Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Chalé 22 [Eos]

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Chalé 22 [Eos]

Mensagem por 037-ExStaff em Sex 25 Mar 2011, 15:25

Relembrando a primeira mensagem :





O chalé 29 ganha uma luz peculiar quando o sol nasce. Sua maior janela, decorada com mosaicos, fica a leste, claro, para que o interior do chalé tenha um brilho encantado nesse momento especial.




O chalé é da cor crepúsculo (sim, pode ser uma cor), não aparenta ser muito grande, tem um telhado leve, com pouca inclinação de tijolos vermelhos, de forma que reflete a luz do sol a qualquer momento. Tem poucas janelas, sendo que a maior é decorada. A porta de entrada é alta, no topo, em alto relevo, uma imagem de Eos e nas bordas da porta, também em alto relevo, raios solares e flores.




Três sofás largos circundam uma mesinha, na qual há um vaso decorativo de lírios encantados por Eos para se manterem sempre perfeitos. No espaço que faltaria um sofá para circundar a mesinha, há uma estante com alguns livros em grego antigo e espaço para os livros que os filhos de Eos quiserem acrescentar. Ainda na sala, há também um pequeno rack para que os filhos de Eos coloquem seus artigos comuns ou decorativos que quiserem acrescentar.







À esquerda da sala há uma porta que leva ao quarto. Do lado direito, o masculino, com camas únicas e lençóis azul-claros. Do lado esquerdo, o feminino, camas únicas também, nenhuma beliche, lençóis rosa-claros. Ao pé de cada cama, um baú para que os filhos de Eos guardem suas coisas. Ao fundo do quarto, uma porta leva ao banheiro.








À esquerda da porta principal, do lado de dentro, há um recado para os filhos de Eos, da própria deusa, em uma placa de bronze, pendurada à parede:













Claire Louise Battenberg





Scott D. Blaine


037-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
204

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Claire Louise Battenberg em Seg 06 Jun 2011, 19:39

Meu irmão me cumprimenta e me dá um beijo no rosto, sorrio para ele e digo:

-É um prazer imenso te conhecer também Matt, não quero soar mal educada mas estou realmente cansada e acho que vou me deitar.Foi bom te conhecer irmão.

Sorrio e me afasto em direção da minha cama, após alguns minutos pensando acabo por adormecendo.
Claire Louise Battenberg
avatar
Indefinido
Mensagens :
76

Localização :
Chalé 29-Eos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Convidad em Ter 07 Jun 2011, 06:24



Eu simplesmente amava o chalé, era difícil pensar que logo teria que sair dele... Olhei para o recém chegado e o cumprimentei+

- Oi Matt, eu sou a Lianna - me levantei do sofá e fui dar um abraço em meu novo irmão.

Convidad

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Mathew S. Evans em Qua 08 Jun 2011, 12:57

Após cumprimentar minha nova irmã Claire,logo vejo uma doce garotinha sentada no sofa,que se levanta e vem ao meu encontro me abraçar.
-Ola Lianna-eu disse,observando uma caracteristica comum a nos dois: O tom âmbar nos olhos;mas foi ai que eu notei que esta caracteristica não era exclusividade minha e de Lianna,mas sim de todos os meus novos irmãos.
Mathew S. Evans
avatar
Indefinido
Mensagens :
26

Localização :
Chalé 29 -Eos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Claire Louise Battenberg em Qui 09 Jun 2011, 12:24

Retornei ao chalé sorrindo, o que chegava a ser um pouco bobo de minha parte, estava frio no Acampamento e o único lugar que pensava em ficar era o chalé 29.
Entrei e percebi alguns irmãos e acenei com a cabeça para os mesmos, me sentei em um sofá e fiquei ouvindo músicas no iPod nano.
Claire Louise Battenberg
avatar
Indefinido
Mensagens :
76

Localização :
Chalé 29-Eos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Mathew S. Evans em Qui 09 Jun 2011, 22:20

Após perceber a entrada de minha irmã,fui até a janela pra poder ver o céu,mas foi neste momento que a saudade de casa caiu sobre mim ,saudade da minha família,amigos que sempre estavam comigo neste dia tão importante : meu aniversário. Neste momento a solidão se abateu sobre mim e o melhor a fazer pensei era ir dormir,mas antes de me deitar olhei para um espelho que guardava em meu bolso e disse: "PARABÉNS MATT,FICANDO MAIS VELHO HOJE",rindo da minha idiotice ,me deitei e rapidamente o sono chegou..
Mathew S. Evans
avatar
Indefinido
Mensagens :
26

Localização :
Chalé 29 -Eos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Will H. Carter em Sab 11 Jun 2011, 20:00



Volto ao chalé depois de uma cansativa missão, mas pelo menos uma na qual tive sucesso. Ao chegar, me deparo com um novo semideus no chalé do amanhecer.

- E aí, mano - digo sorrindo ao meu novo irmão - Sou Will. Me chame quando precisar de algo.

Dei um beijo em minhas irmãs e fui me deitar, estava realmente cansado.

Will H. Carter
avatar
Menestréis
Mensagens :
42

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Dianna Agron em Qui 23 Jun 2011, 14:35

Eu chego com todas as minhas malas e adentro o meu chalé. Passo a grande porta e chego a sala. A primeira coisa que vi foi os lírios, em uma mesinha super fofa. O lugar era perfeito. Logo percebi uma placa com a carta de minha mãe, com água nos olhos me direciono ao quarto feminino, onde deixo minhas coisas na cama escolhida.

- Obrigado mãe, por ter me reclamado, peço sua benção em minhas missões. - digo orando á minha mãe.
Dianna Agron
avatar
Indefinido
Mensagens :
20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Blood em Sab 25 Jun 2011, 13:37

Eu chego ao chale 29 com meus pertences, sem nenhuma tecnologia mortal, eu suspiro com pouca energia, passei uma ano aqui nesse acampamento depois que meu pai morreu num ataque muito ruim, o tumulto que sempre foi o chale 11 agora não existia mais, ontem tinha completado meus treze anos e ao amanhecer deixei metade dos campistas cegos, um sinal bom de que era minha querida mãe imortal, eu entrei no chale e li uma carta,sorri feliz e fui andando sem olhar para nenhum canto ate o dormitório masculino pegando uma cama que não era usada, esse lugar me dava a energia.
Sai depressa do quarto e parei na sala, pouco a pouco fui vendo alguns acréscimos que não estriam ali se não fosse o gosto de cada campista, flores, um quadro de fotos, livros deixados ao acaso e objetos como flautas que eram usadas ao amanhecer, sim eu lembrava de acordar no chale onze e ouvir essa melodia matutina vindo de algum chale, ficava animado mas não sabia bem porque, os sinais de que eu era filho de Eos agora eram mais claros.
Eu sorri entusiasmado e me sentei em uma poltrona ao lado da estante, peguei um livro aleatório e li o grego comum, passei um bom tempo ali lendo ate que percebi as luzes incomuns, um vitral com imagens que mudavam de forma estava totalmente iluminado primeiro era Eos em seu explendor, depois um galo cantando e depois uma pessoa, não eu não podia acreditar era sim meu pai, deixei o livro cair e corri para meu quarto sentando em mina cama envolvendo os joelhos com minhas mãos, era um trauma rever meu pai assim, eu tombei par ao travesseiro e olhei para o teto por um longo tempo, fitando o nada, levei um tempo pra me concentrar no ambiente, o cheiro de lírios que estavam na sala, e de variadas flores, eu me levantei e percebi que estava verdadeiramente vazio.
Eu andei devagar pelo chale ate que vi meus irmãos e irmas nas suas atividades, era um lugar bom, eu sou filho de Eos.
Blood
avatar
Indefinido
Mensagens :
2

Localização :
Acampamento Meio Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por 037-ExStaff em Dom 10 Jul 2011, 15:03

037-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
204

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por RenanSDS em Seg 11 Jul 2011, 19:08

Chego ao chalé depois de um intenso treinamento contra um campista, meus ferimentos tinham sido superficiais mas mesmo assim fui me previnir, por isso procurei um curandeiro que me curou de bom grado, passei na biblioteca e peguei uns livros emprestados sobre luta com espadas e escudos e monstros, guardei-os na estante da sala e tomei um banho, sai do banho e peguei um dos livros que trouxe, deitei-me e decidi passar o resto do dia no chalé, aliás um lugar assim tão confortavel e belo não se deve inutilizar.
RenanSDS
avatar
Indefinido
Mensagens :
10

Localização :
Algum lugar a esperar o amanhecer

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Will H. Carter em Sex 15 Jul 2011, 22:06


-- Oi mano! - digo me sentando na cama ao ver que tínhamos um recém-chegado.


Levantei-me da cama preguiçosamente e fui cumprimentá-lo com um aperto de mão.

-- Bem vindo ao chalé do amanhecer. Eu sou Will, conte comigo quando precisar, mano.
Will H. Carter
avatar
Menestréis
Mensagens :
42

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Scott D. Blaine em Dom 17 Jul 2011, 19:06

Após o meu retorno, encontro com os meus outros irmãos e digo - Olá pessoas! Quanto mais gente na família melhor!
Sorrindo me deito em minha cama e olho os meus outros irmãos.
Scott D. Blaine
avatar
Indefinido
Mensagens :
20

Localização :
Acampamento'

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Alie H. York em Qua 12 Out 2011, 11:29

Era uma manhã tranquila e sem nada de muito incomum no Acampamento. A não pelo fato de que eu havia sido reclamada, e os deuses sabiam o quanto eu estava feliz e animada por causa disso. Claro, havia um clima ruim no ar. A guerra ainda não havia acabado, e tinha um clima péssimo no ar. A maior parte dos campistas antigos e mais poderosos havia ido para Manhattan defender o Olimpo, e não sabíamos quantos deles voltariam vivos. Eu rezava por eles, todo dia, ao amanhecer. Pedia para que a minha mãe os ajudasse, ainda que eu não soubesse quem ela era. Eu havia conversado com poucos deles, afinal, quem daria atenção há uma simples indeterminada? Mas tudo bem, eu não me ressentia. Não me magoava fácil. Nunca demonstrava tristeza. Nunca tinha ciúmes ou inveja, ou desejo. Eu gostava do apelido que a minha prima, por parte mortal, havia me dado; Sunshine. Porque ela dizia que eu sempre era assim, "aconchegante e energizante como o primeiro raio de sol da manhã". Ela era a única pessoa da minha família que eu não precisaria sentir falta. Ela era uma filha de Quione, a deusa da neve e morava no Acampamento. Tinha um chalé lindo e irmãos lindos, e eu adorava passar manhãs ao lado dela, apesar do gênio frio, irritado e as vezes até mesmo psicopático dela.
Enfim, eu estava completamente feliz. Eu tinha uma mãe, estava na porta do meu chalé lindo, com os meus irmãos lindos me esperando lá dentro, provavelmente eu conseguiria uma missão logo, eu ainda tinha a minha prima, e... Bom, já deu pra entender um pouco.
Aspirei profundamente antes de abrir a porta do meu novo chalé, pensando: “Aqui é aonde minha nova vida começa”. Abri a porta delicadamente, havia alguns dos meus irmãos lá dentro, sorri para eles, cumprimentando-os:
- Olá – acenei – Sou nova por aqui, fui reclamada hoje, ao amanhecer...
Não pude deixar de notar como Eos tinha poucos filhos, mas tudo bem, assim eu não teria tantos nomes para lembrar e teria um pouco mais de espaço. Sentei num sofá, colocando as minhas malas ao meu lado, esperando algum de meus irmãos me responder.
Alie H. York
avatar
Indefinido
Mensagens :
3

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Will H. Carter em Qua 12 Out 2011, 11:41

Era super comum que o chalé do amanhecer fosse o primeiro a acordar e se manifestar, e aquilo nunca seria diferente. Era peculiar, bastava amanhecer e nossos olhos claros estavam se abrindo.


A manhã, sempre tranquila e o melhor momento para nós, às vezes deixava o chalé vazio, pois meus irmãos gostavam de treinar naquele horário. Eu havia ficado realmente sozinho no chalé, eu estava tentando arrumar a prateleira de livros que quase caíra em Claire ontem quando ela tentou alcançar um livro, e ouvi a porta se abrir. Supus que fosse um dos meus irmãos voltando, mas era um rosto que eu não conhecia.

Oi - ela disse acenando - sou nova aqui, fui reclamada hoje, ao amanhecer.


Sorri para ela e fui lhe dar um abraço receptivo.

Claro que foi, todos aqui são reclamados de manhã - eu disse a ela rindo ▬ Sou Will, quer ajuda com as malas?

Ela assentiu e peguei suas malas levando para a cama de sua escolha.
Will H. Carter
avatar
Menestréis
Mensagens :
42

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Cody Schuester em Qua 19 Out 2011, 19:18

Um jovem garoto, que por sinal parecia estar meio perdido, finalmente encontra o Chalé 29. Com seus lindos olhos cor de âmbar, ele olha de ponta a ponta o chalé, e sinceramente o acha lindo.

"Acho que é aqui"

O rapaz, como os outros, também era filho de Eos. E era sua primeira vez no acampamento meio-sangue.

"Espero que as pessoas que moram aqui sejam legais"

Cody então finalmente entra no Chalé. O garoto, como sempre um pouco timido, entra no local com a cabeça baixa e tenta ir direto para o lado masculino. Logo ele encontra uma cama vazia. Ele coloca sua bolsa ,que carregava roupas e alguns pertences, por cima do lençou azul-bebe e se senta na cama. Esperando que alguem inicie uma conversa, ou que aconteça algo emocionante.
Cody Schuester
avatar
Indefinido
Mensagens :
2

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Bernard Owyer-Prawse em Sab 12 Nov 2011, 15:58

Finalmente um
Lar doce Lar
| Chalé de Eos - 29 || Posts totais - 001 || Post #001|


Meu pai vivia sozinho comigo. Apesar de eu achar ele meio maluco, logo descobriria que ele não era tão anormal quanto eu. Uns hábitos esquisitos como idolatrar o amanhecer e sempre tentar fazer tudo durante esse período, não ajudavam muito quando tentavam provar a sanidade dele. Além dos problemas paternos, minha vida nunca fora fácil. Aos 4 anos, um primo de um olho só tentou pisar em mim. Aos 6, uma babá (pelo que eu me lembrava, muito linda) me afogou na pia. Uns policiais com "pés de cobra" me visitaram no último verão. Isso sendo uma versão bem resumida dos acontecimentos.

Vocês não sabem qual é a sua surpresa ao descobrir que um ciclope valentão está no seu colégio e quer te matar. Melhor. Vocês não sabem qual é a surpresa ao descobrir que um sátiro e um meio-sangue estão na sua escola para tentar te proteger. Ou melhor ainda. Vocês não sabem qual é a surpresa ao descobrir a destruição que eles podem fazer quando se juntam. Felizmente, os "protetores" conseguiram mandar aquela criatura para o Tártaro, com uma pequena ajuda minha, obrigado.

Mas a melhor surpresa de todas é descobrir que você é um meio-sangue, filho de Eos. A Deusa do Amanhecer. Isso pelo menos explicava a paranoia de meu pai com o amanhecer. Logo que me avisaram sobre filho de deusa, me colocaram dentro de um Cadillac e fomos para a estrada. No caminho, uma longa explicação sobre meu novo mundo (Apesar de mim não ter prestado muita atenção). Chegamos ao tal "Acampamento Meio-Sangue" e como era hora do jantar, fui ao refeitório.

Uma situação, no mínimo tensa. Parece que não havia muitos filhos de Eos. Um estranhamento ocorreu entre mim e os meio-sangues ali presentes. Felizmente, meu sátiro fez as apresentações. Alguns me deram "Oi", outros ficaram surpresos e outros só viraram a cara. Fiz de tudo para jantar rapidamente e dei uma desculpa que estava com sono. Sai do refeitório a passos largos. Fiz um tour com o sátiro e fui para a ala dos chalés.

Passei, chalé por chalé, observando os detalhes de cada um. É incrível que todos aqueles deuses realmente existiam. Todas aquelas forças de poder. Até que cheguei num chalé especial. 29. Eos. Minha mãe. Suspirei e como não tinha malas, entrei sem nada na mão. Por fora um chalé lindo. Por dentro, maravilhoso. Se fosse tentar descrevê-lo, tenho certeza que acabaria me perdendo. Devo ter aberto a boca, mas não me lembro direito. Uma sensação de conforto me atingiu. Senti como se eu realmente tivesse achado um lugar no mundo.

Uma sala decorada foi a primeira coisa que vi. Como a primeira impressão é a que fica, acho que adorei esse lugar. Uma porta a esquerda despertou minha curiosidade. A abri. Somente camas únicas, nada de beliches. Ao pé de cada cama, um baú. Do lado esquerdo, lençóis rosa-claros. Provavelmente o lado feminino. Pelo menos eu não gostaria de dormir numa cama com lençóis rosas. Já do lado direito, lençóis azul-claros. É, acho que prefiro o lado direito. O dormitório estava vazio. Também, todos a essa hora deveriam estar em volta da fogueira.

Escolhi uma cama, mais ao fundo e me sentei nela. Dei uma olhada para o baú. Me senti um pouco triste, porque queria ter alguma coisa para guardar ali. Sem saber porque, abri o baú. Para minha surpresa, dentro dele havia duas coisas. Uma espada de um material que parecia prata. Seu punhal tinha uma cabeça de galo, o animal sagrado de minha mãe. Um escudo com uma imagem de sol nascente também estava ali. O peguei e ele se transformou num bracelete que deveria ser feito de ouro e prata.

Um sorri largo se formou em meu rosto. A espada parecia uma extensão de meu braço. O escudo, uma defesa perfeita. Talvez pela primeira vez no dia, fiquei feliz. Minha mãe me deu dois presentes. Duas armas. Com essas duas armas, lutaria e faria minha mãe se orgulhar de mim. Os guardei de volta no baú. E deitei na cama. E, como num milagre, dormi.
Bernard Owyer-Prawse
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Cecília M. Dawn em Dom 11 Dez 2011, 19:10

Entrei no meu chalé. Ter descobrido minha mãe havia me deixado radiante!Bati minha bengala no chão, e perguntei a alguém onde era o dormitório feminino. Ela me mostruo, e eu fui em direção ao lugar. Procurei uma cama vazia, e achei. Guardei minhas roupas, já me sentindo em casa.
“Obrigada mãe!!" agradeci mentalmente, me deitando na cama. Em seguida, me levantei. Dei algumas voltas em torno de mim mesma, e troquei de roupa, pondo uma calça jeans e uma camiseta azul clara. Lamentei não poder ver como era o lugar, mas simplesmente saí do lugar, querendo explorar o acampamento.

Cecília M. Dawn
avatar
Indefinido
Mensagens :
35

Localização :
Em todo lugar onde haja uma flor para cheirar, um canto de passarinho para ouvir, ou uma água corrente para sentir.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Bernard Owyer-Prawse em Seg 12 Dez 2011, 09:54

Uma nova irmã
| Chalé de Eos - 29 |
| Martin Gillian Perth Joyner | Filho de Eos |
| Cecília M. Dawn | Filha de Eos |



Após um longo dia, volto ao chalé. A alvorada já se fora. Mas eu ainda me sentia totalmente bem. Passando pelos chalés, procurava detalhes e detalhes em cada um. Cada um tinha alguma coisa que o diferenciava dos demais. Mas de todos, o que mais me chamava a atenção, era o de Eos. Minha mãe havia caprichado, havia feito um ótimo trabalho. Eram umas 14 horas. O chalé não tinha aquele "esplendor natural" que tinha, durante o amanhecer. Mas ainda era o mais lindo de todos.

Depois de chalés, chalés e mais chalés entrarem em meu campo de visão, parei na frente do meu. Meu lar doce lar. Minha casa, durante tempo ainda não definido. Mas o tempo não era algo com o qual eu me preocupava. Vivia dia por dia, só pensando no próximo olhar que daria a minha mãe. Pisquei os olhos, acordando de meus devaneios. Subi alguns degraus e me surpreendi quando encontrei com uma garota. Batemos um de frente para o outro. Me desculpando, a peguei pela mão, a levantando. Percebi que usava uma bengala. Certamente, era uma nova irmã, a qual, eu esperava que não tivesse uma má impressão de mim. - Desculpe-me! Sou meio desastrado. Bom, olá cara irmã. Sou Martin. Espero que tenha gostado do chalé. Pelo menos eu adoro. Bom, não tomarei mais do seu tempo. Ah, e espero que tenha recebido as boas-vindas. No momento, não temos um monitor, mas nossos outros irmãos são bem receptivos. - falei, tentando estabelecer algum diálogo. Ligando os pontos, percebi que sofria de cegueira. Tateava, com a bengala, o chão.

Despedi-me e entrei no chalé. Meus meio-irmãos eram minha família e eu os ajudaria no que fosse preciso, mesmo que tal tarefa não fosse de responsabilidade minha. Com a calma envolvida no quarto, deitei em minha cama e tirei um cochilo que eu precisava. Dormi feito um anjo, ainda que sonhos um tanto reais me perturbassem de vez em quando.
Bernard Owyer-Prawse
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Cecília M. Dawn em Seg 12 Dez 2011, 13:27

Enquanto descia os degraus, acabei batendo de frente com um garoto. Provavelmente, era meu irmão. Ele me ajudou a levantar, e eu dei um pequeno sorriso, enquanto pegava minha bengala do chão. Ele me deu boas vindas, e falou algo sobre ser desastrado.
- Não se preocupe, a culpa deve ter sido minha. Ás vezes acabo tropeçando nas coisas por causa de meus olhos. Mas está tudo bem. Sou Cecília. Não recebi boas vindas, então é ótimo que alguém me dê. É bom me sentir em casa. - Eu disse, dando um sorriso maior ainda. Então, percebi que o menino saiu, e fui também embora.

Cecília M. Dawn
avatar
Indefinido
Mensagens :
35

Localização :
Em todo lugar onde haja uma flor para cheirar, um canto de passarinho para ouvir, ou uma água corrente para sentir.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Lea A. Evans em Sab 10 Mar 2012, 12:36





Chalé de Eos









A única coisa que estava comigo era minha bolsa, mas ela não seria de um uso satisfatório. Eu só tinha um caderno, canetas, meu celular e minha carteira. Ótimo, pensei, o shopping dos monstros deve estar aberto a visitações.
Entrei um tanto quanto tímida no chalé de minha mãe. Já era difícil ir a uma escola onde todos te rotulam de esquisita, mas com irmãos deve ser mais fácil, já que sempre fui sozinha. Sentei sobre uma cama ao lado da janela, que refletia a luz da manhã e acalmava meus humores.
Guardei a bolsa no canto e me deitei, fechando os olhos para descansar.





10/03 & 002


com: irmãos tempo: ensolarado roupas: aqui credits: - Rafah @ Ops





Lea A. Evans
avatar
Indefinido
Mensagens :
5

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Violet Rossendorf Grace em Qua 11 Jul 2012, 20:20

Entrei no chale de eos e fiquei impressionada com a quantidade de irmãos que tinha lá. Daí eu fui ate minha cama e fiquei lendo e esperando até que alguém viesse falar comigo.

Como ninguém pareceu ter me visto acabei dormindo.

Quando eu acordei ainda não tinha ninguem que quisesse vir falar comigo! Então fui até os campos de morango pois é a minha fruta favorita...
Violet Rossendorf Grace
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
12

Localização :
Acampamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Isabelle A. Smodelari em Ter 02 Jul 2013, 00:22






Chegando ao chalé de minha mãe

Depois de ter passado aproximadamente um dia e meio no chalé de Hermes, esperando ser reclamada, enfim eu tinha um lugar fixo. Era bom saber que não teria que me mudar de lá, bem quando já tivesse me apegado a meus irmãos e irmãs.
Parei em frente a meu chalé. Em minhas costas levava uma mochila que haviam me dado no acampamento, já que eu havia chegado apenas com a roupa do corpo. Também, como eu iria saber que quando voltasse do colégio meu pai seria morto por uma empousa.
Meu pai. Doía tanto pensar em sua morte, principalmente durante o dia, quando eu estava mais sensível. Tentei afastar esses pensamentos de minha mente e me lembrar do quanto estava feliz por ter sido reclamada. Além do que, pelo que o centauro Quíron havia me contado, ser um semideus era perigoso, mas eu havia achado tão legal!
Minha mochila estava leve, considerando o fato de que o centauro treinador de semideuses só conseguira fazer algumas de minhas roupas aparecem aqui. Ah, claro, e eu pedi os meus livros também, então minha mochila se resumia a isso: livros, poucas roupas, escova de cabelo e escova e pasta de dente.
Eu gostaria de saber como ele conseguiu trazer algumas coisas que ficavam lá em casa para o acampamento. Na noite em que eu cheguei, após já ter me explicado tudo, ele me perguntou o que eu gostaria que ele conseguisse pegar de minha antiga casa. Na manhã do dia seguinte ele já havia me entregado tudo dentro de uma mochila preta e azul.
Talvez Luke, o garoto que me ajudou a fugir do monstro tivesse ido buscar as coisas, talvez Quíron pudesse usar magia, eu não sabia.
Enfim, entrei no chalé, que tinha a mesma cor do crepúsculo. Assim que adentrei o lugar, me vi em usa sala. Ela possuía três sofás e uma estante para livros. No mesmo instante fiz um trato mental comigo mesma: “Prefiro guardar meus livros pertinho de mim. Se alguém quiser ler, é só me pedir emprestado, mas não irei deixa-los na estante”.
No meio dos sofás e da estante havia uma mesa com um vaso de lírios, Bom, essas não eram minhas flores preferidas, mas não podia negar que eram lindas.  
Outra coisas que meus olhos captaram foi uma estátua gigante em forma de galo. O.k., já haviam me dito que esse era o animal símbolo da deusa Eos, mas era um tanto engraçado ter um galo gigante no meio da sala.
Andei mais um pouco, até uma porta que dava para dois dormitórios, aparentemente um masculino e um feminino. Entrei no que tinha garotas. Fui em direção a uma das camas vazias e me sentei nela. O  lençol era cor de rosa ? “Rosa ? Sério mesmo ?”, pensei, pois essa cor não era uma das minhas preferidas.
Mas tirando isso o dormitório era muito bonito e bem organizado.  Enquanto olhava em volta tirei minha mochila das costas e comecei a abri-la, tirando de lá de dentro livros e roupas – mais livros do que roupas, na verdade. Eu daria um jeito de arranjar mais vestes depois.
Não retirei as escovas e a pasta de dente, pois as colocaria no banheiro depois. Ou talvez as deixasse dentro da bolsa mesmo, eu ainda não tinha certeza.
Percebi um baú no pé de minha cama e o abri. Era espaçoso, daria para por todas as coisas que eu tinha comigo e ainda sobraria (muito) espaço. Me pus a arrumar meus pertences lá dentro. Livros do lado esquerdo, roupas do lado direito.  Eu não havia pedido sapatos, portanto só possuía o tênis que calçava nesse momento.
Nesse momento senti falta da espada de meu pai, que eu havia deixado com Quíron. O centauro havia me pedido para analisá-la, ver se achava alguma mensagem subliminar ou algo do gênero.
Está certo, eu não pretendia adotar aquela espada como minha. Ela era pesada demais e eu não me sentia plenamente a vontade com ela. Mesmo assim era a única coisa que eu ainda tinha de meu pai, por isso eu a queria perto de mim a cada segundo.
Isso me lembrou que ainda terei que pedir uma espada para um dos filhos de Hefesto. Eu havia conhecido um ou outro durante o pouco tempo que já estava no acampamento. Eu já sabia exatamente como iria pedir minha espada.
Finalmente, voltei minha concentração à minha tarefa: arrumar minhas coisas. Quando terminei, voltei a me sentar em minha cama e, pela primeira vez  desde que havia entrado no chalé, falei algo:
- Oi gente. Bom, eu sou filha de Eos, que nem vocês. Tudo bem ?

valeu @ cács!

Isabelle A. Smodelari
avatar
Indefinido
Mensagens :
5

Localização :
No meio da euforia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Anna N. Kovács em Qui 03 Out 2013, 18:25

Se despedir do primo foi a coisa mais difícil que fez em todo aquele dia.

Foram tantos acontecimentos em tão pouco tempo,que lhe faziam imaginar a quanto tempo estava dormindo,e quando acordaria.Mas se despedir de Vagner lhe mostrava que aquilo era real.

Em nenhum de seus sonhos se despedia dele.

Aproximou-se do Chalé.Não havia passado a noite anterior ali,estava ocupada com o primo na infernaria,de forma que era a primeira vez que dormia no lugar.

Havia gostado de seus irmãos,pelo menos no pouco tempo em que esteve ali,embora a mensagem de sua mãe tenha lhe perturbado um pouco,quer dizer,ter a ira de um deus contra você [ainda mais se tratando de SUA MÃE] não lhe parecia algo bom.Teve medo de errar.

Seus olhos brilharam ao finalmente passar pelas portas do chalé,notando o quanto o mesmo parecia lindo a luz do crepúsculo.

Não pode evitar de sorrir.

Caminhou em passos lentos então,chegando a cama que havia escolhido na noite anterior,deitando-se ali.Permitiu-se fechar os olhos,deixando a cabeça continuar com suas mil perguntas que não chegariam a lugar algum e por fim,adormeceu.
Anna N. Kovács
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Ernest Berkshire em Sex 18 Out 2013, 01:16

the daughter of sunrise

Signy não aguentava mais o barulhento e fedido chalé de Hermes.
A bagunça chegava a ser insuportável, e a garota tinha certeza de que não pertencia àquele lugar. Não podia pertencer àquele lugar. Ela era tão tímida perto dos filhos do deus dos ladrões... Sem contar que era frequentemente roubada. Praticamente metade de seus objetos de valor haviam sido afanados por eles.
Como se isto não bastasse, ela tinha pesadelos de noite. Terríveis pesadelos, envolvendo mortes e destruição. Então, todos os sonhos acabavam com o nascer do sol. Ela se sentia inteiramente aliviada com o nascer do sol. E assim, todas as madrugadas ela saía daquele terrível chalé para acompanhar a estrela ascendendo no céu.
Foi no final da segunda semana que permanecia no chalé de Hermes que o pesadelo real acabou. Enquanto estava na enorme fila para o café da manhã, o símbolo de Eos brilhou na cabeça da menina. Fora feliz desde então.
Quando entrou no chalé da mãe com suas malas, teve que as largar. Os detalhes que encobriam a porta e a maior das janelas eram incríveis, se não perfeitos. Após pegar novamente a bagagem, Signy acenou timidamente aos irmãos e irmãs presentes, analisando todos os detalhes antes de encontrar uma cama perto da parede. Assim que vestiu sua camiseta do acampamento, sentiu finalmente que estava em casa.
♦ the white swan ♦ @ cg
Ernest Berkshire
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Anna N. Kovács em Sex 18 Out 2013, 14:04




Uma nova irmã

Movimentos no chalé

"

Acabava de voltar com o livro em mãos,apos ter lutado com uma Harpia logo de manhã seu humor não estava realmente "Bom",mas ainda assim sorriu ao ver a nova campista ali,aproximando-se dessa.

- Olá. - disse,o sorriso discreto,mas aconchegante. - Sou Anna Kovács. So Anna se preferir. - estendeu uma das mãos a garota. - Bem vinda ao chalé... - deixou um espaço para a outra garota completar com seu nome.

Onde: No chalé Com quem: Minha nova irmã humor: Bem (?)
credits @
Anna N. Kovács
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé 22 [Eos]

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum