Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

♛ Born to Die [MNEM para Miranda Belotto e Leyla Morris]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♛ Born to Die [MNEM para Miranda Belotto e Leyla Morris]

Mensagem por Eros em Ter 13 Fev 2018, 02:14

born to die
don’t make me sad

"Sua irmã está em perigo!"


E foi assim que Ártemis surgiu nos sonhos de ambas garotas, apenas uma forma brilhante em um fundo escuro. Miranda e Leyla não obtiveram mais informações, mas essa simples mensagem foi o suficiente para despertar o interesse das caçadoras e ir a fundo nessa história. Ártemis não era de pregar peças.


about the mission
REQUIRED AND ADDITIONAL POINTS  

pontos obrigatórios

♛ Apesar de ter dado uma introdução simples, quero que detalhem um pouco mais o sonho, da maneira de vocês, mas que seja feito de forma relativamente igual, afinal, foi o mesmo sonho para ambas;
♛ Ao acordarem, cada uma em sua cama, escolham individualmente motivos que as levarão a seguir o que foi dito, e procurar por essa irmã que está em perigo. Os motivos devem ser individuais;
♛ A única pista que vocês tem é que Chantel Sawyer, uma das caçadoras mais antigas, desapareceu misteriosamente na gelada montanha de Granite Peak, em Montana;
♛ Arrumem suas coisas, e escolham a forma mais rápida que vocês têm de ir até a montanha, que atualmente é a única pista de vocês;
♛ Lembrem-se, até o momento está cada uma por sua conta, vocês ainda não se encontraram;
♛ Acréscimo de sentimentos, detalhes, tramas, ou qualquer outra coisa que enriqueça a narração são sempre bem-vindos. Sejam criativas.

pontos adicionais

♛ Missão Narrada Externa Mediana para Miranda Belotto e Leyla Morris ;
♛ Camp Half-Blood/New York;
♛ Clima e horário: --;
♛ Coloque as armas levadas em code ou spoiler ao final do texto. O mesmo deverá ser feito com os poderes, separando-os em ativos e passivos;
♛ Evite usar templates com barrinhas ou muito estreito (não são aceitos menores de 400px), e muito menos cores cegantes;
♛ Prazo de postagem até 23h59, segundo o horário de Brasília, do dia 23/02/2018;
♛ O critério de avaliação final usado será o baseado neste sistema Clique;
♛ Caso não poste e nem justifique, perderá 50% do status de HP e MP total;
♛ A premiação máxima consiste em: 600 XP, 125 dracmas e uma recompensa;
♛ Ao final, caso atinja 85% da premiação total, ganhará um item mediano;
♛ A não postagem durante um turno de batalha será punida diretamente com morte do personagem;
♛ Agradeço se me enviar uma mensagem privada assim que postar;
♛ Boa sorte, e surpreendam-me.



❤️ Eros | Cupido | Winged | Married ❤️

Eros
avatar
Deuses
Mensagens :
190

Localização :
♛ Castelo de Eros

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♛ Born to Die [MNEM para Miranda Belotto e Leyla Morris]

Mensagem por Miranda Belotto em Sab 17 Fev 2018, 00:26


Born to die

Uma visita à mãe em uma de suas muitas viagens de trabalho, mostrou à garota que a saudade que sentia dela era suportável. Antes de sair da companhia das suas irmãs, Miranda havia pensado muito se valeria a pena ou não voltar a reencontrar a mortal que tanto cuidou dela e agora se sentia feliz por ter feito.

Puderam conversar sobre como estava sendo a nova rotina de ambas e passar um tempo maior do que geralmente tinham. Algumas coisas ainda eram estranhas para a mãe em relação à Ártemis e suas donzelas, principalmente sobre os monstros que caçavam e o estilo de vida que tinham, porém a mulher admitia que gostava e achava que estariam seguras juntas. Miranda até mesmo conseguia sentir o orgulho da mãe.

Após o jantar de comida japonesa comprada e uma longa conversa sobre planos futuros de ambas, a semideusa se isolou na varanda do apartamento, se deitando na espreguiçadeira para poder observar o céu e a lua, símbolo de sua senhora, pensando em como seria quando não mais teria oportunidades como essas, em família, pois já estariam mortos.

Com os pensamentos um tanto mórbidos e tristes, a filha do pânico caiu no sono, se perdendo na imensidão negra. O sonho começou normal e de uma forma que a garota pensou ser uma lembrança. Miranda se via em meio a um dos parques que mais amava perto de sua casa, era o mesmo que seu pai a reclamou, a única diferença daquele dia em especial era o horário.

A noite parecia mais escura até mesmo que o normal e conforme a semideusa olhava para o céu, parecia que tudo era engolido pelas trevas, até que apenas a grande e brilhante lua permanecesse em seu campo de visão, porém algo mudou. O ar se tornou mais denso e então Miranda sentiu a presença conhecida de sua senhora mesmo tendo passado pouco tempo com ela.

Piscando algumas vezes ao procurar pela deusa, a semideusa notou que ela era a lua brilhante. Sua expressão era séria e preocupada ao mesmo tempo. O diadema em sua testa marcava ainda mais seus traços, mesmo aparentando ser a criança ruiva que era sua forma favorita.

– Sua irmã está em perigo e eu preciso de você. – A deusa foi direta em suas palavras, não esperando nem mesmo uma saudação da caçadora. – A última vez que tive contato com Chantel Sawyer ela estava em Montana e seu destino era Granite Peak. Encontre-a.

Sem mais nenhuma palavra, a luz se tornou mais forte e Miranda foi obrigada a desviar o olhar para não ser cegada. Quando os abriu, viu que o dia já começava a clarear em Nova Yorke. Com um suspiro alto, a garota se sentou sobre a cama improvisada, agradecendo por ter se acostumado rápido a não depender de conforto algum, se não teria um problema.

***

O café da manhã foi silencioso, afinal sua mãe já havia saído do apartamento quando a semideusa finalmente saiu da parte exterior. Observando o nascer do novo dia, Miranda pensava na garota, Chantel. Quais problemas a garota teve que enfrentar e o que teria acontecido com ela?

Ártemis não pediria ajuda caso não tivesse plena certeza sobre uma de suas caçadoras. Decidida, Miranda se levanta da mesa deixando metade de sua torrada comida, apenas virando a caneca de café de uma única vez, sentindo o líquido quente a aquecer por dentro. Não deixaria nenhuma irmã para trás a própria sorte, poderia ser ela própria e gostaria que isso também não acontecesse consigo.

Com passos rápidos, a semideusa adentrou seu quarto observando que todas as suas roupas já estavam organizadas na mochila. Com uma careta, entrou em seu banheiro pegando o que restava das suas coisas e então seguiu para o quarto em que a mãe dormia. Sabia que ela carregava seu passaporte assim como a cópia de alguns documentos seus para o caso de algo acontecer, então só precisava procurar.

Não demorou para que a garota encontrasse o que precisasse e sentiu um aperto no coração pro não poder se despedir. Não sabia quando a veria novamente ou se teria outra oportunidade. Infelizmente não podia esperar ela voltar ou ligar, então deixou um bilhete antes de sair pela porta da frente do hotel em que estavam.

Sabia que o caminho para Montana era longo e dependendo da forma que fosse, duraria dias, então a forma mais rápida de chegar lá seria de avião. Só precisava arrumar uma forma de passar sem chamar atenção com as armas, mas pensaria nisso no taxi a caminho do aeroporto.  
   
Panic!:
Poderes:
Deimos:
PASSIVOS

Nível 2
Empatia - O terror é algo que envolve manipulação sentimental, geralmente provocando atos que "ativem" algum gatilho no público alvo. A empatia é tanto um reflexo como descendente de Afrodite (ainda que não diretamente no caso desses semideuses) quanto da necessidade de verificar se seus atos estão ou não surtindo efeito. Essa visão permite saber o sentimento predominante em um alvo, mas não o que o provoca. Poderes de bloqueio sentimental ou bloqueio de aura podem afetar essa percepção.
Ártemis:
PASSIVOS

Nível 1
Idade imutável - As caçadoras, ao se juntarem ao séquito da deusa, recebem a benção de se tornarem eternamente donzelas: elas não sofrerão com o envelhecimento natural, não morrendo pelo avanço da idade. Por outro lado, não são invulneráveis a doenças, condições adversas, acidentes e ataques - ainda podendo tombar por ferimentos recebidos e condições adversas. Ao deixar o grupo sem autorização da deusa (traindo-a ou abandonando-a), o efeito é revertido, e os anos passados retornam para a ex-caçadora - isso pode ser fatal, caso seja um grande período de tempo. O juramento das caçadoras é, realmente, para sempre.
Armas:
{Panic} / Espada [Uma espada longa, com a lâmina medindo 70cm, mais 20 cm de empunhadura. Sua lâmina é feita em bronze sagrado, mas é trabalhada e tingida de preto. O cabo da arma é feito em ébano, reforçado com metal e revestido em couro e a empunhadura simula um dragão negro. Vem junto de uma bainha de couro escuro. No nível 20, Panic se transforma em uma braçadeira da cor da espada.] {Ébano, couro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Deimos]

{Wild Moon} / Arco [Arco prateado feito de bronze sagrado e enfeitado com pequenos desenhos de animais selvagens. O item fora produzido com entalhamento em lua crescente, assumindo o formato de C. No nível 20 pode transmutar-se em uma pulseira de prata com pingentes em forma de lua crescente e em forma de animais selvagens.] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1)  [Recebimento: Presente de Entrada no Grupo - Caçadoras de Ártemis]

{Lunather} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino.] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Entrada no Grupo - Caçadoras de Ártemis]

{Wolf's Fang} / Faca [Faca de caça feita de bronze sagrado. É leve, afiada e bastante resistente. Possui empunhadura feita de osso de lobo e couro negro, sendo que existem alguns desenhos de constelações em todo o corpo da faca. Acompanha uma bainha de couro negro, que na parte inferior leva as iniciais CA entalhadas. Pode ser facilmente escondida devido ao seu tamanho - 30 cm.] {Bronze sagrado, osso e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Entrada no Grupo - Caçadoras de Ártemis]
Thanks for @Lovatic, on CG
Miranda Belotto
avatar
Caçadoras de Ártemis
Mensagens :
19

Localização :
Hunting

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♛ Born to Die [MNEM para Miranda Belotto e Leyla Morris]

Mensagem por Leyla Morris em Dom 18 Fev 2018, 23:27


Purity



O café tinha um gosto horrível. Leyla nunca se acostumara com o gosto daquele bebida tão querida pelos adultos. Porém, além do paladar, o que tornava aquele momento ruim era o que acontecera na noite anterior. Com sua ótima memória, a semideusa pôde recordar sem nenhum problema.

*
Era noite, estava escuro. A única iluminação daquele lugar era a precária lâmpada, que jazia acima da cabeça da garota. O local onde ela estava era familiar, mas o que foi estranho, para Leyla, era a atmosfera pesada que pairava. A varanda da casa de seu pai estava arejada e, sentada em uma das cadeiras, a semideusa apenas esperava. O desesperador era não saber o que ela aguardava; mas, logo, de maneira repentina, uma voz suave soou sobre aquele ar pesado.

— Leyla. Sua irmã está em perigo e eu preciso de você. — A origem da voz logo foi notada pela garota. Ao seu lado, uma menina, que aparentava beirar os doze anos, olhava-a seriamente. Os cabelos ruivos e sardas irregulares adicionavam uma beleza inocente à criança. Leyla sabia quem ela era.

A lâmpada, que pendia do teto, se apagou, deixando apenas a luz da lua a clarear o rosto pálido de Morris.

— Mas, Ártemis, eu sou filha única. — Aparentemente, nem mesmo nos sonhos a semideusa conseguia raciocinar rapidamente. Depois de alguns segundos de silêncio, Morris voltou a falar. — Ah! Desculpa, ainda não me acostumei. Qual irmã?

A criança se acomodou na cadeira de madeira, e olhou longe, ao horizonte.

— A última vez que tive contato com Chantel Sawyer ela estava em Montana e seu destino era Granite Peak. Encontre-a.

Após Ártemis pronunciar essa última palavra, uma luz resplandeceu do corpo da criança, engolindo tudo o que estava na cena. Segundos depois, Leyla acordou na sua cama desarrumada.

*

Os goles curtos ainda continuavam. Mesmo tendo o gosto tão odiado por Leyla, o efeito da cafeína era notado rapidamente. O sonho em si não fora tão horrível; porém, o que mais afetava a garota era uma única coisa: como.

Como ela iria para Montana? A semideusa tinha uma básica noção de espaço, percebendo que o único modo de ir até o local indicado, sem demorar dias, era de avião. O simples pensamento de entrar em um compartimento, abrigando centenas de pessoas, apavorava Leyla. Logo no início da sua infância ela fora diagnosticada com claustrofobia. Mas, a coisa que ela menos queria era desapontar a sua patrona, Ártemis. Portanto, à sua frente, mais além de onde a xícara de café jazia, sobre a mesa, havia seu passaporte, pronto para ser utilizado. Leyla soltou um leve suspiro, levando o copo até sua boca, permitindo seus lábios de sentirem o amargo gosto do grão moído e torrado. “Eu desisto. Não sei como gostam disso”, pensou a garota, deixando seu café de lado e fitando longamente o documento à frente.

A pressão sanguínea da semideusa aumentava consideravelmente ao lembrar de todo pânico sentido em lugares fechados. Ela amaldiçoava todo ser divino, e responsabilizava-os pela doença herdada. E então, sem mais delongas, Leyla foi até a pia do banheiro e, com água escorrendo nas suas mãos, molhou o rosto. Prendeu seu cabelo em um rabo de cavalo e tirou o pijama amassado, colocando uma calça jeans e uma camiseta lisa. A caçadora nunca ligou muito para sua vestidura, e não seria agora que começaria a se importar. Prendeu sua faca na cintura, e organizou o arco, aljava e mochila nas suas costas, carregando tudo de uma vez. Uma das coisas que a semideusa gostava em ser caçadora era o peso do equipamento; ela odiaria ter que levar uma espada pesada em vez do leve arco.



Com o passaporte em mãos, Leyla observou pela última vez o quarto em que ficara, em um hotel barato do centro de Nova York. Queria poder continuar ali, sem ter de enfrentar um compartimento fechado voador. Carregava, no bolso da calça, um calmante, para, se as coisas ficassem insuportáveis, ela ter refúgio em um sono não tão calmo. Seria tão bom fazer sua missão ali naquele quarto úmido e maltrapilho; mas, a vida não é feita de acomodações e, para Leyla, sua missão começava ao enfrentar um avião.

open:

Armas:


{Wild Moon} / Arco [Arco prateado feito de bronze sagrado e enfeitado com pequenos desenhos de animais selvagens. O item fora produzido com entalhamento em lua crescente, assumindo o formato de C. No nível 20 pode transmutar-se em uma pulseira de prata com pingentes em forma de lua crescente e em forma de animais selvagens.] {Bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1)  [Recebimento: Presente de Entrada no Grupo - Caçadoras de Ártemis]

{Lunather} / Aljava [Aljava de couro trabalhado, com engastes de bronze sagrado. Contém flechas infinitas - são comuns, de olmo e bronze sagrado, mas de acabamento fino.] {Couro e bronze sagrado; olmo e bronze sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Entrada no Grupo - Caçadoras de Ártemis]

{Wolf's Fang} / Faca [Faca de caça feita de bronze sagrado. É leve, afiada e bastante resistente. Possui empunhadura feita de osso de lobo e couro negro, sendo que existem alguns desenhos de constelações em todo o corpo da faca. Acompanha uma bainha de couro negro, que na parte inferior leva as iniciais CA entalhadas. Pode ser facilmente escondida devido ao seu tamanho - 30 cm.] {Bronze sagrado, osso e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Entrada no Grupo - Caçadoras de Ártemis]

Poderes:

Passivos:

Nível 1

Perícia com o Arco - O arco é a arma mais característica da deusa, e suas servas adquirem uma capacidade de manuseio básica de forma instintiva. Não indica precisão ou isenta as chances de falhas, apenas que a caçadora consegue manipular a arma melhor do que alguém que não tem conhecimento. É algo gradual, e quanto maior o nível maior a familiaridade. [Modificado]

Idade imutável - As caçadoras, ao se juntarem ao séquito da deusa, recebem a benção de se tornarem eternamente donzelas: elas não sofrerão com o envelhecimento natural, não morrendo pelo avanço da idade. Por outro lado, não são invulneráveis a doenças, condições adversas, acidentes e ataques - ainda podendo tombar por ferimentos recebidos e condições adversas. Ao deixar o grupo sem autorização da deusa (traindo-a ou abandonando-a), o efeito é revertido, e os anos passados retornam para a ex-caçadora - isso pode ser fatal, caso seja um grande período de tempo. O juramento das caçadoras é, realmente, para sempre.

Nível 2

Sobrevivência Natural: Táticas de acampamento - Caçadoras passam mais tempo em ambientes selvagens do que a maioria dos outros semideuses. Sua área de atuação e seu treinamento faz com que desenvolvam um conhecimento da natureza que facilita sua sobrevivência nessas condições. Neste nível desenvolvem a perícia com materiais de acampamento, como barracas, e técnicas básicas, como armazenagem de água, acender fogueiras (e contê-las) e lidar com barracas e outros instrumentos de acampamento. Não é um poder ou ação imediata - apenas o conhecimento. O uso das técnicas e itens ainda devem ser descritos normalmente, não sendo "instantâneos". [Modificado - antigo sobrevivência natural]



Leyla Morris
avatar
Caçadoras de Ártemis
Mensagens :
4

Localização :
with the wolves

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♛ Born to Die [MNEM para Miranda Belotto e Leyla Morris]

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum