Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Recuperação: Refeitório

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Recuperação: Refeitório

Mensagem por Orfeu em Sab 02 Maio 2015, 23:41

Relembrando a primeira mensagem :


Refeitório



Descrição

Torna-se indispensável manter o vigor do corpo, para conservar o do espírito.

— Luc de Clapiers Vauvenarques

Em uma colina dentro do Acampamento, ergue-se o Refeitório, que possui vista para o mar. São grandes mesas de madeira - do tipo que se encontra em parques, reservadas para piqueniques - cobertas com toalhas brancas e roxas. O pavilhão é ladeado por grandes colunas de mármore, com tochas que são acesas durante a noite. Num geral, os campistas não podem se sentar à mesa de outro chalé, e a dieta é composta principalmente de uvas, queijos, pães, afora outras comidas que tendem ao saudável, o que não quer dizer que, vez ou outra, lanches como hambúrgueres e pizza não possam ser servidos.

Cada mesa é grande o suficiente para os integrantes de cada chalé, e, no centro de toda a configuração, queima uma grande fogueira, em um braseiro de bronze, onde são feitas as oferendas, considerando que Héstia recebe uma pequena porção de cada uma. Ao fundo, há a mesa principal, onde sentam-se Quíron e o sr. D, além de convidados mais ilustres; ao final das refeições, anúncios importantes podem ser feitos pelos diretores.

As ninfas passam com as bandejas de comida, ajudando no serviço do Acampamento, antes delas próprias sentarem-se à mesa para as refeições, divindo-se entre os chalés de Deméter e Perséfone, no caso das dríades, e Poseidon, no caso dos espíritos da água, enquanto os sátiros compartilham a mesa de Dionísio, ainda que os seres da natureza possuam uma certa liberdade nesse quesito, podendo escolher qualquer mesa para se sentar. As bebidas surgem magicamente nos copos, bastando um pedido do semideus, desde que não seja nada alcoólico.

As harpias só surgem para retirar a louça e limpar o local - e não ficarão muito felizes se alguém estiver atrapalhando.

{Wikipédia, Pensador, Percy Jackson BR, Rick Riordan, Percy Jackson e o Ladrão de Raios (Rick Riordan), May, gabs}


Informações de Jogo


Premiação máxima: 25 HP/MP parciais, isto é, não acrescenta, apenas recupera.
→ Além do considerado acima, a utilização de itens (poções, elixires e afins) é permitida, desde que respeite-se a regra de um item/dose por postagem. Itens consumíveis ou de uso único serão retirados do arsenal. Poderes também são permitidos, desde que tenha-se coerência no uso.
→ A descrição aqui visa dar uma base interpretativa na hora de postar a realização da refeição.
→ NPCs podem ser utilizados livremente.
→ Flood não é permitido. Só serão consideradas postagens com mais de 5 linhas em fonte arial ou times tamanho 12 com margem normal, no Word. Templates e tables são aceitos, mas o tamanho da postagem será verificado para ver se o conteúdo está adequado ao disposto.
→ A postagem aqui só é permitida diariamente, isto é, você só pode realizar um post por dia no "Refeitório". Desrespeitar isso causa anulação da postagem na primeira tentativa. Reincidências podem ter punições mais graves.

Tks Maay from TPO
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
539

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Sadie Bronwen em Sex 08 Abr 2016, 18:42

Sem avaliação. A player conseguiu se recuperar na enfermaria, não necessitando complementar. Apenas dando um retorno para que não haja confusões caso mais jogadores utilizem o tópico.
Sadie Bronwen
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
316

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Sasuke Fukui em Qua 13 Abr 2016, 22:39

Refeitório
Recovering



Ok, eu não estava bem. Não totalmente, como deveria, estava me sentindo muito fraco e meu rendimento nos treinos com certeza não estava bom — eu tinha perdido um duelo amistoso para o Nicholas, que era novato!

Meu orgulho estava ferido e o filho da mãe ficava cantando vitória sobre mim enquanto nos dirigíamos para o refeitório. A concha de Quíron havia soado para o almoço e uma enxurrada de semideuses convergia para o local. Tudo o que eu queria era me misturar aos outros e deixar Nick no vácuo, mas o espertinho estava grudado em mim!

— Tá bom, cara, você venceu, beleza. Mas já ouviu falar em sorte de principiante? Pois é...

— Que coisa feia, japonês! Assume que perdeu e pronto!

— Nick, eu vou te queimar vivo na lareira favorita da sua mãe. Cala essa boca! — Mas nós estávamos rindo.

Certo, eu realmente não estava em minha melhor forma, mas não dava para tirar o mérito do novato filho de Héstia. O garoto era muito bom, com certeza teria um grande futuro como semideus.

Chegamos ao refeitório e cada um foi à sua mesa. Pedi strogonoff de carne, porque eu estava com desejo dessa comida havia muito tempo, e fui até a fogueira para queimar a melhor parte. Como sempre, a prece foi para minha mãe:

— Oi, mãe. Aqui, pra você. Obrigado por me proteger sempre. E... se você puder, claro... Faz uma maquiagem berrante no Nick por mim, por favor? Obrigado e até mais.

Voltei para minha mesa e me sentei ao lado de meus irmãos. Ali, engatando uma gostosa conversa, passamos a hora do almoço e nos recuperamos das atividades da manhã.


.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Sasuke Fukui
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
73

Localização :
Chalé de Afrodite

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Zoey Montgomery em Qui 14 Abr 2016, 12:58


Avaliação



Fukui SasukeSASUKE-KUN
Okay, vamos lá: Sasuke-kun sua fluência é boa, assim como o restante de seu texto. Está bem escrito e estruturado, meus parabéns!

Recompensa: 25 HP e 25 MP





Zoey Montgomery
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
1202

Localização :
Ilha de Circe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Ninha Fabbris em Qua 20 Abr 2016, 03:02



Do not try to contain the sea

.I'm like the waves: You never know what  I'll do





Ninha Fabbris . 11 anos . filha de Poseidon . Princesa da Char. Alguinha da Tai . Pequenina do Jerry . Nível 17 . Animada . Fofa . Incontrolável .  Dona de Cyon . Loja aqui  . Solteira . A Espera de uma Missão. Estou usando esta roupa

LEGENDA:
Narração 1ª Pessoa
Minhas falas
Pensamentos
Falas avulsas
Monstros
local

clima

interagindo







Elas estão nuas.. ψ

           A leve brisa marítima adentravam meus pulmões com amor. Havia tanto tempo que não aparecia a este refeitório que o sentimento de nostalgia quase – e digo quase porque provavelmente era impossível – cobria a fome que rodeava minhas entranhas. O refeitório, por mais nostálgico que fosse pisar no local, estava diferente. As mesas haviam sido reformadas e sua madeira que expelia anteriormente somente um cheiro amadeirado de pinheiro também exalava um pequeno aroma de verniz, em sua cobertura, tecidos parecidos com o de um piquenique de tonalidade rochas-violetas e brancas.

           Corri para a mesa do chalé de Poseidon, tão grande quanto às outras mesas espalhadas por todo recinto – talvez por questão de estética – e me sentei, aguardando pacientemente a entrega dos alimentos. A comida em questão fora servida, ao menos para mim, por uma Náiade de beleza espetacular. Seu corpo físico estava materializado como pele humana com uma leve pintura quase imperceptível de azul ciano, Mas seus olhos, vestes e cabelos eram água pura, vinda de um riacho prospero e novo, recém-formado há poucos anos.

           Assim que meu alimento fora entregue, levantei debilmente e corri até a fogueira, admirando um pouco o altar de oferenda.

           - Pai, sinto sua falta.  Não consegui encontrar Mamãe e ela foi tirada de mim em seu reino, o oceano. Sei que é pedir muito, mas me ajuda. Por favor. E obrigada por aparecer secretamente em meus sonhos - ri, tentando disfarçar as lágrimas e jogando uma parte da oferenda.

           Assim que vi a fumaça Azul cristal se dissipar, voltei para o lugar que estava, percebendo algumas Náiades e Oceanides ao meu lado comendo com atenção. Uma das garotas aparentava ter seus 10 anos de idade e em seus cabelos um pequeno peixe Symphysodon Discus, passeava por seus cabelos, casualmente saltando para as roupas de água e voltando a seu oceano capilar.

           Alimentei-me em silêncio, sem conversar com quem estava ao meu lado e não consegui reparar se algum irmão meu aparecera. Era verdade que meus pensamentos vagam perdidos em minha ultima visita a Miami e a falha de vida que foi não encontrar nada que pudesse me ajudar a achar minha mãe. Bebi um gole de Coca-cola, sem perceber que não havia nem pensado no que iria escolher para tomar, mas os Deuses – ou meus pensamentos – tiveram uma ótima decisão.

           Não sei quanto tempo demorei para terminar a minha refeição, mas assim que o ultimo grão de arroz fora engolido por minha garganta, levantei-me caminhando sem rumo pelo acampamento.

 
Da autoria de ninha fabbris ® cópias são estritamente proibidas


Ninha Fabbris
avatar
Filhos de Poseidon
Mensagens :
670

Localização :
Por aí no acampamento (:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Zoey Montgomery em Qua 20 Abr 2016, 12:31


Avaliação



Ninha Fabbris — É a primeira vez que leio um texto seu, Ninha, e você me agradou bastante. Sua fluência é boa, e sua estrutura textual é excelente. Parabéns. 

Recompensa: 25 HP e 25 MP



Zoey Montgomery
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
1202

Localização :
Ilha de Circe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 126-ExStaff em Qui 21 Abr 2016, 21:30

126-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
313

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Lokesh Targaryen em Qua 04 Maio 2016, 02:38


Refeitório

♦ Recuperação ♦

Montauk, New York.

O céu estava alaranjado, indicando que os últimos raios solares estavam para desaparecer. Tinha combinado de ir ver as estrelas com Gabs, mas minha barriga rugia feito um dragão. O pavilhão estava vazio, considerando a multidão que aparecia no horário do almoço e da janta, mas ainda assim era um pesadelo atravessar até à mesa de Héstia, que ficava quase do outro lado da entrada, na qual se encontrava apenas uma pessoa. Parei por um breve momento, tentando me recordar de seu nome, mas nada veio em minha mente, então simplesmente o ignorei.

A magnífica magia do acampamento materializou arroz, feijão, salmão e duas coxas de frango assado em meu prato, além de um punhado de alface e um pedaço de torta de morango, separado dos demais. Me aproximei da lareira, sentindo o calor me aquecer e encher, como se fosse parte da refeição. Meus olhos estavam fixados nas chamas, que pareciam dançar e rodopiar, formando figuras. Primeiramente, pareciam simples cavalos trotando em círculos, mas logo identifiquei homens em cima dos animais, com lanças nas mãos, e no meio da roda estava um filhote de dragão, encolhido em meio ao nada. Senti minha garganta esquentar, ardendo, e rapidamente lancei uma das coxas no fogo e me virei, voltando ao assento.

Sempre que me alimentava no acampamento me lembrava de minha antiga morada. Lá sempre tinha tudo o que queria, em quantidade espantosa, mas isso acabava tornando o desperdício algo de porte muito grande. Ali, naquele lugar, podia comer de minhas comidas prediletas sem ter que negar e desperdiçar todo o resto. Seria algo muito bom de se adotar quando retornasse à casa. Aí então teria permissão para mandar as empregadas fofoqueiras para o olho da rua e substituí-las por pratos e copos que voassem sozinhos, sem sequer precisarem de asas. Certamente era ali o meu lugar preferido de todo o acampamento, ainda mais pelo maravilhoso suco de groselha que serviam. Seria errado montar meu quarto no refeitório?

— Gabs! — falei desesperado, me lembrando do compromisso. Joguei guardanapos em cima do pedaço da torta e saí correndo dali, com ele em mãos. Trombei em algumas mesas, derrubando um ou outro copo, mas sabia que em alguns segundos tudo estaria em seu devido lugar com seu devido líquido. O ser que inventara aquela cozinha mágica não tinha ideia do quanto eu o amava.


♦ Créditos parciais: Andy & Oliver ♦
Lokesh Targaryen
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Lavínia Cavendish em Sex 06 Maio 2016, 18:07



Avaliação

Lokesh Targaryen


Nem tenho muito o que falar, já que eu costumo escrever quase que um livro quando encontro textos com erros — o que, obviamente, não foi seu caso. Descreveu todos os pontos que deveria com clareza e ainda inseriu pequenas partes de sua trama, do psicológico do personagem e tudo mais que tornou uma narração simples porém muito bem feita. Caprichos em locais "menos importantes" como este fazem a diferença para saber se um player é dedicado em seu trabalho ou não. Parabéns!

Recompensa: 25 HP e 25 MP

Dúvidas, reclamações, desabafos: MP
© lavínia cavendish




white winter hymnal


Lavínia Cavendish
avatar
Líder dos Mentalistas
Mensagens :
435

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Lokesh Targaryen em Seg 09 Maio 2016, 13:06


Refeitório

♦ Recuperação ♦

Montauk, New York.

Sequer uma nuvem manchava o pano azul que se estendia acima de minha cabeça, normalmente chamado de céu. Ainda assim, o sol estava modesto e frequentemente podia se sentir brisas, de forma que o clima estivesse totalmente agradável. Estava sentando à mesa de Héstia, pensando sobre o que desejava comer. Comidas surgiam e desapareciam, dando lugar à outras, que logo sumiam novamente. Minha mente estava confusa e isso bugava a magia do refeitório. Era em torno das duas da tarde, já havia passado o almoço e estava longe da janta, e isso dificultava ainda mais minha escolha. Eu não conseguia focar em um pedido, logo nada se fixava em meu prato, o que estava começando a me irritar.

Inspirei profundamente o ar, expirando após alguns segundos, tentando me acalmar. Meus olhos se prenderam na lareira do outro lado do refeitório, onde o fogo crepitava e mudava de forma conforme os campistas jogavam seus sacrifícios. Não aceitava o fato de ter sido enfeitiçado por um filho de Hécate, muito menos por uma magia de confusão mental. Agarrei uma torta qualquer que acabara de se formar em meu prato, me levantei e joguei nas chamas.

— Aí está sua oferta. Agora, me liberte disso! — murmurei, irritado. Para mim, Héstia era apenas um ser qualquer, não representava absolutamente nada. Sabia que a maioria dos semideuses odiavam seus pais divinos, e com certeza eu não era uma exceção. Por tudo o que ela me fizera passar, tirar uma confusão era mais que sua obrigação. Vi as chamas consumirem o que, naquele momento, já havia se transformado em um brownie, depois em bolo de chocolate, depois em pão com ovo.

A cor do fogo se alterou e pude escolher com clareza o que desejava. Àquela altura minha fome estava em seu ápice, então algo se materializou, dessa vez o que eu realmente queria. Desisti do garfo e faca, agarrei a fatia de pizza de frango, com as mãos e comecei a mordê-la, engolindo um pedaço e tomando uma golada de Pepsi logo em seguida. Para um príncipe, aquilo não parecia nada educado, mas que importava? O filho de Ares do outro lado do pavilhão comia feito um hipopótamo, ou pior, pois engolia as coisas sem sequer mastigar. Comi mais dois ou três pedaços, até parecer que minha barriga ia explodir. Provavelmente tinha cometido o pecado da gula. Por sorte, aqueles deuses não ligavam pra isso.


♦ Créditos parciais: Andy & Oliver ♦
Lokesh Targaryen
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 127-ExStaff em Seg 16 Maio 2016, 13:53

Avaliação
Refeitório: Lokesh Targaryen
hmm, cura mais nutritiva do que cereal

Primeiramente, desculpe pelo transtorno que foi a demora para a sua avaliação; estamos trabalhando para que isso não mais aconteça.

E pois bem, Lokesh, o que dizer sobre um post como o seu? Creio que não será novidade ao me prolongar falando sobre o seu modo impecável de narrar e sobre o esmero que tem com tão pouco, como esta recuperação; já terá ouvido isso, com certeza. Também não preciso falar da sua total coerência e do envolvimento tão necessário com a sua trama que você fez questão de aqui colocar, coisa que poucos se atentam em fazer. E por toda essa sua perfeição, só me resta te dar os parabéns!

— Recompensa: 25 HP e MP.
Thanks Tess


127-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
330

Localização :
No meio das planta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Bruce Chandler em Ter 09 Ago 2016, 17:14

Refeitório

tired and bored


Cansaço é a palavra que me definia naquele momento, não importava se era físico ou mental. Cada dia que passava no Acampamento Meio-Sangue era motivo de aborrecimento para mim, principalmente porque ali eu havia deixado de ser o mais forte.

Andando pela trilha até o refeitório, cercado de vários valentões do chalé V, eu me lembrava da época em que punha medo em todos nos reformatórios, a mesma época em que eu conseguia fazer meninas metidas a brutalhonas mostrarem que eram apenas manteigas derretidas que facilmente se rendiam ao cara que conseguia tudo. Foi-se o tempo! Agora as garotas eram todas realmente fortes e guerreiras (à exceção de algumas filhas frescurentas de Afrodite) e os garotos eram mais fortes do que eu, em meu chalé principalmente, mesmo que não tivessem praticamente intelecto algum!

Peguei meu prato como que no piloto automático enquanto pensava no que faria para voltar a ser temido e admirado como antes, afinal já estava cheio de ser apenas mais um no meio de tantos filhos de Ares! Servi-me de pedaços de carne ao molho com batatas, queimei parte da comida contra minha vontade — deuses por acaso se alimentam de fumaça?, pensava — e fui para a mesa com meus meio-irmãos.

Olhando para o vale, pensei na mediocridade em que havia me tornado. Filho do deus da guerra que não tinha moral sobre os outros campistas, que vergonha! O sabor da comida recuperava minhas energias físicas, mas também me dava mais vontade de voltar ao que era antes: um líder.

— Estou voltando... melhor se prepararem, semideuses de sangue fraco, pois temerão a mim muito em breve — murmurei para mim mesmo, de modo que nenhum de meus irmãos abestalhados ouviu qualquer palavra que eu disse.

A decisão estava mais do que tomada, eu voltaria a dominar absoluto, não importava o que acontecesse, e mostraria aos deuses o que é ser um meio-sangue de verdade.


.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Bruce Chandler
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
51

Localização :
Chalé de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Hetton Feak em Ter 09 Ago 2016, 18:19


Avaliação - Bruce Chandler

Olá jovem! Seu post foi bem feito, não encontrei nenhum erro. A narração é clara e direta. Gostei bastante do personagem, também. Não há motivos para me prolongar tanto quanto não há motivos para não lhe dar a recompensa máxima!

Recompensa: 25 HP e 25 MP recuperados

Aguardado atualização!
Hetton Feak
avatar
Espíritos da Água
Mensagens :
70

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Psiquê em Ter 16 Ago 2016, 17:48



Atualizado!



How fickle my heart and how woozy my eyes, I struggle to find any truth in your lies. And now my heart stumbles on things I don't know, my weakness I feel I must finally show. Lend me your hand and we'll conquer them all but lend me your heart and I'll just let you fall, lend me your eyes I can change what you see, but your soul you must keep totally free
Psiquê
avatar
Administradores
Mensagens :
963

Localização :
Castelo maravilhoso do Eros

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Spencer Ackerman em Sex 23 Set 2016, 16:16


Refeitório
being healthy again


Não sei nada sobre mim. Tudo o que sei é que acordei em um chalé cinzento e abarrotado de planos arquitetônicos e com a minha força reduzida pela metade. Mas o pior de tudo era minha memória: estava totalmente vazia.

Pessoas ao meu redor chamavam-me de irmão e perguntavam se eu estava bem, como eu estava me sentindo. Não faço ideia do que aconteceu, não reconheço nenhuma dessas pessoas e muito menos o lugar onde estou. Parece um acampamento de verão, mas no lugar de bolas e bastões para jogos, existem escudos e espadas.

A fim de conseguir alguma recuperação, deixo que me conduzam a uma construção sem teto no alto de uma colina, um refeitório em todo estilo grego antigo. Na verdade, tudo ali é neste estilo. Cada relance que tenho do local me causa dor de cabeça, como se informações importantes devessem estar em minha mente mas simplesmente tinham sido sequestradas.

Meus supostos irmãos se sentam comigo à mesa para o café da manhã e noto que alguns me olham estranho. Jovens de cabelos cor de folha passeiam entre as mesas com pratos de comida e me sirvo apenas de frutas, não conseguiria comer nada mais pesado.

Sou orientado a queimar parte da comida numa imensa fogueira e, embora não entenda a razão disso, aceito fazê-lo com a nítida impressão de já ter realizado este ato antes. Volto então à minha mesa e começo a comer, pensando onde raios eu estava, quem eu era e o que teria acontecido comigo.

~*~

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Spencer Ackerman
avatar
Filhos de Athena
Mensagens :
23

Localização :
Chalé de Atena

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Hetton Feak em Sab 24 Set 2016, 00:35

Avaliação - Spencer Ackerman

Sua escrita foi simples, direta, suficiente. Não há muito o que dizer, não houve erros encontrados, portanto a recompensa é merecida!
Recompensa: 25 HP e 25 MP recuperados
Hetton Feak
avatar
Espíritos da Água
Mensagens :
70

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Lokesh Targaryen em Qua 26 Out 2016, 11:56


Refeitório

♦ Recuperação ♦

Montauk, New York.

A relva estava afofada e desgastada por conta das inúmeras passagens dos campistas por ali, formando visivelmente algo parecido com uma trilha. Apesar da noite ter sido invadida por nuvens pesadas e fortes pancadas de chuva, o sol acordara resplandecendo com força total, fazendo os orvalhos brilharem com forte intensidade. Ao longo do caminho oposto, uma enorme fileira de outros semideuses podia ser vista, todos caminhando em direção ao enorme pavilhão que se erguia entre as estradas, soltando fumaça pela abertura na parte superior.

Busquei chamar o mínimo de atenção possível, me esgueirando por entre os bancos de outros deuses até chegar ao de Héstia, que se encontrava quase lotado. Sentei na ponta, afastado dos bastardos que se prolongavam por toda a extensão de madeira. A magia do acampamento não falhou, fazendo aparecer diante de mim um prato com dois pares de torradas amanteigadas, assim como um formoso copo de leite gelado. Hesitei por um longo período, me perguntando se haveria consequências pelo o que iria fazer.

A regra do acampamento era ofertar o melhor do seu prato para os deuses, geralmente seu progenitor e padrinho, e somente depois se alimentar, porém dessa vez faria o contrário. Estava cansado de todos os dias estar ali me fazendo de um bom garoto aos olhos de minha mãe e nunca ser atendido ou respondido. Todas as noites me deitava com meus pensamentos fixos nela, assim como minhas preces, porém o último retorno tinha sido meio ano atrás, que fora uma quebra de feitiço básico. Se seus olhos e ouvidos não tinham tempo para mim, certamente também não teriam para comidas jogadas ao fogo.

A torrada se quebrou com o toque dos meus dentes, enchendo minha boca com o sabor da manteiga e pão queimado. Cada mordida se seguia por um gole do leite, para fazer com que a massa descesse com maior facilidade. Aquela refeição tinha sido incrivelmente satisfatória, apesar dos pensamentos conturbados. Não tinha morrido engasgado ou afogado, então supunha que a Senhora do Fogo não tinha se ofendido tão bruscamente.

Não contente com a pequena rebeldia, me levantei impacientemente e caminhei por entre os campistas, me desviando de alguns ombros largos desajeitados e desastrosos. Observei as chamas por um longo momento, e por fim joguei um pedaço de torrada mordida, esperando que o insulto fosse maior. Quem sabe não vá me buscar em sonhos e me mate enquanto durmo, pensei, imaginando como isso seria bom, já que ao menos assim teria contato com ela. Me virei bruscamente e me afastei dali, dando as costas à fogueira e todo o resto.


♦ Créditos parciais: Andy & Oliver ♦
Lokesh Targaryen
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Jonas W. Harris em Qua 26 Out 2016, 22:05


AVALIAÇÃO


Lokesh Targaryen: Que menino rebelde qq. Seu post foi bom, leve, sem exageros, cumpriu os pontos, com pouquíssimos erros (encontrei apenas dois erros de acentuação e um de pontuação, mas são coisas que passam despercebidas mesmo ^^). Aliás, gostei bastante da forma como você escreve. Parabéns.

Sem mais ressalvas, suas recompensas:

25 HP e 25 MP Recuperados

Dúvidas, reclamações, dicas ou qualquer coisa em que eu possa ser útil, basta contatar por mp.

~Aguardando att~
Jonas W. Harris
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
570

Localização :
Into the Badlands

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Psiquê em Seg 31 Out 2016, 15:30



Atualizado!



How fickle my heart and how woozy my eyes, I struggle to find any truth in your lies. And now my heart stumbles on things I don't know, my weakness I feel I must finally show. Lend me your hand and we'll conquer them all but lend me your heart and I'll just let you fall, lend me your eyes I can change what you see, but your soul you must keep totally free
Psiquê
avatar
Administradores
Mensagens :
963

Localização :
Castelo maravilhoso do Eros

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Alex Von Deadman em Ter 08 Nov 2016, 17:59


Hungry

Let's eat


Estava sentado à ponta mais afastada da mesa, lá no cantinho, de onde eu tinha uma visão da floresta e do horizonte e não parecia tão próximo aos outros irmãos e irmãs. Eles aprenderam a não fazer contato comigo com o tempo, o que foi ótimo se considerarmos que eu odiava falar com quem quer que fosse por me sentir estranho demais, "não pertencente" demais.

Havia decidido ir atrás de minha história verdadeira não havia muito tempo, eu sabia que havia um borrão enorme que era fundamental para entender o que eu era. Assim, a cada dia que passava eu buscava ficar mais forte para a missão que prometia de enorme dificuldade e naquele momento era necessário recuperar as energias gastas em um pesado treino na arena.

Tinha me servido de lasanha naquele almoço e suco de uva, considerando que bebidas alcoólicas nunca apareciam no prato (eu teria pedido vinho tinto, do contrário). Também já tinha queimado uma fração da comida na fogueira que sempre exalava os melhores aromas e provavelmente meu pai recebeu a oferenda, já que foi a ele que fiz a prece, pedindo que minhas dúvidas fossem sanadas.

Enquanto comia, traçava um plano em minha mente para ir atrás de minhas respostas. Era algo arriscado demais, mas que precisava ser feito. Talvez eu até morresse no processo, mas, se é que isso faz algum sentido, talvez assim minha vida passasse a ter sentido.

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Alex Von Deadman
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
85

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Jonas W. Harris em Qua 09 Nov 2016, 03:08


AVALIAÇÃO


Alex Von Deadman: Que nome macabro :aiai:
Olha, apesar de possuir só quatro parágrafos, eu consegui me surpreender muito com as características do seu personagem. Mas não é disso que viemos falar, não é mesmo? Enfim, seu post foi simples, sem muito detalhamento, mas fez o básico, e acho que está valendo. Não encontrei erros de gramática, pontuação ou acentuação. Acho que não tenho muito que dizer.

Ganhos: 25 HP/25 MP

~Aguardando att~
Jonas W. Harris
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
570

Localização :
Into the Badlands

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Orfeu em Sab 12 Nov 2016, 16:47

Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
539

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Tom Reilly em Dom 06 Ago 2017, 19:16


Eating

but i'm not hungry


As coisas não estavam legais para Tom, não depois do que aconteceu no feriado de Páscoa. O filho de Hécate se amaldiçoava todos os dias por ter desafiado "Sua frescurescência", o deus Apolo. Jamais deveria ter sequer aceitado o pedido dele, mas... deuses não fazem pedidos, dão ordens. O problema é que um semideus como Tom sempre aceita desafios, principalmente quando o mesmo deus que o fez lhe diz que ele está dispensado de suas funções.

Tom era teimoso demais para ser colocado de lado, louco também, e foi por isso que o deus do Sol o amaldiçoou ao fim da jornada, mesmo que ele tenha conseguido fazer exatamente o que o deus lhe pedira primeiro. Agora a hiperatividade de Tom era, além de sua maior característica, sua pior inimiga. Havia um monstro selado no filho de Hécate, que lhe roubava sua energia.

A comida caiu na fogueira de oferendas e foi enviada para... ninguém em especial. Tom não estava muito grato no momento e não fez questão de mentalizar qualquer deus do panteão — embora fosse certeza que sua oferenda não iria para Apolo.

— Não é muita coisa para um café da manhã? — Annie Murray perguntou. Estava de volta ao acampamento para as férias e precisava ser atualizada de todas as enrascadas nas quais os amigos tinham se metido ao longo de seu ano letivo.

— É até pouco...

De fato, a montanha de panquecas com calda de frutas de Tom estava maior do que a de qualquer outra pessoa no pavilhão, mas era por pura necessidade e não por gula. Apenas Gary Danvers sabia exatamente pelo que o jovem bruxo estava passando e ali, sentado no canto mais distante do refeitório, Tom finalmente contaria aos amigos sobre como fora transformado em uma raposa de nove caudas.

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Tom Reilly
avatar
Filhos de Hécate
Mensagens :
62

Localização :
Chalé de Hécate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum