Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

§ Smiths & Smiths

Página 9 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

§ Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Qua 28 Dez 2011, 23:35

Relembrando a primeira mensagem :



SMITHS & SMITHS

A forja Smiths & Smiths está localizada no final de um longo corredor de forjas, é um cubico quente e abafado, não há uma boa ventilação, porém isso não incomodava Aldebaran Smiths, responsável pelo local. Não há muito conforto ali dentro, mas quem precisa de conforto quando se trabalha com os mais variados metais e com altas temperaturas? O cliente só precisava chegar e fazer seu pedido, sem enrolações, sem fichas ou coisas do gênero afinal, do jeito que Aldebaran é, provavelmente os papéis vivariam alimento para o fogo. Um bigorna ficava no centro do local e, ao seu redor, prateleiras cheias de metais e um grande forno artesanal, onde o metal era esquentado e, algumas vezes, derretido. Moldes estavam espalhados pelas mesas e sons de marretadas era o que não faltava.

Alguns tópicos:

Faça seu pedido em forma de post. Não economize na descrição do que deseja, quanto mais detalhes, melhor. Não se esqueça, também de nomear seu arsenal, além de dizer o material que devo utilizar.
Não esquecer, também, que não sou o próprio deus da forja e que tenho minhas limitações.
Faço seja um pedido de urgência, favor mandar uma MP, além de postar aqui, obviamente.
Cancelamentos de pedidos devem ser feitos, primeiramente, via MP e só serão aceitos caso eu ainda não tenha iniciado o post.
Quando fizer o pedido, lembre-se de voltar para confirmar o preço, caso contrário não poderei forjar sua arma e você estará esperando algo que nunca chegará.
Possível envenenar arma, adicionar sonífero ou paralisante (em níveis baixos: lerdeza).
Possível adicionar tributo de fogo, gelo e eletricidade.
Posso deixar seus itens semi-indestrutíveis.
Também posso afiá-los, deixando-os capaz de cortar qualquer coisa.
Tenho capacidade, também, de transformar seu item num acessório.
Metais disponíveis, além da madeira: Alumínio, Aço, Bronze, Bronze Sagrado, Ferro, Magnésio, Ouro, Prata e Titânio - capacidade de deixá-los Sagrados. Também conto com tintas e pedras preciosas.
Seu pedido pode demorar um pouco, afinal, prezo o bom post, com detalhamento. Portanto, não tenha pressa.
Toda arma, escudo ou qualquer outro item criado nessa forja, levará uma marca de identificação: §
Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Marcel Holbrook em Sex 29 Jun 2012, 09:40


Right right, turn off the lights, We gonna lose our minds tonight, What's the deal yo? I love when it's all too much, 5 am turn the radio up. Where's the rock and roll? Party Crasher, Penny Snatcher. Call me up if you a gangsta. Don't be fancy, just get dancy. Why so serious? So raise your glass if you are wrong, In all the right ways, All my underdogs. We will never be, never be anything but loud, And nitty gritty, dirty little freaks. Won't you come on and come on and raise your glass, Just come on and come on and raise your glass.
Havia chegado a pouco nas redondezas do Acampamento - acabara de vir de uma missão, e fazia algum tempo que não permanecia no âmbito. Após tirar uma longa e prazerosa noite de sono, o garoto se arrumou e partiu do chalé de sua progenitora, seguindo no encalço do agrupamento de forjas dos filhos de Hefesto - achara o recinto completamente sujo, mal cuidado e nojento. Perscrutou o olhar de ponta a ponta, visando encontrar alguém que lhe parecesse, a primeira vista, um bom forjador. Aprimorou alguns passos rápidos em direção de uma das alas do recinto, passando por várias pessoas no meio da multidão de campistas e enfim, chegando até o balcão do forjador.

▬ Bem, acho que você poderia colocar algumas velas perfumadas por aqui. O cheiro é horrível. ▬ Retirou os óculos escuros dos olhos e o suspendeu na gola da camiseta em "v", puxando um saquinho feito em pano envolvido por um tecido de seda e pondo-o sobre a superfície do balcão. ▬ O negócio é o seguinte: estou procurando por um artefato incomum, e queria saber se você possui a capacidade de fazê-lo. ▬ O garoto mordiscou o lábio inferior, atribuindo um tom persuasível em sua voz e forçou um sorriso cínico, abrindo o saquinho que jazia no balcão.

▬ Como pode ver, dracmas não são o problema. Meu preço máximo é quatrocentos e cinquenta, e o seu? ▬ Prosseguiu com o sorriso estampado no rosto, soltando uma piscadela para o semideus. ▬ E quem sabe você não pode me dar um desconto? Quero um escudo feito em prata, levíssimo e, caso possível, com várias lâminas ladeando sua redondeza. Também seria bom o atributo da eletricidade em suas lâminas e elas poderiam começar a girar a partir de um mecanismo interno, tornando-se verdadeiramente mortal. ▬ O garoto desfez o sorriso em uníssono com suas palavras, fechando o saquinho com dracmas e aguardando a resposta do garoto. Sentia agonia a cada martelada que os outros forjadores aplicavam em suas bigornas, para atribuir o formato em suas lâminas. Seguidamente, deslizou a mão pela bainha e empunhou sua faca elétrica, entregando-a ao forjador. ▬ Pode utilizá-la, caso for preciso.

Código:
▬ Tipo de item: Escudo.
▬ Nome do item: Concasseur de l'amour.
▬ Material a ser usado: Prata e ouro, ambos sagrados, diamantes e tinta fúcsia.
▬ Descrição detalhada: Um escudo feito em prata com diamantes e desenhos em ouro incrustados por sua superfície. Uma rosa de tonalidade fúcsia está embutida no centro do artefato, caracterizando Afrodite e seu poderio. Semi-indestrutível, é ladeado por diversas e afiadíssimas lâminas feitas em prata e atribuídas com eletricidade, podendo cortar quaisquer tipos de superfícies e eletrocutar o inimigo. Apensar de tudo, é levíssimo e facilita sua manipulação pelo usuário. Quando seu mecanismo é ativado, suas lâminas começam a se movimentar com velocidade surpreendente, facilitando o corte de superfícies grossas e até impossíveis de serem perfuradas.




post: 002 ~ tagged: forjas ~ words: 715 ~ clothes: white t-shirt, jeans and black all stars ~ lyrics: raise your glass - pink ~ notes: i'm not afraid anymore ~ thanks, baby doll @ OOPS

Marcel Holbrook
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Khristie Lian em Sex 29 Jun 2012, 18:09



( u ) ma adaga, por favor?
We are all humans living a war-like life // Is the dark world making you lose strength?
We are all humans living a war-like life




Finalmente tomara coragem para pedir aos filhos de Hefesto alguma forja para mim. Sempre tivera preguiça de fazê-lo, mas hoje era o dia! Dirigi-me para o local das forjas e fui passando de uma a uma, procurando um rosto familiar. Finalmente, encontro Aldebaran, um dos campistas antigos do Acampamento. Sorrindo, entro em sua loja.

▬Oi, Ald! Tudo bem? ▬ digo, assustada com o calor do local. Enrolo meus cabelos em um coque alto e prendo-os com um elástico que sempre trazia em meu pulso. ▬ Hmm.. Vim aqui pedir uma coisinha especial pra ti. Eu queria uma adaga. Gostaria de que a lâmina, de titânio, fosse super afiada, para causar bastante estrago, entende? De preferência, grandes danos em monstros. E curvada; seria ótimo ter uma adaga curvada, principalmente na hora de ataques de verdade. Deixa-a o mais resistente que puder, por favor. Se possível, queria que ela pudesse, também, ter atributos de fogo ▬ sorrio para ele, respirando fundo. Deuses, como era quente ali! ▬ Agora, os detalhes dela... Bom, se o cabo da adaga não por muito liso já agradeço muito; é horrível quando a arma desliza de suas mãos. O material não importa, mas eu queria que este fosse negro. E... bom, acho que é isso! ▬ contente, balanço a cabeça para mim mesma, como se concordasse com minhas palavras. ▬ Então... quanto fica? Ah! Sem pressa, viu?

Enquanto espero o garoto dizer o preço do item, fico pensando em como seria bom ter um copo d´água gelado ali.





Então, resumindo...:

Adaga de titânio, lâmina super afiada, levemente curvada, com propriedades de fogo; semi-indestrutível;
Cabo negro;
Se possível, sagrá-la.



notes Smiths & Smiths 'Smithy' || Pedido
tagged Khristie Lian || Daugther of Hermes || Level 21
wearing Dark blue Jeans pants || Black Sweater|| Shoes: Nike
music The Boys - SNSD [ 소녀시대 ]
credit thai_ss
Edited by me.
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Abelardo A. Boston em Sab 30 Jun 2012, 23:18

Avia feito uma aposta com o filho de Afrodite, infelizmente perdi, teria de pagar, Apolo não gostaria de um filho de Apolo dando golpes, fui ate o corredor das forjas, levava comigo no bolso do jens, em conjunto com a polo preta, 100 dracmas, fui observando aos poucos as forjas, observei uma lotada, seria talvez uma boa escolha, fui ate lá entrando e falando:
- Ola, Gostaria que você fizesse um arco, mas não um simples arco, feito de Prata, quero tambem que revista a parte onde se segura, coberta por diamantes, tambem quero que se transforme em um colar de ouro com o simbolo do infinito.
Para lhe ajudar tirei de meu bolso um papel:
Código:
Bet [Um Colar de ouro com o simbolo do infinito, se pressionado se transforma em um arco de prata, cuje o cabo e coberto por diamantes, tornando assim indestrutível]
O Mesmo deve ser adicionado na conta de Roobertchay D. Suede

Colar:
Abelardo A. Boston
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
43

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Jonatas Faro em Dom 01 Jul 2012, 14:26

Junto com o filho de Apolo, fiz uma aposta, perdi, teria de pagar, não avia saída, entrei na forja mais lotada que vi, de la vi armas exuberantes sendo feitas, com matérias incríveis, esperei e avistei o filho de apolo, sorri e fui ate o balcão pedindo o premio da aposta:
- Ola, queria que você fizesse algo para mim, uma aljava, com flechas 100 de bronze sagrado, cuje a ponta e de diamante e a um veneno paralisante, se puder que transforme em um anel simples de prata.
Apos isso peguei de meu bolso um papel com o pedido e o desenho:
Código:
Quiver [Um anel de prata que se pressionado se transforma em uma aljava, com 100 flechas de bronze sagrado, cuje a ponta e de diamante e contem veneno paralisante ]
O Mesmo deve ser adicionado na conta de Roobertchay D. Suede
Sou Fake de Klaus

Anel:
Jonatas Faro
avatar
Indefinido
Mensagens :
1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Christopher Mason em Seg 02 Jul 2012, 17:21

Retiro meu pedido aqui. De qualquer jeito, obrigado.
Christopher Mason
avatar
Filhos de Ares
Mensagens :
1119

Localização :
Nômade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por James Lloyd em Ter 03 Jul 2012, 02:09


James Júnior Robert


Eu entrei na forja de Aldebaran Smith, esperando que este pudesse fazer as armas que eu queria. Fui em direção ao ferreiro e falei:
- Olá, Adebaran. Gostaria que você fizesse duas adagas para mim, uma de ouro e outra de prata. As duas se juntam e formam um bracelete. Se possível, por favor as faça resistentes. Por quanto sai?
Esperei então pela resposta do garoto.

Notes: Nothing... # Tagged: Kath. # Wearing: LINK AQUI # Desenvolvido por: graphicsland.zip.net
James Lloyd
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
95

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Qua 04 Jul 2012, 01:27

Adentrei mais uma vez minha forja, perguntava-me quantas vezes já havia feito aquele trajeto, quantas vezes eu já trabalhei naquele cubículo sem ver as horas passando. Tinha novos projetos em mente, assim como uma fila gigantesca de pedidos que me seguia para todos os cantos, sem piedade.

Respirei fundo enquanto reunia todos os materiais que seriam necessários para a forja do dia, entre eles encontrava-se titânio, tintas e pedras preciosas, pelo visto hoje a coisa seria mais intensa que os dias passados. Carregava minha mochila caída no ombro direito, a mão firme na alça. Duas de minhas armas estavam especialmente comigo, eram minha corrente de bronze presente de Nêmesis e minha outra corrente, que me acompanhava em quase todas as missões, Iustitia, também tinha meu nunchaku, presente de uma freguesa e duas facas de bronze comum, assim como tinha trazido meu machado, presente de meu pai e meu ouro especial, que conquistei como presente de monitoria. Deixei meu material de lado para poder trabalhar, primeiramente, num “projeto secreto”.

Há tempos eu planejava terminar este projeto. Era para alguém especial, e a data esperada estava chegando.

Havia chego semana passada de uma missão conturbada, e finalmente poderia terminar minha obra de arte. Amanhã, partiria para meus afazeres como Justiceiro, e não poderia dedicar-me ao encerramento deste.

Passei muito tempo confeccionando, e por fim, ele estaria pronto.

O projeto era um autômato de cobra, de mais ou menos seis metros. Precisei do apoio e materiais de alguns de meus irmãos, e os recompensei com belos dracmas. Valia a pena, realmente valia a pena. Eu precisava apenas dar um último toque nas escamas da cauda e estaria pronto.

O mecanismo da cobra era baseado em uma cascavel do deserto. As escamas não tinham desenhos, mas o chocalho era característico desta. Não pensei em incluir veneno na confecção da cobra, pois além de grande, ela seria excepcionalmente ágil.

As escamas foram confeccionadas por mim para darem o máximo de flexibilidade possível, como uma cobra real. O contorcimento e a força dos mecanismos seriam característicos desta. Mas havia algo em minha mente, algo que só alguém que lidasse com magia poderia fazer.


À manhã do dia 25 de Junho, saí em busca de uma filha de Hécate pelo Acampamento, oferecendo dracmas e apresentando minhas ideias as candidatas. Poucas não me ignoraram, e um número menor ainda realmente prestou atenção no que eu disse. Não seria uma tarefa muito difícil, pois em relação a isto, pediria ajuda a meu pai. Uma benção de Hefesto para dar vida ao meu autômato. Moggy... Moggy seria seu nome.

Ainda em busca da salvadora de meu projeto, encontrei uma novata perdida. Ela se dizia filha de Hécate, mas parecia inexperiente. De qualquer forma, ela seria útil, já que fora a única que realmente se interessara pelo trabalho.

Apresentei minhas ideias a ela, enquanto caminhávamos em direção à forja. Ela concordou com tudo, e disse que isto seria razoável para ela, já que queria saber do que realmente era capaz. Eu pude apenas esperar que tudo corresse bem.

Antes das 13 pm, estávamos prontos para a última fase do projeto.

A garota abriu seu grimório, enquanto eu a observava ao longe. Pronunciou algumas palavras estranhas e em segundos, disse que estava pronto. Afastou-se no autômato que continuava sobre minha mesa de ferramentas e sorriu para mim. Fui verificar se teria dado certo, abrindo uma de minhas pequenas janelas que davam para a rua. A luz do sol escasso adentrou por ela, e pedi para que a garota se segura um espelho para que o feixe de luz pairasse sobre a cobra. No local onde este focara, um brilho intenso eclodiu, deixando minha visão turva por alguns segundos. De logo, pedi para que ela retirasse o espelho, e agora precisávamos de uma última ajuda.

Dispensei minha amiga, e comecei as preces a meu pai. Precisava que esse meu esforço de meses, me desse o gosto de vitória.

"Ó Hefesto, grande deus ferreiro, mestre da criação de autômatos, peço para que olhe pelo projeto de seu filho, que tão humildemente tenta alcançar o pai, mesmo com tantas limitações. Lanço à sua proteção meu autômato, para que sirva para seus fins e que não fuja do controle, que seja um bom servo metálico e que carregue o respeito de uma marca de brasa, de uma marca do filho do Deus Forjador.”

Código:
O presente será para Katherine Boston Angelline e o projeto já foi discutido anteriormente com Hermes, tendo autorização do mesmo.

Autômato de Cobra: Exposta a luz do sol, este autômato cresce a desejo de seu mestre (chegando a 4 metros de comprimento), por ser um autômato encantado, seu metal de criação varia de um ouro impermeável, a um cobre dobrável. Ao ficar a luz do sol, seu metal brilha de um modo ofuscante, ficando assim, praticamente indestrutível; já estando as sombras, este metal perde a cor, transformando-se em cobre. Ao desejo de seu mestre, a cobra pode diminuir de tamanho, ou crescer (varia de 80 cm à 4m). Esta cobra, tem seu comando ligado a mente do dono, obedecendo só a este. {§} [Presente de Aldebaran Smiths em parceria de Lord Hermes]

Peguei minhas correntes, precisava trabalhar um pouco nelas, não em sua formação ou qualquer outra coisa, mas queria tentar adicionar um tributo qualquer nas duas, cada uma diferente da outra. Primeiramente a corrente que foi concebida a mim assim que entrei nos Justiceiros. A corrente de bronze não tinha nada de mais, a não ser a pessoa (ou coisa) que havia me dado: a própria deusa da justiça.

Levei a arma até um gerador de porte respeitável que eu mantinha em minha forja, um pouco escondido, é verdade. Descarreguei o gerador e a corrente recebeu toda a descarga, mostrando corrente elétrica em sua superfície, aumentava a voltagem em cada repetição, até que a arma manifestava-se quase que independente. Percebi que ela havia absorvido a propriedade elétrica e que estava pronta.

Código:
Modificar em meu arsenal:
♠ Corrente elétrica de bronze sagrado (descarrega eletricidade no alvo) {§} [presente de Nêmesis]

Era vez de Iustitia, peguei minha corrente e a levei para a fornalha, atirando-a ao fogo. Não me sentia nada incomodado com o calor gerado pela aproximação das chamas, pude manipular normalmente o metal enquanto via chamas seguir os elos da corrente. O metal foi ficando avermelhado, mas logo voltava a sua coloração natural, devido ao resfriamento. Alimentar o fogo era a única coisa que eu realmente fazia, tendo certeza que logo o metal ficaria quente o suficiente para manter a temperatura como propriedade. Quando ficasse pronto, poderia queimar meus adversários.

Código:
modificar em meu arsenal:
♠ Iustitia (corrente de 3m de comprimento feita de bronze sagrado. Com um losango pontiagudo numa ponta e uma esfera maciça em outra. Quando o usuário desejar, chamar se alastrarão pelos elos da corrente e queimarão o adversário, graças a sua propriedade de fogo.) {§}

Era vez de o nunchaku tornar-se mais útil para mim, pelo menos em minha opinião. Primeiramente apanhei as duas facas de bronze e coloquei-as na fornalha para derreter o metal. Enquanto isso, abri as extremidades do armamento oriental. Não iria modificar muito as facas, apenas as deixaria com as lâminas com maior área e sem um cabo, quando vi que estavam em ponto de moldagem retirei-as do forno e as deixei do jeito que queira.

As lâminas estavam mais espaçadas e o cabo estava perfeito para o novo “buraco” criado no nunchaku, enfiei os cortantes no devido local e, com a ajuda do dispositivo consegui esconder as facas. Desse modo a lâmina só apareceria quando eu atacasse. Também trabalhei a corrente, aproveitando algum resto de metal para criar alguns elos a mais, assim eu capacitaria a corrente a se expandir mais, podendo atingir alvos mais longes com sua expansão.

Código:
Modificar:
♠ Nunchaku (Essa arma possui lâminas de bronze em suas extremidades que são ativadas por um mecanismo na hora do ataque, ferindo gravemente o atingido. Também conta com um sistema de expansão de corrente, que possibilita atingir alvos mais distantes.) {§}
Retirar minhas facas de bronze.

A última arma que restava em minha mochila: meu machado duplo. Suas lâminas eram extremamente resistentes, porém eram leves, tornando-se uma boa arma. Ao meu lado, o ouro que me foi dado de presente. Derreti o metal com muito cuidado enquanto o machado esperava na bigorna. Quando o ouro derreteu, despejei-o por cima das lâminas do machado, levando-o rapidamente para resfriamento.

O machado continuava com suas propriedades – leve e afiado – porém suas lâminas estavam visivelmente maiores e agora portavam um brilho amarelado, indicativo do ouro, também poderiam invocar fogo, gelo ou veneno como tributo, colaborando infinitamente para o dano.

Código:
Modificar:
♠ Machado Duplo Especial de Ouro [Com lâminas bastante afiadas e leves, realmente grandes. É revestido de ouro especial, o que permite mudar a propriedade da arma de acordo com a vontade do dono. As variações são as seguintes: Flamejante, Gélida ( congela a parte atingida por 2 turnos) e Venenosa (-5 de HP por turno por 3 turnos)] [By: Hefesto] [Prêmio de Monitoria by Hermes] {§}
Consequentemente, retirar o ouro especial.

VALORES DOS NOVOS PEDIDOS:
{procure seu nome abaixo, que estará acompanhado do valor do pedido}

Thor Potter – 55 dracmas de ouro
Juliet Lucie Voltrie – espada por 45 dracmas e escudo, 90 dracmas (utilizando prata)
Christopher Mason – cancelado via mp
Andrew Hazelhurst – Esse pedido é impossível de ser realizado, como informa a administração. Sugiro que faça uma luva comum e peça a benção de algum deus como recompensa em missão.
April M. Rousseau – 105 dracmas de ouro
June M. Rousseau – Pedido também inválido. Sugiro que realize uma missão e peça como recompensa o esporo, para então ser forjado o anel {sugestão, também, da administração}
Phillipe D'alembert – 160 dracmas
Khristie Lian – 125 dracmas
Klaus Bodeler – 90 dracmas
Jonatas Faro – 150 dracmas
James J. Robert – 120 dracmas

favor confirmar os pedidos

PRAZO PARA POSTAGEM DOS PEDIDOS:
Uma semana.



◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦ Atualizados ◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦  


Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Khristie Lian em Qua 04 Jul 2012, 01:45



( u ) ma adaga, por favor?
We are all humans living a war-like life // Is the dark world making you lose strength?




O garoto oferecera seu preço; 125 dracmas. Para mim, parecia justo. Um pouco carinho, mas justo. Nada que algumas 'visitas comerciais' à cidade não resolvessem. Sorri para ele e confirmei:

▬ Ok, pode 'mandar bala'. Eu vou esperar ali fora, ok? Vou... ▬ procurei as palavras certas por um segundo antes de continuar. ▬ Dar uma refrescada por ai ▬ lanço-lhe um grande sorriso antes da sair do forno-forja.






notes Smiths & Smiths 'Smithy' || Confirmando o Pedido
tagged Khristie Lian || Daugther of Hermes || Level 21
wearing Dark blue Jeans pants || Black Sweater|| Shoes: Nike
music The Boys - SNSD [ 소녀시대 ]
credit thai_ss
Edited by me.
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Marcel Holbrook em Qua 04 Jul 2012, 12:55


Right right, turn off the lights, We gonna lose our minds tonight, What's the deal yo? I love when it's all too much, 5 am turn the radio up. Where's the rock and roll? Party Crasher, Penny Snatcher. Call me up if you a gangsta. Don't be fancy, just get dancy. Why so serious? So raise your glass if you are wrong, In all the right ways, All my underdogs. We will never be, never be anything but loud, And nitty gritty, dirty little freaks. Won't you come on and come on and raise your glass, Just come on and come on and raise your glass.
Phillipe guardou a resposta do semideus com extrema paciência, observando cada extremidade da forja. Ao anunciá-lo, assentiu com a cabeça postiviamente, demonstrando estar de acordo com o preço estabelecido pelo forjador. A expectativa do preço era muito mais baixa da que o garoto esperava; mordiscou o lábio inferior demonstrando felicidade e retornou a abrir o saquinho com dracmas, retirando a quantia de dinheiro necessária para obter o tão esperado item e a entregando ao filho de Hefesto.

▬ Estou de acordo com o preço. Pode começar a forjar meu item, estou no aguardo. ▬ Balbuciou, caminhando até um dos pontos do recinto e apoiando as costas na parede, cruzando os braços defronte ao peitoral e suspirou; permaneceu olhando cada movimento que o semideus fazia para dar forma aos artefatos, apesar de achar aquilo extremamente tedioso.


post: 002 ~ tagged: forjas ~ words: 715 ~ clothes: white t-shirt, jeans and black all stars ~ lyrics: raise your glass - pink ~ notes: i'm not afraid anymore ~ thanks, baby doll @ OOPS

Marcel Holbrook
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Zoë Bidgouver em Qua 04 Jul 2012, 14:46

so call me maybe
but he's my number
A cada passo que eu dava mais abafado ficava. Entrei na forja que estava mais cheia, com certeza os items eram bons. Quando finalmente cheguei no balcão dei um sorriso, estava encabulada com todas as pessoas que estavam presentes ali, mas eu consegui falar.

- Gostaria de um par de adagas gêmeas feitas de bronze sagrado. Cada uma tem 23cm. - Sorri novamente e esperei a resposta do ferreiro.

Código:
Nome do item: Chasing
Descrição do item: Um par de adagas gêmeas feita de bronze sagrado, são afiadas e tem a palavra "Chasing" na lâmina das duas. Cada uma tem 23cm. São ótimas para lançamentos e também em batalhas.
TAG: YOU | #WORDS: Number Here | NOTES: Notes
By: Wee Innocence Graphics
Zoë Bidgouver
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
3

Localização :
Sou atraída por coisas belas. Talvez, estou em uma longa viagem sem fim, o amor verdadeiro é um dos obstáculos que tenho que atravessar. O amor verdadeiro é apenas uma "mentira" que resulta na felicidade dos humanos, isso para mim é apenas uma perda de tempo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por David Phoux em Qua 04 Jul 2012, 19:05


♬ Hello Manolo - Dave Phoux ♬


Adentrei a forja de meu irmão, Aldebaran. Como de costume o estabelecimento de meu irmão estava lotado de clientes e ele atolado em pedidos dos mais diversos. Olhei para o lado para confirmar as várias presenças, aquela era a forja mais movimentada do acampamento sem dúvida. Não era sem motivos, meu manolo justiceiro era um ótimo filho de Hefesto, líder de nosso Chalé e tinha habilidades de encantamento admiráveis.

Me dirigi até o balcão para efetuar um pedido sem mais delongas. Havia me decidido por antes de partir requisitar que meu irmão prodígio fizesse um novo equipamento para mim.

Olá manolo, como vai? ▬ Eu cumprimentei-o sorrindo simpaticamente, então decidi realizar meu pedido. ▬ Bem, gostaria que você forjasse para mim uma armadura, esta seria semi-indestrutível, feita de titânio e coberta com ouro para melhorar a estética. Cobriria desde as mãos com os dedos expostos, passando pelos braços, antebraços, ombros e o tronco, além de também proteger meu pescoço e minha cabeça com um elmo separado. Gostaria também que você a encantasse com o elemento fogo para que contatos físicos não desejados acarretassem em queimaduras, não precisa ser nada muito potente é claro, mas que garanta um certo afastamento para precaver, se é que me entende. Nas costas por favor faça uma gravura de uma fênix arranhando uma pomba ▬ Levei a mão ao queixo pensando se havia esquecido de dizer algo e logo lembrei-me ▬ Ah sim, gostaria que você fizesse com que ela transforme-se em uma camiseta preta gola ''V'', o elmo poderia transformar-se em uma corrente para o pescoço e as luvas e as partes dos braços em um par de pulseiras de espinhos. Por hoje é só manolito, então quanta acha que cobraria?
Código:
Davus - Armadura semi-indestrutível feita de titânio e coberta por ouro, em suas costas há a gravura de uma fênix furiosa com as garras arranhando uma pequena pomba. Protege os braços, o tronco, o pescoço e possui um elmo para a cabeça. Encantada queima qualquer um que toque-a sem permissão do usuário. Ao comando transforma-se em uma camiseta negra com o mesmo desenho da armadura, par de pulseiras de espinhos e uma corrente de pescoço. {§}



David Phoux
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
351

Localização :
Krakolândia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Bruce L. Salazar em Qua 04 Jul 2012, 19:54

Andava pelos corredores de forjas do acampamento procurando uma forja específica, a de Aldebaran. Já conhecia o ferreiro delonga data, desde que eu havia curado-o. Levava comigo dois de meus melhores equipamentos para receberem um famoso upgrade. Olhei entre algumas forjas e vi o símbolo do ferreiro. Meus olhos verdes estavam um pouco mais escuros que o normal, estava um pouco cansado. Minhas dracmas se encontravam em um saquinho de couro que carregava em minha mão.

Dentro do estabelecimento do forjador, coloquei minha armadura e minha katana no balcão, logo comecei a dizer:

Olá, Aldebaran. Há quanto tempo, não? ▬ O tom estava levemente descontraído. ▬ Não estou aqui para prosear contigo. Quero que faça algumas alterações em meus itens. Primeiro, vamos começar pela minha katana. Quero que retire a parte da lâmina de bronze sagrado e a troque por ouro sagrado. Também desejo uma bainha de um material bem resistente e que a espada fique semi-indestrutível, além de bem afiada e com o atributo gelo como encantamento. ▬ Meus olhos correram pela arma e logo olhei para a armadura. ▬ Bem, com a espada é só isso. Agora, a armadura. Na armadura, eu quero que deixe-a semi-indestrutível, além de substituir o mecanismo dos espinhos que a armadura possui por hidden blades acopladas ao punho. Também desejo que retire a parte da bainha da armadura. Ah, antes que eu esqueça, quero que a armadura fique bem completa, com o mínimo de espaços desprotegidos possível. A armadura tem que ser leve e que ela não atrapalhe minha locomoção.Bem, só isso. ▬ Disse, rindo. ▬ Pode forjar, não me importo com o preço.

Após terminar como queria os itens, fiquei recostado em uma parede, esperando meu pedido ficar pronto.
Bruce L. Salazar
avatar
Indefinido
Mensagens :
987

Localização :
Hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Thor Myers em Qua 04 Jul 2012, 20:01

Aldebaran me diz que o preço ficaria firmado em 55 dracmas de ouro. O preço era justo, considerando o que eu queria, e eu estava disposto a pagar. Tirei do bolso a quantia acordada dos dracmas, depositei-os sobre o balcão e respondi ao rapaz:

- Pode forjar o martelo, obrigado.
Thor Myers
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
56

Localização :
Chalé de Zeus

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Violet Rossendorf Grace em Qua 04 Jul 2012, 23:30








Equipamentos novos





Tédio. Era este o sentimento que me regia mais intensamente, ultrapassando até mesmo o amor e o ódio. Foi ele que me fez levantar da minha cama no Chalé 11, colocar um vestido cinza simples e ir até a única forja que conhecida por mim, a "Smiths & Smiths", só para ter algo para fazer; prova de que o tédio pode ser construtivo se usado da maneira correta.

Assim que cheguei ao local, sentei-me em uma das cadeiras vazias e coloquei meus fones de ouvido. Digamos que eu não estivesse disposta a esperar muito, embora soubesse que havia uma série de outros clientes na minha frente. Fiquei observando o movimento das pessoas e ouvindo música por um bom tempo. Quando finalmente fui chamada por Aldebaran Smiths, o dono da forja, já tinha ouvido praticamente metade da playlist de rock clássico do meu ipod.

▬ Acompanhe-me, senhorita ▬ ordenou ele. Fiz que sim com a cabeça e o segui até o balcão de atendimento.

Chegando lá, comecei a preencher a Ficha de Dados do Equipamento, que consistia basicamente em um monte de perguntas acompanhadas de lacunas vazias. Tentava deixar minha letra bonita e legível enquanto escrevia.

Ficha de dados do equipamento:

• Nome: Caixa de Alien Suspeita

• Tipo: Kit de lâminas de arremesso.

• Descrição: O item consiste em uma adorável caixinha com o desenho de um alienígena estampando sua superfície externa. Dentro da caixa há uma série de lâminas pequenas, leves e afiadas, as quais servem para ser arremessadas no oponente. Cada uma das lâminas (ou mini-facas, se preferir) possui as minhas iniciais (VRG), para que possam ser identificadas depois do ataque. Muito práticas e úteis, apesar de não causarem grandes danos no inimigo.

• Materiais: A caixa pode ser feita de madeira ou de qualquer outro material que você tenha disponível (de preferência, um material barato). As lâminas podem ser feitas de bronze ou algo do gênero, desde que não pese muito no bolso também.

• Observações:
> Estou aberta a negociações (sim, sou pechinchadora - se é que esse adjetivo existe).
> A caixa não é grande e a quantidade de lâminas também não.

Violet Rossendorf Grace
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
12

Localização :
Acampamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Abelardo A. Boston em Qui 05 Jul 2012, 18:17

Recebi a resposta de meu pedido, levei-me ao canto da forja, pegando meus dracmas, logo verifiquei-os e fui lentamente sem nenhum exito, ate o balcão ao ouvido do garoto e cochichei, ela talvez se virou e pensou um pouco, esperei sua resposta, fiquei tenso ao meu pedido.
Código:
Bem como sabe sou Fake de Jonatas, e ele não dracmas suficientes para pagar a aljava então faseemos assim:
- Pago o arco, e dou 10 dracmas para pagar a aljava, depois dou os 100 dracmas de Jonatas, o que da 110 dracmas para a aljava, mas como custa 150, darei 40 dracmas de meu outro fake, o Tomas Del Torre.
Se aceitar o acordo ja forje, se não diga ao fim do proximo post
Abelardo A. Boston
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
43

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Sab 07 Jul 2012, 02:44

A PARTIR DE AGORA TODOS OS PEDIDOS FEITOS SERÃO IGNORADOS, PARA SER ATENDIDO, PROCURE A The Hammer Bros, NOVA PARCERIA.
Obrigado a todos.
Mais pedidos a serem feitos. Não me demorei em me arrumar para sair do chalé, tinha que começar logo a trabalhar, pois quanto mais cedo eu iniciasse as forjas, mais cedo eu voltaria para casa.

Khris, a famosa filha de Hermes, aguardava na fila de atendimentos. Depois que ela partiu, tomei cuidado em conferir todos os itens que havia no balcão ou próximo dele, eu não confiava em outros deuses e em seus filhos, principalmente quando se tratava do deus dos ladrões. Entrei na forja de fato e derreti uma barra de titânio para forjar a adaga da garota.

O metal demorou a tornar-se liquido, isso provava sua resistência e “força”. Depois de longa espera, derramei o denso liquido numa forma de adaga que mantinha sempre por perto, vaguei imaginando como seria se aquilo fosse despejado em um humano comum, com certeza faria algum estrago. A área da forma foi completa e o objeto foi levado até o barril para resfriamento.

Levei a adaga para a bigorna, ainda precisava fazer algumas modificações para ela tornar-se digna. Usando meu poder de manipulação de metais e meu martelo, curvei a lâmina como foi pedido pela garota. Era estranho, mas eu não precisava trabalhar muito no cabo da adaga, pois a garota queria algo que não escorregasse, logo, não podia poli-lo, nem deixa-lo “macio, liso”, então seria algo bruto - muito diferentes dos pedidos de garotas que eu recebia normalmente.

Isso me dava mais energia para trabalhar na Lâmina, deixando-a com uma curvatura praticamente perfeita. Seu fio era superfino, bem trabalhado por sinal, além de uma ótima afiação que a lixa me permitiu. Levei a arma quase pronta até a fornalha, deixando-a no fogo para que absorvesse as chamas. Meus olhos estavam atentos a todo o processo, caso fosse necessária uma intervenção.

Retirei a lâmina, crente que havia funcionado e que agora a arma tinha a propriedade de fogo. Apanhei uma tinta de coloração negra e apliquei no cabo da arma, deixando-a num belo contraste com a prata da lâmina e o negro do cabo. Havia algumas imperfeições no cabo, que me lembravam de algum tipo de escamas. Pude, então, entregar a arma pronta.

Código:
Retirar de meu arsenal:
-1x titânio
-1x Tintura

Adicionar ao meu arsenal 125 dracmas e tirar mesma quantia de Khristie

Adicionar ao arsenal de Khristie:
+ Adaga (Feita em titânio sagrado, lâmina super afiada, levemente curvada, com propriedades de fogo; semi-indestrutível; Cabo negro) {§}

Para o pedido de martelo, derreti bronze e ferro e preparava um bom molde enquanto os metais derretiam. A parte de ferro era praticamente retangular, o item seria simples, mas eu garantia que uma boa marretada faria um grande ferimento. Os metais, quando derretidos, foram depositados no molde; usei meu controle sobre metais para poder deixa-los cada um em sua posição, sem misturá-los, ferro na “cabeça” do martelo e bronze no cabo.

Quando o bronze estava para resfriar, adicionei uma correia de couro para que o garoto pudesse prendê-lo ao braço, assim facilitaria o manuseio do mesmo. Não eram necessárias muitas marretadas, afinal, estava trabalhando com um bloco de metal e não com uma lâmina fina. Ou seja, meu trabalho foi quase rápido demais, sem muito detalhamento ou qualquer outra coisa.

Código:
Adicionar ao arsenal: 55 dracmas e retirar mesma quantia de Thor Potter.
Retirar de meu arsenal: -1x bronze e -1x ferro
Adicionar ao arsenal de Thor Potter:
+ Martelo (Ferro na parte principal, cabo de bronze e uma tira de couro para segurá-lo no braço) {§}


A dríade apertou o colar e este se transformou numa armadura prata reluzente, ela queria deixá-la com ângulos exóticos, não seria fácil, pois graças às bênçãos de Artemis o material era muito resistente, com um suspiro levei-a até a forja e aqueci o material, mesmo sob fogo intenso o material não cedeu, mas as pontas, as que eu precisava poderiam ser trabalhadas com o martelo. Várias vezes tive de resfriar cada parte e separadamente pedir para que a dríade vestisse, tomando cuidado para que não prejudicasse na movimentação de seus membro. Após o resultado obtido cravei um diamante grande acima dos seios, agora teria apenas que tingir da cor pedida: rosa Pink. Procurei nas minhas tinturas o rosa mais forte, como pedido, e aproveitando do calor do material derramei na superfície prateada o licor Pink e delicadamente pincelei toda ela, passei uma, duas camadas para que ficasse o mais forte possível, o resultado foi para além do esperado: Por ter como camada principal um prata reluzente, graças a benção da deusa, a armadura ao ser tingida de rosa, ficou num tom rosa escuro reluzente, e aquela sutil luz rosa refletia sobre o diamante, fazendo-o brilhar também rosa, porém em várias tonalidades, deslumbrante, meu trabalho com a armadura estava pronto. Chequei a lista de pedidos, e agora viria o cinto de prata sagrado, fui até minha bancada e peguei uma barra do material e derreti, depois remodelei no formato de cinto grande, com meu martelo de forja, com três espaços, contrácteis, para colocar o que ela precisasse, poderia variar de espadas a varinhas. Entre cada ”suporte” coloquei uma pedra de quartzo rosa, no total de dois, dando um toque delicado até a esse apetrecho de guerra. Acoplei-o a armadura e a devolvi para a dríade. Que no seu toque voltou a ser um colar. Para as soqueiras, não imaginava uma dríade usando aquilo, precisei que ela entrasse mais uma vez na minha forja para que assim pudesse medir suas mãos, segurando-as com as minhas, pude sentir toda sua delicadeza, estávamos próximos, não conseguia imaginar aquela garota numa batalha, com aquele sorriso seu sorriso não merecia estar nesse ambiente, nem mesmo trajando soqueiras envenenadas. Mas como estava pagando para aquilo, eu faria. Coloquei três pontas, bem afiadas de diamante em cada uma e banhei com veneno cada peça, para fixar desferi marteladas e refiz o mesmo procedimento até as pontas exalarem, bem de leve, uma luz verde. Numa soqueira estava banhada por sonífero e na outra um veneno paralisante. Elas ficaram realmente assustadoras.

Dessa vez ela me entregou uma pulseira que mais uma vez ao seu toque transformou-se num objeto: um escudo. Na minha forja não teria item mais resistente que aquele, então a seu pedido apenas acrescentei, assim que o aqueci, uma conta do meu maior e afiado diamante, para fixá-lo bem, desferi várias pancadas com meu martelo de forja, por fim untei com essência gélida, aproveitando o calor do material, e martelei para fixá-lo também, repeti o processo até conseguir o resultado desejado. Aquela garota já tinha me dado trabalho o suficiente por hoje, mas La estava ela com mais uma armadura do mesmo material anterior, prata sagrado, abençoado, com certeza era para um cavalo, só que dessa vez com um dano na lateral, não seria difícil restaurar, levei a parte danificada para o fogo da forja e depois de aquecê-la o suficiente, martelei até obter uma superfície uniforme, por fim lixei com uma lixa grossa, para não deixar nenhuma ponta. O toque final foi dado com tintura rosa. Para acabar com seu pedido gigante, peguei uma barra de bronze sagrado e forjei 4 ferraduras adornadas com quartzo rosa.

Código:
 Retirar do meu arsenal
    1x barra de bronze sagrado
    2x barras de prata sagrado
    4x pedras preciosas

    Retirar 180 dracmas de Claire de Lune e adicionar ao meu arsenal

    Adicionar ao arsenal da Claire:

+ Colar da Rainha [O colar é feito com os fios provindos da plumagem do Leão Nemeia, mas sua coloração é vermelha; o mesmo, o pingente prateado, é o olho de um Lestringão que fora congelado. Este confere à dona uma pequena vantagem em seus ataques, fazendo com que as probabilidades de acerto da usuária aumentem. De coloração rubra, o colar transforma-se, com um toque da dona, em uma bela armadura rosa escura reluzente completa, levíssima, com um detalhe em diamante que em combinação com o brilho rosa da mesma é capaz de distrair o adversário, ou quem quer que esteja olhando a primeiro encontro. Sobre a Armadura da princesa Andrômeda divina: Abençoada por um espírito da floresta e por Ártemis, a armadura confere à semideusa uma proteção extrema, sendo necessários vários golpes fortes para quebrar a defesa do casaco e atingir quem estiver usando-a. Á armadura fora também adicionada o poder da pele do Leão de Nemeia, deixando-a indestrutível. Possui um cinto adornado com Quartzos rosa com três espaços contrácteis para armas. Impossível de ser roubada. Quem o tentar fazer será queimado pelo pingente de Lestringão – mais uma utilidade deste pequeno ‘mimo’] {§}

    + Par de soqueiras (Possui duas soqueiras de prata sagrado acopladas as luvas, em cada soqueira contem contas de diamantes afiadas e banhadas em veneno, numa paralisante e noutra sonífero, quem for acertado várias vezes por esta poderá cair num sono de 10 minutos ou ter o membro paralisados) {§}

+ Pulseira da Princesa (A pulseira é feita de minúsculas folhas prateadas entrelaçadas, sendo que uma delas é maior, tendo em si os dizeres: “Muito obrigada – L. Falls”. A mesma é feita com um pedaço da árvore de Lince Falls, configurada para assemelhar-se a uma folha acastanhada. Ao toque da dríade, a pulseira transforma-se em um escudo prateado, praticamente indestrutível, tendo em sue centro uma conta de diamante grande e afiado com atributo gélido forte, que causa paralisia/dormência no membro em quem for acertado muitas vezes) [Apenas os autorizados pela dríade podem usar tal item; caso alguém tente roubá-lo, o item voltará a Dríade 10 minutos depois; neste meio tempo, o escudo não poderá ser utilizado.][Abençoada por Ártemis, é indestrutível e emite um leve brilho prateado à noite, mesmo caso não haja luar. Este mesmo brilho confunde levemente os adversários, dando ao usuário maior facilidade em completar seus golpes.] {§}

    Para o pet

    + Armadura completa de prata sagrado abençoado por Ártemis (leve, resistente, rosa Pink) {§}

    + Ferraduras de bronze sagrado enfeitadas com quartzos. {§}

VALORES DOS NOVOS PEDIDOS:
{procure seu nome abaixo, que estará acompanhado do valor do pedido}

Zoë – 60 dracmas de ouro
David – 160 dracmas de ouro
Violet – 50 dracmas de ouro

favor confirmar os pedidos

PRAZO PARA POSTAGEM DOS PEDIDOS:
Uma semana.

Código:
Últimas considerações:

- Lucas, preciso falar contigo antes de dar o valor;
- Klaus, preciso analisar sua proposta, mas creio que não haverá problemas;
- Clientes que ainda estão aguardando os itens e já confirmaram valores: forjarei o arsenal em breve, peço, por favor, que mantenham a paciência;
- Para aqueles que ainda não confirmaram pedidos, peço que o façam, pois pretendo bloquear o tópico em breve.
- Obrigado a todos.




◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦ Atualizados ◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦  

Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por David Phoux em Qui 12 Jul 2012, 21:30


♬ Ok, ok - Dave Phoux ♬


Meu irmão havia estabelecido um preço a me cobrar, seriam cento e sessenta dracmas pelo serviço. Parecia-me justo levando em consideração o trabalho exigido, os materiais, adicionais e tudo mais. Não me demorei em aceitar a quantia erguendo meu polegar em sinal positivo.

Tudo certo então manolo. ▬ Eu disse sorrindo para ele e estendi a mão apertando a dele simpaticamente. ▬ Estarei aguardando ansioso... bom trabalho maninho. ▬ Esperava que minha armadura ficasse bem legal e tinha sensação de que a esperança se concretizaria nas mãos de meu meio-irmão hábil. Segui caminhando para um outro lado do estabelecimento enquanto aguardava meu novo equipamento ficar pronto.


David Phoux
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
351

Localização :
Krakolândia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Qua 15 Ago 2012, 20:19

Meu irmão estava prestes a partir com os Menestréis e eu precisava acelerar seu pedido, que sairia como um presente de despedida. Já havia reservado as barras e foi necessário apenas colocá-las na fornalha, uma barra de titânio e outra de ouro. O molde para a armadura já esperava descansando em cima da bigorna, ela seria tão boa quanto a minha, se não melhor. O titânio era a base para a estrutura, seu derretimento era demorado, porém cada minuto gasto era recompensado em campo de batalha e, com certeza, eu queria a segurança de um dos meus irmãos mais próximos; como eu não poderia protegê-los, faria uma defesa que o fizesse. A barra havia derretido e eu poderia despejá-la no molde e foi isso que fiz, levando-o para o resfriamento após.

Já tinha as medidas do garoto e iniciei o processo de moldagem, braços, tronco, pescoço e um elmo. Cada milímetro muito bem preparado, com marteladas certeiras que deixavam o metal mais fino, diminuindo seu peso sem alterar sua qualidade metálica. O metal estava leve e resistente, não poderia estar melhor. Antes da camada de ouro, talhei os desenhos almejados, a fênix destroçando a pobre pomba, o prateado do metal conseguia dar o efeito perfeito para a cena gravada.

O ouro foi derramado, pintando de dourado a superfície da armadura, dando um bom efeito de coloração. Na gravura, quis deixar alguns detalhes ainda prateados, não deixando o ouro fixar-se. A armadura estava pronta, porém não o pedido. Voltei a defesa para o fogo, para que fundi-se com as chamas e pudesse absorver tal propriedade, permitindo ao usuário a garantia que qualquer que tentasse furtá-la pudesse ser punido com fogo. Resultado final de algumas horas de fogo e marteladas: quem encostasse na armadura sem permissão, seria queimado.

Os “reduzidos”, ou seja, os acessórios que as armas se transformam, também foram providenciados, nesse caso, as roupas. Uma camiseta preta, com o mesmo desenho da armadura nas costas dava acesso à defesa do tronco, o par de pulseiras estendiam-se até os ombros, dando proteção aos braços e o colar originava o elmo. Havia terminado, com sucesso, a armadura do garoto.

Código:
Descontar na minha conta
-1x Ouro
-1x titanio

aumentar meus dracmas em 160 dracmas (retirar mesma quantia de David Phoux)

adicionar no arsenal do garoto:

Davus - Armadura semi-indestrutível feita de titânio e coberta por ouro, em suas costas há a gravura de uma fênix furiosa com as garras arranhando uma pequena pomba. Protege os braços, o tronco, o pescoço e possui um elmo para a cabeça. Encantada queima qualquer um que toque-a sem permissão do usuário. Ao comando transforma-se em uma camiseta negra com o mesmo desenho da armadura, par de pulseiras de espinhos e uma corrente de pescoço. {§}



Atualizado por Íris

Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Dom 23 Set 2012, 23:22

O que poderia fazer se Enki havia me dado excelentes ideias que não podia deixar passar? Há tempo queria algum tipo de espião durante missões, algo que pudesse realmente me auxiliar “através das sombras” e então a ideia surgiu: criar minúsculos autômatos que pudessem realizar meu servicinhos. Pedaços de ferro simples que sobravam das armas que eu fazia eram suficientes para o que eu queria, derretidos e então separados em pequenas, minúsculas partes, e, com uma lente de aumento, finamente trabalhados, asa por asa, detalhe por detalhe. Estava criando um exercito de moscas que seriam minhas espiãs inteligente, dotadas de inteligência artificial, câmeras para transmitir e gravar imagens, um sistema de controle que poderia ser acessado pelos meus poderes psíquicos de ferreiro e o mais importante para o caso de descobertas: a capacidade de liberação de gás sonífero, suficiente para adormecer o inimigo dando tempo para escaparem.

O ferro ainda estava avermelhado quando os seres autômatos recebiam marteladas finalizando suas formas, uma micro câmera fora inserida em seus olhos e transmitiam a imagem para um pequeno computador que fora adaptado do sistema de um simples iPod, que continua com as mesmas funções, além de seu adicional. Cerca quantia de sonífero também foi adicionada, como bolitas de gás lançadas pela policia nas cenas que corriqueiramente aparecem na tevê quando se trata de rebeliões e manifestos. As asas estavam estabilizadas e todas as funções correspondiam normalmente. Coloquei meu enxame de moscas dentro de um saquinho e o fechei, recolocando os fones de ouvido para poder voltar a me entreter com uma música qualquer de meu iPod.

Código:
Retirar 1x  FERRO de meu arsenal e adicionar:

Fly (Quando o saquinho é aberto, um enxame de moscas robôs que podem ser controladas pelos poderes de um filho de Hefesto é liberado. Esses “animais” possuem um sistema de câmera que transferem as imagem diretamente para o iPod do garoto Aldebaran, servindo como espiãs durante missões. Caso necessário, liberam um gás sonífero eficaz para adormecer o oponente enquanto fogem ou até mesmo para liberar a passagem de semideuses. O gás só poderá ser usado uma vez por missão. Não possuem força de ataque direto. ) 

PS: apesar de criar um autômato, gostaria que as moscas fossem classificadas como itens comuns.



Atualizado
Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Charlotte D. Fontaine em Seg 24 Set 2012, 00:49

Charlotte adentrou a forja, a procura de uma nova arma, para que pudesse fazer seus treinos. Pegou sua pequena caixinha de dracmas, rosa com um coração desenhado em alto relevo. Chegou no balcão, onde subiu em um banco com dificuldade, mas sem perder a postura de uma pequena filha de Afrodite.
- Olá. Eu gostaria de um arco de tamanho pequeno, de preferência para o meu tamanho... Ér... Vou fazer uma ficha, é mais fácil.
Charlie pegou um papelzinho do bolso e começou a escrever, uma letra redonda e bonita.
Código:
 Ficha:
Nome da Arma: Phénix
Material: Bronze Sagrado
Descrição: Phénix [ Arco de Bronze Sagrado, com os escritos: Phénix, ideal para o tamanho de Charlotte. Ao lado do escrito Phénix, é possível se ver um pequeno botão de lacinho rosa, que quando apertado, faz o arco virar um colar de lacinho]
Extra: Por favor, fazer a um preço menor ou igual a 100 dracmas de ouro.
Charlie sorriu, enquanto aguardava a resposta do dono da forja, sobre o preço dos dracmas.
Charlotte D. Fontaine
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
18

Localização :
Chalé de Afrodite

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Ter 25 Set 2012, 23:49

Eu queria presentear alguém, mas não sabia exatamente quem. Sabia, no entanto que Dam, um conhecido do acampamento, estava atrás de toupeiras para domesticar e isso deixava Quiron louco da vida, assim como os responsáveis pelos campos, já que o garoto não pensava duas vezes antes de distribuir buracos por todo o terreno. Foi rindo que separei uma barra de bronze para moldar um pequeno animal para ele e, enquanto derretia a barra, preparava outro objeto, tanto quanto curioso.

A barra foi derretida e despejada sobre formas de placas, para que juntas fossem soldadas e dessem a forma do novo autômato. 15 centímetros para o corpo do animal completo, placas separadas para sua cabeça e patas, além de cauda. O som do martelo modelando o metal ecoava pelos corredores das forjas e anunciavam que o trabalho estava sendo maçante.

Finalmente a estrutura estava pronta, graças a algumas aulinhas com os filhos de Hermes, conseguia montar todos os tipos de sistema e percebi que autômatos não eram assim tão complicados. A toupeira obedecia aos comandos básicos que qualquer máquina obedeceria e uma nova aparelhagem foi adicionada: uma expansão de membros para poder cavar buracos de maior diâmetro e, caso necessário, um sistema que liberava gás para que os inimigos paralisassem, assim sendo, possibilitaria uma fuga rápida. A toupeira-autômata estava perfeita.

Com o restante do metal, iniciei meu segundo projeto, muito mais simples do que qualquer outro: uma coleira. Não preciso dizer que foi de fácil realização e que quase não gerou gotas de suor. Uma coleira simples, com as inscrições “auau do Ald” e um sistema que, caso o “animal” não obedecesse, o metal esquentaria no pescoço. Essa coleira deveria ser utilizada por Dam.

Código:
Retirar 1x barra de bronze (ou mais, dependendo do que o ADM julgar correto);

Adicionar no arsenal de Dammyen H. Lewth:

Autômato Toupeira (Desenvolvido em bronze. Tem cerca de quinze centímetros de comprimento e longas garras, capazes de perfurar com o solo com facilidade. Pode cavar buracos com o diâmetro maior que seu corpo naturalmente possibilitaria, graças a um sistema de expansão de membros. Quando ameaçado, libera um gás paralisante, que impede o inimigo de avançar possibilitando fugas. Uma vez por missão é o limite de tal gás. Presente de ALDEBARAN SMITHS) {§}

Coleira (Feita de bronze, contém os dizeres “auau do Ald” gravados. Quando Dam resolve não “Obedecer” seu dono, a chapa de metal esquenta, causando desconforto e até mesmo dor. – Presente de ALDEBARAN SMITHS) {§}


Preço para Char: 45 dracmas (aguardando confirmação)




[/quote]
Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Ace D. Portgas em Qua 26 Set 2012, 19:08

Há muito eu já queria algo que tornasse minha serpente útil. Útil em batalhas, que me ajudasse a lutar e a matar os monstros. Eu procurei me informar pelo acampamento e soube de um campista, muito famoso por causa da sua forja, que poderia me ajudar. Eu me dirigi em direção a sua forja. Chegando lá, o encontrei trabalhando. O lugar até que era bem organizado e era muito quente. Eu estava com a minha serpente enrolada por todo o meu tronco, com sua cabeça repousada no meu ombro.
- Olá, sou Ace D. Portgas, mas pode me chamar apenas de Ace. – disse apertando sua mão – Eu gostaria de saber se o senhor poderia forjar para minha serpente, presas feitas de bronze sagrado com aço, assim ela poderia matar monstros e humanos sem nenhum problema... – andei para perto de uma parede. Havia alguns metais encostados nela. Offdeath observava atentamente o rapaz – Ah, sim... Essas presas teriam que ter pequenos furos, para que não atrapalhe a passagem do veneno, que é mortal... – Aproximei-me dele novamente – Conseguiria forjar algo assim e coloca-la na minha serpente? Quanto você cobraria? – disse observando-o.
Ace D. Portgas
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
59

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Charlotte D. Fontaine em Sex 28 Set 2012, 22:00

Char olhou para o dono da forja que havia lhe dado o preço. 45 dracmas de ouro, estava ótimo.
- Pode forjar, moço.
Charlotte D. Fontaine
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
18

Localização :
Chalé de Afrodite

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Zeus em Sex 28 Set 2012, 23:06

✿ Atualizados ✿
Zeus
avatar
Deuses
Mensagens :
2065

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Aldebaran Smiths em Qua 10 Out 2012, 01:47

Uma pequena garota adentrou minha forja, em minha opinião, era pequena demais para estar preocupando-se com armas e batalhas, ela ao menos deveria ter completado dez ano de idade! Mas quem sou eu para dar qualquer palpite a não ser sobre meus metais. Assisti a cena da garota tentando alcançar o balcão, com uma delicada caixinha em suas mãos. Escutei atentamente seu pedido, e, no final dele, entreguei-lhe uma boneca para que pudesse passar o tempo. Por sorte, usava bonecas como modelos primários de autômatos.

Apanhei a barra de bronze e a derreti, preparando um molde de arco que precisou ser modificado, para que formasse algo menor, já que a garota não tinha a extensão de braço suficiente, e também o cordel deveria sofrer alguma alteração, pois sua força não era tão grande quanto à de um adolescente. Com o molde devidamente adaptado, despejei o liquido em seu interior, preenchendo todas as lacunas. Bastava resfriar o molde e fazer alguns ajustes, caso necessário. O procedimento era sempre o mesmo, levar até o tonel d’água e então seguir com marretadas. Gravei o nome do arco, Phénix em sua lateral e, como a garotinha pediu, um delicado botão rosa em formato de laço que, quando apertado, transformava a arma em uma gargantilha de lacinho. Com os poderes atribuídos a mim, consegui manusear o metal como se fosse líquido, dando a forma que eu quisesse e, pouco a pouco, assumia as características de um colar.

Código:
Adicionar ao Arsenal de Charlotte D. Fontaine

Phénix [Arco de Bronze Sagrado, com os escritos: Phénix, ideal para o tamanho de Charlotte. Ao lado do escrito Phénix, é possível se ver um pequeno botão de lacinho rosa, que quando apertado, faz o arco virar um colar de lacinho] {§}

Retirada de 45 dracmas.

Adicionar ao meu arsenal45 dracmas e retirar 1x Bronze.

OBS: uso da habilidade adquirida no nível sete, conforme novos poderes.
“Nível 7. Consegue abençoar qualquer material com o sagrado, tornando nocivo aos monstros e incapaz de machucar um humano. Ex: Prata Sagrada e Aço Sagrado. Nunca, jamais, transformar em celestial.”

E, habilidade ativa adquirida no mesmo nível citado.

“Nível 7. Capacidade de encantar as armas com atributo de transformação em outro objeto. [Ex.: Espada em anel – Maça em pulseira – etc] “

Saia do interior da forja para entregar o item à garotinha quando um rapaz apontou na entrada de meu estabelecimento. Ele pedia por uma armadura para sua cobra, coisa que eu nunca tinha feito, mas sabia que era um desafio fácil de ser executado. Na verdade não seria uma armadura completa, mas sim presas que, penso eu, facilitariam a perfuração da pele do adversário. Assenti e entrei, já colocando uma barra de bronze e outra de aço para derreter e fazer uma liga com ambas. Quando derretidas, despejei num molde de cano, que tinha o interior preenchido para que, no objeto, ficasse vazado. Ainda aproveitando o metal mole, preenchi uma pequena área da ponta, para que ficasse um buraco, como foi pedido. Desse modo, o veneno escorreria facilmente e não “entupiria” a passagem do líquido.

Bastava apenas afiar um pouco mais essa parte da “ponta” que restava, assim, ajudaria a cortar a carne da vítima, ajudando na perfuração. Além de proteção, essas “presas” seriam também um auxilio a mais para a cobra.

Código:
Retirada de 35 dracmas de Ace D. Portgas.

Acréscimo ao seu arsenal (ou já anexado à descrição do PET):
Presas de Aço e Bronze Sagrado, capazes de perfurar a pele da vítima e, com os buracos na ponta da proteção, a cobra é capaz de injetar seu veneno diretamente na corrente sanguínea. {§}

Acrescentar 35 dracmas ao meu arsenal e retirar Bronze e Aço.

OBS: uso da habilidade adquirida no nível sete, conforme novos poderes.
“Nível 7. Consegue abençoar qualquer material com o sagrado, tornando nocivo aos monstros e incapaz de machucar um humano. Ex: Prata Sagrada e Aço Sagrado. Nunca, jamais, transformar em celestial.”



Aldebaran Smiths
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
173

Localização :
Chalé nº 9 ou então Forja Smiths&Smiths, no final da rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: § Smiths & Smiths

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum