◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Qui 09 Jul 2015, 23:46




❝Alice in Wonderland


Chapter One: In Alice We Trust





Mikaelson sorriu ao ver meio-sangues se aproximando dele. Um sorriso de canto de boca, meio sarcástico, enquanto os fitava. "Três damas e um vagabundo? Isso vai ser interessante".

Piscou para a garota que o chamara de gato, e então voltou a assumir uma expressão séria. Os outros campistas também fizeram suas escolhas, e em pouco tempo pôde-se ver a biblioteca segregada em grupos. O feiticeiro de Circe deu uma olhada rápida para os outros monitores, em seguida olhou para fora dali, o céu se tornando negro com o passar do tempo. Ele soltou um suspiro, e então abrira o livro em suas mãos. "Que Tique esteja ao vosso lado". Um clarão se formou ali, e a luz que saíra do livro absorvera aqueles quatro semideuses reunidos na frente do monitor do chalé vinte e oito. Por último, este fechou os olhos, e também acabou por entrar naquele amontoado de folhas velhas e mágicas.

[...]

Quando voltou a abrir seus olhos, vira os outros quatro atrás dele. Estava em algo semelhante a uma caverna, e a cerca de dois metros a frente conseguia ver a luz revelando o destino deles. Mais a frente era possível ver uma silhueta feminina, de braços cruzados, esperando pelos semideuses. O filho da noite ajeitou sua cartola, andando até a saída.

- Bem-vindos, senhoras e senhores. - Disse Alaric, enquanto saía da Toca do Coelho. - Essa é a Alice. - Apresentou-lhes a garota que os esperava. Não se assemelhava muito à garota da tal história original: já era adolescente, com mechas coloridas nos longos cabelos loiros e roupas negras. Uma Avril Lavigne da vida. - Antes de tudo, lembrem-se que isso é um treino. Vocês aprenderam quando crianças, provavelmente, que essas histórias de contos de fadas sempre têm um final feliz, certo? Bem, nem tudo é assim. O País das Maravilhas não é mais uma maravilha. Na verdade, a perfeição nunca existiu. É apenas uma imagem abstrata criada pelo homem para persuadir os outros. A desigualdade, fome, pobreza, tudo isso sempre existiu; embora sempre fosse ofuscado pelo 'marketing' dos 'líderes' - diga-se de passagem 'tiranos'. As regras não existem mais - afinal, são mandamentos de homens para seus subordinados, como se fossem suas ovelhinhas. Alice já não é mais aquela garotinha ingênua. É aquela que é caçada pelo país inteiro. Agora se apresentem, coisa básica: nome e pai ou mãe olimpiano. Saindo dessa toca, vocês irão vivenciar o lado oculto dos contos de fada, aprenderão a enxergar que nem sempre os que se mostram bonzinhos são os heróis. A anfitriã lhes explicará tudinho.

coisinhas:

pontos obrigatórios:

• Narrem o ocorrido acima de acordo com o ponto de vista de seus personagens
• Apresentem suas reações ao entrar no livro, ao momento de "acordar" lá e ao encontrar Alice e ouvirem o "discurso" de Alaric
• Encerrem o post saindo da Toca do Coelho, após se apresentarem
pontos adicionais:

• Prazo de 5 dias
• Só estão autorizados a postar aqui os participantes do treino - Andrew, Meredith, Lavinia e Nessie - e algum adm
Alaric L. Morningstar
Alaric L. Morningstar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Veronika Stowe em Dom 12 Jul 2015, 14:23



Filhinho de papai é o caralho



| Once Upon a Time; Alice no País das Maravilhas|

ϟϟϟ Biblioteca — Noturno — In Alice we trust ϟϟϟ 


Ele sorriu com o mesmo escárnio de antes, em pouco tempo eu não era o único que havia o escolhido. O monitor nos olhava como se fossemos suas pecinhas de montar castelo, que ele usava como quisesse e derrubasse em seguida. Uma das três mimadinhas havia o chamado de gato, não percebi qual delas e nem tinha interesse em descobrir. O Chapelão fitou o céu lá fora, como em uma cena hollywoodiana, cômico. Segundos depois abriu um livro maltrapilho, pude perceber que suas páginas eram velhas. Então algo aconteceu, uma sensação nauseante tomou conta do meu corpo, senti como se entrasse em um buraco negro, estava sendo sugado e me tornando apenas mais uma linha escrita entre várias outras.  


ϟϟϟ


A sensação era de que havia acabado de acordar, olhos sonolentos e pálpebras que insistiam em cair. No começo eu vi tudo embaçado, apenas conseguia distinguir luz e escuridão. Então, quando minha visão voltou ao normal, pude ver meus outros três companheiros e logo depois o monitor, que pelo jeito nos acompanharia na aventura. Sim, estava um tanto assustado pela viagem que percorremos até aquele mundo alternativo. Estávamos em uma caverna, no fim havia a luz que eu havia percebido no início, provavelmente nos levaria ao caminho que deveríamos percorrer. E lá estava ela, a protagonista, a garotinha que todos amavam e veneravam por sua coragem e persistência, um Harry Potter com vagina. Pelo menos era o que as histórias contavam, aquela Alice que estava entre nós era muito mais quente. O tipo de garota que você fode e cospe.

Minha atenção novamente foi tomada pelo Chapeleiro, que apresentou a menina e nos lembrou de que aquilo era um treino, talvez não correríamos perigo real. Ele fez o discurso básico de rebeldia e revolta, que eu me identifiquei, óbvio. Toda e qualquer forma de desordem deve ser levada a sério. Veja bem, eu nunca tive interesse em ler ou ver os filmes caros daquela garota, nem mesmo tive tempo para isso. A história era o que? Duas rainhas brigando por um reino e uma garotinha de algum modo caminhando entre suas saias? Tanto faz, a gente muda o fluxo, a história é outra agora.

— Andrew, filho de Zeus.  — Fui o primeiro a me pronunciar, falando com certa autoridade na voz, talvez herdei isso do rei. Levantei a mão em que segurava a faca, para que pudessem me ver. Não haveria muito problema para me diferenciarem, afinal, era o único rapaz ali.

E então eu segui o rapaz, saindo da Toca, a base, o ponto zero.

*Observações, habilidades, itens:
Desculpa o post meio lixo, fiz na pressa por motivos que o narrador sabe.

ϟ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão, fazer o que?)

ϟ {Karabela} / Sabre [A karabela tem um punho aberto com o pomo no formato de uma cabeça de águia. Seu cabo anatômico permitia o manejo mais fácil de cortes circulares quando se luta a pé e e de cortes oscilantes quando montado no cavalo/pégaso. É feita de bronze sagrado e seu punho é revestido com couro. Vem junto de uma bainha de couro. No nível 20 transforma-se em um anel, com a cabeça e as asas de uma águia entalhadas.] {Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus](Bainha na cintura)


Veronika Stowe
Veronika Stowe
Filhos de ZeusAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
359

Localização :
new york

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Meredith Wermöhlen em Dom 12 Jul 2015, 17:20

Alice in Wonderland

Meredith sorriu ao ver que o monitor havia piscado para ela, e assim esperou o que aconteceria em seguida. Certamente ficou surpresa quando teve a resposta: havia sido absorvida por um clarão para dentro de um livro de histórias. Apesar de já ter vivido coisas mais estranhas que essa — pensou isso olhando para sua barriga —, nada daquilo era totalmente normal. Dando de ombros, ela recuperou a postura e se levantou, já literalmente dentro do tal treino.

Pôde perceber com facilidade que estava em uma caverna, e ao seu redor outros quatros semideuses a acompanhavam. Não sabia o nome de ninguém além de Alaric, que havia se apresentado na biblioteca, mas também não se importava muito. O que estava chamando sua atenção era uma figura feminina parada a algum espaço de distância, observando-os.

Alaric se pôs a falar, fazendo com que a filha de Melinoe se apoiasse na parede úmida para escutar, com curiosidade. Deu uma risadinha ao pensar que provavelmente aquele seria um texto decorado, mas permaneceu calada. Ele apresentou a menina nova como Alice — como a das histórias —, e em seguida pediu para os outros fazerem o mesmo.

Um garoto chamado Andrew o fez primeiro, então Wermöhlen se desencostou da parede e disse com uma voz charmosa:

Meredith H. Wermöhlen, filha de Melinoe e mentalista de Psiquê — sorriu em seguida, acenando com a mão para aqueles que estavam presentes. Os outros disseram os nomes também, e então já estava na hora de sair dali.

Jogando o cabelo para trás, Meredith andou até a entrada da caverna e, com certa ansiedade para saber o que ocorreria, ela saiu. O vento bateu em seu rosto, e seu sorriso somente ficou mais firme diante da adrenalina que agora a percorria.

Armamento:
— {Soul} / Colar [Um colar feito de prata com um pingente metálico em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha".  Quando ativado, permite que o smideus assuma a forma etérea. Contudo, ele só pode ficar nesta forma 5 turnos por missão, seja de forma contínua ou não - ou seja, ele pode gastar os 5 turnos seguidos ou dividir a utilização, mas a soma do uso não pode exceder o tempo máximo por missão] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Controle etéreo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No pescoço]


— {Void} / Anel [Anel prateado. Olhando de perto seus detalhes lembram ossos justapostos, como se o anel fosse feito de pequenas peças até tomar seu formato. O anel suga a alma/ energia dos oponentes derrotados em combate (mortos ou destruídos pelo filho de Melinoe - ele deve ser o último a golpear o oponente para fazer efeito. Essa essência pode ser usada futuramente na ativação de certos poderes, como "Ectofagia" e "Acessar memória", respeitando os limites dos poderes. Adicionalmente, o semideus pode escolher gastar o poder de uma alma capturada - consumindo-a no processo - e ganhando um aumento de suas características de 15%, por 3 turnos. Isso afeta força física, esquiva e potência/ chance de acerto de ataque, mas não a duração dos poderes, ainda que o dano seja alterado. Apenas uma alma pode ser consumida desta forma por missão. Uma vez por missão o anel pode manipular a energia espiritual do próprio semideus, fazendo com que recupere 20 HP sem custos adicionais ou qualquer perda.] {Bronze sagrado}(Nível Mínimo: 1) {Controle de almas. Almas coletadas: -} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No anelar esquerdo]


— {Ghost} / Corrente [Corrente com cravos. É feita de bronze sagrado, mas sua coloração é desgastada, como se fosse velha e corroída. Possui 3m de comprimento, e apesar do tamanho pode ser facilmente manuseada pelos filhos da deusa do fantasma. Transforma-se em uma braçadeira com spikes no nível 20] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1)  [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [Braçadeira, pulso esquerdo]

— {Avenged} / Espada {Espada feita de prata, com uma fina camada de ouro branco por cima. Tem cerca de 50 centímetros, o que não a torna muito pesada. Seu punho é feito de cristal, com um pequeno rubi na ponta, onde é a porta de entrada de um reservatório para veneno de górgona, que é despejado na lâmina. Apenas uma pequena quantidade, quase que inexistente, mas tem uma pequena função, ele tira um certa quantidade de HP por turno (Não muita, depende da quantidade despejada pela espada no corpo do adversário.) O reservatório não pode ser recarregado, já que a própria espada não aguentaria mais uma quantidade de veneno antes de ruir}[Recebimento: Missão “Vingança”, narrada por Éolo][Presa à cintura]

— {Snow} / Adaga [A arma possui trinta e cinco centímetros, e uma lâmina feita de ferro estige, de modo a aumentar os poderes relativos aos filhos de Melinoe em 10%, quando usada como canalizadora. Seu cabo é em madeira, entalhado para se encaixar perfeitamente nas mãos da dona, de modo que outro semideus que usá-la não terá o mesmo desempenho. O dano causado por essa arma é tanto de perfuração quanto de corte, por possuir uma ponta bastante afiada, assim como seus gumes, de modo a causar 10% de dano a mais em relação à adagas comuns, além de possuir um formato propício à penetrar armaduras, bonificando o dano em 5%. Por ser uma adaga, é leve - trezentas gramas - e fácil de ser escondida, facilitando os golpes rápidos e furtivos. A arma foi encantada com o atributo gelo, de modo que quando a dona desejar, sua lâmina ficará coberta pelo elemento, e durante dois turnos possuirão o efeito de congelar o ponto atingido, que ficará nesse estado por no máximo dois turnos. O efeito pode ser usado duas vezes por ocasião. Acompanha uma bainha de couro.]{Couro, Ébano e Ferro Estige} (36) {Controle Sobre o Gelo} [Forjado por Harry S. Sieghart] [Cós da calça, lado direito]


— {Fear} / Pulseira [A pulseira é de bronze comum, contrastando com a pele alva da semideusa e sua forma lembra a de correntes entrelaçadas. Uma vez por missão, a usuária pode ativar o poder do colar por um turno. Este faz com que sua voz assuma um tom mais monstruoso, a permitindo poder paralisar, com sucesso, inimigos - que não sejam filhos de Phobos ou Deimos - que sejam de cinco níveis abaixo que o dela por duas rodadas.] {Bronze Comum} (Nível Mínimo: 25) [Recebimento: Missão "Taste of Horror"][Pulso direito]
Poderes:
→ Nenhum poder relevante foi usado até o presente momento.
Meredith Wermöhlen
Meredith Wermöhlen
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
862

Localização :
casa do caralho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Nessie W. Bloom em Seg 13 Jul 2015, 21:26





How do you know I’m mad?



Quando Nessie se aproximou do Chapeleiro Maluco, pôde perceber que não estava sozinha. Além da loira, na fila, encontrava-se um garoto e outras duas garotas, no entanto ela não reconhecia nenhum deles, tampouco suas devidas personalidades para predefinir o trabalho em grupo. A prole da Lua sempre fora mais conservada e individualista, mas sua última lembrança de equipe não era ruim e poucas coisas poderiam ser pior que estar no mesmo grupo que uma filha de Afrodite, então não temia este. Também não passava em sua mente a ideia de um treino que seriam cada um por si.

O monitor abriu o exemplar de Alice no País das Maravilhas e assim que desejou “sorte”, as páginas brilharam, sugando os cinco semideuses ao redor, inclusive a prole de Selene. Qual era a sensação? Nessie sentiu-se extremamente enjoada enquanto girava em meio à luz, até que caiu no chão. De olhos ainda fechados, a garota segurou o refluxo e permaneceu com a cabeça baixa durante alguns segundos, buscando estabilizar a respiração.

Por fim, abriu os olhos, mas não houve tanta diferença de claridade quanto pensou. O ambiente era escuro e seu olhar o percorreu, concluindo que tinha a aparência de uma caverna. “Toca do coelho?” perguntou-se mentalmente. E poderia ser, já que no fim havia uma luz. A loira seguiu a diante, logo atrás do monitor que começava a dar as “boas-vindas”.

O semblante da semideusa mudou instantaneamente quando se aproximaram de uma garota – franziu o cenho. Provavelmente era Alice, porque ela parecia impaciente e também porque estavam dentro de seu livro, mas, além das partes loiras no meio de tantas mechas coloridas de seu cabelo, nada era como A Alice do conto.

Essa era meio dark emo gótica rockeira e vampira.

As ideias da semideusa foram confirmadas quando o Chapeleiro a apresentou como "Alice", seguido de um discurso filosófico que prendeu a atenção de Nessie. Os pensamentos da loira já começavam a caminhar para outro raciocínio quando o monitor encerrou o monólogo, fazendo-a perceber que perdera o final do mesmo. Por sorte, o único garoto presente disse algo e em seguida uma das garotas o seguiu. Estavam dizendo o nome e progenitor divino, então a loira deu um passo à frente.

— Nessie Warlorf Bloom, Filha de Selene. — sorriu, fazendo uma curta mesura — É um prazer. — e caminhou para o exterior da toca, como os outros dois fizeram.
 

♦ ♠ ♥ ♣

"You must be," said the Cat, "or you wouldn’t have come here.”


We're all mad here. ♥:
Arsenal:
✖ Adaga Lunar [Brilha à noite, e aumenta a agilidade dos ataques, tornando QUASE impossível de errar um ataque] {Presente de Selene} (Presa no cós do short - lado direito)

✖ Adaga Lunar Gêmea [Igual a Lunar inicial, só que essa é mais brilhante ainda, quando toca na pele do inimigo queima, aumentando assim o dano] {Presente de aniversário de Selene} (Coxa esquerda)

✖ Espada Longa da Lua [Feita do Mineral Selenita, a pedra da Lua. A Espada nas mãos de filhos de Selene é usada com mais velocidade, além de absorver luz da lua e poder lançar pequenas rajadas dessa luz] (Coxa direita)

✖ Escudo Lunar [Super leve, feito de pedras da lua, é impenetrável e quando a lua estiver no céu, absorve os raios lunares e o converte na direção do inimigo, causando feridas medianas que tiram até 30 de HP][Presente de Selene] (Costas)

✖ Chicote. (Enrolado e preso na cintura)

post: 01  with: Alarico ● Ayla ● Drill ● Ianna ● Jhonn ● Nina ● Oliver ● Clarisse  
tks, the raven@cg!
Nessie W. Bloom
Nessie W. Bloom
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
323

Localização :
Hell?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Lavinia S. Larousse em Ter 14 Jul 2015, 18:22


Quem era Tique mesmo? A pergunta circulava pela minha mente enquanto a sensação de pairar - ou melhor, rodopiar - no ar durava poucos segundos. Quando meus pés atingiram o chão novamente, já não estávamos mais na biblioteca. Abri os olhos e logo consegui absorver cada detalhe daquele local, das pessoas e da garota que vinha logo em nossa frente.

Alaric foi o primeiro a se pronunciar, apresentando a menina como sendo a Alice. Sim, aquela criatura que mais parecia uma adolescente mimizenta e brega era a Alice que eu adorava. "Hunf" foi a única coisa que consegui expelir pelos meus lábios no momento em que revirava os olhos para ela. O meio-sangue continuava a falar, mas apenas poucas partes de seu discurso realmente me interessavam. Eu estava dialogando com meu próprio subconsciente e questionando se aqui teria uma rainha branca. Pela vibe que o conto estava agora, talvez ela tivesse se revoltado e aparecesse como a rainha arco-íris ou algo assim. Conclui que era melhor não ter mesmo.

Assim que o monitor terminou, todos os campistas que estavam no grupo começavam a falar seus nomes. Aguardei até que todos tivessem terminado e me anunciei, olhando para a protagonista.

— Lavínia Cavendish, filha de Quione. — E então percebi o olhar de soslaio de um dos semideuses que estava do meu lado, denunciando o erro que eu acabara de cometer. Quando sua mãe muda pela terceira vez já fica difícil organizar os nomes. — Filha de Despina, na verdade.

E então caminhou junto com o grupo para fora da caverna, unindo as sobrancelhas enquanto refletia novamente em quem seria Tique.


in a world of my own:
drink me:

♦ {Winter} / Espada longa [Espada de 90 cm, com a lâmina medindo cerca de 75 cm. A lâmina é prateada e seu cabo é esbranquiçado, feito de álamo e revestido de seda, com entalhes prata. Sobre a lâmina há um escrito "O Inverno está chegando" — significa o poderio da espada. Transforma-se em um anel com a mesma inscrição no nível 20.] {Álamo, seda e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Despina] ~no dedo, como anel

♦ {Coldbreeze} / Arco longo [Arco longo feito de madeira de álamo, branca, e metal prateado, apesar de ser bronze sagrado. Possui vários entalhes e formas curvilíneas.] {Álamo e Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Quione] ~nas costas

♦ {Fast} / Aljava [Aljava de couro branco com entalhes prateados. Contém flechas infinitas - são comuns, de álamo e bronze sagrado, mas de acabamento fino, com penas brancas e bem equilibradas.] {Couro e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Quione] ~nas costas

♦ Namithie / Colar [Um simples colar de pingente feito a partir de uma espécie rara de coral avermelhado, que só é encontrado nas profundezas de água doce. O colar ostenta uma pedra gravada com o nome da náiade "Namithie", que brilha pela propriedade mágica do colar. Uma vez por missão a dona pode ativá-lo e curar 10HP na única rodada]. (Nível mínimo: 15) {Gelo} [Recebimento: missão "Frozen?", elaborada e avaliada por Tânatos] ~no pescoço, dãr

♦ {Maniac} / Pedaço de Pano [Um pedaço de pano comum à primeira vista. Porém, uma vez por missão, caso esse pedaço de pano seja banhado com o sangue de um inimigo, o usuário poderá torcê-lo. Nessa torção, o inimigo sentirá uma dor imaginária, que o impedirá de se movimentar por uma rodada.] {Pano encantado} (Nível mínimo: 4) {Elemento: Habilidades Físicas} [Recompensa pela missão "What do you mean with dolls", avaliada por Odisseu.] ~amarrado no short

♦ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] ~no braço esquerdo

♦ Colar de elemental [Colar feito de couro entrelaçado e pingente de pedra argilosa com o estranho formato de um humanoide. Duas vezes por missão, o usuário consegue lançar de sua mão um jato linear de lama com alcance de 9m. Além do dano por impacto, o alvo ao ser acertado é lançado a até vinte metros de distância, tendo suas roupas enrijecidas e pesadas, o que atrapalha sua movimentação em 50% durante três rodadas, não sendo um valor cumulativo. Para que possa fazer o disparo, é necessário que o usuário não esteja portando nenhuma arma ou item com a mão que será utilizada. Para fins de resistência, o poder do item é equivalente ao nível 22. (Nível mínimo: 22) {Material: couro e argila} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] ~no pescoço, dãr
eat me:
Nenhum poder utilizado

Lavinia S. Larousse
Lavinia S. Larousse
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
558

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Qua 15 Jul 2015, 10:34




❝Alice in Wonderland


Chapter Two: Civil War





Os quatro meio-sangues levantaram e se apresentaram, seguindo então o monitor do chalé vinte e oito e a protagonista para fora da Toca do Coelho. Alaric duvidara que prestaram atenção em suas palavras, mas aquilo já não importava mais. De qualquer forma, aprenderiam vendo com seus próprios olhos, sentindo na própria pele.

Quando saíram da caverna, tiveram outra visão do País das Maravilhas. Era como uma cidade apocalíptica - a destruição tomava conta de grande parte do local, criaturas nas ruas passavam fome e soldados se enfrentavam. Os tradicionais cogumelos gigantes ainda existiam ali, embora tivessem uma aparência mais sombria junto ao cenário. A floresta estava devastada, e podia-se ver que uma parte da região era tomada por neve.

- Estamos passando por uma guerra civil. - Alice cortou o silêncio entre o grupo.
- Lembram-se naquela história que ouviram que havia a Rainha de Copas e a Rainha Branca? A tirana e a salvadora, certo? Bem, a tal Messias era um lobo na pele de cordeiro. - Alaric suspirou, fitando o horizonte. - Creio que vocês estejam sabendo dos ataques que o Acampamento Meio-Sangue sofreu, talvez alguns até presenciaram. Enfim, o fato é que... lembram daquela treta entre Quione e Despina? Então, isso aqui também tá ligado ao mundo lá fora, logo... os deuses também interferem aqui. A tal Rainha Branca só se fez de boazinha pra conquistar o trono e seguidores. A de Copas não foi assassinada, aquilo fora um truque para poder fugir da pressão que surgia. Um pouquinho de ilusão, magia... agora muitos descontentados foram pro reino da Rainha de Copas, que há pouco tempo se revelara viva. O caos está espalhado, e ninguém sabe qual lado é o certo. São duas tiranas disputando poder, e enquanto isso esse mundo é destruído, passa fome e miséria. Uma visão futura do que pode ocorrer lá fora.
- Como se já não bastasse, aquela maníaca por cabeças segue Éris, a deusa da discórdia, segundo minhas fontes. - A loira rebelde prosseguiu. - A Branca é cria de Despina... ou Quione, sei lá. Essa coisa toda é confusa. E ela quer trazer o Inverno Eterno, que acho que não preciso explicar. Pra esse evento acontecer, deve haver o Grande Eclipse, que não creio que vá demorar. - Os olhos azuis dela direcionaram-se ao céu, vendo cerca de um quarto do sol desaparecido, dominado por uma mancha negra.
- Nós vamos nos separar em dois grupos, um para cada reino. E então destronar as duas. - o Chapeleiro sorriu maldosamente.

Até que, entre os cogumelos, surgiram monstros armados, cercando-os. Alice praguejou, xingando os guardas. Estes falaram sobre os seis se renderem e que talvez a rainha teria piedade, e Mikaelson deu uma gargalhada.

coisinhas:

pontos obrigatórios:

• Narrem o ocorrido acima de acordo com o ponto de vista de seus personagens. Lembrem-se de apresentar a reação com o cenário e com a realidade descrita por Alaric e Alice
• Vocês estarão cercados por monstros, que seriam do exército de um dos governos fazendo vigilância local. Como seus níveis variam, não enfrentarão os mesmos monstros e nem em mesma quantidade. Cada ciclope usa um machado, e cada dracaena usa uma lança
- Andrew: 1 ciclope
- Meredith: 2 dracaenae
- Nessie: 1 dracaena
- Lavínia: 2 ciclopes
• Após derrotarem os guardas, vocês se dividirão em duas duplas: Andrew e Meredith e Nessie e Lavínia. Por que essa divisão? Simplesmente juntei o player com maior nível e o com menor, para equilibrar as coisas. A primeira dupla seguirá para enfrentar a Rainha Branca, enquanto a segunda irá para a de Copas (antes de qualquer coisa, pensem: os poderes da Lavínia não seriam muito efetivos contra uma irmã dela). Alice e Alaric seguirão caminhos diferentes. Antes de partirem, dirão para se infiltrarem na região e irem até o castelo, para finalmente encontrarem as rainhas
• Encerrem o post chegando em seus respectivos reinos (não é para ir logo ao castelo, e sim apenas ao reino). Qualquer detalhe adicional sobre a ambientação é livre para vocês, mas lembrem-se da situação atual do País das Maravilhas
pontos adicionais:

• Prazo de 5 dias
• Só estão autorizados a postar aqui os participantes do treino - Andrew, Meredith, Lavinia e Nessie - e algum adm
Alaric L. Morningstar
Alaric L. Morningstar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Meredith Wermöhlen em Sex 17 Jul 2015, 09:44

we're all mad here, little girl

Toda a visão imaginativa que Meredith tivera do âmbito na primeira vez que lera o livro foi destruída. Ali, naquele cenário apocalíptico, eles pareciam ter saído da boa ilusão que uma Matrix podia proporcionar aos olhos, e entrado num local inóspito e que, o pior de tudo, não era mais "maravilhoso". A própria Alice parecia estar indiferente àquilo, e a filha de Melinoe teve suas dúvidas esclarecidas no momento em que o discurso de Alaric findou-se.

Destronar rainhas? Puta merda, pensou. Começou a refletir se seria menos dura a tarefa se tivesse escolhido A Bela Adormecida. Talvez fosse só dormir! Mas a mentalista não teve tempo para virar-se para o outro integrante da sua dupla e planejar como poriam fim à tirania de — se bem lembrava o nome da branquela — Mirana. Pestanejou ao ver a horda de monstros saindo de trás de um dos cogumelos gigantes, e amaldiçoou qualquer porra que os tivesse levado até ali. Por que não podiam ser mais silenciosos? Tudo bem que Meredith dava conta, mas lutar não era bem a sua praia.

Rendam-sssse, esssstranhos! — sibilou uma dracaena. Porém, nenhum dos jovens ali pareceu muito confortável em largar-se à mercê dos fantoches de uma das rainhas. Meredith, porém, levou instintivamente a mão à barriga, onde um aperto suave a incomodou. Era Rudy avisando-a de que já era hora de resistir.

Sua mão direita foi ao encontro de Avenged, e a puxou, deixando a lâmina prateada reluzir e tilintar de tão afiada. Viu os outros companheiros se ocupando com os monstros que decidiram que seus rostos eram idealmente lindos para eles socarem. Meredith não deu sorte. Vieram para si duas dracaenae. A que falara e uma outra. Empunharam suas lanças, brandindo-as contra ela. A Wermöhlen ativou a braçadeira, que transformou-se imediatamente na corrente que sua querida mãe se dera ao favor de lhe presentear. Brandiu-a contra a dracaena mais próxima, enrolando-a na arma. Os cravos fizeram seu efeito ao apertarem-se contra a madeira, provocando um ruído barulhento e depois, quebrando a lança ao meio. Viu, com um sorriso no rosto, a arma inutilizável, o monstro sibilar com raiva.

Entretanto, a outra conseguiu alcançá-la. A filha de Melinoe ergueu Avenged, protegendo-se do ataque próximo da mulher-cobra, e empurrou-o com todas as forças que conseguiu reunir. A dracaena recuou alguns metros, e Meredith lançou Ghost contra suas pernas. A adversária caiu com estrondo no chão de poeira e destruição, por sobre a sua própria arma. Meredith ouviu o mesmo ruído de outrora, agora repetindo-se com um pouco mais de intensidade. Quando levantou, o monstro viu que sua arma, igualmente a da aliada, havia quebrado-se.

Iiih, se foderam — provocou, gostando de brincar com a "comida". Um sorriso malicioso perpassou seus lábios ao encarar ambas as adversárias, desarmadas, apenas com suas garras para protegerem-se. — Eu não deixaria, sabe?

Ambas as dracaenae avançaram sobre Meredith. Ela desativou a corrente de cravos e buscou pela adaga Snow em sua cintura. Seus punhos fecharam-se ao redor do punho gélido da arma, e ela arrancou-a dali. O brilho foi ainda maior do que o de Avenged. Viu uma sentença de medo passear, disfarçadas, pelos olhos de uma das adversárias, e Meredith viu ali uma esperança de acabar com aquilo de maneira rápida. Ao aproximar-se, Meredith recebeu o ataque da garra de uma das dracaenae com Avenged, e a lâmina afiada cortou a garra do monstro. Viu-a urrar de dor e se afastar, segurando uma mão com a outra. A segunda, que atacou quase ao mesmo tempo, Meredith deixou que cortasse sua pele superficialmente, apenas para o bem de deixar introduzir a adaga pelo peito da mulher. A lâmina da arma congelou-se, e toda aquela região do tronco também. Meredith só teve de ergueu Avenged e decepar seu pescoço.

E foi-se a primeira dracaena. Desfez-se em pó, misturando-se ao vil e fétido solo que os cercava.

Algumas gotas de sangue escorreram pelo machucado leve em que braço esquerdo enquanto esperava a aproximação da segunda adversária. Já sentia um cansaço de ficar ali, batendo em monstros. Queria terminar logo aquela tarefa e puf, voltar para o seu mundo maravilhoso. A dracaena despertou de sua dor, enfurecida, e, pegando as sobras das lanças dela e da irmã, as pontas afiadas, correu em direção a Meredith. Brandiu-as, ambas, como se fossem espadas patéticas, e, quando fez menção a atacar Meredith, a mentalista usou um truquezinho que aprendera: sua telecinese afastou os braços da dracaena para o lado, desviando-a do ataque, e a Wermöhlen via-se com ambos os membros da mulher à sua direita. Brandiu Avenged, cortando, de uma vez, os punhos dela. Dessa vez, Meredith não deu tempo para que ela terminasse de urrar. Levou Snow à garganta reptiliana. O corte foi desferido com piedade, dando-lhe logo a boa morte.

E foi-se a segunda dracaena. Findou como a irmã.

Virou-se, olhando para os demais semideuses. O filho de Zeus, que, por acaso, seria sua dupla na tarefa de destronar a Rainha Branca, já estava livre. Lançou-lhe um olhar característico de quem avisa um vamos logo, e começou a andar. Deu-se conta de que Alaric não havia dito para onde ficava, em qual direção deveriam seguir para chegar ao reino de Mirana, então Meredith seguiu por onde estava mais... branco.

THIS DREAM IS MINE!:
ARMAMENTO:

  • {Soul} / Colar [Um colar feito de prata com um pingente metálico em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha".  Quando ativado, permite que o smideus assuma a forma etérea. Contudo, ele só pode ficar nesta forma 5 turnos por missão, seja de forma contínua ou não - ou seja, ele pode gastar os 5 turnos seguidos ou dividir a utilização, mas a soma do uso não pode exceder o tempo máximo por missão] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Controle etéreo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No pescoço]
  • {Void} / Anel [Anel prateado. Olhando de perto seus detalhes lembram ossos justapostos, como se o anel fosse feito de pequenas peças até tomar seu formato. O anel suga a alma/ energia dos oponentes derrotados em combate (mortos ou destruídos pelo filho de Melinoe - ele deve ser o último a golpear o oponente para fazer efeito. Essa essência pode ser usada futuramente na ativação de certos poderes, como "Ectofagia" e "Acessar memória", respeitando os limites dos poderes. Adicionalmente, o semideus pode escolher gastar o poder de uma alma capturada - consumindo-a no processo - e ganhando um aumento de suas características de 15%, por 3 turnos. Isso afeta força física, esquiva e potência/ chance de acerto de ataque, mas não a duração dos poderes, ainda que o dano seja alterado. Apenas uma alma pode ser consumida desta forma por missão. Uma vez por missão o anel pode manipular a energia espiritual do próprio semideus, fazendo com que recupere 20 HP sem custos adicionais ou qualquer perda.] {Bronze sagrado}(Nível Mínimo: 1) {Controle de almas. Almas coletadas: -} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No anelar esquerdo]
  • {Ghost} / Corrente [Corrente com cravos. É feita de bronze sagrado, mas sua coloração é desgastada, como se fosse velha e corroída. Possui 3m de comprimento, e apesar do tamanho pode ser facilmente manuseada pelos filhos da deusa do fantasma. Transforma-se em uma braçadeira com spikes no nível 20] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1)  [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [Braçadeira, pulso esquerdo]
  • {Avenged} / Espada {Espada feita de prata, com uma fina camada de ouro branco por cima. Tem cerca de 50 centímetros, o que não a torna muito pesada. Seu punho é feito de cristal, com um pequeno rubi na ponta, onde é a porta de entrada de um reservatório para veneno de górgona, que é despejado na lâmina. Apenas uma pequena quantidade, quase que inexistente, mas tem uma pequena função, ele tira um certa quantidade de HP por turno (Não muita, depende da quantidade despejada pela espada no corpo do adversário.) O reservatório não pode ser recarregado, já que a própria espada não aguentaria mais uma quantidade de veneno antes de ruir}[Recebimento: Missão “Vingança”, narrada por Éolo][Presa à cintura]
  • {Snow} / Adaga [A arma possui trinta e cinco centímetros, e uma lâmina feita de ferro estige, de modo a aumentar os poderes relativos aos filhos de Melinoe em 10%, quando usada como canalizadora. Seu cabo é em madeira, entalhado para se encaixar perfeitamente nas mãos da dona, de modo que outro semideus que usá-la não terá o mesmo desempenho. O dano causado por essa arma é tanto de perfuração quanto de corte, por possuir uma ponta bastante afiada, assim como seus gumes, de modo a causar 10% de dano a mais em relação à adagas comuns, além de possuir um formato propício à penetrar armaduras, bonificando o dano em 5%. Por ser uma adaga, é leve - trezentas gramas - e fácil de ser escondida, facilitando os golpes rápidos e furtivos. A arma foi encantada com o atributo gelo, de modo que quando a dona desejar, sua lâmina ficará coberta pelo elemento, e durante dois turnos possuirão o efeito de congelar o ponto atingido, que ficará nesse estado por no máximo dois turnos. O efeito pode ser usado duas vezes por ocasião. Acompanha uma bainha de couro.]{Couro, Ébano e Ferro Estige} (36) {Controle Sobre o Gelo} [Forjado por Harry S. Sieghart] [Cós da calça, lado direito]
  • {Fear} / Pulseira [A pulseira é de bronze comum, contrastando com a pele alva da semideusa e sua forma lembra a de correntes entrelaçadas. Uma vez por missão, a usuária pode ativar o poder do colar por um turno. Este faz com que sua voz assuma um tom mais monstruoso, a permitindo poder paralisar, com sucesso, inimigos - que não sejam filhos de Phobos ou Deimos - que sejam de cinco níveis abaixo que o dela por duas rodadas.] {Bronze Comum} (Nível Mínimo: 25) [Recebimento: Missão "Taste of Horror"][Pulso direito]



HABILIDADES:

  • [PASSIVO] Nível 10. Empatia: Você sabe exatamente o que o outro está sentindo em termos de emoções.
  • [PASSIVO] Resistência ao frio [Nível 20] Fantasmas são reconhecidos pela baixa temperatura que deixam nos locais onde surgem e, por sua natureza, os filhos de Melinoe se tornam resistentes a este tipo de ambiente/ temperatura - mas ainda podems er afetados por poderes do tipo, dependendo do nível.[criado por Sadie Bronwen]
  • [ATIVO] Nível 38. Telecinese avançada: Consegue mover objetos bem pesados, como carros e a velocidade é ótima.

Meredith Wermöhlen
Meredith Wermöhlen
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
862

Localização :
casa do caralho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Veronika Stowe em Seg 20 Jul 2015, 13:09



Filhinho de papai é o caralho



| Once Upon a Time; Alice no País das Maravilhas|

ϟϟϟ Biblioteca — Noturno — Civil war it's a lullabyϟϟϟ 


Logo depois de mim, as garotas se apresentaram - Meredith, Nessie, Lavínia. Talvez pudéssemos dar uma pausa naquilo e fazer trancinha pelo resto da noite, foi o que pensei de primeira. A medida que caminhamos, percebi que as maravilhas daquele país estavam se esvaindo a cada segundo. Talvez estivesse tentando alcançar os passos da protagonista, ela não iria demorar muito para chegar ao fundo do poço. Imagine todo um cenário hollywoodiano do fim dos tempos, coloque algumas criaturas cabeçudas e inumanas se lamuriando com o bucho vazio, soldados se enfrentando por dois rabos de saia. Então pelo visto toda aquela tragédia ainda era causada pela de Copas e pela Branca. As florestas estavam derrubadas, os cogumelos pareciam murchos e para dar ênfase a palavra piorar, uma parte do lugar estava tomado por uma tempestade de neve.

— Foi tipo colocar as duas num mesmo volante.  — Comentei com o monitor, tentando uma aproximação. Talvez não fosse ruim criar alianças. Então eles cortaram o silêncio, ela com uma frase explicatória e ele com um discurso motivador. Quíron havia me atualizado sobre a situação que nosso mundo se encontrava, mas não sabia que a influência era tamanha a ponto de ser comparada a situação do país das maravilhas. Rainhas e deuses, todos parte de uma só rataria.

Inverno Eterno, Grande Eclipse e cabeças rolando, tudo muito conto de fadas pro meu gosto. Já sobre destronar as duas, talvez fosse interessante participar disso... duas tiranas montadas em ouro. Talvez eu pudesse sair de lá com uma das coroas sujas de sangue, com a cabeça de uma em mãos. Mas não tão rápido. Entre os enormes cogumelos góticos, criaturas pularam logo a frente, armados dos pés à cabeça.

— Intrusos e a procurada! Rendam-se, talvez a rainha resolva ter piedade. — Disse um deles, o que me fez pensar qual das rainhas ele se referia.

Imediatamente saquei Karabela na mão que estava livre, agora com a faca e o sabre para o combate. Partiu porrada.

ϟϟϟ

Não sabia como as três estavam se saindo, estava ocupado demais tentando descobrir um jeito de escapar das mãos do grandalhão. Ele tinha uns dois metros, uma cabeça maior que uma bigorna e no centro um enorme olho. Um ciclope, só que esse não tem corpo trincadinho e nem cospe parada vermelha pelo olhar. Ele tentava me acertar com o machado, segurava o cabo com ambas as mãos e a cada golpe, a lâmina fincava no chão. Ali estavam as minhas chances, a pequena pausa para contra-atacar. Eu me jogava para os lados enquanto olhava a lâmina passando centímetros perto e travando no solo.

— Fica parado! — Gritou o grandão, visivelmente enfurecido. E eu ria, ria como se estivesse diante de um piadista vindo da sarjeta, contando piadas sujas por alguns dólares pra mais um copinho de cachaça. Caminhava pra trás, com os braços abertos em forma de deboche, as armas ainda em mãos. O monstro avançou novamente, dessa vez lançando o machado no ar, que rodopiou na minha direção. Só tive tempo para me jogar no chão, ou seria atingido. — He he he, te peguei!

O ciclope me agarrou pela blusa, logo em seguida no meu pescoço. Aos poucos me enforcava e com o pouco de ar o enfrentei, mandando me soltar ou o cacete ia rolar solto. Então ele me apertou mais, o que me fez perceber que mesmo sendo um monstrengo retardado, seu instinto de matar era perigoso. Ainda mais pra alguém pouco treinado como eu. Com a faca e sabre ainda em minha posse, finquei ambas na enorme mão do inimigo, uma na região do pulso e outra no meio. Ele gritou, me soltando imediatamente e apertando a mão ferida.

Aquele era o momento perfeito. Me afastei por segurança alguns poucos metros, guardando o sabre na bainha, precisaria de uma mão livre. Não era a primeira vez que faria aquilo, já havia experimentado a sensação de poder muito antes de me colocar entre os primos semideuses. O mais interessante é que aquilo só era possível comigo quando eu, de algum modo milagroso, não me irritava muito, pois calma era necessária. Logo eu, cachorro louco querendo abrir caminho em multidão. Com um sorriso já triunfante no rosto, deixei fluir parte de minha energia naquele ato. Mesmo não gostando, sou filho de Zeus, um imã para eletricidade. Em poucos segundos, a eletricidade do local se formavam em uma pequena esfera na palma de minha mão, que crescia.

Quando estava boa o suficiente, não para um ataque efetivo e impactante, mas sim para distrair o grandalhão, lancei-a no ar. Ela foi exatamente na direção de seu rosto, por sorte ou não, seria útil por alguns segundos. Ainda agonizado, o ciclope levou a mão ao enorme olho que obviamente havia sido atingido pela esfera, ou uma boa parte dele. Enquanto isso eu corri, deixando a adrenalina tomar conta e corri até meu inimigo, que sabia o que estava por mim. O retardado tentou me agarrar novamente com uma das mãos, enquanto protegia o olho com a outra, porém tive tempo para pensar, me jogando no chão e passando pelas pernas do monstro. Parei rapidamente, não dando tempo para que pudesse se virar e usei a faca para mais um golpe, dessa vez em sua panturrilha. O licor verde jorrou novamente, alguns poucos pingos sujaram parte de meu rosto, mas eu não me importava com aquilo. Me ergui para escalar as costas do oponente e tirando da bainha o sabre.

— Tu é mó cozido mesmo, otário — Comentei enquanto desferia um golpe onde seria a coluna vertebral do soldado, deixando-o visivelmente MAIS irritado. Ambas as mãos foram de encontro a arma, tentando tirá-la de suas costas. Exatamente o que eu queria, agarrando em sua cabeça e me prendendo em seu pescoço com as pernas. Para acabar com aquilo de vez, usei ambas as mãos para desferir um golpe apenas com a faca, em seu único olho. Seria o suficiente para derrubá-lo, não?

Ele se debateu por alguns segundos enquanto eu aprofundava a lâmina cada vez mais, sujando as mãos com o líquido verde. Ele tinha um cérebro? Provavelmente não. Então, após tanta agonia, seus movimentos pararam por alguns segundos e em seguida senti o baque no chão, deitado em um pó. Tossi, me levantando e tomando posse de meus itens novamente. Fiquei meio desorientado pelo duelo, então não entendi bulhufas o que Alice e o monitor haviam ordenado, apenas percebendo o olhar de uma das garotas - Meredith, a de Melinoe, acho. Respirei fundo e fui até a moça e pude perceber que ela não sabia pra onde iria, apenas seguindo o extenso branco.

*Observações, *habilidades, itens:
Ficou meio grande e entediante, porque eu não fiz em um só dia. E foi mal se ficou meio incoerente, foi o único duelo que eu consegui imaginar pra situação. Não enrolei muito no final, porque tenho coisas pra fazer e preferi postar antes de sair. Lembrando que com o poder de cura inicial e que provavelmente exista energia elétrica em qualquer ambiente, o HP que eu posso ter perdido no duelo seria recuperado com o tempo caminhando e tal.

ϟ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão, fazer o que?)

ϟ {Karabela} / Sabre [A karabela tem um punho aberto com o pomo no formato de uma cabeça de águia. Seu cabo anatômico permitia o manejo mais fácil de cortes circulares quando se luta a pé e e de cortes oscilantes quando montado no cavalo/pégaso. É feita de bronze sagrado e seu punho é revestido com couro. Vem junto de uma bainha de couro. No nível 20 transforma-se em um anel, com a cabeça e as asas de uma águia entalhadas.] {Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus](Bainha na cintura)

Cura elétrica (Nível 1) - Sob qualquer indício de energia elétrica¹, haverá a cura instantânea de 20HP. ~Passivo~

Perícia com armas laminadas (Nível 1) - Filhos de Zeus são bons com espadas, as manejando com certa familiaridade. NOVO![criado por Sadie Bronwen] ~Passivo~

Controle sobre a eletricidade de iniciante (Nível 1) - Você controla um pouco da eletricidade ambiente. Não é letal, mas pode ser útil. Em um ataque, você pode concentrar a eletricidade na palma de sua mão, na forma de uma pequena esfera. Pode ser usada em ataques corpo a corpo ou atiradas no inimigo, a uma distância curta, de até 5 m, mas não causa impacto no oponente. 1 esfera a cada 10 níveis. ~Ativo~


Veronika Stowe
Veronika Stowe
Filhos de ZeusAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
359

Localização :
new york

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Ter 21 Jul 2015, 16:44




❝Alice in Wonderland


Chapter Three: Alice in Chains





Meredith e Andrew logo responderam aos guardas, e em pouco tempo aquelas criaturas que os enfrentavam foram reduzidas a pó. A prole de Melinoe já aparentava ser veterana de guerra, e seu desempenho foi o que comprovou isto diante de duas dracaenae, que sozinha dera conta de ambas. O filho da Zeus não ficou para trás, utilizando uma sábia estratégia para perfurar o ciclope. Já as outras duas semideusas não tiveram a mesma audácia, e os demais monstros atacaram-nas. Por sorte, Alice e Alaric estavam ali.

A cria da noite sacou seu arco e mirou uma flecha na cauda da dracaena, e em seguida atirou outra em suas costas. A reptiliana sibilou, e virou-se para o meio-sangue. A garota que fora atacada pela mulher-cobra tinha um arranhão em um dos braços, mas ainda estava bem. Mikaelson guardou o arco e desempenhou sua espada, avançando contra a adversária. Dois ciclopes se aproximaram da outra semideusa, e um deles a segurou pelo pescoço, enquanto o outro deu um soco em suas costas. Antes de a atacarem com seus machados, duas adagas os atingiram nas costas, fazendo-os soltá-la e focarem na protagonista. Alice brandiu um escudo e uma lança, confrontando-os.

[...]

Após a luta, os semideuses foram separados, e cada dupla seguira para um reino. O monitor e a protagonista foram depois, mas cada um por um caminho diferente dos demais. Não era tão difícil enxergar a diferença entre ambos: um era dominado por neve e outro por grandes construções. No caminho, alguns monstros apareciam, mas antes que avançassem nos meio-sangues, soldados do exército adversário apareciam para lutarem por suas rainhas, deixando-os de lado.

Em não muito tempo Andrew e Meredith chegaram na parte branca do país. Se assemelhava a um daqueles antigos vilarejos, com um enorme castelo no centro, que parecia ser feito de gelo. Nessie e Lavínia em breve também chegariam ao outro lado dali: era como uma grande cidade contemporânea, onde a neve não chegava. A paisagem urbana era combinada com fazendas, e também no centro de tal reino havia uma grande praça, onde se localizava o outro castelo.

Na entrada do primeiro reino os meio-sangues encontraram o Coelho Branco, que lhes entregou dois frascos.

- Através disso, a Névoa fará com que os outros os enxerguem como guardas reais. Discretamente, vão até o castelo, para então o plano final. Mas lembrem-se que é por um curto período de tempo, ela oode se dissipar em breve.

No outro lado, do País das Maravilhas, uma borboleta - que antes era a Lagarta Azul - fez o mesmo com Nessie e Lavínia.

coisinhas:

pontos obrigatórios:

• Narrem o ocorrido acima de acordo com o ponto de vista de seus personagens
Meredith e Andrew:

• Narrem chegando ao Reino Branco, considerando o cenário local. Após narrarem o encontro com o coelho, vão até o castelo, mas lembrem-se de serem discretos
• Entrem no castelo (que está visível por cima de todas as outras construções) como guardas e procurem pelo salão da rainha. Essa parte não precisa ser combinada - apesar de estarem em dupla, o treino é individual. Vocês podem se separar e procurar
• Encerrem o post entrando no salão da rainha
Nessie e Lavínia:

• Como não postaram no turno anterior, apresentem nesse a reação ao confronto, e em seguida a divisão e o caminho até o reino (como um resumo do segundo turno)
• Narrem chegando ao Reino Vermelho, considerando o cenário local. Após narrarem o encontro com a Borboleta Azul, vão até o castelo, mas lembrem-se de serem discretos
• Entrem no castelo (que está visível por cima de todas as outras construções) como guardas e procurem pelo salão da rainha. Essa parte não precisa ser combinada - apesar de estarem em dupla, o treino é individual. Vocês podem se separar e procurar
• Encerrem o post entrando no salão da rainha
pontos adicionais:

• Prazo de 5 dias
• Só estão autorizados a postar aqui os participantes do treino - Andrew, Meredith, Lavinia e Nessie - e algum adm
Alaric L. Morningstar
Alaric L. Morningstar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Veronika Stowe em Qui 23 Jul 2015, 22:46



Filhinho de papai é o caralho



| Once Upon a Time; Alice no País das Maravilhas|

ϟϟϟ País das maravilhas — Noturno — Alice in chainsϟϟϟ 


Com o passar do tempo, o nosso caminho era dominado pela neve, não havia um mísero lugar salvo da tirania da Rainha - e da fúria de Despina. Confesso que o clima era de congelar a espinha e confesso também que faria qualquer um reclamar como uma marica, mas eu sabia controlar a língua, ainda mais ao lado de uma garota. Mulher pra mim tem que ficar atrás sempre, por isso ainda tava naquela besteira, indo cuspir no rostinho branco e macio da Branca. Eu já estava descansado da luta, pronto pra outra, pois o tempo que andamos foi o suficiente para me recarregar. Ao longo do caminho, alguns soldados e monstros - alguns de exércitos rivais - apareciam com o instinto de ataque, porém éramos salvo pela coincidência de que ambos mostravam as caras ao mesmo tempo. Ou seja, tínhamos alguns minutos a mais para dar no pé e não enrolar ali.

— Essa tia deve ser mó fogaréu pra ficar rodeada de neve, 'cê 'tá louca. — Deixei meu pensamento escapar pela boca, percebendo o erro logo em seguida e mantendo um olhar sério para frente, como se estivesse sozinho. E é assim que as coisas rolam comigo, foi a lição que aprendi no lugar de onde eu vim: parceria tem fim e confiança é uma arma apontada na sua cabeça.

Aos poucos percebi que já estávamos em um lugar diferente daquela parte do reino, no centro havia um castelo feito completamente de gelo, ou era o que parecia. Ao redor se assemelhava aos vilarejos antigos, pequenas casinhas com espaço o suficiente entre elas para a passagem de seus moradores. Claro, a tirana era o centro daquele mundinho, arte imitando a vida. Confesso que mesmo com todo aquele visual Celsius negativo era incrível de se ver, nem de longe eu já havia olhado um lugar como aquele. Me perdi em meio a pensamentos sobre aquilo, lembrando do motivo de tudo aquilo, de ter pisado no acampamento, imaginando minha poltrona de rei.

Então fui puxado para a "realidade", puxado por duas orelhas enormes e pelugem branca, olhos vermelhos - tava usando maconha aquele coelho. — Através disso, a Névoa fará com que os outros os enxerguem como guardas reais. Discretamente, vão até o castelo, para então o plano final. Mas lembrem-se que é por um curto período de tempo, ela pode se dissipar em breve. — Orientou o 'animal', entregando um dos frascos pra mim. Era só o que faltava, já bastava o Chapelão e agora vem coelho dar ordem. Fiquei com uma pulga atrás da orelha com a história da Névoa, mas bebi o que tinha dentro do frasco mesmo assim.


ϟϟϟ ϟϟϟ 

Sinceramente, eu me sentia normal, olhava para o meu corpo e não conseguia assemelhar nada aos soldados da rainha Branca. Mas, por algum motivo sabia que a tal Névoa estava fazendo efeito, pois não havíamos sido barrados. Não sabia como agir, mas procurava manter o comportamento normal ao ver um deles, caminhando com paciência e fixando o olhar no nada, sem encarar nem mesmo a filha de Melinoe. O castelo era enorme, não sabia nem por onde começar, a pior parte é essa. Passávamos corredores e quando sozinhos, espionávamos lugares com total atenção, à procura da rainha ou pelo menos de seus aposentos.

E foi dando de cara com dois corredores, um para cada lado, que perdi a paciência, me segurando pra não estourar.

— Ah, guria, ficar rodando o lugar assim só vai nos atrasar ainda mais, nesse ritmo a gente sai daqui quando já tiverem 'parido' outro sol. — Me virei e comentei com a semideusa, segurando nos seus ombros e tentando demonstrar que sabia o que estava falando. — Tu segue seu caminho, se eu não encontrar nada, vou atrás de ti.

Dei um tapinha amigável em seu rosto, empurrando-a do meu caminho e segui até o lado direito. O lugar ficava cada vez mais frio e menos frequentado, o número de passagens reduziam a cada cinco minutos, eu teimava em seguir sempre reto. Então, me vendo obrigado a virar para a esquerda, único caminho que havia sobrado, me vi frente a frente com um extenso salão iluminado por poucas brechas que davam passagem a luz. Era tão grande que deveria ser a maior parte daquela construção e pude ver um trono no meio, ao fundo, com um tanto de coisa chique e brilhante.

A guerra dentro de mim era que eu desprezava tudo aquilo ao mesmo tempo que desejava. Então eu entrei.

Observações, habilidades, itens:
Ficou meio grande e entediante, porque eu não fiz em um só dia. Bem, eu nunca vi o filme ou li o livro, essa foi a única descrição do lugar que eu consegui tirar.

ϟ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão, fazer o que?)

ϟ {Karabela} / Sabre [A karabela tem um punho aberto com o pomo no formato de uma cabeça de águia. Seu cabo anatômico permitia o manejo mais fácil de cortes circulares quando se luta a pé e e de cortes oscilantes quando montado no cavalo/pégaso. É feita de bronze sagrado e seu punho é revestido com couro. Vem junto de uma bainha de couro. No nível 20 transforma-se em um anel, com a cabeça e as asas de uma águia entalhadas.] {Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus](Bainha na cintura)


Veronika Stowe
Veronika Stowe
Filhos de ZeusAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
359

Localização :
new york

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Meredith Wermöhlen em Sab 25 Jul 2015, 11:38

in wonderland we found the white one

Conforme avançavam, Meredith e o rapaz de Zeus, o cenário modificava-se de acordo com a tal missão que, muito provavelmente, foderia com ambos. Tudo ficou tai branco que doía na vista, e tão frio de fez a semideusa xingar-se mentalmente por não ter vestido mais roupas. Mas quem podia culpar? Não sabia que teria de destronar uma rainha, e continuava não sabendo como o faria. Que chance teriam dois semideuses contra uma mulher cercada por súditos leais e um exército de xadrez e monstros? E quem diabos governaria aquele país se Nessie e Lavínia fossem bem sucedidas na tarefa de destronar a Rainha de Copas, também? Podia supor que tentariam eleger Alice, mas o pensamento fê-la rir. Aquela garotinha rebelde não parecia saber reger um reino. Mal acabara de casar suas Barbies com seus Kens.

O local passou de inóspito para um sucinto vilarejo, com casinhas rústicas bem simples e humildes, e Meredith questionou-se se aquelas pessoas eram, realmente, leais à Mirana. Porque, caso não fossem, seriam de grande valia para a dupla. Riu no íntimo ao imaginar-se promovendo uma campanha política de grande porte. Ai, gente, deve ser o ar alucinógeno desse lugar, porque puta merda. Não chegou a assustar-se quando vários guerreiros da rainha precipitavam-se para ambos, mas eram interceptados pelos da outra rainha, e Meredith e Andrew tinham tempo para escapar e continuar em seu caminho. E, de fato, não demorou-se muito para que a Wermöhlen avistasse o enorme palácio branco, tão imponente sobre aquelas pequenas construções que chegava a ser assustadoramente belo. As torres altas pareciam tocar nas nuvens discolores.

'Tá, como que a gente vai entrar nessa merda? — perguntou-se, respirando profundamente, e mudou o peso de um pé para o outro. É claro que era uma espécie de missão suicida, caso entrassem, e, mesmo se tentassem ser discretos, acabariam sendo alvejados por soldados de Mirana e a missão estaria perdida. Perguntou-se se, caso morressem ali, no livro, morreriam também na vida real. Resolveu que não pagaria para ver.

E, quase como uma mágica que só aquele lugar maravilhoso proporcionava, um coelho surgiu de um arbusto coberto de neve. Cara... um coelho... Mas, 'pera... A mentalista observou-o com atenção, e viu que não era qualquer coelho. Era, sim, aquele Coelho da história, com seu casaco quadriculado azul de bolso, onde havia um relógio quebrado. E explicou-lhes o que lhes daria a chance de entrar. Frascos! Poções que fariam-nos parecer com os guardas de Mirana. Colocou um nas mãos de Andrew e outro nas mãos de Meredith. E depois sumiu.

Meredith esperou que Andrew bebesse, e, quando o viu findar o conteúdo de seu frasco, não notou nenhuma diferença no físico do guri de Zeus. Era, porém, o efeito da Névoa, e ela sabia bem como funcionava. Bebeu, então, o seu, sentindo um gosto azedo que quase fê-la cuspir o líquido. Não sentiu nada, mas sabia que o efeito fora o mesmo. Então, somente continuaram em frente.

[ ... ]

Ela tentava andar em dupla com o rapaz como se tivessem sido mandados a vasculhar o castelo. Sei lá, podia funcionar. Melhor do que se ambos separarem-se e ficarem à mercê da sorte. Caso ficassem juntos, poderiam ajudar um ao outro, embora Meredith acreditasse que estaria por si mesmo com a ajuda de Andrew. E, quando o garoto deu a ideia que ela estava tentando afastar, ela viu-se indignada no meio do corredor. Andrew afastou-se por um caminho que, minutos antes, eles já haviam passado por, e Meredith aproveitou para, sério, mandar ele se foder.

'Cê só pode ser burro, né? — ela falou, controlando a raiva na voz. Não podia perder o controle e estapear a cara do filho de Zeus ali, pelo bem a missão.Olha, moleque, a gente tem que ficar junto, senão a gente tá fodido. Entendeu? — O cenho franzido fazia seu olhar ficar ameaçador, mas entendeu que Hawke havia acatado a ideia. Então virou-se e continuou sua busca acompanhada.

Não muito depois, acharam o arco de portal que, com toda certeza, levaria-os ao salão do trono. Meredith não deixou-se intimidar e prosseguiu com seus passos firmes. Não era mais difícil do que fugir do acampamento no meio da noite. A única diferença era que, se fossem pegos, não seriam colocados para lavar pratos. Isso levou-a a perguntar-se se a Rainha Branca havia pego a mania da outra de cortar cabeças. Esperava que não. Por fim, âmbito era cheio de luz. Tapeçarias brancas, quadros e colunas, tudo muito branco. Não pensou em como um lugar podia ser mais racista, sinceramente. No centro, ela podia ver o trono. Tão belo e imponente quanto o castelo em referência às casinhas do vilarejo.

Talvez não fosse Alice quem deveria reinar ali. Não precisava ser ela. Tinham os quatro semideuses para o feito.

THIS DREAM IS MINE!:
ARMAMENTO:

  • {Soul} / Colar [Um colar feito de prata com um pingente metálico em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha".  Quando ativado, permite que o smideus assuma a forma etérea. Contudo, ele só pode ficar nesta forma 5 turnos por missão, seja de forma contínua ou não - ou seja, ele pode gastar os 5 turnos seguidos ou dividir a utilização, mas a soma do uso não pode exceder o tempo máximo por missão] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Controle etéreo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No pescoço]
  • {Void} / Anel [Anel prateado. Olhando de perto seus detalhes lembram ossos justapostos, como se o anel fosse feito de pequenas peças até tomar seu formato. O anel suga a alma/ energia dos oponentes derrotados em combate (mortos ou destruídos pelo filho de Melinoe - ele deve ser o último a golpear o oponente para fazer efeito. Essa essência pode ser usada futuramente na ativação de certos poderes, como "Ectofagia" e "Acessar memória", respeitando os limites dos poderes. Adicionalmente, o semideus pode escolher gastar o poder de uma alma capturada - consumindo-a no processo - e ganhando um aumento de suas características de 15%, por 3 turnos. Isso afeta força física, esquiva e potência/ chance de acerto de ataque, mas não a duração dos poderes, ainda que o dano seja alterado. Apenas uma alma pode ser consumida desta forma por missão. Uma vez por missão o anel pode manipular a energia espiritual do próprio semideus, fazendo com que recupere 20 HP sem custos adicionais ou qualquer perda.] {Bronze sagrado}(Nível Mínimo: 1) {Controle de almas. Almas coletadas: -} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No anelar esquerdo]
  • {Ghost} / Corrente [Corrente com cravos. É feita de bronze sagrado, mas sua coloração é desgastada, como se fosse velha e corroída. Possui 3m de comprimento, e apesar do tamanho pode ser facilmente manuseada pelos filhos da deusa do fantasma. Transforma-se em uma braçadeira com spikes no nível 20] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1)  [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [Braçadeira, pulso esquerdo]
  • {Avenged} / Espada {Espada feita de prata, com uma fina camada de ouro branco por cima. Tem cerca de 50 centímetros, o que não a torna muito pesada. Seu punho é feito de cristal, com um pequeno rubi na ponta, onde é a porta de entrada de um reservatório para veneno de górgona, que é despejado na lâmina. Apenas uma pequena quantidade, quase que inexistente, mas tem uma pequena função, ele tira um certa quantidade de HP por turno (Não muita, depende da quantidade despejada pela espada no corpo do adversário.) O reservatório não pode ser recarregado, já que a própria espada não aguentaria mais uma quantidade de veneno antes de ruir}[Recebimento: Missão “Vingança”, narrada por Éolo][Presa à cintura]
  • {Snow} / Adaga [A arma possui trinta e cinco centímetros, e uma lâmina feita de ferro estige, de modo a aumentar os poderes relativos aos filhos de Melinoe em 10%, quando usada como canalizadora. Seu cabo é em madeira, entalhado para se encaixar perfeitamente nas mãos da dona, de modo que outro semideus que usá-la não terá o mesmo desempenho. O dano causado por essa arma é tanto de perfuração quanto de corte, por possuir uma ponta bastante afiada, assim como seus gumes, de modo a causar 10% de dano a mais em relação à adagas comuns, além de possuir um formato propício à penetrar armaduras, bonificando o dano em 5%. Por ser uma adaga, é leve - trezentas gramas - e fácil de ser escondida, facilitando os golpes rápidos e furtivos. A arma foi encantada com o atributo gelo, de modo que quando a dona desejar, sua lâmina ficará coberta pelo elemento, e durante dois turnos possuirão o efeito de congelar o ponto atingido, que ficará nesse estado por no máximo dois turnos. O efeito pode ser usado duas vezes por ocasião. Acompanha uma bainha de couro.]{Couro, Ébano e Ferro Estige} (36) {Controle Sobre o Gelo} [Forjado por Harry S. Sieghart] [Cós da calça, lado direito]
  • {Fear} / Pulseira [A pulseira é de bronze comum, contrastando com a pele alva da semideusa e sua forma lembra a de correntes entrelaçadas. Uma vez por missão, a usuária pode ativar o poder do colar por um turno. Este faz com que sua voz assuma um tom mais monstruoso, a permitindo poder paralisar, com sucesso, inimigos - que não sejam filhos de Phobos ou Deimos - que sejam de cinco níveis abaixo que o dela por duas rodadas.] {Bronze Comum} (Nível Mínimo: 25) [Recebimento: Missão "Taste of Horror"][Pulso direito]



HABILIDADES:

    →Nenhum utilizado.

Meredith Wermöhlen
Meredith Wermöhlen
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
862

Localização :
casa do caralho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Nessie W. Bloom em Dom 26 Jul 2015, 23:33





How do you know I’m mad?


Quando a semideusa aproximou-se da porta de saída da toca, teve uma visão que estragou toda a projetada anteriormente pelos livros que seu pai lia. Um lugar lindo, alegre e cheio de insânia agora se encontrava com um aspecto mórbido. Os cogumelos gigantes serviam mais de barreira de guerra do que para avivar o local, todas as cores e ordem deram lugar ao cinza e caótico – em quase todos os cantos havia luta visível.

Se ela soubesse que estragariam seu conto favorito, teria escolhido outro, no entanto não podia mais mudar e restava acostumar-se com aquele clima e com aquela Alice.

Senhorita Warlorf mirava um olhar ansioso e oscilante entre o monitor e o caos do País das Maravilhas, enquanto tamborilava com os dedos na bainha de sua espada. Perguntava-se o porquê de tanto rodeio, já que seria bem mais eficiente fazer um rápido resumo e dar logo as ordens.

Anyway, “paciente” nunca fora um adjetivo para a prole de Selene.

Após um longo discurso sobre a Guerra Civil que estava acontecendo ali entre a Rainha de Copas que deveria estar morta e uma Rainha Branca falsiane que não era tão boazinha assim, Alice disse uma coisa que prendera a atenção de Nessie. Segundo ela, se a Rainha Branca continuasse no poder, traria o Inverno Eterno e que para isso acontecer só precisava de um Eclipse. Os olhos da semideusa se estreitaram quando foram direcionados ao Sol – coberto pela Lua em um quarto, aproximadamente.

Well, se fosse um Eclipse Parcial do Sol, teriam algumas horas para resolver a questão, mas caso fosse Total, um pouco menos de dez minutos. A loira olhava além de um cogumelo gigante, pensando em como resolver a missão passada pelo monitor.

"Como destronar duas rainha em menos de dez minutos?" questionou mentalmente. Caso não se apressasse para chegar aos reinos, logo a Lua cobriria o Sol por inteiro.

Chegar até eles não era um problema e faria em minutos, talvez, se nada estivesse no percurso, mas o caminho nunca está vazio e assim que saíram da Toca do Coelho, alguns dos monstros da Rainha Branca, citados anteriormente pela Alice ou Chapeleiro como sendo parte de um exército, vieram de encontro aos seis jovens, cercando-os. Nessie recuou um passo ao centro, esperando uma ordem superior e olhou rapidamente para o rosto de cada semideus. Pôde, assim, sentir emoções alheias e ver que nenhuma delas era medo – um ótimo sinal.

Um dos monstros avançou mais que os outros e pediu, em nome da Rainha, que os seis se rendessem para serem levados com vida. O monitor vestido de Chapeleiro Maluco soltou uma gargalhada, quebrando o silêncio, e a prole da Lua considerou isso como sua ordem e permissão para lutar.

A loira praguejou, mas desembainhou sua espada e esperou algum monstro vir ao seu encontro. A arma emitiu um brilho fosco ao ser girada no ar e apesar de ser bizarro, as batalhas eram a última dose vida do País as Maravilhas. Dentre muitos monstros, uma Dracaena avançou empunhando apenas uma lança.

O monstro executou um golpe, tentando fazer com que a lança perfurasse alguma parte da semideusa, que, movimentando-se agilmente, desviou para a esquerda. Mais enfurecida que antes a Dracaena atacou com suas garras, as quais passaram perto do braço direito da garota ao mesmo tempo em que ela girava o corpo com Nightmare erguida pelos dois braços. Seria um ataque preciso se Bloom não tivesse perdido o equilíbrio abaixando-se simultaneamente ao giro, portanto conseguiu atingir apenas uma parte da cintura daquela mulher – essa aproveitou a oportunidade para usar as garras novamente, arranhando um dos braços da garota. Institivamente Nessie levou uma mão ao corte que ardia, ficando sem modo de defesa por alguns segundos e por pouco não foi pega pela Dracaena. A garota levantou o olhar no momento em que o Chapeleiro acertou uma flecha no monstro, desfazendo-a em pó.

A loira limpou Nightmare no short e a embainhou novamente, jogando um olhar de agradecimento ao monitor e movendo os lábios num “Obrigada”.

Viu dois dos semideuses que também escolheram o conto já seguindo para um lado. Ao fim daquele caminho, um pouco distante, podia-se ver pouca coisa além da neve. Árvores e estradas cobertas de gelo esperavam Andrew e Mere... – Mere alguma coisa que Nessie esquecera –, com isso a prole de Selene pôde pressupor que iam de encontro à Rainha Branca, portanto teria que seguir para o lado contrário e destronar a Rainha de Copas.

Não querendo matar um personagem que fizera parte da sua infância, a prole de Selene esperava que sua parceira tivesse a mesma vontade e alguma ideia para fazer amizade com a Rainha, conseguir o trono e ainda sair com a cabeça.

— Oi, prazer. Nessie, filha de Selene, coisa e tal. — Warlorf se aproximou da semideusa que sobrara, apresentando-se novamente — Vamos?

Como nunca fora de puxar assunto e muito menos sabia como lidar com pessoas, Nessie andou calada até o reino e o silêncio pendeu-se até o encontro de uma Borboleta Azul. Os olhos da semideusa brilharam quando reconhecera o Lagarto e sentiu vontade de abraçá-lo, mas permaneceu quieta, esperando ele terminar o que dizia. Este parecia já saber o que as garotas pretendiam fazer, pois foi direto ao ponto – deu um frasco para cada uma e explicou como funcionava.

A Névoa faria com que todos enxergassem as semideusas como soldadas do Reino Vermelho, facilitando o trabalho delas. Como nada é perfeito, tinha um porém. O efeito durava pouco.

— Obrigada. Sou sua fã, ela completou mentalmente e abriu o frasco, levando-o aos lábios e virando o líquido de uma só vez. A sensação era estranha, mas ignorou e não perdeu tempo em seguir adiante.

Um tanto ansiosa, a prole da Lua mesclou-se aos soldados que caminhavam em direção ao castelo. O cenário era incrível e apesar de estar destruído pela guerra, rosas vermelhas ainda destacavam-se – provavelmente era uma das coisas que a rainha ainda prezava. Cartas do naipe copas não eram mais inanimadas e caminhavam por toda parte, armadas. Podia-se ver, também, alguns animais que se juntaram à rainha, procurando algum abrigo uma vez que não tinham como viver em meio ao inverno da Rainha Branca.

Na medida em que foram se aproximando do castelo, o grupo desviou-se para outro lugar e Nessie fora obrigada a tomar um caminho diferente ao da multidão de cartas. Estreitou-se disfarçadamente na fresta do portão do castelo e seguiu para um lugar aleatório como se fizesse este caminho diariamente há anos. Não olhou se Lavínia a seguia, com medo de que percebessem algo estranho, então apenas andou.

O nervosismo da loira aumentou quando o número de portas fechadas continuou crescendo. Como saberia qual era a do salão da rainha?

Com seus sentidos mais aguçados que o normal, conseguiu ouvir alguns sussurros não muito distantes, atrás de uma escada. Parecia ser uma discussão ou algo do tipo: “Vá, vá, a Rainha pediu este chapéu” “Vá você! Da última vez ela me mandou ir atrás do Chapeleiro no meio dessa guerra, sabia?”, e poderia durar por um longo tempo se um guarda não tivesse passado por perto, estreitando os olhos para os dois. Uma nove de copas saiu de lá andando com uma almofada em mãos, dando suporte para um chapéu vermelho com lindas penas. A semideusa viu isso como uma oportunidade e seguiu-a com passos leves.  

A loira chegou à conclusão de que nunca conseguiria chegar ao salão sozinha e que talvez nem soubesse voltar para a entrada do Castelo, porque foram tantas escadas e corredores que perdera as contas e os sentidos. Por fim, a carta parou na frente de uma porta e prendeu a respiração para abri-la – era ali.

Nessie tinha uma imagem da Rainha em sua mente, criada pelo livro. Gorda, portando um vestido formal vermelho – assim como seu cabelo cacheado, preso – e sendo insuportavelmente chata por aí, dentre outras características. Já não esperava que ela fosse exatamente assim, afinal, nada parecia “normal” naquele lugar.

Sem saber o que encontraria, a loira entrou no salão enquanto a atenção estava voltada ao chapéu.


♦ ♠ ♥ ♣

"You must be," said the Cat, "or you wouldn’t have come here.”

We're all mad here. :
Arsenal:
✖Adaga Lunar [Brilha à noite, e aumenta a agilidade dos ataques, tornando QUASE impossível de errar um ataque] {Presente de Selene}

✖Adaga Lunar Gêmea [Igual a Lunar inicial, só que essa é mais brilhante ainda, quando toca na pele do inimigo queima, aumentando assim o dano] {Presente de aniversário de Selene}

✖ {Nightmare} Espada Longa da Lua [Feita do Mineral Selenita, a pedra da Lua. A Espada nas mãos de filhos de Selene é usada com mais velocidade, além de absorver luz da lua e poder lançar pequenas rajadas dessa luz]

✖Escudo Lunar [Super leve, feito de pedras da lua, é impenetrável e quando a lua estiver no céu, absorve os raios lunares e o converte na direção do inimigo, causando feridas medianas que tiram até 30 de HP] [Presente de Selene]

✖Chicote
Habilidades:
Passivos:

✖ Nível 3: Sentidos Aguçados
Quando está a noite, os sentidos (Visão, audição, tato, olfato e paladar) dos filhos de Selene serão mais aguçados, melhor do que qualquer meio-sangue, sendo o dobro do que um humano comum em questão de acuidade e/ou alcance. [Modificado]

✖ Nível 7: Passo Etéreo
A prole de Selene consegue se mover em silêncio, como se andasse disfarçadamente. Isso não a impede de ser localizada - ela ainda pode cometer gafes e provocar sons, bem como ser detectada pelo odor ou por possuidores de outros meios, como sentidos aguçados, mas em geral lhe dá oportunidades melhores, caso o filho de Selene esteja sendo cauteloso. {Idealizado por Dominique C. Everyd - Modificado}

✖ Nível 10: Fases da lua I - Lua Nova I
Esta fase Lunar representa um ótimo momento para dar inicio as coisas diferentes ou tomar atitudes. Isso faz com que não se atrapalhem tanto ao lidar com situações e coisas inesperadas: mesmo pegos de surpresa, eles conseguirão raciocinar e planejar, fazendo com que suas estratégias tenham chances melhores de acerto, mesmo que em menor nível se comparados com filhos de Atena, por exemplo. Contudo, a estratégia tem que ter sentido e ser plausível, e o semideus precisa ter meios de realizá-la - a última palavra é do narrador. [Modificado de ativo para passivo]

✖ Nível 11: Empatia lunar
A lua sempre foi relacionada ao humor, dizendo-se que pessoas cujo temperamento é mutável são pessoas "de fases". A partir desse nível o filho de Selene consegue saber o humor das pessoas ao seu redor e seus sentimentos de modo geral - podem saber que a pessoa está com raiva, por exemplo, mas não o motivo disso. Além disso, não são capazes de modificar, apenas saber. [Novo]
Ativos:
Nenhum utilizado até o momento.

post: 03&04  with: Alarico ● Ayla ● Drill ● Ianna ● Jhonn ● Nina ● Oliver ● Clarisse  
tks, the raven@cg!
Nessie W. Bloom
Nessie W. Bloom
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
323

Localização :
Hell?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Lavinia S. Larousse em Seg 27 Jul 2015, 00:00



Uma filha de Despina e uma seguidora de Éris. Não pude conter o sorriso no canto do lábio que surgiu no momento em que ouvi a "Alice" comentar o fato. Inverno eterno? Eu queria era abraçar a Rainha Branca. Talvez por tantos pensamentos surgindo de uma vez só, acabei ficando parada no momento em que duas criaturas surgiram para nos atacar - e eu nem me importei.

O monitor e a revoltadinha vieram nos acudir (pelo que parece, a outra semideusa havia virado uma estátua também). Acabaram com os monstros no exato momento em que o outro grupo, reunindo todos novamente para sair em direção aos castelos.


◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland Vv659_EMB800LeafLine



O caminho era incrivelmente belo, sem todo aquele clima natureba da história original. Eu continuava sorrindo ao passar por construções semi-destruídas e vários soldados, pois meu olhar estava voltado para o pequeno pedaço do outro reino que me era visível: Aquele coberto com neve.

Aproximei-me da garota e anunciei meu nome novamente. Deveríamos chegar até o castelo da rainha vermelha, mas não sem antes receber uma leve ajuda de um personagem um tanto peculiar: a lagarta, ou ainda melhor, transformada em borboleta azul. Conseguimos frascos que nos ajudariam a entrar no castelo, e assim tudo ocorreu. Vários guardas armados portavam armas e circulavam o perímetro do castelo, que era cada vez mais visível assim que nos aproximamos do centro da cidade. A rainha de copas era uma diva, mas a branca era mais, por isso não estava me importando tanto com ela. Esperava que o outro grupo não fizesse nada antes de ouvir o que ela tinha pra dizer, já que não achei Alice nem um pouco confiável. Esperava que fizéssemos o mesmo com a vermelha, apesar de ser uma seguidora de Éris. Não que eu fosse algo contra isso.

Tentei manter a calma enquanto passávamos pelos portões, como se já fossemos "de casa". Era enorme e eu não fazia ideia de como encontraríamos ela naquela imensidão de jardins, corredores e móveis. Decidi apenas seguir a filha de Selene, até o momento em que entramos em um salão principal.




leia aqui:
Ficou bem lixo, mas eu perdi o post antigo e olha a fucking hora. No próximo eu melhoro.
drink me:

♦ {Winter} / Espada longa [Espada de 90 cm, com a lâmina medindo cerca de 75 cm. A lâmina é prateada e seu cabo é esbranquiçado, feito de álamo e revestido de seda, com entalhes prata. Sobre a lâmina há um escrito "O Inverno está chegando" — significa o poderio da espada. Transforma-se em um anel com a mesma inscrição no nível 20.] {Álamo, seda e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Despina] ~no dedo, como anel

♦ {Coldbreeze} / Arco longo [Arco longo feito de madeira de álamo, branca, e metal prateado, apesar de ser bronze sagrado. Possui vários entalhes e formas curvilíneas.] {Álamo e Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Quione] ~nas costas

♦ {Fast} / Aljava [Aljava de couro branco com entalhes prateados. Contém flechas infinitas - são comuns, de álamo e bronze sagrado, mas de acabamento fino, com penas brancas e bem equilibradas.] {Couro e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Quione] ~nas costas

♦ Namithie / Colar [Um simples colar de pingente feito a partir de uma espécie rara de coral avermelhado, que só é encontrado nas profundezas de água doce. O colar ostenta uma pedra gravada com o nome da náiade "Namithie", que brilha pela propriedade mágica do colar. Uma vez por missão a dona pode ativá-lo e curar 10HP na única rodada]. (Nível mínimo: 15) {Gelo} [Recebimento: missão "Frozen?", elaborada e avaliada por Tânatos] ~no pescoço, dãr

♦ {Maniac} / Pedaço de Pano [Um pedaço de pano comum à primeira vista. Porém, uma vez por missão, caso esse pedaço de pano seja banhado com o sangue de um inimigo, o usuário poderá torcê-lo. Nessa torção, o inimigo sentirá uma dor imaginária, que o impedirá de se movimentar por uma rodada.] {Pano encantado} (Nível mínimo: 4) {Elemento: Habilidades Físicas} [Recompensa pela missão "What do you mean with dolls", avaliada por Odisseu.] ~amarrado no short

♦ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] ~no braço esquerdo

♦ Colar de elemental [Colar feito de couro entrelaçado e pingente de pedra argilosa com o estranho formato de um humanoide. Duas vezes por missão, o usuário consegue lançar de sua mão um jato linear de lama com alcance de 9m. Além do dano por impacto, o alvo ao ser acertado é lançado a até vinte metros de distância, tendo suas roupas enrijecidas e pesadas, o que atrapalha sua movimentação em 50% durante três rodadas, não sendo um valor cumulativo. Para que possa fazer o disparo, é necessário que o usuário não esteja portando nenhuma arma ou item com a mão que será utilizada. Para fins de resistência, o poder do item é equivalente ao nível 22. (Nível mínimo: 22) {Material: couro e argila} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] ~no pescoço, dãr
eat me:
Nenhum poder utilizado

Lavinia S. Larousse
Lavinia S. Larousse
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
558

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Qua 29 Jul 2015, 00:49




❝Alice in Wonderland


Chapter Five: God Save The Queen





Apesar de ter estranhado, Andrew tomara a poção mágica, e Meredith fez o mesmo, já acostumada com os efeitos da Névoa. No outro lado, Nessie se segurava para não parecer uma garota de treze anos em frente ao Justin Bieber; já Lavínia parecia querer trocar de time, mas fez o mesmo que os outros três. Nenhum deles tinha certeza se o efeito já havia começado e tampouco como chegar às respectivas rainhas, e então o jogo começou ali. Elaborar uma tática para se aproximar das mesmas, para finalmente seguir o plano final. Apesar de estarem em duplas, seriam avaliados por Alaric individualmente. Tanto as habilidades solo quanto em grupo seriam testadas. Cada um com um plano diferente, acabou que todos haviam chegado em seus objetivos. Os guardas reais que passavam por eles não os estranhavam, o que revelara que o efeito das poções ainda estava na ativa.


Reino Branco

Ao entrarem no salão real, seus olhos mortais registraram algo que nunca veriam em seu mundo. O chão era tomado por uma camada fina de gelo, e tapetes eram distribuídos ali, facilitando a locomoção - sendo a maioria de pele de urso polar, como nos desenhos animados. Diversas colunas e tapeçarias eram encontradas, além de quadros e decorações repletas de pedras e metais preciosos, destacando-se o diamante, que era encontrado em maior parte e misturado ao gelo. No trono estava a soberana, com uma mesinha a sua frente com uma réplica em miniatura do mapa do País das Maravilhas - talvez reformulando seu plano para tomar tudo aquilo. Trajava um longo vestido branco, como aqueles de casamento, porém muito mais adornado - se qualquer famosa visse aquilo, teria inveja até a outra vida. Seus longos e lisos cabelos negros caíam sobre um dos ombros, e a partir de sua metade eram encontradas tranças. Seu corpo emanava uma aura forte, uma brisa gélida. Ao redor do salão haviam inúmeras estátuas, que na verdade não eram só estátuas. Corpos congelados dos inimigos que a tirana colecionava. Além dos semideuses e ela, haviam apenas dois guardas reais, um em cada lado do trono. Se os meio-sangues tivessem de atacar, deveriam aproveitar enquanto estavam disfarçados, perto e com poucos guardas no caminho.

Ouviu-se um estrondo em uma parte daquele recinto, e quando todos olharam surpresos para onde deveria ser a porta, viram apenas uma cratera na parede.

- Foi mal, gente, mas eu sempre quis fazer uma entrada triunfal, igual nos filmes. - O Chapeleiro Maluco sorria ao entrar no local. - Não me chamaram para a festa, vim de penetra mesmo.

A mulher chamou pelos seus soldados, mas nenhum - além dos que já estavam ali - apareceu.

- Ah, eles estão lá fora, meio ocupados agora tentando conter o seu povo revoltado que quer sua cabeça. Acho que pegaram essa mania da cabeçuda. Mas relaxa, vai dar pra verem sua tirania terminar em cinzas. - Os dois defensores restantes da tirana avançaram contra o filho de Nyx, e sua tradicional roupa de chapeleiro se transformou em uma armadura. De sua cartola tirou uma espada (Skyscraper, que só estava ali dentro pela sua forma de chave), como um mágico tirando um coelho dali. E então começou a lutar. - Vocês dois, rápido, acabem com ela. Eu seguro esses caras.


Reino Vermelho

Lavínia e Nessie conseguiram entrar no salão onde estava a Rainha de Copas - uma enorme sala vermelha, repleta de representações do naipe. Não ficava atrás da luxúria do outro castelo - lá também haviam inúmeros objetos que chegavam a ser mais caros que toda a fortuna do próprio Steve Jobs. Nas paredes, diversas cabeças embalsamadas eram visíveis - os troféus das conquistas da tirana. Um tapete vermelho unia a porta ao trono, onde estava sentada. Seu vestido - extremamente luxuoso, num estilo mais medieval - era da mesma cor que a maioria das decorações, assim como seus cabelos enrolados. Pálida como a outra rainha, a diferença era que essa tinha uns quilhinhos a mais. Diferente também do outro reino era a quantidade de guardas - em que ali era bem maior. As garotas estavam em uma situação mais delicada, já que um passo errado poderia resultar em mais duas cabeças para a coleção. No céu, quase todo o sol já havia sido tomado pelo eclipse.

Com uma espécie de grito de guerra, uma névoa - que não era qualquer uma, mas sim A Névoa - tomou conta do local, de dissipando em seguida. Cerca de metade dos supostos guardas eram na verdade a população revoltada, que era liderada por Alice, formando uma espécie de força revolucionária.

- Agora que as máscaras caíram... é hora do baile. - A protagonista sorriu.

A rainha chamou por mais soldados, mas ao mesmo tempo os habitantes do reino invadiam o castelo por todos os lugares - até pelas janelas. Gritou para cortarem-lhes as cabeças, mas nada aconteceu. E o baile de sangue começou. A tirana corria pelos corredores, de sua fortaleza, buscando a saída dali. Alice se aproximou delas e estendeu a mão, onde havia um pedaço de papel.

- Provavelmente vocês não acreditam em mim, e devem estar se perguntando o porquê de terem escolhido vir para cá. Mas, se quiserem ir, aqui está o mapa para a Toca do Coelho. Ao chegarem lá, voltarão para seu acampamento. Mas, se escolherem lutar ao nosso lado... - Um sorriso se formou no canto de sua boca. - A rainha tá fugindo.

Então Alice voltou ao meio da multidão, como uma autêntica filha do deus da guerra.


coisinhas:

Reino Branco:

• Lembrem-se que o local é frio, pois é feito de gelo, então nada de sair dando piruetas por aí
• Narrem a sensação que tiveram ao entrar no salão real e ao verem a decoração e a rainha
• Se aproximem da tirana discretamente e revelem o ataque surpresa. Neste momento, todos os enxergarão como realmente são. E sim, é pra efetuar já um ataque de cara
• Os guardas reagirão aos seus ataques, e quando fizerem isso, todos ouvirão um estrondo na porta - que acabou sendo explodida. Algumas rachaduras tomarão conta do lugar, assim como algumas placas de gelo irão cair, mas o castelo continuará de pé. Logo em seguida narrem a aparição de Alaric - que em seguida atacou os guardas, deixando-os livres para a rainha -, como foi citado no texto
• A tirana irá contra-atacar:
- Para Andrew, ela tocará o chão, e uma série de estacas de gelo aparecerão, lhe seguindo - enquanto houver chão elas não pararão se te seguir até encontrarem alguém ou algo que destruam, para então derreterem. Arrume uma maneira de se defender. Elas podem te empalar, então cuidado.
- Para Meredith, ela soprará um vento forte em sua direção, e aos poucos se sentirá como se seu corpo estivesse congelando.
• Por fim, contra-ataquem. Depois disso, o castelo começará a ruir. Alaric - o Chapeleiro - irá tirar da cartola um livro - o mesmo que os levou para o País das Maravilhas. Após os ataques de vocês, a Rainha Branca não estará morta, mas fraca, no chão. Antes daquilo desabar, vocês serão sugados de volta por aquela mesma luz, e então verão que voltaram à biblioteca, onde estiveram há um tempo atrás. Lembrem-se de apresentar suas reações ao se verem de volta ao seu mundo.
Reino de Copas:

• Após retratarem as primeiras impressões do local e da rainha, sigam até ela discretamente
• Quando pensarão em atacar, verão que a guerra civil começará. Depois de apresentarem suas reações com o ocorrido, apresentem também a abordagem de Alice, e tomem sua opção
- Caso uma de vocês opte por voltar à Toca, narre a fuga do castelo, porém, logo na entrada, encontrará a rainha
- Caso uma de você opte por adotar a causa e lutar ao lado do povo, siga a rainha, parando na entrada do castelo
• Na tal entrada há uma guilhotina e uma mesa com diversas armas, usadas para punir os rebeldes e inimigos da soberana. Irritada, ao ver vocês, ela irá lutar.
- Para Nessie, ela irá ativar uma espécie de armadilha, onde você cairá num buraco e apenas a cabeça ficará para fora. Depois jogará uma lança em direção à sua cabeça
- Para Lavínia, ela ativará outra armadilha, e uma corda prenderá seu pé e a puxará para a guilhotina, e então irá lançar uma adaga em direção à corda que segura a lâmina (que caso seja cortada, irá descer)
• Em seguida (após escaparem das armadilhas), ataquem-na. Se quiserem, a guilhotina tá lá e o feitiço volta contra a feiticeira 'u'
• Logo depois o Gato de Cheshire aparecerá em cima de uma livro aberto. Ao sair de cima do objeto, verão que é aquele que as trouxe ao País das Maravilhas. Ele sorrirá, e então aquela mesma luz as puxará de volta à biblioteca. Lembrem-se de apresentar suas reações ao se verem de volta ao seu mundo.
pontos adicionais:

• Prazo de 7 dias
• Só estão autorizados a postar aqui os participantes do treino - Andrew Hawke, Meredith H. Wermöhlen, Lavinia Cavendish e Nessie W. Bloom - e algum ADM
Alaric L. Morningstar
Alaric L. Morningstar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Meredith Wermöhlen em Qui 30 Jul 2015, 14:06

below the cold queen

A cobiça podia ser grande no peito de algumas pessoas, tanta que virava-lhe as cabeças quando chegavam ao poder. Meredith lembrava-se do âmbito nas histórias como um local um pouco mais humilde, porém, agora que o via, percebeu que a Rainha era mais psicótica do que ela entendia. Um sorriso perpassou pelos lábios da garota ao ver a mulher assentada, relaxada, em seu trono. Parecia uma boneca. Tão perfeitinha, em seu vestido de neve adornado com joias, e seus cabelos negros como uma moldura para o seu rosto de Barbie das trevas. Ah, ela era uma pirigótica suave.

A filha de Melinoe lançou um olhar em direção ao filho de Zeus e começou a avançar para a Rainha. Quanto mais chegava perto, mais frio o ar tendia a ficar. Mas o frio nunca a incomodou, levando em consideração a sua resistência e seu espírito mortuário. Sentia um arrepio leve, mas nada que a impedisse de ser a Meredith normal. Parou a uma distância segura do trono, no raio de visão da tirana que estudava um mapa.

É o SEGUINTE! — anunciou para que a mulher a ouvisse. — Isso é, sim, um levante. ABAIXO À RAINHA.

Lhe pareceu uma boa frase de efeito. Que menina rebelde, era a mentalista. Nesse momento, os guardas fizeram menção a atacar ambos. Mas um estrondo no portal da sala do trono fizeram todos pararem. Meredith viu, enfim, o grande "salvador". O Chapeleiro. Conduzindo a horda de súditos infelizes, como a filha de Melinoe imaginara. Já era hora de alguém fazer alguma coisa, pensou ela, e, infelizmente, o estopim precisou fazer parte de outro mundo. E pensar que Meredith shippava o Chapeleiro e a Rainha Branca. Johnny Depp e Anne Hathaway feels.

Mas os guardas se ocuparam com eles, enquanto que Mirana era inteiramente de Andrew e Meredith. Ela os atacou de duas formas: para Andrew, um empalamento de gelo pareceu bem formal. Mas Meredith não teve tempo de preocupar-se nadao semideus, de imediato. Só o viu correndo para as esculturas gélidas da tirana. Para a Wermöhlen, um sopro característico. Ela sentiu o frio vindo em sua direção como uma réplica exata de um truque que ela mesma sabia fazer. E sabia como se livrar.

Um toque bastou. Sentiu o colar esquentar em seu pescoço, fazendo-a fundir-se com o plano e transformar-se em mais um fantasma no momento em que o sopro passou por ela. Não sentiu nada, nem congelou. E ela viu, no rosto da rainha, que aquilo fora uma surpresa para ela. Um riso escapou da boca da mentalista. Não funcionou, queridinha, fez sua voz ecoar na mente da tirana.

E seu contra-ataque também saiu pela boca. Meredith produziu um grito tão alto que fez o castelo inteiro estremecer, e placas de gelo caíram. Sabia que somente a Branca fora atingida efetivamente porque ela queria que ela se fodesse. E, com aquilo, ela caiu. Fraca, derrotada. Abaixo à rainha.

E tudo começou a ruir, de verdade. Mas, antes que fossem soterrados, algo a puxou de volta. A mesma pressão que a retirou de seu mundo e a levou para o País das Maravilhas. Não tinha que ser um gênio pra saber que voltariam à biblioteca.

E lá estavam, um minuto depois. Zonza, mas vitoriosa. Ou não?

THIS DREAM IS MINE!:
ARMAMENTO:

  • {Soul} / Colar [Um colar feito de prata com um pingente metálico em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha".  Quando ativado, permite que o smideus assuma a forma etérea. Contudo, ele só pode ficar nesta forma 5 turnos por missão, seja de forma contínua ou não - ou seja, ele pode gastar os 5 turnos seguidos ou dividir a utilização, mas a soma do uso não pode exceder o tempo máximo por missão] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Controle etéreo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No pescoço]
  • {Void} / Anel [Anel prateado. Olhando de perto seus detalhes lembram ossos justapostos, como se o anel fosse feito de pequenas peças até tomar seu formato. O anel suga a alma/ energia dos oponentes derrotados em combate (mortos ou destruídos pelo filho de Melinoe - ele deve ser o último a golpear o oponente para fazer efeito. Essa essência pode ser usada futuramente na ativação de certos poderes, como "Ectofagia" e "Acessar memória", respeitando os limites dos poderes. Adicionalmente, o semideus pode escolher gastar o poder de uma alma capturada - consumindo-a no processo - e ganhando um aumento de suas características de 15%, por 3 turnos. Isso afeta força física, esquiva e potência/ chance de acerto de ataque, mas não a duração dos poderes, ainda que o dano seja alterado. Apenas uma alma pode ser consumida desta forma por missão. Uma vez por missão o anel pode manipular a energia espiritual do próprio semideus, fazendo com que recupere 20 HP sem custos adicionais ou qualquer perda.] {Bronze sagrado}(Nível Mínimo: 1) {Controle de almas. Almas coletadas: -} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [No anelar esquerdo]
  • {Ghost} / Corrente [Corrente com cravos. É feita de bronze sagrado, mas sua coloração é desgastada, como se fosse velha e corroída. Possui 3m de comprimento, e apesar do tamanho pode ser facilmente manuseada pelos filhos da deusa do fantasma. Transforma-se em uma braçadeira com spikes no nível 20] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1)  [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] [Braçadeira, pulso esquerdo]
  • {Avenged} / Espada {Espada feita de prata, com uma fina camada de ouro branco por cima. Tem cerca de 50 centímetros, o que não a torna muito pesada. Seu punho é feito de cristal, com um pequeno rubi na ponta, onde é a porta de entrada de um reservatório para veneno de górgona, que é despejado na lâmina. Apenas uma pequena quantidade, quase que inexistente, mas tem uma pequena função, ele tira um certa quantidade de HP por turno (Não muita, depende da quantidade despejada pela espada no corpo do adversário.) O reservatório não pode ser recarregado, já que a própria espada não aguentaria mais uma quantidade de veneno antes de ruir}[Recebimento: Missão “Vingança”, narrada por Éolo][Presa à cintura]
  • {Snow} / Adaga [A arma possui trinta e cinco centímetros, e uma lâmina feita de ferro estige, de modo a aumentar os poderes relativos aos filhos de Melinoe em 10%, quando usada como canalizadora. Seu cabo é em madeira, entalhado para se encaixar perfeitamente nas mãos da dona, de modo que outro semideus que usá-la não terá o mesmo desempenho. O dano causado por essa arma é tanto de perfuração quanto de corte, por possuir uma ponta bastante afiada, assim como seus gumes, de modo a causar 10% de dano a mais em relação à adagas comuns, além de possuir um formato propício à penetrar armaduras, bonificando o dano em 5%. Por ser uma adaga, é leve - trezentas gramas - e fácil de ser escondida, facilitando os golpes rápidos e furtivos. A arma foi encantada com o atributo gelo, de modo que quando a dona desejar, sua lâmina ficará coberta pelo elemento, e durante dois turnos possuirão o efeito de congelar o ponto atingido, que ficará nesse estado por no máximo dois turnos. O efeito pode ser usado duas vezes por ocasião. Acompanha uma bainha de couro.]{Couro, Ébano e Ferro Estige} (36) {Controle Sobre o Gelo} [Forjado por Harry S. Sieghart] [Cós da calça, lado direito]
  • {Fear} / Pulseira [A pulseira é de bronze comum, contrastando com a pele alva da semideusa e sua forma lembra a de correntes entrelaçadas. Uma vez por missão, a usuária pode ativar o poder do colar por um turno. Este faz com que sua voz assuma um tom mais monstruoso, a permitindo poder paralisar, com sucesso, inimigos - que não sejam filhos de Phobos ou Deimos - que sejam de cinco níveis abaixo que o dela por duas rodadas.] {Bronze Comum} (Nível Mínimo: 25) [Recebimento: Missão "Taste of Horror"][Pulso direito]



HABILIDADES:

  • [PASSIVA] Nível 20. Telepatia Avançada: Controle total, podendo escolher a hora que vai escutar os pensamentos ou não e também se comunicando livremente através dos pensamentos.
  • [PASSIVA] Resistência ao frio [Nível 20] Fantasmas são reconhecidos pela baixa temperatura que deixam nos locais onde surgem e, por sua natureza, os filhos de Melinoe se tornam resistentes a este tipo de ambiente/ temperatura - mas ainda podems er afetados por poderes do tipo, dependendo do nível.[criado por Sadie Bronwen];
  • [ATIVA] Grito da Banshee [Nível 35] O filho de Melinoe solta um grito extremamente alto que fere os inimigos na área. Afeta até 3 alvos, que além da perda de hp ficam atordoados por 3 rodadas, reflexo do ensurdecimento provocado pelo poder. Pode quebrar itens mais frágeis, como vidros e cristais.[criado por Sadie Bronwen].

Meredith Wermöhlen
Meredith Wermöhlen
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
862

Localização :
casa do caralho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Veronika Stowe em Dom 02 Ago 2015, 03:22



Filhinho de papai é o caralho



| Once Upon a Time; Alice no País das Maravilhas|

ϟϟϟ País das maravilhas — Noturno — God save the queenϟϟϟ 


Eu estava registrando coisas que nunca, desde que me entendo por gente, havia presenciado. Meus olhos brilhavam perante o aposento da rainha que, mesmo sendo um lugar frio, era recheado de suas luxúrias. O chão era na verdade uma camada de gelo, pisávamos em tapetes de pele de urso. Mas o que me prendeu a atenção com toda certeza foram as pedras e metais preciosos, tudo o que eu almejava ali, no aposento da tirana. Meredith - com quem já não havia começado bem - me deu um pequeno empurro com o cotovelo, avisando-me que estávamos frente a frente com a soberba. Voltei a me disfarçar de soldado, caminhando com a semideusa o mais próximo possível da rainha. E lá estava ela em seu trono de gelo com toda a atenção focada em um mapa, provavelmente o mapa daquele país - planejando seus caprichos para ter posse de tudo. Ela era elegante e posso dizer que, se não fosse por todo aquele cenário, um tanto quente - todas as tiranas são. Ao seu lado haviam duas estátuas e dois soldados, os verdadeiros.

Paramos de frente para a soberana, esperando pelo momento certo. Aquele lugar esfriava também a alma, parecia me tirar toda a minha motivação, como se eu estivesse livre de tudo o que me prendia em ambos os mundos. Apenas sentia vontade de sair por aí, frio e distante de qualquer um. Nada de deuses, nada de vingança, nada de poder. Esse era o efeito daquele inferno congelante em mim. Porém, a hora de refletir ficaria pro desfecho daquele evento. Deveríamos atacar enquanto tínhamos a confiança dos três ali dentro.

Meredith lançou um olhar que entendi sem muita dificuldade. Tirava a faca de minha bota com cuidado para que não percebessem nossa intenção de ataque logo de cara, já preparando uma esfera de energia elétrica em minha mão, enquanto a garota entregara tudo ao nos revelar. Então um estrondo trincou todo o lugar, derrubando alguns blocos de gelo e assustando a todos. Me virei pronto para um reforço da rainha ao descobrirem que éramos intrusos, porém para meu alívio, era o Chapeleiro monitor. Ele tinha um humor ácido, talvez pudéssemos manter uma parceria fora daquele mundo, se tudo desse certo. A rainha mostrou certa frustração ao escutar do rapaz que todos os soldados estavam ocupados demais tentando deter o povo revoltado, o que me fez rir. O disfarce estava fora de questão depois daquilo.

O monitor se ocuparia com os guardas restantes, deixando a coração de gelo em nossas mãos. Mas ela era uma vadia, porém uma vadia inteligente. Não tive tempo nem para pensar em um ataque, nem mesmo minha companheira, a inimiga havia sido rápida em começar primeiro. Não prestei muita atenção no que a maldita havia feito contra a filha de Melinoe, porque tipo, quando se tem algumas estacas de gelo vindo em sua direção, nada mais importa - não sei vocês, mas não quero sentir a sensação de algo passando por mim, principalmente passando por . Tudo foi muito rápido, pude sentir o chão tremendo e elas vindo em uma velocidade assustadora. Lançar uma esfera de energia não teria efeito algum, então eu simplesmente me afastei pensando no que fazer. E corri.

Talvez aquilo pararia ao atingir a trajetória de onde eu estava segundos atrás, porém as estacas me seguiam para qualquer direção. Eu não queria ser um ratinho correndo por toda a sala e, sinceramente, correr naquele piso fazia com que eu me sentisse uma bailarina desengonçada. Como parar aquilo? Enquanto dava um jeito de não ser empalado, aproveitando para me exercitar numa corridinha pra tirar o frio, observei de relance a rainha jogando um sopro contra Meredith. Ela estava ocupada o bastante, talvez havia sentido que a mais poderosa ali fosse a semideusa. O que me revoltou ainda mais. Morrendo ou não, só queria me jogar naquela tirana e ver seu sangue escorrendo em todo aquele chão sem vida. "Estátuas", gritaram dentro da minha cabeça; "já estão mortos". Ignorei a presença da rainha logo ao lado, ficando na frente de uma das esculturas e dando total atenção ao que me seguia. Respirei fundo, esperando que eles se aproximassem, contando os segundos de acordado com a velocidade em que se aproximavam.

Cinco... quatro... três... dois...

E me joguei para o outro lado, deixando meu corpo leve como se aquilo fosse viver ou morrer - e era. Deitado no chão, fechei os olhos ao ouvir um estrondo de algo trincando e esperando que não fosse o gelo embaixo de mim. Cinco segundos passaram e olhei para a estátua desmanchada em pedaços variados e percebi que havia uma mão congelada e decepada na região da minha bunda. Senti certo alívio com a situação, porém voltando ao habitual escárnio. Bufei pra cima com a intenção de tirar o cabelo da testa e me levantei, jogando e deixando a faca rodopiar no ar enquanto caminhava até a rainha.

— É hoje que eu passo o cerol. — Comentei, demonstrando um certo humor. Então cai novamente no chão, dessa vez de joelhos, tampando os ouvidos e olhando pra quem estava causando tanto alvoroço com apenas um grito. Mas era um grito tão forte que o castelo inteiro estremeceu, com certeza iria cair dessa vez e o pior: ainda estávamos ali. Poderia gritar pra filha de Melinoe pedindo para que parasse, mas apenas ficaria rouco. O resto do castelo estava caindo, a rainha estava jogada no chão, impotente, derrotada. Nosso objetivo ali estava concluído, porém ela ainda estava com a cabeça no pescoço, pra minha frustração. Também era nosso fim, se não fosse pela pressão e pelo clarão.

A mesma do começo daquilo tudo, que havia nos puxado para dentro daquele mundo caótico e divertido. Os trechos Andrew Hawke agora voltavam para o mundo real, que nem era tão bom assim. De início, minha visão estava atordoada, não conseguia enxergar direito por conta da claridade de outrora, porém logo percebi que estávamos na biblioteca. Então era aquilo? Todo o trabalho para no final a dúvida se ela estava ou não derrotada permanecesse sem resposta.

Observações, habilidades, itens:
Ficou meio grande e entediante, porque eu não fiz em um só dia. Foi o que eu consegui, espero que tenha ficado legal até.

ϟ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão, fazer o que?)

ϟ {Karabela} / Sabre [A karabela tem um punho aberto com o pomo no formato de uma cabeça de águia. Seu cabo anatômico permitia o manejo mais fácil de cortes circulares quando se luta a pé e e de cortes oscilantes quando montado no cavalo/pégaso. É feita de bronze sagrado e seu punho é revestido com couro. Vem junto de uma bainha de couro. No nível 20 transforma-se em um anel, com a cabeça e as asas de uma águia entalhadas.] {Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus](Bainha na cintura)


Veronika Stowe
Veronika Stowe
Filhos de ZeusAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
359

Localização :
new york

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Nessie W. Bloom em Qua 05 Ago 2015, 23:41





How do you know I’m mad?


Esplêndido.

Pela primeira vez, naquele conto, ela sentia-se realmente dentro do livro – o salão da Rainha era fabuloso e sua decoração, perfeita. O dobro do que Nessie esperava. Para deixar bem claro que sua fama não passava de uma frase muito falada por ela, a Rainha mandara pendurar inúmeras cabeças pelas paredes. A organização era impecável, preenchida com o tom carmim e, assim como no jardim, o naipe copas estava presente na maioria das decorações. Um trono maior que o normal – adequado às larguras da Rainha – havia sido posto no fim do tapete que ligava à porta.  

Nessie estava parada no início da tapeçaria até perceber que outros soldados postavam-se em duas fileiras. Caminhou, então, para o lado de um deles, esperando o momento adequado para avançar.

Repentinamente uma fumaça inundou o local, fazendo com que a prole da Lua conseguisse ver pouca coisa além de borrões. Pensando ser um truque para a Rainha fugir, a loira tentou caminhar até seu trono, mas ao levar as mãos aos olhos para tentar bloquear a ação da névoa, pôde ver que o efeito do elixir havia passado. Sua mão buscou Nightmare desesperadamente e a garota demorou a perceber que não estava sozinha – os “soldados” eram na verdade cidadãos do País das Maravilhas e entre eles estava Alice, recitando alguma de suas frases de efeito.

Sem saber como agir, a prole de Selene correu até a Alice e viu que Lavínia também estava lá. A personagem principal do conto deu-lhes um mapa e, antes de ir de volta ao caos, deixou de livre escolha “correr” ou “lutar”. A semideusa não confiava naquela garota e muito menos sabia o que ela faria quando as duas Rainhas estivessem destronadas, porém já estava ali e sua honra não permitia que se esquivasse da obrigação.  

Escolheu lutar.

Vendo a Rainha escapar, correu atrás dela – que tinha uma boa velocidade para pessoas plus size, inclusive.

A Rainha de Copas percebeu que estava sendo seguida e parou na porta do castelo, escolhendo algumas armas postas na mesa que Nessie não havia percebido ao entrar – talvez pelo nervosismo. Com Nightmare em punhos, a loira avançou, sem esperar que fosse cair em uma armadilha. Sua espada foi parar a uns metros do alcance de suas mãos.

— Ei, porra — Nessie revirou os olhos ao cair no buraco — Eu gostava de você! — mas não queria perder tempo para ver o que a ruiva faria com a lança que estava em suas mãos, portanto flexionou os joelhos e impulsionou seu corpo para cima, conseguindo elevar-se aproximadamente três metros do chão.

Se havia algo que ela realmente adorava em ser filha de Selene, era aquilo. Sentia-se livre; era como voar. Antes mesmo que alcançasse o chão novamente, Nessie viu que a Rainha Vermelha já procurava outra maneira de acabar com a sua vida, tendo errado, por pouco, o golpe com a lança – esta que quase acertara o pé da loira, cortando o ar a poucos centímetros de distância.

A prole da Lua não pensava em outra opção a não ser matar a Rainha antes de ser atacada novamente, quando se lembrou de uma cançãozinha que deixava os outros um pouco mais lerdos que o comum. Aproximou-se dela com passos lentos e no mesmo ritmo da música, só parando de cantar quando viu o corpo da ruiva amolecer.

— Não precisava ser assim, sabe? — Nessie deu a volta por trás da gorda e puxou seus dois braços para as costas, segurando firme e empurrando-a adiante. Tinha a intenção de leva-la de volta ao seu aposento para que Alice colocasse um fim na sua vida, mas foi surpreendida pela sua dupla. Lavínia estava determinada a mata-la, então a loira a jogou no chão e deu de ombros. See ya. — a prole de Selene bateu continência e voltou para a porta do castelo.

♦ ♠ ♥ ♣

Lá estava de novo o gato sorrindo com um livro nas mãos. Warlorf embainhou Nightmare e aproximou-se dele, mal conseguindo ler o título antes de ser sugada para dentro das páginas.

Loop, loop, loop.

♦ ♠ ♥ ♣

Sem respostas sobre como terminaria o País das Maravilhas, Nessie foi jogada do livro, vendo Meredith e Andrew. De volta ao Acampamento, enfim.

— Caralho — a loira ajoelhou-se no chão da Biblioteca, enjoada — eu não quero isso de novo tão cedo na minha vida.


We're all mad here. :
Arsenal:
✖Adaga Lunar [Brilha à noite, e aumenta a agilidade dos ataques, tornando QUASE impossível de errar um ataque] {Presente de Selene}

✖Adaga Lunar Gêmea [Igual a Lunar inicial, só que essa é mais brilhante ainda, quando toca na pele do inimigo queima, aumentando assim o dano] {Presente de aniversário de Selene}

✖ {Nightmare} Espada Longa da Lua [Feita do Mineral Selenita, a pedra da Lua. A Espada nas mãos de filhos de Selene é usada com mais velocidade, além de absorver luz da lua e poder lançar pequenas rajadas dessa luz]

✖Escudo Lunar [Super leve, feito de pedras da lua, é impenetrável e quando a lua estiver no céu, absorve os raios lunares e o converte na direção do inimigo, causando feridas medianas que tiram até 30 de HP] [Presente de Selene]

✖Chicote
Habilidades:
Passivos:
✖ Nível 7: Passo Etéreo
A prole de Selene consegue se mover em silêncio, como se andasse disfarçadamente. Isso não a impede de ser localizada - ela ainda pode cometer gafes e provocar sons, bem como ser detectada pelo odor ou por possuidores de outros meios, como sentidos aguçados, mas em geral lhe dá oportunidades melhores, caso o filho de Selene esteja sendo cauteloso. {Idealizado por Dominique C. Everyd - Modificado}

✖ Nível 10: Fases da lua I - Lua Nova I
Esta fase Lunar representa um ótimo momento para dar inicio as coisas diferentes ou tomar atitudes. Isso faz com que não se atrapalhem tanto ao lidar com situações e coisas inesperadas: mesmo pegos de surpresa, eles conseguirão raciocinar e planejar, fazendo com que suas estratégias tenham chances melhores de acerto, mesmo que em menor nível se comparados com filhos de Atena, por exemplo. Contudo, a estratégia tem que ter sentido e ser plausível, e o semideus precisa ter meios de realizá-la - a última palavra é do narrador. [Modificado de ativo para passivo]
Ativos:
✖ Nível 6: Canção de Ninar
Os filhos de Selene, ao cantar essa canção, fazem o(s) inimigo(s) dormirem. Inimigos de nível igual ou mais alto apenas ficam sonolentos, letárgicos - seus movimentos são reduzidos em 50%. Dura duas rodadas, mas ferir o alvo faz com que acorde. [Modificado]

✖ Nível 7: Salto gravitacional
Ao ativar este poder, o filho de Selene pode saltar grandes distâncias, sem tomar impulso - 5m nesse nível, mais 5 a cada 10 níveis adicionais. Cada ativação possibilita um salto. [Nome e descrição modificados - antigo Gravidade]

post: 05  with: Alarico ● Ayla ● Drill ● Ianna ● Jhonn ● Nina ● Oliver ● Clarisse  
tks, the raven@cg!
Nessie W. Bloom
Nessie W. Bloom
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
323

Localização :
Hell?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Lavinia S. Larousse em Qui 06 Ago 2015, 00:07



Entramos no salão ainda caracterizadas como guardas, graças a névoa que nos cercava. Arrastei o olhar pelas paredes do local, sorrindo com o canto do lábio para a decoração um tanto peculiar da Rainha Vermelha. Questionei mentalmente o que estaria acontecendo com a Rainha Branca em uma hora destas, mas não tinha muito tempo para me preocupar com a meia-irmã real.

Não havia trocado sequer uma palavra com a filha de Selene desde que entramos ali. Tentávamos nos aproximar com a maior cautela possível, sem levantar suspeitas dos servos que estavam ali presentes. Eles, entretanto, pareciam-me esquisitos – não como os que estavam lá fora. Diferentes, mas eu não sabia explicar para mim mesma como.

Troquei um olhar com a garota e assentimos ligeiramente. Era hora.


◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland Vv659_EMB800LeafLine


Não tivemos muito tempo para agir, entretanto. Enquanto avançávamos com as armas ocultas nas vestimentas, o auê aconteceu: Todos os guardas que lá estavam eram membros do reino, revoltosos, liderados por Alice. Eu sabia desde o começo que aquela menina emo gótica iria fazer alguma coisa bem na nossa fuça, e ali estava. Enquanto vinha até nós, apenas ignorei o papel que ela daria. Eu iria matar aquela rainha, já que tivera todo o trabalho de entrar no maldito livro e passar por toda essa situação.

— Aquela vadia não vai muito longe, o plus size é uma bênção – para nós, é claro -, vamos dar um jeito nisto. — Respondi para a garota, lambendo levemente o lábio inferior enquanto via a Rainha fugir.

Segui o rastro vermelho que seu vestido deixava, sem muitas complicações. Não era tão difícil perdê-la de vista. Assim que cheguei até a entrada, porém, algo já estava me esperando. Uma corda prendeu meu pé e automaticamente levou meu corpo de arrasto para o lado, bem onde uma guilhotina esperava para descer em minha cabeça. A adaga que ela tinha em mãos logo foi lançada no ar, acertando a corda que sustentava a pesada lâmina sob mim. Minha cabeça era muito bonita para toda aquela breguice do castelo, sinceramente.

— Você nunca vai ser como a branca. — Falei rindo no momento em que a corda pendeu ao lado do metal, que estava congelado e imóvel lá no topo da guilhotina.

Levantei rapidamente, deslizando o pé para fora da corda que o prendia, com um pouco de dificuldade. A soberana voltava a fugir, mas foi surpreendida por Nessie poucos segundos antes de eu cercá-la pelo lado contrário de onde a semideusa estava. Era isso, era o fim. Deixei que as honras iniciais fossem feitas pela filha da lua, enquanto eu tirava Winter do meu dedo. O fio da minha espada estava brilhando, quase pedindo para atravessar o pescoço de membros da realeza corruptos e maldosos. Assim que o efeito de sono da garota atingiu a Rainha, aproximei-me pela frente e passei, de um lado ao outro, o metal de minha espada por seu pescoço.

— Este reino precisa de uma nova Rainha Branca, e que as outras percam as cabeças. — Finalizei novamente com outro golpe horizontal, que derrubou de vez a seguidora de Éris e fez o sangue de sua artéria jorrar pelo chão.

◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland Vv659_EMB800LeafLine


Virei para trás e me deparei com o gato sorridente. Ele estava deitado em cima de um livro, que flutuou até o chão e abriu em uma página aleatória. Era nossa carona de volta para o Acampamento. Se o reino ia ter outra rainha ou não, eu voltaria outra hora para descobrir.

Apertei o colar de Namithie entre meus dedos, sentindo seu poder fluir pelo meu corpo, em seguida me joguei na escuridão e viajei novamente por entre as dimensões. Todos os outros meios-sangues estavam na biblioteca, esperando minha volta e o retorno do monitor.

— Foi divertido. — Falei, olhando para ninguém em especial. Ainda não tinha lembrado quem era Tique, mas não parece que ela fez muita falta por lá.



in a world of my own:
drink me:

♦ {Winter} / Espada longa [Espada de 90 cm, com a lâmina medindo cerca de 75 cm. A lâmina é prateada e seu cabo é esbranquiçado, feito de álamo e revestido de seda, com entalhes prata. Sobre a lâmina há um escrito "O Inverno está chegando" — significa o poderio da espada. Transforma-se em um anel com a mesma inscrição no nível 20.] {Álamo, seda e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Despina] ~no dedo, como anel

♦ {Coldbreeze} / Arco longo [Arco longo feito de madeira de álamo, branca, e metal prateado, apesar de ser bronze sagrado. Possui vários entalhes e formas curvilíneas.] {Álamo e Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Quione] ~nas costas

♦ {Fast} / Aljava [Aljava de couro branco com entalhes prateados. Contém flechas infinitas - são comuns, de álamo e bronze sagrado, mas de acabamento fino, com penas brancas e bem equilibradas.] {Couro e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Quione] ~nas costas

♦ Namithie / Colar [Um simples colar de pingente feito a partir de uma espécie rara de coral avermelhado, que só é encontrado nas profundezas de água doce. O colar ostenta uma pedra gravada com o nome da náiade "Namithie", que brilha pela propriedade mágica do colar. Uma vez por missão a dona pode ativá-lo e curar 10HP na única rodada]. (Nível mínimo: 15) {Gelo} [Recebimento: missão "Frozen?", elaborada e avaliada por Tânatos] ~no pescoço, dãr

♦ {Maniac} / Pedaço de Pano [Um pedaço de pano comum à primeira vista. Porém, uma vez por missão, caso esse pedaço de pano seja banhado com o sangue de um inimigo, o usuário poderá torcê-lo. Nessa torção, o inimigo sentirá uma dor imaginária, que o impedirá de se movimentar por uma rodada.] {Pano encantado} (Nível mínimo: 4) {Elemento: Habilidades Físicas} [Recompensa pela missão "What do you mean with dolls", avaliada por Odisseu.] ~amarrado no short

♦ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] ~no braço esquerdo

♦ Colar de elemental [Colar feito de couro entrelaçado e pingente de pedra argilosa com o estranho formato de um humanoide. Duas vezes por missão, o usuário consegue lançar de sua mão um jato linear de lama com alcance de 9m. Além do dano por impacto, o alvo ao ser acertado é lançado a até vinte metros de distância, tendo suas roupas enrijecidas e pesadas, o que atrapalha sua movimentação em 50% durante três rodadas, não sendo um valor cumulativo. Para que possa fazer o disparo, é necessário que o usuário não esteja portando nenhuma arma ou item com a mão que será utilizada. Para fins de resistência, o poder do item é equivalente ao nível 22. (Nível mínimo: 22) {Material: couro e argila} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] ~no pescoço, dãr
eat me:
Ativo Nível 14
{Criocinese intermediária} O poder aumenta, podendo congelar objetos de porte médio, e quando em área o espaço afetado passa a ser de um raio de 1,5m. Agora pode dar forma ao gelo, mas não serão muito definidas. Pode congelar criaturas vivas, mas o efeito será parcial, afetando apenas  um membro e durando no máximo 2 turnos - necessitando tocar o alvo, e reduzindo a utilização daquela parte específica do corpo em 50% (afetando o ataque se no braço da arma, ou a movimentação, caso afete pernas). O gasto é por turno utilizado. Pode ser combinado com outros poderes, mas aumentando exponencialmente seu custo.A resistência é média, e inimigos mais fracos terão mais dificuldade em quebrar o gelo (2 turnos para tal), mas inimigos com 2 níveis de diferença ou menos ainda o quebrarão mais fácil (1 turno).

Passivo Nível 12
{Vontade Glacial} Sua presença de espírito é mais inabalável do que as geleiras do Ártico. Poderes de controle emocional, como manipulação e charme sempre terão dano e efeito reduzido. Poderes que venham de personagens com até 10 lvl mais baixo que você não lhe afetam. De 10 lvl abaixo até 5 lvl acima causam apenas 50% do dano ou efeito, e poderes de personagens com mais de 5 lvl superiores te afetam normalmente - considera o nível do personagem, não do poder utilizado. O lado negativo é que a resistência também se aplica a poderes aliados.

Passivo Nível 11
{Cura sombria} Como uma deusa sombria, seus filhos também se beneficiam da escuridão, podendo curar pequenos danos em ambientes de luminosidade inexistente, seja natural ou não, desde que não provenientes de seus próprios poderes. Até 2hp por rodada, no máximo 25 HP por uma noite de sono neste local.Soma-se com cura invernal.


Passivo Nível 8
{Arrepios} A presença invernal dos filhos de Despina afeta as criaturas mais fracas ao redor. Semideuses, monstros e humanos comuns que são mais fracos que o semideus perdem a iniciativa no combate, em caso de ataques diretos. Válido apenas para o primeiro movimento na batalha. Não impede o semideus de ser atacado de surpresa nem afeta estatísticas do alvo. É um efeito de medo, e resistências se aplicam.


Lavinia S. Larousse
Lavinia S. Larousse
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
558

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Dom 16 Ago 2015, 22:03




Avaliação


❝Once Upon A Time ~ Alice in Wonderland





Antes de tudo, queria agradecer a vocês que me escolheram. Mesmo alguns não tendo gostado, espero que pelo um de vocês não tenha se arrependido disso (até porque eu poderia estar matando, roubando, me prostituindo pra comer xisburgui, mas perdi meu tempo aqui). Todos postaram bem, o que eu já esperava. Sem mais enrolaçâo, vamos ao que interessa.


Andrew Hawke

Gostei de como interpretou o personagem e conseguiu cumprir muito bem a proposta do evento mesmo sendo nível 1 enquanto ele ocorria - inclusive bolando estratégias de batalha mesmo tendo apenas três poderes (sendo apenas um ativo e sem poder ofensivo), se não me engano. Não encontrei erros gritantes que merecessem descontos na recompensa. Meus parabéns, sr. Rebelde.

- Coerência: 250/250
- Coesão, Estrutura e Fluidez: 125/125
- Ortografia: 50/50
- Objetividade e Adequação: 75/75

- Total: 500 XP + item

Descontos: -10 HP e -20 MP


Meredith H. Wermöhlen

Não muito a comentar aqui. Eu já sabia que você escreve bem e é esperta em planos. Também adoraria mostrar um erro aqui, mas não encontrei. Já disse que foram bons posts, né? É, é isso.

- Coerência: 250/250
- Coesão, Estrutura e Fluidez: 125/125
- Ortografia: 50/50
- Objetividade e Adequação: 75/75

- Total: 500 XP + item

Descontos: -15 HP e -220 MP


Nessie W. Bloom

Confesso que não tinha lido nada teu antes, e eu curti tua narração. Gostei muito da relação da própria personagem com a história original, realmente teve uma justificativa para a escolha. Não achei erros de ortografia ou coesão, e você seguiu os pontos certinhos. Entretanto, no último turno, eu havia dito no post que metade dos guardas eram os "revolucionários", e não todos ali. Mas enfim.

- Coerência: 230/250
- Coesão, Estrutura e Fluidez: 125/125
- Ortografia: 50/50
- Objetividade e Adequação: 75/75
*-100 xp por não postar um turno

- Total: 380 XP

Descontos: -30 HP e -50 MP
*não será descontado o status pelas justificativas apresentadas


Lavínia Cavendish

Assim como o caso da Nessie, houve a confusão dos guardas. Além disso, no terceiro turno, você resumiu muito as coisas e acabou não narrando o que aconteceu com os soldados (que era um dos pontos). Sei que fez correndo por causa do tempo, mas... o prazo era de 5 dias. Não que seus posts tenham sido ruins; pelo contrário, você escreve bem. Também não encontrei erros de escrita, e curti a frieza da personagem em relação ao que ocorria.

- Coerência: 230/250
- Coesão, Estrutura e Fluidez: 125/125
- Ortografia: 50/50
- Objetividade e Adequação: 65/75
*-100 xp por não postar um turno

- Total: 370 XP

Descontos: -20% de HP/MP por não postar o segundo turno (porém +5 HP pela cura sombria) e -45 MP pela criocinese = -65 HP e -115 MP


item:

◆ {Madness} / Adaga  [Uma das relíquias salvas dos destroços do castelo da Rainha Branca, sua lâmina - que possui aproximadamente vinte centímetros - é feita de um metal especial, dularuna, que possui uma  coloração branca e é mais gelado que o normal. Seu cabo, com cerca de dez centímetros, é feito de madeira, porém revestido com um couro negro. A arma tem uma essência de gelo na lâmina, que permite com que quando atinge o oponente, congele o local tocado por dois turnos][Materiais: Dularuna, madeira e couro][Nível mínimo: 10][Leve controle sobre o gelo][Recebimento: Treino-evento "Once Upon A Time: Alice In Wonderland", por Alaric L. Mikaelson]
à staff:

Já discuti essa questão da recompensa para narrador com um adm, então não preciso repetir aqui. Só quero lembrar vocês do meu item <3
Alaric L. Morningstar
Alaric L. Morningstar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1048

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por 126-ExStaff em Seg 31 Ago 2015, 16:13

atualizados,
126-ExStaff
126-ExStaff
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
302

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◆ {Once Upon A Time} ~ Alice In Wonderland

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::