{Between swords and papers} Story Mode para Max King e Will Fortune

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: {Between swords and papers} Story Mode para Max King e Will Fortune

Mensagem por Max King em Dom 28 Maio 2017, 02:46



Between Swords And Papers
Will - Wearing

Eu tinha acordado cedo, assim como todos os dias, abrindo os olhos junto com os primeiros raios de sol, e assim eram também os meus irmãos, todos acordavam cedo. Por consequência o banheiro ficava congestionado, como sempre eu ficava deitado olhando para teto, esperando o tempo passar e meus irmãos desocuparem o banheiro.

Durante a manhã o Chalé de Apollo iria fazer um treinamento coletivo de arco e flecha. Todos nós fomos para o campo de tiro, e os mais experientes ensinavam os mais novos em como atirar, se movimentar. Eu fiquei responsável por dois garotos de 13 anos, Kyle e Martin. Levou 30 minutos para que eu ensinasse para os dois como segurar um arco, e mais 30 para que eu convencesse os dois a não atirar uma flecha no rosto um do outro.

O resto da manhã foi centrado na aula, técnicas de arquearia, posicionamento e mira. Os dois garotos deram um pouco de trabalho, eu tinha que mantê-los comportados durante o treinamento, o que me fez gastar um pouco de energia extra. Quando tudo terminou as Onze horas da manhã, eu queria colocar uma corda no pescoço dos dois pestinhas e enforca-los na árvore mais próxima.

Juntamos todos os equipamentos e voltamos para o acampamento, logo chegaria a hora do almoço. A multidão de filhos de Apolo voltando para o chalé todos juntos perdidos em suas conversas e em seu próprio mundo. Eu só queria voltar para o chalé e esperar pelo almoço, no meio do caminho eu avistava Will eu falava com um dos meus irmãos que eu iria até um lugar e que eles não me esperassem.

— Will! Will! — Eu chamava a atenção do garoto que parecia distraído e muito apressado. — Calma... calma porque essa pressa toda? — Eu falava segurando-o pelos ombros, tentando manter seu rosto diretamente para o meu. — Me explica tudo.

Ele me explicaria que tinha sido colocado numa missão de última hora por Quíron, ele tinha que ir o mais rápido possível, era uma missão perigosa e todas as fichas do centauro estavam apostadas nele. Dava pra ver que ele estava nervoso e com pressa, ele tinha muita coisa na cabeça.

— Vem cá — Falava eu enquanto envolvia o garoto em meus braços e dava um beijo em sua bochecha. — Não precisa se preocupar, você é mais forte que tudo isso.

E então o deixei ir libertando-o e deixando-o ir, sem saber se eu o veria novamente. Ao menos era isso que eu o faria pensar. Ele tinha uma missão de vida ou morte, no vale dos ventos uivantes e eu ficaria quieto, dentro do acampamento, sem fazer nada? Ele deveria me conhecer melhor que isso. Esperei que ele ficasse fora do meu campo de visão e que eu também estivesse fora do dele e corri para o Chalé número 7. Assim que cheguei, empurrando dois dos meus irmãos para o lado por conta da pressa.

— BOM DIA PRA VOCÊ TAMBÉM! — Gritava um deles

— Desculpa! — Eu respondia já abrindo o baú na frente da minha cama e pegando meu equipamento.

— Alguma coisa aconteceu Max? — Perguntava uma das minhas irmãs que via eu me tornando um arsenal humano.

— Não, nada com o que se preocupar, eu só vou sair numa aventura. — Falava dando uma piscadela para ela.

Quando terminei verifiquei se tinha tudo que precisava. Meu arco e aljava estavam juntos nas minhas costas. Shine, um escudo pequeno em minha mão esquerda, Glass em minha cintura e Clave amarrada em minha perna direita perto do calcanhar. Assim que estava pronto sairia em direção ao chalé de íris tentando ficar escondido, mas antes de colocar o pé para fora do chalé sete consegui ver Will andando rapidamente, me escondi entre as portas do chalé até que ele passasse e assim que o fizesse o seguiria.

Tentava fazer o mínimo de barulho e diminuir a minha presença no local, enquanto ainda houvesse pessoas do acampamento para me camuflar eu o faria, me misturando brevemente entre cada pequeno grupo de pessoas, e cuidado para que ele não tivesse uma visão clara do meu rosto em nenhum momento.

A pior parte foi quando ele entrou no estábulo, estava ficando com certa raiva dele. “Ele vai mesmo pegar um cavalo? Que merda, ele não sabe brincar mesmo, me dá uma chance! ” Quando ele passou com o cavalo me escondi atrás da porta aberta, eu não conseguiria segui-lo daquela forma, mas a parte boa é que não precisava. Afinal eu sabia para onde ele estava indo, o vale dos ventos uivantes, assim eu peguei um atalho pela mata, talvez eu não chegasse mais cedo que ele, mas com certeza conseguiria acompanhar.

Assim que cheguei no local, consegui pegar o rastro dele e logo ele já estava na minha linha de visão. Mesmo tendo que manter minha atenção em Will, para que não o perdesse de vista eu continuaria tentando manter minha atenção ao meu redor, as folhas e caules das árvores que me davam cobertura. E por sorte ou por conta dessa atenção, ouvia um barulho vindo da mata a frente, eu não conseguia ver o que era, mas tinha um sentimento ruim, algo que me dizia que era algo perigoso. Eu me levantava e andava até o garoto, não sabia como ele se comportaria, talvez tentaria me impedir, mas não importava, eu não iria voltar, tínhamos que cuidar do barulho agora.

Passivas:
-
Ativas:
-
Armas:
{Shine} / Escudo [Este broquel auxilia na defesa sem atrapalhar o uso do arco e flechas. Redondo e de cor dourada, com entalhes que lembram o sol, é leve o bastante para um arqueiro, porém não tão resistente quanto um escudo comum. É feito de bronze sagrado.] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Glass} / Espada [Arma comum, com uma lâmina de 70cm feita de alumínio extremamente polido e capaz de refletir o que estiver perto do semideus em um raio de 2m. O punho com 15cm de ouro possui diversos rubis e um maior do que as outras pedras na ponta. pela quantidade de jóias cravejadas na base de ouro, a espada é um pouco mais pesada do que o normal, exigindo certa maestria no manuseio.] {Alumínio, ouro e rubis} (Nível mínimo: 3) [Nenhum Elemento] [Recebido pela missão ''First Blood", avaliada por Apolo e atualizada por ~Eos]

{Clave} / Faca [Uma faca Bowie de aço. O cabo da arma é feito de madeira envernizada, que cabe perfeitamente na mão do usuário. No lado oposto ao gume da lâmina existe um lado serrilhado que inclina-se levemente, tornando-se, nesse ponto, afiada. A faca possui 27 cm e é leve, graças ao aço. É perfeita para ataques perfurantes. A arma foi tomada de um filho de Ares, como recompensa.] {Aço e madeira} (Nível mínimo: 5) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "She's a Modern Lover", avaliada por Hades e atualizada por Psiquê.]

Thanks Panda
Max King
avatar
Indefinido
Mensagens :
109

Localização :
Onde estou?

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: {Between swords and papers} Story Mode para Max King e Will Fortune

Mensagem por Max King em Dom 04 Jun 2017, 00:02



Between Swords And Papers
Will - Wearing

— Max? — Falava ele com um tom surpreso na voz, enquanto eu me aproximava. — O que você faz aqui?

— Eu não podia você vir sozinho nessa missão… Como você mesmo disse é uma missão suicida — Eu respondia como se aquilo fosse óbvio.

— Pô max… E se algo acontecer com você? Oque eu vou fazer? — Respondia o homem com certa preocupação na voz, que para mim era desnecessária. — Você não deveria ter vindo, Agora eu vou me sentir na obrigação de te proteger. — Minha primeira reação foi rir mas segurei a reação e só deixei um grande suspiro sair da minha boa. Ele me abraçava, eu respondia mentalmente. “Que eu vim te proteger, você saiu numa missão mortal sem ao menos pensar duas vezes, até parece que quer morrer. ”.

Um som novamente invadia os nossos ouvidos, eu havia ouvido antes, e tinha pensado que era um tipo de explosão, mas agora eu conseguia ouvir com mais clareza e parecia muito com um rugido. Eu olhava para os lados a procura da fonte do som, mas não o encontrava. Will parecia ter encontrado algo, e com o jeito protetor dele falava para que eu não me separasse dele.

O segui com a minha mão no cabo de glass, qualquer coisa que acontecesse eu sacaria a espada e atacaria sem perda de tempo. Quando menos percebi estávamos na entrada de uma caverna. Will ficou observando a entrada por um longo período de tempo. E então quando eu prestei mais atenção o interior parecia ser feito em vidro vermelho, numa olhada mais precisa percebi que estava errado. Eram rubis.

Descemos para dentro da caverna até que encontramos um pilar do mesmo material que a caverna. Em cima desse pilar havia um livro, talvez nossa missão fosse recuperar esse livro. Tentei segurar o braço de Will para que ele não corresse até o pilar, mas fui lento demais e só me restou acompanhá-lo até perto do grimório. Nossa sorte… não haviam armadilhas. Ele levantava a mão para tentar pegar o livro e em minha cabeça um pensamento já passava. “Era isso? Era essa a missão mortal? Will é muito dramático mesmo.”

Então eu sentia uma respiração quente nas costas da minha cabeça e logo depois um rugido. dessa vez mais baixo, mas agora também mais perto. A respiração era como um ventilador no verão, jogando ar quente e úmido no meu corpo. Me virei e não acreditei no que estava vendo diante dos meus olhos. Era um leão gigante muito maior que nós dois, suas presas saltavam para fora da boca e suas garras pareciam adagas, sua juba farta e grande mostrava sua grandiosidade.

Só que havia algo de muito diferente nessa criatura. Era era feita inteiramente de Rubis, suas pele, seus pelos e até mesmo os pelos da sua juba. Suas presas e garras pareciam adagas afiadas feitas de cristal vermelho, a grandiosidade da criatura me deixava ao mesmo tempo impressionado e assustado.

— Max se prepara… a gente está um pouco ferrado. — Falava Will.

— Querido… Eu acredito que a palavra que você tá procurando é: Estamos fodidos. — Eu respondia retirando glass e apontando para o monstro. — Mas ainda não estamos perdidos.

Passivas:
-
Ativas:
-
Armas:
{Shine} / Escudo [Este broquel auxilia na defesa sem atrapalhar o uso do arco e flechas. Redondo e de cor dourada, com entalhes que lembram o sol, é leve o bastante para um arqueiro, porém não tão resistente quanto um escudo comum. É feito de bronze sagrado.] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Bright} / Arco longo [Arco feito de bronze sagrado, de cor dourada,  com detalhes em seu decorrer pintados em branco. Elegante, aparenta a mesma graça que seus portadores, feitos na medida para os filhos de Apolo. No nível 20 transforma-se na metade de um pingente em forma de sol, que encaixa-se com Perfection] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Perfection} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino. No nível 20 transforma-se na metade do pingente em forma de sol que encaixa-se com Bright] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

{Glass} / Espada [Arma comum, com uma lâmina de 70cm feita de alumínio extremamente polido e capaz de refletir o que estiver perto do semideus em um raio de 2m. O punho com 15cm de ouro possui diversos rubis e um maior do que as outras pedras na ponta. pela quantidade de jóias cravejadas na base de ouro, a espada é um pouco mais pesada do que o normal, exigindo certa maestria no manuseio.] {Alumínio, ouro e rubis} (Nível mínimo: 3) [Nenhum Elemento] [Recebido pela missão ''First Blood", avaliada por Apolo e atualizada por ~Eos]

{Clave} / Faca [Uma faca Bowie de aço. O cabo da arma é feito de madeira envernizada, que cabe perfeitamente na mão do usuário. No lado oposto ao gume da lâmina existe um lado serrilhado que inclina-se levemente, tornando-se, nesse ponto, afiada. A faca possui 27 cm e é leve, graças ao aço. É perfeita para ataques perfurantes. A arma foi tomada de um filho de Ares, como recompensa.] {Aço e madeira} (Nível mínimo: 5) {Nenhum elemento} [Recebimento: Missão "She's a Modern Lover", avaliada por Hades e atualizada por Psiquê.]

Thanks Panda
Max King
avatar
Indefinido
Mensagens :
109

Localização :
Onde estou?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Between swords and papers} Story Mode para Max King e Will Fortune

Mensagem por 141-ExStaff em Qua 12 Jul 2017, 23:41


Between Swords and Papers - AVALIAÇÃO

sm de max king e will fortune


Hi, boys!
É uma verdadeira pena que vocês não tenham completado essa Story Mode, a história estava boa e fiquei com vontade de saber como ela se desenrolaria. Avaliei os posts de vocês e vou colocar aqui as observações que fiz por turno (conforme manda o tópico de Sistema de Story Mode). O xp final que ambos ganharão se dá pela somatória do adquirido em cada turno. Vamos lá!

Will Fortune:
1º turno:

Começando com você por conta da ordem de postagem, devo dizer que gostei da ambientação que você deu ao personagem (até porque me envolveu, né? -q), deixando claro o tipo de participação que ele tem no acampamento, mesmo sem se delongar demais em explicações cansativas. Estes são os pontos positivos.

Já os negativos, incluem algo que é meio chato de aprender, mas que fica fácil com a prática. Trata-se do uso da pontuação e das letras maiúsculas relacionadas ao uso do travessão. Veja bem, podemos usar as seguintes "configurações" para uma fala:

1) "— Fala propriamente dita, sem pontuação final (ponto, exclamação, interrogação) — retomada de narração com inicial minúscula (a menos que seja um nome próprio, claro), finalizada com pontuação."

2) "— Fala propriamente dita, com pontuação final (ponto, exclamação, interrogação)./!/? — Retomada de narração com inicial maiúscula, finalizada com pontuação."

Agora veja no que você errou, tomando a primeira fala do seu texto como exemplo:

@Will Fortune escreveu:— Hey Sil! — disse o monitor assim que notou a enfermaria vazia ao entrar — Você pode me dar uma ajudinha?

Percebeu a mistura das duas configurações? Veja a frase corrigida:

Will Fortune - corrigida escreveu:— Hey, Sil! — Disse o monitor assim que notou a enfermaria vazia ao entrar. — Você pode me dar uma ajudinha?

A narração foi retomada com letra maiúscula e finalizada com ponto. Além disso, uma vírgula foi incluída logo depois de "Hey", já que o nome a seguir é um vocativo. Houve alguns erros com vírgula, semelhantes a este da fala acima, ao longo do texto também. Atente-se a estes detalhes nas suas próximas narrações e evite descontos por gramática.

A avaliação do turno ficou assim:
- Coerência: 50/50;
- Coesão, estrutura e fluidez: 24/25;
- Objetividade e adequação à proposta: 15/15;
- Ortografia e organização: 8/10;
- Total: 98 xp

2º turno:
Já no segundo turno, gostei das reações do seu personagem e de como você mostrou os sentimentos dele e a preocupação com Max. Em relação aos pontos negativos, além de repetir os erros gramaticais do primeiro (o que é compreensível, afinal não houve correção entre a postagem de um e outro), houve uma incoerência em relação ao enredo.

Veja bem, a menção de ser uma "missão suicida" só ocorreu durante a conversa com Quíron. Porém, quando Max e Will se encontram, o diálogo mostra que o filho de Apolo sabia do risco que o de Íris corria. Como? Na primeira conversa dos dois, na trilha de chalés, Will disse apenas que seria uma missão difícil e que, com sorte, estaria de volta à noite. Também houve uma certa repetição de palavras, o que afeta diretamente a fluidez do texto. Detalhes são importantes, lembre-se disso.

A avaliação do turno ficou assim:
- Coerência: 49/50;
- Coesão, estrutura e fluidez: 24/25;
- Objetividade e adequação à proposta: 15/15;
- Ortografia e organização: 8/10;
- Total: 96 xp

Conclusão:
Total de xp: 194
Condições finais: HP 200/230, MP 200/230

Max King:
1º turno:

Agora é sua vez, Max! começo dizendo que também gostei da ambientação dada ao seu personagem, também feita de forma simples e nem um pouco cansativa, deixando muito claro o papel que o filho de Apolo cumpre no acampamento, mais especificamente em seu chalé. Parabéns, estes foram os pontos positivos.

Os pontos negativos do seu texto estão: no uso da vírgula, principalmente antes do conectivo "e". Por várias vezes você colocou uma vírgula desnecessária na narração, o que compromete a qualidade do texto. Veja:

Max King - frase 1 escreveu:Todos nós fomos para o campo de tiro, e os mais experientes ensinavam os mais novos em como atirar, se movimentar.

Max King - frase 2 escreveu:Levou 30 minutos para que eu ensinasse para os dois como segurar um arco, e mais 30 para que eu convencesse os dois a não atirar uma flecha no rosto um do outro.

Nos dois casos, a vírgula antes do "e" é desnecessária. Bônus de correção na primeira frase:

Max King - frase 1 corrigida escreveu:Todos nós fomos para o campo de tiro e os mais experientes ensinavam aos mais novos como atirar, se movimentar.

Ensina-se algo a alguém. Verbo transitivo direto (eu sei, gramática pode ser bem chatinha, às vezes). Atente-se também ao uso de iniciais maiúsculas em nomes próprios, como em "Vale dos Ventos Uivantes".

A avaliação do turno ficou assim:
- Coerência: 50/50;
- Coesão, estrutura e fluidez: 25/25;
- Objetividade e adequação à proposta: 15/15;
- Ortografia e organização: 8/10;
- Total: 98 xp

2º turno:
Já no segundo turno, também gostei você narrou os sentimentos do seu personagem, expondo bem seus sentimentos em relação ao filho de Íris. Os pontos negativos foram (como não poderia deixar de ser, afinal não houve correção entre um turno e outro) os mesmos do primeiro com a adição do mesmo problema de coerência do post de Will, o que é compreensível, visto que os diálogos são combinados nas SM's. Dou a você o mesmo conselho para futuras narrações: atente-se aos detalhes.

A avaliação do turno ficou assim:
- Coerência: 49/50;
- Coesão, estrutura e fluidez: 25/25;
- Objetividade e adequação à proposta: 15/15;
- Ortografia e organização: 8/10;
- Total: 97 xp

Conclusão:
Total de xp: 195
Condições finais: HP 190/240, MP 170/240

Atualizado!

141-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Between swords and papers} Story Mode para Max King e Will Fortune

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum