Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Nyx em Qua Ago 17, 2016 6:31 pm



Return of Kings

Damocles.

Representativamente, é uma espada gigante que paira os céus quando seus usuários se utilizam de seu poder, podendo ter formas diferentes, assim como suas cores. Sua origem é desconhecida para muitos e apenas os sete reis, aqueles que possuem uma Damocles, sabem de sua história real.

Munakata Reishi , 25 anos, o Rei Azul e líder do Scepter 4, uma unidade de combate altamente qualificada e organizada, que busca manter a ordem. Em seu geral, os seguidores do Rei Azul são calmos e analistas, dialogando mais abertamente. Seus mais fiéis seguidores são Fushimi Saruhiko, 20 anos, e Awashima Seri, 23 anos. Status do Rei: vivo, mas com sua Damocles danificada;

Kushina Anna, 12 anos, a Rainha Vermelha e líder do Homra, a organização dos vermelhos. Anna herdou o título e a Damocles do antigo rei vermelho, Suoh Mikoto, após a morte do mesmo. Em seu geral, os vermelhos são pessoas que batem primeiro e perguntam depois e que arriscariam a vida para proteger sua Rainha. Seus mais fiéis seguidores são Yata Misaki, 20 anos, e Kusanagi Izumo, 25 anos. Status da Rainha: viva;

Hisui Nagare, 25 anos, o Rei Verde e líder da JUNGLE, a organização dos verdes. Nagare não anda, e só é mantido vivo graças à sua ligação com sua Damocles. Seus seguidores mais fiéis são Gojo Sukuna, 13 anos, e Mishakuji Yukari, 30 anos. Status do Rei: vivo;

Iwafune Tenkei, 42 anos, o Rei Cinza. Tenkei escondia o fato de ser um dos reis, pois não queria se envolver demais nos problemas causados pelas Runas. Era um antigo amigo de Nagare, e faleceu na última guerra entre os Reis. Status do Rei: morto;

Adolf K. Weismann, idade desconhecida — mas, aparentemente, poderia ter 18 anos —, o Rei Prata e criador e inventor das runas e da teoria Weismann. O Rei Prata é conhecido como o “Rei Imortal”, e poucos são os que sabem de qual ano ele realmente é. Ocupou o corpo de Isana Yashiro por um tempo, mas quando os problemas com sua Damocles começaram, ele voltou para seu corpo original. Seus seguidores mais fiéis são Yatogami Kuroh , 20 anos, e Neko, 16 anos. Status do Rei: vivo;

Kokujouji Daikaku, 96 anos, o Rei Dourado e antigo líder do clã Dourado, além de ser o Rei de todos os demais Reis e proteger a runa Weismann. Sicrano era a autoridade máxima, e impedia que houvesse desacordos entre os demais reis, embora tolerasse uma briguinha aqui ou ali. De uma maneira geral, Daikaku era respeitado e temido ao mesmo tempo. Foi o professor de Weismann. Todos os seguidores do clã são extremamente fiéis, e se recusam a deixar a morada de seu antigo Rei. Status do Rei: morto;

Rei sem Cor, o Rei sem Cor e causador da primeira guerra entre os reis, que ceifou a vida de Suoh Mikoto. Ichigen era, e sempre foi, um rei estranho e misterioso, que se escondia nas montanhas para evitar topar com qualquer outro rei. Status do Rei: morto.

*
***************************

A primeira batalha entre os reis foi feita de baixas. O humano Miwa Ichigen, membro da corte do Rei sem Cor, um demônio em forma de raposa que consegue se apossar de corpos alheios, foi morto pelo próprio rei quando o mesmo possuiu Isana Yashiro, o forçando a cometer tal crime. Para iniciar uma guerra entre os demais reis, o Rei sem Cor ainda forçou Yashiro a matar Totsuka Tatara, o antigo braço direito do antigo Rei Vermelho, Suoh Mikoto.

Carregados pelo desejo de vingança, os vermelhos foram atrás do assassino e foram impedidos pelos azuis, que queriam que a ordem fosse mantida e, se Yashiro realmente fosse o assassino, ele seria levado a julgamento. Essa confusão levou a uma batalha entre o Scepter 4 e o Homra, e acabou na morte de Suoh Mikoto, além da descoberta de que Isana Yashiro nada mais era do que Adolf K. Weismann, o Rei Prata, e após essa revelação o homem simplesmente desapareceu da face da Terra, deixando seus aliados Kuroh e Neko sozinhos.

Agora, um ano depois do ocorrido, Yashiro volta para a Terra após a morte de Daikaku, o Rei Dourado, para impedir que Hissui Nagare, o Rei Verde que se mantinha nas sombras, ataque com força total com o poder das Runas Weismann que foram roubadas da mansão do antigo Rei Dourado.

E, mesmo com uma trégua relativa entre vermelhos, azuis e pratas, eles precisariam de ajuda.

*************************

Ayla e Jhonn se encontravam na enfermaria do filho de Héstia. O dia havia sido movimentado graças a uma confusão com um bando de aves da estinfália na arena, o qual Ayla havia ajudado a combater. Após ir até a enfermaria de Jhonn e ser a última semideusa a ser medicada, contendo poucos arranhões que facilmente foram curados pelo garoto, ambos resolveram sair do lugar, mas antes que pudessem sequer ter a oportunidade eles sentiram uma mão agarrar as suas.

Ao se virarem, avistaram uma criança com longos cabelos prata e íris tão vermelhas quanto o vestido lolita que usava.

— Por favor. Ajude-nos a pará-lo. Ajude a parar Hisui Nagare!

Pontos Obrigatórios Individuais:

Ayla Lennox:

♥ Você vai ter um sonho estranho: o ambiente parecia com aqueles laboratórios da Segunda Guerra Mundial, mas só haviam três pessoas ali: um homem com cabelos negros, devidamente fardado de amarelo; um homem com cabelos prateados usando um jaleco branco, mas trajando roupas simples para um cientista; e uma mulher com cabelos prateados, também usando jaleco. Eles estarão falando a respeito de uma pedra, que estará no centro da sala.

♥ A mulher dirá que a ideia de seu irmão é absurda, e que aquilo jamais daria poderes a qualquer ser humano, e que mesmo com a tecnologia do ano em que estavam uma coisa daquelas jamais seria possível. Negando, o homem de cabelos prateados dirá que a ideia é genial, e que dará a oportunidade dos humanos se protegerem. O homem de cabelos negros apenas observa a briga entre os irmãos e, após a moça ir embora, ele se vira para o cientista e diz que acredita nele, saindo da sala logo depois.

♥ Então o cientista, de nome Adolf K. Weismann — pelo que estará escrito em seu crachá — irá fazer uma tentativa para despertar a runa que encontrou, a chamando de Runa Weismann graças ao sobrenome que ele e a irmã carregavam. E, após um erro de cálculo e uma explosão, você irá acordar.

♥ Quero que diga como foi seu dia desde o sonho, o que fez, se foi atrás de alguma coisa referente àquilo — caso vá, você não encontrará absolutamente nada. E, quando pensar em desistir e sair do acampamento você será parada por uma criança que estará machucada, e lhe dirá que está acontecendo uma coisa ruim na arena. Quando chegar lá, você vai notar a confusão com os pássaros da Estinfália e, após ajudar os responsáveis pela arena a acalmarem os pássaros, ajude com os feridos, levando-os à enfermaria — pode ser qualquer uma, desde que você vá à enfermaria de Jhonn ao final — você estará com pequenos arranhões, nada grave.

♥ Após Jhonn curar você ambos decidem sair dali, mas você será parada por uma mão que irá segurar a sua.

Jhonn Stark:

♣ Você vai sonhar com uma luta: um homem com cabelos vermelhos e vestindo-se como um delinquente estará brigando contra um homem de cabelos azuis tão escuros que chegavam a ser negros. O homem de cabelos vermelhos avança com fogo, enquanto o de cabelos azuis revida com sua espada.

♣ Enquanto acompanha a luta entre os dois, você rapidamente olha para o céu e vê duas espadas gigantes flutuando. Se trata de duas Damocles, a do Rei Vermelho e a do Rei Azul. Uma delas começa a soltar faísca e a rachar, até finalmente começar a cair. Você nota, então, que no chão o homem de cabelos azuis avança com velocidade para cima do homem de cabelos vermelhos e o atravessa com a espada. Nesse momento o Rei Vermelho irá falar com o Rei Azul — o diálogo segue abaixo:

“ — Munakata. — o homem de cabelos vermelhos irá dizer, enquanto os olhos encaram a ponta de sua Damocles, que irá parar de cair. — Obrigada.

— Você é um idiota, Suoh Mikoto. Por se arriscar e morrer dessa forma, você deixou aquela criança sozinha. — o de cabelos azuis retrucará, com lágrimas nos olhos. Soltando uma risada fraca, o Rei Vermelho fecha os olhos e sua Damocles simplesmente desaparecerá.”

♣ Você vai acordar após isso, e vai notar que acabou dormindo em sua enfermaria. Estranhando o sonho diferente do habitual padrão “sonhos catastróficos de semideuses”, você tentará pesquisar algumas coisas a respeito, mas não encontrará nada e, ao voltar para sua enfermaria, será abordado por um campista que lhe pedirá ajuda, falando sobre o incidente na arena e que levarão feridos para que você ajude a tratá-los.

♣ Cuide dos feridos, deixando Ayla — que aparecerá em sua enfermaria — por último e, quando resolverem sair do lugar, vai sentir alguém segurar sua mão.

Ponto Obrigatório Conjunto:

♥ Após virarem-se para a menina que agarrou suas mãos, ela vai soltá-los e pedir desculpas, e se apresentará como Kushina Anna, a líder do Homra e a atual Rainha Vermelha. Anna lhes dirá que uma ameaça está por vir, e que com a ajuda de Neko ela conseguiu entrar em um espaço de tempo para pedir ajuda de alguém. Aceitando o pedido da menina, ela irá abrir um sorrisinho, retirar uma bolinha vermelha do bolso — parecida com uma bolinha de gude — e dirá “Neko, estamos prontos”. Com isso, um portal de abrirá à frente de vocês e, ao atravessarem, vocês se verão em um bar com algumas pessoas. Terminem sua narração com a reação de vocês ao chegarem naquele lugar.

Damocles:

Munakata Reishi

Kushina Ana

Hisui Nagare

Iwafune Tenkei – Sua Damocles é desconhecida, pois o Rei Cinza não chegou a mostra-la antes de morrer;

Adolf K. Weismann

Kokujouji Daikaku

Rei sem Cor – O Rei sem Cor não chegou a revelar sua Damocles antes de morrer;

Adendos:
♥ Missão One-Post Contínua Mediana Externa para Ayla Lennox e Jhonn Stark;
♥ Local: Inicialmente NY, mas depois a história se passará no Japão;
♥ Horário: 11h25min;
♥ Temperatura: cerca de 20ºC;
♥ Clima: Agradável, mas com previsão de chuva durante a tarde;
♥ Armas no final do post em spoiler — não haverá um limite de armas, desde que seja possível carregá-las —, e o mesmo vale para poderes — separá-los em ativos e passivos, e evitar falar “considerar poderes até o nível ‘tal’”. Usou, especifique, ou o mesmo será ignorado;
♥ Dúvidas devem ser sanadas via MP (ou Whatsapp, Facebook, Telegram... Vocês tem meu número q)
♥ Prazo para postagem: 20 dias — caso seja necessário mais tempo, por gentileza entrem em contato;
♥ Boa sorte ♥

thanks juuub's @ cp!  


♥ Lady Nyx♥
A Noite // O Tudo e o Nada, bitches
Nyx
Deuses
Mensagens :
82

Localização :
Onde eu quiser q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Ayla Lennox em Sab Ago 20, 2016 11:16 pm

Return of Kings.
Sangue. Suor. Pólvora. Terra. Morte.

Apesar do ambiente ser estéril e aparentemente limpo, todos aqueles odores e auras se esgueiravam insistentemente por cada brecha que existia no recinto. Insistiam que faziam parte dali, afinal de contas, era um cenário cercado de guerra, criado por ela e a seu completo serviço.

Perscrutou o ambiente ao seu redor e apesar da iluminação fraca, era fácil deduzir que estava em uma instalação antiga, talvez nas proximidades da década de vinte. Tratava-se de um laboratório.

Existia uma quantidade relativamente considerável de coisas que Ayla simplesmente odiava - diga-se de passagem que grande parte delas era proveniente de sua vida semidivina - das quais, o simples ato de sonhar se destacava cada vez mais.

Foi exatamente por esse motivo que não teve dificuldade para saber que estava distante da dimensão real que conhecia. Graças a suas experiências anteriores com o que acontecia durante seu sono, não se permitiu o luxo de esperar coisas boas conforme a cena se desenrolava.

Três pessoas estavam ali, mas apenas uma não utilizava o jaleco. Ao invés disso, optava por roupas em um tom amarelado quase cegante, destoando totalmente de suas mechas de cabelo negras. Os dois possíveis cientistas trajavam roupas simples, mas tinham madeixas chamativas em um tom prateado - irmãos? - e apontavam, gesticulavam na direção de uma estranha pedra localizada no centro da sala enquanto falavam.

"Isso vai dar merda." Pensou a lupina no instante em que seus olhos se dirigiram ao objeto.

— Isso é absurdo! Você é tão ignorante a ponto de perceber que isso jamais funcionará em humanos?! Esse tipo de poder vai além do que eles são capazes de ter.

— Nós temos os recursos para tornar possível. — Respondeu ele calmamente.

— Não interessam nossos recursos ou a tecnologia que possuímos, mesmo sendo além do nosso tempo... Não conseguiremos fazer isso. — Negou a mulher novamente enquanto meneava a cabeça.

Ele segurou seu pulso e a encarou nos olhos.

— Essa é uma ideia genial, irmã. É isso que dará aos humanos a chance de se defenderem e você sabe disso. — Afirmou com firmeza.

A mulher negou com a cabeça e, com um puxão, desvencilhou-se do toque do irmão. Com passos apressados e em silêncio, deixou o ambiente sem olhar para trás uma vez sequer.

No entanto, alguém parecia extremamente atento ao que acontecia naquela sala. Estava com o corpo apoiado na parede mais próxima, as mãos nos bolsos e um ar de tédio tão forte que chegava a ser quase palpável.

— Ao contrário dela, acredito em você. — Disse enquanto passava a mão por seus cabelos escuros e dava de ombros, seguindo o mesmo caminho para fora que a garota havia tomado.

A seguidora de Psiquê, já conhecedora dos domínios oníricos, sentou-se na cadeira mais próxima, colocou os pés em cima da mesa e cruzou os braços à frente do corpo para assistir o restante do que quer que fosse acontecer.

O dono dos cabelos claros tirou o jaleco, jogando-o em cima da mesa - no crachá era possível ler seu nome - e logo dobrou as mangas de sua blusa. Vasculhou relatórios, anotações cheias de números e setas confusas, livros e afins movendo-se como uma tempestade pelo laboratório.

Aos poucos, aproximou-se da runa no centro do laboratório.

"Puta merda, você só pode estar de brincadeira." Lennox revirou os olhos como se já pudesse - e, de certa forma, podia - saber o que aconteceria. De fato, ia dar merda.

— A runa Weismann... — Disse Adolf. — É hora de seu despertar.

Suas mãos foram avidamente até a pedra, quase como se fossem atraídas por ela de forma sobrenatural.

Calor, um clarão e depois, tudo ficou escuro.

* * *

Você é um semideus.

Você tem poderes, luta pela sua vida praticamente todos os dias. Presta favores aos deuses, tenta proteger as pessoas com quem se importa e eventualmente falha. Você tem uma tendência natural a crer que há perigo em todas as coisas até aprender O Truque.

Não se trata de treinar todos os dias. Não se trata de buscar por poder pelos quatro cantos da terra. Não se trata de ignorar quem e o que você é, afinal de contas, isso é uma dádiva.

Você aprende que pode viver sem medo. Aprende que não precisa fugir para lugar algum. Aprende a não correr atrás do que pode lhe preencher e, no fim, estar totalmente vazio.

Você aprende que O Truque é não se importar.


* * *

Ayla não podia estar se importando menos com o sonho da noite anterior. Sua maior surpresa com relação a tudo aquilo era o simples fato de que, ao abrir os olhos, o sol já resplandecia sobre o Acampamento Meio-Sangue.

Acampamento.

A sensação de que precisava ir embora não era nova e muito menos estranha. Por algum motivo apenas estava sendo ignorada desde que havia voltado com Zoey até o lugar, talvez a lupina estivesse buscando um pouco de calmaria.

Nah. Era, ou melhor, havia se tornado, acima de tudo, um ser entrópico. A desordem e o caos eram como velhos amigos que mal esperavam para abraçá-la ao encontrar a garota nas ruas do mundo mortal assim que possível. Ela também sentia falta deles.

Deuses, precisava escolher melhores companhias. Enquanto não fazia aquilo, divertia-se com as ruins.

Seus passos a levavam na direção das fronteiras. A semideusa partia em despedidas e sem previsão de volta - como já lhe era costumeiro. Os bons filhos à casa voltavam, mas ela? Era quase uma bastarda.

Estava já próxima à "saída" quando sentiu dois puxões urgentes na barra de sua jaqueta. Virou-se com o cenho franzido e encontrou uma garota de olhos verdes e longos cabelos loiros cheios de terra.

— Olha, não sei quem você estava procurando, mas com certeza não sou eu. — Disse. — E se Quíron estiver me procurando, diga a ele que eu sumi. — Afirmou enquanto fazia um gesto com as mãos e movia os lábios formando um puf silencioso.

No entanto, a garotinha não pareceu abalada por seu discurso. A filha de Selene parecia ser seu único recurso disponível.

— Na arena, na arena! — A jovem apontava energicamente na direção do local. — Vamos, algo ruim está acontecendo lá! As... As aves!

— O quê? — Indagou, confusa.

Mas antes que pudesse fazer mais perguntas, recusar-se ou mesmo entender a situação, a criança já a puxava pelo pulso e corria na direção do lugar dos treinos. Assim que chegaram, a semideusa dona de cabelos claros como trigo apenas apontou para o interior do lugar.

Ayla suspirou e entrou de costas, ainda olhando para a garotinha.

— Olha só, eu já aviso que não vou treinar ning...

Nesse momento, algo a acertou. A derrubou no chão, fazendo com que não apenas as palmas de suas mãos se ferissem com pequenos arranhões, mas seu orgulho também. Virou-se ainda no piso de terra batida e observou a cena, finalmente entendendo o que se passava ali.

Três aves de estinfália rebelavam-se contra dois garotos que pareciam ser os responsáveis pela atividade naquele horário específico. Um deles estava caído no chão, a coxa com um corte considerável que sangrava levemente. O outro se concentrava apenas na tarefa de protegê-los.

As três aves metálicas voavam baixo, cercando os rapazes.

A prole da lua levantou-se e sussurrou:

Anima.

Sentiu quase instantaneamente o peso da corrente em sua destra. Com uma ordem mental, os elos de metal seguiram até as bestas e enroscaram-se em suas patas. Com um puxão, a garota levou as três criaturas ao chão. Com voz imponente e permitindo que sua aura - claramente a mais forte do recinto - as alcançasse.

— BASTA! — Gritou. Alguns sons em protesto foram ouvidos da parte das aves. — Para as celas. Agora. — Apontou para o local onde os monstros ficavam e deu um passo na direção dos oponentes, levando uma das mãos até a arma em sua cintura apenas para fim de ameaças.

Afrouxou a prisão das correntes e viu as três, cabisbaixas, recuarem e sumirem de seu campo de visão.

Batendo a poeira de suas roupas, aproximou-se dos outros semideuses. O que protegia seu companheiro o ajudou a levantar e, com a ajuda da mentalista, o carregou até a enfermaria central.

— Muito obrigada. — Disseram.

— Não agradeçam. Nem sempre terá alguém por perto pra salvar a bunda dos dois. — Suspirou. — Fiquem mais fortes... Mas antes disso, vão tratar dessas feridas. — Sorriu de canto e teve o mesmo gesto como resposta.

Conforme caminhava para longe dali, olhou para as próprias mãos e pensou que faltava algo a ser feito. Deu meia volta e foi até a Healing Hills. Viu que haviam alguns pacientes à espera de atendimento e apenas falou com Chelsea, a estagiária ruiva do lugar, pedindo que ela avisasse de sua presença.

— Lennox? — Chamou o curandeiro.

Ela sorriu. O filho de Héstia era uma das poucas razões para seus retornos e um dos seus igualmente escassos amigos. Ela não apenas confiava nele, mas o tinha como um irmão.

— Então, lembra daquela viagem de férias? Que tal tê-la como presente assim que consertar isso aqui? — Mostrou as palmas e as olhou com um falso ar de desapontamento. — Parece que realmente não consigo ficar longe de problemas.

Sem muitos truques mágicos, apenas com alguns líquidos - dentre os quais dois ardiam quase tanto quanto brasas vindas diretamente do próprio inferno -, gaze e algodão, logo seu problema estava resolvido; bem como um sutil corte em sua bochecha.

— Vamos lá, eu conheço um lugar sensacional. Praia, futebol, caipirinha e samba! — Brincou, dando pistas do possível destino, enquanto passava o braço por cima do ombro de Jhonn.

Depois do rapaz arrumar suas coisas e dar as devidas instruções aos outros funcionários, estavam prontos para partir. Foi quando já estavam passando pelos umbrais da porta que uma garotinha segurou a mão da cria da lareira e a de Lennox também.

— Por favor. Ajude-nos a pará-lo. Ajude a parar Hisui Nagare!

Ayla arqueou uma das sobrancelhas ao ouvir a frase que mais parecia uma expulsão reflexa, brusca e sonora do ar pelo nariz e pela boca. Fitando a jovem, a lupina disse a primeira coisa que veio a sua mente.

— Saúde? — Desejou como havia sido ensinada a fazer ao ouvir espirros.

Nisso, sentiu um pescotapa de Jhonn, que abaixou-se e pôs-se a conversar com a desconhecida. Ele definitivamente levava mais jeito para aquele tipo de coisa.

— Enfim, peço perdão. — Ela os soltou. — Sou Kushina Anna e, como acabei de dizer, uma ameaça está vindo. Só consegui chegar até vocês pela ajuda de Neko. Bom, essa história de portais temporais é complicada, podemos deixar as explicações pra depois. — Com dois pulinhos de alegria ela voltou a falar. — Fico feliz por vocês terem concordado em me ajudar!

— É o quê? Concordamos? — Lennox soltou, confusa.

Outro pescotapa.

Anna retirou uma bolinha avermelhada do bolso e disse algumas palavras para ela. Ayla lançou um olhar para Jhonn e jogou em sua mente: "Ela fala com bolas, Stark. BOLAS DE GUDE! Ela precisa de um psiquiatra, não de dois semideuses.

Mas foi aí que um portal se abriu à frente dos três.

— Cacete. — Praguejou ao perceber que já caminhavam na sua direção para atravessá-lo. — Adeus férias.

Em um piscar de olhos, estavam longe da enfermaria. Não estavam sozinhos, mas ainda sim nenhum rosto que se encontrava nas rodas, mesas ou balcões lhes era familiar. O ar de confusão dominou a dupla semidivina, que se entreolhou por alguns segundos até que Ayla finalmente percebesse uma coisa importante: o local que os cercava.

— Bom, ao menos estamos em um bar. — Disse a lupina enquanto dava de ombros e caminhava até encontrar um local para sentar em volta do balcão de bebidas mais próximo.
Adendos:
Poderes:
Passivos

Nível 9: Olhos lunares
O filho de Selene, a partir desse nível, passa a enxergar no escuro com a mesma percepção e alcance da sua visão normal. [Novo]

Nível 40: Presságio
A lua sempre foi utilizada por várias culturas em seus rituais divinatórios. Você personaliza isso, ganhando uma espécie de sexto sentido que faz com que seja difícil ser surpreendido. Não indica o perigo exato ou o momento em que será atacado, nem de onde ou de quem virá, apenas a sensação de que há perigo, uma espécie de intuição, que pode servir para indicar emboscadas e armadilhas, ou até ataques. Alguns inimigos podem ter como burlar isso, já que podem conseguir ocultar sentimentos ou pensamentos - em casos do tipo, o poder só captaria se o oponente for de nível menor. [Novo]

◉ Nível 20. Telepatia Avançada: Controle total, podendo escolher a hora que vai escutar os pensamentos ou não e também se comunicando livremente através dos pensamentos.

◉ Nível 18. Motivador: Palavras de incentivo sempre dão certo quando são propagadas por você, podendo animar ou desanimar alguém, o motivando ou desmotivando a fazer algo.

Ativos

Neste turno, nenhum.
Arsenal:
✣ Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] Bracelete, pulso direito

❖ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Comprado de Lavínia Cavendish] Também no pulso direito

• {Despair} / Besta de repetição [Tendo sido adaptada para possuir a aparência de uma beretta M9 prateada, a besta é leve graças ao seu tamanho, além de ser discreta - podendo ser escondida com facilidade no cós de uma calça ou até mesmo de um coldre.  No cabo é possível ver entalhes cuidadosos no formato de lobos e luas. O pente possui espaço para até 15 setas. Os cartuchos se recarregam de acordo com a vontade da dona, mas caso não hajam mas projéteis, são gastos 20 MP para isso. Seu alcance inicial é de 300 metros, sendo aumentado durante a noite - característica do metal usado na forja -, assim como o dano. O acréscimo é maior caso a lua se faça presente (10% e 20% para cada situação). A arma permite disparos rápidos e precisos, além de possuir modificações que diminuem o seu recuo e mantém sua precisão. O ferreiro adicionou detalhes quase imperceptíveis à arma, de modo a melhorar o seu desempenho. A pistola foi desenhada visando aumentar o dano, de modo que as setas atiradas por ela causam 15% a mais de dano, tanto em inimigos quanto em armaduras(o bônus se soma com outros que a munição possa ter). A arma é semi-indestrutível, de modo que apenas ataques mitológicos e métodos específicos podem danificá-la. A essência do Fogo foi utilizada nessa forja, dando ao item a capacidade de, até três vezes por ocasião, disparar uma esfera feita do elemento - sem o uso de qualquer munição. O disparo atinge no máximo trinta metros e então se expande em um raio de três metros, causando dano por queimaduras nos atingidos.] {Prata lunar} (Nível mínimo: 70) {Controle Sobre o Fogo} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart] Cós da calça, parte de trás do corpo

• {Beater} / Virotes [Virotes feitos com haste fina de alumínio e pontas especialmente adaptadas, formadas por quatro lâminas serrilhadas juntas - feitas de alumínio, parte sagrado e parte comum, para ferir tanto a seres mágicos quanto a mortais. são poderosas o bastante para causar dano até em ossos humanos, além de possuir adaptações especiais feitas pelo ferreiro. Os virotes causam 15% a mais de dano em inimigos e armaduras, além de ganharem bonificação de 10% de dano durante a noite, e 20% se a luz da lua se faz presente. São feitas especialmente para Desolation e Despair, de modo que não terão seu desempenho máximo em outras armas. São praticamente indestrutíveis, de modo que a nunca serão quebrados devido ao impacto, podendo ser recuperados sempre que a dona quiser. Quantidade Restante: 93] {Alumínio e Prata Lunar} (Nível Mínimo: 33) {Não controla nenhum elemento} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♠ {Toxic}/ Moeda [É uma antiga moeda americana feita de ouro, que quando a semideusa desejar soltará um aroma doce e enjoativo, que fará todos que estiverem a até 3 metros ao redor se sentirem cansados e doentes. Pode ser usada uma vez por missão, dura dois turnos.] {Ouro} (Nível mínimo: 30) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Ringue de Luta", avaliada por Selene e att por Asclépio.] Bolso da jaqueta

♦ {Resistance} / Jaqueta [Feita externamente de couro negro batido(o que já dá à vestimenta a resistência de uma armadura de couro), aparentando ser uma jaqueta comum, Resistance oculta suas verdadeiras propriedades de proteção em batalha. Internamente revestida por mitral, fornece grande resistência à semideusa, além da leveza característica do material, de modo que o peso não a prejudica quase nada. Além disso, o item recebeu o encantamento defensivo contra fogo, tornando-se completamente imune ao elemento – não dá imunidade à usuária, apenas à jaqueta.] {Couro e mitral} (nível mínimo: 27) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♦ {Lullaby} / Flauta encantada [Recebida por Ayla como um espólio de guerra, logo após o fardo de morte carregado pelo item ser limpo. Feita com uma base de alabastro recoberta inteiramente de prata, o instrumento abençoado por Orfeu agora apresenta apenas a base de um encantamento. Uma vez por missão (com o gasto de 50MP por alvo), ao entoar uma melodia suave com o item, a filha de Selene poderá transmitir suas ordens para um alvo selecionado, desde que estejam dentro do alcance sonoro do poder (30m de raio a partir da semideusa como centro). Quando usado em alguém com 5 níveis ou mais que a semideusa, esse poder não funciona. Em outros casos, a chance é de funcionamento normal. Se o alvo for ferido, o efeito se quebra, e o encanto possui duração de 2 rodadas ou enquanto a semideusa toque a flauta. A palavra final é do narrador, e dependerá também da ordem dada, que não pode ser algo que vá diretamente contra o instinto de sobrevivência do oponente (como se matar, ou coisas do gênero), nem contra as ações da semideusa (não adianta atacar e depois pedir pra um alvo não revidar). Resistências mentais e sonoras são aplicadas, assim como resistências geradas por habilidades passivas ou ativas.] {Alabastro e prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sonoro sobre mentes} [Recebimento: Recebido pela missão "Bad party", avaliada por Jhonn Stark e atualizada por Orfeu.] Bolso interno da jaqueta

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene] Bottom, blusa

— {Silver Moon} - [Um escudo redondo de prata lunar que proporciona uma defesa eficiente para sua dona. Possui em seu centro o desenho em relevo de  um lobo (o desenho do rank dos filhos de Selene), pintado em dourado. Quando não estiver sendo utilizado, transforma-se em um relógio de prata] {Prata Lunar} (nível mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Forjado na The Dragon's Flame, presente de Jhonn Stark.] Relógio, pulso esquerdo

- {Red Hood} / Capa vermelha [Uma capa vermelha encantada, que desce até os pés da semideusa, e inclui um capuz; é adornada com diversos desenhos prateados bordados em seu contorno, sendo a maior parte deles de lobos ou da lua. Enquanto estiver sendo usada, possui o efeito de ampliar a agilidade da semideusa em 20%, além de conceder uma leve resistência a efeitos climáticos (calor, frio, nunca poderes, apenas os efeitos climáticos naturais). Quando não estiver sendo usada, pode se transformar em um colar com um pingente de lua nova. Em sua forma de capuz, tem a capacidade de se regenerar com o tempo, por exemplo, de cortes, partes queimadas... Mas o processo é lento, dependendo da situação e da gravidade do dano ao tecido, sendo que o tecido não é indestrutível, podendo ser destruído se submetido a um dano que consuma todo ou 90% do tecido..] {tecido mágico} (Nível mínimo: 08) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa pela missão "Night of the Hunter", avaliada por Jhonn Stark e Att por Ares.] Colar.

♦ {Igni} / Pedra [À princípio, parece uma pedra comum, de tamanho suficiente para poder ser feita de pingente. algumas inscrições em runas muito antigas, misturadas com a língua celta, fazem meio que uma decoração. Seria só isso, se ela não tivesse uma habilidade especial: a de armazenar energia (MP) do seu usuário para ser usada depois. Há restrições: A pedra só pode guardar até 50% do MP total do portador, e o usuário só pode retirar, por turno, até 10% do MP armazenado. Somente o MP do usuário recarrega a pedra e, ao fazer isso, ela será recarregada por inteiro - ou seja há o desconto de 50% do MP total na hora do recarregamento (embora seja possível escolher quando recarregar) - e quando descarregada, obviamente, não oferecerá MP, este sendo retirado do usuário. Para uso deve ser portada ativamente, estando em contato com o personagem, e apenas o dono pode fazer uso da MP armazenada.] {Carga: 610 MP} (Nível Mínimo: 60) {Não controla elementos} [Recebimento: The Ballad of Mona Lisa by Poseidon] Bolso da calça


With: Jão Stark

Wearing: Jeans, blusa preta, jaqueta.

Where: ?

Listening: Ruins of Castamere
And now the rain weep all his floor
Without a soul to hear.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
996

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Jhonn Stark em Qua Set 07, 2016 12:47 am

Return of Kings


Giant swords, freaked out birds, crazy kings and lots of words


Jhonn tinha certeza de que estava em algum lugar a que não pertencia. O que entregou aquilo? Não tinha muita certeza: depois de várias experiências semelhantes, só se passa a desconfiar. Os filhos de Hipnos falavam muito de tentar se acalmar e encontrar alguma memória anterior do seu trajeto até o ambiente. Ele tentou.

Nada.

Realmente, a situação não era algo do tipo que só se esquece: estava no meio de uma trilha de fogo e destruição, acompanhando a luta de dois guerreiros com expressões de hostilidade notável. As cores de cabelo, aparências gerais e todo o conceito da ação o faziam pensar que estava dentro do roteiro de algum anime.

Estava prestes a cair na gargalhada, mas foi interrompido por uma coluna de fogo que passava bem na sua frente. Assustou-se e caiu sentado, tentando colocar em sua mente que nada daquilo poderia realmente machucá-lo. O fogo cruzado, porém, era tão intenso que os pensamentos não pareciam se articular direito: o deus dos sonhos estava lhe dando uma sobrecarga mental.

De alguma forma, o jovenzinho de cabelos vermelhos e cara de encrenqueiro conseguia evocar as chamas com uma precisão que fascinava até mesmo o filho de Héstia. E mesmo assim, o de cabelos azuis conseguia bloquear e avançar com sua espada. Deuses, talvez? Ou só semideuses muito fortes? As possibilidades não agradavam muito, independente da certa.

Um brilho nos céus chamou sua atenção. Ao erguer a cabeça para encarar o que quer que fosse, ficou boquiaberto. Duas estranhas espadas gigantes flutuavam acima dos guerreiros, envoltas por energias de cores semelhantes às que representavam seus aparentes portadores. De repente, o inesperado - Na verdade, o que ali não era inesperado? - aconteceu: uma delas começou a rachar, e a cair.

O guerreiro da espada não se abalou. Seguiu com uma velocidade absurda na direção de seu oponente, conseguindo se desviar das rajadas de fogo ardente. Em um piscar de olhos, havia alcançado o jovem de cabelos vermelhos e o atravessado com sua arma.

O silêncio se estabeleceu por um instante, sendo quebrado pelo guerreiro derrotado.

— Munakata. — Disse ele, encarando a espada gigante que antes caía. Sua queda ficou cada vez mais suave, até parar. — Obrigada.

— Você é um idiota, Suoh Mikoto. Por se arriscar e morrer dessa forma, você deixou aquela criança sozinha. — O homem de cabelos azuis falou, com lágrimas nos olhos.

Os últimos instantes daquela cena se resumiram à risada de Mikoto enquanto a espada gigante desaparecia. E após aquilo, a escuridão tomou tudo.

*     *     *     *     *

Acordou xingando e quase derrubando duas xícaras que estavam em cima do balcão de atendimentos. Algumas das fichas ficaram manchadas com café frio no processo. Seus cabelos estavam bagunçados, os olhos com olheiras profundas e a cara vermelha por dormir apoiado na superfície de mármore.

Suspirou, sentindo o cheiro impregnado de cafeína, álcool e bandagens no local. Seus velhos fantasmas acenavam dos cantos, acompanhando os novos por um magnífico tour.

Estava abusando dos seus limites com as habilidades de descanso dos curandeiros, e testava sua resistência aos limites quando se tratava dos atendimentos em sua enfermaria. Chelsea insistia que não exigisse tanto de si, mas aquele era o único lugar em que conseguia se focar em algo. Fazer seus sentimentos confusos desaparecerem por um instante. Os últimos meses haviam vindo como um golpe profundo e direto, trazendo a morte de companheiros próximos que haviam devotado suas vidas à mesma causa que ele: proteger vidas.

As suas enfermarias agora eram dolorosas de se olhar. Grandine. Véroz. Seria aquela a retribuição justa por tudo o que fizeram de bom? Jhonn pensou, encarando o vazio além daquele espaço de agendamento. Por um instante, focou em seu reflexo.

Seria aquela a retribuição que ele também teria um dia?

— Muitos pensamentos, pouca ação. — Resmungou, afastando a cadeira e pressionando as têmporas. Largou o jaleco em uma das cadeiras, revirando os olhos. — Hora de focar no que é possível fazer.

*     *     *     *     *

Passou o que pareceu uma eternidade na biblioteca procurando por fontes confiáveis. Infelizmente, a filha de Atena presente insistiu firmemente — Umas... Três vezes seguidas — Que não tinham nada referente a espadas flutuantes e asiáticos de cabelos coloridos. Claramente, uma busca não muito produtiva.

O curandeiro decidiu então que retornaria ao seu chalé. Talvez tirasse um cochilo de verdade, algum tempo para si mesmo e veria com algum filho de Hipnos se teria uma resposta para seu sonho. Parecia um bom plano, é. Estava quase sentindo os cobertores macios e o crepitar da lareira...

— Jhonn! — Seu coração se partia ao mesmo tempo em que ouvia a voz do semideus que se aproximava. — A arena! Acidente... — O garoto arfava muito devido à corrida, e o filho de Héstia sabia que não podia ser nada bom. — Eles vão precisar da sua ajuda na enfermaria.

*     *     *     *     *

Os pacientes já o esperavam quando chegou. Um trio com alguns ferimentos de cortes, perfurações e afins derivados de um ataque com aves de estinfália. Chelsea também estava a postos, e o cumprimentou com um rápido aceno de cabeça. Nada mais era necessário para uma comunicação clara de "Eu cubro você". Em alguns instantes, conseguiram estabilizar os três com poucas preces e poções, colocando-os em uma ala de repouso.

Pacientes de outras ocasiões também chegavam no recinto, e a filha de Hipnos se encarregou. Levava-os pelo corredor para a sala de atendimentos enquanto Stark sentava-se no salão e suspirava profundamente, prometendo para si mesmo que só utilizaria sua habilidade de repouso mais uma vez.

Quando abriu os olhos novamente, sentiu uma aura familiar, e ouviu passos que reconhecia serem de alguém que não via a muito tempo. Não precisava erguer o rosto para saber quem estava parada ali, e mal pôde conter o riso ao vê-la.

— Lennox? — Falou. Então levantou-se rapidamente e abraçou a amiga. — Mas que milagre, a senhora por aqui.

— Então, lembra daquela viagem de férias? Que tal tê-la como presente assim que consertar isso aqui? — Ela mostrou as palmas das mãos, que continham alguns arranhões aparentes. — Parece que realmente não consigo ficar longe de problemas.

— Realmente, ficar fora de problemas não parece seu estilo. — Ele ergueu uma sobrancelha e começou a trabalhar com alguns materiais da sua bolsa de componentes. — Eu realmente estou tão acabado assim pra você vir insistir nessa viagem?

Ele tinha visto o próprio reflexo, não precisava que ela respondesse de verdade.

— Vamos lá, eu conheço um lugar sensacional. Praia, futebol, caipirinha e samba! — Ela disse, e ele quis sorrir mais ainda. Parecia ótimo tirar um tempo de verdade para si, e com certeza Drevoir gostaria que ele o fizesse. O que lhe preocupava de verdade seria o estado em que deixaria o acampamento, e todas as coisas que poderiam acontecer na sua ausência...

Pare de se culpar. Eles podem sobreviver sem você. Sua consciência o alertou.

— Tudo bem, acho válido. — Disse, tentando manter a mente longe de possíveis leituras da seguidora de Psiquê. — Mas preciso organizar algumas coisas antes.

Deu as devidas instruções a Chelsea, e pediu para outros funcionários dobrarem os esforços. Filhos de Apolo de plantão quando necessária ajuda direta em casos de controle menores, sempre obedecendo a cria de Hipnos. Repassou a escala três vezes, certificou-se de que estava tudo bem... E por fim estava pronto para fazer as malas no chalé.

— Vamos, ou prefere um convite formal? — Disse à garota de Selene. Uma viagem, só eles dois, como nos velhos tempos... Ou não.

O puxão em seu braço o deu vontade de chorar. Sério? Sério mesmo? Virou-se lentamente na direção do movimento, encarando a garotinha de vermelho que ali estava.

— Por favor. Ajude-nos a pará-lo. Ajude a parar Hisui Nagare! — Exclamava.

"Hatsune Miku?" Pensou, com uma cara estranha. Percebeu que a amiga externou seu não entendimento da fala corrida, e deu-lhe um pescotapa pela grosseria. Deviam ser educados, e guardar algumas coisas pra si.

— Ahn... Oi? Disse ele. Você poderia ser um pouco mais normal e nos abordar de um jeito mais tradicional?

— Enfim, peço perdão. — Ela percebeu o que tinha feito e soltou-os. — Sou Kushina Anna e, como acabei de dizer, uma ameaça está vindo. Só consegui chegar até vocês pela ajuda de Neko. Bom, essa história de portais temporais é complicada, podemos deixar as explicações pra depois. — Ela deu dois pulinhos, como se viajar pelo tempo com a ajuda de alguém de nome estranho fosse super divertido. — Fico feliz por vocês terem concordado em me ajudar! Agradeço como a atual rainha vermelha, e em nome do Homra!

Ayla estava falando sem parar, perdendo aquele último trecho e respondendo a visitante com outra resposta direta, merecendo outro pescotapa. Mesmo sem sentido algum, ali estava a confirmação de que o curandeiro precisava para assumir que seus sonhos não eram apenas delírios. A rainha vermelha o lembrava muito em aspectos técnicos do jovem morto do sonho.

Ayla falava com ele mentalmente, deixando a situação mais confusa ainda. Algo sobre bolas de gude e psiquiatras que poderia insinuar que a garota à frente deles era doida. Mas aquilo não era o que ele ouvia de verdade.

"você deixou aquela criança sozinha." A frase ecoava em sua mente.

E antes que pudesse se dar conta, o portal já estava ali. Revirou os olhos e encarou a fenda mágica, segurando todos os xingamentos que conhecia por perder sua viagem e entrar em mais uma história louca que os deuses jogavam na sua vida.

E então, junto a Ayla, atravessou.

*     *     *     *     *

O cheiro de álcool permaneceu nas suas narinas, muito mais forte e concentrado desta vez. Os barulhos ao seu redor, o ambiente em que se encontravam... Aquilo com certeza não era uma enfermaria: para todos os fins de conveniência, era um bom local para começar a esquecer os problemas.

Embora eles estivessem apenas começando.

Adendos:
Armas:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] No cinto.

— {Phoenix} / Espada [Espada de 90 cm, com sua lâmina medindo cerca de 75 cm. É feita de um cristal único e especial, a espada é longa e fina, com um corte afiadíssimo e infalível. Sua guarda-mão tem um formato de taça, porém, com delicados formatos de chamas queimando na direção da lâmina, como se a consumissem; seu punho é feito de aço. Vem junto de uma bainha coberta por malha de aço e couro branco. Quando não está em uso, se transforma em um anel de prata com o desenho de uma chama.] {Cristal, Prata e Aço} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Anel na mão direita.

— {Scorched} / Escudo (Escudo circular feito de ouro e prata com várias camadas destes materiais. No centro do escudo está desenhado uma lareira, o símbolo de Héstia. Na parte interior do escudo, ou seja, onde há um encaixe para o usuário por o seu braço há uma espécie de almofada, simbolizando o "conforto". Útil para aguentar ataques fortes. Quando não está em uso, se transforma em um relógio de ponteiros feito de ouro com a parte interior de ouro branco.] {Prata e Ouro} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Relógio no pulso esquerdo.

- {Flame} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Flare} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Burn} / Bainha [Cinto de couro com uma fivela de prata comum, que quando pressionada, transforma o cinto em um parecido, com 3 bainhas de facas, sendo duas delas laterais (para as facas de ouro solar) e uma na parte de trás do cinto (para a faca de bronze).] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 1) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Forma de cinto.

- {Black Fire} / Marca [Uma marca queimada na pele do semideus com o fogo negro que os poderes curativos de Daryl não conseguiram tirar. Ela pode até ser esteticamente feia, mas oferece uma resistência de 10% a poderes relacionados a Fogo Negro.] {Queimadura} (Nível Mínimo: 15) {Não controla elementos} [Recebimento: Missão Heat, passada e avaliada por Hefesto.] Meio que precisa ir de todo jeito (?) Queimadura nas costas.

- {Burning} / Bola de barro [Um punhado do barro magico do treinamento com Ícaro. Este ainda tem algumas propriedades magicas do barro original, ou seja, quando jogado no chão em frente a alguma criatura de porte médio (1 metro ou menos) ele se tornara um elemental de lava com características físicas idênticas à criatura copiada. O elemental seguirá todas as ordens dadas por Jhonn por 3 rodadas ou até perder a HP/MP toda (100/100), e então se desfará e virará a bolinha de novo. Pode ser usado apenas uma vez por missão/evento.] {Material: Barro} (Nível Mínimo: 25) {Controle sobre lava} [Recebimento: Treino trimestral dos filhos de Eos, Héstia e Íris - 2014.2.] Att por: ♦ Lady Íris. Bolso de trás da calça. Sempre junto

{Winged Sneakers} / Tênis [Um par de tênis azulados, que tem como detalhes alguns desenhos de ventos. Ao bater seus pés um no outro por três vezes, o usuário começa a voar. Consegue chegar em alturas e alcançar velocidades consideráveis. Para descer, basta fazer as mesmas ações que fez para subir que ele diminuirá a altitude aos poucos. Quando está sendo usado em solo confere ao semideus que o calça um aumento de cerca de 10% em sua agilidade. {Couro} (Nível Mínimo: 20) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Chama da Esperança" narrado e avaliado por Dom Demon/William Véroz; atualizado por ~Lady Íris~] Calçados.

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] Pulso direito.

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro] Atualmente, esperando convocação.

— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] pescoço.

{Help} / Anel [Um anel de prata, com um pequeno pedaço de rubi preso nele. Abençoado por Asclépio, este anel permite ao curandeiro, aumentar seu limite de cura nas técnicas curativas em 20%, ou seja, se uma técnica permite o curandeiro recuperar 100 HP ou MP, usando este anel ele conseguirá curar 120 de HP ou MP, sem qualquer gasto extra. No caso de um número não exato, o valor é arredondado para baixo. Não tem influência sobre técnicas de ressuscitação. Dura dois turnos, uma vez por ocasião.] {Titânio e Rubi} (Nível Minímo: 45) {Controle sobre Cura} [Recebimento: Missão "O guerreiro da cura", avaliada por Macária e atualizada por Asclépio.] Mão esquerda.
Poderes:
Passivos:
-
Ativos:
-
Obs:
perdão pela demora, really. Foram uns dias bem coisados, mas EU CONSEGUI, mesmo que um pouquinho depois do esperado. Se puder considerar, obrigado. <3
Yay, mission!:

 
bichaelson

Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
690

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Nyx em Qua Set 14, 2016 7:57 pm



Return of Kings

Os presentes no bar encararam os semideuses de maneira curiosa, mesmo que alguns deles observassem os recém-chegados de maneira agressiva.
 
— Anna! Você foi mesmo atrás de ajuda! — um deles se pronunciou, batendo o pé em cima de seu skate. — Podemos lidar com o Rei Verde, temos Weismann ao nosso lado!
 
— Não é assim que funcionam as coisas, Yata-chan. — um homem alto e loiro surgiu por detrás do balcão, ficando frente a frente à Ayla. — Quem são vocês? Devem ser poderosos para que nossa Rainha tenha ido lhes buscar.
 
Pontos Obrigatórios Conjuntos:
 
♥ O homem que estará de frente para Ayla se apresentará como Kusanagi Izumo, e dirá que vocês se encontram em Tóquio, no ano de 2075. Com ele, ali, está Yata Misaki - o rapaz do skate -, Kushina Anna, a rainha vermelha e alguns outros que fazem parte do Homra. Ele também lhes dirá que que o Homra é a organização dos seguidores do antigo Rei Vermelho, Suoh Mikoto, e que agora tinham o dever de honrar a memória de seu antigo rei protegendo a nova rainha, Anna, a criança que Mikoto criou desde bebê.
 
♥ Enquanto conversam a porta do bar irá se abrir, e um homem e uma mulher entrarão. Ele ajeitará os óculos no rosto e falará com desdém sobre vocês dois, perguntando se aquela era toda a ajuda que os vermelhos haviam conseguido. Ele se apresentará como Munakata Reishi, o Rei Azul — aqui fica uma observação para o Jhonn: você pode se lembrar do sonho que teve relacionado a Munakata e Mikoto, assim como terá o livre arbítrio de mencioná-lo ou não. Caso mencione, o Rei Azul apenas rirá na sua cara e dirá que aquilo não era um assunto da sua conta. Caso não mencione, a história seguirá normalmente.
 
♥ A mulher se chama Awashima Seri, e começará um relatório dizendo que várias pessoas começaram a criar poderes graças à runa Weismann, que está em posse de Hissui Nagare, o Rei Verde. Anna explicará a vocês dois o que está acontecendo: aquele mundo era dominado pelos sete reis, cada um representando uma cor. O Rei Prata, Adolf K. Weismann, foi o primeiro rei a surgir — e aqui fica uma observação para Ayla: você pode se lembrar do sonho que teve, referente a Weismann e sua irmã — e ganhou o título de Rei Imortal. Porém, depois do incidente que tirou a vida de sua irmã, Adolf se isolou do mundo em um dirigível, onde permaneceu até um ano atrás, quando houve a primeira batalha entre os reis.
 
♥ Anna também dirá que, durante essa primeira batalha, algumas baixas ocorreram, como a morte de um antigo amigo, Totsuka Tatara, o que levou à primeira batalha entre os Reis e, ao final, Mikoto foi morto e Yashiro, o garoto que segurava a alma de Weismann, desapareceu. Mas com a morte do Rei Dourado que protegia as runas e com o ressurgimento do Rei Verde, que almejava iniciar uma revolução a nível mundial ao despertar poderes em humanos comuns, os Reis Vermelho, Azul e Prata haviam feito uma trégua entre si para conseguirem recuperar a runa e parar a loucura.
 
♥ Munakata tomará a palavra, dizendo que apesar de eles serem fortes, ainda precisariam passar pelos membros da JUNGLE, organização dos verdes. Ele explicará que cada letra da palavra JUNGLE é um nível diferente, sendo dos mais fortes (letra J) aos mais fracos (letra E). No nível J há apenas duas pessoas de confiança do rei, e eles precisarão passar por ambos, e por isso precisam de vocês.
 
♥ Após dizerem isso a porta do estabelecimento se abrirá novamente e adentrarão mais três pessoas. O de cabelos platinados sorrirá para vocês e se apresentará como o Rei Prata, Adolf. K. Weismann, e apresentará Kuro e Neko, seu seguidores. Feito isso o semblante dele ficará sério e dirá que era hora de agir. Todos ficarão de pé e Munakata dirá que avisará ao Scepter 4 através de um comunicador que a hora chegou, e que era hora de resgatarem Fushimi.
 
Pontos Obrigatórios Individuais:
 
Ayla Lennox:
♥ Após Adolf dizer que era chegada a hora, enquanto os demais se ajeitam para irem atrás do Rei Verde, você se aproximará dele e conversará sobre o que aconteceu em seu sonho: a runa, a besteira que ele fez. Weismann lhe dirá, com um olhar e sorriso tristes, que por culpa desse erro ele perdeu a irmã, e que depois disso ele se isolou do mundo, o que causou a primeira confusão entre os reis. Depois pedirá para que você o ajude a chegar até o Rei Verde, ficando ao lado dele, de Kuro e de Neko para invadir o lugar.  Finalize seu texto saindo do lugar junto com Weismann e seus dois aliados, enquanto o Rei Prata lhe diz que não precisa se preocupar e que, por mais que a situação fosse diferente das que provavelmente você enfrenta, ele vai te proteger.
 
Jhonn Stark:
♥ Quando todos começarem a se preparar para sair e invadir o QG da JUNGLE, você vai se aproximar de Munakata e dirá que, mesmo que ele não queira falar sobre, sabe a respeito da batalha entre o Rei Azul e Mikoto, assim como seu desfecho. Reishi  lhe dirá que Mikoto era seu melhor amigo, e que só fez aquilo para salvar a vida tanto do Rei quanto das pessoas naquele lugar, pois quando uma Damocles cai ela gera uma explosão capaz de criar uma cratera em toda Tóquio. Dito isso, ele pedirá para que se una à Yata no resgate de Fushimi, um subordinado seu. Munakata dirá que Fushimi se infiltrou na JUNGLE para espionar e que, se descobrirem, o garoto estará em apuros. Finalize seu texto saindo do lugar junto com Yata Misaki, que lhe dirá que tem um plano.
 
Damocles:
 
Munakata Reishi
 
Kushina Ana
 
Hisui Nagare
 
Iwafune Tenkei – Sua Damocles é desconhecida, pois o Rei Cinza não chegou a mostra-la antes de morrer;
 
Adolf K. Weismann
 
Kokujouji Daikaku
 
Rei sem Cor – O Rei sem Cor não chegou a revelar sua Damocles antes de morrer;
 
Adendos:
♥ Missão One-Post Contínua Mediana Externa para Ayla Lennox e Jhonn Stark;
♥ Local: Inicialmente NY, mas depois a história se passará no Japão;
♥ Horário: 11h25min;
♥ Temperatura: cerca de 20ºC;
♥ Clima: Agradável, mas com previsão de chuva durante a tarde;
♥ Armas no final do post em spoiler — não haverá um limite de armas, desde que seja possível carregá-las —, e o mesmo vale para poderes — separá-los em ativos e passivos, e evitar falar “considerar poderes até o nível ‘tal’”. Usou, especifique, ou o mesmo será ignorado;
♥ Dúvidas devem ser sanadas via MP (ou Whatsapp, Facebook, Telegram... Vocês tem meu número q)
♥ Prazo para postagem: 20 dias — caso seja necessário mais tempo, por gentileza entrem em contato;
♥ Boa sorte ♥
 

thanks juuub's @ cp!  


♥ Lady Nyx♥
A Noite // O Tudo e o Nada, bitches
Nyx
Deuses
Mensagens :
82

Localização :
Onde eu quiser q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Nyx em Ter Out 04, 2016 12:17 pm

Prazos ampliados em mais 20 dias a pedido dos players, perante a apresentação de justificativas.


♥ Lady Nyx♥
A Noite // O Tudo e o Nada, bitches
Nyx
Deuses
Mensagens :
82

Localização :
Onde eu quiser q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Ayla Lennox em Sab Out 15, 2016 11:07 pm

Return of Kings.
A sensação de ser observada já não era mais nem um pouco estranha ou incômoda à garota. Alguns dos indivíduos não disfarçavam a curiosidade ou hostilidade com relação aos dois semideuses no recinto, mas novamente Ayla executava com sucesso absoluto O Truque.

Com os cotovelos apoiados no balcão do bar, observava a vasta prateleira de bebidas quando ouviu uma voz desconhecida preencher o ar.

— Anna, Você foi mesmo atrás de ajuda! — Disse enquanto pisava num skate e o tomava em mãos.— Podemos lidar com o Rei Verde, temos Weismann ao nosso lado!

Ótimo, quer dizer que podemos voltar logo pra casa! pensou enquanto olhava para Jhonn. Não costumava ser assim, pelo contrário, normalmente seria um prazer ajudar, mas estava começando a se cansar de lutar por causas sem sentido e perder a si mesma em cada batalha.

As feridas e cicatrizes de seu passado começavam a cobrar seu preço.

— Não é assim que funcionam as coisas, Yata-chan. — Resmungou outra voz, atraindo a atenção da filha de Selene de volta para o balcão e quem estava atrás dele. — Quem são vocês? Devem ser poderosos para que nossa Rainha tenha ido lhes buscar.

Eu preferiria que esse tipo de pergunta fosse evitada, sabe? — Ayla respondeu com tanto cinismo, sarcasmo e ironia que era quase palpável. — Porque primeiro você descobre nossos nomes, nossos poderes, as habilidades possuímos, percebe o quanto nós somos úteis e aí nos pede o humilde favor de ir em algum tipo de expedição suicida, — então cobriu a boca com a mão, se aproximou do homem e fingiu sussurrar as últimas palavras — coisa que eu estou extremamente indisposta a fazer agora.

Infelizmente, Jhonn era educado demais. Apresentou os dois e finalmente perguntou onde estavam e do que se tratava tudo aquilo. Percebendo que seria uma troca justa, o homem do outro lado do balcão, após ouvir as apresentações resolveu fazer o mesmo.

— Sou Kisanagi Izumo. Estamos em Tóquio, 2075. Assim como eu e Anna, Misaki — disse, apontando para o garoto do skate — também faz parte do Homra, uma organização dos seguidores do antigo Rei Vermelho que agora tem o objetivo de honrar sua memória.

Com "antigo", provavelmente querem dizer "morto", resmungou Ayla mentalmente enquanto passava a mão pelos próprios cabelos de forma preguiçosa com o cotovelo apoiado na bancada do bar.

Enquanto a mentalista destilava apatia pela situação, Jhonn, por sua vez, parecia se dar cada vez melhor com a garotinha ao seu lado, que sussurrava algo em seu ouvido que parecia ser extremamente importante. O jovem curandeiro estava entretido com a conversa até a porta se abrir.

Os dois trocaram olhares por alguns instantes e a face de Stark parecia lavada por uma onda de reconhecimento. Suas feições e pensamentos sussurravam à mentalista que ele o conhecia.

— Essa é toda a ajuda que conseguiram? — Indagava uma voz masculina desdenhosa. — Eu, Munakata Reishi me recuso a crer. Como rei azul, isso chega a ser quase uma afronta!

Lennox bufou. Ser subestimada era uma das poucas coisas que começava a não suportar. Virou-se a tempo de ver o homem vestido de azul ajustar os óculos no rosto.

Aparentemente, sim. Você pode optar por aceitá-la agora e ter alguma chance de vitória contra seja lá qual for o problema aqui, que, diga-se de passagem, parece muito sério ou colocar o rabo entre as pernas e sair daqui com sua panicat rumo à morte certa. — Finalmente cruzou os braços e o fitou, bem como sua acompanhante por alguns instantes. — Não? Nada? Ótimo.

A acompanhante parecia ter algo a dizer e, com uma deixa dada pela cria da lareira, ela apresentou-se como Awashima Seri e começou uma espécie de monólogo que, pouco a pouco, se tornou uma sequel do que havia visto em seu sonho.

— Várias pessoas começaram a criar poderes e cremos que isso está acontecendo graças á runa Weismann. O rei verde, Hisui Nagare a possui nesse momento. — Finalizou com um suspiro.

— Espera, espera. Esse tal de Weismann... Eu o vi. Ele e sua irmã estavam em uma espécie de laboratório falando sobre uma pedra. — Perguntou a lupina enquanto se colocava de pé. — Quem são eles, exatamente?

Anna aproximou-se da prole da Lua e pareceu procurar por uma forma simples e direta de resumir dezenas - talvez centenas - de anos de história que os haviam levado àquela situação.

— Nosso mundo é regido por sete reis, tendo cada um uma cor. — Explicou. — Adolf foi o primeiro a surgir, o rei prata, e assim recebeu o título de rei imortal. — Apesar da idade, seu tom se tornou um pouco mais sombrio, como se soubesse o peso das palavras que surgiam — Sua irmã perdeu a vida em um incidente trágico, o que fez com que ele se isolasse até um ano atrás, quando ocorreu a primeira batalha entre os reis.

Durante essa primeira batalha, como em qualquer outra, ocorreram baixas. Talvez a mais significante tenha sido a de Totsuka Tatara, o que foi o motivo da luta. No final de tudo, Mikoto foi morto e o garoto que segurava a alma de Weismann, Yashiro, desapareceu. Disse a garota. Com a morte do rei dourado, responsável por proteger as runas, e o ressurgimento do rei verde, os verdes, azuis e prateados não viram opção se não uma trégua para recuperar a runa e evitar o caos. Hisui Nagare sempre foi um anarquista. Seu objetivo era uma revolução mundial que se iniciaria com o despertar de poderes em humanos comuns.

— E ele parece próximo de alcançar esse objetivo. — Murmurou Jhonn.

Havia cores demais, desordem de mais e, acima disso, riscos demais. Quando as batalhas envolviam apenas o mundo mágico, era uma situação simples de ser controlada, nada que alguns animais mitológicos e explosões monumentais não pudessem resolver com facilidade. No entanto, quando os mortais eram envolvidos, tudo mudava.

Não havia tempo o bastante para digerir todas as informações, no entanto isso não impedia as pessoas de voltarem a assumir a palavra. Naquele instante, foi a vez do rei azul - que parecia consideravelmente menos soberbo.

— Somos fortes, isso é verdade, mas precisamos passar pelos membros da JUNGLE. — Falou. — Se trata de uma organização dos verdes onde cada letra corresponde a uma espécie de nível. Os J são os mais fortes e, consequentemente, o E representa os mais fracos. No nível mais alto existem apenas duas pessoas de confiança do rei e é por isso que precisamos de vocês. Temos que passar por eles.

O silêncio se instalou por alguns segundos e, com o canto dos olhos, não pôde evitar de ver Jhonn com a mão no queixo e um ar pensativo, ainda incerto do que fariam a seguir.

Mais uma vez a porta do bar se abriu. Mais três indivíduos juntaram-se à comitiva presente no recinto e um deles a jovem semideusa já sabia quem era antes mesmo que abrisse a boca.

— Adolf K. Weismann, Kuro e Neko a seu dispor. — Apresentou a si e a dupla com um sorriso, apontando com o polegar para os adolescentes de cabelo preto e rosa, respectivamente. — É hora de agir.

Seu rosto e seu tom de voz ficaram sérios o bastante para fazer com que todos se colocassem de pé e Munakata dar algumas ordens através de um comunicador.

No meio do tumulto, guiou os próprios passos até o curandeiro, que os levou até um local mais afastado. Contou brevemente seu sonho, assim como ele. Os dois estavam inquietos.

— E então? O que vamos fazer? — Perguntou Stark. — Nenhum deles é exatamente confiável ou inocente, Ayla. Tudo parece muito complexo, não existe margem para erros aqui.

Você sabe melhor que ninguém que não faço bem o papel de heroína, mas que opção temos? — Estava comos braços cruzados e trocava em intervalos curtos o peso do corpo e uma perna para a outra — Existem pessoas inocentes envolvidas, mortais que podem ser afetados e se não fosse por isso, talvez eu considerasse a ideia de dar as costas e ir embora, mas precisamos intervir. Chame de destino, falta de sorte ou uma piada das parcas, mas se estamos aqui é porque somos os únicos capazes de ajudar.

— Você está certa. Fique com Weismann, eu vou com o de azul, parece razoável irmos com quem conhecemos. — Afirmou. — Tenha cuidado. — E, finalmente, deu um abraço breve na garota, que bagunçou seus cabelos antes de se afastar.

Adolf permanecia no mesmo lugar e, isso somado à cor peculiar de seu cabelo, facilitou a tarefa de encontrá-lo e aproximar-se.

Eu sei o que você fez. A runa, o laboratório, a forma que sua irmã tentou te impedir. — Lennox franziu o cenho e manteve o tom severo. — Você sabia que aquilo não daria certo, então me diga, valeu apena? As perdas realmente compensaram?

Os lábios do rei prateado formaram um sorriso seco que denotava tudo, menos alegria.

— Aquilo foi um erro que me custou caro, garota. Ter perdido minha irmã me tirou muitas coisas e por isso me isolei por tanto tempo, o que teve consequências maiores do que esperava. — Ele suspirou, cansado. — Fique ao meu lado, me ajude a chegar ao rei verde junto a Kuro e Neko.

Não disse nada, apenas acenou positivamente com a cabeça e o seguiu para o lado de fora.

— Não se preocupe. Por mais que a situação seja diferente do que você costuma enfrentar... Eu vou lhe proteger.

Ayla parou de súbito diante daquelas palavras vindas de Weismann. Talvez ele devesse oferecer seu cuidado a alguém que realmente precisasse e, quem sabe, não o abandonasse. Virou apenas o rosto para poder fitá-lo com as íris prateadas e gélidas.

Gostaria que pudesse ter dito o mesmo a sua irmã.
Adendos:

QUEM PERDOA EH DEUS, NOIS JOGA OS VACILO NA CARA MSM

Desculpa a demora e o tamanho do post <3
Poderes:
Passivos

◉ Nível 20. Telepatia Avançada: Controle total, podendo escolher a hora que vai escutar os pensamentos ou não e também se comunicando livremente através dos pensamentos.

Ativos

Neste turno, nenhum.
Arsenal:
✣ Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] Bracelete, pulso direito

❖ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Comprado de Lavínia Cavendish] Também no pulso direito

• {Despair} / Besta de repetição [Tendo sido adaptada para possuir a aparência de uma beretta M9 prateada, a besta é leve graças ao seu tamanho, além de ser discreta - podendo ser escondida com facilidade no cós de uma calça ou até mesmo de um coldre.  No cabo é possível ver entalhes cuidadosos no formato de lobos e luas. O pente possui espaço para até 15 setas. Os cartuchos se recarregam de acordo com a vontade da dona, mas caso não hajam mas projéteis, são gastos 20 MP para isso. Seu alcance inicial é de 300 metros, sendo aumentado durante a noite - característica do metal usado na forja -, assim como o dano. O acréscimo é maior caso a lua se faça presente (10% e 20% para cada situação). A arma permite disparos rápidos e precisos, além de possuir modificações que diminuem o seu recuo e mantém sua precisão. O ferreiro adicionou detalhes quase imperceptíveis à arma, de modo a melhorar o seu desempenho. A pistola foi desenhada visando aumentar o dano, de modo que as setas atiradas por ela causam 15% a mais de dano, tanto em inimigos quanto em armaduras(o bônus se soma com outros que a munição possa ter). A arma é semi-indestrutível, de modo que apenas ataques mitológicos e métodos específicos podem danificá-la. A essência do Fogo foi utilizada nessa forja, dando ao item a capacidade de, até três vezes por ocasião, disparar uma esfera feita do elemento - sem o uso de qualquer munição. O disparo atinge no máximo trinta metros e então se expande em um raio de três metros, causando dano por queimaduras nos atingidos.] {Prata lunar} (Nível mínimo: 70) {Controle Sobre o Fogo} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart] Cós da calça, parte de trás do corpo

• {Beater} / Virotes [Virotes feitos com haste fina de alumínio e pontas especialmente adaptadas, formadas por quatro lâminas serrilhadas juntas - feitas de alumínio, parte sagrado e parte comum, para ferir tanto a seres mágicos quanto a mortais. são poderosas o bastante para causar dano até em ossos humanos, além de possuir adaptações especiais feitas pelo ferreiro. Os virotes causam 15% a mais de dano em inimigos e armaduras, além de ganharem bonificação de 10% de dano durante a noite, e 20% se a luz da lua se faz presente. São feitas especialmente para Desolation e Despair, de modo que não terão seu desempenho máximo em outras armas. São praticamente indestrutíveis, de modo que a nunca serão quebrados devido ao impacto, podendo ser recuperados sempre que a dona quiser. Quantidade Restante: 93] {Alumínio e Prata Lunar} (Nível Mínimo: 33) {Não controla nenhum elemento} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♠ {Toxic}/ Moeda [É uma antiga moeda americana feita de ouro, que quando a semideusa desejar soltará um aroma doce e enjoativo, que fará todos que estiverem a até 3 metros ao redor se sentirem cansados e doentes. Pode ser usada uma vez por missão, dura dois turnos.] {Ouro} (Nível mínimo: 30) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Ringue de Luta", avaliada por Selene e att por Asclépio.] Bolso da jaqueta

♦ {Resistance} / Jaqueta [Feita externamente de couro negro batido(o que já dá à vestimenta a resistência de uma armadura de couro), aparentando ser uma jaqueta comum, Resistance oculta suas verdadeiras propriedades de proteção em batalha. Internamente revestida por mitral, fornece grande resistência à semideusa, além da leveza característica do material, de modo que o peso não a prejudica quase nada. Além disso, o item recebeu o encantamento defensivo contra fogo, tornando-se completamente imune ao elemento – não dá imunidade à usuária, apenas à jaqueta.] {Couro e mitral} (nível mínimo: 27) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♦ {Lullaby} / Flauta encantada [Recebida por Ayla como um espólio de guerra, logo após o fardo de morte carregado pelo item ser limpo. Feita com uma base de alabastro recoberta inteiramente de prata, o instrumento abençoado por Orfeu agora apresenta apenas a base de um encantamento. Uma vez por missão (com o gasto de 50MP por alvo), ao entoar uma melodia suave com o item, a filha de Selene poderá transmitir suas ordens para um alvo selecionado, desde que estejam dentro do alcance sonoro do poder (30m de raio a partir da semideusa como centro). Quando usado em alguém com 5 níveis ou mais que a semideusa, esse poder não funciona. Em outros casos, a chance é de funcionamento normal. Se o alvo for ferido, o efeito se quebra, e o encanto possui duração de 2 rodadas ou enquanto a semideusa toque a flauta. A palavra final é do narrador, e dependerá também da ordem dada, que não pode ser algo que vá diretamente contra o instinto de sobrevivência do oponente (como se matar, ou coisas do gênero), nem contra as ações da semideusa (não adianta atacar e depois pedir pra um alvo não revidar). Resistências mentais e sonoras são aplicadas, assim como resistências geradas por habilidades passivas ou ativas.] {Alabastro e prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sonoro sobre mentes} [Recebimento: Recebido pela missão "Bad party", avaliada por Jhonn Stark e atualizada por Orfeu.] Bolso interno da jaqueta

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene] Bottom, blusa

— {Silver Moon} - [Um escudo redondo de prata lunar que proporciona uma defesa eficiente para sua dona. Possui em seu centro o desenho em relevo de  um lobo (o desenho do rank dos filhos de Selene), pintado em dourado. Quando não estiver sendo utilizado, transforma-se em um relógio de prata] {Prata Lunar} (nível mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Forjado na The Dragon's Flame, presente de Jhonn Stark.] Relógio, pulso esquerdo

- {Red Hood} / Capa vermelha [Uma capa vermelha encantada, que desce até os pés da semideusa, e inclui um capuz; é adornada com diversos desenhos prateados bordados em seu contorno, sendo a maior parte deles de lobos ou da lua. Enquanto estiver sendo usada, possui o efeito de ampliar a agilidade da semideusa em 20%, além de conceder uma leve resistência a efeitos climáticos (calor, frio, nunca poderes, apenas os efeitos climáticos naturais). Quando não estiver sendo usada, pode se transformar em um colar com um pingente de lua nova. Em sua forma de capuz, tem a capacidade de se regenerar com o tempo, por exemplo, de cortes, partes queimadas... Mas o processo é lento, dependendo da situação e da gravidade do dano ao tecido, sendo que o tecido não é indestrutível, podendo ser destruído se submetido a um dano que consuma todo ou 90% do tecido..] {tecido mágico} (Nível mínimo: 08) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa pela missão "Night of the Hunter", avaliada por Jhonn Stark e Att por Ares.] Colar.

♦ {Igni} / Pedra [À princípio, parece uma pedra comum, de tamanho suficiente para poder ser feita de pingente. algumas inscrições em runas muito antigas, misturadas com a língua celta, fazem meio que uma decoração. Seria só isso, se ela não tivesse uma habilidade especial: a de armazenar energia (MP) do seu usuário para ser usada depois. Há restrições: A pedra só pode guardar até 50% do MP total do portador, e o usuário só pode retirar, por turno, até 10% do MP armazenado. Somente o MP do usuário recarrega a pedra e, ao fazer isso, ela será recarregada por inteiro - ou seja há o desconto de 50% do MP total na hora do recarregamento (embora seja possível escolher quando recarregar) - e quando descarregada, obviamente, não oferecerá MP, este sendo retirado do usuário. Para uso deve ser portada ativamente, estando em contato com o personagem, e apenas o dono pode fazer uso da MP armazenada.] {Carga: 610 MP} (Nível Mínimo: 60) {Não controla elementos} [Recebimento: The Ballad of Mona Lisa by Poseidon] Bolso da calça


With: Jão Stark

Wearing: Jeans, blusa preta, jaqueta.

Where: ?

Listening: Bravado - Lorde
We've been fighting the same old war.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
996

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Jhonn Stark em Dom Out 16, 2016 1:46 am

Return of Kings


Giant swords, freaked out birds, crazy kings and lots of words


As pessoas que os rodeavam não demonstravam as emoções mais receptivas, sendo interpretadas pelo semideus como receio, hostilidade... e algumas poucas como curiosidade. Havia então amaldiçoado sua própria tolice por seguir uma garotinha magicamente sem pensar nas variáveis e consequências do ato.

Consequências como parar no meio de um bar repleto por sujeitos estranhos e desconfiados de uma facção colorida. De qualquer forma, não tinha como voltar atrás.

— Anna! Você foi mesmo atrás de ajuda! — Disse um garoto que se aproximava com um skate, logo pisando no objeto e segurando-o. — Podemos lidar com o Rei Verde, temos Weismann ao nosso lado!

Ótimo, quer dizer que podemos voltar logo pra casa! Ayla projetava os pensamentos em sua mente. O garoto apenas revirou os olhos, sabendo que nada era simples assim quando os chamavam para resolver algum problema.

— Não é assim que funcionam as coisas, Yata-chan. — Virou-se na direção do balcão, encarando o loiro que surgiu do nada. Talvez fosse o bartender? — Quem são vocês? Devem ser poderosos para que nossa Rainha tenha ido lhes buscar.

O cara que surge do nada oferecendo bebida, e logo te manda para a morte. Isso me parece familiar. Lembrou-se imediatamente do sr. D. forçando-se a conter a gargalhada.

Ayla foi tão delicada em sua resposta como a porretada de um lestrigão. Ele, por sua vez, tentava uma abordagem mais tranquila.

— Jhonn Stark e Ayla Lennox. — forçou-se a sorrir. — Não sei se nossos nomes já são famosos o bastante para sermos reconhecidos com frequência por aí, mas é a informação que eu tenho pra hoje. Que tal você retribuir dizendo onde estamos? Ah, e saber um motivo também seria legal.

— Sou Kisanagi Izumo. Estamos em Tóquio, 2075. Assim como eu e Anna, Misaki — ele falou, olhando para o skatista — também faz parte do Homra, uma organização dos seguidores do antigo Rei Vermelho que agora tem o objetivo de honrar sua memória.

Com "antigo", provavelmente querem dizer "morto", resmungou Ayla mentalmente, demonstrando sua insatisfação cada vez mais.

Eu sou a nova rainha. — A garota de vermelho aproximou-se e então sussurrou em seu ouvido. Seus olhos se arregalaram e ele a encarou com uma expressão de choque. No meio do caos, perdeu a informação do sr. D. asiático que informava essa parte.

"você deixou aquela criança sozinha."

Por ironia do destino, as portas foram abertas de forma nem um pouco discreta justamente pelo autor daquela frase. O homem de óculos entrou rindo, com uma mulher - que usava um uniforme deveras extravagante para os costumes americanos comuns - logo atrás de si.

Não confiava nele, não depois do que tinha visto. Mas externar aquilo ali seria a chave para uma briga sem retorno. Apenas alertou a Ayla que sabia quem ele era, e não estava muito contente em vê-lo ali.

— Essa é toda a ajuda que conseguiram? — Disse o homem, de forma zombeteira. — Eu, Munakata Reishi me recuso a crer. Como rei azul, isso chega a ser quase uma afronta!

Stark aprendeu com muito tempo de prática a se comportar e ser diplomático. Para um filho de Héstia, representar a sabedoria e serenidade de sua mãe eram chaves essenciais para conseguir uma vida longa e abençoada. Mas naquele momento, tudo o que ele queria era socar o rei azul no meio do rosto. No entanto, contentou-se em dar um sorrisinho e encará-lo bem nos olhos.

— Você não parece ter feito mais progresso que os vermelhos nisso, meu chapa. — Permitiu-se cruzar aquela linha, sentindo as alterações de humor dos que estavam ao seu redor para controlar-se. — Além do mais, a rainha tem bom gosto... vocês não precisam de mais pessoas pro serviço.

Ele não sabia qual era o serviço. Mas gostava das reações de interesse dos presentes. O que Ayla dizia parecia complementar a postura convencida dos dois, e trazer mais força aos seus argumentos. Podiam muito bem ser dois guerreiros poderosos ou apenas suicidas convencidos, mas a impressão que causaram era forte.

A mulher parecia um pouco ofendida com os comentários da mentalista, mas Jhonn deu-lhe a deixa de prosseguir e ignorar aquilo. Seu nome era Awashima Seri, e ela relatava o surgimento de poderes em pessoas com a utilização de uma espécie de artefato. O tal rei verde parecia ser o responsável por tudo.

Ayla mencionou ter visto Weismann, e o curandeiro não ficou surpreso com aquilo. Os questionamentos seguintes levaram a uma longa história de guerra, mortes e cores narrada pela jovem rainha vermelha. E agora basicamente os reis estavam se unindo contra o rei verde, no intuito de parar a revolução que ele queria causar dando poderes a pessoas comuns.

— E ele parece próximo de alcançar esse objetivo. — Sussurrou o filho de Héstia. E agora que tudo envolvia mortais... A situação ficava mais séria. Atribuir poderes a uma pessoa comum? Se com semideuses aquilo era perigoso, alguém sem direito de nascença poderia causar um caos tão grande quanto, ou até mesmo maior.

O rei azul tomou a fala para si outra vez, um pouco mais cauteloso dessa vez.

— Somos fortes, isso é verdade, mas precisamos passar pelos membros da JUNGLE. — Falou. — Se trata de uma organização dos verdes onde cada letra corresponde a uma espécie de nível. Os J são os mais fortes e, consequentemente, o E representa os mais fracos. No nível mais alto existem apenas duas pessoas de confiança do rei e é por isso que precisamos de vocês. Temos que passar por eles.

Ah, então nós vamos lutar contra os caras mais fortes? Parece que a confiança do sr. Azul não era tanta assim. Pensou por um instante. Mas se ele admitia não poder passar sem ajuda mesmo tendo matado o rei vermelho, que tinha poderes similares aos de Jhonn... tentou não guardar o sentimento de que tudo podia sair bem errado dali em diante.

A porta foi aberta mais uma vez, anunciando a entrada de três indivíduos: um era o próprio Weismann, acompanhado por dois jovens chamados Kuro e Neko. Com sua autoridade, o tão falado cara da runa anunciou o começo da operação, mobilizando todos no ambiente.

Diante de todo o caos e confusão da situação, conseguiu um momento com Ayla, uma reunião breve, para ver o que fariam a seguir.

— E então? O que vamos fazer? — Perguntou para a mentalista. — Nenhum deles é exatamente confiável ou inocente, Ayla. Tudo parece muito complexo, não existe margem para erros aqui.

— Você sabe melhor que ninguém que não faço bem o papel de heroína, mas que opção temos? — Respondeu ela, com os braços cruzados — Existem pessoas inocentes envolvidas, mortais que podem ser afetados e se não fosse por isso, talvez eu considerasse a ideia de dar as costas e ir embora, mas precisamos intervir. Chame de destino, falta de sorte ou uma piada das parcas, mas se estamos aqui é porque somos os únicos capazes de ajudar.

Ele suspirou e por fim concordou.

— Você está certa. — Revirou os olhos, nervoso. — Fique com Weismann, eu vou com o de azul, parece razoável irmos com quem conhecemos. — Por fim, ainda hesitante, abraçou-a e disse para ter cuidado.

Aproximou-se de Munakata tentando controlar os impulsos e emoções que guardava dentro de si. Se fosse sair dali vivo com Ayla, precisariam ser prudentes e evitar conflitos com os aliados. Mesmo assim, decidiu lançar para o homem sua grande preocupação, que envolvia seu sonho.

— Então... Eu vi você em um sonho que tive. Você e o antigo rei vermelho. — Aguardou um instante antes de prosseguir. As emoções do rei azul variaram para a zona de desconforto. — Pra ser bem direto... Qual a razão de você o matar?

— Mikoto era o meu melhor amigo, rapaz. Eu só fiz o necessário para salvar a vida do Rei e das pessoas naquele lugar. — Ele fez uma pausa. — Você sabe o que acontece quando uma Damocles cai? Um resultado nada bom. Digamos que Tóquio poderia ter uma imensa cratera nesse exato momento caso eu não tivesse agido.

É, explosões eram um assunto familiar para Stark. Imaginando o poder necessário para criar uma cratera em toda aquela área, o semideus estremeceu. Não seria uma coisa muito boa.

O rei então suspirou. — Você deve se unir a Yata nessa fase da missão, vocês seguirão no resgate de um de meus subordinados. Seu nome é Fushimi, e ele é um infiltrado na JUNGLE. Bem... Você sabe o que acontece com espiões e afins nesses lugares, certo? A intenção é impedir que isso aconteça.

— Se você diz... Ficarei contente em ajudar. — O garoto de Héstia encarou-o seriamente, fazendo então uma mesura e se retirando.

Por fim, encontrou-se com o rapaz do skate e começou a seguir seu rumo, ouvindo atentamente quando Misaki começou a falar algo sobre um plano.

Adendos:
Armas:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] No cinto.

— {Phoenix} / Espada [Espada de 90 cm, com sua lâmina medindo cerca de 75 cm. É feita de um cristal único e especial, a espada é longa e fina, com um corte afiadíssimo e infalível. Sua guarda-mão tem um formato de taça, porém, com delicados formatos de chamas queimando na direção da lâmina, como se a consumissem; seu punho é feito de aço. Vem junto de uma bainha coberta por malha de aço e couro branco. Quando não está em uso, se transforma em um anel de prata com o desenho de uma chama.] {Cristal, Prata e Aço} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Anel na mão direita.

— {Scorched} / Escudo (Escudo circular feito de ouro e prata com várias camadas destes materiais. No centro do escudo está desenhado uma lareira, o símbolo de Héstia. Na parte interior do escudo, ou seja, onde há um encaixe para o usuário por o seu braço há uma espécie de almofada, simbolizando o "conforto". Útil para aguentar ataques fortes. Quando não está em uso, se transforma em um relógio de ponteiros feito de ouro com a parte interior de ouro branco.] {Prata e Ouro} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Relógio no pulso esquerdo.

- {Flame} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Flare} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Burn} / Bainha [Cinto de couro com uma fivela de prata comum, que quando pressionada, transforma o cinto em um parecido, com 3 bainhas de facas, sendo duas delas laterais (para as facas de ouro solar) e uma na parte de trás do cinto (para a faca de bronze).] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 1) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Forma de cinto.

- {Black Fire} / Marca [Uma marca queimada na pele do semideus com o fogo negro que os poderes curativos de Daryl não conseguiram tirar. Ela pode até ser esteticamente feia, mas oferece uma resistência de 10% a poderes relacionados a Fogo Negro.] {Queimadura} (Nível Mínimo: 15) {Não controla elementos} [Recebimento: Missão Heat, passada e avaliada por Hefesto.] Meio que precisa ir de todo jeito (?) Queimadura nas costas.

- {Burning} / Bola de barro [Um punhado do barro magico do treinamento com Ícaro. Este ainda tem algumas propriedades magicas do barro original, ou seja, quando jogado no chão em frente a alguma criatura de porte médio (1 metro ou menos) ele se tornara um elemental de lava com características físicas idênticas à criatura copiada. O elemental seguirá todas as ordens dadas por Jhonn por 3 rodadas ou até perder a HP/MP toda (100/100), e então se desfará e virará a bolinha de novo. Pode ser usado apenas uma vez por missão/evento.] {Material: Barro} (Nível Mínimo: 25) {Controle sobre lava} [Recebimento: Treino trimestral dos filhos de Eos, Héstia e Íris - 2014.2.] Att por: ♦ Lady Íris. Bolso de trás da calça. Sempre junto

{Winged Sneakers} / Tênis [Um par de tênis azulados, que tem como detalhes alguns desenhos de ventos. Ao bater seus pés um no outro por três vezes, o usuário começa a voar. Consegue chegar em alturas e alcançar velocidades consideráveis. Para descer, basta fazer as mesmas ações que fez para subir que ele diminuirá a altitude aos poucos. Quando está sendo usado em solo confere ao semideus que o calça um aumento de cerca de 10% em sua agilidade. {Couro} (Nível Mínimo: 20) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Chama da Esperança" narrado e avaliado por Dom Demon/William Véroz; atualizado por ~Lady Íris~] Calçados.

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] Pulso direito.

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro] Atualmente, esperando convocação.

— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] pescoço.

{Help} / Anel [Um anel de prata, com um pequeno pedaço de rubi preso nele. Abençoado por Asclépio, este anel permite ao curandeiro, aumentar seu limite de cura nas técnicas curativas em 20%, ou seja, se uma técnica permite o curandeiro recuperar 100 HP ou MP, usando este anel ele conseguirá curar 120 de HP ou MP, sem qualquer gasto extra. No caso de um número não exato, o valor é arredondado para baixo. Não tem influência sobre técnicas de ressuscitação. Dura dois turnos, uma vez por ocasião.] {Titânio e Rubi} (Nível Minímo: 45) {Controle sobre Cura} [Recebimento: Missão "O guerreiro da cura", avaliada por Macária e atualizada por Asclépio.] Mão esquerda.
Poderes:
Passivos:
Sensitivo [6] - Ao encontrar uma pessoa, você reconhece o que ela está sentindo. Aqueles que possuírem qualquer tipo de resistência ou aura relacionadas a esse poder e que tiverem no mínimo 10 níveis a mais que o Filho de Héstia, a anulação dessa habilidade é imediata. Mesmos níveis ou 5 abaixo do filho de Héstia, reduz-se para 50% a eficiência do poder.
Ativos:
-
Obs:
Demorou, mas saiu <3
Yay, mission!:

 
bichaelson

Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
690

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Nyx em Ter Out 25, 2016 11:23 pm



Return of Kings

Ayla Lennox

— Minha irmã foi um erro que não cometerei novamente. — as mãos de Weismann se fecharam em punhos. — Não sei quem são vocês ou de onde vieram, mas se Anna foi buscá-los significa que estão aqui para ajudar, eu espero.

Adolf sorriu e estendeu a mão para a mentalista, convidando-a a segui-lo.

*******************************

Jhonn Stark

Yata deslizava com seu skate pelas ruas, indo em direção a um enorme prédio. Ele sabia, afinal Munakata havia lhe dado um endereço, e se não se apressasse os verdes matariam Fushimi. E aquilo era uma coisa a qual ele nunca se perdoaria se acontecesse.

— Ande logo, garoto! — gritou para Jhonn. — Temos que nos apressar!

Pontos Obrigatórios:

Ayla Lennox


♥ Você vai seguir Weismann até o lado de fora, e ele a conduzirá até uma plataforma. Você vai subir nela junto com o Rei Prata, Kuroh e Neko e a mesma começará a subir até parar em um dirigível. Adolf, então, dirá que aquele é o dirigível onde ele viveu nos últimos anos antes da guerra entre os reis.

♥ Enquanto o dirigível se move pela cidade, ele lhe dirá seu plano. Como distração Weismann irá derrubar o dirigível na cidade, em cima da entrada da JUNGLE, a organização dos verdes. Quando o dirigível atingir o solo, ele irá deslizar e vocês ficarão a postos para saltar assim que ele passar pela abertura. Adolf vai pedir para que você fique atenta, pois o poder dos verdes possuem poderes, assim como eles, porém por se tratarem de jogadores podem possuir variações nos mesmos.  

♥ Enquanto conversam sobre algumas coisas aleatórias, Kuroh de repente falará que estão chegando a seu destino e que é para todos se prepararem. Mais uma vez Weismann lhe oferecerá a mão para saltarem — aqui cabe a você decidir se irá segurá-lo pela mão ou não. Mas lembre-se que ele sabe a hora correta de pular. Independendo de aceitar ou não, você acabará saltando e caindo em um espaço abaixo do solo, ao lado do Rei Prata e dos outros dois.

♥ Vocês vão esperar algum tempo –cerca de meia hora – e logo Anna aparecerá ao lado de vocês, junto com Izumo. Ela irá respirar fundo pelo nariz e soltar pela boca, pedirá para se afastarem e, de repente, duas asas de fogo aparecerão em seus costas. Erguendo-se no ar, a Rainha Vermelha irá avançar rapidamente para um dos corredores, desaparecendo de vista. Izumo irá sorrir em desculpas e correrá em outra direção.

♥ Weismann irá dizer que vocês irão para outro lado, e correrá para uma terceira porta. Você irá acompanhá-lo e, após correr por alguns corredores, irão se deparar com uma câmara e no centro dela haverá um homem. Ele se chama Mishakuji Yukari, e dirá que vocês não poderão passar. Usando a tecnologia e poder da JUNGLE, Mishakuji irá fazer com que um círculo mágico apareça no chão e cubra todo o lugar, impedindo que você use seus poderes de semideusa – ou seja, terá que derrota-lo no mano a mano. Apenas alguns detalhes: Mishakuji é um excelente espadachim, no nível de um samurai, tanto em reflexo quanto em força. Graças a seu nível – ele é um rank J -, seus atributos físicos melhoram em 75%, sem contar que ele é um ótimo estrategista. Um bônus: lembre-se que, apesar de tudo, você não está sozinha, pois Kuroh carrega uma espada consigo.

♥ Derrote-o e, quando o fizer, Weismann a chamará novamente, dizendo que vocês precisam descer. Siga o Rei Prata por uma escada circular até o último andar do subsolo onde você avistará, cravada no chão, a runa Weismann. Perto dela haverá um homem em uma cadeira de rodas. Pare sua narração após Adolf cumprimentar o homem.

Jhonn Stark:
♣ Você seguirá Yata pela cidade, até se depararem com um prédio. Ele vai, sem pensar duas vezes, usar seu poder como membro do Homra e invadir o lugar com as chamas, forçando uma passagem. Siga-o para dentro do prédio.

♣ Uma vez ali, vocês deverão procurar por Fushimi, que pode estar em qualquer lugar do prédio, mas por sorte há apenas um caminho a seguir: para cima e nada mais. Vasculhem andar por andar e, quando estiverem subindo, se depararão com mais verdes. Antes que possam avançar, vocês escutarão gritos vindos do andar de baixo — “No Blood! No Bone! No Ash!” — e alguns vermelhos aparecerão na escada para deter os verdes, dizendo para vocês avançarem.

♣ Continuem a subir, com Yata abrindo caminho com fogo. Ele dirá que vocês tem que se apressar antes do prédio ruir, pois o plano para deter Hisui era destruir a runa Weismann com o poder total dos Reis e, quando aquilo acontecer, o prédio viria abaixo. Entrando em mais detalhes, o garoto ainda lhe dirá que Anna abrirá o caminho até o solo com seu poder total, Munakata e o Scepter 4 manteriam os verdes do lado de fora ocupados e Adolf iria direto ao Rei Verde. O trabalhos dos vermelhos era a infiltração e a implantação de bombas para facilitar o trabalho da Rainha, por isso tinham que se apressar.

♣ Apressando o passo vocês continuarão a correr e, quando achar que não chegarão a lugar algum, vocês encontram Fushimi caído no chão, com uma adaga na perna. Furioso, Yata começará a gritar para que quem fez aquilo se revelasse, e um jovem irá sair das sombras, segurando uma foice de cabo preto e lâmina verde. Seu nome é Gojo Sukuna, um rank J. Mesmo com os avisos de Fushimi, Yata avançará sobre o jovem mas será repelido pelo poder de Sukuna. Termine sua narração com ele virando-se em sua direção e erguendo a foice, partindo para cima de você.

Damocles:

Munakata Reishi

Kushina Ana

Hisui Nagare

Iwafune Tenkei – Sua Damocles é desconhecida, pois o Rei Cinza não chegou a mostra-la antes de morrer;

Adolf K. Weismann

Kokujouji Daikaku

Rei sem Cor – O Rei sem Cor não chegou a revelar sua Damocles antes de morrer;

Adendos:
♥ Missão One-Post Contínua Mediana Externa para Ayla Lennox e Jhonn Stark;
♥ Local: Inicialmente NY, mas depois a história se passará no Japão;
♥ Horário: 11h25min;
♥ Temperatura: cerca de 20ºC;
♥ Clima: Agradável, mas com previsão de chuva durante a tarde;
♥ Armas no final do post em spoiler — não haverá um limite de armas, desde que seja possível carregá-las —, e o mesmo vale para poderes — separá-los em ativos e passivos, e evitar falar “considerar poderes até o nível ‘tal’”. Usou, especifique, ou o mesmo será ignorado;
♥ Dúvidas devem ser sanadas via MP (ou Whatsapp, Facebook, Telegram... Vocês tem meu número q)
♥ Prazo para postagem: 20 dias — caso seja necessário mais tempo, por gentileza entrem em contato;
♥ Boa sorte ♥


thanks juuub's @ cp!  


♥ Lady Nyx♥
A Noite // O Tudo e o Nada, bitches
Nyx
Deuses
Mensagens :
82

Localização :
Onde eu quiser q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Jhonn Stark em Qua Nov 09, 2016 4:15 pm

Return of Kings


Giant swords, freaked out birds, crazy kings and lots of words


— Ande logo, garoto! — gritou o garoto para Jhonn. — Temos que nos apressar!

Yata seguia apressadamente pela cidade, deixando um Jhonn levemente atrasado para trás nos primeiros instantes da missão. Por sorte, o filho de Héstia tinha uma forma de manter o passo: bateu os pés três vezes, dando vida aos sapatos mágicos e começando um voo bem orientado. Sorriu ao alcançar o membro do HOMRA, apesar da seriedade do momento.

No ritmo em que seguiam, não demorou muito tempo até se depararem com um prédio. Conforme se aproximaram e foram parando, ficou claro na mente de Stark que aquele era o lugar que iriam invadir. O que seria melhor ali, uma estratégia de infiltração sorrateira, discreta? Quantas entradas o local devia ter? Talvez...

Seus pensamentos foram interrompidos no instante em que encarou Yata novamente. As chamas surgiram muito rápido, seguindo adiante com uma voracidade intensa e contínua. Em um piscar de olhos, a entrada havia sido consumida pelas chamas. O seu companheiro problemático já adentrava no ambiente antes que ele pudesse sequer dizer alguma coisa.

— Ok, velocidade acima de praticidade. — Bufou o curandeiro, seguindo adiante. — Tudo bem, eu adoro perigo.

Ficou surpreso com as capacidades de Yata de manter as chamas vivas, e se questionou se todos os membros dos vermelhos sabiam fazer aquilo. Se sim, suas habilidades eram meio que triviais, não? Era só mais um que dominava o fogo, a diferença era a forma com que tinha adquirido aquele dom.

Subia as escadas de forma acelerada, perto o bastante do membro do HOMRA para ver que não estavam tão bem quanto aparentavam. Conforme subiam os andares e buscavam pelo companheiro infiltrado, tinha vários vislumbres de membros dos verdes, e eles não estavam nem um pouco felizes. Em determinado momento, tornou-se impossível simplesmente seguir adiante, teriam que lidar com os inimigos de alguma forma.

Mas antes que pudesse sacar suas próprias armas, ouviu um brado alto.

NO BLOOD, NO BONE, NO ASH!

Alguns membros dos vermelhos surgiram do mais puro nada, bloqueando o acesso dos soldados da JUNGLE e liberando o caminho para Stark e Yata. Enquanto sua luta era travada, o semideus e o jovem piromaníaco seguiram para os andares seguintes.

— Temos que nos apressar, antes que o prédio comece a ruir. — Encarando a expressão de surpresa no rosto de Stark, parou por um segundo. — Você não sabia da história toda? O plano para deter Hisui era destruir a runa Weismann com o poder total dos Reis, o que vai fazer o prédio ir abaixo. Anna abrirá o caminho até o solo com seu poder total, Munakata e o Scepter 4 manterão os verdes do lado de fora ocupados... e Adolf irá direto ao Rei Verde. O trabalho dos vermelhos é relativo à infiltração e a implantação de bombas para facilitar o trabalho da Rainha.

— Então vamos explodir tudo? — Disse o curandeiro, bufando. Yata retomou o passo apressado, forçando-o a seguir adiante — Reconfortante. Não sei por quantas situações assim você já passou na sua vida, mas geralmente isso não termina muito bem.

Apressaram o passo, seguindo por mais uma série vã de escadarias frustrantes. O filho de Héstia estava prestes a dizer para que se retirassem, saíssem de lá enquanto ainda restava um prédio de onde se fugir... Mas antes que pudesse abrir a boca, deparou-se com um corpo ferido no chão.

Devido à reação de seu colega, bem como sua própria intuição, sabia que aquele só podia ser seu alvo final: Fushimi. Seus poderes de curandeiro apitavam para os ferimentos aparentes, principalmente aquela marca brutal de onde a adaga atravessava sua carne. Jhonn estava prestes a abaixar-se e curá-lo, apesar da enrolação que tudo aquilo daria. Mas Yata parecia ter outras prioridades.

— Maldito! — Gritou o garoto, vasculhando o cômodo com os olhos. — Seja lá quem for, apareça! Eu sei que ainda está aí!

Das sombras mais distantes, uma pessoa surgiu. O jovem segurava uma foice em suas mãos, com uma peculiar lâmina verde. Sorria levemente enquanto os cumprimentava. — Ora, ora... Então os membros do HOMRA sabem fazer alguma coisa.

A tensão no ar era palpável. as emoções instáveis de todos variando com a intensidade de raiva, dor e instinto assassino de cada um. O membro da JUNGLE não se restringiu a só dizer suas ofensas. — Permitam que eu me apresente: sou Gojo Sukuna, o rank J que irá acabar com vocês. Sintam-se honrados.

Fushimi segurou fortemente o pulso de Yata, sussurrando para que fosse embora. O garoto, porém, insistiu em sua teimosia e avançou vorazmente na direção do seu adversário, buscando sua vingança. Com um golpe lateral do cabo da foice, foi repelido para fora do caminho de Sakuna, que agora tinha um universo imenso de possibilidades para se divertir.

E para o azar de Stark, ele era a possibilidade para a qual o ceifador sinistro olhava fixamente. Ele avançou brandindo a arma. O filho de Héstia brandiu seu escudo e sua espada, mantendo uma expressão controlada no rosto.

Aquele não era o primeiro maníaco que o atacava. E nem seria o último que o curandeiro surraria.

Adendos:
Armas:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] No cinto.

— {Phoenix} / Espada [Espada de 90 cm, com sua lâmina medindo cerca de 75 cm. É feita de um cristal único e especial, a espada é longa e fina, com um corte afiadíssimo e infalível. Sua guarda-mão tem um formato de taça, porém, com delicados formatos de chamas queimando na direção da lâmina, como se a consumissem; seu punho é feito de aço. Vem junto de uma bainha coberta por malha de aço e couro branco. Quando não está em uso, se transforma em um anel de prata com o desenho de uma chama.] {Cristal, Prata e Aço} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Espada na mão direita.

— {Scorched} / Escudo (Escudo circular feito de ouro e prata com várias camadas destes materiais. No centro do escudo está desenhado uma lareira, o símbolo de Héstia. Na parte interior do escudo, ou seja, onde há um encaixe para o usuário por o seu braço há uma espécie de almofada, simbolizando o "conforto". Útil para aguentar ataques fortes. Quando não está em uso, se transforma em um relógio de ponteiros feito de ouro com a parte interior de ouro branco.] {Prata e Ouro} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Escudo no braço esquerdo.

- {Flame} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Flare} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Burn} / Bainha [Cinto de couro com uma fivela de prata comum, que quando pressionada, transforma o cinto em um parecido, com 3 bainhas de facas, sendo duas delas laterais (para as facas de ouro solar) e uma na parte de trás do cinto (para a faca de bronze).] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 1) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Forma de cinto.

- {Black Fire} / Marca [Uma marca queimada na pele do semideus com o fogo negro que os poderes curativos de Daryl não conseguiram tirar. Ela pode até ser esteticamente feia, mas oferece uma resistência de 10% a poderes relacionados a Fogo Negro.] {Queimadura} (Nível Mínimo: 15) {Não controla elementos} [Recebimento: Missão Heat, passada e avaliada por Hefesto.] Meio que precisa ir de todo jeito (?) Queimadura nas costas.

- {Burning} / Bola de barro [Um punhado do barro magico do treinamento com Ícaro. Este ainda tem algumas propriedades magicas do barro original, ou seja, quando jogado no chão em frente a alguma criatura de porte médio (1 metro ou menos) ele se tornara um elemental de lava com características físicas idênticas à criatura copiada. O elemental seguirá todas as ordens dadas por Jhonn por 3 rodadas ou até perder a HP/MP toda (100/100), e então se desfará e virará a bolinha de novo. Pode ser usado apenas uma vez por missão/evento.] {Material: Barro} (Nível Mínimo: 25) {Controle sobre lava} [Recebimento: Treino trimestral dos filhos de Eos, Héstia e Íris - 2014.2.] Att por: ♦ Lady Íris. Bolso de trás da calça. Sempre junto

{Winged Sneakers} / Tênis [Um par de tênis azulados, que tem como detalhes alguns desenhos de ventos. Ao bater seus pés um no outro por três vezes, o usuário começa a voar. Consegue chegar em alturas e alcançar velocidades consideráveis. Para descer, basta fazer as mesmas ações que fez para subir que ele diminuirá a altitude aos poucos. Quando está sendo usado em solo confere ao semideus que o calça um aumento de cerca de 10% em sua agilidade. {Couro} (Nível Mínimo: 20) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Chama da Esperança" narrado e avaliado por Dom Demon/William Véroz; atualizado por ~Lady Íris~] Calçados.

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] Pulso direito.

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro] Atualmente, esperando convocação.

— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] pescoço.

{Help} / Anel [Um anel de prata, com um pequeno pedaço de rubi preso nele. Abençoado por Asclépio, este anel permite ao curandeiro, aumentar seu limite de cura nas técnicas curativas em 20%, ou seja, se uma técnica permite o curandeiro recuperar 100 HP ou MP, usando este anel ele conseguirá curar 120 de HP ou MP, sem qualquer gasto extra. No caso de um número não exato, o valor é arredondado para baixo. Não tem influência sobre técnicas de ressuscitação. Dura dois turnos, uma vez por ocasião.] {Titânio e Rubi} (Nível Minímo: 45) {Controle sobre Cura} [Recebimento: Missão "O guerreiro da cura", avaliada por Macária e atualizada por Asclépio.] Mão esquerda.
Poderes:
Passivos:
Sensitivo [6] - Ao encontrar uma pessoa, você reconhece o que ela está sentindo. Aqueles que possuírem qualquer tipo de resistência ou aura relacionadas a esse poder e que tiverem no mínimo 10 níveis a mais que o Filho de Héstia, a anulação dessa habilidade é imediata. Mesmos níveis ou 5 abaixo do filho de Héstia, reduz-se para 50% a eficiência do poder.
Ativos:
-
Obs:
- Não sei bem como o carinha usa poderes de fogo, então assumi que seria da mesma forma que eu. Daí ele só saiu tacando fogo por aí. q
Yay, mission!:

 
bichaelson

Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
690

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Ayla Lennox em Qua Nov 09, 2016 5:50 pm

Return of Kings.
Ayla sentia-se tentada a rebater a fala de Weismann, bem como o sorriso cínico estampado em sua face. No entanto, limitou-se a colocar as mãos nos bolsos da jaqueta e caminhar ao seu lado em silêncio até chegarem em uma plataforma metálica.

Assim que o rei prata, a mentalista e a dupla que os acompanhava pisaram nesta, começaram a subir até o que parecia ser um dirigível.

— É onde vivi nos últimos anos antes da guerra dos reis. — Falou Adolf com um suspiro.

Ao chegarem no interior do veículo, a garota ficou surpresa com o espaço amplo e, acima disso, toda a tecnologia e conforto que o homem dispunha. Kuroh e Neko logo se dispersaram, porém a garota seguiu Weismann até que este assumisse o controle e começassem a sobrevoar a cidade.

— Qual o grande plano? — Indagou enquanto observava a paisagem. — Você tem um, não tem? — Arqueou uma das sobrancelhas.

O rei prata riu.

— Isso aqui é apenas uma distração. — Falou. — O dirigível irá cair, mais especificamente em cima da entrada do prédio da JUNGLE.

— Ah, brilhante. — Respondeu sarcasticamente. Não se recordava de ter se alistado em um exército kamikaze e, por mais que não parecesse, ainda possuía certo zelo pela própria vida.

— Não se preocupe. Assim que o dirigível atingir o solo, teremos tempo o bastante para saltar onde desejamos, pois ainda deslizaremos por alguns instantes. — Explicou pacientemente. — Mas precisamos estar à postos e permanecermos atentos. Alguns dos verdes possuem poderes variados, então a cautela é importante.

Lennox cruzou os braços e concordou com um breve aceno de cabeça. Afastou-se lentamente e procurou sentar-se próxima aos jovens que poderiam eventualmente juntar-se a ela em batalhas futuras. Conferiu os itens de seu arsenal um a um, o que foi o bastante para despertar o interesse dos dois.

Estava explicando como Despair havia sido forjada quando o garoto de cabelos pretos ergueu o rosto e finalmente anunciou que estavam próximos do destino.

Todos ficaram de pé e se aproximaram do local onde saltariam. Se entreolharam e, mais uma vez, Weismann llhe ofereceu a mão.

— Espero que saiba o que está fazendo. — Falou a lupina, finalmente rendendo-se e entrelaçando os dedos com Adolf. — Eu sei que vê isso como uma chance de redenção. Espero que a consiga. — Deixou escapar em quase um sussurro.

Finalmente, saltaram.

-x-

Em algum lugar abaixo do solo, não restou muito a fazer se não esperar. Eles o fizeram por minutos que pareceram ser horas - o TDAH da filha de Selene a deixava absurdamente inquieta em situações como aquela - até que viram Anna se aproximar junto a outro homem.

A garotinha inspirou profundamente e expulsou o ar com uma lufada pela boca.

— Afastem-se.

A mentalista franziu o cenho diante do pedido, mas não contestou. Segurou um palavrão ao ver duas asas de fogo surgirem nas costas da pequena rainha que logo seguiu seu rumo pairando no ar agilmente em um dos corredores.

Izumo fez o mesmo, indo para a direção oposta e sumindo em questão de segundos. Não demorou até que o grupo percebesse que aquela era sua deixa e sendo guiados pela voz de Weismann, começaram a correr por um longo corredor.

De súbito, pararam diante de uma câmara.

— Por que nós par...

— É um rank J. — Falou Adolf em um tom pouco mais alto que um sussurro.

— Ah, ótimo. — Resmungou Ayla. — Fique aqui com Neko. Kuroh, vamos. Isso não vai demorar. — Chamou a lupina enquanto dava um passo à frente.

Um rapaz de cabelos arroxeados segurava uma espada e os fitava com uma mistura de desdém e determinação. Segurou o cabo de sua espada com força o bastante para que seus nós dos dedos ficassem brancos antes de finalmente abrir a boca.

— Sou Mishakuji Yukari e estou aqui para garantir que daqui vocês não passarão.

A postura, bem como as palavras do garoto foram o bastante para que Ayla não conseguisse conter o impulso de revirar os olhos. Continuou indo na direção do oponente, já sentindo o peso de Anima em sua destra e ordenando que esta fosse na direção do espadachim.

No entanto, assim que os elos se ergueram, Yukari pisou no chão, fazendo com que um círculo grande o bastante para cobrir todo o local brilhasse abaixo dos pés da lupina. A corrente caiu no chão, inerte, e pela primeira vez a filha de Selene sentiu-se desprovida de sua essência, largada à própria sorte.

Sentia-se... Mortal.

— Mas que porra?! — Xingou. — Kuroh, saia de perto!

Dito isso, não demorou até que Mishakuji corresse na sua direção com a espada erguida. Estava sem poderes, mas tinha uma estratégia. Tirou do bolso a moeda de ouro e a soltou no chão, correndo para longe assim que viu o gás verde preencher o ar e o tolo guerreiro avançar, caindo dentro da nuvem tóxica.

A tosse abafada do oponente, que já não mais corria, mas lutava para continuar de pé chegou aos ouvidos de Ayla, fazendo com que esta sorrisse antes de aproximar-se de Kuroh.

— O efeito não vai durar muito. Chegue perto e use sua lâmina nos tendões da perna dele, é o jeito mais rápido de incapacitá-lo. — Orientou. — Eu vou distraí-lo, então espere uma deixa.

Tomou em mãos Despair, logo apontou-a na direção do garoto, que a fitava com um ódio fervente. Puxou o gatilho e o segurou por alguns segundos até que visse a bola de fogo ir na direção do garoto que, mesmo tentando, não foi capaz de desviá-la por completo após sua expansão.

Outro sorriso de deboche se fez presente na face da mentalista ao ver algumas peças de roupa e cabelo chamuscadas, bem como o braço queimado de Yukari.

— Não é mais tão forte assim, não é? — Indagou tocando sua braçadeira e avançando contra o rapaz.

Assim que estava perto o bastante, viu a lâmina da espada do garoto descendo em sua direção. Teve tempo o bastante apenas para erguer a destra e ativar o escudo, ouvindo assim o som dos metais se chocando. Antes que pudesse perceber, sentiu um forte golpe em seu estômago, fazendo-a cair sentada.

Ela sabia que o efeito da moeda estava passando assim que sentiu mais um forte chute em suas costelas e outro em seu rosto. Cuspiu sangue e olhou para cima, vendo apenas a lâmina a poucos centímetros de sua face.

— Alguma última palavra?

— Agora.

O cenho do espadachim se franziu, mas foi uma questão de segundos até que a expressão confusa desse lugar à agonia e dor. Kuroh havia, em um único golpe, feito exatamente o que a garota havia pedido. O grito agonizante ascendeu pela garganta de Mishakuji enquanto este caía de joelhos. Ayla não teve escolha se não segurar a lâmina espada com a mão antes de lançá-la para longe.

O sangue escorria de sua palma em quantidade pequena, mas o bastante para fazer com que a fúria dominasse a lupina. Não haviam acabado ainda.

Segurando o rapaz pela blusa, jogou-o contra o chão e inverteu as posições, ficando sobre seu corpo, os joelhos tocando o solo. Cerrou os punhos e começou a sequência de golpes contra a face do oponente, alternando as mãos uma, duas, três vezes. A mão deste ergueu-se na intenção de bloqueá-la, mas com um movimento rápido, tomou Moonlight e a usou para cravar a palma da mão do oponente contra o chão até que terminasse mais uma sequência de golpes.

Levantou-se, ofegante e encontrou um olhar surpreso da parte de seu aliado. Não sabia se Yukari estava vivo e, por mais que não o dissesse, não se importava muito.

Sentiu um toque em seu ombro e virou-se ainda em estado de alerta. Era Adolf. Tinha uma expressão neutra e em suas mãos um pedaço de tecido que parecia ter sido rasgado de sua blusa. Pacientemente fez um curativo improvisado na mão de Lennox antes de se pronunciar.

— Precisamos descer. — Falou, apontando para uma escadaria.

Os três ajudaram a garota a recolher seus pertences e seguiram o rei prata em silêncio e sem olhar para trás uma vez sequer.

O subsolo era abafado e um tanto escuro, mas era fácil distinguir as duas silhuetas encontradas ali. A runa de Weismann e um homem de idade já avançada sentado em uma cadeira de rodas próximo a esta. Novamente a voz rouca do rei prata violou o silêncio.

— Já faz um bom tempo, não é mesmo?
Adendos:

Perdoa o tamanho do post e não desiste de mim. <3
Poderes:
Passivos

Nadinha

Ativos

Neste turno, nenhum.
Arsenal:
✣ Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] Bracelete, pulso direito

❖ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Comprado de Lavínia Cavendish] Também no pulso direito

• {Despair} / Besta de repetição [Tendo sido adaptada para possuir a aparência de uma beretta M9 prateada, a besta é leve graças ao seu tamanho, além de ser discreta - podendo ser escondida com facilidade no cós de uma calça ou até mesmo de um coldre.  No cabo é possível ver entalhes cuidadosos no formato de lobos e luas. O pente possui espaço para até 15 setas. Os cartuchos se recarregam de acordo com a vontade da dona, mas caso não hajam mas projéteis, são gastos 20 MP para isso. Seu alcance inicial é de 300 metros, sendo aumentado durante a noite - característica do metal usado na forja -, assim como o dano. O acréscimo é maior caso a lua se faça presente (10% e 20% para cada situação). A arma permite disparos rápidos e precisos, além de possuir modificações que diminuem o seu recuo e mantém sua precisão. O ferreiro adicionou detalhes quase imperceptíveis à arma, de modo a melhorar o seu desempenho. A pistola foi desenhada visando aumentar o dano, de modo que as setas atiradas por ela causam 15% a mais de dano, tanto em inimigos quanto em armaduras(o bônus se soma com outros que a munição possa ter). A arma é semi-indestrutível, de modo que apenas ataques mitológicos e métodos específicos podem danificá-la. A essência do Fogo foi utilizada nessa forja, dando ao item a capacidade de, até três vezes por ocasião, disparar uma esfera feita do elemento - sem o uso de qualquer munição. O disparo atinge no máximo trinta metros e então se expande em um raio de três metros, causando dano por queimaduras nos atingidos.] {Prata lunar} (Nível mínimo: 70) {Controle Sobre o Fogo} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart] Cós da calça, parte de trás do corpo

• {Beater} / Virotes [Virotes feitos com haste fina de alumínio e pontas especialmente adaptadas, formadas por quatro lâminas serrilhadas juntas - feitas de alumínio, parte sagrado e parte comum, para ferir tanto a seres mágicos quanto a mortais. são poderosas o bastante para causar dano até em ossos humanos, além de possuir adaptações especiais feitas pelo ferreiro. Os virotes causam 15% a mais de dano em inimigos e armaduras, além de ganharem bonificação de 10% de dano durante a noite, e 20% se a luz da lua se faz presente. São feitas especialmente para Desolation e Despair, de modo que não terão seu desempenho máximo em outras armas. São praticamente indestrutíveis, de modo que a nunca serão quebrados devido ao impacto, podendo ser recuperados sempre que a dona quiser. Quantidade Restante: 93] {Alumínio e Prata Lunar} (Nível Mínimo: 33) {Não controla nenhum elemento} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♠ {Toxic}/ Moeda [É uma antiga moeda americana feita de ouro, que quando a semideusa desejar soltará um aroma doce e enjoativo, que fará todos que estiverem a até 3 metros ao redor se sentirem cansados e doentes. Pode ser usada uma vez por missão, dura dois turnos.] {Ouro} (Nível mínimo: 30) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Ringue de Luta", avaliada por Selene e att por Asclépio.] Bolso da jaqueta

♦ {Resistance} / Jaqueta [Feita externamente de couro negro batido(o que já dá à vestimenta a resistência de uma armadura de couro), aparentando ser uma jaqueta comum, Resistance oculta suas verdadeiras propriedades de proteção em batalha. Internamente revestida por mitral, fornece grande resistência à semideusa, além da leveza característica do material, de modo que o peso não a prejudica quase nada. Além disso, o item recebeu o encantamento defensivo contra fogo, tornando-se completamente imune ao elemento – não dá imunidade à usuária, apenas à jaqueta.] {Couro e mitral} (nível mínimo: 27) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♦ {Lullaby} / Flauta encantada [Recebida por Ayla como um espólio de guerra, logo após o fardo de morte carregado pelo item ser limpo. Feita com uma base de alabastro recoberta inteiramente de prata, o instrumento abençoado por Orfeu agora apresenta apenas a base de um encantamento. Uma vez por missão (com o gasto de 50MP por alvo), ao entoar uma melodia suave com o item, a filha de Selene poderá transmitir suas ordens para um alvo selecionado, desde que estejam dentro do alcance sonoro do poder (30m de raio a partir da semideusa como centro). Quando usado em alguém com 5 níveis ou mais que a semideusa, esse poder não funciona. Em outros casos, a chance é de funcionamento normal. Se o alvo for ferido, o efeito se quebra, e o encanto possui duração de 2 rodadas ou enquanto a semideusa toque a flauta. A palavra final é do narrador, e dependerá também da ordem dada, que não pode ser algo que vá diretamente contra o instinto de sobrevivência do oponente (como se matar, ou coisas do gênero), nem contra as ações da semideusa (não adianta atacar e depois pedir pra um alvo não revidar). Resistências mentais e sonoras são aplicadas, assim como resistências geradas por habilidades passivas ou ativas.] {Alabastro e prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sonoro sobre mentes} [Recebimento: Recebido pela missão "Bad party", avaliada por Jhonn Stark e atualizada por Orfeu.] Bolso interno da jaqueta

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene] Bottom, blusa

— {Silver Moon} - [Um escudo redondo de prata lunar que proporciona uma defesa eficiente para sua dona. Possui em seu centro o desenho em relevo de  um lobo (o desenho do rank dos filhos de Selene), pintado em dourado. Quando não estiver sendo utilizado, transforma-se em um relógio de prata] {Prata Lunar} (nível mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Forjado na The Dragon's Flame, presente de Jhonn Stark.] Relógio, pulso esquerdo

- {Red Hood} / Capa vermelha [Uma capa vermelha encantada, que desce até os pés da semideusa, e inclui um capuz; é adornada com diversos desenhos prateados bordados em seu contorno, sendo a maior parte deles de lobos ou da lua. Enquanto estiver sendo usada, possui o efeito de ampliar a agilidade da semideusa em 20%, além de conceder uma leve resistência a efeitos climáticos (calor, frio, nunca poderes, apenas os efeitos climáticos naturais). Quando não estiver sendo usada, pode se transformar em um colar com um pingente de lua nova. Em sua forma de capuz, tem a capacidade de se regenerar com o tempo, por exemplo, de cortes, partes queimadas... Mas o processo é lento, dependendo da situação e da gravidade do dano ao tecido, sendo que o tecido não é indestrutível, podendo ser destruído se submetido a um dano que consuma todo ou 90% do tecido..] {tecido mágico} (Nível mínimo: 08) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa pela missão "Night of the Hunter", avaliada por Jhonn Stark e Att por Ares.] Colar.

♦ {Igni} / Pedra [À princípio, parece uma pedra comum, de tamanho suficiente para poder ser feita de pingente. algumas inscrições em runas muito antigas, misturadas com a língua celta, fazem meio que uma decoração. Seria só isso, se ela não tivesse uma habilidade especial: a de armazenar energia (MP) do seu usuário para ser usada depois. Há restrições: A pedra só pode guardar até 50% do MP total do portador, e o usuário só pode retirar, por turno, até 10% do MP armazenado. Somente o MP do usuário recarrega a pedra e, ao fazer isso, ela será recarregada por inteiro - ou seja há o desconto de 50% do MP total na hora do recarregamento (embora seja possível escolher quando recarregar) - e quando descarregada, obviamente, não oferecerá MP, este sendo retirado do usuário. Para uso deve ser portada ativamente, estando em contato com o personagem, e apenas o dono pode fazer uso da MP armazenada.] {Carga: 610 MP} (Nível Mínimo: 60) {Não controla elementos} [Recebimento: The Ballad of Mona Lisa by Poseidon] Bolso da calça


With: Jão Stark

Wearing: Jeans, blusa preta, jaqueta.

Where: ?

Listening: Bravado - Lorde
We've been fighting the same old war.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
996

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Nyx em Seg Nov 28, 2016 10:44 am



Return of Kings

Ayla Lennox

— Pelo visto você não mudou muito nos últimos anos, Adolf. — Hissui comentou, abrindo um sorriso. Weissman soltou um suspiro pesado.

— Acho que é isso que significa ser imortal, não é? — Weismann replicou, mantendo um sorriso no rosto. — Hissui, pare com essa loucura. Você não pode despertar os humanos assim.

— Você não entende mesmo, não é Weismann? — o brilho louco que surgiu nos olhos de Hissui demonstrava que o Rei já não estava em seu mais perfeito juízo.

Não que alguma vez tivera algum.

*******************************

Jhonn Stark

Sukuna movia a foice habilmente, visando a cabeça de Jhonn. Para o jovem rank J, era quase uma questão de honra defender o seu rei, e aqueles intrusos e o traidor iriam pagar caro por isso. Mesmo ferido, Fushimi colocou-se de pé para ajudar. O mesmo aconteceu com Yata.

— Três contra um? Isso é covardia, não acham? Ainda mais contra uma criança. — o garoto fez um biquinho, mas logo mudou sua expressão e avançou novamente.

Pontos Obrigatórios:

Ayla Lennox

♥ Weissman e Hissui começarão a conversar a respeito das runas. Adolf começará falando que aquele poder não era para ser disseminado entre os humanos, pois era algo muito poderoso e impossível de ser compreendido. Hissui rebaterá, dizendo que aquilo era parte do futuro, e dirá que o Rei Prata de nada sabe, pois se acovardou durante anos em seu dirigível sem nem mesmo olhar para a humanidade.

♥ Em certo ponto da conversa, Adolf dirá que não mais escutará as baboseiras de Nagare e que vai proteger a humanidade. E então, de repente, o chão começará a tremer e, acima de onde está a runa, um buraco surgirá – haverão mais, todos no mesmo lugar, nos sete pisos do subsolo do lugar, chegando até a rua.

♥ Weismann dirá que o jogo acabou, e que irá destruir a runa. Quando Nagare perguntar como, o Rei Prata sorrirá e dirá que tudo será obra da Damocles. O Rei Verde dirá que Adolf está louco, pois se a espada tocar o chão Tóquio inteira irá pelos ares devido à força do impacto e da força da Damocles do Rei Prata. Então Weismann abrirá um sorriso de culpa e dirá que ele irá conter a explosão.

♥ Anna, repentinamente, surgirá pela abertura no teto, dizendo que os planos de Nagare estão perto de serem frustrados. Ela dirá para Weismann que sente muito, e que ficará a espera de uma visita dele quando quiser, para então se retirar. Adolf pedirá para que Kuro proteja Neko, e então se virará para você, pedindo sua ajuda para conter a explosão, estendendo a mão em sua direção.

♥ Por fim, a Damocles do Rei Prata cairá, atingindo a runa em cheio. Pare quando um clarão lhe cegar.

Jhonn Stark:
♣ Você, Fushimi e Yata enfrentarão Sukuna. Habilidoso com a foice que carrega, a criança parece não ter medo de arriscar tudo para deter o resgate que estavam tentando fazer. Ataque-o com tudo que tem se quiser derrotá-lo.

♣ Após um tempo de luta, você perceberá que seus ataques parecem não surtir efeito no garoto. Sukuna rirá, e então mostrará seu palmtop com o símbolo da J.U.N.G.L.E. nele, com os dizeres “Zero Zone”. Ele lhes explicará que, enquanto aquele “poder” estiver ativo, nenhum ataque surtirá efeito nele. Irritado, Yata o ataca mais ainda.

♣ Fushimi irá estalar a língua, e dirá a você que tem um plano para derrotá-lo, pois para isso precisarão de inteligência e não de força. O garoto, mesmo ferido, irá retirar uma faca do cós da calça e, antes de avançar no Sukuna, dirá que seu papel é destruir o palmtop enquanto ele mantém a criança ocupada. Dê um jeito de quebrar o eletrônico do garoto.

♣ Assim que o fizer, Yata irá socar o rosto do garoto e você poderá avançar nele se desejar. Caso não, Fushimi o fará, jogando-o ao chão e nocauteando Sukuna. Depois de o derrotar, o azul irá sentar-se ao chão e Yata começará a falar a respeito de falsa traição, mas antes que o moreno consiga responder o prédio começará a tremer. O plano deu-se início. Dê um jeito de sair, e finalize seu post quando estiver do lado de fora, a salvo, com Yata e Fushimi.

Damocles:

Munakata Reishi

Kushina Ana

Hisui Nagare

Iwafune Tenkei – Sua Damocles é desconhecida, pois o Rei Cinza não chegou a mostra-la antes de morrer;

Adolf K. Weismann

Kokujouji Daikaku

Rei sem Cor – O Rei sem Cor não chegou a revelar sua Damocles antes de morrer;

Adendos:
♥ Missão One-Post Contínua Mediana Externa para Ayla Lennox e Jhonn Stark;
♥ Local: Inicialmente NY, mas depois a história se passará no Japão;
♥ Horário: 11h25min;
♥ Temperatura: cerca de 20ºC;
♥ Clima: Agradável, mas com previsão de chuva durante a tarde;
♥ Armas no final do post em spoiler — não haverá um limite de armas, desde que seja possível carregá-las —, e o mesmo vale para poderes — separá-los em ativos e passivos, e evitar falar “considerar poderes até o nível ‘tal’”. Usou, especifique, ou o mesmo será ignorado;
♥ Dúvidas devem ser sanadas via MP (ou Whatsapp, Facebook, Telegram... Vocês tem meu número q)
♥ Prazo para postagem: 20 dias — caso seja necessário mais tempo, por gentileza entrem em contato;
♥ Boa sorte ♥


thanks juuub's @ cp!


♥ Lady Nyx♥
A Noite // O Tudo e o Nada, bitches
Nyx
Deuses
Mensagens :
82

Localização :
Onde eu quiser q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Ayla Lennox em Qui Dez 08, 2016 3:42 pm

Return of Kings.
Os punhos da garota latejavam, doíam.

Em contraste, durante toda a caminhada até pisar no último degrau da escadaria, sua consciência estava leve como se nada tivesse acontecido. Aquilo deveria incomodá-la, não deveria?

Apoiou-se na parede mais próxima e concentrou-se na tarefa de abrir e fechar as mãos algumas vezes, fitando os nós dos dedos e se esforçando para não xingar, como se aquilo fosse melhorar sua situação. Vendo o esforço inútil, cruzou os braços à frente do corpo e limitou-se a observar a conversa que se desenrolava entre Adolf e o outro homem que parecia um tanto quanto distante das suas plenas faculdades mentais.

Por mais que desejasse manter uma postura desinteressada para evitar envolver-se demais na história, não conseguiu conter o impulso de erguer os olhos para a dupla ao ouvir a palavra imortalidade.

— Você não entende mesmo, não é Weismann? — Indagou aquele que descobriu ser Hissui.

Olhou para Kuroh e Neko, como se indagasse mentalmente aos dois "O que estamos esperando? Não viemos aqui parar esse cara?"

Adolf, aparentemente alheio à presença dos demais, suspirou antes de voltar a falar.

— Eu entendo bem até demais, Nagare. Como ainda é incapaz de perceber que esse tipo de poder não é para os humanos?! — Indagou o rei prata. — As runas são poderosas demais, é algo que está além da compreensão mortal.

— Você não sabe o que está falando, seu covarde. — Hissui praticamente rosnou. — Acha que sabe algo a respeito da humanidade? Me diga como aprendeu tanto em seu isolamento naquele dirigível patético, vá em frente! — Desafiou.

Nagare podia ser louco, mas era corajoso, fato que era observado com cautela da parte da lupina que tinha uma sobrancelha arqueada diante da cena.

— BASTA! — Gritou Weismann. — Eu estou farto de suas conversas sem sentido. Não me interessa o que você pensa, eu irei salvar a humanidade.

Sendo dito isto, o chão tremeu em uma intensidade suficiente para fazer com que a filha de Selene precisasse firmar os pés no chão para não cair. Merda. Praguejou ela ao ver que a amostra grátis de um terremoto não era o fim de suas preocupações.

Um buraco surgiu acima da runa no centro da sala, seguido por mais alguns que pareciam se localizar no mesmo ponto do andar superior. Mesmo que não pudesse ver, a semideusa estava disposta a apostar que aquilo chegava até a rua.

— Está tudo acabado, Nagare. Eu destruirei a runa. — Falou o rei prata em tom sério.

— E como espera fazer isso, Weismann? — A pergunta carregava consigo certo tom de desafio, como se duvidasse que o homem fosse, de fato, fazê-lo.

— Será obra da Damocles. — Respondeu ele de forma serena.

— Você realmente está louco. — Bufou o rei verde. — Se essa espada tocar o chão, Tóquio estará acabada pelo impacto e pelo poder se sua Damocles!

O silêncio pairou no ar por alguns instantes e um sorriso desprovido de qualquer humor ou alegria genuína estampou os lábios de Adolf.

— Eu irei conter a explosão.

Ah não. — Finalmente a lupina se fez notar, erguendo a voz.

Antes que pudesse oferecer outras alternativas ou simplesmente expor de forma não muito construtiva a estupidez estampada claramente no plano, Anna chegou à sala pelo buraco no teto.

— Seus planos estão perto de serem frustrados. — Falou, fitando Nagare com algo entre desdém e desprezo em um grau elevado demais para a idade da garota. — Adolf, eu... Eu sinto muito. — Seu tom era baixo, quase um sussurro. — Estarei esperando por uma visita sua quando quiser.

Dito isso, recebeu um simples aceno com a cabeça em resposta e partiu.

— Kuro, proteja Neko. — Pediu. — Eu não posso fazer isso sozinho, Ayla. — Disse ele estendendo a mão na direção da mentalista.

Ela sabia exatamente o que ele queria dizer com aquilo. Precisaria da ajuda dela na tarefa de conter a explosão que estava por vir.

— Weismann, sabe qual o problema com santos e heróis? — Perguntou ela com um sorriso cínico. — Eles sempre acabam mortos.

Então segurou a mão do Rei prata com um pouco mais de força do que esperava. Em uma questão de segundos, um grande clarão tomou conta do recinto e teve apenas um pensamento compartilhado com o homem que talvez fosse o bastante para crer que tudo não acabaria ali.

Nenhum dos dois era santo ou herói. Ao menos não mais.
Adendos:

Perdoa o tamanho do post e não desiste de mim. <3
Poderes:
Passivos

Nadinha

Ativos

Neste turno, nenhum.
Arsenal:
✣ Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] Bracelete, pulso direito

❖ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Comprado de Lavínia Cavendish] Também no pulso direito

• {Despair} / Besta de repetição [Tendo sido adaptada para possuir a aparência de uma beretta M9 prateada, a besta é leve graças ao seu tamanho, além de ser discreta - podendo ser escondida com facilidade no cós de uma calça ou até mesmo de um coldre.  No cabo é possível ver entalhes cuidadosos no formato de lobos e luas. O pente possui espaço para até 15 setas. Os cartuchos se recarregam de acordo com a vontade da dona, mas caso não hajam mas projéteis, são gastos 20 MP para isso. Seu alcance inicial é de 300 metros, sendo aumentado durante a noite - característica do metal usado na forja -, assim como o dano. O acréscimo é maior caso a lua se faça presente (10% e 20% para cada situação). A arma permite disparos rápidos e precisos, além de possuir modificações que diminuem o seu recuo e mantém sua precisão. O ferreiro adicionou detalhes quase imperceptíveis à arma, de modo a melhorar o seu desempenho. A pistola foi desenhada visando aumentar o dano, de modo que as setas atiradas por ela causam 15% a mais de dano, tanto em inimigos quanto em armaduras(o bônus se soma com outros que a munição possa ter). A arma é semi-indestrutível, de modo que apenas ataques mitológicos e métodos específicos podem danificá-la. A essência do Fogo foi utilizada nessa forja, dando ao item a capacidade de, até três vezes por ocasião, disparar uma esfera feita do elemento - sem o uso de qualquer munição. O disparo atinge no máximo trinta metros e então se expande em um raio de três metros, causando dano por queimaduras nos atingidos.] {Prata lunar} (Nível mínimo: 70) {Controle Sobre o Fogo} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart] Cós da calça, parte de trás do corpo

• {Beater} / Virotes [Virotes feitos com haste fina de alumínio e pontas especialmente adaptadas, formadas por quatro lâminas serrilhadas juntas - feitas de alumínio, parte sagrado e parte comum, para ferir tanto a seres mágicos quanto a mortais. são poderosas o bastante para causar dano até em ossos humanos, além de possuir adaptações especiais feitas pelo ferreiro. Os virotes causam 15% a mais de dano em inimigos e armaduras, além de ganharem bonificação de 10% de dano durante a noite, e 20% se a luz da lua se faz presente. São feitas especialmente para Desolation e Despair, de modo que não terão seu desempenho máximo em outras armas. São praticamente indestrutíveis, de modo que a nunca serão quebrados devido ao impacto, podendo ser recuperados sempre que a dona quiser. Quantidade Restante: 93] {Alumínio e Prata Lunar} (Nível Mínimo: 33) {Não controla nenhum elemento} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♠ {Toxic}/ Moeda [É uma antiga moeda americana feita de ouro, que quando a semideusa desejar soltará um aroma doce e enjoativo, que fará todos que estiverem a até 3 metros ao redor se sentirem cansados e doentes. Pode ser usada uma vez por missão, dura dois turnos.] {Ouro} (Nível mínimo: 30) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Ringue de Luta", avaliada por Selene e att por Asclépio.] Bolso da jaqueta

♦ {Resistance} / Jaqueta [Feita externamente de couro negro batido(o que já dá à vestimenta a resistência de uma armadura de couro), aparentando ser uma jaqueta comum, Resistance oculta suas verdadeiras propriedades de proteção em batalha. Internamente revestida por mitral, fornece grande resistência à semideusa, além da leveza característica do material, de modo que o peso não a prejudica quase nada. Além disso, o item recebeu o encantamento defensivo contra fogo, tornando-se completamente imune ao elemento – não dá imunidade à usuária, apenas à jaqueta.] {Couro e mitral} (nível mínimo: 27) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♦ {Lullaby} / Flauta encantada [Recebida por Ayla como um espólio de guerra, logo após o fardo de morte carregado pelo item ser limpo. Feita com uma base de alabastro recoberta inteiramente de prata, o instrumento abençoado por Orfeu agora apresenta apenas a base de um encantamento. Uma vez por missão (com o gasto de 50MP por alvo), ao entoar uma melodia suave com o item, a filha de Selene poderá transmitir suas ordens para um alvo selecionado, desde que estejam dentro do alcance sonoro do poder (30m de raio a partir da semideusa como centro). Quando usado em alguém com 5 níveis ou mais que a semideusa, esse poder não funciona. Em outros casos, a chance é de funcionamento normal. Se o alvo for ferido, o efeito se quebra, e o encanto possui duração de 2 rodadas ou enquanto a semideusa toque a flauta. A palavra final é do narrador, e dependerá também da ordem dada, que não pode ser algo que vá diretamente contra o instinto de sobrevivência do oponente (como se matar, ou coisas do gênero), nem contra as ações da semideusa (não adianta atacar e depois pedir pra um alvo não revidar). Resistências mentais e sonoras são aplicadas, assim como resistências geradas por habilidades passivas ou ativas.] {Alabastro e prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sonoro sobre mentes} [Recebimento: Recebido pela missão "Bad party", avaliada por Jhonn Stark e atualizada por Orfeu.] Bolso interno da jaqueta

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene] Bottom, blusa

— {Silver Moon} - [Um escudo redondo de prata lunar que proporciona uma defesa eficiente para sua dona. Possui em seu centro o desenho em relevo de  um lobo (o desenho do rank dos filhos de Selene), pintado em dourado. Quando não estiver sendo utilizado, transforma-se em um relógio de prata] {Prata Lunar} (nível mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Forjado na The Dragon's Flame, presente de Jhonn Stark.] Relógio, pulso esquerdo

- {Red Hood} / Capa vermelha [Uma capa vermelha encantada, que desce até os pés da semideusa, e inclui um capuz; é adornada com diversos desenhos prateados bordados em seu contorno, sendo a maior parte deles de lobos ou da lua. Enquanto estiver sendo usada, possui o efeito de ampliar a agilidade da semideusa em 20%, além de conceder uma leve resistência a efeitos climáticos (calor, frio, nunca poderes, apenas os efeitos climáticos naturais). Quando não estiver sendo usada, pode se transformar em um colar com um pingente de lua nova. Em sua forma de capuz, tem a capacidade de se regenerar com o tempo, por exemplo, de cortes, partes queimadas... Mas o processo é lento, dependendo da situação e da gravidade do dano ao tecido, sendo que o tecido não é indestrutível, podendo ser destruído se submetido a um dano que consuma todo ou 90% do tecido..] {tecido mágico} (Nível mínimo: 08) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa pela missão "Night of the Hunter", avaliada por Jhonn Stark e Att por Ares.] Colar.

♦ {Igni} / Pedra [À princípio, parece uma pedra comum, de tamanho suficiente para poder ser feita de pingente. algumas inscrições em runas muito antigas, misturadas com a língua celta, fazem meio que uma decoração. Seria só isso, se ela não tivesse uma habilidade especial: a de armazenar energia (MP) do seu usuário para ser usada depois. Há restrições: A pedra só pode guardar até 50% do MP total do portador, e o usuário só pode retirar, por turno, até 10% do MP armazenado. Somente o MP do usuário recarrega a pedra e, ao fazer isso, ela será recarregada por inteiro - ou seja há o desconto de 50% do MP total na hora do recarregamento (embora seja possível escolher quando recarregar) - e quando descarregada, obviamente, não oferecerá MP, este sendo retirado do usuário. Para uso deve ser portada ativamente, estando em contato com o personagem, e apenas o dono pode fazer uso da MP armazenada.] {Carga: 610 MP} (Nível Mínimo: 60) {Não controla elementos} [Recebimento: The Ballad of Mona Lisa by Poseidon] Bolso da calça


With: Jão Stark

Wearing: Jeans, blusa preta, jaqueta.

Where: ?

Listening: Bravado - Lorde
We've been fighting the same old war.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
996

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Jhonn Stark em Ter Dez 13, 2016 5:11 pm

Return of Kings


Giant swords, freaked out birds, crazy kings and lots of words


Ergueu o escudo quando a lâmina da foice parou à frente de sua cabeça. Pôde ouvir claramente o barulho da superfície metálica sendo arranhada, um som agudo e intenso. O impacto foi mais forte do que esperava, fazendo com que vacilasse por um único segundo. Para sua sorte, a brecha que tinha encontrado fora mais duradoura que isso.

Girou a espada em um corte lateral rápido, sentindo a resistência quando a lâmina acertou o abdome de seu adversário e traçou uma linha por sua pele. O inimigo recuou a tempo de se poupar de danos severos, erguendo a lâmina outra vez. Nesse meio tempo, chamas intensas vieram de algum lugar atrás de Stark, atingindo o oponente diretamente.

O filho de Héstia sabia instintivamente que aquilo era obra de Yata, e que ele tinha que agir enquanto a surpresa ainda era um fator ao seu favor. Suas armas retornaram às formas de repouso, o anel e o relógio. Com as mãos livres, o garoto foi às bainhas de seu cinto, agarrando as facas de ouro solar e atirando-as.

As armas seguiram como dois borrões dourados, parando apenas quando ficaram cravadas de forma precisa no tórax de Sukuna. Ao lado do curandeiro, Fushimi e Yata firmavam suas posições de combate. Ao ver as ações seguintes do jovem da JUNGLE, porém, a reação seguinte do trio foi de assombro.

Com a mão livre, segurou as armas pelo cabo, retirando-as de onde estavam presas uma de cada vez. Uma expressão de deboche no rosto enquanto as atirava para longe. Não saía sangue de seus ferimentos, cortes e perfurações. Seu rosto não estava destroçado pelas queimaduras. Parando para reparar, Stark notou que os ferimentos na verdade não estavam mais lá.

— Três contra um? Isso é covardia, não acham? — Disse o garoto, fazendo um biquinho. Tentava atiçá-los, tendo em vista que claramente não estava em desvantagem ali. — Ainda mais contra uma criança.

Não deu tempo para que respondessem, partindo novamente para uma ofensiva feroz. O membro do HOMRA tentava pará-lo com seus poderes, mas ele atravessava a cortina de chamas que ele ergueu sem preocupação alguma. Do outro lado, girou sua foice em um arco letal na direção do filho de Héstia.

Este teve apenas tempo suficiente para ativar sua braçadeira, fazendo o corpo ser coberto pelo mais próximo de uma armadura que poderia conseguir: a mesma matéria quitinosa que protegia um velho inimigo. O impacto no abdome fez com que fosse atirado, caindo de costas. O ataque não o partiu no meio, mas fez com que perdesse o ar que antes estava em seus pulmões. Alguns hematomas em breve iriam se formar no ponto de impacto no abdome, o curandeiro sabia disso.

Mas estava vivo. E não podia deixar aquela situação abalar sua condição. Deixou-se observar o oponente enquanto ele partia para cima de seus aliados, usando os dons dados por seu patrono para tentar desvendar a regeneração do adversário. Todas as vezes que era atingido por um golpe direto de Fushimi, ou algum ataque com as chamas de Yata. Mas o que notou acabou por ser mais desconcertante do que ele imaginava.

Ele não estava se curando. Não tinha nada para ser curado ali.

Por um momento, o adversário observou sua expressão de surpresa, aproveitando o sabor do momento. — Então você percebeu, não é mesmo? — Ele deu uma breve risada, apontando para um dispositivo preso ao seu pulso esquerdo. No objeto, além do símbolo da JUNGLE, duas palavras podiam ser lidas: Zero zone. — Gostou? Um dos meus brinquedos favoritos, confesso. O poder de anular todos os esforços de um inimigo no campo de batalha... Muito agradável para um guerreiro.

Yata, revoltado, partiu na direção do oponente. Indiferente à nova intensidade das chamas conjuradas, o inimigo apenas preparava sua foice para o próximo golpe. Fushimi assumiu uma expressão de desprezo, encarando Stark enquanto ainda tinham um inimigo parcialmente ocupado.

— Ei, garoto. — Falou. — Não iremos conseguir nada além de assegurar nossa própria derrota atacando assim. — Então puxou uma faca do cós da calça. — Eu e Yata podemos dar uma brecha para você. Distrairemos ele, e nesse meio tempo, dê um jeito de acabar com o equipamento. Não estou disposto a passar o resto do dia nessa briga, então... Faça seu serviço certo.

O filho de Héstia assentiu. Enquanto os companheiros mantinham o adversário focado, ele se preparava para avançar. A espada surgia outra vez em sua mão direita, ávida para ser utilizada novamente.

Sukuna girava a foice na direção de Yata, que desviava de forma habilidosa. Fushimi o apunhalou pelas costas, prendendo a lâmina com força enquanto o adversário tentava se libertar. E nesse meio tempo, enganado por seus próprios instintos, o membro da JUNGLE esqueceu de um último detalhe presente naquela equação: o semideus que desferia um golpe direto na direção do pulso em que seu equipamento estava preso.

O som do material se despedaçando foi alto e claro, gerando por alguns instantes um intenso brilho esverdeado. Sukuna teve a sorte de não ter o braço decepado, talvez pelos últimos resquícios de magia do objeto. O curandeiro agora movia sua lâmina na direção do peito do adversário, apontando-a em um tom de ameaça.

— Eu não me moveria se fosse você, garotão. — Falou, com um olhar pretensioso. — Você não vai querer se machucar.

Independente de sua posição parcialmente pacífica, seus colaboradores não pareciam seguir a mesma linha. Yata desferiu um soco forte no rosto do membro da JUNGLE, e Fushimi jogou-o no chão. Depois de mais alguns golpes bem dados, Sukuna não ia levantar nem tão cedo.

— Ok, acho que isso resolve nossos problemas por hoje. — Disse o semideus, suspirando profundamente.

Fushimi então sentou-se no chão, um silêncio pacífico e estranho se instalando naquele breve instante. Yata começou a sussurrar algo a respeito de falsa traição, que não pôde ser respondido ou sequer finalizado. O prédio começou a tremer. O tempo havia acabado.

E o plano teve início.

O filho de Héstia viu-se preso em um momento de confusão e caos, tanto ao seu redor quanto em sua mente. Poderia pular por uma das janelas e voar. Podia se safar sem precisar passar por um intenso caos de chamas e escombros. Mas não podia garantir o mesmo para Yata e Fushimi. Por isso, bufou e revirou os olhos enquanto chamava-os para acompanhá-lo.

— Isso não vai ser bonito. — Falou. — Mas é o que temos para hoje. Afaste as chamas, Yata. Eu cuido do resto.

Começaram a correr, descendo por escadarias sem fim e desviando de barras de metal e pedaços de concreto que caíam de maneira aleatória pelos andares. A cada passo que dava, o curandeiro repetia de forma intensa uma prece já decorada.

"Tique, senhora da sorte, deusa da abundância e das riquezas. Rogo por seu auxílio, pela inclinação de seus domínios ao meu favor." As palavras ecoavam em seus ouvidos, junto ao crepitar das chamas que Yata mantinha controladas. Ele sentia dentro de si o poder se expandindo. Não se importava de gastar a sorte daquele século futuro logo naquele instante, precisaria dela se quisesse tentar chegar vivo até ali. "Tudo em nome da promessa que tens comigo, e eu tenho com você. Me ajude mais uma vez, minha patrona."

E foi assim que de alguma forma, até chegarem ao térreo, não tinham nenhum ferimento extra ou morte para se preocupar. Quando pisaram no chão do lado externo, o barulho de destruição finalmente alcançou seus ouvidos.

E enquanto seguiam para longe daquele caos, não se atreveram a olhar para trás.

Adendos:
Armas:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] No cinto.

— {Phoenix} / Espada [Espada de 90 cm, com sua lâmina medindo cerca de 75 cm. É feita de um cristal único e especial, a espada é longa e fina, com um corte afiadíssimo e infalível. Sua guarda-mão tem um formato de taça, porém, com delicados formatos de chamas queimando na direção da lâmina, como se a consumissem; seu punho é feito de aço. Vem junto de uma bainha coberta por malha de aço e couro branco. Quando não está em uso, se transforma em um anel de prata com o desenho de uma chama.] {Cristal, Prata e Aço} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Espada na mão direita.

— {Scorched} / Escudo (Escudo circular feito de ouro e prata com várias camadas destes materiais. No centro do escudo está desenhado uma lareira, o símbolo de Héstia. Na parte interior do escudo, ou seja, onde há um encaixe para o usuário por o seu braço há uma espécie de almofada, simbolizando o "conforto". Útil para aguentar ataques fortes. Quando não está em uso, se transforma em um relógio de ponteiros feito de ouro com a parte interior de ouro branco.] {Prata e Ouro} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Héstia adaptado por Harry S. Sieghart] Escudo no braço esquerdo.

- {Flame} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Flare} / Faca de Arremesso [Faca de arremesso de ouro solar, com o cabo de couro. Também pode ser usada para combates diretos. Apresenta o entalhe de uma fogueira em sua lâmina.] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 2) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Dentro do cinto.

- {Burn} / Bainha [Cinto de couro com uma fivela de prata comum, que quando pressionada, transforma o cinto em um parecido, com 3 bainhas de facas, sendo duas delas laterais (para as facas de ouro solar) e uma na parte de trás do cinto (para a faca de bronze).] {Ouro Solar} (Nível Mínimo: 1) {Não controla elementos} [Recebimento: forjado por Harry S. Sieghart] Att por Hécate. Forma de cinto.

- {Black Fire} / Marca [Uma marca queimada na pele do semideus com o fogo negro que os poderes curativos de Daryl não conseguiram tirar. Ela pode até ser esteticamente feia, mas oferece uma resistência de 10% a poderes relacionados a Fogo Negro.] {Queimadura} (Nível Mínimo: 15) {Não controla elementos} [Recebimento: Missão Heat, passada e avaliada por Hefesto.] Meio que precisa ir de todo jeito (?) Queimadura nas costas.

- {Burning} / Bola de barro [Um punhado do barro magico do treinamento com Ícaro. Este ainda tem algumas propriedades magicas do barro original, ou seja, quando jogado no chão em frente a alguma criatura de porte médio (1 metro ou menos) ele se tornara um elemental de lava com características físicas idênticas à criatura copiada. O elemental seguirá todas as ordens dadas por Jhonn por 3 rodadas ou até perder a HP/MP toda (100/100), e então se desfará e virará a bolinha de novo. Pode ser usado apenas uma vez por missão/evento.] {Material: Barro} (Nível Mínimo: 25) {Controle sobre lava} [Recebimento: Treino trimestral dos filhos de Eos, Héstia e Íris - 2014.2.] Att por: ♦ Lady Íris. Bolso de trás da calça. Sempre junto

{Winged Sneakers} / Tênis [Um par de tênis azulados, que tem como detalhes alguns desenhos de ventos. Ao bater seus pés um no outro por três vezes, o usuário começa a voar. Consegue chegar em alturas e alcançar velocidades consideráveis. Para descer, basta fazer as mesmas ações que fez para subir que ele diminuirá a altitude aos poucos. Quando está sendo usado em solo confere ao semideus que o calça um aumento de cerca de 10% em sua agilidade. {Couro} (Nível Mínimo: 20) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Chama da Esperança" narrado e avaliado por Dom Demon/William Véroz; atualizado por ~Lady Íris~] Calçados.

Braçadeira quitinosa [Braçadeira lisa e cilíndrica, de tons avermelhados. Ao ser ativado, faz com que a pele do semideus tenha suas características alteradas, se enrijecendo, aumentando sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 vez por evento. (nível mínimo: 07) {Material: pele de carangueijo gigante} [Ganho como recompensa pelo evento "O levante"] Pulso direito.

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro] Atualmente, esperando convocação.

— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro] pescoço.

{Help} / Anel [Um anel de prata, com um pequeno pedaço de rubi preso nele. Abençoado por Asclépio, este anel permite ao curandeiro, aumentar seu limite de cura nas técnicas curativas em 20%, ou seja, se uma técnica permite o curandeiro recuperar 100 HP ou MP, usando este anel ele conseguirá curar 120 de HP ou MP, sem qualquer gasto extra. No caso de um número não exato, o valor é arredondado para baixo. Não tem influência sobre técnicas de ressuscitação. Dura dois turnos, uma vez por ocasião.] {Titânio e Rubi} (Nível Minímo: 45) {Controle sobre Cura} [Recebimento: Missão "O guerreiro da cura", avaliada por Macária e atualizada por Asclépio.] Mão esquerda.
Poderes:
Passivos:
[Héstia]
Sensitivo [6] - Ao encontrar uma pessoa, você reconhece o que ela está sentindo. Aqueles que possuírem qualquer tipo de resistência ou aura relacionadas a esse poder e que tiverem no mínimo 10 níveis a mais que o Filho de Héstia, a anulação dessa habilidade é imediata. Mesmos níveis ou 5 abaixo do filho de Héstia, reduz-se para 50% a eficiência do poder.

[Curandeiro]
Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.
Ativos:
-
Especial (Bênção:
— {Luck} / Bênção [Bênção concedida por Tique a Jhonn Stark em seu primeiro encontro, na cidade de Vegas, para provar que a deusa estaria ao seu lado nas adversidades vindouras. Uma vez por missão/evento, por meio de uma prece à deusa, pode adquirir por até 3 rodadas uma aura de sorte, que pode atuar dentro e fora do campo de batalha (servindo, no campo de batalha, para aumentar a probabilidade de acerto de ataques e/ou na probabilidade de acerto de defesas; fora do campo de batalha serviria para uma maior chance de acertar caminhos, receber ajuda em momentos convenientes etc., mas a palavra final é sempre do narrador).] (Nível Mínimo: 25) {Controle sobre a probabilidade} [Recebimento: Recompensa pela DIY "Vegas", avaliada por Orfeu e atualizada por Ares.]
Obs:
- Vamos torcer pra 100 anos não terem mudado o bom humor de Tique, né.
- Não arranquei a mão do inimigo no golpe por ser muito bonzinho considerar que o efeito do Zero Zone ainda tava valendo no mínimo pra isso na hora da destruição.
- Vamos torcer pro Yata poder controlar o fogo do jeito que eu penso, né.
- <3 q
Yay, mission!:

 
bichaelson

Jhonn Stark
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
690

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Nyx em Qui Dez 29, 2016 10:55 am



Return of Kings

A Damocles do Rei Prata havia caído e, com os poderes de Weissman e Ayla, a explosão foi contida. Graças aos poderes do Rei, ele conseguiu protegê-los de qualquer dano que poderiam ter sofrido e, usando o teleporte de Neko, foram tirados dali.

Nem todos tiveram a mesma sorte, claro. Afinal, Hissui Nagare foi soterrado quando o prédio veio abaixo. Já do lado de fora da construção, Jhonn e Ayla se reencontraram assim que todos se reuniram: era chegada a hora de voltar para casa, finalmente.

Pontos Obrigatórios:

♥ Vocês dois se encontrarão já do lado de fora da construção. Tanto Anna e o Homura quanto Munakata e o Scepter Four estarão ali, alguns machucados outros intactos, mas todos com a mesma expressão: a de alívio pela vitória.

♥ Weissman, então, falará sobre a perda dos poderes de Reis, graças à destruição da runa. Então ele irá se voltar para vocês, agradecendo a ajuda e dizendo que sempre serão bem vindos entre os Reis. Então ele estenderá a mão para Kuro, que lhe entregará dois pedaços pequenos de fragmentos da runa. Adolf os entregará a vocês, dizendo que é um agradecimento por terem ajudado a deter Nagare.

♥ Finalizem o post de vocês com Neko abrindo o portal de volta para a enfermaria do Jhonn, dizendo o que sentiram referente a experiência nova.

Damocles:

Munakata Reishi

Kushina Ana

Hisui Nagare

Iwafune Tenkei – Sua Damocles é desconhecida, pois o Rei Cinza não chegou a mostra-la antes de morrer;

Adolf K. Weismann

Kokujouji Daikaku

Rei sem Cor – O Rei sem Cor não chegou a revelar sua Damocles antes de morrer;

Adendos:
♥ Missão One-Post Contínua Mediana Externa para Ayla Lennox e Jhonn Stark;
♥ Local: Inicialmente NY, mas depois a história se passará no Japão;
♥ Horário: 11h25min;
♥ Temperatura: cerca de 20ºC;
♥ Clima: Agradável, mas com previsão de chuva durante a tarde;
♥ Armas no final do post em spoiler — não haverá um limite de armas, desde que seja possível carregá-las —, e o mesmo vale para poderes — separá-los em ativos e passivos, e evitar falar “considerar poderes até o nível ‘tal’”. Usou, especifique, ou o mesmo será ignorado;
♥ Dúvidas devem ser sanadas via MP (ou Whatsapp, Facebook, Telegram... Vocês tem meu número q)
♥ Prazo para postagem: 20 dias — caso seja necessário mais tempo, por gentileza entrem em contato;
♥ Boa sorte ♥


thanks juuub's @ cp!


♥ Lady Nyx♥
A Noite // O Tudo e o Nada, bitches
Nyx
Deuses
Mensagens :
82

Localização :
Onde eu quiser q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Ayla Lennox em Qui Fev 16, 2017 11:50 am

Return of Kings.
— Puta merda.

Foi a primeira coisa que escapou dos lábios da lupina assim que a luz solar a atingiu no rosto como um tapa. Piscou algumas vezes e semicerrou os olhos até se adaptar à claridade. Claridade. Significava que não mais estavam no subterrâneo.

Olhou ao redor e encontrou Anna e alguns outros indivíduos familiares nas proximidades. Alguns em condições físicas levemente piores do que outros, mas todos vivos - que, no fim das contas, era tudo que importava.

Todos pareciam constatar o mesmo que Ayla, e uma onda de alívio lavava os rostos dos que ali estavam presentes.

Finalmente encontrou o garoto da lareira em meio à confusão. Sorriu de canto e caminhou até ele, que encontrava-se levemente machucado e cansado - nem mesmo o seguidor de Asclépio havia sido poupado de uma boa briga.

— Parece que você realmente nasceu para ser suporte, Stark. — Disse, rindo. — Apanhou o bastante para decidir não sair da enfermaria pelos próximos meses ou já está pronto pra outra?

Após a resposta sarcástica como de costume, os dois foram interrompidos da troca de gentilezas pela voz de Weismann.

— A runa finalmente foi destruída e, graças a isso, os poderes dos Reis desapareceram.

Dito isso, alguns suspiros de alívio e palavras comemorativas preencheram o ar. Adolf suspirou e caminhou até a dupla de semideuses com uma expressão serena em sua face, estava acompanhado de Kuro e Neko.

— Graças a você, conseguimos conter a explosão que ocorreu após a queda da damocles prata. — Falou, dirigindo-se a Ayla. — Isso protegeu a todos nós de qualquer dano.

— Sem problemas, acho. — Soltou, um pouco desconcertada. — Como chegamos aqui? — Indagou a mentalista.

— Neko nos teletransportou. — Recebendo um aceno de cabeça, prosseguiu. — Vocês dois serão sempre bem-vindos entre os Reis. Seremos sempre gratos pela ajuda que recebemos. Kuro. — Chamou ele.

Com a mão estendida, Weismann recebeu do rapaz dois pequenos fragmentos e os estendeu para as crias semidivinas. Jhonn arqueou uma das sobrancelhas e perguntou do que aquilo se tratava, um tanto cético.

— Uma forma de agradecimento por terem nos auxiliado a deter Nagare. — Explicou, encorajando-os a pegar os pequenos pedaços de runa.

Um pouco hesitante, Lennox finalmente tomou o seu presente na palma da mão e o fitou por alguns instantes antes de colocá-lo no bolso da jaqueta. Assim que o fez, percebeu que Neko estava abrindo um portal. Através dele era possível ver a Healing Hills.

— Está pronto. Vamos? — Chamou.

A filha de Selene e o curandeiro se entreolharam e fizeram que sim. Após uma breve despedida para os envolvidos nos acontecimentos recentes, finalmente caminharam até atravessarem o portal.

Permitiu-se olhar para trás apenas uma vez. Em silêncio, ela e o rei prata trocaram um sutil aceno e a garota pôde jurar que havia visto ele sorrindo.

* * *

Com o cenho franzido, a garota observava Stark se mover de forma inquieta dentro da própria sala enquanto ele vasculhava armários, gavetas e prateleiras em busca de conteúdos que misturava em uma bancada para fazer poções.

Vez ou outra Jhonn resmungava a respeito dos estagiários ou sobre a organização da enfermaria, mesmo tendo saído por pouco tempo.

Encostada na parede mais próxima, fitava vez ou outra as imediações do acampamento através da janela com os braços cruzados.

— Isso não é pra mim, Stark. Não mais. — Suspirou.

Finalmente o garoto parou e a observou, confuso.

— Essa vida, eu não sei se consigo mais levar os dias desse jeito. — Disse. — O acampamento não é uma opção. — Cortou, ao vê-lo com a boca entreaberta, pronto para lhe oferecer uma volta ao lugar. Não precisava ler sua mente para saber daquilo. — Nem mesmo aqui dentro estamos seguros, você sabe disso.

— Nem eu sou tão ingênuo assim. — Aquiesceu ele com um sorriso desprovido de humor genuíno.

— E lá fora... Eu já perdi muita coisa, Jhonn. Perdi amigos, pessoas e coisas com que me importava, perdi até a mim mesma. — Bufou. — Às vezes não me reconheço e isso é uma das piores coisas. — Falou enquanto as íris sem querer focavam nos nós dos dedos feridos.

— Então qual o plano?

— Ir pra longe. Muito longe. — Deu de ombros. — Longe da influência dos deuses, algum lugar onde eu possa ser alguém diferente.

— Oriente?

— É provável. — Fez uma pausa. — Talvez não tenha notícias de mim por algum tempo, mas não precisa se preocupar. Vou mandar cartões postais ou uma mensagem de íris de vez em quando. — Deixou um breve riso escapar. — E, bom, se algum dia cansar disso tudo também, espero que saiba que não existe problema algum em fazer o que estou fazendo agora.

Os dois ficaram em silêncio por alguns instantes até que finalmente trocaram um breve abraço e ela se colocou a caminhar até a saída da enfermaria, incerta se aquela seria ou não a última vez que se veriam - e desejando que não fosse.
Adendos:

Perdoa o tamanho do post e não desiste de mim. <3
Sim, esse post uma pseudo-despedida da Ayla.
Poderes:
Passivos

Nadinha

Ativos

Neste turno, nenhum.
Arsenal:
✣ Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] Bracelete, pulso direito

❖ Braçadeira argilosa [Bracelete de terracota de textura rústica e irregular, de tonalidade avermelhada. Ao ser ativado o item recobre o corpo do semideus com uma camada de argila e amplia sua resistência a golpes físicos em 50% por 3 turnos. 1 uso por evento. (Nível mínimo: 07) {Material: couro} [Comprado de Lavínia Cavendish] Também no pulso direito

• {Despair} / Besta de repetição [Tendo sido adaptada para possuir a aparência de uma beretta M9 prateada, a besta é leve graças ao seu tamanho, além de ser discreta - podendo ser escondida com facilidade no cós de uma calça ou até mesmo de um coldre.  No cabo é possível ver entalhes cuidadosos no formato de lobos e luas. O pente possui espaço para até 15 setas. Os cartuchos se recarregam de acordo com a vontade da dona, mas caso não hajam mas projéteis, são gastos 20 MP para isso. Seu alcance inicial é de 300 metros, sendo aumentado durante a noite - característica do metal usado na forja -, assim como o dano. O acréscimo é maior caso a lua se faça presente (10% e 20% para cada situação). A arma permite disparos rápidos e precisos, além de possuir modificações que diminuem o seu recuo e mantém sua precisão. O ferreiro adicionou detalhes quase imperceptíveis à arma, de modo a melhorar o seu desempenho. A pistola foi desenhada visando aumentar o dano, de modo que as setas atiradas por ela causam 15% a mais de dano, tanto em inimigos quanto em armaduras(o bônus se soma com outros que a munição possa ter). A arma é semi-indestrutível, de modo que apenas ataques mitológicos e métodos específicos podem danificá-la. A essência do Fogo foi utilizada nessa forja, dando ao item a capacidade de, até três vezes por ocasião, disparar uma esfera feita do elemento - sem o uso de qualquer munição. O disparo atinge no máximo trinta metros e então se expande em um raio de três metros, causando dano por queimaduras nos atingidos.] {Prata lunar} (Nível mínimo: 70) {Controle Sobre o Fogo} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart] Cós da calça, parte de trás do corpo

• {Beater} / Virotes [Virotes feitos com haste fina de alumínio e pontas especialmente adaptadas, formadas por quatro lâminas serrilhadas juntas - feitas de alumínio, parte sagrado e parte comum, para ferir tanto a seres mágicos quanto a mortais. são poderosas o bastante para causar dano até em ossos humanos, além de possuir adaptações especiais feitas pelo ferreiro. Os virotes causam 15% a mais de dano em inimigos e armaduras, além de ganharem bonificação de 10% de dano durante a noite, e 20% se a luz da lua se faz presente. São feitas especialmente para Desolation e Despair, de modo que não terão seu desempenho máximo em outras armas. São praticamente indestrutíveis, de modo que a nunca serão quebrados devido ao impacto, podendo ser recuperados sempre que a dona quiser. Quantidade Restante: 93] {Alumínio e Prata Lunar} (Nível Mínimo: 33) {Não controla nenhum elemento} [Recebimennto: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♠ {Toxic}/ Moeda [É uma antiga moeda americana feita de ouro, que quando a semideusa desejar soltará um aroma doce e enjoativo, que fará todos que estiverem a até 3 metros ao redor se sentirem cansados e doentes. Pode ser usada uma vez por missão, dura dois turnos.] {Ouro} (Nível mínimo: 30) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "Ringue de Luta", avaliada por Selene e att por Asclépio.] Bolso da jaqueta

♦ {Resistance} / Jaqueta [Feita externamente de couro negro batido(o que já dá à vestimenta a resistência de uma armadura de couro), aparentando ser uma jaqueta comum, Resistance oculta suas verdadeiras propriedades de proteção em batalha. Internamente revestida por mitral, fornece grande resistência à semideusa, além da leveza característica do material, de modo que o peso não a prejudica quase nada. Além disso, o item recebeu o encantamento defensivo contra fogo, tornando-se completamente imune ao elemento – não dá imunidade à usuária, apenas à jaqueta.] {Couro e mitral} (nível mínimo: 27) {Controle sobre o Fogo} [Recebimento: The Dragon's Flame - Forja de Harry S. Sieghart]

♦ {Lullaby} / Flauta encantada [Recebida por Ayla como um espólio de guerra, logo após o fardo de morte carregado pelo item ser limpo. Feita com uma base de alabastro recoberta inteiramente de prata, o instrumento abençoado por Orfeu agora apresenta apenas a base de um encantamento. Uma vez por missão (com o gasto de 50MP por alvo), ao entoar uma melodia suave com o item, a filha de Selene poderá transmitir suas ordens para um alvo selecionado, desde que estejam dentro do alcance sonoro do poder (30m de raio a partir da semideusa como centro). Quando usado em alguém com 5 níveis ou mais que a semideusa, esse poder não funciona. Em outros casos, a chance é de funcionamento normal. Se o alvo for ferido, o efeito se quebra, e o encanto possui duração de 2 rodadas ou enquanto a semideusa toque a flauta. A palavra final é do narrador, e dependerá também da ordem dada, que não pode ser algo que vá diretamente contra o instinto de sobrevivência do oponente (como se matar, ou coisas do gênero), nem contra as ações da semideusa (não adianta atacar e depois pedir pra um alvo não revidar). Resistências mentais e sonoras são aplicadas, assim como resistências geradas por habilidades passivas ou ativas.] {Alabastro e prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sonoro sobre mentes} [Recebimento: Recebido pela missão "Bad party", avaliada por Jhonn Stark e atualizada por Orfeu.] Bolso interno da jaqueta

{Moonlight} / Adaga [Trata-se de uma adaga com a lâmina ligeiramente mais larga e curva. O seu formato é levemente arredondado – o que lembra uma lua na sua fase crescente. O cabo tem uma espécie de cobertura (como em sabres) feita de bronze sagrado, o que dá certa defesa as mãos daquele que a está empunhando. Tem uma coloração esbranquiçada e toma um tom azulado quando exposto à luz lunar. No nível 20, se torna um botton escrito "CLUBE DE ASTRONOMIA".] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Selene] Bottom, blusa

— {Silver Moon} - [Um escudo redondo de prata lunar que proporciona uma defesa eficiente para sua dona. Possui em seu centro o desenho em relevo de  um lobo (o desenho do rank dos filhos de Selene), pintado em dourado. Quando não estiver sendo utilizado, transforma-se em um relógio de prata] {Prata Lunar} (nível mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Forjado na The Dragon's Flame, presente de Jhonn Stark.] Relógio, pulso esquerdo

- {Red Hood} / Capa vermelha [Uma capa vermelha encantada, que desce até os pés da semideusa, e inclui um capuz; é adornada com diversos desenhos prateados bordados em seu contorno, sendo a maior parte deles de lobos ou da lua. Enquanto estiver sendo usada, possui o efeito de ampliar a agilidade da semideusa em 20%, além de conceder uma leve resistência a efeitos climáticos (calor, frio, nunca poderes, apenas os efeitos climáticos naturais). Quando não estiver sendo usada, pode se transformar em um colar com um pingente de lua nova. Em sua forma de capuz, tem a capacidade de se regenerar com o tempo, por exemplo, de cortes, partes queimadas... Mas o processo é lento, dependendo da situação e da gravidade do dano ao tecido, sendo que o tecido não é indestrutível, podendo ser destruído se submetido a um dano que consuma todo ou 90% do tecido..] {tecido mágico} (Nível mínimo: 08) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Recompensa pela missão "Night of the Hunter", avaliada por Jhonn Stark e Att por Ares.] Colar.

♦ {Igni} / Pedra [À princípio, parece uma pedra comum, de tamanho suficiente para poder ser feita de pingente. algumas inscrições em runas muito antigas, misturadas com a língua celta, fazem meio que uma decoração. Seria só isso, se ela não tivesse uma habilidade especial: a de armazenar energia (MP) do seu usuário para ser usada depois. Há restrições: A pedra só pode guardar até 50% do MP total do portador, e o usuário só pode retirar, por turno, até 10% do MP armazenado. Somente o MP do usuário recarrega a pedra e, ao fazer isso, ela será recarregada por inteiro - ou seja há o desconto de 50% do MP total na hora do recarregamento (embora seja possível escolher quando recarregar) - e quando descarregada, obviamente, não oferecerá MP, este sendo retirado do usuário. Para uso deve ser portada ativamente, estando em contato com o personagem, e apenas o dono pode fazer uso da MP armazenada.] {Carga: 610 MP} (Nível Mínimo: 60) {Não controla elementos} [Recebimento: The Ballad of Mona Lisa by Poseidon] Bolso da calça


With: Jão Stark

Wearing: Jeans, blusa preta, jaqueta.

Where: ?

Listening: Bravado - Lorde
We've been fighting the same old war.
Tks, Jay
Ayla Lennox
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
996

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Return of Kings - MOPCME para Ayla Lennox e Jhonn Stark

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum