Recuperação: Refeitório

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Recuperação: Refeitório

Mensagem por 142-ExStaff em Sab 02 Maio 2015, 23:41

Relembrando a primeira mensagem :


Refeitório



Descrição

Torna-se indispensável manter o vigor do corpo, para conservar o do espírito.

— Luc de Clapiers Vauvenarques

Em uma colina dentro do Acampamento, ergue-se o Refeitório, que possui vista para o mar. São grandes mesas de madeira - do tipo que se encontra em parques, reservadas para piqueniques - cobertas com toalhas brancas e roxas. O pavilhão é ladeado por grandes colunas de mármore, com tochas que são acesas durante a noite. Num geral, os campistas não podem se sentar à mesa de outro chalé, e a dieta é composta principalmente de uvas, queijos, pães, afora outras comidas que tendem ao saudável, o que não quer dizer que, vez ou outra, lanches como hambúrgueres e pizza não possam ser servidos.

Cada mesa é grande o suficiente para os integrantes de cada chalé, e, no centro de toda a configuração, queima uma grande fogueira, em um braseiro de bronze, onde são feitas as oferendas, considerando que Héstia recebe uma pequena porção de cada uma. Ao fundo, há a mesa principal, onde sentam-se Quíron e o sr. D, além de convidados mais ilustres; ao final das refeições, anúncios importantes podem ser feitos pelos diretores.

As ninfas passam com as bandejas de comida, ajudando no serviço do Acampamento, antes delas próprias sentarem-se à mesa para as refeições, divindo-se entre os chalés de Deméter e Perséfone, no caso das dríades, e Poseidon, no caso dos espíritos da água, enquanto os sátiros compartilham a mesa de Dionísio, ainda que os seres da natureza possuam uma certa liberdade nesse quesito, podendo escolher qualquer mesa para se sentar. As bebidas surgem magicamente nos copos, bastando um pedido do semideus, desde que não seja nada alcoólico.

As harpias só surgem para retirar a louça e limpar o local - e não ficarão muito felizes se alguém estiver atrapalhando.

{Wikipédia, Pensador, Percy Jackson BR, Rick Riordan, Percy Jackson e o Ladrão de Raios (Rick Riordan), May, gabs}


Informações de Jogo


Premiação máxima: 25 HP/MP parciais, isto é, não acrescenta, apenas recupera.
→ Além do considerado acima, a utilização de itens (poções, elixires e afins) é permitida, desde que respeite-se a regra de um item/dose por postagem. Itens consumíveis ou de uso único serão retirados do arsenal. Poderes também são permitidos, desde que tenha-se coerência no uso.
→ A descrição aqui visa dar uma base interpretativa na hora de postar a realização da refeição.
→ NPCs podem ser utilizados livremente.
→ Flood não é permitido. Só serão consideradas postagens com mais de 5 linhas em fonte arial ou times tamanho 12 com margem normal, no Word. Templates e tables são aceitos, mas o tamanho da postagem será verificado para ver se o conteúdo está adequado ao disposto.
→ A postagem aqui só é permitida diariamente, isto é, você só pode realizar um post por dia no "Refeitório". Desrespeitar isso causa anulação da postagem na primeira tentativa. Reincidências podem ter punições mais graves.

Tks Maay from TPO
142-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
527

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 141-ExStaff em Seg 28 Ago 2017, 14:16

Teje coisado!
141-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Hobbro Crixus em Sex 01 Set 2017, 22:45

Minha regata branca de algodão mesclava-se com o sangue e suor do meu corpo graças aos treinamentos que eu me forçava a executar dia após dia desde a minha chegada ao Acampamento Meio Sangue há alguns semanas. Era verdade: Os Filhos de Ares são duros como se fosse a personificação do próprio Hércules e graças a eles o meu corpo latejava numa dor aguda vinda de vários pontos diferentes do meu corpo. Sou grande, eu sei lutar, mas esses caras... Sangue, suor e areia faziam parte da minha vida desde que me entendo por gente, tentando ganhar a vida em lutas clandestinas nas quadras do Queen. Deixei escapar um sorriso nostálgico.
Aos pesados passos da minha bota por sobre o chão de terra batida pela própria natureza me fiz presente no refeitório onde alguns outros estavam também. Minha aparência? Péssima, como de praxe. Suado, sujo, hematomas e sangue seco pela face já era normal para mim, mas não me importaria com aquilo que já me era comum. Servir-me de carne e suco de qualquer coisa após cheirar a jarra e, num tom de “nada mal” com a face, pus num copo qualquer, passeei um pouco mais e servir-me de pão seco – apenas.
Você precisa oferecer um pouco de sua comida aos Deuses. — Uma voz grave timbrou por detrás de mim segundos após pegadas pesadas se firmarem no chão. Olhei para trás e pude ver um dos Centauros que me ensinava que deveríamos sempre oferecer aos Deuses e, para isso, deveríamos queimar um pouco da comida no braseiro.
Humph — Resmunguei, mas acatei. O lugar é cheio de regras, criaturas que nunca havia visto e seres humanos com habilidades incríveis. No que a minha vida havia se tornado e... Desde quando eu sei manusear uma espada? Já sentado após torcer o rosto de dor ao ajeitar-me, refletia comigo mesmo.
Chegando ao fim da refeição me retirei do local procurando por um banho e descanso, amanhã eu iria tentar uma dessas missões que todos comentam e ver o que esse Novo Mundo há de trazer-me de novo.

Off:

Desculpe a má qualidade, doravante irei aumentar o nível da narração dado que tenho quase dois anos parado.
Hobbro Crixus
avatar
Indefinido
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Silvia Royce em Sex 01 Set 2017, 23:38


Refeitório

aval habeas corpus


Olá, jovem! Estou vendo um post seu pela primeira vez hoje e sim, estou levando em consideração seu hiato de dois anos.

Muito bem, claramente você tem uma boa escolha de palavras, sabe postar muito bem. Ficou claro que está narrando alguém de personalidade forte, já experiente em algumas áreas da vida e mesmo assim não ficou algo excessivamente detalhado e cansativo. Isso é muito, muito bom!

Pontos negativos que devo mostrar:

1) Separe os parágrafos com um enter entre eles, pois fica esteticamente mais bonito. O fórum tem um sistema de avaliação baseado em quatro requisitos e um deles é a estrutura da postagem, o visual. Separe também as falas com o enter, não apenas diferenciando-as por cor, pelo mesmo motivo.

2) Pensamentos ficam muito melhor explicitados no post se estiverem em itálico ou entre aspas, senão acabam sendo confundidos com o restante da narração e o texto fica confuso.

3) Seu uso de vírgulas deixa a desejar em alguns momentos, formando frases longas demais onde deveria haver subordinação, e também notei problemas com os tempos verbais. O trecho "amanhã eu iria tentar" soaria melhor se fosse "no dia seguinte eu iria tentar". Dizer "amanhã" é como se colocar no presente, mas sua narrativa toda citava os acontecimentos no passado. Atente-se a isso.

É o que tenho a ressaltar por enquanto. Qualquer coisa entre em contato e ficarei feliz em te ajudar.

Recompensa:

20 HP/MP

Silvia Royce
avatar
Filhos de Íris
Mensagens :
472

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 141-ExStaff em Dom 17 Set 2017, 11:51

Teje coisado!
141-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Max Solis em Dom 24 Set 2017, 14:48


Recovery

i gotta eat


Entre jogos amistosos de vôlei na quadra do acampamento e incursões à floresta, Max acabou se machucando e enfraquecendo. Já havia algum tempo que não participava das atividades do refúgio e até os jogos com os amigos e irmãos eram agora marcados por sua ausência. Isso era grave, já que o vôlei era o que Max mais gostava no mundo.

O garoto chamava a atenção por onde passava, com sua altura muito acima da média para seus 12 anos, mas ele não se importava com isso. Max gostava de ser diferente, pois sua altura peculiar era reflexo de seus talentos com a bola. Pensar nisso o fazia sorrir, ainda que também o fizesse sentir saudade de casa. Mas a vida de Max não era apenas sorriso e tranquilidade.

Desde sua chegada, os lapsos em sua mente ficaram mais fortes, sempre mostrando o mesmo rapaz de olhos claros e cabelos curtos. Max sempre via esse garoto, mas eram sempre lembranças, momentos vividos com um menino mais velho que lhe sorria e que parecia cuidar dele, muito embora às vezes parecesse furioso com uma outra pessoa. No acampamento, Max tinha essas lembranças somadas ás visões do mesmo menino, agora mais velho. Chegou a entrar na floresta para segui-lo, mas só acabou se ferindo e entrando numa bela enrascada. Nem Quíron sabia como ajudá-lo.

Max viu-se diante das travessas de comida e lembrou-se de onde estava, sacudindo a cabeça para eliminar os pensamentos confusos. Serviu-se de carne ao molho barbecue e purê de batatas, sacrificando parte de sua refeição na fogueira com um pedido especial para sua mãe: que entendesse completamente o que estava acontecendo em sua cabeça. Dirigiu-se à mesa para juntar-se aos demais irmãos e começou a comer. O clima era de animação no almoço, como sempre, e Max se permitiu esquecer um pouco os problemas. Queria ficar bem.

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Max Solis
avatar
Indefinido
Mensagens :
7

Localização :
Chalé de Eos

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 141-ExStaff em Qui 28 Set 2017, 22:29

Teje coisado!
141-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Isobel em Seg 02 Out 2017, 19:16

Comilança
Na mesa do Medo! (?)
O treinamento daquela manhã tinha sido realmente cansativo e o fato de ter que limpar os estábulos a deixou ainda mais esgotada. Cansada de trabalhar duro o dia todo ela se dirigiu ao refeitório onde os campistas já se acomodavam para o jantar e a cantoria ao redor da fogueira.

Ela se sentou em uma mesa qualquer, ao lado de campistas que ela sequer sabia a descendência e antes mesmo de suas irmãs servirem o jantar ela já pediu mentalmente que a taça lhe servisse água pura e cristalina. Depois de duas taças, o vigor dela já estava começando a melhorar.

Ao olhar ao redor sentiu um calafrio pelo corpo e um certo... medo. Mas ele logo se foi quando uma menina que se apresentou como Elizabeth Taylor, começou a contar vários casos engraçados típicos da juventude da atual época. E Isobel ficou em devaneios pensando em como deve ser ter a vida tão curta quanto a desses jovens filhos de deuses...

Quando suas primas chegaram ela logo atacou a bandeja pegando muitas frutas e fibras, ignorando completamente o churrasco. Era meio cruel pensar em comer uma vaca ou porquinho, então ela apenas completou seu prato de saladas e frutas e seguiu para fogueira oferecendo um farto cacho de uvas verdes aos deuses agradecendo a longevidade e proteção que tinha.

Ao se sentar, comeu como nunca tinha comido antes! Na verdade ela nunca fora muito de comer, apenas se nutria da chuva e do que o solo lhe proporcionava. Ficou sentada por horas rindo dos casos de Elisabeth, comendo frutas e bebendo água.


Adendos:
Passivos:
Cura – A dríade pode se curar, desde que em contato direto com a natureza (desde que o ambiente seja substancial e selvagem - uma floresta, ou bosque, mas não um jardim de uma casa) mantendo os pés no solo e ficando imóvel. Caso seja atacada, se mova ou utilize qualquer poder, o efeito é interrompido. 5 HP são recuperados por turno.
Ativos:
Nenhum.
Equipamentos:
Nenhum
Observações:
Caso eu tire a nota total peço que faça o adicional de 5 pontos de cura pela passiva "Cura".

Isobel
avatar
Indefinido
Mensagens :
126

Localização :
Floresta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Seg 02 Out 2017, 19:43

AVALIAÇÃO
Refeitório

Isobel — + 25 HP/MP

Foi um bom post, gostei da forma como narrou interagindo com npc, expressando a personagem e tudo mais. Não tenho muito a comentar, apenas de que é plausível a recompensa máxima. Creio que os 5 HP/MP extra, da passiva, não seriam considerados pois se está no refeitório, uma construção, não num bosque/floresta (por mais que haja um nas proximidades, você não está, de fato, neste lugar).

Alaric L. Morningstar
avatar
Indefinido
Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 129-ExStaff em Sab 21 Out 2017, 12:12

Atualizado
129-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
317

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Normani Hawk em Seg 13 Nov 2017, 20:37


bonjour!
bonjour bonjour bonjour bonjour
Normani se arrastou para fora da cama quando os primeiros raios de sol invadiram o seu chalé, alvejando sutilmente seu rosto. Afastou as madeixas do rosto ao olhar-se no espelho. Uma inevitável espreguiçada trouxe à tona a pontada em suas costas.

Outch! — deliberou o resmungo, suspirando. Mesmo após alguns dias depois da louca aventura no Everest, a filha de Afrodite ainda sentia uma constante dor nas costas.

Depois de lavar o rosto e escovar os dentes, Normani vestiu o short jeans e a camiseta surrada do acampamento. Calçou os chinelos e deixou o chalé, seguindo em direção ao refeitório. Adorava aquela rotina.

Sorriu e acenou para outros campistas ao chegar em seu destino. Estava no acampamento fazia quase um ano, apenas, mas a relação que tinha com os demais semideuses fazia parecer bem mais.

Ao sentar-se, uma tigela mediana com salada de frutas surgiu, juntamente com um grande copo de limonada, ovos cozidos e uma dupla de maçãs. Com calma, tomou o café da manhã, jogando conversa fora com dois de seus meio-irmãos que haviam chegado há pouquíssimo tempo ali. Eles pareciam muito animados.

Despediu-se com um abraço tímido e apanhou as maçãs. Uma delas foi atirada à fogueira, em homenagem a Afrodite, e a outra seria comida no caminho até a arena. Normani tinha algumas coisas em mente e precisaria se esforçar para pô-las em prática.

Normani Hawk
avatar
Indefinido
Mensagens :
200

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Silvia Royce em Ter 21 Nov 2017, 01:36


Refeitório

aval normani hawk


Olá, jovem! Perdão pela demora.

Post simples e bem feito, bem contextualizado e nada cansativo, curto sem ser corrido. Adorei. Quase achei que você esqueceria da parte de queimar a comida, mas acabou salvando (quase integralmente) nas últimas linhas. Só um esclarecimento: por questões de frescura e mania de grandeza devoção aos deuses, ainda que nem todos sejam devotos e tal, essa queima é feita ANTES do semideus comer.

Recompensa:

♠️ 24 HP/MP

Silvia Royce
avatar
Filhos de Íris
Mensagens :
472

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 141-ExStaff em Ter 21 Nov 2017, 01:36

Teje coisado!
141-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Lokesh Targaryen em Qua 20 Dez 2017, 18:20


Refeitório

✦ Recuperação ✦

Montauk, New York.

No mural do chalé de Héstia meu nome estava escrito logo após a data, indicando quem era o encarregado de lavar os banheiros e higienizar os quartos. Tinha passado a manhã toda naquele maldito lugar, retirando manchas do piso, esvaziando lixeiras e arrumando toda a porquice daqueles bastardos. A que ponto tinha chegado, me ajoelhando para limpar o chão. Meu orgulho estava tão destruído quanto o estômago, que rugia em busca de alimento. Um som alto e claro trouxe minha consciência de volta ao corpo, assim como um sorriso ao rosto. Era hora de almoçar.

Apolo devia estar tendo um ótimo dia, pois sua carruagem brilhava com uma intensidade fora do normal, subjugando qualquer um do acampamento. Tinha dado poucos passos pelo campo e já haviam surgido inúmeras gotas de suor por todo meu corpo. Pelo jeito, muitos estavam se escondendo dentro do pavilhão, mas não adiantava muita coisa, o calor invadia qualquer espaço. Desviei de alguns indivíduos para que pudesse chegar à mesa das proles de Héstia, onde havia tantos lugares vazios que pude escolher um lugar mais afastado sem muita dificuldade.

Um piscar de olhos foi o suficiente para que um pedaço de pizza se materializasse no prato, assim como um pouco de líquido roxo na taça. Por mais incrível que possa parecer, eu não sabia o sabor daquela refeição, afinal, era um tipo de comida mundana que eu só tinha tido o prazer de encontrar uma única vez na vida. Me lembrava de quanto minha irmã, Aelyn, segredara que tinha roubado algumas caixas da cozinha dos guardas. Passamos a noite escondidos comendo diversas coisas exóticas, mas com toda certeza aquela era a mais gostosa: “a famigerada pizza!”, como dizia na embalagem.

Beberiquei através da taça, mas ao sentir o gosto de suco de uva a ira me encheu. Choquei o metal com a mesa com tanta força que um estrondo encheu o salão, e foi aí que lembrei de onde estava. Inclinei a cabeça rapidamente, tentando evitar que descobrissem da onde viera o som. Malditos deuses, será que não podem me proporcionar sequer uma taça de vinho?, indaguei a mim mesmo. Encarei o prato por um instante, mas a fogueira no centro do pavilhão pareceu chamar ainda mais a atenção, como se quisesse me atrair até lá.

— Você já deve estar empanturrada, mãe — murmurei em tom debochado, observando as chamas, que pareciam brilhar com ainda mais intensidade do que antes. Trocaria rezas e ofertas por vinho facilmente, quem sabe até rezaria enquanto bêbado, mas não tomaria essa iniciativa. Os pais devem dar os primeiros passos, não é?, pensei, enquanto devorava cada pedaço de pizza que surgia em minha frente.

✦ Créditos parciais: Andy & Oliver ✦
Lokesh Targaryen
avatar
Indefinido
Mensagens :
37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Silvia Royce em Qui 21 Dez 2017, 11:07


Refeitório

aval Lokesh Targaryen


Olá, pai (ou mãe, sei lá) dos dragões!

Sua narrativa é bastante simples, mas isso não quer dizer que é ruim. Pelo contrário. Sem muitos rebuscados, você conseguiu passar a personalidade do seu personagem e cumprir o objetivo da postagem aqui com sucesso. As únicas incoerências foram:

a) Você dizer que o Sol estava forte demais no acampamento. O refúgio é encantado para ter sempre um clima agradável, em todas as estações do ano.

b) Dizer que os campistas se escondiam do calor dentro do refeitório. O pavilhão é a céu aberto justamente por conta deste clima ameno. E não, nunca chove dentro dele.

Sei que muito do PJBR já foge aos livros, mas eles continuam sendo a base para muita coisa, como a estrutura do acampamento e a ordem dos chalés iniciais. O refeitório não é diferente.

Recompensa:

♠️ 23 HP/MP

Aguardando att.

Silvia Royce
avatar
Filhos de Íris
Mensagens :
472

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por 141-ExStaff em Qui 21 Dez 2017, 11:13



Teje coisado!


141-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Elizabeth Anne Mitchell em Qua 10 Jan 2018, 17:51

Cabeça Nas Nuvens
    Ao chegar no refeitório ao lado de Emily, me sinto vazia. Como se tudo dentro de mim fosse uma farsa. Eu, mais uma vez, não via mais motivos aparentes para estar viva. Me apresentava a mim mesma com pensamentos sujos e feios sobre mim mesma, coisas terríveis. Eu não controlava isso. Era apenas o que vinha à minha mente e eu não tinha culpa... olhei para Emily, que já estava se servindo da comida. Ela pareceu ter lido meus pensamentos. Perguntou se eu estava bem, de maneira simples. Eu não respondi, apenas abaixei a cabeça. Em pareceu entender, e ficou calada.
    Preparei meu prato de maneira simples e cotidiana: carne vermelha, ovos cozidos, alface, repolho, arroz e feijão. Mas a verdade era que eu não estava com nem um pouco de fome. Ao terminar, jogo um dos ovos e uma folha de alface para minha mãe, como oferenda. Emily recém havia me contado desse lance, que todos os semideuses aqui faziam. Algo com o que eu não me contentava muito, pois parecia mais desperdício de comida.
Eu ainda não acreditava por inteiro no lance de que meu pai é um deus. Minha cabeça ainda parecia voar rumo ao inesperado, ao impossível, que na verdade era o possível. Era comum para mim, misturar realidade com ficção.
Era o que acontecia comigo repetidas vezes: crises de delírio. Normal. Mas Emily ainda não me conhecia o suficiente para saber como lidar comigo. Assim como todos os meus meio-irmãos.
Don't make me sad, don't make me cry
Elizabeth Anne Mitchell
avatar
Indefinido
Mensagens :
11

Localização :
Nova Jersey, EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Silvia Royce em Seg 15 Jan 2018, 17:00

Treino invalidado. A player já conta com os status cheios (full HP e MP), portanto não necessita de premiação.
Silvia Royce
avatar
Filhos de Íris
Mensagens :
472

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Indra Aamani em Dom 04 Fev 2018, 02:13

cold as hell

Os filhos de Despina não eram exatamente expressivos verbalmente. Donos de uma intensidade sentimental que se escondia abaixo da superfície - eu tinha muito a esconder, pelo menos, como um maldito iceberg -, procuravam manter-se distantes, de forma que não se deixassem conhecer, evitando as vulnerabilidades. Era por isso que não eram exatamente conhecidos como um chalé unido, e também era por isso que eu quase acabara almoçando sozinha naquele dia.

Veja bem, não sou exatamente alguém para se ter por perto, visto minha incrível personalidade explosiva - motivo que rendera todas as espécies de trocadilho a respeito de ficar frio dirigidas à minha pessoa -, mas eu também não sou tão ruim, destoando bastante daqueles babacas que acham cool a distância emocional que possuem. De qualquer forma, não sou exatamente popular por ali. Mas voltando ao fatídico dia, Saige fizera questão de me acompanhar.

Saige era a garota que eu havia conhecido no estúpido ritual de iniciação do chalé, e que rapidamente grudara em mim como um chiclete, admirada com minha incrível destreza na arte de não manter a boca fechada. Ela era do tipo de pessoa que normalmente distribui abraços e flores por aí, que aquece o coração e gosta de fazer com que os outros se sintam bem. Não consigo nem mesmo dizer o quanto ela se sentia deslocada ali... Por conta disso, quase a perdemos. E chegamos a perdê-la de verdade um tempo depois. Mas isso não é para ser triste, odeio divagar demais.

Adentramos o refeitório juntas, com minha irmã acenando para alguns conhecidos e distribuindo sorrisos. Eu quase tinha a certeza de que Despina havia pregado uma peça nela, não era possível que Saige possuísse aquela ascendência em particular. Puxei-a para perto, para evitar que tropeçasse nos próprios pés enquanto se distraía praticando a simpatia. Ela era a melhor pessoa do mundo, mas também era extremamente desastrada. Era quase cômico além da conta vê-la em treinamento.

Depois de desviá-la de alguns perigos em potencial, chegamos à mesa de nossa querida mãe. Meu prato permanecia vazio, indicando minha falta de vontade de comer qualquer coisa em particular, enquanto uma torta de maçã, que estava na bandeja de uma das ninfas que passavam apressadas, já se encontrava à frente de Saige, que a atacou com uma voracidade assustadora, sendo assistida pelo meu par de olhos incrédulos. Após alguns segundos, no entanto, pareceu se lembrar que não estava sozinha, diminuindo sua velocidade até que parou completamente.

- Que tipo de filha sou eu? - Os olhos dela continuavam fixados no alimento à sua frente, e a voz nem mesmo parecia ter a intenção de ser audível, quase como em um sussurro para si mesma. - Despina nem mesmo merece isso. - Resignou-se, enquanto eu permanecia calada. Seu rosto, mesmo estando de perfil, lampejou em uma mudança de expressão tão rápida que eu quase não teria visto se não observasse fixamente.

De divertido e relaxado, seu rosto pareceu envolver-se em sombras, a mandíbula sendo trincada enquanto vincos de irritação pareciam formar-se nos cantos dos olhos. Tão rápido quanto aparecera, também sumira, dando lugar à mesma pessoa de antes. Fiquei até mesmo em dúvida a respeito do real acontecimento daquilo. Seriam meus olhos a me pregarem peças?

- Saige? - Perguntei, mantendo a voz calma a fim de evitar qualquer alarde. - Está se sentindo bem? - Sem falar nada, ela exibiu o típico sorriso animador, passando então a dividir o restante de sua torta de forma que depositasse um pedaço em meu prato. Os olhos focaram-se em mim, fazendo um arrepio descer pela minha espinha. Eles pareciam quase... Mortos. Como se ela não estivesse ali. Eu ainda não sabia, mas isso era apenas o começo de algo muito maior para ela, algo que enfrentaria por um curto período de tempo, mas que levaria como prêmio o seu melhor. Nem tudo que nos faz mal é relacionado ao aspecto divino quando somos pertencentes à linhagem dos deuses.

- Parece com a torta de uma lanchonete que eu costumava frequentar e você vai adorar. Eu sei que vai. - Indicou a torta e voltou a comer de seu prato. Sem nenhuma palavra que fizesse sentido naquele momento, levantei e fui até o braseiro, jogando a metade da metade de torta que eu tinha, não necessariamente dedicando a algum deus em específico. Quem estivesse atento à oferenda, acabaria sendo o sortudo da vez. Só então voltei a sentar e comecei a acompanhá-la em sua degustação, com o imenso sentimento de que algo estava fora do lugar. E mal sabia eu que essa... coisa não só estava fora do lugar como também se encontrava eternamente quebrada.

observações:
- Sei que não falei quase nada a respeito do refeitório em si, ou sobre a alimentação, mas quero que todas as minhas postagens entrem no teor da trama, então sei lá, não parecia que isso se encaixaria, sabe? Mas enfim, entendo se tiverem que descontar por causa disso. Obrigada!
Indra Aamani
avatar
Indefinido
Mensagens :
17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Seg 05 Fev 2018, 12:35

AVALIAÇÃO
Refeitório

Adara S. Wright + 25 HP/MP

Eu confesso que até achei a tua postagem um tanto peculiar, e concordo o que disse em spoiler — a galera aqui costuma postar comendo e tal (até porque seria a proposta da atividade). Mas acabei não descontando nada pelo simples fato de que teu texto foi ótimo: sem nenhum erro ortográfico, coeso e coerente, trouxe justamente um diferencial, saiu da mesmice, e realmente adorei a forma como interagiu com uma NPC e encaixou tua trama numa atividade simples.

Alaric L. Morningstar
avatar
Indefinido
Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recuperação: Refeitório

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum