sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Ter 11 Jun 2019, 14:48


sharp sword

Kurt não gostava de pessoas sem noção, e daquelas o Acampamento Meio-Sangue estava lotado! Geralmente tentava ignorar algum acontecimento particularmente irritante, mas não daquela vez. Apesar da sua simpatia, o que acontecia na sua frente era tão absurdo que sequer conseguia ignorar. Enquanto alguns ao seu redor riam, outros apenas viravam as costas e fingiam não se importar. Ele faria diferente.

Jonathan, um conhecido filho de Ares por seus comentários ofensivos e ações maldosas, havia acabado de retornar de uma missão com uma espada novinha. Segundo ele, era a mais afiada de todos os cinco continentes. E, claro, ele queria testar aquela teoria. A prole da guerra decidiu brincar com o perigo enquanto praticavam escalada, escolhendo como vítima uma filha de Afrodite que Kurt não conhecia. E agora a menina estava em sérios apuros.


o chamado

— Narre uma introdução coerente com os fatos acima, descrevendo bem seus pensamentos e emoções. Conte um pouco do seu dia antes do momento da escalada, e como decidiu que aquela seria a atividade que você praticaria no momento. Você chegou no local um pouco antes de Jonathan, e por isso ouviu toda a história que ele contou sobre sua espada. Desse modo, conte a sua reação quando ele decidiu que cortaria a corda que segurava a filha de Afrodite;

— Você pode procurar ajuda de outros semideuses para enfrentar Jonathan, mas nenhum deles se disponibilizará. O filho de Ares é mais forte que a maioria deles, e ninguém quer ser seu inimigo. Mesmo não tendo o apoio de nenhum dos campistas, e sabendo que não há tempo o suficiente para chamar Quíron antes que o garoto fuja ou a menina se machuque, você decide agir sozinho;

— Entretanto, você tem uma decisão a fazer: caso você confronte Jonathan primeiro, a filha de Afrodite irá se machucar seriamente; caso você a ajude primeiro, o garoto irá fugir e você não tem garantias de que o encontrará depois. Faça sua escolha. Independente de qual seja ela, você posteriormente terá que lidar com as consequências. Ainda mais: se escolher ajudar a menina, terá que arrumar um jeito de prestar contas com Jonathan depois. Seja criativo.


Condições on-game

Kurt LeBeau, lvl 12, filho de Éolo
Vida: 210/210
Energia: 210/210

— Jonathan Castiére, lvl 15, filho de Ares
Vida: 240/240
Energia: 240/240


Informações adicionais

— Diretrizes: missão one-post interna;

— Local: Acampamento Meio-Sangue;

— Horário: 3PM;

— Clima: Céu ensolarado e sem nenhuma nuvem;

— Poderes, equipamentos e mascotes deverão ser colocados em spoiler ao final do post, para fins de organização. Observações como "poderes até tal nível serão desconsideradas";

— Em caso de dúvida, me contate via mp, facebook, twitter, whatsapp ou até mesmo pelo chatbox. Caso não possua alguma das informações anteriores sobre mim, é só pedir;

— Prazo de postagem: 14:50 do dia 25/06/2019, no horário de Brasília.


Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
796

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Mensagem por Bianca H. Somerhalder em Dom 30 Jun 2019, 16:18

player não postou, portanto será descontado 25% do seu hp/mp.

missão colocada em aberto.
requisitos: estar no acampamento, ter lvl 12 ou menos.
Bianca H. Somerhalder
Bianca H. Somerhalder
Feiticeiras de Circe

Mensagens :
796

Localização :
Los Angeles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Mensagem por Éolo em Seg 01 Jul 2019, 11:35



Atualizado

por Éolo


Éolo
Éolo
DeusesPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
183

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Mensagem por Cooper Daniels em Qua 04 Dez 2019, 13:29

sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue) Cooper10
Sharp Sword

Trying to be a hero


— Chapter 1
Should be just another day...

Eram 15h de um dia muito quente. Cooper tinha tomado um café da manhã saudável bem cedinho, treinado com sua faca na arena, praticado equitação e almoçado de forma ainda mais saudável quando seu relógio apontou a hora certa. Era muito metódico e completamente voltado para um estilo de vida fitness e cheio de boas energias e superação dos próprios desafios. Em outras palavras, Cooper Daniels era um natureba aspirante a crossfiteiro.

Seu descanso após a refeição tinha sido nos campos de morangos e, agora, era hora de treinar novamente. Contudo, um questionamento chato fazia questão de, constantemente, martelar em sua cabeça: com que objetivo treinava tanto se nunca recebia uma missão? Cooper era filho de Deméter, a deusa mais deixada de lado do Acampamento Meio-Sangue. Lendas que corriam pelo mundo mítico costumavam dizer que os filhos de Afrodite eram inúteis narcisistas que nunca ajudavam nas batalhas. Cooper tinha certeza de que só diziam isso porque se esqueciam completamente da existência dos moradores do chalé 4.

Era óbvio que ele discordava daquilo, mas as evidências batiam em sua cara com uma força descomunal: os três filhos de Deméter presentes no acampamento (ele incluído) eram sempre os últimos a serem chamados em todas as brincadeiras; ninguém os levava a sério, nem mesmo quando o assunto era sua esfera de poder; nenhuma garota olhava para ele, e olha que ele era o único filho homem da deusa da agricultura ali presente.

Cooper estava cansado! Então, fazia o possível e o impossível para se fortalecer e manter a mente sã para qualquer eventualidade. Se a oportunidade surgisse, seria um herói, mostraria seu valor e orgulharia sua mãe. Ambicioso, queria fazer o nome de Deméter ser respeitado, bem como o de seus filhos, e lutaria a favor de todos os que precisassem de sua ajuda! Os olhinhos faltavam brilhar como cena de anime quando pensava em suas motivações...

Chegou à parede de escalada, sempre um desafio terrível por causa de seu medo de altura. Mas ele começava a vencer os temores, sabia que não poderia amarelar, se um dia fosse preciso. Assim, alongou-se e começou a se preparar — de forma muito caricata, é preciso salientar — para o exercício da tarde. O chalé de Afrodite estava no local, a fila de espera pelo fim da tarefa ainda era grande, e Cooper usou esse tempo para se aquecer e se concentrar em seu próprio corpo magro (que começava a dar sinais de entrar em forma). Foi quando ouviu a voz de Jonathan B. Richards, o semideus mais asqueroso do chalé de Ares.

—... e é óbvio que eu venci. A luta tava no papo desde o começo!

Cooper rolou os olhos e virou-se de costas para não ser visto pelo grupo que acompanhava o chato. Era sempre estressante, ridículo e doloroso. O filho de Deméter já tinha apanhado algumas vezes de Jonathan, que sempre arrumava uma forma de se safar.

— Quando tempo será que ele consegue ficar sem fazer um comentário preconceituoso? — Cooper cochichou baixinho consigo mesmo, já prevendo as falas maldosas que o filho de Ares sempre dava um jeito de fazer.

—... e aí ele teve que reconhecer minha superioridade e eu peguei a espada. Claro, não poderia ser diferente mesmo. Aquele viadinho não merecia a arma mais afiada do mundo.

— Uau, menos de 15 segundos! Temos um novo recorde, senhoras e senhores! — Exclamou Cooper, ainda em voz baixa, mas não tanto que ficasse inaudível dessa vez.

— ROCK LEE! É você que tá aí, seu nerd? — Cooper suspirou fundo e fingiu não ter ouvido. Não queria confusão, só treinar e seguir sua vida. Mas era de Jonathan B. Richards que se tratava e aquele pedaço de esterco nunca deixava ninguém em paz. Aproximou-se. — Não está me ignorando, está, Rock Lee? O que foi? Tá esperando sua vez de mostrar o brilho da juventude enquanto passa vergonha na escalada?

Os amigos e meios-irmãos de Jonathan desataram a rir, mas Cooper não tinha entendido nada do que o outro dissera. Referências claramente não eram seu forte e isso só era mais um motivo para servir de chacota aos outros. Pelo que podia imaginar, o tal de Rock Lee deveria ser algum magrelo nerd e desengonçado que vivia passando vergonha por onde andava.

— Quer saber, cara? Nem vou esquentar com você hoje. Eu tenho a melhor e mais afiada espada do mundo nas minhas mãos. Não preciso perder meu tempo com um mariquinha feito você.

O valentão se afastou e Cooper nem conseguiu acreditar em sua sorte. Tudo bem que Jonathan provavelmente tinha roubado a tal espada de algum pobre coitado lá fora do acampamento, mas o filho de Deméter nunca tinha se sentido tão grato. Seus problemas, porém, estavam longe de acabar. Especialmente porque, agora, a cria de Ares anunciava que pretendia testar sua nova aquisição e a ideia não era nem um pouquinho boa.


— Chapter 2
... but a bully decided to make plans!

A única filha de Afrodite fora do "padrãozinho" estava prestes a começar a subir pela parede. Era uma novata, Cooper se lembrou, foi a primeira vez que a viu de perto. Jonathan se gabava de sua arma e dizia que precisava encontrar alguma forma de estreá-la. Segundo ele, tinha que ser em uma atuação magnífica. Não foi surpresa quando Cooper o ouviu começar a falar da tal menina, Juliet Booth, que ele só conhecia de vista.

Entenda que Juliet tinha a fama de ser muito inteligente e uma graça de menina. Sua beleza era diferente, com certa fofura e valentia, nada daquelas coisas que parecem artificiais ou de carisma forçado. Mas Jonathan era do tipo que só valorizava as garotas mais atléticas, magrelas e cabeças de vento que poderia encontrar. Então, ela era motivo de chacota. Para Cooper, isso era ridículo! Juliet claramente era a mais bonita das filhas de Afrodite ali presentes.

Porém, as palavras de Jonathan não se prenderam apenas às chatices usuais. Dessa vez, o filho de Ares decidira que cortaria a corda que segurasse Juliet para vê-la, segundo ele, "se esborrachar no chão e ensinar o pato a virar cisne". Não dava para acreditar naquilo! Como era possível que alguém pudesse ser tão maldoso? Juliet estava em perigo e ninguém mais parecia ter ouvido as palavras do valentão, exceto Cooper. Ele precisaria fazer alguma coisa e a primeira atitude que pensou em tomar foi pedir ajuda aos semideuses que estavam por ali.

— Oi, seu nome é Christian, né? — Um garoto se virou na direção de Cooper e assentiu. — Jonathan vai aprontar algo perigoso...

— Ele sempre apronta algo perigoso. Você é o garoto de Deméter, né? Olha, fica fora do caminho dele, tá? É o melhor que você faz.

— Eu sei, mas é que eu preciso da sua ajuda! Ele pretende...

— Olha, cara, desculpa, mas eu não quero saber. Quanto menos eu me meter com esse cara, melhor.

Cooper ficou boquiaberto. Nem conseguira dizer o que iria acontecer! Claramente, Christian não tinha a menor intenção de ajudar e ele não poderia perder mais tempo com uma causa perdida. Precisava encontrar outra pessoa que aceitasse ajudá-lo. Eu deveria procurar o Quíron, mas, até eu conseguir encontrar, Juliet já terá se machucado, pensou, esfregando as mãos no rosto e coçando a cabeça, como sempre fazia quando ficava nervoso.

Falando em Juliet, ela já estava toda equipada e começava a escalar as primeiras agarras escorregadias, que simulavam pedras molhadas, tropeçando a todo momento. Cooper olhou disfarçadamente na direção de Jonathan e percebeu que ele calculava qual seria o melhor momento para cortar a corda e sair correndo, impune como sempre. O filho de Deméter tentou pedir ajuda a outros colegas, mas ninguém aceitava. Bastava dizer o nome de Jonathan e todos se recusavam até a ouvir o resto da história, de modo que era impossível contar que Juliet estava em perigo. Claro que Cooper poderia ter mudado a abordagem, mas, no desespero, ele se enrolou todo e acabou não conseguindo nada.

Juliet já estava a uma altura perigosa e ele precisaria agir, não havia mais tempo. Nesse momento, foi como se o mundo ficasse em câmera lenta e ele enxergasse dois caminhos possíveis, como naqueles jogos de escolha. O que ele decidisse ali poderia afetar o futuro de forma terrível ou resolver tudo. A primeira opção era enfrentar Jonathan diretamente, impedi-lo. A segunda era ficar perto de Juliet para ajudá-la quando o momento chegasse. Cooper estava completamente tentado a brigar com Jonathan, mas demorou demais a escolher.


— Chapter 3
Ok, being a hero hurts. A lot!

Jonathan sacou a espada supostamente mais afiada do mundo e, longe dos olhares de todos os outros campistas ali presentes, caminhou em direção ao local que mantinha a corda presa e segura. Cooper percebeu que não haveria tempo para enfrentar o valentão e disparou para perto da parede de escalada, encontrando certa resistência dos que ainda estavam na fila, como se ele estivesse tentando passar na frente para treinar primeiro ou qualquer coisa do tipo.

Atento, olhava para Juliet no momento em que a corda foi cortada. No primeiro tropeço, a menina sentiu que não tinha mais a segurança do equipamento e se desesperou, despencando de uma altura de mais ou menos quatro metros. Cooper não teve ideia de onde tirou coragem, força, heroísmo ou o que quer que o tenha feito segurar Juliet se forma tão precisa. Quando a filha de Afrodite abriu os olhos, outrora fortemente fechados pelo medo do impacto contra o solo, viu que estava a salvo, completamente segura nos braços daquele semideus nerd desconhecido.

Cooper, por sua vez, olhava diretamente na direção de Jonathan, que encarava incrédulo o que o filho de Deméter tinha feito. A situação logo atrairia também o olhar dos meios-irmãos de Juliet e o herdeiro de Ares disparou floresta adentro para fugir antes que fosse tarde demais e acabasse descoberto por muita gente. Dar conta de Cooper seria fácil, problema seria encarar um chalé inteiro. Enquanto ele fugia, Cooper ajudava Juliet a se sentar e respirar fundo novamente.

— Daniels... — chamou Christian — era disso que voc...

— Depois, Christian. Tenho algo a resolver agora.

Vendo Juliet bem assistida pelos meios-irmãos, Cooper correu pela mesma direção que Jonathan escolhera para fugir. Estava decidido a não deixar o valentão escapar e o encontrou sozinho em uma clareira. Seus parceiros de maldade tinham-se espalhado na fuga e o covarde estava sozinho, mas isso não o fazia menos perigoso.

— Ah, que bom! Nem precisei ir atrás de você pra dar o castigo que merece! Quem você pensa que é para se meter nos meus assuntos, seu nerd?

— Quem eu penso que eu sou? Ela poderia ter se machucado feio, Jonathan! Poderia ter morrido! Tem ideia do que fez?

— Se ela morresse com uma quedinha daquelas, seria um alívio para os semideuses! Ninguém precisa de alguém tão fraco assim!

— O que ninguém precisa é de um covarde feito você, seu babaca!

Cooper avançou para cima do filho de Ares sem pensar em consequências. Jonathan, conhecendo bem seu potencial de briga, nem se deu ao trabalho de sacar a tal espada mais afiada do mundo e se preparou para receber o nerd com seu punho direito fechado e pronto. Cooper não soube se deu de cara no soco do oponente ou se o oponente buscou seu rosto com o soco. Caiu dolorosamente no chão e começou a sentir as dores das porradas no nariz, queixo, peito, abdome... Depois daquela "luta", provavelmente sentiria como se um caminhão tivesse passado por cima de seu corpo. Ainda assim, não parava de espernear para todo lado a fim de acertar o rival.

A humilhação acabou quando um grupo de sátiros armados até os dentes apareceu com Quíron em seu encalço. O centauro puxou Jonathan pela parte de trás da camisa, suspendendo-o no ar, e revelou que os sátiros viram tudo o que tinha acontecido. O valentão foi levado sob as mais pesadas broncas e logo receberia a punição devida por seu intento. Cooper, por sua vez, foi carregado pelos sátiros e levado à enfermaria do acampamento para ser tratado dos traumas que sofrera.

Cooper ficou desacordado por um dia inteiro. Não viu que Juliet esteve lá para agradecê-lo e perdeu o primeiro dia da humilhação pública que Jonathan passaria pelo que fez. Mas do que ter aprontado uma confusão, o filho de Ares tinha colocado a vida de uma campista em risco. Sua influência tinha acabado completamente e nem mesmo seus parceiros usuais queriam ser vistos com ele. Fora o início uma grande mudança para o cenário do acampamento e muita coisa ainda iria acontecer na vida dos envolvidos naquele caso.

~*~

.:: narração :: falas :: pensamentos :: falas de outros ::.

Cooper Daniels
Cooper Daniels
Filhos de DeméterAcampamento Meio-Sangue

Mensagens :
8

Localização :
Chalé de Deméter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Mensagem por Melinoe em Sex 06 Dez 2019, 01:32


avaliação

Olá, Cooper. Você escreve bem, obviamente, e eu realmente gostei como a personalidade do seu personagem foge do padrão... ele não é um típico herói, e parece ter problemas como qualquer outra pessoa comum. É bastante criativo e caricato, o que prende a atenção do leitor durante todo o texto.

Os problemas que encontrei aqui foram bem relevantes: primeiramente, queria ressaltar que no post inicial estava escrito que o filho de Ares se chamava Jonathan Castiére; enquanto isso, você o nomeou como Jonathan B. Richards, o que é um pequeno deslize na coerência. Além disso, outra coisa que me incomodou foi como você salvou a filha de Afrodite: seu personagem não é particularmente forte, e quatro metros é uma altura considerável para que ela estivesse caindo com força. Desse modo, não é tão coerente que Cooper a pegue nos braços sem nenhuma dificuldade ou sem cair junto.

Tirando isso, foi tudo perfeito! Parabéns!


Resultado

— Coerência: 40 de 50 possíveis
— Coesão, estrutura e fluidez: 25 de 25 possíveis
— Objetividade e adequação à proposta: 15 de 15 possíveis
— Organização e ortografia: 10 de 10 possíveis

Total: 90 pontos (multiplicador = 3): 270 pontos de experiência + 27 dracmas + item

❊ {Bravery}/ Colar [Um colar com corrente fina de prata, possuindo como pingente um pequeno cristal vermelho. Duas vezes por missão, o portador do item é capaz de utilizá-lo para ganhar coragem e se sentir mais confiante, podendo enfrentar os obstáculos mais facilmente. Para efeitos de resistência, o colar concede 20% de resistência a poderes relacionados ao medo. Quando em uso, o cristal emite um brilho fraco e quente.] {Prata e cristal} (Nível mínimo: 2) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: missão "sharp sword", avaliada e atualizada por Melinoe.]

Descontos

Vida: -10 HP
Energia: -10 MP


ATUALIZADO


Melinoe
Melinoe
AdministradoresPercy Jackson RPG BR

Mensagens :
271

Localização :
Tártaro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sharp sword — MOPI aberta (≤ level 12 / acampamento meio-sangue)

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::