Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

{A Sacrifice to Enyalios} - MOPED para Vitor S. Magnus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{A Sacrifice to Enyalios} - MOPED para Vitor S. Magnus

Mensagem por Johan O. Griffiths em Qua 03 Maio 2017, 15:20


M O P E D
A Sacrifice to Enyalios

Em tempos de paz, a real relevância e poder de um deus da guerra são colocados em xeque. Entretanto, conflitos mundiais iminentes denotam o reganho de força de Ares. Ameaças de bombardeios internacionais, novas ditaduras e guerras civis tiraram a divindade de seu temporário estupor. De sua preguiça.

Porém, até mesmo um deus precisa de motivação para exercer seu trabalho. Nos gloriosos tempos antigos, soldados costumavam oferecer sacrifícios em seu nome, visando o sucesso em batalha. Mal sabiam eles que isso se tratava de uma via de mão dupla. Afinal, do que se alimentam os deuses se não de suas crenças?

Sacrifícios destinados a Ares andam escassos nos tempos modernos. Tão necessários. Por conta disso, o deus resolveu selecionar um de seus filhos mais poderosos para que cumprisse a tarefa tão importante. E decidiu que seria em grande estilo. Remetendo às oferendas dos guerreiros espartanos, seus favoritos até hoje, optou por algo semelhante ao tradicional sacrifício a Enyalios, no qual os soldados, ainda jovens, sacrificavam filhotes de cachorros em nome da divindade, comumente associada ao deus da guerra.

Mas, obviamente, matar um cachorrinho não é algo tão digno da prole do poderoso senhor da guerra. Não. O sacrifício não deve ter como propósito único o aprazimento de Ares. Ele também deve trazer algum renome ao seu chalé. Seus filhos devem ser conhecidos como os mais poderosos – mesmo que não, necessariamente, o sejam. A proporção disso tudo deve ser maior.


Pontos Obrigatórios:

● Não é preciso uma narração complexa, mas quero que faça uma introdução de seu dia antes de se deitar no chalé de Ares para o repouso noturno.

● Você receberá, por sonho, uma mensagem de seu pai. Ele lhe dirá que precisa de forças para os conflitos que virão e que você é perfeito para auxiliá-lo. Você decidirá se ele lhe dará detalhes e será sincero em relação aos seus motivos – os descritos na introdução da missão – ou irá mentir/omitir suas intenções. Sendo um ou outro, ele lhe confidenciará que sente falta dos tempos antigos e, sobretudo, dos guerreiros espartanos, que sempre lhe ofereciam oferendas antes das batalhas. Ele lhe dirá que você irá substituí-los naquele momento e que deverá realizar sacrifícios em seu nome.

● Ele o dispensará e você terá acordado, mas não em seu chalé. Estará sobre campos verdejantes em uma terra que não é sua. Estará em Esparta, na Grécia. Perceberá que estará munido com algumas de suas armas – critério seu – e mais duas coisas em seu bolso. Uma delas será uma faca de prata, como aquelas usadas em sacrifícios, e a outra um objeto inventado por você. A voz do deus ecoará em sua mente, informando que você deve seguir até o local dos sacrifícios e que tal objeto desconhecido o guiará pelo caminho. O que será tal utensílio e como ele o encaminhará até o lugar pretendido estará ao seu encargo.

● Você se dirigirá até a maior colina arvorada do lugar. Seu objetivo é seguir a trilha que serpenteia por ela e atingir seu cume. No caminho, você encontrará monstros. Não definirei quais ou quantos serão. Leve em consideração a dificuldade da missão e o fato de estar no Velho Mundo, onde as forças mitológicas são mais poderosas e selvagens. Você poderá tentar escapar ou lutar. Adicione dificuldades coerentes. Caso escolha por entrar em combate e abater as criaturas, você tem a opção de oferecer seus espólios a Ares.

● Após algumas tantas dificuldades, você alcança o topo. Ruínas de um templo antigo repousam sobre a grama e as pedras.  No centro, uma estátua de Ares acorrentado ao chão o encara. Você, de alguma maneira, entende que aquele é o local da oferenda.

● Um rosnado profundo denuncia a presença de uma criatura. De uma gruta próxima, um cão infernal emerge. Você notará que seu físico é ligeiramente mais avantajado que o normal, sendo um pouco maior do que um rinoceronte. Este é o seu sacrifício a Enyalios.  

● Novamente, dou-lhe opções. Sua escolha por matar o animal ou não dependerá de seu humor e de sua relação com o seu progenitor. Caso escolha escapar, poderá fazê-lo. Entretanto, deverá adicionar dificuldades condizentes com o tipo de missão e, ainda, correr o risco de atrair a fúria de Ares.

● Caso opte pelo embate, assim como antes, poderá escolher se oferecerá o cão infernal como sacrífico ao seu pai. Caso o faça, deverá finalizar a luta com a faca de prata que encontrou em seu bolso e depositar o espólio aos pés da estátua.

● Optando pelo sacrifício, narre uma breve interação com seu progenitor divino. Satisfeito, após sua conversa, ele o levará magicamente de volta à sua cama. Nenhum dos diretores saberão que você saiu – mesmo contra sua vontade – do acampamento sem permissão e visitou o velho mundo.

● Caso opte pela fuga ou pelo não sacrifício, também quero uma interação com seu pai que se adeque á situação criada. Entretanto, ele não o levará de volta ao acampamento. Você descerá a colina e encontrará a cidade mais próxima. No caminho, poderá ou não encontrar alguns monstros, fica a seu critério. Só peço que seja coerente, pois possíveis dificuldades aqui também serão avaliadas. Encontrando a área civilizada mais próxima, mande uma mensagem de Íris destinada a Quíron – haverá alguns dracmas em seus bolsos. O Acampamento Meio-Sangue providenciará um meio de transporte seguro até o recanto. Quando chegar, narre o acontecido ao diretor de atividades.

● Seria redundância pedir para que finalize de forma criativa, visto que isso é um pressuposto de todo o processo da missão. Surpreenda-me. Se quiser adaptar alguns dos pontos para que se encaixe melhor em sua narrativa, sinta-se à vontade – desde que não fuja da proposta, obviamente. A narração é sua. Molde-a da melhor maneira que puder em sua trama.


Informações Adicionais:

● Missão One-Post Externa Difícil para Vitor S. Magnus;
● Local: Inicialmente, Acampamento Meio-Sangue. Após, Esparta, Grécia;
● Hora: Madrugada no Acampamento Meio-Sangue; Considere sete horas de fuso horário.
● Clima: A ser definido pelo campista;
● Prazo de postagem: 45 dias;
● Qualquer dúvida, reclamação ou requerimento pode ser feito via MP;
● Especifique as armas e poderes utilizados no fim do post, por gentileza;


Boa Missão.
Johan O. Griffiths
avatar
Monitor de Ares
Mensagens :
31

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {A Sacrifice to Enyalios} - MOPED para Vitor S. Magnus

Mensagem por Johan O. Griffiths em Seg 12 Jun 2017, 21:10

Justificativa plausível. Prazo prorrogado. Vencimento em 12 de julho de 2017 (30 [trinta] dias).
Johan O. Griffiths
avatar
Monitor de Ares
Mensagens :
31

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum