Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Ω Forja's Princess of metals Ω

Página 9 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Dom 25 Set 2011, 20:14

Relembrando a primeira mensagem :

Ω Forja's Princess of metals Ω


Na área de forjas do acampamento, entre varias outras forjas está situada a forja de Lilandra, uma das filhas de Hefesto.
A forja da semideusa é enorme mas apertada, em todos os cantos de sua forja se encontra barris, caixotes e pedaços de armas e armaduras, alguns barris cheio de peças e parafusos, outro barriu cheio de pedaços de autômatos quebrados ou em construção, uma caixa com vários pergaminhos que contém informações sobre invenções fracassadas, um canto onde uma pilha de armas feitas errada descansavam empoeiradas e as paredes eram enfeitadas por diversos desenhos de armas e plantas de invenções.
Na parede da direita, visto da porta, se localizava uma fornalha e no meio da forja estava uma bigorna, e um martelo repousava em cima dela ao lado de uma grande pinça. Mais a direita ficava um barriu cheio de água, tampado para evitar insetos.
Um balcão dividia um terço da forja separando Lilandra dos visitantes e ao lado da porta ficava um confortável sofá de dois lugares, ao lado desse sofá um ventilador trabalhava para diminuir a temperatura do lugar, sem obter um bom resultado.
Lilandra estava sentada num banquinho fazendo algumas anotações em seu caderno quando um visitante chegou, ele então parou o que estava fazendo para atender o visitante.
- Em que posso ajudá-lo? - A semideusa perguntou mostrando um doce sorriso.


Ficha:
Ω Tipo do Item: (Espada, Lança, Escudo...)
Ω Nome do Item: (O nome que o item possui)*Opcional
Ω Material a ser usado: (Bronze, Prata, Ouro...)
Ω Item a ser fundido: (Caso queira que algum item seja fundido)
Ω Descrição do item: (Detalhes adicionais como inscrições na lâmina e etc...)

Obs.: Todos os itens forjados por mim carregam em algum lugar a minha marca de fabricação: Ω

Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Qua 06 Jun 2012, 20:49

Chegada


Eu caminhava em passos longos e rápidos em direção ao lugar que à muito eu considerei como o meu verdadeiro lar. Quando me deparei com a área das forjas do acampamento foi praticamente impossível deixar de esboçar um sorriso sincero, estar mais uma vez ali tornava um profundo desejo meu em realidade.

Em frente a porta da forja Princess of Metals reencontrei a placa que eu havia deixado na minha ultima estadia nesse local que carregava os dizeres: "Forja fechada por período indeterminado". Tirei a placa ainda sorrindo e abri a porta do meu primeiro e único local de trabalho me acomodando no mesmo.

Presente


Lá estava eu fazendo minhas anotações, rabiscando em meu caderninho desenhos e projetos de armas e outros, desenferrujando minha mente absorta em meus rabiscos quando uma movimentação arrancou minha atenção. Uma garotinha pequena que eu nunca virá antes correu até o balcão apressada.

- Olá senhorita,poderia fazer umas coisas para mim? - A garotinha perguntou pegando um pedaço de papel e começando a escrever parecendo estar ligeiramente incomodada - Quando terminar eu venho buscar. - Ela informou após terminar de escrever e assim como surgira a garotinha saiu, apressadamente pela porta.

Quando terminei de ler o papel, por um segundo me perguntei se não era uma filha de Hermes me trollando, afinal ela nem havia perguntado o preço antes de sair, mas a ideia logo fugiu da minha mente quando eu reparei melhor nos objetos deixados para trás. Uma aljava de flechas infinitas de gelo! Objeto caracterizado das náiades.

Imediatamente acendi a fornalha e deixei a faca em cima da mesma matando a saudade que eu sentia de realizar aqueles movimentos. Voltei para o balcão de atendimento e peguei a aljava de flechas infinitas. Meu poder sobre venenos era algo ainda em desenvolvimento e eu ainda não fazia a mínima ideia se possuía poder suficiente para envenenar infinitas flechas e aquele momento parecia o melhor momento do mundo para mim tentar.

Concentrei minha energia interna nas minhas mãos enquanto tocava as pontas das flechas levemente e após manter minha mão assim por alguns segundos liberei a minha energia em forma de veneno. Uma leve tontura logo se abateu sobre mim e eu me segurei no balcão com medo de cair e esperei a sensação passar. Quando isso aconteceu me dirigi até a fornalha e levitei a faca de bronze até a bigorna, me "armei" com meu martelo e após me posicionar em frente a faca iniciei a seção de marteladas no metal amolecido entortando-a. Após uma serie de marteladas mergulhei a faca na água resfriando o metal e endurecendo-o.

Me dirigi em seguida até o balcão de atendimento e peguei um esmalte para metais da cor azul e da cor laranja, e sentada no meu banquinho comecei a pincelar a faca conforme o papelzinho havia me instruído. Quando terminei deixei a faca repousar num canto do balcão e voltei a rabiscar desenhos de armas no meu caderninho, feliz por perceber que eu não havia perdido o jeito.

Não tardou para os meus reflexos de semideusa me alertarem que eu tinha mais um visitante. Desviei meu olhar do meu caderninho onde eu rabiscava uma biga de guerra e voltei minha atenção para o visitante, descobrindo que se tratava de outra garota.

- Em que posso ajuda-la? - Perguntei a ela sorrindo.

- Er... Você teria como fazer uma naginata? Com o cabo de ferro... ou aço, não sei qual é o mais resistente. - Ela perguntou meio sem jeito, mas demostrando segurança ao mesmo tempo.

- Pelo preço certo, eu faço com prazer, gosto de forjar armas não muito comuns. Agora sobre a haste eu diria sem sobra de dúvida que o aço é a melhor opção. Vejamos... - Parei para pensar mordendo a ponto do meu lápis de anotações pensativa - Eu posso te forjar essa arma por 40 dracmas! Esse preço tá legal pra você?

- Pode ser, sim. - Ela me respondeu me dando carta branca para forjar.

- Fique a vontade para se sentar que vai demorar um pouquinho, ok?! - Falei para a garota indicando o sofá.

Me agachei atrás do balcão e peguei um pedaço de metal de aço e outro de bronze sagrado e me dirigi até a fornalha repousando os dois metais em cima dela e em seguida acendi a fornalha para super-aquece-los dando inicio ao ritual de forja que eu e os demais filhos de Hefesto conhecíamos tão bem.

Enquanto os dois pedaços de metal esquentava eu me dirigi até as prateleiras que se encontravam do lado do balcão de atendimento e peguei uma forma de Naginata, até então nunca usada. Abri a forma e deixei-a no chão ao lado da fornalha enquanto esperava os metias derreter.

Após verificar que os dois blocos de metais haviam entrado no estado líquido despejei o aço com cuidado na parte da haste da Naginata e o bronze sagrado em sua lâmina e tampei a forma, carregando ela em seguida até o balde de água fria. Abri o balde e mergulhei a forma resfriando os metais dentro da mesma.

Depois de alguns minutos retirei a forma de dentro do balde e coloquei ela em cima da bigorna onde inicie a seção de marteladas com o martelo que a muito tempo meu pai me dera, desemaçando as partes amaçadas e dando forma a lâmina da arma, as vezes com a ajuda dos meus poderes de magnetismo. Quando terminei levei a naginata semi-pronta até o amolador onde afiei sua lâmina durante vários minutos para ter certeza de que ela causaria estrago sempre que necessário. Quando terminei olhei para o item sorridente e me dirigi até o balcão com a arma em mãos.

- Aqui está! - Falei a garota chamando a sua atenção para mim.

Entreguei a arma assim que recebi os 40 dracmas de pagamento e me sentei no meu banquinho me perguntando quando a náiade voltaria para pegar suas armas.

adm:
Modificações no meu perfil:

- Adicionar 40 dracmas ao meu perfil
- Retirar um bronze sagrado e um aço

Modificações no perfil de Lisa Sworte:

- Κοπή [ Nagitama de lâmina de bronze sagrado e haste de aço, muito afiada e leve] {Ω}
- Retirar 40 dracmas

Atualizado por Íris
Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Terp em Qui 07 Jun 2012, 16:40

Depois de algum tempinho retornei até a forja de uma menina que eu deixei minhas armas;
- Olá, minhas armas estão prontas ? , quanto ficou ?
Esperei calmamente a resposta
Terp
avatar
Espíritos da Água
Mensagens :
8

Localização :
Acampamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lisa Sworte em Qui 07 Jun 2012, 21:45


Find A Weapon

Ω Forja's Princess of metals Ω.. Local

Quente.. Clima

Um tanto agitada.. Humor

Lilandra Fenwiick.. Interagindo com

A garota logo responde, dizendo que o aço era melhor e que poderia me forjar a arma por 40 dracmas. Não sabia se era um bom preço, mas, para mim, parecia razoável, afinal ela iria fazer a arma, começar do zero. Tinha todo o trabalho e ainda tinha que comprar os materiais. É, parecia um preço bom, sim.

- Pode ser, sim.

Falo, sorrindo levemente. Ela diz que iria demorar um pouquinho, por isso era melhor eu sentar. Meu sorriso se alarga quase que imperceptivelmente e vou até o sofá, sentando e cruzando as pernas. Olhava atentamente os movimentos que a garota, que eu não sabia o nome, fazia enquanto forjava minha futura nova arma. Era algo interessante de se ver, mas logo me perco em minhas próprias divagações. Olho para o anel, pensando em que ele se tornaria. Não sabia, essa era a verdade, e não iria descobrir agora.

Então meus devaneios partem para meus pais. Uma mãe que eu nunca conheci e um pai olimpiano que mal deveria saber sobre minha existência. Ótima família a minha. Fico girando o anel em meu dedo por tempo indeterminado, até uma voz chegar à meus ouvidos, tirando-me de meus pensamentos. Balanço levemente a cabeça e levanto, sorrindo levemente para ocultar a tristeza de meus olhos.

- Obrigada.

Agradeço e pego a naginata, pagando-lhe o preço estimulado. Balanço a cabeça levemente em um agradecimento e despedida, saindo do local.
Lisa Sworte
avatar
Filhos de Éolo
Mensagens :
8

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Sab 09 Jun 2012, 00:40

A náiade não tardou em retornar as minhas forjas e eu me descobri contente em vê-la, minha primeira cliente desde que eu retornara ao acampamento.

- Olá, minhas armas estão prontas ? - Ela perguntou com uma voz digna de sua raça - Quanto ficou ?

- Já estão prontos sim! - Respondi pegando as armas da náiade que repousavam num dos cantos do balcão entregando-as a sua dona - Saiu por 30 dracmas.

E assim que a garota a minha frente entregou os dracmas pelo serviço acenei com a cabeça em despedida

adm:
Modificações no meu perfil:

- Adicionar 30 dracmas ao meu perfil
- Retirar uma tintura

Modificações no perfil de Terp:

- Substituir a descrição da faca de bronze e do colar de pérolas com as informações abaixo:
----- Faca torta de bronze (Da cor azul turquesa, com pequenos desenhos de estrelas marinhas laranja, a faca possui uma lâmina extremamente afiada) {Ω}
----- Colar de pérolas (se transforma em uma aljava com flechas infinitas de gelo com veneno paralisante de efeito imediato nas pontas) {Ω}
- Retirar 30 dracmas



Atualizadas.

Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Isabella Le' Mont em Ter 12 Jun 2012, 01:06




Milady havia me mandado para o Acampamento Meio Sangue depois de minha última missão para poder recrutar novas semideusas e verificar a atuação situação do acampamento, além de tratar de alguns assuntos com Quíron. Cheguei juntamente dos primeiros raios de sol e fui direto para a Casa Grande, não queria aquele cavalo velho alertando todo mundo sobre a chegada “das caçadoras”, muito menos queria aqueles joguinhos tradicionais que ele insistia em propor.

Passei quase a manhã inteira trancada numa saleta, conversando com o centauro e fechando acordo, além de ser atualizada de alguns movimentos. Também informei da atividade dos monstros que caçamos ultimamente, informando local e periculosidade. Depois de dispensada dei uma passada em meu antigo chalé, o chalé destinado aos filhos e filhas de Hermes e me permiti que gastasse algum tempo com minhas irmãs, mas foi com Rafaella e Khristie que conversei mais.

O pior momento, com certeza, foi o almoço. Eu estava, pela primeira vez depois de reclamada, comendo sozinha e todos os olhares eram direcionados à mesa. Terminei minha refeição o mais possível e parti dali, já tendo alertado Quíron que não havia necessidade de festividades, já que eu estava sozinha e que meu “passeio” não duraria mais que um dia.

Havia um lugar que eu queria passar antes de partir. Voltei para o chalé das caçadoras e apanhei uma bolsa de dracmas e minha espada de lestrigão – uma nova arma a ser aprendida e aperfeiçoada. Bons forjadores localizavam-se ali, porém apenas um me agradava. Havia Aldebaran, um forjador que conquistara fama, assim como David; ambos eram bons no que faziam, mas não me teriam em sua forja. Sempre que eu pudesse, escolheria as mulheres e esse foi o motivo pelo qual me dirigi à forja da garota.

O lugar era típico de um filho de Hefesto, com todas as aquelas peças, armas e tudo mais espalhados. Evitei tocar em muitas coisas, não sei se era o medo de danificar alguma coisa ou simplesmente a vontade de permanecer limpa como entrei. Debrucei o corpo sobre o balcão e chamei a minha futura salvadora. - Preciso de alguns itens e sei que pode me ajudar. Avisei, só depois de ter falado, a ficha a ser preenchida. Não demorei a puxar um dos papéis e rabiscar o que desejava.

Código:
 Ω Tipo do Item: Boleadeiras
Ω Nome do Item: (se a forjadora tiver um em mente, fique a vontade para nomear.)
Ω Material a ser usado: Bronze
Ω Item a ser fundido:  -
Ω Descrição do item: cada uma das três esferas possui três garras afiadas e carregadas de sonífero que se agarram à pele do alvo. Quando a criatura (ou semideus) tentar libertar-se das boleadeiras, essas garras rasgam sua carne.


Entreguei o papel à semideusa e, enquanto ela ia, lia explicando melhor o que desejava, tentando expor de maneira eficaz o que havia pensado. -Pensei em uma boleadeiras, com pontas arredondadas nas pontas e pequenas garras de bronze em cada esfera, que se agarram à pele do inimigo e, caso ele tente fugir, que acabem rasgando a carne, além de um sonífero para poder imobilizar a vitima com mais eficiência.

Antes que a semideusa pudesse dar-me uma resposta, lembrei-me de outra arma que havia me trazido ali. Peguei a espada que jazia em sua bainha na minha cintura e coloquei-a em cima do balcão. - Será que tem como desenvolver alguma modificação na espada de lestrigão que obtive na minha ultima missão? Geralmente não uso esse tipo de arma, limitando-me às adagas e objetos de longo alcance, como arco e flecha e, no caso, boleadeiras. Lilandra pareceu interessada e, enquanto ela analisava melhor a espada, completei mais uma ficha.

Código:
 Ω Tipo do Item:  Espada
Ω Nome do Item:  Espada de Lestrigão (se houver um melhor em mente, a vontade para renomear).
Ω Material a ser usado: -
Ω Item a ser fundido:  Espada de Lestrigão. [Espada afiada revestida com couro de Lestrigão, fazendo assim, o dano ser maior.]
Ω Descrição do item: Fazer o que combinamos via MP.

Sorri para a garota, entregando-lhe o papel. Não me preocupava com o preço, afinal, carregava algum dinheiro nos bolsos e julgava o valor suficiente para ambos os itens.



Isabella Le' Mont
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
73

Localização :
Viajando pelo vento, passando as estrelas, roubando você!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Terp em Qua 13 Jun 2012, 14:24



Depois que peguei meus itens estava extremamente Feliz, mas eu queria mais alguma coisa que eu não poderia saber o que era, depois de uma noite pensando com meu pai em meu pé me mandando dormir, preparei uma arma perfeita para mim,e eu esperava que a minha nova amiga filha de Hefesto conseguisse realiza-lo. Me levantei cedo, me vesti com um vestido azul de conchas meu preferido, e fui correndo em direção dos corredores de forjas, quando cheguei no mesmo sabia bem em qual entrar, a forja tinha acabado de abrir,quando entrei Lilandra estava sentada com seu caderno,fui correndo em sua direção;
- Oi Lilandra, vim te incomodar um pouco.
Depois peguei o papel e comecei a escrever

Código:

 Ω Tipo do Item: Corrente Farpada
Ω Nome do Item: Mermaid
Ω Material a ser usado: Bronze Sagrado
Ω Item a ser fundido:  -
Ω Descrição do item: Uma corrente Farpada um pouco grande,seus Farpos são totalmente afiados,a corrente tem uma grande agilidade além de ser ótima de se segurar,seu Farpo principal e maior que os outros naturais,esse também e muito afiado contendo um pequeno tridente em sua ponta e um Sonífero. Os outro dois farpos médios que estão abaixo do maior podem se soltar e ser usados como uma shuriken
- è meio complicado mas se puder fazer por 70 dracmas eu topo
Fiquei sentada no banco já que eu tinha me acostumado com a temperatura da Forja

Terp
avatar
Espíritos da Água
Mensagens :
8

Localização :
Acampamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Dom 17 Jun 2012, 15:21

Me espreguicei ainda em cima da cama no chalé nove naquela fria manhã. Acordar cedo era algo que eu havia aprendido a gostar depois de entrar no acampamento. Assim como a maioria dos meus meio-irmãos, eu só tinha chance de forjar armas e objetos durante as minhas estadias no acampamento, por isso eu me esforçava ao máximo sacrificando meu tempo no acampamento para me dedicar a arte da forja que eu só podia praticar ali.

Vesti minha camiseta laranja do acampamento e uma calça jeans suja de graxa, não estava com disposição para procurar uma roupa decente, em seguida me dirigi junto algum dos meus meio-irmãos para a área de forjas, aonde lá chegando me pus a desenhar projetos e a reforjar uma faca de bronze como eu costumava fazer todas as manhãs só para passar o tempo e deixar minha forja aquecida.

Um bom tempo depois, lá estava eu sentada em meu banquinho escrevendo novamente em meu caderno de projetos quando uma voz feminina interrompe meus pensamentos.

- Preciso de alguns itens e sei que pode me ajudar. - Disse a garota logo em seguida preenchendo uma ficha sem hesitar.

Quando terminou ela me entregou a ficha e enquanto eu lia a garota dizia o que estava na ficha, como quem quisesse ter certeza de que eu não cometeria nenhum erro. Quando terminei de ler a garota sacou uma espada e colocou-a em cima do balcão enquanto pedia uma reforma.

Olhei para a arma na minha mão com atenção analisando-a com o olhar, era revestida com algum tipo de couro, talvez animal. Cortei o vento com a mesma notando pelo som e pela facilidade que a espada teve em seguir o movimento o quanto ela era afiada. Não parecia ter nenhum dispositivo embutido na mesma, mas para ter certeza disso antes dei uma olhada na ficha preenchida pela dona.

- Vejamos o que eu posso fazer... - Falei para a garota folheando meu caderno de projetos com entusiasmo enquanto murmurava palavras soltas de acordo com o que eu via no caderno - Não, isso não... hum... isso ficaria melhor numa espada grande... Aqui! Esse seria perfeito!- Falei sorrindo com o que eu via, parando numa página onde era ilustrado um dispositivo de espada que a muito eu havia rabiscado - Eu te forjo a boleadeira e adiciono um dispositivo na sua espada por... 105 está bom pra você? - Perguntei para a garota - Eu vou demorar um pouco então fique a vontade para se sentar.
Peguei dois blocos de bronze sagrado atrás do balcão de atendimento e levei até a fornalha deixando ambos os pedaços de metais em cima da chapa, acendi o fogo em seguida me dirigi novamente ao balcão de atendimento me agachando atrás do mesmo.

- Esta em algum lugar por aqui! - Murmurei para mim mesmo enquanto começava a mexer em um barril ao lado do meu estoque de metal.

Depois de alguns minutos avistei jogado num canto uma pequena válvula metálica. Peguei o objeto aliviada por achá-lo e deixei repousando em cima do balcão. Caminhei então até uma prateleira que se encontrava ao lado do balcão e peguei uma forma que continha três formatos de pequenas lâminas e uma forma em forma de boleadeiras e deixei ao lado da válvula.

Peguei em seguida minha estaca de ferro e meu martelo de forja e comecei a "esculpir" garras na forma das boleadeiras, afundando o molde de metal, deixando com o desenho de três garras. Quando terminei usei meu poder de magnetismo para dar uma melhor forma as garras deixando todas com a mais perfeita simetria que consegui.

Segurei as duas formas, cada uma em uma mão, e levei ambas para perto da fornalha onde a cor alaranjada já havia tomado conta dos dois blocos de metal que deixavam seu antigo estado sólido para se tornar um líquido espeço e alaranjado. Despejei com cuidado o metal em sua forma líquida dentro das duas formas, tapando a lacuna vazia dos dois moldes com o líquido fervente.

Peguei com um copo um pouco de água gelada do barril e despejei em cima das formas assistindo de perto o calor do metal evaporar a água que o trazia de volta ao estado sólido com uma nova forma.

Com minha pinça de forja retirei as três lâminas que se dividiam em três lâminas menores de dentro do molde. As três estavam um tanto quanto deformadas além de completamente cegas. Coloquei uma por uma em cima da bigorna e com meu martelo comecei a martelar as três lâminas, dando uma forma menos rude a elas e as deixando mais reta. Após uma série de marteladas, minhas mãos suadas e cansadas pediram trégua e eu já satisfeita com as três lâminas atendi ao pedido deixando meu martelo de lado.

Peguei a espada de lestrigão e desmembrei a empunhadura da lâmina e com minha estaca de ferro tornei a empunhadura oca, dando espaço o suficiente para que uma pequena lâmina passasse sem dificuldade. Em seguida peguei a lâmina da espada e com ajuda do meu domínio sobre os metais dilatei a mesma, tornando ela poucos centímetros maior e seu núcleo mais maleável, deixando a repousar sobre a fornalha que não teve dificuldade em aquecê-la uma vez que a mesma se encontrava dilatada.

E mais uma vez eu usei meu domínio sobre o metal para deixar metade da lâmina oca. Com a ajuda de um par de pinças introduzi a válvula dentro da lâmina ligando uma mola em volta de toda a empunhadura. Coloquei as pequenas lâminas dentro da lâmina da espada e deixei parte da terceira dentro da empunhadura oca, todas em cima da válvula de pressão e por fim, liguei à mola a primeira lâmina impedindo que essa saísse de dentro da espada.

Mergulhei a espada dentro da água quando terminei fazendo assim que o metal dilatado se mantivesse assim. Mirei em seguida o cabo da espada para o chão e rodei a empunhadura. A mola já estendida demais, ao ser torcida acabou por soltar a primeira lâmina puxando a válvula para cima que empurrou a pequena arma branca na direção do chão numa velocidade incrível, fazendo com que ela se divide-se em três.

Sorri satisfeita e encaixei as três pequenas lâminas formando um maior e introduzi novamente a maior dentro da espada e concentrando minha energia interna na espada liberei a mesma em forma de sonífero que se impregnou nas três lâminas com a mesma facilidade que a minha energia deixava o meu corpo me deixando fatigada.

Levei a espada em seguida até o amolador e afiei a mesma até parte do meu cansaço deixar o meu corpo e quando terminei me voltei para a boleadeira. Liguei as duas esferas por um fio de cobre maleável, mas resistente e perfurei ambas as esferas com minha estaca. Em seguida liguei as três garras ao fio de cobre, fazendo com que sempre que o fio fosse mexido as três lâminas mexessem junto.

Respirei fundo antes de tocar novamente a boleadeira e mais uma vez liberei sonífero nas lâminas sentindo uma leve tontura se apoderar de mim. Bebi um pouco de água antes de me dirigir até o balcão e chamar a atenção da cliente.

- Aqui estão! - Falei para a garota entregando as duas armas assim que recebi o pagamento.


adm:
Modificações no meu perfil:

- Adicionar 105 dracmas ao meu perfil
- Retirar dois bronze sagrado

Modificações no perfil de Isabella Le' Mont :

- Adicionar:
----- Garras do sono [boleadeiras de bronze sagrado, cada uma das três esferas possui três garras afiadas e carregadas de sonífero que se agarram à pele do alvo. Quando a criatura (ou semideus) tentar libertar-se das boleadeiras, essas garras rasgam sua carne]{Ω}
- Substituir a descrição da espada de lestrigão para:
----- Espada de Lestrigão [Lâmina extremamente afiada, revestida com couro de Lestrigão, aumenta os danos dos ferimentos. Possui um dispositivo que ao girar a empunhadura dispara 3 pequenas lâminas de bronze sagrado envenenadas com sonífero numa velocidade inumana da 'nuca' da espada (3 vezes por missão)] {Ω}
- Retirar 105 dracmas

Peço que espere um pouco Terp, porque o meu bronze sagrado acabou e eu só vou poder forjar depois que atualizarem meu pedido de compra. ok?




◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦ Atualizados ◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦  

Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Sex 29 Jun 2012, 12:48

Já haviam se passado algumas semanas desde o meu regresso ao camp e até agora eu ainda não havia visitado a arena, os campos de morango, a área de hipismo ou qualquer outro lugar diferente das minhas forjas. Todos aqueles meses de ausência haviam criado uma espécie de laço entre mim a minha forja da qual eu me recusava a desfazer tão cedo.

Lá estava eu novamente em minha forja, revendo alguns projetos que eu havia feito logo que chegará no acampamento quando o som de passos invadiram a minha forja. Levantei minha cabeça a tempo de ver a penultima cliente que eu havia atendido adentrar minhas forjas correndo.

- Oi Lilandra, vim te incomodar um pouco. - Ela falou para mim começando a preencher uma ficha.

- Sem problemas, pode vir incomodar quando quiser! - Falei sorrindo com a idéia de ter que forjar algum objeto.

- É meio complicado, mas se puder fazer por 70 dracmas eu topo. - Ela disse me entregando a ficha da qual eu comecei a avaliar com interesse.

Felizmente não se tratava de um pedido comum o que para mim era ótimo poder sair um pouco da rotina de forjar uma espada comum com cor diferente ou com um nome entalhado que era na maioria das vezes o que os campistas pediam.

- Ok, eu te forjo por 55 dracmas! (Off:Pra compensar a minha demora em postar) - Respondi olhando para ela - Fique a vontade que eu vou demorar um pouquinho.

Me abaixei atrás do balcão e peguei um pedaço de bronze sagrado no meu estoque e em seguida deixei o mesmo repousando em cima da chapa da fornalha que agora se encontrava acessa. Peguei um molde de corrente farpada e deixei aberto ao lado da fornalha enquanto eu ilustrava para mim mesma no meu caderno como eu iria transformar as duas farpas em shurikens.

Quando o bronze sagrado adquiriu aquele tom laranja avermelhado que indicava que ele estava pronto para ser moldado com a forma que eu desejava eu já havia achado a resposta para o caso das farpas de tamanho médio.

Despejei o bronze dentro do molde de corrente farpada e em seguida banhei o molde com água fria endurecendo o metal numa nova forma e com a ajuda do meu domínio sobre o metal aproeveitei que ele ainda se encontrava fragil pela mudança brusca de estado físico e esculpi com meu magnetismo o pequeno tridente aproveitando para soltar as duas farpas médias.

Com minha estaca de ferro e algumas marteladas fiz um par de furos ao lado de cada um dos buracos que posteriormente prendiam as farpas e com os restos do bronze sagrado que havia restado na fornalha improvisei uma pequena liga metalica que para prensar as duas farpas que podiam se soltar.

A liga metalica saía de dentro dos dois buracos deixando um pequeno espaço que podia ser prendido uma farpa. Com um pouco de dificuldade afiei as farpas e deixei as duas que tinha a habilidade de se soltar mais arredondadas para permitir que elas pudessem ser usadas como shurikens e quando terminei coloquei ambas entre as ligas metalicas prensando e prendendo elas ali.

Limpei o suor que escorria da minha testa com as costas da mão e me concentrando no pequeno tridente liberei minha energia em forma de veneno sonífero. Arfei de cansaço quando terminei e levei minha mais nova obra para a cliente.

- Aqui está! - Falei chamando a atenção da ninfa e entreguei a corrente assim que recebi os dracmas pelo serviço.


adm:
Modificações no meu perfil:

- Adicionar 55 dracmas ao meu perfil
- Retirar um bronze sagrado

Modificações no perfil de Terp:

- Mermaid [Corrente farpada de bronze sagrado um pouco grande. Farpos extremamente afiados. Proporciona conforto para se segurar além de ser bem ágil. Seu farpo principal é maior e mais afiado que os demais contendo um pequeno tridente em sua ponta com sonífero. Os outro dois farpos médios que estão abaixo deste podem se soltar e ser usados como shurikens]{Ω}
- Retirar 55 dracmas


◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦ Atualizadas ◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦  

Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Picce Donthron em Sex 29 Jun 2012, 17:46








O Pedido


O meio-irmão de Picce o convenceu que ter apenas o tirso do papai não seria o suficiente para uma batalha, uma vez que o garoto tenha sido constantemente humilhado em suas últimas lutas. Picce não demonstrava grande interesse em portar armas incrivelmente exóticas ou algo do tipo, mas notou que o que o meio-irmão dizia era verdade. Precisava de um equipamento novo, de preferência para a sua própria defesa. Mas como? Os filhos de Hermes já lhe arrumaram coisas bem valiosas - tais como: vinho importado e derivados -, mas arrumar uma arma seria pedir muito. E provavelmente custaria mais caro que o comum.

A conversa entre os meio-irmãos durou um prolongado período de tempo até um sátiro passar trotando perto deles. Picce lhe chamou a atenção o mais rápido possível, questionando aos sussurros qual seria o caminho mais rápido para as Forjas. Visando facilitar o trabalho dos filhos de Dionísio, o ser da natureza conduziu os dois até a forja mais próxima, deixando-os na entrada do recinto.

Picce caminhou até o balcão aos cambaleios, visivelmente alterado devido às últimas taças de vinho que tomara. A garota que o atendia era bonita, mas era tão robusta e alta que ficou com medo de falar alguma coisa errada e levar um murro no rosto. Suas explicações foram rápida e necessárias para a realização do trabalho, e o seu meio-irmão falou sobre os últimos detalhes com clareza.

▬ É só isso. Acho que é fácil moldar um escudo tão simples como esse. Bem, minha oferta é de vinte e cinco dracmas nesse armamento. É muito?

Spoiler:
Código:
Ω Tipo do Item: Escudo
Ω Nome do Item: Daipeth
Ω Material a ser usado: Bronze Sagrado
Ω Item a ser fundido:  -
Ω Descrição do item: Um escudo aparentemente padrão para combates, com o tamanho proporcional para ser utilizado em conjunto com uma lança. Em toda sua extensão há detalhes de videiras acinzentadas entrelaçadas em outras, com a consoante "D" cravejada em seu centro.







Picce Donthron
avatar
Filhos de Dionísio
Mensagens :
10

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Gordon Legaste em Sex 29 Jun 2012, 17:55

Entrando na forja me aproximo de Picce com um sorriso caloroso enquanto coloco a palma esquerda sobre o ombro do tal . Fixo o olhar sobre a vendedora já falando com uma voz meio rouca:
-Prazer me chamo Gordon , gostaria de um item pontudo e pequeno .. como é mesmo o nome? -Estalo os dedos como se estivesse auto-despertando- Adaga! , uma adaga de bronze celestial . Quanto esta?
Sorrio ao redor ainda se apoiando em Picce tentando catalogar na memoria os items daquela forja.
Gordon Legaste
avatar
Indefinido
Mensagens :
18

Localização :
Casa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Sex 29 Jun 2012, 22:12

Eu já tinha visto entrar semideuses comuns, a tenente das caçadoras, filhos dos três grandes, mestres de chalés, dríades, náiades e outros dentro da minha forja, mas era a primeira vez que eu me deparava com garotos de aproximadamente doze, treze anos bêbados na minha forja.

"O que Quíron faria se encontrase esses dois nesse estado? ... Vamos lá, Lila, no final a única coisa que importa são os dracmas!" pensei comigo mesma enquanto ouvia o pedido de ambos com atenção tentando extrair o máximo de informação dos dois e quando terminaram de descrever seus pedidos falei lentamente, como se isso fosse ajudar eles a entender.

- Ok, eu te forjo o escudo por 25 dracmas, mas vai demorar um pouquinho, fique a vontade para se acomodar.- Falei para o primeiro indicando o sofa e me dirigindo para o outro garoto logo em seguida - Somente Hefesto, o deus da forja, tem poder para forjar armas de bronze celestial, o máximo que os seus filhos conseguem é bronze sagrado.

Me abaixei atrás do balcão e peguei um pedaço de bronze sagrado no meu estoque e em seguida deixei o mesmo repousando em cima da fornalha logo após acender a mesma. Peguei um molde de escudo de porte mediano e deixei aberto ao lado da fornalha enquanto esperava o calor da fornalha agir no bronze sagrado.

Assim que o metal adquiriu aquele tom laranja avermelhado que indicava que ele estava pronto para ser moldado com a forma que eu desejava eu não tardei a despejar o bronze dentro da forma e em seguida banhei o mesmo com água fria endurecendo o metal na forma do escudo.

Devido a rápida mudança de estado físico o escudo acabou por ficar um pouco amassado e contorcido em algumas partes o que não tardei em arrumar após algumas seções de marteladas que o deixou liso e plano. Quando terminei peguei minha estaca de ferro esculpi em toda a extensão do escudo videiras entrelaçadas em quando terminei esculpi deixando em alto relevo a letra D no centro do escudo.

Olhei para o meu mais novo trabalho com orgulho e me dirigindo de novo para a frente do balcão entreguei o escudo ao garoto assim que recebi os dracmas devido pelo meu trabalho.

adm:
Modificações no meu perfil:

- Adicionar 25 dracmas ao meu perfil
- Retirar um bronze sagrado

Modificações no perfil de Picce Donthron:

- Daipeth [Escudo de bronze sagrado aparentemente padrão para combates, com o tamanho proporcional para ser utilizado em conjunto com uma lança. Em toda sua extensão há detalhes de videiras acinzentadas entrelaçadas em outras, com a consoante "D" cravejada em seu centro]{Ω}
- Retirar 25 dracmas



◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦ Atualizados ◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦  

Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Picce Donthron em Sex 29 Jun 2012, 23:11








O Pedido



Durante a sua espera pelo armamento, Picce tentava junta as peças do quebra-cabeça e entender o porquê daquele menino ter repousando a mão em seu ombro. Era a primeira vez que o via no Acampamento, e olha que Picce já andou bastante por ali. Aquele menino poderia ser só mais uma ilusão de sua embriaguez, mas tentou esquecer esse assunto. Os constantes ruídos de marteladas ecoavam por toda a loja, assustando o filho de Dionísio cada vez mais.

Até que não demorou muito. A filha de Hefesto mostrava facilidade em esculpir os detalhes do escudo, o que o impressionava ainda mais. Seu rosto era incrivelmente bonito em meio às forjas e ao enorme calor, mas Picce tentou se focar em sua própria aparência: gotículas de suor surgiam em seu rosto cada vez mais e seus olhos ardiam com o calor. O escudo finalmente surgiu da extremidade oculta por uma parede atrás do balcão; Lilandra o sustentando nas mãos. O brilho refletido pelo mais novo armamento obrigava Picce a semicerrar os olhos, desviando toda a sua atenção para a menina. A sacolinha com exatamente vinte e cinco dracmas fora entregue com certa petulância, já que aquele dinheiro disponibilizaria belas taças de vinho importado. Mas o trabalho estava ótimo. Valeu a pena recompensá-la com aquilo.

Picce restringiu-se a apenas acenar para a menina como despedida e agradecimento, cambaleando em direção ao seu chalé juntamente com o escudo. Durante o percurso, encontrou o seu meio-irmão e exibiu a sua mais nova proteção.

▬ Espero que o papai goste desta letra "D".






Picce Donthron
avatar
Filhos de Dionísio
Mensagens :
10

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Pedido

Mensagem por Gordon Legaste em Sex 29 Jun 2012, 23:58

Observo a cena transpirando ainda com o sorriso "estampado" no rosto pensando no que diria diante da beleza da forjadora,apos algum tempo , consigo efetuar algumas palavras:
-Err..hummm.. você é bonita ... me de então ... uma adaga qualquer.. boa.. que custe menos de 100 dracmas ... acho que é isso .
Passo o braço esquerdo sobre os lábios para se certificar que não haveria salivado enquanto retiro do bolso do casaco , com a palma direita , uma sacolinha feita de pano e corda que teria dentro seus Dracmas já preparando para entregar os Dracmas um pouco desnorteado pela falta de ar dentro da forja . Espero ali quase dormindo sobre o balcão enquanto uso os braços em forma de (X) sobre o balcão para apoiar a cabeça , como um travesseiro .



Spoiler:
Ω Tipo do Item: (adaga)
Ω Nome do Item: (Mosquito)
Ω Material a ser usado: (Prata)
Ω Item a ser fundido: (Nenhum)
Ω Descrição do item: (Cabo com couro envolta para melhor empunho , arma feita principalmente para estocadas , mas , também boa em cortes. )
Gordon Legaste
avatar
Indefinido
Mensagens :
18

Localização :
Casa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Dom 01 Jul 2012, 18:47

Por alguns segundos me senti tentada a me aproveitar da sua embriaguez e ficar com todo o seu dinheiro, mas meu senso de justiça falou mais alto e eu me limitei a assentir com a cabeça para o garoto sorrindo com o elogio.

Peguei um pedaço de bronze sagrado e deixei o mesmo repousando em cima da fornalha que ainda se encontrava acessa e deixei um molde de adaga aberto próximo da mesma enquanto esperava de braços cruzados o metal adquirir a cor alaranjada que indicava que eu podia dar continuidade ao trabalho.

Quando isso aconteceu despejei o metal dentro do molde e banhei-o com água fria deformando o mesmo pela rápida mudança de temperatura. Com a ajuda do meu martelo deixei a adaga lisa e a parte da lamina menor que as demais e afiei a mesma logo em seguida.

Quando terminei encapei sua empunhadura com couro e numa tentativa de aperfeiçoa-la ainda mais banhei sua lamina com veneno paralisante. Admirei meu trabalho por alguns instantes antes de me dirigir para a frente do balcão.

- Tome cuidado com a lamina, esta envenenada. - Informei ao garoto antes de entregar a adaga para ele assim que recebi os 30 dracmas pelo serviço.

adm:
Modificações no meu perfil:

- Adicionar 30 dracmas ao meu perfil
- Retirar um bronze sagrado

Modificações no perfil de Gordon Legaste:

- Mosquito [Adaga de bronze sagrado. Cabo encapado com couro para melhor empunho, arma feita principalmente para estocadas, mas também boa em cortes. Paralisa o membro do corpo que a lamina cortar por dois turnos]{Ω}
- Retirar 30 dracmas

☤Atualizados☤
Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Gordon Legaste em Dom 01 Jul 2012, 20:49



Gordon Legaste
avatar
Indefinido
Mensagens :
18

Localização :
Casa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Isabella Le' Mont em Qui 11 Out 2012, 22:03




Estava no Acampamento e aproveitaria o momento para adquirir uma nova arma. Se tudo saísse como o que tenho pensado, será um ótimo investimento. Felizmente, a forjadora a qual eu estava habituada ainda estava no local, podendo me atender.

A garota estava aguardando no balcão, aproximei-me com passos rápidos, porém firmes e decididos. - Preciso de uma dupla de floretes, se for capaz de fazê-los. O tom era desafiador, queria que a garota sentisse-se pressionada a fazer um bom trabalho para provar seu valor. -Quero que sejam forjadas em prata, quanto mais afiadas melhor, obviamente. Quero um punho muito bem trabalhado, com detalhes e tudo mais. Um deles chamar-se-á Zangão e, o outro, Abelha. Batia os dedos na madeira do balcão ,aguardando sua resposta.

Exemplo de punho:


Isabella Le' Mont
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
73

Localização :
Viajando pelo vento, passando as estrelas, roubando você!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Qui 11 Out 2012, 22:26



Caçadoras!?


Eu estava em minha forja, como sempre. Tudo bem que o movimento houvesse decrescido. Eu ainda gostava de ir ali somente para sentir o calor das caldeiras. Estava quase de saída quando vi uma garota adentrar a forja. A tiara prateada repousava nos cabelos castanhos. Senti um arrepio ao lembrar-me dela. Isabella Le'Mont. Ela era a tenente de Ártemis. Devia estar confinada no Acampamento por algum motivo. Lembrei-me de quando realmente quis me juntar a elas. Fora difícil. Balancei a cabeça, procurando uma saída lúcida de meus pensamentos embaralhados.

- Preciso de uma dupla de floretes, se for capaz de fazê-los. Quero que sejam forjados em prata, quanto mais afiadas melhor, obviamente. Quero um punho muito bem trabalhado, com detalhes e tudo mais. Um deles chamar-se-á Zangão e, o outro, Abelha. - Fitei-a por uns instantes, procurando ignorar o tom condescendente das palavras.

- É óbvio que conseguirei fazê-los. Não deverias insultar uma filha de Hefesto duvidando de sua capacidade. Faço as armas por noventa dracmas. E por favor, elimine esse tom desafiador de sua fala. Não gostaria de fazê-la engolir essas palavras. - Antes que eu pudesse terminar minha fala, ela já tamborilava os dedos no balcão, irritando-me.
Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Isabella Le' Mont em Qui 11 Out 2012, 22:40




Arrumei uma mexa que insistia em desprender-se da tiara. Lilandra era minha forjadora, conhecia meus desejos em relação a arsenais, mas mesmo assim parecia querer desafiar-me. Geralmente não fugiria de uma possibilidade de batalha, contudo, ela sabia dos pontos fracos de minhas boleadeiras e essa acabou tornando-se minha principal arma de neutralização. Sem contar que estava num ambiente desfavorável, já que a forja era da garota e havia todo o tipo de lâmina imaginável. Continuei a batucar a mesa, ignorando sua “ameaça”. - Relaxa, Lily. Acho que você está muito esquentadinha. pisquei descaradamente, feliz com minha piadinha medíocre. - Não tem como não portar esse tom aqui dentro do Acampamento, são tantos garotos infantis e de pose superior que, se pudesse... Cerrei o punho, mas logo me controlei. - Enfim, espero aqui mesmo, tudo bem?

Isabella Le' Mont
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
73

Localização :
Viajando pelo vento, passando as estrelas, roubando você!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Seg 15 Out 2012, 22:26



Caçadoras!?


Observei Isabella enquanto esta falava, fazia suas piadinhas infames e arrumava a mecha de seu cabelo castanho. O tempo havia mudado aquela filha de Hermes, com certeza. Assumir o posto de liderança de seu grupo fora um bom golpe para ela.

- Irei fazê-los agora. - Virei-me e comecei a andar, aproximando-me com passos lentos e vacilantes da caldeira.

Peguei uma amostra de prata na estante, desembrulhei-a e deixei-a cair na caldeira. Aguardei os minutos necessários para que a prata atingisse seu ponto de fusão. Ao ver o líquido laranja, tratei de pegar os moldes do florete. Derramei a prata fundida nos moldes, tomando o cuidado necessário para que não se respingasse no chão. Tampei os moldes, posicionei a caldeira como inicialmente e levei a prata que iria se transformar nas armas da tenente para um rápido mergulho em águas geladas. Por que fazia aquilo? Bem... A prata fundida, se fosse resfriada imediatamente, tornaria-se particularmente resistente, só faltando afiá-la e retirar suas imperfeições. Enquanto os moldes eram mergulhados, voltei-me para a estante e abri uma amostra de ouro. Soltei-a na caldeira e peguei meu martelo, voltando-me e retirando os moldes. Apoiei-os na mesa, abrindo-os e retirando a prata já endurecida. Comecei a martelá-la. Logo, aquela lâmina estaria perfeitamente lisa.

-x-


Após algumas marteladas e um afiador, as lâminas do florete estavam prontas. Precisava concentrar-me somente nos punhos destes. Repeti o ritual com o ouro fundido, exceto pela parte de martelá-lo. Este deveria ser cortado, de forma que se formassem belos punhos detalhados. Após fazer tudo, soldei as lâminas aos punhos, ainda acrescentando uma ametista em cada lâmina. Segurei-os, já bem limpos e fui ao balcão.

- Tenente, suas armas estão prontas. - Entreguei os floretes, recebi o pagamento. Sorri e murmurei um "Volte Novamente".

Código:
- Espaço ADM

Adições:
♦ Ao inventário de Isa: - Zangão & Abelha [Par de floretes em prata. Extremamente afiados, possuem uma ametista em cada lâmina]
♦ Ao meu inventário: 90 Dracmas

Retiradas:
♦ Inventário de Isa: -90 dracmas
♦ Meu inventário: -2x Prata [Ainda aguardando atualização na loja de materiais], -1x Ouro, -2x Pedras Preciosas.
Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Annabeth C. Petrova em Sex 26 Out 2012, 23:26

Após algum tempo caminhando pelo acampamento, decidi ir a uma forja para melhorar a minha espada. Ela estava um tanto estragada depois de minha última missão.
Entro na primeira forja que vejo, uma moça simpática está no balcão. Logo vou pedindo o que desejo.
- Olá, gostaria de melhorar este item. - mostro-lhe a espada e explico o que quero que seja feito.

Spoiler:
Ω Tipo do Item:Espada de bronze sagrado
Ω Nome do Item - (adicionar nome no arsenal): Lilith
Ω Material a ser usado: Bronze Sagrado
Ω Item a ser fundido:-
Ω Descrição do item: [Muito leve, se encaixa perfeitamente nas mãos de Annabeth. Duplamente revestida, é eficaz, resistente e extremamente afiada. Ao lado do cabo as iniciais: A.C.P]
___________________
Annabeth C. Petrova / 15 anos / Daughter of Athena
Imprestável, irônica, chata, irresistível.

Annabeth C. Petrova
avatar
Filhos de Athena
Mensagens :
121

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 6 - Athena

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Seg 29 Out 2012, 21:49



Mais um dia, mais um tostão.


O calor de minhas caldeiras tranquilizava-me enquanto eu polia meu pequeno balcão. Como sempre, o movimento era precário. Mas uma garota mudou meu pensamento. Adentrou a forja com confiança, como se soubesse exatamente o que fazia. Ouvi-a falar um pouco e sorri simpaticamente.

- Bem... Só para revestir? Cobrarei trinta dracmas. Se estiver satisfeita, poderei fazer isso agora mesmo. - Continuei a observá-la, à espera de uma resposta.

Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Annabeth C. Petrova em Seg 29 Out 2012, 22:48

A garota me respondeu com gentileza e praticidade. Sorri e então disse:
- Acho que é só. Tem algo a me sugerir para que minha espada fique melhor? Gostaria de uma para acompanhar-me em minhas missões. Envenenar ou outra coisa, não sei. Dicas?
Esperei ansiosa pela resposta.
Annabeth C. Petrova
avatar
Filhos de Athena
Mensagens :
121

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 6 - Athena

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Lilandra Fenwiick em Ter 30 Out 2012, 21:22



Mais um dia, mais um tostão.


Sorri enquanto assentia para a garota.

- Normalmente, as pessoas visitam forjas sabendo exatamente o que querem. Mas como seu caso parece ser um pouco mais específico, acho que posso ajudá-la. Se quiseres, posso envenenar sua arma com sonífero, paralisante e toda sorte de poções que se caracterizem na categoria "veneno". Posso entalhar detalhes no punho dela, como já sabes, a propósito de ficar mais bonita. - Não agi com ignorância. Respondi à pergunta e mexi em meu cabelo, suspirando. Aguardei novamente uma resposta certeira.
Lilandra Fenwiick
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
178

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Annabeth C. Petrova em Ter 30 Out 2012, 22:28

- Ótimo, desde que não fique muito caro, eu aceito - disse e sorri para a garota.
Annabeth C. Petrova
avatar
Filhos de Athena
Mensagens :
121

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 6 - Athena

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Richard C. Holmes em Qua 31 Out 2012, 08:11


Forjas
---------------

Nada é impossivel quando você quer





O dia passara rápido de mais, diante aos meus olhos. Eu não conseguia dormir, devido a meu braço que estava dolorido e doendo. Enfim, eu já estava pé pelo chalé de Ares, quando havia programado de ir as forjas dos filhos de Hefesto... Uma jovem moça era famosa por fazer ótimas armas. Logo estava com minha espada em mãos e me direcionei a forja.

Chegando lá me deparo com outras pessoas que logo sairam dando minhas vez. - Bom dia. Queria que você desse um up nessa minha espada aqui. Tem como ? Pus a espada em cima do balcão e logo pondo o bronze sagrado e o diamante em cima. - Dá pra fazer algo com isso ai ? Quanto vai custar ? Eu apenas pensava que minha espada iria ficar mais resistente e afiada.





- Roupa que estou usando: (Camisa gola "V" preta, short xadrez e tênis)
- Local onde Estou: (As forjas)
- Com quem estou: (Ninguém)

Template by Geovanna Mambiet @ TPO
Richard C. Holmes
avatar
Indefinido
Mensagens :
52

Localização :
Acampamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ω Forja's Princess of metals Ω

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum