Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Edward W. Kimoy em Ter 12 Jul 2011, 13:43

Relembrando a primeira mensagem :

Casa d'Italia ♨


» Casa d'Italia era um dos maiores restaurantes italianos da cidade, fundado a muitos anos atrás por imigrantes. Hoje em dia é um lugar de muito luxo e tranquilidade, com a maior variedade em massas, carnes e saladas.

» Possui três andares para poder arcar com a quantidade de pessoas que vão ali diariamente no período da noite, quando o restaurante abre. Na frente do lugar existe um enorme jardim com luzes ofuscantes que parecem deixar as flores brilhando. A localização também é perfeita, sendo um lugar tranquilo e silencioso, perfeito para um clima romântico.



"Que tal colocar uma roupa decente nesse seu avatar, mocinho(a)?"

Bailinhos do coreto:

Edward W. Kimoy
avatar
Menestréis
Mensagens :
623

Localização :
Chalé 11

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ahrie Rothlow em Sab 15 Nov 2014, 23:49






fantasea

Tratava de se entreter afrouxando o colarinho da camiseta enquanto volta e meia esperava ser atendido por alguém. As mangas longas cobriam boa parte da pele, tal como a calça caqui. Em controvérsia ao estilo do moreno, Piéetro naquela noite se permitira usufruir de um visual formal – sem privá-lo de permanecer belo, pelo contrário, apenas deixara de exagerar na lasciva que por si só já aflorava de seus poros. A mão livre estava cerrada sobre a mesa, os dedos tamborilando de forma sicrônita a recitar uma canção qualquer.

Os segundos pareciam voar, e um estalo audível proveniente do lado adjacente de seu assento o fez erguer o queixo; os olhos arregalados, tomados pelo espanto. Uau! exclamou, mirando agora seu novo acompanhante que não poderia suprir melhor as expectativas para um jantar perfeito. — Elijah?! Como...?! — tratou de questionar, mesmo tendo ciência de que realmente era o filho de Apolo que se encontrava ali, exuberante em demonstrar o físico desejoso.

De todas as pessoas que conhecera, nenhuma poderia se igualar ao herdeiro do sol, que roubava-lhe os sonhos com tamanha frequência que chegava a ser insuportável. Desde o ocorrido na caverna, era incapaz de apagar da memória a lembrança na qual partilhavam carícias e talvez um sentimento de desejo mútuo. No fundo, acreditava que não mais o veria. Parecia estar enganado.

— Se realmente for uma proposta muito boa acho que posso desculpa-lo. — manteve uma sobrancelha erguida em sinal de desafio, delineando nos lábios fartos um sorriso divertido. O garçom marcou ponto, mirando o filho de Afrodite com um interesse um pouco maior que o necessário, entretanto, o asiático não deu bola, mantinha-se voltado ao seu... amigo? Ainda risonho. — Um acompanhamento com salada, por favor! Uma dose de vinho tinto também seria uma boa. Para nós dois. — o pedido memorizado soara quase mecânico.

Esperou que Balthazar fizesse o mesmo e com um movimento da mão, enxotou o rapaz com as anotações, esperando que o outro não o achasse mesquinho demais. Queria um momento a sós para que pudessem conversar – e outras coisas que até então, só lhe eram possíveis em pensamentos, por enquanto.

Assobiou baixinho, passeando os olhares pelo seu corpo; repleto de más e boas intenções. — Que aconteceu com você? — não pôde conter a pergunta e intimamente, queria mesmo saber como diabos aquele garoto teria ficado tão apetitoso de uma hora a outra – não que antes não o fosse. Todavia, conseguia captar certa diferença, só não podia identificá-las. Era um grande mistério, tentando-o a desvenda-lo.

— Que seja! — deu de ombros, remexendo-se em seu posto. — O que gostaria de me propor, aliás? — manteve-se atento, receptando qualquer som que sucederia a partir dali. Estava curioso o bastante para entender o motivo de Elijah ter aparecido de maneira surpreendente. Epa! Como ele sabia que o afrodisíaco estaria ali mesmo? Pouco importava, quer qual fosse o motivo, já teria sua resposta; aceitaria com todo o prazer.

Adendos:
Habilidades:
Passivas:
Considerar todas até o nível 20.
Ativas:
--
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Beauté Électrique} / Chicote Elétrico [Chicote elétrico. É um chicote, todo trabalhado a mão. Ele é feito de couro, e nesse couro, pode se perceber detalhes em renda, bordada manualmente. Ele também reluz algumas pedras preciosas, que ajudam em ataques mais precisos, e podem cortar a pele do atingido]{Couro e Pedras preciosas} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

— {P&P} [Colar com um pingente dourado de um sol com as letras "P&P" estampadas. O pingente emite um calor intenso que pode aquecer o filho de Afrodite em lugares altos e congelantes ou emitir uma luz em lugares escuros para iluminar o local. Em lugares em que o sol pode atingir, o pingente absorve a energia solar e usa ela para curar 10% do HP de Piéetro] {Ouro} (Nível Mínimo: 1 ) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Paul W. Listen]

thanks juuub's @ cp!  
Ahrie Rothlow
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
160

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Cain Feather em Dom 16 Nov 2014, 16:06


Hot'n Cold
Yes then your no? In then your out? Up or down, wrong when it's right?

Após deixar no rosto de todos os presentes uma expressão de choque, Elijah ajeitou-se em sua cadeira e abotoou o colete que trajava. Emitiu um leve estalo com a língua ao observar seu acompanhante, quase soltando um riso. Acho que não estou propriamente vestido para a ocasião, concluiu. Deveria ter ido para uma boate, esse aí. Que se dane! Sei que de qualquer jeito alguém vai acabar tirando a roupa, ao menos pra isso eu vim preparado.

— Eu não ficaria muito entusiasmado com a proposta — respondeu ao comentário do afrodisíaco, repousando os cotovelos sobre a mesa e apoiando a cabeça nas mãos. — Sim com quem vem propô-la — deu um riso, e esperou que Piéetro fizesse seu pedido. De relance, observou o mortal, e os olhos de Elijah ficaram púrpuros ao notar que o mesmo encarava o acompanhante com certo desejo sexual. Ôoh! Dá o fora, empregado mal-comido, quis esbravejar, mas manteve a boca fechada. Voltou-se para o semideus com o olhar semicerrado. — Você precisa parar de ser bonito. Odeio quando olham pra você assim.

Espera. Isso me torna um hipócrita, né? Não passou sequer um segundo sem que eu quis retornar o favor que ele me cedeu naquela caverna.

Elijah ouviu o assobio de Piéetro. Erguendo uma sobrancelha, quis fazer com que a mesa fosse estreita o suficiente para provocar certos arrepios no acompanhante. Não que eu não consiga fazer isso, claro. Mas seria muito clichê enfiar a mão em alguém embaixo de uma mesa. — Diga-se, de passagem, que estou de ótimo humor. E que... bem, como você deve saber, eu não vivo mais no acampamento. Nunca parou pra se perguntar para onde fui? — inquiriu, deixando mais do que óbvio que tinha se tornado devoto de um deus. Dependeria da capacidade de raciocínio concluir que Elijah tinha virado um dos feiticeiros de Circe, sabendo-se que ele nunca mencionara suas metas para Piéetro.

Quando o filho de Afrodite perguntou sobre a tal proposta, Elijah se levantou. Foi em direção ao filho de Afrodite e abriu um largo sorriso, ajoelhando-se ao lado de sua cadeira. — Bem... eu, hum. Você gostaria de casar comigo? — perguntou, com toda sua falsa sinceridade embutida na frase. O rosto do filho de Apolo fechou-se em uma expressão séria, como se ele realmente tivesse ensaiado para a cena. Claro que, para complementar, Elijah pareceu retirar do bolso de sua calça uma pequena caixinha negra, erguendo-a à altura da cabeça.


Love ya':
Equipamento:
— Relíquia Mágica [Colar simples e básico, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. Sua corrente é de prata negra, e cintila à noite. Seu pingente é em forma de pentagrama, feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos][Prata Negra; Diamante;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]
Poderes Utilizados:
Filho de Apolo e Feiticeiro de Circe

Ativos

• Looks like you've been fooled, darling. Any active abilities were used;

Passivos

Beleza lasciva II (Nível 20) - A sua beleza nesse nível já está muito maior, e somada a aura de mistério que você exala, atrai o olhares de todos por onde passa. Não são tão belos quanto os filhos de Afrodite, mas são mais atraentes que estes por uma aura mágica influir diretamente no bom senso de qualquer outrem, afim de fazê-los se interessarem de forma irrefutável por você.

Aura do mistério (Nível 1) - Uma aura mágica influencia diretamente na personalidade fos feiticeiros ao adentrarem o grupo, tornando-os um atraente mistério a ser desvendado pelos demais semideuses.
Poder Especial:
Cicatriz de urso [Por ter sido atingido no rosto por uma patada feroz de um gurahl, o filho de Apolo recebeu uma cicatriz em seu olho direito. Sendo essa muito profunda, não pode ser removida através de cirurgias ou poderes de curandeiros, sendo que apenas um poder maior divino pode ser forte o suficiente para curá-lo. A ferida não prejudica a visão do garoto, mas por ser uma "deficiência visual", poderes de atração ou encantamento que possam ser originados pelo garoto possuem 25% menor eficácia. Apesar disso, a marca remete aos demais monstros que um semideus recebeu uma ferida tão profunda como aquela e sobreviveu, o que faz com que eles se amedrontem um pouco, de modo que monstro que possuam o nível igual ou menor que o semideus terão sua força reduzida em 15%, e caso sejam monstros humanoides, esse valor aumenta para 25%. Monstros mais fortes que o semideus não se amedrontam, pois sabem que o mesmo foi ferido por um monstro mais fraco que eles, e por sua vez acreditam que então conseguem matá-lo. [By Ares pela missão "O preço de uma ajudinha" att por Ares]
Cain Feather
avatar
Indefinido
Mensagens :
621

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ahrie Rothlow em Dom 16 Nov 2014, 18:22






video games

Os braços outrora sobre a mesa ainda se mantinham cruzados. Curvou-se, equilibrando-se no móvel, todo o foco principal mirado no filho de Apolo; a postura lânguida similar a de um felino, analisando sua possível presa – e que presa, teve de admitir. Aaaah! Por favor, não esconda essa visão maravilhosa, meus olhos estão adorando ter um ponto fixo, Piéetro mordeu a própria língua, impedindo-se de advertir Elijah enquanto o observava abotoar o colete negro e esconder o bom porte físico. Fez um pequeno muxoxo, tristonho; aquela peça de roupa não continuaria intacta até o término da noite; tinha planos melhores para ela – e ele.

— Podem me olhar o quanto quiserem, não me importo, até estou acostumado. — confirmou com convicção, desenhando símbolos aleatórios com as pontas dos dedos no dorso da palma de Elijah. — Estou a fim de dar uma chance apenas a uma pessoa hoje, qual irá ter muito mais que um simples olhar. — lançou uma piscadela, deixando bem implícito o verdadeiro sentido daquela frase. Gargalhou um pouco, apoiando a testa no punho cerrado, a mão livre acariciava os poucos fios negros na região de sua nuca. Moogreyd tinha total noção do quanto poderia atiçar alguém; e o queria fazer veemente com Elijah, levá-lo até o limite.

Ergueu o olhar dissimulado, beirando a inocência, enquanto o observava dar a volta na mesa e se prostrar diante os seus pés, ajoelhado; toda a cena era encarada não apenas por Piéetro, mas também por alguns dos mortais que pareciam simplesmente não conseguir retrair a atenção de ambos semideuses. O filho de Afrodite engoliu seco, atordoado demais para poder pensar em alguma coisa. Por Zeus, espero não ser o que penso que é, manteve o cenho cerrado, fazendo-se de desentendido.

Assim que o pedido deixou os lábios do acompanhante, o afrodisíaco tentou ao máximo se conter, mas não conseguiu fazê-lo com excelência; no lugar de uma resposta direta, uma risada alta e contagiante tomou o recinto. O que estava acontecendo ali, aliás? — Casar? — apoiou os dedos da destra no queixo. — Tipo eu e você; sozinhos; um apartamento em Nova Iorque? — idealizou a imagem em sua cabeça. É, até que não seria ruim. Porque não? — Elijah Montgomery, eu aceito me casar com você. — acariciou o rosto do filho de Apolo com a mão livre, afagando gentilmente sua bochecha.

Um burburinho um tanto audível se formou no perímetro do restaurante. Piéetro até poderia imaginar o motivo; dois jovens do mesmo sexo e, cuja aparência não deveria nem mesmo indicar a maioridade, estariam prontos para assumir um compromisso sério. Duvidava se aquela notícia não seria estampada nos jornais no dia conseguinte. Mas não era o suficiente, ainda. Para chocar ainda mais, o filho de Afrodite puxou o filho de Apolo pelo queixo, tomando-lhe os lábios num beijo caloroso.

Agora sim, embarcara de vez naquela brincadeira. Em sei íntimo, gostaria que o pedido fosse real, e tudo o mais, mas custava a acreditar com sinceridade nas palavras do mais velho. E mesmo se fosse, bem, sua decisão seria a mesma. — Agora, eu pago a conta. Você paga o motel. — mordeu o lábio inferior, infringindo um tom carregando de malícia em sua voz. Era a  vez de Montgomery dar sua resposta, e para sua felicidade, o asiático não aceitaria uma negativa para aquela proposta.

Adendos:
Habilidades:
Passivas:
Considerar todas até o nível 20.
Ativas:
♥ Benção de Afrodite (Nível 2). As crias afrodisíacas se envolverão em torno de uma aura de tonalidade fúcsia, deixando-as sempre bem vestidas. Todas as tentativas de desfazer tais feitos serão inúteis; mesmo rasgando suas roupas, retornarão a ser o que eram. O mesmo acontece com a maquiagem e com o penteado, nunca serão desfeitos e sempre chamarão atenção. Além disso, eles ficarão envoltos em uma aura de charme e sedução. É uma ótima combinação com a lábia persuasiva. Dura 3 turnos por ativação. Roupas danificadas antes não se restauram com o uso do poder. Não restaura itens, como armas e acessórios/ armaduras.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Beauté Électrique} / Chicote Elétrico [Chicote elétrico. É um chicote, todo trabalhado a mão. Ele é feito de couro, e nesse couro, pode se perceber detalhes em renda, bordada manualmente. Ele também reluz algumas pedras preciosas, que ajudam em ataques mais precisos, e podem cortar a pele do atingido]{Couro e Pedras preciosas} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

— {P&P} [Colar com um pingente dourado de um sol com as letras "P&P" estampadas. O pingente emite um calor intenso que pode aquecer o filho de Afrodite em lugares altos e congelantes ou emitir uma luz em lugares escuros para iluminar o local. Em lugares em que o sol pode atingir, o pingente absorve a energia solar e usa ela para curar 10% do HP de Piéetro] {Ouro} (Nível Mínimo: 1 ) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Paul W. Listen]

thanks juuub's @ cp!  
Ahrie Rothlow
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
160

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Cain Feather em Dom 16 Nov 2014, 19:35


Hot'n Cold
Yes then your no? In then your out? Up or down, wrong when it's right?

Fora troca de olhares e diálogos, Elijah se sentiu provocado pouco antes de fazer o tal pedido. Claro que aquilo não tinha sido nada sério; ao ouvir a resposta do moreno, sentiu o pulmão subindo em uma gargalhada estrondosa e contínua. Deixou a pequena caixa cair quando fora pego pelas mãos do afrodisíaco, não esperando por aquilo. Levantou-se, ignorando os olhares avulsos, e abraçou Piéetro enquanto começava a beijá-lo. Poucos segundos depois, sentiu os olhos pesarem sob seu corpo como nunca antes. Principalmente o de um certo garçom, que mal dera as costas para a mesa quando uma multidão iniciou uma balburdia, desde comentários maldosos à encantados. Não precisou virar o rosto para saber que ele olhava para sua bunda.

— Terei prazer em pagar mais do que só um motel, Piéetro — sussurrou seu nome, deslizando os lábios até o pescoço do afrodisíaco. Mordendo o lóbulo de sua orelha, Balthazar abriu um renovado sorriso caracterizado pela malícia. — Com a única condição de que: você disser para aquele garçom que está convidado a se juntar à nós — riu. E vê se faz direito, essa parte da encenação não é brincadeira.

E, deslizando as mãos pelo flanco de Piéetro, Elijah ergueu o filho de Afrodite no ar com auxílio mágico, sentando-se na cadeira onde ele estava pouco antes de baixá-lo sobre seu colo. Mordera-lhe o pescoço novamente, e passara a mão pelo seu tórax enquanto isso, explorando as poucas regiões que lhe eram permitidas em um estabelecimento público. — Que tal fazer o que te desafiei a fazer antes que nos expulsem? — abriu um sorriso. Ou antes que você consiga sentir mais do que deveria entre as pernas?

E, dando uma piscadela para o garçom aparentemente perplexo, Elijah quis empurrar Piéetro. Fez com que a língua deslizasse pelo pescoço do asiático enquanto ele estivesse lá, molhando-o sem a menor censura. Bem queria eu dar um chupão aqui mesmo, mas isso só acabaria com a graça, concluiu. E, pegando da calça no mínimo 200 dólares mortais, insistiu em colocar no cós da calça de Piéetro quando ele resolvesse se levantar. Acho que isso paga o motel e o lap dance que vou pedir logo logo.


Love ya':
Equipamento:
— Relíquia Mágica [Colar simples e básico, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. Sua corrente é de prata negra, e cintila à noite. Seu pingente é em forma de pentagrama, feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos][Prata Negra; Diamante;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]
Poderes Utilizados:
Filho de Apolo e Feiticeiro de Circe

Ativos

Telecinese III (Nível 28) - Nesse nível você pode erguer objetos e pessoas de enorme volume e peso sem grandes dificuldades, porém, não podes exagerar erguendo algo muito excedente. A velocidade é muito mais ligeira e certeira.

Passivos

Beleza lasciva II (Nível 20) - A sua beleza nesse nível já está muito maior, e somada a aura de mistério que você exala, atrai o olhares de todos por onde passa. Não são tão belos quanto os filhos de Afrodite, mas são mais atraentes que estes por uma aura mágica influir diretamente no bom senso de qualquer outrem, afim de fazê-los se interessarem de forma irrefutável por você.

Aura do mistério (Nível 1) - Uma aura mágica influencia diretamente na personalidade fos feiticeiros ao adentrarem o grupo, tornando-os um atraente mistério a ser desvendado pelos demais semideuses.
Poder Especial:
Cicatriz de urso [Por ter sido atingido no rosto por uma patada feroz de um gurahl, o filho de Apolo recebeu uma cicatriz em seu olho direito. Sendo essa muito profunda, não pode ser removida através de cirurgias ou poderes de curandeiros, sendo que apenas um poder maior divino pode ser forte o suficiente para curá-lo. A ferida não prejudica a visão do garoto, mas por ser uma "deficiência visual", poderes de atração ou encantamento que possam ser originados pelo garoto possuem 25% menor eficácia. Apesar disso, a marca remete aos demais monstros que um semideus recebeu uma ferida tão profunda como aquela e sobreviveu, o que faz com que eles se amedrontem um pouco, de modo que monstro que possuam o nível igual ou menor que o semideus terão sua força reduzida em 15%, e caso sejam monstros humanoides, esse valor aumenta para 25%. Monstros mais fortes que o semideus não se amedrontam, pois sabem que o mesmo foi ferido por um monstro mais fraco que eles, e por sua vez acreditam que então conseguem matá-lo. [By Ares pela missão "O preço de uma ajudinha" att por Ares]
Cain Feather
avatar
Indefinido
Mensagens :
621

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ahrie Rothlow em Dom 16 Nov 2014, 21:12






ultraviolence

Era sério? O garçom? Certo então, oras!  Antes de por em prática o que lhe fora ordenado, correspondeu bem às carícias do filho de Apolo e, ao sentar em seu colo, virou-se de frente a ele, pressionando os dedos em sua nuca e o envergando o máximo que poderia para que tivesse acesso a boa parte da pele de seu pescoço. Deslizou os lábios umedecidos por entre o pomo-de-Adão, lambuzando-o com vigor enquanto a língua quente passeava pela extensão até chegar na curvatura de seu pescoço. Afundou os dentes ali, deixando uma bela de uma marca.

Esfregava seu corpo ao de Balthazar com tamanha intensidade que chegava a causar atrito. A mão travessa adentrou no interior do colete, traçando semicírculos por entre os gomos bem estruturados do peitoral salientado. Arranhou a linha rija de músculos  presentes, gemendo baixinho próximo ao seu ouvido. Gostoso!

Cessou seus atos inconsequentes. A atenção naquele momento deveria ser tamanha que os meros mortais poderiam se encontrar incomodados; até mesmo para um filho de Afrodite, sabia que tinha que se impor em certos limites. Permanecendo acomodado entre as pernas do mais velho, deixou seus rostos bem próximos, os lábios quase se tocando. — O garçom, é? Verei o que posso fazer. — por estranheza, aquele pedido não o havia ofendido, apenas servira para aguçar ainda mais os seus hormônios adolescentes.

Apoiou-se no braço do estofado no qual antes se acomodara e afastou seu rosto, erguendo-se num salto manhoso. Girou os calcanhares na direção do tal garçom e, lançando-lhe uma piscadela, cobriu a distância – que não era tanta -, aparando ao seu lado. — Bem, que se dane aquele pedido! Mudei de opção, quero algo que não se encontra neste cardápio, e esse é você. — ergueu o polegar até a cintura do marmanjo, depositando afagos ali. Tornou a erguer os olhares acalorados; as íris alternando para o fúcsia. — Que me diz? Humm? — sorriu de canto e sem esperar por uma resposta complacente arrastou o garoto até Elijah.

Lançou o garoto ao lado do filho de Apolo. Para surpresa de Piéetro, ele não parecia nenhum pouco constrangido, pelo contrário, demonstrava total descontração como ninguém; afinal, não era todo dia que se poderia ter o prazer de se juntar numa brincadeirinha sacana junto a dois semideuses. Anyway.

— Ai está, como o combinado. Vamos ou não vamos?! — jogou-se entre os dois, afundando ambas as mãos no interior da calça de cada. Não tardou e encontrar o que queria e com uma perspicácia que só poderia advir das proles da mais bela do Olimpo, apertou firme o volume proeminente, deliciando-se com as cuecas bem recheadas.

Seria uma noite muito, muito longa. E adorava a ideia de que ainda também teria o dia, a tarde...

Adendos:
Habilidades:
Passivas:
Considerar todas até o nível 20.
Ativas:
♥ Benção de Afrodite (Nível 2). As crias afrodisíacas se envolverão em torno de uma aura de tonalidade fúcsia, deixando-as sempre bem vestidas. Todas as tentativas de desfazer tais feitos serão inúteis; mesmo rasgando suas roupas, retornarão a ser o que eram. O mesmo acontece com a maquiagem e com o penteado, nunca serão desfeitos e sempre chamarão atenção. Além disso, eles ficarão envoltos em uma aura de charme e sedução. É uma ótima combinação com a lábia persuasiva. Dura 3 turnos por ativação. Roupas danificadas antes não se restauram com o uso do poder. Não restaura itens, como armas e acessórios/ armaduras.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Beauté Électrique} / Chicote Elétrico [Chicote elétrico. É um chicote, todo trabalhado a mão. Ele é feito de couro, e nesse couro, pode se perceber detalhes em renda, bordada manualmente. Ele também reluz algumas pedras preciosas, que ajudam em ataques mais precisos, e podem cortar a pele do atingido]{Couro e Pedras preciosas} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

— {P&P} [Colar com um pingente dourado de um sol com as letras "P&P" estampadas. O pingente emite um calor intenso que pode aquecer o filho de Afrodite em lugares altos e congelantes ou emitir uma luz em lugares escuros para iluminar o local. Em lugares em que o sol pode atingir, o pingente absorve a energia solar e usa ela para curar 10% do HP de Piéetro] {Ouro} (Nível Mínimo: 1 ) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Paul W. Listen]

thanks juuub's @ cp!  
Ahrie Rothlow
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
160

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Cain Feather em Dom 16 Nov 2014, 23:11


Hot'n Cold
Yes then your no? In then your out? Up or down, wrong when it's right?

Eita. Elijah soltou uma exclamação quando sentiu Piéetro se virar e brincar com seu pescoço. Correspondeu às ações jogando a cabeça para trás, ao passo em que movimentava a cintura do asiático com as mãos. Estalou a língua quando sentiu uma forte mordida, e esperou que nesse momento um tipo de gerente chegasse ali para expulsá-los. Tendo ciência de que poderia ser uma possibilidade, os olhos do feiticeiro brilharam, e a névoa mágica ocultou aos olhos dos mortais tudo o que acontecia ali. Odiaria ter o clima interrompido por simples criaturas como aquelas, por isso não teria.

Quando sentiu as mãos de Piéetro adentrarem seu colete, Balthazar riu. Você está assanhado demais, quis falar, mas deixou escapar entre lábios um baixo ronronar, em resposta às unhas do acompanhante. Quando ouviu o gemido do afrodisíaco, os instintos felinos de Elijah se atiçaram. Estava prestes a domar Piéetro como o rapaz acreditava que deveria ser domado. Entretanto, ele se levantou, e andou em direção ao garçom. Perfeito, pensou, passando o dedo pelos lábios numa tentativa de secá-los. É... eu tava babando.

Demorou pouco até que o filho de Afrodite voltasse com um novo alvo, o que surpreendeu Elijah. — Rápido e eficiente — riu, e acomodou-se no estofado. Elijah deu espaço para que o garçom caísse ao seu lado, provavelmente confuso, e puxou o seu rosto para si. Tomou o novo alvo nos lábios sem se importar direito com o que pensaria Piéetro, e deslizou o dedo pelo pescoço do mesmo. Pouco depois, lá estava o outro semideus brincando com o que havia debaixo de suas calças. Separou-se do mortal para encará-lo de canto, dando um sorriso de malicia. Dessa vez, havia algo além da malícia em seu sorriso. O desejo, força, autoridade e poder, que tornava Elijah não só um brinquedo para se usar na hora que quisesse. Somnus.

E observou o amiguinho excitado cair no sono. Vai sofrer uma desilusão enquanto dorme, coitado, revirou os olhos, e depois virou-se para Piéetro. — Acho que você já pode tirar as mãos ou qualquer orifício que pretende enfiar aí — fingiu estar tossindo, ao cruzar as pernas e deslizar o braço por trás do pescoço do mortal. Balthazar não poderia ter sido muito mais claro, visto que naquele meio-tempo em que ficara com o asiático tinha mostrado uma pequena fração de seu poder. — Dada minha posição de dono de puteiro, acho que você já concluiu que eu não vim aqui só por sexo. Voltando à proposta... Eu gostaria de te treinar, Piéetro. Porque eu sei que eu tenho muito para ensinar, e não vai ser sempre que um monstro vai querer "abrir as patas" pra você. E... me desculpe por dizer ou sequer imaginar a cena, mas eu também não acho que seria muito agradável traçar uma mantícora à esmo.

Ao fazer tal comentário, Elijah introduziu o dedo médio e indicador na boca, fingindo estar tentando vomitar. Depois sorriu e piscou, fazendo carinho em seu garçom de estimação. — Eu gostaria de ser seu mestre, Piéetro. Assim, ao menos, eu teria um bom motivo para te encontrar, e estarei seguro de que você poderá se defender a qualquer momento — e dizendo isso com naturalidade, não escondendo a preocupação que o assombrava desde que conhecera o filho de Afrodite, Balthazar mordeu o próprio lábio. Espera. Eu tô esquecendo de alguma coisa?

— Aaaah, sim! Se você não aceitar, vou te acorrentar e te levar pra minha ilha como escravo sexual. Beleza?


Love ya':
Equipamento:
— Relíquia Mágica [Colar simples e básico, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. Sua corrente é de prata negra, e cintila à noite. Seu pingente é em forma de pentagrama, feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos][Prata Negra; Diamante;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]
Poderes Utilizados:
Filho de Apolo e Feiticeiro de Circe

Ativos

Mystiokinesis (Nível 35) - ou manipulação da névoa é a habilidade de controlar uma forma natural de energia, também conhecido como magia. Por exemplo: a criação de neve, mudando o clima, transformando as pessoas em outros animais, etc. Assim, dando-lhe controle sobre quase tudo. A magia é uma força muito complexa e perigosa, uma vez que dá o controle das energias naturais, a fim de produzir uma mudança positiva, mas também poderia ser usado para fins malignos. Sendo assim, adquire o controle da névoa podendo deixar seres humanos, semideuses e os próprios monstros enuviados com efeitos que muitos conhecem por magia. Esse poder te dá uma ampla capacidade de criar magias para determinadas necessidades, algumas já são específicas nos poderes ativos, estas não. Você é quem cria a magia, desde que ela seja coerente com o nível em que se encontra.

Somnus (Nível 17) - Induz o inimigo a cair em sono profundo. Todavia, esse feitiço requer muita concentração e uma conexão visual constante.

Passivos

Olhos Púrpuros (Nível 7) - Adentrando os feiticeiros, e adquirindo a Benção de Circe seus olhos adquirem uma pigmentação púrpura chamativa quando você assim quer – que causa receio a qualquer mortal e/ou monstro que lhe encare diretamente.[ Modificado]

Beleza lasciva II (Nível 20) - A sua beleza nesse nível já está muito maior, e somada a aura de mistério que você exala, atrai o olhares de todos por onde passa. Não são tão belos quanto os filhos de Afrodite, mas são mais atraentes que estes por uma aura mágica influir diretamente no bom senso de qualquer outrem, afim de fazê-los se interessarem de forma irrefutável por você.

Aura do mistério (Nível 1) - Uma aura mágica influencia diretamente na personalidade fos feiticeiros ao adentrarem o grupo, tornando-os um atraente mistério a ser desvendado pelos demais semideuses.
Poder Especial:
Cicatriz de urso [Por ter sido atingido no rosto por uma patada feroz de um gurahl, o filho de Apolo recebeu uma cicatriz em seu olho direito. Sendo essa muito profunda, não pode ser removida através de cirurgias ou poderes de curandeiros, sendo que apenas um poder maior divino pode ser forte o suficiente para curá-lo. A ferida não prejudica a visão do garoto, mas por ser uma "deficiência visual", poderes de atração ou encantamento que possam ser originados pelo garoto possuem 25% menor eficácia. Apesar disso, a marca remete aos demais monstros que um semideus recebeu uma ferida tão profunda como aquela e sobreviveu, o que faz com que eles se amedrontem um pouco, de modo que monstro que possuam o nível igual ou menor que o semideus terão sua força reduzida em 15%, e caso sejam monstros humanoides, esse valor aumenta para 25%. Monstros mais fortes que o semideus não se amedrontam, pois sabem que o mesmo foi ferido por um monstro mais fraco que eles, e por sua vez acreditam que então conseguem matá-lo. [By Ares pela missão "O preço de uma ajudinha" att por Ares]
Cain Feather
avatar
Indefinido
Mensagens :
621

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ahrie Rothlow em Seg 17 Nov 2014, 00:11





sweet nothing

Moogreyd revestiu os lábios de um sorriso autoritário, ostentando o olhar libidinoso que impregnava a face do moreno. Vê-lo se atracar aos beijos com o garçom lhe permitiu arfar; as bochechas enrubescendo devido a temperatura elevada que pareceu preencher o ambiente público. Todo o seu corpo vibrou de tesão e, como forma de retribuir aquela sensação abrasadora, passeou com a mão já no interior das calças de Elijah até sua coxa, enterrando as unhas em sua carne.

Quanto ao outro que se somava ao trio, a boca do afrodisíaco passeava pelo seu pescoço, mordiscando e chupando a pele pálida, deixando variadas marcas que iriam permanecer ali por um bom tempo. Lambeu a pele do garoto, sentindo levianamente o frescor de um perfume amadeirado na região dorsal da nuca. Aquela diversão ainda lhe iria render muito, imaginava, mantendo suas mãos bem ocupadas. Porém fora decepcionado quando o estranho caiu, sonolento, de uma hora a outra.

Hãm?! enrugou a testa, dirigindo à prole de Apolo uma feição suplicante. — Estava bom demais pra ser verdade. — rolou os glóbulos e, ao ouvir a piadinha advinda do mais velho, retirou suas mãos de suas vestes com a mesma rapidez com que as havia inserido, erguendo-as centímetros à cima dos ombros em sinal de rendição.

Estapeou a camiseta de mangas longas, ajustando alguns botões que tinham sido abertos durante aquele assanhamento. Levantou-se, em passos um tanto apressados e dirigiu-se ao lado oposto da mesa, afundando o corpo frágil contra o estofado desocupado. Gotículas de suor haviam se acumulado em sua testa, coisa para qual o garoto nem se importou, apenas respirou repetidas vezes, acalmando o fôlego.

— Me treinar? Cai fora... — angulou o sorriso de canto, debochando. Meio lerdo, Piéetro não capturara o real significado da palavra. Sua mente anuviada estava tomada por outros tipos de assuntos e levou certo tempo para que pudesse repassar novamente todo o falatório do feiticeiro, arregalando um pouco os olhos azulados. — Aaah! Érrrm... Claro. — torceu o nariz, semicerrando as pálpebras. — Olha, Elijah! Bem, eu não sou muito do tipo de garoto que gosta de transitar agressões físicas. Sou... Como poderia dizer? Fracote? É, acho que seria a palavra correta... — remexeu os ombros, descontente, como quem pedia desculpas, tombando a cabeça parcialmente de lado.

— E, caso você queira mesmo estar comigo, como meu mestre, temo que va precisar ser bem paciente. Não aprendo rápido, pra falar a verdade, nem sei como será esse tipo de relação. — Riu, abafando a gargalhada pelas narinas. Tomava para si um pouco da razão do semideus do sol; dadas as circunstâncias, mal conseguia manusear com maestria seu armamento chave, quem diria entrar em uma batalha corpo-a-corpo contra algum monstro infernal; também não portava certa experiência quanto a estes, visto que dificilmente era impelido para situações que envolviam tais feras atrozes; como certa vez ouviu uma de suas irmãs mencionar no chalé de sua progenitora divina, a aura de um filho de Afrodite era harmônica demais a ponto de atrair monstros.

— Em todo caso, eu aceito! Com você acho que posso até me dar bem, de uma forma ou de outra. — formulou um biquinho moleque em seus lábios, mantendo uma sobrancelha içada. Seria o início de uma amizade; repleta de cores, como Piéetro gostava. E, querendo Elijah ou não, as vontades do coreano seriam feitas, há se seriam.

Adendos:
Habilidades:
Passivas:
Considerar todas até o nível 20.
Ativas:
♥ Benção de Afrodite (Nível 2). As crias afrodisíacas se envolverão em torno de uma aura de tonalidade fúcsia, deixando-as sempre bem vestidas. Todas as tentativas de desfazer tais feitos serão inúteis; mesmo rasgando suas roupas, retornarão a ser o que eram. O mesmo acontece com a maquiagem e com o penteado, nunca serão desfeitos e sempre chamarão atenção. Além disso, eles ficarão envoltos em uma aura de charme e sedução. É uma ótima combinação com a lábia persuasiva. Dura 3 turnos por ativação. Roupas danificadas antes não se restauram com o uso do poder. Não restaura itens, como armas e acessórios/ armaduras.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Beauté Électrique} / Chicote Elétrico [Chicote elétrico. É um chicote, todo trabalhado a mão. Ele é feito de couro, e nesse couro, pode se perceber detalhes em renda, bordada manualmente. Ele também reluz algumas pedras preciosas, que ajudam em ataques mais precisos, e podem cortar a pele do atingido]{Couro e Pedras preciosas} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

— {P&P} [Colar com um pingente dourado de um sol com as letras "P&P" estampadas. O pingente emite um calor intenso que pode aquecer o filho de Afrodite em lugares altos e congelantes ou emitir uma luz em lugares escuros para iluminar o local. Em lugares em que o sol pode atingir, o pingente absorve a energia solar e usa ela para curar 10% do HP de Piéetro] {Ouro} (Nível Mínimo: 1 ) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Paul W. Listen]

thanks juuub's @ cp!  
Ahrie Rothlow
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
160

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Cain Feather em Seg 17 Nov 2014, 15:36


Hot'n Cold
Yes then your no? In then your out? Up or down, wrong when it's right?

Foi quase prazeroso sentir o desapontamento de Piéetro. Absorver seu desejo e acabar com seu sonho do mesmo jeito que ele o tinha feito numa ocasião passada. Vingança, querido, permitiu-se rir. Acariciou a nuca do mortal e repousou a cabeça sobre seu ombro, observando Piéetro com um pequeno sorriso no rosto. As respostas que Elijah recebera foram até que comportadas, visto que tinha feito algo que certamente constrangeria o filho de Afrodite para sempre. Foi até adorável, na verdade, observar o rapaz assentir e se dobrar na presença de Balthazar, como um aprendiz obediente.

— Não pretendo limitar-me à um só tipo de treinamento. E, se te consola, fracotes são os meus preferidos — sorriu, e levantou-se rapidamente, provavelmente acordando o garçom de seu topor. Aproximou-se de Piéetro a passos lentos, deslizando os dedos pela lateral da mesa até encontrar-se com o afrodisíaco no lado adjacente ao antigo. — Temo que eu também seja novo em relações desse tipo. Mas até que estou me divertindo... E é claro que você vai se dar bem. Encare como uma troca; eu te ensino a se defender e você aperfeiçoa meus talentos embaixo dos lençóis.

Com um sorriso, inclinara os lábios em direção aos do de Piéetro. Dessa vez, deixou sua aura agir por ele; mesmo com raiva, se ele realmente a cultivasse, seria difícil resistir à tentação de entregar-se ao beijo casto do feiticeiro. E, realmente, pretendia dar somente um selinho, pois não sentiria muito prazer em usar mais de sua magia para continuar ocultando os dois. — Hum... obrigado. Você vai saber quando eu precisar de você, e acredite: não vai demorar muito. Se quiser, me envie uma mensagem de Íris, estarei disposto a te satisfazer sempre que eu estiver disponível.

E deu uma piscadela para Moogreyd, voltando a erguer o tronco. Concentrou-se bastante, preparando-se para lançar mais uma magia. Dessa vez, iria embora definitivamente. — E não pense que você vai ser meu único aprendiz. Só se considere meu favorito... se é que me entende — abriu um sorriso, e murmurou algumas palavras silenciosamente. Time Travelling Spell.

Um portal magenta, triangular como o antes invocado, materializou-se acima da cabeça de Elijah. Pouco tempo depois, após o feiticeiro acenar e murmurar um "tchau", sentiu-se sendo sugado pelo poder ao desaparecer do local. Após cair na ilha de Circe, onde estavam seus pertences, Balthazar bateu com a palma da mão contra o próprio rosto. Que idiota. Eu deixei o maldito garçom lá... Espero não ter deixado Piéetro excitado a ponto de comer ele ao invés de mim.


Love ya':
Equipamento:
— Relíquia Mágica [Colar simples e básico, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. Sua corrente é de prata negra, e cintila à noite. Seu pingente é em forma de pentagrama, feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos][Prata Negra; Diamante;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]
Poderes Utilizados:
Filho de Apolo e Feiticeiro de Circe

Ativos

Time Travelling Spell (Nível 19) - Esta magia permite ao feiticeiro fazer com que um portal triangular apareça acima dele, sugando-o para ele e por meio deste ele pode se locomover por grandes distâncias. Porém, esta magia requer tempo para ser completada, portanto, se usada para fugir de efeitos imediatos prova-se falha.

Passivos

Olhos Púrpuros (Nível 7) - Adentrando os feiticeiros, e adquirindo a Benção de Circe seus olhos adquirem uma pigmentação púrpura chamativa quando você assim quer – que causa receio a qualquer mortal e/ou monstro que lhe encare diretamente.[ Modificado]

Beleza lasciva II (Nível 20) - A sua beleza nesse nível já está muito maior, e somada a aura de mistério que você exala, atrai o olhares de todos por onde passa. Não são tão belos quanto os filhos de Afrodite, mas são mais atraentes que estes por uma aura mágica influir diretamente no bom senso de qualquer outrem, afim de fazê-los se interessarem de forma irrefutável por você.

Aura do mistério (Nível 1) - Uma aura mágica influencia diretamente na personalidade fos feiticeiros ao adentrarem o grupo, tornando-os um atraente mistério a ser desvendado pelos demais semideuses.
Poder Especial:
Cicatriz de urso [Por ter sido atingido no rosto por uma patada feroz de um gurahl, o filho de Apolo recebeu uma cicatriz em seu olho direito. Sendo essa muito profunda, não pode ser removida através de cirurgias ou poderes de curandeiros, sendo que apenas um poder maior divino pode ser forte o suficiente para curá-lo. A ferida não prejudica a visão do garoto, mas por ser uma "deficiência visual", poderes de atração ou encantamento que possam ser originados pelo garoto possuem 25% menor eficácia. Apesar disso, a marca remete aos demais monstros que um semideus recebeu uma ferida tão profunda como aquela e sobreviveu, o que faz com que eles se amedrontem um pouco, de modo que monstro que possuam o nível igual ou menor que o semideus terão sua força reduzida em 15%, e caso sejam monstros humanoides, esse valor aumenta para 25%. Monstros mais fortes que o semideus não se amedrontam, pois sabem que o mesmo foi ferido por um monstro mais fraco que eles, e por sua vez acreditam que então conseguem matá-lo. [By Ares pela missão "O preço de uma ajudinha" att por Ares]
Cain Feather
avatar
Indefinido
Mensagens :
621

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ahrie Rothlow em Ter 18 Nov 2014, 12:49





xoxo

O coreano gesticulou displicente com a cabeça, assentindo a cada explicação daquele que a partir de agora seria seu mandante. Aprisionou o polegar entre a prensa dentária, prolongando o riso infantil e o ar sensual que ostentava concomitantemente. Por hora, encontrava-se satisfeito o bastante para aceitar a ideia de ser o preferido do filho de Apolo; ao menos, teria uma parcela maior de atenção e carinho a mais para si só, o que o iria alegrar enquanto durasse.

Lançou uma piscadela ao garçom outrora desperto da magia entoada pelo feiticeiro; rapidamente, enfiou uma das mãos dentro do próprio bolso traseiro da calça caqui, subtraindo do interior algumas notas mortais que Montgomery lhe havia presenteado e que deveriam ser o suficiente para quitar a conta incógnita – e também a festinha que teria decorrido ali. Sabe-se lá Zeus o que aconteceria com aquela pobre alma quando encarasse o patrão. — Até breve, mon cher! murmurou no típico sotaque francês, arrastadíssimo. A esta altura, Elijah já teria partido por meios mágicos.

Enfiou-se na jaqueta de couro e contornou o perímetro do estabelecimento, acenando cinicamente a uma senhorinha que o encarava perplexo; após todo o enunciado, ele ainda era capaz de agir tão naturalmente. Adentrou em um táxi estacionado na fachada do restaurante e usufruiu do seu ar soberbo e de sua aura erótica para requisitar uma viagem repentina. Como o esperado, o mortal assentiu, caindo em seus encantos.

Era hora de cumprir com suas habituais obrigações como semideus, entretanto, antecedendo-as, tinha compromissos que exigiam sua presença com maior urgência. Durante todo o trajeto de volta à Long Island, o asiático não pôde tirar da mente os acontecimentos passados, não vendo a hora de realiza-los outra vez numa breve oportunidade futura, porém, melhor.



Adendos:
Habilidades:
Passivas:
Considerar todas até o nível 20.
Ativas:
♥ Benção de Afrodite (Nível 2). As crias afrodisíacas se envolverão em torno de uma aura de tonalidade fúcsia, deixando-as sempre bem vestidas. Todas as tentativas de desfazer tais feitos serão inúteis; mesmo rasgando suas roupas, retornarão a ser o que eram. O mesmo acontece com a maquiagem e com o penteado, nunca serão desfeitos e sempre chamarão atenção. Além disso, eles ficarão envoltos em uma aura de charme e sedução. É uma ótima combinação com a lábia persuasiva. Dura 3 turnos por ativação. Roupas danificadas antes não se restauram com o uso do poder. Não restaura itens, como armas e acessórios/ armaduras.
Arsenal:
— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

— {Beauté Électrique} / Chicote Elétrico [Chicote elétrico. É um chicote, todo trabalhado a mão. Ele é feito de couro, e nesse couro, pode se perceber detalhes em renda, bordada manualmente. Ele também reluz algumas pedras preciosas, que ajudam em ataques mais precisos, e podem cortar a pele do atingido]{Couro e Pedras preciosas} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

— {P&P} [Colar com um pingente dourado de um sol com as letras "P&P" estampadas. O pingente emite um calor intenso que pode aquecer o filho de Afrodite em lugares altos e congelantes ou emitir uma luz em lugares escuros para iluminar o local. Em lugares em que o sol pode atingir, o pingente absorve a energia solar e usa ela para curar 10% do HP de Piéetro] {Ouro} (Nível Mínimo: 1 ) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Paul W. Listen]

thanks juuub's @ cp!  
Ahrie Rothlow
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
160

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Florence E. Quinn em Qui 20 Nov 2014, 00:40


Destiny?

— Bobagem. — Continuou a não se importar, relaxando ainda mais na sua cadeira. Mesmo que fosse uma semideusa, tramas alheias não tinham nada a ver com a sua própria vida. Além de quê, ela não queria se envolver com mais histórias complicadas sobre como é difícil ser um meio-sangue e ter um objetivo em mente. Ao menos, o seu era mais simples do a maioria dos seus primos: ser reconhecida como a musicista que sonhara em ser. Por mais que isso soasse ridículo mesmo em seus pensamentos, ela ainda tinha esperança. O que fazia-a uma tola, claro que Florence sabia. Contudo, era o preço por ter um coração como o seu. — Obrigado. — Agradeceu ao garçom quando ele entregara seu prato. — Traga um refrigerante, por favor. — Pediu, enquanto abria um sorriso largo e via o homem se afastar.

Pegou uma boa quantidade do espaguete e mastigou como se saboreasse, mas não era o que fazia. Sua mente trabalhava a mil, tentando raciocinar algo no mínimo coerente. Um caçador. Que estava sendo caçado. Um caçador que caça semideus estava sendo caçado. Isso a fazia querer rir. A situação não soava somente como um trava-línguas, mas chegava a ser mais cômica do que a meio-sangue e seus sonhos perdidos. Com a boca cheia, apenas acenou a cabeça em sinal de agradecimento quando o garçom levou seu refrigerante, o abrindo e colocando um canudo. Limpou o canto da boca com o guardanapo ao acabar de engolir, dando um longo gole na sua bebida.

— Agradeço sua preocupação, Jhonn. — Levantou uma sobrancelha, deixando um tom divertido se apossar da sua voz. — Mas eu estou bem, olhe em volta. Talvez eu não consiga uma apresentação aqui, mas eu e meu amigo aqui — apontou o violão, recostado — ainda temos estrada por hoje. — Sorriu de leve, enquanto pisava nos cadarços do tênis, desamarrando-os.

Foi então que deixou a verdade vir à tona.

Estava cansada de migrar pelo país e de mentir. Cansada e conseguir apenas dinheiro suficiente para bancar duas noites em um hotel sujo e barato, só para ter que ir embora e começar tudo de novo. Certo, seu querido pai mortal havia avisado-a sobre a fadiga, miséria, e possível risco de morte por fome anos atrás, quando saiu de casa. Mas era tão jovem, tão imprudente... Olhou novamente para o semideus que a acompanhava. Seria sábio o que faria naquele momento? Nem um pouco. Mas desespero já era um sentimento conhecido pelo seu coração. Mordeu o lábio inferior. Estava ferrada.

— A verdade é que eu sou... Um fracasso. — Jogou a cabeça para trás, controlando a ligeira raiva que sentia. — Saí de casa cedo demais por teimosa - sim, você pode me julgar - e já estive em praticamente todo o lugar do país, e quase fora dele também. E é realmente muito frustrante tudo isso, porque sequer me defender dos perigos reais dessa coisa divina — revirou os olhos, mostrando desprezo — eu posso. De que adianta ter uma arma toda cheia de coisa se eu não sei sequer usar? — Bateu na mesa de leve, deixando-se afundar na cadeira que sentava. Havia perdido a fome. — A não ser que por algum milagre ou compaixão um ser bondoso e cheio de compaixão queira ouvir minha música, eu não vou sair dessa depressão profunda e desse dilema adolescente pelo qual eu não deveria estar passando. — Riu com o próprio comentário, por mais contraditório que fosse.



Thanks Little King © CG
Florence E. Quinn
avatar
Filhos de Hipnos
Mensagens :
23

Localização :
numa cama, realmente dormindo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Jhonn Stark em Seg 24 Nov 2014, 16:55


Reviravoltas Em Nashville

O destino reserva surpresas em um restaurante.



Bobagem.

Pois é. A causa que colocaria dezenas de vidas em risco, e poderia salvá-las. A vingança dos olimpianos contra o assassino de seus filhos, toda nas costas de Jhonn. Uma busca ao seu passado. Uma profecia que termina em morte.

Tudo encarado com uma palavra: Bobagem.

Conseguiu manter seu lado racional ativo. Se pensasse como um filho de Ares, talvez criasse um escândalo ali. Talvez tivesse incinerado o violão de Florence, ou pior, até a própria Florence. Mas lá estava ele, ouvindo tudo o que a garota dizia. Típico de sua parte.

Foi então que ela começou a dizer tudo o que confirmava as dúvidas de Stark. O que realmente preocupava o semideus. Só lhe restava uma alternativa naquele tipo de situação, e ele não pensaria duas vezes em tomá-la. Protegeria até um desconhecido mais ranzinza, se lhe fosse necessário, e tivesse seus motivos. Mas no caso de Florence... Sentia que podia ajudá-la.

- Bem, acho que esse é o seu dia de sorte, garota. - Disse, apoiando um dos braços em cima da mesa, e usando-o como apoio para sua cabeça. Em sua face, o óbvio interesse com a situação estava estampado. - Posso ser exatamente o que você está precisando.

Esperou que ela conseguisse captar o que queria dizer. Em seguida, revirou os olhos e prosseguiu sua fala.

- Posso te ensinar a sobreviver, a lutar. A ser melhor até que campistas do próprio acampamento. Mostrar que você não é um fracasso, Florence. - Encarou-a, erguendo uma de suas sobrancelhas. Tentou falar da melhor forma possível, tentando mostrá-la a sinceridade de suas palavras. - E sou um ser bondoso e cheio de compaixão. Adoraria ouvir suas músicas, também... Se uma hora puder me mostrar algumas, claro.

Endireitou-se a cabeça e estudou a expressão da garota com cuidado, e até um pouco de divertimento. Sentia que não era todo dia que alguém aparecia para oferecer ajuda daquela forma.

- E então, srta. Quinn? - Falou, suspirando. - Gostaria de ser minha aprendiz?


Jhonn Stark
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
701

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Florence E. Quinn em Qui 11 Dez 2014, 18:51


Destiny?

Aprendiz. Não gosto muito desta palavra, meu caro. — Observou pelo canto do olho o mesmo garçom que havia atendido-a aproximar-se. — Mas como eu não sei nada sobre lutas, espadas e essas coisas, aceito ser treinada. — Ainda com um pouco de receio, a filha de Hypnos de permitiu ser ajudada. Aliás, por quanto tempo mais poderia manter a expressão de indiferença?

Não muito, pensou.

— Só não me trate como boneca. — Brincou, mais uma vez, antes de se dirigir ao garçom. — Pega o dinheiro, fica com o troco, dá um jeito nessa comida. Eu perdi a fome. — Disse, num único fôlego, ao se levantar e entregar as notas para o homem. Pegou seu violão e encarou Jhonn, esticando a mão numa despedida amigável. — Obrigado, Jhonn. Foi legal te conhecer e você querer me ajudar. — E saiu do restaurante, com o instrumento preso firmemente nas costas.



Thanks Little King © CG
Florence E. Quinn
avatar
Filhos de Hipnos
Mensagens :
23

Localização :
numa cama, realmente dormindo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Jhonn Stark em Sab 13 Dez 2014, 00:43


Reviravoltas Em Nashville

Finale.



"Pelo visto, temos uma garota muito convencida aqui, senhoras e senhores." Jhonn repetia mentalmente, como se anunciando aquilo como um guia turístico. A atitude de Florence poderia colocá-la em alguns problemas, mas nada que o garoto não pudesse resolver. Ou morrer tentando.

Apenas assentiu enquanto observava sua nova aprendiz - Sim, utilizaria aquele termo eternamente - deixar o local. Querendo ou não, a atitude que tomava também era a certa. Permanecer em um único local era estúpido, arriscado. Fazia uma anotação mental de entrar em contato com a semideusa assim que chegasse no acampamento, através de uma breve mensagem de íris.

Levantou-se e acenou brevemente para os curiosos que ainda o encaravam pelo esbarrão do início da noite. Era hora de voltar para casa, de encontrar as respostas que tanto buscava. E quem sabe, um dia pudesse encontrar a garota ainda em vida. Ensinar-lhe a sobreviver.

Sem mais demora, saiu do local. Nashville não lhe guardava nada de valor, mas ele sabia que sua hora estava chegando.

"Uma profecia que termina em morte" Disse a deusa da sorte.

"Veremos." Sussurrou, dirigindo-se cautelosamente ao local onde o pégaso o esperava, subindo aos céus rapidamente.

- Até depois, aprendiz. - Falou, olhando para a cidade abaixo de si, de forma sorridente. - Boa sorte para continuar viva até nosso próximo encontro.


Jhonn Stark
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
701

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Simmon Wilem Brandeur em Seg 15 Dez 2014, 00:33




L  ighters


Uma das únicas frases que Sebastian lembrava de sua mãe proferir, era a de que, entre todos os antepassados da família Krauß, nenhum gostava de ficar parado.

Ou seja, eram uma família de nômades, no sentido mais puro e original da palavra.

Foi por isso que eles saíram de Israel logo no começo do primeiro milênio, indo para o Império Romano, depois para o Reino Nórico, que acabou virando a Áustria, e depois para a Alemanha, de onde também saíram e acabaram aportando aqui nos Estados Unidos da América.

Dessa maneira, estava no sangue de Sebastian a vontade de não criar raízes. E ele olhava pra tudo isso como uma benção, afinal, se ele tivesse raízes e laços com determinada terra, uma saída obrigada seria muito mais dolorosa e deixaria inúmeras cicatrizes.

Portanto, Sebastian gostava de trocar de cidades quase que diariamente. Era um prazer que ninguém poderia tirar dele.

Aquela noite, então, ele passaria na cidade de Nashville, no estado do Tenessee.

Ainda não era a noite propriamente dita, mas já passavam das 19 horas e o Sol começava a se dirigir para o descanso do horizonte, seu leito noturno. Ao fazer tal coisa, o astro maior deixava o céu com uma mistura bela de laranja e rosa, além do azul escuro do céu anoitecido.

Sebastian tinha fome, porém não sabia bem aonde ir. Dessa maneira, colocou uma roupa casual mas com um pouco de toque clássico, pois não sabia qual seria a moda predominante do lugar onde iria jantar. Vestiu uma calça jeans escura, um sapa-tênis, uma camiseta que combinava com o sapato e um terno de tweed, cinza. Parecia elegante mas não careta demais. Poderia ir de uma balada até um restaurante chique e ninguém reclamaria.

Depois disso, saiu para as ruas de Nashville. O garoto observava tudo com seus atentos olhos azuis, não deixando nada escapar de seu controle. Como não sabia onde iria jantar, o garoto olhava para todo e qualquer lugar que vendia comida. Observava qual era o mais bonito. Essa noite, ele seria comprado pelos olhos.

Caminhou durante uns dez minutos até chegar na frente de um restaurante italiano. Seu nome era clichê, como sempre, e Sebastian nem gostava tanto de comida italiana. Porém,o restaurante era um dos lugares mais lindos que o filho de Zeus já vira. Possuía três andares e na frente tinha um jardim que se destacava, brilhante.

Sebastian achou aquilo muito bonito e escolheu aquele lugar para jantar. Tinha sido o que mais havia lhe agradado o olhar. Dessa maneira, entrou. Falou com o recepcionista e pediu para comer ali fora, no jardim, pois tinha visto que o mesmo possuía algumas mesas e cadeiras. Até mesmo algumas namoradeiras, com almofadas. O funcionário concordou.

Sebastian pediu um carpaccio como antipasti. O prato era carne crua cortada em finíssimas fatias, com molho mostarda, alho picado em pequeníssimos pedaços e um toque leve de azeite de oliva.

Enquanto aguardava a comida ser preparada e servida, o garoto ficou olhando para o belo jardim. Ele possuía luzes posicionadas em lugares exatos, fazendo com que parecesse que as próprias flores brilhavam. Ficava um verdadeiro espetáculo, principalmente com a apresentação deslumbrante que já acontecia no céu, envolvendo nuvens, raios solares laranjas e rosas, o céu azul escuro e o brilho claro das estrelas que, devagar, começavam a pontilhar o céu.

Estava um dia realmente lindo. Um dia lindo que estava, lentamente, dando espaço para uma noite ainda mais agradável e bela.

________________________________


Armas:

ϟ {Yin Yang} [Uma espada de punho prateado e com um desenho bem talhado de uma borboleta em azul. Sua lâmina é de uma beleza diferenciada, pela divisão do cume central, metade dela possui um material negro e a outra metade é feito de prata sagrada. Seu corte é duplo e sua ponta afinada, uma espada bastante resistente. Ela possui uma habilidade de ativar um segundo modo em que a espada original se divide em duas, uma de lâmina totalmente preta e outra de prata sagrada. Nesse segundo formato a sua resistência diminui um pouco, porém seu corte fica extremo, podendo cortar metais pesados e causar efeitos sobre armas sagradas. Essa espada vem em uma bainha preta com entalhes azuis em borboletas, ela se adapta ao corpo do mentalista podendo ser usada do modo que este desejar carregar a espada.] [Materiais: Prata Sagrada e Material Negro] (Nível Mínimo: 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: Presente por ser mentalista]

ϟ {Donner} / Mini Raio-Mestre [Cilindro mágico feito 1/2 de prata e cobre com dons sobre a eletrecidade. Pode lançar raios elétricos em seu oponente] {Cobre e Prata} (Nível Mínimo: 9) {Controle sobre a Eletricidade/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus]

Poderes:
Por favor, considerar todos os passivos, tanto de Zeus quanto de mentalista, até o nível nove.

Simmon Wilem Brandeur
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
227

Localização :
USA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Olivia Hävgaard-Løeg em Seg 15 Dez 2014, 05:48



Bella di notte, bellissimo posto, bel ragazzo

Eis que, do outro lado da rua, surgiu uma bela dama de cabelos dourados. Uma fumaça púrpura bailava à sua volta, mas esta logo foi dissipada pelo ar, deixando apenas o cheiro adocicado como uma lembrança de sua breve existência.

A dama, que trajava nada mais que um vestido vermelho de um tecido leve que ia até pouco acima de seus joelhos, elevou seus olhos roxos para o céu anoitecido, pensando na irmã cujo recebera a missão de procurar. Eram gêmeas, mas filhas de pais diferentes. E era por ela que estava “pulando” de cidade em cidade. E era por ela que estava em Nashville.

Mas... não era por ela que estava ali. Estava ali, naquela avenida, diante de um grande restaurante – ele tinha três andares-, porque estava morrendo de fome e, por estar há dias viajando e comendo besteiras, acreditava que merecia comer algo mais leve e nutritivo num lugar calmo e requintado.

Pôs-se, então, a caminhar em direção à Casa d’Itália, com seus saltos fazendo um ruído oco ao entrarem em contato com o asfalto surrado enquanto atravessava a rua. Ao se aproximar do mesmo, sua atenção foi puxada para o jardim que, de um jeito muito curioso e deslumbrante, brilhava.

Estancou na entrada, observando aquele tanto de gente. Aos poucos, os olhares de todos os homens foram atraídos para si. Feiticeiras são muito atraentes. Crystal riu, achando graça do modo como as mulheres ficaram irritadas.

Com um piscar de olhos, ela oprimiu a sua aura, fazendo suas íris voltarem à cor natural: azul celeste. No mesmo instante, alguns dos homens livraram-se do encanto, mas o restante continuou a observá-la. Suspirou desdenhosa, como se aquilo acontecesse sempre e deu a volta, dirigindo-se novamente para o jardim pelo qual passou, onde também havia locais para se sentar.  Preferia a simplicidade de fora muito mais do que todo o luxo de dentro.

Andou por entre as mesas com ar distraído, procurando uma desocupada. Mas, ao notar um garoto sozinho, sentiu uma sensação estranha que fê-la querer se aproximar.

Mordeu o lábio inferior, pensativa. Por fim, resolveu ir até lá.

Colocou a mão em seu ombro como se fosse a coisa mais natural do mundo chegar e tocar alguém desconhecido.
- Está esperando alguém ou posso me juntar a você? – Proferiu num tom casual, lacrando a frase com um sorriso de canto.

Seus olhos voltaram a ser púrpuros quando o encarou, se destacando naquela meia luz como os de uma leoa.



wearing: here. interagindo com: bolinho. q
PORMENORES:

PODERES USADOS:

Poseidon - Feiticeiros

PASSIVOS:

Considerar todos do grupo extra até o meu nível (preguiçadelistar).

ATIVOS:

----

Armas levadas:


— Relíquia Mágica [Colar simples e leve, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. A corrente é de prata, e cintila com um brilho negro à luz da Lua. Seu pingente é em forma de pentagrama, e é feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos.][Prata; Diamante;] (Item de Feiticeira) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]

— {Atlântis} / Corrente [Corrente de 2,7 metros feita de rochas oceânicas. Quando em repouso transforma-se em uma braçadeira feita de courina de Hidra. Restabelece 5% da energia, uma vez em qualquer ocasião. Quando manipulada pelo seu dono, está vos dá dons aprimorados sobre a água] {Oricalco, Couro de Hidra} (Nível Mínimo:1) {Controle sobre a Água/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Poseidon]

— Anel Duplo [Ouro e Cristal] [Anel com um pequeno cristal em forma de gota incrustado. Runas mágicas circundam o objeto e brilham levemente, brancas e translúcidas. Uma vez por missão, evento ou pvp, a jogadora poderá usar a magia do anel para criar um duplo seu. No entanto, a "cópia" será apenas uma ilusão incorpórea, e sumirá assim que sofrer o primeiro ataque. Ao alcançar o nível quinze, a player poderá pedir a benção e um Feiticeiro de Circe e filho de Hécate, que aumentará o nível do item, tornando a "cópia" tangível e capaz de lutar independentemente de Crystal, mas sem usar poder algum.] (Nível mínimo: 01. [Depois do Upgrade, nível mínimo é 15].) {Item Mágico: Sem Elemento} [Recebimento: Missão "Valentões são Proibidos", com Afrodite]

♦ {Warrior} / Espada [Uma espada de 90 cm, sendo 20cm(base) e 70(lâmina). A base é feita de prata decorada com pequenas conchinhas de ouro, esta possui leves depressões para acomodar melhor os dedos, a lâmina é de bronze sagrado e é 10% mais afiada que as comuns. Escrito no sulco da lâmina "πολεμιστής" que é Guerreira em grego antigo. Espada fácil de se manusear, já que possui sulcos na base que são revestidos por couro, também a tornando confortável. Quando não usada transforma-se em um anel de prata decorado com um pequeno tridente dourado, sendo que quando precisa transforma-se sozinha em espada.] {Bronze sagrado, prata, ouro e couro} [Nível mínimo: 4] {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: ¥ Dragon Dovahkiin ¥, att por Deimos]

— {Celeste} / Armadura [Feita inteiramente de magnésio, é leve e não prejudica tanto a movimentação quanto uma feita de outros materiais. A parte inferior é constituída pelas grevas, que protegem a parte das canelas, escarpes para os pés. As coxas são protegidas em parte pelas pernas da armadura e em parte por uma espécie de saia abaixo do torso do equipamento. A parte que defende os joelhos são duas conchas - como as de praia - feitas com o mesmo metal de toda a armadura. Na lateral da coxa existem ondulações feitas para também se parecerem com conchas. O torso da armadura foi feito para se alinhar perfeitamente às curvas da dona. Foi desenhada com o design tomara-que-caia, ou seja, o torso termina nos seios. A armadura chama a atenção pra estes, com seus detalhes de ondulação e uma estrela desenhada sobre eles. Os braços e mãos da armadura são compostos por manoplas, estas tendo dois traços que percorrem o dorso da mão, os braços, e espaldares para proteção do ombro. Não possui elmo, no entanto tem uma coroa no modelo de uma tiara, que protege a testa da semideusa, com o símbolo de concha no centro. Foi projetada com base em armaduras imperiais, e possui alguns detalhes semelhantes a estas. Quando a dona desejar, se transforma em uma gargantilha coleira com um símbolo de um tridente em seu centro, para que a armadura possa passar despercebida. Na gargantilha está a frase ουράνια πανοπλία, que quer dizer Armadura Celeste] {Magnésio} (Nível Mínimo: 8) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Presente de Harry S. Sieghart]

Olivia Hävgaard-Løeg
avatar
Filhos de Poseidon
Mensagens :
103

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Simmon Wilem Brandeur em Seg 15 Dez 2014, 19:05




Sea hurricane


É inegável que existem forças na natureza que deveriam ser mantidas sossegadas e quietas. Porém, de tempos em tempos, tais forças veem a tona, mostrando toda a sua fúria e seu poder. E o ser humano sempre pagou com sangue.

Porém, alguns elementos da natureza sempre tiveram maior facilidade de inspirar a imaginação dos tolos humanos. O mar, o núcleo da terra e o céu. Essas são as forças que mais causam destruição. O mar, com suas ondas, maremotos, tsunamis. O núcleo da terra, com seus terremotos, gêiseres e vulcões. E o céu, com suas chuvaradas, tempestades, trovões, raios e relâmpagos.

Separadamente, tais forças já são avassaladoras. Quando combinadas, então... é difícil alguém sair vivo.

E, então, Sebastian viu ela. Uma onda em forma de mulher. Quer dizer, ele só viu ela depois que a mesma tinha tocado seu ombro. Um toque leve, familiar, como se ele fosse seu conhecido. O que, obviamente ele não era. Se conhecesse aquela garota, wow, ele lembraria

Enquanto ouvia a garota falar, cruzou as pernas por sobre a mesa do restaurante. Tal movimente deixaria o mais nobre dos condes de cabelos em pé, mas Sebastian não se importava.

O Sol laranja misturado com as luzes daquele jardim lançavam uma áurea deslumbrante sobre a garota. Sebastian leu a mente dela por alguns segundos e ficou sabendo que ela se chamava Crystal e era filha de Poseidon, além de Feiticeira de Circe. Ficou espantado, mas manteve o semblante calmo e tranquilo.

— Você teve sorte, filha do mar. Normalmente eu não sou tão bonzinho com quem me aborda dessa maneira — Então deu um sorriso encantador para a semideusa. Em seguida, pegou na mão que ela havia colocado em seu ombro e deu um beijo de leve, sem perder o contato visual com Crystal. — Porém, acho que já estamos encrencados o suficiente, afinal, um filho de Zeus e uma filha de Poseidon, no mesmo lugar, atraem os mais diversos monstros.

A garota era bela como uma tempestade de verão caindo sobre às águas profundas do Pacífico. Mas tempestades são mortais. Assim como raios.

Coisa rara, aquilo. Duas das três maiores forças da natureza reunidas no mesmo lugar. Iria ser um estrago.
________________________________


Armas:

ϟ {Yin Yang} [Uma espada de punho prateado e com um desenho bem talhado de uma borboleta em azul. Sua lâmina é de uma beleza diferenciada, pela divisão do cume central, metade dela possui um material negro e a outra metade é feito de prata sagrada. Seu corte é duplo e sua ponta afinada, uma espada bastante resistente. Ela possui uma habilidade de ativar um segundo modo em que a espada original se divide em duas, uma de lâmina totalmente preta e outra de prata sagrada. Nesse segundo formato a sua resistência diminui um pouco, porém seu corte fica extremo, podendo cortar metais pesados e causar efeitos sobre armas sagradas. Essa espada vem em uma bainha preta com entalhes azuis em borboletas, ela se adapta ao corpo do mentalista podendo ser usada do modo que este desejar carregar a espada.] [Materiais: Prata Sagrada e Material Negro] (Nível Mínimo: 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: Presente por ser mentalista]

ϟ {Donner} / Mini Raio-Mestre [Cilindro mágico feito 1/2 de prata e cobre com dons sobre a eletrecidade. Pode lançar raios elétricos em seu oponente] {Cobre e Prata} (Nível Mínimo: 9) {Controle sobre a Eletricidade/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus]

Poderes:
Por favor, considerar todos os passivos, tanto de Zeus quanto de mentalista, até o nível nove.

Simmon Wilem Brandeur
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
227

Localização :
USA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Nina A. Mutt em Seg 15 Dez 2014, 21:06


Sorry for
Party Rocking


Acendeu um cigarro antes de continuar seu trajeto, nicotina era tão necessária à sua sanidade quanto oxigênio ao seu sangue – ou foda-se, filhos de Hades eram escrotos. Meneou a cabeça e um cheiro abateu-a como que com um soco, atordoando os sentidos e deixando-a faminta. Era cheiro de comida italiana, o sangue Alcidamo esquentou nas veias e o estômago roncou alto, assustando até mesmo um mendigo que estava deitado na rua mastigando um pão velho.

- Mas que boceta. – envergou o corpo, pressionando a região. – Aquele hotel só tinha amendoim, porra. Não é justo você descontar em mim.

Aliás, como tinha ido parar ali? Vai saber, flor de lótus traficada era algo forte demais e só se achava em Las Vegas, então ela não estava muito interessada em saber como chegou ali em Nashville. Na verdade, a única coisa que importava era a fome que corroía suas tripas como ácido. Escarrou a saliva repleta do sabor amargo do cigarro e jogou o dito cujo no chão, apagando-o com o pé.

Continuou seu trajeto até ver o tal lugar que tinha um odor tão convidativo que a fez salivar, literalmente um cachorro assistindo frangos serem assados. Contudo o local era... Grã-fino? Fosse a merda que fosse ela deu uma olhada no vidro antes de penetrar, estava com uma roupa nova roubada e tinha tomado banho num hotel ali perto, sua espada estava perigosamente amolada e emitia uma aura tenebrosa que combinava perfeitamente com sua própria.

Estava estonteante como sempre.

- Acho que dá pro gasto. – deu de ombros com um sorriso convencido em face, enquanto arrumava os cabelos na altura dos ombros, aliás estes estavam maiores, o que lhe agoniava a pele do pescoço.

Ao entrar notou ser a única desacompanhada, mordeu os lábios contendo um riso e disse ao recepcionista que esperaria companhia. Talvez fosse sua eterna expressão de vadia, a sobrancelha arqueada ou o cheiro de selvageria que emanava de sua aura – ou qualquer caralho que fosse – o homem deu um sorriso dúbio, como que quem esperava que o final da noite pudesse ter uma companhia tão desgraçada.

Pobres almas, sequer imaginam que o diabo habitava aquela pele pálida.

O sujeito levou-a até uma mesa próxima a de um casal, observou-os sem o menor sinal de vergonha os afins, deviam estar se divertindo e pouco se fodendo para ela, assim como ela para qualquer um ali. Apalpou a carteira no bolso detrás da calça e constatou que estava tão gorda quanto peru em época de natal, acomodou-se na cadeira puxada pelo homem e fisgou o cardápio, varrendo os olhos sobre o que poderia ou não saciar a fome de uma vira-lata.

Porém sua intuição dizia que ali poderia ser saciada sua fome de vadiagem. Talvez? Sei lá, se não ocorresse nada, ela faria acontecer.

- Que foi, perdeu o cu na minha cara? - Rosnou para um gordo que lhe olhava atravessado.

Auau:

Armas:

- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite]
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
Habilidades:

Nenhuma relevante.

Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Meredith H. Wermöhlen em Seg 15 Dez 2014, 21:59


the bitch is hungry

don't give me food, give me fuck



    → With Sebastian, Crystal & Nina, at Restaurante D'Itália

{01}

O andar era sensual, com um gingado atraente enquanto as passadas, leves e delicadas, faziam os quadris mexerem involuta e eroticamente. Uma dançarina nata? Não, uma biscate de esquina. Era sempre essa a impressão que a filha de Melinoe passava, embora estivesse mais comportada nos últimos tempos. Por quê? Talvez a falta de alguém à altura. Conhecia uns projetos de putinhas que se satisfaziam com qualquer um, e, sendo tão filha de puta, não era daquelas.

Parecia mais a menininha inocente de outrora quando trajava aquele vestidinho branco leve, facilmente esvoaçante, de alcinha fina e de decote tímido, longo até abaixo dos joelhos. Não era assim. Já vira muitas comadres com calcinhas jeans, e muitas prostitutas com vestidos de freira. No cinto preto que marcava a cintura da jovem estava escondida a adaga da qual não se separava, e, mais ainda, mantinha-se armada até os dentes.

A leve brisa levantava com delicadeza as madeixas negras da Wermöhlen quando parou diante do restaurante, deixando aparente a pequena tatuagem em forma de árvore no ombro da jovem. A mesma representava tantas coisas acerca da vida de Meredith que dava preguiça só de pensar em explicar.

O porteiro a avistou e meneou a cabeça com um sorriso convidativo. Poupe-me. O revirar de olhos da semideusa seria suficiente para despachá-lo, mas não o fez; sentia a pressão no estômago, e, daquela vez, não era o demônio que habitava seu ventre e sugava sua vida como um carrapato em um cachorro. A mentalista mordeu o lábio, olhando através da porta de vidro, analisando quem seria a vítima inocente a pagar o jantar para ela. Quando entrou, seu olhar, como acontecera no outro estabelecimento, foi atraído pelos curtos fios negros da prole de Hades, e por toda a sensualidade que ela exalava.

Sorriu. Nina. Não que quisesse aproveitar-se, apenas gostaria de reencontrá-la. Abanou a mão para um garçom que lhe indicava um lugar livre e caminhou com calma na direção da outra semideusa. O salto de seu sapato não fazia barulho algum em contato com o piso, e Meredith agradeceu por isso. A Wermöhlen aproximou-se por trás, sussurrando-lhe em seguida:

— Ora, que surpresa ótima — a última palavra era carregada de malícia. Afastou-se com rapidez antes que pudesse levar um possível soco da prole de Hades, e sentou-se no lugar vago à sua frente. — Importa-se? Eu estou faminta.

O olhar da garota dos fantasmas foi atraído para o casal à mesa próxima. Semideuses também. Mas que caralho, para onde quer que fosse, lá estavam as pestes do Olimpo. Voltou-se para Nina, um sorriso cínico brotando nos lábios.

— Boate dois ponto zero? — torceu para a outra entender a referência. — Casal à vista, amor.

Itens:
— {KH} / Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] → no cinto do vestido ←

— {Soul} / Colar [Um colar feito de prata com um pingente metálico em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha".  Quando ativado, permite que o smideus assuma a forma etérea. Contudo, ele só pode ficar nesta forma 5 turnos por missão, seja de forma contínua ou não - ou seja, ele pode gastar os 5 turnos seguidos ou dividir a utilização, mas a soma do uso não pode exceder o tempo máximo por missão] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Controle etéreo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] → no pescoço ←

— {Void} / Anel [Anel prateado. Olhando de perto seus detalhes lembram ossos justapostos, como se o anel fosse feito de pequenas peças até tomar seu formato. O anel suga a alma/ energia dos oponentes derrotados em combate (mortos ou destruídos pelo filho de Melinoe - ele deve ser o último a golpear o oponente para fazer efeito. Essa essência pode ser usada futuramente na ativação de certos poderes, como "Ectofagia" e "Acessar memória", respeitando os limites dos poderes. Adicionalmente, o semideus pode escolher gastar o poder de uma alma capturada - consumindo-a no processo - e ganhando um aumento de suas características de 15%, por 3 turnos. Isso afeta força física, esquiva e potência/ chance de acerto de ataque, mas não a duração dos poderes, ainda que o dano seja alterado. Apenas uma alma pode ser consumida desta forma por missão. Uma vez por missão o anel pode manipular a energia espiritual do próprio semideus, fazendo com que recupere 20 HP sem custos adicionais ou qualquer perda.] {Bronze sagrado}(Nível Mínimo: 1) {Controle de almas. Almas coletadas: -} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] → no anelar da mão esquerda ←

— {Revenga} / Foice [Foice prateada cuja haste é toda adornada com desenhos de fantasmas e rosas negras. A lâmina lisa, é feita de prata temperada - tornando-a mais resistente -, afiadíssima. Ao golpear o ar, transmite um ruído como o de assobio, que pode deixar quem o ouve fortemente incomodado. Quando desativada, transforma-se em um brinco de pressão, em formato de H que representa o nome de Harry] (Nível: 5) [Feita em: madeira, prata] {Elementos: nenhum}[Presente de Harry S. Sieghart] → desativado, na orelha direita ←

— Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] → no pulso esquerdo ←
Melinoe & Psiquê:

Passivos
— Considerar todos, de ambas as patronas, até o nível atual da personagem (26);

Ativos
— None.
Meredith H. Wermöhlen
avatar
Filhos de Melinoe
Mensagens :
894

Localização :
Ahn...?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Alec Lochees em Seg 15 Dez 2014, 22:48



For

in some velvet morning


Atravessou a rua a passos largos, dando uma olhada despreocupada por cima do ombro. Se houvesse algum monstro seguindo-o, teria o enorme azar de pegá-lo com o humor sombrio. Na outra calçada, colocou as mãos no bolso e andou distante dos postes de luz. Mantinha a cabeça erguida e a postura inabalável, orgulhoso como uma águia.

O céu estava limpo, sem dar sinal de que choveria. Mas, em pouco minutos, a cena mudou, e nuvens pesadas e escuras se reuniram em uma dança apressada. Um trovão rugiu distante, atraindo-lhe o olhar. Seus instintos afiados lhe diziam que coisas ruins estavam por vir, mas não naquele dia. O tempo era paciente demais.

Ah, mas havia surpresas aguardando por ele.

Vestia um suéter preto sobre uma blusa branca e calça jeans. Não era o tipo de roupa séria, mas também não muito banal, que era como estava acostumado. A folga que tirara do acampamento o deixava sem grandes preocupações e livre para fazer o que quisesse. Decidira, então, respirar ar novo, ver pessoas diferentes. E ele adorava comida italiana, gosto adquirido durante a infância. Fazia tempo que não se lembrava daquela época.

Parou quando chegou ao local. Hesitou por um momento, os olhos analisando seu reflexo no vidro da porta. O cabelo estava grande, uma mistura desordenada de cachos loiros. Não um loiro opaco, mas vivo, cor de ouro. E seus olhos, de um castanho escuro, faiscavam como uma fagulha prestes a acender. Ao levantar a mão para a porta, Lynx, em formato de anel, reluziu, como se previsse a presença dos outros.

No balcão, apontou seu nome na lista e o atendente lhe deu passagem. A primeira coisa que sentiu ao entrar foi a aura, densa e forte, acompanhada de um cheiro característico de morte. Não parou de andar, mas seus olhos vasculharam o lugar até encontrar a semideusa. Sim, semideusa: Nina Mutt, conselheira do chalé de Hades. Outra garota a acompanhava, mas essa ele não saberia dizer quem era.

Contornou algumas mesas, puxou uma cadeira e se sentou junto às garotas. Fez como se tudo não passasse de um encontro casual.

— Tão longe do acampamento, conselheira? — questionou formalmente, encarando a filha de Hades. Estreitou os olhos para a outra e acenou com a cabeça. — E aí?

pormenores:
Armas:
{Lynx}/Sabre [A karabela tem um punho aberto com o pomo no formato de uma cabeça de águia. Seu cabo anatômico permitia o manejo mais fácil de cortes circulares quando se luta a pé e e de cortes oscilantes quando montado no cavalo/pégaso. É feita de bronze sagrado e seu punho é revestido com couro. Vem junto de uma bainha de couro. No nível 20 transforma-se em um anel, com a cabeça e as asas de uma águia entalhadas.] {Bronze sagrado e couro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus]
Alec Lochees
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
428

Localização :
na puta que me pariu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Olivia Hävgaard-Løeg em Seg 15 Dez 2014, 23:00



Incontro non pianificato



Há, no mundo, mais de 99 milhões de cores, algumas distintas, outras tão parecidas que são facilmente confundidas. Crystal, ao olhar diretamente nos olhos do garoto, descobriu o motivo pelo qual um de seus sentidos a fizera dirigir-se até lá. Azuis. Azuis intensos e elétricos. Filho de Zeus. Nunca entendera como o fazia, mas descobrir a ascendência pela aura e/ou cor de olhos de semideuses estava se tornando uma ação quase involuntária.

Um sorriso de escárnio brincou em seus lábios. Que coincidência, não? Dois filhos de deuses superiores no mesmo lugar. Dava para sentir o cheiro da treta que se aproximava como um ladrão que, na sua tentativa de agir sorrateiramente, acabava alardeando os cães.  

Arqueou uma das sobrancelhas quando o rapaz beijou sua mão, exibindo certo cavalheirismo após palavras tão... reveladoras. “Filha do mar” - não era como se isso estivesse estampado em sua cara. Hmm.

Afastou a mão dos lábios do garoto com delicadeza, elevando-a a altura da cabeça para ajeitar a franja que, uma vez que deslizara para frente olhos, começava a incomodar.

- Por hora, não devemos nos preocupar com isso. – E, olhando atravessado para os pés que jaziam sobre a mesa, sentou-se na cadeira à sua frente, cruzando as pernas sob a mesma. – Aliás, se quiser que eu seja boazinha, devo lhe pedir que não ouse invadir minha mente de novo. Caso contrário, acabará encontrando o que não deve e eu me sentiria muito mal em estragar sua carinha bonitinha. – Sorriu cínica para ele e, em seguida, encarou o garçom mais próximo com tanto afinco que este, atraído pela sua beleza lasciva, veio todo bobo em sua direção. – Vinho tinto e... – Olhou para o cardápio intocado sobre o móvel. – Espaguete à Carbonara. – O bacon, que estava incluso, apeteceu o seu estômago.

Observou o garçom enquanto ele anotava o pedido e comprimiu os lábios numa linha fina ao vê-lo adentrar o restaurante com as pernas meio moles. Ela não usara tanta magia assim. Aquele mortal em especial parecia possuir um espírito frágil.

Voltou sua atenção para o acompanhante da noite, que possivelmente estaria pensando em como ela descobrira aquela façanha.

- Eu não sou ingênua. Se eu não te contei e sei que não me conhece, logo a única maneira de ter descoberto que sou semideusa foi lendo meus pensamentos. – Proferiu de forma lenta e calma, não era de seu feitio assustar os gatinhos no primeiro contato com seu instinto de fera. – A propósito, eu não sei o seu nome e... – Interrompeu a frase ao sentir uma aura opressora e obscura, que a fazia ter vontade de se esconder e dançar ragatanga ao mesmo tempo.

Sério que tem mais gente do mundo fodido aqui?


wearing: here. interagindo com: bolinho, nina, mere e heron. q
PORMENORES:

PODERES USADOS:

Poseidon - Feiticeiros

PASSIVOS:

Considerar todos do grupo extra até o meu nível (preguiçadelistar).

ATIVOS:

----

Armas levadas:


— Relíquia Mágica [Colar simples e leve, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. A corrente é de prata, e cintila com um brilho negro à luz da Lua. Seu pingente é em forma de pentagrama, e é feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos.][Prata; Diamante;] (Item de Feiticeira) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]

— {Atlântis} / Corrente [Corrente de 2,7 metros feita de rochas oceânicas. Quando em repouso transforma-se em uma braçadeira feita de courina de Hidra. Restabelece 5% da energia, uma vez em qualquer ocasião. Quando manipulada pelo seu dono, está vos dá dons aprimorados sobre a água] {Oricalco, Couro de Hidra} (Nível Mínimo:1) {Controle sobre a Água/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Poseidon]

— Anel Duplo [Ouro e Cristal] [Anel com um pequeno cristal em forma de gota incrustado. Runas mágicas circundam o objeto e brilham levemente, brancas e translúcidas. Uma vez por missão, evento ou pvp, a jogadora poderá usar a magia do anel para criar um duplo seu. No entanto, a "cópia" será apenas uma ilusão incorpórea, e sumirá assim que sofrer o primeiro ataque. Ao alcançar o nível quinze, a player poderá pedir a benção e um Feiticeiro de Circe e filho de Hécate, que aumentará o nível do item, tornando a "cópia" tangível e capaz de lutar independentemente de Crystal, mas sem usar poder algum.] (Nível mínimo: 01. [Depois do Upgrade, nível mínimo é 15].) {Item Mágico: Sem Elemento} [Recebimento: Missão "Valentões são Proibidos", com Afrodite]

♦ {Warrior} / Espada [Uma espada de 90 cm, sendo 20cm(base) e 70(lâmina). A base é feita de prata decorada com pequenas conchinhas de ouro, esta possui leves depressões para acomodar melhor os dedos, a lâmina é de bronze sagrado e é 10% mais afiada que as comuns. Escrito no sulco da lâmina "πολεμιστής" que é Guerreira em grego antigo. Espada fácil de se manusear, já que possui sulcos na base que são revestidos por couro, também a tornando confortável. Quando não usada transforma-se em um anel de prata decorado com um pequeno tridente dourado, sendo que quando precisa transforma-se sozinha em espada.] {Bronze sagrado, prata, ouro e couro} [Nível mínimo: 4] {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: ¥ Dragon Dovahkiin ¥, att por Deimos]

— {Celeste} / Armadura [Feita inteiramente de magnésio, é leve e não prejudica tanto a movimentação quanto uma feita de outros materiais. A parte inferior é constituída pelas grevas, que protegem a parte das canelas, escarpes para os pés. As coxas são protegidas em parte pelas pernas da armadura e em parte por uma espécie de saia abaixo do torso do equipamento. A parte que defende os joelhos são duas conchas - como as de praia - feitas com o mesmo metal de toda a armadura. Na lateral da coxa existem ondulações feitas para também se parecerem com conchas. O torso da armadura foi feito para se alinhar perfeitamente às curvas da dona. Foi desenhada com o design tomara-que-caia, ou seja, o torso termina nos seios. A armadura chama a atenção pra estes, com seus detalhes de ondulação e uma estrela desenhada sobre eles. Os braços e mãos da armadura são compostos por manoplas, estas tendo dois traços que percorrem o dorso da mão, os braços, e espaldares para proteção do ombro. Não possui elmo, no entanto tem uma coroa no modelo de uma tiara, que protege a testa da semideusa, com o símbolo de concha no centro. Foi projetada com base em armaduras imperiais, e possui alguns detalhes semelhantes a estas. Quando a dona desejar, se transforma em uma gargantilha coleira com um símbolo de um tridente em seu centro, para que a armadura possa passar despercebida. Na gargantilha está a frase ουράνια πανοπλία, que quer dizer Armadura Celeste] {Magnésio} (Nível Mínimo: 8) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Presente de Harry S. Sieghart]

Olivia Hävgaard-Løeg
avatar
Filhos de Poseidon
Mensagens :
103

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Lina Oakwood em Seg 15 Dez 2014, 23:29


Hunger
Pasta


O estômago roncou. Era a terceira vez que o órgão reclamava com tanta voracidade, o que significava que eu precisava achar algo para comer logo, ou então não conseguiria fazer o que vinha fazer ali direito. Tá que eu tinha vindo a Nashville para entregar uma mercadoria e comprar material para minha forja e que não planejava ir a um restaurante super chique para comer, mas, assim que vi a placa do lugar, sorri e realmente não me importei se aquele era um lugar só para pomposos.

Quando entrei no local, barulhento como sempre fui, devo ter atraído a atenção de todas as pessoas ali. Afinal, que ser humano carregaria um machado e uma espada nos ombros como um brutamontes e que parecia quase um mendigo de sujo e com roupas esfarrapadas. Ignorei e encarei o garçom que me encara como se não fosse bem vindo ali.

- Fale o que você quiser, eu tenho grana e estou com fome. - apontei para os seguranças que o acompanhavam. - E não acho que esses dois vão me segurar.

Vendo que eles não iriam deixar-me avançar mais para dentro do local, retirei do bolso da bermuda que usava um maço bem grande de dólares com a mão que segurava a espada. Os homens, ao ver aquilo, me deixaram passar, embora murmurassem que iriam cobrar o dobro do preço. Sentei-me em uma das mesas de fora e coloquei os pés em uma das cadeiras vazias, relaxando um pouco.

Pena que, nesse momento, notei auras que me lembravam a de semideuses poderosos. Só não sabia de onde elas vinham. Então, prestei atenção na movimentação da mesa à frente da minha: Uma que estava presente um casal. Tinha suspeitas de que eram eles que emitiam aquilo.

Armas:
♦ {Diligente} / Espada [Uma espada de bronze sagrado que parece muito mal-cuidada e feia, como se estivesse velha, mas que é afiadíssima e muito fácil de manusear. Tem um espaço oco no guarda-mão que é o mesmo espaço oco dos olhos do dragão quando a espada se transforma em bracelete. Se transforma em um bracelete de bronze com formato de um dragão enroscado em um apoio, que no caso seria o braço de Hiccup. Seus olhos são vazios, mas quando um deus pede uma missão e coloca uma pedra que lhe representa dentro do bracelete, a espada pode usar da mp do usuário para ativar um poder ativo ou passivo do filhos do deus em questão. (Poder no máximo dez níveis a menos que o nível do usuário. Só pode ser usado uma vez à cada duas missões.) É semi-indestrutível e volta como bracelete para o braço de Hiccup caso perdida.] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 38) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: Evento Externo Skyfall]
Poderes:
None[Novo]
Lina Oakwood
Indefinido
Mensagens :
647

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Nadja Kowalenski em Seg 15 Dez 2014, 23:55


unsustainable
There's nothing wrong with just a taste of what you paid for


O mundo no século XXI era definitivamente caótico. Nadja ainda não havia decidido se aquele era um caos bom, ou simplesmente catastrófico. As luzes fortes demais, o palavreado chulo, a falta de modos das pessoas ao se comunicarem e, principalmente, o novo padrão de vestimentas. Nunca imaginaria um futuro no qual mostrar mais pele que prostitutas seria considerado comum, e estava encontrando dificuldade em se adaptar à sua nova realidade. Durante o curto período de liberdade conquistado ao sair do Cassino Lótus, a filha de Afrodite sofrera para conseguir entender como deveria se portar, e achou praticamente impossível abandonar seus valores e sua educação antiquada. Seria para sempre uma dama da década de 1920.

Sua curta semana no Acampamento Meio Sangue foi ainda pior. Eram poucos os jovens capazes de compreendê-la, parecia improvável alguém ser simplesmente bom. A sociedade se perdeu no tempo, no que as pessoas se tornaram? Todos eram desconfiados de suas boas intenções, do sorriso gentil e a fala amigável da russa. Talvez não soubessem, porém ela os escutava cochichando à seu respeito, especulando seus verdadeiros motivos. Era de partir o coração. Em apenas sete dias na nova Era, Nadja havia perdido a fé na humanidade. Naquela situação de crise, fez a única coisa na qual se saía vitoriosa sempre, fugiu.

Não lembra-se como, ou quando, porém chegou em um lugar chamado Nashville. Sem dinheiro, sem hospedaria, e com a roupa do corpo, a garota caminhava sem rumo pela cidade, ignorando o estômago roncando. Tudo que queria ali era encontrar algum conhecido para oferecer-lhe ajuda, como nos velhos tempos. O único problema: todos os seus amigos e familiares morreram, sem excessões. Odiava pensar naquilo, porém era a triste realidade e, se quisesse sobreviver, teria de aprender a conviver com a dor. Enquanto passeava pelas avenidas, sentia-se nua toda vez que passava por um homem, em suas roupas modernas. Suas pernas doíam de tanto andar, sua fome aumentava, e a sensação de estar sendo observada tornava tudo ainda pior.

Após algumas horas à fio, encontrou um lugarzinho aconchegante que exalava um maravilhoso cheiro de pasta caseira. Nadja imediatamente lembrou-se dos tempos que passou na Itália, e seu coração encheu-se de nostalgia. Quase como num transe, a semideusa fora atraída até o restaurante. Sabia que não tinha dinheiro para pagar a comida, porém isso seria algo com que se preocuparia depois. O garçom levou-a até uma mesa em um canto afastado e serviu-lhe a melhor lasanha de todas - a fome faz tudo parecer melhor.

Enquanto se empanturrava, notou uma pequena comoção perto de sua mesa. Parecia um grupo normal de jovens, tirando o fato de que era possível sentir a tensão no ar. Nadja observou o grupo mais atentamente e seu sangue gelou. Eram campistas, a maioria deles. Já tinha visto alguns no Acampamento. E se me levarem de volta? A garota levantou no ato, derrubando sua bebida na toalha de mesa e fazendo uma grande cena. Se os meio-sangues ainda não a tinham visto, bom, agora tinham. - Caramba, caramba... Preciso sair daqui.

PODERES::

Passivos:
Todos do nível 01.

Ativos:
Nenhum

ARMAS::
❥ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

❥ {Beauté Électrique} / Chicote Elétrico [Chicote elétrico. É um chicote, todo trabalhado a mão. Ele é feito de couro, e nesse couro, pode se perceber detalhes em renda, bordada manualmente. Ele também reluz algumas pedras preciosas, que ajudam em ataques mais precisos, e podem cortar a pele do atingido]{Couro e Pedras preciosas} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

❥ {Arche de l'Amour} / Arco de Ouro [Um arco de ouro, que é revestido de prata por dentro e reluz. Tem várias jóias ao seu redor, e as flechas disparadas com o mesmo tem extrema precisão] {Ouro, Prata e Jóias} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]

❥ {Flèches infinies} / Aljava de Flechas Infinitas [As flechas reluzem claramente, e em suas pontas pode se perceber pedras preciosas que cortam melhor que as espadas mais afiadas, pois é encantada para ser sempre assim] {Ouro e Jóias} (Nível Mínimo: 1 ) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Afrodite]


post 01|heron, nina, hicc, mere, chrys, sebs| restaurante
Nadja Kowalenski
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
125

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Simmon Wilem Brandeur em Ter 16 Dez 2014, 15:54




Amici oder feind?


Você, leitor, já ouviu falar na lei de Murphy? Parece piada começar um post com uma pergunta que quebra a 4ª barreira dimensional, porém nada mais fazia sentido ali.

Enfim, a Lei de Murphy se resume à: "Qualquer coisa que possa correr mal, ocorrerá mal".

Ou seja, se você achar que alguma coisa ruim tem chance de acontecer, então pegue seu gaurda-chuva, seu casaco de frio, seu expectorante e brace yourself, o inverno chegará mais rápido do que nunca.

O carpaccio chegara logo após o prato principal, err, filha de Poseidon. Enquanto comia as fatias de carne crua com um pequeno garfinho, Sebastian ouviu a semideusa pedir vinho tinto ao mesmo garçom que trouxera o antipasto. Que falta de tato! Pelos modos clássicos, ela deveria esperar o próximo garçom, que era encarregado somente das bebidas. Sebastian pensou em falar algo, porém lembrou que estava com os pés prostrados em cima da mesa.

Largou suavemente o garfinho ao lado do prato, arregaçou as mangas do seu terno de tweed, passou a mão em sua barba, tirou os pés de cima da mesa, apoiou os cotovelos nos joelhos, e disse, com um sorriso gentil, como se explicasse em exercício básico para uma criança:

— Crystal. — Piscou para ela, num gesto que traduzia-se por: "Sim, eu também sei teu nome". — Quero deixar claro que, se você sabe que eu entrei em vossa mente, foi porque eu assim o quis, verstanden?

Fez questão de usar o alemão para que a garota soubesse que ele sabia muito mais do que ela imaginava. Sorriu, de orelha a orelha para Crystal, e comeu mais uma fatia de carpaccio.

Exatos oito segundos depois, o garçom das bebidas — o correto, dessa vez — trouxe uma garrafa de um vinho tinto caro, da cepa pinot noir, com o rótulo Romanée-Conti. Sebastian arqueou as sobrancelhas. Crystal não havia especificado, logo eles provavelmente trouxeram o melhor vinho casa, um verdadeiro Grand Cru.

Fazia algum tempo que Sebastian não bebia algo tão fino e raro assim. O garçom, um verdadeiro prestador de serviços, havia trazido quatro taças de um cristal reluzente. O funcionário tirou a rolha e ofereceu-a para a filha de Poseidon, afinal, ela tinha requisitado o vinho. A garota pareceu não entender, então o rapaz ofereceu o objeto para Sebastian. O filho de Zeus pegou-a, com delicadeza, e aproximou-a das narinas, onde sentiu seu aroma. Era um verdadeiro Romanée-Conti, afinal.

— Justo.

O garçom serviu duas taças de vinho, até a metade, acompanhadas com outras duas taças de água, ao lado.

Sebastian apressou-se para pegar a taça de Crystal, somente para, em seguida, ele mesmo oferece-la a semideusa. Com outro sorriso, é claro.

— Cristal para Crystal.

Depois, pegou sua própria taça, e foi brindar com a filha do Mar. Alguns centímetros antes de os cristais se tocarem, o filho de Zeus sentiu uma perturbação no ar, densa, espessa, quase palpável. Sua mão vacilou e ele precisou largar a taça na mesa, para não derramar o precioso líquido na toalha branca.

Scheiße! Por Tehlu, eu não acredito...

Então viu uma filha do Submundo sentada algumas mesas ao lado, no mesmo restaurante, no mesmo jardim. Na mesma noite. Sebastian não apenas sabia o progenitor da garota, mas também seu nome e seu poder. Era Nina. Sim, aquela da Praça La Paz. Estava acompanhada de outros dois semideuses, poderosos, é claro. Um filho de Zeus, pois Sebastian sentia o ozônio no ar, e outra garota, tão pálida quanto Nina. Sem dúvida filha de deuses sombrios.

Não sabia o que fazer. Foi a primeira vez em meses que sentia-se acuado e indefeso, como um pequeno hamster em meio a grandes bestas. Fechou os olhos por um segundo e, quando abriu-os, estavam tão pretos quanto a mais densa Noite. Sem cor, escuros como piche, como petróleo, como carvão. Não era um poder ou algo assim. Era apenas medo e sobrevivência. O próprio Sebastian não sabia que seus olhos assumiam tal cor nessas ocasiões.

Pensou em sair dali voando, afinal, estavam a céu aberto. Mas a curiosidade foi maior que o medo. Ele tinha um irmão em meio aos perturbadores, afinal, e também não podia deixar Crystal ali. Sebastian leu sua mente e percebeu que ela também não entendia porra nenhuma do que estava acontecendo.

Trocou olhares com a filha de Poseidon e, espontaneamente, levantou, dirigindo-se para a mesa dos seus mais novos conhecidos.

Parou na frente deles, com os braços abertos e um sorriso verdadeiro e sincero, que somente um homem extremamente feliz poderia dar. Ou um ator nato.

— Semi-humanos! Que prazer o meu! Poder desfrutar destas estrelas celestes... — E apontou para o céu, para as estrelas. Em seguida, voltou sua atenção para seus convidados, apontando para eles — ...com as estrelas da Terra!

Então curvou-se, numa longa mesura, clássica, culta, honesta e aconchegante. Estava improvisando.
________________________________


Armas:

ϟ {Yin Yang} [Uma espada de punho prateado e com um desenho bem talhado de uma borboleta em azul. Sua lâmina é de uma beleza diferenciada, pela divisão do cume central, metade dela possui um material negro e a outra metade é feito de prata sagrada. Seu corte é duplo e sua ponta afinada, uma espada bastante resistente. Ela possui uma habilidade de ativar um segundo modo em que a espada original se divide em duas, uma de lâmina totalmente preta e outra de prata sagrada. Nesse segundo formato a sua resistência diminui um pouco, porém seu corte fica extremo, podendo cortar metais pesados e causar efeitos sobre armas sagradas. Essa espada vem em uma bainha preta com entalhes azuis em borboletas, ela se adapta ao corpo do mentalista podendo ser usada do modo que este desejar carregar a espada.] [Materiais: Prata Sagrada e Material Negro] (Nível Mínimo: 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: Presente por ser mentalista]

ϟ {Donner} / Mini Raio-Mestre [Cilindro mágico feito 1/2 de prata e cobre com dons sobre a eletrecidade. Pode lançar raios elétricos em seu oponente] {Cobre e Prata} (Nível Mínimo: 9) {Controle sobre a Eletricidade/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Zeus]

Poderes:
Por favor, considerar todos os passivos, tanto de Zeus quanto de mentalista, até o nível nove.

COM: Crystal, Nina, Meredith, Heron, Hiccup e Nadja

Simmon Wilem Brandeur
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
227

Localização :
USA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Nina A. Mutt em Qua 17 Dez 2014, 01:03


A
cadela


- Mas que caralhos tem tanto mestiço aqui!? Puta que pariu! Eu saio daquela porra pra respirar, e encontro gente em excesso aqui! – Nina deu um tapa na própria testa. – Vocês podiam se foder.

Automaticamente levou a mão ao bolso e tirou de lá o cantil, símbolo supremo dos mênades. Deu um gole longo e olhou para cada semideus com tanto ódio carregado no olhar, que o fogo infernal do mais profundo Hades seria morno se comparado ao dela. Fez uma careta quando terminou o conteúdo que cabia em seu estômago, e respirou fundo para soltar o ar pela boca.

- Sentem-se filhotes. – disse em tom mole, com ares convidativo como o diabo que chama o puro para o pecado. – Vamos nos confraternizar, talvez seja nossa última refeição, porque o ar está fedendo terra, céu e mar.

Piscou para os respectivos primos citados, seu olfato canídeo era algo assustador. Ajeitou-se melhor na cadeira e a espada na bainha sussurrou de leve, como que avisando estar pronta para a farra.

- Meredith, nem foi necessário fazer nada, o casal sentiu que era mais interessante vir até nós e você. – apontou pro rapaz loiro. – É alguma espécie de monitor de conselheiros para vir me encher? Aproveitem o lugar, bebam vinho, comam, se conheçam. Não me importunem.

Deu uma risadinha profana.

- Senão a cadela faz a festa.- lambeu o lábio superior.

Sua aura intensificou sua moldura perversa natural, indicando que aquela alma era manchada e que a tal cachorra estava ali.

Auau:

Armas:

- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite]
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
Habilidades:

Considerar passivas até o lvl 44, com ênfase para:

Aura da Morte III [Nível 18]: A aura agora é mais forte, mais intensa. Assusta qualquer ser vivo natural e pode exercer  influência sobre semideuses de nível igual ou um pouco maior (até 10 níveis).[Modificado] ~ Hades

Level 10 ~ Rei da Festa ~ Em uma festa a atenção de todos estará voltada para os Mênades, por sua habilidade destacável com dança e de animar os outros. Pode induzir facilmente alguém a dançar ou a ficar empolgado e excitado. ~ Mênades

Level 12 ~ Faro Apurado ~ Conseguem distinguir a localização de substâncias que tenham álcool, ou de pessoas que estiverem alcoolizadas. A mesma coisa vale para substâncias retentoras de suco de uva ou a própria fruta. ~ Mênades


Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Meredith H. Wermöhlen em Qua 17 Dez 2014, 12:19


the bitch is hungry

don't give me food, give me fuck



    → With Sebastian, Crystal, Nina, Heron, Hiccup & Nadja, at Restaurante Casa D'Itália, at night

{02} powerful youth

Perigo. Ah, tão doce e puro, pairando no ar como um querubim. Até a mais simples reunião pode trazer desavenças entre seus membros, como uma pessoa que prefere comida mexicana à japonesa. O ajuntamento de semideuses, então, fode tudo. Se não aparecesse uma horda de monstros, eles mesmos acabariam se matando.

A Wermöhlen meneou a cabeça para o cachinhos-dourados que sentara-se à mesa junto com as semideusas. Gesticulou um e aí de volta.

Os olhos de Meredith rolaram para o rapaz que se apresentou. Penetrou sua mente tão delicadamente que o outro mentalista sequer poderia sentir, extraindo informações necessárias para um primeiro discurso. Sebastian. Zeus. Parou por aí. Não queria saber suas intenções para com a moça, sua acompanhante; não por respeitar o espaço do colega inumano, mas porque seria no mínimo nojento.

Sente-se, Sebastian — a holandesa esboçou seu melhor sorriso, e olhou de viés para a dama de vermelho que o acompanhava. — Pode trazer sua namorada também.

Sua atenção foi atraída pelo par de outras aberrações — não uma ofensa, mas é o que eram, todos eles — que adentrara. Talvez não tivessem notado a existência de pessoas da mesma espécie, ou talvez notaram e resolveram manter-se afastados para evitar possíveis combates. A precaução aumentara desde o evento da La Paz. Mas a prole de Melinoe queria todos reunidos.

Podem sentar-se conosco, amores, permitiu que sua voz soasse na mente de ambos, e só na deles. Tinha pena de qualquer ser mitológico que ousasse perturbar a paz daquele grupo.

Então, se não se importam, eu continuo faminta. — Agarrou o cardápio, cruzando as pernas sob a mesa, e arrastou os olhos por sobre os pratos. Os outros que se virassem.

Itens:
— {KH} / Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum] → no cinto do vestido ←

— {Soul} / Colar [Um colar feito de prata com um pingente metálico em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha".  Quando ativado, permite que o smideus assuma a forma etérea. Contudo, ele só pode ficar nesta forma 5 turnos por missão, seja de forma contínua ou não - ou seja, ele pode gastar os 5 turnos seguidos ou dividir a utilização, mas a soma do uso não pode exceder o tempo máximo por missão] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Controle etéreo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] → no pescoço ←

— {Void} / Anel [Anel prateado. Olhando de perto seus detalhes lembram ossos justapostos, como se o anel fosse feito de pequenas peças até tomar seu formato. O anel suga a alma/ energia dos oponentes derrotados em combate (mortos ou destruídos pelo filho de Melinoe - ele deve ser o último a golpear o oponente para fazer efeito. Essa essência pode ser usada futuramente na ativação de certos poderes, como "Ectofagia" e "Acessar memória", respeitando os limites dos poderes. Adicionalmente, o semideus pode escolher gastar o poder de uma alma capturada - consumindo-a no processo - e ganhando um aumento de suas características de 15%, por 3 turnos. Isso afeta força física, esquiva e potência/ chance de acerto de ataque, mas não a duração dos poderes, ainda que o dano seja alterado. Apenas uma alma pode ser consumida desta forma por missão. Uma vez por missão o anel pode manipular a energia espiritual do próprio semideus, fazendo com que recupere 20 HP sem custos adicionais ou qualquer perda.] {Bronze sagrado}(Nível Mínimo: 1) {Controle de almas. Almas coletadas: -} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe] → no anelar da mão esquerda ←

— {Revenga} / Foice [Foice prateada cuja haste é toda adornada com desenhos de fantasmas e rosas negras. A lâmina lisa, é feita de prata temperada - tornando-a mais resistente -, afiadíssima. Ao golpear o ar, transmite um ruído como o de assobio, que pode deixar quem o ouve fortemente incomodado. Quando desativada, transforma-se em um brinco de pressão, em formato de H que representa o nome de Harry] (Nível: 5) [Feita em: madeira, prata] {Elementos: nenhum}[Presente de Harry S. Sieghart] → desativado, na orelha direita ←

— Anima Bracelet. [Um bracelete de prata com o desenho de borboleta em ouro. Esse bracelete pode ser ativado com o desejo mental do usuário e transforma-se em uma corrente que pode medir 10m. Essa corrente é feita de prata e ouro sagrado, bastante resiste a tal ponto de ser semi-indestrutível. Ela obedecerá aos comandos mentais do mentalista com perfeição, independente do nível que ele esteja.] [Materiais: Ouro Sagrado e Prata Sagrada] (Nível mínimo 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: presente por ser mentalista] → no pulso esquerdo ←
Melinoe & Psiquê:

Passivos
— Considerar todos, de ambas as patronas, até o nível atual da personagem, vinte e seis (26), com devido destaque para:

— [Psiquê] Nível 4. Resistência Mental: Sua mente é resistente a manipulações ou invasões. Isso não se aplica a outro mentalista, porém se o inimigo for mais fraco encontrará muita dificuldade, assim como o que for mais forte terá de se concentrar mais para conseguir o efeito mental sobre um mentalista.

— [Psiquê] Nível 20. Telepatia Avançada: Controle total, podendo escolher a hora que vai escutar os pensamentos ou não e também se comunicando livremente através dos pensamentos.

Ativos
— None.
Observações finais:
Devido a resistência mental, o Sebs não pode entrar na mente da Merê pela diferença de níveis, e, se puder, vai ter muita dificuldade mesmo, mas a Merê pode entrar na dele, flws. q
Meredith H. Wermöhlen
avatar
Filhos de Melinoe
Mensagens :
894

Localização :
Ahn...?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante Casa d'Italia ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum