Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

— Fita 01 (MNEF)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Sex 12 Maio 2017, 02:16


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


A
merica entrou no ônibus primeiro. Pegou-o no começo da linha e conseguiu até um lugar para sentar, um pouco longe dos poucos presentes: nem tão no fundo, nem tão na frente. Ela seguiu tranquilamente, e uma moça com uma sacola de frutas sentou ao seu lado.

Já Kirstie subiu no veículo um pouco antes da parada final, meio apressada, e teve que ficar de pé até o fim do trajeto. Olhava para os lados, ligeiramente desconfiada, mas não dava sinais claros que era uma semideusa, e as duas trocaram só um rápido vislumbre, sem nem se encararem, cada uma ao seu tempo.

Entre o ponto final, no terminal, e o ponto de Kirstie, houve um acontecimento inesperado. Três indivíduos com agasalhos largos, gorros (na verdade, um deles usava um boné, outro tinha o cabelo raspado, e só a última figura estava realmente de gorro), e armas iniciaram a ação em conjunto. Um deles estava no fundo, só observando; outro, que passeava pelo corredor, esbarrando aqui e acolá, anunciava o assalto; e o terceiro elemento manteve o motorista trabalhando, mas pediu-o para fazer um desvio, pegando um caminho mais longo e menos movimentado.



Objetivos:

— Contextualizar a ação: A CUMPRIR; [tarefa um: desnecessária para a missão, mas gerará um ponto positivo para o jogador caso cumprida]
* Digam-me como foram parar ali, o que estavam fazendo, como se encontravam no momento.

— Reagir ao assalto: A CUMPRIR; [empecilho um: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]
* Detalhe: reagir, de forma alguma, quer dizer "revidar com armas", embora essa possa ser uma opção. De certa forma, até simplesmente deixar o ladrão levar sua bolsa é uma reação. Apenas reajam e deem-me algo para trabalhar o próximo turno.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Informações Específicas do Post:

— Vocês sabem os objetivos. Saibam usá-los para criar a missão e decidir os caminhos percorridos pelo personagem, terminando a postagem onde achar melhor. Se fosse pra eu falar o que vocês precisam fazer, isso seria uma One-post, não Narrada;

— Informações não dadas poderão ser acrescentadas por vocês, porém com coerência;

— Não é necessário narrar a introdução dada por mim, se quiserem partir logo para o desafio;

— Não precisa ser algo extraordinariamente extenso, acreditem; muito foco nessa parte

— Quando a postagem for efetuada, enviem-me uma Mensagem Privada (MP) para eu saber que devo postar;

— Vocês podem me pedir dicas ou mesmo confirmar informações comigo via Mensagem Privada (MP).




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 85/120;
  • arsenal: a decidir.


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 190/190;
  • arsenal: a decidir.


— Indivíduo 1, com boné, andando no meio do ônibus, anunciante do ataque, nível 2.

  • vida: 100/100;
  • energia: 100/100;
  • arsenal: pistola?.


— Indivíduo 2, com cabelo raspado, no fundo, observador, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: pistola?.


— Indivíduo 3, com gorro, perto do motorista, coordenando o trajeto, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: pistola?.





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 17/05/2017, quarta-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 001;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Foi mal se eu soar chato, mas lembrem-se sempre: O que está narrado, está narrado, e, com isso, quero dizer que, se o seu personagem tem mania de limpeza e nunca frequentaria um transporte público!, ew, que nojo, você trate de dar uma razão para ele, mesmo assim, estar usando o ônibus. Eu tento não quebrar nenhuma diretriz dita na ficha, e não sou obrigado a entender minuciosamente o personagem de ninguém [mas posso: basta, durante os posts, me darem informação suficiente de forma interessante]. Se, mesmo assim, ficou incoerente com o que você pensou, tente ser mais claro da próxima vez.

• Se tiverem alguma dúvida, podem me perguntar por Mensagem Privada (MP);
• Não exijo mínimo nem imponho máximo de linhas ou palavras, mas prezo um post bem descrito, que é bem diferente de enrolado;
• Quaisquer poderes ou equipamentos utilizados por vocês devem vir em quote ou spoiler (ou qualquer outro meio de destaque), de preferência separando poderes ativos de passivos; no caso dos passivos, por favor, coloquem as descrições deles também, explicando onde foram usados.

• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.

• O critério de avaliação usado será o baseado aqui (link direto: http://percyjacksonrpgbr.forumeiros.com/t7799-metodo-de-avaliacao);
• Ao final, todos os que atingirem 85% da premiação total do treino ganharão um item mediano;
• A premiação máxima, como constado aqui (link direto: http://percyjacksonrpgbr.forumeiros.com/t9203-sistema-de-missao-por-dificuldade), consiste em 600 XP, 125 dracmas e um item mediano.

• Dicas de Postagem Geral:
Prestem atenção em todas as informações que lhes foram dadas, pois podem ser usadas ou não;
Usem um corretor ortográfico, para evitar grandes perdas neste ponto;
Tentem não usar templates ou tables que prejudiquem a leitura ou modifiquem de forma drástica a largura ou a altura do texto;
Evitem o uso desmedido de muitas cores que possam, de alguma forma, tornar a leitura menos envolvente;
Sejam objetivos no sentido de não enrolar, ou seja, não adicionem detalhes desnecessários;
Caso não saibam algo, procurem no fórum e em fontes externas confiáveis ou perguntem a mim via Mensagem Privada (MP);
Não copiem a introdução e nem as falas dadas pelo narrador: interpretem-nas segundo a vista de suas personagens;
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.







(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Sex 12 Maio 2017, 12:40



Fita 01 - MNEF



I


A garota corria com sua respiração ofegante por entre as pessoas que estavam na rua naquele momento. Tinha um compromisso em um congresso de música devido ao pub que trabalhava como cantora, e obviamente ela estava um pouco muito atrasada, e precisaria se apressar caso quisesse chegar a tempo do inicio, afinal havia começado a pouco tempo e não queria perder o seu trabalho.

Assim que ela chegou no ponto de ônibus ele já estava prestes a sair, mas por sorte, ou artimanha do destino, o motorista parou assim que ela acenou com a mão para ele. Adentrou no veículo sorrindo para a pessoa que o conduzia tentando ser a mais simpática possível.

Kirstie ajeitou a sua jaqueta jeans para garantir que suas adagas estavam bem escondidas em suas costas, já que a sua faca estava dentro da bota era o que menos se preocupava. A única coisa que ela se arrependia era de não ter feito um look com o seu manto, mas o calor deixaria ela derretendo.

A loira começou a passar o olhar pelas pessoas que estavam ali, e ficar de pé a ajudou a analisar melhor o local, pois nunca se sabe onde poderá encontrar um semideus agressivo. Algumas pessoas dali usavam gorros, outras usavam coques, tinha até pessoas carecas, enfim, uma diversidade de pessoas. Ela passou o olhar por uma garota loira e sorriu brevemente, afinal seu lado "sapatão" falou mais alto, porém relevou.

Um cara com gorro passou do meu lado se dirigindo até o motorista, provavelmente ele iria perguntar algo sobre o trajeto (Era o que Kirstie pensava.). Um cara de boné começou a caminhar no meio do ônibus esbarrando nas pessoas, até que começou a falar, e um outro cara, careca, ao fundo concordava com ele.

— Eu quero que todo mundo aqui aja normalmente. — Ele colocava a mão na cintura, mostrando um volume que provavelmente poderia ser uma área. — Escuta aqui, playboyzada, a situação tá precária pra todo mundo, falou? Então é só todo mundo colaborar que ninguém vai se machucar.

Kirstie respirou fundo, tentando passar uma certa tranquilidade para o cara que estava anunciando o possível assalto.

— Com licença senhor. — Disse suavemente, pois tentaria acalmar a todos ali.* — O senhor realmente quer fazer isso? Pois como você disse, a situação tá precária pra todo mundo... Acha mesmo que fazendo isso você vai mudar algo? Só pensa melhor se quer de fato fazer isso, por que no final você pode se dar mal. Ou algum dos seus capangas. E não queremos isso, certo?

Estava quase fazendo uma prece para sua mãe pra que ela a ajudasse naquele momento.

Observações.:
Quando tiver * é que foi usado um poder passivo, a quantidade de asteriscos é a ordem que eles estarão colocados.

Poderes Passivos:
Nível 1 -Empatia - Macária solidarizava-se com as pessoas que ia buscar, sabendo de suas dores e emoções. Seus filhos possuem o mesmo sentido. Assim, a ocultação emocional de um personagem só funcionará caso ele seja de nível maior que o filho de Macária.

Nível 6
Aura pacificadora I - Diferente da maioria dos deuses do submundo, Macária apresenta-se sempre como uma presença calmante. Isso faz com que seja mais difícil lutar contra seus filhos, e oponentes de até 5 níveis mais fracos perdem a iniciativa em um ataque direto, no primeiro turno de combate. Entre 5 níveis mais fracos e 5 níveis acima, o primeiro golpe do primeiro oponente que atacar será reduzido em 50% (em questão de dano e chance de acerto). Não possui efeitos acima disso.

Poderes Ativos:
*Nível 4
Voz apaziguadora - O filho de Macária consegue imbuir sua voz com o poder proveniente de sua mãe, com uma aura de calmaria e conforto. Os alvos que puderem ouví-lo serão então "acalmados". Esse efeito pode eliminar poderes de Ira (caso o alvo seja de nível mais fraco e não tenha resistência) ou reduzir as chances de combate e a vontade dos atacantes em até 50% por 3 rodadas, fornecendo tempo para uma negociação. Contudo, caso sua atitude não condiza com a fala, o efeito é quebrado - não adianta tentar convercer alguém a não atacar e continuar em uma postura de ameaça, por exemplo. Afeta inclusive aliados. 1 vez por combate. Considerado um efeito de charme.

Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Sex 12 Maio 2017, 15:00

light 'em up
my songs know what you did in the dark


― Eu preciso que você faça isso parar!

― Não é tão simples assim, America. ― Explicou Alice. A psicóloga estava em uma tentativa intensa de me acalmar desde que eu tinha chego em seu consultório, cerca de uma hora antes. ― O trauma psicológico que você sofreu vai ficar contido em seu cérebro pelo resto da sua vida. Ele ainda é recente, e por isso os efeitos estão mais fortes. Mas com o tempo isso vai se amenizar.

― Eu só estou cansada. Cansada de sonhar com isso toda noite, de rever a cena se reproduzindo na minha mente dezenas de vezes. ― Fechei os olhos para conter as lágrimas. Tocar no assunto da morte do meu pai ainda era delicado para mim, afinal, faziam apenas duas semanas que ele havia sido brutalmente assassinado pelo comparsa de Alec.

Alec. A culpa de tudo. O centro do furacão. Se ele nunca tivesse aparecido na minha vida, talvez eu ainda tivesse meus pais comigo, sem essa história de deuses gregos, terminando meu ensino médio e praticamente encaminhada para uma boa faculdade. Mas todo esse alicerce agora foi a baixo, e minha mãe precisa de mim muito mais do que preciso dela.

― Você está tomando os medicamentos que te receitei? Eles deveriam cortar os pesadelos. ― Indagou a mulher. Pousei meus olhos em sua expressão por um instante, identificando uma certa desconfiança em seu olhar. Por alguns segundos cogitei contar sobre minha descendência divina, mas com a mesma rapidez descartei a ideia.

― Estou sim. ― Desviei minha atenção para o relógio analógico rosa que carregava no pulso, quando me dei conta que já estava na sessão à 1h e 40min, o que extrapolava em quarenta minutos o tempo que havia sido pago. ― Acho que já estamos além do combinado no horário. Me perdoe.

Levantei-me e joguei minha mochila, antes escorada no pé da escrivaninha, em meu ombro. Alice se levantou, talvez para me cumprimentar, mas apenas me dirigi para a porta. Coloquei a mão na maçaneta, e antes que eu girasse, ela finalizou.

― Sabe que pode confiar em mim, não é America? Eu estou aqui apenas para lhe ajudar. ― Olhei na direção dela mais uma vez, tentando fazer uma rápida análise, mas, infelizmente, eu não tinha estudado psicologia, então preferi confiar em meus instintos.

― Sei sim. ― E antes que eu me desse conta, já caminhava pelo corredor a fora, em direção à rua, e em seguida, ao ponto de ônibus. Sim, o ônibus. Foi onde tudo começou a desandar.  


Havia encontrado um local bom, onde conseguia ficar na janela, e estava exatamente na metade do ônibus. Não haviam muitas pessoas quando entrei, mas conforme foi circulando, o veículo foi lotando. Em uma das paradas subiu uma garota com uma jaqueta jeans, e é claro que achei aquilo estranho para o calor infernal de Miami, mas desviei os olhos para as janelas novamente.

Tudo parecia inquietantemente calmo, as pessoas não estavam murmurando como sempre faziam, nem mesmo havia um bebê escandaloso chorando no local. E obviamente que aquilo me deixava um pouco atenta. Coloquei a mochila em meus pés e abri o zíper, deixando visível uma parte do cabo da minha cimitarra. E como já esperado, eu estava certa.

― Eu quero que todo mundo aqui aja normalmente. — Disse um rapaz que utilizava um boné. Sua mão estava posicionada sobre a cintura, pressionando algum objeto com o formato de uma arma de fogo. — Escuta aqui, playboyzada, a situação tá precária pra todo mundo, falou? Então é só todo mundo colaborar que ninguém vai se machucar.

Discretamente olhei ao redor, identificando mais dois comparsas: um situado no fundo e outro ameaçando o motorista. Olhei novamente pela janela, e identifiquei que não estávamos mais na rota de costume. Aquilo não iria terminar bem.

Lentamente deslizei minha mão para dentro da mochila, a encaixando no cabo da arma que ganhei de presente da minha mãe grega. Com a mão esquerda tirei a franja do meu rosto, enquanto ouvia a garota de jaqueta jeans questionar os rapazes. Eu tinha quase certeza de que aquilo não seria muito eficaz, então pedi para a moça do meu lado se mudar para a janela, discretamente, me deixando na ponta do banco, próxima o suficiente do rapaz armado.

― Você não quer fazer isso. ― Disse para ele, finalmente.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui ainda.
looking •• for •• peace ••
America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Sex 12 Maio 2017, 23:06


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


L
ogo que os três tomaram suas posições e iniciaram suas ações, Kirstie tentou acalmar o assaltante principal, e ele estava caindo como um patinho em suas palavras. No entanto, a movimentação de America, mesmo sutil, chamou a atenção do indivíduo do fundo.

Ei, falou, com uma voz alta o suficiente para ser escutado. Então, a filha de Eos abordou o líder aparente, que trocou olhares com o rapaz do fundo. Cê se mexeu por quê?, princesa.

O líder aparente franziu o cenho, ainda meio atordoado pelas palavras da filha de Macária.

Aí, pede pra encostar, sinalizou para o capanga da frente. E a princesa vai lá pro fundo, mandou America para perto de seu capanga do fundo. Virou-se para Kirstie. Cê tá certa, mas ainda precisamos de reféns. Vai ser você e a princesinha irritada ali, e sacou um canivete com a mão direita, pressionando-o contra a garganta dela. TODO MUNDO, DESCE!, ordenou. Kelly, cê dirige, né?

A pessoa próxima do motorista fez uma careta.

Posso tentar.

Beleza, todo mundo ganhou um momento de piedade. Não tá fácil pra ninguém, e a gente não quer fazer mal. Pode geral sair, exceto as duas.

Assim, o ônibus foi esvaziando-se, enquanto Kirstie tinha uma pequena lâmina pressionada na garganta, e America estava com o olhar atento do capanga do fundo nela. Ele também tinha um canivete em mãos e um volume no casaco que denunciaria uma arma.



Objetivos:

— Contextualizar a ação: CUMPRIDA; [tarefa um: desnecessária para a missão, mas gerará um ponto positivo para o jogador caso cumprida]
+ sem reféns

— Reagir ao assalto: EM PROGRESSO; [empecilho um: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]
* Detalhe: considerem a definição de "reagir" do turno passado. Basicamente, isso é uma "bifurcação": vocês vão reagir enquanto todo mundo está saindo, ou preferem esperar todo mundo sair para tomar alguma medida? Só deem-me algo para trabalhar no próximo turno, seja causando um tumulto geral no ônibus durante o esvaziamento, ou ainda esperando ele ficar vazio para colaborar com os bandidos ou ainda iniciar uma reação. Só aí eu já dei três opções, e com certeza existem outras, então escolham algum caminho e o sigam.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Informações Específicas do Post:

— Vocês sabem os objetivos. Saibam usá-los para criar a missão e decidir os caminhos percorridos pelo personagem, terminando a postagem onde achar melhor. Se fosse pra eu falar o que vocês precisam fazer, isso seria uma One-post, não Narrada;

— Informações não dadas poderão ser acrescentadas por vocês, porém com coerência;

— Não é necessário narrar a introdução dada por mim, se quiserem partir logo para o desafio;

— Não precisa ser algo extraordinariamente extenso, acreditem; muito foco nessa parte

— Quando a postagem for efetuada, enviem-me uma Mensagem Privada (MP) para eu saber que devo postar;

— Vocês podem me pedir dicas ou mesmo confirmar informações comigo via Mensagem Privada (MP).




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 85/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (na mochila).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 174/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (nas costas); Shadow walker, botas (vestidas).


— Indivíduo 1, com boné, no meio do ônibus, rendendo Kirstie, nível 2.

  • efeito: parcialmente encantado {encontra-se parcialmente encantado por Kirstie, ou seja, o encantador possui alguma influência pequena no encantado}
  • vida: 100/100;
  • energia: 100/100;
  • arsenal: pistola? e canivete.


— Indivíduo 2, com cabelo raspado, no fundo, vigiando America, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: pistola? e canivete.


— Indivíduo 3, com gorro, na frente, coordenando o trajeto, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: pistola?.





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 17/05/2017, quarta-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 002;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.

• Eu errei as premiações do primeiro post. Se não me engano, as pontuações certas são 500 XP, 100 dracmas e um item mediano, acho. E o rendimento para item é 75%.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está saindo. America está na cadeira da frente do capanga do fundo. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos passageiros, que estão esvaziando o ônibus com seus pertences. Sem exceção, todos parecem assustados/nervosos demais para tomar alguma reação violenta, como tentar algo contra os bandidos, pelo menos por enquanto.

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.








(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Sab 13 Maio 2017, 21:33



Fita 01 - MNEF



I


Para sorte de Kirstie o rapaz sentiu um pouco das suas palavras e se acalmou um pouco. Mas a garota loira que havia visto pouco antes resolveu falar, e o cara na frente da semideusa trocou olhares com o capanga lá de trás que disso algo que ela não escutou muito bem.

Após essa troca de olhares eles mandaram a menina ir lá para o fundo, e o possível líder deles se virou para Campbell falando que ela estava certa, porém, mesmo assim precisaria de reféns, e seria ela com a "princesa irritada" lá no fundo. O que para ela era ótimo, afinal podia tentar fazer algo com eles e matar os três ali mesmo, ou era os assaltantes ou era o pessoal dali.

O homem encarou Kirstie e colocou a lâmina de um canivete na direção do pescoço enquanto ordenou para que todos descessem e mandou o rapaz ao lado do motorista dirigir. A loira por sua vez, encarava a menina ao fundo, sentada um banco a frente do outro assaltante. Queria ajudar ela, pois não sabia se a mesma era mortal ou semideusa também, entretanto, teria que se livrar do cara na sua frente.

Ela com um rápido movimento tentou dar um toque forte com dois de seus dedos no tríceps do braço em que o assaltante estava segurando o canivete, pois ela sabia dos seus poderes anestésicos e poderia fazer com que ele ficasse com o movimento daquele braço mais lento.**

Logo em seguida a filha de Macária respirou bem fundo se concentrando para tentar ficar invisível.* Antes mesmo de todos desceram do ônibus, pois se conseguisse a sua invisibilidade um tumulto seria formado por ali, e daria chances para ela acabar com o capanga da frente. E isso ajudaria a princesa irritada ao fundo.

Observações.:
Quando tiver * é que foi usado um poder passivo, a quantidade de asteriscos é a ordem que eles estarão colocados.

Poderes Passivos:
Nível 6
Aura pacificadora I - Diferente da maioria dos deuses do submundo, Macária apresenta-se sempre como uma presença calmante. Isso faz com que seja mais difícil lutar contra seus filhos, e oponentes de até 5 níveis mais fracos perdem a iniciativa em um ataque direto, no primeiro turno de combate. Entre 5 níveis mais fracos e 5 níveis acima, o primeiro golpe do primeiro oponente que atacar será reduzido em 50% (em questão de dano e chance de acerto). Não possui efeitos acima disso.



Poderes Ativos:
*Nível 2
Toque anestésico - O filho de Macária toca o alvo, amortecendo os sentidos em uma região específica do seu corpo. Pode ser usada tanto de forma benéfica quanto de forma ofensiva. Quando usado de forma benéfica, sobre algum ferimento, o poder elimina a sensação de dor no local, desfazendo penalidades relativas a isso por sua duração. O uso ofensivo amortece uma região corporal, dominuindo em 25% uma característica do alvo de acordo com a parte afetada: membros inferiores (movimentação), membros superiores (ataque ou defesa, dependendo do braço afetado), tronco (reflexo) ou percepção (cabeça). Dura 3 turnos, o toque deve ser ativo e intencional. 1 vez por combate.


**Nível 7
Invisibilidade iniciante - Assim como Macária transita entre o mundo dos vivos e dos mortos sem ser vista, o semideus consegue se tornar invisível. Afeta apenas ele e seus itens pessoais/ que estejam sendo carregados sem esforço. É uma condição limitada, durando apenas 2 turnos e em condições que não exija movimentos bruscos ou extenuantes - atacar quebra o poder. Uso pessoal.

Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Sab 13 Maio 2017, 23:43

light 'em up
my songs know what you did in the dark


― Cê se mexeu por quê?, princesa ― disse o rapaz de boné, direcionando suas palavras à mim. Respirei fundo, pensando em alguma forma de atacá-lo sem ferir os demais passageiros do ônibus, mas era uma sinuca de bico: se eu atacasse um, os outros atiravam. Eu precisava de tempo, e de uma localização boa, e o líder deles me deu exatamente o que eu queria.

Enquanto o capanga que cuidava do motorista ordenava que ele parasse, eu caminhei até uma das poltronas do fundo, ficando na frente do rapaz que cuidava daquela parte. Pelo que percebi, a garota de jaqueta havia conseguido que eles não fizessem o assalto ─ ou seja lá o que eles iriam fazer ─, mas ainda assim, eles manteriam nós duas como reféns, e ordenaram que os demais passageiros descessem, assim como o motorista.

Aguardei que todos os passageiros começassem a descer, para que eu pudesse fazer algum movimento sem colocar mais ninguém em risco. Entretanto, pelo visto a garota não pensou como eu, e antes que tivesse algo em mente, um tumulto começou no meio do ônibus. Eu não conseguia ver o que acontecia, mas imaginei ser alguma tentativa de ataque. Com o canto do olho percebi que o capanga que cuidava de mim estava tentando entender o que aconteceu também. Eu tinha o timing perfeito.

Encaixei minha mão direita no cabo da cimitarra, e a arranquei da mochila girando-a para trás, imaginando que seu alcance fosse suficiente para atingir o criminoso. Em seguida me posicionei de pé rapidamente, presando por tentar surpreendê-lo, mantendo a arma apontada para ele, no intuito de tentar evitar que alcançasse sua arma de fogo. Se a garota da jaqueta conseguisse dominar o líder, e eu tivesse este sob meu controle, conseguiríamos chantagear o da frente.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui ainda.
looking •• for •• peace ••

America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Dom 14 Maio 2017, 02:43


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


O
s passageiros ainda saíam do ônibus quando Kirstie resolvera dar início à sua ação. De fato, o truque com a musculatura dera certo, e ele tivera que abaixar a mão e, consequentemente, o canivete, deixando-a assim livre para agir. No entanto, como todo mundo estava concentrado em sair, o "tumulto" não foi tão generalizado quanto ela esperava ao ficar invisível, pois só o líder estava confuso.

Mas que... e, de cenho franzido, tentou agir o mais rápido que conseguia, batendo o braço fraco contra o ônibus desajeitadamente, além de sacar a arma.

Enquanto isso, America tentava colocar a própria estratégia em prática. Retirando a cimitarra da mochila, ela fez um golpe em arco e visou o capanga que tinha que dominá-la. Contudo, com algumas pessoas ainda por ali, ela teve que ser mais cuidadosa do que o normal, acabando por perder um pouco de tempo e agilidade. Dessa forma, foi mais fácil para o bandido que, mesmo distraído com seu líder, ainda tinha como função primária observá-la, aparando o ataque com o braço contra a parte chata da lâmina.

Então, a filha de Eos se levantou e posicionou-se com a arma mirada nele, mas, até aí, ele já tinha puxado a arma de fogo que carregava; com a mão menos habilidosa, é verdade.

O líder, ao notar a movimentação estranha, grunhiu de raiva. Alguns passageiros se assustaram demais e tentaram sair mais rápido do que as condições técnicas do veículo permitiam, abrindo passagem entre passageiros menos desenvoltos, enquanto outros ficaram travados de susto. Na frente, Kelly saiu do lugar do motorista com um semblante confuso, encarando o corredor como se tentasse entender o que acontecia.

Então, o de boné, bravo, deu um tiro para cima.

Todo mundo parado no lugar!, e apontou a arma para America, que parecia a ameaça principal. O ônibus se silenciou. Solta essa droga, ordenou à filha de Eos. Então, mesmo com o braço fraco, ele fez menção de se abaixar e pegar o canivete. Pra onde foi aquela outra?



Objetivos:

+ tarefa um: poucos reféns [uma garota e um garoto, irmãos, de pele bronzeada e cabelos escuros, dois bancos para trás do líder; cobrador no lugar dele; uma senhora com sacolas onde estava America; uma mulher de roupas informais antes da catraca; um moço de terno e uma pasta na altura da porta, mas do outro lado do corredor]

— Reagir ao assalto: EM PROGRESSO; [empecilho um: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]
* Detalhe: considerem a definição de "reagir" dos turnos passados.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Informações Específicas do Post:

— Vocês sabem os objetivos. Saibam usá-los para criar a missão e decidir os caminhos percorridos pelo personagem, terminando a postagem onde achar melhor. Se fosse pra eu falar o que vocês precisam fazer, isso seria uma One-post, não Narrada;

— Informações não dadas poderão ser acrescentadas por vocês, porém com coerência;

— Não é necessário narrar a introdução dada por mim, se quiserem partir logo para o desafio;

— Não precisa ser algo extraordinariamente extenso, acreditem; muito foco nessa parte

— Quando a postagem for efetuada, enviem-me uma Mensagem Privada (MP) para eu saber que devo postar;

— Vocês podem me pedir dicas ou mesmo confirmar informações comigo via Mensagem Privada (MP).




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 84/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (na mão).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 138/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (nas costas); Shadow walker, botas (vestidas).


— Indivíduo 1, com boné, no meio do ônibus, abaixando-se para pegar o canivete, nível 2.

  • efeito: parcialmente anestesiado {braço esquerdo meio fraco, débil, mas não inutilizável, apenas meio mole e dolorido}
  • vida: 100/100;
  • energia: 98/100;
  • arsenal: pistola (mão direita, apontada para America) e canivete (no chão, tentando pegar com a mão esquerda).


— Indivíduo 2, com cabelo raspado, no fundo, vigiando America, nível 1.

  • vida: 72/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: pistola (mão esquerda, apontada para America) e canivete (mão direita, apontado para America).


— Indivíduo 3, com gorro, na frente, confusa e sem ação agora, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: pistola?.





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 19/05/2017, sexta-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 003;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.
• O narrador sou eu.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está parado. America está no corredor, de frente para o capanga do fundo, com uma arma apontada para si na frente e outra nas costas. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente, mas invisível. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos passageiros, que estão esvaziando o ônibus com seus pertences, e agora já estão correndo para procurar abrigo. Todos parecem assustados/nervosos demais para tomar alguma reação violenta, como tentar algo contra os bandidos, pelo menos por enquanto. Os dois irmãos são quem mais parecem propícios a ajudar [pela adrenalina e porque o garoto viu Kirstie desaparecer, então tá achando tudo muito louco], embora não demonstrem nenhum tipo de habilidade (pelo que vocês podem observar).

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.
2. Bom controle de combate de ambas, sem realizar ações em demasia, mas provavelmente se colocaram em uma situação mais complicada do que poderiam evitar.







(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Dom 14 Maio 2017, 04:15



Fita 01 - MNEF



I


Kirstie sorriu assim que percebeu que o braço do bandido desceu, junto com a cara de confusão dele ao ver que ela sumira. Todo resto aconteceu tão rápido que a garota só teve tempo de ver quando um tiro foi disparado para o alto, furando o teto do veículo.

A garota respirava fundo para manter a sua invisibilidade, enquanto notava o cara de boné se abaixar para pegar o seu canivete do chão, e aquela era a abertura perfeita para que ela conseguisse fazer algo de fato.

Ela se aproximou um pouco mais do rapaz, e levou ambas as mãos até a cabeça do cara. Com o braço direito ela passou pelo pescoço dele e a outra segurou o topo dela.  Com toda a sua força puxou para o lado direito na tentativa de matar ele de maneira rápida.

Antes de ver se aquilo tinha dado resultado ela o soltou. E virou para o cara que estava no lugar do motorista, que por sua vez estava confuso, tentando entender tudo que estava acontecendo. Kirstie tirou uma de suas adagas de baixo da jaqueta e a lançou na direção do rapaz, na tentativa de causar algum dano nele.

Observações.:
Quando tiver * é que foi usado um poder passivo, a quantidade de asteriscos é a ordem que eles estarão colocados.

Poderes Passivos:
Nível 6
Aura pacificadora I - Diferente da maioria dos deuses do submundo, Macária apresenta-se sempre como uma presença calmante. Isso faz com que seja mais difícil lutar contra seus filhos, e oponentes de até 5 níveis mais fracos perdem a iniciativa em um ataque direto, no primeiro turno de combate. Entre 5 níveis mais fracos e 5 níveis acima, o primeiro golpe do primeiro oponente que atacar será reduzido em 50% (em questão de dano e chance de acerto). Não possui efeitos acima disso.



Poderes Ativos:


Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Dom 14 Maio 2017, 11:37

light 'em up
my songs know what you did in the dark


― Solta essa droga ― ordenou o possível líder deles enquanto apontava sua pistola para mim. O capanga que estava parado na minha frente também mantinha ambas armas em minha direção: o canivete na mão direita e a pistola na esquerda. Fiz uma rápida análise de posicionamento das mãos, chegando à conclusão que o rapaz era destro, logo, a arma estava em sua mão com menos controle, o que era algo que eu poderia usar, levando em consideração que um tiro à queima-roupa com toda certeza me levaria a morte.

Eu não podia me precipitar, muito menos me entregar. Com o canto do olho observei o cara de boné abaixar para pegar seu canivete no chão, e pelos meus cálculos eu teria alguns segundos livres apenas com o cara do fundo. Era agora ou nunca.

Tentando utilizar mais uma vez do elemento surpresa, afinal, ninguém imagina uma reação contra uma arma de fogo, fiz um movimento horizontal com a cimitarra, visando a mão esquerda que dominava a pistola, no intuito de desarmá-lo, mantendo-o apenas com o canivete.

O espaço do ônibus era pequeno para tentar muita movimentação, mas eu deveria continuar. Não seria fácil fazer movimentos circulares com a arma, afinal, ainda haviam humanos presentes, e feri-los não era uma coisa que eu almejava. Limitei-me em dar uma estocada visando perfurar seu abdômen na lateral esquerda, afinal, era o lado que possivelmente estaria desprotegido, aumentando minhas chances de eficácia.

Recuei um passo, logo em seguida do ataque, mantendo a espada à frente do corpo, caso precisasse de alguma defesa.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Habilidades passivas:

Perícia com espadas - Os filhos de Eos, mesmo sem ter experiência em campo de batalha, podem naturalmente executar bem os movimentos com uma espada ou similar, como falcatas e cimitarras. Lembrando que a perícia indica apenas a familiaridade e facilidade do aprendizado com a arma, mas não quer dizer que seus golpes sejam sempre certeiros nem a habilidade de ataques complexos sem treino, sendo algo evolutivo de acordo com o nível do personagem - eles apenas se dão melhor com esses itens e são melhores no manuseio se comparados à alguém sem tal habilidade.
looking •• for •• peace ••
America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Seg 15 Maio 2017, 17:25


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


Q
uando a cabeça do líder estralou, girando em um ângulo não muito saudável, todo mundo se assustou de uma vez, pois prestavam atenção nele. Kirstie, então, apareceu ao lado dele, pois seu encanto havia sido quebrado. Kelly, a capanga da frente, arregalou os olhos e conseguiu se esconder no lugar do motorista, enquanto a adaga lançada ficava caída no chão.

Droga!, ela gritou, desajeitadamente sacando a sua pistola e apontando-a a esmo. Felizmente, ela não sabia usar a arma muito bem, dando dois tiros com a trava de segurança ativada.

Já o rapaz do fundo tivera menos sorte. Com o ataque de Aurora, ele perdeu a arma, que bateu contra uma janela e a quebrou, lançando alguns cacos de vidro sobre o rapaz de terno. O mortal até conseguiu levantar a pasta para diminuir os danos, mas acabou se cortando um pouco.

Ao perceber a nova movimentação da garota, ele se jogou contra a lateral direita do ônibus, do lado do cobrador e oposta ao motorista, na última poltrona dos últimos assentos. A cimitarra de Aurora ficou fincada no estofado meio vagabundo do lugar.

Alguns reféns conseguiram sair, e a tensão parecia diminuir, mas ainda havia um clima de incerteza no ar.



Objetivos:

+ tarefa um: poucos reféns [uma garota e um garoto, irmãos, de pele bronzeada e cabelos escuros, dois bancos para trás do líder; uma senhora com sacolas onde estava America, agora perto da porta; um moço de terno e uma pasta na altura da porta, mas do outro lado do corredor, ferido]

— Reagir ao assalto: PRATICAMENTE COMPLETA; [empecilho um: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]
* Detalhe: considerem a definição de "reagir" dos turnos passados. Até então, a iniciativa do combate foi minha. Agora, vocês decidem se vão matar os bandidos, auxiliar o ferido, render os bandidos, enfim, o que vão fazer.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Informações Específicas do Post:

— Vocês sabem os objetivos. Saibam usá-los para criar a missão e decidir os caminhos percorridos pelo personagem, terminando a postagem onde achar melhor. Se fosse pra eu falar o que vocês precisam fazer, isso seria uma One-post, não Narrada;

— Informações não dadas poderão ser acrescentadas por vocês, porém com coerência;

— Não é necessário narrar a introdução dada por mim, se quiserem partir logo para o desafio;

— Não precisa ser algo extraordinariamente extenso, acreditem; muito foco nessa parte

— Quando a postagem for efetuada, enviem-me uma Mensagem Privada (MP) para eu saber que devo postar;

— Vocês podem me pedir dicas ou mesmo confirmar informações comigo via Mensagem Privada (MP).




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 82/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (na mão).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 135/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (uma nas costas, outra no chão do ônibus, perto da catraca); Shadow walker, botas (vestidas).


— Indivíduo 1, com boné, no meio do ônibus, caído no chão, nível 2.

  • efeito: desmaiado {sem ação no turno, aparenta estar morto}
  • vida: 100/100;
  • energia: 48/100;
  • arsenal: pistola (no chão) e canivete (no chão, tentando pegar com a mão esquerda).


— Indivíduo 2, com cabelo raspado, no fundo, praticamente rendido, nível 1.

  • vida: 70/75;
  • energia: 74/75;
  • arsenal: pistola (no chão, perto do rapaz de terno) e canivete (mão direita, apontado para America).


— Indivíduo 3, com gorro, na frente, no lugar do motorista, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 73/75;
  • arsenal: pistola (na mão, com a trava de segurança ativada, apontando cegamente para o corredor).





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 19/05/2017, sexta-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 004;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.
• O narrador sou eu.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está parado. America está no corredor, de frente para o capanga do fundo, com uma arma apontada para si na frente e outra nas costas. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente, mas invisível. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos passageiros, que estão esvaziando o ônibus com seus pertences, e agora já estão correndo para procurar abrigo. Todos parecem assustados/nervosos demais para tomar alguma reação violenta, como tentar algo contra os bandidos, pelo menos por enquanto. Os dois irmãos são quem mais parecem propícios a ajudar [pela adrenalina e porque o garoto viu Kirstie desaparecer, então tá achando tudo muito louco], embora não demonstrem nenhum tipo de habilidade (pelo que vocês podem observar).

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.
2. Bom controle de combate de ambas, sem realizar ações em demasia, mas provavelmente se colocaram em uma situação mais complicada do que poderiam evitar.
3. Bons posts, tanto que ganharam a iniciativa.







(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Qua 17 Maio 2017, 16:55



Fita 01 - MNEF



I

O corpo do assaltante caiu no chão e Kirstie sorriu assim que notou, porém a sua adaga não acertou a assaltante desejada o que a fez ficar um pouco irritada com aquilo. A capanga do falecido meliante sacou a arma e começou a disparar, que para a sorte da semideusa, estava com a trava de segurança ativada.

Campbell retirou a sua outra adaga das costas e caminhou em direção a moça com a arma. Pulou a catraca e ficou frente a frente com ela, com a sua arma apontada na direção do pescoço dela fazendo uma pequena pressão no lugar.

— Você fez uma péssima escolha vindo aqui hoje, sabia? — ela sorriu de canto, encarando a garota — Aquele lance de hora errada no lugar errado. Porém, eu posso ver o seu nervosismo. Posso notar que nesse momento você está com medo. — Kirstie baixou a sua arma — Eu não vou te matar, afinal todos nós merecemos uma segunda chance. Mas o seu comparsa ali tinha que morrer, pois era ele ou mais pessoas aqui.

Kirstie queria ver como a outra garota estava se saindo, mas naquele momento seu foco era naquela mulher.

Observações.:
Nesse caso, por estar apenas em negrito uma parte da fala, é pra indicar um poder passivo só para não ser considerado incoerência.

Poderes Passivos:
Nível 1

Empatia - Macária solidarizava-se com as pessoas que ia buscar, sabendo de suas dores e emoções. Seus filhos possuem o mesmo sentido. Assim, a ocultação emocional de um personagem só funcionará caso ele seja de nível maior que o filho de Macária.


Poderes Ativos:


Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Dom 21 Maio 2017, 18:11

light 'em up
my songs know what you did in the dark


Minha felicidade foi tamanha ao ver a arma ser jogada contra a janela que me precipitei no golpe de perfuração, dando assim uma brecha para o capanga desviar, se jogando contra a janela do ônibus entre os bancos. Pelo canto do olho identifiquei um dos reféns com alguns machucados por causa do estilhaço da janela. Eu teria de ajudá-lo, mas ao mesmo tempo eu tinha de impedir o rapaz de fazer mais estragos.

Retirei minha cimitarra do estofado do banco, onde ela havia ficado enroscada e voltei a apontá-la para o meliante. Desviei minha atenção por alguns segundos, identificando um casal, provavelmente de irmãos. Então me ocorreu algo.

― Ei! Vocês dois ai, ajudem o rapaz machucado. Agora! ― gritei para os dois, que estavam parados. Então pude manter toda minha atenção no homem de cabeça raspada. ― Você tem um canivete contra uma espada. Suas chances não são as melhores. Acho que sua melhor opção seria se render.

Torcia internamente para ele aceitar, afinal, violência não era muito minha praia.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui.
extra:
Desculpe pelo post pequeno, realmente eu não tinha muita ideia do que fazer.
looking •• for •• peace ••
America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Ter 30 Maio 2017, 04:25


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


M
esmo com uma arma apontada em sua direção, Kirstie foi corajosa em se aproximar. Pelo menos, as palavras usadas pareceram fazer algum efeito sobre Kelly, que, meio nervosa, encarou a arma e a filha de Macária. Abaixando a cabeça, soltou a pistola e deixou-a cair no chão do ônibus. Enquanto isso, Aurora tinha semelhante sucesso com o comparsa do fundo; jogando o canivete para cima, girou-o 180º e pegou-o pela lâmina, oferecendo o cabo para a filha de Eos em uma oferta de paz simples.

Todo seu, e engoliu em seco. Eu sou o Martin, aproveitou para se apresentar.

Os irmãos, agindo conforme as palavras de Aurora, foram para perto do moço de terno, mas não sabiam direito como cuidar daqueles ferimentos. Contudo, a garota foi puxada por um braço forte, separando-a do irmão; esse braço era do líder, agora transfigurado em algum tipo de canídeo humanoide retirado de um livro de RPG, como um gnoll. Suas feições eram semelhantes a de um chacal.

Esse foi o golpe de misericórdia para todos os reféns saírem do lugar, com exceção dos irmãos e dos capangas, fora as duas semideusas. O cinocéfalo não se encontrava próximo de nenhuma arma, mas suas mãos, transfiguradas em garras, eram suficientemente ameaçadoras; ele chegou a rasgar superficialmente a roupa no ombro da garota, mas não o suficiente para cortar-lhe a pele.

Grr, que dor de cabeça, reclamou na forma de um grunhido baixo.

Ao longe, latidos eram ouvidos.



Objetivos:

+ tarefa um: poucos reféns [uma garota e um garoto, irmãos, de pele bronzeada e cabelos escuros, dois bancos para trás do líder]

— Reagir ao assalto: COMPLETA; [empecilho um: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]

— Livrar-se do cinocéfalo: A CUMPRIR; [empecilho dois: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]
* Detalhe: o termo "livrar-se" não presume batalha, diplomacia ou qualquer outro tipo de meio para atingir o objetivo, então tomem a atitude que acreditarem ser a melhor.

— Salvar a garota: A CUMPRIR; [tarefa dois: desnecessária para o cumprimento do objetivo principal, mas gerará um ponto positivo na missão]
* Considerem-na uma refém do cinocéfalo. Ela está protegendo-o parcialmente de Aurora, visto que é o lado para onde está virada. Kirstie está muito longe.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Informações Específicas do Post:

— Vocês sabem os objetivos. Saibam usá-los para criar a missão e decidir os caminhos percorridos pelo personagem, terminando a postagem onde achar melhor. Se fosse pra eu falar o que vocês precisam fazer, isso seria uma One-post, não Narrada;

— Informações não dadas poderão ser acrescentadas por vocês, porém com coerência;

— Não é necessário narrar a introdução dada por mim, se quiserem partir logo para o desafio;

— Não precisa ser algo extraordinariamente extenso, acreditem; muito foco nessa parte

— Quando a postagem for efetuada, enviem-me uma Mensagem Privada (MP) para eu saber que devo postar;

— Vocês podem me pedir dicas ou mesmo confirmar informações comigo via Mensagem Privada (MP).




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 82/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (na mão).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 134/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (uma nas costas, outra no chão do ônibus, perto da catraca); Shadow walker, botas (vestidas).


— Cinocéfalo, no meio do ônibus, com a garota, nível 8.

  • efeito: atordoado {sem ação de ataque}
  • vida: 150/170;
  • energia: 125/170;
  • arsenal: garras.


— Indivíduo 2, com cabelo raspado, no fundo, rendido, nível 1.

  • vida: 70/75;
  • energia: 74/75;
  • arsenal: pistola (no chão, perto do rapaz de terno) e canivete (mão direita, apontado para America).


— Indivíduo 3, com gorro, na frente, rendida, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 73/75;
  • arsenal: pistola (na mão, com a trava de segurança ativada, apontando cegamente para o corredor).


— Garota, rendida, no meio do ônibus, refém do cinocéfalo, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 70/75;
  • arsenal: ?.





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 06/06/2017, terça-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 005;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.
• O narrador sou eu.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está parado. America está no corredor, de frente para o capanga do fundo, com uma arma apontada para si na frente e outra nas costas. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente, mas invisível. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos últimos reféns, que são acolhidos em esconderijos pelos que já saíram. Os bandidos são dois, mas encontram-se rendidos e assustados pelo cinocéfalo, então podem estar dispostos a ajudarem. Os dois irmãos são quem mais parecem propícios a ajudar [pela adrenalina e porque o garoto viu Kirstie desaparecer, então tá achando tudo muito louco], embora não demonstrem nenhum tipo de habilidade (pelo que vocês podem observar).

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.
2. Bom controle de combate de ambas, sem realizar ações em demasia, mas provavelmente se colocaram em uma situação mais complicada do que poderiam evitar.
3. Bons posts, tanto que ganharam a iniciativa.
4. Posts tranquilos, ganhando ajuda, e a missão teve bom avanço em seu roteiro; Aurora extrapolou o prazo, mas se justificou, sendo avisada, mas eu errei no prazo de resposta também, então tudo certo.







(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Sex 02 Jun 2017, 01:34



Fita 01 - MNEF



I

Para a sorte da garota suas palavras tinham dado certo e a assaltante tinha soltado a arma. Kirstie chutou o objeto para longe apenas para não correr riscos de algo acontecer. Antes que pudesse falar algo a mais para a mulher ela ouviu algumas vozes gritando e quando olhou para trás, viu uma espécie de cachorro humanoide e junto dele uma garota. Ao fundo a menina que a ajudará na luta e o irmão da garota com o monstro.

Kirstie teria que pensar rápido se quisesse ajudar a possível outra semideusa. Ela olhou perto de si e notou uma sombra causada pelo sol, então levou seu olhar até a garota e viu que ali também tinha uma sombra. Era exatamente isso que precisava. Manteve o olhar focado na sombra ao fundo enquanto sua mente se focava na sombra perto dos seus pés. "Eu vou distrair ele, e você tira o restante daqui" ficou pensando nisso na tentativa de fazer a sombra levar a mensagem até ela.

Logo em seguida ela pulou a catraca já com as duas adagas em mãos e começou a correr na direção do cão humanoide, e a sua bota ajudaria a chegar mais rápido. E ao se aproximar ela gritou.

— Hey grandalhão. — respirou fundo na tentativa de fazer uma névoa ao redor dos dois — Agora você me vê, agora não vê mais.

Observações.:
-

Poderes Passivos:
Nível 9
Passagem suave - Macária é silenciosa, de gestos e movimentos suaves. Seus filhos herdam este dom, e costumam ser mais difíceis de detectar pelos sons, ainda que se não forem cuidadosos ou se for intencional podem agir normalmente. Ainda assim, não é um silêncio absoluto, e sentidos apurados ou condições adversas (um terreno com folhas secas, por exemplo) podem permitir sua detecção.


Poderes Ativos:
Nível 8
Sussurro sombrio - O filho de Macária consegue utilizar as sombras como mensageiras. Sussurrando uma mensagem a uma sombra, sua voz é transportada dentro de um raio de até 250m para um ponto específico (que deve ser conhecido e determinado no uso do poder). É possível enviar uma mensagem de até 250 caracteres. No nível 28 aumenta para 500 caracteres e pode determinar um alvo específico para receber a mensagem, caso sua posição seja conhecida e esteja dentro da área limite do poder. Não transmite poderes ou efeitos dessa maneira.

Nível 6
Névoa obscurecente - O semideus invoca uma névoa densa de cor escura que ocupa a área. A névoa engloba um raio de 3m ao redor do invocador, e dura 3 turnos (podendo ser dissipada antes com ventos e em lugares abertos, dependendo das condições ambientes). A névoa bloqueia a visão, reduzindo a chance de mira e acerto de golpes à distância em 50%, e impedindo o uso de poderes visuais (tanto para quem está dentro da área, quanto para quem está de fora e tenta afetar alguém na névoa).



Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Sab 03 Jun 2017, 01:23

light 'em up
my songs know what you did in the dark


― MAS QUE INFERNO! ― gritei quando vi o monstro em que o líder havia se transformado. Há alguns segundos tudo estava sob controle e os dois outros comparsas, rendidos, sendo que o do fundo havia me entregado o seu canivete. Mas agora a merda acontecia de novo. O líder deles de repente era uma espécie de canídeo humanoide e havia tomado a irmã do outro menino como refém. Sua atenção estava voltada para mim, porém qualquer movimento brusco podia colocar a vida da garota humana em risco.

Foi quando algo aconteceu.

“Eu vou distrair ele, e você tira o restante daqui”. Disse uma voz que parecia emanar da... sombra? Confesso que por uma fração de segundos me senti completamente confusa, até ver a loira que havia dominado a motorista saltar pela catraca gritando com o monstrengo. Tentei fazer um rápido contato visual com a menina que ele mantinha de refém, jogando a cabeça para o lado, no intuito de avisá-la para se retirar na primeira oportunidade, querendo que me desse uma boa margem de ataque.

A garota da jaqueta corria em direção a ele, e de repente uma névoa tomou conta do local onde ela estava juntamente com ele. Era minha chance. Corri na direção deles com a espada empunhada. Um tiro no escuro. Qualquer um dos dois poderiam ser acertados, mas minha intuição me dizia que eu estava na direção certa. Quando próxima do local onde o cinoféfalo se encontrava, golpeei com a minha espada.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui.
looking •• for •• peace ••
America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Ter 06 Jun 2017, 02:16


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


K
irstie conseguiu passar a sua mensagem para Aurora, mas as coisas não deram tão certo para a dupla sertaneja de semideusas. A névoa da filha de Macária não foi tão efetiva quanto o imaginado, talvez por algum erro de concentração ou coisa assim, mas aconteceu algo até pior do que sua dissipação rápida: por algum motivo, a refém, ao inalá-la, desmaiou. Por pura sorte, aquilo foi o suficiente para ela não ser decapitada por Aurora, mas, agora, a mortal havia ganhado um corte de cabelo novo, e sua blusa estava superficialmente rasgada.

O cinocéfalo, ao se situar na batalha, jogou o peso morto da garota refém contra a filha de Eos, que teria que ser rápida para evitar algum ferimento para qualquer uma das duas, já que sua cimitarra continuava armada e poderia oferecer perigo tanto a ela, quanto à mortal. Virando-se para o outro lado, ele rosnou para a garota de Macária, que portava suas adagas gêmeas, mas não estava escondida pela névoa, e atacou-a com suas duas garras em cortes no formato de "x".

Nesse meio tempo, os uivos ao redor aumentaram, e, do lado de fora, cercando o ônibus, um bando de quadrúpedes com aspectos de hienas demoníacas começava a aparecer; eram duas, mas logo três, então cinco. Uma delas atacou a janela próxima de Martin, que se jogou no chão para pegar seu canivete. Na frente, Kelly desesperadamente foi atrás de sua pistola.

O outro gêmeo no veículo, processando aos poucos a imagem de sua irmã caindo aparentemente inconsciente, observava tudo de olhos arregalados, e lágrimas sutis se aglomeravam na parte inferior de seus olhos, marejando-os.

Por algum motivo, o recinto retornava à carga de tensão anterior do assalto, inclusive mais nervoso. Aparentemente, a névoa de Kirstie protegia-os apenas das hienas, porque se acumulavam nas paredes e nas janelas, mas não do cinocéfalo, que não era afetado, assim como ninguém de dentro do ônibus. Dessa forma, a visão de fora pra dentro (e vice-versa) estava comprometida, e as outras hienas começaram a atacar a lataria a esmo.



Objetivos:

+ tarefa um: poucos reféns [uma garota e um garoto, irmãos, de pele bronzeada e cabelos escuros, dois bancos para trás do líder]

— Livrar-se do cinocéfalo: A CUMPRIR; [empecilho dois: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]
* Detalhe: o termo "livrar-se" não presume batalha, diplomacia ou qualquer outro tipo de meio para atingir o objetivo, então tomem a atitude que acreditarem ser a melhor.

— Livrar-se das hienas: A CUMPRIR; [punição um: fatores errôneos durante a missão levaram a isso]
* Detalhe: considerem o termo "livrar-se" acima. Kelly e Martin os ajudarão nisso.

— Salvar a garota: FALHA!; [tarefa dois: desnecessária para o cumprimento do objetivo principal, mas gerará um ponto positivo na missão]
* Considerem-na uma refém do cinocéfalo. Ela está protegendo-o parcialmente de Aurora, visto que é o lado para onde está virada. Kirstie está muito longe.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Informações Específicas do Post:

— Vocês sabem os objetivos. Saibam usá-los para criar a missão e decidir os caminhos percorridos pelo personagem, terminando a postagem onde achar melhor. Se fosse pra eu falar o que vocês precisam fazer, isso seria uma One-post, não Narrada;

— Informações não dadas poderão ser acrescentadas por vocês, porém com coerência;

— Não é necessário narrar a introdução dada por mim, se quiserem partir logo para o desafio;

— Não precisa ser algo extraordinariamente extenso, acreditem; muito foco nessa parte

— Quando a postagem for efetuada, enviem-me uma Mensagem Privada (MP) para eu saber que devo postar;

— Vocês podem me pedir dicas ou mesmo confirmar informações comigo via Mensagem Privada (MP).




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 80/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (na mão).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 88/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (uma nas costas, outra no chão do ônibus, perto da catraca); Shadow walker, botas (vestidas).


— Cinocéfalo, no meio do ônibus, atacando Kirstie, nível 8.

  • vida: 150/170;
  • energia: 120/170;
  • arsenal: garras.


— Martin, com cabelo raspado, no fundo, de canivete, nível 1.

  • vida: 70/75;
  • energia: 72/75;
  • arsenal: pistola (no chão, perto do rapaz de terno) e canivete (mão direita, apontado para as janelas).


— Kelly, com gorro, na frente, procurando pela pistola, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 71/75;
  • arsenal: pistola (trava de segurança ativada, no chão próxima à catraca).


— Garota, desmaiada, no meio do ônibus, caindo sobre Aurora, nível 1.

  • vida: 73/75;
  • energia: 45/75;
  • arsenal: ?.


— Garoto, lacrimejando, no meio do ônibus, sem reação, nível 1.
[list]
[*]vida: 75/75;
[*]energia: 75/75;
[*]arsenal: ?.

— Hienas, total de cinco, fora do ônibus, atacando a lataria a esmo, nível 1.
[list]
[*]vida: 50/50; 50/50; 50/50; 50/50; 50/50;
[*]energia: 48/50; 50/50; 50/50; 50/50; 50/50;
[*]arsenal: garras.




Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas e vinte.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 13/06/2017, terça-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 006;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.
O narrador sou eu.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está parado. America está no corredor, de frente para o cinocéfalo, com a garota desmaiada caindo em sua direção. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente, sofrendo o ataque descrito. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos últimos reféns, que são acolhidos em esconderijos pelos que já saíram. Os bandidos são dois, mas encontram-se rendidos e assustados pelo cinocéfalo, então podem estar dispostos a ajudarem. Os dois irmãos são quem mais parecem propícios a ajudar [pela adrenalina e porque o garoto viu Kirstie desaparecer, então tá achando tudo muito louco], embora não demonstrem nenhum tipo de habilidade (pelo que vocês podem observar).

Martin e Kelly estão muito assustados com tudo, mas aparentemente decidiram cooperar, tanto pelo medo do cinocéfalo, quanto pela diplomacia de vocês duas. Eles podem se focar nas hienas, mas possuem uma vaga noção por causa da Névoa de Kirstie.

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.
2. Bom controle de combate de ambas, sem realizar ações em demasia, mas provavelmente se colocaram em uma situação mais complicada do que poderiam evitar.
3. Bons posts, tanto que ganharam a iniciativa.
4. Posts tranquilos, ganhando ajuda, e a missão teve bom avanço em seu roteiro; Aurora extrapolou o prazo, mas se justificou, sendo avisada, mas eu errei no prazo de resposta também, então tudo certo.
5. Os posts sempre estão sendo bem escritos e tal, mas, dessa vez, pecaram no desenvolvimento das ações: Kirstie reagiu ao cinocéfalo, enviou uma mensagem considerada correta, pulou a catraca, tirou a distância de ambos, e ainda invocou a névoa, ou seja, muitas ações; Aurora presumiu que recebeu a mensagem corretamente e presumiu que a névoa fosse dar certo, assim como atacou sem perícia de armas e às cegas o cinocéfalo que estava com a refém, embora, sim, tenha feito um sinal para isso, ou seja, foi descuidada e assumiu os riscos. Como "punições": hienas demoníacas já atacaram o ônibus (iriam só se aproximar); garota desmaiou (não era o planejado); e a névoa de Kirstie teve efeito parcial, e duração diminuída para 2 turnos, sendo esse o primeiro. Mas não houve necessariamente erros fatais, apenas equívocos durante a narração que, igualmente, estão sendo respondidos com "obstáculos" na narração, não ocasionando necessariamente desconto do final.







(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Qui 08 Jun 2017, 01:21



Fita 01 - MNEF



I

Kirstie conseguiu avisar a menina ao fundo e aquilo arrancou um rápido sorriso do rosto dela. Porém sua névoa não foi tão eficiente assim já que ela se dissipou e foi na direção das janelas e um som de latidos vinham dela porém ela não teve muito tempo para ver o que era. E mais: a menina refém tinha desmaiado com a fumaça por algum motivo.

Assim que Kirstie viu que o cinéfalo iria ataca-la ela respirou bem fundo e levou suas adagas na direção do golpe formando um X a sua frente para tentar se defender. Ao respirar fundo ela desejou com que a fumaça feita por ela mesma sumisse. E logo em seguida se concentrou no ar inspirado e com toda a sua força soltou o ar na direção dele na tentativa de faze-lo ficar sonolento.


Observações.:
-

Poderes Passivos:
__


Poderes Ativos:
Nível 9
Hálito sonífero - Quando em corpo a corpo (a até 2m de distância) o semideus concentra seu poder calmante em um sopro. Caso o oponente respire esse ar, é afetado por uma onda de letargia que reduz suas ações nos próximos 3 turnos em 50%. Efeito de sono. 1 vez por combate.



Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Qui 08 Jun 2017, 01:42

light 'em up
my songs know what you did in the dark


Vi o corpo da garota caindo em câmera lenta na minha direção. Tive apenas a chance de jogar meus braços para frente, fazendo uma espécie de acomodação, evitando que a garota caísse direto no chão. Com um pouco de esforço, coloquei-a sentada no banco ao meu lado, então pude manter toda minha atenção focada novamente no monstro. Dessa vez ele mantinha seus olhos fixos na garota da jaqueta jeans, e suas costas voltadas para mim.

Girei minha cimitarra entre os dedos, parando-a com a ponta direcionada ao cinocéfalo, e investi. Impulsionei meu corpo para frente, na intenção de cravar minha arma onde ficaria o coração do ser, caso ele tivesse, afinal, não tinha muito experiencia com aquelas coisas de monstros, então não poderia afirmar com certeza se ele se quer tinha algo bombeando sangue, ou até mesmo se ele tinha sangue. Só queria que minha espada atravessasse-o.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui.
looking •• for •• peace ••

America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Qui 08 Jun 2017, 05:03


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


D
essa vez, as duas trabalharam com menos comodidade, mas com maior sintonia. O golpe aparado por Kirstie fora o suficiente para, além de machucar o cinocéfalo nos punhos, permitir a Aurora enfiar a cimitarra nas costas do monstro, que envergou-as e uivou de dor.

Do lado de fora, as hienas demoníacas pareceram corresponder ao uivo, ao atiçar os latidos e aumentar a intensidade dos ataques na lataria do ônibus. Uma delas, em especial, estava quase estourando o pneu da frente quando Kelly, que finalmente tinha se entendido com a arma, conseguiu dar um tiro oportunamente preciso, explodindo-a em pó dourado; a moça, no entanto, não estava calma, como seu grito de nota única "AAA" demonstrou.

O QUE ESTÁ ACONTECENDO?, perguntou às duas, que pareciam entender melhor a situação, sem de fato ameaçá-las, mantendo a arma virada para o lado de fora, agora visível conforme Kirstie dissipara a névoa.

O menino pulou um banco para poder abraçar sua irmã, mas, tendo-a em seus braços, constatou que ela continuava desmaiada, sem motivos aparentes. Como uma criança, não fez questão de checar sinais vitais, apenas tomou-a junto de si e deixou que os olhos se umedecessem mais, fazendo força para segurar o choro.

Dopado, o cinocéfalo, agindo por instintos animais, virou-se praticamente em câmera lenta para Aurora, cuja arma permanecia fincada nele; ou seja, ao terminar o movimento, encontrava-se de frente para ela, desarmada, mas dera as costas a Kirstie.

No banco de trás, Martin continuava tentando se manter afastado da hiena que, aos poucos, conseguia tentar abrir mais a janela quebrada, embora se machucasse um pouco durante as tentativas, ameaçando-a apenas com seu canivete.



Objetivos:

+ tarefa um: poucos reféns [uma garota e um garoto, irmãos, de pele bronzeada e cabelos escuros, dois bancos para trás do líder]

— Livrar-se do cinocéfalo: EM PROGRESSO; [empecilho dois: desnecessário para o cumprimento do objetivo principal, mas necessário contorná-lo para dar prosseguimento à missão]

— Livrar-se das hienas: EM PROGRESSO; [punição um: fatores errôneos durante a missão levaram a isso]
* Detalhe: o termo "livrar-se" não presume batalha, diplomacia ou qualquer outro tipo de meio para atingir o objetivo, então tomem a atitude que acreditarem ser a melhor. Kelly e Martin os ajudarão nisso.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 75/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (nas costas do cinocéfalo).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 52/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (ambas nas mãos); Shadow walker, botas (vestidas).


— Cinocéfalo, no meio do ônibus, virado para Aurora, nível 8.

  • vida: 50/170;
  • energia: 100/170;
  • arsenal: garras.


— Martin, com cabelo raspado, no fundo, de canivete, nível 1.

  • vida: 70/75;
  • energia: 70/75;
  • arsenal: pistola (no chão, perto do rapaz de terno) e canivete (mão direita, apontado para as janelas).


— Kelly, com gorro, na frente, procurando pela pistola, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 70/75;
  • arsenal: pistola (na mão, apontada para a porta).


— Garota, desmaiada, em um banco, nível 1.

  • vida: 73/75;
  • energia: 45/75;
  • arsenal: ?.


— Garoto, segurando o choro, em um banco, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: ?.


— Hienas, total de quatro, fora do ônibus, atacando a lataria a esmo, nível 1.

  • vida: 45/50; 50/50; 50/50; 50/50;
  • energia:  45/50; 50/50; 50/50; 50/50;
  • arsenal: garras.





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas e vinte.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 15/06/2017, quinta-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 007;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.
O narrador sou eu.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está parado. America está no corredor, de frente para o cinocéfalo, que está de frente para si. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos últimos reféns, que são acolhidos em esconderijos pelos que já saíram. Os bandidos são dois, mas encontram-se rendidos e assustados pelo cinocéfalo, então podem estar dispostos a ajudarem. Os dois irmãos são quem mais parecem propícios a ajudar [pela adrenalina e porque o garoto viu Kirstie desaparecer, então tá achando tudo muito louco], embora não demonstrem nenhum tipo de habilidade (pelo que vocês podem observar).

Martin e Kelly estão muito assustados com tudo, mas aparentemente decidiram cooperar, tanto pelo medo do cinocéfalo, quanto pela diplomacia de vocês duas. Eles podem se focar nas hienas.

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.
2. Bom controle de combate de ambas, sem realizar ações em demasia, mas provavelmente se colocaram em uma situação mais complicada do que poderiam evitar.
3. Bons posts, tanto que ganharam a iniciativa.
4. Posts tranquilos, ganhando ajuda, e a missão teve bom avanço em seu roteiro; Aurora extrapolou o prazo, mas se justificou, sendo avisada, mas eu errei no prazo de resposta também, então tudo certo.
5. Os posts sempre estão sendo bem escritos e tal, mas, dessa vez, pecaram no desenvolvimento das ações: Kirstie reagiu ao cinocéfalo, enviou uma mensagem considerada correta, pulou a catraca, tirou a distância de ambos, e ainda invocou a névoa, ou seja, muitas ações; Aurora presumiu que recebeu a mensagem corretamente e presumiu que a névoa fosse dar certo, assim como atacou sem perícia de armas e às cegas o cinocéfalo que estava com a refém, embora, sim, tenha feito um sinal para isso, ou seja, foi descuidada e assumiu os riscos. Como "punições": hienas demoníacas já atacaram o ônibus (iriam só se aproximar); garota desmaiou (não era o planejado); e a névoa de Kirstie teve efeito parcial, e duração diminuída para 2 turnos, sendo esse o primeiro. Mas não houve necessariamente erros fatais, apenas equívocos durante a narração que, igualmente, estão sendo respondidos com "obstáculos" na narração, não ocasionando necessariamente desconto do final.
6. Boa, coerência com itens, tudo certo. Combate encaminhado






(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Dom 11 Jun 2017, 14:30



Fita 01 - MNEF



I

Kirstie conseguiu se defender do golpe do cinéfalo e aquilo tirou um singelo sorriso do rosto. Uma espada atravessou ele momentos depois, o fazendo virar lentamente para trás e foi ai que a loira viu a outra garota desarmada e a arma dela fincada nas costas do monstro. Ela jogou as adagas com cautela por baixo do adversário para a garota tentar ao menos se proteger.

— Use elas.

Assim que notou a brecha do cinéfalo ela levou as duas mãos no cabo da espada presa nele e com toda a sua força tentou puxar ela para cima na tentativa de fazer um corte letal ao monstro.


Observações.:
-

Poderes Passivos:
__


Poderes Ativos:
Nível 9
Hálito sonífero - Quando em corpo a corpo (a até 2m de distância) o semideus concentra seu poder calmante em um sopro. Caso o oponente respire esse ar, é afetado por uma onda de letargia que reduz suas ações nos próximos 3 turnos em 50%. Efeito de sono. 1 vez por combate.



Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé




MADE BY MINNIE OF BTN
Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Dom 11 Jun 2017, 14:41

light 'em up
my songs know what you did in the dark


O grandalhão girou o corpo antes que eu conseguisse retirar minha cimitarra das suas costas, me deixando assim cara a cara com ele e completamente desarmada. A garota da jaqueta percebeu meu desespero e, lentamente, se agachou, tentando mandar as adagas para que eu pudesse me defender.

Fiz um movimento rápido, me agachando também, e torcendo para que as adagas passassem por debaixo das pernas do monstro, para que assim eu pudesse utilizá-las para bloquear qualquer ataque que viesse do cinocéfalo.

Ao ouvir o barulho do tiro, um arrepio percorreu minha espinha temendo pela minha atual companheira de luta, mas então percebi o que estava acontecendo.

— CONTINUE ATIRANDO NAS HIENAS! — gritei, mesmo de longe, para a garota da arma, afinal, ela poderia ser útil para fugirmos dali com vida.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui.
looking •• for •• peace ••

America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Orfeu em Qua 14 Jun 2017, 06:27


❀ fita um
the young blood chronicles,
part one


T
udo deu errado. Brincadeira, mas seria cômico se fosse verdade, porque, agora, elas pareciam mais alinhadas e, em conjunto, pensavam no melhor; e isso era evidente. Por exemplo, quando Kirstie jogou as adagas para America, a filha de Eos conseguiu se defender com sucesso do cinocéfalo, que logo se tornou pó dourado, porque a filha de Macária aproveitou-se da espada já fincada para piorar os cortes nele.

No banco de trás, fosse por sorte ou competência, Martin conseguiu dar um golpe em uma das hienas que, prendendo a pata na janela, começou a guinchar, ferida, e mancando.

TÁ!, ele respondeu ao grito de America, embora não fosse pra si, mas para Kelly. Aliás, a menina, na frente do ônibus, conseguia manter o ataque de uma hiena menos duro, enquanto as outras duas continuavam, talvez inflamadas pela morte do "líder" do bando.

O garoto continuava segurando sua irmã, afundando o rosto no pescoço dela, escondido pelos cabelos morenos.



Objetivos:

+ tarefa um: poucos reféns [uma garota e um garoto, irmãos, de pele bronzeada e cabelos escuros, dois bancos para trás do líder]

— Livrar-se das hienas: EM PROGRESSO; [punição um: fatores errôneos durante a missão levaram a isso]
* Detalhe: o termo "livrar-se" não presume batalha, diplomacia ou qualquer outro tipo de meio para atingir o objetivo, então tomem a atitude que acreditarem ser a melhor. Kelly e Martin os ajudarão nisso.

— Sair de Miami: A CUMPRIR; [objetivo principal: a missão só acabará com esse objetivo cumprido ou a morte]




Participantes:

America Beaumont, filha de Eos, nível 3. (PLAYER)

  • vida: 100/120;
  • energia: 73/120;
  • arsenal: Dawn, cimitarra (nas costas do cinocéfalo).


Kirstie M. Campbell, filha de Macária, nível 10. (PLAYER)

  • vida: 190/190;
  • energia: 50/190;
  • arsenal: Faca (na bota); Rest in peace, adagas gêmeas (ambas nas mãos); Shadow walker, botas (vestidas).


— Cinocéfalo, no meio do ônibus, virado para Aurora, nível 8.

  • vida: 0/170;
  • energia: 100/170;
  • arsenal: garras.


— Martin, com cabelo raspado, no fundo, de canivete, nível 1.

  • vida: 70/75;
  • energia: 65/75;
  • arsenal: pistola (no chão, perto do rapaz de terno) e canivete (mão direita, apontado para as janelas).


— Kelly, com gorro, na frente, procurando pela pistola, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 70/75;
  • arsenal: pistola (na mão, apontada para a porta).


— Garota, desmaiada, em um banco, nível 1.

  • vida: 73/75;
  • energia: 45/75;
  • arsenal: ?.


— Garoto, segurando o choro, em um banco, nível 1.

  • vida: 75/75;
  • energia: 75/75;
  • arsenal: ?.


— Hienas, total de quatro, fora do ônibus, atacando a lataria a esmo, nível 1.

  • vida: 20/50; 50/50; 50/50; 50/50;
  • energia: 20/50; 50/50; 50/50; 50/50;
  • arsenal: garras.





Informações extras:

— Local: Ônibus 196, Miami. (Silver Meteor.)
— Horário: manhã, por volta das onze horas e vinte.
— Clima: ensolarado, nuvens esparsas no céu, calor.
— Prazo de postagem: até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 21/06/2017, nãoseiqual-feira.

Diretrizes e Regras:

AQUI SE ENCONTRA TODA A BUROCRACIA TÍPICA DE MISSÕES

• Post 008;
• Missão Narrada Externa Fácil;

• Qualquer dúvida por aqui, me perguntar por MP ou consultar o primeiro post com todas as diretrizes.
• O não cumprimento das regras aqui descritas poderá acarretar em punições diversas; ainda que toda regra possua uma exceção, cada exceção será analisada individualmente e não necessariamente aceita.
O narrador sou eu.

• Dicas de Postagem Geral:
Tenham bom senso.

• Eu não mordo. Reforço que, se precisarem de ajuda em qualquer tópico ou estiverem com dúvida, não desanimem: mandem-me uma Mensagem Privada (MP).
• Boa sorte (nem tanta).

APÊNDICE - AMBIENTAÇÃO:

ÔNIBUS 196
O equipamento onde se encontram é razoavelmente velho. Ele tem apenas um "vagão", e todos os lugares estão ocupados. Além de Kirstie, existem mais quatro pessoas de pé: uma logo depois da catraca, duas na porta de saída, e uma segurando-se em uma barra e virada para o lado oposto de Kirstie. O grupo não parece terrorista, mas todos parecem estar armados. Eles gritam algumas coisas sobre "condições precárias" e "playboyzada", mas não parecem estar assim tão interessados nos bens de ninguém.

Todo mundo está parado. America está no corredor, de frente para o cinocéfalo, que está de frente para si. Kirstie está de pé, a um braço de distância do líder aparente. A rua onde estão descendo é deserta exceto pelos últimos reféns, que são acolhidos em esconderijos pelos que já saíram. Os bandidos são dois, mas encontram-se rendidos e assustados pelo cinocéfalo, então podem estar dispostos a ajudarem. Os dois irmãos são quem mais parecem propícios a ajudar [pela adrenalina e porque o garoto viu Kirstie desaparecer, então tá achando tudo muito louco], embora não demonstrem nenhum tipo de habilidade (pelo que vocês podem observar).

Martin e Kelly estão muito assustados com tudo, mas aparentemente decidiram cooperar, tanto pelo medo do cinocéfalo, quanto pela diplomacia de vocês duas. Eles podem se focar nas hienas. Eles estão atacando as hienas.

APÊNDICE - COMENTÁRIOS:
Que fique claro que isso não é uma avaliação parcial ou coisa do tipo, mas sim uma forma de me manter atento às coisas que você venha errando/acertando durante o percurso, de forma a me ajudar na avaliação final, evitando que eu tenha que ler tudo novamente.

1. Kirstie teve boa iniciativa, mas precisa tomar cuidado com corretores e pontuação do travessão. America também tem o mesmo lance do travessão, e talvez a introdução tenha sido muito longa, podendo diminuir o contexto, mas teve alguma iniciativa também. E as duas sincronizaram bem os posts.
2. Bom controle de combate de ambas, sem realizar ações em demasia, mas provavelmente se colocaram em uma situação mais complicada do que poderiam evitar.
3. Bons posts, tanto que ganharam a iniciativa.
4. Posts tranquilos, ganhando ajuda, e a missão teve bom avanço em seu roteiro; Aurora extrapolou o prazo, mas se justificou, sendo avisada, mas eu errei no prazo de resposta também, então tudo certo.
5. Os posts sempre estão sendo bem escritos e tal, mas, dessa vez, pecaram no desenvolvimento das ações: Kirstie reagiu ao cinocéfalo, enviou uma mensagem considerada correta, pulou a catraca, tirou a distância de ambos, e ainda invocou a névoa, ou seja, muitas ações; Aurora presumiu que recebeu a mensagem corretamente e presumiu que a névoa fosse dar certo, assim como atacou sem perícia de armas e às cegas o cinocéfalo que estava com a refém, embora, sim, tenha feito um sinal para isso, ou seja, foi descuidada e assumiu os riscos. Como "punições": hienas demoníacas já atacaram o ônibus (iriam só se aproximar); garota desmaiou (não era o planejado); e a névoa de Kirstie teve efeito parcial, e duração diminuída para 2 turnos, sendo esse o primeiro. Mas não houve necessariamente erros fatais, apenas equívocos durante a narração que, igualmente, estão sendo respondidos com "obstáculos" na narração, não ocasionando necessariamente desconto do final.
6. Boa, coerência com itens, tudo certo. Combate encaminhado
7. Ao contrário do que disse a narração, deu tudo certo.






(roubado da Mirelle Fay)
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
538

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Kirstie M. Campbell em Dom 18 Jun 2017, 20:43

—Who got the power?—
CAUSE I GOT I GOT I GOT THE POWER!
Assim que o cínefalo virou pó dourado Kirstie respirou fundo e sorriu enquanto fechava seus olhos. Era uma espécie de rito que ela falava sempre quando matava um monstro, sua mãe era a boa morte e ela seguiria seu alinhamento nesse quesíto, afinal por mais que não fosse humano não deixava de ser uma vida.

— Yu gonplei ste odon.*

Ela segurou a espada com sua mão direita e correu em direção a uma das Hienas na tentativa de desferir algum golpe a acertar.

*Sua luta acabou.

Observações.:
-

Poderes Passivos:
__


Poderes Ativos:
__



Arsenal:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] Na bota.

{Rest in peace} / Adagas Gêmeas [Este par de adagas é branco prateado e, considerando cabo e lâmina, possuem no total 30cm cada. Seu gume é liso e o cabo apresenta arabescos e entalhes que mesclam ramos florais e runas. As duas adagas possuem os mesmos poderes e eles sempre são ativados/ consumidos ao mesmo tempo (assim, mesmo que só transforme uma em arma, ao ativar o poder o consumo também vale para a que está em forma de item, ainda que neste caso seja ineficaz). Transformam-se em um par de anéis no nível 20, gravados com as letrs R.I.P. na parte interna.] {Bronze sagrado} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] Nas costas

{Shadow walker}/ Botas [As botas parecem coturnos, negras e com cadarços. Seu uso garante um aumento constante no deslocamento natural de 3m. Adicionalmente, ativando seu efeito o usuário torna-se capaz de se locomover sobre qualquer superfície que forneça um mínimo de apoio (sejam superfícies íngremes ou líquidas, mas não gases ou similares) ainda que permaneça sujeito a condições adversas (caminhar sobre lava danificaria o item, não sendo possível por muito tempo, uma vez que ainda há o contato com a superfície). Cada ativação dura 3 turnos. 3x por missão.] {Couro e borracha} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Presente de reclamação de Macária] No Pé

Kirstie M. Campbell
avatar
Filhos de Macária
Mensagens :
82

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por America Beaumont em Qua 21 Jun 2017, 22:30

light 'em up
my songs know what you did in the dark


Ver o monstro dissolver em um pó amarelado com cheiro de enxofre foi, sem sombra de dúvidas, uma das experiencias menos prazerosas que já tive, mas ao mesmo tempo me causou um grande alívio, afinal, era um problema a menos no momento.

Aproveitei o momento para recuperar minha cimitarra, outrora fincada nas costas do cinocéfalo. Aproximei rapidamente de umas janelas, onde tive uma ampla visão dos ataques das hienas. Poderia dizer que eu estava aterrorizada. Não via como enfrentá-las seria a melhor solução, a gente tinha era que fugir dali!

Corri na direção da garota com a arma, pulando a catraca, e parando ao lado dela.

— Me dê a arma! — gritei, sem perceber o tom de voz que estava impondo. A garota me olhou com uma desconfiança estampada em seus olhos, quando me dei conta do que aquilo estava parecendo — Eu não vou te machucar! Só quero atirar nas hienas enquanto você tira a gente daqui com o ônibus. Ou então me deixe dirigir, tanto faz.

Esperava por alguma reação da moça, fosse me dar a arma, ou fosse me deixar dirigir. Fugir parecia a melhor opção para o momento.

☀:
armas:
☀ {Dawn} / Cimitarra [Cimitarra de bronze com um cabo de aço. O formato do punho, junto do pomo, lembra levemente o formato de penas, em um arranjo que protege as mãos do portador; tem, obviamente, a lâmina curva. Vem junto de uma bainha metálica, com cores que mudam de tons púrpuras à alaranjados] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Eos][Presente de Eos]
poderes:
Nada aqui.
looking •• for •• peace ••

America Beaumont
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
25

Localização :
Miami

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — Fita 01 (MNEF)

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum