— Halloween Party

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— Halloween Party

Mensagem por Hera em Ter 27 Out 2015 - 17:08




halloween party
O Halloween é um evento tradicional e cultural, que ocorre principalmente em países de língua inglesa, mas com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como origem as celebrações dos antigos povos Celtas. Posto que, entre o pôr-do-sol do dia 31 de outubro e 1° de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês), acredita-se que assim se deu origem ao nome atual da festa: Hallow Evening / Hallowe'en / Halloween.

Muito esperado entre os americanos, esta tradicional festa aconteceria este ano em um pequeno espaço de um dos locais mais famosos de NYC: O Central Park. Iniciando-se no final da tarde, a celebração aberta ao público contaria com um concurso de fantasias, bebida, comida e um DJ garantindo boa música no palco principal. A decoração já estava impecável, com diversas luzes alaranjadas, abóboras cortadas de diversas maneiras e fantasmas criados com um sistema de iluminação profissional.

A segurança também seria garantida: Vários guardas circulariam pelo local e inclusive nas entradas, garantindo assim que ninguém provocasse o caos naquela noite. Qualquer mínimo rumor de confusão seria resolvido, e o espertinho que a provocasse seria expulso do local.




ORIENTAÇÕES GERAIS:

  • A festa estará disponível até o dia 10/11/15;

  • Não são permitidas lutas, tumultos, aleijamentos, mortes ou qualquer coisa do gênero;

  • Não são permitidas cenas 18+, conforme as regras encontradas neste tópico;

  • Não são permitidos posts com menos de 3 linhas, conforme dito neste tópico, nem double post;

  • A festa é atemporal, portanto vocês podem postar independente do que esteja envolvido no resto do fórum;

  • Podem acrescentar mais descrições na festa, desde que não mude muito o cenário geral para todos;

  • É, prioritariamente, um tópico de interações livres, sem chance de ataque ou intervenção, então façam um favor a si mesmos e divertam-se;

  • Lembrem-se de que a festa encontra-se num ambiente frequentado tanto por mortais quando por semideuses, portanto atentem-se ao uso de poderes e não chamem a atenção para o que não for necessário;

  • O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.

  • O concurso em on terá uma recompensazinha em off. Descrevam bem as suas roupas, ao final da festa abriremos uma votação para a melhor fantasia masculina e feminina. Caprichem!


Crédito das regras ao antigo Orfeu

PJBR; A Thousand Fireflies
Hera
Hera
AdministradoresPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1230

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Ayla Lennox em Qua 28 Out 2015 - 23:46

This is Halloween
New York, New York... Ela queria acordar numa cidade que não dormia e provavelmente seria aquilo que aconteceria algumas horas depois da festa prometida no central Park.

A filha de Selene não tinha uma quantidade demasiada de motivos para chegar ali com um sentimento saudosista considerando sua última visita a NY, mas talvez uma comemoração simbólica regada a algo semelhante a Dinamites Pangalácticas seria uma boa tentativa de obter uma segunda chance.

Ao chegar no parque, percebeu que a redenção da cidade estava quase garantida. Observou o cenário com certo desdém mas uma inegável curiosidade quase infantil.

As luzes coloridas uniam-se aos pontos esbranquiçados, os verdadeiros astros, espalhados pelo grande manto de escuridão que era o céu noturno. O vento bagunçava seus cabelos, fazendo com que estes ricocheteassem de maneira rebelde contra o rosto da semideusa.

Os olhos prateados de Ayla fitavam seu reflexo contra o vidro de uma das viaturas policiais. Agora só me resta rezar para que os deuses estejam de bom humor. Pensou de maneira sarcástica.

O tecido da branco detalhado com linhas e fios dourados estendia-se até a altura de seus joelhos, deixando boa parte de sua pele alva exposta. Uma pequena coroa dourada de louros estava no topo de sua cabeça, aconchegada entre as longas madeixas escuras que lhe escorriam pelos ombros. Não era nenhuma garota digna de honrarias, mas o adorno lhe caía bem. Olhando o espelho improvisado, quase não reconheceu a si mesma e, estranhamente, gostou daquilo.

A lupina acreditava que seria fácil aos olhos do mais insensato mortal notar que ela era - ou já fora, ainda não sabia dizer - a líder da maldita alcatéia semidivina. Era quase como se transpirasse e transparecesse cada desgraça, cada experiência que havia tomado para si.

Jack O'lanterns estavam espalhadas, alguns morcegos e outros animais feitos de papelão ou coisas do tipo pendiam em árvores. Conforme seus passos cautelosos, mas ainda sim dotados de uma leve sensualidade, aproximavam-se do centro do evento, a música se tornava mais alta. Não planejava beber, ao menos ainda não. Algo a dizia que valeria a pena ter a plena consciência ao menos nas primeiras horas.

Mas na verdade, o que mais a agradava era o fato de poder ser quem quisesse, ou até mesmo ninguém durante aquela noite. Poder se passar por deusa grega, por humana, por uma alma bondosa ou alguém com sangue nas mãos e um festim de sombras dentro de si.

Sorriu ao cantarolar uma música familiar.

- I am the one hiding under your bed, theet ground sharp and eyes going red...

Começava a entender o porque dos humanos amarem tanto o Halloween.
Adendos:
Para fins interpretativos, considerar todos os poderes passivos até o nível atual.

Aos que forem ler e não conhecem minha trama: A referência às sombras vem da última DIY realizada, onde agora Lennox possui a escuridão material dentro de si.

Em relação ao arsenal, nada relevante no momento, mas Ayla está armada.

With: Vira-lata. ❤

Wearing: Fantasia (?) q

Where: Central Park

Listening: [No momento, nada.]
Everybody scream.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Ayla Lennox
Filhos de SeleneAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
1030

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por James M. Hallows em Qua 28 Out 2015 - 23:59


If I'm a sinner, dear God
take my dirty soul away, I don't need any shame
— Halloween Party 8bbZcfs

Os quadris rebolavam enquanto andava na direção da música alta, gente gritando e o incontável lixo ao redor do Central Park. Um sorriso decorava o rosto pintado de branco — até que a maquiagem do ano passado lhe servira de alguma coisa. O rosto estava tão branco que poderia ser confundida com um fantasma, ou um palhaço com fantasia não terminada; uma lágrima desenhada com lápis de olho decorava seu olho esquerdo.

Na boca havia seu melhor batom vermelho cor de sangue. Seu pai diria que parecia uma prostituta, com um espartilho tão apertado que era quase impossível completar uma respiração. Mas... Valia a pena divulgar aquelas curvas pecaminosas a olhos curiosos, nada mais que um short diminuto e meias sete oitavos cobrindo as pernas. Apesar de andar com confiança, não tinha muita ideia do que fazia na festa — no caso, a caminho dela. Estava em inércia no acampamento há mais tempo que conseguia contar, por que sair da "proteção" agora?

Talvez fosse apenas outro rato de festa procurando qualquer merda pra fazer naquela bosta de mundo.

Não queria pensar, contudo, no real motivo que lhe levou a procurar uma festa. Manter a sua parte irracional dormente se mostrava cada vez mais difícil. Lembrar de eventos inacabados como o Clube Aquático, ou mesmo sua pequena conversa com Hiccup, meses atrás no cinema, fazia com que um alerta de responsabilidade irritante batesse em seu cérebro. Deuses, como odiava ser lembrada de tarefas — mesmo que esse dever fosse beber e transar até que não aguentasse mais. Liberar a raiva, fazer alguma coisa com a falta de emoções. Essas coisas.

Mas, definitivamente, odiava ser forçada a fazer isso, mesmo que seja uma atividade que goste.

Por fim, suspirou, colocando o martelo madeira sobre os ombros e pisando na grama fofa do parque. Como em outras vezes, não havia ido acompanhada. Nunca tinha companhia fixa, arranjava algum one night stand por onde andava. Olhou para o lado, esticando a mão para o isopor e pegando uma garrafa de alguma coisa que estava com a tampa frouxa, bebendo um longo gole da bebida gelada que descobriu ser vodca. Bem, as coisas começariam a esquentar.

Muito em breve.

info:
Poderes:

— Passivos —

Beleza Estonteante (Nível 1)

Como filhos da deusa da beleza, você é naturalmente belo, sendo tal beleza notável e admirada por todos. Seus olhos têm uma coloração que não se define completamente, sendo intrigantes e como se fossem hipnotizantes; sua voz atrai, seus lábios são provocantes, seu rosto possui uma beleza harmoniosa e o corpo não fica para trás. Tudo em você chama a atenção pela beleza especial que possui, e é praticamente impossível deixar de notá-lo. Não é nenhum efeito hipnótico, contudo - apenas estético.

Luxúria (Nível 5)

O desejo pode ser despertado com pequenos gestos, mas que para o observador são sedutores e provocantes. Você pode despertar esse desejo com um simples olhar, um toque, pela aproximação, de modo que qualquer um deixa de prestar atenção em outras coisas para se focar apenas em você. Não é uma habilidade sobrenatural, indica apenas um conhecimento de como usar seu lado sensual para manipular as pessoas, mas não é charme, magia nem nada do tipo: apenas estudo de comportamento.

— Ativos —

— Error 402;
Descrição da fantasia:
Dois elásticos babados começam o visual da fantasia. Um preto e outro vermelho, feitos para manter os longos cabelos de Yue presos em duas mechas, uma de cada lado da cabeça. Há ainda, sobre os cabelos, uma pequena cartola vermelha, bem no meio dos fios presos pelos elásticos; um pouco a frente a cartola, óculos dourados, em estilo quase que se aviador: porém com lentes de vidro menores, vermelhas e mais espaçadas, além do acessório todo ser preso por uma tira que dá a volta na cabeça de Yue, um pouco acima das orelhas; em seus olhos, uma máscara preta que destaca seu olhar. Cobrindo o torso da semideusa se encontra um espartilho fortemente amarrado nas laterais; sendo metade da peça preta e metade vermelha, tendo como detalhes listras douradas contornando a peça: na parte de cima, que cobre os seios, nas laterais, contornando os mesmos e seguindo em paralelo até o final na peça. Em forma de "colete", pequenas mangas estufadas cobrem os ombros, sendo que o tecido se estende até o pescoço da meio-sangue, criando uma gola um pouco alta. Sobre os quadris, camadas de tecido se depositam formando uma espécie de "saia" aberta na parte da frente, sendo que o tecido da parte interna é completamente vermelho, enquanto o da parte externa, preto. Cobrindo as pernas, há um diminuto short preto com bordas vermelhas, além de meias sete oitavos em tecido escuro, quase que transparente. Por fim, sobre os pés, botas de cano longo, com corpo branco e botões dourados que fecham o calçado ao redor das panturrilhas de Yue, sendo a base dele similar a de um salto, completamente preta. Como acessório da fantasia, um martelo grande (aproximadamente 60cm de comprimento) pode ser carregado. Há aros de metal em suas extremidades e um desenho de coração envolvo por cabos e engrenagens no centro, em tinta desgastada.
Imagem ilustrativa da fantasia:
— Halloween Party Second_alternate_victorian_harley_sketch_by_noflutter-d5iiscc


give me glory, make me the best sinner
robei da duff
James M. Hallows
James M. Hallows
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
145

Localização :
Onde houver amor e desventura

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Nina A. Mutt em Qui 29 Out 2015 - 0:31

When the angels are silent and the demons sing… THIS is halloween



Nina soltou o maior dos arrotos enquanto jogava a long neck num lixo próximo, tirando risada de algumas pessoas ao redor, também algumas exclamações de nojo, mas como rotina, nenhum mortal viria a se aproximar para reclamar, afinal sua aura filha da puta, seu fedor de morte e a requintada fantasia de Ghost Rider que parecia ligeiramente real demais com aquelas chamas por dentro da jaqueta, faziam com que eles saíssem correndo. Ah! Como adorava a companhia das trevas nesses momentos, não tinha que enfrentar filas estúpidas. Pegou outra garrafa, não pagou, mas o garçom nem se importou em reclamar, algo lhe dizia que ele preferiria chegar em casa com todos os dedos nas mãos.

Havia sido uma das primeiras a chegar, claro, seu instinto mênade era afiado como navalhas de prata, nem mesmo o orgulhoso Dionísio falaria algo contra isso. Ela ostentava seu sorriso canídeo, malicioso em face enquanto observava a crescente movimentação, era a segunda festa que ia fora do Acampamento e mesmo assim a presença dos semideuses começava a empestar o local, girou os olhos entediada, mas não se deixou incomodar demais, arrotou de novo e foi em busca de um porre mais forte.

A roupa de couro incomodava um tanto, a calcinha fio dental mais ainda, mas ela mesma teve que se aplaudir frente ao espelho. Tinha adornado os coturnos com afiados spikes polidos, a calça tinha rasgos generosos que mostravam pedaços da pele clara sensual, do tipo perfeito para deixar uma marca, o corset era couro preto, com umas tiras singelas de pele de cão infernal que enfeitavam o decote não tão cheio, mas ainda assim convidativo. A jaqueta de couro já era a marca da canídea, mas esta era uma aquisição nova, fruto de uma briga ganha no clube da luta, caía enorme sobre os ombros, tinha espinhos de prata pelas mangas e ombros, botões polidos em formato de caveiras. A característica corrente funcionava como um cinto, estava tão brilhante que era possível ver o reflexo da festa ao redor sem problemas.

Maquiagem? Que nada, Nina já tinha a cor de um cadáver, a única coisa que precisou fazer foi o sombreado de caveira com um lápis, prender os cabelos num coque frouxo e passar um spray vermelho/amarelo/laranja sobre os cabelos de leve. O fogo anteriormente citado era pra valer, apesar da bruxuleante coloração mais escura, preso em chumaços de algodão embebidos em querosene, embaixo do couro de cão infernal, que era tão à prova de fogo quanto a filha do capeta. A benção dos teatros dava a toda performance da fantasia um ar tão realista que, aos olhos mortais e semidivinos menos atentos, seria personificação feminina de Jhonny Blaze, possuída pelo espírito da vingança.

Entretanto a única vingança na mente da canídea, era contra o moleque que tinha achado interessante roubar o pirulito que ia pegar na frente dela. Crispou os olhos e rosnou alto para o fedelho vestido de diabo que se afastava rindo, olhou para os lados, ninguém observava, estalou os dedos e uma tímida vinha escapou do chão e segurou o pirralho, fazendo-o cair de face, rachar um dente e chorar muito alto. Ela se aproximou mansa, pegou-o pelo rabo e puxou para cima, forçando-o a ficar em pé, pegou o doce de volta e sorriu maquiavélica.

- Travessuras ou gostosuras diabinho?

Ele entendeu que tinha sido ela, saiu rasgando em prantos enquanto ela dava de ombros, abria o doce e o chupava sacanamente, voltando para a mesa de bebidas, ávida por um porre. Então algo a fez parar, uma criatura engraçada, enrolada num lençol com algumas partes expostas, realmente sexy? Claro, Nina não tinha vergonha da natureza libidinosa e, às vezes, peitos também eram bons de chupar. Aproximou-se devagar, sentiu algo no ar, uma familiaridade, chutou que ela seria semideusa.

- Minha musa, você está fantástica e- antes que terminasse a frase, ela encarou bem o rosto da moça, os vorazes olhos prateados dela ricochetearam nos negros da cadela, fazendo uma lembrança ecoar do fundo da mente. – Cacete, Ayla? Monitora de Selene?

Antes que a lunática tivesse uma resposta, Nina riu.

- Você levou seu namorado para dormir no chalé. – deu uma risadinha maliciosa. – Digo, dormir o caralho, vocês devem ter fodido bastante. Mas porra, parabéns, achava que só eu tinha essas caras de enganar o pangaré velho.

Uh?

Auau!:

Armas:

♦ {Amartía} / Espada [Espada de 90cm, feita de bronze sagrado. Sua lâmina mede cerca de 70 cm, e sua base é mais grossa que a ponta. A guarda-mão é em forma de um crânio que tem seus dentes pontudos virados na direção do início da lâmina, como se ela saísse de sua boca. Os olhos do crânio são feitos por dois rubis. O cabo e a espiga são revestidos por um couro escuro, o mesmo tipo usado em sua bainha. No nível 20 transforma-se em um anel de caveira] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Hades]
Poderes:

Hades
Passivos
Aura da Morte III [Nível 18]: A aura agora é mais forte, mais intensa. Assusta qualquer ser vivo natural e pode exercer  influência sobre semideuses de nível igual ou um pouco maior (até 10 níveis).[Modificado]

Lorde do Submundo [Nível 20] Criaturas e monstros pertencentes ao Reino de seu pai respeitam você por ser filho de Hades. Lembre-se, respeitar é diferente de obedecer, e só afeta inimigos com nível abaixo do seu. [Ou seja, hesitam em dar o primeiro ataque.]. Não é válido para criaturas sobre controle de outra pessoa, nem sobre criaturas com funções específicas (ex: um esqueleto com ordens específicas de guardar um prisioneiro não seria afetado, pois vai contra as suas funções/ ordens). [Modificado]

Imunidade à chamas negras [Nível 50]: O filho de Hades é imune às chamas negras, ou chamas do submundo.

Mênades
Passivos

Level 10 ~ Rei da Festa ~ Em uma festa a atenção de todos estará voltada para os Mênades, por sua habilidade destacável com dança e de animar os outros. Pode induzir facilmente alguém a dançar ou a ficar empolgado e excitado.

Level 12 ~ Faro Apurado ~ Conseguem distinguir a localização de substâncias que tenham álcool, ou de pessoas que estiverem alcoolizadas. A mesma coisa vale para substâncias retentoras de suco de uva ou a própria fruta.

Level 19 ~ Habilidade Teatral III ~ Todos acreditam nas palavras que proferirem de sua boca, colocando toda a fé e caindo em suas emboscadas. Consegue deixar monstros aturdidos por sua capacidade de mentir, e sua atuação é perfeita.

Level 25 ~ Agilidade Corporal ~ Ao ingerir quaisquer líquidos alcoólicos, os mênades serão atribuídos por uma agilidade privilegiada, podendo desviar de flechas e outros projéteis com facilidade, dificilmente sendo alvejados por ataques corpóreos. Durabilidade de três turnos.

Level 28 ~ Imunidade III ~ É imune a qualquer tipo de bebida alcoólica e venenos, tornando-os ineficazes ao seu organismo.

Level 35 ~ Resistência Mental ~ Por seguirem o deus da loucura, os Mênades adquirirão uma mente fechada e imune a ataques mentais, desde ilusões, invasões, alteração da realidade e ataques mexam com seu psicológico.

*Fantasia do Ghost Rider, mais a declarar?

Nina A. Mutt
Nina A. Mutt
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
382

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Heron Devereaux em Qui 29 Out 2015 - 0:38


" not now, harley. daddy's busy. "
Drillbit decide ir a uma festa de Halloween e olha no que deu:

Com os braços esticados, o filho de Athena bamboleava, tentando se equilibrar no meio-fio da Quinta Avenida.

— Hihihi! — ria, antes de saltar sobre o asfalto e começar a caminhar, saltitante, em direção ao Central Park.

O sobretudo roxo, completamente surrado e esfarrapado, esvoaçava num ritmo determinado pelo vento. Na lapela, repousava uma pequena flor feita de engrenagens enferrujadas. Vestia também um colete verde com bordas em tom de bronze onde, preso à peça de roupa, escondia-se um relógio de bolso velho que não funcionava mais.

O sorriso do rapaz se abriu, quando seus olhos encontraram a mulher que caminhava, solitária, em sua direção. Uma parte dele, naquela noite, decidiu assumir a personalidade de sua fantasia. Havia um pouco de sadismo, perversidade e loucura em Drillbit, naquela noite.

— Senhora, é verdade que a morte tá na caçamba do motorzin? Hahahaha! — gargalhou. Um grunhido capaz de arrepiar a espinha até do mais corajoso dos heróis. A mulher soltou um grito de pânico e começou a correr na direção oposta. O rapaz começou a correr junto à mulher, perseguindo-a. — Senhora? Dá licença? Senhora? Não quer conversar comigo? — havia uma vontade de rir histericamente mais uma vez. Mas o garoto se interrompeu, parando de perseguir a moça, quando o Central Park surgiu em seu campo de visão.

O par de calças roxas escondiam as pernas do rapaz e encerravam-se nas grandes botas militares de cor verde-musgo. O cinto de utilidades amarronzado – e é óbvio que o Batman copiou a ideia – possuía vários compartimentos preenchidos por inúmeras ferramentas que, encantadas magicamente, não pesavam quase nada. Além disso, o cinto combinava perfeitamente com o coldre de perna, na coxa esquerda do rapaz, onde descansava um Colt 1894 decorado com geringonças, como um pequeno termostato antigo, uma chave de fenda e uma ampola preenchida com um líquido esverdeado.

Drill caminhou até uma das abóboras da festa, juntando os pés e saltando sobre o  grande fruto, que se fez em pedaços.

— Who’s ready for the party?! — berrou o rapaz.

As mangas do sobretudo estavam dobradas na altura do cotovelo. No antebraço direito, havia uma coleção de cinco relógios de pulso, posicionados um ao lado do outro, que se encerravam na altura em que a luva meio dedo de couro arroxeado se iniciava. O antebraço esquerdo, no entanto, fora substituído. Em seu lugar, um membro mecânico – essa ideia foi claramente roubada da Furiosa – cheio de engrenagens e mecanismos complicados, mas que funcionavam tão bem quando o original.

No pescoço do rapaz, um lenço avermelhado esvoaçava e assumia o mesmo tom que marcava seus lábios. O rosto havia sido completamente tingido de branco, enquanto os cabelos bagunçados ganharam um tom esverdeado. Em sua testa, goggles feitos de ouro e couro amarronzado agarravam-se à sua cabeça. Um tira de couro prendia à cabeça do rapaz, o pequeno olho avermelhado que lhe servia como olho direito.


— Agora, onde é que eu vou achar diversão de verdade, nesse lugar? — disse, batendo o indicador e o dedo médio contra os lábios. Seus olhos encontraram a coisa mais fofa na qual já pôs os olhos. Ele caminhou até a garota, com seu sorrisinho de sempre. — Te ofereço a honra de ser meu escudo humano. Topa?
you're just a freak. like me.


Spoiler:
Então. Bla bla bla, poderes e talz, considerem. Preguiça de colocar aqui. Quem sabe na próxima? q

Estou vestindo algo parecido com isso (existem algumas modificações pequenas). É meio que um Joker Steampunk. A descrição da fantasia tá no post, marcado em negrito. (link aqui)
Fantasia:
— Halloween Party Efd70e951919f14d07ae0c427b033df3
Heron Devereaux
Heron Devereaux
Filhos de AtenaAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
940

Localização :
Triângulo das Bermudas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Uriel Linus Grant em Qui 29 Out 2015 - 1:06

Tuts tuts quero ver


Uma garrafa de vinho vazia estava em sua mão, quando o jovem herdeiro da fortuna Rockenbach perambulava pelas ruas de Nova Iorque. Com aquela maquiagem que o transformava quase em esqueleto e o manto negro que cobria seu corpo, assustava qualquer um que se aproximasse de si. A foice, de brinquedo, também era tão real quanto sua fantasia. Se as pessoas não olhassem duas vezes, poderiam jurar que tinha visto, literalmente, a morte.

Hugo foi ao Central Park e, mesmo que andasse como um bêbado, não o estava. Filho de Dionísio e tals. O fato é que, assim que chegou no local e viu o tal palco montado e aquelas pessoas tudo ali, passou por sua cabeça uma ideia genial. Esgueirando-se por entre as pessoas, chegou próximo do palco e subornou com facilidade um dos seguranças e o DJ.

— Valeu pela oportunidade, mano! — exclamou, esboçando um sorriso maldoso.

A música foi interrompida logo após aquilo e, ao conectar o pendrive que estava dentro de suas vestes no computador, um som bem conhecido por imigrantes Brasileiros e pessoas que tiveram contato com a música brasileira começou a tocar. Era uma batida de funk. E daqueles bem ruins por sinal.

A novinha não me quer só porque eu sou da roça... ♫



Off:

A fantasia é de morte. Até com a maquiagem para parecer um esqueleto e tals. Sobre armas: Não trouxe.

code designed by doll from the pretty odd
Uriel Linus Grant
Uriel Linus Grant
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
6

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Melanie Gauthier em Qui 29 Out 2015 - 1:51

B
ack in
Blake !
If you catch me in my zone it may be you lucky day
Dizem que nem mesmo os deuses podem controlar o destino, a vida nada mais é do que respirar enquanto os pulmões permitem, comer enquanto sente necessidade e obter prazer enquanto o corpo suporta. Talvez a graça do viver esteja nos pequenos detalhes, nas surpresas encontradas em cada nascer do sol; contudo ainda assim Tony sentia que não era senhor de seus passos, sua vida mais parecia um jogo em que era o peão e Moros lançava os dados buscando se divertir.

Trajando uma jaqueta negra feito de couro que deixava parte de seu peitoral amostra, calça jeans envelhecida, um par de botas militares e um par de asas cuja plumagem era tão negra quanto o anoitecer, mais uma vez o filho de Ares pisava sobre o solo gramado do Central Park. Aquele foi o exato local em que esteve pela última vez na companhia de outros semideuses, foi para onde rumou com os sobreviventes do ataque monstruoso após uma intensa luta pela movimentada Times Square. É certo que o jovem de cabelos escuros não era o mesmo, em seu exílio encontrou parte da paz que tanto ânsiava, foi abraçado pela deusa Psiquê como um igual e pôde controlar os instintos selvagens de sua natureza.

Mesmo com tantas mudanças em seu ser, para o mentalista era inevitável entrar naquele ambiente e não lembrar do massacre acontecido, das vidas perdidas e destruições causadas por infâmes bestas diabolicas. Aquela era uma noite de diversão, soube por informantes confiaveis que outros semideuses estariam naquela festa a fantasia e talvez fosse o momento mais apropriado para seu retorno da escuridão.

Agindo como um outro homem qualquer, sentia os cabelos crescidos e agora encaracolados esvoaçarem, o vento levemente gélido fazia os pelos do corpo de Scipriano arrepiarem e um reconforto tomar conta de seu ser. Enquanto a prole do deus guerreiro bebericava uma pequena dose de conhaque, os agora olhos azuis pairavam sobre o corpo escultural e chamativo de uma bela garota de cabelos loiros. Seria ela? Talvez não fosse, porém ao avistar a jovem não conseguiu deixar de recordar alguns momentos vividos com uma de suas aprendizes, estaria ela ainda viva? Existiriam momentos mais apropriados para descobrir detalhes como aquele, ao menos por uma noite precisava rever antigos amigos, abastecer o corpo com boas doses de comida, bebida e quem sabe prazeres, naquele Halloween Tony não desejava caçar monstros ao invés de doces, precisava de um descanso ou no mais pereceria sem cumprir com as vendettas acumuladas ao longo dos anos.

Deixando de lado seus pensamentos incômodos e preferindo de fato se entregar as atuais circunstãncias, em passos lentos aproximou-se da provavel desconhecida, parando a caminhada apenas ao estar á um passo da loira. - Diria que entendo de anjos e perfumes de rosas silvestres. Certamente, você assim como eu, foi expulsa do céu e ganhou a graça de possuir o melhor odor que poderia encontrar em um local com tantas outras flores. Com um sorriso no rosto, notava de fato não ser a garota que imaginava ser mas não lamentava o engano, certamente a jovem poderia ser tão interessante quanto imaginava, uma bela noite mas seria o brilho dos olhos de sua nova companheira que o mentalista iria admirar.

Can somebody please tell me why do men try to be
Something they could never be
'cause us woman our totally different pedigree

Melanie Gauthier
Melanie Gauthier
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
354

Localização :
Chalé de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Lina Oakwood em Qui 29 Out 2015 - 2:33


Vikings
Seria uma boa ideia ser um viking zumbi?

Ajeitei a roupa, puxando-a, e dei uma olhada na aparência que estava. Não era lá aquelas coisas, afinal não tenho muita especialidade em fazer maquiagem, mas estava bom. Pelo menos, na minha opinião, eu parecia um bom viking morto. Coloquei o chapéu com chifres acima da cabeça e olhei-me no espelho mais uma vez.

Definitivamente não tinha corpo para ser um viking, mas a blusa de linho branca e a calça de trapos não estavam tão fora de lugar assim. Embora faltasse a capa de peles, decidi não ir atrás dela, afinal não estava frio. Pálido como um morto e cheio de feridas falsas de decomposição, resultado de um pouco de ajuda do chalé de Afrodite em troca de umas armas, rumei para a festa que teria no Central Park.

Ao chegar, a primeira coisa que me impressionou foi o fato de estar tocando um tipo de música que eu não conhecia. Ouvindo de umas pessoas no local, descobri que se tratava de funk carioca, um ritmo popular no Brasil. Dei de ombros, indo para o meio da multidão e procurando algum lugar para ficar e talvez beber alguma coisa.

Observação:
A fantasia é de viking zumbi. Poderes passivos: Considerar todos, em especial todas as resistências. Nenhuma arma levada.
Lina Oakwood
avatar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
633

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Jess S. Cohle em Qui 29 Out 2015 - 3:00

Halloween


O vapor quente da banheira deixava-a zonza, com a cabeça levemente tombada para trás, deixando que algumas mechas soltas do coque alto caíssem e molhassem as pontinhas no processo. A noite lá fora anunciava prazeres, música e diversão, não que isso fosse muito a cara da filha de Despina, que na maioria dos casos dispensava companhia para embrenhar-se solitária em livros, séries ou coisas assim. Vícios de Rust que ela, mesmo sem ter o mesmo sangue, herdou com um prazer contido. Suspirou ao lembrar-se do amado padrasto, conteve o coração da forma como ele ensinara, respirando bem fundo e soltando o ar bem lentamente, praticamente saboreando a atmosfera e a neblina causada pela temperatura da água.

Saiu do banheiro com lerdeza, apesar do frio não lhe incomodar, a antiga casa que, por pura teimosia, não colocou à venda ecoava vazia seus passos enquanto atravessava o hall nua. Era longe da caótica Nova York, perigosamente perto do Meio Sangue, que aliás se recusava a ficar na maior parte do tempo, tinha um apego doentio pelo cheiro do próprio lar, não gostava do odor que emanava da própria pele quando dormia no leito dos meio-irmãos. Além do que, ali em seu quarto cor-de-rosa, controlava a temperatura do termostato.

O convite para a festa do central park estava visível em sua cômoda, meneou a cabeça pensativa, enquanto enrolava uma parte molhada do cabelo numa felpuda toalha macia, talvez fosse sensato sair um pouco, beber, quem sabe conversar, o vazio estava tão incrustado em sua derme que ela sentia uma casca de isolamento se formar, não iria ceder tão facilmente à sedução da loucura. Prendeu novamente os cabelos e começou a maquiagem, era rápida e direta, sabia o guarda roupa de cor, além do que aqueles anos todos sendo babá do menino Kevin tinha lhe dado dons de maquiagem de halloween, especialmente caveiras.

~

A brisa macia do central park arrepiou os pelos da nuca, trazendo a sensação em queda pela coluna e um tímido, quase invisível, sorriso em face. Ajeitou o quimono negro de forma que pudesse andar sem problemas, e a forma como andava realmente chamava atenção. Jess era, sem dúvida, um misto interessante de nipônicos com americanos, de olhos grandes, porém com aquele puxadinho singelo, cílios grossos e um rosto de bonequinha bailarina que balançava corações marmanjos quase sem querer, quase porque ela tinha seus momentos de libido, momentos preciosos divididos com poucos que, quando podiam confessar, diziam sempre a mesma palavra:inesquecível.

Uma gueixa esqueleto, porque não? Valorizar seus melhores traços era uma arma secreta. O traje tradicional seria difícil demais, por isso ela optou por um mais leve, curto até as coxas, negro com detalhes costurados em vermelho, cenas de tortura, sangue, caveiras, detalhes que casavam perfeitamente com a noite dos demônios. A cama inferior era de um bordô brilhante, que valorizava as torneadas pernas da dançarina, o detalhe da cor também escapava pelas longas mangas, sempre o negro sobrepondo o vermelho. As mãos delicadas e de unhas grandes, sabiamente pintadas de um carmesim tão escuro quanto piche, também estavam enfeitadas com maquiagem de ossos, mas apenas os contornos. O colo estava cuidadosamente exposto, o suficiente para se ver o início do decote, nada mais, o que mais chamava a atenção era a supervalorização do pescoço, área erótica para japoneses caso não saibam. Os cabelos grossos estavam bem domados num coque, com penduricalhos em forma de gatos negros, brincando com os tons castanhos das mechas. Uns poucos fios escapavam, mais por asseio dela mesma que por rebeldia incontida.

Arqueou as sobrancelhas preguiçosamente, varrendo os olhos em busca de algo, a busca infrutífera de primeira resultou numa distração rápida ao se aproximar da mesa de bebidas, trombou com alguém.

- Desculpa. – disse em tom audível, ainda assim contido. Massageando de leve o local onde dera o encontrão com o rapaz.

Observou-o então, não conseguiu constatar de imediato a fantasia porque ficou perdida no colorido dos cabelos ruivos dele, eram hipnotizantes e ela poderia ser comparada a um gato, movimentos precisos, mas ainda assim tão desastrada. Só então a música rompeu seus ouvidos e ela pode declarar.

- O que é isso? – seu tom indicava um tanto mais de contrariedade do que de susto.

Adendos:

Interação com Hiccup.
Sem imagem da fantasia por preguiça, mas é só pesquisar quimono e caveira, tchãn!
Jess S. Cohle
Jess S. Cohle
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Lina Oakwood em Qui 29 Out 2015 - 3:23


Vikings
Seria uma boa ideia ser um viking zumbi?

Ao chegar na mesa de bebidas, a primeira coisa que coloquei no copo de plástico que segurava foi um pouco de tequila. Mergulhando um limão no líquido, só tive tempo de salvar a bebida antes que uma jovem esbarrasse em mim sem querer. Olhando para o utensílio, segurei a respiração por milésimos de segundo e a soltei assim que vi que a bebida ainda estava intacta. Eu desviei o olhar, encarando com estranheza a pessoa que colidira comigo.

Era uma daqueles espíritos orientais... Pelo menos era isso que eu achava que era a fantasia dela. A pintura de esqueleto impressionava, sendo muito mais realista do que minha tentativa de imitar um corpo em putrefação. Não vou dar muitos detalhes porque não sei muito sobre cultura oriental, mas aquela estranha com certeza assustaria alguém se fosse vista em uma rua escura e deserta.

— Ahn? — demorei um tempo para processar o que ela perguntara. — Ah... É uma roupa de viking. — afastei-me um pouco, sacudindo as vestes. — Só faltou a capa de pele de animal, mas aquilo lá é realmente quente. E... Se for a música, não sei direito. Ouvi dizerem que era funk do Brasil.

Bebi do líquido que havia no copo de plástico de uma vez só, sentindo-o descer. Depois, voltei-me para a mesa de bebidas e resolvi pegar mais um copo da mesma substância antes de passar para outra. Nesse meio tempo, pensei se iniciaria uma conversa ou não. Ela me parecia quase monossilábica pelo pouco que conseguia extrair da atitude que tinha.

— Então... Oi. — falei. — Sou Hicc.

Observação:
A fantasia é de viking zumbi. Poderes passivos: Considerar todos, em especial todas as resistências. Nenhuma arma levada.
Interação com Jess
Lina Oakwood
avatar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
633

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Jess S. Cohle em Qui 29 Out 2015 - 3:35

Halloween



-Viking zumbi? – ela pareceu saborear as palavras que disse antes de tornar a dizer algo. – Interessante, mas não sabia que este tipo de monstro existia, e nem que gostava de tequila.

Deu uma risadinha para quebrar o clima, sua postura rígida sempre deixava as pessoas pouco à vontade, por isso vez ou outra cedia para que a situação se tornasse mais maleável para ambos os lados, além do que era preciso um ferreiro para dobrar o ferro que era a personalidade e o olhar duro de Jess. Ela pediu licença para o rapaz e pegou um copo com o mesmo líquido que ele, o odor da agave embrulhou-lhe o estômago de leve, aquele era o tipo de destilado que normalmente não tinha no velho armário de uísques de Rust, por isso o odor diferente trazia apenas as péssimas lembranças dos porres na época de festas da Academia de Ballet. Ergueu o copo de plástico e virou a bebida de um vez, sem o sal ou o limão para ajudar a descer – na verdade ela nem sabia que eles poderiam ajudar, terminando colocou o utensílio de volta à mesa de bebidas e soltou o ar num suspiro, logo em seguida colocou a mão esquerda sobre os lábios, impedindo ironicamente um soluço.

- Isso é forte. – ela comentou baixinho para si, sentindo o rosto esquentar, junto com o esôfago que fritava com o característico sabor mexicano. – Muito.

Soltou uma risadinha, era algo raro, mas ela estava refém da própria fraqueza alcóolica. Era bicho do mato para essas coisas de adolescentes comuns, mas cada dia uma descoberta e ela não era medrosa.

- Hicc, se por acaso eu ficar meio... Insuportável, por favor me desculpe, culpo a bebida, sou um asco para isso. -  meneou a cabeça. – Ah sim, me chame de Jess.

Jess S. Cohle
Jess S. Cohle
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Lina Oakwood em Qui 29 Out 2015 - 3:55


Vikings
Seria uma boa ideia ser um viking zumbi?

Observei-a, enquanto pegava uma rodela de limão e mergulhava na bebida. Depois de vê-la tomar um copo de uma vez só, coloquei mais uma rodela de limão no copo e ouvi-a mencionar seu nome. Acenando com a cabeça afirmativamente, notei logo após a frase dita que ela provavelmente não deveria ter um costume de beber.

— Ok, moça. — falei, tomando um gole da bebida. — Mas... Que ventos a trouxeram aqui? Pelo visto não está acompanhada... Foi o tédio?

Bebi o conteúdo do copo mais rápido do que imaginava. Talvez aguentasse mais uns quatro antes de ficar bem alterado. Então, resolvi dar um tempo e pegar um pouco de água tônica. Retirei o capacete da cabeça, colocando-o em cima da mesa de bebidas, e arregacei as mangas da camisa de linho antes de voltar-me à moça que falava comigo, esperando uma resposta.

Observação:
A fantasia é de viking zumbi. Poderes passivos: Considerar todos, em especial todas as resistências. Nenhuma arma levada.
Interação com Jess
Lina Oakwood
avatar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
633

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Jess S. Cohle em Qui 29 Out 2015 - 4:06

Halloween



- Jess. – corrigiu-o automaticamente, sem soar rude, apenas como um lembrete educado. Coisa que sua voz mansa fazia notar com uma facilidade muitas vezes invejável. – Eu passo muito tempo sozinha, às vezes preciso fugir da minha própria sombra, notar que o mundo ainda não acabou e eu fui a única sobrevivente.

Sentia o estômago arder de leve e uma moleza começar, nada que ainda afetasse sua desenvoltura, mas o suficiente para seu rosto adquirir uma tonalidade rósea que não seria notada pela maquiagem, felizmente. Respirou fundo e buscou um suco, notou que um rapaz estava fazendo bebidas próximo, pediu uma batida fraca de vodka com morango, um clássico que não a deixaria bambear tão facilmente. Aceitou o refresco, era um lindo copo de plástico que imitava uma taça, com um suculento morango enfiado na borda. Apanhou a fruta com a ponta dos dedos, o contraste de vermelhos chamou a atenção da própria, que ficou a analisar aquela brincadeira de cores por mais um tempo, antes de morder o tenro fruto e sentir o natural açucarado preencher o paladar.

- Não tenho muitos amigos, ou par, então seria rude pedir para ficar perto de você ou coisa assim? – ela lambeu os lábios, sorvendo o suco da fruta antes de morder o canudo da bebida e tomar o coquetel. – Acho que você notou que não sou muito... Comunicativa.

Respirou e soltou o ar novamente, convencendo-se que a vodka não estava tão forte assim, forçando-se a acreditar que o larápio não havia posto um tanto a mais afim de vê-la vacilar. Seu orgulho não permitiria isso, aliás isso poderia ser um péssimo problema, fazer-se de forte com uma fraqueza daquelas. Ponderou e anotou mentalmente que na manhã seguinte, para vencer a ressaca, repassaria a coreografia do recital do final do ano.

- Bem, e sobre você Hicc? O que lhe trouxe aqui?

Jess S. Cohle
Jess S. Cohle
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Lina Oakwood em Qui 29 Out 2015 - 4:35


Vikings
Seria uma boa ideia ser um viking zumbi?

Notando a correção, anotei mentalmente o recado implícito. Depois da explicação da moça, bebi da água tônica que segurava. Jess, esse era o nome da morena que parecia um espírito oriental, parecia lidar relativamente bem com a bebida, mesmo que não tivesse o costume. Tossi um pouco, sacudindo a cabeça pra me acostumar com a mudança de música.

— Eu? Bem... Tédio. Também o fato de querer espairecer. — disse, simplesmente. — Não sou tão extrovertido, mas também não estou tão isolado assim. — cocei a cabeça com a mão livre. — E, se quiser, pode ficar por aqui mesmo. Estou na mesma situação nessa festa.

Passei algum tempo em silêncio, terminando de beber a água e partindo para uma bebida mais forte. Bailey's e Cointreau, vulgo uma gororoba que só eu bebia mesmo. Pedi o mixer emprestado só para misturar os dois líquidos e coloquei dentro do copo de plástico. Depois, pus um pouco de gelo e bebi um gole daquilo. Só eu mesmo pra fazer uma coisa dessas.

— Ahem. — pigarreei para disfarçar a irritação da garganta. — Que tipo de fantasia você tá usando, Jess? É um espírito oriental ou algo assim? — perguntei, expressando minha dúvida quanto ao traje.

Observação:
A fantasia é de viking zumbi. Poderes passivos: Considerar todos, em especial todas as resistências. Nenhuma arma levada.
Interação com Jess
Lina Oakwood
avatar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
633

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Jess S. Cohle em Qui 29 Out 2015 - 4:49

Halloween



- Bem, é quase isso, ou no caso uma gueixa-esqueleto. – ela saboreou um tanto mais da bebida e se pôs a falar um pouco mais tranquila. – Ou era isso ou eu viria de cisne negro, visto que meu guarda roupa tem uma vasta coleção de figurinos do tipo, sou bailarina. Entretanto eu quis variar, abusar um pouco do meu lado oriental inexplorado e, bem, gueixa significa artista, então é uma boa mistura de personalidade.

Não soou da forma inteligente que tinha pensado, logo o álcool estava fazendo o efeito de inibir a racionalidade, fez uma prece breve para que não cometesse nenhuma besteira, Hicc era o tipo de rapaz que não merecia tal castigo. Respirou fundo, tentando fazer oxigênio voltar ao cérebro para que tudo voltasse, cogitou parar de beber, mas seria um desperdício, por isso deu mais um gole. A mudança da música despertou seu instinto básico, logo um rebolado tranquilo vinha aquecer o corpo e acalmar os impulsos de uma tímida.

- Estou sentindo que amanhã vou me arrepender de ter bebido. – comentou encarando o copo, tendo uma discussão silenciosa com o objeto. – Raios que o partam álcool.

Observou de esguelha uma moça de jaqueta preta entornar facilmente uma garrafa de cerveja e sair andando como se nada tivesse acontecido, sentiu a pele ficar verde de inveja, mas não deixou que o olhar transparecesse, apenas voltou-se para Hicc.

- Então, já que isso pode vir a tornar-se chato, que tal um jogo? – ela bebeu do resto e depositou o copo vazio sobre a mesa, seus ímpetos dançarinos começaram a entrar em contato com o álcool e desencadear uma possível explosão. – Eu conto duas coisas sobre mim, você terá de adivinhar se está certa ou não, se acertar eu pago uma prenda da sua escolha, se errar você sofrerá as consequências. O que acha?

Jess S. Cohle
Jess S. Cohle
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Lina Oakwood em Qui 29 Out 2015 - 5:06


Vikings
Seria uma boa ideia ser um viking zumbi?

Enquanto ela explicava, eu terminei o copo com a gororoba e peguei outra garrafa de água tônica. Acenando positivamente, abri a garrafa e tomei o conteúdo desta aos poucos, quase derrubando um pouco quando a ouvi reclamar com o copo e, por consequência, me fazer ter vontade de rir. Ao terminar, peguei outra das garrafas da água e estendi para a moça

— Bem... Minha ressaca sempre ameniza se eu tomar um pouco de água tônica depois de beber. Isso e comer antes do álcool ter seu efeito sonífero. — mencionei, logo indo pegar outro tipo de bebida alcoólica na mesa. — Não sei porque, mas funciona no meu caso.

Dando de ombros, encarei o líquido vermelho do pouco de Campari que tinha colocado no copo de plástico e tomei um gole. Talvez mais um copo e eu já não estivesse em sã consciência. Ou dois, se fosse otimista. Porém, já sentia minhas orelhas pegarem um pouco de fogo, o que significava que já estava perto demais do limiar entre são e bêbado.

Foi isso que me fez hesitar em beber o segundo gole do que colocara no copo.

— Ok, Jess. Embora eu não ache que vou ganhar. — falei, coçando a cabeça.

Observação:
A fantasia é de viking zumbi. Poderes passivos: Considerar todos, em especial todas as resistências. Nenhuma arma levada.
Interação com Jess
Lina Oakwood
avatar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
633

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Jess S. Cohle em Qui 29 Out 2015 - 5:15

Halloween



- Bem, conforme formos bebendo, creio que ganhar esteja longe das verdadeiras vontades. – riu-se maliciosa do próprio pensamento, mas logo dissipou a imagem, os efeitos do álcool começaram a crueldade e ela estava no limiar do: continuar ou parar. – Acho que vou aceitar o conselho da água tônica.

Estendeu o braço, pegou uma das garrafas oferecidas, abriu e deu um gole tímido, sentindo uma melhora bem sutil, parecia que a tempestade em seu estômago finalmente dava ares de calmaria. Suspirou e girou os olhos pensativa, já que tinha dado a ideia estúpida, deveria começar.

- Eu comecei a fazer balé com 5 anos ou quando eu tinha 7 eu empurrei um garotinho da escada porque ele puxou meu cabelo? – ambas eram tiro na cega, mas ela estava mais animada em pensar numa prenda divertida o suficiente para ambos, e pela desenvoltura do rapaz, talvez uma dança espalhafatosa seria um bom início do estopim.

Jess S. Cohle
Jess S. Cohle
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Lina Oakwood em Qui 29 Out 2015 - 5:28


Vikings
Seria uma boa ideia ser um viking zumbi?

Pensei por alguns momentos, embora estivesse difícil o fazer no momento. Lembrava-me claramente de segundos atrás, quando ela falara sobre o balé... Meninas praticam balé muito cedo, não? Quero dizer... Várias garotas da minha sala do primário o faziam.

— Eu vou dizer que a primeira afirmação é a verdadeira. Mas estou realmente em dúvida e como tinha que escolher uma das duas... — falei, olhando para o copo de Campari antes de levantar a cabeça.

E, de uma vez só, tomei o líquido vermelho. Aquela sensação de que você estava ali, mas você sabia que não necessariamente estava era um tanto hilária. Porém, eu não ri porque não era do meu feitio quando bêbado. Em vez disso, procurei com os olhos um banco para me sentar, já me sentindo um pouco cambaleante, e murmurei coisas ininteligíveis para mim mesmo. Era esperar, na hora, a sensação estranha se tornar comum.

Observação:
A fantasia é de viking zumbi. Poderes passivos: Considerar todos, em especial todas as resistências. Nenhuma arma levada.
Interação com Jess
Lina Oakwood
avatar
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
633

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Jess S. Cohle em Qui 29 Out 2015 - 5:37

Halloween



- Para um trôpego, você tem um bom chute. – ela disse varrendo a mesa com os olhos, procurando alguma nova bebida, estudou abrir um pouco a mente para novos sabores e um líquido azul anil chamou-lhe a atenção. – A prenda é sua.

Serviu-se num copo e achou bom, por que não, levar uma garrafa consigo, seus pés doíam um tanto por causa do sapato fechado e ela também gostaria de se sentar. Avistou um pano estendido no chão, numa distância segura da pista de dança e da área dos casais.

- Por que não nos sentamos ali, sinto que precisaremos daqui para o cair da noite.

Pegou mais algumas coisas, o corpo atlético era bom porque não doíam os braços em carregar duas ou três garrafas, o equilíbrio também não estava totalmente afetado. Seguiu para o local, esperando que Hicc estivesse bem o suficiente para segui-la e animado também para o jogo, apesar de não declarar, Jess tinha o receio de ser entediante devido sua natureza não sociável, tímida e um tanto rígida. Lembrou-se uma vez mais de Rust, seu padrasto era tudo isso e levava como um elogio, também tinha um comportamento difícil, se ele achasse que a cor do céu era rosa, ninguém conseguia argumentar contra. Era afiado, inteligente e demasiado frio com todos, apenas com Jess se abria o suficiente para mostrar um ser humano tão cheio de traumas quanto ela, sua devoção ao homem poderia ser vista com maus olhos, mas quem os vira juntos, quando o homem estava vivo, iria sentir a paz que nenhum conseguiu achar em outro momento da vida, apenas ali quando dividiam o mesmo espaço, mesmo que muitas vezes não houvesse nem som.

Meneou a cabeça, pegando-se mais uma vez imersa na saudade que sentia dele, mordeu a bochecha por dentro e voltou-se para Hicc.

- Desculpe, o que disse?


Jess S. Cohle
Jess S. Cohle
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Ayla Lennox em Qui 29 Out 2015 - 12:55

This is Halloween
A filha de Selene a sentiu antes de ouví-la. Além do aroma inconfundível e levemente pútrido das crias do submundo, ela tinha um ar de... Vira-lata. Tudo isso era embebido, pincelado completamente por um libido que orgulharia até a própria Afrodite.

Ao ouvir o "musa", virou-se para fitar a dona da voz. Não restava dúvida alguma de que era uma semideusa. Sua fantasia parecia ter vida - ou quase isso -, contrastando com a relativa morte que personificava.

Não se surpreendeu a ser reconhecida, mas sim com o que foi dito em seguida.

-  Você levou seu namorado para dormir no chalé. - Ela riu. -  Digo, dormir o caralho, vocês devem ter fodido bastante. Mas porra, parabéns, achava que só eu tinha essas caras de enganar o pangaré velho.

Cacete, o quão rápido essas coisas se espalham? Pensou a semideusa.

Quase involuntariamente levou a mão até a nuca - sempre fazia isso quando o desconcerto a tocava, mas dessa vez era mais como um soco vindo do campeão de pugilismo atual - enquanto o rubor ascendia impiedoso até suas bochechas.


- Olha, não era bem por isso que eu esperava ser reconhecida, mas... - Tentou dar de ombros. - Para todos os efeitos, sim, sou eu mesma.

Fitou a outra garota enquanto buscava em sua memória quem ela era, certamente não era uma completa estranha. Uma pequena luz pareceu se acender acima de sua cabeça.

- "Porra, parabéns" não é o que pessoas normais diriam ao descobrir essa situação, mas vindo da cadela de Hades, eu irei relevar. - Arqueou uma das sobrancelhas. - Senhorita Mutt, se importaria se a gente tomasse alguma coisa enquanto você me conta como ficou sabendo disso e o que diabos está fazendo em NY?

Aparentemente, havia encontrado uma companhia para os porres daquela noite. Uma mênade não deixaria a desejar no aspecto festa, assim esperava.
Adendos:
Para fins interpretativos, considerar todos os poderes passivos até o nível atual.

Aos que forem ler e não conhecem minha trama: A referência às sombras vem da última DIY realizada, onde agora Lennox possui a escuridão material dentro de si.

Em relação ao arsenal, nada relevante no momento, mas Ayla está armada.

With: Vira-lata. ❤

Wearing: Fantasia (clica)

Where: Central Park

Listening: Worth It - Fifth Harmony
Everybody scream.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Ayla Lennox
Filhos de SeleneAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
1030

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Halloween Party

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::