Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

— team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Sab 8 Abr - 12:33


Team
we live in cities you'll never see on screen

O
sol já havia se despedido em tons alaranjados no horizonte. Tudo que restava no firmamento era o véu azul-marinho de Nyx adornado com estrelas que pareciam competir com o brilho dos outdoors e fachadas em neon dos prédios na cidade que nunca dormia.

Nova Iorque era um centro de entropia, não importava a hora. Acima disso, era um local repleto de possibilidades nas horas mais altas, o que não costumava significar coisas boas, a menos que você fosse extremamente rico, sortudo ou mortal.

E Brooklyn e Alloy não se encaixavam em nenhuma dessas três categorias.

* * *

O salão relativamente cheio de moças pareceu permanecer em silêncio apenas para poder observar melhor a discussão entre a dona do local e a garota mais nova.

— Não me interessa, Brooklyn! — Disse em voz alta. — Você já me causou problemas demais por hoje. Saia.

A semideusa abriu a boca para protestar mais uma vez, porém foi interrompida antes que qualquer palavra pudesse escapar de seus lábios. O som seco do tapa preencheu o ar, recebendo em resposta alguns arquejos das pessoas mais próximas.

Saia. — Praticamente a mulher rosnou daquela vez.

* * *

Alloy possuía centenas de perguntas, o que não era exatamente algo inesperado, afinal de contas, qualquer aspecto relacionado ao universo - ou os universos - costumava perturbar até mesmo as mentes mais sãs.

No entanto, suas indagações a haviam levado a locais indevidos e agora ela não via opção alguma além de fugir. A garota corria por entre ruelas escuras, estreitas e sujas em passos ágeis, ignorando até mesmo as poças de água fria e suja no caminho.

Enquanto tentava deixar para trás as luzes e vozes através de rádios policiais, aos poucos o mesmo acontecia com suas dúvidas.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima. Sintam-se livres para inserir aspectos da própria trama ou fatos corriqueiros do dia em questão, mas tenham cuidado para não enrolar;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
Brooklyn, você deverá narrar o motivo pelo qual a dona do bordel lhe expulsou do lugar naquela noite (Ex: problemas com um cliente, brigas com outras garotas, qualquer coisa - seja criativa);
— Independentemente de sua reação, você deverá sair de lá e começar a caminhar pelas ruas;
Alloy, você deverá narrar o motivo pelo qual você está fugindo da polícia (Ex: roubo, invasão de domicílio, qualquer coisa - seja criativa);
— Encerrem o turno se esbarrando. Podem narrar um breve diálogo, mas não saiam de onde estão;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer


— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em sspoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:17
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Sab 8 Abr - 22:31

Shades of Cool
They say I'm too young to love you

Aviso: O post a seguir é puro trigger, por favor, não leia se tiver muitos deles. Não sei o que colocar no TW.



Todas as noites de minha vida, dormi esperando não acordar no dia seguinte, entretanto sempre me decepcionava ao abrir a janela e me deparar com o céu azul debochando de minha tolice. Queria que, ao invés de azul, o céu fosse cinza para que pudesse ser tão infeliz quanto eu.

Deitada em um colchão velho e desgastado, encarei o teto em sua mais pura ausência de cores. Suspirei com pesar, estava quase na hora do meu regresso ao trabalho que tanto detestava. Entretanto naquele dia em especial não queria ir mais do que nos outros dias, tinha feito algo ruim na noite passada e ter o conhecimento que iria receber uma punição por meus atos não trazia nada em minha cabeça além de pura angústia.

Ergui o corpo da cama para finalmente sentar, deixando o ar sair por meus pulmões em um suspiro cansado. Tinha medo. Medo do que poderia acontecer comigo no instante que colocasse meus pés naquele bordel e medo de perder uma das poucas coisas que ainda me restavam, meu emprego. Não que gostasse dele, mas perdê-lo seria o mesmo que assinar um contrato para jogar fora os últimos prazeres restantes em minha vida.

Busquei uma roupa entre as poucas que tinha, uma peça que mais tarde seria retirada por alguém tão repulsivo que faria com que eu sentisse nojo de mim mesma por semanas. Não queria ir. Colocava o vestido com dificuldade, sendo atrapalhada por minhas mãos trêmulas de puro nervosismo. Como sempre quis chorar e acabar com minha existência miserável.

Deixei o apartamento o mais rápido que pude, esse era o jeito que tinha de cortar aquela melancolia e ignorar todos os sentimentos ruins que tentavam me asfixiar. Caminhei até o prostíbulo e o caminho parecia mais curto que o normal, como se o universo soubesse o quanto eu estava desesperada para não chegar lá.

Adentrei o local com a cabeça baixa e o andar apressado. Desejei com todas as minhas forças ser invisível naquele momento, somente para não sentir todos os olhares daquelas garotas pesando sobre mim. Estava prestes a ir ao salão, mas fui interrompida por uma mão segurando firmemente meu pulso. Já sabia o que me aguardava e coisa boa não era.

— Brooklyn, tem algo para prender o cabelo? Um cliente acabou de chegar e você sabe… — Soltei o ar que nem mesmo notei estar segurando ao ver a cabeleira loira de Callie. Estava aliviada, mais do que aliviada. Entreguei-lhe uma liga para cabelo em silêncio ao mesmo tempo que levantava minha cabeça.

Foi a única interação que tive com alguém por muito tempo naquela noite, preferia assim. Falar com as pessoas dali na situação em que estava simplesmente fazia meu coração tremer e não de uma maneira boa, mas sim de uma forma que doía mais que ser queimado vivo. Medo era a única coisas que nós que trabalhávamos lá sentíamos, principalmente quando alguém ousava comprar nosso tempo.

Até que um cliente chegasse, tive a oportunidade de experienciar mil momentos de desconsolo e aquele seria mais um deles. O homem me levava hostilmente pelo braço, feria mais do que se pode imaginar. Trancou-me em um quarto, despindo-me com tanta bestialidade que tive a sensação de meus pulmões sendo contraídos até estarem do mesmo tamanho que um feijão. Desabar ali estava fora de questão, porém sentir os lábios secos em meu pescoço enquanto suas mãos me pressionavam contra a porta era totalmente desesperador.

Em meus pensamentos somente conseguia dizer a mim mesma o quanto era patético toda essa fraqueza mesmo trabalhando com aquilo por anos, perguntava-me como era tão boa em atuar para que meus clientes nunca notassem tudo o que se passava em minha psique. Talvez fosse por isso que era a queridinha de alguns deles, porque mesmo sendo problemática nunca os deixava saber o que estava sentindo. Permanecia impassível, sem nenhuma expressão no rosto.

Fui jogada na cama antes que percebesse, sentindo o peso do coroa por cima de mim depois de poucos segundos. Ele retirou as próprias roupas tão rapidamente que não pude deixar de ficar surpresa ao vê-lo só de cueca, perdendo meu fôlego. Quando digo perder o fôlego, digo ter uma crise de pânico. Estava no meu limite, o afastei de mim e comecei a tossir incontrolavelmente, procurando oxigênio para que voltasse a minha normalidade. Por que aquilo precisava acontecer em um momento tão ruim?

Saí do cômodo o mais rápido que pude, parando em frente a parede vestindo somente a lingerie branca e colocando as mãos em meu pescoço. Eu pedia socorro de forma silenciosa, entretanto ninguém passava por aquele lugar, exceto pelo sujeito viril que atendia posteriormente. Tive um segundo de felicidade ao vê-lo, esperava que me ajudasse, entretanto tudo o que recebi foi tapa forte e uma mão me arrastando de volta para o quarto.

Quis gritar, quis ir embora. O medo me consumia e me afogava, prendia minha respiração e me matava lentamente. Desejava ter a capacidade de pedir socorro, no entanto, ninguém me escutaria de qualquer forma.

***

Sentei no sofá presente no salão principal, suspirando e levantando a cabeça para impedir as lágrimas de sair por meus olhos. Minha respiração continuava um tanto ofegante, minha mente guardava as imagens do que havia acabado de acontecer e eu me sentia um verdadeiro lixo. Sabia que coisa pior estava por vir, principalmente ao ver Katrina vindo em minha direção. A dona daquela espelunca não parecia nem um pouco feliz.

— Você tentou fugir de outro cliente. — Queria que aquilo fosse uma pergunta, porém foi uma afirmação que me acertou como uma flecha. Ela sabia do que havia ocorrido noite passada, obviamente.

— Katrina, eu posso explicar. — disse, juntando minhas mãos e praticamente me ajoelhando aos seus pés. Sempre foi assim, eu sempre implorei tudo em minha vida.

— Não me interessa, Brooklyn! — Aumentou seu tom de voz e eu cerrei meus punhos, trincando os dentes numa tentativa de permanecer firme. — Você já me causou problemas demais por hoje. Saia.

Tentei protestar, buscar pelos meu direito de explicar e fui interrompida pelo ardor em meu rosto. Havia recebido o segundo tapa da noite, a segunda agressão física, pois já tinha perdido a conta das psicológicas. Quem eu queria enganar? Porra, eu era uma prostituta. Pessoas como eu não tinham direitos, não tinham nada além da roupa no corpo e uma desesperança.

— Saia. — rosnou próxima ao meu rosto e eu assenti. Caminhei para pegar minha bolsa na "sala de descanso" e me retirei pela mesma porta que havia utilizado para entrar.

Deixei minhas lágrimas caírem livremente enquanto dirigia-me com velocidade para meu lar. Estava acabada e, mais uma vez, um pedaço de mim morreu. Não da minha alma, esta já tinha partido há muito tempo, mas sim da minha sanidade. Queria chegar em casa o mais rápido possível e provavelmente teria o feito se não tivesse esbarrado em alguém, uma garota.

— Me desculpe, não tinha te visto. — pedi quase que de maneira automática, limpando minhas lágrimas em seguida.

Considerações finais:
Observações:
Desculpa se eu enrolei muito, só achei importante descrever essas partes do dia da Brooklyn. Queria explorar da melhor maneira possível o lado sentimental e psicológico dela, por isso, descrevi tudo da melhor maneira possível.
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
It only takes two hours to Nevada
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Sab 8 Abr - 22:34





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


Alloy havia passado o dia todo em seu quarto trancada. Na verdade nem dela era de fato, nem se quer ao certo sabia a quem pertencia. E esse era apenas um dos várias questionamentos que a garota possuía desde que veio do seu verdadeiro universo a exatos três dias. Estava em uma casa desconhecida, com pessoas desconhecidas, num corpo desconhecido.

Como tinha ficado trancada lá, ela reuniu a maioria das informações que conseguiu. O corpo pertencia a uma semideusa filha de Perséfone, que havia fugido do acampamento, e possuía uma espada, um escudo e uma faca em seu quarto. Sem contar dois frascos com líquidos azuis e vermelhos. E obviamente, como sua curiosidade era grande ela havia tomado os dois sem pensar nas consequências.

Por voltas das dez horas da noite Alloy resolveu que iria sair um pouco para poder conhecer a vizinhança do seu novo lar. Vestiu-se com uma roupa qualquer que a verdadeira Alloy tinha, e diga-se de passagem era vulgar de mais, no estilo que a garota gostava. Prendeu a faca na sua bota e a espada colocou na bainha em suas costas por de baixo do casaco.

Caminhava lentamente, observando cada parte do bairro onde estava. Continuou a caminhada até avistar um pequeno beco com duas pessoas nele, uma apontava a arma para a outra e mandava ele passar o dinheiro para ela, que por sua vez negava. Um som alto apareceu naquele lugar. O tiro tinha sido disparado contra o mortal que caiu sem vida no chão, com um tiro em sua testa.

O rapaz armado correu fugindo para o lado oposto de Alloy, e ela correu em direção ao corpo. Ela tentava falar com ele segurando sua cabeça para cima, deixando sua mão ensanguentada, mas tudo era em vão já que ele havia falecido. Nesse meio tempo dois policiais surgiram na frente do beco por conta do som do tiro.

Bertrand começou a correr como nunca antes em sua vida, apesar de estar com bota de salto não teve tanta dificuldade para isso. Assim como em seu universo, os policiais existiam, e agiam da mesma maneira como os do seu atual. Um dos policiais correu atrás dela, que apesar de não estar na vista da garota, podia ser ouvido pelo som do seu rádio. Aquilo trouxa a ela uma pequena lembrança, pois a cena se remetia ao dia em que ela fugia de homens da lei por ter feito parte da tecnologia acabar com seu mundo.

Quando achava que finalmente iria despistar ele, ela se colidiu com algo. Ou melhor... Alguém.

— Eu quem peço desculpas! — Respondeu um pouco afobada assim que a outra se desculpou.


Clique Aqui.:
Para questões de interpretação, caso precise, Alloy está usando a mesma roupa do avatar.

Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:
Ainda nenhum.

Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Flowerblade} / Espada [Uma espada que mede cerca de 70 cm, sendo que sua lâmina é em torno de 60 cm. Sua lâmina é de bronze sagrado e fica em um tom diferente conforme a estação do ano, e o pomo tem a forma de uma rosa desabrochando. Seu guarda-mão tem um formato de quatro pétalas laterais divididas igualmente, e no centro há um brasão em forma de flor, adaptável ao gosto do meio-sangue. Ao matar alguém, toda a sua estrutura torna-se negra e gélida, relembrando ao filho de Perséfone o sofrimento que uma morte pode causar. ] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Perséfone]

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Dom 9 Abr - 10:37


Team
we live in cities you'll never see on screen

A
ssim que as duas garotas se esbarraram, foi um tanto quanto inevitável para ambas uma rápida análise uma da outra. Apesar de alguns fatos escaparem facilmente dos olhos desatentos, haviam coisas - como talvez mãos ensanguentadas, trilhas de lágrimas e espadas, aljavas e flechas - que não escapavam da percepção semidivina.

De toda forma, o que importava era que enquanto as Parcas riam daquele nó feito para unir o destino das duas naquele momento, o céu resolveu chorar pelos dois infortúnios que se encontravam e por aqueles que ainda estavam por vir.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
— Reparem nos aspectos apontados ali em cima uma na outra e reajam a isso da forma que acharem coerente com as personagens;
— Assim que a chuva começar, as duas devem procurar abrigo. Olhem ao redor em busca de algum estabelecimento reparem que há apenas um bar aberto;
— Encerrem o turno indo até o local, entrando e descrevendo-o como preferirem Lá dentro, escolham um anfitrião para saudá-las e atendê-las (isso pode acabar sendo importante - ou não - no decorrer da missão e ajudar - ou não - vocês futuramente);
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer


— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:20
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Dom 9 Abr - 18:08

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Após a fala da morena, um breve silêncio instalou-se entre nós duas. Ficamos paradas, uma encarando a outra e tentando encontrar algum perigo que pudesse nos ser fornecido.  Eu a reconheceria de qualquer lugar, aquele rosto e sorriso que faziam meu coração bater mais forte, a moça que fez da minha vida o inferno e o paraíso ao mesmo tempo.

— Pelos deuses o que aconteceu com você? — questionei-a, levantando seu pulso para olhar melhor suas mãos. Não a via como ameaça, afinal, mesmo que estivesse com uma espada nas costas e suja de sangue, ainda era apaixonada por Jesy de toda forma. — Não ande por aí com sua espada e as mãos desse jeito, J. Sabe como os policiais daqui são.

Sorri para ela e inclinei levemente a cabeça. Dispensei apresentações, era desnecessário para ela saber meu nome visto que já nos conhecíamos há tempos e éramos ótimas amigas.

Como se estivesse querendo nos dar um bom cenário, a chuva começou a despencar do céu em todo seu esplendor. Iniciou-se de maneira tranquila, com poucos e calmos pingos, até que tornou-se mais forte e necessitamos procurar um lugar para nos abrigar juntas. Tudo o que encontramos foi um bar antigo que, muitas vezes, já havia nos recebido nos momentos de tristeza.

Dentro do local, o observei como se fosse minha primeira vez ali. Tinha um piso de madeira que rangia aos pés dos clientes, bebidas bem expostas em uma vitrine, pequenas mesas que davam espaço para aqueles que iam ali com os amigos e alguns discos de vinil pendurados na parede. Sua iluminação era pouca, feita por algumas lâmpadas e luzes de natal, porém ainda assim era tão bela que aquecia o coração.

Sentei juntamente  em uma das mesas enquanto a morena ia até o banheiro lavar as mãos. Não demorou muito para que ela voltasse, fazendo com que o garçom finalmente viesse para onde estávamos. Jesy parecia confusa, agia de maneira estranha e não tinha ia ao trabalho há alguns dias. Queria saber o que estava acontecendo, estava verdadeiramente preocupada e tinha muitas perguntas.

— Sejam bem-vindas, senhoritas! Sou Jeff e as servirei esta noite. — disse o garçom que veio nos atender. Nunca o tinha visto ali, provavelmente era um novato, entretanto também fazia um bom tempo que eu não punha os pés naquele estabelecimento então não sabia. — Já vão pedir?

O observei com um sorriso discreto. Ele era jovem e corpulento, tinha olhos castanhos, um sinal discreto no pescoço e um cabelo tão claro que parecia reluzir até mesmo na pouca presença de luzes do local. Seus lábios finos carregavam um sorriso discreto, evitando exibir sua arcada dentária e davam uma simpatia misteriosa para o rapaz.

Esperei a garota pedir algo. Eu quem iria pagar tudo daquela vez, então tinha tempo e paciência para esperar que ela pedisse.


Considerações finais:
Observações:
A Brooklyn conhecia a menina que era dona do corpo da Alloy antes dela chegar nessa realidade. As duas trabalhavam juntas e ela era até apaixonada pela menina e tal,
aí aconteceu o que aconteceu e o resto vocês já sabem.
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Dom 9 Abr - 18:56





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


O silêncio começou a predominar entre as duas assim que Alloy terminou de falar. Elas se encaravam na tentativa de descobrir se alguma delas seria uma ameaça para a outra. Afinal a garota com que havia esbarrado carregava um arco e uma aljava dentro de uma bolsa, estranhou isso pois em seu universo aquelas armas eram antigas e ninguém mais usava, assim como sua espada.

Desde que tinha fugido do seu antigo lar dentro de uma máquina ela não conseguia confiar nas pessoas, afinal tudo para ela era diferente, porém da mesma maneira em que sua confiança estava abalada o seu senso de ser agressiva com o desconhecido se mantinha inerte, ela era indiferente com todos... Pelo menos até notar que a garota estava chorando, e pela primeira vez em três dias, sentiu empatia por algo.

Antes que pudesse dizer algo, a menina segurou seu pulso olhando o sangue em sua mão, e a questionando sobre. Agia como se conhecesse Alloy, o que não seria estranho já que ela não estava no seu corpo. Assim que a garota a chamou de J a sua ficha caiu, devido a rápida pesquisa da garota, sabia que o seu corpo atual pertencia a uma tal de Jesy. Onde ela estava nesse momento? Só o futuro nos dirá.

— Não aconteceu nada de mais. — Colocou a mão nos bolsos de sua jaqueta.

Quando ia questionar sobre a morena estar chorando o céu começou com seus shows de luzes, não fortes, já que a chuva só estava no comecinho. Mas conforme os segundos foram se passando a água começou a cair mais forte. Ambas começaram a procurar um lugar para se abrigar, mas apenas acharam um bar aberto.

— Vou no banheiro lavar a mão... Sabe como é. — Disse sem graça enquanto caminhava em direção ao banheiro.

Retirou a mão dos bolsos assim que garantiu não ter ninguém dentro do local. Esfregava com força para o sangue sair de forma mais rápida. Estava confusa sobre a garota, estava confusa sobre estar ali. Então se olhou no espelho e viu duas de si no reflexo, porém a que estava mais atrás chorava, e não era lágrimas, era o mesmo líquido carmesim que acabará de limpar.

Ao se virar não viu ninguém. O banheiro estava completamente vazio assim como a sua mente ficou logo após ver aquela cena. Molhou o rosto e se dirigiu até a mesa onde a outra garota estava, assim que se sentou o garçom chegou. Não deu muita atenção a ele, seus olhos focavam a porta porém ela não olhava para nada.

— Vou querer um copo de Whisky. — Respondeu assim que ele perguntou o que ela desejava, afinal foi a única coisa que ela ouviu naquele momento.

Ela se virou e começou a encarar a garota sentada a sua frente. Ela era bonita, mas ao mesmo tempo era assustadora. Sabia quem era a verdadeira dona do corpo e não demoraria muito para que ela notasse que Alloy era uma farsa.

Clique Aqui.:
A parte em que a "outra Alloy" aparece no espelho será explicada na próxima DIY, caso tenha ficado um furo, foi proposital.

Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:
Ainda nenhum.

Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Flowerblade} / Espada [Uma espada que mede cerca de 70 cm, sendo que sua lâmina é em torno de 60 cm. Sua lâmina é de bronze sagrado e fica em um tom diferente conforme a estação do ano, e o pomo tem a forma de uma rosa desabrochando. Seu guarda-mão tem um formato de quatro pétalas laterais divididas igualmente, e no centro há um brasão em forma de flor, adaptável ao gosto do meio-sangue. Ao matar alguém, toda a sua estrutura torna-se negra e gélida, relembrando ao filho de Perséfone o sofrimento que uma morte pode causar. ] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Perséfone]

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Dom 9 Abr - 20:32


Team
we live in cities you'll never see on screen

N
ão demorou muito para que Jeff retornasse do bar com o que havia sido solicitado por Alloy. No entanto, sua bandeja metálica trazia algo além do copo com a bebida de cor amadeirada e sabor forte; duas taças com coquetéis multicoloridos foram colocadas na mesa à frente das semideusa.

— Um cumprimento dos rapazes da 42. — Disse ele apontando com o polegar para uma mesa nos fundos do local. — Não sei quanto a vocês, mas eu aceitaria. — Falou, dando de ombros, sabendo que a hesitação seria uma reação completamente comum. — São todos respeitados na casa, se mostraram simpatia para com alguém, podem fazer com que sejam vistas e ascendam nas ruas. Ao menos é o que dizem.

Tanto a bebida quanto a oferta pareciam absurdamente tentadoras.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
— Vocês estão totalmente livres para aceitarem as bebidas ou não, bem como ir cumprimentar o pessoal da mesa, fazer perguntas ao garçom, interagirem entre si, choramingar, correr whatever;
— A mesa possui não apenas homens, mas também mulheres e vocês não são capazes de ver ou ouvir muita coisa do que se passa ali;
— Encerrem o turno decidindo o que farão e executando a ação;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer


— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:25
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Dom 9 Abr - 21:16

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Ficamos em silêncio enquanto o garçom não voltava e eu já estava começando a estranhar. Jesy odiava uísque e nunca ficava quieta ou sem graça, falava mais do que deveria e era isso que a fazia conquistar todos em sua volta. Tinha algo errado ali e faria questão de descobrir o que era.

Não tive a oportunidade de puxar algum assunto, afinal, Jeff já voltava não só com a bebida ordenada por minha acompanhante, mas também duas taças preenchidas com algum coquetel aleatório. Fui incapaz de deter meu olhar de curiosidade que alternava entre o loiro e a bebida.

— Um cumprimento dos rapazes da 42. — explicou, apontando com o polegar para uma mesa nos fundos. Ali estavam algumas pessoas desconhecidas por mim, entretanto o fato de não ver ou ouvir o que se passava ali chamou automaticamente minha atenção. — Não sei quanto a vocês, mas eu aceitaria. — Claro, quais seriam as chances que você fosse estuprado? Segurei a risada de escárnio em minha garganta ao ouvir sua fala. — São todos respeitados na casa, se mostraram simpatia para com alguém, podem fazer com que sejam vistas e ascendam nas ruas. Ao menos é o que dizem.

Assenti com a cabeça, pensando no que faria. Peguei a bebida, no entanto não ousei colocar o canudo nos lábios e somente tamborilei os dedos na mesa, observando para ver o que minha amiga faria. Estalei a língua, tomando coragem para tomar uma atitude mais ousada.

— Não beberia isso se fosse você. — afirmei de maneira serena, olhando-a de maneira desafiadora. — Mas se quiser, tudo bem. Já volto.

Levantei da mesa com o copo em mãos. Caminhei lentamente até a mesa onde estava o grupo, os fitando da mesma maneira que um predador quando vê sua presa. Observei cada um dos rostos presentes quando cheguei ao meu destino, com um sorriso de canto repousando em meus lábios.

Não questione-se o porquê de eu agir de formas diferentes dentro e fora do trabalho, pois a resposta é muito mais simples do que se pode imaginar. Fazer sexo sem consentimento por dinheiro é uma coisa, já assumir uma postura de provocação porque quer é outra. Consentimento não se compra, não de verdade.

— Se importariam se eu me sentasse aqui? — questionei, bebendo pela primeira vez o líquido mandado a mim por eles.

Considerações finais:
Observações:
None
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
[/quote]
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Dom 9 Abr - 21:44





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


Alloy não conseguia parar de pensar na imagem que viu atrás dela no banheiro. Tinha quase certeza de que era Jesy, pois para o povo de seu universo, sempre que viaja para um universo paralelo você assume o corpo de alguém até você voltar para o seu, porém a mente da pessoa fica presa em seu próprio subconsciente enquanto luta para sair.

O silêncio continuava dominando a mesa entre as duas. Mas não demorou muito para que o garçom voltasse com o pedido da garota quebrando o gelo entre as duas, porém não era a única coisa que estava em cima da bandeja prateada. Uma taça com uma bebida colorida que até então era desconhecida para Alloy. Ela pegou o seu copo com o líquido de cor amadeirada e o virou de uma só vez sem nem o menos fazer careta. Era sua bebida preferida e poderia virar uma garrafa com a maior facilidade.

O garçom disse que era um cumprimento dos rapazes da mesa 42, e que se ele fosse nós iria beber, pois as pessoas daquela mesa eram respeitadas na casa e poderiam fazer elas serem vistas e ascendidas na rua. Alloy olhou a bebida e segurou a taça na mão analisando o líquido.

A garota, até então sem nome para Alloy, disse que se fosse ela não iria beber, e lançou um olhar desafiador para ela, mas falou que se quisesse estava tudo bem, e logo se retirou indo em direção a mesa. Como se fosse um estalo¹ a garota encarou a mesa onde estava, pegou a taça e caminhou logo até lá junto com a outra.

Se sentou na beirada da mesa, deixando suas coxas a mostra em direção a uma das mulheres sentadas ali. A encarou de forma tentadora e piscou para a mesma. E falou logo depois que sua nova amiga se sentou com eles bebendo o líquido da taça.

— Posso me juntar também?

Se segurou para não gritar um "come on mesa 42, let's get sickening", frase de um programa do seu universo. Sorriu par eles enquanto tomava um gole da taça.

Clique Aqui.:


Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:
Na parte do estalo [...]Como se fosse um estalo a garota encarou a mesa onde estava[...]
¹Espírito Ambíguo: Perséfone, antes de ser raptada por Hades, chamava-se Koré, tendo uma dupla identidade entre os gregos (durante inverno e outono, era Perséfone; verão e primavera, Koré). Esse espírito bipolar passa para seus filhos, que podem adquirir traços tanto de Perséfone quanto de Koré, ou seja, podem ser tanto bons quanto maus na mesma proporção; contudo, não é necessário que absorvam isso, mas – se o fizeram – não será incoerente.

Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Flowerblade} / Espada [Uma espada que mede cerca de 70 cm, sendo que sua lâmina é em torno de 60 cm. Sua lâmina é de bronze sagrado e fica em um tom diferente conforme a estação do ano, e o pomo tem a forma de uma rosa desabrochando. Seu guarda-mão tem um formato de quatro pétalas laterais divididas igualmente, e no centro há um brasão em forma de flor, adaptável ao gosto do meio-sangue. Ao matar alguém, toda a sua estrutura torna-se negra e gélida, relembrando ao filho de Perséfone o sofrimento que uma morte pode causar. ] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Perséfone]

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Ter 11 Abr - 9:18


Team
we live in cities you'll never see on screen

D
iante da aproximação das semideusas, não houve nenhuma objeção por parte de algum membro da 42, mas também ninguém pareceu particularmente interessado. Um ou outro ergueu os olhos, arqueou uma das sobrancelhas ou ousou esboçar um sorriso de canto.

Agora no local, as garotas eram capazes de ver algo um tanto quanto inusitado. Sobre a mesa havia apenas vinho e pão. Uma das únicas damas do grupo, esta dona de longos cabelos tão loiros que eram quase alvos, girava entre os dedos uma moeda prateada e as fitava com respingos de curiosidade, como se aguardasse por um bom motivo para convidá-las a ficar ou mandá-las para longe dali.

— Quem são vocês? — Finalmente a pergunta pairou no ar.

E se o que o garçom havia dito era verdade, as duas precisavam encontrar uma resposta muito boa. Rápido.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
— Nesse turno, eu exijo que vocês encontrem alguma forma de chamar a atenção dos integrantes da mesa, encontrar alguma forma de "provar seu valor" no meio deles. Novamente, estão livres para fazerem o que achar melhor e coerente com as personagens - sejam criativas;
— Encerrem o turno decidindo o que farão e executando a ação, mas lembrem de não dar certeza alguma a respeito de reações e resultados;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer


— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:28
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Ter 11 Abr - 16:42

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Não comentei nada quando notei que eles começaram a se entreolhar de maneira confusa. Somente fitei o pão e o vinho na mesa e permaneci a perguntar-me o motivo deles estarem no bar para degustar somente daquilo, provavelmente estavam fazendo algum culto cristão ou coisa do tipo, o que não deixava de ser estranho.

Trouxe Jesy para mais perto, puxando-a pelo pulso e passando uma mão por seu ombro. Queria demonstrar que tínhamos uma amizade grande, ou seja, se eles quisessem uma na mesa iriam ter que aceitar as duas. Já estava nervosa com aquela troca de olhares confusos entre eles, não aguentava mais esperar por uma reação concreta.

— Quem são vocês? — perguntou uma moça loira e abri um sorriso de imediato ao ouvir. Não esperava exatamente aquilo, entretanto já tinha sido bom o suficiente.

— Já sabe o que fazer, certo? — sussurrei ao ouvido de minha amiga e voltei a direcionar minha atenção para as pessoas na mesa e, mais especificamente, para a mulher que tinha feito a pergunta.

Iríamos mentir, obviamente. Quando se trabalha com o que nós trabalhamos você aprende a nunca revelar sua verdadeira identidade, não instantaneamente e muito menos quando se está falando com desconhecidos em um bar.

— Meu nome é Enfer Bouvier, sou artista plástica. — menti sem hesitar. Já estava acostumada a contar aquela mesma história da personagem de Enfer, daquela que criei em minha cabeça juntando sonhos que não consegui realizar. — Nós vimos vocês ali de nossa mesa e achamos bem interessante a ideia de vir aqui conversar. Tem problema se perguntarmos o que estão fazendo?

Ergui uma sobrancelha, tentava ser mais simpática o possível e trajava no rosto o sorriso mais sincero que poderia abrir naquele momento.

Considerações finais:
Observações:
Presumi que quem perguntou foi a moça loira, mas não sei.
Vai na fé mesmo qq
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Ter 11 Abr - 16:52





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


Alloy se surpreendeu quando reparou o que tinha em cima da mesa deles. Vinho e pão. Era algo totalmente inusitado, e aquilo acabava remetendo a algo como uma "santa ceia" das pessoas que acreditavam no deus da igreja católica. Mas algo em si a fazia segurar a sua curiosidade para não perguntar absolutamente nada sobre.

A garoto loira a qual a cria de Perséfone se sentou de frente estava com uma moeda entre os dedos girando para lá e para cá, e as olhava com um ar de curiosidade, parecia querer saber mais delas para saber como iria agir logo em seguida. Alloy a encarava enquanto degustava o líquido multicolorido da taça.

Até que foi puxada pela outra garota, que passou seu braço por cima do ombro de Alloy, como se ambas fossem super amigas,  e logo a garota entendeu a relação de Jesy com ela. Então sorriu passando seu braço em volta da cintura da outra.

Até que então a loira abriu sua boca e uma pergunta saiu acompanhada de sua voz delicada e rouca, deixando Alloy um pouco encantada com o som.

— Quem são vocês? — A pergunta foi seca.

A sua nova amiga falou baixo em seu ouvido perguntando se ela já sabia o que fazer, e com toda a certeza Alloy não fazia a menor ideia do que ela se referia. Até a outra falar seu nome, Enfer Bouvier, e que era artista plástica. Porém ela não achava a necessidade de mentir como muitas pessoas fazem para causa boa primeira impressão, então iria se apresentar de fato.

— Meu nome é Alloy Bertrand, eu sou DJ, e nas horas vagas gosto de fazer experimentos com tecnologia. —  Sorriu logo em seguia, afinal no seu antigo universo era exatamente aquilo que ela fazia.

Enfer continuou a falar, dizendo que elas os viram e acharam que seria interessante ir falar com eles, e se teria problema perguntar o que eles faziam. Alloy manteve o sorriso em seu rosto imitando Enfer, afinal não sabia quais eram as intenções dela então restava seguir o seu ritmo.

Clique Aqui.:


Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:


Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Flowerblade} / Espada [Uma espada que mede cerca de 70 cm, sendo que sua lâmina é em torno de 60 cm. Sua lâmina é de bronze sagrado e fica em um tom diferente conforme a estação do ano, e o pomo tem a forma de uma rosa desabrochando. Seu guarda-mão tem um formato de quatro pétalas laterais divididas igualmente, e no centro há um brasão em forma de flor, adaptável ao gosto do meio-sangue. Ao matar alguém, toda a sua estrutura torna-se negra e gélida, relembrando ao filho de Perséfone o sofrimento que uma morte pode causar. ] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Perséfone]

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Ter 11 Abr - 20:01


Team
we live in cities you'll never see on screen

A
lguns dos membros da mesa trocaram olhares ao ouvir a resposta. A dama de cabelos claros deu um longo gole em sua taça de vinho e, por fim, suspirou, fitando as garotas com o cenho levemente franzido - lembrando uma mãe que encontra sua prole fazendo algo que não lhe fora consentido.

Sabia que estavam mentindo. Parou de girar a moeda entre os dedos e destilou o melhor tom de voz possível para denotar decepção.

— Mesmo que fossem uma DJ e uma artista, coisa que claramente não são... — Fez uma pausa dramática. — Podemos ver que não são o que procuramos. Vejam bem, a falta com a verdade não é algo exatamente apreciado no nosso meio.

Fitou um rapaz corpulento e de íris verdes ao seu lado, como se aquela fosse a deixa para que ele assumisse a palavra, o  que prontamente fez.

— No entanto, nos mostraram confiança, visto que beberam o que demos a vocês. — Deu de ombros. — Isso merece ser recompensado de alguma forma. Vocês possuem uma segunda chance, mas, claro, sob nossos termos. Zaira decidirá o que faremos.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
— Zaira, como a loira se chama, irá dizer que apenas uma boa noite de espetáculo seria o bastante para apagar o desrespeito para com o grupo;
— Compreendam isso como quiserem, mas lembrem de reagir de acordo com as respectivas personagens. No entanto, se optarem por qualquer opção evasiva para a situação (levantar e sair, brigar, gritar, etc.), serão impedidas;
— Permanecendo onde estão por vontade própria ou não, a mulher dirá que viu algo diferente em vocês e por isso acredita que ambas agradarão o público. Sintam-se livres para questioná-la, sabendo que ao fim ela apenas perguntará o quão familiares vocês são com a expressão "Panem et circenses";
— Encerrem o turno com alguém na mesa cantando uma melodia ininteligível. Feito isso, vocês começarão a perder a consciência;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer


— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:30
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Qui 13 Abr - 23:24

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Novamente a troca de olhares. Aquilo me assustava, me fazia temer pelo meu próprio destino. Quando pararam, a única ação que me prendeu o olhar foi a moça de cabelos claros dando um gole em seu vinho e suspirando, por fim, nos dirigindo um olhar reprovador com o cenho franzido.

— Mesmo que fossem uma DJ e uma artista, coisa que claramente não são… — disse como se pudesse ver dentro de nós, como se fosse capaz de desvendar nossos mistérios. — Podemos ver que não são o que procuramos. Vejam bem, a falta com a verdade não é algo exatamente apreciado no nosso meio.

Cerrei os punhos e trinquei os dentes ao final de sua fala, tinha raiva estampada em todos os sinais de minha linguagem corporal. Quem eles achavam que eram? Não tinham direito nenhum de pensar que iríamos permanecer ali após o que foi dito. Estava prestes a sair, entretanto um rapaz de olhos verdes continuou a fala da loira.

— No entanto, nos mostraram confiança, visto que beberam o que demos a vocês. — Porra. Eu realmente não deveria ter bebido o coquetel, deveria ter jogado na cara deles e ter ido embora. — Isso merece ser recompensado de alguma forma. Vocês possuem uma segunda chance, mas, claro, sob nossos termos. Zaira decidirá o que faremos.

Zaira? Que tipo de nome era esse? E quem era Zaira? Não compreendia nada do que estava acontecendo, somente sabia que teria que sair dali e rápido. Ninguém além de mim mesma podia me manter em algum lugar que eu não queria. Ninguém.

— Apenas uma noite de espetáculo será o suficiente para apagar o desrespeito de vocês conosco. — pronunciou a mulher de cabelos claros, fazendo com que eu tivesse a óbvia dedução que ela era Zaira. Revirei os olhos e me levantei da cadeira, não seria obrigada a aguentar aquela merda.

— Não quero apagar meu desrespeito com ninguém. Eu vou embora. — Cruzei os braços e estava prestes a sair, entretanto fui impedida por dois dos lunáticos daquela mesa que seguraram meus dois braços. Como aquele grupo tinha qualquer tipo de respeito ali? Como?

Observei pela segunda vez na noite os rostos de todos que estavam ali. Queria recordar bem de cada um deles, guardá-los em minha memória como uma câmera fotográfica. Fazia isso sempre que tinha o pressentimento que algo ruim aconteceria, lembrava dos detalhes das pessoas em minha volta para que pudesse recordar em um futuro distante.

— Eu vi algo diferente em vocês, algo… Peculiar. Sim. Acredito que agradarão o público. — continuava Zaira como se não lembrasse que estávamos. Permaneci em silêncio, não tinha mais escapatória. Meu destino fora fadado no momento em que pedi para sentar naquela mesa e a certeza disso veio ao ser impedida de sair. — Quão familiares vocês são com o termo panem et circenses?

Tinha um leve conhecimento sobre o assunto, todavia optei por não falar nada. Queria que tudo ali caísse sobre nossas cabeças, nos destruindo de uma maneira definitiva. Acredito que seria estranho dizer que agradeci ao sentir uma melodia inescrutável fazendo-me apagar aos poucos, mas eu finalmente sentia que estava dando um oi para a morte e era uma ótima sensação.

Considerações finais:
Observações:
Presumi que quem perguntou foi a moça loira, mas não sei.
Vai na fé mesmo qq
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Sab 15 Abr - 14:18

]




T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


Algumas pessoas da mesa começaram a trocar olhares, a loira deu um longo gole na bebida em sua taça e por fim suspirou fitando as duas com o cenho franzido parando de girar a moeda entre os dedos. Disse que sabia que as garotas não eram o que estavam dizendo, e que a falta de verdade não era algo apreciado entre eles.

Ela olhou para um rapaz de olhos verdes que também estava na mesa, não falou nada, mas seu olhar deixava claro que a fala era dele, que por sua vez disse que elas mostraram confiança bebendo o líquido colorido da taça que deram a elas, que possuíam uma chance, mas seria apenas com a condição dos termos deles.

Alloy em momento algum se mostrou nervosa, mantinha a calma enquanto tomava o resto de sua bebida.

— Apenas uma noite de espetáculo será o suficiente para apagar o desrespeito de vocês conosco. — Disse Zaria, a loira da moeda giratória.

A outra garota que estava na companhia de Alloy se levantou dizendo que não queria pagar o seu desrespeito, e quando tentou sair dois caras a seguraram pelo braço a forçando a ficar. Bertrand por sua vez sorriu de canto para a loira a encarando. Iria aceitar a proposta dela, afinal sua curiosidade falava mais alto, e não tinha nada a perder naquele universo.

— Eu topo. — Pronunciou Alloy com uma voz calma.

Zaria falou que tinha visto algo de diferente nas duas, algo peculiar, e acreditava que agradariam o público, logo em seguida questionou o que elas sabiam sobre o termo panem et circenses. A garota não sabia muito a respeito, mas antes que pudesse falar, alguém da mesa começou a cantar uma melodia que ela não sabia entender, e aos poucos foi perdendo sua consciência.

Clique Aqui.:


Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:


Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Flowerblade} / Espada [Uma espada que mede cerca de 70 cm, sendo que sua lâmina é em torno de 60 cm. Sua lâmina é de bronze sagrado e fica em um tom diferente conforme a estação do ano, e o pomo tem a forma de uma rosa desabrochando. Seu guarda-mão tem um formato de quatro pétalas laterais divididas igualmente, e no centro há um brasão em forma de flor, adaptável ao gosto do meio-sangue. Ao matar alguém, toda a sua estrutura torna-se negra e gélida, relembrando ao filho de Perséfone o sofrimento que uma morte pode causar. ] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Perséfone]

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Dom 16 Abr - 15:40


Team
we live in cities you'll never see on screen

A
os poucos as duas recobravam a consciência. Não sabiam se pelo simples fato do efeito de o que quer que tenha as feito dormir estivesse passando ou pela dor e desconforto que se espalhava pelos devidos corpos.

Abriram os olhos sem saber exatamente o que encontrariam ou onde estavam, mas daquela vez - apesar de separadas - não estavam sozinhas.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
— Despertem no que parece ser uma cela escura e úmida. Vocês estão separadas, mas em condições semelhantes: Presas nos pés e mãos com correntes que vão até um elo de ferro em uma viga de madeira e sem os itens que carregavam. De onde estão é possível ouvir alguns tremores e vozes em coro;
— Existem mais algumas pessoas no mesmo ambiente, mas nenhuma das duas sabe ao certo quantas ou em que condições elas se encontram. Sintam-se livres para tentarem um diálogo ou aproximação, sabendo que isso pode ajudar ou não vocês nos próximos turnos;
— Encerrem o turno decidindo se, além do mencionado acima, tentarão algum outro movimento e o executem sem dar certeza de nada;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer

Status:

Brooklyn
220/220 HP e 210/220 MP

Alloy
140/140 HP e 140/140 MP

— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:45
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Seg 17 Abr - 22:30

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Aos poucos fui recobrando minha consciência, acordando em uma cela escura. Não via Jesy em lugar algum, entretanto, sabia que não estava sozinha naquele lugar desprezível por causa dos tremores e vozes ali presentes. Desconforto era algo que eu estava longe de sentir, estava acostumada com aquele tipo de ambiente e não via problema em passar a eternidade ouvindo aqueles sons feitos por sujeitos desconhecidos por mim. Mas só tinha um problema.

Tinha meus membros presos em correntes que iam até uma viga de madeira. Estava presa e, deuses, eu odiava a sensação de me sentir sem algum tipo de liberdade. Fiz uma tentativa falha de me soltar, gemendo de frustração. Para piorar ainda mais minha situação, estava desarmada. Sim. Nada do que eu carregava comigo estava naquela prisão, somente minha desesperança e meus pensamentos nada agradáveis.

— Não sou um cão para que vocês me amarrem dessa forma. — falei em um tom de voz alto para que me ouvissem, porém, minha falta de força de vontade era clara. Não queria resistir, não mais. Deixaria que fizessem qualquer coisa comigo, desde que me deixassem livre.


Considerações finais:
Observações:
me rendo muito fácil sim, pau no cu do mundoooooo
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Seg 17 Abr - 22:46





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


Os olhos de Alloy foi se abrindo lentamente enquanto tentava focar sua visão em algo sucinto, porém tudo que via, ou não, era uma cela extremamente escura. Olhava para os lados e não via a garota chamada Enfer, entretanto não estava sozinha pois podia ouvir vozes. Tudo que conseguia sentir naquele momento era uma desconforto em seu corpo e em sua consciência pelo fato de não saber onde estava.

Quando tentou levantar sentiu que seus membros estavam presos a correntes que iam até uma viga de madeira. Não gostou da sensação de estar presa por algo, então notou que estava sem as armas de Jesy, soltou o ar de suas narinas enquanto bufava.

— É essa a segunda chance de vocês?! — Disse enquanto debatia ao máximo para tentar se soltar dali.

Clique Aqui.:


Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:


Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
Nenhum

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Ter 25 Abr - 17:35


Team
we live in cities you'll never see on screen

A
s novatas nas respectivas celas inevitavelmente, chamaram a atenção dos outros indivíduos ali presentes, especialmente considerando a clara insatisfação de ambas com a situação atual.

Vendo o corpo aparentemente desfalecido de Brooklyn, uma garota cujos cabelos estavam presos em uma longa trança enraizada aproximou-se.

— Lamento informar, mas ao menos por enquanto somos os cães sim. — Disse, rindo sem muito humor genuíno ao fim da frase. — Não se preocupe, se tiver sua chance hoje e vencer, os louros serão seus e poderá se juntar a eles. — E estendeu uma pequena tigela com o que parecia ser água para a garota. — Sou Diana.

* * *

— Pare de se debater, vai chamar a atenção deles. — Repreendeu uma voz infantil.

— Shh, quieta, Lucy! Antes ela do que nós. — Um rapaz rebateu. — A páli está quase no fim e nossa ala é a próxima.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
— Sintam-se livres para, antes de abordarem os pontos obrigatórios específicos que virão a seguir, interagir com as pessoas que foram citadas na narração acima - caso queiram saber de detalhes, respostas e reações deles, podem entrar em contato comigo;
— Ao fim do diálogo, um clarão encherá as celas de vocês, de forma que será possível observar através das grades agora visíveis uma enorme arena. Aplausos e vozes serão ouvidos em abundância e as barras de metal serão erguidas enquanto alguém se aproxima dos respectivos recintos;
Brooklyn, um rapaz entrará no lugar onde você está. Para fins interpretativos, ele se chama Trevor e foi o vencedor da Páli anterior. Ao que parece, sua ala é composta pelas pessoas de nível mais alto e que, consequentemente, costumam vencer com mais frequência, portanto possuem certas regalias.;
— Com a chegada dele, as correntes de todos, incluindo as suas, se soltarão. Diana lhe orientará a não tentar fugir e apenas assistir. Os demais jovens irão se aproximar das grades pois outra rodada se iniciaria em breve;
Alloy, você não teve a mesma sorte e acabou por cair em uma ala que pode ser considerada como uma categoria mais "de base", ou seja, as pessoas estão lutando para subir e ter uma chance melhor de conseguir os louros;
— Na sua cela chegará alguém em condições não muito boas, e dedutivamente foi o lado perdedor. Junto a ele, entrará um dos membros da mesa 42 e, na presença dele, apenas as suas correntes se soltarão - não recomendo que tente lutar contra o rapaz, mas aqui você dispõe de livre-arbítrio;
— Ele dirá que o público ficou um pouco decepcionado com a rapidez que a Páli anterior acabou e portanto preparou algo especial para você;
— Encerre o turno caminhando com ele até o centro da arena onde haverá uma grande roleta, mas não dê detalhes sobre ela nem aja ainda - Brooklyn, você poderá ver Alloy de onde está e reagir como preferir;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer

Status:

Brooklyn
220/220 HP e 210/220 MP

Alloy
140/140 HP e 140/140 MP

— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:49
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Sex 28 Abr - 22:04

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Lamentei por minha precária nutrição quando estava quase desmaiando perante àquela situação. Não me movia e minha respiração era tão baixa que nem mesmo eu me dava conta que ainda estava viva. “Se bem que viva eu nunca estive, certo? Sim, eu parei de viver quando tinha dezesseis anos e minha mãe deu seus últimos suspiros. Talvez aquilo tivesse sido minha culpa, se não fosse por mim ela ainda estaria neste mundo.” Esses eram os únicos devaneios que vinham em minha cabeça naquele momento, tirando-me pouco a pouco da realidade.

Tive meus dolorosos pensamentos interrompidos por uma voz, agradeci aos deuses por isso ter acontecido. Ergui meu olhar fixo em um ponto aleatório no chão e dei de cara com uma moça de cabelos presos.

Lamento informar, mas por enquanto somos cães sim. — afirmou com uma risada sem humor. Poderia ter pena de sua situação se eu não estivesse na mesma. — Não se preocupe, se tiver sua chance hoje e vencer, os louros serão seus e poderá se juntar a eles. — Eles quem? Os mesmos que me trouxeram para cá? Queria que sim por algum motivo. A garota me estendeu uma tigela e arregalei os olhos, surpresa. — Sou Diana.

Tive medo que pudesse ter algo envenenado na água, não estava acostumada com demonstrações de bondade vindas de outras pessoas. Na verdade, gentileza era uma palavra há muito tempo riscada de meu vocabulário, não era algo que eu presenciava com frequência.

Encostei a cabeça na parede atrás de mim, pegando a vasilha com água e lançando um olhar de agradecimento para a moça que dizia se chamar Diana. Bebi o líquido lentamente, parecia um alívio para o desespero de minha garganta tão seca quanto os desertos de países africanos. Não tomei tudo, não tinha tamanha sede e o mais correto seria deixar um pouco para ela também.

Obrigada, mesmo. — agradeci a moça com um leve sorriso, entregando-lhe o resto da água. — Sou… Brooklyn. — Hesitei um pouco ao dizer meu nome, não sabia se deveria contar quem realmente era. Mas acho que naquela situação estava tudo bem, certo? Provavelmente eu nunca mais a veria se saísse dali e, se não conseguisse fugir, não adiantaria de nada usar uma identidade falsa. — O que você quer dizer com louros?

Não tive minha resposta, não quando um clarão preencheu a cela e fui capaz de notar uma enorme arena. Me senti um gladiador, ou melhor, um leão dentro do Coliseu quando ouvi aqueles gritos e aplausos. Sabia que estava caminhando para a morte e tive ainda mais certeza quando as grades ergueram-se de forma tão lenta que chegava a ser torturante. Tivemos nossas correntes soltas quando um rapaz entrou no local e um semblante de dúvida se formou em meu rosto.

Esse é Trevor, ganhou a Páli anterior. Nós somos a ala de pessoas com nível mais alto, sabe? Graças a isso temos algumas vantagens. — explicou Diana enquanto caminhávamos juntamente até a grade. — Ah, e não tente fugir. Só assista.

Assenti com a cabeça e apertei o tecido de minha roupa, ouvindo alguém comentar sobre a próxima rodada que iria começar. Estalei minha língua com o comentário e olhei em volta, vendo Jesy um tanto distante. Não fiz muita coisa além de lhe observar, não gritei e nem mesmo tentei me comunicar. Se eu era um cão, então agiria como um, entretanto um cão obediente aos seus donos.

Ela tinha me visto também e eu não desviei o olhar quando a morena me notou. Permaneci encarando-a até que uma mão se encostasse em meu ombro e fizesse minha atenção parar em outro lugar, sorri levemente ao notar que era Diana.

Você a conhece? — questionou e neguei com a cabeça. Realmente não a conhecia, pelo menos não naquele dia em que ela agia de maneira tão oposta ao que costumava ser normalmente.

Não. Estava só me perguntando quem era. — respondi finalmente.

Considerações finais:
Observações:
comecei a destacar as frases para que se tornasse mais fácil para a narradora, PAZ
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Sab 29 Abr - 0:22





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


— Pare de se debater, vai chamar a atenção deles. — Repreendeu uma voz infantil.

— Shh, quieta, Lucy! Antes ela do que nós. — Um rapaz rebateu. — A páli está quase no fim e nossa ala é a próxima.

Foi o que Alloy pode ouvir logo após se debater naquele lugar. Porém nem se quer olhou para as pessoas que falavam com ela, não estava disposta a ter que manter um diálogo com pessoas naquele momento, apesar de sua curiosidade falar algo.

Um clarão se acendeu no local fazendo a garota poder enxergar uma grande arena logo após as grades de sua cela. Os aplausos e as vozes vinham em abundância das pessoas ali presente. As barras de metal da cela começaram a se erguer enquanto um rapaz chegar.

Logo atrás do rapaz, que estava bastante machucado, veio um dos homens da mesa 42 o que fez as correntes que a prendiam se soltarem, e logo ela se pôs de pé, o encarando com o olhar mais calmo e sereno que poderia dar, apesar de estar querendo morrer por conta do medo por dentro.

— Você está no Páli base. Terá que lutar pra conseguir os louros. — Ele a encarou com certa rispidez. — O público ficou decepcionado com a rapidez que o palí anterior acabou... Então preparei algo bem especial para você.

Ele se virou e começou a caminhar em direção a arena enquanto Alloy fazia o mesmo. Ela estava nervosa e com medo, e queria fugir dali. O arrependimento de ter ido com eles sem contestar começava a bater.

Ao chegar no centro da arena ela notou uma enorme roleta lá, não sabia ao certo para o que era mas não era um momento propício para de perguntar aquilo ali. Ao olhar para as pessoas notou Enfer em uma das celas a encarando, Alloy por sua vez a fitou enquanto arqueava a sobrancelha de forma séria.

— Seja lá o que for, eu estou pronta. — Disse para o moço da mesa 42, mas aquilo com toda a certeza não era verdade.

Clique Aqui.:


Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:


Ativos:
Ainda nenhum.
Arsenal:
Nenhum

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Sab 29 Abr - 21:36


Team
we live in cities you'll never see on screen


Wait 'til you're announced
We've not yet lost all our graces
The hounds will stay in chains
Look upon your greatness
And she'll send the call out

A
os olhos da platéia, Alloy não parecia a desafiante mais forte a pisar no centro daquela arena, mas isso não impediu que algumas notas e moedas douradas reluzentes passassem de mão em mão no momento em que ela cessou seus passos.

— Apesar de todos desejarem justiça quando se trata de derramamento de sangue — começou a falar o rapaz que havia levado a semideusa até lá — é imprescindível um pouco de sorte.

Em algum ponto alto na arquibancada, em um camarote encontrava-se Zaira e o restante de seus companheiros. Ela sorria de forma quase felina enquanto fitava a garota. Finalmente, tomou a palavra, fazendo com que tivesse a atenção de todos fosse sua quase de imediato.

— Gire a roleta. Espero que os deuses estejam a seu favor. — Disse, arremessando para Bertrand uma espada qualquer antes de sua ordem ser executada. — Caso não estejam, reze para que as graças do povo caiam sobre você.

E após isso, a voz doce da dona dos cabelos loiros foi engolida por uma onda de aplausos e gritos enérgicos. Estavam contando com um verdadeiro show.

* * *


Diana apenas aquiesceu ao ouvir a resposta negativa para sua pergunta. Abriu um pouco de espaço para que a garota pudesse ver melhor o desenrolar dos fatos na arena.

— O que são os louros? Isso depende muito, na verdade. — A voz dela era serena. Fez uma breve pausa enquanto colocava uma mecha de cabelo atrás da orelha. — Podem ser sua garantia de liberdade, a certeza de que vai poder sair por aquelas portas sem precisar temer pela própria vida ou a chance de ter algo melhor. Nova Iorque é uma cidade grande, pode nos engolir em vários sentidos, estar no meio de pessoas poderosas como aquelas — apontou para o ponto mais alto da arquibancada — pode fazer mais diferença do que imagina.

Ouvindo a conversa das duas, Trevor aproximou-se e suspirou. Suas palavras eram pesadas e, na verdade, pareciam ser parte de sua essência, sua aura contava que era para aquilo que havia nascido.

— É uma chance de ser alguém novo, apagar o passado mesmo que com sangue.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
Alloy, você deverá obedecer a ordem de Zaira. Ao girar a roleta, o rapaz que estava com você irá se retirar e dois portões se abrirão. Demorará um pouco, mas o som de correntes e latidos se intensificarão lentamente;
— Dois cães infernais aparecerão e serão seus oponentes inicialmente. Você possui a iniciativa nesse turno - não interessa o que irá fazer, mas lembre de não dar certeza dos resultados;
Brooklyn, envolva-se na conversa com os outros semideuses. Você descobrirá que eles costumam se ajudar nas lutas e por ter conquistado a simpatia de Diana, ela e Trevor farão alguma demonstração para você dentro do recinto - descreva isso e seja criativa (pode ser um poder de buff, um item que passam entre si, você está livre para inventar);
— Encerre o turno voltando a assistir a luta de Alloy e decidindo se fará algo para ajudar ela ou não;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer

Status:

Brooklyn
220/220 HP e 210/220 MP

Alloy
140/140 HP e 140/140 MP

Cão infernal 1
70/100 HP e MP
Cão infernal 2
70/100 HP e MP

— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:49
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Brooklyn S. Palmer em Ter 2 Maio - 21:56

Shades of Cool
You say I'm like the ice, I freeze




Alguns segundos de silêncio foram formados na cela, atentamente eu olhava para Jesy que já havia girado a roleta. Uma tensão espremia meu peito, afinal, ela só tinha uma espada e, dependendo do inimigo, as coisas seriam complicadas. Tive minha atenção desviada por Diana no momento que os dois cães infernais foram soltos, não sabia se agradecia ou praguejava.

O que são os louros? Isso depende muito, na verdade. — disse a moça, demonstrando toda sua calma no tom de voz. Fez uma pausa para colocar uma mecha de cabelo atrás da orelha e, deuses, nunca um intervalo entre uma fala e outra me fez tão angustiada. — Podem ser sua garantia de liberdade, a certeza de que vai poder sair por aquelas portas sem precisar temer pela própria vida ou a chance de ter algo melhor. Nova Iorque é uma cidade grande, pode nos engolir em vários sentidos, estar no meio de pessoas poderosas como aquelas — Novamente a maldita pausa somente para apontar para aquele camarote onde estavam os filhos da puta que tinham nos aprisionado ali. — pode fazer mais diferença do que imagina.

Assenti com a cabeça, passando a mão por minha clavícula em uma demonstração de nervosismo. Minha atenção alternava entre Jesy e a moça dos cabelos presos, até que Trevor se aproximou de nós com um suspiro.

É uma chance de ser alguém novo, apagar o passado mesmo que com sangue. — Suas palavras pesavam da mesma forma que o meu coração todas as noites que tinha que ir para meu trabalho sujo. Compartilhei um olhar com ele por alguns segundos, sentindo sua tristeza em mim também.

Isso é tão angustiante. — respondi com a voz trêmula, cerrando os punhos. — Por que simplesmente não nascemos com a sorte daqueles que são grandes? Queria ajudá-la, ela é quase como nós. Sendo que ainda tiramos na sorte de não ter ficado em um patamar tão baixo.

Segurei nas grades, encostando pesadamente a cabeça para observar a batalha. Senti uma mão em meu ombro e fitei Diana que fazia um sinal para que fossemos para dentro do recinto juntamente com o outro rapaz. Segui ambos, andando vagarosamente pelo local, como se cada passo que eu desse fosse fatal.

Você tem como ajudar a garota, nós sempre fazemos isso nas lutas. — explicou Trevor, cruzando os braços e, logo, a moça continuou a fala do outro:

Iremos te mostrar como você pode fazer isso, é mais fácil que parece.

Antes que pudesse me dar conta, o garoto já estava com uma flauta de madeira próxima aos lábios e tocava uma música animada, enquanto isso Diana tinha os olhos fechados expressando sua concentração. Poucos foram os segundos de melodia e a velocidade da garota já parecia ter aumentado tanto que eu quase não podia ver seus movimentos quando ela corria ao meu redor, arregalei os olhos com aquilo e fitei Trevor.

Poucos instantes depois, a mulher parou com uma mão em meu pescoço e eu abri um sorriso. Obviamente estava surpresa e, melhor ainda, tinha acabado de ter uma ideia.

Trevor, me empresta sua flauta, por favor? — pedi e o sujeito nem mesmo pestanejou na hora de entregar. Agradeci baixinho e voltamos para assistir a luta.

Levei o instrumento aos meus lábios, não tinha uma formação musical, entretanto tinha perfeito conhecimento de todos os meus poderes e iria utilizá-los. Não faltava muito tempo para que eu fizesse alguns caninos ficarem estáticos ou, quem sabe, caírem no sono.

Considerações finais:
Observações:
Sim, os poderes que pretendo utilizar são a canção do sono ou paralisia. Instrumento tirado do cu do Trevor, porém com a aprovação do meu amorzão, te amo.
Armas:
{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

Δ {Tormenta} / Agulhas [Após a derrota do demônio, seu estojo de agulhas ficou para trás, sendo resgatado por Charllote. São grandes e feitas de prata, com cerca de 20 a 30cm cada, sendo extremamente leves e afiadas. Podem ser arremessadas ou usadas em ataque corpo a corpo, mas são pouco resistentes. Adicionalmente, causam um pequeno efeito de pânico em quem é atingido, diminuindo chances de acerto de ações no turno seguinte em 5% não cumulativos. Acompanha estojo de couro comum.] [Kit com 5] {Prata} (Nível mínimo: 5) {Controle sobre o pânico} [Recompensa da missão "Oh, I'm Blind!", avaliada por Deméter e atualizada por  ~Eos.]

➹{Drasiedi} [Uma adaga de aproximadamente 35 cm. Sua lâmina é feita de prata sagrada, contém dois gumes e é extremamente afiada. Seu punho é feito de prata comum, com entalhes de videiras e as máscaras da tragédia e da comédia feitas de ouro no centro. Em baixo, é possível notar uma enorme fluorita polida incrustada que contém alguma propriedade desconhecida (que deverá ser desbloqueada via futuras DIY ou SM, podendo alterar o nível do item, que funcionará como uma adaga normal até lá). Tem uma bainha de couro que é tão bela quanto a própria arma. ] [Prata Sagrada, Prata, Fluorita] (Nível Mínimo: 9) [Recebimento: DIY - I forgot, Avaliada por: , Atualizada por: Eos]
Todas elas estão na bolsa que foi citada por incrível que pareça.
Poderes:
None
All the pretty stars shine for you, my love
Brooklyn S. Palmer
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
271

Localização :
hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Alloy Bertrand em Ter 2 Maio - 22:33





T E A M



Eu não acho, que ganhar ou perder, vai ganhar ou perder... Vai todo mundo perder.


Alloy retirou seu olhar de Enfer e começou a passar seus olhos pela arquibancada. Algumas pessoas passavam algumas notas e moedas douradas de mão em mão, eram poucos, logo ela deduziu que não aparentava ser tão forte para eles. Mas afinal, o quão forte Jesy era como filha de Perséfone? Ela tinha poderes? Essas perguntas pairavam a mente da menina.

— Apesar de todos desejarem justiça quando se trata de derramamento de sangue — começou a falar o rapaz que havia levado a semideusa até lá, cortando seus devaneios— é imprescindível um pouco de sorte.

Sorte era algo que ela realmente iria precisar. Ela sorriu de canto quando ouviu a voz de Zaira, fazendo com que a garota olhasse para ela e seus companheiros.

— Gire a roleta. Espero que os deuses estejam a seu favor. — Disse, arremessando para Bertrand uma espada qualquer antes de sua ordem ser executada. — Caso não estejam, reze para que as graças do povo caiam sobre você.

Alloy respirou fundo e encarou a loira enquanto os gritos da multidão e os aplausos começavam a ficar energizados e mais altos. Pegou a espada do chão a segurando na mão esquerda, já que era canhota.

— Uma completa vadia mesmo. — Disse baixo enquanto caminhava para a roleta e a girava com um certo impulso.

Conforme a roleta ia parando de girar o som de correntes e latidos iam se intensificando até o ponto de ficarem bem audíveis para todos na arena, que continuavam gritando fervorosamente por aqui.

Alloy controlava sua respiração para não deixa o nervosismo atrapalhar ela. Quando tentou buscar confiança em sua nova amiga, ela já havia deixado o seu lugar entrado mais fundo na cela. "Ótimo. Irei morrer sem ter um apoio" pensou a garota.

De repente em sua mente uma voz começou a surgiu, porém a garota não entendia ao certo o que estava sendo dito, era em uma língua diferente. Segundos após a voz surgir, a mesma garota que Alloy tinha visto no espelho, só que desta vez o sangue não escorria de seus olhos, ela parecia exatamente como a usurpadora em seu lugar.

Ela também segurava uma espada na mão e com um movimento a fez ficar cercada por espinhos.

— Imagine. Você é mais poderosa do que imagina. Nós somos. — Disse a aparição de Jesy que logo sumiu em uma fumaça.

Alloy olhou para os lados e percebeu que só ela havia visto. Respirou ainda mais fundo e apertou seu punho na espada e fez o mesmo movimento de sua visão na tentativa de conseguir o mesmo feito.


Clique Aqui.:


Gostaria que descontasse as poções bebidas no início.
— Elixir da Energia (titânico): Recupera 100EP.

— Elixir da Vida (titânico): Recupera 100HP..

Poderes:
Passivos:
— Perícia Bélica I: Por ganharem de poder de reclamação uma espada (Flowerblade), as proles de Perséfone serão peritas no manejo de tal arma, podendo fazer movimentos considerados difíceis com pouco treinamento. (MODIFICADO!)

Ativos:
— Farpas: Ao ativar este poder, a arma do filho de Perséfone é recoberta de espinhos. O efeito dura três rodadas, aumentando o dano que seria provocado normalmente (cinco de vida a cada dois níveis).
Arsenal:
Nenhum

Alloy Bertrand
avatar
Filhos de Perséfone
Mensagens :
85

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Chelsea H. Drevoir em Qua 3 Maio - 20:09


Team
we live in cities you'll never see on screen


Wait 'til you're announced
We've not yet lost all our graces
The hounds will stay in chains
Look upon your greatness
And she'll send the call out

C
om os lábios suavemente encostados na flauta de Trevor, não demorou para que Brooklyn começasse a emitir algum som com o instrumento. Infelizmente, a única coisa que preencheu o ar e chegou aos indivíduos ali foi a música.

Diana sorriu com o canto dos lábios e estendeu a mão para ter o objeto de volta e devolvê-lo ao dono.

— Você toca bem, mas o que você viu vai além do talento. — Apontou para o vencedor da páli anterior. — Tem a ver com o deus a quem você oferece sua lealdade. Trevor fez uma boa escolha. — Suspirando, prosseguiu. — Então, não é sorte, Brook. Todos aqui, até os que estão no camarote, lutaram de alguma forma para estarem onde estão. Além disso, as alas não são escolhidas ao acaso, eles sentem e sabem quem é mais forte.

— As divisões são feitas para evitarem massacres. — Completou Trevor. — Os mais inexperientes são colocados em lutas contra monstros fracos, como sua amiga, ou com pessoas da mesma ala. Nós, por outro lado, temos outras dificuldades dependendo do que sabem a nosso respeito. — Ele deu de ombros.

* * *

Não sabia ao certo como, mas havia conseguido. A espada agora jazia repleta de extensões pontiagudas que aumentariam consideravelmente seu poder ofensivo.

No entanto, o que a garota não sabia era que seu pequeno devaneio havia custado mais tempo do que poderia se dar o luxo de perder. Os oponentes situados em lados opostos da arena não estavam em suas condições perfeitas, era verdade, mas isso jamais significaria que eles recuariam ou hesitariam em atacá-la - e foi exatamente o que um deles fez.

Aproximando-se com rapidez, parou de forma abrupta e virou o corpo o bastante para que sua longa cauda atingisse a garota na altura do abdome, fazendo com que recuasse alguns metros, tropeçando e caindo sentada.

A natureza dos cães os fazia rosnar com intensidade, como se anunciassem o próximo ataque. Restava saber o que a natureza semidivina de Alloy a levaria a fazer.


Pontos Obrigatórios
era uma vez, duas semideusas ferradas


— Narrem uma introdução coerente com os fatos acima;
— Descrevam com precisão ações, pensamentos e emoções;
Brooklyn, como você não destacou poder ativo ou passivo algum que culminasse no efeito descrito no post, não houve efeito nenhum;
Alloy, você possuía a iniciativa de ataque e não a utilizou, portanto, seus oponentes o fizeram. Como não houve movimento prévio ou passiva alguma que lhe permitisse escapar ou ao menos tentar, o golpe foi certeiro. Dessa vez suas habilidades foram consideradas, porém se nos próximos posts as descrições não vierem com o nível do poder adequadamente para que eu possa fazer os descontos, o mesmo não será considerado;
— Ambas devem encerrar o turno da forma que preferirem para interferir no cenário. Alloy, novamente você possui a oportunidade de atacar primeiro. Brooklyn, não se restrinja apenas à minha narração para ditar os passos da personagem;
— Aguardem novas instruções.


Informações adicionais
coisas úteis caso não queiram morrer

Status:

Brooklyn
220/220 HP e 210/220 MP

Alloy
120/140 HP e 140/140 MP

Cão infernal 1
70/100 HP e MP
Cão infernal 2
70/100 HP e MP

— Itens, pets e poderes relevantes (ativos ou passivos) devem ser devidamente colocados no fim do texto (preferencialmente em spoiler);
Não coloquem "considerar poderes até tal nível", pois se isso ocorrer, as habilidades em questão não serão consideradas;
— Evitem utilizar templates muito estreitos ou com barrinha; além de cores muito cegantes ou qualquer coisa que possa dificultar a leitura;
— Sejam sempre objetivas e coerentes;
— Localização: Nova Iorque
— Horário: 22:52
— Condições climáticas: Nublado, possibilidades de chuva. Temperatura amena (20ºC);
— Vocês possuem um prazo de 4 dias;
— Quando postarem ou caso haja alguma dúvida, entrem em contato por MP.

Boa sorte, semideusas.
Vão precisar.

todos os créditos do template à Deméter
Chelsea H. Drevoir
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
318

Localização :
Healing Hills

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — team {MNIM para Brooklyn e Alloy}

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum