Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Enfermaria Healing Hills

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Qua 08 Jul 2015, 23:45

Relembrando a primeira mensagem :


Enfermaria Healing Hills

Can i help you?



A enfermaria Healing Hills se encontra logo no começo da "ala hospitalar" do Acampamento, permitindo assim um acesso fácil a esta. Ao adentrar no recinto, o semideus pode acabar perdendo a noção de que está em um acampamento, uma vez que o ambiente é completamente decorado e montado para parecer um hospital de cidade como outro qualquer. Exceto, é claro, pelo tamanho. Os curandeiros disponíveis se juntam todo mês para dar uma parte do ganho em dracmas para alguns funcionários que servem como recepcionistas e assistentes em vários casos.

O primeiro cômodo do lugar é sua recepção. Um espaço com uma espécie de ar condicionado criado por filhos de Hefesto especificamente para aquele lugar. As paredes são inteiramente brancas e alguns quadros estão espalhados pelo local. No lugar das tradicionais cadeiras de espera, encontram-se poltronas de couro confortáveis com fones e tablets embutidos e equipados com uma grande diversidade de jogos, músicas e livros dos mais variados gêneros para tornar sua espera menos cansativa.

Ainda existe também uma estante com livros de assuntos variados no canto direito da sala, que é dividida em duas seções de cadeiras cortadas por um corredor que leva até a entrada/saída do lugar. Isso pensando naqueles semideuses que preferem um bom e velho livro físico a uma versão digitalizada.

Mais à frente encontra-se o balcão de atendimento, onde geralmente encontram-se três semideuses prontos para atender e colocar sua consulta na fila, assim como dar seu número de reconhecimento – usado também para saber que é sua vez – e pulseiras personalizadas com seu nome que auxiliam muito os curandeiros em casos de internação.

Além do painel que mostra o número do paciente que será atendido, cada poltrona vem com um identificador de pulseira que, quando utilizado pelo paciente, indica sua vez acendendo dois pequenos pontos de luz presentes no braço da cadeira e parando automaticamente suas músicas e aplicativos.

Seguindo pelo corredor que leva ao interior da enfermaria, o paciente tem acesso à sala de atendimento, ao saguão de internação e aos banheiros de pacientes em observação. Existem também banheiros diferenciados para ambos os sexos na recepção, onde os semideuses que aguardam o atendimento tem livre acesso.

A sala de atendimento está devidamente equipada para o uso eficiente do curandeiro e dos pacientes, possuindo uma série de macas, duas mesas de preparo de poções em alturas diferentes e armários com ingredientes e poções já prontas.


✚ ✚ ✚ ✚ ✚


Regras e adendos:
Regras básicas:
1º – As enfermarias não são um lugar off, portanto poste sua entrada. Digam o que estão sentindo, pois eu não consigo nem adivinhar meus próprios problemas. Especifiquem seu estado, seja com cortes, cansaço, dores, se perderam um braço depois de tropeçar... Isso tudo é importante.
2º – Todas as consultas e curas realizadas aqui são gratuitas, ou seja, você não precisará pagar nada para Jhonn mas aceito presentes de aniversário aqui e ali, como dragões flamejantes forjados de ouro puro. Fica a dica.
3º – Não venham pedindo via MP ou chatbox para postar aqui, por tudo que é sagrado. Eu tenho vida, e se vocês querem as suas, não fiquem me enchendo. Às vezes acidentes acontecem em enfermarias. *Cara de maníaco*
4º – Tentem fazer posts com mais de cinco linhas, caso não queiram ser banidos do universo por flood. Lembrem, não precisa ser um dicionário, mas também tem que ter um mínimo de decência.

Extra: Um obrigado aos curandeiros que vieram antes de mim, principalmente à Kristy, de quem adaptei as regras dessa bagaça.
Curandeiros ativos na enfermaria:
❖Jhonn Stark
❖Ivan V. Poklonskaya
❖Chelsea H. Drevoir

Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Josh Siege Kriskahn Kimoy em Dom 20 Set 2015, 16:48



The Thunder
Josh Siege Kriskahn Kimoy



   
   
   
||  ||  ||


Josh sentiu a energia vinda dos poderes de John, não era o suficiente, embora. — Claro, eu espero... John? — disse o semideus se virando no momento em que o curandeiro despencou no chão. — Caralho... — o semideus pulou da maca e pegou o filho de Hestia no colo, o colocando sobre uma das macas.

— Alguém! Ajuda aqui! — Josh era um guerreiro e não um médico, droga, devia ter ido pra faculdade. "Torn! Vá nas minhas coisas, pegue três poções e me traga!", o mentalista transmitiu seu pensamento para sua águia, um pio agudo foi ouvido em resposta.

--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved
Josh Siege Kriskahn Kimoy
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
1750

Localização :
no ♥ da lavs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Dom 20 Set 2015, 17:01


Healing Hills

A estagiária curando o chefe? Parece que o jogo virou, não é mesmo?



A noite já havia começado e a enfermaria estava bem tranquila, pois Stark estava de volta e, com isso, dava conta dos casos mais complicados que surgiam. Chelsea estava em sua sala, mas dessa vez não se encontrava lendo, mas fazendo algo bem mais arriscado: Pondo em prática o que só tinha visto em livros.

A filha de Hipnos sabia que não era tão forte quanto quem coordenava o ambiente de cura, então precisava de uma forma alternativa de da um upgrade em seus atendimentos. Como faria isso? Poções.

Uma vez ou outra havia presenciado Jhonn preparando as bebidas, mas não havia se atrevido até aquele momento. Diante de sua bancada estavam potes com suco de maçã, amora em pó, açúcar e folhas de hortelã.

Revisou mentalmente a receita e antes de começar a misturar tudo, fez uma pequena prece para que nada explodisse ou acabasse criando um veneno mortífero. Por mero simbolismo, fez o sinal da cruz com a mão e prosseguiu.

Pegou uma tigela e nela pôs duas xícaras de suco de maçã, logo em seguida adicionando a amora em pó, mexeu até que uma tonalidade arroxeada se formasse. Pondo duas folhas de hortelã, encarou o líquido.

Nenhuma explosão.

Não comemore ainda, Chels. Alguns compostos precisam de um pouco de tempo para entrarem em combustão espontânea. — Repreendeu-se mentalmente antes que pudesse começar algum tipo de dança da vitória.

Colocou o conteúdo líquido pronto em um pequeno vidro e o pôs no canto da bancada. Era hora de fazer outra tentativa, mas uma um pouco mais ousada.

Em outra tigela, colocou o suco de maçã na mesma medida e a amora em pó. Misturou e só ao ver a coloração roxa adicionou abriu alguns armários e finalmente encontrou o açúcar em pequenos potes divididos por peso.

"25, 30, 15 gramas... Ahá, 10."

Ao pegar o pote com 10 gramas, colocou-o na mistura e adicionou as duas folhas de hortelã. Ao terminar a receita, colocou em dois vidros um pouco maiores que o primeiro que havia sido feito.

Nada mal. — Disse enquanto colocava as mãos nos bolsos do jaleco.

Estava indo para o corredor até a recepção em busca de alguma bebida com uma pontada de cafeína quando ouviu seu nome ser chamado e então um baque surdo no chão.

Stark.

Correu até a sala onde o filho de Héstia realizava seus procedimentos de cura e deparou-se com o patrão caído no chão e um paciente sentado na maca um pouco atônito diante da cena.

Olhou para do rapaz para Stark. De Stark para o rapaz. Do rapaz novamente para Stark... Ajoelhou-se ao lado do patrão e ergueu a cabeça deste para afastá-la do chão frio.

Hm... Er... Bom... Estamos com... Problemas técnicos? — Estampou um sorriso sem jeito enquanto encarava o paciente que antes estava sendo atendido.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Com a ajuda do filho de Zeus, colocou Jhonn deitado em uma das macas. Por mais que tivesse vontade de fazer como em desenhos animados e esbofetear o cara acordado até que ele acordasse, Hayley não pretendia perder o emprego.

Fez uma prece a Asclépio e viu suas mãos ficarem douradas rapidamente. Apesar da pontada de nervosismo e desespero, pousou as mãos no tórax da cria da lareira até que elas se apagassem por conta própria e o rapaz começasse a abrir os olhos.

Ora, ora... A estagiária curando o patrão. Parece que o jogo virou, não é mesmo? — Brincou enquanto ia buscar as poções que havia deixado na bancada e algumas folhas de hortelã. — Vamos, beba isso.

Colocou uma das folhas na boca de Stark e, ajudando-o a assumir uma postura decente para que pudesse ingerir algo, levou o vidro menor até os lábios do semideus. Com dois goles pequenos, o conteúdo se foi.

Muito engraçada, Drevoir. Espero que não esteja considerando um aumento esse mês por isso. — Falou com certa dificuldade.

Estava resmungando, estava sendo sarcástico. É, o garoto estava melhorando.

Pegando o vidro um pouco maior e levando outra folha de hortelã até a boca do curandeiro, logo o conteúdo de outro frasco se esvaia. Até que não era uma alquimista das piores.

Ok, chega disso ou você vai acabar morrendo. Por mais que uma visita ao mundo inferior possa parecer divertida para pessoas góticas como você, melhor deixar isso pra depois. — Disse enquanto colocava os recipientes vazios em cima do balcão.

Com Jhonn ainda deitado, rezou baixinho para que seu patrono a ajudasse mais uma vez. As mãos agora com um brilho dourado eram posicionadas em locais estratégicos e tidos como centros energéticos.

Fez como havia sido ensinada. Tórax, pescoço, têmporas. Suspirou pesadamente ao ver a coloração se extinguir, pois sabia que aquilo não era o suficiente.

A ruiva olhou para o curandeiro ainda debilitado e sabia que por enquanto aquilo era tudo que seria capaz de fazer. Era hora de dar assistência ao filho de Zeus que estava ali minutos atrás.

Não saia daqui, volto em alguns minutos.

Você fala como se eu pudesse sair saltitando pelas colinas. — Stark arqueou uma das sobrancelhas.

Poderia estar à beira da morte, mas ainda era o mesmo ridículo.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Antes de atravessar o corredor e ir para a outra sala, pegou nas coisas de Jhonn uma poção pequena, colocando-a junto à média que estava em seu jaleco. O filho de Zeus estava pacientemente aguardando sentado em uma maca.

Olha, foi mal. Isso geralmente não acontece por aqui. — Levou a mão à nuca de maneira desconcertada. Levou dois segundos para ver a águia ali dentro. — Enfermarias comuns não permitem animais, mas como isso está um pouco longe do padrão de normalidade... Está tudo bem.

Deu a Josh uma folha de hortelã para mastigar e deu a poção pequena. Assim que ele terminou, deu outra folha da erva e um vidro um pouco menor. Olhou para a ave e viu que ela havia trazido três pequenos frascos com um vidro azulado.

Pode tomar eles enquanto eu vou... Bom, fazendo minha coisa mágica aqui.

A ruiva viu as mãos ficarem prateadas e as colocou no tórax da cria do trovão enquanto ele bebia o conteúdo de seus próprios frascos. Não sabia exatamente o que era aquilo, mas confiava que ele sabia o que estava fazendo.

O brilho se extinguiu e ela pegou os vidros vazios, os pondo em uma pequena caixa de descarte.

Acho que fiz tudo que pude... A propósito, Chelsea. Muito prazer e obrigada pela ajuda com o Stark. — Deu de ombros enquanto vasculhava um de seus bolsos. Achou um pirulito de morango e o colocou nas mãos de Kimoy. — Por ter sido um bom rapaz.

Riu baixinho e acompanhou o rapaz até a saída da enfermaria.

Seu trabalho estava concluído.

Ou quase isso.
Adendos:
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)

Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.


Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Poções:

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno. (Cura 30 de MP)

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno. (Cura 60 de MP)
Obs: Considerar o poder passivo do Jhonn que aumenta em 50% os efeitos de cura já que ele está presente no local, de forma que o máximo que pode ser restaurado por mim seja 112 HP ou MP.
Atualizações a serem feitas:
Josh: Full MP (112 da cura, 90 das poções e o uso de 3 elexires divinos - restauram 200 cada - do próprio semideus que foram trazidos pela águia)
Patrão Jhonn: Full HP / +202 MP
~Atualizado por Quíron~

Chelsea H. Drevoir
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
289

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Clark Schmidt em Dom 20 Set 2015, 17:49


Can you hear the silence?

Enfermaria
Clark havia acabado de chegar no acampamento, após uma missão na Grécia. Este, não havia nenhum tipo de corte, ou ferimento "visível". O mesmo, caminhava em direção a ala hospitalar em busca de uma tentativa de descanso para recuperar as forças e aliviar um pouco as dores que sentia na coluna (talvez por horas de viagem de pégaso). Por nunca ter ido em alguma enfermaria do acampamento, entrou na primeira que viu, e, por um momento, achou que estava em algum hospital da Califórnia, com um ambiente totalmente hospitalar. Perdido, Clark levou um certo tempo para achar o balcão, com três possíveis semideuses atendendo. Andou até o balcão, começando a dizer seus problemas.
- Estou com dores na coluna, e muito, mas muito cansado. Quanto tempo demorará até a minha vez? - Falou de forma direta e ríspida.
Ouvindo a atendente, a garota pôs uma pulseira de indicação para Clark que sentou-se em uma poltrona da recepção, se entretendo com um jogo aleatório enquanto aguardava ser atendido.

Can you see the dark? Can you fix the broken? Can you feel.. can you feel my heart? Can you owe the hopeless? Well, I'm begging on my knees, Can you save my busted soul? Will you ache for me?

Tks: Liiz@ TPO

Clark Schmidt
Filhos de Tânatos
Mensagens :
26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Josh Siege Kriskahn Kimoy em Dom 20 Set 2015, 19:09



The Thunder
Josh Siege Kriskahn Kimoy



   
   
   
||  ||  ||


Josh acariciava as penas da ave, estava com a outra mão tomando seus elixires, sério, aquilo era melhor que coca cola. O filho de Zeus riu com o comentário da garota. — E eu não sou um semideus normal. — disse rindo.

Primeiramente ele comeu a erva e tomou o frasco com mais poção, seguida de mais uma folha e mais poção, aquela garota estava tentando dopar o semideus? — Essa parada com as mãos, brilhantes e tal. É bem legal. — ele riu e sentiu a cura fluir. Finalmente estava zerado, estava pronto para o combate.

— Josh, obrigado pela ajuda você. Mande melhoras pro John, tenho um treino para passar. — O garoto pegou o pirulito, confuso. — Obrigado... — E assim abandonou a enfermaria, rindo..

Itens:

- Elixir da Energia (divino): Recupera 200EP. [3x]
--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved
Josh Siege Kriskahn Kimoy
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
1750

Localização :
no ♥ da lavs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por François Baudelaire em Seg 21 Set 2015, 18:29



Chelsea




Tudo o que Tyler desejava era que os ferimentos parassem de sangrar. Sim, mesmo depois da tortuosa busca pela ametista do filho de Hécate, depois de simplesmente ignorar todos os indícios de dor, ele cedera ao instinto e caminhava na direção da ala de enfermarias. A primeira que encontrou estava relativamente cheia, e tinha uma aura... curiosa.

Assim que ele entrou no local, percebeu a peculiaridade da energia. Era a mesma emanada pela curandeira ruiva que o atendera quando chegara ao acampamento. E... bem, lá estava ela, sorrindo para os semideuses pacientes. Ele se aproximou lentamente de uma das macas e sorriu timidamente quando viu a menina terminando seus afazeres e se dirigindo à ele.

- Oi... lembra de mim? - ele levantou os olhos para o rosto da moça. - Você... me ajudou a sair de um rio, eu acho. Foi o que Quíron me disse. Bem, ao menos eu lembro de cruzarmos olhares na enfermaria central, quando você terminava de me atender.

Ela sorriu e disse algo que fez o espírito de Tyler transbordar de calma e alegria. Ela era mesmo uma moça cativante. Com algumas perguntas, ela foi descobrindo os arranhões nas pernas e nos braços, além do corte profundo no peito do rapaz, que retirou a blusa do acampamento e ficou rubro diante da curandeira. Talvez essa fosse sua forma de se expressar: pela timidez, que aos poucos se perderia.


Onde: CHB Com quem? Pessoas Post: 001 Vestindo: Short Azul


Thanks @ Lilah CG
François Baudelaire
Filhos de Macária
Mensagens :
98

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Catherine Blake em Sex 25 Set 2015, 16:49



Enfermaria
My lucky only adds more
Cansaço. Nada definiria o meu estado melhor do que essa simples e poderosa palavra. Tinha abusado bastante dos meus poderes, na última missão em que fui, e pagava caro por isso. Para se ter uma noção, nem conseguia ao menos pensar direito, já que toda a minha mente parecia estar em um estado de torpor.  Logo, tive que me dirigir até a enfermaria. Do contrário, poderia acabar desmaiando em algum canto. E, para ser sincera, esse não era o maior dos meus desejos.

Além disso, havia alguns arranhões e cortes pequenos por todo o meu corpo, principalmente no rosto. Ou seja, todo o meu corpo resolvera me ferrar.

Nem reparei direito na enfermaria, como da outra vez, tamanho era o meu cansaço. Apenas preenchi os formulários, mais parecendo um zumbi do que qualquer outra coisa, e esperei minha vez.

PEOPLE CHANGE, BUT THE PAST, DOES NOT

Catherine Blake
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
79

Localização :
Nova York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jade R. Prislow em Dom 27 Set 2015, 11:38

Enfermaria
Minha cabeça doía pra caralho, como se eu tivesse levado um coice de centauro bem na cara; minhas pernas estavam bambas de cansaço, e meus olhos se recusavam a ficar abertos. Puta merda, eu realmente precisava de um cigarro naquele momento.

Mas, como eu estava exatamente no Acampamento Meio-Sangue, um lugar onde é quase impossível arrumar um cigarro, eu ia ter que me contentar com alguma enfermaria mesmo, era o máximo que eu poderia conseguir.

Levantando-me do chalé de Deimos e indo até a ala hospitalar, adentrei no primeiro recinto que apareceu na minha frente. Sem olhar para os lados ou procurar algum enfermeiro, somente me sentei em uma maca e esperei, tentando me manter acordada.
Jade R. Prislow
Filhos de Deimos
Mensagens :
17

Localização :
Rússia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Dom 27 Set 2015, 13:33


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



Chelsea era uma funcionária eficiente. Com a ajuda de Josh, ajudou o filho de Héstia a ficar menos mal, e aquilo era tudo o que ele precisava para seguir com o serviço. Cabeça dura como sempre, não iria parar tão cedo assim.

Levantando-se, viu os novos pacientes. Revirou os olhos e se encaminhou ao jovem mal humorado, usando suas mãos para interpretar bocas enquanto encarava o garoto de Tânatos.

- Mimimi, mimimi. - Falou, com uma careta. - Olha... Pressa não vai fazer a fila andar, mas por sorte tua, eu estou de bom humor hoje. - Pegou a ficha do garoto e fez um gesto para que o acompanhasse. - Olha, seu pai pode até ser a morte, mas eu não ligo muito pra isso. Tente um pouquinho mais de educação, se não quiser fazer uma visita prévia a ele.

Quando chegou à sala de atendimento, acomodou o garoto em uma das macas e leu os problemas com atenção. Seria um caso simples. Com uma breve prece, viu suas mãos serem iluminadas: a esquerda por um brilho dourado, e a direita por um prateado. Pousou a primeira nos locais de maior queixa do paciente, enquanto colocava a segunda em seu peito. As energias curativas fluíam, restaurando seu corpo e seu vigor.

Satisfeito, o curandeiro se afastou, sorrindo e avaliando mais uma vez se o serviço estava mesmo completo.

- É. Isso deve ser o bastante. - Disse. - As energias curativas geralmente demoram um tempinho para se acomodar, então eu não recomendaria muito esforço, ou uso de poder nesse período. Pode ser que acabe piorando seu estado, então... Sem pressa.

Stark acompanhou-o até a recepção, pronto para chamar o próximo paciente. Foi então que viu o garoto que estava com Chelsea, e um sorriso tomou conta de sua face. É. Não era aquele o dia em que o garoto ia ser tratado pela médica que queria.

- Ah, vejo que preparou o paciente para o processo operatório, Drevoir. - Disse, puxando alguns instrumentos cirúrgicos com um olhar maníaco. Ao notar o olhar reprovador da curandeira, guardou-os e revirou os olhos. - Tá, sem processo operatório. Tá, eu não estou descansando depois de desmaiar. Mas de qualquer forma, vá ajudar Ivan na outra sala com as poções, a fila só aumenta nesse lugar.

A curandeira despediu-se e deixou os semideuses sozinhos. Jhonn dirigiu o olhar para a garota, depois para o garoto... E deu-lhe seu melhor sorriso de "Eu sei qual é a sua". Em seguida, deu uma leve gargalhada e deu de ombros, tocando os ferimentos abertos. Em instantes, estes cicatrizavam, e o curandeiro podia passar para a próxima etapa.

Suas mãos foram tomadas outras vezes pelas luzes coloridas, e o garoto repetia o processo que fez com o paciente anterior: dourada nos ferimentos, prateada no peito. A energia fluía sem muita dificuldade, e em instantes, o garoto estava novinho em folha.

- Tente se cuidar melhor. - Falou. - Sei que tem desculpas para vir à enfermaria, mas... Deixe seu momento shipp para além dessas paredes. - Encarando o olhar confuso do garoto, Jhonn riu mais uma vez. - Tá, é brincadeira. Mas mantenha-se bem, garoto.

Em seguida, uma garota entrou em sua sala. Até o instante, era a paciente mais complicada daquele turno, pois parecia bastante esgotada. Jhonn acomodou-a em uma maca e logo começou o atendimento, iniciando-o com o toque curativo das mãos, tomadas outra vez pelo brilho dourado. Quando havia finalizado o serviço, deixou que a energia prateada tomasse conta das mesmas, e as pousou nos ombros da garota.

- Olha, eu não sei o que você fez, mas recomendo que não faça outra vez. - Disse, com um olhar preocupado. - Você está um caco.

Seguiu então para a mesa de poções, preparadas por seus estagiários. Pegou duas arroxeadas: uma grande, e uma pequena. Entregou uma folha de hortelã e instruiu que a garota colocasse-a na boca antes de tomar os líquidos, dizendo que provavelmente explodiria se não fizesse aquilo. Após isso, aguardou que ela as ingerisse e tirou os copos de suas mãos.

- As poções geralmente demoram um pouco mais para se acomodarem em seu corpo, então... Recomendo que espere um pouco antes de se esforçar muito, pois pode atrapalhar um pouco o processo. No geral, você só precisa de repouso, garota de Atena. Seja esperta e aceite esse conselho, ok?

Com um sorriso, despediu-se da semideusa e viu a última paciente da vez entrar. Não precisava ser vidente para sentir sua aproximação: aquela aura já fazia aquilo. Fobos? Deimos? Jhonn não ligava. Sua própria aura já consegua repelir aquilo, mas o desconforto às vezes atingia outros pacientes.

Sem pensar duas vezes, acomodou-a em uma das macas e pegou sua ficha. Jade. Deimos. Sua aura emocional também não era das mais estáveis, como ele podia sentir, mas no momento precisava se focar nas coisas físicas.

Fez pela última vez naquele turno uma prece para Asclépio, e viu suas mãos serem tomadas pelos tons dourado e prateado. As impôs sobre os ombros da semideusa, e sentiu a energia fluir. Quando ficou claro que estava pronta para partir, sorriu e encarou-a.

- Bem, talvez algumas dores permaneçam por uns instantes, ou uma tontura ocasional aconteça. Mas isso apenas se você se esforçar de mais no dia de hoje. Descanse bem e se mantenha longe de encrenca, ok?

Por fim, despediu-se e se sentou em uma das macas. Deuses... estava ficando velho para aquela correria.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Clark Schmidt: Full HP/MP.
Tyler Spring: Full HP/MP.
Catherine Blake: Full HP/MP.
Jade R. Prislow: Full HP/MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Poções:

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

~Atualizado por Quíron~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por 124-ExStaff em Seg 28 Set 2015, 21:10

• Chelsea: +25 dracmas (visto que o Jhonn não foi totalmente curado, ele não foi contabilizado)
• Jhonn: +100 dracmas

Atualizado.
124-ExStaff
Administradores
Mensagens :
301

Localização :
Casa Grande

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Violet Young em Seg 28 Set 2015, 21:25

Enfermaria
Help me?
Eu poderia ser chamada de tudo, menos de paciente.

O meu estado não era dos melhores, pois havia um corte meio fundo em minha coxa, alguns hematomas em quase todos os meus membros e vários arranhões em diversas partes do meu corpo. Além de, é claro, me sentir muito cansada, devido às batalhas e aos poderes que utilizei. Para completar, meu nervosismo e a minha inquietação, por causa da dor, só pioravam tudo.  

E ali estava eu de novo, prestes a entrar na mesma enfermaria que já fora uma vez. Não me demorei muito com as apresentações desta vez, apenas adentrei no recinto muito bem arrumado.

Fui até a atendente rapidamente e ela indicou para que eu me sentasse. Assim o fiz, aguardando com impaciência o atendimento.  


Thanks Panda
Violet Young
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
102

Localização :
Nova York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Lavínia Cavendish em Ter 29 Set 2015, 13:14



Did you hear the rain?
means I'm coming home again

O esgotamento físico e mental tomava conta de toda a minha alma. Não lembrava ao certo quando e como havia voltado da Rússia para Long Island, já que eu havia adormecido nos braços de Josh logo que saímos de toda a confusão daquele maldito circo.

A primeira coisa que precisei fazer antes de me jogar na cama do chalé 23 e dormir por uns dois dias foi visitar a enfermaria de Jhonn. Já havia recebido seus atendimentos e sabia que ele era capaz de me ajudar em pouco tempo. Logo entrei e aguardei em um sofá até que um dos curandeiros viesse ao meu encontro, dando-me algum tipo de instrução e levando-me até uma das macas.

— Lavínia Cavendish, Despina, cansada e morrendo. — Anunciei antes de me deitar nos lençóis brancos, claramente usando um tom muito mais exagerado do que realmente deveria.


❄ Lavs




LAVINIA CAVENDISH


white winter hymnal


I was following the pack all swallowed in their coats, with scarves of red tied round their throats, to keep their little heads from fallin in the snow and I turned round and there you go...


TRAMA - MP - DO IT YOURSELF - WE ♥ IT



Lavínia Cavendish
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
385

Localização :
New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Meredith H. Wermöhlen em Qui 01 Out 2015, 18:43

all the bitches
will bleed all the blood
O choque foi intenso quando viu que o ferimento causado pelo Leviathan fora mais grave do que o esperado. Meredith não teve problemas para retornar ao acampamento, todavia o teleporte usado custou-lhe quase toda a sua energia. Às fronteiras do acampamento, a filha de Melinoe surgiu num véu esfumaçante turquesa, e caiu ao chão, tendo forças o suficiente para um último chamado. Nymeria... A cadela infernal era inteligente. Viria ao seu socorro e saberia exatamente o que fazer.

[ ... ]

Acordou sob o pelo macio e trevoso do monstro. Nymeria corria à toda para a ala hospitalar do acampamento, e, sem forças para dizer que preferia a enfermaria da Grandine ou a de Thiago  — conhecia ambas antecipadamente —, apenas aceitou o rumo que sua mascote lhe deu. Foi para o estabelecimento desconhecido, sim. O de Jhonn. Nunca fora lá, porém, o rapaz era monitor, tal qual a própria Meredith. E a mentalista poria sua vida nas mãos do rapaz, confiando em sua competência.

A cadela entrou, causando tumulto entre os semideuses que lá estavam. Largou a dona sobre uma maca e depois saiu. E Meredith, ainda sangrando, ficou ali, esperando pelo atendimento.

post #001 | enfermaria | jhonn meua mor | seen it all by jake bugg | vestindo isso
Meredith H. Wermöhlen
Filhos de Melinoe
Mensagens :
896

Localização :
Ahn...?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Arlen Weizsäcker em Dom 04 Out 2015, 18:22


♪ after the forest
— in search of healing —

A minha intensa passagem pela floresta, incluindo um interessante encontro com Marcel — enquanto ele se divertia, excitando-se com outro garoto — e uma batalha nada agradável contra um sátiro revoltado poderia ter passado despercebidamente aos olhos de qualquer um que me visse dentro dos limites, não fosse por dois fatores cruciais: a minha expressão de ira mortífera pela pseudotraição de Marcel e os meus intensos machucados, frutos do combate com o ser da natureza. Felizmente, para o segundo indicativo do meu passeio pela floresta havia uma cura rápida e com bastante eficácia: as Enfermarias.

Eu estava plenamente consciente de que o meu amado também estaria pelo local, e não seria por menos, uma vez que ele desmaiou tão fortemente por algum motivo o qual, por Zeus, eu não queria nem saber. Foi exatamente por isso que resolvi evitar a enfermaria mais recorrente dele, cuja enfermeira-chefe e fundadora era a líder dos Curandeiros de Asclépio; ao invés dessa, resolvi migrar para uma também famosa pelo seu atendimento.

— Aqui está bom, Weevil — murmurei para o meu hipogrifo. O ser parou diante da primeira enfermaria da "ala hospitalar", abaixando-se, gentilmente, para que eu conseguisse descer. — Obrigado, garoto.

De prontidão, cambaleei até a recepção da enfermaria para buscar uma solicitar atendimento. Mas não fora nem necessário. Antes que eu pudesse falar algo para qualquer um dos três atendentes, a minha visão escureceu-se e senti meu corpo assumir um peso estranho, como se a gravidade estivesse empurrando a minha cabeça para o chão.

E isso era tudo que eu lembrava.

[...]

Pestanejei algumas vezes para tentar acostumar meus olhos à claridade, à medida que ia abrindo-os ao despertar. Minha cabeça continuava com o mesmo peso. Meus ferimentos doíam mais ainda. Mas eu estava deitado, no que me parecia uma maca, à espera de atendimento. Também passei a perceber movimentações no ambiente, além de vozes baixas, que produziam sons os quais eu não prestava a menor das atenções; até que uma delas — desta vez um pouco mais histérica, que eu captei com perfeição — anunciou em alto e bom som: "Ele acordou!"

Era assim que tudo ia ficar bem.

Arlen Weizsäcker
Filhos de Nêmesis
Mensagens :
483

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Krishna C. McCoy em Seg 05 Out 2015, 00:37

Enfermaria

Krishna Clinch McCoy

Mais uma vez eu estava de volta à enfermaria, dessa vez com alguns ferimentos e não só um mal estar. A desculpa já estava pronta, caso me perguntassem sobre os motivos de alguns cortes e hematomas eu diria que tinha me ferido em um treinamento. Ninguém deveria estar seguindo meus passos na intenção de comprovar a veracidade de minhas palavras, por isso não seria difícil enganar. Sem falar que em uma enfermaria onde muitos aparecem, os motivos dos ferimentos de alguém em especial chega ao ponto de ser irrelevante. Não tinha com o que me preocupar. Escorei-me em uma das paredes e aguardei pelo atendimento.

Itens & Armas


Irrelevante


Poderes & Habilidades


☀ Poderes Passivos ☀

~Nenhum


☀Poderes Ativos ☀

~Nenhum


Observações


☀ Nadica


Krishna C. McCoy
Filhos de Eos
Mensagens :
27

Localização :
AMS - Em missão

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Noah G. Kalömoseuz em Seg 05 Out 2015, 23:32




Rest...


Ele perdeu muito sangue. É um milagre ainda estar vivo.

Noah queria que a primeira fala do curandeiro fosse algo desse nível, mas não chegou nem perto disso. Decepção. Nem ele ou qualquer outro semideus ao seu redor parecia tão mal assim. Acabara de entrar na enfermaria e, na verdade, nada mudara. A única coisa diferente eram os próprios semideuses. O de Poseidon continuava sem reconhecê-los. Quanto ao local, os curandeiros não eram conhecidos por serem os melhores decoradores do Acampamento, e hospitais eram sempre hospitais, então...

Sentou-se onde deveria sentar e aguardou, ao lado de outros que pareciam tão entendiados quanto. Ou será que eles estavam tão doentes que não conseguiam nem abrir os olhos totalmente? Deu de ombros. Noah não estava lá muito ferido, a maioria dos cortes havia se curado quase totalmente na água, mas Quíron pedira (na verdade, ordenara) que ele visitasse o atual curandeiro mais famoso das redondezas, e uma soneca gratuita era sempre bem vinda. Principalmente com os olhos mais famosos das redondezas lhe observando. Ok, estranho.

Em pouco tempo fora chamado e colocado sobre uma das macas. O lugar era ótimo, até; apesar de branco. Se não fosse pelos semideuses agonizando ao redor (os mais feridos estavam ali dentro, percebera), ali seria o melhor lugar para dormir, ever. Então, Noah sentara lá e, sacudindo suas pernas no ar, aguardava ansiosamente para sair dali.

Noah G. Kalömoseuz
Filhos de Poseidon
Mensagens :
152

Localização :
Aqui, ali, acolá. -q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Qua 07 Out 2015, 10:59


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



Mais uma vez, a Healing Hills estava cheia de pacientes. Algo a alegrar a vida dos curandeiros? Sempre. A dos pacientes que chegaram lá ferrados? Nem tanto.

A primeira a entrar na sala foi Violet, de Hécate. Impaciência. Nervosismo. Inquietação. Jhonn era muito sensitivo para essas coisas, e não gostava nem um pouco do que via. Orientou que a garota acalmasse os ânimos e sentasse. Ninguém precisava daquela pressa toda naquelas condições.

- Vamos lá. - Disse. - Pode até parecer que você inventou uma sessão de 50 tons de cinza com algum milionário das redondezas, mas seu estado não é lá dos piores. O tratamento vai ser bem rápido, eu garanto.

Com uma breve prece, aconteceu mais uma vez. A mão esquerda do curandeiro foi envolvida num tom dourado de luz, enquanto a direita foi tomada por um brilho prateado. Ambas foram pousadas onde foi julgado necessário, e as energias curativas logo passaram a fluir. Em poucos instantes, a garota estava praticamente nova e folha.

- Como eu já disse, a energia demora um pouco para se acomodar. - Ele falou, revirando os olhos. - Os hematomas ainda vão incomodar um pouco, mas creio que não vai demorar para que terminem de sumir de vez. Estamos entendidos? Até mais, Anastasia Steele.

Logo a seguir, Lavínia adentrou no recinto. O drama era claro em tudo o que dizia, e Jhonn sorriu ao ouvir aquilo tudo.

- Todos estamos, srta. Cavendish. Eu até contaria a história de como dei uma voadora no chão mais cedo, mas deixo isso pra depois. - Fez suas mãos voltarem aos tons brilhosos de anteriormente, e pousou-as no corpo da garota.

A direita, de energia, em seu ombro direito. A esquerda, de cura, em seus ferimentos mais aparentes. As energias fluíram sem resistência alguma, e em instantes, haviam cumprido seu papel. Mesmo após o tratamento, a garota ainda apresentava uma certa deficiência energética, que ele resolveria de outra forma.

Seguiu até a bancada e pegou dois copos com conteúdo arroxeado, levando-os até a semideusa. Instruiu que colocasse uma folha de hortelã na boca antes de beber os líquidos, para possivelmente não explodir. A garota seguiu suas orientações, e em instantes já apresentava uma melhora significativa.

- Não invente de sair por aí em missões suicidas, por favor. - Ele disse, com um tom de preocupação. - E com Josh? Achava que você só iria querer ouvir o "até que a morte os separe" no altar. - Deu uma breve risada ao ouvir o que dizia. - Cuide-se, garota.

Em seguida, com a saída da semideusa, um grupo de pacientes entrou pela porta da sala de atendimentos, causando um alvoroço. Em meio aos semideuses, uma cadela infernal trazia sua dona para uma das macas, trazendo mais tensão ainda para o ambiente. Ao deixá-la, a criatura deixou o recinto... E foi então que Jhonn viu quem era.

Meredith.

- Desculpem, crianças. Grávidas tem preferência por aqui. - Falou, aproximando-se mais da garota.

Inicialmente, colocou suas mãos nos ferimentos abertos, cicatrizando-os para impedir um sangramento letal. Em seguida, passou para o tratamento padrão. As duas mãos assumiram o brilho dourado, e foram logo pousadas nos demais ferimentos. Quando já havia sido cumprida a função do poder, Stark alternou o brilho para prateado, e pousou as mãos nos ombros da paciente. O fluxo de energias foi grande, aquilo era uma certeza. Mas suficiente? Não.

O garoto pediu para Ivan trazer-lhe mais duas poções energéticas. Colocou então uma folha de hortelã na boca da garota de Melinoe e ajudou-a a tomar o líquido.

- Meredith? - Disse, preocupado. - Você pode me ouvir?

A garota começava a apresentar reações melhores. Seu corpo e sua alma - até onde a atuação do monitor se estendia - estavam em perfeitas condições. Só restava-lhe um descanso antes de poder voltar ao chalé. Jhonn deixou Ivan observá-la e instruí-la ao acordar, e seguiu para os próximos pacientes.

Desta vez, um garoto que havia sido arrastado pelas recepcionistas. Era o paciente mais ferrado até os dias atuais, isso era uma certeza. Inerte. Inconsciente. Praticamente sem movimentos. Jhonn o encarava com as atendentes ao seu lado.

- Ele acordou! - Disse uma delas. E de fato, o garoto recobrava seus movimentos aos poucos. Seus olhos se abriam e encaravam o ambiente ao seu redor com confusão.

Jhonn dispensou as garotas e seguiu para o tratamento. Inicialmente, usou seus poderes de cicatrização para fechar os cortes e ferimentos mais profundos. Logo a seguir, fez uma prece e deixou suas mãos atingirem mais uma vez o tom dourado que tanto adorava. Pousou-as sobre os ferimentos mais graves e deixou a energia agir. Naquele caso... Não foi o bastante. O garoto surrado estava realmente surrado.

O monitor pediu para seu ajudante-mirim - Que já havia liberado Meredith - Trazer-lhe algumas poções, o quarteto básico. Ivan desajeitadamente trouxe os líquidos em uma bandeja, e Jhonn agradeceu sua eficiência e disposição. Entregou os líquidos esverdeados ao paciente, mandando que ingerisse aquilo. Enquanto ele o fazia, seguiu para a fase dois.

Com mais uma prece ao deus da medicina, viu as mãos serem tomadas pelo brilho prateado, a energia restauradora de seu patrono. Pousando-as nos ombros do paciente, começou o processo de cura. Ao seu término, tomou os copos das mãos de Enzo, colocando-os na bandeja e passando-lhe os próximos. Após colocar a folha de hortelã na boca, o garoto seguiu com o procedimento.

- Então. Só tente não apanhar tanto. Faz meu trabalho ficar bem mais difícil. - Falou, suspirando. Colocou os copos outra vez na bandeja e sorriu. - Alguns efeitos podem demorar para se acomodar, mas... É o jeito deles. Só não apronte por enquanto, iria causar uma dor de cabeça insuportável a todo mundo.

Após liberá-lo, seguiu para a garota de Eos. Sua presença por ali era uma novidade inquietante, afinal, Jhonn não sabia de onde a garota tinha brotado naquele acampamento. Sem muitos questionamentos, se apresentou e ignorou as auras conflitantes que sentia. Com as mãos outra vez em seu clássico esquema: brilho dourado na esquerda, prateado na direita. Pousando-as nos ombros de Krishna, fez as energias curativas passarem para seu corpo, de forma rápida e eficiente.

- Olha, só... Tente ser um pouco mais simpática. - Falou ele, revirando os olhos outra vez. - Pelo amor dos deuses, eu não sou um NPC de jogo. Tenho sentimentos, sabia? Enfim. Você está ótima, pode vazar agora. Cuidado nessa vida, sério.

Paciência para atender? Zero, naquele instante. Mesmo assim, sendo seu dever, não deixaria nada atrapalhar. Manteria o sorriso no rosto e seguiria para o próximo paciente.

O atual curandeiro mais famoso das redondezas - Não descrição própria, eu garanto - Caminhou até Noah, cumprimentando-o e se apresentando. Ouviu suas queixas e logo começou o serviço.

Suas mãos inicialmente foram tomadas pelo brilho dourado. Sem hesitação, o monitor as impôs sobre os ferimentos, vendo-os serem curados com eficiência. Ao término daquilo, fez com que o brilho fosse alternado para a energia prateada, e pousou as mãos nos ombros do paciente. O fluxo foi rápido, e o tratamento... Relâmpago.

- Tente se manter longe de perigo, garoto de Poseidon. - Disse Jhonn. - E sério, não hesite em passar aqui quando precisar se curar. Água é um método tão pré-histórico.

Despediu-se com um aceno e um sorriso, antes de deitar em uma das macas por conta própria. Deuses, como aquele serviço era puxado.

Atualizações e poderes:
Atualizações:
Violet Young: Full HP/MP.
Lavínia Cavendish: Full HP/MP.
Meredith H. Wermöhlen: Full HP/MP.
Enzo Deanwoody: Full HP/MP.
Krishna C. McCoy: Full HP/MP.
Noah G. Kalömoseuz: Full HP/MP.
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Poções:

Nível 6
Poção Vitalícia Simples: Uma poção de coloração esverdeada-pálida, caso tenha sido formulada do jeito correto, e de gosto ligeiramente azedo; é particularmente básica e, portanto, não necessita da especialização ‘Alquimista’. Seu principal efeito é o de, após ingerida pela boca como um líquido, recuperar a vida do paciente. Por questões de segurança, só pode ser consumida uma dose a cada turno.

Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

~Aguardando essa Att linda~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Ayla Lennox em Qua 07 Out 2015, 11:24

Healing Hills
A certo contragosto, estava de volta ao acampamento. Era quase um clichê, mas como sempre, voltava sempre em condições físicas deploráveis. Talvez devesse parar de se meter em confusão.

Apenas talvez.

Desde que havia sido deixada dentro dos limites protegidos, havia evitado diálogos ou interações com qualquer um, mas começava a crer que uma ida até a enfermaria era algo inevitável. Para isso, recorreria a alguém de confiança: Stark.

Esperou até o pôr do sol e caminhou até onde ficou sabendo que se localizava a enfermaria do filho de Héstia. Ao adentrar no recinto, sentiu-se grata por não ter mais ninguém ali e, acima de tudo, ficou surpresa com o ambiente.

— Parece que alguém está monopolizando os atendimentos por aqui, não é mesmo? — Falou enquanto encarava Jhonn. — Como vai, Stark?

Segurando o flanco direito, foi até a sala do curandeiro enquanto descrevia o que sentia. Dor nas costelas, alguns hematomas espalhados, um corte na bochecha e, acima de tudo, cansaço. Resolveu não esconder os pequenos vasos negros que se espalhavam por seus braços, mas também não comentou nada a respeito.

Adendos:
Considerar o poder passivo: Nível 20: Fase da Lua III - Lua Cheia
Representando a fase da plenitude. Agora, filhos de Selene recebem pontos de vida adicionais quando uma magia ou efeito de cura de terceiros age sobre eles. Nesse nível, poções, néctar, ambrósia,comida ou poderes de cura além do valor normal têm uma bonificação de 25%. Só afeta o que é usado sobre ele, mas não é válido para seus poderes próprios. [Novo]

Os status a serem considerados são os de depois dessa missão Clica (690/940 HP e 606/940)

With: Stark

Wearing: Jeans, blusa branca.

Where: Healing Hills

Listening: No momento, nada.
Time to heal.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
970

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Jhonn Stark em Qua 07 Out 2015, 11:46


Enfermaria Healing Hills

Call me Stark. Doctor Stark.



Com o final do dia, Stark estava quase acreditando que estava livre do serviço. Sentou-se tranquilamente na sala de espera enquanto rezava para que não precisasse atender mais ninguém, porém alguém estava disposto - ou melhor, disposta - a fazê-lo dar plantão.

— Não tenho culpa de minha eficiência. — Respondeu enquanto arqueava uma das sobrancelhas. — Tudo bem, eu diria. Quanto tempo, Lennox.

De imediato soube que ela estava em uma situação um pouco mais complicada do que provavelmente admitiria dentro da sala. Ouviu todas as queixas com atenção enquanto analisava a garota.

Começou fazendo uma prece ao seu patrono e logo viu as mãos assumirem o tom dourado familiar. Passou-as pelos pontos que ela se queixava, especialmente nas costelas, onde o tom arroxeado começou a clarear, e na bochecha, onde o corte se fechou.

Fazendo outra reza a Asclépio, as palmas agora estavam douradas, de forma a restaurar a energia de Ayla. Pousou-as nos pontos energéticos mais importantes. Tórax, pescoço, nuca e os braços. Foi ali que notou os vasos escuros.

Franziu o cenho e encarou a semideusa.

— Olha, não sei qual o tipo de macumba com o qual você se envolveu, mas espero que isso não seja algo com o qual eu deva me preocupar.

Ela apenas soltou um riso baixo e seco e acenou positivamente com a cabeça. Tocou o alto de sua testa e ela soltou um suspiro de alívio, o que indicava que estava totalmente livre de qualquer cansaço.

Em sua bancada, pegou uma poção mediana e uma folha de hortelã. Ofereceu à garota, que logo a colocou na boca e mastigou enquanto tomava o líquido. Estava totalmente restaurada.

Acompanhou a filha de Selene até a saída em um silêncio levemente desconfortável e acenou em despedida. Finalmente teria um pouco de sossego.
Atualizações e poderes:
Atualizações:
Ayla Lennox: Full HP/MP
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Poções:

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

~Aguardando essa Att linda~


Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
689

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por 117-ExStaff em Qua 07 Out 2015, 13:52

Atualizado.

+175 dracmas para o curandeiro.
117-ExStaff
Administradores
Mensagens :
698

Localização :
Em uma tenda perto de você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Kyle Loran em Qui 08 Out 2015, 17:52


me leva
Daquela vez, felizmente, Kyle não sentia muita dor. Tinha participado de uma queda de avião, então não ter se machucado era algo para se orgulhar, não? E se orgulhar das coisas realmente era muito  do feitio do filho de Dionisio. Mas, naquele dia, não tinha energia para isso. Estava esgotado.

Entrou na primeira enfermaria que viu assim que conseguiu voltar ao acampamento, e se sentou na primeira coisa sentável que avistou. Não tinha nenhum machucado grave; apenas um corte médio na testa que já começava a sarar, mas tinha gastado energia demais na missão. Normalmente gritaria algo bem chamativo para ser atendido logo, mas só conseguiu soltar um grunhido indecifrável e se deitou. Queria estar morto, pensou.
Kyle Loran
Filhos de Dionísio
Mensagens :
239

Localização :
te observando enquanto vc dorme

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Carylin S. Ogtöller em Sex 30 Out 2015, 13:42


the end
enfermaria

Assim que saí de um puta treino, minha mente só queria dormir; mas seria extremamente impossível com aqueles moleques insuportáveis de Thanatos fazendo barulho no chalé, então só me restava uma opção: enfermaria. Sim, eu realmente precisava de ajuda.

Andei até lá acompanhada de Max, que não parava de falar em como eu havia me saído bem no treino. Eu sabia disso, claro, mas o garoto insistia em me bajular. Fazer o que se eu sou uma estrela, né.

Quando cheguei à ala hospitalar, entrei na primeira enfermaria que vi em minha frente e me sentei na maca mais próxima. Julian, deitado ao meu lado, pegava alguns remédios da prateleira e fazia comentários sobre eles.

Acho que, tomando esse remédio, você consegue dormir até no mesmo ambiente que aqueles seus irmãos.

Sorrindo pelo comentário, esperei. Não estava em condições de chamar alguém, então simplesmente fiquei ali, parada.



observações:
hm, ela tem esquizofrenia. e eu não errei ao colocar que em uma hora ela estava com Max e outra com Julian, eles são apenas fantasmas da cabeça dela e vem e vão toda hora.
Carylin S. Ogtöller
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
57

Localização :
She's heading for something that she won't forget ♫

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Kalled C. Almeida em Dom 29 Nov 2015, 13:32



Healing Hills

Heal me, please.
Almeida estava cansado de tanta luta e trabalho, nem sequer sabia se seu último ato havia sido uma missão de fato, pois havia sido interrompido por outro semideus desesperado. De qualquer forma Kalled se disponibilizara em ajudar e isso acabara por lhe custar caro.

Desde que havia retornado ao Acampamento o menestrel se sentia cansado e suas feridas ainda doíam de certa forma, ele tinha que se livrar da dor e sarar aquelas lesões. O filho de Hefesto já havia escutado certas vezes sobre um curandeiro muito eficiente chamado Jhonn Stark e achou que seria uma boa ideia procurar pelo rapaz.

O semideus chegou à área das enfermarias e sentiu o cheiro familiar e aromático de elixires sendo preparados. Dirigiu-se pelo corredor que apresentava diversas enfermarias até se posicionar de frente para uma cabana que exibia um letreiro logo acima dizendo: Enfermaria Healing Hills.

Adentrou a mesma e sentiu um cheiro forte e nauseante, com certeza remédios variados eram preparados naquele local e seus aromas se misturavam e provocam um odor forte. Kalled avistou o curandeiro e falou sem demora.

– Olha Jhonn, preciso de sua ajuda. Faz tempo que não me sinto bem, estou cansado e ferido. Você pode me ajudar? – enquanto falava o filho de Hefesto sentava-se em uma das macas. Ele esperava sinceramente que o curandeiro atendesse seu pedido.




copyright 2013 - All Rights Reserved for Larissa
Kalled C. Almeida
Menestréis
Mensagens :
548

Localização :
acampamento meio sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Ter 01 Dez 2015, 00:19


Healing Hills

Migos, vamos melhorar. Sou curandeira, não adivinha.



Chelsea havia passado um bom tempo distante dos ofícios da curandeiragem, por assim dizer. De certa forma, o descanso fora merecido e fizera bem à semideusa, mas por outro lado ela se sentia enferrujada e quase chegava a ter os mesmos medos de sua primeira semana - diga-se de passagem, explodir algum paciente ou a própria enfermaria.

Em sua sala, vestiu o jaleco e o deixou aberto como sempre fazia. Era hora de começar os trabalhos.

Caminhou até a recepção e encontrou com a recepcionista, dando o típico bom dia - que quase todos dos pacientes esqueciam - e pegando uma prancheta com um prontuário. Na maioria das vezes estava largada à plena adivinhação e observações feitas por Mellany.

Aos olhos da curandeira, não faria mal algum ser recebida com um "olá" e uma descrição do que diabos tinha acontecido. Suspirou pesadamente. Alguém precisaria doutrinar melhor aqueles campistas.

Caminhou até o total desconhecido paciente estava e por alguns segundos apenas ficou de pé diante dele, encarando-o. Quando quase um minuto havia se passado, finalmente, quebrou o silêncio.

Sabe quem eu sou? — Ela levantou uma das sobrancelhas. — Claro que não, eu não me apresentei. Sabe o que me trouxe até aqui? Claro que não, eu não falei. — Então, finalmente acabou com o tom sarcástico. — E nem você, jovem. É difícil trabalhar quando não se sabe o que é preciso fazer. Sério, coopere. A menos que você chegue aqui inconsciente, não existe motivo algum para não dizer um oi e contar qual seu problema, ok?

Analisou o rapaz por alguns segundos e viu um corte em sua testa que estava quase totalmente sarado, mas preferiu evitar qualquer possibilidade de infecção. Caminhou até sua sala e pegou alguns itens para um curativo simples - água oxigenada, iodo, gaze, esparadrapos - e pôs nos bolsos de sua bata algumas poções pequenas e médias.

Vamos lá, ao menos de início um pouco de tratamento convencional deverá servir.

Limpou o ferimento cuidadosamente, vendo uma quantidade mínima de espuma se formar, e em seguida o cobriu o local. Aproveitando o ensejo, fez uma prece a Asclépio a fim de restaurar a vitalidade propriamente dita.

Suas mãos começaram a brilhar em um tom dourado. Pousou as palmas no local do ferimento e também em outros pontos importantes como tórax e esterno. Parou apenas quando a luz se extinguiu por conta própria, anunciando que aquela etapa estava concluída.

Hora do segundo round. — Anunciou.

Antes de mais nada, pousou as mãos na curvatura do pescoço/ombros - na região do esternocleidomastoideo - e viu a tensão ser aliviada desde a região do músculo trapézio até o latíssimo do dorso. Ele soltou um suspiro em alívio.

Mais uma vez clamando pela ajuda de seu patrono em tom quase inaudível, as mãos da curandeira resplandeceram em uma tonalidade prateada. Como Jhonn havia ensinado, pousou-as em centros energéticos específicos. Pescoço, maçãs do rosto, últimas costelas.

Apenas para garantir que havia finalizado, tirou do bolso uma poção pequena, uma média e entregou ambas na mão do garoto enquanto tirava de uma bancada próxima duas folhas de hortelã.

Coloque na boca uma, mastigue e tome o conteúdo de um vidro. Quando acabar, repita o processo. — Orientou e logo viu o garoto obedecer de maneira satisfatória. — Muito bem, acho que é isso. Até te levaria na saída, mas hoje o dia parece que vai ser cheio. Até a próxima, garoto sem nome.

Acenou brevemente com a cabeça e sorriu.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Depois de ir mais uma vez até a recepção, recebeu mais um prontuário. Novamente, nenhuma informação. Drevoir bufou, novamente irritada. A enfermaria não era nenhum circo para que ela tivesse que bancar a adivinha todo santo dia.

Ok, isso já está virando palhaçada.

Mais uma vez recolheu poções no armário de sua sala, sabendo que precisaria pegar algumas na de seu "patrão" caso mais alguém aparecesse. Colocando tudo no bolso do jaleco, foi até onde a outra semideusa aguardava atendimento.

Com um movimento súbito e brusco, abriu a cortina que separava o corredor do leito.

Olha só, mais uma ingrata! — Ela fingiu surpresa. — Quer dizer, paciente. A propósito, bom dia também. — Colocou a mão nos bolsos enquanto repetia o discurso. — A menos que chegue desmaiada, um oi é sempre interessante, juntamente a uma explicação do que você está sentindo, a menos que queira ser diagnosticada com virose e receber uma bela dose de néctar na veia.

Analisando a garota, não viu nada de mais.

Pelo amor dos deuses... Eu não sou paga pra isso.

Teve que rezar para que estivesse fazendo a coisa certa. Conteve o impulso de revirar os olhos e começou o tratamento da Jane Doe de uma maneira diferente. Deu as devidas poções - tanto de para a restauração da vida quanto da energia - nos devidos tamanhos pequenos e médios. A orientou da mesma forma que o paciente anterior e entregou as folhas de hortelã.

Assim que esta obedeceu, repetiu o processo de prece ao deus da medicina, mas se concentrando o bastante para fazer algo que já havia visto Stark fazer: Usar as duas magias de cura simultaneamente.

Funcionou. Com uma luz de cor diferente em cada palma, percorreu o corpo da garota até que tivesse concluído o serviço. Dessa vez sem despedidas, apenas apontando a saída e suspirando pesadamente.

✚ ✚ ✚ ✚ ✚

Uma boa palavra para definir Hayley era frustrada. Enquanto bebericava um pouco de seu capuccino, resolveu que era hora de falar com seu superior. Com duas batidas na porta, entrou na sala do filho de Héstia.

O rapaz parecia preocupado, um pouco distante, mas ainda sim ela arriscou uma frase de maneira tímida.

Stark? Hm... Precisamos conversar. É sobre a enfermaria.

Mas antes que pudesse começar a falar, alguém entrou na sala. Era um rapaz que parecia pedir ajuda. A garota logo soube que aquela conversa teria que ficar para depois e sussurrou algo como "pode deixar comigo" antes de guiar o rapaz até sua sala do outro lado do corredor.

Onde se meteu dessa vez, garoto? — Ela disse enquanto organizava sua bancada e reunia o que julgava necessário para tratar o indivíduo sentado na maca. — Ah, a propósito, me chamo Chelsea. Sou a outra curandeira responsável pelo lugar, geralmente dou conta das coisas mais simples e eventualmente assumo as mais complicadas quando o patrão não está lá nos seus melhores dias.

Entregou duas poções de energia para o rapaz juntamente às folhas de hortelã, explicando que ele deveria colocá-las na boca, mastigar e depois ingerir o líquido.

Quando acabar, tire a camisa. — Ela sabia que ele estava machucado ali.

Havia cortes paralelos, como se o responsável não fosse um humano. Talvez um grande felino ou canídeo. O semideus era descuidado em relação à limpeza, de forma que estava bem sujo, mas ainda não infeccionado.

Com paciência e aguentando todos os gemidos e urros de dor conforme limpava, utilizava remédios e habilidades cicatrizantes, vendo a ferida se fechar. Finalmente, enfaixou o abdome inteiro do garoto, o que poderia parecer um tanto desconfortável para a respiração, mas o ideal para uma cura eficaz.

Pedindo pela ajuda de Asclépio novamente e pelo que torcia ser a última vez naquele dia, passou as mãos brilhando em dourado e prateado pelo corpo do rapaz. Cabeça, pescoço, tórax, esterno, até que a luz se extinguisse.

Ele ainda não estava totalmente restaurado, mas seu toque havia feito com que ele não sentisse mais cansaço ou dor. Havia feito o melhor que podia pelo outro.

Acho que é tudo que posso fazer por você, garoto. — Disse, dando de ombros. — Obrigada por nos cumprimentar ou, pelo menos, ir em busca do atendimento. A maioria só se joga por aqui e espera que algum curandeiro vá até onde estão e adivinhe o que está se passando, mas não é bem assim que tudo funciona, sabe? — Enquanto colocava a mão nos bolsos do jaleco, sentiu um pequeno volume. — Somos curandeiros, não videntes ou escravos. De toda forma, até a próxima.

E entregou o pirulito que estava guardado ao último semideus atendido naquela tarde. Não se incomodou de levá-lo até a saída da Healing Hills. Fecharia as portas por algum tempo.
Adendos:
Poderes:
Passivos:

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.


Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Obs: Considerar o poder passivo do Jhonn que aumenta em 50% os efeitos de cura já que ele está presente no local, de forma que o máximo que pode ser restaurado por mim seja 112 HP ou MP.
Considerar também os devidos bônus de curandeiro (50% de Jhonn e 20% meus) nos usos das poções somadas ao total de cura, fazendo com que o máximo a ser curado seja 343 de HP e MP

Atualizações a serem feitas:
Kyle: Full HP/MP
Cary: Full HP/MP
Kalled: Full HP e 528 MP



Atualizado por Asclépio. +75 dracmas para a curandeira pelos atendimentos.
Chelsea H. Drevoir
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
289

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Feila A. Rousseau em Ter 01 Dez 2015, 16:29


like an angel, all aglow...
enfermaria

Assim que Feila pôs os pés na enfermaria, a atendente lhe encarou de forma suspeita. O fato é que gostara do atendimento do curandeiro ali, então queria confiar nele novamente. Não parecia ter nada deslocado, pelo menos, o que lhe deixava mais feliz.

- Uma cliente fiel, é para isso que trabalhamos. Então, senhorita Rousseau, o que a traz de volta ao estabelecimento? - A loira deu de ombros e mordeu o lábio inferior. Estava cansada. No sentido figurativo, é claro, visto que chegara até ali sobre os próprios pés.

- Brinquei de ser estúpida, não consegui mais parar. Dessa vez, me joguei em um buraco que me levou direto ao submundo e nem estava chapada para conseguir relevar o que vi por lá. - Sorriu, mas ao notar que a moça não lhe acompanhava na brincadeira, suspirou. - De fato, tenho algumas escoriações, coisa simples de resolver. Um arroxeado aqui, um corte aberto ali, presentes de missão. - Em alguns segundos, seu prontuário já estava pronto e em suas mãos, e a atendente já a empurrava para o primeiro curandeiro que aparecesse. Algo dizia àquela loirinha que a moça não ficara entusiasmada em ser sua bff. Tudo bem, ela superava.
Feila A. Rousseau
Filhos de Perséfone
Mensagens :
61

Localização :
Divando por aí

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Josh Siege Kriskahn Kimoy em Qua 02 Dez 2015, 16:36



The Thunder
Josh Siege Kriskahn Kimoy



   
   
   
||  ||  ||


As nuvens juntavam-se acima do acampamento, raios chocavam-se sobre as figuras imersas na grande massa. Somente podia-se ver a silhueta de um dragão e deu um garoto, ambos pareciam sugar alguns lampejos de energia. Observando melhor, podia-se ver claramente que o garoto absorvia aqueles raios e passava para seu companheiro por meio do toque.

Finalmente tudo acabou, e Josh revelou-se, acompanhado de sua fiel "escudeira, Saphira. Ambos passaram pela barreira mágica e voaram até as tendas da enfermaria. Não estavam tão cansados como de costume, mas tinham algumas olheiras de noites mal dormidas, mesmo não sabendo como realmente era uma olheira de dragão.

Josh adentrou a maior tenda ali, a de John, embora o curandeiro tivesse sumido por um tempo. Saphira por sua vez colocou a cabeça pela janela e olhou para a ajudante, Chelsea. Antes que uma luta acontecesse ali, o filho de Zeus entrou no cômodo. —Olá Chelsea, precisamos de uns cuidados.

Poderes:

Passiva:

Cura elétrica experiente (Nível 27) - Após aprender essa técnica poderosa, poderá curar a si mesmo e outros usuários com sua eletricidade ou a eletricidade encontrada no ambiente. A devida quantidade de HP regenerada é escolhida pelo narrador e pelo tempo que o filho de Zeus levou utilizando-a, mas dura no máximo 5 turnos. Assim como cura elétrica, precisa de eletricidade como catalisador, e o semideus não pode fazer mais nada exceto se curar.

--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved
Josh Siege Kriskahn Kimoy
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
1750

Localização :
no ♥ da lavs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria Healing Hills

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 14:33

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum