Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem por Romulus Nipote em Sex 28 Dez 2018, 07:51


   
FICHA DE RECLAMAÇÃO
— Por qual deus deseja ser reclamado/ qual criatura deseja ser e por quê?

  Desejo ser reclamado por Athena devido o interessante equilíbrio entre físico e mental dela e por ter fatos interessantes para enriquecer uma narrativa.  

   — Perfil do Personagem (Características Físicas e Características Psicológicas - preferencialmente separadas):

   Fisicas:Ron tem cerca de 1,70, cabelos longos e loiros na altura dos ombros, barba curta, olhos cinzas e brilhantes que dão o aspecto dele sempre estar feliz e sonhando alto, tem um corpo magro porem atletico e bronzeado.

Psicologicas:Ron é hiperativo e sempre está se mexendo, normalmente ele é bem amigavel mas pode assumir uma postura agressiva ao ser provocado, quando se depara com qualquer competição ele é competitivo e faz tudo ao alcançe para vencer, como um bom filho de Athena tende a tomar frente nas coisas que faz em grupo e liderar tentando explorar as qualidades de cada um.

   — História do Personagem:

   Cresci em uma família conturbada, meu pai sempre bebia muito e agredia a mim e a minha mãe, porem minha mãe que era uma arquiteta renomada na cidade sempre procurou cuidar de mim, me proteger e me dar a melhor educação possível, na escola apesar do déficit de atenção eu sempre tive facilidade com historia, principalmente mitologia, política e guerras. Todos os problemas dentro de casa me fizeram desde cedo encontrar refúgio nas florestas onde aprendi sobreviver e me cuidar sozinho ganhando grandes habilidades em caça e rastreamento e passei muitos dos meus dias longe de todos. com o passar dos anos as agressões do meu pai feitas com a minha mãe só aumentava e por volta dos 16 anos para liberar toda raiva reprimida em mim entrei para uma escola de boxe e fui me interessando mais e mais até o boxe se tornar mais uma das minhas paixões e eu me tornar destaque nos campeonatos de base, sempre tive uma aura que desestabilizavam meus adversários em combate e tornava fácil a minha vitória(poder de telepatia ainda não descoberto). Uma semana após completar meus 17 anos estava em casa tomando café com minha mãe quando meu pai entra pelas portas dos fundos, ele havia passado a noite fora e chegou bêbado xingando e praguejando e foi pra cima dela como sempre fazia, não poderia deixar aquilo acontecer mais avancei nele antes dele conseguir arremessar a garrafa que carregava na direção da mamãe, começamos uma luta corporal que terminou comigo dando um soco no queixo dele e ele caindo com a nuca na quina de uma escrivaninha, o sangue começou tomar conta de todo chão, eu estava fitando aquilo perplexo e ao olhar para minha mãe ela me disse "e-ele não é seu verdadeiro pai, sua história é muito longa e está apenas no início, fuja para seu verdadeiro destino enquanto ainda há tempo, eu sei que você passará por qualquer provação, eu acredito em você e existem muito mais pessoas que também acreditam e seguem te mantendo seguro. Eu te amo Ron."(Ron na verdade era fruto do amor de sua mãe mortal e Athena. Diferente dos outros deuses Athena se atraia pela beleza mental das pessoas e seus filhos eram gerados além da forma física, sendo assim 17 anos atrás Athena viveu um amor com uma jovem< genial e sonhadora estudante de arquitetura e desse amor surgiu Ron de forma sobrenatural)Saí correndo e não consegui pegar nenhum pertence apenas fui para o único lugar que fazia com que me sentisse seguro, passei alguns dias na floresta e a cada dia sentia um mal cada vez mais próximo e não conseguia entender, achava que naquele ponto as autoridades já estavam me procurando e que minha sensação era apenas intuição. Os dias iam passando e em certo dia notei algo que me chamava atenção em meio ás copas das árvores, era uma ave graciosa e brilhante, tinha um tamanho um pouco maior que uma águia e suas penas eram vermelho escarlate e douradas, quando voava parecia dançar uma música que eu não ouvia mas meu corpo queria entrar no ritmo, segui hipnotizado a ave até ela pousar numa clareira, me aproximei lentamente e ao encostar para toca-la uma pedra enorme passou voando por cima da minha cabeça, a ave se assustou e voou para longe enquanto eu me virava para encarar o...ogro? A criatura que vinha para cima de mim tinha no mínimo 3 metros e era exatamente o que minha mãe descrevia nas histórias que me contava como um ogro, eu tentei recuar mas cai de bunda e me arrastei até o meio das raízes de uma árvore, o monstro se aproximava e não havia mais para onde fugir, ele levantou seu porrete enorme e eu me encolhi até que vuoooshh, uma rajada de fogo como um maçarico gigante atingiu em cheio o rosto do ogro e lançou ele no chão, quando quando consegui olhar para o que havia me salvado vi que era a bela ave que eu tinha seguido até ali mas ela estava ardendo em chamas, antes do monstro verde se levantar do chão comecei correr sem olhar para trás e apenas ouvi ele rugir "ainda arranco a cabeça sua e de sua galinha semideus". Passei os próximos meses fugindo pelas florestas e fazendo rápidos acampamentos sempre seguindo a ave salvadora que não saía mais de perto de mim e sempre voava fazendo com que eu sentisse que ela queria me levar a algum destino, me apróximei dela algumas vezes e fiz uma grande amizade, algo me disse que o nome dela era Ruba, sempre que eu me acomodava em um acampamento começava ouvir rugidos e barulhos de árvores sendo tombadas e tinha que continuar seguindo Ruba para esse destino incerto. Minha fuga terminou após meses no topo de um monte quando enquanto eu corria Ruba se assentou em um pinheiro estranho, ele era enorme e parecia ser a árvore mais cheia de vida que já tinha visto, em um de seus galhos havia algo como um pano ou pelo de carneiro que tinha uma cor dourada reluzente como as penas de Ruba e emanava uma energia fora do comum, quando olhei melhor ao redor puder ver que descendo o monte havia grandes campos de morango e algo parecido com um acampamento de verão, não sei explicar mas na mesma hora senti algo que nunca havia sentido, me senti "em casa".

 

 
   
Percy Jackson RPG BR



   
Romulus Nipote
Romulus Nipote
IndefinidosPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::