Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Enfermaria Healing Hills

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Qua 08 Jul 2015, 23:45

Relembrando a primeira mensagem :


Enfermaria Healing Hills

Can i help you?



A enfermaria Healing Hills se encontra logo no começo da "ala hospitalar" do Acampamento, permitindo assim um acesso fácil a esta. Ao adentrar no recinto, o semideus pode acabar perdendo a noção de que está em um acampamento, uma vez que o ambiente é completamente decorado e montado para parecer um hospital de cidade como outro qualquer. Exceto, é claro, pelo tamanho. Os curandeiros disponíveis se juntam todo mês para dar uma parte do ganho em dracmas para alguns funcionários que servem como recepcionistas e assistentes em vários casos.

O primeiro cômodo do lugar é sua recepção. Um espaço com uma espécie de ar condicionado criado por filhos de Hefesto especificamente para aquele lugar. As paredes são inteiramente brancas e alguns quadros estão espalhados pelo local. No lugar das tradicionais cadeiras de espera, encontram-se poltronas de couro confortáveis com fones e tablets embutidos e equipados com uma grande diversidade de jogos, músicas e livros dos mais variados gêneros para tornar sua espera menos cansativa.

Ainda existe também uma estante com livros de assuntos variados no canto direito da sala, que é dividida em duas seções de cadeiras cortadas por um corredor que leva até a entrada/saída do lugar. Isso pensando naqueles semideuses que preferem um bom e velho livro físico a uma versão digitalizada.

Mais à frente encontra-se o balcão de atendimento, onde geralmente encontram-se três semideuses prontos para atender e colocar sua consulta na fila, assim como dar seu número de reconhecimento – usado também para saber que é sua vez – e pulseiras personalizadas com seu nome que auxiliam muito os curandeiros em casos de internação.

Além do painel que mostra o número do paciente que será atendido, cada poltrona vem com um identificador de pulseira que, quando utilizado pelo paciente, indica sua vez acendendo dois pequenos pontos de luz presentes no braço da cadeira e parando automaticamente suas músicas e aplicativos.

Seguindo pelo corredor que leva ao interior da enfermaria, o paciente tem acesso à sala de atendimento, ao saguão de internação e aos banheiros de pacientes em observação. Existem também banheiros diferenciados para ambos os sexos na recepção, onde os semideuses que aguardam o atendimento tem livre acesso.

A sala de atendimento está devidamente equipada para o uso eficiente do curandeiro e dos pacientes, possuindo uma série de macas, duas mesas de preparo de poções em alturas diferentes e armários com ingredientes e poções já prontas.


✚ ✚ ✚ ✚ ✚


Regras e adendos:
Regras básicas:
1º – As enfermarias não são um lugar off, portanto poste sua entrada. Digam o que estão sentindo, pois eu não consigo nem adivinhar meus próprios problemas. Especifiquem seu estado, seja com cortes, cansaço, dores, se perderam um braço depois de tropeçar... Isso tudo é importante.
2º – Todas as consultas e curas realizadas aqui são gratuitas, ou seja, você não precisará pagar nada para Jhonn mas aceito presentes de aniversário aqui e ali, como dragões flamejantes forjados de ouro puro. Fica a dica.
3º – Não venham pedindo via MP ou chatbox para postar aqui, por tudo que é sagrado. Eu tenho vida, e se vocês querem as suas, não fiquem me enchendo. Às vezes acidentes acontecem em enfermarias. *Cara de maníaco*
4º – Tentem fazer posts com mais de cinco linhas, caso não queiram ser banidos do universo por flood. Lembrem, não precisa ser um dicionário, mas também tem que ter um mínimo de decência.

Extra: Um obrigado aos curandeiros que vieram antes de mim, principalmente à Kristy, de quem adaptei as regras dessa bagaça.
Curandeiros ativos na enfermaria:
❖Jhonn Stark
❖Ivan V. Poklonskaya
❖Chelsea H. Drevoir

Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Ter 28 Jul 2015, 14:08


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



- Jhonn. Oi.

O semideus suspirou aliviado, junto ao seu estagiário curioso. Revirou os olhos e sorriu para a paciente, pedindo mais uma das opções maiores da bancada para Ivan.

- Surpresa. - Disse. - Acho que você não vai morrer por hoje. Bem, eu não sou a única pessoa que você deixou preocupado, e você é a primeira paciente a chegar no ponto literal de esgotamento. Isso não é muito saudável, sabia?

Primeiro, o curandeiro fez mais uma prece para seu patrono, vendo suas mãos serem tomadas pelo brilho prateado, restaurador de chakra/energia/mana - Qualquer que fosse o termo dito por um dos pacientes anteriores -. O semideus então pousou as mãos nos ombros da paciente, esperando a energia fluir e restaurá-la.

Quando Ivan aproximou-se com o copo, Jhonn agradeceu e passou-o para as mãos da filha do Sol.

- Apenas coloque essa folha de hortelã na boca e tome o liquido. - Falou, erguendo uma sobrancelha. - Tenho 50% de certeza de que você não vai explodir.

Assim que a paciente terminou de ingerir a poção, Stark notou que seu trabalho estava finalizado ali, pela graça dos deuses.

- A energia pode demorar um pouco para se estabilizar, principalmente por ser uma quantidade tão grande de uma vez. - Dizia, de forma paciente. - Quanto à dormência e as dores, mesmo caso. Você está inteira, mas não quero que volte aqui tão cedo. Descanse, seja feliz, e tooodo esse blábláblá. Estamos entendidos? Bem, se sim, o cara que te trouxe está esperando do lado de fora. É bom dizer que está viva.

Mais um tratamento. Mais um dia sem mortes. Yep. Ele estava ficando bom naquilo.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Zoey Montgomery: Full HP/MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

~Atualizado por Quíron. Jhonn: +25 dracmas~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Zoey Montgomery em Ter 28 Jul 2015, 15:40

A menina sorriu para o garoto, fazendo o que ele lhe disse para fazer. Já passara outras vezes nas enfermarias, mas realmente era a primeira vez que chegava no estado em que chegara. E, por alguns instantes, a menina pensou o quanto fora imprudente em abusar de seus poderes. 

- Muito obrigada, Jhonn. - sorriu. - Mas se importa de eu ficar aqui mais um pouco? - pediu, abrindo um novo sorriso, este de desculpas. - Preciso estar 100% antes de quase cometer outro suicídio.

Observações ao ADM::
Por gentileza, assim que o Jhonn postar de novo, retirar a condição imposta à Zoey: "- Exaustão [Zoey usou toda e um pouco mais de sua MP, deixando seu corpo completamente exaurido e a levando ao desmaio. Graças a isso, quando for se curar em uma enfermaria, quando já estiver com seus status no máximo, necessitará ficar um turno a mais para poder se recuperar completamente. Até essa condição ser retirada, a player não poderá fazer nenhuma missão/interação/DIY, etc. Recebimento: Missão "Mistery", atualizada por Asclépio]"
Agradeço <3

roubado de
Zoey Montgomery
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
1159

Localização :
Ilha de Circe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Josh Siege Kriskahn Kimoy em Qua 29 Jul 2015, 00:11



The Thunder
Josh Siege Kriskahn Kimoy



   
   
   
||  ||  ||


Josh deixou seu corpo começar a cair do céu, as nuvens passavam pelos seus olhos até que ele olhou para baixo, estava quase atingindo o solo. Começou a controlar sua queda, até que caiu sobre um joelho com o punho fechado contra o chão.

Estava de volta ao acampamento, mais precisamente na ala das enfermarias dEle levantou-se e arrumou as vestes, entrando em seguida em uma das tendas. — Eai cara, pode dar uma mão?. — O filho de Zeus tinha muitas cicatrizes e sabia que o curandeiro podia retirá-las, mas caso não o incomodasse ele as deixava a mostra, como medalhas de guerra.

Ele sentou-se então na cama e tirou a camiseta, mostrando algumas queimadura e cortes causados pela explosão.

Informações:


--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved
Josh Siege Kriskahn Kimoy
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
1750

Localização :
no ♥ da lavs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Lavínia Cavendish em Qua 29 Jul 2015, 00:25



Did you hear the rain?
means I'm coming home again

Voltar ao Acampamento Meio-Sangue sempre era motivo de comemoração, tirando os dias em que você chegava simplesmente destruído. Este era um deles.

O abuso de poderes havia feito com que meu corpo sofresse ainda mais com uma jornada de mais de 20 horas de avião, da Inglaterra até Long Island. Fora, é claro, as marcas de confronto que eu havia adquirido enquanto lutava com meu tio-louco-assassino. Vida bem emocionante.

Entrei em uma enfermaria relativamente nova, para mim ao menos. Alguns semideuses que não me importei em analisar estavam aguardando atendimentos junto ao balcão e nas macas, local para onde me dirigi. Caminhar já era uma tarefa cansativa em meu estado, ficar esperando seria uma tortura. Reconheci um dos garotos que estavam sendo atendidos, fazendo-me questionar silenciosamente onde ele adquirira tantas marcas e machucados. Voltei o olhar para frente antes que ele notasse que eu o estava encarando, e logo encontrei o curandeiro responsável pelo estabelecimento.

— Olha migo, eu to um pouquinho ferrada. Principalmente cansada, mas acabei me machucando também. Se puder ajudar... — E o acompanhei até um local adequado para o tratamento, que não devia demorar muito.

❄ Lavs




LAVINIA CAVENDISH


white winter hymnal


I was following the pack all swallowed in their coats, with scarves of red tied round their throats, to keep their little heads from fallin in the snow and I turned round and there you go...


TRAMA - MP - DO IT YOURSELF - WE ♥ IT



Lavínia Cavendish
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
385

Localização :
New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Qua 29 Jul 2015, 01:29


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



- Sua palavra é lei, milady. - Disse para Zoey, com uma breve reverência. - Apenas... Permita-me mais um leve ajuste.

Tocando a testa da semideusa, esforçou-se novamente para fazer com que o descanso reparador e mágico daquele poder pudesse ajudá-la a ficar melhor do que esperava. Assim que acabou aquilo... Viu o garoto entrar na enfermaria.

Se alguém havia antes chegado como um furacão, não era nada comparado a esse paciente. Por onde passava, realmente causava inquietação, especialmente após ser perdoado - Ao menos de forma temporária - e poder voltar ao camp. Jhonn pediu licença para sua outra paciente e seguiu para o novo, torcendo para não ter sua enfermaria realmente explodida. Senhoras e senhores, com vocês...

- Josh Kimoy. - Disse Jhonn, sorrindo. O fato do garoto já entrar tirando a camisa não incomodava, depois do garoto que foi de toalha. - Em que posso ajudar, sr. Zeus Júnior?

Encarou os ferimentos com interesse. Bem, explosões aparentemente não eram um problema muito grande para o semideus. Queimaduras e cortes? Pff. Aquilo o filho de Héstia resolvia com as mãos nas costas.

- Primeiro, vamos tratar dos cortes. - Disse, estendendo as mãos e tocando os pontos feridos. Focou sua energia e viu as feridas aos poucos sendo fechadas, o que já era um alívio para o filho do trovão.

Ao término do processo, suspirou e revirou os olhos.

- É. Talvez isso chegue a doer por um instante. - E tocou as queimaduras, focando a energia anestésica para poder passar o resto da cura sem problemas maiores. - Mas não por muito tempo. A dormência vai ajudar por um tempo, enquanto cuido disso.

Com uma prece rápida ao senhor da medicina, seu patrono, Stark viu suas mãos serem tomadas pelo brilho dourado, e logo começou a operar, mantendo as mãos firmes nas queimaduras e sentindo a energia curativa fazer todo o seu trabalho. Aos poucos, as queimaduras eram reduzidas. O monitor apenas parou quando tudo o que restava era uma vermelhidão na pele do filho de Zeus.

- Olha, sempre achei que fosse um processo bem mais chato te curar. - Falou, erguendo uma sobrancelha. - Mas não chega a tanto. Enfim... Vamos para essa energia, jovem.

Com outra breve prece, impôs as mãos prateadas nos ombros do filho de Zeus, fazendo a energia fluir e retornar ao seu corpo de forma rápida. Aquilo... Talvez fosse o bastante. Quem diria que o senhor raio-mestre não precisaria de muito.

- Após a anestesia, suas costas ainda vão arder por um tempo, mas nada que não dê pra suportar. - Falou. - No fim das contas, você está bem. Só... Não exagere, pelos deuses. Ah. Se puder deixar um autógrafo na lista de saída, eu ficaria bem feliz.

E então despediu-se com o sorriso sarcástico habitual, partindo para a próxima paciente: A srta. Não-sigo-filas.

- Bom dia pra você também, princesa do inverno. - Disse, revirando os olhos e a acomodando em uma das macas. - Olha, ok que você está ferrada, mas dizer um "Hey, Jhonn" ajuda a melhorar a minha vida ferrada. Médicos tem alma, sabia?

Depois do discurso sarcástico, recapitulou os sintomas da garota, pensando em como tratá-los apropriadamente. Sobre vitalidade? Ela estava esbanjando. Mas energia... Energia era um recurso em falta para a filha de Despina.

- Primeiro vou cuidar dos seus ferimentos. - Falou, tocando os cortes mais aparentes e restaurando a pele ao seu estado perfeito. - Então eu resolvo seu super cansaço.

Em seguida, o garoto fez suas mãos brilharem novamente no tom dourado, a graça curadora de Asclépio. Tocando os pontos mais feridos, fez a energia fluir, diminuindo os ferimentos até que não mais estivessem por lá. De quebra, tocou a garota na testa, aconselhando-a a deitar.

- Geralmente as pessoas ficam tontas nessa parte. - E fez o truque de retirar o cansaço outra vez. - Mas é ótimo para acabar com cansaço, exaustão, olheiras e afins. Podemos prosseguir?

Assim que a filha de Despina assentiu, ele pediu que Ivan se aproximasse outra vez com mais uma poção, que foi logo ministrada à semideusa sem erros do estagiário. Enquanto isso, o filho de Héstia colocava as mãos prateadas nos ombros da paciente, deixando a energia restauradora fluir para ela.

- Só mais uma coisa. - Falou, sentando-se ao lado dela. - Não se mova ou vou matar nós dois.

Com essa afirmação adorável, o filho de Héstia tentou uma habilidade nova. Assim como fazia com um poder de sua progenitora, formou uma conexão, tocando o braço da paciente. Então, imaginou sua energia deixando-o e passando para ela. Notou o fim do processo quando o fluxo foi interrompido, já que Lavínia havia atingido sua plenitude naquilo.

- E... - Falou. - Você está novinha em folha, acho. Manere no uso de energia, assim como nas aventuras perigosas. Tá, é a graça de ser um semideus, mas é muito mais engraçado quando se escuta o médico e fica vivo. Okay?

Três pacientes liberados. Sem muitos problemas naquilo, claro. Ah, a arte da cura. Jhonn a amava.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Zoey Montgomery: Full HP/MP. Retirar o troço que ela pediu.
Josh Siege Kriskahn Kimoy: Full HP/MP.
Lavínia Cavendish: Full HP/MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha.

Transfusão (Nível 30)
O curandeiro transfere parte de sua vida e/ou energia para outro alvo, ou faz a ligação entre dois alvos voluntários para tal. O doador pode ceder no máximo até 50% de cada valor, a 10% por turno. Durante este período alvo e o curandeiro não podem realizar qualquer outra ação, ou a ligação se quebra. Para fazer a transfusão consigo mesmo como doador e/ou alvo ainda gasta uma MP de ativação adicional ao valor transferido - e apenas nesse momento. 1 vez por ocasião. A quantia de turnos deve ser definida antes, e anunciada na postagem de ativação, não permitindo outras ações até o término do uso do poder. Doador e Receptor devem manter algum tipo de contato. {Idealizado por Sadie Bronwen} (usado só pra fechar a MP da Lavínia).

Poções:

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno. (previamente preparada, dada pra Lavs).

~Atualizado. Jhonn: +50 dracmas~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Josh Siege Kriskahn Kimoy em Qua 29 Jul 2015, 02:10



The Thunder
Josh Siege Kriskahn Kimoy



   
   
   
||  ||  ||


Josh colocou a camiseta e sorriu. — Ei Jonh, obrigado. — o filho de Zeus tocou no ombro do curandeiro e olhou para a garota que esperava o atendimento. — Não achei que esse seria nosso segundo encontro. — brincou o garoto enquanto esperava ela ser tratada, os dois semideuses tinham tido um maravilhoso encontro ao acaso em NY.

— Pra falar a verdade, iria te procurar logo em seguida... Te espero lá fora. — disse o filho de Zeus enquanto piscava rapidamente um dos olhos para ela. Josh despediu-se do filho de Héstia e seguiu até a entrada, onde um painel com várias assinaturas e uma caneta roubavam a cena.

"Por que não?", pensou enquanto pegava a caneta e começava a escrever seu nome. Terminando com um longo traço a baixo. "Josh Siege Kriskahn Kimoy, filho de Zeus". Começou então a ler as assinaturas enquanto esperava Lavínia, para que assim ambos pudessem sair de lá.


--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved
Josh Siege Kriskahn Kimoy
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
1750

Localização :
no ♥ da lavs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Lavínia Cavendish em Qua 29 Jul 2015, 12:45



Did you hear the rain?
means I'm coming home again

— Hey Jhonn, bom dia. — Falei, logo após o "puxão de orelha" do curandeiro. Como eu simplesmente diria "hey Jhonn" se nem ao menos sabia seu nome? Caso estivesse escrito em algum lugar da enfermaria, eu tinha deixado passar. — E princesa não é exatamente o título correto, mas deixe pra lá...

Sim, era fascinante ficar invisível por aí; Empalar as falsianes em um estalagmite de gelo gigante; Fazer chover horrores em um dia que estava ensolarado cinco minutos atrás; Mas, ainda assim, eu achava os poderes de cura dos seguidores de Asclépio algo além da magia usual. Era quase um tipo de prazer esquisito sentir sua energia voltando tão rapidamente, os cortes sumindo, a dor tornando-se cada vez menor. Meu mais novo conhecido parecia saber muito bem o que fazia, apesar de ser a primeira vez que eu recebia seu atendimento.

— Vou tentar seguir seus conselhos, mas não se surpreenda caso eu apareça aqui em algumas semanas com minha vida por um fio. — Respondi descendo da maca e esboçando-lhe um sorriso descontraído. — Veja pelo lado bom, serei uma cliente fiel. Ah, e muito obrigada, mesmo.

Segui para fora da enfermaria, onde encontraria Josh. Não sabia se era coincidência ou essas baboseiras de destino, mas nós estávamos nos esbarrando muito por ai - coisa que eu não reclamaria nem um pouco.

❄ Lavs




LAVINIA CAVENDISH


white winter hymnal


I was following the pack all swallowed in their coats, with scarves of red tied round their throats, to keep their little heads from fallin in the snow and I turned round and there you go...


TRAMA - MP - DO IT YOURSELF - WE ♥ IT



Lavínia Cavendish
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
385

Localização :
New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Catherine Blake em Qui 30 Jul 2015, 16:19



Enfermaria
Looking for Help
Devo confessar, ir até a enfermaria não era meu passatempo preferido. Mas quando você não consegue nem ao menos mexer o seu braço, sem quase morrer de dor, isso se torna uma necessidade. Meu braço esquerdo doía terrivelmente. E como não se mexia, provavelmente estava quebrado. Além disso, o mesmo estava virado em um ângulo meio estranho, pela forte pancada sofrida. O cansaço também era meu constante companheiro e quase nunca me largava, especialmente nessas horas. Ótimo, era tudo o que “precisava”.

Ainda amaldiçoava os malditos esqueletos, com os quais lutara, quando cheguei até a enfermaria. Quem poderia imaginar que uma simples batalha com os seres do submundo causaria tanto dano?

Essa enfermaria ainda era nova. Pelo menos, para mim, que nunca havia ido até lá. O ambiente era tão aconchegante que acabou por me cativar. No entanto, não pude observar muito, devido a terrível dor. Caminhei até a recepcionista e preenchi rápido alguns formulários. Sem mais delongas, fui até a sala do curandeiro e empurrei a porta da mesma.

-Hmm... Olá.- Sorri para levemente para ele, mesmo meio nervosa, entrei totalmente e já me encaminhei até a maca.- Poderia me ajudar?

Assim, expliquei tudo a respeito de meu estado.    


PEOPLE CHANGE, BUT THE PAST, DOES NOT

Catherine Blake
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
79

Localização :
Nova York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Rogan Smmistch em Sab 01 Ago 2015, 13:21


Healing Hills


A primeira vez, a gente nunca esquece.



Aquela seria a primeira vez que visitaria uma enfermaria, esperava ser como em um hospital comum pacientes nas macas e uma fila enorme. O cansaço já tomava conta de seu corpo, não dormia ali mesmo no corredor, pois a dor não o deixaria pegar no sono por muito tempo.

O caminho foi fácil, era só seguir os rastros de sangue ou as pessoas quebradas a frente que você conseguiria chegar às enfermarias.  Para um doente com o corpo cansado, e mente fraca escolher entre as enfermarias possíveis do lugar era praticamente impossível, acabou por entrar a primeira porta que viu. Caminhou como pode em direção ao balcão de atendimento, la estava um jovem de altura mediana, olhar intensamente castanho, e uma expressão calma como se o mundo estivesse prestes a ruir e ele la parado analisando suas fichas.  Estava praticamente caindo quando se segurou no balcão, o usando como apoio. — Stark, Pode me ajudar?— O sobrenome foi à única coisa que conseguiu ler naquele minúsculo crachá preso no jaleco. A visão falhou e o corpo pesou mais que suas pernas suportaram manter quase indo em direção ao chão, mais que rápido tomou a iniciativa de se deitar em uma das macas de atendimento, não iria cair ali como uma jaca podre. Por fim esperou o atendimento do curandeiro, enquanto descansava o corpo dolorido.


Obs:
Então, Rogan venceu sua primeira caça a bandeira, mais acabou quase morrendo. O que ele diz como cansaço e a falta de sangue no organismo.

Rogan Smmistch
Filhos de Phobos
Mensagens :
8

Localização :
Dentro do Armário, Brincando com os seus medos :*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Ter 11 Ago 2015, 13:12


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



Não demorou para a próxima paciente chegar à enfermaria. Cumprimentou a filha de Atena de forma educada, antes de perceber o problema não tão simples que ela possuía: yup. Lá estava outra paciente negligente. Primeiro o garoto com uma flecha no braço, e agora a garota com o braço quebrado. Qual era o problema dessas pessoas com enfermarias?

- Sinceridade aqui? - Falou. - Você tá bem acabada, criança. Só... Sente.

Ouviu o resto dos sintomas enquanto tocava o braço, anestesiando-o. O que viria a seguir ainda seria deveras incômodo, porém. Sem hesitação, enrolação, ou sequer uma distração, o filho da lareira agarrou o braço com força e tentou colocar os ossos fraturados no lugar certo. Quando ficou satisfeito, passou para a próxima etapa.

- Não se mexa, pelos deuses. - Dizia, revirando os olhos e iniciando uma leve prece a Asclépio. Suas mãos logo foram tomadas por um brilho dourado, e as manteve na posição em que estavam. - Sei que a anestesia não cobre toda a agonia, mas se você não parar com isso, vou ter que quebrar seu braço outra vez para colocar tudo no lugar certo.

Sentia a energia curativa sendo passada ao corpo da garota, a bênção de seu mestre. Assim que o poder atingiu seu potencial máximo, afastou as mãos e encarou a semideusa. Ajustou o jaleco levemente e assumiu uma expressão pensativa, notando seu estado de cansaço.

- Bem, agora vamos partir pra seus probleminhas com ki, chakra, ou qualquer coisa que você chame. - Estendendo as mãos, o curandeiro tocou os ombros da semideusa. - Pelos seus olhos, dá pra notar que não está muito bem. Prepare-se para uma leve tontura.

E a tontura veio, assim como uma sensação estranha de repouso. Alívio. A semideusa agora podia ficar tranquila quanto às suas energias físicas, mas Jhonn sabia que havia mais naquela história. Erguendo as mãos e vendo-as assumirem o tom prateado tão característicos, deixou-as repousarem nos ombros da garota Blake, esperando a energia fluir. Enquanto isso, avisava a seu estagiário para trazer mais uma das poções da bancada.

- Pronto. - Disse quando as mãos voltaram ao normal. Agradeceu a Ivan pela poção que havia trazido, e estendeu uma folha de hortelã a Catherine. - Coloque isso na boca e tome esse líquido. Não é tão ruim assim, eu garanto. Quando acabar, vai se sentir nova em folha. Não recomendo muita atividade com o braço: já que a cura ainda não se estabilizou, você pode sentir algum incômodo. Quanto à energia... Apenas cuide-se para não gastar tanta.

Afastou-se então para a próxima pessoa que entrava no lugar: um filho de Phobos. Stark reconhecia aquela aura em qualquer canto, mas seus poderes já eram suficientes para quase neutralizá-la no ambiente. Era muito mais agradável cuidar de pacientes caso não houvessem emoções negativas envolvidas.

- Sempre disposto a ajudar no que der. - Respondeu, sorrindo. - Sente-se e...

Antes que pudesse finalizar a frase, o garoto já havia desabado na maca. O curandeiro então tratou de ouvir seus problemas com mais atenção, iniciando o tratamento antes que algo pudesse dar errado. Tocando a testa do semideus, fez com que seu cansaço sumisse do corpo. Aquilo ajudaria a evitar outros desabamentos como aquele.

- Por que as pessoas sempre esperam a beira da morte pra fazerem uma visita? - Disse, revirando os olhos e vendo as mãos assumirem os tons que tanto o atraíam: a esquerda foi tomada pela energia dourada, enquanto a direita pela prateada. Tocando o semideus, começou o processo de restauração da forma mais fácil e menos instável que conhecia para aqueles casos. - Sério, custa vir antes de estar tão mal?

Em alguns instantes, Rogan estava em condições aceitáveis. O curandeiro suspirou aliviado.

- Fique alguns instantes aí, até o efeito da cura se estabilizar e a tontura passar. - A voz era severa. - E tente fazer visitas mais frequentes, quando for o caso. Estamos entendidos?

Em seguida, caminhou até a recepção, para verificar se haviam novos pacientes.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Catherine Blake: Full HP/MP.
Rogan Smith: Full HP/MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Poções:

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

~Atualizados. + 50 dracmas para Jhonn~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Edgar Bartzen Rockenbach em Qui 13 Ago 2015, 15:58


Help me...
A chuva fria como o gelo banhava a colina naquela tarde melancólica e triste. Talvez Apolo estivesse de luto, pois nem mesmo quis mostrar seu brilho aos mortais. Uma garoa fina e sem rumo não cessava, o vento que soprava não deixava os mais vaidosos presos nos chalés. Contudo, o acampamento ainda era um lugar para treinar e o garoto triste de cabelos encaracolados fazia isso com aquela espada que ganhara daquela tal Despina que diziam ser sua mãe.

Na vida daquele moleque nada foi flores, mas sim espinhos, sofreu com a perda da memória e mesmo assim não desistiu. Mas, naquele momento ele não suportava mais a dor, ele precisava ir para a enfermaria, e foi o que fez.

-Preciso de ajuda...- falou vagamente o pobre Edgar.

Procurou por uma maca e encontrou, o olhar dócil do filho de Despina procurava alguém, até que não aguentou e deitou-se sobre a primeira 'caminha' que encontrou naquela enfermaria.

-Ajuda...- Clamou o garoto.

A chuva não parava e o ar continuava frio, o que não era um problema para a criança. Era notável a dor que ele sentia, podia ver no olhos do jovenzinho, no corpo e na expressão na face.

Somente ele sentia a dor fúnebre na cabeça, uma dor forte no estômago e os os demais cortes que estava nos braços e pernas.

-Socorrrr...- desta vez já grunhia.

-Senhor Jhonn, aqui...- Gritou a secretária que estava no banheiro quando Edgar chegou.
Edgar Bartzen Rockenbach
Filhos de Despina
Mensagens :
12

Localização :
Colina Meio-sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Vincent V. Valentine em Dom 16 Ago 2015, 15:56



O cansaço quase que me proibiu de chegar ali após uma árdua caminhada. Cheguei ali muito cansado, me esforçando ao máximo. Me sentia zonzo, dolorido, quase sem consciência. Me aproximei da maca mais próxima, tendo uma visão do único médico disponível ali naquele momento. Me apoiei na cama, me deitando em seguida sobre ela. O médico se aproximou, e a única coisa que pude ver foi seu nome, Jhon Stark. Disse uma unica palavra antes de desmaiar de exaustão.

-Me ajude.





Arsenal:

♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]


Vincent V. Valentine
Filhos de Tânatos
Mensagens :
25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Qui 20 Ago 2015, 15:54


Healing Hills

First Day



A filha de Hipnos não sabia exatamente o que esperar e muito menos se iria se sair bem, mas iria se esforçar ao máximo. Estava feliz por Stark ter oferecido sua própria enfermaria como um lugar para "estagiar". Aquela era sua segunda chance e ela a faria valer.

Adentrou o ambiente familiar e sorriu. Stark estava em uma das salas, de forma que a garota optou por um lugar do outro lado do corredor. Havia aderido ao jaleco branco que, convenhamos, era muito charmoso.

Não demorou muito para que o primeiro paciente surgisse. A secretária chamava por Jhonn, mas Hayley fora mais rápida. Correu até a maca onde um garoto que aparentava não ter mais que doze anos jazia.

- Hey, me chamo Chelsea, vou ajudar você. - Sorriu de maneira tímida. - Nossa, você apanhou feio, hein? Pela sua idade, não acha que deveria estar assistindo desenho ou coisas do tipo?

O semideus possuía cortes nos braços e pernas, os quais Drevoir passou as mãos por cima e viu as feridas se fecharem, deixando apenas cicatrizes pequenas e discretas.

Logo começou a fazer uma prece a Asclépio e viu as mãos assumirem um brulho dourado. Ainda era nova com aquele tipo de coisa então acabou por deixar escapar um arquejo de surpresa.

Colocando as palmas no tórax do rapaz, logo percebeu que ele estava se recuperando fisicamente. Era hora de restaurar suas energias. Fazendo outra rápida prece ao deus da medicina, suas mãos assumiram um brilho prateado. Dessa vez, nenhum arquejo, apenas uma expressão de "Not bad."

Mantendo as mãos onde estavam, Chelsea viu o garoto abrir os olhos de maneira esperta. Estava totalmente curado, sem dúvidas.

- Bom, guri, eu realmente espero não te ver aqui de novo por um bom tempo. - Falou em tom brincalhão enquanto bagunçava os cabelos do menino. - Se cuide, mas se não conseguir... Healing Hills está aberta 24/7.

E com um breve aceno, dispensou o filho de Despina.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Hayley mal teve tempo de comemorar sua primeira atuação sem matar ninguém ou explodir o lugar e logo outro paciente surgiu.

Stark chamou pela garota, que rapidamente atravessou o corredor. O filho de Héstia disse que ela poderia dar conta daquilo e a encorajou da melhor maneira possível: Arqueando uma sobrancelha como se dissesse "Prove que não estou errado."

Revirando os olhos, Chelsea se aproximou do outro semideus. Um pouco esquisitão e que não emanava uma aura muito agradável.

- Sim, estou aqui pra isso. - Deu de ombros, mas se apressou ao ver que o garoto havia desmaiado.

As palmas que após sua primeira prece tinham um tom prateado se moviam pelos ombros e tórax da possível cria do submundo. Apoiou as mãos no pescoço do rapaz por alguns segundos até ter certeza que havia concluído a primeira etapa - certeza essa que veio com o despertar do garoto -, fez outra prece, para que completasse o processo.

- Aparentemente todos vocês abusam dos poderes. - Drevoir revirou os olhos. - Sejem menas.

Fazendo uma prece em tom baixo pedindo para que Asclépio a abençoasse para que pudesse realizar a cura mais uma vez, suas mãos brilharam no tom dourado que começava a se tornar familiar.

- Ah, eu realmente acho desnecessário trazer esse tipo de coisa pra cá. - Apontou para a faca que o rapaz portava. - Sério, tipo, é uma enfermaria, não um campo de guerra.

Ou uma cozinha. Pensou.

Ajudando o agora conhecido por Vincent a se sentar, analisou-o da cabeça aos pés até ter certeza de que havia feito o máximo possível.

- Dispensado. - Deu uma piscadela em aprovação enquanto fazia o sinal de positivo com o polegar direito.

E assim se encerravam as primeiras atividades de Chelsea. Não havia sido bem um plantão, mas a garota bocejou como se tivesse trabalhado em um. Era uma irremediável cria de Hipnos. Um cochilo provavelmente seria seu próximo afazer.
Adendos:
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.


Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Obs: Considerar o poder passivo do Jhonn que aumenta em 50% os efeitos de cura já que ele está presente no local, de forma que o máximo que pode ser restaurado por mim seja 112 HP ou MP.
Atualizações a serem feitas:
Edgar: +85 Hp e +35 MP (Full)
Vincent: +75 HP e +112 MP

Chelsea H. Drevoir
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
289

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jasmine Grinderwald em Sab 29 Ago 2015, 03:53

sins...
i've been hiding my sins and praying for god's grace.

A alemã já vinha se acostumando com frases e brincadeiras tipicamente americanas. Nada melhor do que fazer uma pessoa aprender uma língua nova à força. De qualquer forma, já se comunicava, mesmo que porcamente, e já tinha feito algumas amizades. Jasmine não mais pensava em solidão; começava a considerar aquele lugar seu lar.

Numa noite, remexia-se sobre a cama sem conseguir pegar no sono. Sentia-se doente. Chamou a colega indefinida que dormia na cama ao lado da sua e informou seu estado, enrolando-se um pouco na explicação. Paciente, a moça levantou-se e sentou-se na cama de Grinderwald, instantaneamente sentindo o calor que a pele da estrangeira emanava. Em poucas palavras falou que a alemã pegava fogo, ganhando um olhar assustado como retribuição. A americana riu, balançando a cabeça e limitou-se a pegá-la pelo braço, iria conduzi-la à enfermaria mais próxima.

Assim que pisou no lugar, Jasmine, já sentindo-se fraca, perdeu a consciência, sendo amparada pelas mãos da companheira de chalé. Precisava de ajuda.
Enfermaria lala ©

Jasmine Grinderwald
Indefinido
Mensagens :
49

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Simmon Wilem Brandeur em Sab 29 Ago 2015, 19:54



Simmon já comera bastante, descansara bastante e passara grandes períodos fazendo nada mais além de ler, entretanto, mesmo com tudo isso, ainda se achava um pouco fraco e sem energia.

Ele não estava fraco do tipo desmantelado e moribundo, veja bem, mas apenas sentia que não estava em sua capaciade total. Algo dentro dele pareciar apitar e avisar que ele ainda podia se abastercer, ficando com a carga completa. O próprio semideus se via como uma bateria gigante, que estava com 90% de carga. Ele podia ter mais. Queria ter mais.

Dessa forma, procurou uma enfermaria que já conhecia e utilizara; a de Jhonn. Por preguiça, saiu voando de seu dormitório provisório no chalé de Zeus e seguiu, por sobre as copas das árvores e telhados de estabelecimentos, até o local onde todas as enfermarias habitavam em conjunto. Dirigiu-se até àquela que desejava e entrou.

Com passos leves, encaminhou-se até a recepção, onde disse seu nome e, em troca, recebeu uma senha para esperar. Pelo jeito, havia apenas uma pessoa na sua frente. Com a resoluta calma que segue as pessoas que conhecem muitas coisas, Simmon sentou-se numa poltrona larga e fofa, com um livro em mãos que tinha retirado ao acaso de uma estante qualquer. Chamava-se "A Música do Silêncio", e fora escrito e narrado de uma maneira leve e curiosa, diferente. Todavia, teve de abandoná-lo logo no início, pois sua vez de ser atendido chegara mais rápido do que esperava.

Foi recebido com um sorriso caloroso proveniente de uma curandeira ruiva. Que coincidência, afinal, ela era a segunda seguidora de Asclépio com cabelos vermelhos que ele conhecia. Fascinante, não é mesmo? Apresentou-se como Chelsea.

— Igual ao time inglês? — Disse o filho de Zeus, enquanto subia com um pulo na maca a qual fora conduzido — Enfim, eu tô me sentindo meio fraco. Não é nada de mais, eu acho. Só que eu poderia ter mais energia. É pra proteção, sabe?

Simmon Wilem Brandeur
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
218

Localização :
USA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Seg 31 Ago 2015, 09:26


Healing Hills

Três pontos para o Chelsea! Não, espera...



Qualquer um seria capaz de afirmar que a cria de Hipnos já estava consideravelmente mais confiante. Ainda não havia colocado sopa na veia de nenhum outro semideus, dado néctar ou ambrosia a ponto de fazer com que ele fosse dessa pra melhor e muito menos explodido a enfermaria enquanto preparava alguma poção.

Chelsea começava a encarar as paredes brancas com um certo ar de tédio quando pôde ouvir alguém chegando. Colocou as mãos no bolso de seu jaleco muito estiloso e foi até a recepção.

Uma garota era ajudada - ou melhor, rebocada - por uma companheira para dentro do recinto.

- Hey, me ajude a deitá-la em uma maca. - Falou a garota para a recepcionista enquanto ajudava a garota a levar sua companheira.

A atendente fora rápida, arrumando o leito e logo saindo para retomar seus afazeres.

- Ok, qual foi o trator que passou por cima dela? - Indagou Hayley enquanto analisava a mais nova paciente. - Pelo amor dos deuses, não precisam desmaiar só para não precisarem me dar oi. Eu não mordo.

Jasmine - segundo a outra semideusa - estava claramente exausta. A curandeira colocou o indicador na testa da enferma, que logo pareceu suspirar em alívio, como se um grande peso fosse retirado de suas costas.

Fazendo uma prece baixa para Asclépio e pedindo para que este guiasse os próximos momentos relativos à cura, logo as mãos assumiram um brilho dourado. Drevoir sorriu com o canto dos lábios e colocou as palmas das mãos poucos centímetros acima do tórax de Jasmine.

Quando julgou que havia concluído tal etapa, novamente recorreu através das palavras a seu patrono e logo as mãos ficaram prateadas. Era hora de devolver um pouco de energia para a garota.

Colocou as mãos nas têmporas e fez um caminho até que elas parassem nos ombros. A semideusa que antes estava desmaiada, abriu os olhos.

- Bom... De nada, garota. Tente me desejar um bom dia da próxima vez antes de desmaiar. Nós curandeiros também temos sentimentos. - Brincou.

Chamando a companheira de Grinderwald, apontou a saída e logo se despediu das duas.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Enquanto voltava para sua sala, a cria do sono deparou-se com mais um paciente e, com um sorriso e um movimento com a cabeça, pediu que ele a seguisse.

O semideus não parecia numa pior, mas não se recusaria a atender ninguém. Estava começando a ler alguns prontuários quando ouviu o garoto se sentar em uma das macas e indagar.

- Igual ao time inglês?

Quase involuntariamente olhou para seu nome bordado no jaleco. Chelsea riu.

- Sim, igual ao time. Espero que você não torça para o Arsenal. Ou Liverpool. Ou... Whatever, não entendo muito de futebol. - Disse, dando de ombros.- Vamos lá, senhor "Proteção".  Permita-me.

Chelsea colocou as duas mãos no pescoço do rapaz, de forma que os polegares ficavam na linha de seu maxilar. Aquilo resolveria o aparente cansaço.

Fechando os olhos, mais uma vez  fez uma prece a Asclépio para que pudesse restaurar as energias do paciente.

- Essa sim vai ser a parte legal. - Conteve um riso ao ver suas mãos em tom dourado. - Não sou nenhum desfibrilador, mas... O que vale é a imaginação, cria de Zeus.

Colocou as mãos no peito de Simmon por alguns segundos, até que o brilho se extinguisse por conta própria. GG easy pensou enquanto dava uma piscadela para o semideus.

- Teje curado, moço. Estando na pior ou vindo só por "proteção"... Healing Hills sempre de portas abertas.

Acompanhou o garoto até a saída e acenou antes que o perdesse de vida. Voltou para sua sala e sentou-se preguiçosamente na cadeira. Um bocejo indicava que talvez fosse a hora de uma xícara de café antes do próximo plantão.
Adendos:
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.


Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Obs: Considerar o poder passivo do Jhonn que aumenta em 50% os efeitos de cura já que ele está presente no local, de forma que o máximo que pode ser restaurado por mim seja 112 HP ou MP.
Atualizações a serem feitas:
Jasmine: Full HP e MP
Simão do Trovão: Full no MP



Tudo atualizado daqui pra cima

Chelsea H. Drevoir
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
289

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Rhysand Havilliard em Seg 07 Set 2015, 16:28


fuckin' tired
all i need is to rest




Já era noite quando Albus decidiu ir a uma enfermaria do Acampamento Meio-Sangue. Ele estava se sentindo esgotado, física e emocionalmente, então chegara à conclusão de que seria uma boa ideia visitar um curandeiro.

Mesmo sendo portador de grande resistência física, o semideus ainda não havia se adaptado completamente à sua nova vida no campo de concentração dos meio-sangues.

Albus se dirigiu à ala onde os curandeiros ficavam e, já que não tinha preferências – uma vez que nunca havia estado no local –, decidiu adentrar a primeira enfermaria.

O semideus ficou surpreso com a decoração e infraestrutura do recinto. Eu trocaria o Chalé de Zeus por isso aqui, pensou ele ao olhar para a estante com livros e os equipamentos eletrônicos.

Caminhou vagorosamente até o balcão de atendimento – onde havia três semideuses, dois já atendendo outras pessoas – e se apresentou, dizendo que estava se sentindo exausto e que tinha alguns cortes nas costas. A atendente lhe deu um número de reconhecimento para que Albus soubesse quando chegasse a sua vez de ser atendido. Deram-lhe também uma pulseira personalizada com o nome “Albus” escrito.  

O semideus pegou o livro “Peter Pan” e colocou sua pulseira no identificador da confortável poltrona, sentando-se em seguida para aguardar seu atendimento.

“Todas as crianças crescem, exceto uma.”


------------------------


Observações essenciais:


  • Nada a acrescentar.


to tag Renan // não utilize sem a permissão do mark
Rhysand Havilliard
Filhos de Zeus
Mensagens :
155

Localização :
Seatle

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Seg 07 Set 2015, 18:28


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



O fluxo de pacientes apenas aumentava a cada novo dia. Para a sorte de Stark, possuía dois estagiários bem interessantes ao seu lado. Ivan não tinha controle total de suas habilidades, mas ajudava o monitor com muitos problemas menores. Além disso... Ele tinha Chelsea. A garota era especialmente talentosa nas artes da cura, aquilo era uma certeza.

Mesmo com a ajuda da curandeira, os últimos dias de trabalho na enfermaria haviam desgastado muito o garoto de Héstia. O café havia se tornado bem efetivo quando sua habilidade de repouso perdeu parte da eficácia, mas havia alterado um pouco seus sentidos - E seu raciocínio. Um pouco mais alterado que o normal, o semideus recebeu seu próximo paciente.

Com um sorriso, conduziu o jovem até a maca mais próxima, pediu que retirasse a camisa e começou a ouvir sua história enquanto lia seus registros. Chamava-se Albus, e era sua primeira vez na enfermaria. Estava ali por causa de alguns ferimentos em suas costas, além de cansaço. Uma avaliação rápida com o olhar comprovava que ele não estava muito mal, mas Jhonn nunca subestimava um problema como aqueles.

No fim da página, achou uma informação que fez seus olhos cheios de loucura brilharem.

Filho de Zeus.

O garoto tentou conter o sorriso e falou ao garoto que estaria novinho em folha logo, logo. Outra coisa importante seria que ele tentaria um método meio... Alternativo de cura. Naquele momento, chamou Chelsea e Ivan, seguindo na direção de algo que os queridíssimos filhos de Hermes haviam "conseguido" para o lugar.

Em um segundo, a expressão de confusão do garoto de Zeus foi substituída por um receio deveras engraçado. Não era a toa, claro: o médico louco segurando um desfibrilador não ajudava muito na hora de trazer calma.

- Eu sempre quis fazer isso. - Disse, rindo. - Ok, Albus. Você vai sentir um formigamento leve, ou morrer de forma horrível. Perguntas? - Jhonn não esperou pelas perguntas. - Chelsea, pode ligar no máximo.

- É pra já, chefe. - Falou a garota, com uma expressão neutra. Em um instante, as duas placas começavam a estalar com eletricidade pura. Os aprendizes apenas encaravam o mestre sorridente.

Aquilo era um hospício?

- AFASTAR! - Gritou o monitor, fazendo contato entre o desfibrilador e o peito do garoto caído.

A eletricidade o fez se retrair por um instante, mas só. Logo começou a percorrer seu corpo e renovar suas forças, Jhonn podia sentir aquilo. Com um suspiro de satisfação, afastou o objeto do garoto e pediu para que Ivan o desligasse. Com uma prece rápida, notou o brilho dourado que surgia em suas mãos, e logo colocou-as em contato com o assustado jovem de Zeus. Chelsea já segurava uma prancheta e um lápis em mãos.

- Como esperado, o efeito foi satisfatório em um garoto de Zeus. - Dizia, vendo os ferimentos das costas do jovem se fechando. - A eletricidade continua sendo uma fonte maravilhosa de cura, mesmo quando emitida pelos desfibriladores. Mais uma maneira ótima de ajudar esses semideuses por aqui. - Então, o brilho das mãos se apagou. As costas estavam perfeitamente curadas. - Anotaram? Podem voltar ao serviço, então.

O garoto então fez outra breve prece, vendo suas mãos serem iluminadas por um tom prateado dessa vez. Repousou as mãos nos ombros do semideus, esperando a energia de seu patrono ser passada para o paciente. No fim do processo, sorriu de satisfação.

- Bem, isso resolve as coisas. Desculpe o pequeno experimento, mas o café nas minhas veias atiçou minha curiosidade. - Sua risada dessa vez não soou nem um pouco louca, e seu sorriso de irmão mais velho estava de volta. - Cuide-se, garoto. E não deixe a primeira impressão te assustar, o ramo tem loucos de sobra.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Albus Wright: Full HP/MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Passiva do Albus - Ensinada pra ele no on a pedidos -, só pra explicar a loucura acima:

Cura elétrica (Nível 1) - Sob qualquer indício de energia elétrica¹, haverá a cura instantânea de 20HP.

~Att relâmpago por Psiquê~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Juan Aloe Hatherley em Qua 09 Set 2015, 19:07

Juan Aloe


Juan caminhava com as mãos no bolso em direção as tendas. Ele sabia que precisaria uma hora ou outra ir ali, mas não imaginou que estaria tão desgastado. Tinha um corte na sobrancelha direita e suas pernas doíam, seria de tanto treinar chutes e golpes? Ele não sabia. Andava com os braços afastados do dorso, tentando não tocar nas costelas vermelhas e inchadas... Aquela queda tinha sido maior que o esperado. Mais que isso, Juan sentia algo emocional que talvez não houvesse curandeiro que conseguisse curar.

Chegou a tenda de Stark, não conhecia o garoto, mas tinha ouvido falar coisas boas sobre ele. Se aproximou de quem imaginou ser ele e cutucou o ombro do mesmo seguindo por explicações do que sentia.

#tags | XX words | notes ©

Juan Aloe Hatherley
Filhos de Hermes
Mensagens :
19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Alasca Courvoisier em Qui 17 Set 2015, 17:11

save me

dá uma help aqui rapidinho, nunca te pedi nada

Enfermaria

De volta

A primeira coisa a se fazer após a chegada ao camp é ir a enfermaria para repor as energias, curar alguns machucados e, claro, receber um pouco de cuidado depois de quase se matar em prol do bem de Quíron – e, consequentemente, do Acampamento Meio-Sangue. Alasca não se importava com isso – gostava de viajar, buscar coisas novas e desvendar mistérios –, portanto estava constantemente sendo convidada para missões.

Eis o fato que fizera com que ela viesse de encontro aos curandeiros, novamente. Ferimentos distribuídos em monte pelo corpo da morena ardiam como fogo perpétuo; em uma de suas bochechas havia um corte que a impossibilitava de sorrir normalmente, no entanto caminhou até a recepção e forçou um, acompanhado de “Boa tarde”. Como de costume, havia semideuses na sua frente, então sentou-se em um dos bancos e esperou sua vez.


Alasca abriu a porta e entrou rodopiando, apesar da dor que sentia.

— Olha quem está aqui de novo! — a garota sussurrou e ergueu os dois braços, fazendo seu sorriso dar lugar a uma careta de dor pelo movimento brusco. — Acho que hoje vou tomar um tempinho a mais de você — riu para um dos curandeiros, dando de ombros. — Desculpa.





Alasca Courvoisier
Filhos de Perséfone
Mensagens :
113

Localização :
Inferno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Chiara Montenegro em Qui 17 Set 2015, 22:27



Não presumiu que fosse voltar ali tão cedo.

Chiara, no entanto, procurava não pensar nisso. Ela simplesmente calçou os saltos, e saiu do chalé um em busca de algo, ou alguém que pudesse ajudá-la. Sentia dores, muitas dores. Por todo seu corpo. Mal conseguia mover-se com tamanha graciosidade sem que as pernas bambeassem e ameaçassem fraquejarem de encontro ao chão. Mas, aquilo afinal, não preocupava-a.

A dama observou de soslaio o grande corte no seu antebraço, que aos poucos, mostravam-na uma coloração esbranquiçada. Aquele era, aparentemente, o maior ferimento. Os outros eram somente grandes hematomas, escondidos por de baixo de uma camada fina de roupa. As outras dores, que mesmo não sendo consideravelmente agonizantes, latejavam e quase faziam-na expressar uma careta. Mas continha-se. Além destes, um grande cansaço parecia tomar conta de si, e quando avistou uma das enfermarias, suspirou.

— Preciso de ajuda. — ela anunciou, inexpressiva. Esperou que auxiliassem-na, e enfim, quando fizeram, ela pegou o papel sobre o balcão com seu número de atendimento. Não demorou-se em ocupar um espaço vago no banco de couro à sua frente, e sem nada para fazer, apenas fitou o chão enquanto aguardava.



Chiara Montenegro
Filhos de Zeus
Mensagens :
47

Localização :
a mistery

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Sab 19 Set 2015, 10:53


Healing Hills

Na boa, eu deveria ser a funcionária do mês.



Uma das melhores coisas em se trabalhar na enfermaria de Stark era que os dias da garota geralmente se resumiam a ficar naquele lugar, ao contrário do chalé de Hipnos onde, provavelmente, passaria o dia inteiro fazendo vários nadas. Ao contrário do que se esperava de uma prole do deus do sono, Chelsea gostava de se sentir útil.

Naquela manhã, alguns semideuses estavam realmente dispostos a fazê-la sentir-se assim.

Drevoir caminhava pelo corredor vestindo seu jaleco quando viu um rapaz entrar na sala de Jhonn e, antes que ele pudesse chegar ao chefe, chamou a atenção deste com um "psiu".

Venha comigo. Ele anda um pouco... Sobrecarregado ultimamente. — Disse, dando de ombros. Também estava acostumada a lidar com casos um pouco menos graves.

Conduzindo o rapaz até sua sala, orientou que este se sentasse na maca enquanto ela organizava alguns prontuários antigos e passava um pouco de álcool em gel nas mãos. Aquele poderia ser um mundo semidivino, mas alguns costumes da medicina mortal não podiam ser dispensados.

De cara, viu um corte na sobrancelha do rapaz, o qual limpou com um pouco de água oxigenada e gaze. Passou os dedos levemente por cima e viu o corte fechar-se e deixar apenas uma pequena cicatriz clara.

Sabia que o semideus estava cansado, e logo colocou as mãos em seus ombros. Um suspiro de alívio foi ouvido, de forma que era claro ver que seu poder havia funcionado.

Olhou o garoto de cima a baixo. Revirou os olhos.

Olha, a gente consegue saber o que vocês tem e tal, mas... Falar não faz mal. Na verdade, ajuda bastante. — Falou enquanto arqueava uma das sobrancelhas. — Vamos, tire a camisa.

O flanco do garoto estava avermelhado em um tom quase roxo. Uma pancada feia o havia atingido sem dúvida alguma. Fechou os olhos e fez uma prece a Asclépio pedindo para que este a ajudasse a curar o paciente.

Suas mãos assumiram um tom dourado e ela logo as passou pelas costelas do semideus - que ela não sabia o nome já que não havia se apresentado -. Ao ver o brilho se apagar, viu que havia feito o máximo que podia mesmo não sendo o 100% que o garoto precisava.

Mais uma vez, rezou a seu patrono para que pudesse restaurar a energia do rapaz. Um tom dourado surgiu e a ruiva encostou as mãos no tórax dele, movendo-as até chegar no pescoço. Mais uma vez, o brilho se extinguiu.

Hayley sorriu e fez o sinal de positivo com o polegar.

Dispensado, garoto sem nome! — Brincou. — Apareça sempre que precisar.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Enquanto tomava um copo de capuccino - deuses, como odiava café comum - que havia sido trazido por outro estagiário, Ivan, Chelsea estava despreocupada folheando alguns livros que havia encontrado na biblioteca mais cedo. A maioria sobre procedimentos de cura - não que fosse puxa-saco ou algo do tipo, mas se iria fazer algo em nome do deus que a deu uma segunda chance, queria fazer direito - e outros sobre monstros.

Uma garota entrou rodopiando quase como um furacão, o que a fez soltar um arquejo e quase cuspir a bebida.

Pelo amor dos deuses, guria!

Uma secretária adentrou na sala de Hayley e entregou a ficha da garota que havia entrado.

Quem é você, Alasca? E quais seus problemas? — Indagou em tom brincalhão enquanto apontava a maca para que a outra sentasse. — Nah, não precisa dizer. Eu os resolvo.

Examinou a garota e viu que ela aparentemente havia decidido sambar em uma cama de giletes. Tinha ferimentos pelo corpo todo e, mais uma vez, Drevoir fez o pedido que desconcertava a maioria das pessoas.

Tire a camisa. Não se preocupe, temos uma política anti-assédio e essas coisas. — Tomou mais um gole do líquido morno antes de prosseguir. — E eu não jogo nesse time.

Rezou baixinho para que Asclépio não a deixasse na mão e que pudesse curar a garota. As mãos estavam douradas mais uma vez e logo Hayley as passou por cada corte, vendo-os serem fechados quase instantaneamente e o brilho se extinguir ao fim do processo.

Olhou para a semideusa e sabia que, como a maioria dos que iam ali, ela estava com problemas a respeito de seu mana - ou seja lá como preferissem chamar. Depois de recorrer a mais uma prece para seu patrono, as mãos estavam prateadas.

Repetiu o procedimento comum de colocá-las no tórax do paciente e em seguida no pescoço e nuca.

Novinha em folha. — Falou em tom alegre enquanto colocava as mãos nos bolsos do jaleco e liberava a outra cria divina.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

A secretária foi até a sala da filha de Hipnos mais uma vez e deixou um prontuário. Agradecendo com um movimento de cabeça, a garota leu o estado da paciente e, colocando a cabeça para fora da porta, chamou em alto e bom tom:

Paciente Montenegro.

A filha de Zeus entrou na sala e tomou seu lugar na maca. Chelsea colocou os papéis em cima da mesa e logo segurou o braço da semideusa para examinar melhor o corte. Aquilo era demasiadamente preocupante e, sinceramente, se surpreendia ao ver que ainda não havia infeccionado.

Olha, você é uma garota de sorte. — Disse enquanto pegava mais uma vez os materiais necessários para um curativo decente.

Água oxigenada, gaze, esparadrapos e um pouco de iodo. Sabia que aquilo iria doer os infernos, mas achou melhor não comentar já que o que os ouvidos não escutam, o cérebro não sente. Ou ao menos era algo parecido.

Primeiro limpou o ferimento e o viu espumar um pouco. Chiara xingava baixinho enquanto se encolhia com o toque. Agora com o corte limpo, era hora de um pouco de magia para resolver. As mãos douradas foram passadas apenas por cima, de forma que o corte se fechou um pouco, mas não de maneira suficiente.

Vasculhou um pouco os armários até encontrar um remédio que ajudaria no processo de cicatrização. Passou-o sobre o local aberto e logo o cobriu com gaze, algumas faixas e o finalizou com esparadrapo. Para uma primeira experiência, não estava tão ruim assim.

Olha, você vai precisar de um dia ou dois antes de fazer algum movimento brusco e coisa e tal. Caso precise, pode voltar aqui e eu trocarei o curativo, mas no geral... Deve sarar rápido.

Vendo a exaustão de Chiara, tocou seus ombros e viu o alívio instantâneo. Riu baixinho. Ainda achava curiosa a reação dos semideuses diante daquele simples gesto.

As mãos estavam prateadas depois de mais uma prece a Asclépio - que já deveria estar de saco cheio - e logo foram passadas pelos mesmos locais. Tórax, pescoço e, por fim... Um pequeno toque com o indicador na testa.

Prontinho, filha de Zeus.

Caminhou com a semideusa até a saída e despediu-se com um breve aceno. O sol começava a se pôr, indicando que a maioria dos campistas começava a se recolher. Olhou para o relógio e deu de ombros.

Ficaria de plantão pelo resto da noite.
Adendos:
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.


Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Obs: Considerar o poder passivo do Jhonn que aumenta em 50% os efeitos de cura já que ele está presente no local, de forma que o máximo que pode ser restaurado por mim seja 112 HP ou MP.
Atualizações a serem feitas:
Juan: + 122 HP e 122 MP (Graças ao uso do poder da cicatrização.)
Alasca: Full HP/MP
Chiara: Full HP/MP



Atualizado por Asclépio. +75 dracmas para a curandeira.
Chelsea H. Drevoir
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
289

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Rhysand Havilliard em Sab 19 Set 2015, 18:39


damn horse
take care of my body




Se não fosse a tarefa de limpar os estábulos e o maldito semideus que havia soltado o pégaso selvagem, Albus, claramente, não precisaria retornar às enfermarias. No entanto, como ele havia recebido um coice de Spirit, o pégaso supracitado, precisou buscar a ajuda dos curandeiros.

Já que foi bem atendido pelo curandeiro — mesmo este não sendo portador de grande bom senso — da enfermaria Healing Hills em sua última visita, Albus decidiu que lá seria um bom lugar para repousar e ser tratado.

Ah, que lugar bacana, pensou Albus quando adentrou o espaço da enfermaria.

Dirigiu-se ao balcão de atendimento, como na vez anterior, e informou seu nome — que já constava no cadastro. Ganhou a pulseirinha de identificação e sentou-se em uma poltrona para aguardar sua vez de ser atendido.



------------------------


Observações essenciais:


  • Nada a acrescentar.


to tag Renan // não utilize sem a permissão do mark
Rhysand Havilliard
Filhos de Zeus
Mensagens :
155

Localização :
Seatle

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Josh Siege Kriskahn Kimoy em Dom 20 Set 2015, 12:38



The Thunder
Josh Siege Kriskahn Kimoy



   
   
   
||  ||  ||


Josh tinha acabado de chegar no acampamento, estava exausto. O semideus não tinha feridas corporais, porém sua mente estava cansada. Logo, foi até a enfermaria de seu amigo, John.

Entrou andando na tenda e adentrou sem demora. — Eai, John. Hoje não tenho nenhum problema, somente estou cansado. — disse o semideus enquanto sentava em uma maca.


--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved
Josh Siege Kriskahn Kimoy
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
1750

Localização :
no ♥ da lavs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Dom 20 Set 2015, 15:51


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



Fingir que estava bem era uma arte maravilhosa aprendida por Jhonn.

Tentou disfarçar a tontura enquanto organizava os copos com suco de maçã, despejando a amora em pó medida e mexendo o conteúdo. Suas mãos tremiam, mas ele não iria ligar para aquilo. Quando a tonalidade arroxeada que indicava o ponto foi atingida, despejou o açúcar e adicionou as folhas de hortelã. Tudo resolvido antes de um ocasional desmaio.

Alongou os braços e sentiu a dor em seu tórax. Fruto de um combate nada amigável envolvendo lobisomens, uma deusa maligna e um índio pra lá de falsiane, ela demoraria um pouco para passar. Mesmo assim, o monitor não tinha todo esse tempo: tinha pacientes para curar.

Após concentrar chamas azuis em suas mãos, focando-as em seus pontos de maior dor, seguiu para os martírios do dia. Aquilo devia mantê-lo sem muito incômodo.

O primeiro foi o jovem Albus, mais uma vez. O garoto aproximou-se com um sorriso amigável e uma expressão controlada, diferente da última vez. Não tinha tempo para usar um desfibrilador no garoto de Zeus, então... Preferiu o método mais direto. Acomodou-o numa maca e preparou-se para o processo. Com uma rápida prece, viu suas mãos assumirem respectivamente os tons de dourado e prateado com os quais havia se acostumado.

- Então... Coice? Sério? - Disse, com uma risada fraca. Impôs a mão esquerda sobre o ferimento, enquanto a direita ficava em seu ombro. Daquela forma, a vitalidade e a energia seriam repostas de forma mais rápida. - Tente não exagerar tanto, e controlar melhor sua montaria da próxima vez. Quanto à dor... Bem, ela vai partir em algum tempo. Por hoje, você ainda pode sentir algumas pontadas, então... Permaneça em repouso. - Em meio ao discurso, as energias cumpriram o trabalho, e a visão de Jhonn perdeu o foco por um instante. Ignorando o olhar confuso de Albus, ele revirou os olhos e sorriu. - Bem, pode partir agora, e cuide-se bem.

Em seguida, lá estava o garoto de Zeus que deu muita dor de cabeça ao mundo mitológico. Nenhuma delas, claro, tamanha quanto a que o filho de Héstia começava a sentir. Aparentemente, baixavam um machado em sua cabeça repetidas vezes.

- Então, guri. - Disse, rindo. - Você sempre está cansado. Não entendo esses filhos de Zeus... Parecem celulares com bateria viciada. Espere aqui, garoto.

Enquanto se afastava, o garoto começava a sugar o calor do ambiente, sem se importar com a queda de temperatura que acabava causando. Precisava daquela energia para continuar de pé. Chegando na bancada, pegou duas das poções antes preparadas, mas essas não eram para Josh. Colocando uma folha de hortelã na boca, virou os copos sem intervalos, sentindo que sua vida dependia daquilo.

Em seguida, pegou mais dois copos, levando-os até o filho de Zeus e fazendo com que ele seguisse os procedimentos. Enquanto este tomava as poções, Jhonn fazia uma prece, vendo suas mãos tomarem o tom prateado com o qual havia tanto se acostumado. As impôs sobre os ombros do filho de Zeus, sentindo a energia curativa de Asclépio repor suas energias.

Um método que, infelizmente, não funcionava tão bem com ele mesmo.

- Bem, você não está lá nas melhores, mas posso continuar o tratamento logo e...

Antes que pudesse seguir com seu tratamento, porém, sua respiração ficou mais pesada. Sua visão escureceu. Só teve tempo de chamar por Chelsea antes de sua inutilidade ser completa.

E naquele instante, aquele que prezava tanto pelo bem estar de todos desabou no chão da própria enfermaria.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Albus Wright: Full HP/MP.
Josh Kimoy: Full HP; 726MP.
Jhonn: 629HP; 245MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Cura das chamas [20] - O usuário consegue materializar umas espécie de fogo azul, considerado incomum por não ser nada ofensivo. Na verdade, possui propriedades curativas capazes de recuperar 15% do HP do alvo uma vez por missão/evento.

Sucção [26] - O filho de Héstia pode absorver parte temperatura ao seu redor, podendo convertê-la numa fonte de vitalidade, mana (recuperação de 5% HP/MP) ou até mesmo de poder (o fogo, no caso da habilidade Sopro do dragão). De acordo com o grau da absorção, a temperatura do ambiente pode cair drasticamente, o que afeta os demais presentes nele. Válido uma vez por missão/evento. {Novo}

Poções:

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

Atualizado por Senpai


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 14:34

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares
» Enfermaria Healing Hills
» ♦ Enfermaria Central ♦
» Enfermaria
» Enfermaria
» ♣ Enfermaria de Lucas R. ♣

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum