Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

{Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qua 16 Nov 2016, 15:04


Kindred

Tales of Death


Duas pessoas quase completamente diferentes em uma missão podem gerar dois resultados: sucesso surpreendente ou catástrofe previsível. Aparentemente as Parcas resolveram brincar com aqueles destinos tão conflitantes e cheios de incógnitas, e uma jornada para o autodescobrimento se iniciava para ambos.

* * *

"Houve, outrora, um homem pálido com cabelos negros que estava muito sozinho... Tudo que existe precisava encontrar esse homem, então... afastaram-se dele. Ele dividiu-se em dois, com um machado... para que sempre tivesse um amigo."

Pontos obrigatórios:

Os dois ouvirão uma voz grave em sonho, onde tudo está escuro. A voz ordena apenas “Despertem” e, sem saber a quem obedeciam, ambos deverão abrir os olhos. Um corvo canta neste momento;
Quando acordarem, estarão armados e em uma dimensão completamente diferente da usual, em um cemitério sem cores, tudo é em preto e branco. Narrar a reação a isso;
Os semideuses só então vão ver um ao outro e este é o momento em que encaixam suas tramas (Mikhael sentirá o medo natural à presença do filho de Thanatos e Alex se incomodará por ter companhia). Reajam;
No momento em que começarem a verdadeiramente se desentender, a voz ordenará “Despertem” novamente, o corvo cantará mais uma vez e um túmulo explodirá ao longe, de onde um morto-vivo armado com espada e escudo surgirá. Terminar o post neste momento.

Condições dos combatentes:

Alex Von Deadman: HP 180/190; MP 165/190
Mikhael Campbell: HP 190/190; MP 190/190

Informações adicionais:

Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell
Local atual: Mundo alternativo
Tempo: 00:00 (tudo é cinzento, não há noção de tempo para os semideuses)
Clima: frio, 16 °C
Prazo de postagem: 5 dias
Evite templates muito estreitos (menos de 400px) e com barrinhas e cores cegantes
Armas e poderes utilizados no turno em spoiler ou code no fim do post
Boa sorte!

Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Henry Von Helsen em Qua 16 Nov 2016, 15:20



   
   
   








Kindred
Tales of death


Escuridão era a única coisa que Mikhael conseguia ver... Ou não ver nesse caso. Tinha consciência que estava em um sonho, por algum motivo conseguia sentir aquilo, e por mais que tentasse despertar daquilo não era possível. Pelo menos não era até ele pudesse ouvir uma voz ecoar do nada. "Desperte" ela ordenava, e como um instinto o garoto abriu seus olhos.

Após os abrir outro som pudera ser ouvido, não era a voz rouca e grave que havia mandado ele despertar. Nem se quer era uma voz, e sim um som de canto, não de uma pessoa e sim de um pássaro. Um corvo mais exatamente. E todos sabem que quando um corvo cantar é sinal de que algo ruim está para acontecer.

Quando finalmente conseguiu enxergar alguma coisa percebeu que não estava em um lugar conhecido, muito menos um ambiente agradável. Ele não tinha cor. Tudo era completamente monocromático. Preto no branco. Branco no preto. E aquilo conseguia causar certo nervosismo em Mikhael, o que era realmente difícil de se fazer.

Depois de alguns instantes tentando entender o que estava acontecendo ou até mesmo onde estava, pode notar que era uma espécie de cemitério, cheio de jazigos, sepulturas, e algumas covas abertas no chão. O garoto apertou suas mãos na tentativa de se acalmar foi ai que sentiu algo duro em seus dedos, e ao olhar para sua mão direita perceber que estava com sua faca em punhos.

Ao olhar melhor em seu redor ele viu um outro rapaz ao seu lado. Aquilo fez o garoto travar por completo e a imagem de alguns meses atrás começaram a voltar a tona em sua cabeça. Sua madrasta atirada no chão sangrando, enquanto aqueles dois filhos de Thanatos encaravam Mikhael, e toda aquela sensação de medo, incomodo, e desconfortou surgiram. Era exatamente aquilo que ele sentia naquele momento.

Naquele momento uma raiva tomou conta do garoto. Ele então avançou em direção a outra pessoa que estava ali, a forçando contra uma lápide que tinha lá. Levou a lâmina em sua mão até o pescoço dele, apertando levemente contra a pele.

— Você é um deles não é? — Gritou Mikhael enquanto encarava o rapaz. — Vou matar todos vocês. Um por um.

O rapaz deu um leve empurrão em Campbell, e logo se colocou em posição de luta, questionando quem era, que lugar era aquele e se o garoto tinha os levado para lá. Mas antes que alguma resposta pudesse ser dada, a voz ressurgiu falando "despertem", e o corvo novamente pôs-se a cantar. Uma explosão de um túmulo pode ser ouvida ao longe e um morto-vivo surgiu, empunhando uma espada e um escudo.

A única coisa que vinha na mente de Mikahel era "Que merda é essa?"

Arsenal:
Δ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão direita.);

Δ {Albare} / Arco Longo [Arco moderno, e de longo alcance, podendo lançar flechas até 50mt, com a eficácia caindo acima disso, podendo chegar no máximo a 75mtrs, mas com chances de acerto, força e estabilidade de tiro bem menores, reduzindo muito seus efeitos. Requer certa força física, e a pessoa que quiser utilizar essa arma terá que ter um pouco mais de perícia.Seu material é o mesmo do arco curto, sendo feito de madeira de qualidade e banhado a bronze, mas sua estrutura requer mais cuidado ao forjar, já que sua envergadura é grande, precisando ser resistente para suportar a tensão da corda.][Madeira e Bronze. Nívem mínimo: 2. Sem elementos] (Preso em suas costas);

Δ {Nisi} / Aljava comum [Bolsa de couro simples com capacidade para até 50 flechas. possui correias para serem presas nas costas ou cintura. O formato e resistência não facilita o uso para outros fins][Couro][Sem elemento, sem nível mínimo] (Ao lado do arco, pendente do ombro.);

Δ Flechas de bronze sagrado [Flechas comuns, com hastes finas de madeira, pena de ganso para dar estabilidade e ponta de bronze sagrado. Pouco resistentes, mas de efeito considerável se bem utilizadas. Não acompanha aljava.][madeira, pena e bronze sagrado][Sem nível mínimo, sem elemento][44 flechas] (Dentro da Aljava);

Δ {Adder} / Peitoral [Feito com as escamas de uma dracaena, é uma peça flexível e resistente, se ajustando facilmente ao corpo do usuário e cobrindo completamente o tronco, semelhante a uma armadura de couro leve. No peito, a cabeça de um basilisco em miniatura feita de bronze se destaca.] {Bronze sagrado e escamas de dracaena} (Nível Mínimo: 5) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão "Correio" avaliada por Apolo e atualizada por ~Eos] (No peitoral);
Post 01 || Confuso || Alex || Cemitério do Mal ||
Henry Von Helsen
Filhos de Macária
Mensagens :
45

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qua 16 Nov 2016, 16:34


Kindred

tales of death


Nunca pensei que algo tão estranho me aconteceria... Mentira, coisas estranhas em minha vida nunca são novidade, eu apenas não tenho criatividade para imaginar as loucuras que me ocorrem. Tinha passado o dia pensando no início de minha jornada para descobrir quem ou o que eu era e pensei que teria sossego quando finalmente fui dormir, mas parece que me esqueci do fato de ser um semideus. É, semideuses não tem paz nem em sonhos.

Tudo era escuro e eu tinha a consciência de estar deitado em algum lugar. Esperava ser minha cama, mas a sensação era estranhamente diferente e eu simplesmente não conseguia abrir os olhos por mim mesmo. Foi apenas quando uma voz grave o suficiente para arrepiar a espinha de um filho de Thanatos falou que consegui abrir os olhos e fitar o lugar onde estava, ouvindo um canto detentor de maus presságios de um corvo.

— Despertem! — Disse a voz e, quando a escuridão deixou meus olhos, vi-me em uma floresta de lápides brotando de um gramado que deveria ser verde, sob um céu que deveria ser, o quê... azul escuro? Que hora era aquela? Tudo era preto e branco, como se algum deus brincalhão tivesse arrancado as cores do mundo, e era-me impossível saber em que tempo eu me encontrava.

Olhei em volta, buscando respostas. Não havia um indício do que aquilo tudo significava, mas quando meus olhos captaram algo diferente de sepulturas, percebi que não estava só. Ah, não... Comecei a me sentar, vendo o garoto de aparência peculiar a certa distância também me olhar com estranheza, mas havia algo mais em sua expressão, era como uma raiva quase irrefreável, e isso se provou quando ele avançou de súbito em minha direção.

— Você é um deles não é? — O rapaz berrou, sem que eu fizesse a mínima ideia do que ele estava falando. — Vou matar todos vocês. Um por um.

Ele não fazia ideia... Pelos céus, ele não podia imaginar o quando aquilo me causava repulsa. Eu, que sempre odiei ter a presença de outros perto de mim, era agora tocado com brutalidade, com a lâmina de uma faca gelando meu pescoço, de modo a me fazer sentir mais uma vez não ser parte daquele mundo ou de qualquer outro e fazendo uma raiva súbita e crescer dentro de mim.

Sem pestanejar, agarrei-lhe os ombros e o empurrei, dando-me espaço suficiente para me colocar em guarda e deixar minha foice pronta para a luta. Espera... Minha foice...? Só então percebi que estava equipado com minhas armas de reclamação, da exata maneira como geralmente saía para missões. O que diabos estaria acontecendo?

— Quem é você? Que lugar é este? Foi você quem nos trouxe aqui? — Furioso, bombardeei o desconhecido com perguntas, mas não houve tempo para que ele respondesse.

A voz grave bradou "Despertem!" outra vez e eu agora tinha sérias inseguranças sobre quem seria seu interlocutor. A resposta veio antes que eu pudesse formular uma hipótese, na forma de um novo canto do corvo de outrora, seguido pela explosão de um túmulo e pelo surgimento de um morto-vivo equipado com espada e escudo vindo em nossa direção, claramente hostil. Isso provavelmente significava luta e o pior era que eu tinha companhia.

Adendos:

Poderes utilizados:

Nenhum poder utilizado neste turno.

Armas levadas:

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qua 16 Nov 2016, 18:07


Kindred

Tales of Death


"Houve, outrora, um homem pálido com cabelos negros que estava muito sozinho... Tudo que existe precisava encontrar esse homem, então... afastaram-se dele. Ele dividiu-se em dois, com um machado... para que sempre tivesse um amigo."

* * *

Após a primeira explosão de túmulo e a aparição do primeiro morto-vivo, outras três explosões surgiram, seguidas de mais cinco. Logo, os dois semideuses estavam cercados de guerreiros zumbis que claramente queriam levá-los para o mundo dos mortos com eles.

— Comecem! — A grave voz ordenou, sendo seguida do terceiro canto do corvo.

Pontos obrigatórios:

Façam uma narração de acordo com a introdução acima;
Os zumbis não irão esperar, partirão para o ataque sem piedade. Nesse momento, os dois NÃO PODEM agir em conjunto, recusem-se a isso encaixando sua trama, seus motivos, etc.;
Narrem uma luta em dificuldade mediana contra, pelo menos, três dos zumbis. Não poupem detalhes, mostrem como se sentem na situação em que estão. Ambos DEVEM receber dois ferimentos nesta parte, decidam o local;
Vocês perceberão que, por mais que causem ferimentos ou "matem" os mortos-vivos, eles simplesmente não vão embora e só então perceberão que devem se unir, mas ainda não declarem isso em voz alta, apenas reajam a essa conclusão à sua maneira. Terminem o post neste ponto.

Condições dos combatentes:

Alex Von Deadman: HP 180/190; MP 165/190
Mikhael Campbell: HP 190/190; MP 190/190

Informações adicionais:

Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell
Local atual: Mundo alternativo
Tempo: 00:00 (tudo é cinzento, não há noção de tempo para os semideuses)
Clima: frio, 16 °C
Prazo de postagem: 5 dias
Evite templates muito estreitos (menos de 400px) e com barrinhas e cores cegantes
Armas e poderes utilizados no turno em spoiler ou code no fim do post
Boa sorte!

Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Henry Von Helsen em Qua 16 Nov 2016, 19:05



   
   
   








Kindred
Tales of death


Mais três explosões puderam ser ouvidas pelo rapaz. Logo depois mais cinco. Quando se deu conta, ele e o filho de Tânatos estavam cercados por um exército de mortos-vivos. Foi então que a voz novamente retornou. "Comecem" foi seu comando. Aquilo foi o suficiente para eles avançarem na direção dos semideuses.

O corvo cantou pela terceira vez. Os olhos de Mikhael percorreram rapidamente aquela floresta lotada de lápides e notou ao fundo, em cima de um jazigo o pequeno pássaro negro encarando eles. Um arrepio percorreu por toda a espinha do garoto. Pela primeira vez desde a morte de sua madrasta ele estava sentindo medo novamente.

Para sorte da prole do deusa da morte aqueles inimigos apareceram. Cambpell não teria piedade em acabar com ele ali mesmo.

Girou sua faca e a colocou de volta em sua bainha na coxa. E pegou seu arco em seus costas, que até então não tinha percebido que estava lá, só foi se dar conta por causa do seu instinto em usá-lo. Retirou uma flecha na aljava e a colocou na arma, apontando para um dos mortos-vivos que vinham em sua direção. Apesar de parecerem furiosos, não eram tão rápidos.

Mikhael fechou seu olho direito mirando na testa do morto vivo, pois apesar de ser destro, seu olho dominante era o esquerdo. O tiro foi certeiro o fazendo voar para trás. Nesse meio tempo a guarda dele ficou baixa por uns instantes, sendo o suficiente para ser acerto por um golpe nas costas, o fazendo cair para frente.

— Maldito! — Gritou o moreno enquanto se levantava e colocava o arco novamente em suas costas. — Você irá pagar por isso com a sua vida. — Ele riu do seu próprio comentário revirando os olhos. — Você não está vivo, me esqueci disso.

Dois vieram em sua direção. O rapaz segurou um deles e o jogou sem pensar na direção do outro semideus, e ao perceber o fato soltou uma risada debochada enquanto o encarava.  Então ele foi acertado por um golpe em sua coxa na parte de trás, o fazendo arfar com a dor. Logo em seguida caiu no chão, se apoiando com a perna não ferida.

Se virou para o lado em que havia sido acertado e foi recebido com um soco no rosto o fazendo cair de costas no chão.  O morto-vivo não perdeu tempo e continuou indo para cima dele e tentou enfincar a espada em seu peitoral. O garoto girou para o lado desviando do golpe e lhe deu um rasteira, o que o fez cair deixando sua espada e escudo caídos também. Mikhael pegou a espada do zumbi, e enfiou em sua nuca a perfurando.

O moreno virou-se para trás ao perceber que alguém o atacaria por ali e então percebeu a espada descendo na direção da sua face, fazendo um corte que ia do começo de sua testa até o fim da maçã do rosto. Ele deu um pulo para trás antes que o dano pudesse ser maior. Com uma certa agilidade ele arrancou a faca da bainha em sua coxa, e a enfiou na jugular do morto-vivo fazendo um grande corte no local.

Retirou a arma e caminhou para trás, pronto para mais ataques. Porém ele ficou surpreso ao ver que os que ele tinha "matado" estavam vivos novamente e pronto para mais um ataque. Ele olhou para o semideus presente ali, e pode notar que os que ele também havia dado um fim voltaram também. Ele revirou os olhos e suspirou fundo. Provavelmente teria que se unir a ele para poderem acabar com os inimigos mais rápido.

Arsenal:
Δ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão direita.);

Δ {Albare} / Arco Longo [Arco moderno, e de longo alcance, podendo lançar flechas até 50mt, com a eficácia caindo acima disso, podendo chegar no máximo a 75mtrs, mas com chances de acerto, força e estabilidade de tiro bem menores, reduzindo muito seus efeitos. Requer certa força física, e a pessoa que quiser utilizar essa arma terá que ter um pouco mais de perícia.Seu material é o mesmo do arco curto, sendo feito de madeira de qualidade e banhado a bronze, mas sua estrutura requer mais cuidado ao forjar, já que sua envergadura é grande, precisando ser resistente para suportar a tensão da corda.][Madeira e Bronze. Nívem mínimo: 2. Sem elementos] (Preso em suas costas);

Δ {Nisi} / Aljava comum [Bolsa de couro simples com capacidade para até 50 flechas. possui correias para serem presas nas costas ou cintura. O formato e resistência não facilita o uso para outros fins][Couro][Sem elemento, sem nível mínimo] (Ao lado do arco, pendente do ombro.);

Δ Flechas de bronze sagrado [Flechas comuns, com hastes finas de madeira, pena de ganso para dar estabilidade e ponta de bronze sagrado. Pouco resistentes, mas de efeito considerável se bem utilizadas. Não acompanha aljava.][madeira, pena e bronze sagrado][Sem nível mínimo, sem elemento][44 flechas] (Dentro da Aljava);

Δ {Adder} / Peitoral [Feito com as escamas de uma dracaena, é uma peça flexível e resistente, se ajustando facilmente ao corpo do usuário e cobrindo completamente o tronco, semelhante a uma armadura de couro leve. No peito, a cabeça de um basilisco em miniatura feita de bronze se destaca.] {Bronze sagrado e escamas de dracaena} (Nível Mínimo: 5) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão "Correio" avaliada por Apolo e atualizada por ~Eos] (No peitoral);
Post 02 || Animado com a luta || Alex || Cemitério do Mal ||
Henry Von Helsen
Filhos de Macária
Mensagens :
45

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qui 17 Nov 2016, 17:13


Kindred

tales of death


Se fosse apenas um morto-vivo já estaria de bom tamanho, ficar em companhia de outro semideus (ainda por cima um que queria me matar sem que eu soubesse seus motivos) era uma verdadeira tortura. Porém, como desejo de meio-sangue nem sempre é atendido, vi outros túmulos explodirem depois do primeiro e revelar mais adversários de uma só vez. Três, cinco, sete... uma maldita progressão aritmética de zumbis querendo nos matar.

Sem demora, os seres no limbo partiram para cima de nós e precisei lidar com três de uma única vez. O cabo da foice era o que os mantinha ligeiramente afastados de meu corpo, mas suas espadas estendidas em minha direção ameaçavam-me constantemente, mantendo-me preso a eles e com extrema dificuldade para, de fato, derrotá-los. Nem mesmo tentei avistar o outro rapaz, apenas ouvia suas interjeições de valentia enquanto enfrentava, provavelmente, a mesma dificuldade que eu.

Não, eu não faço o tipo malvado, que não se importa com os demais. Na verdade, até invejo quem consegue agir desta maneira. Meu problema é não me sentir bem na presença de formas humanas de vida e, se o ser humano em questão já se mostra hostil logo à primeira vista, eu facilmente passo a olhá-lo como apenas um incômodo a ser ultrapassado para seguir com meu caminho. Naquele cemitério monocromático, porém, parecia que o caminho dele estava entrelaçado ao meu, o que me irritava muito!

Foi depois de jurar matar um dos mortos-vivos que minha indiferença em relação a ele se tornou em raiva. Estava quase conseguindo acabar com um dos três zumbis que me cercavam quando um quarto trombou com as minhas costas, atirado por ninguém menos que o semideus desconhecido que desejava me matar. Foi o suficiente para que eu recebesse um belo corte na lateral direita do abdome.

— Dê conta dos seus oponentes sozinho! — Chutei o zumbi que me fora atirado para longe, sem a menor intenção de fazê-lo atingir algo ou alguém em particular, como até seria compreensível. Acabei por descontar minha fúria em um arco traçado com a foice, arrancando a cabeça do primeiro dos três zumbis mais próximos, mas não consegui sentir sua morte definitiva.

Os outros dois continuaram atacando e acabei tomando um corte na panturrilha esquerda durante a luta, fazendo meu sangue derramar no solo cinzento novamente. O ardor dos ferimentos, a confusão de estar em um local totalmente desconhecido e ser obrigado a acordar e lutar, a ciência de que o único que poderia agir em consonância comigo tinha-me uma rixa desconhecida... tudo me enfurecia de forma absurda e eu sabia que precisava terminar com aquilo logo.

A ideia para o ataque veio quando um dos zumbis ergueu o braço para baixar a espada na direção de meu pescoço. Em um rápido desvio, saí do alcance de seu movimento e apertei minha mão em seus olhos a fim de causar-lhe uma queimadura por frio enquanto desferia o golpe final no outro oponente que ainda estava de pé. O atingido pelo poder gélido deixou sua arma cair e gemeu com extrema dor, fazendo-me sorrir. Passei a lâmina da foice com força em seu pescoço e arranquei-lhe a cabeça, imaginando ter vencido o primeiro desafio.

Quase não acreditei quando vi o primeiro morto-vivo ficando de pé novamente e o segundo se movendo para levantar também. O que raios eu deveria fazer para destruir aquelas coisas? O terceiro começava a se levantar e todos os outros que saíram de suas tumbas antes estavam claramente mais próximas. Olhei para o semideus ao meu lado e notei em sua expressão a mesma surpresa que eu devia estar demonstrando. O garoto revirou os olhos e suspirou fundo, provavelmente chegando a mesma maldita conclusão a que eu chegava: deveríamos nos unir.

Adendos:

Poderes utilizados:

ATIVOS:
Toque gélido (Nível 4) -
O toque do filho de Thanatos torna-se capaz de provocar dano, como queimaduras por frio. Resistência elemental não faz efeito, uma vez que não há a produção de gelo ou manifestação elemental - mas tampouco causa dano adicional a quem possui sensibilidade ao elemento. Deve ser usado diretamente sobre a pele do alvo. Cada ativação é um toque, e a ativação é perdida mesmo se não acertar o alvo, provocando o gasto de MP. Dura apenas o turno de uso. [Novo]

Armas levadas:

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qui 17 Nov 2016, 17:41


Kindred

Tales of Death


"Houve, outrora, um homem pálido com cabelos negros que estava muito sozinho... Tudo que existe precisava encontrar esse homem, então... afastaram-se dele. Ele dividiu-se em dois, com um machado... para que sempre tivesse um amigo."

* * *

Perceber que deveriam trabalhar juntos era, de longe, a parte mais fácil. Mikhael e Alex deveriam confiar um no outro e agir como um único espírito. Este seria o grande desafio.

Pontos obrigatórios:

Façam uma narração de acordo com a introdução acima;
Os zumbis vão encará-los e logo irão atacar. Saibam que agora precisam agir em total harmonia e, portanto, devem se atentar às ações um do outro;
Demonstrem certa relutância no início, podem narrar algum conflito de ideias, o que fará com que o resultado demore mais a chegar;
Quando finalmente agirem como parceiros, os zumbis que vocês derrotarem permanecerão mortos. Receberão três ferimentos cada um no processo de batalha, escolham os momentos em que estes ferimentos ocorrerão;
Terminem o post quando derrotarem os zumbis. São 25, no total.

Condições dos combatentes:

Alex Von Deadman: HP 172/190; MP 149/190 - reduções por uso de poder e ferimentos
Mikhael Campbell: HP 182/190; MP 186/190 - reduções por desgaste físico e ferimentos

Informações adicionais:

Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell
Local atual: Mundo alternativo
Tempo: 00:00 (tudo é cinzento, não há noção de tempo para os semideuses)
Clima: frio, 16 °C
Prazo de postagem: 5 dias
Evite templates muito estreitos (menos de 400px) e com barrinhas e cores cegantes
Armas e poderes utilizados no turno em spoiler ou code no fim do post
Boa sorte!

Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Henry Von Helsen em Seg 21 Nov 2016, 20:17



   
   
   








Kindred
Tales of death


O fato da sua madrasta ter sido morta por causa de dois filhos de Tânatos fazia o rapaz querer acabar com a raça do semideus presente ali. Mesmo sabendo sobre sua origem, sobre sua mãe ser a personificação da boa morte, ele ainda não estava forte o suficiente para conseguir completar sua vingança, afinal ele não possuía o reconhecimento de sua mãe e muito menos seus poderes.

Lembrar de Margot, sua madrasta, morrer diante dos seus olhos fazia a raiva começar a tomar conta de todo seu corpo. Cada músculo do seu corpo parecia se aquecer conforme a fúria se espalhava. Mikhael cerrou seu punho e respirou fundo, e contou até dez em voz alta.

O rapaz avançou em direção aos inimigos desferindo alguns chutes e socos. Antes de poder trabalhar como uma dupla com o semideus queria observar os movimentos dele para tentar encaixar-se para ser algo mais eficaz para ambos. Ele por sua vez fez o mesmo, os atacando com certa maestria, o que deixou Mike bastante surpreso. Mas mesmo assim, eles se mantinham de pé e não morriam.

O que lhe restava naquele momento era se juntar ao rapaz para poderem dar o fim nos mortos-vivos. O garoto apertou um pouco mais suas luvas, tirou o arco e a aljava das costas e as colorou no chão enquanto retirava seu peitoral. Caminhou na direção da prole de Tânatos e colocou o peitoral contra o tronco do corpo dele.

— Não me importa o você pensa de mim, ou o que eu penso de você. — Encarou o rapaz, o olhando nos olhos. — Veste isso e vai pra cima deles. Eu dou cobertura com o meu arco. — Arqueou a sobrancelha. — Ao menos que tenha outra ideia mais genial é o que temos pra hoje.

Assim que ele aceitou a oferta, Mikhael pegou sua aljava e recolocou em suas costas. O rapaz já com o colete avanço em direção aos mortos os atacando, enquanto o garoto atirava flechas nos que estavam querendo o atacar por trás. O filho de Tânatos lutava em nossa volta, enquanto não deixava nenhum deles atacarem Campbell.

Para a sorte dos rapazes, os inimigos continuavam mortos, o que fez um sorriso brotar nos lábios do moreno. Quando percebeu o outro havia colocado suas costas contra a dele, falando a sua ideia. Ela se consistia em ele ficar invisível enquanto Mike os distraía para um ataque surpresa.

Mikhael colocou seu arco novamente em suas costas e pegou sua faca. Desferia alguns socos e chutes, outras vezes usava sua arma para cortar a cabeça deles fora. Como não era muito bom em combates corpo a corpo, levou três cortes, dois em cada braço e um no antebraço esquerdo.

Foi então que percebeu o outro semideus aparecer e começar ajudá-lo a derrotar o restante dos mortos-vivos que tinham ali. Não demorou muito já que o outro já havia derrotado boa parte deles com o primeiro plano. Por fim todos haviam morrido de fato.
Arsenal:
Δ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão direita.);

Δ {Albare} / Arco Longo [Arco moderno, e de longo alcance, podendo lançar flechas até 50mt, com a eficácia caindo acima disso, podendo chegar no máximo a 75mtrs, mas com chances de acerto, força e estabilidade de tiro bem menores, reduzindo muito seus efeitos. Requer certa força física, e a pessoa que quiser utilizar essa arma terá que ter um pouco mais de perícia.Seu material é o mesmo do arco curto, sendo feito de madeira de qualidade e banhado a bronze, mas sua estrutura requer mais cuidado ao forjar, já que sua envergadura é grande, precisando ser resistente para suportar a tensão da corda.][Madeira e Bronze. Nívem mínimo: 2. Sem elementos] (Preso em suas costas);

Δ {Nisi} / Aljava comum [Bolsa de couro simples com capacidade para até 50 flechas. possui correias para serem presas nas costas ou cintura. O formato e resistência não facilita o uso para outros fins][Couro][Sem elemento, sem nível mínimo] (Ao lado do arco, pendente do ombro.);

Δ Flechas de bronze sagrado [Flechas comuns, com hastes finas de madeira, pena de ganso para dar estabilidade e ponta de bronze sagrado. Pouco resistentes, mas de efeito considerável se bem utilizadas. Não acompanha aljava.][madeira, pena e bronze sagrado][Sem nível mínimo, sem elemento][44 flechas] (Dentro da Aljava);

Δ {Adder} / Peitoral [Feito com as escamas de uma dracaena, é uma peça flexível e resistente, se ajustando facilmente ao corpo do usuário e cobrindo completamente o tronco, semelhante a uma armadura de couro leve. No peito, a cabeça de um basilisco em miniatura feita de bronze se destaca.] {Bronze sagrado e escamas de dracaena} (Nível Mínimo: 5) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão "Correio" avaliada por Apolo e atualizada por ~Eos] (No peitoral);
Post 02 || Animado com a luta || Alex || Cemitério do Mal ||
Henry Von Helsen
Filhos de Macária
Mensagens :
45

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Ter 22 Nov 2016, 01:53


Kindred

tales of death


Ter companhia para uma batalha era algo que me desagradava intensamente. Sempre me senti tão diferente que jamais fiquei confortável em estar perto de outras pessoas, mas minha limitação precisava ser deixada de lado naquele momento. Quando os zumbis rapidamente tornaram a atacar, comecei a agir de forma menos individualista, reparando em cada investida do semideus ao meu lado para agir em consonância com ele.

O problema era que nossos oponentes continuavam sem morrer, por mais que os enchêssemos de ferimentos e golpes mortais. Seu número era bem maior que o nosso e sua insistência facilmente nos venceria pelo cansaço se alguém não tomasse logo uma atitude. Foi nesse momento, um raro minuto de paz em meio aos ataques, que o garoto retirou seu peitoral e o ofereceu a mim, pedindo que eu avançasse sobre os mortos-vivos enquanto ele dava cobertura.

Não era a atitude que eu esperava. O garoto que até minutos atrás queria me matar agora se oferecia para cuidar de minha segurança? Parecia-me quase como um pedido impossível e claramente pareci desconfiado, pois ele arqueou a sobrancelha e me desafiou a pensar em um plano melhor. Óbvio que eu ainda não o tinha e, portanto, aceitei a ideia dele e vesti o peitoral emprestado. Tudo o que eu esperava era que, dessa vez, as criaturas permanecessem mortas!

Começamos a batalha novamente. Corri para cima dos zumbis com toda a minha garra para derrotá-los e desferi arcos contínuos, arrancando cabeças e abrindo ferimentos mortíferos em cada oponente que aparecia diante de mim. Circundei toda a área ao redor de onde meu, agora, parceiro se encontrava e acabei recebendo mais dois cortes (um em cada braço) no processo, mas sorri ao ver que boa parte de nossos oponentes agora estava definitivamente morta.

Voltei ao local onde o garoto estava a fim de dizer-lhe algumas coisas. Durante a batalha, acabei conseguindo traçar um plano e ver os mortos-vivos mais alarmados com nosso ataque conjunto era um tanto propício para o que eu tinha em mente. Assim, me aproximei com a foice em riste para possíveis ataques e colei minhas costas à dele, de modo que dávamos cobertura um ao outro.

— Olhe só... Sua vez de confiar em mim, ok? Minha capa pode me ocultar e agirei em modo furtivo. Eles estão em alerta, esperando partirmos daqui. Vou entrar invisível no meio deles e pegá-los desprevenidos enquanto lutam com você e ficam sem saber onde estou. Vamos acabar com eles de uma vez por todas. Pode ser?

Depois de nosso primeiro ataque ter sido um sucesso, não me surpreendeu que o rapaz tivesse aceitado minha ideia. Quis devolver-lhe o peitoral, mas os zumbis restantes não tinham a menor vontade de nos dar tempo para isso, assim fechei logo a capa em torno de mim e ativei seu poder furtivo para então me infiltrar entre os mortos-vivos.

Vez ou outra era possível ver um dos zumbis caindo subitamente depois de um golpe meu. Meu parceiro parecia estar se saindo muito bem lá no centro da roda e depois derrubar vários dos nossos oponentes (e acabar tomando um corte acidental pelo movimento descoordenado de um deles), tornei a me mostrar apenas para encerrarmos de vez aquela luta. Era o que precisávamos fazer desde o início: trabalhar como equipe.

Adendos:

Poderes utilizados:

Sem poderes de reclamação neste turno. Apenas a ocultação feita pela capa.

Armas levadas:

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Ter 22 Nov 2016, 12:07


Kindred

Tales of Death


"Houve, outrora, um homem pálido com cabelos negros que estava muito sozinho... Tudo que existe precisava encontrar esse homem, então... afastaram-se dele. Ele dividiu-se em dois, com um machado... para que sempre tivesse um amigo."

* * *

Como se ambos caíssem em uma dobra do multiverso ou em uma ilusão de uma dimensão paralela, Mikhael e Alex viram-se girando sem controle em meio a um turbilhão de túmulos até que seus pés pousaram novamente no chão, no mesmo cenário, mas um pouco mais alto na colina monocromática. O corvo de antes cantou novamente e, atrás deles, a presença de um homem de pele da cor de cera e cabelos mais escuros que a noite mais profunda os fazia sentir como se a vida lhes estivesse sendo drenada.

— Vocês nem mesmo tentaram saber o nome um do outro?

O homem parecia cansado, mas, em parte satisfeito e sua essência não ficou oculta mesmo quando sorriu de forma pacífica e condolente: aquele era simplesmente o espírito primordial da Morte.

Pontos obrigatórios:

Façam uma narração de acordo com a introdução acima;
Morte dará uma espécie de lição de moral a vocês, ressaltando o fato de que o trabalho em equipe é essencial e que generalizar pessoas com base em crenças pregressas é um erro. Encaixem isso em suas tramas, não precisam mostrar a fala do primordial;
Reajam à lição do primordial. Podem questioná-lo e se mostrar como donos da razão, podem apenas refletir no que ele disser. Seja qual for a reação a resposta da Morte será a mesma: "Todos tem o bem e o mal dentro de si. Vocês estão no limiar de sua jornada. Sejam sábios.";
Assim que ele disser isso, a dobra no espaço dimensional se repetirá novamente, mais forte e vocês desmaiarão devido ao turbilhão. Terminem o post neste momento.

Condições dos combatentes:

Alex Von Deadman: HP 160/190; MP 145/190 - reduções por desgaste físico e ferimentos
Mikhael Campbell: HP 170/190; MP 182/190 - reduções por desgaste físico e ferimentos

Informações adicionais:

Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell
Local atual: Mundo alternativo
Tempo: 00:00 (tudo é cinzento, não há noção de tempo para os semideuses)
Clima: frio, 16 °C
Prazo de postagem: 5 dias
Evite templates muito estreitos (menos de 400px) e com barrinhas e cores cegantes
Armas e poderes utilizados no turno em spoiler ou code no fim do post
Boa sorte!

Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Henry Von Helsen em Ter 29 Nov 2016, 17:59



   
   
   








Kindred
Tales of death


Depois que todos os zumbis haviam finalmente sido derrotados, o rapaz finalmente achou que iria poder ter uma conversa com o outro semideus e cumprir uma parte da sua promessa acabando com ele ali mesmo.

Mas quando percebeu já não existia mais um chão em baixo dos seus pés e então ele começou a girar na imensidão do nada, com várias covas ao redor caindo, como se despencassem de uma alta colina. Até que seus pés tocaram novamente o solo firme.

Novamente pode ser ouvido ao longe o som do corvo cantando. Mikhael sentiu alguém atrás dele, e quando se virou pode notar um  velho pálido e com cabelos negros, e sua presença causava uma grande desconforto no garoto, como se toda a sua vida esvaísse  de seu corpo, o deixando como uma casca sem alma.

— Vocês nem mesmo tentaram saber o nome um do outro? — A voz saiu da boca dele de forma pacífica.

E por mais que a forma como ele pronunciou aquelas palavras quisessem passar condolência para eles, de alguma forma a sensação continuava a mesma. Mas antes que Mikhael pudesse falar algo, o velho começou a falar novamente.

Ele então começou a explicar que o trabalho em equipe é essencial e melhor do que o trabalho solitário, e por mais que tivessem tido experiências ruins não deveriam generalizar todas as pessoas por isso, afinal era um erro.

— Claro que não! — Respondeu. — Todos eles são iguais. Todos eles são maus e ferem as pessoas que nos amamos. Todos os filhos de Tânatos devem morrer. — O encarou enquanto as palavras saltavam de sua boca.

Afinal para o rapaz todos eles eram iguais. Todos deveriam pagar pela morte de sua madrasta. Pensar naquilo o deixava ligeiramente furioso.

— E matar eles vai te tornar uma pessoa má, não? — Sua voz se mantinha pacífica. —  Todo ser vivo tem o bem e o mal dentro de si. Vocês estão no limiar de sua jornada. Sejam sábios.

Pela segunda vez o chão para eles sumiu e novamente começaram a girar. Dessa vez era ainda mais forte e mais intenso. Os olhos de Mikhael começaram a fechar lentamente enquanto tentava se segurar em algo, mas tudo aquilo foi falho, e então desmaiou.
Arsenal:
Δ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] (Na mão direita.);

Δ {Albare} / Arco Longo [Arco moderno, e de longo alcance, podendo lançar flechas até 50mt, com a eficácia caindo acima disso, podendo chegar no máximo a 75mtrs, mas com chances de acerto, força e estabilidade de tiro bem menores, reduzindo muito seus efeitos. Requer certa força física, e a pessoa que quiser utilizar essa arma terá que ter um pouco mais de perícia.Seu material é o mesmo do arco curto, sendo feito de madeira de qualidade e banhado a bronze, mas sua estrutura requer mais cuidado ao forjar, já que sua envergadura é grande, precisando ser resistente para suportar a tensão da corda.][Madeira e Bronze. Nívem mínimo: 2. Sem elementos] (Preso em suas costas);

Δ {Nisi} / Aljava comum [Bolsa de couro simples com capacidade para até 50 flechas. possui correias para serem presas nas costas ou cintura. O formato e resistência não facilita o uso para outros fins][Couro][Sem elemento, sem nível mínimo] (Ao lado do arco, pendente do ombro.);

Δ Flechas de bronze sagrado [Flechas comuns, com hastes finas de madeira, pena de ganso para dar estabilidade e ponta de bronze sagrado. Pouco resistentes, mas de efeito considerável se bem utilizadas. Não acompanha aljava.][madeira, pena e bronze sagrado][Sem nível mínimo, sem elemento][44 flechas] (Dentro da Aljava);

Δ {Adder} / Peitoral [Feito com as escamas de uma dracaena, é uma peça flexível e resistente, se ajustando facilmente ao corpo do usuário e cobrindo completamente o tronco, semelhante a uma armadura de couro leve. No peito, a cabeça de um basilisco em miniatura feita de bronze se destaca.] {Bronze sagrado e escamas de dracaena} (Nível Mínimo: 5) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Missão "Correio" avaliada por Apolo e atualizada por ~Eos] (No peitoral);
Post 02 || Animado com a luta || Alex || Cemitério do Mal ||
Henry Von Helsen
Filhos de Macária
Mensagens :
45

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qua 30 Nov 2016, 17:25


Kindred

tales of death


O que aconteceria agora? Tínhamos destruído os mortos-vivos e mas não fazíamos ideia do que tudo aquilo significava. Como viemos parar aqui, afinal? Quem é esse garoto? Comecei a tirar o peitoral emprestado para devolvê-lo ao dono e talvez conhecê-lo, saber por que queria me matar antes, quando tudo começou a se mover sob meus pés e subitamente eu não tinha mais controle de meu próprio corpo.

Não consegui saber se estava suspenso no ar e tudo se mexia, se meu corpo estava rodopiando sozinho ou se eram as duas coisas juntas. Os túmulos formavam um borrão cinza ao meu redor e só consegui me concentrar em manter a lâmina da foice bem afastada de mim. Quando pensei que aquilo não teria mais fim, meus pés tocaram uma superfície dura e meu corpo rolou para o lado, ainda sob efeito do movimento.

Ofegante e tentando não ficar mais tonto do que já estava, mirei um ponto no horizonte (que por sinal era uma das lápides do local que tinha acabado de girar) e comecei a me levantar, só então percebendo que estava em um nível mais acima de onde a batalha ocorrera havia tão pouco tempo, como uma colina. O corvo de antes cantou novamente, as perguntas pipocavam em minha mente e o outro garoto também parecia confuso, mas havia uma sensação a mais por ali...

— Vocês nem mesmo tentaram saber o nome um do outro? — Uma voz gélida soou atrás de nós, parecendo descrente mas condolente ao mesmo tempo. O outro rapaz e eu nos viramos para trás ao mesmo tempo e não sei explicar bem o que senti até agora.

O dono da voz era um homem muito pálido, como se não houvesse qualquer resquício de sangue correndo por seu corpo, e tinha cabelos negros como a mais profunda noite, tão escuros que fariam até mesmo o ser mais corajoso sentir medo. Minha visão pareceu desfocar, minha força parecia ser drenada, era como se eu estivesse sendo abraçado pela própria...

— Pai...? — O homem negou com um breve aceno de cabeça e o desespero me foi ainda maior. De alguma forma eu imaginava que Thanatos não causaria uma sensação como aquela em seus filhos, o que significava que aquele homem diante de nós era ainda mais poderoso, uma magia primordial: ele era a própria Morte, o espírito que se dividia entre deuses como meu pai e Macária.

A Morte começou a falar com uma calma assustadora, literalmente mortífera. Sua voz, como se atravessasse muitas águas, ecoava em meus ouvidos palavras sobre agir sem individualismo e saber que uma equipe é muito mais forte que um semideus sozinho. Também falou que nem todos eram iguais, mas parecia ser dirigido ao outro garoto, pois ele rebateu com veemência e me fez perceber novamente que nutria um ódio terrível por mim e meus irmãos. E eu nem sabia o motivo disso...

— Não me sinto bem agindo em conjunto — disse eu, depois que o outro esbravejou seu ódio e foi questionado por Morte. — Não me sinto... um igual.

— E não é. Ninguém é! — Novamente o olhar do velho espírito foi condolente ao fitar-nos e sua voz profunda dava-me a impressão de que ele sabia mais sobre nós do que nós mesmos. O que estava acontecendo, afinal? Eu quis perguntar, quis questionar, mas antes que minha boca se abrisse para tentar formar uma indagação, a voz dele soou de novo: — Todos têm o bem e o mal dentro de si. Vocês estão no limiar de sua jornada. Sejam sábios.

Com esta incógnita plantada com sucesso em nossas mentes, o homem se calou e tudo voltou a girar ao nosso redor, desta vez mais forte. Tentei manter-me de olhos abertos e falar, fazer perguntas, mas acabei desmaiando antes mesmo de chegar perto de minhas intenções. Talvez pela força do novo turbilhão, talvez pelo efeito do espírito da morte em mim, mas simplesmente estava apagado naquele momento.

Adendos:

Poderes utilizados:

Sem poderes neste turno.

Armas levadas:

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qua 30 Nov 2016, 18:40


Kindred

Tales of Death


"Houve, outrora, um homem pálido com cabelos negros que estava muito sozinho... Tudo que existe precisava encontrar esse homem, então... afastaram-se dele. Ele dividiu-se em dois, com um machado... para que sempre tivesse um amigo."

* * *

A última visão de Alex e Mikhael daquele estranho mundo monocromático foi o espírito da Morte se levantar como um rei ao olhar para eles. Em sua mão direita, uma esfera de energia negra pairava sob seu domínio. Em seu ombro direito, o corvo que sempre cantava estava pousado.

Três horas tinham-se passado no mundo real desde que os semideuses foram levados para o estranho cemitério. Eles estavam de volta ao local onde tinham dormido.

Pontos obrigatórios:

Façam uma narração de acordo com a introdução acima;
Ambos acordarão com um susto. O fim da "viagem" no vórtice termina com o despertar de ambos. As armas que vocês possuíam na missão estarão no lugar onde vocês deixaram antes de dormir, como se nada tivesse acontecido.;
Narrem alguma reflexão em cima do que Morte disse a vocês, preferencialmente em relação ao início de sua jornada;
Terminem o post à maneira de vocês, coerente com sua trama e com os acontecidos que acabaram de vivenciar.

Condições dos combatentes:

Alex Von Deadman: HP 160/190; MP 145/190 - sem reduções no último turno narrado
Mikhael Campbell: HP 170/190; MP 182/190 - sem reduções no último turno narrado

Informações adicionais:

Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell
Local atual: Mundo alternativo
Tempo: 03:00 (horário do Acampamento Meio-Sangue)
Clima: frio, 16 °C
Prazo de postagem: 5 dias
Evite templates muito estreitos (menos de 400px) e com barrinhas e cores cegantes
Armas e poderes utilizados no turno em spoiler ou code no fim do post
Boa sorte!

Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Qua 21 Dez 2016, 01:41


Kindred

tales of death


A última coisa que consegui ver antes do desmaio foi Morte se levantar e segurar uma esfera negra com o corvo cantante em seu ombro. O forte vórtice apagou minha visão gradativamente e, quando parei de sentir tudo girar, despertei de súbito em um lugar escuro e deitado sobre alguma superfície macia e conhecida por meu corpo — eu tinha voltado ao chalé de Tânatos.

Ao meu redor, meus irmãos dormiam tranquilamente e o relógio sobre a mesa de cabeceira marcava três da madrugada e eu não fazia ideia de que todo aquele tempo tinha passado e, pelo que parecia, ninguém tinha notado a minha ausência. Estive mesmo ausente? Eu já não sabia se fora um sonho ou realidade, mas no mundo dos semideuses tudo poderia acontecer.

Sentei-me e vi que minhas armas estavam intactas no lugar onde eu havia posto depois dos treinos noturnos, mas meu corpo estava cansado e dolorido demais para considerar aquilo apenas como um estranho sonho. De fato minha aventura ocorrera em um mundo alternativo até então desconhecido e lições importantes pareciam ter sido passadas.

Morte dissera que meu individualismo poderia ser prejudicial. Como isso era possível se eu só me sentia prejudicado quando agia em conjunto? Pelos deuses, por que aquela sensação estranha sempre acontecia? Por que todos pareciam tão coloridos, tão vivos, e eu não? Parecia que parte de minha alma simplesmente não existia mais nesse mundo e isso me aterrorizava, pois eu não sabia a explicação.

Era por este motivo que eu estava prestes a deixar o acampamento e começar uma viagem que prometia ser bastante perigosa para descobrir o que eu era, o que me levou a lembrar de Morte também falando sobre eu estar no limiar de minha jornada. Excelente, pensei, se acabar morrendo no processo, talvez até fique mais perto da resposta.

Deitei-me novamente e fiquei encarando a estátua de três metros de Tânatos alocada no centro do chalé. Não consegui dormir no restante daquela noite, estava ocupado demais pensando em tudo o que me seria necessário para a viagem, que deveria ocorrer o quanto antes. O ocorrido no cemitério do mundo alternativo me deu mais ânimo, embora houvesse o questionamento sobre o outro garoto. Mudanças estavam a caminho e eu mal podia esperar por elas.

~*~

Adendos:

Poderes utilizados:

Sem poderes neste turno.

Armas levadas:

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.
Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Alex Von Deadman em Sex 23 Dez 2016, 23:46


Kindred - The End

Tales of Death


Status finais - sugestão:

Alex Von Deadman: HP 160/190; MP 145/190 - uso de poderes e gasto de energia
Mikhael Campbell: HP 170/190; MP 182/190 - sem poderes, gasto de energia

Recompensa - sugestão:

Alex Von Deadman:
{Ravenclaw} / Corvo [Pássaro completamente negro, jovem, que canta sempre que pressente situação de perigo (favorável ou não) a ser presenciada por seu dono. Não possui quaisquer poderes além deste.] [HP 100/100] [Recebimento: Story Mode "Kindred", avaliada por _____ e atualizada por _____.]

Mikhael Campbell:
O player simplesmente desapareceu no último turno. Tentei contato, em vão. Recorri à administração do fórum para tirar dúvidas sobre a situação e tentamos outra vez, mas novamente foi em vão.

Alex Von Deadman
Filhos de Tânatos
Mensagens :
82

Localização :
Chalé de Thanatos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Kindred} - Story Mode para Alex Von Deadman e Mikhael Campbell

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum