{my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Catherine Burkhardt em Ter 22 Maio 2018, 23:23

My Queendom
drink until you've had enough; i'll drink from your hands
Will e Catherine sabiam da existência um do outro. Afinal, haviam tomado residência no Clube da Luta e ambos assumiram uma posição de liderança sobre seus meios-irmãos. Era inevitável não se verem ou até mesmo interagirem breve e profissionalmente em reuniões ou corredores.

O que poucos desconheciam sobre o Clube era que os porões, quase dois lances de escadas abaixo dos alojamentos, era um lugar perfeito para quem gostaria de um pouco de sossego e os monitores eram particularmente cuidadosos para não deixar esse segredo ser descoberto. No entanto, era de se esperar que dois monitores teriam a ideia de ir para porão para um porre básico ao mesmo tempo.

* * *

A rp se passa no porão do Clube da Luta, New York, NY, 3 dias depois da missão Carga Roubada e 1 dia depois da missão White Rabbit. Clima frio, 21h, ninguém por perto para ouvir os gritos -q.

Condições atuais: Catherine Burkhardt 625/920 HP e 678/920 MP (aguardando aval da missão White Rabbit)
Will Campbell 150/150 HP e 150/150 MP

Catherine Burkhardt
Catherine Burkhardt
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
449

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Dimitri Romanov em Qua 23 Maio 2018, 11:44


My queendom
A wounded heart

— NÃO! — Fora a palavra que ressoara por todo o quarto do garoto no mesmo momento em que se ouvira um barulho seco de alguém socando uma parede.

Outra vez Will acordara de um pesadelo. Aquele pesadelo. Ao olhar para o pequeno espelho na parede, acima de uma pia, vira a imagem de um garoto loiro de cabelos bagunçados e olhos vermelhos, cujo rosto era o reflexo do sofrimento interno descomunal que sentia. Seus ombros nus de pele branca levemente bronzeada estavam tensos, mas caídos. O coração sob a pele branca do peito batia furiosamente, sua respiração era entrecortada por um soluçar que ameaçava sair da garganta. Um derrotado.

Após ter jogado uma água no rosto e dado uma tapeada no cabelo, o semideus pegara uma camisa de botões xadrez vermelha e preta e largara sobre os ombros, sem vesti-la, e com seu cantil, saíra a andar. Vestia apenas uma calça jeans preta e chinelos de dedo. Onde ia não precisava nada além daquilo. Tomando as escadarias que levavam aos níveis mais profundos do clube, sentia sua pele quente em contato com o ar frio daquele lugar. A temperatura não lhe incomodava, pelo contrário, sentia que precisava desse contraste para não surtar em febre.

Os porões do clube nada mais eram do que corredores e salas subterrâneas úmidas com temperaturas amenas, por conta da profundidade na terra. Davam acesso às partes mais sujas do esgoto, poucos vinham ali. Em algum lugar era possível ouvir o som de corrente de água, Will nunca fora verificar. Talvez houvesse um pequeno deque. A arquitetura do local fazia ser quase impossível andar sem ser ouvido e os passos do filho de Dionísio ecoavam no chão de pedra. Incrivelmente ainda havia iluminação naquele lugar, sustentadas por lamparinas que pareciam nunca se esgotar. Um feito de semideuses ou deuses, talvez. Tudo que havia lá eram caixotes de madeira e velharias. Sentado sobre uma caixa de madeira pequena, escorado em outra maior, deixou com que as lágrimas limpassem seu rosto.
Dimitri Romanov
Dimitri Romanov
Filhos de HadesAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Catherine Burkhardt em Qua 23 Maio 2018, 14:54


my queendom come
the underdogs are my lions

Catherine chegara no Clube da Luta há pouco tempo, cansada, dolorida e com uma dor de cabeça cada vez mais irritante. Reportara o incidente com Quíron, roubara um lanche das cozinhas e caíra em um sono pesado e desconfortável pelas próximas 10 horas, exausta demais até para se lembrar do que sonhara. Acordara ainda mais cansada, porém o encontro com o filho de Nêmesis lhe lembrara de assuntos inacabados de seu passado que lhe deixou extremamente inquieta.

Tanto que ao invés de buscar ajuda médica imediatamente, a filha de Afrodite retirara uma garrafa de vodca do seu estoque secreto e descera até os porões quando ninguém estava por perto, usando uma calça moletom, uma camiseta do Pink Floyd que furtara de um de seus meios-irmãos e um coque desleixado. O lugar era gélido, tinha um eco estranho que fazia qualquer ruído parecer intencional e ameaçador, porém trazia solidão e era longe o bastante dos esgotos para que não estivessem sob ameaça ou correndo o risco do mau cheiro a alcançar.

A negra já estava ali embaixo por um bom tempo, lentamente alcançando a metade da garrafa, quando ouviu passos. Instintivamente, se camuflou contra a parede e permaneceu o mais quieta que podia. Em retrospecto, aceitaria que, possivelmente, já estivesse bêbada e que aquela ação poderia ter gerado mais problemas do que soluções, mas no momento pareceu ser a escolha óbvia.

Completamente imóvel e levemente curiosa de seu ponto, deitada de lado sobre uma mesa antiga e de aparência um tanto frágil, a mentalista assistiu um jovem loiro entrar. Estava com o dorso desnudo, de jeans e era tão lindo que ela demorou para perceber a tristeza e dor em sua aura. Mas quando notou, não conseguiu mais ignorar, pois ele se sentara em um dos caixotes do porão e começara a chorar.

Compaixão inundou Catherine imediatamente. Não só sentia a dor dele, como ouvia seus pensamentos de luto e perda, sentimentos que era bastante acostumada e sabia quão horrível era estar daquele jeito. Por isso, virou-se de bruços sobre a mesa, batendo levemente com a garrafa na madeira com a ação – o mundo girara levemente com a mudança repentina de posição, não negaria. Sabia quem o rapaz era, é claro. O novo monitor de Dionísio, recente no Clube, mas com uma postura invejável no cargo.

— Sinto muito por sua perda, Bill. Quer dizer, Jill. Espera, esse é um nome de garota. Will. Esse é o certo. — Declarou a semideusa com a voz um tanto arrastada, antes de pigarrear, fixando seu olhar heterocromático nele com um leve erguer nos cantos dos lábios, expressando simpatia. Mas não pena. Nunca pena. — Você quer falar sobre isso?

Observações:
◉ Nível 55. Camuflagem telepática: Capacidade de alterar a aparência física aparente de si e dos outros, alterando as percepções dos que os rodeiam. Isso pode ir tão longe para fazer as outras pessoas acreditarem que o personagem não está lá camuflado (invisível). O único limite a essa possibilidade, se houver, só é imposto pelo número de pessoas um telepata está a tentar enganar.



the silent ones are my choir

Catherine Burkhardt
Catherine Burkhardt
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
449

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Dimitri Romanov em Qua 23 Maio 2018, 16:40


Her queendom
Surprise!

Poucas lágrimas haviam caído sobre sua pele nua quando derramou a bebida do cantil em sua garganta. Um bom vinho. Mal sentira o calor inundar seu corpo e ouvira uma batida seca no porão, o som bem próximo de si. Se antes seu coração era impetuoso, agora passara a quase sair pela boca. O corpo do garoto retesou-se instantaneamente, ao ouvir uma voz lhe dirigir a palavra no mesmo momento em que uma garota surgia em cima de uma mesa há poucos passos de distâncias.

Muito surpreso, não deixou de notar que era belíssima, certamente. Uma negra com cabelos grandes e um tanto bagunçados que transmitia uma aura extremamente poderosa e cativante observava o garoto. Will sentia a simpatia e compaixão irradiar dela, o sentimento e a postura certamente muito bem definidos por algum poder que o semideus não sabia explicar. Para o bem ou para o mal, o filho de Dionísio sentia que ela era tão dona de si quanto ele, provavelmente mais. Lentamente, a compreensão inundou seu olhar e ele percebeu quem era aquela semideusa.

Catherina, ou algo assim. Possuía dificuldade para memorizar nomes que não sabia de onde vinha. Sabia, no entanto, que ela era monitora do chalé de Afrodite. Dona de um invejável corpo, que Campbell já observara de longe durante os últimos dias no clube, Cath tinha muita influência entre os semideuses do clube. Sentindo que seus músculos relaxavam ao perceber que não era nenhum inimigo, fitou-a nos olhos. Um rosto suave e doce.

— Olá Cath. Não sabia que estava aí. — Obviamente, já que ela estivera escondida. Considerou a oferta dela e respirou fundo. A filha de Afrodite tinha consigo uma garrafa já pela metade, indicando que estava ali havia algum tempo, e provavelmente, apenas escondia melhor do que o garoto a própria dor. Guardara aquilo para si por bastante tempo e ainda não conseguira superar. A imagem e a sensação que recebia encorajavam-no a falar. — Talvez.

Esforçando-se ao máximo para se acalmar e manter a voz firme, disse:

— Pode ser uma via dupla.
Dimitri Romanov
Dimitri Romanov
Filhos de HadesAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Catherine Burkhardt em Qua 23 Maio 2018, 19:41


my queendom come
the underdogs are my lions

A inglesa acenou com a cabeça ao ouvir o cumprimento do rapaz, dando um sorriso misterioso quando ele comentou sobre não saber que ela estava ali. Mas estava distraída demais para respondê-lo com algum retruco inteligente. Distraída com os pensamentos que corriam pela mente dele, especialmente os sobre si mesma, lhe fazendo apoiar seu queixo em seu punho fechado, ainda deitada, mantendo a vodca num firme agarre com a outra mão.

— Well, thank you. Você é também um rapaz extremamente atraente. Não que eu seja um rapaz. Apenas extremamente atraente. — Falou Catherine, e sua voz continuava levemente arrastada, forçando seu sotaque britânico a ficar ainda mais evidente. Franzindo a testa levemente, fez uma expressão de passageira confusão. — Você não falou isso em voz alta, não foi?

A mentalista sentiu que o rapaz precisava desabafar e que sua presença o encorajava a se abrir. Pensou em tudo o que já passara e como teria sido mais fácil se tivesse alguém para consolá-la, para estimulá-la, para guiá-la nos muitos dilemas que sua vida trouxera. Logo chegou a conclusão de que não se importava em oferecer aquilo por algumas horas.

— Se eu vou falar sobre as merdas da minha vida, é bom que esse seu cantil seja interminável, pois essa garrafa aqui não vai ser o bastante. — Alertou com falsa seriedade, mas sem efeito algum, enquanto dava um gole direto do gargalo. Sentiu a bebida queimar ao descer por sua garganta e fez uma leve careta, instintivamente lembrando-se do filho de Zeus que encontrara semanas atrás. — Agora, você começa. Por que você está chorando sozinho no porão? — Suas palavras podiam ser ásperas, mas seu tom era suave e sua expressão gentil, demonstrando real interesse no que ele tinha a dizer.



the silent ones are my choir


Catherine Burkhardt
Catherine Burkhardt
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
449

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Dimitri Romanov em Qua 23 Maio 2018, 20:39


Her queendom
Oh, thank’s... wait, what!?

Estava tão intrigado tentando entender como ela estivera ali desde o início sem que ele notasse que quase não prestara atenção naquilo que ela dissera. Quase não percebera que ela estava respondendo aos seus pensamentos e não às suas palavras. Mas aquilo... bem, o impossível deixara de existir para Will desde que fora reclamado. No entanto, ler pensamentos tal qual ela parecia capaz de fazer era impensável a mortais. A moça estava sendo agradável, mas agora isso começava a incomodar o semideus.

— Este cantil tem uma capacidade extraordinária, acredite. Ainda não consegui esgotá-lo. — “Mas você talvez já saiba disso”. Filho de Dionísio, descobrira que tinha uma capacidade nata para a manipulação de emoções e sentimentos próprios. Tornara-se muito bom em teatro e até iniciara um curso superior nisto, onde... Tudo acontecera. A imagem de Emily tentou surgir em sua mente, mas ele a empurrou para baixo com toda as forças, concentrando-se na pessoa à sua frente. Se era verdade, e estava disposto a descobrir, então teria um assunto a resolver.

No teatro o garoto descobrira que existem coisas para as quais as pessoas nunca estão preparadas. Não importa quem seja. E olhar para Cath estava atiçando alguns impulsos seus que não sentia com tal intensidade desde a adolescência. Olhando-a dentro de seus olhos, deixou seus pensamentos fluírem. Pôs força neles. Imaginou-os conversando, bebendo alguns goles de bebida forte, seus rostos corando. Imaginou o próximo passo onde se aproximavam um do outro, talvez por causa do frio, por causa do clima da conversa, sentando-se juntos e compartilhando a bebida. Visualizou-os avançando para um abraço, a conversa diminuindo a sussurros, que ficaram extremamente próximos dos ouvidos um do outro. Um toque de pele contra pele e tudo deslanchava. Will não poupou em detalhes até o ponto de quase sentir-se realmente excitado com aquilo, imaginando-os se despindo.

Pela primeira vez desde que iniciara aquela corrente de pensamentos, desviou o olhar dos olhos dela, indo até o volume logo abaixo, forçando-se a tentar imaginar como seriam. Se ela podia ler seus pensamentos, não poderia ficar indiferente àquilo. Retornou seu olhar a posição inicial, com seus pensamentos evoluindo mais além. Nunca pensara que sentiria tamanho desejo tão rapidamente, em algum momento seu pensamento deixou de ser apenas um teste e misturou-se à realidade de sua vontade. Que a garota era linda, era inegável. Mas toda aquela reação talvez tivesse haver com Afrodite. Forçou-se a observá-la apenas porque precisava da resposta, mantendo a postura exterior durante todo aquele processo. Sua consciência o acusava tentando fazê-lo se sentir envergonhado enquanto ele se mantinha determinado. Continuaria alimentando as imagens em sua cabeça, esperando a reação da semideusa.
Dimitri Romanov
Dimitri Romanov
Filhos de HadesAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Catherine Burkhardt em Qua 23 Maio 2018, 21:36


my queendom come
the underdogs are my lions
— Posso ler mentes, Will, mas não sou vidente. Pelo menos não sem tocar nos objetos antes. — Retorquiu Catherine, tanto para a fala do rapaz quanto para seu pensamento.

E então, houve uma distinta mudança na interação deles. Primeiro, sentiu o conflito e o luto dele por uma tal de Emily, mas tal sentimento foi logo abafado por algo mais forte. Curiosidade; e, mais ainda, um desejo de puxar os botões da filha de Afrodite para ver até onde ela aguentaria.

Os olhos dele se cravaram nos dela e, de repente, Will deixou seu desejo e imaginação fluir. Prontamente, a negra acompanhou a jornada com ávido interesse. Ele era bem convincente e suas imagens eram bastante vívidas, uma fantasia calculada para causar gradual desejo. Uma relação íntima cada vez mais aprofundada, cercada de incitações e luxúria não saciada, instigando desejo, vontade, com uma inocência aparente extremamente tentadora.

Porém as imagens que via em sua mente não excluía sua visão do filho de Dionísio naquele momento. E se havia uma coisa que a prole da deusa do amor possuía irrefutável talento, era paixão e desejo. Catherine o observou e o analisou enquanto sua mente gravava as imagens. Viu a maneira que ele se mexia, as expressões que fazia e, mais ainda, sentiu suas emoções. Reconheceu nele o bom ator que era, excelente o bastante para pôr tanto esforço em um papel que este se misturava com sua realidade. O suficiente para que a ficção tomasse a dianteira de sua mente e ele literalmente começasse a cogitar a ideia, lutando contra os sentimentos de culpa e de vergonha. Mas a inglesa também era uma atriz. E não seria enganada por sentimentos produzidos por sua própria aura e por ação ativa de provocação mesmo em seu estado de embriaguez.

— Oh, my dearest. Você não devia entrar em jogos que está fadado a perder. — Sussurrou a semideusa sensualmente, com um largo sorriso de divertimento surgindo em seus lábios. Realmente, a beleza daquele loiro era inegável. Obviamente, sentia-se atraída por ele. Mas como filha do amor, suas emoções eram facilmente controladas. Não seria ele quem a desestabilizaria agora.

Não mudou de posição, permanecendo igualmente indiferente e ainda mais atraente. Por que agora ela intencionalmente o atraía. Exalava um aroma que seria único e familiar para o semideus, algo que o excitasse e sua postura, antes desleixada, agora parecia provocá-lo, convocá-lo. Mas a distância entre eles não era para ser rompida. Não naquele instante.

— Você não é a primeira pessoa que me deseja, Will Campbell. E não será a última. Não é o primeiro homem cujo pulso acelera em minha presença, que necessita de meu toque. Que simplesmente precisa sentir meu corpo contra o dele e que a imagem de minha nudez é o suficiente para fazê-lo tremer. — Começou, em um tom tentadoramente baixo e aveludado, com uma aura de luxúria praticamente emanando de seu corpo. Um de seus dedos deslizou por seus lábios e uma de suas sobrancelhas se ergueu. Um tom de alerta surgiu em sua voz quando finalizou: — Mas aqui, nesse instante, eu estou no comando. Então não pense que você pode entrar no meu domínio e achar que pode ser bem sucedido.

E então, tudo aquilo se dissipou e sua aura de natural beleza e sedução foi tudo o que restou, além de um olhar de desafio para o rapaz, deixando claro que seus esforços seriam em vão. Não havia vergonha ou timidez alguma na postura da mentalista enquanto esperava pelo próximo movimento do loiro, pois quando o assunto era sua sexualidade tudo lhe era tão natural e aberto quanto uma simples conversa sobre assuntos banais.

Passivos marotos:
Beleza Estonteante (Nível 1)
Como filhos da deusa da beleza, você é naturalmente belo, sendo tal beleza notável e admirada por todos. Seus olhos têm uma coloração que não se define completamente, sendo intrigantes e como se fossem hipnotizantes; sua voz atrai, seus lábios são provocantes, seu rosto possui uma beleza harmoniosa e o corpo não fica para trás. Tudo em você chama a atenção pela beleza especial que possui, e é praticamente impossível deixar de notá-lo. Não é nenhum efeito hipnótico, contudo - apenas estético.

Luxúria (Nível 5)
O desejo pode ser despertado com pequenos gestos, mas que para o observador são sedutores e provocantes. Você pode despertar esse desejo com um simples olhar, um toque, pela aproximação, de modo que qualquer um deixa de prestar atenção em outras coisas para se focar apenas em você. Não é uma habilidade sobrenatural, indica apenas um conhecimento de como usar seu lado sensual para manipular as pessoas, mas não é charme, magia nem nada do tipo: apenas estudo de comportamento.

Autocontrole (Nível 9)
Suas emoções não podem lhe atrapalhar em momento algum em uma batalha ou momento importante. Você não viverá a mercê delas, você saberá controla-las facilmente podendo manter o foco em uma batalha sem ser influenciado por nenhum sentimento, a menos que seja mais forte que você. Poderes que afetem emoções como charme, medo, fúria e etc terão efeito reduzido, não fazendo efeito se proveniente de inimigos de menor poder. Se forem de nível igual a até 5 níveis acima, 50% de resistência, e de 6 a 10 níveis, 25%. Acima disso, os poderes o afetam normalmente.

Voz Persuasiva (Nível 15) [Modificado]
Falando com jeitinho, com um brilho no olhar e de forma delicada, quem será capaz de dizer “não” a um filho de Afrodite assim? Você nem precisa se esforçar tanto, mas dependendo da “vítima”, pode dar um pouco mais de trabalho. Isso é válido para humanos comuns. No caso de monstros e semideus, não - nesse caso, apenas potencializa efeitos de charme e poderes que dependem da voz para fazer efeito.

Resistência ao Amor (Nível 22) [Modificado]
Você não é facilmente seduzido ou facilmente enganado quando o assunto é amor, ainda que seja qualquer outro semideus de beleza comparável. Poderes envolvendo a beleza do oponente e magias com amor não atingem você se vindos de personagem de nível igual ou menor. Até 10 níveis acima, o efeito é reduzido em 50% e, acima disso, funcionam normalmente.

Fragrância Inebriante (Nível 26) [Modificado]
Você exala um perfume agradável e envolvente que potencializa seus poderes de sedução. A fragrância é de sua escolha e pode variar de um para outro.

Linguagem corporal (Nível 50) [NOVO - idealizado por Sadie Bronwen]
A sedução é um jogo que envolve muitos fatores, dentre eles a capacidade de emitir sinais, e reconhecer aqueles enviados pelo alvo para ver se estão em sintonia. Por isso, a capacidade dos filhos de Afrodite é aprimorada nessa área. Eles reconhecem sinais da linguagem corporal, podendo analisar melhor aqueles ao seu redor. Não é uma premonição e não é certo, mas auxilia - sinais de que a pessoa está descontente, está nervosa, está mentindo ou interessada em algo, etc. O corpo fala, e o filho de Afrodite é capaz de ouvir.



the silent ones are my choir


Catherine Burkhardt
Catherine Burkhardt
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
449

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Dimitri Romanov em Qua 23 Maio 2018, 22:27


Her queendom
Oh, thank’s... wait, what!?

Como se quisesse desafiar todos os limites de impossível, Catherine não só confirmara que podia ler mentes como acabara de tornar-se ainda mais atraente. Sem qualquer mudança visível de postura, sequer se movera, as curvas do corpo da garota deitada de bruços, os cantos dos lábios e mesmo o brilho dos olhos, prenderam o olhar e a mente do garoto de tal modo que quase parara de pensar. De fato, por um momento sentiu como se sua mente estivesse completamente aprisionada naquele lugar, naquela mesa, naquela garota. Sentindo-se compelido a ir até ela, mas de algum modo impedido de fazê-lo, seu corpo ficou tenso. Até que o perfumasse penetrasse suas narinas.

Nesse momento, algo soou errado. Seus olhos e sua pele pareciam ansiar por aquela negra poderosa à frente, mas aquele perfume... Ele nunca se sentira atraído por outro perfume tal qual aquele e, este perfume especificamente, pertencia a uma única pessoa. As palavras de Cath entravam em seu ouvido e a tonalidade aveludada de sua voz eram também uma armadilha de sedução. Em outra circunstância, tudo aquilo seria maravilhoso. Inclusive estar sob o controle da filha de Afrodite, no que quer que ela imaginasse.

No entanto, naquele momento, toda a influência proposital dela pareceu desaparecer. No mesmo momento, a imagem da garota loira sorridente que tocava ukulele, dona do perfume que acabara de sentir, surgiu em sua mente como uma tempestade. Sabendo que aquela semideusa podia ler sua mente, sentiu-se invadido e com muita raiva. Não importava quem estivesse no controle ou a fama que tivesse. Levantando-se, segurando seu cantil, com a respiração ofegante e os músculos ainda tensos da variação intensa de emoções, olhou-a dentro dos olhos.

— Pare. Agora. — Foi o que disse, entredentes.
Dimitri Romanov
Dimitri Romanov
Filhos de HadesAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Catherine Burkhardt em Qui 24 Maio 2018, 16:22


my queendom come
the underdogs are my lions
Ele testara, a desafiara e não gostara do resultado. Ficara com raiva, se sentindo invadido. Tais sentimentos eram compreensíveis e em outra situação, Catherine poderia até mesmo recuar. Porém, não gostava de ter seus poderes desafiados e tão facilmente desprezados, ainda mais vindos de alguém que não possuia metade da experiência que ela.

A filha de Afrodite respirou fundo, seu sorriso se amarelando levemente e com um fluido movimento estava sentada. Ergueu a garrafa até sua boca uma última vez, dando um largo gole de vodca, completamente ignorando o olhar de indignação que ele lançava em sua direção. Quando acabou, fechou a garrafa e pulou da mesa, cambaleando ligeiramente.

Então, focou seu olhar no rosto do filho de Dionísio e, com agilidade, se aproximou dele, parando a poucos centímetros, o bastante para que seu hábito de vodca fosse detectado.

— A curiosidade matou o gato. Você faria bem em se lembrar disso. Eu não lhe fiz mal, porém outros o destruiriam por isso. Ofereci ajuda e você me desafiou. A oferta continua de pé, mas não ouse fazer joguinhos mentais comigo outra vez ou farei do filho do deus da loura um louco. — O tom da fala era manso, a expressão livre de raiva, porém o olhar heterocromático da semideusa brilhava em ameaça. Não brincava com o que dizia.

— Aproveite seu cantil e a solidão. Não terá muita chance de encontrar a última coisa por aqui. — Despediu-se, tocando o rosto dele com a mão livre e dando dois leves tapinhas, talvez com um pouco mais de força do que devia, seus sentidos já distorcidos pela bebida.

Sem esperar por uma reação dele e com um equilíbrio invejável para quem já estava bêbada, deixou o porão e subiu, pensando que agora seria o momento ideal para buscar ajuda médica e remendar seu nariz.



the silent ones are my choir


Catherine Burkhardt
Catherine Burkhardt
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
449

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Dimitri Romanov em Qui 24 Maio 2018, 17:43


Her queendom
...


O filho de Dionísio observou as ações da garota perplexo. Seu corpo tremia, não de frio. Sua mão estava firmemente apertada ao redor de seu cantil. Will sabia que garotas eram complicadas por natureza. Sempre foram. Mas das experiências que tivera até ali, as semideusas conseguiam ser múltiplas vezes piores. Ainda não absorvera completamente a ideia de que ela estivera invisível e de que era capaz de ler pensamentos e aquela louca tomara sua atitude como um desafio. Na verdade, nem passara por sua cabeça a hipótese de que aquilo poderia ser mesmo real.

Aquilo irritava o garoto, não tinha como ser diferente. Ser tão facilmente lido e interpretado não era questão de honra ou de poder, mas mexia com sua dignidade. Mais que isso, a atitude que recebera em resposta o deixava sem reação. Perplexidade somava-se à uma mente em branco. No entanto, que Afrodite fosse amaldiçoada por gerar filhas assim, quando aquela negra maravilhosa virou-se de costas para o garoto e começou a deixar o porão, o estupor acabou e sua mente saiu de zero a cem instantaneamente.

Talvez, só talvez, ele aceitaria que ela tentara ser cuidadosa ao declarar que podia ler mentes, já que poderia nunca ter declarado. As ações dela haviam sido amistosas. Com muita dificuldade Will poderia considerar acreditar que ela lera sua mente apenas por curiosidade. Respirou fundo, olhando para a filha de Afrodite, que saía da sala. Merda, mesmo com raiva não deixava de notar aquela escultura. Poder dos infernos aquele. Desgraçada. Sentia-se extremamente injustiçado, era fato. Mas não podia deixar de se entorpecer com a visão.

Quando ela desapareceu nas escadas, o filho de Dionísio repassou novamente em sua mente tudo que acabara de acontecer. Ela parecia bêbada, talvez aquilo tivesse afetado suas decisões, para o bem ou para o mal. Ou talvez não. Talvez ela fosse mesmo muito orgulhosa. Dizia-se bondosa, por não destruir a mente do rapaz. Mas certamente agia orgulhosamente. Sem saber de onde vinha a coragem ou porquê suas pernas se moveram, correu atrás dela e subiu os degraus até estar poucos passos atrás dela. As próximas palavras o surpreenderam tanto quanto poderiam surpreender quem as recebia:

— Me ensine.

Dimitri Romanov
Dimitri Romanov
Filhos de HadesAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Catherine Burkhardt em Qui 24 Maio 2018, 18:13


my queendom come
the underdogs are my lions

Se Catherine absorveu com desagrado a reação anterior do semideus, essa palavra não bastava para expressar sua resposta. Complicada? Louca? Injustiçado? Arrogante?

Enquanto se afastava, fez questão de acompanhar com ávida atenção o que se passava na mente dele, pois se ela lia sua mente não era por curiosidade. Era por que ela podia. Por que aqueles poderes, aquelas habilidades, faziam parte de quem ela era. Claro, era desconfortável ter alguém por perto que era capaz de identificar até mesmo seus segredos mais sombrios, porém eles eram semideuses que na maior parte das vezes serviam aos deuses, cujo poder era ainda maior e mais invasivo. Se ele estava irritado por sua própria impotência, bom, isso não era problema de Catherine.

Will Campbell a lia como arrogante. Ela, o lia como um tolo. Tolo por tentar justificar suas próprias ações para si mesmo. Se a inglesa era arrogante, também era ele. Pois ele a provocara em busca de uma reação dela, de comprovação de seu poder. E quando teve seu pedido realizado, sentira-se atacado. Podia sentir que ele estava insatisfeito com o sistema, com a interação, mas nada disso importava para a filha de Afrodite. "Em meu tempo, os semideuses eram mais respeitosos com os mais velhos", pensou consigo mesma, ao ouvir a voz dele a chamando, lhe pedindo por ensinamentos.

Ele achava que ela era orgulhosa. Will não fazia ideia do que era o orgulho de uma filha da deusa do amor.

Sem parar sua caminhada, olhou por cima de seu ombro, sua boca franzida em desprazer e uma sobrancelha erguida numa expressão de falsa surpresa. Pensou em Jeff, seu amado primeiro aprendiz e como a relação entre eles fluía com perfeição. Não sabia se o mesmo aconteceria com o Will e, naquele instante, não estava disposta a fazer decisão alguma.

Maybe.


RP Encerrada




the silent ones are my choir

Catherine Burkhardt
Catherine Burkhardt
Mentalistas de Psiquê

Mensagens :
449

Localização :
Londres

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Hécate em Sab 26 Maio 2018, 11:39

Teje coisado!
Hécate
Hécate
DeusesPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
539

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {my Queendom} — RP fechada de Catherine Burkhardt e Will Campbell

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::