Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Forja Legendária __ Leo Sporks

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Jasper C. Telesco em Seg 16 Jan 2012, 17:06

Relembrando a primeira mensagem :

Forja:
Spoiler:

Tirando o velho, esta é minha forja. Tem cinco cadeiras de espera e um ar arejado, mas logo atrás só filhos de Hefesto e Héstia suportariam o calor.

Como fazer um pedido ?
Leo Sporks escreveu:Uma forja com uma aparência de uma sala comum.Ao lado esquerdo uma estátua de 5 metros,do senhor Hefesto,meu pai.Atrás ficam os materiais,onde faço as armas,e armaduras.Na mesa onde me sento tem uma HelpFaster(Minha própria Invenção),com os dizeres :
- Forjo: Alumínio,Bronze,Ferro Comum e Bronze Sagrado -
- Preço Promoçional pela primeira semana de Forja -
- Faça seu pedido assim :

Tipo de Arma:(Espada,Escudo,Armadura,Flecha)
Nome(Se quiser):
Descrição:(Mostre como você quer ela,que materiais,se quer alguma coisa entalhada,não fique com vergonha.)

Copie daqui, cole e faça seu pedido:
Código:
[quote="Leo Sporks"][color=orange][font=Century Gothic][/color]
[i]          - Forjo: Alumínio,Bronze,Ferro Comum e Bronze Sagrado -
          - Preço Promoçional pela primeira semana de Forja -
          - Faça seu pedido assim :[/i]
  [b]Tipo de Arma[/b]:(Espada,Escudo,Armadura,Flecha)
  [b]Nome[/b](Se quiser):
  [b]Descrição[/b]:(Mostre como você quer ela,que materiais,se quer alguma coisa entalhada,não fique com vergonha.)[/font][/quote]
Jasper C. Telesco
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
283

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Neville Noah em Qua 18 Abr 2012, 17:12

Neville adentrara a tal forja , com muita alegria , pois iria ser o seu primeiro equipamento comprado com seu dinheiro , iria para o balcão , onde se encontrara um filho de Hefesto , e se dirigia para o mesmo dizendo :

Olá ... Enfim , pulando os cumprimentos , gostaria que olhasse minha ficha .

Dizia o tal colocando uma certa ficha encima do balcão , e com um grande sorriso no rosto esperando a resposta do tal filho de Hesfesto

Leo Sporks escreveu:
- Forjo: Bronze Sagrado -
- Preço Promoçional pela primeira semana de Forja -
Tipo de Arma: Escudo
Nome(Se quiser): Nicodemus
Descrição:Um grande escudo de bronze sagrado , onde no centro do tal teria um mamute com sua boca aberta , e no centro da tal boca teria o nome " Nicodemus " , e nas bordas , uma circunferência perfeita .
Neville Noah
avatar
Indefinido
Mensagens :
6

Localização :
Olimpo ^^'

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Nico Wingates Belmont em Qui 19 Abr 2012, 00:00

eu entrei na forja e fui ate o forjador e disse eu quero uma espada de bronze sagrado e um escudo de aluminio.


@Nico Wingates Belmont escreveu:
- Forjo: Alumínio e Bronze Sagrado -
- Preço Promoçional pela primeira semana de Forja -
- Faça seu pedido assim :

Tipo de Arma:(Espada e Escudo)
Nome(Escalibur = Espada e Justiça = escudo):
Descrição:(uma Espada feita de bronze sagrado simples com cerca de 60 cm e um escudo feito de alumínio com um compartimento para colocar a espada)
Nico Wingates Belmont
avatar
Indefinido
Mensagens :
4

Localização :
Se for para me matar o folgado vai ter de procurar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Ana M. Thernadier em Qui 19 Abr 2012, 12:52

Este dia eu estava animada. Era aniversário de meu amigo, e planejei dar a ele um presente especial.
Caminhei muito, até que encontrei um pavilhão de forjas. Algumas delas eu já conhecia, mas decidi conhecer uma nova. Passei o olhar por todas as tendas, e entrei em uma aleatoriamente. Quando entrei, me deparei com uma sala confortável. Por sorte, era a forja de Jasper. Dei um sorriso para ele e lhe entreguei um papel com as informações de que eu precisava



Leo Sporks escreveu:
- Forjo: Alumínio,Bronze,Ferro Comum e Bronze Sagrado -
- Preço Promoçional pela primeira semana de Forja -
- Faça seu pedido assim :

Tipo de Arma[/] : Punhal de prata.
[b]Nome
(Se quiser): Συγχαρητήρια
Descrição: Pequeno e discreto, ótimo para ataques silenciosos. Em seu cabo, há um pequeno desenho de guitarra.

nota:
Adicionar na conta de Luke Hering.B , Como presente de aniversário de Mandy L. Smith.
Ana M. Thernadier
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
632

Localização :
Wherever the wind blows - That's where I'm headed.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Jasper C. Telesco em Qui 19 Abr 2012, 18:01


Happy Birthday To Bruno

The guy of your dreams.

Ainda estava nas forjas, teria que ir para o chalé logo. Um pouco cansado e com fome, mas ainda em pé. Sorrir, recebendo mais e mais pedidos. Era tanta coisa em um dia. Não pude lembrar das faces de todas as pessoas, mas quando uma garota apareceu e me entregou uma ficha... eu estremeci. O pedido era ótimo, era para um grande amigo meu, Bruno. Deixei o pedido na mesa e corri para os fundos da forja, sorridente. Assim que cheguei onde estavam meus materiais, peguei prata e derrubei ela ao fogo para derreter, sorrindo. Coloquei alumínio também, pronto para fazer os moldes. Peguei um molde, em especial e comecei a detalhá-lo. Pequeno, porém muito difícil de tirar a atenção de alguém. Então, pegando a prata, derrubei ela no molde, esperando tomar todo o molde. Pegava o alumínio, sempre com a luva e derrubava no molde de um escudo, também diferente, com compartimento para colocar-se algo. Dei por mim que era para colocar uma espada.
Então, com o molde do punhal já pronto, com os gumes já juntos, tirei e deixei esfriar. Por minha sorte estava frio, o que me deixou mais alegre. Peguei um cabo de couro, pequeno também, para o punhal. Coloquei ele. Mas antes, fiz um desenho de uma guitarra. Nem era guitarra, na verdade era um baixo. Quer dizer, poderia ser ambos. Ah, me confundi todo. Entalhei na lâmina, o dizer: "Parabéns". Reparei e fiz alguns acabamentos, para deixá-la linda. Fiz um rapido polimento, e nela mesma eu podia ver meu rosto. Um adolescente com rosto sujo de fuligem, procurando algo para fazer no mundo. Estava ansioso para ver o Bruno usando aquela arma, provavelmente não queria ser o inimigo dele, pois ela era afiada. Então, chegando a frente, entreguei a Mandy.
- Dê para ele, diga que o meu chegará, logo. - e então, olhava para dentro das forjas sussurrando - Sairá por 25 dracmas.
Voltei para os fundos da forja, com o escudo frio também. Comecei a reparar o escudo, fazendo também alguns acabamentos. Então, afundei um pouco o compartimento e deixei o escudo esfriar mais, já pronto, entalhando em sua borda: "Graecus". Logo, derrubava ouro no fogo, para derreté-lo. Do lado do fogo já derrubado, derrubei outra quantia, a fim de fazer duas armas, os restantes pedidos. Então, esperei derreter, assobiando feliz. Logo, voltei a atenção para o fogo e com a pá e luva, peguei os materiais.
Peguei o primeiro que fora colocado, deixando cair em um molde de espada de 60 cm. Como dizia o pedido, não deveria ser extravagante e sim, simples. Peguei o outro e derrubei no molde de um grande escudo. Voltei a atenção para a espada e comecei a repará-la, fazendo o resto dos acabamentos. Fiz um rápido polimento, já que ela era mediana e então, deixei na bancada dos fundos. Voltei para o escudo, bufando, seria um trabalho duro. Entalhei no centro, um grande mamute com a boca aberta. O som repentino do martelo me fazia sorrir e sentir vivo. Acabei, entalhando no centro da boca o nome do escudo: "Nicodemus". Assim, começava a polir, fazendo também uma circunferência perfeita nas bordas, deixando também cada vez mais brilhante. Assim, voltei para a bancada e entreguei a Nico sua espada e escudo, para Neville um escudo. Com Nico, peguei 80 dracmas. Já com Neville, 50.

Colocar:

Nico:
•Escalibur - Espada simples de 60 cm, feita de ouro. [By: Jasper C. Telesco]
•Justiça - Escudo de alumínio com compartimento para colocar espada. [By: Jasper C. Telesco]
Neville:
•Nicodemus - Escudo de ouro, com um grande mamute entalhado, que no centro da boca do mesmo, também entalhado estava o nome do escudo. [By: Jasper C. Telesco]
Luke Hering B.:
• Συγχαρητήρια - Punhal de prata, com um símbolo de guitarra/baixo no cabo, ótimo para ataques rápidos e silenciosos. Em sua lâmina, estava escrito também "Parabéns". [By: Mandy, Presente de Aniversário]
Jasper:
•155 dracmas.

Retirar:

Nico:
•80 dracmas.
Neville:
•50 dracmas.
Mandy:
•25 dracmas.
Jasper:
•1x Alumínio.
•1x Prata
•2x Ouro


tagged FALANDO COM • place ONDE ESTOU • wearing VESTINDO • weather O CLIMA ESTA • music ESTOU OUVINDO.

credits thepiscina (Liz Gillies) from @TdN.

Jasper C. Telesco
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
283

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Claus Fóster Noah em Qui 19 Abr 2012, 20:01



Claus F . Noah

Life goes on around me in order to make it make more sense



Chego até a areá de forjas do acampamento,aonde eu estaria disposto a obter um novo arco,mais eu achava que usar somente um arco era meio caído,oque me impulsionou no uso de uma Balista,então adentro a " Forja Legendaria " aonde o clima não era muito agradável,era quente e seco,oque me fez suar um pouco somente nos minutos em que eu obtive la dentro.Eu passo e pego uma pequena ficha aonde estaria anotada as seguintes objeções:

Spoiler:
Tipo de Arma: Balista
Forja : Bronze Sagrado
Nome(Se quiser): Gakkung
Descrição: A Balista era perfeita,de um tamanho mediano,composta para o arremesso de duas flechas de determinados tamanhos ao mesmo tempo,sobre o apoio de seu núcleo estaria gravado o seu seguinte nome "Gakkung"


Eu fico a espera do filho de Hermes ao recolher ao pedido,enquanto observo atentamente ao estilo do local,com meu braço apoiado sobre o balcão expresso ali mesmo,mais o clica do local não era muito agradável,oque me fez um pouco de mal ali,mais continuo a espera.

Logo o tal filho de Hermes compareceria ali,é aonde eu o entrego o pedido,com um tom neutro em minha face,aonde eu mesmo já exclamaria algo para o mesmo O item pode ser forjado,o preço eu vejo depois que estiver pronto. Fico a espera do trabalho do Filho de Hermes ali mesmo,enquanto formo algumas poesias expressas em minha cabeça.





Legenda

Me ❖ Actions ❖ YouMy Toughts

Template by ~moony

Claus Fóster Noah
avatar
Indefinido
Mensagens :
4

Localização :
Chalé de Apollo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por 046-ExStaff em Sex 20 Abr 2012, 20:24

☤Não-Atualizados☤

Esforce-se mais nas descrições das forjas! Dê muitos detalhes, seja esmeroso, não tenha pressa para escrever. Poder forjar é especial, então seja especial!
046-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
1609

Localização :
Perséfone's heart ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Thâmara Colluci Niceness em Dom 22 Abr 2012, 03:18



Barbatus Segillum

Love hurts several times. The seduction does love hurt like a barbed whip


Estava necessitando de outra 'sedução', para meu arsenal. Algo que eu iria usar quando necesitasse eque surpreendesse. Sabia qual seria a pessoa certa e de confinhaça que faria um favor para mim.
Fui ate a forja de Jasper, meu querido amigo.Estava usando uma calça colada jeans e uma blusa rosa de seda, meus cabelos estava soltos e ondulados, o Baton avermelhado em meus labios marcavam meu rosto.
Ao chegar procurei logo meu amigo, ele estava dentro da forja. Estava quente e não poderia ficar muito tempo, ali. Pouco tempo depois ele sai de dentro da forja.
- Jasper!, meu lindinho. - Falei um pouco timida
- Quero que faça esse equipamento, por gentileva - Começei a explica-lo como queria que fosse feito e logo ele se animou e concordou em fazer o item.
Spoiler:

Tipo de Arma:Chicote farpado
Nome(Se quiser): Barbatus Sigillum
Descrição: Um chicote de 2,5m, porem flexivel, com farpas ao longo do seu comprimento, tendo distancia de 0,4cm entre cada farpa. Suas farpas são feitas de bronze sagrado. Em seu cabo á um dorso de uma mulher despida, como se estivesse abraçando o cabo do chicote, e em suas costas escrito "Basbatus Sigillum".
Após ter conversado com Jasper,um pouco, voltei para o meu chalé.


Template Edited by Thâmara Niceness


Thâmara Colluci Niceness
avatar
Filhos de Afrodite
Mensagens :
65

Localização :
Chalé de Afrodite/-/Em qualquer lugar do Mundo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Jasper C. Telesco em Dom 22 Abr 2012, 18:24

Dom de Forjar



Era mais um dia feliz em minha forja. Nada que eu fizesse mudaria minha alegria, nem mesmo deuses raivosos procurando minha morte. Na forja, vários pedidos eram realizados, o que me deixava feliz, mas bastante preguiçoso, afinal, daria muito trabalho. Com um sorriso travesso no rosto, foi atender ao primeiro pedido, de um garoto bastante conhecido, era Nick. Ao entregar a ficha, armazenei em uns arquivos que ficam embaixo da bancada, para me certificar que forjei aquilo. Então, sorrindo, fui ao trabalho, adentrei mais uma vez o interior da forja. Ele queria dois itens, mas comecei apenas por um deles.

Primeiro, peguei o ouro, com a pá e o coloquei para derreter, no grande forno que estava no centro da forja. Esperei que ele derretesse pensando na vida. O que seria de mim se não fosse um meio-sangue? O que seria de mim se não soubesse de minha existência? É, a vida não seria tão empolgante e tão legal para um filho de Hefesto que nem eu. Sorri, deveria ser legal ter uma vida normal. Então, voltei para o ouro que estava derretendo, se me perdesse novamente poderia perde-lo. Com minha habilidade de controle sobre o metal, moldei uma espada simples de ouro, com 65 cm. Então a deixei na bancada, enquanto busquei meu martelo, um presente que havia ganhado do meu pai, logo quando cheguei no acampamento.

Assim que peguei ele, corri na direção da espada antes moldada. Estava ainda com o sorriso estampado ao rosto, como quase sempre. Então, bati para afiar a espada. Reforcei e dei um melhor molde, deixando ela, com certeza, uma simples espada, porém, muito desejada. Segurei a arma, com uma pinça enorme, enquanto batia repentinamente com o martelo. Parei e entalhei um Ômega na base da lâmina da espada, e então, joguei ela na água, para esfriar.

Voltei a atenção para mais um pedido, fitando o cliente. Era o Nick, novamente. Havia me esquecido da outra arma que me pedira, no pedido passado. Sorri, ele de tão bravo fez outro pedido. Peguei os dois e armazenei nos arquivos sorrindo. Dei um sorriso, limpando o rosto suado e sujo de fuligem, devido ao trabalho com as forjas. Então, minha última visão da frente da forja, foi de várias pessoas fazendo pedidos.

Quando cheguei ao interior das forjas, coloquei alumínio para derreter, para começar o tal desejado escudo do Nick. Esperei derreter, assobiando “One Love – Bob Marly”. Então, retirei com uma grande pinça, começando a modelar. Graças a minha habilidade em controlar os metais, fazia uma modelagem melhor. Fiz um grande escudo, com a modelagem, e então, abri um buraco no meio, para não piorar a situação depois. Então, comecei a bater com o martelo de forja, para afiar o escudo, reforçar e dar melhor modelagem, não só para o escudo, mas para o compartimento que seria feito (Onde fizera o buraco).

Segurava o alumínio com uma pinça enquanto batia. Desenhava quase perfeitamente o desenho do compartimento, deixando bem feito. Caberia uma espada ali, como havia pedido na ficha. Então, com a pinça, joguei na água para esfriar. Voltei ao início da forja, com a espada – o outro item do pedido – entregando a ele e sorrindo.

— Já, já eu te entrego o escudo.

Então, peguei mais outro pedido. Mais poucos minutos na forja e cansaria. Eu tinha resistência a fogo, mas aquilo me deixava cansado e suado. Olhei para o espelho. Via em mim só um adolescente, com cabelos loiros caídos até os olhos. A camisa justa deixava meus músculos mais definidos, devido ao trabalho da forja, havia ganhado tais. Então adentrei o interior das forjas, lendo um pedido.

Era mais um escudo, este também de Ouro. Peguei ouro, com a pinça e o derrubei no fogo, para derreter. Fiquei lendo o pedido, aquilo não seria fácil. Nunca havia entalhado coisas como animais de grande porte. Então, fui até onde no fogo, o ouro era derretido. Comecei a modelá-lo, com meu controle sobre metais, que sempre me ajudava em algo. Moldei um grande escudo, e então fiz algo como duas garras para frente, que na verdade era o queixo e a boca do mamute.

Segurando com a pinça, comecei a bater o martelo no mesmo. Afiava, reforçava, o mesmo de sempre. Sempre querendo dar um melhor molde à arma, como havia aprendido. Na verdade, nasci com esse dom. Então, terminando de fazer tais acabamentos, comecei a entalhar, verdadeiramente o mamute. Parecia um elefante, mas o deixei mais... feroz, selvagem. Descrevia bem a personalidade do mesmo no escudo. Então, com a boca aberta, parei. Com cuidado, no centro da boca, entalhei o nome do escudo. Nicodemus. Sem mais adicionais ou acabamentos, despejei o escudo na água, para que esfriasse como as outras armas. Aproveitei e peguei o escudo do Nico. Levei ele até a frente da forja, onde entreguei a ele e sorri.

— Será 80 dracmas, e... obrigado.

Entreguei a ele, recebendo os dracmas pedidos. Fiz um sorriso maldoso, o qual alertava que não podia ficar perto de objetos cortantes ou isqueiros. Guardei eles na bancada, tive medo que derretessem com a temperatura do interior, mas era só medo. Então, peguei mais um pedido, este me deixou bem mais animado que todos os outros. Era da Mandy, ela queria mandar um presente de aniversário para o Bruno, meu grande amigo. Adentrei as forjas, rapidamente.

Então, indo até onde guardava meus materiais, despejei prata no fogo, para que derretesse. Fiquei pensando no que poderia dar para o Bruno de aniversário, seria uma arma, mas não estava. Sorri, já estava derretida, a prata. Então, comecei a modelar um punhal, pequeno e discreto. Ele seria muito útil para ataques silenciosos. Enquanto modelava com o controle sobre metais, sorri, não queria ser a vítima de minha própria criação. Então, acabei de modelar, pegando a prata com a pinça, e o martelo pronto para bater.

As batidas repentinas ecoavam em minha cabeça. Só queria deixar a lâmina reforçada, afiada e bem modelada, para a alegria de Bruno. Então, depois de algumas batidas que me fizeram ficar cansado, parei, entalhada a imagem de uma guitarra no cabo da mesma e o nome grego do punhal na lâmina. Então, vendo que estava pronto, deixei ela esfriar na água, junto ao Nicodemus. Aliás, tinha que entregá-lo, o garoto ainda esperava o escudo.

—Este é por 50 dracmas.

Entreguei o escudo, recebendo tais dracmas pedidos. Voltei para a forja. Estava o punhal esfriando. Esperei dançando, para desgastar o restante das minhas energias. Meus braços estavam cansados, assim como minhas pernas, relaxadas. Peguei o punhal então, voltei ao início das forjas, a entrada. Sorri para Mandy, ao entregar para ela. Recebi 25 dracmas pelo punhal, mas não era só isso. Mal notara, mas tinha do nada aparecido mais dois pedidos. Meu rosto vacilou e soltei uma risada. Sentei na frente da forja, para pensar.

Olhava para os campos de morango, a frente. Deveria ser bom, ficar colhendo, fazer as ramificações crescerem a vontade. Realmente, estava um pouco cansado e teria que ter um descanso sem prévia de volta para o trabalho. Mas esta era minha família, eu tinha que servir ela, não importasse o quanto eles me irritassem, ou não. Decidido, voltei para a forja, que estava quente, mas nada me impediria. Peguei o pedido que estava acima e então, adentrei o interior das forjas, para fazer uma arma.

Era um pedido difícil, pois nunca forjara algo do tipo. Como não tinha Bronze Sagrado, peguei Ouro e coloquei no fogo, para derreter. Sorri ao tentar entender uma Balista. Pelo que me lembrava, eram arcos ampliados apoiados ao chão, para atirar dardos. Mas este era médio. Como tinha no pedido. Então, percebendo que o mesmo já estava derretendo o necessário, me levantei da cadeira que estava sentado e coloquei meus pensamentos em prática.

Fiz um arco, ampliado, do tamanho médio. Parecia uma besta, mas era uma Balista. A moldagem era mais fácil com o controle dos metais. O Ouro se modelava a minha vontade, formando uma Balista, como eu pensava. Então, parando de modelar, peguei o metal com a pinça, e com o martelo, comecei a bater. Afiava ele, principalmente reforçando, também dando uma bela modelagem. No apoio do seu núcleo estava entalhado “Gakkung”, devido a minhas batidas alternadamente, como sempre fazia quando entalhava. Terminando, deixei ela esfriando na água, para atender o outro pedido.

Voltei para a entrada da forja, onde uma conhecida minha me esperava. Era Tham, filha de Afrodite. Atendi ela e como ela tinha várias frescurinhas de filhas de Afrodite, saiu logo, mas pelo canto de um dos meus olhos, vi que ela tinha ficado para ver sua arma. Peguei seu pedido e comecei a entende-lo, para fazer o melhor possível. Era difícil, também nunca fizera algo do tipo. Então, depois de um certo tempo sentado, pensando, voltei e conversei com ela para ter uma explicação. Depois de entender o básico, fui para a prática.

Derrubei Ouro no fogo, depois de pedir muitas desculpas a Tham, por não ter Bronze Sagrado. Esperei que ele derretesse, enquanto pensava mais no chicote. Preparei o chicote, para depois colocar as farpas. O chicote tinha dois metros e meio e as farpas seriam colocadas em intervalos de centímetros de 0,4. Preparei, enquanto derretia o Ouro. Com o sinal de um olhar de relance, voltei a atenção para o Ouro.

Comecei a modelar 6 farpas de ouro, pareciam adagas. Sorri, faria uma arma torturadora para uma filha maníaca de Afrodite. Mas não perdia a concentração enquanto modelava, isto era preciso e muito. Deixando de modelar, peguei as farpas com a pinça, para então bater com o martelo, para deixa-las afiadas, reforçadas e bem modeladas, faria isso muito bem, caso não, teria sério problemas com filhas de Afrodite.

Depois de bater repentinamente com o martelo, parei. No cabo, desenhei o dorso de uma mulher, como se estivesse abraçando o cabo. Então nas suas costas estava escrito “Basbatus Sigillium”. Terminei e deixei as farpas esfriando, na água. Então peguei a Balista, pronta e fui até a entrada novamente. Contei ao garoto sobre as adicionais e então, pedi os dracmas.

—45 dracmas.

Deixei que ele saísse com a Balista, enquanto ele me dava os dracmas. Guardei os dracmas na bancada, para que pudesse pegar as farpas e terminar o pedido. Peguei o chicote, já preparado antes por mim. Coloquei as farpas no mesmo, e então testei alguns movimentos para ver se o mesmo saía. Felizmente, demoraria muito, muito tempo para que saísse. Voltei para a entrada, onde se via Tham, esperando entediada.

— 30 dracmas.

Sorri para ela, então a deixei levar o chicote, enquanto pegava os 30 dracmas e juntava com a bancada. Logo, colocava em uma caixa pequena e levava todos dracmas conseguidos em direção do chalé 9, iria dormir um pouco.
Colocar:
Nico:
•Escalibur - Espada simples de 60 cm, feita de ouro. [By: Jasper C. Telesco]
•Justiça - Escudo de alumínio com compartimento para colocar espada. [By: Jasper C. Telesco]
Neville:
•Nicodemus - Escudo de ouro, com um grande mamute entalhado, que no centro da boca do mesmo, também entalhado estava o nome do escudo. [By: Jasper C. Telesco]
Luke Hering B.:
• Συγχαρητήρια - Punhal de prata, com um símbolo de guitarra/baixo no cabo, ótimo para ataques rápidos e silenciosos. Em sua lâmina, estava escrito também "Parabéns". [By: Mandy, Presente de Aniversário]
Tham:
•Barbatus Sigillium - Um chicote de 2,5m, porem flexivel, com farpas ao longo do seu comprimento, tendo distancia de 0,4cm entre cada farpa. Suas farpas são feitas de Ouro. Em seu cabo á um dorso de uma mulher despida, como se estivesse abraçando o cabo do chicote, e em suas costas escrito "Basbatus Sigillum". [By Jasper C. Telesco]
Claus:
•Gakkung - A Balista era perfeita,de um tamanho mediano,composta para o arremesso de duas flechas de determinados tamanhos ao mesmo tempo,sobre o apoio de seu núcleo estaria gravado o seu seguinte nome "Gakkung". Feita de Ouro. [By Jasper C. Telesco]

Jasper:
•230 dracmas.

retirar:
Nico:
•80 dracmas.
Neville:
•50 dracmas.
Mandy:
•25 dracmas.
Tham:
•30 dracmas.
Claus:
•45 dracmas.
Jasper:
•1x Alumínio.
•1x Prata
•4x Ouro

Jasper C. Telesco
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
283

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Íris em Sex 27 Abr 2012, 13:52

Atualizados
Íris
avatar
Indefinido
Mensagens :
368

Localização :
Quem sabe?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Aaron L. O'Ryanshu em Sex 27 Abr 2012, 22:11



Holly H.
I am the girl of your dreams


Como eu estava precisando de alguma arma, que não fosse a minha faca de bronze e o meu chicote elétrico e estava sem dinheiro para comprar alguma coisa na Loja de Armas do Acampamento, resolvi ir a uma forja. Uma bem movimentada, de preferência.
Fui olhando de porta em porta para ver se alguma estava com muitas pessoas e se o dono tinha cara de decente.
Finalmente, achei uma forja, chamada
Forja Legendária Leo Sporks , que estava razoavelmente cheia e o dono, parecia bom o bastante para forjar a arma que eu queria.
Eu entrei nela, já pensando em como eu gostaria que fosse a minha nova arma. Suspirei. Quando dei conta de mim, percebi que já estava no balcão, sentindo os olhares das pessoas focados em mim.
Estremeci, mas me mantive no lugar, sem fugir.
Limpei a garganta.
Fechei os olhos.
Um...
Dois...
Três.
Abri os olhos e fiz o meu pedido ao garoto que estava atrás do balcão.

- Olá, eu sou Holly, filha de Afrodite. Onde eu posso fazer o meu pedido?
Momentos depois, me xinguei. Quem é que fala de quem é filho e o seu nome quando se apresenta? Isso é o que acontece se fico nervosa.
Chacoalhei a cabeça, espantando esses pensamentos inúteis da minha mente. Concentrei-me somente no garoto.
Ele fixou seus olhos nos meus e disse que era para mim pegar uma ficha, indicando um bloco. Fui até lá e comecei a escrever.

FICHA:

Tipo de Arma:
Duas adagas, (sim, adagas para uma filha de Afrodite, e daí?) uma de prata e outra de ouro.

Nome(Se quiser):
Uma de prata, chamada ασήμι e a outra de ouro, com o nome de χρυσός

Descrição:
As duas são armas gêmeas perfeitas, que, ao se juntarem, se transformam em um bracelete de prata, com algumas partes de ouro.
Depois de preencher a ficha, eu a entreguei para o dono, que a recebeu e, depois de ler, falou que eu podia ir embora se quisesse, e voltar quando as adagas estivessem prontas.
Eu mostrei que entendi, mas preferi ficar na loja esperando as minhas novas armas ficarem prontas.



Legenda

EU Narração Alguém

Modificado por Hollister
Template by ~moony



Aaron L. O'Ryanshu
Filhos de Afrodite
Mensagens :
52

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Luís F. Klinder em Dom 20 Maio 2012, 14:58

Devido a demora, gostaria de cancelar o pedido
Luís F. Klinder
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
200

Localização :
...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Jasper C. Telesco em Qua 27 Jun 2012, 01:18



Dia de forjar!


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Um dia feliz para Jasper, que dormia um pouco a mais. Sim, o monitor lhe dera a trégua desde que os dois se desencontraram – um velho desentendimento, a verdade é que Jasper queria disputar o cargo de conselheiro. Acordava praticamente tarde, com algo pesado no peito. Teria que dormir de bruços, assim a Youkai não iria me acordar, pensou ele, retirando a sua coruja de metal do peito e colocando na cama. O metal ficou rangendo por um certo tempo e Jasper até pensou que ela estivesse sorrindo, mas logo descartou a possibilidade da mente por ser tão idiota.

▬ No que está pensando John? Minha amiga está esperando por seu trabalho há dias ▬ dizia a Youkai, a coruja metálica do Jasper. Eles conseguiam fazer isso, contatar-se pela mente.

▬ Olha, você está ficando louca. Eu sei que é inteligente, mas chegar ao ponto de ter uma fênix metálica de amiga? ▬ ele falou em um tom irônico, como se não acreditasse ▬ Fala sério ▬ retrucou, indignado.

▬ Você acreditará em mim. ▬ ela falou enquanto o mesmo empunhava sua lança, se levantando e ajeitando a camisa para ir à forja. Era um garoto corpulento, parte por causa do trabalho duro forjando... ▬ Às vezes a força tem que curvar-se diante da inteligência.

Jasper não aguentou. Por mais que amasse a pequena coruja, ela o tirava do sério com discursos nada animadores. Era isso que Jasper era, um garoto rude na maioria das vezes. O corpo prata reluzia a luz que entrava da janela. Mas em instantes, os olhos dourados perderam o fogo e lá estava mais um pingente para um belo colar. Jasper sorriu, essa era sua vida monótona. Murmurou uma rápida oração a Athena, a dona do seu gosto que o presenteara. Até agora, Jasper nunca ficara tão feliz. Levava o martelo na mão e a faca em uma liga na coxa, pronto para qualquer coisa. Fora isso, era apenas um garoto normal de New Orleans. Foi então que saiu do Chalé IX, o berço dos maiores inventores.

O céu estava nublado e em meio à algumas nuvens, focos de luz do sol caíam sobre demasiadas áreas do acampamento. Desgraçado do Dionísio, será que ele vai deixar chover? pensou Jasper, enquanto ouvia um trovão ribombar. Tá, ficarei calado, pensou ele mais uma vez, enquanto esmagava alguns pequenos galhos das árvores ao redor do chalé de Deméter. Se não estivesse vazio, Jasper sabia que não sairia ileso. Alguns minutos se passaram na silenciosa viagem que Jasper fazia matinalmente, até as forjas. Ainda gostava da sua forja, embora quisesse abandoná-la. Fora lá que nunca fora rejeitado e que sempre fora o centro das atenções. No final de um conjunto de forjas, lá estava a velha e elegante forja. O hall da entrada era estranho, revestido com ouro e com um logo e o nome da forja. Jasper sabia o que deveria fazer então ficou os míseros 5 minutos que pensava em sua forja e esperava um cliente inexistente aparecer. Esse era o tempo que mais amava no dia. Mas algo o incomodou. Três pessoas sentavam nos sofás e uma garota estava na frente do mesmo, o que fez Jasper ficar com o rosto quente.

▬ Ah... oi? ▬ disse ele, retirando a vergonha.

▬ Olá, eu sou Holly, filha de Afrodite. Onde eu posso fazer o meu pedido? ▬ falou ela, envergonhada. Jasper riu dela, nunca viu uma pessoa falar daquele jeito. Pelo menos ela era original, pensou ele.

▬ É ali ▬ respondeu ele, apontando para um dos blocos onde se podia fazer a ficha para uma arma mortífera.

Então, Jasper ficou sozinho. Não, foi por pouco tempo. Apenas o possível para se concentrar nos cabelos sedosos da garota. Ela realmente era uma filha de Afrodite, seu corpo dizia isso. Jasper tentou desviar a atenção, mas acabou chamando. Era difícil ser um filho de Hefesto, por mais que todos pensassem diferente. Forjar não era nada fácil, apesar que todos filhos de Hefesto nascem com esse dom. Ainda sim, é um problema, já que envolve situações realmente complexas. Mas Jasper não esperava que fosse sair voando e estilhaçando o vidro da sua janela, o único meio de ventilação da sala. O sol que chegava ao local, só piorava a situação. Só de pensar, Jasper já suava, e a vontade de forjar era impressionante. Apenas esperou a garota vir entregar sua ficha, para então sorrir e terminar o atendimento.

▬ Obrigado ▬ vociferou, era difícil dizer coisas que não queria ▬ Pode ir para seu chalé, ou se quiser, pode continuar aqui... já volto.

Não ligou muito para a garota, mas percebera que ela ficara na sauna. Como se já não bastasse calor, entrou na parte mais quente da forja, onde começava a expressar sua bela arte.

Jasper pegava seus dos materiais preferidos - Ouro e Prata, como os gêmeos arqueiros - e os jogara para derreter no fogo quente. Os observava enquanto derretia, porém o pensamento vazio não estava ali. A mentalidade do mesmo o indicou que perder seu tempo com um Cão Infernal desgraçado fora uma das melhores coisas que já fizera. Lembrando nisso, logo lembrou-se da Sosei. Se não fosse pelo Cão, estaria a bordo de uma patricinha voadora, lançando chamas no chalé de Ares. Um sentimento de culpa o invadiu, se ao menos fosse mais cuidadoso. Agora não sabia o que fazia realmente. Será que era certo produzir armas que um dia poderiam matar pessoas que nem você?

Andiamo...▬ encolheu-se sobre o grande material a sua volta, erguendo as mãos para começar a se concentrar ▬ Solo un po 'di più.

Em poucos segundos manobrava os metais no ar, vendo os mesmos tomarem formas. Era incrível como poderia ser tão forte e apenas ter 14 anos. Em geral um garoto de 14 anos mal pegava em uma faca, e Jasper poderia fazer armas, controlar metais... incrível. Os metais foram se tornando um bracelete dividido. Somente era um truque, criado por si mesmo. Eram duas adagas, gêmeas perfeitas que se encaixavam e davam lugar ao bracelete da moda mais belo de todas as paradas. Após tomar as formas, já estavam prontas para as fases de teste. Jasper era perfeito em algumas coisas, mas era nisso que gosta e se especializava. Então, despejou as formas uma ao lado da outra, as adagas prontas para o teste.

Oro e Argento
Em poucos minutos, estava batendo com seu martelo, nas pequenas adagas mistas. A batida era repentina e mansa, para afiar a lâmina de acordo com a passada. Ao mesmo tempo, tentava testar a resitência da lâmina, alternando entre marteladas fracas e fortes. Enquanto batia, apenas pensava como poderia renascer a Sosei, algo que nunca seria fácil. Como poderia ser o mais forte, se não conseguia salvar um amigo? Bem, era isso que era, um idiota. Ao terminar de bater nas adagas, deixou o martelo de descanso, na bancada. Pegou as adagas rapidamente e desferiu golpes no ar, como se fosse um gatuno. Sorriu ao ver que estava bem e então, despejou as adagas na água para esfriar. Ainda bem que estou com luvas, pensou sorrindo.

A vida é assim. Você vive, reproduz e então morre. No caso do Jasper, ele só vive e reproduz. Suas armas não são tão bem feitas, mas são as únicas coisas que ele faz de especial. Retirou as adagas da água, cantarolando Bad. Em poucos segundos, enxugava-as e colocava uma bainha de couro, juntamente ao cabo em que a garota seguraria suas armas. Então, dançando, saiu do interior da forja e foi até o balcão.

▬ Está aqui ▬ deixou-as no balcão ▬ São 70 dracmas ▬ murmurou, deixando o balcão e a indicando colocar os dracmas em uma alavanca, que libertaria as adagas.

Assim, voltou para o fundo da forja entendiante. Tocava o colar mais uma vez, formando uma coruja de ouro. Os olhos sábios e metálicos deram a adversão que ela seria má, porém Jasper gostava dela. A deixou sobre a bancada e então suspirou.

▬ Que bom...

Código:
 Hollister C. H. :
 + ♣ Par de Adagas Gêmeas - As duas são armas gêmeas perfeitas, que, ao se juntarem, se transformam em um bracelete de prata{By: Jasper C. Telesco}[MODIFICADO]
 - 70 dracmas. [Modificado para 50 dracmas]

Jasper C. Telesco:
  + 70 dracmas.[Modificado para 50 dracmas]
  - 1 ouro e prata.


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬



◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦ Atualizadas ◦•ᐤ●ᐤ◦•ᐝ◦  


Devido à indisponibilidade de ouro em seu Inventário, a descrição do item foi modificada e seu preço, abaixado.
Jasper C. Telesco
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
283

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Jasper C. Telesco em Sab 07 Jul 2012, 03:11

Forja fechada.

Motivos:
O dono veio à falência, e está cansado de forjar. Brincando. Essa é a forja do falecido Leo, estou deixando o mesmo com raiva :yao:
Jasper C. Telesco
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
283

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Legendária __ Leo Sporks

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum