Grupo 6 - Externo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Grupo 6 - Externo

Mensagem por Organização PJBR em Sex 01 Abr 2016, 15:00


Les Revenants



Regras e Orientações Iniciais


Formato

A postagem será realizada como uma OP contínua de forma paralela. O que isso significa? Que os players iniciarão em locais e com objetivos diferentes, se encontrando posteriormente. Fiquem atentos às orientações para verificarem se estão cumprindo os objetivos corretos e desenvolvam o formato de modo adequado (é uma OP, não uma narrada, então exigem turnos mais descritivos). O descumprimento ou inadequação ao formato também acarretarão penalidades previstas na avaliação.

Ainda assim, não haverá ordem pré-definida de postagem, visando não atrasar/ atrapalhar nenhum jogador.


Prazo

7 dias de prazo a partir do narrador. O narrador terá 3 diás para a continuidade, considerando para isso a postagem de todos os jogadores OU o término do prazo deles, o que ocorrer ANTES.


Penalidades por não postagem

A não postagem acarretará penalidade de 50% do status total nos turnos 1, 2 e 5 - podendo acarretar a morte do player;

Nos turnos 3 e 4 a não-postagem acarretará morte imediata;

Adicionalmente, a não postagem no turno 5 (encerramento) constará como abandono de missão e não gerará recompensas ao player, mesmo se alcançar rendimento nos outros turnos;

A não postagem reduzirá as recompensas de forma proporcional ao valor do turno, afetando o rendimento (cada turno não postado = 20% do rendimento abaixo do máximo);

A não postagem acarretará a impossibilidade de reclamação por Macária, no caso dos indefinidos, independente do turno, e, em caso de possíveis recompensas adicionais, podem impedir seu recebimento pela questão de rendimento;

Ao pular um turno, o player deve, no turno posterior, de alguma forma cobrir a lacuna sem contradizer o narrador - isso interferirá na coerência do turno;

Postagem atrasada é considera não-postagem;

Não é permitido aumento de prazo ou abandono sob nenhuma justificativa.


Recompensas

Para facilitar ao narrador, cada turno valerá no máximo 150 xp (totalizando 750 no evento completo).

Personagens mortos ou que abandonem a missão não recebem recompensas.


Dúvidas devem ser retiradas com o narrador do grupo. Casos que não constem aqui serão avaliados pela staff.



Grupo 6

Grupo de busca

Bianca H. Somerhalder (Filha de Selene) - Nível 76; 600/ 850 HP e 690/ 850 MP
Julian Aubry Blacktorn (Filho de Hermes) - Nível 1; 100/ 100 HP e 100/ 100 MP
Grant Watson(Filho de Héracles) - Nível 4;  100/130 HP e 100/130 MP

Indefinido: Tobias Pratt
Nível 19
280 HP/ 280 MP



Tks Maay from TPO
Organização PJBR
Organização PJBR
AdministradoresPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1061

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por 150 Ex-Staff em Sex 01 Abr 2016, 19:43


The Revenant
This is gospel for the fallen ones. Locked away in permanent slumber. Assembling their philosophies from pieces of broken memories. Don't try to sleep through the end of the world and bury me alive, 'cause I won't give up without a fight.
S
angue, hematomas e uma multidão alvoroçada. Quando a briga se iniciou no centro da cidade de New Haven, ninguém conseguiu afastar os olhos. Nem mesmo os três semideuses. Ninguém realmente sabia o motivo do embate. Ainda assim, os mortais berravam e se amontoavam uns sobre os outros, formando uma roda em volta da calçada transformada em campo de batalha.

— Eu vou te ensinar a não mexer com a mulher dos outros, seu otário — disse um deles, acertando um golpe certeiro na maçã do rosto do oponente.

— Ei! Chega! — disse um dos semideuses presentes. — Será que os mortais não sabem mais conversar e resolver seus problemas? — tentava convencer os dois.

O garoto atingido se apoiou nos próprios joelhos, cuspindo sangue no chão, enquanto tentava recuperar o fôlego. Foi o bastante para seu rival puxar da cintura um canivete que mais parecia uma faca. Nem mesmo o semideus que tentava apartar a briga poderia ter previsto aquilo.

3 segundos. A vida daquele rapaz foi decidida em meros 3 segundos. No instante seguinte, seu corpo jazia no chão da calçada.

O canivete foi o bastante para espantar qualquer mortal. Mas os semideuses permaneceram ali. Na certa, já estavam familiarizados com a morte. A vida de semideus, afinal, não era nada fácil. O rapaz do canivete já havia desaparecido, quando os semideuses decidiram se aproximar do garoto morto.

3, 2, 1... E o menino já não parecia mais tão morto assim.

×××


Num lugar um tanto quanto distante dali, Tobias tentava manter a calmaria. É que, durante todo aquele dia, nenhum contratempo havia interferido na vida do semideus. Mas o seu "sexto sentido" informava: sua paz estava prestes a acabar.
Pontos Adicionais


▬ O garoto era um semideus indefinido;
▬ Se perguntado, ele lembra apenas do evento de sua morte, e então a escuridão, seguida de uma sensação de um puxão, como se tivesse sido paralisado em meio a uma queda livre;
▬ Ele se diz filho de Macária, diz que sua mãe o trouxe de volta, e que haviam mais lá fora: deviam achá-los, antes que seus inimigos fizessem isso;
▬ Ele não sabe quem são esses inimigos - se seguidores de outros deuses, se monstros - nem seus objetivos, mas sabe que estão em perigo;
▬ Havia algo mais que devia dizer, mas ele não se lembra, sendo acometido por crises sempre que tenta se esforçar a isso.

Pontos Obrigatórios


Bianca, Julian e Grant:
▬ Aquela introdução básica sobre o dia-a-dia.
▬ A missão começará, para vocês, em New Haven, então, quero um motivo para vocês estarem ali (lembrando que vocês três estão separados, por enquanto);
▬ Como dito na introdução, os três estavam nas ruas de New Haven, quando uma briga se iniciou, então reajam de forma coerente (e façam os NPC's reagiram coerentemente também) - o importante é que vocês ficarão curiosos e assistirão a cena (narrar um pouco da luta seria uma ótima ideia);
▬ Um de vocês tentará intervir na luta, mas sem sucesso algum;
▬ O garoto, então, morrerá e, logo em seguida, retornará à vida e vocês deverão fazer perguntas a ele sobre como isso era possível (é um fato bem estranho, então duvido que os três não fiquem curiosos);
▬ Foquem na reação dos personagens às informações;
▬ Até este ponto, as postagens ainda serão individuais, então ainda não se coloquem como um grupo, encerrando com as impressões de vocês sobre a revelação da existência de Macária.

Tobias:
▬ Se é um revenante: Descreva como acordou e onde, que tipo de memória possui e alguns flashs que o acometem de tempos em tempos; foque em como está lidando com isso e o que planeja fazer - caso seja um recém-acordado, você não se lembrará do Acampamento, mesmo que tenha estado lá em uma vida passada;
▬ Se é um indefinido que já sabe sobre o Acampamento: Você tem algum motivo para ainda não ter ido para lá ou para ter saído do local (mas pode ser que esteja a caminho); desenvolva como soube que era um semideus e se acredita ou não nisso, e o que está fazendo na cidade atual, com alguma atividade plausível;
▬ Se é um indefinido que ainda não sabe sobre o Acampamento: Desenvolva como leva a vida e como encara seu dia-a-dia; caso tenha família ou algum tipo de relacionamento (amizades, gangues, o que seja) desenvolva isso nesta postagem;

▬ Deixo livre para você escolher o local em que começará o evento (e eu recomendo muito que seja em algum lugar dos EUA, que não seja em New Haven);
▬ Em todos os casos: em algum momento algum evento estranho quebra a tranquilidade atual: dê um gancho claro para a situação, mas ainda não a resolva, terminando o turno.

Informações


▬ Evento de Trama One-Post Contínuo;
▬ Local: New Haven, CT, EUA e local a ser definido;
▬ Horário: 14:00;
▬ Clima: Nublado, 28 ºC, brisas frescas;
▬ Prazo de Postagem: 168h (7 dias);
▬ Não se esqueça de colocar itens e poderes em spoiler/no final do post, ou suas ações poderão acabar sendo ignoradas (E é sempre bom lembrar que a quantidade de itens vai interferir em suas ações);
▬ Não aceitarei textos com menos de 250px de largura. Cuidado para as linhas do texto não ficarem muito coladas umas nas outras. Tentem se basear no tamanho de letra que eu uso em meu post. Menor do que isso pode não ser uma boa ideia. Nada de cores gritantes no post;
▬ Uma dica que eu deixo é que esse é um evento em equipe. Combinar os posts vai facilitar e muito a vida de vocês. Informações desencontradas nos posts de vocês vão, sim, render pontos negativos;
▬ Para dúvidas, reclamações, pedidos de extensão de prazo e mimimi's diversos, por favor, enviar uma MP. Também estarei disponível no Whatsapp e no Facebook. Prefiro não levar esses assuntos para o Chatbox.

Status


▬ Bianca H. Somerhalder (Nível 76) — 600/850 HP e 690/850 MP
Status Normal


▬ Grant Watson (Nível 4) — 100/130 HP e 100/130 MP
Status Normal


▬ Julian Aubry Blacktorn (Nível 1) — 100/100 HP e 100/100 MP
Status Normal


▬ Tobias Pratt (Nível 19) — 280/280 HP e 280/280 MP
Status Normal



A postagem nesse tópico só será permitida a partir das 20:00 hrs do dia 01/04
150 Ex-Staff
150 Ex-Staff
Ex StaffPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
167

Localização :
Hell's Kitchen

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Sab 02 Abr 2016, 16:10

the revenant
O céu não continha nenhum sinal do sol: estava nublado, fazendo com que sombras frescas repousassem sobre a cidade de New Haven. Tal fato, somado a sensação de dever cumprido — já que Bianca estava naquela cidade para realizar uma missão, a qual tinha acabado de concluir —, oferecia para a garota um ótimo humor.

O cheiro de sangue ainda era recente em suas narinas, e o som de gritos agoniados ainda podia ser relembrado com facilidade; por estar tão bem e, principalmente, pelo clima estar tão bom, Hale resolveu que passaria o resto do dia no local. Não tinha nenhum compromisso, então não seria um problema.

Quando cogitou para qual ponto iria, o centro da cidade foi o primeiro que passou pela sua cabeça: obviamente, era onde tinha mais circulação. Não tinha a mínima ideia do que faria lá, mas sua descendência divina podia arrumar confusão por si só. Assim, sem pensar muito na ideia, se dirigiu para o local desejado com a ajuda de um mapa.

Como esperado, muitas pessoas passavam por ali com uma pressa assustadora. Sequer olhavam para os lados, somente focavam em seu destino sem dar muita corda para qualquer coisa que estivesse acontecendo ao redor; naquele ponto, a cidade parecia bastante com Los Angeles. Tentando observar o máximo de coisas que estava acontecendo, a prole da lua se sentou em um muro baixo e jogou ou cabelos sobre os ombros, deixando as pernas balançando soltas no ar.

Nada parecia muito digno de ser observado. Somerhalder podia enxergar algumas pessoas que, pela postura e jeito que andavam, pareciam semideusas, mas não estava interessada em fazer novas amizades; na verdade, nem sabia direito o que estava fazendo ali. Divertia-se muito observando ações alheias, mas naquele lugar tudo parecia mecânico demais...

Então algo interessante e diferente de tudo que ela tinha visto até o momento aconteceu. Não sabia o motivo, mas de uma hora para outra houve vários gritos prazerosos de terror preenchendo os ouvidos de Bianca. Além disso, alguns mortais começaram a correr, enquanto outros somente se afastaram da calçada do outro lado da rua, onde se formava uma roda.

A semideusa, curiosa com o que tinha ocorrido, rapidamente levantou-se e começou a caminhar em direção à confusão. Apesar de muitos estarem tentando se afastar, a maioria continuava observando e berrando coisas sem sentidos, movidos pela curiosidade. Além dessa, Hale era movida pela esperança de ver morte.

Por fim, quando finalmente chegou a um ponto onde podia ver tudo o que acontecia, não demorou muito para entender: um homem musculoso e moreno tinha as mãos em posição de luta, enquanto o outro, menor e de cabelos vermelhos, parecia confuso e desnorteado. O primeiro, em uma fúria engraçada, gritava coisas sobre sua mulher. Bianca conseguiu deduzir que o ruivo tinha mexido com a namorada do outro, o que causou a briga. ”Tolos mortais", pensou a garota.

De repente, um soco desferido pelo namorado ciumento fez com que o segundo idiota caísse de joelhos e cuspisse sangue na calçada, causando uma reação animada em Bianca: se juntando aos mortais, ela berrou palavras de incentivo e deu alguns pulinhos, realmente interessada na confusão.

Mas, como nada dura muito, um dos garotos que ela classificou como tendo postura de semideus interveio na briga, dizendo algumas bobagens sobre ser pacífico e resolver as coisas conversando. Hale pensou em mandá-lo sair dali e deixar a porrada rolar, mas nem teve sua chance: o cara agressivo tirou um canivete do bolso e, num relâmpago de três segundos, a “arma” estava cravada no peito do ruivo.

Ninguém podia prever aquilo, o que gerou um choque grande. Os mortais que ainda estavam ali começaram a gritar e correr, provavelmente desacostumados com a morte. Bianca, que era quase a melhor amiga dela, continuou ali. Seus olhos estavam vidrados no sangue do garoto, e ela quase não conseguia se conter; queria muito se ajoelhar ao lado dele e passar a mão naquele líquido escarlate, tão bonito e encantador.

Porém, antes que pudesse perder o controle, uma coisa mais inesperada do que a própria morte do menino aconteceu: ele reviveu. Os olhos de Hale piscaram várias vezes, provavelmente tentando entender se aquela cena não era fruto de sua imaginação. Pelo que parecia, não era.

O fato fez com que a mente de Bianca saísse do sangue e, assim, ela observou ao redor. Além dela e do morto-vivo, havia somente mais dois meninos ali — nada do assassino. Considerou que, assim como ela, eram semideuses; afinal, não ficariam se não fossem.

Correndo para perto do garoto no chão, Hale pôs a mão em seu pescoço e sentiu seu pulso: não estava fraco.

— Que porra aconteceu com você, cara? — Com a delicadeza de uma pedra, a filha de Selene encarou o menino e, em seguida, o sangue dele, que continuava ali. — Você estava... Morto.

Depois daquela pergunta, os outros meninos fizeram mais várias. No final, puderam compreender que o ruivo realmente havia morrido, mas tinha sentido um “puxão” de volta ao mundo. Também dissera que era filho de Macária, e que não era o único. Havia outros, muitos outros, que precisavam ser achados antes que os inimigos o fizessem. Quem eram os inimigos? Não foi dito, o que era preocupante.

Bianca estava confusa, então não reagiu de imediato. Mas entendeu o que se passava. Entendeu que, novamente, outra deusa estava vindo à tona, juntamente com seus filhos. Um tempo atrás tinha sido a vez de Nêmesis, agora era Macária. Realmente não compreendia o que aquilo significava, e nem se a afetaria de algum modo, mas parecia confusão.

E Hale amava uma confusão.

this is blood, red blood:
armas:
{Falling Stars} / Shurikens [Conjunto com 10 shurikens de bronze sagrado, mas que se repõem sempre, funcionando quase como um "conjunto de shurikens infinitas". São guardadas em um estojo de couro e veludo. O alcance é limitado à força do semideus, mas não ultrapassa 25m. Podem ser atiradas até 2 por turno, e ambas seriam afetadas pelos poderes.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

— {Bravery} / Dog tag [Aparentemente uma placa normal de identificação do exército, com os dados básicos do semideus. Com uma bênção mágica contínua, abençoa seu utilizador com um bônus de 15% em sua força física e providencia uma resistência de igual nível a poderes e auras que envolvam os atributos medo e pânico.] {Prata} (Nível mínimo: 1.) [Recebimento: "Face Your Fears", treino trimestral para filhos de Selene e Hipnos. Avaliado por Ayla Lennox e atualizado por ~Lady Íris~.]

♦ {Luto} / Bandana Preta [Carregando a aura pesada do atentado terrorista ao Acampamento no réveillon, essa faixa preta do tamanho de 50cm de comprimento por 5cm de largura possui uma propriedade interessante: tais como em cerimônias lúgubres, onde se dedica um minuto de silêncio em respeito à fatalidade ocorrida, os movimentos do usuário ficam silenciados por um turno inteiro; tal "bênção", no entanto, não afeta fala ou poderes (não se poderia silenciar uma explosão, por exemplo), podendo ser utilizada unicamente em ações relacionadas à movimentação (um pulo, uma caminhada, uma corrida, o ruído de passos - desde que provindos do portador, seriam silenciados e não poderiam ser escutados, independente de poderes como "audição perfeita"). Pode ser utilizada duas vezes por ocasião (missão, evento, treino, dentre outros).] {Tecido preto} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Evento de Encerramento, "Burn, Baby, Burn! - Postagem Aberta". Jan/2015.]

♦ {Seduction} / Colar [Colar de ouro com um pingente em forma de serpente, que possui rubis mágicos encravados nas córneas do réptil. Quando utilizado, bonifica ações e poderes relativos a sedução e charme em 20%.] {Ouro e rubi} (Nível Mínimo: 15) [Recebimento: Missão "A Boate", avalida por Hipnos e atualizada por Poseidon]

♦ {Copy} / Óculos [Óculos escuros da marca Chilly Beans que se adaptam perfeitamente ao rosto do portador. As lentes possuem adaptação a luminosidade, variando entre escuros ou normais. Uma vez por missão, o portador poderá repetir um golpe ou habilidade utilizada por algum semideus/monstro em questão com maestria. A habilidade funciona quando o portador visualiza-la o golpe e somente depois poderá repeti-lo. Aplica-se a golpes corporais físicos, sendo que se utilizafo por uma arma, necessita da mesma ou de uma com as mesmas características físicas e especiais, sendo que acarreta perca de MP normal ao se fazer o movimento. Caso o movimento seja acarretado pelo uso de algum poder, o nível do poder deve ser menor ou igual ao do nível do usuário.{Plástico reforçado(Nível Mínimo: 21) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa da missão “O Furto” avaliada por Héstia][Att por Ares]

Colar de caranguejo gigante [Colar comum, feito de fibras de algas com uma pinça de carangueijo, avermelhada. Duas vezes por missão o portador pode soltar uma profusão de bolhas que ocupa uma área de 3m de raio ao seu redor e duram 3 turnos. As bolhas não provocam danos mas impedem a visibilidade, fazendo com que todos os ataques à distância tenham uma chance de falha de 50% por 3 turnos, não cumulativos. Adicionalmente, ao fim do poder, o solo da área fica encharcado, dificultando o equilíbrio e reduzindo a movimentação na área em 50% por 2 turnos. Para fins de resistência, os poderes do item equivalem ao nível 41. (Nível mínimo: 41) {Material: alga e pinça de carangueijo) [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

— {Spikes} / Escudo [Um escudo circular simples de 70cm de diâmetro feito de cobre nas bordas e alumínio no centro. Possui alguns espinhos em várias partes do metal, que servem como instrumento de ataque. Ele se transforma em um bracelete marrom-acinzentado quando não estiver sendo usado. Quando ativado, o usuário pode lançá-lo, tendo uma chance de acerto de 15% a mais do que teria ao usar um arco comum, por exemplo. Assemelha-se a um broquel.] {Alumínio e Cobre} {Não controla elementos} {Nível mínimo: 16} [Vendido por Matias Blake, forjado por Hiccup H. Haddock.]

❃{Ilusion} / Anel [Enquanto saia do local em que tinha sido mantida prisioneira, a filha de Selene encontrou um anel no formato de uma caveira negra. Tal item exala uma constante fumaça negra que só poderá ser enxergada por aqueles que tiverem a permissão de seu portador sendo útil para a localização de se portador. De modo que as outras pessoas não enxergam a fumaça, assim a semideusa pode desejar que ninguém veja a fumaça, ou que ao menos uma pessoa a encontre. A desejo do portador e apenas uma vez por missão, a fumaça exalada aumenta deixando uma área de 3x3 completamente no escuro impossibilitando a visão de seu inimigo por três rodadas. Poderes que permitem visão no escuro são afetados em 40%, pois se trata de algo mágico não uma escuridão normal.] {Bronze} (Nível Mínimo: 30) {Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão Save Yourserlves, avaliada por Athena e atualizada por Asclépio]

♦ {Leviathan} / Pulseira O devorador de homens.". Uma vez por missão ou evento, ao ser ativado, as letras emitem um brilho bem fraco e as semideusas são induzidas a um estado combativo acima do normal. Isso aumenta em 30% os efeitos e danos causados por ataques corpo-a-corpo. O efeito dura até duas rodadas, mas pode ser interrompido de acordo com o desejo do usuário.] {Ouro, magia} (Nível mínimo: 40) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão - Leviathan. Avaliada por Éris e Atualizada por Asclépio]

↯ {Fulmine} / Espada de Bronze Sagrado [ Espada de 90 cm, sendo 70 cm de lâmina e 20 cm de cabo. Possui uma lâmina de bronze pontuda com dois gumes extremamente afiados. No sulco da lâmina há uma frase escrita em Grego antigo: "Do Amor até a Morte". Em baixo da lâmina, o guarda-mão é feito de prata. O cabo é feito de couro e possui leves depressões para melhor acomodar os dedos. Possui o pomo feito de ouro, que além de ter a base com círculos entalhados, possui esse símbolo -"¥"- escondido. Ao não ser usada, transforma-se em um anel de ouro, com a mesma frase da espada incrustada por toda a sua superfície externa] {Bronze Sagrado, Ouro, Prata e Couro} (Nível Mínimo: 5) {Não controla nenhum elemento} [Comprado de Ayla Lennox]

Δ {Stetia} / Espada [Item ganho na entrada de Bianca ao grupo de semideuses, é feito de bronze sagrado e cabo do mesmo material, envolto com couro para melhor manuseio. Possui 110 cm de extensão da ponta da lâmina ao fim do cabo, sendo uma arma um tanto quanto pesada, mas podendo ser empunhada com uma única mão, ainda que requeira um pouco de força; seus atributos, porém, compensam sua dificuldade: a espada, uma vez por ocasião, pode ser envolta com uma energia de fonte desconhecida que dobra o dano causado no oponente, desde que com a lâmina da arma. A espada vem acompanhada de uma bainha de couro simples.] (Nível mínimo: 40) {Bronze sagrado e couro} [Recebimento: por Harmonia na missão "Attracting", atualizada por Asclépio.]

◆ {Luck} / Ficha de Cassino [É uma ficha de cassino comum, aparentemente. Tendo a cor vermelha e os números escritos em branco, só dá para se notar o brasão do cassino pelo toque. Sua habilidade especial é que, uma vez a cada missão e em somente uma rodada, quando ativa enquanto segura pela semideusa, ela permite que a portadora escape de somente um golpe vindo de um oponente ao teleportar-se o mínimo de distância possível para desviar-se do ataque. Caso venha mais de um golpe, o amuleto só pode ser usado em um deles, tendo que defender o outro normalmente, caso o teleporte ainda a deixe na linha de ataque - definido pelo narrador, a ficha só leva para o espaço livre próximo, mas a semideusa não define o local. Caso seja um golpe em área, aplica-se o máximo de cinco metros de raio para teleporte, se o ataque pegar mais do que a área de teleporte, os danos serão calculados normalmente. Para ativá-lo, a usuária precisa ficar rodando a ficha entre os dedos de sua mão.][Material: Plástico.][Nível mínimo: 65][Recebimento: Missão "Money Lies", avaliada por Poseidon e atualizada por ~Eos]
poderes:
passivos:
Nível 25: Fase da Lua IV - Lua Minguante
Nesse nível, a postura do filho de Selene passa a ser subestimada pelos seus oponentes. Como a lua que míngua é esquecida nos céus, assim farão os inimigos em batalha - a menos que o filho de Selene seja muito mais forte que os oponentes (10 níveis ou mais) ou os ataque antes, o filho de Selene não será o primeiro alvo de um ataque quando estiver trabalhando em um grupo. Válido apenas para o primeiro turno. [Novo]

Nível 30: Estabilidade
A lua estabiliza o eixo da terra, permitindo a manutenção do clima - sem ela, isso não seria possível. No seu caso, esse poder significa que você consegue manter sua temperatura corporal estável, fazendo com que resista melhor a alterações climáticas e interpéries naturais, apesar de ainda poder ser afetado por poderes de frio e fogo, por exemplo. Você ainda pode sofrer com efeitos naturais, como hipotermia ou desidratação pela temperatura, mas demora 5 vezes mais do que humanos normais para senti-los [Novo].


Nível 40: Presságio
A lua sempre foi utilizada por várias culturas em seus rituais divinatórios. Você personaliza isso, ganhando uma espécie de sexto sentido que faz com que seja difícil ser surpreendido. Não indica o perigo exato ou o momento em que será atacado, nem de onde ou de quem virá, apenas a sensação de que há perigo, uma espécie de intuição, que pode servir para indicar emboscadas e armadilhas, ou até ataques. Alguns inimigos podem ter como burlar isso, já que podem conseguir ocultar sentimentos ou pensamentos - em casos do tipo, o poder só captaria se o oponente for de nível menor. [Novo]
ativos:
— Nenhum ativo.

Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
784

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Grant Watson em Dom 03 Abr 2016, 16:06

New Haven
Grant sabia que estava na cidade de New Haven para fazer uma missão, e ironicamente era tudo o que ele sabia. O garoto andava pela cidade, tentando encontrar algo para comer, pois já passava das duas horas da tarde o ele mal tinha tomado café da manhã.
Ao virar uma esquina, Grant escutou vários gritos de raiva e xingamentos, e como o bom samaritano que é, resolveu andar até lá para ver o que estava acontecendo. Ao chegar ao local do tumulto, o semideus viu dois homens discutindo, o mais alto era moreno, e ofendia o outro com mais palavras que o rapaz poderia se lembrar.
O homem mais alto, já irritado, empurrou o garoto forçando-o a andar dois ou três passos para trás. Logo depois, o pugilo começou, ambos os oponentes começaram a lutar ferozmente, o moreno era claramente mais forte, no entanto oponente era mais rápido. Pelos que foi dito, Grant entendeu que o garoto de cabelos flamejantes havia feito algo com a namorada do outro, o que provocara a briga.
Depois de alguns segundos, o homem mais alto começou a levar a melhor, o meio-sangue olhou os olhos dele, e estavam cheios de uma raiva incontida, uma raiva que pode transformar os melhores homens nas maiores bestas. Grant previa que aquilo não acabaria bem, andou até os dois oponentes para apartar a briga, antes que um dos homens, no auge de sua cólera, fizesse algo que ultrapassasse a sua compreensão da idiotice humana.
-Ei! Chega! - O garoto continuou tentando convencê-los a parar, sem intervir fisicamente. O ruivo, e o semideus olhou para a face dele pela primeira vez, e percebeu que não passava de um garoto, não podia ter mais do que 20 primaveras.
Antes que Grant pudesse fazer mais alguma coisa, o corno puxou um canivete, e enfiou nele sem exitar, logo após, o rapaz do canivete se virou e fugiu.
Todos os mortais saíram, e de frente ao corpo morto restaram apenas três, todos eles semideuses. O filho de Héracles viu que o garoto morto abriu os olhos, e todos os semideuses ficaram surpresos, uma garota se abaixou, e começou a falar com o revivente, e logo todos começaram a fazer perguntas, um turbilhão delas, e a cada pergunta respondida, surgiam cinco novas. Por fim, todos descobriram que ele era um semideus também, filho da deusa da boa morte e havia ressuscitado. Tudo isso parecia muito lógico para Watson, mas ele resolveu não comentar muito sobre o assunto.
NOTES :

Grant Watson
Grant Watson
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
10

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Tobias Pratt em Qua 06 Abr 2016, 17:15




Bitch I'm Back

A luz cega meus olhos, rapidamente me deixando com uma leve dor de cabeça. Quando finalmente eles se adaptam à luz, abro-os novamente, notando a imensidão azul que parece me cercar. Algumas nuvens brancas voam pelo céu, guiadas pelo mesmo vento que sopra em minha direção, bagunçando alguns fios rebeldes de meu cabelo. E quanto ao som, os barulhos típicos de uma cidade grande: carros buzinando, pessoas gritando umas com as outras e até mesmo alguns vendedores gritando sobre a necessidade que todos têm de comer o lanche da loja para qual faz propaganda. Tudo, em conjunto, forma uma melodia tão irritante quando as dúvidas que passam por minha cabeça.

Mas não consigo pensar em nenhuma resposta. Para ser sincero, não consigo pensar em nada que não seja o tal lanche. Minha barriga parece roncar... "e, cara, há quanto tempo estou sem comida?" Começo a revirar todos os bolsos da calça jeans que visto, à procura de algum dinheiro. Busca inútil. Ao não encontrar nada, decido que o melhor a fazer é me levantar e começar a buscar coisas mais úteis do que alguns dólares. Qualquer coisa que me indique como voltar para casa, por exemplo. Isso se eu tiver uma, claro. "Droga, eu realmente não consigo me lembrar de nada!", penso, frustrado.

Tento sentar-me no chão, mas minha coluna é invadida por uma onda de dor, que deixa todo meu corpo arrepiado e obriga-me a morder o lábio inferior para não gritar. Tudo o que eu não preciso agora é chamar a atenção das pessoas.

Fico mais um tempinho deitado no chão duro e frio, aproveitando-o para refletir sobre a situação em que me encontro, antes da segunda tentativa. Enfim respiro fundo e consigo sentar-me. Olho ao meu redor novamente, notando uma mochila aparentemente velha jogada bem perto do lugar onde estou. Não sei exatamente o porquê, mas tenho certeza de que é minha. Estico meu braço até conseguir alcançá-la — levantar não parece uma boa opção — e a puxo para mais perto de mim, abrindo-a em seguida.

E então tudo ao meu redor se transforma. Agora estou cercado por paredes brancas e um teto da mesma cor — talvez eu tenha uma casa. Seguro uma camisa preta em frente a meu corpo, observando como ficarei ao vesti-la através do espelho. Antes que eu decida se vou mesmo usá-la ou não, alguém se aproxima pelas minhas costas,  e agradeço silenciosamente por ter um espelho em minha frente.

Droga, Allyson, você me assustou — não consigo conter as palavras, que saem naturalmente, como se elas necessitem serem ditas. O garoto, que tem uma pele clara como a minha, dá um sorriso. Ele é alto e magro, porém com um bom porte físico, e seu cabelo é negro como a noite, completamente diferente do meu.

O tal Allyson abre a boca para falar alguma coisa, mas antes que emita algum som, tudo se desfaz. Volto para a grama, e a dor de cabeça me acompanha novamente.

Depois de uns segundos de confusão em que fico congelado, volto a olhar o que tem dentro da mochila. Enquanto isso, luto para afastar todas as perguntas e problemas sem solução: onde estou e por quê? Estou aqui desde quando? Dormi por quanto tempo? Será que vim para cá com mais alguém?

Que mer... — retiro a primeira coisa que eu encontro, e adivinhe? A tal camisa preta está novamente em minhas mãos.

Ela está suja, então não penso duas vezes antes de jogá-la sobre o chão e continuar procurando pistas que sirvam para alguma coisa. Tiro mais algumas roupas insignificantes, até que encontro um pacote de biscoito recheado. Abro-o o mais rápido que consigo e começo a comer. Ele não dura muito.

Acho uma superfície de uma cor que se assemelha tanto ao marrom quanto ao dourado e, curioso, retiro-o do meio das roupas. Um escudo. Não sei exatamente se para me defender ou se apenas para me deixar mais confuso ainda, mas por algum motivo eu carrego um escudo. Atrás do escudo está uma espada, escondida de um jeito que eu nem sei como a coloquei ali, se é que fui eu que a coloquei. E, ainda, como se não fosse o suficiente, também tenho um elmo. Pego as roupas do chão e as devolvo para a mochila de um jeito que esconda os três itens ditos.

Levanto-me não muito tempo depois e passo as alças da mochila por meus ombros, para facilitar que eu a carregue. Antes que eu decida qual direção seguir, sou arrastado para algum tipo de memória, sonho ou seja lá o que for de novo.

Árvores grandes usam suas folhas para me proteger dos raios de sol que tentam me alcançar. Toda a agitação evidente é substituída pelo calmo e doce cantar dos pássaros. Com as costas apoiadas no tronco de uma árvore, um livro encontra-se em minha mão. Fecho-o, novamente sem controle de meus movimentos, e levanto o olhar na direção de onde ouço o som de passos. O mesmo garoto — da pele pálida e cabelos negros — está em minha frente novamente.

Passa o colar — percebo um tom ameaçador na voz, assim como percebo que ela é grossa demais para que seja do rapaz magro que se encontra em minhas lembranças. Meu corpo se arrepia à medida em que minha mente volta para a realidade. Estou ferrado. Por que, com tanto lugar para acordar, eu o fiz num canto escuro de uma rua vazia?

Não sei muito mais coisa do que meu nome, minha idade e que conheço alguém chamado Allyson. Mas acho que o assaltante não acreditaria nisso se eu ousasse contar para ele. Sem ter muito o que fazer, observo o item pedido pelo bandido, finalmente notando-o. Me preparo para tirá-lo. Um simples colar não vale mais do que a minha vida.

P.S.:
Legenda:

Tobias / Outros / Pensamentos.

Localização:

Tobias está em Los Angeles, mas ainda não sabe disso. Já esteve na cidade antes, então provavelmente vai descobrir isso ao reconhecer algum lugar ou edifício (mais flashbacks \o/)
Itens:
{Colar do Serpentário} / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] ~ Pescoço ~

{Needdle} / Wakizashi [O item encontrado no museu de New York é de lâmina fina, mas afiada nos dois gumes. Tem 90 cm de comprimento, sendo 70 de bronze sagrado. A empunhadura é feita em madeira revestida com seda branca, dando mais conforto e firmeza no manuseio. A arma ao todo é leve e pode ser utilizada com uma mão, acompanhando uma bainha de couro preta com entalhes.] {Bronze Sagrado , Couro e Seda} (Nível mínimo: 10) {Não controla nenhum elemento} [Recompensa pela missão "Choose Your Challenge", desenvolvida por Lady Psiquê e atualizada por Odisseu.] ~ Mochila ~

{Gladdius} / Gládio [Uma adaga forjada a partir do molde de um gládio portado pelo deus Hermes, feita a partir de bronze rígido. O armamento possui uma lâmina de cerca de dezoito centímetros e um cabo revestido com couro mitológico, super-confortável à mão do indivíduo que portar a arma. A adaga emana uma um poder que aumenta a chance de acerto dos golpes em 15%.] {Bronze} (Nível: 12) {Nenhum elemento} [Recebimento: missão "Se vira nos 30!", avaliada por Tânatos e atualizada por Asclépio; efeito conseguido na DIY "The Little Help", avaliada por Selene e atualizada por Asclépio.] ~ No fundo da mochila, por isso ainda não foi encontrado ~

{Elm} / Elmo [Um elmo feito de Bronze. Ele se encaixa perfeitamente na cabeça do usuário, oferecendo proteção completa para a mesma, permitindo que sua visão não seja afetada. Visualmente é semelhante aos elmos espartanos da antiguidade. O item é abençoado para proteção mental, oferecendo +5% de Resistência Mental para inimigos de nível igual ou menor que seu usuário. {Bronze} (Nível Mínimo: 5) {Não Controla nenhum Elemento} ~ Mochila ~

{Bellatrix} / Escudo Comum [Barato e leve, este escudo permite que a mão no qual é usado ainda carregue pequenos objetos, mas não armas. A proteção é um pouco maior do que a de um broquel, mas ainda não muito efetiva.] {Bronze Sagrado} (Sem nível mínimo) {Não controla nenhum elemento} ~ Mochila ~
Poderes:
Ativos:

Nothing.

Passivos:

Tranquilidade (Nível 19)
Médicos necessitam, constantemente, de tranquilidade e calma para realizar uma operação. Afinal, o que menos poderiam querer seria cometer um erro por nervosismo. Lógico que isto passa a ser uma das habilidades dos curandeiros, podendo resistir a efeitos de medo, pânico e paranóia. A resistência é fraca, contudo, e só retira metade do efeito; e os arredondamentos são feitos para baixo. Só afeta poderes que venham de uma fonte de nível igual ou menor do que o Curandeiro.


Thanks for @Lovatic, on Cupcake Graphics


Tobias Pratt
Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio

Mensagens :
78

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por 150 Ex-Staff em Sab 09 Abr 2016, 18:27


The Revenant
This is gospel for the fallen ones. Locked away in permanent slumber. Assembling their philosophies from pieces of broken memories. Don't try to sleep through the end of the world and bury me alive, 'cause I won't give up without a fight.
I
ntrigados com o que acabaram de ver, os semideuses ali presentes ainda não sabem o que fazer. Sabiam, no entanto, que Macária estava agindo e que era necessário tomar uma atitude o mais rápido possível. Mas será que aqueles três desconhecidos seriam capazes de trabalhar em união?

×××


Tobias, ao mesmo tempo, tentava manter a calma diante do homem que o assaltava. Ele decidira que um colar valia menos do que a sua vida (que, há pouco, havia sido devolvida a ele). Teria ele a mesma disposição para abrir mão das únicas lembranças que lhe restavam?


Pontos Obrigatórios


Bianca, Julian e Grant:
▬ É hora de interagir uns com os outros. Vocês perceberão que devem investigar o que está acontecendo e deverão encontrar um motivo para trabalharem juntos.
▬ Voltem a falar com o filho de Macária, perguntando se ele tem alguma pista ou se ele lembra de mais alguma coisa. O rapaz confessará que o nome de uma cidade não sai de sua cabeça. A cidade é Columbus, capital de Ohio.
▬ Vocês decidirão que devem ir até lá. O filho de Macária discordará. Ele está mais interessado em vingar sua "morte" e, por isso, abandonará vocês.
▬ Encontrem algum transporte para levá-los até Columbus e narrem a viagem até lá.
▬ Quando chegarem a Columbus, os três vão se separar e procurar pistas sobre Macária e seus filhos, mas combinarão de se encontrar naquele mesmo lugar mais tarde.
▬ Vasculhem, cemitérios, funerárias, prédios abandonados... Enfim, o que vocês acharem que seja importante.
▬ Infelizmente, vocês se reunirão e decidirão que a pista era falsa.
▬ Não esqueçam de narrar suas reações a tudo isso.

P.S.: Julian, como você não postou no primeiro turno, deverá, de acordo com o post principal do tópico "de alguma forma cobrir a lacuna sem contradizer o narrador".

Tobias:
▬ Desenvolva o assalto, não esquecendo de narrar suas reações a ele. O homem não ficará satisfeito apenas com o seu colar. Ele tentará levar a sua mochila, onde estão as únicas lembranças que você tem de seu passado.
▬ Você terá, então, que se livrar do assaltante (note que não estou pedindo uma batalha).
▬ Depois de conseguir fugir do assaltante, você começará a andar por Los Angeles e alguns lugares despertarão pequenos lapsos de memória em você.
▬ Mas tudo ainda parece bastante confuso para você, de forma que você decide que precisa de respostas. Alto o fará deixar Los Angeles (uma lembrança, uma conversa que você ouviu na rua, algo desse tipo).
▬ Você deverá narrar sua passagem por, pelo menos, duas cidades diferentes. Também, é claro, deverá narrar a viagem até cada uma delas e como conseguiu transporte (a não ser que tenha decidido ir a pé).
▬ As cidades, no entanto, não revelam muitas respostas. Narre seus sentimentos e reações quanto a isso.

▬ P.S.: Você acordou muito distante do grupo principal, então, quanto mais longe você conseguir ir em direção a ele, melhor será para o grupo.

Informações


▬ Evento de Trama One-Post Contínuo;
▬ Local: New Haven, CT e Los Angeles, CA;
▬ Horário: 14:00;
▬ Clima: Nublado, 28 ºC, brisas frescas;
▬ Prazo de Postagem: 168h (7 dias);
▬ Não se esqueça de colocar itens e poderes em spoiler/no final do post, ou suas ações poderão acabar sendo ignoradas (E é sempre bom lembrar que a quantidade de itens vai interferir em suas ações);
▬ Não aceitarei textos com menos de 250px de largura. Cuidado para as linhas do texto não ficarem muito coladas umas nas outras. Tentem se basear no tamanho de letra que eu uso em meu post. Menor do que isso pode não ser uma boa ideia. Nada de cores gritantes no post;
▬ Uma dica que eu deixo é que esse é um evento em equipe. Combinar os posts vai facilitar e muito a vida de vocês. Informações desencontradas nos posts de vocês vão, sim, render pontos negativos;
▬ Para dúvidas, reclamações, pedidos de extensão de prazo e mimimi's diversos, por favor, enviar uma MP. Também estarei disponível no Whatsapp e no Facebook. Prefiro não levar esses assuntos para o Chatbox.

Status


▬ Bianca H. Somerhalder (Nível 76) — 600/850 HP e 690/850 MP
+ Resistente ao clima


▬ Grant Watson (Nível 4) — 100/130 HP e 100/130 MP
Status Normal


▬ Julian Aubry Blacktorn (Nível 1) — 50/100 HP e 50/100 MP
- 50% do status, por não ter postado no primeiro turno


▬ Tobias Pratt (Nível 19) — 280/280 HP e 280/280 MP
+ Tranquilo
150 Ex-Staff
150 Ex-Staff
Ex StaffPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
167

Localização :
Hell's Kitchen

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Ter 12 Abr 2016, 15:46

the revenant
— Ok, mais alguém está achando isso estranho? Porque, caralho, juro que nunca vi ninguém ressuscitar assim — Bianca falou repentinamente, ocultando a parte em que confessava já ter visto muita gente morrer. Os outros dois pareciam surpresos com a situação, então provavelmente se assustariam com a verdadeira filha de Selene. — Acho que deveríamos investigar isso juntos. Ajuda sempre é bem-vinda...  

Não que Somerhalder gostasse de trabalhar em equipe, mas tinha seus interesses por trás daquilo: apesar de saber se virar bem no mundo semideus, já tinha comprovado diversas vezes que tudo era mais fácil quando se tinha ajuda. Com a curiosidade enorme que possuía, obviamente queria investigar o que se passava; e aqueles dois ali podiam ajudá-la perfeitamente.

Por tal motivo, sorriu e jogou os cabelos sobre os ombros, tentando convencê-los a ajudar. Não pareciam muito experientes — e provavelmente não eram —, portanto Hale tinha certo poder de convicção sobre eles, o que a ajudava.

Como esperado, ambos logo concordaram em trabalhar como uma equipe. Bianca, animada com a decisão, se pôs de pé com um movimento inesperado e virou-se para o filho de Macária — era estranho chamá-lo disso —, que continuava no chão. “Talvez ele tenha tanta demência que não consiga se levantar”, pensou com maldade.

— Precisamos que você nos dê alguma pista sobre por onde começar — disse com decisão, tomando a frente daquela “investigação”. Encarou o menino ruivo por alguns segundos, esperando enquanto ele pensava. De repente, seu rosto se iluminou e a palavra “Columbus” saiu de sua boca. Reconhecendo que aquela era a capital de Ohio, Bianca sorriu. — Acho que devemos ir para lá, já que é nossa melhor pista até o momento.

O semideus morto-vivo, contrariado, negou com a cabeça. Ele queria vingar seu assassino. Por entender bem de vingança, Somerhalder deu de ombros e perguntou aos outros o que eles achavam. A sugestão mais sensata foi dada: deviam prosseguir sem o filho de Macária. Por fim, foi aquilo mesmo que fizeram.

No início, o que mais foi questionado era como chegariam até Ohio, mas aquilo certamente não era um problema para eles: Hale morava do outro lado do país e, por aquele motivo, tinha vindo de carro até New Haven. Claro que era roubado, mas os outros dois não precisavam saber daquilo... Era uma informação desnecessária, que provavelmente só geraria discussões. Assim, achando que o veículo era totalmente da posse da filha de Selene, partiram.

— Bianca Hale Somerhalder, filha de Selene — disse a prole da lua quando já estavam dentro do carro. Naqueles longos momentos de viagem, tiveram tempo de se conhecerem melhor: Grant Watson, filho de Héracles, e Julian Aubry Blacktorn, filho de Hermes. Até aquele momento não estavam perturbando a garota — coisa rara —, o que contribuía para ela gostar deles, até certo ponto.

O caminho até Columbus foi tranquilo e sem perturbações, de modo que Hale chegou totalmente calma no local: era raro aquilo acontecer, mas de vez em quando, nos momentos em que fazia alguma coisa de seu interesse, Bianca conseguia se manter paciente; seus pensamentos nem vagavam tanto pelo sangue e morte, como de costume.

Assim que desceram do veículo, Hale fez a pergunta que todos esperavam: o que fariam ali? Já que tinha tomado a maioria das decisões até aquele momento, deixou que os outros dois pensassem um pouco. Então, mais rápido do que ela esperava, um deles deu uma ideia. Ainda não havia guardado os nomes, portanto só escutou o que ele tinha para dizer; e realmente era uma sugestão boa: se dividirem e procurarem pistas pela cidade era a forma mais rápida de encontrarem alguma coisa, se é que realmente havia alguma coisa.

Finalmente combinaram de se reencontrarem naquele mesmo local mais tarde para discutirem as possíveis descobertas, e assim saíram andando pela cidade pouco conhecida — ou até mesmo desconhecida. Bianca, que já havia ido ali antes, teve uma pequena facilidade para se locomover.

A prole da lua, sem nem prestar atenção para onde estava indo, acabou sendo atraída para um cemitério — realmente, a morte a chamava. Não havia ninguém ali, de modo que ela pulou o muro facilmente e rapidamente se encontrou nos limites de dentro. Começou a vasculhar tudo o que era possível, como flores em cima de lápides e as próprias lápides.

Infelizmente, não achou nada ali. Distraiu-se tanto que, quando percebeu, já estava bem mais tarde. Então, por ter combinado com os outros de se encontrarem, Bianca deixou tudo como estava e saiu correndo, apressada para contar o fracasso.

Assim que chegou perto dos outros, revirou os olhos e se jogou em cima do capô do carro, falando alguns palavrões básicos. Também ouviu os outros semideuses reclamando sobre não encontrar nada, o que a deixou mais nervosa ainda.

Havia sido uma pista falsa?

this is blood, red blood:
armas:
{Falling Stars} / Shurikens [Conjunto com 10 shurikens de bronze sagrado, mas que se repõem sempre, funcionando quase como um "conjunto de shurikens infinitas". São guardadas em um estojo de couro e veludo. O alcance é limitado à força do semideus, mas não ultrapassa 25m. Podem ser atiradas até 2 por turno, e ambas seriam afetadas pelos poderes.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

— {Bravery} / Dog tag [Aparentemente uma placa normal de identificação do exército, com os dados básicos do semideus. Com uma bênção mágica contínua, abençoa seu utilizador com um bônus de 15% em sua força física e providencia uma resistência de igual nível a poderes e auras que envolvam os atributos medo e pânico.] {Prata} (Nível mínimo: 1.) [Recebimento: "Face Your Fears", treino trimestral para filhos de Selene e Hipnos. Avaliado por Ayla Lennox e atualizado por ~Lady Íris~.]

♦ {Luto} / Bandana Preta [Carregando a aura pesada do atentado terrorista ao Acampamento no réveillon, essa faixa preta do tamanho de 50cm de comprimento por 5cm de largura possui uma propriedade interessante: tais como em cerimônias lúgubres, onde se dedica um minuto de silêncio em respeito à fatalidade ocorrida, os movimentos do usuário ficam silenciados por um turno inteiro; tal "bênção", no entanto, não afeta fala ou poderes (não se poderia silenciar uma explosão, por exemplo), podendo ser utilizada unicamente em ações relacionadas à movimentação (um pulo, uma caminhada, uma corrida, o ruído de passos - desde que provindos do portador, seriam silenciados e não poderiam ser escutados, independente de poderes como "audição perfeita"). Pode ser utilizada duas vezes por ocasião (missão, evento, treino, dentre outros).] {Tecido preto} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Evento de Encerramento, "Burn, Baby, Burn! - Postagem Aberta". Jan/2015.]

♦ {Seduction} / Colar [Colar de ouro com um pingente em forma de serpente, que possui rubis mágicos encravados nas córneas do réptil. Quando utilizado, bonifica ações e poderes relativos a sedução e charme em 20%.] {Ouro e rubi} (Nível Mínimo: 15) [Recebimento: Missão "A Boate", avalida por Hipnos e atualizada por Poseidon]

♦ {Copy} / Óculos [Óculos escuros da marca Chilly Beans que se adaptam perfeitamente ao rosto do portador. As lentes possuem adaptação a luminosidade, variando entre escuros ou normais. Uma vez por missão, o portador poderá repetir um golpe ou habilidade utilizada por algum semideus/monstro em questão com maestria. A habilidade funciona quando o portador visualiza-la o golpe e somente depois poderá repeti-lo. Aplica-se a golpes corporais físicos, sendo que se utilizafo por uma arma, necessita da mesma ou de uma com as mesmas características físicas e especiais, sendo que acarreta perca de MP normal ao se fazer o movimento. Caso o movimento seja acarretado pelo uso de algum poder, o nível do poder deve ser menor ou igual ao do nível do usuário.{Plástico reforçado(Nível Mínimo: 21) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa da missão “O Furto” avaliada por Héstia][Att por Ares]

Colar de caranguejo gigante [Colar comum, feito de fibras de algas com uma pinça de carangueijo, avermelhada. Duas vezes por missão o portador pode soltar uma profusão de bolhas que ocupa uma área de 3m de raio ao seu redor e duram 3 turnos. As bolhas não provocam danos mas impedem a visibilidade, fazendo com que todos os ataques à distância tenham uma chance de falha de 50% por 3 turnos, não cumulativos. Adicionalmente, ao fim do poder, o solo da área fica encharcado, dificultando o equilíbrio e reduzindo a movimentação na área em 50% por 2 turnos. Para fins de resistência, os poderes do item equivalem ao nível 41. (Nível mínimo: 41) {Material: alga e pinça de carangueijo) [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

— {Spikes} / Escudo [Um escudo circular simples de 70cm de diâmetro feito de cobre nas bordas e alumínio no centro. Possui alguns espinhos em várias partes do metal, que servem como instrumento de ataque. Ele se transforma em um bracelete marrom-acinzentado quando não estiver sendo usado. Quando ativado, o usuário pode lançá-lo, tendo uma chance de acerto de 15% a mais do que teria ao usar um arco comum, por exemplo. Assemelha-se a um broquel.]  {Alumínio e Cobre} {Não controla elementos} {Nível mínimo: 16} [Vendido por Matias Blake, forjado por Hiccup H. Haddock.]

❃{Ilusion} / Anel [Enquanto saia do local em que tinha sido mantida prisioneira, a filha de Selene encontrou um anel no formato de uma caveira negra. Tal item exala uma constante fumaça negra que só poderá ser enxergada por aqueles que tiverem a permissão de seu portador sendo útil para a localização de se portador. De modo que as outras pessoas não enxergam a fumaça, assim a semideusa pode desejar que ninguém veja a fumaça, ou que ao menos uma pessoa a encontre. A desejo do portador e apenas uma vez por missão, a fumaça exalada aumenta deixando uma área de 3x3 completamente no escuro impossibilitando a visão de seu inimigo por três rodadas. Poderes que permitem visão no escuro são afetados em 40%, pois se trata de algo mágico não uma escuridão normal.] {Bronze} (Nível Mínimo: 30) {Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão Save Yourserlves, avaliada por Athena e atualizada por Asclépio]

♦ {Leviathan} / Pulseira O devorador de homens.". Uma vez por missão ou evento, ao ser ativado, as letras emitem um brilho bem fraco e as semideusas são induzidas a um estado combativo acima do normal. Isso aumenta em 30% os efeitos e danos causados por ataques corpo-a-corpo. O efeito dura até duas rodadas, mas pode ser interrompido de acordo com o desejo do usuário.] {Ouro, magia} (Nível mínimo: 40) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão - Leviathan. Avaliada por Éris e Atualizada por Asclépio]

↯ {Fulmine} / Espada de Bronze Sagrado [ Espada de 90 cm, sendo 70 cm de lâmina e 20 cm de cabo. Possui uma lâmina de bronze pontuda com dois gumes extremamente afiados. No sulco da lâmina há uma frase escrita em Grego antigo: "Do Amor até a Morte". Em baixo da lâmina, o guarda-mão é feito de prata. O cabo é feito de couro e possui leves depressões para melhor acomodar os dedos. Possui o pomo feito de ouro, que além de ter a base com círculos entalhados, possui esse símbolo -"¥"- escondido. Ao não ser usada, transforma-se em um anel de ouro, com a mesma frase da espada incrustada por toda a sua superfície externa] {Bronze Sagrado, Ouro, Prata e Couro} (Nível Mínimo: 5) {Não controla nenhum elemento} [Comprado de Ayla Lennox]

Δ {Stetia} / Espada [Item ganho na entrada de Bianca ao grupo de semideuses, é feito de bronze sagrado e cabo do mesmo material, envolto com couro para melhor manuseio. Possui 110 cm de extensão da ponta da lâmina ao fim do cabo, sendo uma arma um tanto quanto pesada, mas podendo ser empunhada com uma única mão, ainda que requeira um pouco de força; seus atributos, porém, compensam sua dificuldade: a espada, uma vez por ocasião, pode ser envolta com uma energia de fonte desconhecida que dobra o dano causado no oponente, desde que com a lâmina da arma. A espada vem acompanhada de uma bainha de couro simples.] (Nível mínimo: 40) {Bronze sagrado e couro} [Recebimento: por Harmonia na missão "Attracting", atualizada por Asclépio.]

◆ {Luck} / Ficha de Cassino [É uma ficha de cassino comum, aparentemente. Tendo a cor vermelha e os números escritos em branco, só dá para se notar o brasão do cassino pelo toque. Sua habilidade especial é que, uma vez a cada missão e em somente uma rodada, quando ativa enquanto segura pela semideusa, ela permite que a portadora escape de somente um golpe vindo de um oponente ao teleportar-se o mínimo de distância possível para desviar-se do ataque. Caso venha mais de um golpe, o amuleto só pode ser usado em um deles, tendo que defender o outro normalmente, caso o teleporte ainda a deixe na linha de ataque - definido pelo narrador, a ficha só leva para o espaço livre próximo, mas a semideusa não define o local. Caso seja um golpe em área, aplica-se o máximo de cinco metros de raio para teleporte, se o ataque pegar mais do que a área de teleporte, os danos serão calculados normalmente. Para ativá-lo, a usuária precisa ficar rodando a ficha entre os dedos de sua mão.][Material: Plástico.][Nível mínimo: 65][Recebimento: Missão "Money Lies", avaliada por Poseidon e atualizada por ~Eos]
poderes:
passivos:
Nível 12: Luar romântico
A lua sempre foi o símbolo dos namorados. Por este motivo, durante a noite, poderes de charme e persuasão dos filhos de Selene sempre são amplificados, como se tivessem cinco níveis a mais, para determinar as resistências dos inimigos (mas não o efeito do poder). [Novo]

Nível 25: Fase da Lua IV - Lua Minguante
Nesse nível, a postura do filho de Selene passa a ser subestimada pelos seus oponentes. Como a lua que míngua é esquecida nos céus, assim farão os inimigos em batalha - a menos que o filho de Selene seja muito mais forte que os oponentes (10 níveis ou mais) ou os ataque antes, o filho de Selene não será o primeiro alvo de um ataque quando estiver trabalhando em um grupo. Válido apenas para o primeiro turno. [Novo]

Nível 30: Estabilidade
A lua estabiliza o eixo da terra, permitindo a manutenção do clima - sem ela, isso não seria possível. No seu caso, esse poder significa que você consegue manter sua temperatura corporal estável, fazendo com que resista melhor a alterações climáticas e interpéries naturais, apesar de ainda poder ser afetado por poderes de frio e fogo, por exemplo. Você ainda pode sofrer com efeitos naturais, como hipotermia ou desidratação pela temperatura, mas demora 5 vezes mais do que humanos normais para senti-los [Novo].


Nível 40: Presságio
A lua sempre foi utilizada por várias culturas em seus rituais divinatórios. Você personaliza isso, ganhando uma espécie de sexto sentido que faz com que seja difícil ser surpreendido. Não indica o perigo exato ou o momento em que será atacado, nem de onde ou de quem virá, apenas a sensação de que há perigo, uma espécie de intuição, que pode servir para indicar emboscadas e armadilhas, ou até ataques. Alguns inimigos podem ter como burlar isso, já que podem conseguir ocultar sentimentos ou pensamentos - em casos do tipo, o poder só captaria se o oponente for de nível menor. [Novo]
ativos:
— Nenhum ativo.

Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
784

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Tobias Pratt em Sab 16 Abr 2016, 19:08




Bitch I'm Back

Anda — o assaltante me apressa — O colar e a mochila.

Mas desta vez o que muda não é a cena em que vivo e nem as coisas ao meu redor, e sim o objeto que seguro. O colar — ou o que era um colar até pouco tempo atrás — se transforma em uma espécie de bastão com uma serpente prateada em espiral. Meu olhar varia entre a arma e o bandido, que parece tão surpreso quanto eu.

Diversas cenas passam pela minha cabeça, todas com algo em comum: estou segurando o tal bastão e me preparando para atacar um inimigo, que muda conforme a cena. Os primeiros parecem pessoas normais como eu, mas o tamanho do último é surpreendente. "Como eu consegui sobreviver?", penso, aflito e confuso.

Mas não posso chegar a nenhuma resposta ainda. Preciso ser rápido e aproveitar a distração do bandido para atacar, então, por impulso, estico os braços, guiando o bordão em direção ao abdômen do alvo. Um pequeno corte surge na camisa do homem, enquanto um pequeno sorriso malicioso surge em meu rosto. As escamas da serpente têm potencial cortante.

Ele não grita, mas sua feição demonstra a raiva que sente — ótimo então somos dois. Suas mãos alcançam sua própria cintura, em busca de algo que eu sei o que é antes mesmo de chegar ao meu campo de visão: uma faca.

É claro que ele está armado.

Avança em minha direção e, guiado por uma mistura de adrenalina, raiva, tristeza e tudo de ruim que for possível um ser humano sentir, jogo o corpo para o lado esquerdo, fazendo com que ele passe à minha direita.

Viro meu corpo, percebendo um ótimo ângulo para atacar. Numa mistura de impulso e instinto, giro o bordão, fazendo com que uma de suas extremidades vá de encontro à coluna do homem, um pouco abaixo de sua nuca.

Estou sendo bonzinho com você, ouviu? Mas eu vou sair agora, e se você ousar me seguir... — não falo, apenas cuspo cada palavra como se elas estivessem envolvidas por um veneno mortal — Se você fizer isso, eu não vou ser tão gentil assim.

Ele assente com a cabeça, provavelmente percebendo minha raiva. Eu não seria capaz de matar alguém, mas ele não precisa saber disso.

E então eu ando até a esquina e, quando a alcanço, começo a correr, já com o bordão em forma de colar em meus pescoço, de onde nem deveria ter saído. Corro como nunca corri antes. Corro como se minha vida dependesse disso. Corro como se soubesse onde encontrar respostas, apesar de não saber.

Só quando sinto que estou há uma distância segura do cara que tentou me roubar — as infinitas vezes que olhei para trás me deram a certeza de que ele não está me seguindo — diminuo o ritmo, começando a andar mais calmamente. Observo tudo ao meu redor, quando sou teletransportado de novo. Estava demorando.

Ali parece ser um ótimo lugar para lanchar — a voz do garoto que tanto aparece em minhas memórias retorna aos meus ouvidos — Foi uma das que meu amigo me recomendou quando eu disse para ele que viríamos até Los Angeles.

Los Angeles. Essas duas palavras fazem mais diversas cenas aparecerem em minha mente. A biblioteca da esquina, a loja de roupas um pouco mais na frente e a lanchonete do outro lado da rua. Tudo isso está em Los Angeles. Eu estou em Los Angeles.

"Mas que raios eu vim fazer aqui? E Allyson? Ele precisa estar vivo... ele precisa... ele-e-ele prec-cisa..."

Meu corpo parece ficar cada vez mais pesado, e creio que isso acontece graças ao peso da culpa. Se eu não tivesse passado tanto tempo dormindo e tivesse ficado com ele, nada teria acontecido. Tudo isso é culpa minha?

Meus olhos também não aguentam mais o peso das lágrimas, e a primeira escorrega por meu rosto. A pequena gota de água desce por minha bochecha e se solta de mim, indo em direção ao chão. Não demora muito para que mais delas façam o mesmo, e não presto mais atenção no que acontece em volta de mim. Os carros que passam na rua, as pessoas que andam tão perto de mim, tudo simplesmente some... assim como Allyson.

[...]

Toma — o velho sorri, estendendo a mão que segura um copo em minha direção. Pego-o e o aproximo de meu rosto, virando o conteúdo em minha boca — Um pouco de água pode te deixar mais calmo.

Tento sorrir também, mas me parece impossível, então apenas retribuo o olhar calmo do homem. Pela primeira vez desde o choro tento falar algo: um simples "obrigado", que sai tão baixo quanto um sussurro.

Então, você quer me contar o que aconteceu ou...? — a pergunta fica vagando pelo ar, até que movimento negativamente a cabeça. Então ele continua — Você tem uma casa ou algum lugar para que queira ir? Eu posso pedir pro malabarista te deixar lá.

Ele observa minha reação de surpresa ao ouvir a palavra "malabarista", então se explica pedindo para que eu observe o lugar ao meu redor. Fantasias, máscaras, bastões e dezenas de brinquedos se encontram dentro da tenda que nos cerca. Na direção contrária à porta, um papel encontra-se colado no tecido que funciona como parede. Em sua superfície, está escrito: 'Circo The Laughs Thief, último apresentação na cidade'.

Não, eu... Eu vivo nas ruas — minto.

Bem, vivia. Todos os participantes do meu circo levavam a mesma vida que você até eu os encontrar, então creio que ninguém teria problema em te acolher aqui. Isso se você quiser, é claro. Hoje seria uma espécie de aula pra você, e depois nós vamos para Las Vegas. Lá você vai ter que se apresentar, mas eu posso te ensinar uns truques.

Apesar de toda aquela dor que insiste em permanecer me torturando, sorrio. Não sei onde Allyson está, mas ele poderá me ver em uma das apresentações e falar comigo. São poucas as chances, mas mais altas do que se eu ficasse mendigando por aí.

Quando partimos?

[...]

Um cara aparece no quarto que será minha casa nos próximos tempos com uma expressão animada, completamente diferente da minha. Mas talvez um pouco de conversa me faça bem, afinal.

Ele pergunta como estou, e diz que o velho Clark, o dono do circo, contou para ele sobre como fui encontrado. Tento sorrir antes de dizer que estou bem, e ele parece entender exatamente como me sinto. Abre a boca para falar alguma coisa, mas percebemos que o motorista freia o veículo, indicando que chegamos em nossa primeira parada: Las Vegas. Uma cidade onde a noite é bem agitada, mas ainda está de dia.

Parece que chegamos. Você vai descer com o resto do pessoal ou prefere ficar sozinho?

Acho que vou ficar sozinho, por enquanto. Tem umas coisas que preciso fazer — digo em um tom que indica que o assunto acabou. Conversar pode até me fazer bem, mas encontrar Allyson seria melhor ainda. Isso se ele estiver na cidade dos cassinos.

E então estou sozinho de novo. Saio do automóvel e começo a andar, novamente sem rumo. Não tenho muito tempo, mas também não preciso. Apenas alguns minutos para dar umas voltas por aí e pronto.

O tempo passa, mas não encontro nada. Nem Allyson nem qualquer outra dica sobre meu passado. Nem mesmo um flash de memória para me dizer que eu já estive aqui antes. Nada. Volto para o trem frustrado, mas, para evitar perguntas, uso minha melhor habilidade em teatro para parecer feliz. Vou até o meu quarto improvisado — que é em um dos vagões que estava vazio — e me jogo no colchão que tenho como cama. Fecho os olhos e faço tudo o que penso que me ajude a dormir, até enfim estar sonhando.

É confuso, como tudo o que me acontece desde que abri os olhos. Estou em um lugar completamente escuro e no meio de toda a escuridão está um abismo. Ando em sua direção lentamente, como se tivesse todo o tempo do mundo para fazer o que quisesse. Quando estou prestes a me jogar, porém, meus olhos se abrem e estou de volta no vagão do trem. Sem ter o que fazer, me levanto e vou até o canto do "quarto", onde tem uma caixa com alguns presentes de Clark. Não preciso de muito esforço para encontrar um livro, que logo começo a ler.

[...]

Parada número dois — alguém grita, segundos antes de me encontrar com todos os integrantes do grupo do circo em terra firme. Dessa vez estamos em St. George. Uma cidade pequena, mas que, segundo um dos ilusionistas, tem um bom público. Segundo ele, a cidade costuma não ter muitos eventos, então quando tem todo mundo vai.

Ganho mais alguns minutos andando por uma cidade desconhecida, mas dessa vez a busca é um pouco mais bem sucedida. Não muito longe do estacionamento, sou levado para outro lugar.

Encontro-me sentado em uma cadeira de madeira em um quarto grande, de frente para um homem mais velho e forte que eu, porém com um rosto parecido com o meu. Meu pai.

Suas coisas estão prontas? Eu tenho certeza que você vai adorar nossa viagem para... — uma segunda voz me traz de volta para a realidade, evitando que eu consiga alguma pista sobre o lugar para onde devo ir. Alguma das pessoas do grupo me chama, perguntando se já tenho planos sobre o que vou apresentar.

Droga, eu nem ao menos pensei nisso.

P.S.:
Legenda:

Tobias / Outros / Pensamentos.

Desculpa se o texto ficou bipolar, isso aconteceu porque eu sou bipolar. E desculpa se teve vários saltos temporais, é que o texto ia ficar muito grande e eu tô sem tempo (até porque eu tinha escrito tudo mais cedo e o PC decidiu reiniciar).

Vou tentar postar mais rápido a partir de hoje, prometo.
Itens:
{Colar do Serpentário} / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] ~ Segurando / Pescoço ~

{Needdle} / Wakizashi [O item encontrado no museu de New York é de lâmina fina, mas afiada nos dois gumes. Tem 90 cm de comprimento, sendo 70 de bronze sagrado. A empunhadura é feita em madeira revestida com seda branca, dando mais conforto e firmeza no manuseio. A arma ao todo é leve e pode ser utilizada com uma mão, acompanhando uma bainha de couro preta com entalhes.] {Bronze Sagrado , Couro e Seda} (Nível mínimo: 10) {Não controla nenhum elemento} [Recompensa pela missão "Choose Your Challenge", desenvolvida por Lady Psiquê e atualizada por Odisseu.] ~ Mochila ~

{Gladdius} / Gládio [Uma adaga forjada a partir do molde de um gládio portado pelo deus Hermes, feita a partir de bronze rígido. O armamento possui uma lâmina de cerca de dezoito centímetros e um cabo revestido com couro mitológico, super-confortável à mão do indivíduo que portar a arma. A adaga emana uma um poder que aumenta a chance de acerto dos golpes em 15%.] {Bronze} (Nível: 12) {Nenhum elemento} [Recebimento: missão "Se vira nos 30!", avaliada por Tânatos e atualizada por Asclépio; efeito conseguido na DIY "The Little Help", avaliada por Selene e atualizada por Asclépio.] ~ No fundo da mochila, por isso ainda não foi encontrado ~

{Elm} / Elmo [Um elmo feito de Bronze. Ele se encaixa perfeitamente na cabeça do usuário, oferecendo proteção completa para a mesma, permitindo que sua visão não seja afetada. Visualmente é semelhante aos elmos espartanos da antiguidade. O item é abençoado para proteção mental, oferecendo +5% de Resistência Mental para inimigos de nível igual ou menor que seu usuário. {Bronze} (Nível Mínimo: 5) {Não Controla nenhum Elemento} ~ Mochila ~

{Bellatrix} / Escudo Comum [Barato e leve, este escudo permite que a mão no qual é usado ainda carregue pequenos objetos, mas não armas. A proteção é um pouco maior do que a de um broquel, mas ainda não muito efetiva.] {Bronze Sagrado} (Sem nível mínimo) {Não controla nenhum elemento} ~ Mochila ~
Poderes:
Ativos:

Nothing.

Passivos:

Perícia com Bordão (Nível 1)
Curandeiros adquirem perícias com cajados e bordões, sabendo manusear instintivamente este tipo de arma. A perícia é evolutiva, aumentando com o nível do curandeiro, e não implica em infalibilidade de golpes ou em movimentos impossíveis, devendo ser coerente com o treinamento e o contexto.

Conhecimento anatômico (Humanóides)(Nível 9)
Qualquer curandeiro tem grande conhecimento sobre a anatomia do corpo humano e por isso, eles sabem com perfeição qual é o melhor local para inserir uma injeção ou medicamento para que haja mais efeito no mesmo, como também sabe os locais exatos para acertar durante um golpe para causar mais dano. Isso faz com que seus golpes tenham um dano adicional de 10% em um ataque planejado - um contra-golpe instintivo não se beneficiaria pois não teria a intenção de atingir um ponto específico. Válido para humanos e seres com anatomia semelhante.

Tranquilidade (Nível 19)
Médicos necessitam, constantemente, de tranquilidade e calma para realizar uma operação. Afinal, o que menos poderiam querer seria cometer um erro por nervosismo. Lógico que isto passa a ser uma das habilidades dos curandeiros, podendo resistir a efeitos de medo, pânico e paranóia. A resistência é fraca, contudo, e só retira metade do efeito; e os arredondamentos são feitos para baixo. Só afeta poderes que venham de uma fonte de nível igual ou menor do que o Curandeiro.


Thanks for @Lovatic, on Cupcake Graphics


Tobias Pratt
Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio

Mensagens :
78

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por 150 Ex-Staff em Qua 20 Abr 2016, 16:02


The Revenant
This is gospel for the fallen ones. Locked away in permanent slumber. Assembling their philosophies from pieces of broken memories. Don't try to sleep through the end of the world and bury me alive, 'cause I won't give up without a fight.
A
pista falsa havia, de certa forma, desanimado os semideuses. Mas eles não desistiriam tão facilmente. Exceto por Julian, que, por algum motivo, não havia retornado de sua busca pela cidade. Era hora de partir e a dupla não estava disposta a esperar pelo terceiro integrante do grupo.

×××


Lona levantada, arquibancadas lotadas e holofotes acesos. Em breve, seria a vez de Tobias mostrar seu número ao público. Estava nervoso? Um pouco, talvez. Mas, no circo, todos precisam trabalhar.

Pontos Obrigatórios


Bianca e Grant:
▬ Columbus não resultou em nada. Por isso, vocês deixarão a cidade em busca de novas pistas.
▬ Em uma das paradas para abastecer o carro ou procurar pistas, vocês descobrirão um semideus que vive no mundo dos mortais, tentando levar uma vida normal. Ele está sempre viajando pelos Estados Unidos, de forma que ele, talvez, possa lhe dar alguma pista.
▬ Depois de convencerem o rapaz a ajudar, ele lhes mostrará um panfleto de um circo. Inicialmente, vocês não entenderão o que isso tem a ver com Macária. Mas o rapaz apontará para um garoto que aparece no canto do panfleto. Ele comentará que já havia visto aquele rosto em um obituário de jornal.
▬ Vocês decidirão, então, investigar o circo. Viajem até a cidade em que ele se encontra nesse momento, que, no caso, é St. George, no estado de Utah (me desculpem pela quantidade de viagens, mas a culpa é do Tobias q).
▬ Chegando ao circo, vocês encontrarão o garoto no picadeiro, apresentando seu número. Mas algo naquela situação não parecia correto.
▬ Encerrem o post quando encontrarem o menino, mas sem entrar em contato, por enquanto.

P.S.: Grant, como você não postou no segundo turno, deverá, de acordo com o post principal do tópico "de alguma forma cobrir a lacuna sem contradizer o narrador".

Tobias:
▬ Assim como aconteceu no fim do seu último post, a noite de apresentação começará.
▬ Arrume-se para a apresentação, sem deixar de revelar seus sentimentos sobre tudo.
▬ Você estará escondido atrás da lona, enquanto o atirador de facas estiver se apresentando. O dono do circo terá uma conversa com você, preparando-o para o show.
▬ Você apresentará, então, seu número (mesmo que você não tenha nada planejado e precise inventar alguma coisa na hora).
▬ Você vai se sair bem, no início, e as pessoas vão aplaudi-lo. Mas, em certo momento, a situação muda. Você vê rostos (na arquibancada ou na equipe do circo, o que você achar melhor) que, vez ou outra, transformam-se em faces monstruosas. Isso vai te desconcentrar e você começará a se sair mal.
▬ Tente fugir do picadeiro. Mas, quando o fizer, o dono do circo vai te interromper e te convencerá a voltar para o palco. E, nesse mesmo momento, uma dupla (Bianca e Grant) chegará ao circo. Encerre o post aí.

Informações


▬ Evento de Trama One-Post Contínuo;
▬ Local: Columbus, OH e St. George, UT;
▬ Horário: 14:00;
▬ Clima: Nublado, 28 ºC, brisas frescas;
▬ Prazo de Postagem: 168h (7 dias);
▬ Não se esqueça de colocar itens e poderes em spoiler/no final do post, ou suas ações poderão acabar sendo ignoradas (E é sempre bom lembrar que a quantidade de itens vai interferir em suas ações);
▬ Não aceitarei textos com menos de 250px de largura. Cuidado para as linhas do texto não ficarem muito coladas umas nas outras. Tentem se basear no tamanho de letra que eu uso em meu post. Menor do que isso pode não ser uma boa ideia. Nada de cores gritantes no post;
▬ Uma dica que eu deixo é que esse é um evento em equipe. Combinar os posts vai facilitar e muito a vida de vocês. Informações desencontradas nos posts de vocês vão, sim, render pontos negativos;
▬ Para dúvidas, reclamações, pedidos de extensão de prazo e mimimi's diversos, por favor, enviar uma MP. Também estarei disponível no Whatsapp e no Facebook. Prefiro não levar esses assuntos para o Chatbox.

Status


▬ Bianca H. Somerhalder (Nível 76) — 600/850 HP e 690/850 MP
+ Resistente ao clima
+ Atenta
+ Persuasiva


▬ Grant Watson (Nível 4) — 35/130 HP e 35/130 MP
- 50% do status, por não ter postado no segundo turno


▬ Julian Aubry Blacktorn (Nível 1) — 0/100 HP e 0/100 MP
- 50% do status, por não ter postado no segundo turno
- Morto


▬ Tobias Pratt (Nível 19) — 210/280 HP e 210/280 MP
+ Tranquilo
- 25% por postar atrasado no segundo turno
150 Ex-Staff
150 Ex-Staff
Ex StaffPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
167

Localização :
Hell's Kitchen

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Sab 23 Abr 2016, 14:06

the revenant
Distraída como sempre, Bianca mal havia percebido que estava faltando um dos meninos... Após conversar um pouco com o que estava presente, a semideusa sugeriu que saíssem da cidade, já que não haviam encontrado nada, e somente nesse momento percebeu que a quantidade de pessoas era menor.

— Cadê o outro pirralho que estava com a gente? — perguntou meio alheia ao que estava se passando, sem nem se importar de verdade com a resposta. O garoto — que ela tinha quase certeza ser o chamado Grant — respondeu que não sabia, pondo um fim à conversa. Dando de ombros, Hale entrou no carro e, quando o companheiro restante entrou também, ela deu a partida.

Não sabia exatamente para onde conduzi-los, mas tinha a certeza de que não iria desistir sem antes encontrar alguma coisa, qualquer que fosse ela. Com isso em mente, dirigiu por horas até notar sua gasolina acabando.

Olhando para o lado, percebeu que Grant estava distraído com alguma coisa, então simplesmente resolveu dirigir até o posto mais próximo, aproveitando assim para tentar conseguir alguma pista. Como estavam em uma estrada um tanto movimentada, não era difícil encontrar algum lugar que oferecesse gasolina e comida.

Rapidamente encontraram um que, diferente da maioria, não estava cheio. Não havia quase ninguém ali, o que facilitou a vida de Bianca. Dando uma cotovelada em Grant, mandou-o abastecer enquanto ela ia à lojinha comprar comida.

A menina não estava com um humor muito bom, já que sua última pista havia sido falsa, então entrou brusca e apressadamente no local, procurando alguma coisa que repusesse suas energias. Desse modo, foi diretamente até as prateleiras que continham carboidratos e gorduras, pegando vários desses.

Nesse momento, ouviu uma voz masculina ressoando, o que a levou a virar-se e encontrar um homem falando ao telefone; ele tentava falar baixo, mas Bianca tinha uma audição altamente aguçada, permitindo que ela escutasse tudo.

— Eu sei que o semideus estava morto, mas não quero ter nada a ver com isso, ok? Já disse que estou tentando levar uma vida como um mortal qualquer — disse ele enquanto se esquivava do olhar curioso de Somerhalder.

Quando percebeu estar sendo observado, desligou o telefone e se encaminhou para a saída com rapidez. Felizmente, Grant já havia abastecido o carro e se encaminhava para a lojinha, de onde Bianca lançou um olhar alarmado para ele.

Entendendo o que se passava, o filho de Héracles barrou a passagem do outro semideus, concedendo tempo à Hale. Essa, que já estava correndo para aquela direção, segurou o braço do homem e o puxou, ficando cara a cara com ele.

— O que sabe sobre os semideuses que ressuscitaram? E não adianta falar que não sabe do que estamos falando, eu ouvi sua conversa ao telefone — acrescentou com rispidez ao perceber que o informante começava a fazer uma expressão inocente. Começando a apertar o pulso dele com mais força sem nem perceber, a prole da lua olhou dentro de seus olhos e esperou sua resposta, irritada. — Posso te dever um favor ou você pode perder a cabeça, faça a melhor escolha.

Ao dizer aquilo, percebeu que ambos — o desconhecido e Grant — a olharam assustados, mas ignorou completamente. Precisava de informações, e não manteria sua pose de boa moça para aquele segundo se isso significasse perder uma pista. Desse modo, como já esperava, conseguiu o que queria.

— Está vendo esse panfleto aqui? — Disse o homem, retirando com a mão que não estava presa por Bianca um papel do bolso. Era um anúncio sobre um circo, o que deixou Hale um pouco confusa: o que aquilo tinha a ver com sua investigação? Dizendo não entender, ela esperou que fosse explicado. — Olhe o garoto no canto do folheto. Eu posso jurar que vi o mesmo rosto num obituário! Seria coincidência demais serem gêmeos com tudo que está acontecendo.

Concordando com a cabeça lentamente, a filha de Selene soltou o punho do homem e pegou o panfleto, analisando o que estava escrito. Ele ficava um tanto longe dali, no estado de Utah, mas Somerhalder tinha quase certeza de que poderia arrumar um transporte mais rápido para ela e Grant. Revirando seus bolsos, pegou um papel com informações sobre como encontrá-la e deu para o desconhecido, que tinha uma expressão confusa.

— Disse que ficaria te devendo uma, e eu cumpro minhas promessas.

X X X


Sentados em um vôo de primeira classe para Utah, Bianca e Grant conversavam sobre o que tinha acontecido recentemente. O garoto havia ficado demasiadamente impressionado em como, de última hora, a filha da lua havia conseguido duas passagens justamente para onde precisavam.

Porém, para Somerhalder, aquilo era quase uma coisa normal: ela tinha seus contatos, tinha pessoas importantes que deviam favores para ela. Não salvava pessoas da morte por nada, já que a coisa que mais gostava de ver era alguém morrendo. Salvava-as para pedir algo em troca depois.

Assim, estavam sobrevoando os EUA a caminho de St. George, uma cidade no estado de Utah. Havia algumas horas que já estavam naquele avião, portanto deviam estar quase chegando.

Desembarcaram no aeroporto municipal dali, que estava razoavelmente cheio. Conseguiam transitar pelo local com facilidade, o que dava uma levantada no humor de Bianca; como era esperado, foi tudo rápido. Agora só precisavam encontrar o circo sobre o qual era falado no panfleto.

Grant se pôs para pedir informações para algumas pessoas na rua, já que Hale não era lá muito simpática com desconhecidos, e rapidamente encontraram o que procuravam. O circo era realmente muito bonito, com uma tenda colorida estendida e carrinhos de pipoca a cercando.

Lá dentro, as estruturas dos números estavam montadas com esplendor enquanto uma música animada e nojenta — aos ouvidos de Bianca — tocava. Não foi difícil encontrar o menino que procuravam: ele estava no picadeiro, à vista de todos.

Agora só precisavam chegar até ele.

this is blood, red blood:
armas:
{Falling Stars} / Shurikens [Conjunto com 10 shurikens de bronze sagrado, mas que se repõem sempre, funcionando quase como um "conjunto de shurikens infinitas". São guardadas em um estojo de couro e veludo. O alcance é limitado à força do semideus, mas não ultrapassa 25m. Podem ser atiradas até 2 por turno, e ambas seriam afetadas pelos poderes.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

— {Bravery} / Dog tag [Aparentemente uma placa normal de identificação do exército, com os dados básicos do semideus. Com uma bênção mágica contínua, abençoa seu utilizador com um bônus de 15% em sua força física e providencia uma resistência de igual nível a poderes e auras que envolvam os atributos medo e pânico.] {Prata} (Nível mínimo: 1.) [Recebimento: "Face Your Fears", treino trimestral para filhos de Selene e Hipnos. Avaliado por Ayla Lennox e atualizado por ~Lady Íris~.]

♦ {Luto} / Bandana Preta [Carregando a aura pesada do atentado terrorista ao Acampamento no réveillon, essa faixa preta do tamanho de 50cm de comprimento por 5cm de largura possui uma propriedade interessante: tais como em cerimônias lúgubres, onde se dedica um minuto de silêncio em respeito à fatalidade ocorrida, os movimentos do usuário ficam silenciados por um turno inteiro; tal "bênção", no entanto, não afeta fala ou poderes (não se poderia silenciar uma explosão, por exemplo), podendo ser utilizada unicamente em ações relacionadas à movimentação (um pulo, uma caminhada, uma corrida, o ruído de passos - desde que provindos do portador, seriam silenciados e não poderiam ser escutados, independente de poderes como "audição perfeita"). Pode ser utilizada duas vezes por ocasião (missão, evento, treino, dentre outros).] {Tecido preto} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Evento de Encerramento, "Burn, Baby, Burn! - Postagem Aberta". Jan/2015.]

♦ {Seduction} / Colar [Colar de ouro com um pingente em forma de serpente, que possui rubis mágicos encravados nas córneas do réptil. Quando utilizado, bonifica ações e poderes relativos a sedução e charme em 20%.] {Ouro e rubi} (Nível Mínimo: 15) [Recebimento: Missão "A Boate", avalida por Hipnos e atualizada por Poseidon]

♦ {Copy} / Óculos [Óculos escuros da marca Chilly Beans que se adaptam perfeitamente ao rosto do portador. As lentes possuem adaptação a luminosidade, variando entre escuros ou normais. Uma vez por missão, o portador poderá repetir um golpe ou habilidade utilizada por algum semideus/monstro em questão com maestria. A habilidade funciona quando o portador visualiza-la o golpe e somente depois poderá repeti-lo. Aplica-se a golpes corporais físicos, sendo que se utilizafo por uma arma, necessita da mesma ou de uma com as mesmas características físicas e especiais, sendo que acarreta perca de MP normal ao se fazer o movimento. Caso o movimento seja acarretado pelo uso de algum poder, o nível do poder deve ser menor ou igual ao do nível do usuário.{Plástico reforçado(Nível Mínimo: 21) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa da missão “O Furto” avaliada por Héstia][Att por Ares]

Colar de caranguejo gigante [Colar comum, feito de fibras de algas com uma pinça de carangueijo, avermelhada. Duas vezes por missão o portador pode soltar uma profusão de bolhas que ocupa uma área de 3m de raio ao seu redor e duram 3 turnos. As bolhas não provocam danos mas impedem a visibilidade, fazendo com que todos os ataques à distância tenham uma chance de falha de 50% por 3 turnos, não cumulativos. Adicionalmente, ao fim do poder, o solo da área fica encharcado, dificultando o equilíbrio e reduzindo a movimentação na área em 50% por 2 turnos. Para fins de resistência, os poderes do item equivalem ao nível 41. (Nível mínimo: 41) {Material: alga e pinça de carangueijo) [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

— {Spikes} / Escudo [Um escudo circular simples de 70cm de diâmetro feito de cobre nas bordas e alumínio no centro. Possui alguns espinhos em várias partes do metal, que servem como instrumento de ataque. Ele se transforma em um bracelete marrom-acinzentado quando não estiver sendo usado. Quando ativado, o usuário pode lançá-lo, tendo uma chance de acerto de 15% a mais do que teria ao usar um arco comum, por exemplo. Assemelha-se a um broquel.]  {Alumínio e Cobre} {Não controla elementos} {Nível mínimo: 16} [Vendido por Matias Blake, forjado por Hiccup H. Haddock.]

❃{Ilusion} / Anel [Enquanto saia do local em que tinha sido mantida prisioneira, a filha de Selene encontrou um anel no formato de uma caveira negra. Tal item exala uma constante fumaça negra que só poderá ser enxergada por aqueles que tiverem a permissão de seu portador sendo útil para a localização de se portador. De modo que as outras pessoas não enxergam a fumaça, assim a semideusa pode desejar que ninguém veja a fumaça, ou que ao menos uma pessoa a encontre. A desejo do portador e apenas uma vez por missão, a fumaça exalada aumenta deixando uma área de 3x3 completamente no escuro impossibilitando a visão de seu inimigo por três rodadas. Poderes que permitem visão no escuro são afetados em 40%, pois se trata de algo mágico não uma escuridão normal.] {Bronze} (Nível Mínimo: 30) {Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão Save Yourserlves, avaliada por Athena e atualizada por Asclépio]

♦ {Leviathan} / Pulseira O devorador de homens.". Uma vez por missão ou evento, ao ser ativado, as letras emitem um brilho bem fraco e as semideusas são induzidas a um estado combativo acima do normal. Isso aumenta em 30% os efeitos e danos causados por ataques corpo-a-corpo. O efeito dura até duas rodadas, mas pode ser interrompido de acordo com o desejo do usuário.] {Ouro, magia} (Nível mínimo: 40) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão - Leviathan. Avaliada por Éris e Atualizada por Asclépio]

↯ {Fulmine} / Espada de Bronze Sagrado [ Espada de 90 cm, sendo 70 cm de lâmina e 20 cm de cabo. Possui uma lâmina de bronze pontuda com dois gumes extremamente afiados. No sulco da lâmina há uma frase escrita em Grego antigo: "Do Amor até a Morte". Em baixo da lâmina, o guarda-mão é feito de prata. O cabo é feito de couro e possui leves depressões para melhor acomodar os dedos. Possui o pomo feito de ouro, que além de ter a base com círculos entalhados, possui esse símbolo -"¥"- escondido. Ao não ser usada, transforma-se em um anel de ouro, com a mesma frase da espada incrustada por toda a sua superfície externa] {Bronze Sagrado, Ouro, Prata e Couro} (Nível Mínimo: 5) {Não controla nenhum elemento} [Comprado de Ayla Lennox]

Δ {Stetia} / Espada [Item ganho na entrada de Bianca ao grupo de semideuses, é feito de bronze sagrado e cabo do mesmo material, envolto com couro para melhor manuseio. Possui 110 cm de extensão da ponta da lâmina ao fim do cabo, sendo uma arma um tanto quanto pesada, mas podendo ser empunhada com uma única mão, ainda que requeira um pouco de força; seus atributos, porém, compensam sua dificuldade: a espada, uma vez por ocasião, pode ser envolta com uma energia de fonte desconhecida que dobra o dano causado no oponente, desde que com a lâmina da arma. A espada vem acompanhada de uma bainha de couro simples.] (Nível mínimo: 40) {Bronze sagrado e couro} [Recebimento: por Harmonia na missão "Attracting", atualizada por Asclépio.]

◆ {Luck} / Ficha de Cassino [É uma ficha de cassino comum, aparentemente. Tendo a cor vermelha e os números escritos em branco, só dá para se notar o brasão do cassino pelo toque. Sua habilidade especial é que, uma vez a cada missão e em somente uma rodada, quando ativa enquanto segura pela semideusa, ela permite que a portadora escape de somente um golpe vindo de um oponente ao teleportar-se o mínimo de distância possível para desviar-se do ataque. Caso venha mais de um golpe, o amuleto só pode ser usado em um deles, tendo que defender o outro normalmente, caso o teleporte ainda a deixe na linha de ataque - definido pelo narrador, a ficha só leva para o espaço livre próximo, mas a semideusa não define o local. Caso seja um golpe em área, aplica-se o máximo de cinco metros de raio para teleporte, se o ataque pegar mais do que a área de teleporte, os danos serão calculados normalmente. Para ativá-lo, a usuária precisa ficar rodando a ficha entre os dedos de sua mão.][Material: Plástico.][Nível mínimo: 65][Recebimento: Missão "Money Lies", avaliada por Poseidon e atualizada por ~Eos]
poderes:
passivos:
Nível 8
Ouvidos atentos - Informações são importantes, ainda mais quando se planeja utilizá-las como fonte de suas tramóias. Os Arautos, por isso, tem sua acuidade auditiva dobrada se em comparação com outros semideuses - isso se refere tanto ao alcance quanto ao volume do som que são capazes de identificar.

Nível 12: Luar romântico
A lua sempre foi o símbolo dos namorados. Por este motivo, durante a noite, poderes de charme e persuasão dos filhos de Selene sempre são amplificados, como se tivessem cinco níveis a mais, para determinar as resistências dos inimigos (mas não o efeito do poder). [Novo]

Nível 25: Fase da Lua IV - Lua Minguante
Nesse nível, a postura do filho de Selene passa a ser subestimada pelos seus oponentes. Como a lua que míngua é esquecida nos céus, assim farão os inimigos em batalha - a menos que o filho de Selene seja muito mais forte que os oponentes (10 níveis ou mais) ou os ataque antes, o filho de Selene não será o primeiro alvo de um ataque quando estiver trabalhando em um grupo. Válido apenas para o primeiro turno. [Novo]

Nível 30: Estabilidade
A lua estabiliza o eixo da terra, permitindo a manutenção do clima - sem ela, isso não seria possível. No seu caso, esse poder significa que você consegue manter sua temperatura corporal estável, fazendo com que resista melhor a alterações climáticas e interpéries naturais, apesar de ainda poder ser afetado por poderes de frio e fogo, por exemplo. Você ainda pode sofrer com efeitos naturais, como hipotermia ou desidratação pela temperatura, mas demora 5 vezes mais do que humanos normais para senti-los [Novo].


Nível 40: Presságio
A lua sempre foi utilizada por várias culturas em seus rituais divinatórios. Você personaliza isso, ganhando uma espécie de sexto sentido que faz com que seja difícil ser surpreendido. Não indica o perigo exato ou o momento em que será atacado, nem de onde ou de quem virá, apenas a sensação de que há perigo, uma espécie de intuição, que pode servir para indicar emboscadas e armadilhas, ou até ataques. Alguns inimigos podem ter como burlar isso, já que podem conseguir ocultar sentimentos ou pensamentos - em casos do tipo, o poder só captaria se o oponente for de nível menor. [Novo]
ativos:
— Nenhum ativo.

Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
784

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Tobias Pratt em Qua 27 Abr 2016, 16:06




Bitch I'm Back

Você está pronto — a bailarina anuncia com felicidade evidente. Quando disse que precisava de ajuda com meu visual, ela se ofereceu para botar em prática algumas ideias que tinha. Passou algum tipo de tinta em meus braços que ela disse que surpreenderiam a todos. Isso também inclui a mim, já que até agora não vi o que ela fez com a tinta.

Com os olhos fechados, deixo ela me guiar até o espelho e espero até ela dizer que posso ver. Ela finalmente diz, e abro os olhos. A luz está apagada, de modo que minha camisa e minha bermuda — ambas pretas — não aparecem. Porém um brilho vermelho envolve meus braços, iluminando todo o local. Não consigo falar nada, então apenas emito um "wow".

Ficou incrível — consigo dizer depois de algum tempo observando meu próprio reflexo — Sério. Ficou... ficou perfeito! Você é perfeita!

Obrigada — as palavras vêm acompanhadas de uma risadinha — Mas eu não sou. Foi só um surto de criatividade. E, olha, sobrou um pouco da tinta. Você pode usá-la para, sei lá, passar no rosto.

Ótimo, é isso que eu vou fazer. E obrigado. Muito obrigado mesmo. Você salvou minha vida.

Exagero. Mas, bem, tenho que ir. Minha apresentação é a próxima. Depois vem mais alguns e você é depois do atirador de facas. Boa sorte com a apresentação — depois de ouvir suas palavras, nós nos despedimos e eu a vejo sair do camarim e fechar a porta, deixando-me sozinho.

Viro-me para o espelho novamente, prestes a arrumar uns últimos detalhes em meu visual. Um pouco de tinta no cabelo e alguns traços no rosto devem ser mais que o suficiente. E então, só vai me faltar um pequeno detalhe: descobrir, em alguns minutos, algo que eu me destaque e que faça as pessoas rirem ou ficarem surpresas. Mais nada. Tá, eu não preciso dizer o quanto me sinto ferrado e perdido com tudo isso.

Depois de um bom, extremamente bom tempo pensando, uma ideia um tanto quanto louca e retardada surge em minha cabeça.

"Fogo. Isso, com certeza fogo. Clark falou algo sobre alguém que usava um bastão com as extremidades em chamas nas apresentações, mas saiu... talvez eu possa ocupar seu lugar. Claro, sou inexperiente demais para, literalmente, brincar com fogo em meu primeiro show, só que... eu não preciso fazer isso. Só preciso ser algo fácil e parecido."

Corro até o lugar onde o dono do circo fica enquanto seus funcionários trabalham, encontrando-o facilmente e perguntando se o bastão que pega fogo está livre. Ele diz que assim, mas que chamas não são fáceis de se lidar. Explico meus planos e ele concorda, indo procurar pelo objeto — que apresenta semelhanças com um bastão ou cajado de madeira, porém com as pontas feitas de outro material — e me entregando.

Preparo-me para voltar para o camarim e encontro a bailarina novamente.

Ei, quanto tempo tenho livre até ter que aparecer para o público? — Ela responde que alguns bons minutos, mas que não pode confirmar por alguns dos artistas terem preparado coisas novas — Ótimo. Você liga de me ensinar alguns passos de dança até lá?

[...]

As luzes estão acesas, então o público me vê apenas como um garoto normal de bermuda e camiseta preta segurando um bastão. Mas elas se apagam. A escuridão varre cada resquício de luz que encontrava-se dentro da tenda colorida do circo. Mas meu corpo é uma exceção. Eu sou uma exceção. Alguns riscos em meu rosto e em meus braços brilham em um vermelho tão chamativo quanto o de meus fios de cabelo. Ergo a cabeça lentamente, porém permaneço com os olhos fechados até ouvir a música começar a tocar.

O começo é suave e agradável como a voz de uma pessoa amada, sendo um tanto quanto lento. Seguindo o ritmo calmo da música, dou alguns passos para a frente, usando a mão direita para girar o bastão — que também brilha em vermelho vivo — ao lado de meu corpo devagar, esperando que eu consiga mantê-lo girando até a hora certa. E consigo. Não sei como, mas consigo. Acho que alguns minutos de treino pré-show e uma boa quantidade de sorte ajudam mais do que eu esperava.

A cada aplauso recebido, minha alegria se torna mais visível, de modo que toda à plateia consegue ver meu sorriso. Ou conseguiria, se o vermelho-sangue não atraísse a atenção de todos. Exceto a minha.

Como um artista, me arrisco a olhar a reação das pessoas. Algumas sorrindo, outras espantas e outras aparentemente indiferntes. E então eu vejo um rosto feminino. Seus cabelos são negros, mas sua pele é clara. Mas ela não é o problema. Quando meus olhos vão de encontro ao rosto à seu lado, o susto faz com que eu me desconcentre e deixe o bastão cair. "Droga, droga, droga... Por que isso teve que acontecer? Cadê minha sorte de iniciante?"

Numa mistura de vergonha e raiva, não penso em pegar o bastão novamente. Em vez disso, corro para algum lugar onde espero que ninguém me encontra. Mas Clark consegue. Não presto muita atenção em suas palavras, mas ele diz algo sobre eu voltar e terminar meu show. Quando me recuso, porém, ele passa a mão por cima de meus ombros e me guia até lá, anunciando meu nome para o público e falando algo que não entendo pelo nervosismo e pela pressa de sair dali.

Quando tento correr de novo, encontro um homem vestindo roupas negras, com um chapéu engraçado cobrindo os cabelos.

"Isso só pode ser um pesadelo", penso ao ver o monstro-mágico.

P.S.:
Legenda:

Tobias / Outros / Pensamentos.

Para fins de imaginação:

Tinta neon vermelha para o cabelo aqui [clique]
Os braços dele ficariam tipo assim [clique], só que vermelhos.
Os traços no rosto seriam tipo esses [clique], porém ambos vermelhos.

Para fins de ambientação:

Ouça "burn", da Ellie Golding, enquanto lê.
E leia no escurinho

Ah, e tecnicamente, foi mais rápido que o post anterior q
Itens:
{Colar do Serpentário} / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] ~ Segurando / Pescoço ~

{Needdle} / Wakizashi [O item encontrado no museu de New York é de lâmina fina, mas afiada nos dois gumes. Tem 90 cm de comprimento, sendo 70 de bronze sagrado. A empunhadura é feita em madeira revestida com seda branca, dando mais conforto e firmeza no manuseio. A arma ao todo é leve e pode ser utilizada com uma mão, acompanhando uma bainha de couro preta com entalhes.] {Bronze Sagrado , Couro e Seda} (Nível mínimo: 10) {Não controla nenhum elemento} [Recompensa pela missão "Choose Your Challenge", desenvolvida por Lady Psiquê e atualizada por Odisseu.] ~ Mochila ~

{Gladdius} / Gládio [Uma adaga forjada a partir do molde de um gládio portado pelo deus Hermes, feita a partir de bronze rígido. O armamento possui uma lâmina de cerca de dezoito centímetros e um cabo revestido com couro mitológico, super-confortável à mão do indivíduo que portar a arma. A adaga emana uma um poder que aumenta a chance de acerto dos golpes em 15%.] {Bronze} (Nível: 12) {Nenhum elemento} [Recebimento: missão "Se vira nos 30!", avaliada por Tânatos e atualizada por Asclépio; efeito conseguido na DIY "The Little Help", avaliada por Selene e atualizada por Asclépio.] ~ No fundo da mochila, por isso ainda não foi encontrado ~

{Elm} / Elmo [Um elmo feito de Bronze. Ele se encaixa perfeitamente na cabeça do usuário, oferecendo proteção completa para a mesma, permitindo que sua visão não seja afetada. Visualmente é semelhante aos elmos espartanos da antiguidade. O item é abençoado para proteção mental, oferecendo +5% de Resistência Mental para inimigos de nível igual ou menor que seu usuário. {Bronze} (Nível Mínimo: 5) {Não Controla nenhum Elemento} ~ Mochila ~

{Bellatrix} / Escudo Comum [Barato e leve, este escudo permite que a mão no qual é usado ainda carregue pequenos objetos, mas não armas. A proteção é um pouco maior do que a de um broquel, mas ainda não muito efetiva.] {Bronze Sagrado} (Sem nível mínimo) {Não controla nenhum elemento} ~ Mochila ~
Poderes:
Ativos:

Nothing.

Passivos:

Perícia com Bordão (Nível 1)
Curandeiros adquirem perícias com cajados e bordões, sabendo manusear instintivamente este tipo de arma. A perícia é evolutiva, aumentando com o nível do curandeiro, e não implica em infalibilidade de golpes ou em movimentos impossíveis, devendo ser coerente com o treinamento e o contexto. ~ espero que se aplique ao bastão/cajado/seja-lá-o-que-for que foi adaptado para pegar fogo nas pontos hihihi ~

Atenção extrema(Nível 12)
Atenção sempre fora algo requerido para qualquer médico, e não seria diferente com os Curandeiros do deus Asclépio, por isso, seus seguidores - ao alcançar este nível - adquirem grande atenção e quando estão focados em algo, torna-se difícil distraí-los. Poderes de confusão ou distração mental não fazem mais efeitos se provenientes de oponentes até 5 níveis inferiores, e entre essa margem e até 5 níveis acima do curandeiro, são reduzidos à metade, funcionando normalmente além disso.

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção. ~ Usado em Bianca ~

Tranquilidade (Nível 19)
Médicos necessitam, constantemente, de tranquilidade e calma para realizar uma operação. Afinal, o que menos poderiam querer seria cometer um erro por nervosismo. Lógico que isto passa a ser uma das habilidades dos curandeiros, podendo resistir a efeitos de medo, pânico e paranóia. A resistência é fraca, contudo, e só retira metade do efeito; e os arredondamentos são feitos para baixo. Só afeta poderes que venham de uma fonte de nível igual ou menor do que o Curandeiro.


Thanks for @Lovatic, on Cupcake Graphics


Tobias Pratt
Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio

Mensagens :
78

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por 150 Ex-Staff em Dom 01 Maio 2016, 23:53


The Revenant
This is gospel for the fallen ones. Locked away in permanent slumber. Assembling their philosophies from pieces of broken memories. Don't try to sleep through the end of the world and bury me alive, 'cause I won't give up without a fight.
A
s luzes se acenderam. Na arquibancada, um grupo de pessoas se levantou, puxando lâminas afiadas da cintura. Nesse momento, o caos se instaurou no circo. Os mortais corriam desesperadamente em direção às saídas. Grant foi praticamente pisoteado, enquanto permanecia imóvel na entrada do local. Bianca, no entanto, conseguiu escapar da plateia enlouquecida. Quando chegou ao picadeiro, a Névoa em volta da arquibancada já se dissipava, revelando a verdadeira face dos monstros que se preparavam para atacar.

A aventura que havia começado com um grupo de semideuses, agora se resumia a uma dupla. Se Bianca e Tobias quisessem sobreviver, precisariam trabalhar em equipe.

Pontos Obrigatórios


Bianca e Tobias:
▬ Comecem com uma introdução coerente com o que foi apresentado no meu post.
▬ Bianca chegará até o centro do picadeiro, mas os dois não terão muito tempo para conversa.
▬ Esse é o turno de batalha. Vocês terão que lidar com três dracaenae e uma empousa. Não me importo muito com como os monstros vão ser divididos, desde que os dois tenham oportunidade de lutar. Quando tiverem conseguido derrotar pelo menos dois dos quatro oponentes, o basilisco serpentino surgirá. Vocês, então, terão de lutar contra ele também. (Notem que o basilisco foi criado baseado no nível de Bianca e que a empousa foi criada com base no nível de Tobias, mas isso não implica que vocês terão que obrigatoriamente lutar sozinhos contra esses monstros)
▬ Não economizem as palavras. Quero uma batalha bem feita. Coisa de filme da Marvel/DC. q
▬ Encerrem o post quando todos os monstros tiverem fugido ou morrido.

Informações


▬ Evento de Trama One-Post Contínuo;
▬ Local: St. George, UT;
▬ Horário: 14:00;
▬ Clima: Nublado, 28 ºC, brisas frescas;
▬ Prazo de Postagem: 168h (7 dias);
▬ Não se esqueça de colocar itens e poderes em spoiler/no final do post, ou suas ações poderão acabar sendo ignoradas (E é sempre bom lembrar que a quantidade de itens vai interferir em suas ações);
▬ Não aceitarei textos com menos de 250px de largura. Cuidado para as linhas do texto não ficarem muito coladas umas nas outras. Tentem se basear no tamanho de letra que eu uso em meu post. Menor do que isso pode não ser uma boa ideia. Nada de cores gritantes no post;
▬ Uma dica que eu deixo é que esse é um evento em equipe. Combinar os posts vai facilitar e muito a vida de vocês. Informações desencontradas nos posts de vocês vão, sim, render pontos negativos;
▬ Para dúvidas, reclamações, pedidos de extensão de prazo e mimimi's diversos, por favor, enviar uma MP. Também estarei disponível no Whatsapp e no Facebook. Prefiro não levar esses assuntos para o Chatbox.

Status


▬ Bianca H. Somerhalder (Nível 76) — 600/850 HP e 690/850 MP
+ Resistente ao clima
+ Atenta
+ Persuasiva


▬ Grant Watson (Nível 4) — 0/130 HP e 0/130 MP
- Morto, por não ter postado no terceiro turno


▬ Julian Aubry Blacktorn (Nível 1) — 0/100 HP e 0/100 MP
- Morto


▬ Tobias Pratt (Nível 19) — 210/280 HP e 210/280 MP
+ Tranquilo
+ Atento


Monstros:
▬ Dracaena 1 (Nível 10) — 190/190 HP e 190/190 MP
+ Lança


▬ Dracaena 2 (Nível 10) — 190/190 HP e 190/190 MP
+ Rede


▬ Dracaena 3 (Nível 30) — 390/390 HP e 390/390 MP
+ Lança


▬ Empousa (Nível 19) — 280/280 HP e 280/280 MP

▬ Basilisco Serpentino (Nível 50) — 885/885 HP e 885/885 MP

Observação:
Tobias, você postou 4 minutos fora do prazo. Pela regra, deveria estar morto. Mas os narradores do evento decidiram dar aos players 5 minutos de tolerância. Cuidado nos próximos turnos.
150 Ex-Staff
150 Ex-Staff
Ex StaffPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
167

Localização :
Hell's Kitchen

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Qui 05 Maio 2016, 21:03

the revenant
De repente, nada era mais a mesma coisa: as luzes, que antes já estavam acesas, começaram a brilhar em um tom muito mais forte e cegante, de modo que Bianca colocou uma das mãos em seu rosto para tampar seus olhos; o clima feliz e divertido de circo logo foi embora, provavelmente pelo fato de todos os humanos terem começado a correr. Olhando para os lados meio perdida, a menina constatou que várias pessoas haviam se levantado das arquibancadas, tais que seguravam facas afiadas e perigosas. Vendo a correria e desespero, a prole da lua pôs-se a mover também, indo para onde não havia perigo de ser pisoteada: o picadeiro. Somente depois que chegou ao local percebeu que Grant não a acompanhava mais... Provavelmente estava morto, o que não causou nenhuma reação na garota. Não estava nem aí para ele, por mais que fosse ela a culpada do menino estar ali.

Tentando focar-se além do que estava vendo, pôde perceber que uma fumaça cinza rodeava a arquibancada. Névoa. Como ela começava a se dissipar, Hale percebeu que, na verdade, aquelas pessoas não eram simples mortais, mas sim monstros. Monstros pra caralho, cara.

Porra, pra que aqueles dois imbecis tinham que morrer?, pensou, nem um pouco se importando de verdade. Então, quando estava prestes a pegar suas armas, viu que um menino corria em sua direção. Seus cabelos eram coloridos e sua pele branca, enquanto algumas tatuagens pairavam em seu braço; ele parecia totalmente perdido ali, mas Bianca notou que ele possuía armas. Provavelmente era um dos semideuses que ressuscitaram, pela sua expressão.

— É lutar ou morrer, querido — disse com um sorriso sombrio quando ele se aproximou, direcionando a atenção para suas armas logo em seguida. Pegou o escudo e Stetia, sua mais nova espada, segurando cada um em uma mão. Apurando os ouvidos e usando poderes para aumentar sua rapidez de movimentação e pensamento, a garota esperou os adversários chegarem.

Primeiramente, conseguiu visualizar com o canto do olho esquerdo três dracaenae vindo na direção dos dois com uma velocidade que não a impressionava: podia fazer melhor. Torcendo para aquele semideus ser mais útil que os outros, virou o corpo de repente enquanto um dos monstros chegava, conseguindo acertar sua cabeça com o escudo. Sentiu o menino do lado se movendo e lutando contra uma delas, o que a deixou decepcionada e aliviada ao mesmo tempo: por um lado teria ajuda, mas ela não gostava de ter ajuda; desafios a atraíam e deixavam-na excitada.

Tendo que lidar com duas das dracaenae, Somerhalder ficou um pouco sem espaço para se movimentar, já que o novo companheiro estava atrás dela. Sem se importar, abaixou-se rapidamente quando a de cabelos loiros tentou arranhá-la com a unha, esticando a perna para dar-lhe uma rasteira.

Rápida como de costume da espécie, a adversária pulou e se manteve de pé, deixando espaço para sua amiguinha tentar cuspir na prole da lua. Bianca teria ficado surpresa, mas somente se desviou e soltou uma risada alta, provocando a outra.

— Não podem fazer melhor, amorzinhos? Achei que fossem dignas de uma luta de verdade. Parece que não, né — disse com desdém, com o objetivo de deixá-las irritadas. Talvez isso fosse uma má ideia para outros, mas a menina tinha para si que a raiva dificultava a luta para os monstros, os deixavam quase cegos. Vendo as duas em sua frente espumar de ódio, concluiu que estava indo bem.

Fez um movimento de quem ia atacar a loirinha, fazendo essa se desviar, mas investiu pelo lado contrário e a acertou bem na cabeça, fazendo seu pescoço rolar. Soltou mais uma risada psicótica, chutando a cabeça da dracaenae.

— Cortem-lhe a cabeça! Quem vai ser o próximo?

Desviou-se para o lado quando a morena tentou acertá-la com a espada, mas não foi rápida o suficiente, já que estava distraída demais rindo de seu golpe anterior; desse modo, a arma raspou em seu braço e causou um leve estrago, no qual começou a sair sangue de imediato. Levantando as sobrancelhas, Hale olhou para o sangue e, em seguida, para o monstro. Ao contrário dos outros, a raiva era como um combustível para ela: a fazia lutar melhor. E, naquele momento, estava com muito ódio. Ninguém a fazia sangrar.

Cerrando os dentes, abaixou-se ao segundo ataque da “mulher” e a chutou bem no estômago quando se levantou, fazendo com que ela perdesse o equilíbrio. Assim, pegou sua adaga com rapidez e arremessou na testa dela, que se encolheu de dor. No ato, Somerhalder utilizou seu escudo para acertar a arma anterior e cravá-la mais ainda, enfiando Stetia no coração da dracaenae em seguida.

Virou-se para o lado e, com os olhos arregalados, viu o que acontecia: o semideus que a acompanhava havia acabado com sua dracaenae, mas uma empousa chegava perto dele. Porém, não era isso que a deixava surpresa, mas sim o basilisco que rastejava até eles com grande velocidade. Felizmente era do tipo serpentino, já que o outro paralisava só com o olhar.

Arrancando um pedaço de sua blusa e amarrando no braço que sangrava, Bianca suspirou e se preparou. Fica com a empousa e me ajuda com o basilisco quando acabar, disse, mandando uma mensagem telepática para o menino. Correndo para a serpente, a filha de Selene sentiu que seu poder começava a fazer efeito, já que ela brilhava como a lua.

O monstro ficou meio confuso e um pouco mais lento, mas mesmo assim continuava mais rápido que o normal: não era tanto quanto ela, mas mais que um adversário qualquer. Ele tentou rodeá-la, mas Hale foi mais esperta e, cravando a espada em sua cauda com força, conseguiu apoio para se jogar para o outro lado, como se aquilo fosse uma vara de saltar. O basilisco sibilou e a lançou um olhar assustador, o que fez a menina sorrir.

Ela tinha a intenção de falar alguma coisa provocadora, mas só teve tempo de se aprumar e perceber que a serpente tinha a intenção de pular sobre ela. Assim que a ação realmente foi praticada, Somerhalder escorregou pelo chão e levantou-se correndo, vendo o outro semideus se aproximar. Lançou um olhar significativo para ele, mandando-o se preparar.

Digno de uma pessoa com sangue divino, o menino consertou sua postura e cravou os olhos no adversário, que naquele momento tinha sua atenção voltada para o mais novo integrante da batalha. Levantando as sobrancelhas, Hale se perguntou se teria de cortar a cabeça daquele ali também para ter sua atenção.

Mas não foi necessário: depois de algumas investidas da serpente sobre o garoto — que ela havia acabado de perceber não saber o nome, portanto iria chamá-lo de Arco-Íris (por conta do cabelo) —, o basilisco se voltou novamente para Somerhalder, que já estava preparada. A prole da lua recuperou de seu cinto dois shurikens e, com a técnica de quem praticava aquilo desde que descobriu ser o que era, acertou cada um em um dos olhos do bicho.

Ele ficou meio desesperado e somente atacou para frente — no caso, no local onde Bianca estava —, que teve que pular para trás e desperdiçou sua chance de investir. Porém, surpreendendo a menina, Arco-Íris fez o necessário e acertou sua arma na cauda da serpente, que soltou um sibilo alto e ensurdecedor.

Nesse momento, quando Somerhalder já tinha recuperado totalmente o equilíbrio, ela correu para o basilisco e, como sempre fazia, arrancou sua cabeça com seu golpe tradicional. Sussurrou a frase “cortem-lhe a cabeça!” e, em seguida, encarou o companheiro.

Queria fazer inúmeras perguntas para ele, mas, naquele momento, somente se permitiu ficar calada.

this is blood, red blood:
armas:
{Falling Stars} / Shurikens [Conjunto com 10 shurikens de bronze sagrado, mas que se repõem sempre, funcionando quase como um "conjunto de shurikens infinitas". São guardadas em um estojo de couro e veludo. O alcance é limitado à força do semideus, mas não ultrapassa 25m. Podem ser atiradas até 2 por turno, e ambas seriam afetadas pelos poderes.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

— {Bravery} / Dog tag [Aparentemente uma placa normal de identificação do exército, com os dados básicos do semideus. Com uma bênção mágica contínua, abençoa seu utilizador com um bônus de 15% em sua força física e providencia uma resistência de igual nível a poderes e auras que envolvam os atributos medo e pânico.] {Prata} (Nível mínimo: 1.) [Recebimento: "Face Your Fears", treino trimestral para filhos de Selene e Hipnos. Avaliado por Ayla Lennox e atualizado por ~Lady Íris~.]

♦ {Luto} / Bandana Preta [Carregando a aura pesada do atentado terrorista ao Acampamento no réveillon, essa faixa preta do tamanho de 50cm de comprimento por 5cm de largura possui uma propriedade interessante: tais como em cerimônias lúgubres, onde se dedica um minuto de silêncio em respeito à fatalidade ocorrida, os movimentos do usuário ficam silenciados por um turno inteiro; tal "bênção", no entanto, não afeta fala ou poderes (não se poderia silenciar uma explosão, por exemplo), podendo ser utilizada unicamente em ações relacionadas à movimentação (um pulo, uma caminhada, uma corrida, o ruído de passos - desde que provindos do portador, seriam silenciados e não poderiam ser escutados, independente de poderes como "audição perfeita"). Pode ser utilizada duas vezes por ocasião (missão, evento, treino, dentre outros).] {Tecido preto} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Evento de Encerramento, "Burn, Baby, Burn! - Postagem Aberta". Jan/2015.]

♦ {Seduction} / Colar [Colar de ouro com um pingente em forma de serpente, que possui rubis mágicos encravados nas córneas do réptil. Quando utilizado, bonifica ações e poderes relativos a sedução e charme em 20%.] {Ouro e rubi} (Nível Mínimo: 15) [Recebimento: Missão "A Boate", avalida por Hipnos e atualizada por Poseidon]

♦ {Copy} / Óculos [Óculos escuros da marca Chilly Beans que se adaptam perfeitamente ao rosto do portador. As lentes possuem adaptação a luminosidade, variando entre escuros ou normais. Uma vez por missão, o portador poderá repetir um golpe ou habilidade utilizada por algum semideus/monstro em questão com maestria. A habilidade funciona quando o portador visualiza-la o golpe e somente depois poderá repeti-lo. Aplica-se a golpes corporais físicos, sendo que se utilizafo por uma arma, necessita da mesma ou de uma com as mesmas características físicas e especiais, sendo que acarreta perca de MP normal ao se fazer o movimento. Caso o movimento seja acarretado pelo uso de algum poder, o nível do poder deve ser menor ou igual ao do nível do usuário.{Plástico reforçado(Nível Mínimo: 21) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa da missão “O Furto” avaliada por Héstia][Att por Ares]

Colar de caranguejo gigante [Colar comum, feito de fibras de algas com uma pinça de carangueijo, avermelhada. Duas vezes por missão o portador pode soltar uma profusão de bolhas que ocupa uma área de 3m de raio ao seu redor e duram 3 turnos. As bolhas não provocam danos mas impedem a visibilidade, fazendo com que todos os ataques à distância tenham uma chance de falha de 50% por 3 turnos, não cumulativos. Adicionalmente, ao fim do poder, o solo da área fica encharcado, dificultando o equilíbrio e reduzindo a movimentação na área em 50% por 2 turnos. Para fins de resistência, os poderes do item equivalem ao nível 41. (Nível mínimo: 41) {Material: alga e pinça de carangueijo) [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

— {Spikes} / Escudo [Um escudo circular simples de 70cm de diâmetro feito de cobre nas bordas e alumínio no centro. Possui alguns espinhos em várias partes do metal, que servem como instrumento de ataque. Ele se transforma em um bracelete marrom-acinzentado quando não estiver sendo usado. Quando ativado, o usuário pode lançá-lo, tendo uma chance de acerto de 15% a mais do que teria ao usar um arco comum, por exemplo. Assemelha-se a um broquel.] {Alumínio e Cobre} {Não controla elementos} {Nível mínimo: 16} [Vendido por Matias Blake, forjado por Hiccup H. Haddock.]

❃{Ilusion} / Anel [Enquanto saia do local em que tinha sido mantida prisioneira, a filha de Selene encontrou um anel no formato de uma caveira negra. Tal item exala uma constante fumaça negra que só poderá ser enxergada por aqueles que tiverem a permissão de seu portador sendo útil para a localização de se portador. De modo que as outras pessoas não enxergam a fumaça, assim a semideusa pode desejar que ninguém veja a fumaça, ou que ao menos uma pessoa a encontre. A desejo do portador e apenas uma vez por missão, a fumaça exalada aumenta deixando uma área de 3x3 completamente no escuro impossibilitando a visão de seu inimigo por três rodadas. Poderes que permitem visão no escuro são afetados em 40%, pois se trata de algo mágico não uma escuridão normal.] {Bronze} (Nível Mínimo: 30) {Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão Save Yourserlves, avaliada por Athena e atualizada por Asclépio]

♦ {Leviathan} / Pulseira O devorador de homens.". Uma vez por missão ou evento, ao ser ativado, as letras emitem um brilho bem fraco e as semideusas são induzidas a um estado combativo acima do normal. Isso aumenta em 30% os efeitos e danos causados por ataques corpo-a-corpo. O efeito dura até duas rodadas, mas pode ser interrompido de acordo com o desejo do usuário.] {Ouro, magia} (Nível mínimo: 40) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão - Leviathan. Avaliada por Éris e Atualizada por Asclépio]

↯ {Fulmine} / Espada de Bronze Sagrado [ Espada de 90 cm, sendo 70 cm de lâmina e 20 cm de cabo. Possui uma lâmina de bronze pontuda com dois gumes extremamente afiados. No sulco da lâmina há uma frase escrita em Grego antigo: "Do Amor até a Morte". Em baixo da lâmina, o guarda-mão é feito de prata. O cabo é feito de couro e possui leves depressões para melhor acomodar os dedos. Possui o pomo feito de ouro, que além de ter a base com círculos entalhados, possui esse símbolo -"¥"- escondido. Ao não ser usada, transforma-se em um anel de ouro, com a mesma frase da espada incrustada por toda a sua superfície externa] {Bronze Sagrado, Ouro, Prata e Couro} (Nível Mínimo: 5) {Não controla nenhum elemento} [Comprado de Ayla Lennox]

Δ {Stetia} / Espada [Item ganho na entrada de Bianca ao grupo de semideuses, é feito de bronze sagrado e cabo do mesmo material, envolto com couro para melhor manuseio. Possui 110 cm de extensão da ponta da lâmina ao fim do cabo, sendo uma arma um tanto quanto pesada, mas podendo ser empunhada com uma única mão, ainda que requeira um pouco de força; seus atributos, porém, compensam sua dificuldade: a espada, uma vez por ocasião, pode ser envolta com uma energia de fonte desconhecida que dobra o dano causado no oponente, desde que com a lâmina da arma. A espada vem acompanhada de uma bainha de couro simples.] (Nível mínimo: 40) {Bronze sagrado e couro} [Recebimento: por Harmonia na missão "Attracting", atualizada por Asclépio.]

◆ {Luck} / Ficha de Cassino [É uma ficha de cassino comum, aparentemente. Tendo a cor vermelha e os números escritos em branco, só dá para se notar o brasão do cassino pelo toque. Sua habilidade especial é que, uma vez a cada missão e em somente uma rodada, quando ativa enquanto segura pela semideusa, ela permite que a portadora escape de somente um golpe vindo de um oponente ao teleportar-se o mínimo de distância possível para desviar-se do ataque. Caso venha mais de um golpe, o amuleto só pode ser usado em um deles, tendo que defender o outro normalmente, caso o teleporte ainda a deixe na linha de ataque - definido pelo narrador, a ficha só leva para o espaço livre próximo, mas a semideusa não define o local. Caso seja um golpe em área, aplica-se o máximo de cinco metros de raio para teleporte, se o ataque pegar mais do que a área de teleporte, os danos serão calculados normalmente. Para ativá-lo, a usuária precisa ficar rodando a ficha entre os dedos de sua mão.][Material: Plástico.][Nível mínimo: 65][Recebimento: Missão "Money Lies", avaliada por Poseidon e atualizada por ~Eos]
poderes:
passivos:
Nível 1
Perícia com adagas - Arautos preferem ataques furtivos e discretos, armas fáceis de serem ocultadas mas nem por isso menos mortais nas mãos certas. Eles adquirem, por isso, uma compreensão maior sobre o uso dessas armas - adagas e punhais sempre serão mais fáceis de serem manuseadas por eles. O conhecimento não é automático, mas o aprendizado tende a ser mais fácil. A perícia é evolutiva, e depende do nível do semideus. Quanto maior, maior será sua habilidade com essas armas. Afeta adagas, facas e punhais.

Nível 4
Gosto pelo perigo - Arautos são rodeados por uma aura que instiga seus alvos. Isso faz com que eles próprios possam se tornar uma tentação em si, como se rodeados por uma aura sobrenatural - não mudará a aparência, mas mesmo que seja feio, o arauto ainda será considerado "instigante", "carismático", "exótico" ou similar - o famoso "ele não é bonito, mas tem um certo "que" que não dá pra explicar". Seus poderes de charme são ampliados em 5% a partir deste nível, aumentando para 10% no nível 14, e mais 5% a cada 10 níveis subsequentes, chegando ao máximo de 25% no nível 44.

Nível 8
Ouvidos atentos - Informações são importantes, ainda mais quando se planeja utilizá-las como fonte de suas tramóias. Os Arautos, por isso, tem sua acuidade auditiva dobrada se em comparação com outros semideuses - isso se refere tanto ao alcance quanto ao volume do som que são capazes de identificar.

Nível 12: Luar romântico
A lua sempre foi o símbolo dos namorados. Por este motivo, durante a noite, poderes de charme e persuasão dos filhos de Selene sempre são amplificados, como se tivessem cinco níveis a mais, para determinar as resistências dos inimigos (mas não o efeito do poder). [Novo]


Nível 18
Agilidade corporal - Éris é veloz, e seus seguidores também precisam ser. Sua velocidade e capacidade de movimentação tende a ser um pouco maior do que a de pessoas comuns - cerca de 10%. Não permite que faça mais de um ataque por turno, mas aumenta suas chances de acerto em caso de ataque corporal, e suas reações de reflexo/ defesa no caso de ataques físicos.


Nível 20
Andar silencioso - Os arautos desenvolvem uma propensão para a furtividade, e isso se reflete em sua postura e movimentação. Não quer dizer que não produzam ruído algum, mas que seus passos são mais leves e silenciosos - e, consequentemente, mais difíceis de detectar - do que o de semideuses comuns.

Nível 21
Controle dos Males VI: Ponos - Éris é mãe de Ponos, a fadiga. Seus seguidores, por sua vez, mantém uma relação distinta com esse fator - eles não são tão afetados pela fadiga natural, conseguindo suportar esforços físicos maiores. Seu gasto de Mp para atividades naturais será sempre de 50% comparado a semideuses comuns. Isso não afeta o uso de poderes, seja da parte deles, sejam efeitos de poderes nocivos - nesse ponto, o gasto é normal.

Nível 25: Fase da Lua IV - Lua Minguante
Nesse nível, a postura do filho de Selene passa a ser subestimada pelos seus oponentes. Como a lua que míngua é esquecida nos céus, assim farão os inimigos em batalha - a menos que o filho de Selene seja muito mais forte que os oponentes (10 níveis ou mais) ou os ataque antes, o filho de Selene não será o primeiro alvo de um ataque quando estiver trabalhando em um grupo. Válido apenas para o primeiro turno. [Novo]

Nível 25
Ambidestria - Seguidores de Éris, com o tempo e o treino conseguem desenvolver o uso de ambas as mãos. A ambidestria não aumenta sua força, contudo - então, apenas armas leves ou de uma mão só conseguem ser portadas em cada mão.

Nível 27
Controle dos Males VII: Ate - A ruína e insensatez. Arautos, apesar disso, desenvolvem uma espécie de bom senso - justamente pela proximidade desse daemon, eles sabem melhor como evitá-la. Quando em uma situação que envolve uma escolha explícita de um curso de ação, eles intuirão o caminho com menos chances de falhas. Não implica agir sobre qualquer golpe - por exemplo se deve acertar o oponente pela esquerda ou direita - mas apenas quando a escolha é imposta a eles de forma direta a modificar os resultados de algo - tentar acertar o oponente que mantém um refém ou baixar as armas? Para ser interpretado corretamente deve-se conversar com o narrador/ avaliador. Note que apesar de indicar a chance com menos falhas, não anula a possibilidade de erro.

Nível 30: Estabilidade
A lua estabiliza o eixo da terra, permitindo a manutenção do clima - sem ela, isso não seria possível. No seu caso, esse poder significa que você consegue manter sua temperatura corporal estável, fazendo com que resista melhor a alterações climáticas e interpéries naturais, apesar de ainda poder ser afetado por poderes de frio e fogo, por exemplo. Você ainda pode sofrer com efeitos naturais, como hipotermia ou desidratação pela temperatura, mas demora 5 vezes mais do que humanos normais para senti-los [Novo].

Nível 35
Flexibilidade - A discórdia é famosa por se infiltrar facilmente em qualquer lugar, e seus seguidores herdam tais habilidades. Nesse nível, essa facilidade se manifesta de forma física. Esses semideuses são mais flexíveis, esgueirando-se com facilidade mesmo nos locais mais claustrofóbicos, agindo da mesma forma que répteis ou gatos - se houver espaço suficiente para ao menos metade de sua massa corporal e que permita a passagem de suas cabeças. Ações que envolvam passagens dificultosas são bonificadas em 25%, desde que cumpram este requisito.

Nível 40: Presságio
A lua sempre foi utilizada por várias culturas em seus rituais divinatórios. Você personaliza isso, ganhando uma espécie de sexto sentido que faz com que seja difícil ser surpreendido. Não indica o perigo exato ou o momento em que será atacado, nem de onde ou de quem virá, apenas a sensação de que há perigo, uma espécie de intuição, que pode servir para indicar emboscadas e armadilhas, ou até ataques. Alguns inimigos podem ter como burlar isso, já que podem conseguir ocultar sentimentos ou pensamentos - em casos do tipo, o poder só captaria se o oponente for de nível menor.

Nível 45
Controle dos Males X: Algea - Também chamada Algoz, representa as tristezas e também as dores. Neste ponto, Arautos adquirem uma resistência maior contra a dor. Apesar de ainda perderem HP normalmente por ataques, golpes que visem debilitá-los pela dor não surtirão efeitos tão drásticos - eles podem ter dificuldade em manusear uma espada com o braço quebrado, mas não pela dor, e sim pela incapacitação do membro, por exemplo. Por isso penalidades relativas à dor provocadas por oponentes até 10 níveis mais fracos deixam de ser aplicadas.


Nível 47
Pele escorregadia - A discórdia é sutil e dificilmente contida. Seus seguidores também adquirem, portanto, certas propriedades. Poderes de constrição e itens de aprisionamento que dependam de contato - como algemas ou cordas, mas não celas ou barreiras - passam a ter a duração reduzida em 1 turno (apesar de nunca ser nulo) se provenientes de oponentes de até 5 níveis acima, ou em caso de utilização de itens e similares, ele recebe uma bonificação de 50% para as tentativas de se soltar, caso o item seja mundano ou de nível menor que ele próprio.

Nível 53
Controle dos Males XI: Macas - Representante das batalhas, também acompanhava Ares com frequência. Neste nível, o Arauto ganha um aumento em sua força física (e consequentemente em ataques corporais que dependam dessa característica) de 10%, comparado a semideuses comuns.

Nível 60
Controle dos Males XII: Neikea - O ódio. Neikea representa a sede de sangue e, apesar de não influir na personalidade do semideus, acaba influindo nas suas batalhas. Seus golpes tornam-se mais potentes, provocando um dano adicional de 5%, desde que sejam golpes físicos diretos (magias, armas a distância e poderes que não dependam de um ataque corporal não são afetados, nem o dano adicional de uma arma encantada - a porcentagem aplica-se apenas ao dano comum).

Nível 65
Linguagem abissal II - Éris é relacionada aos demônios e males. A partir desse nível, seu seguidor consegue falar livremente o idioma de qualquer monstro cuja origem seja o Tártaro, e se estende à escrita e registros similares criados por eles. Agora, também se aplica a monstros que não possuam a capacidade de fala humanizada, podendo se comunicar com cães infernais, por exemplo, mas não é de forma telepática.[Novo]

Nível 70
Controle dos Males XIII: Fonos - A matança. Neste nível o Arauto se envolve mais em combates, resistinto às batalhas e tirando energia delas. Cada inimigo morto pelo Arauto permite que recupere 5% do seu total de HP e MP, desde que ele tenha sido responsável pela morte.
ativos:
Nível 2: Enluarado
Os filhos de Selene têm o poder de brilhar como a lua. O brilho deixa o inimigo confuso e perdido, reduzindo seus reflexos e capacidade de reação em 25%, tornando-o um alvo fácil. O brilho age por uma rodada, mas seus efeitos duram até 2 turnos no oponente. Uma vez por combate.

Nível 9
Telepatia Menor - Nesse nível, o personagem consegue enviar mensagens telepáticas para um aliado ou oponente (caso ultrapasse suas resistências). Ainda não é possível ler pensamentos profundos, apenas as respostas imediatas à sua comunicação. Dura 3 turnos e permite afetar um alvo a até 100m, mesmo fora da linha de visão, desde que se conheça ele e tenha noção de sua localização.

Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
784

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Tobias Pratt em Dom 08 Maio 2016, 20:55




Bitch I'm Back

E então tudo o que eu vejo são pessoas correndo. Para todos os lados e com a velocidade mais rápida que conseguem alcançar. E a única diferença entre mim e essas pessoas é a direção. Em vez de correr com um rumo aleatório, corro na direção dos camarins. Se eu conseguir pegar minhas coisas e achar outra saída...

Mas meus planos são destruídos quando encontro uma mulher. Ou algo parecido com uma, já que, ao forçar os olhos para ter certeza do que estou vendo, noto uma pequena diferença em suas pernas que pode ou não ter uma ligação com cobras.

E minha atitude é simplesmente virar e correr para o outro lado, claro.

Mas novamente minha ideia não é útil, já que vou de encontro à três figuras femininas. Uma delas parece se preparar para lutar contra as outras duas, que são exatamente iguais a que corre atrás de mim. E, para confirmar meus medos, a garota diz uma frase que não me ajuda muito a ficar calmo.

É hora de lutar. E, lembrando-me da cena de alguns dias atrás quando fui assaltado, retiro o colar do pescoço e o observo se transformar em minha mão.

Quando a mulher-cobra me alcança, viro repentinamente e uso o bordão para dar uma estocada em sua barriga. Não dou à ela tempo para planejar um golpe; pelo contrário, aproveito sua surpresa ao ver que não serei uma vítima tão fácil e rapidamente viro meu corpo e volto a atacar, porém desta vez com um ataque em horizontal. O cabo da arma acerta o ombro esquerdo da criatura, que continua sem demonstrar fraqueza.

Ela avança contra mim tão rápido que quase não consigo jogar meu corpo para o lado, mas o faço bem a tempo de ver a ponta de sua lança acertar o espaço onde eu estava. Viro-me para tentar a ferir novamente, mas a encontro me encarando. Depois de receber aquele olhar ameaçador, tudo o que consigo fazer quando a lança vem na direção de minha cabeça é me abaixar.

Respiro fundo ao ver que ainda estou vivo, e uma ideia um tanto quanto louca surge em minha cabeça. Finco a ponta da arma numa das cobras que o monstro chama de "perna", arrancando um gemido agudo e extremamente estranho dela, e me levanto, dando um cruzado direito em seu rosto.

Coloco ambas as mãos na parte de madeira do objeto e o forço cada vez mais para baixo, até ver a serpente começar a virar pó diante de meus olhos. Estou me preparando para ir até a morena que matou duas criaturas como a que eu enfrentei quando noto uma silhueta no meu campo de visão vindo em minha direção.

Como se a mulher-cobra não fosse suficiente, agora é a vez da mulher-mula-ouro-fogo-meio-gata. Você pode até achar estranho, mas esses são ótimos termos para descrever uma mulher que tem uma das pernas feitas de algum metal dourado e a outra bem parecida com a pata de um burro. Uma parte superior com curvas acentuadas e um rosto com olhos e cabelo de chamas, que consegue ser bem quente — em todos os sentidos.

Algumas palavras ecoam em minha mente, dizendo-me para matar a empousa e depois ajudar a garota que se comunica comigo com o basilisco. Sem nem olhar para a segunda criatura, que eu tenho certeza que é muito assustadora, me preparo para mais uma batalha.

A criatura, diferente das outras, anda até mim sem demonstrar pressa. Seus passos são lentos e suaves e consigo notar a movimentação de seu quadril. Juro que, por um único segundo, consigo esquecer que ela tem uma parte imitando um burro ou mula.

Para há uma certa distância de mim, mostrando que por enquanto não corro riscos. Mas suas palavras provam o contrário. Em um tom um tanto quanto sexy, ela me chama até ela. Não sei se já não penso direito, mas uma ideia um tanto quanto louca surge em minha cabeça. Depois de decidir segui-la, relaxo o corpo, fazendo com que ambos os braços pendam para o lado — inclusive o que segura o bordão — e começo a caminhar até ela.

Quando me aproximo o suficiente, respiro fundo e me preparo para o bote, mas sou surpreendido. Em um piscar de olhos, suas garras parecem ficar mais afiadas e perigosas, e vêm em direção ao meu peitoral.

Você achou mesmo que eu ia cair nesse seu teatrinho? — ela dá uma risada debochada — Tolinho.

No mesmo instante em que ela termina a provocação eu avanço. Uma onda de raiva surge dentro de mim ao perceber quantas pessoas podem ter se ferido graças a ela e seus coleguinhas monstruosos, e a uso a meu favor. Meus dedos apertam com força o cabo do bordão enquanto desfiro um golpe no lado esquerdo do rosto da criatura com a extremidade da arma. Em seguida aproveito o impulso para girar o corpo, levantando a perna esquerda e chutando sua barriga com um golpe impactante que a empurra atrás.

Talvez eu não seja tão tolinho assim.

Aproveito seu momento de atordoamento e jogo o corpo para a frente, forçando a ponta do bastão de madeira no peitoral da mulher. Meu cérebro passa a trabalhar mais rápido enquanto penso em um jeito eficaz de terminar a luta, logo chegando a uma conclusão: finjo que vou chutá-la novamente, mas apenas passo a perna direita por entre seus pernas e a posiciono atrás de seu pé esquerdo, puxando-o para frente e derrubando a humanoide. Volto a forçar a arma contra ela, mas dessa vez mirando em sua garganta. Não demora muito para que ela se desfaça em pó, mas não sem antes arranhar minha perna esquerda e arrancar um pouco de meu sangue.

Cuspo em cima de seu corpo enquanto o mesmo se desintegra, revelando todo o ódio que sinto. Nunca terei uma vida normal graças a seres como esse.

Olho ao redor para ver como está a situação do circo, mas logo meu olhar encontra o da garota morena, que parece me dar um aviso. O basilisco! Endireito meu corpo e ignoro as partes de meu corpo que doem — principalmente a perna esquerda — e encaro o próximo alvo. Silenciosa e rapidamente, rezo aos deuses para que seja o último inimigo que eu tenho que enfrentar durante um bom tempo.

Ele investe contra mim, e jogo o corpo para o lado. Com uma velocidade surpreendente com o qual não estou acostumado, ele volta a investir. Vou dando alguns pulinhos para trás e para o lado, desviando de seus ataques e procurando uma brecha para atacar. Quando estou prestes a vingar-me, porém, algo o faz voltar a prestar atenção na garota. "Graças aos deuses", penso enquanto suspiro aliviado.

Tá, você pode até pensar que eu sou um cavaleiro e faço ele prestar atenção em mim de novo para ajudar a jovem mulher, mas em vez de fazer isso eu simplesmente corro. Não simplesmente, na verdade. Corro guiado por uma estratégia e direcionado para a parte posterior do corpo serpentino do monstrengo. Apoio o bordão em meu ombro direito por alguns segundos antes de fazer um movimento que guia as escamas afiadas da serpente dourada da arma até as escamas da cauda do oponente. Com isso, acabo dando uma chance para que a menina cujo nome não sei até agora finalize tudo aquilo.

Se eu não precisasse respirar fundo algumas vezes e digerir tudo o que aconteceu, eu provavelmente me apresentaria. Mas tenho uma leve impressão de que o que ela quer saber de mim não é apenas o nome. E ela não é a única com perguntas para fazer.

P.S.:
Então, o Tobias é calminho e tals, mas... coloquei ele com bastante ódio porque ele acabou de ressuscitar e só tem se ferrado desde então. O circo era tipo um jeito de ele fugir dos problemas da vida dele (e das dúvidas e perguntas de sua cabeça), mas aparentemente tudo foi destruído graças aos monstros.

Legenda:

Tobias / Outros / Pensamentos.
Itens:
{Colar do Serpentário} / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] ~ Segurando / Pescoço ~

{Needdle} / Wakizashi [O item encontrado no museu de New York é de lâmina fina, mas afiada nos dois gumes. Tem 90 cm de comprimento, sendo 70 de bronze sagrado. A empunhadura é feita em madeira revestida com seda branca, dando mais conforto e firmeza no manuseio. A arma ao todo é leve e pode ser utilizada com uma mão, acompanhando uma bainha de couro preta com entalhes.] {Bronze Sagrado , Couro e Seda} (Nível mínimo: 10) {Não controla nenhum elemento} [Recompensa pela missão "Choose Your Challenge", desenvolvida por Lady Psiquê e atualizada por Odisseu.] ~ Mochila ~

{Gladdius} / Gládio [Uma adaga forjada a partir do molde de um gládio portado pelo deus Hermes, feita a partir de bronze rígido. O armamento possui uma lâmina de cerca de dezoito centímetros e um cabo revestido com couro mitológico, super-confortável à mão do indivíduo que portar a arma. A adaga emana uma um poder que aumenta a chance de acerto dos golpes em 15%.] {Bronze} (Nível: 12) {Nenhum elemento} [Recebimento: missão "Se vira nos 30!", avaliada por Tânatos e atualizada por Asclépio; efeito conseguido na DIY "The Little Help", avaliada por Selene e atualizada por Asclépio.] ~ No fundo da mochila, por isso ainda não foi encontrado ~

{Elm} / Elmo [Um elmo feito de Bronze. Ele se encaixa perfeitamente na cabeça do usuário, oferecendo proteção completa para a mesma, permitindo que sua visão não seja afetada. Visualmente é semelhante aos elmos espartanos da antiguidade. O item é abençoado para proteção mental, oferecendo +5% de Resistência Mental para inimigos de nível igual ou menor que seu usuário. {Bronze} (Nível Mínimo: 5) {Não Controla nenhum Elemento} ~ Mochila ~

{Bellatrix} / Escudo Comum [Barato e leve, este escudo permite que a mão no qual é usado ainda carregue pequenos objetos, mas não armas. A proteção é um pouco maior do que a de um broquel, mas ainda não muito efetiva.] {Bronze Sagrado} (Sem nível mínimo) {Não controla nenhum elemento} ~ Mochila ~
Poderes:
Ativos:

Nothing.

Passivos:

Perícia com Bordão (Nível 1)
Curandeiros adquirem perícias com cajados e bordões, sabendo manusear instintivamente este tipo de arma. A perícia é evolutiva, aumentando com o nível do curandeiro, e não implica em infalibilidade de golpes ou em movimentos impossíveis, devendo ser coerente com o treinamento e o contexto.

Conhecimento anatômico (Humanóides)(Nível 9)
Qualquer curandeiro tem grande conhecimento sobre a anatomia do corpo humano e por isso, eles sabem com perfeição qual é o melhor local para inserir uma injeção ou medicamento para que haja mais efeito no mesmo, como também sabe os locais exatos para acertar durante um golpe para causar mais dano. Isso faz com que seus golpes tenham um dano adicional de 10% em um ataque planejado - um contra-golpe instintivo não se beneficiaria pois não teria a intenção de atingir um ponto específico. Válido para humanos e seres com anatomia semelhante.

Esquiva (Nível 11)
Assemelhando-se aos movimentos de um dos animais simbolos de Asclépio, a serpente, os curandeiros conseguem desviar de golpes corpo-a-corpo com mais facilidade que outros semideuses - cerca de 10% melhor - se comparados a semideuses de mesmo nível sem tal habilidade. Obviamente, eles não se equiparam com os outros semideuses cujo progenitor abrange tal esfera, como filhos de Hermes. [Modificado]

Atenção extrema(Nível 12)
Atenção sempre fora algo requerido para qualquer médico, e não seria diferente com os Curandeiros do deus Asclépio, por isso, seus seguidores - ao alcançar este nível - adquirem grande atenção e quando estão focados em algo, torna-se difícil distraí-los. Poderes de confusão ou distração mental não fazem mais efeitos se provenientes de oponentes até 5 níveis inferiores, e entre essa margem e até 5 níveis acima do curandeiro, são reduzidos à metade, funcionando normalmente além disso.

Tranquilidade (Nível 19)
Médicos necessitam, constantemente, de tranquilidade e calma para realizar uma operação. Afinal, o que menos poderiam querer seria cometer um erro por nervosismo. Lógico que isto passa a ser uma das habilidades dos curandeiros, podendo resistir a efeitos de medo, pânico e paranóia. A resistência é fraca, contudo, e só retira metade do efeito; e os arredondamentos são feitos para baixo. Só afeta poderes que venham de uma fonte de nível igual ou menor do que o Curandeiro.


Thanks for @Lovatic, on Cupcake Graphics


Tobias Pratt
Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio

Mensagens :
78

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por 150 Ex-Staff em Qua 11 Maio 2016, 15:23


The Revenant
This is gospel for the fallen ones. Locked away in permanent slumber. Assembling their philosophies from pieces of broken memories. Don't try to sleep through the end of the world and bury me alive, 'cause I won't give up without a fight.
Q
uando o último dos monstros se desfez em pó, Bianca e Tobias notaram as chamas que cresciam, partindo dos fundos e aproximando-se do picadeiro. Os dois semideuses abandonaram o lugar. Sabiam que, finalmente, podiam respirar aliviados. A jornada terminava ali e, com a lona em chamas como plano de fundo, os dois conseguiriam as respostas que buscavam.

Pontos Obrigatórios


Bianca e Tobias:
▬ Comecem com uma introdução coerente com o que foi apresentado no meu post.
▬ Vocês dois vão interagir. Tobias contará, então, tudo o que aconteceu e como havia parado ali. Bianca explicará um pouco do mundo mitológico e coisas do tipo.
▬ Tobias, então, será reclamado. O símbolo de Macária é um ankh de cor rosa-acinzentado.
▬ Aí, caberá a Bianca decidir o que fazer: levar o semideus até o Acampamento (se não estiver proibida de entrar lá), tomá-lo como seus discípulo ou apenas dar um "tapinha nas costas" do garoto e abandoná-lo.
▬ O post, então, será encerrado, quando cada um tomar seu rumo, seja juntos ou separados.

Informações


▬ Evento de Trama One-Post Contínuo;
▬ Local: St. George, UT;
▬ Horário: 14:00;
▬ Clima: Nublado, 28 ºC, brisas frescas;
▬ Prazo de Postagem: 168h (7 dias);
▬ Não se esqueça de colocar itens e poderes em spoiler/no final do post, ou suas ações poderão acabar sendo ignoradas (E é sempre bom lembrar que a quantidade de itens vai interferir em suas ações);
▬ Não aceitarei textos com menos de 250px de largura. Cuidado para as linhas do texto não ficarem muito coladas umas nas outras. Tentem se basear no tamanho de letra que eu uso em meu post. Menor do que isso pode não ser uma boa ideia. Nada de cores gritantes no post;
▬ Uma dica que eu deixo é que esse é um evento em equipe. Combinar os posts vai facilitar e muito a vida de vocês. Informações desencontradas nos posts de vocês vão, sim, render pontos negativos;
▬ Para dúvidas, reclamações, pedidos de extensão de prazo e mimimi's diversos, por favor, enviar uma MP. Também estarei disponível no Whatsapp e no Facebook. Prefiro não levar esses assuntos para o Chatbox.

Status


▬ Bianca H. Somerhalder (Nível 76) — 707/850 HP e 773/850 MP
- 20 HP, devido aos ferimentos
- 44 MP, devido aos poderes
+ 127 HP e MP, devido aos poderes (valor arredondado para baixo)


▬ Grant Watson (Nível 4) — 0/130 HP e 0/130 MP
- Morto


▬ Julian Aubry Blacktorn (Nível 1) — 0/100 HP e 0/100 MP
- Morto


▬ Tobias Pratt (Nível 19) — 190/280 HP e 210/280 MP
- 20 HP, devido aos ferimentos
150 Ex-Staff
150 Ex-Staff
Ex StaffPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
167

Localização :
Hell's Kitchen

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Tobias Pratt em Sex 13 Maio 2016, 15:13




Bitch I'm Back

A sensação de que tudo finalmente acabou é consideravelmente estranha para mim. Tanta coisa acontecendo em tão pouco tempo que simplesmente não consigo parar de achar que um monstro vai surgir de trás de mim e me atacar. Talvez isso pareça bom — pelo menos não estarei tão despreparado quanto antes caso isso aconteça — mas não conseguir se sentir seguro é uma droga.

Apesar de ter muitas coisas para falar com a mulher (e uma delas ser perguntar seu nome, que ainda não sei), decido pegar minhas coisas antes. Quanto mais rápido sair daqui, mais fácil será esquecer tudo isso. E é uma das coisas que eu mais quero no momento. Isso e, é claro, respostas.

Viro-me na direção dos camarins e começo a andar, pedindo para que ela me acompanhe para podermos ter uma conversa. Noto algo vermelho em meu campo de visão e não preciso olhar duas vezes para saber o que é: fogo. Algumas palavras não muito educadas passam por minha cabeça enquanto corro atrás de minha mochila e procuro por algum dos artistas do circo.

Não é difícil achar meus pertences, mas são as únicas coisas que encontro na busca. Espero que todos tenham conseguido sair bem, realmente espero. Em uma questão de segundos já estou com a mochila nas costas e correndo no sentido contrário, mirando sair do circo e de perto das chamas.

Finalmente paz — desabafo  — Essa vida cansa, sabia?

Trocamos algumas rápidas palavras e descubro que seu nome é Bianca, em seguida apresentando-me.

Tobias Pratt. E, bem, eu não sei muita coisa sobre mim, mas vou lhe dizer as poucas coisas que descobri — tento rever todos os acontecimentos recentes para não esquecer de detalhe algum — Eu tenho um parente, acho que irmão, chamado Allyson, que não faço ideia de onde está; por algum motivo acordei de um sono que durou muito tempo na cidade de Los Angeles; hmm... Os monstros parecem gostar bastante de mim. Ou odiar bastante, não consigo decidir. E, ah, eu também tenho alguns brinquedinhos legais dentro da mochila.

Claro que não digo que tipo de brinquedos são os meus, mas meu tom deixa claro que são muito mais do que presentes que se dá para as crianças em festas de natal e aniversário. E, considerando que ela luta incrivelmente bem, acho que dá para entender do que eu estou falando.

Meus lábios se afastam um do outro para que eu possa falar um pouco mais — sim, eu amo falar —, mas sou interrompido por um comentário irônico sobre algo brilhando em cima de mim.

Mulheres-cobras armadas, mulheres-mula-ouro-fogo, cobras gigantes. Depois de tudo isso, algo brilhando em minha cabeça não parece lá algo tão ruim. Mesmo assim, olho para cima e me surpreendo ao ver que ela está falando sério. "Será que eu nunca vou acostumar com as coisas loucas da minha vida?"

O brilho possui um tom que parece estar no meio termo entre o rosa e o cinza, e é uma cor realmente bonita. Não consigo ver direito qual é o objeto formado pela luz, mas prefiro me atentar à explicação de Bianca do que a seja lá que raios é isso que tá em cima de mim.

Depois de notar o objeto voador e me dar uma aula de mitologia grega, ela percebe o colar em meu pescoço. O mesmo que até pouco tempo atrás eu usava para derrotar minhas oponentes. Diz algo sobre um deus da cura e sobre eu ser um curandeiro, e ao ouvir suas palavras as dores em meu corpo parecem ficar mais fortes.

Se isso for verdade mesmo, coisa que eu não duvido — falo sinceramente — Então como eu faço pra curar os cortes e hematomas que ganhei nessa... pequena aventura?

A jovem faz um relato de uma visita a um curandeiro e me teletransporto novamente. Encontro-me em uma sala de paredes e teto completamente brancos, e misturo alguns ingredientes em um copo com água. De algum jeito louco, consigo relembrar dos ingredientes da poção e de alguns pequenos truques que podem ajudar uma pessoa a sobreviver.

Faço uma rápida oração a Asclépio, mostrando lealdade ao juramento que fiz de sempre servi-lo e clamando por ajuda. Não muito tempo depois minhas mãos são envoltas por um brilho dourado e as levo até as partes do meu corpo onde mais sinto dor. Em instantes, meus músculos relaxam e me sinto um pouco aliviado. Não é muita coisa, mas é o máximo que eu posso fazer em mim em uma rua de uma cidade como essa.

Pergunto se Bianca precisa de ajuda, e ela diz que não. Depois de uma breve pausa, ela retoma o assunto anterior, perguntando algo relacionado ao lugar aonde irei agora que não tenho mais o circo. Em resposta, olho-a com um olhar confuso de quem não sabe o que dizer, e logo ela volta a falar.

Claro. Ter uma mestra me guiando vai ser muito útil num mundo como este — respondo e sorrio, aceitando sua proposta de ter algumas aulinhas de iniciação em 'vida no mundo mortal para semideuses'.

P.S.:
Legenda:

Tobias / Outros / Pensamentos.
Itens:
{Colar do Serpentário} / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] ~ Segurando / Pescoço ~

{Needdle} / Wakizashi [O item encontrado no museu de New York é de lâmina fina, mas afiada nos dois gumes. Tem 90 cm de comprimento, sendo 70 de bronze sagrado. A empunhadura é feita em madeira revestida com seda branca, dando mais conforto e firmeza no manuseio. A arma ao todo é leve e pode ser utilizada com uma mão, acompanhando uma bainha de couro preta com entalhes.] {Bronze Sagrado , Couro e Seda} (Nível mínimo: 10) {Não controla nenhum elemento} [Recompensa pela missão "Choose Your Challenge", desenvolvida por Lady Psiquê e atualizada por Odisseu.] ~ Mochila ~

{Gladdius} / Gládio [Uma adaga forjada a partir do molde de um gládio portado pelo deus Hermes, feita a partir de bronze rígido. O armamento possui uma lâmina de cerca de dezoito centímetros e um cabo revestido com couro mitológico, super-confortável à mão do indivíduo que portar a arma. A adaga emana uma um poder que aumenta a chance de acerto dos golpes em 15%.] {Bronze} (Nível: 12) {Nenhum elemento} [Recebimento: missão "Se vira nos 30!", avaliada por Tânatos e atualizada por Asclépio; efeito conseguido na DIY "The Little Help", avaliada por Selene e atualizada por Asclépio.] ~ No fundo da mochila, por isso ainda não foi encontrado ~

{Elm} / Elmo [Um elmo feito de Bronze. Ele se encaixa perfeitamente na cabeça do usuário, oferecendo proteção completa para a mesma, permitindo que sua visão não seja afetada. Visualmente é semelhante aos elmos espartanos da antiguidade. O item é abençoado para proteção mental, oferecendo +5% de Resistência Mental para inimigos de nível igual ou menor que seu usuário. {Bronze} (Nível Mínimo: 5) {Não Controla nenhum Elemento} ~ Mochila ~

{Bellatrix} / Escudo Comum [Barato e leve, este escudo permite que a mão no qual é usado ainda carregue pequenos objetos, mas não armas. A proteção é um pouco maior do que a de um broquel, mas ainda não muito efetiva.] {Bronze Sagrado} (Sem nível mínimo) {Não controla nenhum elemento} ~ Mochila ~
Poderes:
Ativos:

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.

Passivos:

Aprendiz Formado (Nível 16)
O primeiro passo para tornar-se um médico relevante é concluir o ensino superior desta área. Interpreta-se que, ao não desistir, o indivíduo em questão está realmente interessado em sua função desenvolvida. Estima-se, também, que o conhecimento deste já será bem mais completo do que aquele que entrou há tempos atrás e contarão inclusive com uma maior prática. Sendo assim, os equívocos iniciais já se tornarão mais raros. Este dom inclui o conhecimento sobre a aplicação de remédios no momento oportuno e de talas quando necessário, sabendo tratar agora ferimentos mais profundos e fraturas. Operações complexas exigem mais vivência e ainda não podem ser alcançadas.


Thanks for @Lovatic, on Cupcake Graphics


Tobias Pratt
Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio

Mensagens :
78

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Sex 13 Maio 2016, 20:23

the revenant
Encarando o menino com uma expressão curiosa, Bianca fazia perguntas em sua própria mente para, mais tarde, repeti-las em voz alta. Quando tinha a intenção de se locomover para frente e falar alguma coisa, percebeu que o ambiente ficou mais claro que o normal; curiosa, virou-se para trás e deu de cara com um espetáculo — dessa vez, mais interessante que o próprio circo em si, no qual ela não achava graça — chamado fogo. Com os olhos brilhando em fascínio, somente foi despertada quando o companheiro se pronunciou.

Apesar de ter ouvido as palavras claramente, não as deduziu pelo simples fato de estar impressionada e boquiaberta. Mas, quando o semideus começou a correr em direção aos camarins, Hale fez o mesmo por puro instinto. O seguiu até onde seus pertences se encontravam, logo se afastando da tenda em seguida, já que o incêndio se espalhava.

— Bianca Hale Somerhalder, filha de Selene. O prazer é todo seu, claro — disse quando finalmente podiam se comunicar, descobrindo logo em seguida que o nome do menino era Tobias. — Agora, puta que pariu, pode me explicar o que está acontecendo?

Depois de contar a vida dele, Tobias deu a parecer que estava entendo menos da situação do que a própria Somerhalder, que até o momento não se sentia incomodada com a presença do menino. Esse, que já abria a boca para falar novamente, foi interrompido pela prole da lua:

— Olha só, parece que encontramos um filhinho perdido — com a voz irônica, a garota encarou um símbolo em cima da cabeça do outro: era um ankh rosa, mas que continha leves aparições do cinza. Deduzindo ser a reclamação de Macária, Bianca mostrou para Pratt, que fez uma expressão levemente confusa.

Vendo aquilo e achando um pouco de graça, Hale decidiu que o ajudaria: começou explicando várias coisas sobre o mundo mitológico, já dizendo o que era aquilo. Em seguida, quando Tobias perguntou sobre se curar — e incluindo que ele era um curandeiro —, a garota decidiu narrar sua última ida à enfermaria pra ver se ajudava em alguma coisa.

Aparentemente ajudou. Suas mãos instantaneamente começaram a brilhar, e enquanto observava aquilo Somerhalder desenvolveu uma pequena teoria em sua mente: ele não ia sobreviver sozinho. Daquele jeito, sem saber nada sobre o mundo perigoso em que vivia, iria morrer de novo em muito pouco tempo; ela não era muito de se importar com os outros — na verdade, nunca se importava —, mas a inocência daquele menino em especial a deixava curiosa.

Por isso, assim que o processo de cura acabou e a filha de Selene recusou ajuda, ela deu um pequeno momento de pausa para fazer sua proposta. Explicando sobre a ideia e perguntando para onde ele iria agora, ela acabou oferecendo o lugar de seu aprendiz para Tobias, que rapidamente aceitou.

Agora, por bem ou por mal, Bianca teria companhia por muito tempo. E precisava dar o seu melhor para que aquela companhia não morresse.

this is blood, red blood:
armas:
{Falling Stars} / Shurikens [Conjunto com 10 shurikens de bronze sagrado, mas que se repõem sempre, funcionando quase como um "conjunto de shurikens infinitas". São guardadas em um estojo de couro e veludo. O alcance é limitado à força do semideus, mas não ultrapassa 25m. Podem ser atiradas até 2 por turno, e ambas seriam afetadas pelos poderes.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene]

— {Bravery} / Dog tag [Aparentemente uma placa normal de identificação do exército, com os dados básicos do semideus. Com uma bênção mágica contínua, abençoa seu utilizador com um bônus de 15% em sua força física e providencia uma resistência de igual nível a poderes e auras que envolvam os atributos medo e pânico.] {Prata} (Nível mínimo: 1.) [Recebimento: "Face Your Fears", treino trimestral para filhos de Selene e Hipnos. Avaliado por Ayla Lennox e atualizado por ~Lady Íris~.]

♦ {Luto} / Bandana Preta [Carregando a aura pesada do atentado terrorista ao Acampamento no réveillon, essa faixa preta do tamanho de 50cm de comprimento por 5cm de largura possui uma propriedade interessante: tais como em cerimônias lúgubres, onde se dedica um minuto de silêncio em respeito à fatalidade ocorrida, os movimentos do usuário ficam silenciados por um turno inteiro; tal "bênção", no entanto, não afeta fala ou poderes (não se poderia silenciar uma explosão, por exemplo), podendo ser utilizada unicamente em ações relacionadas à movimentação (um pulo, uma caminhada, uma corrida, o ruído de passos - desde que provindos do portador, seriam silenciados e não poderiam ser escutados, independente de poderes como "audição perfeita"). Pode ser utilizada duas vezes por ocasião (missão, evento, treino, dentre outros).] {Tecido preto} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Evento de Encerramento, "Burn, Baby, Burn! - Postagem Aberta". Jan/2015.]

♦ {Seduction} / Colar [Colar de ouro com um pingente em forma de serpente, que possui rubis mágicos encravados nas córneas do réptil. Quando utilizado, bonifica ações e poderes relativos a sedução e charme em 20%.] {Ouro e rubi} (Nível Mínimo: 15) [Recebimento: Missão "A Boate", avalida por Hipnos e atualizada por Poseidon]

♦ {Copy} / Óculos [Óculos escuros da marca Chilly Beans que se adaptam perfeitamente ao rosto do portador. As lentes possuem adaptação a luminosidade, variando entre escuros ou normais. Uma vez por missão, o portador poderá repetir um golpe ou habilidade utilizada por algum semideus/monstro em questão com maestria. A habilidade funciona quando o portador visualiza-la o golpe e somente depois poderá repeti-lo. Aplica-se a golpes corporais físicos, sendo que se utilizafo por uma arma, necessita da mesma ou de uma com as mesmas características físicas e especiais, sendo que acarreta perca de MP normal ao se fazer o movimento. Caso o movimento seja acarretado pelo uso de algum poder, o nível do poder deve ser menor ou igual ao do nível do usuário.{Plástico reforçado(Nível Mínimo: 21) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa da missão “O Furto” avaliada por Héstia][Att por Ares]

Colar de caranguejo gigante [Colar comum, feito de fibras de algas com uma pinça de carangueijo, avermelhada. Duas vezes por missão o portador pode soltar uma profusão de bolhas que ocupa uma área de 3m de raio ao seu redor e duram 3 turnos. As bolhas não provocam danos mas impedem a visibilidade, fazendo com que todos os ataques à distância tenham uma chance de falha de 50% por 3 turnos, não cumulativos. Adicionalmente, ao fim do poder, o solo da área fica encharcado, dificultando o equilíbrio e reduzindo a movimentação na área em 50% por 2 turnos. Para fins de resistência, os poderes do item equivalem ao nível 41. (Nível mínimo: 41) {Material: alga e pinça de carangueijo) [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"]

— {Spikes} / Escudo [Um escudo circular simples de 70cm de diâmetro feito de cobre nas bordas e alumínio no centro. Possui alguns espinhos em várias partes do metal, que servem como instrumento de ataque. Ele se transforma em um bracelete marrom-acinzentado quando não estiver sendo usado. Quando ativado, o usuário pode lançá-lo, tendo uma chance de acerto de 15% a mais do que teria ao usar um arco comum, por exemplo. Assemelha-se a um broquel.] {Alumínio e Cobre} {Não controla elementos} {Nível mínimo: 16} [Vendido por Matias Blake, forjado por Hiccup H. Haddock.]

❃{Ilusion} / Anel [Enquanto saia do local em que tinha sido mantida prisioneira, a filha de Selene encontrou um anel no formato de uma caveira negra. Tal item exala uma constante fumaça negra que só poderá ser enxergada por aqueles que tiverem a permissão de seu portador sendo útil para a localização de se portador. De modo que as outras pessoas não enxergam a fumaça, assim a semideusa pode desejar que ninguém veja a fumaça, ou que ao menos uma pessoa a encontre. A desejo do portador e apenas uma vez por missão, a fumaça exalada aumenta deixando uma área de 3x3 completamente no escuro impossibilitando a visão de seu inimigo por três rodadas. Poderes que permitem visão no escuro são afetados em 40%, pois se trata de algo mágico não uma escuridão normal.] {Bronze} (Nível Mínimo: 30) {Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão Save Yourserlves, avaliada por Athena e atualizada por Asclépio]

♦ {Leviathan} / Pulseira O devorador de homens.". Uma vez por missão ou evento, ao ser ativado, as letras emitem um brilho bem fraco e as semideusas são induzidas a um estado combativo acima do normal. Isso aumenta em 30% os efeitos e danos causados por ataques corpo-a-corpo. O efeito dura até duas rodadas, mas pode ser interrompido de acordo com o desejo do usuário.] {Ouro, magia} (Nível mínimo: 40) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão - Leviathan. Avaliada por Éris e Atualizada por Asclépio]

↯ {Fulmine} / Espada de Bronze Sagrado [ Espada de 90 cm, sendo 70 cm de lâmina e 20 cm de cabo. Possui uma lâmina de bronze pontuda com dois gumes extremamente afiados. No sulco da lâmina há uma frase escrita em Grego antigo: "Do Amor até a Morte". Em baixo da lâmina, o guarda-mão é feito de prata. O cabo é feito de couro e possui leves depressões para melhor acomodar os dedos. Possui o pomo feito de ouro, que além de ter a base com círculos entalhados, possui esse símbolo -"¥"- escondido. Ao não ser usada, transforma-se em um anel de ouro, com a mesma frase da espada incrustada por toda a sua superfície externa] {Bronze Sagrado, Ouro, Prata e Couro} (Nível Mínimo: 5) {Não controla nenhum elemento} [Comprado de Ayla Lennox]

Δ {Stetia} / Espada [Item ganho na entrada de Bianca ao grupo de semideuses, é feito de bronze sagrado e cabo do mesmo material, envolto com couro para melhor manuseio. Possui 110 cm de extensão da ponta da lâmina ao fim do cabo, sendo uma arma um tanto quanto pesada, mas podendo ser empunhada com uma única mão, ainda que requeira um pouco de força; seus atributos, porém, compensam sua dificuldade: a espada, uma vez por ocasião, pode ser envolta com uma energia de fonte desconhecida que dobra o dano causado no oponente, desde que com a lâmina da arma. A espada vem acompanhada de uma bainha de couro simples.] (Nível mínimo: 40) {Bronze sagrado e couro} [Recebimento: por Harmonia na missão "Attracting", atualizada por Asclépio.]

◆ {Luck} / Ficha de Cassino [É uma ficha de cassino comum, aparentemente. Tendo a cor vermelha e os números escritos em branco, só dá para se notar o brasão do cassino pelo toque. Sua habilidade especial é que, uma vez a cada missão e em somente uma rodada, quando ativa enquanto segura pela semideusa, ela permite que a portadora escape de somente um golpe vindo de um oponente ao teleportar-se o mínimo de distância possível para desviar-se do ataque. Caso venha mais de um golpe, o amuleto só pode ser usado em um deles, tendo que defender o outro normalmente, caso o teleporte ainda a deixe na linha de ataque - definido pelo narrador, a ficha só leva para o espaço livre próximo, mas a semideusa não define o local. Caso seja um golpe em área, aplica-se o máximo de cinco metros de raio para teleporte, se o ataque pegar mais do que a área de teleporte, os danos serão calculados normalmente. Para ativá-lo, a usuária precisa ficar rodando a ficha entre os dedos de sua mão.][Material: Plástico.][Nível mínimo: 65][Recebimento: Missão "Money Lies", avaliada por Poseidon e atualizada por ~Eos]
poderes:
passivos:
Nível 1
Perícia com adagas - Arautos preferem ataques furtivos e discretos, armas fáceis de serem ocultadas mas nem por isso menos mortais nas mãos certas. Eles adquirem, por isso, uma compreensão maior sobre o uso dessas armas - adagas e punhais sempre serão mais fáceis de serem manuseadas por eles. O conhecimento não é automático, mas o aprendizado tende a ser mais fácil. A perícia é evolutiva, e depende do nível do semideus. Quanto maior, maior será sua habilidade com essas armas. Afeta adagas, facas e punhais.

Nível 4
Gosto pelo perigo - Arautos são rodeados por uma aura que instiga seus alvos. Isso faz com que eles próprios possam se tornar uma tentação em si, como se rodeados por uma aura sobrenatural - não mudará a aparência, mas mesmo que seja feio, o arauto ainda será considerado "instigante", "carismático", "exótico" ou similar - o famoso "ele não é bonito, mas tem um certo "que" que não dá pra explicar". Seus poderes de charme são ampliados em 5% a partir deste nível, aumentando para 10% no nível 14, e mais 5% a cada 10 níveis subsequentes, chegando ao máximo de 25% no nível 44.

Nível 8
Ouvidos atentos - Informações são importantes, ainda mais quando se planeja utilizá-las como fonte de suas tramóias. Os Arautos, por isso, tem sua acuidade auditiva dobrada se em comparação com outros semideuses - isso se refere tanto ao alcance quanto ao volume do som que são capazes de identificar.

Nível 12: Luar romântico
A lua sempre foi o símbolo dos namorados. Por este motivo, durante a noite, poderes de charme e persuasão dos filhos de Selene sempre são amplificados, como se tivessem cinco níveis a mais, para determinar as resistências dos inimigos (mas não o efeito do poder). [Novo]


Nível 18
Agilidade corporal - Éris é veloz, e seus seguidores também precisam ser. Sua velocidade e capacidade de movimentação tende a ser um pouco maior do que a de pessoas comuns - cerca de 10%. Não permite que faça mais de um ataque por turno, mas aumenta suas chances de acerto em caso de ataque corporal, e suas reações de reflexo/ defesa no caso de ataques físicos.


Nível 20
Andar silencioso - Os arautos desenvolvem uma propensão para a furtividade, e isso se reflete em sua postura e movimentação. Não quer dizer que não produzam ruído algum, mas que seus passos são mais leves e silenciosos - e, consequentemente, mais difíceis de detectar - do que o de semideuses comuns.

Nível 21
Controle dos Males VI: Ponos - Éris é mãe de Ponos, a fadiga. Seus seguidores, por sua vez, mantém uma relação distinta com esse fator - eles não são tão afetados pela fadiga natural, conseguindo suportar esforços físicos maiores. Seu gasto de Mp para atividades naturais será sempre de 50% comparado a semideuses comuns. Isso não afeta o uso de poderes, seja da parte deles, sejam efeitos de poderes nocivos - nesse ponto, o gasto é normal.

Nível 25: Fase da Lua IV - Lua Minguante
Nesse nível, a postura do filho de Selene passa a ser subestimada pelos seus oponentes. Como a lua que míngua é esquecida nos céus, assim farão os inimigos em batalha - a menos que o filho de Selene seja muito mais forte que os oponentes (10 níveis ou mais) ou os ataque antes, o filho de Selene não será o primeiro alvo de um ataque quando estiver trabalhando em um grupo. Válido apenas para o primeiro turno. [Novo]

Nível 25
Ambidestria - Seguidores de Éris, com o tempo e o treino conseguem desenvolver o uso de ambas as mãos. A ambidestria não aumenta sua força, contudo - então, apenas armas leves ou de uma mão só conseguem ser portadas em cada mão.

Nível 27
Controle dos Males VII: Ate - A ruína e insensatez. Arautos, apesar disso, desenvolvem uma espécie de bom senso - justamente pela proximidade desse daemon, eles sabem melhor como evitá-la. Quando em uma situação que envolve uma escolha explícita de um curso de ação, eles intuirão o caminho com menos chances de falhas. Não implica agir sobre qualquer golpe - por exemplo se deve acertar o oponente pela esquerda ou direita - mas apenas quando a escolha é imposta a eles de forma direta a modificar os resultados de algo - tentar acertar o oponente que mantém um refém ou baixar as armas? Para ser interpretado corretamente deve-se conversar com o narrador/ avaliador. Note que apesar de indicar a chance com menos falhas, não anula a possibilidade de erro.

Nível 30: Estabilidade
A lua estabiliza o eixo da terra, permitindo a manutenção do clima - sem ela, isso não seria possível. No seu caso, esse poder significa que você consegue manter sua temperatura corporal estável, fazendo com que resista melhor a alterações climáticas e interpéries naturais, apesar de ainda poder ser afetado por poderes de frio e fogo, por exemplo. Você ainda pode sofrer com efeitos naturais, como hipotermia ou desidratação pela temperatura, mas demora 5 vezes mais do que humanos normais para senti-los [Novo].

Nível 35
Flexibilidade - A discórdia é famosa por se infiltrar facilmente em qualquer lugar, e seus seguidores herdam tais habilidades. Nesse nível, essa facilidade se manifesta de forma física. Esses semideuses são mais flexíveis, esgueirando-se com facilidade mesmo nos locais mais claustrofóbicos, agindo da mesma forma que répteis ou gatos - se houver espaço suficiente para ao menos metade de sua massa corporal e que permita a passagem de suas cabeças. Ações que envolvam passagens dificultosas são bonificadas em 25%, desde que cumpram este requisito.

Nível 40: Presságio
A lua sempre foi utilizada por várias culturas em seus rituais divinatórios. Você personaliza isso, ganhando uma espécie de sexto sentido que faz com que seja difícil ser surpreendido. Não indica o perigo exato ou o momento em que será atacado, nem de onde ou de quem virá, apenas a sensação de que há perigo, uma espécie de intuição, que pode servir para indicar emboscadas e armadilhas, ou até ataques. Alguns inimigos podem ter como burlar isso, já que podem conseguir ocultar sentimentos ou pensamentos - em casos do tipo, o poder só captaria se o oponente for de nível menor.

Nível 45
Controle dos Males X: Algea - Também chamada Algoz, representa as tristezas e também as dores. Neste ponto, Arautos adquirem uma resistência maior contra a dor. Apesar de ainda perderem HP normalmente por ataques, golpes que visem debilitá-los pela dor não surtirão efeitos tão drásticos - eles podem ter dificuldade em manusear uma espada com o braço quebrado, mas não pela dor, e sim pela incapacitação do membro, por exemplo. Por isso penalidades relativas à dor provocadas por oponentes até 10 níveis mais fracos deixam de ser aplicadas.


Nível 47
Pele escorregadia - A discórdia é sutil e dificilmente contida. Seus seguidores também adquirem, portanto, certas propriedades. Poderes de constrição e itens de aprisionamento que dependam de contato - como algemas ou cordas, mas não celas ou barreiras - passam a ter a duração reduzida em 1 turno (apesar de nunca ser nulo) se provenientes de oponentes de até 5 níveis acima, ou em caso de utilização de itens e similares, ele recebe uma bonificação de 50% para as tentativas de se soltar, caso o item seja mundano ou de nível menor que ele próprio.

Nível 53
Controle dos Males XI: Macas - Representante das batalhas, também acompanhava Ares com frequência. Neste nível, o Arauto ganha um aumento em sua força física (e consequentemente em ataques corporais que dependam dessa característica) de 10%, comparado a semideuses comuns.

Nível 60
Controle dos Males XII: Neikea - O ódio. Neikea representa a sede de sangue e, apesar de não influir na personalidade do semideus, acaba influindo nas suas batalhas. Seus golpes tornam-se mais potentes, provocando um dano adicional de 5%, desde que sejam golpes físicos diretos (magias, armas a distância e poderes que não dependam de um ataque corporal não são afetados, nem o dano adicional de uma arma encantada - a porcentagem aplica-se apenas ao dano comum).

Nível 65
Linguagem abissal II - Éris é relacionada aos demônios e males. A partir desse nível, seu seguidor consegue falar livremente o idioma de qualquer monstro cuja origem seja o Tártaro, e se estende à escrita e registros similares criados por eles. Agora, também se aplica a monstros que não possuam a capacidade de fala humanizada, podendo se comunicar com cães infernais, por exemplo, mas não é de forma telepática.[Novo]

Nível 70
Controle dos Males XIII: Fonos - A matança. Neste nível o Arauto se envolve mais em combates, resistinto às batalhas e tirando energia delas. Cada inimigo morto pelo Arauto permite que recupere 5% do seu total de HP e MP, desde que ele tenha sido responsável pela morte.
ativos:
— Nenhum ativo.

Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
784

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por 132-ExStaff em Sex 09 Set 2016, 02:50


Avalição





Validação das mortes:

— Grant Watson: Morto por não ter postado no segundo e terceiro turno.

— Julian Aubry Blacktorn: Morto por não ter postado no primeiro e segundo turno.

Avaliação - Bianca

Primeiro Turno

Hello, Bianca. Tudo bem? Enfim, vamos lá para a avaliação? Eu nunca li um texto seu (tinha preguiça que meu Deus, ainda tenho –q), mas okay. Eu não vi qualquer erro em seu primeiro post, só tenho que lhe parabenizar por esse magnífico texto. Não teve enrolação, não teve erros de digitação, coerência... Achei tudo tranquilo e perfeito *--*, então nesse post não tenho nada a declarar.

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 38/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 22/22
Δ Ortografia e organização: 15/15

Δ Somatória do turno: 150 exp.

Segundo Turno

Que belo post, Bianca, pena que faltou ’’algo a mais’’. A sua narração estava belíssima, tenho até uma pergunta (Vocês se organizaram em off?) porque se não, meus parabéns, pois no seu texto estava bem descrito e isso não incomodou nem um pouco. Minha única reclamação foi sobre o ponto que você chegou ao cemitério, poderia ter narrado mais, alguns detalhes extras não faria mal e, na minha opinião, ficaria mais emocionante.  

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 38/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 18/22
Δ Ortografia e organização: 15/15

Δ Somatória do turno: 146 exp.

Terceiro Turno

Mais um post bem desenvolvido, parabéns. Uma coisa que me deixou bem chateada, é que você poderia ter narrado um pouco sobre o circo, que deixasse a imaginação fluir na hora de relatar. Houve um errinho básico nada muio grave, mas que com uma pequena revisão poderia ter sido evitado.

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 38/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 20/22
Δ Ortografia e organização: 14/15

Δ Somatória do turno: 147 exp.

Quarto Turno

Esse turno foi o que me deixou mais encabulada. Eu vi que Hades deixou claro que você – em off, é claro – lutaria com uma basilisco serpentino, mas a questão é, sua personagem sabe a diferença dos dois? Nós, avaliadores – pelo menos eu – gostamos quando as pessoas entram no personagem e não ficam só naquilo. Você poderia ter apontado outras diferenças que mostrassem essa diferença do basilisco ‘’normal’’ e o que paralisa. Notei um erro simples ‘‘mas mais’’ junto na mesma frase que com uma boa avaliação, poderia ter sido evitado. No mais, não tenho nada a questionar.

Δ Coerência: 71/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 37/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 18/22
Δ Ortografia e organização: 14/15

Δ Somatória do turno: 140 exp.

Quinto Turno

O último turno, finalmente. Enfim, não tenho nada a declarar sobre o último turno que foi bem simples, mas foi bem explicativo e direto. Em alguns pontos eu até entendo sobre não prolongar, mas tirando isso, meus parabéns.

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 38/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 22/22
Δ Ortografia e organização: 15/15

Δ Somatória do turno: 150 exp.


Avaliação - Tobias

Primeiro Turno

Parabéns, Tobias. Gostei do seu post e do modo como narra às situações. Não notei nenhum erro de digitação, mas acabei observando alguns errinhos em relação à pontuação. E, ah, outra coisa, em um trecho você digitou ‘’eu em um ponto e logo depois eu novamente’’ a leitura ficou um pouco prejudica, mas nada que atrapalhasse muito. Tome cuidado com as repetições de palavras!

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 37/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 22/22
Δ Ortografia e organização: 15/15

Δ Somatória do turno: 149 exp.

Segundo Turno

Primeira coisa que tenho que falar é sobre a batalha logo no início do seu post. Segundo o narrador, ele não pediu uma batalha, mas rolou algumas coisas. Ele pediu um modo para você se livrar, mas acabou atacando, por isso acabei descontando uns pontinhos. Houve uns errinhos de pontuação e uns de digitação. Ex: ''O velho sorri’’, ''Meus pescoço’’. Outro ponto que ia esquecendo foi sobre o seu pensamento ‘’Eu estou em Los Angeles’’, ficaria melhor se tivesse retirado o ''Eu’’ na frase.

Δ Coerência: 70/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 37/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 18/22
Δ Ortografia e organização: 12/15

Δ Somatória do turno: 137 exp.

Terceiro Turno

Apenas volto afirmar, a maioria dos seus erros é por falta de atenção e revisão. Trocou ''assim’’ por ''sim’’ e digitou indiferente de forma errada. Outro ponto que você vem usando muito é o fato de repetir o ''eu’’ em duas frases seguidas.

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 37/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 22/22
Δ Ortografia e organização: 13/15

Δ Somatória do turno: 147 exp.


Quarto turno

Uma coisa que me intrigou bastante foi a sua memória que antes estava prejudicada, mas rapidamente você se lembrou dos deuses, não demonstrou medo ao ver os monstros o que seria bem viável. Isso tudo me incomodou bastante. Atente-se a isso! Houve um errinho trocando o ''seu'' por ''sua''.

Δ Coerência: 70/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 38/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 22/22
Δ Ortografia e organização: 14/15

Δ Somatória do turno:  144 xp

Quinto Turno

Nada a declarar sobre o seu último post. Apenas voltar a falar sobre a sua memória que volta ao que era ser antes, pois na batalha parecia que você tinha se lembrado de tudo e isso ainda me incomoda.

Δ Coerência: 75/75
Δ Coesão, estrutura e fluidez: 38/38
Δ Objetividade e adequação à proposta: 22/22
Δ Ortografia e organização: 15/15

Δ Somatória do turno:  150 xp

Avaliação Geral

Não vou enrolar nem nada, mas ambos tem uma ''escrita'' boa e isso é bom. Bianca só quero que você explore os locais de uma forma bem legal (mesmo sendo chato as vezes, mas é sempre bom). Tobias, tome cuidado sobre a memória -q, mas atente-se a coerência e tudo mais. Foi um evento legal e gostei de ler mesmo, foi bem legal. Parabéns!

Bianca H. Somerhalder: 733 de exp. Sem desconto de HP pela cura durante o post e um desconto de 15 de MP em relação ao último post. 707/850 HP e 758/850 MP.

Tobias Pratt: 727 de exp + reclamação por Macária. Desconto de 70 de HP e 105 de MP. 210/280 HP e 190/280 MP.
132-ExStaff
132-ExStaff
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Hera em Seg 19 Set 2016, 14:14




Atualizado!

Hera
Hera
AdministradoresPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1262

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 6 - Externo

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::