar semideuses em perigo, ou mesmo mortais. Precisamos nos proteger e nos unir... Entendem o que queremos dizer?

- Mas seremos vigilantes! Vocês! Filhos de Despina e Nêmesis! Vocês ficarão sob vigilância! Essa reclamação foi muito providencial e em um momento inadequado. Nada nos garante que não estavam envolvidos nisso desde o começo! Não quero você fora do Acampamento! E você, Jean... - Ele se dirigia novamente ao filho de Ares que os havia ajudado -  Você! Você deve manter vigilância cerrada sob estes que estão aí fora, até que voltem, entende? Ou vou destruir seu clubinho pessoalmente!

O deus no central park sumia em um clarão roxo, deixando um círculo árido no solo queimado, onde estivera um minuto antes. Quíron ainda se diria ao líder do Clube da luta e aos semideuses.

- Eu peço que tomem cuidado com a atitude de vocês... Tempos de guerra se aproximam de novo, e não sabemos o que esperar. Mantenham a linha, mantenham-se vigilantes, e lembrem-se: nós estamos aqui! Nós existimos para auxiliá-los. Cuide deles, John...

A comunicação de Íris estava encerrada. Os semideuses olhavam uns para os outros, ainda atordoados. John, contudo, voltava a assumir o controle.

- Vocês ouviram o deus... Mas eu não sou nenhuma babá. Façam o que quiserem por sua conta e risco. Agora, caso queiram colaborar e ser bons semideuses... Eu os convido a conhecer meu clube!

Orientações


Quem estava no ataque vai narrar suas impressões: o que fazia antes dele ocorrer, e como reagiu ao que o grupo passou e ao fim dele, com as revelações atuais. Os que não estavam, devem narrar como descobriram,s e chegaram em tempo de defender o local, o que fizeram e como reagiram;

Foquem na reação com as revelações sobre as deusas - ponto mais do que obrigatório para filhos de Despina;

Descrevam se pretendem seguir as diretrizes do camp ou não - isso pode determinar a visão do Acampamento sobre seus personagens a partir de suas próximas ações.

Podem descrever sua reação ao descobrir o clube. Detalhe importante: John dá a entender que é em NY, oculto, mas não revela o local específico. Aqueles que permaneceram com o grupo externo (mais especificamente seguirem/ ficarem sob a tutela de John) saberão a localização exata em on, podendo considerar o conhecimento adquirido ao fim da atividade, mas devem alterar seu local de moradia para o clube - locais públicos lá serão liberados em breve.

É uma atividade livre, e mesmo quem não estava presente pode postar, nesse caso focando em como soube do ocorrido, o que fazia no momento e suas reações.

Recompensa máxima possível: 100 xp + 25 dracmas

Prazo: 10/05

OBS: A partir de agora renegados que desejem voltar ao Acampamento estão perdoados. Contudo, qualquer sinal de ataque no mundo humano que não seja a mando do Acampamento ou cumprindo missões a mando do Olimpo ocasionarão na expulsão automática do semideus/ criatura mitológica do Acampamento: os deuses estão vigilantes e certas coisas eles não perdoam. - Não se preocupem, condição temporária para a trama e, ainda assim, não impede ninguém de fazer o que quiser - apenas ficarão restritos ao mundo externo/ nomadismo caso o façam.



Tks Maay from TPO
Organização PJBR
Organização PJBR
AdministraçãoPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
999

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: ♦ Encerramento de evento: Reclamação Dupla

Mensagem por Lexis Skönhet em Dom 10 Maio 2015, 10:38


and all that counts
is here and now
post único • at ilhas maurício • with logan e kiera • listening glad you came by the wanted • wearing isso
Lexis usou as pontas dos dedos para secar as lágrimas abaixo dos olhos, evitando esfregá-los e acabar borrando seu rímel. Assinou o bilhete que escrevia e dobrou-o, colocando-o dentro de um envelope rosa, no qual escreveu o nome do destinatário. Logan. Deixou o envelope sobre sua cama, ao lado do garoto, que adormecia, usando o colar que comprara com Kiera quando se conheceram — cujo pingente era o símbolo do infinito — como peso para que o papel não voasse.

Jogou sobre os ombros a mochila que preparara. Levava apenas algumas peças de roupa, fato inédito para a patricinha da Flórida, suas pulseiras, dinheiro mortal, cartões e uma foto Polaroid que tirara de Logan sem que ele visse. Pela primeira vez desde que chegara ao acampamento, esforçou-se para manter a discrição. Saiu do chalé X sem exprimir nenhum ruído.

Chegou aos limites do acampamento em poucos minutos, enfrentando o já previsto frio, que se intensificara àquela hora da manhã. Caminhou, provavelmente mais do que caminhara em toda sua sedentária vida, até encontrar um ônibus qualquer que a levasse para o centro da cidade mais próxima. Em um caixa automático, sacou mais dinheiro. Pegou um táxi para levá-la até o aeroporto JFK, em Nova Iorque. Aquele taxista talvez não precisasse trabalhar pelo resto do mês.  

Lexis entrou no primeiro voo para Miami.

•••


Eram quase uma da manhã quando Lexis desembarcou na cidade-natal. Àquela hora, em plena madrugada de sábado, só haviam duas pessoas com quem ela poderia contar: Kiera e Logan, o outro Logan.  

Levou menos de vinte minutos até que chegasse na residência dos Hawkes, ainda que duvidasse de que encontraria alguém em casa. Por sorte, ainda tinha a cópia da chave que ganhara de Kiera.

Subiu sem fazer muito barulho. De fato, não havia ninguém em casa. Dormiu na cama de Kiera e acordou bem cedo, antes que Logan ou Kiera voltassem de qualquer que fosse a festa da noite anterior. A mãe dos irmãos provavelmente manteria a tradição de só acordar perto do almoço.

Usou o telefone da casa para ligar para o celular de Kiera, confirmando se a menina mantinha o mesmo número. A ligação caiu na caixa postal, mas Lexis reconheceu a voz da garota na mensagem previamente gravada. Foi ao shopping no centro de Miami, onde comprou um celular novo e vários pacotes de salgadinho e biscoito. De imediato, salvou o número de Kiera.

Lexis se dirigiu, então, à casa do pai. Dessa vez, não tinha nenhuma chave, então teve que chamar o dono da casa pelo interfone. Foi atendida por uma mulher que se identificara como Abby, provavelmente alguma empregada que chegara após a partida de Lexis. Abby recusou o pedido de Lexis; a garota não poderia ver o pai. Lexis pediu para falar com o criado.

— Cyrus, manda a Abby ir se foder e chama o meu pai, por favor.

— Lexis? Lexis! Flair proibiu sua entrada, sinto muito.

— Manda ela ir pra puta que pariu. Eu não preciso entrar, Cyrus, só chame meu pai, peça para ele vir aqui fora. Inventa alguma desculpa, por favor.

— Vou ver o que faço por ti. Harlen deve aparecer aí daqui a pouco.

Alguns minutos se passaram entre Cyrus desligar e o portão principal se abrir. Harlen, com roupas formais demais para um sábado, cumprimentou a filha com um rápido abraço.

— Preciso do helicóptero e das chaves da casa nas Ilhas Maurício.

— O quê? Por quê?

— Porque o acampamento para onde você me mandou está prestes a explodir e eu não quero morrer agora. Que horas saio?

— Lexis, meu amor...

— Não me chame assim. Que horas saio?

— Em meia hora, e eu vou com você.

— Não, não vai. Ligarei para Kiera quando chegar lá, quero que ela vá. E preciso ir agora, talvez monstros já estejam atrás de mim.

— Dez minutos. Vá para a cobertura, o helicóptero está lá. Avisarei Louis que ele precisa voar.

— Obrigada — hesitou, nunca chamara Harlen por aquele nome —, pai.

— Eu te amo, minha filha.

Lexis entrou correndo e subiu para a cobertura. Minutos depois, o piloto chegara e ambos embarcaram. Levaria algumas horas — trinta e uma horas, incluindo várias paradas — até que chegassem na ilha ao sul da África.  

•••


Quase três meses se passaram entre a fuga de Lexis e o dia de sua partida. Quase três meses morando com Kiera. Quase três meses comunicando-se com Logan — seu quase namorado, não o irmão da amiga — apenas por mensagem de Íris. Quase três meses até que Logan aparecesse nas Ilhas Maurício.

Lexis e Kiera estavam na cozinha, se preparando para irem à praia, quando ouviram um barulho vindo do quarto. A semideusa subiu correndo, pedindo que a amiga ficasse quieta. O gritinho que soltou provavelmente acordou os vizinhos que ainda dormiam.

— Óbvio que senti saudades. Como chegou aqui? ‘Cê ‘tá bem? Quer alguma coisa? Você deve estar cansado. Como estão as coisas no camp? Quíron sabe que está aqui? Você... — Lexis foi calada por um beijo, quebrando os quase três meses sem chegar perto de um homem.

— Eu te amo, Logan — respondeu, também sussurrando.

Algumas horas — e orgasmos — depois, Lexis ligou para o pai. Era hora de voltar ao Acampamento Meio-Sangue.

Observações:
Voltei, vadias.
O pai da Lexis é rico pra porra e a madrasta dela a odeia. Um dia ai eu organizo tudo isso em um tópico de trama pessoal.
Lexis Skönhet
Lexis Skönhet
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
216

Localização :
USA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Encerramento de evento: Reclamação Dupla

Mensagem por Organização PJBR em Qua 20 Maio 2015, 16:37

Drillbit
Houve alguns trechos cuja cadência de leitura acabou sendo interrompida pelo posicionamento das vírgulas. No mais, cuidado ao copiar falas do narrador - isso nunca é indicado. Apesar disso, conseguiu utilizá-las como gancho para seus pensamentos/ sentimentos. Quanto a onde estava/ o que fazia, o fato é que nem todos participaram do evento e, mesmo dentre os que participaram, o objetivo é que o avaliador não precise caçar todas as postagens do jogador para avaliar o encerramento - ainda assim, foi citado no final sobre o refeitório, então foi considerado.
98 xp + 24 dracmas

Bianca
Encontrei apenas um erro de concordância (a maioria - estavam/ o correto seria "estava") e, em um trecho, o uso de palavras similares (aconteceu/ acontecido) que pode gerar estranheza. Aqui, o problema foi que o foco do evento foi deixado em segundo plano - a revelação das deusas, pouco sendo explorado no encerramento, apenas com uma leve citação.
95 xp + 23 dracmas

Ayla
Não encontrei nenhnum erro na parte ortográfica. Aqui, o mesmo caso de Bianca, com pouco sobre o evento principal que foi a reclamação dupla. No caso de ambas devo citar, por outro lado, que gostei de como envolveram detalhes pessoais na narração.
96 xp + 24 dracmas

Frederick
Cuidado só com a corcordância, e em manter o narrador. Você cita: "Quantos ataques sofreremos" - o que o coloca como participante, e depois diz "Temia ver aquele lugar que preenchia suas memórias..." voltando à terceira pessoa e em seguida "seguro para pessoas como nós", voltando a se incluir - cuidado com isso! No mais, bom texto.
96 xp + 24 dracmas

Zafrina
Vi apenas uma falha de (concordância? - desculpe, o termo me fugiu): Mais surpresa. Aqui, o ideal seria "Maior surpresa" ou "Mais surpreendente" - como quantitativo, o "mais" não se encaixa nessa locução. No mais, apesar de saber que estava no evento, seria interessante citar ao menos a reação com os símbolos, além da reação com as informações em si - a falta dessa informação descontextualizou um pouco.
96 xp + 24 dracmas

Carylin
Nada a falar em gramática - só tome cuidado para não repetir termos muito próximos (como "ouvir" que cita várias vezes). Cuidado também ao citar as falas do narrador - isso geralmente é contra-indicado, ainda que, como ocorreu com o Drill, também conseguisse colocar isso como um gancho, não tornando tão repetitivo. A falta de citações se justifica pelo contexto, uma vez que a personagem nem sequer viu a ação, mas faltou a questão do envolvimento com as mudanças - exceto pelo clube, que foi alvo dos pensamentos da personagem. No mais, parabéns.
97 xp + 24 dracmas

Alaric
Primeiro ponto: organização. Ok, está legível e tudo o mais, mas não padronizou os parágrafos. Não crie "blocos de texto": ou pule linhas entre cada parágrafo ou simplesmente não pule linhas (não muito indicado, pra ser sincera). Mas, da forma como fez, parece que foi aleatório. A frase terminava no meio da linha e vinha outra embaixo - o que deveria ser o início de outro parágrafo - enquanto que em outras havia o espaçamento. Outro ponto: cuidado na organanização temporal. Da forma como escreveu não houve uma transição entre a explicação do evento da semana e o engajamento na narrativa atual - parecendo então que já havia comandado um ataque antes e estava repetindo isso. De escrita, apenas um deslize em concordância: "Era bem raro coisas do tipo acontecerem ali" - "coisas" está no plural, e acontecer se refere a "coisas", devendo acompanhar a flexão.
95 xp + 23 dracmas

Jynx
Pequenas observações: quando se fala em graus celcius, se fala em temperatura, não em calor (e, sendo positivo, já seria "quente"). Logo nesse comecinho a primeira vírgula também se encontra inadequada. Em seguida, você diz: "Estava confusa, onde todos os pensamentos e sensações se conflitavam." - contudo, "onde" fica inadequado, uma vez que remete a um lugar/ local e não há nada na frase que se conecte a isso; seria diferente se disesse, por exemplo, "Estava confusa, sua mente era um turbilhão onde todos os pensamentos e sensações se conflitavam." porque, nesse caso, "onde" teria alguma referência. Depois, quando fala do esbarraão diz "sobre si" - sobre é uma preposição com significa de acima/ por cima, logo, a menos que a personagem estivesse deitada/ sentada no chão o ideal seria "em si".

Em coerência, dois pontos: primeiro, em momento algum Dionísio diz que Despina e Nêmesis que criaram o ataque. Na fala dele, é dito: Não sabemos se estão por trás desses ataques, mas sabemos que estão envolvidas de alguma forma, como os símbolos deixaram claro. O segundo ponto é que Dionísio em momento algum convocou alguém para ir ao clube - ele diz que o chefe do clube deve manter vigilância sobre os que estão do lado de fora (que, por sinal, não deveriam permanecer dessa forma - com Quíron reforçando e dizendo que receberiam os renegados/ nômades) mas não há uma convocação, já que não há um pedido/ ordem/ chamado direto partindo de Dionísio.

No mais, faltou focar mais na reação sobre as deuses - assim como outros players, o foco fugiu da reclamação dupla para o clube da luta, apesar de haver citações.
85 xp + 21 dracmas

Amber
Algumas palavras são mesmo enganadoras, e você acabou na pegadinha de uma duplinha delas: eminente/ iminente. "Eminente" é alto, elevado, importante; no caso do seu texto, o correto seria "iminente" que significa "próximo, perto de acontecer". No mais, você ficou bem na questão das deusas, mas pecou pelo lado oposto, ignorando todo o resto das informações - sem menção à troca de informações com o grupo externo, por exemplo. No mais, bom texto.
96 xp + 24 dracmas

Nina
De concordância, apenas uma frase: " os semideuses decidiam se ficaria nas terras do Acampamento ou partiria ao encontro do filho de Ares" - note que "semideuses" no plural, exige que os verbos sejam flexionados da mesma maneira. No mais, conseguiu colocar tanto a questão da deusa como do grupo, e ainda mesclar ambas à trama própria/ lembranças/ referências. Parabéns.
99 xp + 25 drcmas

Catherine
Algumas vírgulas mal posicionadas ou em excesso, ou a troca delas por ";" sem necessidade - algumas frases, inclusive, poderiam ter recebido um ponto final, sem prolongar demais a oração. No meio, você se perdeu em uma frase, tornando a leitura extremamente confusa: "Juntava lentamente todas as peças do quebra cabeça mentalmente, tentando entender tudo para conhecesse-me de que tudo não passasse de um engano, mas a expressão perturbada de Charlie me dizia que não era isso." - imagino que a intenção fosse: "convencer-me de que tudo não passava de um engano". Cuidado com repetições (ali/ por ali). Também evite copiar falas dos narradores - é uma dica geral, em muitas ocasiões estará nas regras para não fazer tal coisa, dependendo do narrador - ainda que não fosse o caso aqui, só frisando. No mais, boa contextualização e abordagem das informações.
95 xp + 23 dracmas

[Avaliada por Asclépio]

Nerisse O. Mignard

O único erro que encontrei que realmente mereça ser citado foi em um momento onde escreveu o nome de sua própria personagem errado -  trocou "Nerisse" por "Nessie". No que diz respeito a ortografia você conseguiu se sair muito bem, sem nenhum erro que eu tenha notado. O mesmo em relação aos outros aspectos avaliados. Só não entendi a razão da personagem parecer tão indiferentes quanto a situação toda, do levante até a dupla reclamação. No mais, meus parabéns.
96xp + 24 dracmas

[Avaliações feitas por Tânatos]

Violet Young
A sua postagem foi consideravelmente boa, senhorita Young. Você obteria a bonificação máxima se não fosse o probleminha que assola grande parte dos postadores do nosso fórum: a aparente preguiça em revisar o texto mais de uma vez. Encontrei erros de ortografia e de acentuação ao decorrer de sua narrativa, como por exemplo a ausência de acentuação na palavra "silêncio". Bem como, uma escrita um pouco confusa na frase: "Entenda que não tenho nada contra lutar, gosto até bastante na verdade". Gosto até bastante na verdade? Bom... Ficou um pouco confuso. No mais, você respeitou os pontos obrigatórios e os enriqueceu, o que só demonstra a sua vontade em melhorar e de se sair bem. Meus parabéns e siga a dica: revise antes de postar!
~96 xp + 24 dracmas

Nicholas Greylaw
Assim como no caso da player Violet, a sua postagem está dentro do esperado para alguém "experiente", digamos assim. Não obstante, rapaz, você tropeçou no quesito ortografia, apresentando sobretudo problemas na acentuação de seus períodos. Por diversas vezes em sua narrativa você esqueceu de acentuar algumas palavras (supôs, por exemplo) e acabou desconsiderando a utilização de crase quando ela se fazia necessária. Fora isso, reitero a sua proficiência e o domínio que tens de seu personagem e suas emoções, que só vieram a acrescentar no texto.
~95 xp + 23 dracmas

Alicia K. Liechtenstein
Meus parabéns pela sua postagem impecável, senhorita. Não possuo nenhum questionamento a fazê-la ou mesmo alguma coisa para reclamar de seu desempenho, restando-me apenas elogiá-la. Primeiramente quero dizer que o fato de sua personagem - dada a sua procedência divina - estar diretamente envolvida com a história só veio a enriquecer a narrativa que você redigiu, uma vez que senti todos os anseios que sua personagem supostamente passava, assim como toda a tensão por trás da descoberta sobre Despina e Nêmesis. Continue assim, você possui um domínio invejável de sua personagem e sua história.
~100 xp + 25 dracmas

Sadie Bronwen
Bom, Sadie, sempre é adorável avaliá-la, levando em conta que você sempre capricha em todas as suas postagens, sem exceção. É óbvio que eu não pouparia elogios para descrevê-la. Mas, desta vez, tenho de dizer que infelizmente você pecou diversas vezes na ortografia de seu post. Acredito que tenha faltado uma nova revisão, uma vez que você escreveu "tapina" ao invés de tapinha, "brucos" no lugar de bruscos e acentuou tramoia indevidamente; assim por diante. Utilize todo o capricho que você utiliza no desenvolvimento de sua personagem sádica (trocadilho) para melhorar nesse ponto e então obterá o sucesso pleno.
~97 xp + 24 dracmas

Kristy Grandine
Pequena, assim como eu já disse ao avaliá-la em missões e DIY's, não preciso poupar elogios para a sua pessoa. Contudo, novamente reitero a única ressalva que venho fazendo a você nas mesmas atividades: o seu template acaba mascarando espaços entre as palavras e faz você os suprimí-los mesmo que involuntariamente. Dessa vez não foi diferente, já que você escreveu "larquem...", "querealmente" e assim por diante. No mais, você não pecou em nada além da organização. Um beijo especial e parabéns pela participação do evento.
~98xp + 24 dracmas

Mai Kaitsato
Gostei bastante do trocadilho que você fez com a deusa Despina, embora eu acredito que ela não tenha ficado nem um pouco feliz com isso. Hahaha. Sem considerações acerca de seu desempenho, se não felicitá-la pelo tal. A única ressalva que faço é quanto a utilização das vírgulas, aonde você ainda peca aqui ou acolá. Meus parabéns, filha da noite.
~99 xp + dracmas + 25 dracmas

Logan Montecarlo
Sem considerações relevantes sobre. Meus parabéns pela ótima postagem, que a partir de hoje plagiarei para fazer uma postagem decente. Hahahaha. Brincadeiras à parte, quero lhe dizer que você tem uma forma genuína de tratar e desenvolver o seu personagem, e isso ficou mais evidente no encerramento. Você respeitou o que deveria ser respeitado e cumpriu o que deveria respectivamente. Parabéns e continue assim!
~100 xp + dracmas + 25 dracmas

Lexis Skönhet
Encontrei alguns pequenos percalços na ortografia e organização do seu post, mas nada muito relevante a ponto de ser destacado por aqui. Assim como grande maioria dos demais, você cumpriu os pontos obrigatórios que deveriam ser levados em conta e também enriqueceu a narrativa com os sentimentos de sua personagem. Novamente reitero que a única ressalva é que você pecou ao redigir o texto, então pede-se mais atenção aí. Por fim, meus parabéns e continue assim.
~99 xp + 25 dracmas

~ Atualizados ~
Organização PJBR
Organização PJBR
AdministraçãoPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
999

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Encerramento de evento: Reclamação Dupla

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::