Ficha de reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de reclamação

Mensagem por Naytron Suiciniv Aghor em Ter 03 Out 2017, 20:07

● Por qual deus você deseja ser reclamado?
Thanatos, o deus da morte e de beleza abundante
● Cite suas principais características físicas e emocionais:
Características Físicas: Cabelos longos, ondulados e negros, olhos extremamente escuros, que nem mesmo com uma lanterna apontada em sua direção pode separar a pupila da iris, pele com uma cor castanha acinzentada, porte físico magro porém esbelto dentro dos seus limites, altura de 1,70, uma pinta no canto inferior abaixo do olho esquerdo, característica vinda de gerações por parte da mãe. olheiras negras, quase como uma maquiagem abaixo dos olhos.
Características psicológicas: calmo em muitas situações, apesar de se atrapalhar um pouco quando esta executando alguma tarefa que venha a ser preciso para impressionar alguém que admira, mente aberta, gosta de ouvir os dois lados de uma conversa e opinar sempre para a opção que ajude a maior parte, extremamente orgulhoso -aponto de ser um dos piores defeitos- e vingativo, nem que sua vingança demore anos para ser planejada ele nunca se esquecerá, muito bipolar, em alguns dias pode querer viver inúmeras vidas e no outro não querer nem mesmo a sua.
● Diga-nos: por quê  quer ser filho de tal deus?
Desde pequeno as mortes ao meu redor me afetaram muito, tanto psicologicamente tanto fisicamente. Algumas fizeram de mim uma pessoa mais adulta e responsável, outras me deram força para treinar e me fortalecer. A questão é que desde sempre a morte das pessoas ao meu redor surgiam em abundancia e o simples fato de eu não ser capaz de nada para impedir fez com que eu começasse a me moldar a essa realidade.

● Relate a história da sua personagem - não haverá um limite de linhas definidos, deixe a sua criatividade fluir.

A minha historia? Não sei dizer ao certo, muitas coisas da minha infância parecem ter se apagado da minha mente, por mais que eu não me lembra da maior parte eu ainda irei tentar te contar a maior parte que sei de mim, espero que não fique muito confuso.
Me lembro que desde pequeno eu era uma criança estranha comparada as outras, não só pela minha aparência, como também pela minha personalidade. Dentre todas as crianças eu sempre fui a mais quieta e calada, optando por ficar no canto da sala desenhando e pintando as criaturas que via durante a noite ao invés de jogar bola como a maioria.
O primeiro dia que me lembro de ter visto o meu pai foi no dia do meu aniversario; minha mãe estava assando um bolo delicioso que exalava seu aroma por todo o bairro, a campainha tocou e eu sabia, mesmo estando no meu quarto, que era meu pai, pois eu e minha mãe nunca tínhamos visitas, até mesmo no meu aniversario. Eu desci escondido pelas escadas e observei pela quina da parede, ele era alto e forte, usava um sobretudo negro e um chapéu que ocultava a maior parte de seu rosto, deixando a mostra apenas seus cabelos negros como o meu, minha mãe estava histérica, como uma viciada recebendo um pacote de heroína, ela tentou abraça-lo, mas ele a distanciou imediatamente, disse algo que não consegui ouvi e partiu. Me lembro claramente desse dia, afinal, foi o primeiro dia que vi meu pai e o ultimo que vi minha mãe. No resto daquele dia ela apenas falou as seguintes palavras para mim quando me aproximei:
-Você estava aqui esse tempo todo, seu idiota!Você sabe que não deve ficar por perto quando seu pai está aqui, você sabe que sua presença é muito forte para uma criança tão estupida como você!
Corri para meu quarto e passei a maior parte daquele dia chorando. Algumas horas depois, quando o Sol já estava indo embora, ouvi os passos dela, vindo do andar debaixo, passando pelas escadas até parar bem em frente ao meu quarto, ficou lá por mais de dez minutos. Eu estava assustado, ela nunca tinha feito algo parecido, eu conseguia ouvir a sua respiração no canto mais longe da porta.
-Abra a porta, filhinho. - Disse ela num tom estranho e calmo. Quando percebeu que eu não o faria voltou a dizer.  - Abra a porcaria dessa porta! SUA ABERRAÇÃO!!
Em seguida vieram as batidas na porta, BOOM!BOOM!BOOM!BOOM, então a maçaneta quebrou, a porta se abria aos poucos, rangendo como um giz riscando na lousa, quando estava aberta um pouco menos que a metade pude ver seu rosto; ela segurava um taco de metal, na face esculpia um sorriso diabólico, os olhos arregalados, sedentos por algo e os cabelos sobre o rosto. Rindo como um demônio ela avançou para me atacar, u me arrastei para a parede e me encolhi entre meu joelhos, fiquei esperando ela me acerta em meio as minhas lagrimas e soluços, mas nada aconteceu, quando tomei coragem para olhar vi minha mãe paralisada sobre mim, seus olhos tremiam observando algo acima de mim,
-Você decidiu ficar? - Disse ela agora sorrindo e chorando. Um som estridente rasgou o quarto como um cão possuído tentando se comunicar, logo em seguida a expressão da minha mãe mudou completamente, agora ela estava totalmente desesperada e apavorada. - Por favor, me desculpe. - Essas foram as ultimas palavras que ouvi dela, pois logo depois desmaiei e quando acordei estava em um hospital.
Desse dia em diante eu passei por diversas situações e famílias, perdi meu melhor amigo, muitos de meus pais, e a pessoa que para sempre vou amar em incêndios que nunca ninguém conseguiu explicar, porém essas historias devem ser contadas em outro momento, pois não quero tomar a noite inteira de vocês. O resto vocês já sabem, em uma das minhas adoções conheci um grande amigo, que me trouxe até o acampamento e infelizmente também morreu para algo que incendiou a floresta onde dormíamos, e se hoje estou aqui nessa fogueira, vivo, é por que eu juro por tudo que ainda vivi, que eu vou vinga-los.

Desculpe a narrativa talvez entediante e fora do normal em algumas situações, mas é por que não me sinto muito a vontade perto de muitas pessoas.
Naytron Suiciniv Aghor
Naytron Suiciniv Aghor
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
4

Localização :
Brazil, São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de reclamação

Mensagem por Katherine J. Villeneuve em Ter 03 Out 2017, 20:18

Oi campeão, seja muito bem vindo ao PJBR, espero que goste de jogar aqui conosco!

Sua ficha deverá ser postada nesse tópico aqui caso deseje que ela seja avaliada:
http://percyjacksonrpgbr.forumeiros.com/t11887-ficha-de-reclamacao
Atente-se ao padrão de template!

Qualquer dúvida pode mandar MP para qualquer um dos campistas ou deuses ou pergunte no ChatBox.

Boa sorte e que os deuses estejam com você!
Katherine J. Villeneuve
Katherine J. Villeneuve
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
489

Localização :
nova iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::