Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

— Festa de Halloween

Página 6 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— Festa de Halloween

Mensagem por Psiquê em Qua 26 Out 2016, 13:20

Relembrando a primeira mensagem :





trick or treat?

O Halloween é um evento tradicional e cultural, que ocorre principalmente em países de língua inglesa, mas com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como origem as celebrações dos antigos povos Celtas. Posto que, entre o pôr do sol do dia 31 de outubro e 1° de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês), acredita-se que assim se deu origem ao nome atual da festa: Hallow Evening / Hallowe'en / Halloween.

E destes que foram citados, nenhum lugar do mundo celebra tão bem o Halloween quanto os Estados Unidos da América. O tradicional desfile de Greenwich Village atrai milhares de pessoas de todos os lugares do país, trajando as fantasias mais malucas, criativas e assustadoras.

Além da famosa parada da sexta avenida, também acontece uma festa privada em um clube próximo, onde todos os campistas já estão com o nome na lista por conta da organização do Acampamento. Boa comida, bebida e música são a preferência de quem pretende frequentar um local mais calmo, com decoração requintada e serviços impecáveis.






ORIENTAÇÕES GERAIS:



  • O tópico estará disponível até o dia 10/11/16, mas em on-game a festa acontece das 18h do dia 31 até a madrugada;

  • Não são permitidas lutas, tumultos, aleijamentos, mortes ou qualquer coisa do gênero;

  • Não são permitidas cenas 18+, conforme as regras encontradas neste tópico;

  • Não são permitidos posts com menos de 3 linhas, conforme dito neste tópico, nem double post;

  • A festa é atemporal, portanto vocês podem postar independente do que estejam envolvidos no resto do fórum;

  • Podem acrescentar mais descrições na festa, desde que não mude muito o cenário geral para todos;

  • É, prioritariamente, um tópico de interações livres, sem chance de ataque ou intervenção, então façam um favor a si mesmos e divirtam-se;

  • Podem postar na festa do clube, no desfile ou em ambos.

  • Lembrem-se de que a festa encontra-se num ambiente frequentado tanto por mortais quando por semideuses, portanto atentem-se ao uso de poderes e não chamem a atenção para o que não for necessário;

  • O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.

  • O concurso de fantasias trará recompensas para os três melhores colocados na categoria individual e para os três melhores colocados na categoria grupo (de duas a três pessoas).

  • Todos que participarem com interações completas (apenas um post não vale, estamos de olho no migué) ganharão badge ao final do evento.



Psiquê
avatar
Administradores
Mensagens :
970

Localização :
Castelo maravilhoso do Eros

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Peter Lost em Dom 30 Out 2016, 16:11



Halloween Party!



Fiquei pensativo com a resposta do garoto, no meu mundo ideal e inocente as pessoas mais velhas deveriam namorar, independente de qualquer outro aspecto de suas vidas. Rhydian estava ali quebrando alguns paradigmas. Tomei mais um longo gole em minha coca-cola e soltei um grande suspiro de satisfação.

O garoto me deu um leve soco no ombro e eu tentei, inutilmente, não demonstrar minha diversão com a conversa. O sorriso parecia se formar em meu rosto contra minha vontade. Arrumei minha pequena tiara de chifrinhos vermelhos enquanto ouvia a pergunta da prole de Atena.

- Ah, eu moro no acampamento. - Comecei. - Tenho medo de ficar muito tempo fora, esses monstros são assustadores, além disso, Quíron toma conta de mim. - Esbocei um leve sorriso e então tombei a cabeça para o lado, pensativo. - Eu não tenho casa fora do acampamento, pra ser sincero, não lembro nada de antes do meu primeiro dia lá.

Franzi a testa, tentando me lembrar de algo. Mãe? Nada. Amigos? Nada. Escola? Nada. Vasculhei cada canto da minha memória, mas em nenhuma parte eu encontrava vestígios sobre meu passado. Eu realmente é um garoto perdido no mundo.

- Mas e você? Nunca te vi no acampamento… - Apontei para meu companheiro - Mora com seu papai?
Adendos:
Não revisei, não irei revisar :D
Postando com o Rhydian (MARKI <3)
Fantasia:
Peter Lost
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
250

Localização :
Lost...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Brandon Cavendish em Dom 30 Out 2016, 16:51



Halloween



Ela me corrigiu, o nome dela é Lavínia. Ela deve ter sorrido, mas a maquiagem dela estava tão bizarra que por um momento eu achei que ela fosse um zumbi meio raivoso...

UOU! Ou eu estou com epilepsia, ou os os planejadores da festa exageraram demais nessas iluminações especiais!

— Mas oquê!? Essas luzes estão demais cara! Sejem menas! — Gritei.

— A gente tem que ensinar tudo para esses caras hoje em dia? — Olhei Lavínia e tentei relaxar. — Mas o que está fazendo aq...

Não podia ser! Como o mesmo uniforme que eu estava, aquele gordinho, acompanhado de mais dois guardas estavam na porta da festa. Então só podiam ser duas coisas: Eles estavam querendo relaxar em uma festa a fantasia, ou eles estavam me procurando. E a julgar pela cara daquele gordinho, acho que é a segunda opção.

— Eita! Ô... Lavínia, me ajuda aqui rapidão?! — Olhei nos olhos da minha prima, meio que desesperado né? Está vendo aqueles caras ali na entrada? Pois é, meio que eles estão atrás de mim, por uma coisa que eu peguei emprestado sem avisar. Se você puder me ajudar a fugir daqui, distrair eles para eu conseguir um tempinho... Sei lá, eu ia gostar muito! Pisquei pra ela em uma tentativa desesperada de consegui sua simpatia e então me afundei um pouco mais no sofá.

Fantasia:
thanks juuub's @ cp!  
Brandon Cavendish
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
72

Localização :
CHB - Chalé 5

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Eunice Jackson em Dom 30 Out 2016, 17:14


i'll show you how to float down here
and all of the ghouls come out to play


Rhydian ficou intrigado com as palavras de Peter. Fitou o jovem semideus à sua frente e, inconscientemente, fez uma promessa para si mesmo de que a partir daquele momento manteria um olho no garoto. Não se portaria como pai dele, claro, mas assumiria o papel de um irmão mais velho.

— Ah, bem, agora eu vou morar no acampamento também... pelo menos por um tempo — Rhydian bebeu o restante do refrigerante enquanto absorvia o que Peter havia falado sobre não ter lembranças do tempo anterior à sua vida no acampamento.

Devia ser horrível perder a memória de parte da vida. Peter era uma criança, mas, ainda assim, já devia ter várias lembranças armazenadas em sua mente.

— Eu ficava mais no acampamento quando era monitor do Chalé de Athena, há mais de um ano — ele deu de ombros e um sorriso nostálgico tomou conta de seus lábios. — Eu morava com meus pais adotivos, na verdade. Tínhamos uma casa em Manhattan até alguns meses atrás, mas mudamos para Seattle. Ah, e ainda antes disso, vivíamos nas Terras Altas, Escócia.

Rhydian pediu ao bartender um copo com água e, enquanto aguardava o pedido, voltou sua atenção para o filho de Zeus.

— Você é tampinha bem legal, Peter — Rhydian soltou uma risada enquanto fitava o garoto. — Agora que ficarei mais tempo no acampamento, talvez possamos fazer algumas atividades ou partir em uma aventura juntos, sim?

Não revisei e nem revisarei. Interagindo com o Lost Boy (Pedrinho <3). q

Adendos:

— Os strikes são inteiramente off, então podem ignorar. Interações são posts mais descontraídos, então vamos que vamos.
— Qualquer coisa, só chamar. Se interagir comigo e tal, dá um toque pra eu ficar ligado.
Poderes:


— Passivos —

— Se pá, considera os poderes dos filhos de Athena e os poderes dos Mênades;


— Ativos —

— Error 404;
Itens:
๑ {Honor} Espada [Espada de bronze sagrado, que mede ao todo 90 cm, sendo 70 de lâmina e 20 de base. A base é de couro, e no final de seu cabo, está entalhada a sigla RF, as iniciais de seu dono, Rhydian. Os golpes da espada são tanto cortantes do que perfurantes, mas não se descarta esta outra utilidade da arma. Quando não utilizada, transforma-se em um anel comum, ao comando de seu dono, com a inscrição: “Guerra por guerra”. Tem a habilidade de perfurar armaduras e escudos em até 20 % de capacidade, caso de itens fortalecidos a perfuração se dará pela diferença de porcentagem.{Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 20) {Não Controla nenhum elemento}[Recebimento: The Dragon's Flame e modificado na Music and Forge] Just in case.
Fantasia:


but it's always darkest before the dawn
robei da duff / a font do título robei da cams
Eunice Jackson
avatar
Mênades
Mensagens :
456

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Morgana L. Cronworth em Dom 30 Out 2016, 17:38



Halloween



Zoey me explicava como tinha ido para na ilha de Circe, e eu estava entendendo muito bem, a relação com a deusa não era muito pessoal, era apenas uma troca de favores, eu entendia que muitas vezes as coisas aconteciam assim mesmo, na maioria das vezes na verdade...

Até que do nada chega uma outra caveira mexicana, as essa era mexicana mesmo! Falava espanhol e tudo! Infelizmente eu não falo NADA de espanhol, e sem o grimório para poder fazer uma magia rápida, eu não entenderia mesmo! Mas ele disse o básico do básico, e como eu já estive na Argentina uma vez, eu acabei entendendo o que ele estava querendo dizer.

— Olá! — E gargalhei gostosamente em seguida, apenas a presença daquela figura já me fez rir! Ele me lembra de alguma forma, O Marcara!

Já ia apresentar Zoey para o... Desconhecido, quando vi que a única estranha ali era eu, eles já tinham jogado Poker antes! Então tinha uma chance dele ser semideus também não é?

— Eu sou Morgana Cronworth, prazer! Próxima rodada de Poker eu quero estar inclusa ok?

Fantasia:
thanks juuub's @ cp!  
Morgana L. Cronworth
avatar
Filhos de Hécate
Mensagens :
297

Localização :
Acampamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Dolar Poggi em Dom 30 Out 2016, 18:12



O plano;
Explorando



— É falta de educação interromper duas damas dessa forma. -Exclamou minha antiga parceira de poker, o que me surpreendeu um pouco já que mesmo com toda minha maquiagem e fantasia, facilmente fui reconhecido.
— Mas é um prazer revê-lo, Dolar. Quando jogaremos poker novamente?

— Para cartas jogar, basta me convidar, agora sobre as regras em questão, será que estou pronto para mais uma lição? -Outra vez tentei rimar, com o intuito de roubar o sorriso de Zoey, sorriso esse que particularmente chamava minha atenção, talvez pelo fato de serem desafiadores, ou talvez pelo fato de simplesmente esquentar a minha noite com tamanha beleza e espontaneidade.

— Eu sou Morgana Cronworth, prazer! Próxima rodada de Poker eu quero estar inclusa ok?

Novamente volto minha atenção a outra caveira nomeada Morgana.

— Eu acredito que você não iria gostar de jogar em uma mesa comigo e com Zoey, me contaram que ela sente muito frio, por isso sempre joga com camisas de manga larga. -Olhei fixamente para Zoey e pisquei.

Volto meu olhar a Morgana com um sorriso encantador
— Aproposito, gostei muito da sua fantasia, com nossas maquiagens assim, somos quase uma pareja no?

SOCIAL
Spoiler:
Conversando com Zoey e Morg, mas pode falar comigo, eu prometo que sou uma pessoal legal

FANTASIA
Spoiler:

DOLAR

Dolar Poggi
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
40

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Elvira Linsenbröder em Dom 30 Out 2016, 18:48

halloween
spooky jim



Deixou que um pequeno sorriso aparecesse e apontou para o copo, pedindo mais um. As bochechas do garoto estavam coradas e ela enrugou levemente as sobrancelhas enquanto se perguntava sobre o motivo daquilo. Ele não parecia ser um grande adorador de festas; sua linguagem corporal e rosto entregavam isso e Elvira colocou o chicote em cima do balcão, comprimindo os lábios.

— Isso é com você — piscou um dos olhos, dando um gole na bebida e batendo o copo de vidro na mesa. — Mais um chá de hortelã para esse garoto aqui, por favor — dirigiu-se ao barman, apoiando o queixo na mão esquerda.

Baixou o olhar para o terno do rapaz e levou os dedos para ajeitar a gola que estava levantada (e aquilo estava deixando-a um pouco nervosa), avaliando a fantasia dele por inteiro. Olhou para a pista de dança e imaginou-se ali, dançando conforme a música, exteriorizando todos os seus sentimentos enquanto movimentava o corpo.

— Você, com certeza, deve ter um nome. — Estendeu a mão para o rapaz, como se estivesse o conhecendo de uma maneira mais formal. — Elvira. Dezessete.


observações:
Vestida de catwoman.
Elvira Linsenbröder
avatar
Indefinido
Mensagens :
25

Localização :
usa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Jack B. Ashe em Dom 30 Out 2016, 20:08

Spocky Scary Skeletons

O indefinido apenas um fraco obrigado a garota por ter pedido um chá de hortelã para ele. Então ela ajeitou a gola dele, enquanto ela o observava. Ele bebeu um gole de seu chá e ouviu ela perguntar de seu nome e estendeu a mão formalmente. Ele sorriu e cumprimentou ela formalmente.

Jack. Quinze. Bom te conhecer Elvira.—Estranhamente ele se lembrou de sua irmã que nunca conheceu mas tentou ignorar essa lembrança. —Diga-me, por que uma garota como você está sozinha nesta festa? Certamente tem amigos para lhe acompanhar.

Após perguntar isso, achou que fora demais e logo uma timidez começou a se formar. Rapidamente sua mente voltou ao ano de 1891, onde seria a morte do avô. A chuva caía forte na sua cabeça enquanto só tinha 2 pessoas no enterro, sua tia e um homem desconhecido. A sua tia dissera que iria para um lugar seguro, onde ninguém iria machucar-lo mas era uma doce ironia. Mesmo lá, era forçado a fazer trabalho e convencer pessoas de ficar lá ou morria.

Sua mente voltou com a Elvira o chamando e bebeu mais um pouco de chá. Suas memórias estavam voltando mais rápidos, como se um fantasma do passado tivesse se aproximando.  

Desculpe de perguntar essas coisas além de perguntar mais uma. Você é filha de qual deus?

Adendo:
Interagindo com Elvira e minha fantasia é da magia loca.
 

Jack B. Ashe
avatar
Indefinido
Mensagens :
10

Localização :
Favela

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Peter Lost em Dom 30 Out 2016, 20:14



Halloween Party!



Os meus olhos brilharam quando soube que meu novo amigo iria passar a morar no acampamento. De todas as pessoas que eu conhecera, Rhydian havia sido uma das mais gentis e interessantes. A coca-cola já havia acabado, mas eu ainda me mantinha concentrado em tentar “comer” os gelos remanescentes no copo antes que derretessem por completo.

- Você foi monitor? - Indaguei pensativo. Tentei me lembrar da época em que eu fora monitor, mas decididamente não me lembrava daquele filho de Atena. - Que legal, eu também fui monitor do meu chalé por um tempo. - Minhas bochechas ficaram vermelhas como meus chifres. - Desculpe, não me lembro de você. Acho que minha memória não é muito boa.


Contudo, até mesmo uma criança como eu sabia que não era muito elegante perguntar sobre pais adotivos, então tentei me manter em silêncio sobre o assunto. De qualquer forma, não pude evitar uma careta quando o garoto me chamou de “Tampinha”, eu sabia que era pequeno, mas sempre achava aquilo estranho de ser ouvido.


- Tampinha? Se esqueceu que cresci dois centímetros? - Mostrei novamente o número com os dedos, tentando demonstrar que era um garoto alto. - Algumas atividades e aventuras? - Meus olhos brilharam - Eu ia achar legal! Mas tenho um pouco de medo…


Pensei um pouco sobre o que Rhydian havia dito sobre eu atrair muitos monstros e sobre os rumores de semideuses rebeldes. Talvez ficar fora do acampamento não fosse muito seguro.


- Mas me conta… - Comecei um tanto apreensivo. - Você, que morou fora do acampamento por um bom tempo, existem mesmo semideuses que gostam de atacar campistas?

Adendos:
Não revisei, não irei revisar :D
Postando com o Rhydian (MARKI <3)
Fantasia:
Peter Lost
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
250

Localização :
Lost...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Eunice Jackson em Dom 30 Out 2016, 21:12


i'll show you how to float down here
and all of the ghouls come out to play


— Ah, fui monitor por pouco tempo, então tive que deixar o acampamento para resolver algumas pendências familiares — Rhydian se lembrou de quando precisou deixar o Killian imaginário partir. Exibiu um sorriso triste, mas logo balançou a cabeça para afastar o pensamento. — Eu conhecia o seu nome, Peter. Não sabia quem era você, claro, então fiquei realmente surpreso quando você se apresentou hoje. — Fez um gesto com a mão, como se descartasse uma ideia. — Tudo bem, eu não era muito de interagir com os outros campistas... até porque eu nem falava.

O semideus pegou o copo com água que o bartender havia colocado sobre o balcão e deu um grande gole pra ficar mais hidratado para saciar a maldita sede que estava sentindo desde que a festa começara.

Rhydian sorriu com a reação de Peter ao ser chamado de tampinha. A provocação havia funcionado, então.

— Estou te zoando, Lost Boy — deu uma risada ao ver os dois dedos do garoto levantados, enfatizando o quanto havia crescido. — Ah, eu também tenho medo. Na verdade, acho que todo mundo tem medo de algo, então é normal e está tudo bem.

Obviamente a maioria das pessoas fingiam que eram imponentes, como se nada pudesse abalá-las. Mas era apenas fingimento. Rhydian não sentia vergonha ou constrangimento ao confessar que tinha medo, uma vez que ele sempre estava tentando enfrentar seus temores.

Peter pareceu preocupado ao perguntar sobre os semideuses desordeiros. Apesar de ser um garoto, com certeza ele possuía uma visão de mundo um pouco mais ampla que a maioria das crianças da idade dele, uma vez que era um semideus e havia passado por diversas situações. Rhydian respirou fundo e pensou em suas palavras antes de proferi-las, tendo o cuidado de passar uma mensagem a Peter sem que o garoto tivesse sua inocência e pureza danificada pela sujeira mundana.

— Bem, Peter, todos os seres que são capazes de pensar podem escolher como agir, certo? — Rhydian ficou em silêncio alguns segundos, formulando seu pensamento. — Então, é, de acordo com seu crescimento, você perceberá que existem boas e más pessoas no mundo. Deuses, humanos, humanoides, semideuses... sempre haverá aqueles que fazem o bem e os que fazem o mal. Então, sim, esses semideuses existem, mas não precisa se preocupar porque você estará seguro no acampamento; e, se precisar sair do acampamento, sempre haverá alguém olhando por você. De qualquer forma, mantenha-se íntegro, Jovem Padawan, e a Força guiará você.

Rhydian sorriu ao fazer referência a Star Wars, sentindo-se um Mestre Jedi. Não sabia se Peter conhecia a franquia, mas o importante era que ele entendesse a mensagem.

— Mas então... que festa de Halloween é essa? Quero dizer... cadê os doces? — Rhydian riu, tentando aliviar o peso do assunto anterior.


Não revisei e nem revisarei. Interagindo com o Lost Boy (Pedrinho <3). q

Adendos:

— Os strikes são inteiramente off, então podem ignorar. Interações são posts mais descontraídos, então vamos que vamos.
— Qualquer coisa, só chamar. Se interagir comigo e tal, dá um toque pra eu ficar ligado.
Poderes:


[/strike]
— Passivos —


— Se pá, considera os poderes dos filhos de Athena e os poderes dos Mênades;



— Ativos —


— Error 404;
Itens:
๑ {Honor} Espada [Espada de bronze sagrado, que mede ao todo 90 cm, sendo 70 de lâmina e 20 de base. A base é de couro, e no final de seu cabo, está entalhada a sigla RF, as iniciais de seu dono, Rhydian. Os golpes da espada são tanto cortantes do que perfurantes, mas não se descarta esta outra utilidade da arma. Quando não utilizada, transforma-se em um anel comum, ao comando de seu dono, com a inscrição: “Guerra por guerra”. Tem a habilidade de perfurar armaduras e escudos em até 20 % de capacidade, caso de itens fortalecidos a perfuração se dará pela diferença de porcentagem.{Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 20) {Não Controla nenhum elemento}[Recebimento: The Dragon's Flame e modificado na Music and Forge] Just in case.
Fantasia:


but it's always darkest before the dawn
robei da duff / a font do título robei da cams
Eunice Jackson
avatar
Mênades
Mensagens :
456

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Sasuke Fukui em Dom 30 Out 2016, 21:27


Halloween Party

let's get a little scared


Como suspeitei, minha resposta a deixou um tanto confusa. Na verdade, Física é capaz de deixar qualquer pessoa confusa, então não poderia culpá-la. Percebi que logo ela teve vontade de mudar de assunto e foi sobre mim que perguntou novamente.

Desta vez, sua curiosidade tinha a ver com a forma como agi em determinado momento da missão que fizemos juntamente ao sátiro Kitai. Precisei escalar uma árvore para ficar de vigia e depois saltei no meio da clareira sem fazer barulho e com precisão absoluta.

— Eu tive treinamento ninja antes de vir pro acampamento por... bom, pela vida toda, praticamente. Meu pai é dono de um dojo tradicional em uma cidade apagada do mapa do Japão e sempre quis que eu fosse um super shinobi espadachim. Meus irmãos mais velhos amavam isso, mas eu não.

Suspirei fundo ao dizer aquilo. Sempre foi complicado demais viver em um local onde eu me sentia deslocado, mas hoje sei que aquilo tudo acabou me servindo e já reconheci isso ao me comunicar com meu pai depois de minha primeira missão.

— Sempre preferi música e dança, apesar de ter aprendido tudo com a perfeição que meu pai desejava. Descobrir ser um semideus foi uma surpresa, eu te confesso, e saber que todo aquele treinamento seria útil também.

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Sasuke Fukui
avatar
Mênades
Mensagens :
68

Localização :
Chalé de Afrodite

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Peter Lost em Dom 30 Out 2016, 22:49



Halloween Party!



Eu finalmente conseguira engolir os gelos e já pedia outra coca-cola para o bartender. A conversa com Rhydian fluía bem. A primeira vez que o vira fora naquela mesma festa, mas eu sentia como se já nos conhecêssemos há anos.


Franzi o cenho enquanto o menino tentava me explicar as diferenças entre as pessoas, dizendo que existiam pessoas boas e más. Me foquei em suas palavras, mas não entendi muito bem a analogia por trás. Eu sabia que existiam pessoas más, entretanto eu não conseguia entender o motivo de elas quererem fazer mal há algum campista.


Por fim, a frase “De qualquer forma, mantenha-se íntegro, Jovem Padawan, e a Força guiará você.” não fez muito sentido para mim. Eu era esse tal Padawan? O que era essa “Força” que ele mencionava? Tentei ligar as palavras a qualquer assunto que pudesse fazer sentido. Talvez ele quisesse dizer que a Força eram meus raios, ou que o Padawan fosse forte e eu deveria segui-lo.


Um bug mental se formou, precisei de alguns breves momentos para entender que ele ainda falava comigo. Concentrei-me novamente no que ele dizia, mas essa segunda parte pareceu encaixar em minha mente de forma perfeita. O filho de Atena estava certo, onde estavam os doces?


- Ei, você tem razão! - Arregalei os olhos e dei alguns passos em direção às outras pessoas na festa, os olhos varrendo a sala em busca de uma mesa de guloseimas. - Onde estão os doces?


Agarrei meu novo amigo pela mão - ou pelos dedos, uma vez que eu só conseguia segurar dois ou 3 dedos dele ao mesmo tempo - e sai andando pelo recinto, ignorando a coca-cola que havia pedido.


- Ei Rhydian, você acha que tem algumas balas ou brigadeiros em algum lugar por aqui? - Minha voz saiu esperançosa e animada, eu estava tão determinado a achar doces quanto uma formiga.

Adendos:
Não revisei, não irei revisar :D
Postando com o Rhydian (MARKI <3)
Fantasia:
Peter Lost
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
250

Localização :
Lost...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Elvira Linsenbröder em Dom 30 Out 2016, 23:23

halloween
spooky jim



— Jack. Bem… comum. E quinze? Previsível.

Levou o copo aos lábios, dando um último gole na bebida, finalizando-a com um estalo de língua. Cruzou as pernas e tirou a tiara do cabelo, prendendo os fios num coque porque estava começando a sentir pequenas gotas de suor se acumulando em sua nuca. Riu alto com a pergunta do garoto.

— Amigos? Nah, sou mais don’t belong to no city, don’t belong to no man — sorriu abertamente, pequenas rugas aparecendo no canto dos olhos.

O garoto olhava para o nada e tinha um olhar distante, o que fez com que Elvira o encarasse com uma expressão confusa. O que diabos aquele garoto tinha? Já era demais. Estalou os dedos na frente do rosto do menino e, quando finalmente fez ele acordar, foi surpreendida com a pergunta.

— Deus? Como assim? Não sou filha de nenhum… deus.

Ok, ok, agora era de conhecimento público: Jack estava fora de si. O que ele queria dizer com “deus”? Aquele garoto tinha sérios problemas. Mordeu o lábio inferior e tirou uma mecha de cabelo que insistia em cair no seu olho, e levantou da cadeira. Tinha certeza de que ficaria melhor — e mais ela mesma — na pista de dança. Pegou a tiara e colocou-a de novo, tentando ficar com uma aparência melhor.

— Assim… foi muito bom te conhecer, de verdade. Mas… — começou a descascar as unhas, em nervosismo. Não sabia como articular aquela frase. — Eu vou dançar um pouco agora, tudo bem? Tchau.

Acenou para o rapaz e foi até o centro do local, onde a concentração de pessoas era maior.

observações:
Vestida de catwoman.

Elvira Linsenbröder
avatar
Indefinido
Mensagens :
25

Localização :
usa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Ninha Fabbris em Seg 31 Out 2016, 00:04

Uma caminhada na praia
Ninha Fabbris
10.07.2004
Feminino
Nível 50
Filha de Poseidon
Sem Grupo Extra
# Post 1
Festinha
Alone


Depois de vários problemas que se amontoaram de forma drástica em meu ano, voltei para o acampamento com a melhor época do ano: o Halloween. Passei pouco tempo dentro do chalé de Poseidon (me perdoe papai, juro que darei mais valor ao lar assim que me divertir um pouco) somente para banhar-me e fazer uma maquiagem boa o suficiente para o evento.

Após todo o processo e caminhada, entrei no grande recinto em que a festa havia começado e sentei, aguardando ansiosamente o momento em que os campistas de sua época entrassem.


Passivos:

Nada por aqui :)

Ativos


Nada por aqui :)


★ {τσουνάμι} Espada [Espada de dois gumes de bronze sagrado e aço, da cor prata. Cabo com formato de Hipogrifo, de cor azul turquesa, MEGA afiada e equilibrada, com ótimo manuseio dela – quando não utilizado transforma-se num anel duplo em formato de hipocampo. Seu nome significa Tsunami] {Ω} {§}

★ Coroa de Conchas [Uma coroa feita de conchas, que se encaixa perfeitamente na cabeça de Ninha. Uma vez por missão, por quatro turnos, pode virar um elmo de conchas que é completamente intransponível, protegendo quase todo o rosto da filha de Poseidon, exceto os olhos, para ela enxergar][Prêmio de Monitoria by Hermes]

★ Echinoidea / Escudo [Escudo de prata, porte médio e resistente, além de leve. Apresenta espinhos paralisantes em toda a sua superfície – quando não utilizado transforma-se numa pulseira com gotas de cristal]{Elemento: veneno}{§}

★ Yin-Yang / Arco [Arco de Prata. É resistente e leve. É em forma de asas negras e contem desenhos de yin-yang – quando não utilizado transforma-se num colar com asas]{§}

Ninha Fabbris
avatar
Filhos de Poseidon
Mensagens :
654

Localização :
Por aí no acampamento (:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Lokesh Targaryen em Seg 31 Out 2016, 00:52


Halloween

♦ Queria estar de dragão ♦

Manhattan, New York.

— Tem certeza de que é uma boa ideia, senhor? — perguntou Rankar Tormyn, preocupado. O rapaz era um palmo maior que eu, com corpo robusto e músculos rígidos. Suas roupas eram completamente pretas, com excecção da camiseta, que vinha escrito "S.W.A.T." em letras grandes e brancas, estampadas em seu peito. Ele segurava em sua mão uma formosa coroa, que se erguia em puro ouro, enfeitada com pequenas pedras de Tanzanitas ao seu redor, sendo nove no total.

— Garanta que não roubem isso, é o único trabalho que te dou — ordenei, não dando muita atenção ao rapaz. Vestia uma espécie de túnica feita com linho branco, com uma pequena abertura do tecido no peito, como em uma camiseta de botões, mas sem botões. Uma faixa dourada se encontrava na altura de minha barriga, sobre a túnica. Botas marrons simples sobiam até aos meus joelhos, com um curto salto na sola, me dando mais alguns centímetros.

Uma mulher surgiu por entre cortinas, vindo do interior da loja. Tinha em suas mãos um sobretudo vermelho por dentro e azul por fora, com leves detalhes brancos, como a noite em um dia estrelado. Ela era alta e esbelta, loira e com olhos cor de âmbar. Após pronto, ela se aproximou, dobrando as mangas de minha roupa e elogiando. A semideusa então fez uma reverência e se afastou, justificando que precisava ajudar outro campista.

— Acho que estou pronto — falei ao rapaz, sorrindo. Em seguida, dirigi um olhar à sua mão, observando. — Só me falta isso.

● ● ●

Muitas pessoas haviam chegado primeiro, ocupando quase todos os lugares sentáveis, inclusive os dos balcão. Uma mesa se encontrava um pouco mais afastada do centro de pessoas, e foi pra lá que me dirigi, buscando não chamar atenção. Desviei de corpos atrapalhados e pessoas que em algum momento estiveram sãs. Sentei rapidamente, mas Tormyn se manteve em pé, me tornando uma coisa minúscula ao seu lado. Mulheres carregavam bandejas para todos os lados, levando copos e algumas porções de comida, entregando aqui e ali com extrema destreza.

— Rankar, por que essas escravas carregam sorrisos? — perguntei, apontando para uma das garçonetes. Uma flecha de luz, vinda de um pequeno holofote no teto, acertou minha testa, fazendo a coroa cintilar com vivacidade.

— Aqui não são escravas, meu senhor — começou a explicar, gesticulando. — Elas recebem salários e algumas são até respeitadas.

Meu protetor estava mesmo dizendo a verdade? Em minha terra elas levariam grilhões se trabalhassem direito e perderiam suas cabeças se fizessem alguma besteira. Era estranho, mas não parecia uma má ideia retribuir com algo, visto que se esforçavam bastante. Talvez adaptaria isso, quando voltasse para sua verdadeira casa.

Extra:

♦ Créditos parciais: Andy & Oliver ♦
Lokesh Targaryen
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Jack B. Ashe em Seg 31 Out 2016, 01:13

Spocky Scary Skeletons

Jack bebeu todo o conteúdo do copo enquanto ouvia ela recitar uma letra de uma música familiar. Já tinha escutado mas não se lembra de quando escutou. Porém ela parecia olhar-lo como se ele fosse louco, ele começou a achar que tinha feito algo de errado. Então ela disse que iria dançar e deu tchau.

É, tudo bem creio, tchau.— Realmente se perguntou se tinha feito algo de errado mas apenas pediu chá mate e observou as pessoas.

Esperaria um pouco antes de ir dançar, apesar de não saber dançar. Pensou que poderia ter mortais aqui, achando que só teria semideuses. Mas tinha certeza de que iria ver a garota de novo.



Adendo:
Interagindo com o vento agora e minha fantasia é da magia loca.
 

Jack B. Ashe
avatar
Indefinido
Mensagens :
10

Localização :
Favela

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Logan Montecarlo em Seg 31 Out 2016, 01:21



Logan sabia que não era muito bem visto pela menina desconhecida - bom, desconhecida mais ou menos. Se ele quisesse, descobriria até como fora o parto da garota, mas não se sentia muito interessado nisso. Normalmente, preferia que as pessoas lhe dessem informações por livre e espontânea vontade. Acabava descobrindo mais sobre elas pela forma que contavam segredos do que pelos segredos propriamente ditos.

Deixando todo esse lado pseudoético de lado e voltando à primeira impressão que passara, ele parecia um pai. Talvez, seu estilo de monitor ainda estivesse um pouco intrínseco à personalidade que se vestia quando estava em festas. A bem da verdade, toda a energia de Lexis fazia uma falta, hein?, refletiu, mas logo afastou o pensamento. Se fingia estar em uma missão, era para esquecê-la. Se era pra esquecê-la, não deveria lembrar dela.

Assim, passou a lembrar da menina do seu lado. Levando a bebida que era prioritariamente dela aos lábios, tomou do copo enquanto lhe passava uma mensagem mental. Se ela fitasse-o, veria que estava com a boca ocupada - então, quem teria dito "se quiser falar um pouco mais baixo, pode ser que eu até escute melhor", bem próximo a si, quase ao pé de seu ouvido? Pelo que Logan podia ver, não havia ninguém tão próximo assim.

O olhar de esguelha junto ao sorriso de lado - meio malicioso, meio maroto - de Logan eram as únicas pistas de que havia sido ele. Acabou com o joguinho ao se revelar, mas não completamente.

— Desculpa, eu faço uns bicos de ventríloquo de vez em quando — justificou-se, girando no banco para ficar de frente a ela. Pétalas caíam a cada movimento que fazia.

Logo que pousou o copo no balcão, empurrou-o com as costas da mão para a direção da garota, que parecia ser alguns anos mais nova, mas talvez nem fosse tão pirralha assim. Afinal, ela bebia: ou era do tipo que quebrava leis para se parecer legal aos coleguinhas adolescentes, ou só estava cumprindo o ritual de toda festa adulta. Nenhuma das opções eram muito interessantes.

— Toma, pode provar — e deu de ombros, mantendo o olhar fixo no drink, sem fitá-la diretamente. — Eu só tinha ouvido que você não queria nada forte, mas percebi que o moço — indicou, com um breve aceno de cabeça, o garçom que a servira — se enganou. De toda forma, eu não sou ninguém pra dizer o que você deve ou não beber.

E foi aí que encarou-a pela primeira vez.

Quer dizer, obviamente já a havia notado. Razoavelmente baixa, cabelos loiros bem claros um pouco acima do busto, maquiagem bem forte para combinar com a fantasia. Ela era o tipo de guria bonitinha, mas que preferia esconder a beleza por acreditar que "a sociedade estava cheia de futilidades como rótulos e aparências externas" e outros discursos bem comuns aos anarquistinhas do novo século. Logan até curtia esse tipo de gente.

Mas essa fora a primeira vez que ele a encarou, deixando que seu par de olhos escuros, quase pretos, encontrasse o dela. O rosto estava ligeiramente vergado pra baixo, mas não o suficiente para olhá-la de baixo - a diferença de altura de ambos não permitia. Contudo, mesmo fitando-a de cima, não havia intimidação nem outro tipo de força metafísica silenciosa. Bom, pelo menos, nenhuma que ele forçasse.

— Aliás, bela fantasia — comentou, casualmente. — É uma das poucas que não parece ter sido comprada em um sex shop. — Então, entrou em seu modo criança, fazendo uma arminha de dedo e "atirando" em vários alvos que dançavam na pista. — Bruxa Sexy, Pirata Sexy, Enfermeira Sexy, Policial Sexy, Jogadora de Futebol Sexy, Moça da Barraquinha de Cerveja Sexy.

[a fantasia é quase isso, mas na verdade não: buquê de flores versão infantil]
me desculpa pelo post gigante e não desiste de mim

outros:
nem eu sei do que eu me fantasiei.

tô interagindo com a Max, de Macária.

usei esse poder passivo: {Nível 7 — Aura Floral II} Flores crescem rapidamente com a presença do filho de Perséfone. O processo de germinação leva apenas alguns minutos quando está por perto, e esse dom pode ser suprimido com o desejo do meio-sangue. Basicamente, poderão criar flores em qualquer lugar, sendo estas sem propriedades.
usei também telepatia, mas não vou colocar a descrição aqui.

considerem que, sempre, ele tá com algumas flores diferentes por aí, como rosas negras, ou uma tulipa "doente" (amarela com bolinhas roxas, como se fosse catapora), ou uma violeta azinhavre, um lírio flicts.



  
Logan Montecarlo
avatar
Monitor de Perséfone
Mensagens :
330

Localização :
viajei por aí

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Ninha Fabbris em Seg 31 Out 2016, 03:03

Festinha!
Ninha Fabbris
10.07.2004
Feminino
Nível 50
Filha de Poseidon
Sem Grupo Extra
# Post 2
Festinha
Alone


Qualquer que fosse a idade a época de Halloween parecia aflorar dentro das pessoas e trazer um pouco de paz a aquelas pessoas que ali estavam, sem contar a pintura colorida que se espalhava uniformemente a monotonia cinza que a grande cidade trazia em seu dia a dia. Era possível admirar várias fantasias por todos os lados alguns comuns, como monstros e policiais, outros um tanto incomuns como latinha de refrigerante e vaso de flor até chegar em algumas fantasias que, para mim, não faziam sentido, que eram várias mulheres e meninas com roupas curtas de personagens. Alice tinha saias curtas e não parecia em nada a personagem, a branca de neve e a Rapunzel também. Me pergunto se pergunto se é falta de dinheiro para as roupas grandes ou se há algum significado diferente.

Andava com um copo de coca-cola nas mãos enquanto admirava as fantasias sem perceber que a minha frente havia um sofá - o que não seria nenhum problema se não tivessem duas pessoas conversando ali. A verdade é que a coca voou da minha mão, caindo aos pés de um semi-deus bonito e alto, e pelo seu olhar, era um filho de alguém que eu tinha muito problema.

- Me Desculpa! - abaixei, pegando o copo com rapidez para fugir daquele lugar.


Passivos:

Nada por aqui :)

Ativos


Nada por aqui :)


★ {τσουνάμι} Espada [Espada de dois gumes de bronze sagrado e aço, da cor prata. Cabo com formato de Hipogrifo, de cor azul turquesa, MEGA afiada e equilibrada, com ótimo manuseio dela – quando não utilizado transforma-se num anel duplo em formato de hipocampo. Seu nome significa Tsunami] {Ω} {§}

★ Coroa de Conchas [Uma coroa feita de conchas, que se encaixa perfeitamente na cabeça de Ninha. Uma vez por missão, por quatro turnos, pode virar um elmo de conchas que é completamente intransponível, protegendo quase todo o rosto da filha de Poseidon, exceto os olhos, para ela enxergar][Prêmio de Monitoria by Hermes]

★ Echinoidea / Escudo [Escudo de prata, porte médio e resistente, além de leve. Apresenta espinhos paralisantes em toda a sua superfície – quando não utilizado transforma-se numa pulseira com gotas de cristal]{Elemento: veneno}{§}

★ Yin-Yang / Arco [Arco de Prata. É resistente e leve. É em forma de asas negras e contem desenhos de yin-yang – quando não utilizado transforma-se num colar com asas]{§}

Ninha Fabbris
avatar
Filhos de Poseidon
Mensagens :
654

Localização :
Por aí no acampamento (:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Eunice Jackson em Seg 31 Out 2016, 10:40


i'll show you how to float down here
and all of the ghouls come out to play


O filho de Athena deu de ombros e sorriu quando viu o olhar levemente confuso que Peter direcionava a ele. Talvez com o passar do tempo o garoto aprendesse por conta própria o que Rhydian estava tentando expressar.

Rhydian foi agarrado pelos dedos e saiu andando pelo clube, quase arrastado por Peter, procurando uma mesa de doces.

— Espero que tenha, parceiro — falou Rhydian. — Estou com fome.

O semideus olhou para todo lado e viu a mesa de doces que estava rodeada de gente. Rhydian segurou a pequena mão de Peter e caminhou na direção dos doces, usando sua telecinesia para abrir caminho entre as moscas humanas que estava se empanturrando com as guloseimas.

Gomas, chocolates, pudins, feijãozinhos de todos os sabores, chicletes, balas... aquela mesa seria a perdição de qualquer criança — e de Rhydian também. Ele pegou um cupcake com confetes coloridos e mordeu um pedaço, saboreando o doce do chantilly e a textura da massa com recheio de brigadeiro.

— Hey, Lost Boy, vamos ficar aqui um tempinho, sim? — ele soltou uma risada, limpando os cantos da boca que ficaram sujos com o chantilly. — Acho que encontrei o paraíso.

Não revisei e nem revisarei. Interagindo com o Lost Boy (Pedrinho <3). q

Adendos:

— Os strikes são inteiramente off, então podem ignorar. Interações são posts mais descontraídos, então vamos que vamos.
— Qualquer coisa, só chamar. Se interagir comigo e tal, dá um toque pra eu ficar ligado.
Poderes:


— Passivos —

— Se pá, considera os poderes dos filhos de Athena e os poderes dos Mênades;


— Ativos —

— Error 404;
Itens:
๑ {Honor} Espada [Espada de bronze sagrado, que mede ao todo 90 cm, sendo 70 de lâmina e 20 de base. A base é de couro, e no final de seu cabo, está entalhada a sigla RF, as iniciais de seu dono, Rhydian. Os golpes da espada são tanto cortantes do que perfurantes, mas não se descarta esta outra utilidade da arma. Quando não utilizada, transforma-se em um anel comum, ao comando de seu dono, com a inscrição: “Guerra por guerra”. Tem a habilidade de perfurar armaduras e escudos em até 20 % de capacidade, caso de itens fortalecidos a perfuração se dará pela diferença de porcentagem.{Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 20) {Não Controla nenhum elemento}[Recebimento: The Dragon's Flame e modificado na Music and Forge] Just in case.
Fantasia:


but it's always darkest before the dawn
robei da duff / a font do título robei da cams
Eunice Jackson
avatar
Mênades
Mensagens :
456

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Jonas W. Harris em Seg 31 Out 2016, 12:46


IT'S HALLOWEEN
Andar com aquela máscara com certeza era uma das coisas mais complicadas que já fiz durante toda minha existência. Respirar era difícil, enxergar era difícil, até mesmo para falar eu tinha que abrir a merda de um zíper. Maldita hora que quis ir irreconhecível, como se ninguém conhecesse minhas asas, que estavam de fora. A calça era relativamente folgada, e a bota muito confortável, meu único problema estava sendo com o acessório do rosto.
Em determinado momento, enquanto caminhava pelas ruas de Nova York em direção a 6th Avenue, resolvi abrir o zíper posicionado sobre a boca, para poder respirar com mais tranquilidade. As ruas estavam lotadas de pessoas fantasiadas, e de tudo que puder se imaginar. Algumas um pouco mais aterrorizantes que outras, mas nada que me chamasse a atenção. Continuei em meu caminho, até chegar ao clube. Como já esperado, meu nome estava na lista graças ao acampamento, então não tive que esperar na fila, e pude entrar assim que cheguei.
Todo o balcão já estava cheio, e foi quando percebi que cheguei tarde. Não conseguia encontrar um espaço para sentar, e simplesmente continuei a caminhar e fazer o reconhecimento do espaço. Em um momento qualquer peguei um copo de alguma bebida alaranjada de uma garçonete que passava ao meu lado. Nem mesmo a parcela enorme de açúcar misturada no líquido conseguiu esconder o sabor do álcool, que desceu queimando pela minha garganta. Não foi ruim, é óbvio que não, já havia mais de meses que eu não colocava uma gota de qualquer bebida alcoólica na boca, e eu pretendia aproveitar.
Sem que eu percebesse, esbarrei nas costas de uma cadeira, e um pouco do líquido em meu copo caiu sobre a perna de um jovem que sentava nesta. Os olhos profundamente azuis do garoto me encararam de imediato, inicialmente assustado, mas logo passando para um pouco de ódio.
― Foi mal, cara, juro que não vi. ― Uma das garotas que trabalhavam passava no momento, e se disponibilizou a trazer um guardanapo para secar o local. ― Ahn... Que tal eu sentar e beber um pouco com você, como um pedido de desculpas?
Eu estava desacompanhado mesmo, fazer uma amizade não seria de todo ruim. Levei mais uma vez o liquído cor de abóbora à boca, aguardando pela responta do jovem.

Post 01#
With: Lokesh Targaryen#
Sem armas#
Drink: alguma coisa de abóbora#

☥:
Mascára / Roupa / Asas. E sim, estou sem camisa.

Jonas W. Harris
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
566

Localização :
Into the Badlands

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Zoey Montgomery em Seg 31 Out 2016, 12:57



This is Halloween <3

Zoey sorriu para Dolar enquanto se lembrava daquele dia. Fizera bem em se livrar daquele baralho, não suportaria mais ficar com aquela coisa que lhe trazia uma lembrança tão dolorosa quanto aquela.

— Mangas longas ajudam na hora mais crucial do poker. — a loira piscou para o filho de Hermes, ainda achando graça do jeito que o rapaz falava. Escutou Morgana comentar sobre querer estar na próxima mesa de poker, e então abriu um sorriso para a ruiva. — Certamente estará, Morgana.

Observou Dolar conversar com a filha de Hécate e gradativa e imperceptivelmente o sorriso nos lábios da arcana começou a ficar menor. Resolveu dar uma nova mordida em sua maçã para disfarçar, mas logo recuperou um pouco de seu ânimo.


É uma festa. Relaxe, Cross não vai fugir.

Mas ele já não está fazendo isso?

Não há muitos lugares para onde ele possar ir sem que uma multidão venha atrás dele. Vamos achá-lo, mas por hora aproveite.

Neah tinha razão. Aquele maldito Noah conseguia fazer a mente da menina acalmar, mesmo que um pouco. Respirou fundo pelo nariz e soltou pela boca enquanto abria novamente seu sorriso.

— E então, o que faremos agora? Vamos dançar ou ficaremos aqui conversando? — perguntou, recostando-se ao balcão atrás de si.

Fantasia/Cosplay <3:
Poder Utilizado:
Nível 27
Detectar aura: Ainda no aspecto divinatório, filhos de Apolo conseguem perceber a aura de um semideus, conseguindo determinar seu progenitor ou filiação em grupo - desde que já saiba da existência desse grupo (caso contrário, detecta apenas uma aura diferente, sem relacioná-la a um patrono específico). Poderes de bloquieo de auras e similares podem impedir essa visualização. [Novo]
Observações:
Antes de tudo, Dolar e Morgana me desculpem a demora. Morg, caso tenha me enviado uma mensagem e eu não tenha respondido, é por que estou sem celular - ele pifou
Outra coisa: as falas em verde pertencem a Neah Walker, um Noah que habita o corpo de Zoey e às vezes faz umas aparições, sussurrando coisas na mente da arcana.

Era só isso mesmo, valeu a atenção ♥

thanks juuub's @ cp!  
Zoey Montgomery
avatar
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
1203

Localização :
Ilha de Circe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Zeke Drewetty em Seg 31 Out 2016, 13:15



The Blind
What do you understand about the pain?

 
Era desanimador não saber como as pessoas que estavam comigo eram. Isso me afetava como uma bala no peito por cada palavra doce que a garota ao lado balbuciava, após estranhamente pedir um copo d'água, no meio de vários outros pedidos que envolviam desde vodka pura até misturas diversas. O nome eu já sabia, ela tinha acabado de falar: Astrid, filha de Perséfone. Está aí o motivo da fragância do perfume ser tão viciante. A natureza dela era calma, passiva, aconchegante. Eu nasci com a negatividade no berço, espantando gente só de ficar perto. Me sentia horrível a cada suspiro, enquanto o meu olhar opaco mascarado pelos óculos Ray-ban se eternizava no vazio, mirando num ponto aleatório do bar.

- Temos que dar um jeito de melhorar sem precisar de álcool.

E a frase já foi uma resposta para a pergunta da terceira, apesar de eu não saber o que ela estava oferecendo na mão. O braço estendido e comprometedor de Bianca encostou no meu ombro sem querer, dando na telha que ela estava sugerindo algo como um prato, ou uma garrafa. Ainda não confiava em nenhuma delas, nem em Cheetarah, que inspirava o mesmo ar de tormento, mas também a única que parecia ter apanhado o presente da filha de Selene. Não confiava em ninguém, para falar a verdade. Não o suficiente para aceitar bebida, pelo medo de me envenenarem.

- Vocês estão fantasiadas de quê?

Tentei falar a frase como de quem só não tinha entendido o figurino, não de um deficiente visual, afinal, escondia aquilo para ocultar o ponto fraco. As pessoas sempre ficavam diferentes quando descobriam que eu era cego, por isso, prefiro me assumir apenas como Zeke, um cara de porte médio-alto, barba por fazer, topete desordenado e dentes alinhados, brancos de tanta escovação - algumas até por medo de falhar e esquecer um pedacinho de alface no incisivo.

A realidade é que eu desconfio do restante da noite. Uma delas pode se transformar em uma criatura, ou até mesmo as três se transfigurarem. Ou eu posso ter sido arrastado para um covil de criaturas, e tudo não passa de um disfarce. A conselheira que me guiou pode ter sido possuída por Hades, como aconteceu com meu avô quando ele me cegou, e mudado o curso da viagem até uma armadilha. Não encontro nenhum motivo para nenhuma dessas pessoas se aproximarem. Era tarde demais para pedir ajuda. E quem atenderia? Escoteiras ajudam deficientes só pelo prazer de um broche bem consagrado no peito, não por bondade. Me deprimia ser incapaz de me defender.

O máximo que pude fazer foi sorrir naquela situação, sem aparentar um completo desgraçado. Não bastasse isso, ainda me aproximei de Fältskog para escutar o que elas diriam em seguida, um palmo de distância, agora encurtada no intuito de ouvir desde os sussurros diminutos até os mais altos suspiros.

INFORMAÇÕES:
Como informado no início da "gravação" narrada pelo próprio principal, Zeke é cego dos dois olhos. Facilitem ou não para a sua experiência. Ele está sem fantasia, então desconsiderem a oportunidade de premiação. Sua interação, no momento, envolve Astrid, Cheetarah e Bianca. Considerem seus poderes passivos até o nível respectivo. Dúvidas, sugestões ou pedidos serão considerados por MP ou CHAT. Obrigado.


AVE, IMPERATOR, MORITURI TE SALUTANT
Zeke Drewetty
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Lokesh Targaryen em Seg 31 Out 2016, 14:29


Halloween

♦ Queria estar de dragão ♦

Manhattan, New York.

— Aquela, com certeza — apontei, soltando uma gargalhada. Na mira de meu dedo tinha um ser completamente pintado de marrom, vestido apenas com uma cueca, também marrom. Seu cabelo verde era extremamente crespo e estava cortado de forma que formasse uma grande copa de árvore.

Rankar e eu estávamos disputando quem encontrava a fantasia mais engraçada da festa, apontando para várias direções seguidas e desatando a rir. O homem olhou para onde eu apontava e lutou para segurar o riso. Foi nesse exato momento que minha cadeira balançou e vi um vulto por cima dos olhos. Pude ver algo cair contra minha coxa, só dando conta do que era ao sentir a umidade se instalando naquela região. Meu olhar buscou o feitor, o encarando, incrédulo.

— O que você fez? — deixei escapar subitamente, em tom enraivecido. Me levantei bruscamente, chacoalhando as mãos e afastando o sobretudo de perto da parte úmida.

Meu protetor estava com seu falso cassetete na mão e ao meu lado, com os olhos fixos no rapaz, esperando uma ordem. Me chamar de cara havia o enfurecido, era nítido. Olhei ao redor, mas poucas pessoas tinham prestado atenção no que ocorrera.

— Rankar, está tudo bem — falei, dando um leve toque em seu ombro. — Vá buscar uma bebida para você, o rapaz não me fará mal. — Ele hesitou, mas logo se afastou com passos pesados, não olhando para trás.

Voltei a me sentar, soltando um breve suspiro. Ouvi o rapaz conversando brevemente com uma das escravas, que se distanciou rapidamente, prometendo voltar com um guardanapo. Ele então se dirigiu à mim, falando de forma calma e um pouco embaraçada. Apontei para a cadeira à minha frente, acenando. O rapaz tinha uma máscara bizarra no rosto, onde apenas um olho se encontrava a mostra. Suas botas e calça eram feitas de couro preto, e suas asas pareciam as de um grifo, porém tão escuras quanto a noite. Seu dorso estava completamente descoberto, mostrando seus músculos rígidos e pele bronzeada. Mordi meu lábio inferior por dentro da boca, forçando a forcar em seus olhos.

— Pelo menos na cor você acertou — sorri, me referindo ao líquido.

Extra:
Ω Vestimentas; Coroa. ♥

[Passivo] Tranquilidade [1] - Consiste na capacidade que o semideus tem de, involuntariamente, passar uma sensação sossegada às pessoas, de modo que, por exemplo, diminua o estresse numa discussão. Poderes que mexam com coisas opostas à tranquilidade - medo, pânico, etc - terão seus efeitos reduzidos em 50% se o oponente for de nível inferior ou igual ao do filho de Héstia. Se o nível do inimigo for superior ao do semideus por até dez níveis, reduz-se 25%. Acima desse limite de superioridade, os efeitos reduzem em 10%.

♦ Créditos parciais: Andy & Oliver ♦
Lokesh Targaryen
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Jonas W. Harris em Seg 31 Out 2016, 15:12


IT'S HALLOWEEN
Dei de ombros e ocupei uma das cadeiras disponíveis na mesa do rapaz, ficando ao lado deste. O assento não era muito confortável, ainda mais levando em consideração que eu não podia encostar por causa das asas, então tinha que ficar levemente reclinado para frente. Encarei rapidamente o garoto, analisando suas feições e chegando a conclusão que ele era realmente bonito, com traços únicos e um olhar penetrante. Desviei a atenção de seu rosto assim que ele começou a falar, e sorri um pouco tímido com a colocação feita.
― Desculpe mesmo, não vi sua cadeira. ― Bebi outro gole, e percebi que ele não estava bebendo nada, então quando a garçonete trouxe o guardanapo para secar o local umedecido já aproveitei e pedi que ela trouxesse algo para o nosso amigo. A garota sorriu e assentiu, dando as costas para a mesa e indo na direção do balcão. Corri os olhos pela festa, analisando algumas fantasias, e foi quando me dei conta do quão deseducado eu estava sendo. Estiquei a mão para cumprimentar o jovem enquanto me apresentava. ― Prazer, me chamo Jonas.

Post 02#
With: Lokesh Targaryen#
Sem armas#
Drink: alguma coisa de abóbora#

☥:
Mascára / Roupa / Asas. E sim, estou sem camisa.

Jonas W. Harris
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
566

Localização :
Into the Badlands

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Max Horscheimer em Seg 31 Out 2016, 15:29

and since i am dead,

O desconforto começou a tomar conta de Maxine. Pensou, a princípio, que, caso mantivesse uma aura de poucos amigos — o que não era difícil — e desinteresse em conversas, o rapaz iria embora em pouco tempo. Mas ele era insistente. E o fato de preferir permanecer sentado ao bar na companhia de uma desconhecida introvertida à esfregar-se na pista de dança com qualquer uma em um vestido curto era de aflorar sua curiosidade. Talvez não fosse nenhum maníaco sexual como a maioria parecia agir.

Maxxie desviou seu olhar de volta para ele. Sua fantasia era algo engraçado. Parecia florescer a cada vez que a garota perpassava seus olhos por ela. Uma flor aqui, outra ali, uma desabrochando, outra murchando. Perguntou-se como ele fizera aquele efeito, porque era mesmo muito real. Seu impulso — controlado — foi o de erguer a mão e segurar uma das pétalas que teimavam em cair da fantasia do maior.

Contudo seus devaneios acerca da fantasia alheia foram interrompidos por uma fala que, obviamente, fora direcionada a ela. Pareceu um sussurro, porém alto o suficiente para que parecesse uma fala normal. Não entendeu ou não soube explicar. Porque ninguém restava mais próximo dela além daquele rapaz, e ele não movera um músculo em sua direção para cochichar-lhe ao pé do ouvido.

Parecia ter soado em sua mente.

Semideus.

Não deixou transparecer em suas feições a surpresa que lhe acometeu. Mas a mão fechou-se com força ao redor do copo vazio de Ice. Sirena dissera que existiam muitos como elas duas, e, aparentemente, Maxine havia encontrado mais um. Porém seu medo era de que se tratasse de um dos semideuses daquele acampamento do qual os amigos haviam falado. E se fosse, o que podia fazer? Nada. Apenas ser sutil, agir como sempre e ir embora na primeira brecha.

Não, vou continuar na Ice — dissera quando ele lhe empurrou o copo contendo a bebida mais forte.

Pela primeira vez, Max deixou-se fitá-lo diretamente nos olhos. Evitava aquele tipo de contato porque não controlada direito o poder se captar as emoções das pessoas ao seu redor, e isso fazia com que elas viessem em um turbilhão, todas de uma vez só, causando-lhe enxaqueca. Todavia, nada sentiu a não ser as suas próprias emoções. Nada. Nem um resquício. E isso provava que se tratava de um semideus, e um dos fortes.

Seguiu a direção que o maior apontava enquanto falava das fantasias mais sexualizadas. Maxine não estava prestando atenção no quão curtas eram as suas roupas ou o quanto as demais garotas na festa mostravam o rabo. Ela direcionava sua atenção até os olhos, tentando captar alguma informação mais sensibilizada. Poucas. De algumas pessoas podia sentir ola sensação quente que era estar submersa em um estado de êxtase enquanto dançavam. Já outras, nada. Como acontecera com o desconhecido.

Você é um semideus, não é? — perguntou, retoricamente. Ela havia se voltado para ele. Perguntara isso pois tinha medo do que realmente queria saber. E se todos ali fossem do Acampamento? Seus batimentos tornaram-se acelerados, e sentiu a própria respiração descompassada. Queria ter controle para acalmar-se, mas não sabia se concentrar. — Do Acampamento?

fantasia!
parece que quem se empolgou agora fui eu! haha
sem problemas com o tamanho.
eu até prefiro.

i can take off my head to recite shakespearean quotations
Max Horscheimer
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
10

Localização :
Everywhere.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Ayla Lennox em Seg 31 Out 2016, 16:03

F
ucking halloween
party!
Just like a circus.
Naquele momento, a tarefa mais difícil para a filha de Selene era formular uma resposta que tivesse lógica e que não a fizesse sentir como uma idiota quando - ou se - lembrasse dos eventos daquela noite na manhã seguinte.

Infelizmente, a tolerância ao álcool não havia sido adquirida por associação no tempo que havia passado com Rhydian. Levou alguns segundos para se situar e finalmente responder ao rapaz à sua frente.

Eu até que poderia, se fosse uma mágica. – Disse, dando de ombros. – Mas acontece que tenho afinidade por outros ofícios circenses. – E mostrou o chicote pendendo ao lado do corpo, na cintura, aproveitando para procurar por sua raposa/leão no ambiente, finalmente apontando em sua direção com o indicador ao encontrá-la. – Talvez no ano que vem você dê mais sorte, mas foi um bom palpite.

Ela não o culpava, pelo contrário, admitia o quão dúbia sua fantasia era. Não parecia algo de todo ruim, mas começava a incomodar levemente a garota.

Well, well, wel... Afrodite? – Riu. – Olha, vou admitir que concordo, mas ela também ficaria uma graça comigo. – Manteve o tom brincalhão. – Me chamo Ayla. Como estamos em um antro de semideuses... Bastarda de Selene, a propósito.

Por alguma razão, o título não lhe pareceu ruim.
HELLO!:
Então, no momento eu tô interagindo com o Denn (BEIJO, RAMÃO, N ME MATA PELA DEMORA), mas qualquer coisa... Sei lá, chega e dá um oi (?), juro que não mordo.
Considerar todos os passivos de Selene e Psiquê até o nível atual apenas para fins interpretativos.
Fantasia:
Ayla dominatrix domadora e Illya (emprestada por Jhonn)

♦ {Illya} / Autômato [Feita de metal mas sendo coberta com uma camada superficial de pelo alaranjado, o autômato possui uma semelhança quase perfeita com uma raposa, com exceção do material que realmente é feita e também as 7 caudas que possui. A kitsune robótica possui o tamanho um pouco maior do que uma raposa comum e nela foi imbuída a essência de fogo, permitindo que - até três vezes por evento - ela possa soltar uma bola do elemento que se expande e cria uma explosão com 2,5m de raio ou um ataque direto, semelhante a um lança-chamas. Suas garras são afiadas, permitindo golpes cortantes ou perfurantes, além de investidas e afins. A autômata recebe ordens apenas de seu dono - Jhonn Stark.] {Bronze Sagrado e Essência de fogo} (Nível mínimo: 35) [Controle sobre o fogo] {Recebimento: Presente de Ayla Lennox. Forjado por Kalled C. Almeida}

When I crack that whip,
everybody gonna trip
Just like a circus
Don't stand there watchin' me
follow me
Show me what you can do
Ayla Lennox
avatar
Filhos de Selene
Mensagens :
1063

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Festa de Halloween

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum