Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Página 2 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por 046-ExStaff em Dom 01 Abr 2012, 21:15

Relembrando a primeira mensagem :


O Mar
Local Público Oficial
O Oceano Atlântico faz fronteira com Nova York. Como no Acampamento Meio-Sangue existe uma praia, ela é ligada ao Mar. Normalmente Náiades vão para o Mar Aberto brincar, sem serem proibidas por algumas restrições do Acampamento. Pode ser um local perigoso para campistas, dependendo de como eles tratarem as ninfas da água.
046-ExStaff
Indefinido
Mensagens :
1609

Localização :
Perséfone's heart ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Alexia Sinclair em Qui 10 Out 2013, 09:03


We can be heros, just for one day
Final de tarde · NY · Vestindo (Aqui) · Post 3 · ---


Não deixou de ser surpreendente o fato de que todos estavam querendo, de alguma forma, colaborar com o entrosamento daquele grupo inesperado. Aquilo mostrava um claro disparate entre outro encontro em que eu estive, também inusitado, porém completamente mais tedioso. Observei os campistas se aproximando com um princípio de sorriso no canto dos lábios, imaginando o que iria acontecer a seguir já que éramos tão diferentes das mais diversas formas. Não me espantei com o fato de Rafaella sentar ao meu lado, de todos ali era a única com quem tive uma conversa decente recentemente. Mas quando ela ofereceu o seu anel, não pude evitar fitar seus olhos com uma sobrancelha erguida em um misto de desconfiança e desafio.

-Um anel que libera vinho – comentei e peguei a mão da filha de Hermes de uma maneira delicada – Parece ser bastante útil – puxei a mão para perto de meus lábios sem desviar o olhar, até sentir o metal sobre meus lábios. O suguei e pude beber alguns goles de um vinho delicioso, mas que não soube reconhecer qual era – Hm, gostoso.

Afastei a mão da garota e fiz um lento movimento para lamber o canto da minha boca que provavelmente ficara sujo. Lancei um pequeno sorriso a Rafaella e pisquei um olho de maneira divertida. Apesar de estar tendo uma postura diferente, mais descontraída e até mesmo divertida, eu não conseguia abandonar a minha necessidade de estudo das pessoas ao meu redor. Era algo inerente depois de tanto tempo de perseguição, saber sobre quem estava ao meu lado havia sido questão de vida ou morte por incontáveis vezes.

Havia Khristy e o líder dos curandeiros. Para os mais atentos era possível notar certa tensão nas conversas particulares que os dois tentavam ter. Sadie era a mais recatada, porém já sabia que ela era simplesmente assim, com uma personalidade mais reservada. Tinha o meu meio-irmão, parecido comigo já que também era um feiticeiro. Porém era provavelmente o que todos ali deveriam manter um olho, já que ele também estava naquele outro encontro em que os membros possuíam uma índole mais que questionável. Hiccup, o filho de Hefesto, ele estava em uma brilhante carreira no AMS, até mesmo eu já cogitara ir até a sua forja para poder ter alguns itens novos. Quando o escutei sugerir um jogo de verdades arqueei minhas sobrancelhas um tanto surpresa, afinal aquele poderia ser um jogo perigoso. Mas quando Nerezza concordou com a ideia pareceu que seria um bom instrumento para conhecer e provocar as pessoas ali presentes.

-Um simples jogo de perguntas e respostas. Ninguém trouxe bebidas em garrafa, então não teríamos algo decente para girar – comentei e dei de ombros, estiquei uma perna sobre a areia e a outra dobrei na vertical, apoiando meu braço sobre o joelho assumindo uma posição mais relaxada – Cada um faz uma pergunta a alguém e esse alguém é obrigado a responder apenas com a verdade, óbvio. Lembrando que alguns de nós aqui podemos ter perícia ou habilidades de reconhecer mentiras, então não aconselho a mentir. E quem não responder e quiser fugir, vai ser um verdadeiro covarde.

A minha última colocação era apenas uma provocação e um desafio, meu intuito era impedir que os semideuses ali fugissem da brincadeira. Sabia que para a maioria dos semideuses serem considerados como covarde e não aceitar desafios era como uma ferida no orgulho. Também tinha uma noção de que estava submetida a essa regra, sabia que perguntas desagradáveis poderiam ser direcionadas a mim, mas não me importei ao todo, não costumava negar meu passado a ninguém.

-Então eu vou começar, huum deixe-me ver... – olhei rapidamente para os meios-sangues e meu olhar azulado parou ao encontrar o mentalista – Ewan! – exclamei com um sorriso travesso crescendo em meus lábios – Eu nunca falei muito com um filho de Íris, mas sempre tive curiosidade sobre um mito que muitos comentam. É verdade que os filhos de Íris curtem o lado “arco-íris” das relações?

Eu poderia começar com qualquer tipo de pergunta, mas não pretendia deixar o clima tenso, ao menos não ainda!


P. Flintstones.
Alexia Sinclair
Filhos de Hécate
Mensagens :
488

Localização :
Se me encontrar posso ser a última coisa que veja

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ewan D. Pallas em Sex 11 Out 2013, 00:19




Perguntas?!





Um sorriso brincou em seus lábios ao ouvir as palavras.

Ela é sempre assim? — Havia perguntado Hiccup, provocando tal reação em Ewan. De certa forma, o mentalista possuía a mesma pergunta.

Gostaria de saber, de verdade. — Respondeu ao garoto. Reparou que ambos eram os mais afastados da pequena folia, os outros dialogavam entre si e de vez em quando, o filho de Íris ouvia uma risada que sobrepunha as vozes dos outros. É uma festa deprimente, reparou Pallas. Apesar das conversas e risos, não era difícil perceber que muitos ali estavam desconfortáveis, quem estava realmente à vontade, eram Alexia e Khristie, mas a segunda havia perdido um pouco a animação com a chegada do curandeiro; O mesmo se encontrava um pouco parado na festa, como se tentasse raciocinar aonde estava e porque estava. Não muito diferente de mim.

Talvez se possuíssem bebidas, Ewan ficaria mais à vontade. Nunca foi adepto de álcool, mas não negava que a substância o ajudava a relaxar. Redirecionou a cabeça para Alexia para ouvir suas palavras. Um jogo, refletiu. Deu um sorriso aos outros e anuiu a ideia, não era tão extasiante jogar com gente que não conhecia, mas era tudo que tinha; E ele prometera a si mesmo ser positivo.

Então eu vou começar, hmm deixe-me ver... Ewan! Eu nunca falei muito com um filho de Íris, mas sempre tive curiosidade sobre um mito que muitos comentam. É verdade que os filhos de Íris curtem o lado “arco-íris” das relações? — A gargalhada soltou-se de sua garganta quase que de imediato. Entendeu que além de animada, a garota era até um pouco ousada, e meio que decidiu que gostava de Sinclair.

Eu digo que não sei de nada sobre o assunto. — Respondeu, forçando mais um sorriso — Mas não respondo por meus irmãos. — Finalizou. Na verdade, não havia nenhuma anormalidade dentro do chalé de sua mãe, mas Pallas queria manter o bom humor em alta em volta da fogueira.

Acredito que seja minha vez — Proferiu, observando cada um deles. Subiu o olhar para a lua, como se estivesse à espera de um auxílio. Os olhos verdes correram mais uma vez pelos semideuses, e cessaram no rosto mais conhecido dali: Rafaella. — Rafa, claro. Bem... Faça como Alexia, pergunte algo divertido, se avisou. — Bem... dizem-me que filhos de Hermes são peritos em roubar corações, e então?

Observações:

Bem, como Ewan apenas voltou da missão, foi a Casa Grande e depois ao mar, ainda teria as armas que levara ao Alaska, que seriam:

✣ Cartas Mágicas / Baralho. [Um conjunto de 3 cartas mágicas que ao ser lançado no inimigo causa algum tipo de efeito se tocá-lo em alguma parte do corpo. O Ás de Espadas causa uma dormência no local onde a carta toca. A Dama de Copas causa queimaduras de segundo ou terceiro grau, dependendo de quanto tempo manter o contato. O Rei de Paus causa uma alergia muito forte e bastante incomoda na parte do corpo onde está tocando. Os efeitos duram por duas rodadas e depois de usadas as cartas voltam ao seu dono] [Material: Plástico] [Nível Mínimo: 5] [Elemento: Mágico] [Recebimento: Missão - A Cartomante passada por Psiquê]

✣ Yin Yang. [Uma espada de punho prateado e com um desenho bem talhado de uma borboleta em azul. Sua lâmina é de uma beleza diferenciada, pela divisão do cume central, metade dela possui um material negro e a outra metade é feito de prata sagrada. Seu corte é duplo e sua ponta afinada, uma espada bastante resistente. Ela possui uma habilidade de ativar um segundo modo em que a espada original se divide em duas, uma de lâmina totalmente preta e outra de prata sagrada. Nesse segundo formato a sua resistência diminui um pouco, porém seu corte fica extremo, podendo cortar metais pesados e causar efeitos sobre armas sagradas. Essa espada vem em uma bainha preta com entalhes azuis em borboletas, ela se adapta ao corpo do mentalista podendo ser usada do modo que este desejar carregar a espada.] [Materiais: Prata Sagrada e Material Negro] (Nível Mínimo: 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: Presente por ser mentalista]

E além de tudo, seu pet:

Summer {Cão Infernal}[100/100]


Ewan D. Pallas
Filhos de Íris
Mensagens :
78

Localização :
Procure. u_u

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rafaella Crockford Gauth em Sex 11 Out 2013, 00:39

Encontro planejado

Jogo da verdade parecia algo bem legal para fazer com que os semideuses ali presentes se entrosassem um pouco. Nerezza havia tudo uma excelente ideia, mas Alexia que acabou começando a brincadeira.

A feiticeira fez uma pergunta bem descontraída para Ewan, o filho de Íris. Talvez ela estivesse tentando quebrar a tensão presente ali. Ewan respondeu sua pergunta de uma forma cômica, o que fez Rafaella dar uma risadinha baixa. O garoto era o próximo a perguntar, e parecia que ele também não queria estragar o clima. Ewan perguntou a Rafaella algo muito engraçado.

- Sabe, cara, independente do que seja, roubar é com os filhos de Hermes mesmo. Já roubei um coração de um garoto há um tempo atrás... Pena que não tivemos um final feliz. - A semideusa deu de ombros. - Tenha certeza de que quando eu for dar meu abraço de despedida em vocês, todos sairão daqui mais pobres.

Rafa riu e deu uma piscadela para o grupo de semideuses.

- Hum, okay, minha vez de perguntar!

A garota percorreu os olhos novamente pelo grupo e encarou Sadie, analisando-a. Sorriu pensativa e encontrou uma pergunta.

- Sadie, você considera a possibilidade de nós duas podermos conversar outras vezes após esse encontro? - De todos no grupo, Sadie era a única que Rafaella não conhecia muito bem. A garota realmente parecia misteriosa e intrigava Rafaella. Ao fazer sua pergunta, Rafa colocou toda a sua sinceridade nela, deixando a malícia de lado.


Observações

• Usando: Usando ISSO (Clica)
• Rafaella levou:
☤ Pulseira da Natureza: Quando o campista estiver correndo risco de morte e estiver muito ferido, a natureza ao seu redor, seja ela de qual especie, dará sua energia para curar a dona da pulseira deixando-a com energia e saúde recuperada em 50% , em compensação a natureza ao seu redor morrerá. [Dois usos por missão][Indestrutível][ By Deméter] {Pulso direito}
☤ Calçados de Espiã Alados [Um par de calçados de qualquer forma, porém negro, ou seja, da mesma cor que o Traje de Espiã. Tem asas negras, em vez de brancas, nos calcanhares. Voos realizados com esses calçados são mais rápidos que os comuns, além de proporcionar para a semideusa, estando voando ou não, mais velocidade naturalmente. Outro diferencial é que os calçados, não importando o formato, não machucam, não deixam cansar (ou seja, pode andar quanto quiser que nunca vai cansar, se estiver usando eles) e não fazem nenhum barulho, sendo completamente silencioso. Os calçados são indestrutíveis. Quem tocar os calçados sem a autorização de Rafaella tomará um choque que o fará ficar desmaiado por 3 turnos][By: Hermes] {Pés}
☤ Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio] {Pendurado na cintura}
☤ Marilene [Um anel em formato de uva, que quando sugado, libera uma grande dose de vinho que fica a critério de Rafaella. Só ela pode usufruir desse anel.][By.: Katherine B. Angelline] {Polegar esquerdo}
☤ Espada dos ventos [Esta, quando não está nas mãos da filha de Hermes, transforma-se em vento e só pode ser usada pela garota, sendo convocada quando ela quiser. Tem uma lâmina de 90 cm feita de bronze sagrado, e é semi-indestrutível. A única possibilidade de ela não ser mais de Rafaella é a dona ser morta pelo novo dono][Contagem de Almas: 0] {Pode ser convocada}
☤ Adaga Envenenada [Uma adaga indestrutível, feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento][By: Hermes] {Na cintura}
☤ IPhone Explosivo [Pode ser utilizado como um celular comum por Rafaella; o mesmo possui uma frequência especial de comunicação, sendo praticamente impossível que um monstro a encontre - a menos que ele esteja muito perto. Um dos aplicativos instalados nele é o da explosão: a campista programa-o como quiser, e, dentro do tempo desejado, ele explodirá (o aparelho é indestrutível, apesar de tudo).]{Opções de explosão: gás lacrimejante, granada comum, granada de fogo, granada de luz, bomba de gás, bomba de gás de sono, bomba de gás do riso}{Presente de Níver atrasadinho da tia Athena que a ama muito, em parceria com Khris, sua Mana preferida}{Bolso direito do shorts} 
Rafaella Crockford Gauth
Filhos de Hermes
Mensagens :
436

Localização :
Onde você menos espera!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Sadie Bronwen em Sex 11 Out 2013, 02:32





- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Uhn? Questions...




O último a chegar no local havia sido um curandeiro, de acordo com sua saudação. Estavam todos devidamente apresentados - não que fizesse diferença, já que, para ela, todos ainda eram completos estranhos. Por outro lado, por mais carregado que o ar estivesse, todos pareciam fazer uma tentativa de entrosamento. O problema era que, para ela, aquele não era o tipo de coisa natural. Ouviu a proposta, mas não entendeu bem.

- Jogo da verdade? - O murmúrio foi apenas para si mesma. Seu repertório de brincadeiras era nulo, já que sua infância também foi inexistente além da fase biológica.

Ela ficou alguns momentos quieta, tentando compreender. Aparentemente, bastava uma pergunta para outra pessoa, que devia ser absolutamente sincera. Alguns poderiam detectar isso com poderes, outros, talvez não. Mas se a bebida entrasse na roda, como sugeriram e Rafaella prontamente mostrou-se apta a suprir, ela não duvidava que a sinceridade apareceria rápido também, apesar dela própria não se manifestar - nunca havia provado nada alcoólico, e nem tinha curiosidade. A outra garota sugeriu que pegassem coisas na sua bolsa, mas Sadie não faria isso - da mesma forma que odiariam se bisbilhotassem suas coisas, não tinha coragem para algo assim, ao menos se tratando de alguém pouco familiar. Ficou apenas ouvindo - piadas e comentários leves. Ewan já parecia mais enturmado - chegava a ser estranho, considerando que tinham lutado junto e colocado suas vidas na mão do outro, mas não conseguiam trocar mais do que poucas frases secas. E de novo aquele sentimento - um misto de alheamento, irritação e inveja despontou, logo suplantado por sua barreira emocional, lembrando-a que nada daquilo fazia diferença na posição em que se encontrava.

E então, foi despertada pela pergunta. Não esperava que falassem com ela, demorando alguns segundos para tentar formular algo. A filha de Hermes não havia demonstrado malícia, mas Sadie não ligava para isso - de toda forma achava que era mera curiosidade. Precisou pensar um pouco sobre tudo que vira desde que chegara ali. Em termos de comportamento, ela não diria que gostava do de Rafaella - em geral, pessoas animadas demais apenas incomodavam. O tipo e gente que fala muito lhe lembrava uma colmeia de abelhas, sempre zunindo ao seu redor - e atrapalhando. Ela também parecia expansiva demais, sem qualquer tipo de cautela, o que era perigoso. A dúvida era se sempre foi assim ou se se permitia isso agora que tinha poder - e isso intrigava Sadie. Mas não tinha uma resposta definitiva, e a mais próxima que tinha talvez não fosse satisfatória. Encarou a garota diretamente para responder.

- Provavelmente não.

Deu de ombros, com um suspiro. Se ela questionasse, dentro ou fora do jogo, até explicaria, mas para a feiticeira os motivos eram óbvios: o modo de agir tão diferente e - talvez Rafaella não tivesse se tocado, visto sua  apresentação pouco detalhada - o local onde ela costumava ficar. O Acampamento era algo apenas de passagem, e nada mais, e a Ilha era um local restrito.

Ela demorou um tempo para perceber que deveria fazer sua questão, provavelmente deixando os outros impacientes. Olhou ao redor. Não tinha interesse no curandeiro, nem na outra filha de Hermes, estranhamente próximos. Rafaella... Interessante, mas sem qualquer ponte. Alexia era um caso à parte, mas apesar de seu interesse em uma conversa, preferia fazer isso de modo particular. E sim, gostaria de saber algumas coisas. Sobre Ralph... Em termos de poder não se preocupava, mas em termos de disciplina, sim. Ele não havia aparecido em treinos, e ela gostaria de saber se ele estava ciente a posição que ela tinha e se a afronta havia sido intencional. Não era burra, nunca foi, e o maior sentimento no grupo não era de companheirismo, e sim de egoísmo. Mas achou melhor apenas observar. Não havia o que falar com Nerezza e "Hei, então ainda está viva?" não era algo simpático, mesmo se fosse do seu feitio fazer observações do tipo - o que não era o saco. Sobrava apenas uma pessoa: Hiccup.

O garoto já havia acenado para ela, e também parecia estar tentando se enturmar - e conseguindo. E Sadie não sabia nada sobre ele. Jogo idiota! Tentava não usar suas vantagens - eliminaria toda a chance de uma resposta amigável se começasse a perguntar sobre seus fantasmas do passado.  E ele tinha, fosse de modo figurado ou não, mas afastou isso da mente, quando algo branco e peludo roçou suas pernas, ignorando valentemente Ripper - a raposinha parecia não ter medo, apenas sondando. Notou que, entre todos, Hic era o que tinha um animal mais comum. E não era por falta de poder. Moveu a mão de modo inconsciente, acariciando o bichinho.

- Por quê? Digo... uma raposa? Teria tantas opções...

Ela fazia um gesto mínimo, indicando os outros animais ali. Era fácil compreender a dúvida. Aparentemente, o pet de Hic era inútil. Mas ela não falava com desprezo, apenas uma leve curiosidade.


Equipamentos:
— {Agony} / Corrente [Corrente feita de bronze sagrado (muito porém tenha uma coloração esbranquiçada, o que sugere uma segunda camada de prata) com cerca de 2,5 m; o punho é feito de aço frio. Essa arma é abençoada pela deusa dos fantasmas e possui certos atributos, os quais são um controle de invisibilidade e intangibilidade. Ambos só podem ser utilizados uma vez por missão, e há gasto de energia de, mais ou menos, 80%. Sendo assim, você pode atacar um inimigo utilizando seu controle de visibilidade para que ele não veja seu ataque, e utilizar o controle de intangibilidade para desobstruir qualquer defesa física, como escudos.A corrente tem cravos de bronze sagrado, e nas extremidades pontas afiadas,como pequenas adagas.Na lateral de cada extremidade, há ganchos, que podem ser usados para enlaçar o inimigo, ou para auxiliar em uma escalada. [Presente de Melinoe][Melhorado por Pio]{Θ} {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 5) {Controle de Espaço/Matéria} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe]

— {Legion} / Colar [Um colar feito de topázio com um pingente em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha". Uma vez por missão e, unicamente em batalha, esse colar pode ser usado para recuperar 20MP, consumindo 20 HP do ,seu oponente. Todos os corpos que são destruídos pelo filho (a) de Melinoe (ou seja, a cada morte que este provoca), tem sua alma capturada e armazenada neste colar. Há cada essência de alma absorvida por essa corrente tornará mais forte o ataque do filho de Melinoe.] {Topázio} (Nível Mínimo: 1) {Controle de almas - Almas Coletadas: 12} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe]

• Lentes do Auspício [parencem lentes de contato comuns, incolores, mas quando colocadas permitem ao usuário identificar as auras daqueles dentro do seu campo de visão. Com isso, pode-de identificar pessoas comuns de monstros ou semi-deuses, tendo também o sentido do seu nível de poder, de acordo com a intensidade da aura, mesmo sem definir suas habilidades, apenas o conhecimento do seu nível de força. No caso de semi-deuses, identifica o pai/ mãe e o patrono do grupo, nos casos em que se aplicam. Não necessitam de ativação, mas após cada uso precisa de um período de 6h de descanso, como se fossem lentes normais]

• Calçados alados [Calçados alados que podem virar o calçado que Sadie quiser. Sempre tem um par de asas, inquebráveis, na parte dos calcanhares. Impossíveis de serem roubados ou perdidos, a filha de Melinoe pode voar com eles mesmo sem experiência, pos eles ajudam-na]

• Elo de Ares [Esse anel foi feito a partir de uma peça da lança do deus da guerra. Seu uso possibilita ao semi-deus transformar qualquer arma que esteja segurando em outra arma qualquer, além de lhe oferecer as perícias mínimas para seu manuseio. Armas de longa distância terão a munição criada magicamente. Não adiciona atributos a nenhuma arma, considerando apenas os atributos já presentes na arma original, e se aplica somente a uma arma por vez. Não pode ser roubado ou perdido, sempre retornando de alguma forma à Sadie]

• Hollow[Escudo de bronze sagrado, com ganchos para uma corrente, de forma a prendê-la de duas maneiras diferentes.Pelo centro, com a corrente saindo por um lado do escudo,ficando uma única extremidade solta, ou pela lateral, deixando uma ponta livre de cada lado para o ataque. Os ganchos tem travas de segurança internas, de modo que a corrente possa ser presa ou solta de acordo com a vontade do usuário, mas não se soltasse com o tranco ou puxão de um oponente; o escudo também teria uma fivela para prendê-lo ao braço do usuário, dando um suporte maior, não escapando facilmente da mão a menos que a braçadeira do mesmo seja danificada de alguma forma.Tem uma cabeça de dragão esculpida na frente, e escamas nas laterais.]{Θ}

— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

• Amuleto do espectro [Amuleto que permite acessar o poder especial "Forma etérea"]

pet:
Cão infernal - Ripper

   Dados de um cão infernal, retirados do bestiário:
   Cão Infernal.
   Nível de Periculosidade: XXX
   Cães Infernais são grandes cachorros do submundo. Possui pelos negros, olhos vermelho-sangue. Também é reconhecido por possuir uma tamanha força, velocidade e uma habilidade extraordinária de desaparecer e reaparecer pelas sombras. Uma outra habilidade que caracteriza o Cão Infernal, é o seu poder de viajar pelas sombras, podendo levar consigo um acompanhante. Essa habilidade faz com que o cão fique muito cansado, dependendo da distância percorrida pelo teletransporte pelas sombras.

Poderes:
Considerar todos os passivos de Melinoe e Feiticeiras até o nível 54, + Os poderes especiais Voyd's eyes e Forma etérea. Poder específico, apenas citado:

Leitor de Almas [Nível 3]
Essa habilidade lhe permite ler a alma de seus oponentes. Dessa maneira, encontrará pontos delicados de seu passado. Isso pode ser útil para achar fraquezas.  - Filhos de Melinoe, passivo.




Narração- Fala •  "Pensamentos


SHINJI @ OPS!
Sadie Bronwen
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
316

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Kaan Martinez em Sex 11 Out 2013, 03:11


Esbarrando em NY.
Oi. Sou Hiccup!

 Eu vi que a minha sugestão não fora em vão, já que as pessoas aderiram a ideia. Alexia logo explicou como seria o jogo e começou a perguntar, escolhendo Ewan no processo. Eu ouvia atentamente as respostas dos semideuses, tentando determinar uma personalidade para todos que estavam ali. Não era o melhor cara para fazer isso, mas eu tinha alguma noção. E isso era vergonhoso, principalmente por que vinha das novelas mexicanas que minha mãe adorava ver na TV com sinal a cabo clandestino.

Não percebi imediatamente quando Sadie, a retraída, tinha me perguntado algo. Ela estava acariciando o filhote de raposa e fez um gesto indicando os outros animais ali: Cães infernais ferozes e prontos para comer o meu pequeno bichinho. Suspirei e pensei por algum tempo, olhos levantados e a mão direita agarrando o queixo. Depois dei de ombros e falei a primeira coisa que me veio a mente:

- Fala de μαντείο? Bem... Eu não me dou bem com animais ferozes. Principalmente quando esses animais são adultos... E ele me atraiu. - disse. - É pequeno, não me incomoda muito, apesar de fazer uma grande bagunça na forja quando consegue entrar, e é um companheiro desde que eu o comprei. Acho que eu não teria esse tipo de companheirismo primário com um cão infernal ou outro animal de espírito forte.

μαντείο se aconchegou mais próximo dos carinhos. "É um mimado mesmo!", pensei. Depois disso, observei os indivíduos. Eu tinha de escolher algum, mas não fazia ideia de quem. Fiquei cruzando meu olhar pelas pessoas, tentando saber o que perguntar e para quem perguntar. Minha cabeça já estava começando a incomodar, tamanha era minha indecisão. Por fim, resolvi perguntar para Nerezza, já que Ralph me dava receio e Khris e Thiago pareciam estar bem românticos para que eu pudesse perguntar qualquer coisa. Vai que o curandeiro resolve me injetar um veneno por eu ter falado algo errado? Vai que os dois planejem me matar? Vai que o feiticeiro resolve me lançar um feitiço muito ruim? Não, não. Não iria correr esse risco.

- Bem, Nerezza... Qual foi a situação mais vergonhosa que você já passou? E, desculpe, mas não consegui pensar em outra pergunta melhor.

E realmente não tinha conseguido. Digamos que eu sempre fui excessivamente péssimo nesse jogo. Pena que foi o primeiro que se passou na minha cabeça antes de sequer pensar em como eu era. Preferia fazer as coisas com o instinto, como muitos dos meus irmãos, e não com a razão. Acho que era por isso que eu acabava me metendo em grandes roubadas.

Armas e Pet:
Armas:
— {Constructio} / Martelo [Martelo de ferreiro feito em titânio resistente ao fogo] {Titânio} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hefesto] (Amarrado na cintura de Hic)
- {Pyro} / espada [espada feita em prata sagrada com o cabo de bronze tingido em vermelho. Quando seu usuário entra em extrema ira, a lamina desta arma inflama em fogo, deixando-a mais forte.] {Prata Sagrada e Bronze} (Nível Mínimo: 10) {Controle sobre o fogo/ofensivo , empatia/pessoal} [Recebimento em missão com Ares](Bainha também amarrada na cintura de Hic)
Colar protetor [O item parece comum, mas ativado transforma-se em um escudo de bronze sagrado de tamanho mediano e formato circular. As bordas e acabamento são meio tortos - amadores - mas ainda assim cumpre com suas funções.][Bronze sagrado, sem elemento, nível mínimo 1][Recompensa de Missão: Aprendiz? - por Eos](Transformado em colar, no pescoço de Hic)

**
Pet:
{μαντείο} Filhote de raposa albina [100/100]
Kaan Martinez
Filhos de Hefesto
Mensagens :
657

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Nerezza D. S. Etternavn em Sex 11 Out 2013, 21:30


It's hard to understand myself
so it has to be hard as hell for you

Assim que a forma do jogo foi definido, as perguntas se iniciaram. A ameaça estava dada indiretamente, em relação a quem fugisse das perguntas e Nerezza se indagou se alguém de fato havia se incomodado com ela, mas isso era um fato irrelevante. A primeira pergunta fora de Alexia, direcionada a Ewan, uma questão que mostrava pura troça por parte da Feiticeira. Talvez fosse esperado que ele ficasse incomodado ou bravo, mas sua resposta mostrava que o divertimento era recíproco.

A pergunta seguinte foi para Rafaella, a filha de Hermes que aparentava ser a mais conhecida no grupo. A semideusa acabou por contar uma breve história pessoal do amor, que não havia acabado como era esperado nos filmes de fantasia. Nerezza imaginou se o seu próprio relacionamento também teria um fim decepcionante, ou se morreria antes que ele chegasse. Ambas as possibilidades pareciam aterradoras, e a prole de Melinoe decidiu ignora-las por hora.

Rafaella direcionou sua pergunta para Sadie, sua irmã. A resposta produzida por ela fez Nerezza se questionar se todos seus irmãos em geral agiam de forma parecida ou próxima, bastante cautelosa. Ela reconhecia não ser tão animada quanto Alexia ou Khristie, da mesma forma que sabia que não era tão recatada quanto Sadie. De qualquer forma, sabia que a principal diferença entre as duas proles de Melinoe era que a outra era de alguma forma interessante, e Nerezza não. Ela sim podia passar despercebida por uma multidão sem deixar nada a desejar.

A pergunta seguinte foi para Hiccup, o famoso filho de Hefesto do Acampamento. A semideusa já havia ouvido falar sobre a forja dele, e quem nunca, nos dias atuais? A questão feita era em relação a sua pequena raposa, que se encontrava sobre as carícias de Sadie. Sua resposta, sobre a visão de Nerezza, fora verídica e de alguma maneira lhe lembrava do semideus, mesmo que pouco se conhecessem.

Incrivelmente, a próxima pergunta foi para si.

— Bem, Nerezza... Qual foi a situação mais vergonhosa que você já passou? E, desculpe, mas não consegui pensar em outra pergunta melhor.

A garota primeiramente observou o semideus, tentando vasculhar sua mente em busca de alguma memória vergonhosa. Por instinto e inconscientemente, seus olhos se viraram para sua direita, enquanto seu cérebro vasculhava por uma resposta.

Primeiramente, tentou se lembrar do seus anos na escola, onde a maioria das pessoas tinham os seus momentos de mais constrangimento. Mas não conseguiu encontrar nada relevante que lhe valesse a pena comentar entre aqueles estranhos. Sua memória foi ainda mais para trás, pulando Las Vegas e voltando para a Noruega.

Entretanto, mesmo que tentasse ao máximo ignorar aquelas memórias, foram aquelas que atingiram suas lembranças. E ela de repente se viu, vários anos atrás, quando recebeu a notícia que seu pai havia falecido e poucos anos depois se viu no enterro da metade dos seus amigos mortos, todos os que mais prezava e conhecia.

Talvez fosse uma sensação apenas sua, mas sentiu a temperatura baixar ao seu redor. O fogo não parecia mais tão aconchegante e a verdade, mesmo que subitamente ignorada, ainda mais dolorosa. Sua mão esquerda se fechou sem seu comando, amassando um punhado de areia entre sua palma e seus dedos longos. Um sorriso leve e forçado fez as pontas do seu lábio se levantarem.

— Eu não consigo me lembrar de nada. — declarou, olhando diretamente para o garoto. — Desculpe.

E então se virou de lado, encarando um ponto morto e pensando rapidamente em uma pergunta. Em realidade, não sentia vontade de perguntar nada pra ninguém, embora tivesse um pequeno interesse em alguns indivíduos. Suas opções estavam mais limitadas, considerando a proximidade do fim daquela partida. Sua escolha final foi Thiago, o Curandeiro. Independentemente do frio que sentia, sabia que era sua obrigação continuar com o divertimento dos indivíduos presentes.

— Bem, Thiago... — começou, lançando seu olhar para ele. — Todo mundo sabe que você já curou diversas pessoas, mas qual foi a coisa mais estranha e nojenta que já viu?

A pergunta não era exatamente engraçada, mas possuía diversas possibilidades de resposta. Nerezza, é claro, estava esperando pela mais incomum entre elas.

Observações:

Armas Levadas:
▬ Espada Etérea [Uma arma aparentemente feita de um cristal extremamente resistente, maleável e mortífero que se ajusta perfeitamente a Diamond, assumindo a forma etérea sempre que necessário].
▬ Colar de Topázio [Com o auxílio desse colar o filho de Melinoe poderá invocar um fantasma para lutar ao seu lado; ele tem duração de quatro posts e só pode ser usado uma vez por missão. Os poderes utilizados por este são os mesmos dos filhos de Melinoe, mas se limitam até o nível 15, além de possuir o poder forma etérea e ter uma resistência um pouco maior em relação aos demais fantasmas] [Presente de Melinoe]
▬ Amuleto do Espectro (Esse amuleto possui a propriedade única de fazer com que um filho de Melinoe fique em sua forma etérea.) [Presente de Melinoe]

Poderes Utilizados:
Visão Noturna [Nível 2]
A escuridão e a noite não serão problemas para você. Seus olhos são adaptados com a escuridão e poderá enxergar até melhor que no claro. Poderás também enxergar através da névoa (Da normal e dá mágica).


Template by thepiscina from TdN. editado por Hurricane

Nerezza D. S. Etternavn
Filhos de Melinoe
Mensagens :
440

Localização :
Langt fra deg, kjære.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por John St. Christ em Sab 12 Out 2013, 14:14




 Vish.




O filho de Apolo estava entretido olhando as pessoas que estavam ao seu redor na praia, eram tantas, sendo que cada uma tinha a sua personalidade e a sua forma de enxergar o mundo, parecia impossível juntar todas num mesmo local e acabar o encontro sem nenhuma confusão acontecer, mas a conversa estava interessante. Daquela vez tudo ocorreria de forma diferente.

Em meio as perguntas que os semideuses faziam uns para os outros, sendo que algumas tinham certo tom de malicia e as demais, por outro lado, eram sérias, Nerezza, a semideusa de Melinoe, fez uma pergunta que fez o cérebro de Thiago voltar a funcionar. Qual foi a coisa mais nojenta que ele viu em sua vida? Fechou os olhos por alguns instantes e se lembrou de quando era uma criança e de tudo que vivera até aqui, mas por alguma razão, nada nunca fora um incomodo para ele.

Até onde se lembrava, seus pais eram médicos e por isso sempre viveu em um ambiente onde ver partes de corpos era comum, para muitos isso seria nojento e nauseante, porém o Curandeiro desde pequeno sempre se interessava pela a Anatomia do corpo humano. Então, seus pensamentos avançaram um pouco, esqueceu da sua vida mortal e focou-se no "presente", nas diversas pessoas que chegavam a sua Enfermaria com ferimentos graves, doenças estranhas, partes de corpos decepadas, mas de nada adiantou. Soltou um pequeno suspiro e então lembrou-se de quando estava coletando ervas à margem do rio de Everglades e um pequeno peixe aproximou-se, capturou-o facilmente e quando foi abri-lo, notou que uma espécie de parasita estava em sua língua. Parecia estranho, mas Thiago, quando viu aquilo, soltou o grito de pavor mais estranho de todos os tempos.

▬ Bom, não ligo muito para partes do corpo humano abertas, mas vi algumas coisas nojentas quando estava operando-os. - Ele riu. - Não seria bom eu falar isso aqui e agora, se não vocês ficariam sem comer por algumas semanas. Enfim, a coisa mais nojenta que eu vi foi uma espécie de parasita dentro de um peixe, aquela coisa branca era realmente tensa, acho que gritei como uma garotinha de 5 anos quando está perto de uma barata.

Ele então escolheu calmamente a vitima de sua próxima pergunta e parou os olhos em Ralph, um velho conhecido.

▬ Ralph, qual o seu medo mais estranho? - Fechou os olhos. - Faço de Hiccup, as minhas palavras, não sou muito bom com perguntas.

Obs:

As armas de Thiago andam com ele,tais como o Colar do Serpentário, o de invisibilidade, A hidden Blade e a bolsa pode ser invocada, então, ela não está com ele no momento, mas pode ser invocada a qualquer momento. 
— {Bright} / Arco [Arco feito de ouro dourado com detalhes em seu decorrer feito em ouro branco. Possibilita ao seu usuário uma melhor artilharia] {Ouro Dourado e Branco} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

— {Perfection} / Aljava [Aljava de diamantes com flechas de fogo infinitas. Estas, ao atingirem seu oponente, o coloca em combustão instantânea] {Diamantes e Fogo} (Nível Mínimo: 1) {Controle Sobre o Fogo/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]

— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Necklace of Invisibility / Colar [Um colar feito de prata, que tem o seu pingente feito com uma esmeralda esverdeada e levemente transparente. Este pequeno "amuleto" tem a capacidade de deixa o usuário invisível. Tendo uma barra de energia própria que diminue naturalmente enquanto o item é usado pelo usado pelo usuário. O quanto de energia gasta é critério do narrador. A barra é recarregada apenas após a Missão/PvP/Treino. Sem energia, o Amuleto é inútil. Energia: 100/100]{Prata e Esmeralda}  (Nível mínimo: 20) (Controle sobre nenhum elemento) [Comprado de: Alexia Sinclair]

— Hidden Blade {Consiste em uma lâmina de prata sagrada retráctil de  42 cm, em conjunto com um bracer [luva longa meio dedo de couro que chega até 4 dedos abaixo do cotovelo]. A lâmina pode ser discretamente estendida ou retraída, tornando-se uma ferramenta valiosa para assassinatos. Diferente da Hidden Blade original, a lâmina não está localizada na parte de baixo do antebraço, mas sim na parte superior Possuí um mecanismo que se ativa com a pressão do soco. Ou seja, assim que o punho bate no oponente, a lâmina oculta "salta" do compartimento, fincando-se no oponente e sendo recolocada manualmente pelo usuário -  por meio de um gatilho que a puxa de volta -, porém de um modo em que ela não possa ser perdida. A ponta da lâmina é coberta com ouro} {Ouro, prata sagrada} [Nível mínimo: 20] (Não controla elementos)[Vendido por Alexia Sinclair; 21/03/13]
 
John St. Christ
Filhos de Apolo
Mensagens :
384

Localização :
Chalé do Apolo ou na Enfermaria mais próxima de você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Anthony Romanov em Dom 13 Out 2013, 13:53




Question...


Tudo aconteceu rápido demais. Em um momento, eu estava - assim como a maioria dos semideuses - deslocado naquele lugar. O grupo não estava interagindo entre si, e então, um semideus propõe um jogo de perguntas e puff... todo o clima muda. Não aceitei aquele jogo, mas era óbvio que eu estava participando, e teria de responder a qualquer pergunta quer me fizessem.

Observei, enquanto perguntas inocentes - como a de Sadie - eram acompanhadas por algumas de duplo sentido. Os semideuses ali presentes foram relaxando enquanto respondiam as suas perguntas. Então, chegou a vez de Thiago perguntar, restavam poucas opções e ele decidiu dirigir a sua pergunta a mim. E, a pergunta que ele fez me pegou de surpresa.

Eu nunca deixava espaços para os meus medos, e para falar a verdade, não sentia muitos deles, e portanto, não sabia direito como responder àquela pergunta. Eu poderia mentir, mas saberiam que eu estava fazendo isso, de acordo com Alexia. Depois de muito vasculhar a minha memória, só consegui pensar em um medo, e ele não era exatamente estranho, mas era o único que eu tinha.

Todavia, revelar aquele medo seria revelar uma fraqueza minha para todos que estavam presentes. Para falar a verdade, eu estaria revelando a minha maior fraqueza, a única coisa que eu não conseguia combater e que me amedrontava. Ainda assim, falei, hesitante, pois precisava falar alguma coisa. -  Temo que os espectros de Melinoe consigam cumprir o desejo de sua mestra.

Era perigoso falar aquilo com Nerezza por perto, pois Melinoe era sua mãe, como ela já havia dito, e a semideusa poderia se vingar de mim por sua mãe. Nesse caso, eu teria que fugir, pois sabia que a monitora tinha aliados e que eu não era forte o bastante para lutar com eles. Mas, eu não havia dado detalhes sobre esse desejo de Melinoe, então pensei estar seguro.

Era a minha vez de perguntar, e as opções eram escassas. Eu não gostava de fazer perguntas aos outros, tanto quanto não gostava de respondê-las, mas eu tinha de fazê-lo, afinal, tinha de jogar conformes as regras. Dirigi a minha pergunta à filha de Hermes. - Qual é o seu maior arrependimento, Khristie? - Eu não estava nem aí se a pergunta que eu havia feito era ruim, eu apenas estava fazendo o jogo continuar.

Armas levadas:
O garoto está com todo o arsenal, pois está viajando para um novo local:

- Faca de Bronze [Inicial]

— {Graveolentiam} / Lança [Amplia o poder mágico. Quanto ativada, assume a forma de uma lança de ouro envolta em uma aura de magia, a extremidade de baixo é tão afiada quanto uma lança comum, mas a de cima é ornamentada com pedras e runas mágicas, exalando poder. Desativada, assume a forma de uma caneta, sempre guardada em conjunto com o grimório] {Ouro} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre a Magia; defensivo e ofensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hécate]

— {Athar} / Grimório [Necessário para realizar magias, é um livro encadernado em couro e metal, com páginas infinitas - a cada nova habilidade aprendida, o encantamento aparece automaticamente escrito nele. Indestrutível. Assume o formato de uma agenda com espaço para guardar uma caneta - a lança em sua forma simples e ambos sempre retornam ao bolso do filho de Hécate] {Metal e Couro} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hécate]

— {Aeneum} / Bolsa [Bolsa de componentes mágicos necessários para herbologia, venenefício e alquimia. É um saquinho de veludo negro com cordões, com um fecho em forma de caldeirão. A sacolinha contém os componentes para a nova habilidade de Herbologia, inclusive os frascos, e o caldeirão do fecho se transforma em um de tamanho real, com uma concha de metal para uso do filho de Hécate. Tem a mesma propriedade de indestrutibilidade dos outros itens, além de sempre retornar ao filho de Hécate, mas no caso ao seu chalé — perdê-lo em missão impede seu uso até retornar ao acampamento] {Veludo} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hécate]

-Lâminas do Caos [Duas Hidden blades feitas de prata, que saem de um bracelete também de prata com o entalhe de uma fênix e as iniciais dos nomes Irene e Ralph. Uma vez por missão, libera um veneno que paralisa o membro tocado.]

- Fênix [Espada de bronze sagrado no estilo paladino. A guarda tem forma de asas e no pomo um rubi. O rubi tem aprisionado dele a alma de uma fênix que encanta a arma para que cure o dono com 5% do dano causado e cause queimando 5% de bônus de dano causado a cada 3 rodadas.]

- Wabizuke[Espada feita de prata, com a ponta curava, de modo que fica quase impossível cortar usando ela. Sua habilidade consiste em dobrar o peso de qualquer coisa atingida por ela, seja objeto ou ser vivo. Ou seja, uma pessoa de sessenta e quatro quilos, tocada por essa espada pela primeira vez, ficaria com cento e vinte oito. Ao segundo toque, ficaria com duzentos e cinquenta e seis, assim por diante. Seu efeito dura por até 3 rodadas após o toque]

- Máscara do Pânico. [Um elmo de ferro estígio, há um desenho de caveira nele. A mandíbula fica na parte em que é possível levantar para mostrar rosto, porém, nessa parte, está uma máscara aterrorizante feita de magnésio sagrado(não queima) na mesma tonalidade do elmo, assim, parece que a caveira está rindo. Quando o usuário desejar, o elmo emite pânico no oponente por duas rodadas, mas depende de seu nível(semideus) ou força(monstro). A máscara possui função telescópica, devido a uma lente que fica no olho esquerdo da mesma, permitindo seu usuário ver objetos distantes, e inimigos a longa distância. A lente alcança até quatrocentos metros.]

- Armadura grega sem peitoral[ contém um elmo espartano sem a crina, com o desenho de uma naja pronto para dar o bote na testa, o símbolo do lanterna verde na lateral direita e o símbolo dos lanternas azuis na lateral esquerda, juntamente com dois antebraços com duas lâminas estendidas após o cotovelo e soco inglês no suporte das mãos e duas grevas que contém lâminas que se estendem 5 cm após o joelho. Em repouso, vira uma capa negra e desbotada, com um capuz dessa mesma forma.]

— Cajado Mágico [Feito em madeira reforçada com ouro negro, contém como gema mágica um rubi no alto do item, circulada por duas lâminas, como garras que mantém a pedra topo. É leve e resistente à magia, capaz de guardar e soltar de uma vez só rajadas de energia mágica (dependentes de feitiços, obviamente). Executa habilidades mágicas com maestria, recebendo assim a benção de Circe, a deusa da magia, ou seja, qualquer poder executado a partir deste item resulta em uma diminuição na taxa de MP — -4% na conta/-3 à 8] [Madeira; Ouro Negro; Rubi;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]

— Relíquia Mágica [Colar simples e básico, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. Sua corrente é de prata negra, e cintila à noite. Seu pingente é em forma de pentagrama, feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos][Prata Negra; Diamante;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]

☤ Dois pares de asas de Empousa [Quando encostar essas em suas costas, irão se conectar a sua pele e poderás voar como uma delas]

♦ Piège [Uma corrente de 2,5 metros, desses 0,5 são prata e o restante bronze Sagrado, a corrente contem farpas ao seu decorrer, as mesmas são feitas de prata, a mesma se transforma em um bracelete-cobra que ao ser acionado a corrente desliza até a mão do usuário.]

♦ {Hell Hound} / Espada [Uma espada medieval que possui um metro e trinta e cinco de comprimento, sendo que destes, noventa e cinco são de lâmina. É bastante afiada, feita de aço temperado e em seu punho, madeira. A guarda possui trinta centímetros de ponta a ponta, e no seu centro existe a figura de um corvo, um símbolo de Hécate. O seu pomo, feito de aço, é composto por duas faces de cães infernais juntas, representando Chaos e Nightwing. A espada foi feita para ser leve e de fácil manuseio, embora também seja forte. A espada também foi criada para aguentar os elementos sobrepostos a ela. Quando em repouso, se transforma em um anel com a cabeça de um cão infernal.] {Aço} (10) {Não controla nenhum elemento} [Forjado por Harry S. Sieghart]

Poderes:
Considerar os passivos que possam ter relevância dos filhos de Hécate e feiticeiros de Circe até o nível 19. Considerar o poder especial Melinoe's Curse.


Anthony Romanov
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
234

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Khristie Lian em Dom 13 Out 2013, 20:00


Tuntz tuntz na praia ~


Jogos de perguntas. Yes. Meu jogo favorito. Não, eu não sou muito boa neles, sempre acabo sofrendo alguma penalização, mas, poxa, você não pode negar que poder perguntar qualquer coisa à qualquer um é a coisa mais legal do mundo quando não se tem a opção de fugir da resposta. Sorri para Alexia quando sugeriu o jogo, levantando o dedão com o sinal de 'joinha' em aprovação, tentando adiar a conversa com o filho de Apolo. Com o canto do olho, observava-o. Tentava estudar suas reações, mas como fazê-lo? Ele havia colocado mais uma vez aquela sua máscara de seriedade.

- Thi, eu... eu realmente me arrependo de ter saído correndo assim, de repente, sem nem te avisar nem nada - disse para ele, baixinho, próximo de seu ouvido, tentando juntar as palavras de forma coerente. - Eu queria ter tido mais tempo... mais tempo para te ver, mais tempo para pensar sobre tudo. Mas tudo aconteceu tão rápido, tão de repente, que eu meio que esqueci de tudo. - balancei a cabeça, confusa. Não, essas não eram as palavras certas. Deveria continuar a falar ou não?

Optei pelo caminho mais fácil: deixar tudo pra depois, quando nós tivéssemos mais tempo. Já era a terceira pessoa a responder, e eu tinha certeza que nossas perguntas viriam rapidamente.

- Ei, vamos conversar depois? Eu não queria estragar o clima aqui... - fiz sinal com a cabeça para o grupo, já sorrindo ao se conhecer melhor. Bom, alguns. Outros estavam tão sérios que eu resolvi ignorar seus rostos - estão todos bastante animados agora. Que tal? Depois da reunião? Eu te prometo respostas boas, ok? E completas. Pode me perguntar qualquer coisa.

Sorri e acariciei de leve seu ombro, passando a ponta dos dedos pelo mesmo por alguns segundos. Esperava que ele concordasse. Senão... bem, eu sempre podia sair correndo, esse era o plano b. Puxei para perto de mim minha bolsa, abrindo-a e jogando os pacotes ainda fechados no chão, próximos a fogueira. Abri para mim uma lata de Coca-Cola, bebericando o líquido com calma.

Porém, engasguei quando Thiago respondeu sua pergunta. Eca. Eca, eca, eca, eca. A resposta do menino de Hécate foi beeem estranha, o que não me fez sentir confortável. Ao receber minha pergunta, sorri e pensei por um momento.

- O que eu mais me arrependo? - hmm. - Você quer a lista completa, o Top 5, como é que vai ser? - ri, tentando me dar mais tempo para pensar. A coisa da qual mais me arrependo. Hmm.

- Eu me arrependo de não ter aproveitado melhor meu tempo fora do Acampamento, antes da primeira vez que vim aqui. Isso faz... nossa, quase três anos. Queria ter vivido mais minha infância. É, isso aí.


Estalei os lábios, olhando para o grupo. Só faltava uma pessoa para responder...

- Só falta você, Alexia... - sorri, maliciosa. Agora, que pergunta fazer? Pensei por alguns segundos, não mais do que isso.

- Qual foi a situação mais estranha em que já esteve? E eu quero uma estranha meeesmo, pode vasculhar sua memória ai.[/color]

Será que ela ia falar a verdade, ou ia inventar qualquer coisa? Ah, tanto faz. Desde que seja legal. E que ela me faça rir. Tem que ser engraçado. Ri dos meus próprios pensamentos, quase engasgando com a Coca. Só eu mesmo para fazer essas coisas.

Observações;

Armas


 {Quick Cut} / Adaga ▬ [Uma adaga feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento. Vem junto de um pequeno suporte (bainha) adaptável à cintura, pernas ou tornozelos] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]

 {Titanium} / Adaga  [Feita em titânio sagrado. Sua lâmina é cromada e super afiada. Ela é levemente  encurvada, lembrando o formato de uma parte de um arco. É super-resistente, sendo difícil quebrá-la. Sua lâmina é encantada com uma chama amarelo-esbranquiçada; onde ela encostar, resultará em queimaduras leves à moderadas. O cabo é feito com tiras de couro negras trançadas.) {Titânio sagrado, couro}(Nível mínimo: 10) {Elemento: fogo} [Recebimento: Compra em forja "{§}"] 

 Armadura Completa Alada de Prata Celestial / Tênis Alado ▬ [Armadura completamente indestrutível, protege todos os pontos do corpo de Khristie, sem deixar quase nenhuma brecha. Para penetrar a Prata, é necessário o uso de golpes muito fortes. O peso da armadura não se faz sentir por magia, sendo a mesma coisa de que estar nua (em relação à liberdade de movimentos). Possui asas pequenas indestrutíveis nos calcanhares. Quando não está ativa, são Tênis Alados Nike, também indestrutíveis, mais comuns. Neles estão gravados, em tinta dourada e belo desenho, todos os momentos bons e de batalha pelos quais Khristie passou. Qualquer um que tente roubá-lo da semideusa virará pó, morrendo na mesma hora]{Armadura: prata}(Nível Mínimo: 20) {Não controla elementos}[Recebimento: missão "Shut up and pass the money!"]

 Pulseira de ouro / Escudo  ▬ [O bracelete é de ouro, Suas argolas são finas, delicadas, porém resistentes. Ligados à alguns destes aros há pequenos corações, também dourados. Há um maior, porém: nele pode-se ver um pequeno rubi encrustado. Ao puxar tal pingente, a pulseira transforma-se em um escudo de ouro. Sua parte externa é decorada com pequenos corações em alto-relevo. Na parte interna lê-se: "Esteja onde estiver, sempre vou te proteger".]{Ouro, rubi}(Nível mínimo: 12) {Não controla elementos} [Presente de aniversário de Dynan Folk (2011)]

 Colar de Cristal da Luz ▬ [Um colar de prata simples, com uma pedra semelhante ao diamante como pingente. O cristal possui cerca de 5cm de diâmetro; a menor ordem do usuário, este pode brilhar intensamente, como um arco-íris. Seu brilho é hipnotizante, fazendo com que o oponente perca o foco]{Prata, Cristal de Luz}(Nível mínimo: 10){Controla MI}[Recebimento: Missão "O Rapto"]

 Par de Brincos de Esmeralda ▬ [Brincos feitos de titânio, com uma esmeralda pendendo em um pequeno elo de prata. Leves e indestrutíveis, diminuem o cansaço do usuário em 10%, além de possibilitar a utilização de algum poder dos filhos de Apolo de acordo com o nível do usuário, com 70% de poder reduzido. A esmeralda muda de cor de acordo com o humor de seu usuário, mas a maioria das vezes é de um verde magnífico. Pode ser invocado uma vez por missão se sua dona chamá-lo.] {Esmeralda, prata} (Nível Mínimo:20) {Controla, em menor escala, os poderes dos filhos de Apollo} [Recebimento: Presente de Dammyen H. pelo aniversário (2012)]


Poderes Passivos



Sentir Aproximação ▬ Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado. 

Neutralidade ▬ O filho de Hermes não é afetado por magias que alterem seu estado de espírito (alegre, feliz, triste, raivoso, etc.) do seu nível ou inferior.



Khristie Lian
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Alexia Sinclair em Seg 14 Out 2013, 01:24


We can be heros, just for one day
Final de tarde · NY · Vestindo (Aqui) · Post 4 · ---


Aquilo não podia ser considerado bem uma festa, talvez um encontro peculiar com pessoas que estavam cooperando entre si. O que não era de todo ruim. Ewan estava se mostrando um garoto divertido, levando a minha pergunta pelo lado esportivo. Assim como todos se mostraram dispostos a perguntarem e a responderem as questões levantadas. Minha reação ao que era dito era mínima, eu sempre mantinha um sorriso discreto e fazia poucas reações faciais. Minha intenção no momento era apenas observar. Porém a resposta de Khris me fez ponderar mais do que as outras. Ter aproveitado enquanto se era ignorante perante esse mundo louco... Ah, definitivamente essa era uma questão que eu também gostaria de ter resolvido naquela época. Porém logo a filha de Hermes me lançava uma pergunta, uma que me fez franzir o cenho e assumir uma expressão pensativa.

Já haviam acontecido tantas coisas comigo que foram estranhas! Enfrentar a mim mesma em um sonho vívido. Missões macabras, realização de pedidos estranhos... Mas então me lembrei de algo, como se minha mente tivesse dado um estalo e lançado a memória. Deixei uma risada alta escapar enquanto balançava a cabeça de uma maneira negativa.

-Eu já vivi muitas coisas, dos mais diversos tipos – comecei a falar ainda com um tom de riso – Mas por tudo o que é mais louco nesse mundo, recentemente eu fui meio que convocada para uma espécie de missão. Resumidamente, eu fui sequestrada por anões bem parecidos com aqueles do filme Senhor dos Anéis. Eles me prenderam e ainda me levaram para o seu “covil” usando o MEU carro. Isso foi realmente muito estranho, ainda não consigo acreditar quando paro para pensar.

Alberich e Regin, os anões que me sequestraram, eram duas figuras pequenas que eu nunca esqueceria. Afiados na língua, espirituosos e orgulhosos de sua raça. Mas ser sequestrada por eles e levada em meu próprio Audi entraria para o topo da minha lista de esquisitices. Respirei fundo para controlar o riso que as boas lembranças daquele momento de festa com os anões nórdicos me proporcionavam.

-Bom, continuando a brincadeira – prossegui quando me recuperei, olhei vagarosamente de um em um até parar em Thiago. Um sorriso travesso brincou em meus lábios, ao que parecia estava na hora de deixar a brincadeira um pouco mais perigosa – Então Thiago como todos sabem você passa muito tempo na enfermaria. Deve ser tão solitário lá, mas ao mesmo tempo você cuida das pessoas e de seus corpos, deve ser um graaande sacrifício cuidar das filhas de Afrodite e Perséfone. Diga-me, você já teve aventuras ou desventuras na enfermaria? E é exatamente nesse sentido sensual que a maioria aqui está pensando.

Provavelmente Khristie iria me matar de alguma forma com aquela pergunta, afinal de contas eu estava insinuando que o curandeiro ali se aproveitava de alguma forma do trabalho para ter relações amorosas. E era exatamente isso o que eu estava querendo, movimentar um pouco mais as coisas, afinal de contas aquela brincadeira sabia ser extremamente perigosa quando feita as perguntas certas!


P. Flintstones.
Alexia Sinclair
Filhos de Hécate
Mensagens :
488

Localização :
Se me encontrar posso ser a última coisa que veja

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por John St. Christ em Seg 14 Out 2013, 16:43




 Vish.


Thiago estava interessado ouvindo as perguntas que cada um dos semideuses faziam aos outros e esboçava um pequeno sorriso quando os mesmos recebiam suas respostas. Eram tantas personalidades, tantos semideuses de progenitores diferentes, grupos variados e o que ainda era pior: Era muito poder concentrado em um unico local, o garoto temia que algum monstro muito poderoso resolvesse atacar-los ali de surpresa.

Em meio a seus pensamentos, ele notou Alexia olhando em sua direção e um pequeno sorriso malicioso formou-se em seus lábios, ao mesmo tempo em que ela perguntava ao Curandeiro algo que se referia a sua Enfermaria, se ele já tinha feito algo mais sensual e até mesmo erótico em sua Enfermaria. Quando ela terminou a pergunta, o rapaz simplesmente corou e olhou para os lados timidamente. Pegou um pouco de areia na mão esquerda e logo em seguida a devolveu para o solo. A resposta para aquela questão era simples, porém ele havia sido pego de surpresa e não sabia quais eram as melhores palavras para responder aquela questão.

Olhou rapidamente para Khris e ponderou se era melhor mentir ou falar a verdade, queria se vingar por ter sido abandonado no Acampamento por ela sem nenhum aviso, ele teria entendido se ela tivesse feito isso, mas algo dentro de si dizia que estragar sua reputação entre as Enfermarias era mais importante do que uma simples vingança boba. Então, depois de alguns segundos, que pare ele pareceram uma eternidade, moveu seus lábios lentamente, respondendo a pergunta da semideusa de Hécate.

▬ Bom... Durante o meu expediente de trabalho, nada disso aconteceu, mas sim, já tive algumas aventuras na Enfermaria, durante a noite. - Após falar, ele riu e coçou a sua cabeça, havia contado o segredo dele com a Khristie.

Para a sua proxima pergunta, ele estalou os dedos e viu surgir em seus braços a sua bolsa de componentes magicos. Tirou de lá um tudo de ensaio e rolou-o com certa dificuldade na areia. O mesmo apontou para Nerezza. E ele fitou-a.

▬ Então... - Tentou enrolar enquanto pensava na sua proxima questão. - Até onde eu sei, você é uma campista antiga, se comparada a alguns de nós, como eu e o Ralph, mas isso não vem ao caso agora. A pergunta é a seguinte: Enquanto você esteve no Acampamento, você já viu alguma esquisitice entre os semideuses?

Obs:

As armas de Thiago andam com ele,tais como o Colar do Serpentário, o de invisibilidade, A hidden Blade e a bolsa pode ser invocada, então, ela não está com ele no momento, mas pode ser invocada a qualquer momento. 
— {Bright} / Arco [Arco feito de ouro dourado com detalhes em seu decorrer feito em ouro branco. Possibilita ao seu usuário uma melhor artilharia] {Ouro Dourado e Branco} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

— {Perfection} / Aljava [Aljava de diamantes com flechas de fogo infinitas. Estas, ao atingirem seu oponente, o coloca em combustão instantânea] {Diamantes e Fogo} (Nível Mínimo: 1) {Controle Sobre o Fogo/Ofensivo e Defensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Apolo]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]

— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Necklace of Invisibility / Colar [Um colar feito de prata, que tem o seu pingente feito com uma esmeralda esverdeada e levemente transparente. Este pequeno "amuleto" tem a capacidade de deixa o usuário invisível. Tendo uma barra de energia própria que diminue naturalmente enquanto o item é usado pelo usado pelo usuário. O quanto de energia gasta é critério do narrador. A barra é recarregada apenas após a Missão/PvP/Treino. Sem energia, o Amuleto é inútil. Energia: 100/100]{Prata e Esmeralda}  (Nível mínimo: 20) (Controle sobre nenhum elemento) [Comprado de: Alexia Sinclair]

— Hidden Blade {Consiste em uma lâmina de prata sagrada retráctil de  42 cm, em conjunto com um bracer [luva longa meio dedo de couro que chega até 4 dedos abaixo do cotovelo]. A lâmina pode ser discretamente estendida ou retraída, tornando-se uma ferramenta valiosa para assassinatos. Diferente da Hidden Blade original, a lâmina não está localizada na parte de baixo do antebraço, mas sim na parte superior Possuí um mecanismo que se ativa com a pressão do soco. Ou seja, assim que o punho bate no oponente, a lâmina oculta "salta" do compartimento, fincando-se no oponente e sendo recolocada manualmente pelo usuário -  por meio de um gatilho que a puxa de volta -, porém de um modo em que ela não possa ser perdida. A ponta da lâmina é coberta com ouro} {Ouro, prata sagrada} [Nível mínimo: 20] (Não controla elementos)[Vendido por Alexia Sinclair; 21/03/13]
 
John St. Christ
Filhos de Apolo
Mensagens :
384

Localização :
Chalé do Apolo ou na Enfermaria mais próxima de você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Nerezza D. S. Etternavn em Seg 14 Out 2013, 20:39


And from the moment I saw her
I was hell bent with heaven sent

Nerezza teria rido do relato contado por Thiago se tal alto fosse de seu feitio. Ao invés disso, ela apenas sorriu e afirmou, demonstrando que estava entendo – e aprovando – a história. Já a resposta de Ralph destinada à pergunta do Curandeiro fez a expressão, até o momento alegre, da prole de Melinoe desaparecer, substituída por uma de dúvida. A garota lançou um olhar discreto a Sadie, esperando que ela o recebesse com sucesso, certa de ambas possuiriam as mesmas desconfianças em relação àquilo.

Qual seria o desejo de Melinoe? E o que será que os espectros realizariam? Nerezza obviamente não ousou perguntar especificamente o que ele queria dizer e deixou que o assunto morresse com a própria pergunta. Ao menos para os outros, aquilo era apenas passado, mas a questão se instalou na cabeça da semideusa e ela decidiu que descobriria depois. Não precisava de armas ou de fontes, ela encontraria a resposta. Sozinha.

A pergunta destinada a Khristie e sua resposta fez Nerezza baixar a cabeça e encarar a areia, reflexionando em relação a ela. Já veterana no Acampamento, aquilo lhe parecia um fato em parte obvio e doloroso. Mas sabia que os campistas novatos não enxergavam dessa forma – ninguém consegue compreender um sentimento sem tê-lo vivido, incluindo algo como aquilo.

A resposta de Alexia fora interessante, e fez Nerezza imaginar quantas coisas aquela semideusa já havia realizado. Quando ela havia chegado no Acampamento, a prole de Hécate já era poderosa. Imagine as inúmeras batalhas e situações, principalmente para ela que havia vivido uma diversidade inconstante de situações!

Após todo o repertório citado, Thiago fez sua pergunta na nova rodada. E mais uma vez, incrivelmente, o Curandeiro se dirigia a ela.

— Então... Até onde eu sei, você é uma campista antiga, se comparada a alguns de nós, como eu e o Ralph, mas isso não vem ao caso agora. A pergunta é a seguinte: Enquanto você esteve no Acampamento, você já viu alguma esquisitice entre os semideuses?

Nerezza olhou para cima, tentando mais uma vez se lembrar dos seus tempos de novata no Acampamento. Tinha que ter uma resposta dessa vez, mesmo que não tão surpreendente quanto o esperado.

— Bem, eu diria que essa pergunta é um pouco complicada. Com semideuses de todas os tipos e habilidades, acho que pode soar um pouco estranho, mas acho que uma das coisas mais estranhos que escutei e que rondaram aqui na minha época foram de alguns estupradores, algo antigo, do tempo da guerra. — Sua expressão se transmutou numa de escárnio, impedindo que possíveis imagens adentrassem sua mente.  — Obviamente, existem coisas piores fora daqui, mas isso foi bem estranho, sim, principalmente considerando o ambiente do Acampamento.

Nerezza deu de ombros, se lembrando de algum tempo atrás. Apenas os deuses sabiam de todas as atrocidades que haviam acontecido no mundo Meio-Sangue em geral.

— Enfim. — disse, finalizando o assunto e olhando ao redor rapidamente para escolher sua vítima. Seu olhar se fixou em Ewan, o filho de Íris.  — É um fato comum entre semideuses ter sonhos bastantes excêntricos, certo? Ewan, qual foi o mais estranho que você já teve?

Observações:

Armas Levadas:
▬ Espada Etérea [Uma arma aparentemente feita de um cristal extremamente resistente, maleável e mortífero que se ajusta perfeitamente a Diamond, assumindo a forma etérea sempre que necessário].
▬ Colar de Topázio [Com o auxílio desse colar o filho de Melinoe poderá invocar um fantasma para lutar ao seu lado; ele tem duração de quatro posts e só pode ser usado uma vez por missão. Os poderes utilizados por este são os mesmos dos filhos de Melinoe, mas se limitam até o nível 15, além de possuir o poder forma etérea e ter uma resistência um pouco maior em relação aos demais fantasmas] [Presente de Melinoe]
▬ Amuleto do Espectro (Esse amuleto possui a propriedade única de fazer com que um filho de Melinoe fique em sua forma etérea.) [Presente de Melinoe]

Poderes Utilizados:
Visão Noturna [Nível 2]
A escuridão e a noite não serão problemas para você. Seus olhos são adaptados com a escuridão e poderá enxergar até melhor que no claro. Poderás também enxergar através da névoa (Da normal e dá mágica).


Template by thepiscina from TdN. editado por Hurricane

Nerezza D. S. Etternavn
Filhos de Melinoe
Mensagens :
440

Localização :
Langt fra deg, kjære.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Ewan D. Pallas em Sex 18 Out 2013, 21:25




Well, that's Nice





Este jogo está ficando interessante, observou Ewan, sorrindo.

As perguntas continuavam a seguir, e as respostas em maioria, eram vindas com bom humor. Sadie era a única mais recatada, ainda cautelosa, observando as palavras pronunciadas pelos semideuses. Pallas sabia que era mais sensato adquirir a mesma posição, mas a pequena folia tomara conta de seus pensamentos, e ele obtinha diversão a seu pequeno modo. Durante a brincadeira, a pergunta de Sinclair chamou-lhe atenção.

Bom, continuando a brincadeira... Então Thiago como todos sabem você passa muito tempo na enfermaria. Deve ser tão solitário lá, mas ao mesmo tempo você cuida das pessoas e de seus corpos, deve ser um graaande sacrifício cuidar das filhas de Afrodite e Perséfone. Diga-me, você já teve aventuras ou desventuras na enfermaria? E é exatamente nesse sentido sensual que a maioria aqui está pensando. — Proferiu a garota, e o mentalista percebeu o que estava fazendo.

O curandeiro e a filha de Hermes possuíam claramente problemas mal resolvidos, suas conversas de canto e as palavras baixas denunciaram todo o conflito entre os dois, e tudo que Alexia queria era trazer isso à tona, causando ciúmes na garota, mas a resposta de Thiago eliminou a probabilidade. Pallas pensou nas consequências que uma briga poderia trazer a reunião, suas chances de sair vivo não eram grandes, mas a proposta era ainda assim tentadora. Seus desvarios foram interrompidos com Nerezza direcionando a voz para si:

Enfim. — Disse, olhando para a prole de Íris — É um fato comum entre semideuses ter sonhos bastantes excêntricos, certo? Ewan, qual foi o mais estranho que você já teve?


Ele teve sonhos bastante estranhos, era verdade, alguns mais macabros do que esquisitos, mas preferiu não cita-los ali. Vasculhou mais ao fundo de sua mente, procurando por sonhos não tão aterrorizantes, ou não tão privados. Lembrou-se de um, tinha um aspecto até mesmo divertido, mas mesmo assim dera bastante medo a Ewan antes.

— Bom, eu já sonhei que estava de volta a minha época de criança, perto dos meus cinco, seis anos. Enfim... eu fui meio que atacado pela diretora do orfanato onde eu morada na época, sendo que tive que combate-la apenas com doces... — A lembrança de Sra. Katherina deu-lhe um sorriso nos lábios. Claro que deixara de fora a última parte, quando encontrou uma misteriosa garota em prantos, construindo um castelo feito de gelo. Era estranho relembrar do detalhe, já que nos últimos tempos o país estivera passando por nevascas e temperaturas bruscamente baixas. Um arrepiou percorreu seu corpo.

Esqueça. Era sua vez de perguntar, voltou a pensar na indireta de Alexia. É realmente tentador... Olhou de relance para Khris e Thiago, os dois eram um alvo fácil, e acabaria que ele poderia até atingir Rafaella, já que as duas eram irmãs e pareciam ser bastante próximas.

Khristie! — Proferiu, sorrindo — Bem, já mencionou que não mora mais aqui, mas, já teve sua estadia no acampamento, fazendo até algumas amizades... No entanto, todos sabemos do perigo que podemos encontrar fora das barreiras, sendo monstros e semideuses dos piores tipos. Como está sendo morar lá? Tem alguém te ajudando a se acostumar com a vida fora do acampamento? E para manter o clima do jogo, quero lembrar a todos que prometemos honestidade. — Terminou.

Sabia que havia tocado em um ponto indelicado, mas não se sentira tão ansioso durante toda a brincadeira, e principalmente, sabia que acabara de se por em um perigoso problema.

Observações:

Bem, como Ewan apenas voltou da missão, foi a Casa Grande e depois ao mar, ainda teria as armas que levara ao Alaska, que seriam:

✣ Cartas Mágicas / Baralho. [Um conjunto de 3 cartas mágicas que ao ser lançado no inimigo causa algum tipo de efeito se tocá-lo em alguma parte do corpo. O Ás de Espadas causa uma dormência no local onde a carta toca. A Dama de Copas causa queimaduras de segundo ou terceiro grau, dependendo de quanto tempo manter o contato. O Rei de Paus causa uma alergia muito forte e bastante incomoda na parte do corpo onde está tocando. Os efeitos duram por duas rodadas e depois de usadas as cartas voltam ao seu dono] [Material: Plástico] [Nível Mínimo: 5] [Elemento: Mágico] [Recebimento: Missão - A Cartomante passada por Psiquê]

✣ Yin Yang. [Uma espada de punho prateado e com um desenho bem talhado de uma borboleta em azul. Sua lâmina é de uma beleza diferenciada, pela divisão do cume central, metade dela possui um material negro e a outra metade é feito de prata sagrada. Seu corte é duplo e sua ponta afinada, uma espada bastante resistente. Ela possui uma habilidade de ativar um segundo modo em que a espada original se divide em duas, uma de lâmina totalmente preta e outra de prata sagrada. Nesse segundo formato a sua resistência diminui um pouco, porém seu corte fica extremo, podendo cortar metais pesados e causar efeitos sobre armas sagradas. Essa espada vem em uma bainha preta com entalhes azuis em borboletas, ela se adapta ao corpo do mentalista podendo ser usada do modo que este desejar carregar a espada.] [Materiais: Prata Sagrada e Material Negro] (Nível Mínimo: 1) {Elemento: Psíquico} [Recebimento: Presente por ser mentalista]

E além de tudo, seu pet:

Summer {Cão Infernal}[100/100]


Ewan D. Pallas
Filhos de Íris
Mensagens :
78

Localização :
Procure. u_u

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Khristie Lian em Sab 19 Out 2013, 16:09


Tuntz tuntz na praia ~


Oh lord. Por que, eu pergunto, por quê essas coisas só acontecem comigo? Meu sorriso se desfez em menos de três segundos após a pergunta de Alexia para Thiago. Eu quis pular naquele pescocinho dela, afogá-la no mar, cortá-la em pedacinhos e oferecer aos deuses. Mas, até onde eu me lembrava, os deuses não curtiram muito a oferenda humana de Tântalo, então isso era algo que eu não faria.

Mas o afogamento-esquartejamento ainda estava em pé.

Olhava para Thiago com uma expressão "se você contar eu te mato" no rosto, mas acho que ele não captou a mensagem. E, se captou, ignorou. Porque ele respondeu a pergunta da garota. Com a verdade. Xinguei-o mentalmente um bazilhão de vezes enquanto eu sentia o sangue subir à minha face, deixando-a vermelha. Sabe, até onde eu me lembrava esse tipo de coisa é algo que não se conta para o público. Talvez, mas só quando as pessoas em questão vão casar, ou vão ter um filho. O que definitivamente não é o caso, pelo amor de Zeus. O sorrisinho dele só fez minha vontade de enforcá-lo aumentar. Encarei-o até ouvir meu nome ser chamado mais uma vez.

Outra pergunta, pra mim? Não estava rápido demais, moço?

Pensei por um momento em como responder a pergunta sem revelar demais, afinal, Dammyen não era lá um exemplo de amor, carinho e paz entre os semideuses. Alguns até odiavam-o. Mas as palavras começaram a saltar da minha boca sem que eu pudesse fazer muito para impedi-las.

- Agora que você tocou no assunto, Ewan... - disse, olhando para ele com um sorriso maroto. - Sim, eu tenho um anjo protetor. Está sendo bem legal morar em sua casa, sabe.

“Lá em Toronto costuma ser bem frio, ainda mais agora... mas, sabe, ele é um filho de Apolo que sabe esquentar as coisas quando deve.” Eu pensei. Mas não disse. Minha língua coçava com vontade de proferir tais palavras, mas a parte sã de meu cérebro gritava “NEM TENTA CRIATURA!”

Em vez disso, respirei fundo e tornei a falar.

- Ele me escolheu para aprender a lutar e a me defender. Nós quase não treinamos mesmo, mas já aprendi pra caramba com ele. Basicamente, eu treino sozinha no meu canto. E é legal morar em sua casa porque é em Toronto, é bastante frio por lá quase o ano todo, e, bem, ele é um filho de Apolo.

Pontuei o final de minha frase de modo a entender que tinha algo a mais por trás de minhas palavras, sorrindo levemente. Mordi o lábio sem me atrever a olhar o rosto de Thiago. Sabe-se lá Zeus o que ele pensaria do que eu disse.

- Ele quase não para em sua casa, mas, quando ele retorna... É, dá pra ficar cansada. – eu ri novamente.  – Com honestidade, moço – brinquei com ele, levantando a mão direita.

É, Dammyen sabia esquentar o clima. Mas não, não do jeito que você está pensando. Ele tem a incrível habilidade de me deixar com raiva, nervosa ou envergonhada quando ele quer, da maneira que ele quer. Não era mentira, mas não era total e 100% honesto o que eu dizia.  Mas dava pro gasto.

Eu não sabia se ria, se chorava ou se corria pro mar e saía dali nadando até o Canadá, mas resolvi apenas respirar fundo e me concentrar. Pelo menos meu cérebro achou mais fácil fazer isso.

Olhei em volta, pensando o que perguntaria e para quem. Tinha medo de perguntar qualquer coisa para a menina Sadie, já que ela parecia bem – ah, fala sério, é a verdade – estranha. Estalei os lábios e olhei para o filho de Hefesto.

- Hiccup? – apontei para ele. – Me diga, moço, algo que nunca contou à ninguém.

Só esperava que sua resposta fosse legal e que tirasse a atenção de mim e de Thiago que, pelo visto, parecia ser o novo brinquedinho do grupo. Se eles falassem mais alguma coisa sobre nós eu provavelmente surtaria e bateria no ser. Eu só queria que ele me desculpasse e me beijasse como sempre fazia, e eu poderia bater nele à vontade por ter contado aquilo. Só isso, nada mais.


Observações;

Armas


{Quick Cut} / Adaga [Uma adaga feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento. Vem junto de um pequeno suporte (bainha) adaptável à cintura, pernas ou tornozelos] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]

{Titanium} / Adaga [Feita em titânio sagrado. Sua lâmina é cromada e super afiada. Ela é levemente  encurvada, lembrando o formato de uma parte de um arco. É super-resistente, sendo difícil quebrá-la. Sua lâmina é encantada com uma chama amarelo-esbranquiçada; onde ela encostar, resultará em queimaduras leves à moderadas. O cabo é feito com tiras de couro negras trançadas.) {Titânio sagrado, couro}(Nível mínimo: 10) {Elemento: fogo} [Recebimento: Compra em forja "{§}"]

Armadura Completa Alada de Prata Celestial / Tênis Alado [Armadura completamente indestrutível, protege todos os pontos do corpo de Khristie, sem deixar quase nenhuma brecha. Para penetrar a Prata, é necessário o uso de golpes muito fortes. O peso da armadura não se faz sentir por magia, sendo a mesma coisa de que estar nua (em relação à liberdade de movimentos). Possui asas pequenas indestrutíveis nos calcanhares. Quando não está ativa, são Tênis Alados Nike, também indestrutíveis, mais comuns. Neles estão gravados, em tinta dourada e belo desenho, todos os momentos bons e de batalha pelos quais Khristie passou. Qualquer um que tente roubá-lo da semideusa virará pó, morrendo na mesma hora]{Armadura: prata}(Nível Mínimo: 20) {Não controla elementos}[Recebimento: missão "Shut up and pass the money!"]

Pulseira de ouro / Escudo [O bracelete é de ouro, Suas argolas são finas, delicadas, porém resistentes. Ligados à alguns destes aros há pequenos corações, também dourados. Há um maior, porém: nele pode-se ver um pequeno rubi encrustado. Ao puxar tal pingente, a pulseira transforma-se em um escudo de ouro. Sua parte externa é decorada com pequenos corações em alto-relevo. Na parte interna lê-se: "Esteja onde estiver, sempre vou te proteger".]{Ouro, rubi}(Nível mínimo: 12) {Não controla elementos} [Presente de aniversário de Dynan Folk (2011)]

Colar de Cristal da Luz [Um colar de prata simples, com uma pedra semelhante ao diamante como pingente. O cristal possui cerca de 5cm de diâmetro; a menor ordem do usuário, este pode brilhar intensamente, como um arco-íris. Seu brilho é hipnotizante, fazendo com que o oponente perca o foco]{Prata, Cristal de Luz}(Nível mínimo: 10){Controla MI}[Recebimento: Missão "O Rapto"]

Par de Brincos de Esmeralda [Brincos feitos de titânio, com uma esmeralda pendendo em um pequeno elo de prata. Leves e indestrutíveis, diminuem o cansaço do usuário em 10%, além de possibilitar a utilização de algum poder dos filhos de Apolo de acordo com o nível do usuário, com 70% de poder reduzido. A esmeralda muda de cor de acordo com o humor de seu usuário, mas a maioria das vezes é de um verde magnífico. Pode ser invocado uma vez por missão se sua dona chamá-lo.] {Esmeralda, prata} (Nível Mínimo:20) {Controla, em menor escala, os poderes dos filhos de Apollo} [Recebimento: Presente de Dammyen H. pelo aniversário (2012)]


Poderes Passivos



Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

Neutralidade O filho de Hermes não é afetado por magias que alterem seu estado de espírito (alegre, feliz, triste, raivoso, etc.) do seu nível ou inferior.





*yao*
Khristie Lian
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Katherine B. Angelline em Sab 19 Out 2013, 16:43

off: AIMEODEOSCOMOEUAMOTRETA
Katherine B. Angelline
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
321

Localização :
Desaparecida.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por 072-ExStaff em Sab 19 Out 2013, 17:21

Katherine: banida por 24 horas pelo flood. Flood é proibido pelas regras do fórum, as quais estão disponíveis para sua consulta.
072-ExStaff
Indefinido
Mensagens :
1094

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Kaan Martinez em Seg 21 Out 2013, 00:31


Esbarrando em NY.
Oi. Sou Hiccup!

E novamente o grupo me surpreendia. Principalmente quando Ewan e Alexia resolveram cutucar o único casal do grupo. Nunca vi tamanha raiva e constrangimento em uma pessoa que não fosse eu. Senti um tanto de pena, mas percebi que a conversa estava ficando bem tensa, o que acabaria sobrando para mim.

Quando Khristie perguntou aquilo, senti que a barra estava relativamente pesada para o meu lado. As coisas que nunca contei para ninguém eram tão constrangedoras ou tão odiosas que eu preferia esquecer. Como ela tinha pedido só uma coisa que não contei, fiquei um tempo em silêncio, descartando as piores e tentando escolher qual era a menos ruim de se falar. Logo cheguei a uma.

- Bem... Era um dia de verão e eu estava ajudando minha mãe a consertar um Palio. Resolvi sair da oficina para tomar um ar e verificar o movimento. Até que notei uma figura em vestes pretas. A pessoa segurava um boneco muito parecido comigo e o estendeu para frente. Pensei em perguntar aos outros se podiam ver o que eu via, mas logo descartei a ideia e fiquei prestando atenção. Esse ser retirou parte da minha perna direita e, com ela, fez uma criatura que não consegui identificar. Pronunciou algumas palavras estranhas e desapareceu, deixando no chão o boneco parecido comigo. Com medo, eu acabei não contando isso para ninguém, exceto vocês agora.

Esperei um tempo para que eu mesmo digerisse as palavras e conseguisse pensar em uma pergunta apropriada. O fato que tinha acontecido algum tempo antes da minha vinda para o acampamento ainda me deixava um pouco atordoado e me fazia estremecer. Ainda conseguia sentir na pele a energia estranha que parecia emanar do ser que tinha feito aquilo. Tendo uma pergunta em mente e uma pessoa a quem perguntar, respirei fundo e comecei:

- Então, Rafaella, qual foi a missão mais dolorosa que você já fez? Pode ser tanto dolorosa fisicamente quanto mentalmente.

A pergunta era simples e poderia até ser um tanto besta, mas isso tudo dependia muito da resposta que a semideusa me daria. Só esperava não ter incomodado a ponto de ser morto rapidamente. Ainda queria viver um pouco mais e poder encontrar minha querida mãe.

Armas e Pet:
Armas:
— {Constructio} / Martelo [Martelo de ferreiro feito em titânio resistente ao fogo] {Titânio} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hefesto] (Amarrado na cintura de Hic)
- {Pyro} / espada [espada feita em prata sagrada com o cabo de bronze tingido em vermelho. Quando seu usuário entra em extrema ira, a lamina desta arma inflama em fogo, deixando-a mais forte.] {Prata Sagrada e Bronze} (Nível Mínimo: 10) {Controle sobre o fogo/ofensivo , empatia/pessoal} [Recebimento em missão com Ares](Bainha também amarrada na cintura de Hic)
Colar protetor [O item parece comum, mas ativado transforma-se em um escudo de bronze sagrado de tamanho mediano e formato circular. As bordas e acabamento são meio tortos - amadores - mas ainda assim cumpre com suas funções.][Bronze sagrado, sem elemento, nível mínimo 1][Recompensa de Missão: Aprendiz? - por Eos](Transformado em colar, no pescoço de Hic)

**
Pet:
{μαντείο} Filhote de raposa albina [100/100]
Kaan Martinez
Filhos de Hefesto
Mensagens :
657

Localização :
Para me encontrar, você precisa trazer ouro imperial. Ai, terás de descer até o fundo do mar e procurar um gigante que me conheça. Depois, suba novamente a terra e siga as direções desse Gigante. Talvez você me encontre, talvez não.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rafaella Crockford Gauth em Seg 21 Out 2013, 01:32

Encontro planejado

A resposta de Sadie não foi muito satisfatória, mas Rafa não insistiu no assunto. Deu de ombros e começou a prestar atenção nas perguntas dos semideuses. Algumas perguntas eram toscas, outras eram bem elaboradas, como por exemplo a que Alexia fizera a Thiago. Khristie devia estar muito puta com a situação, mas continuava simpática e animadinha.

Rafaella estava meio inquieta, balançando os pés como fazia quando estava com tédio, mas uma pergunta fez com que a semideusa ganhasse um sorriso curioso nos lábios. Ewan havia questionado a Khristie sobre como estava sendo sua vida fora do acampamento e coisa e tal. Rafaella estava segurando a língua para não perguntar quem estava treinando sua irmã, e pelo visto precisaria aguardar a pergunta para a próxima rodada. Khristie respondeu com sinceridade, porém não deixou que nada de errado escapasse. A resposta da irmã não agradou Rafaella, Khris parecia uma meretriz ao citar o filho de Apollo... Ou isso era a imaginação de Rafaella a traindo? A garota estava na defensiva, isso estava ficando claro.

A mênade ficou tão preocupada em pegar algo nas entrelinhas da resposta de Khristie, que no momento em que Hiccup lhe fez uma pergunta, ela ergueu as sobrancelhas e fez uma careta.

- Sabe, Hiccup, eu me lembro de três missões em que passei aperto. Na verdade, já passei aperto em várias, mas essas são as piores. Fisicamente, a missão mais dolorosa que fiz foi enfrentar o Javali de Erimanto na Barragem de Hoover... Doeu, cara, foi difícil demais, mas depois que a luta acabou fiz uma tatuagem maneira nas costas. - Rafaella sorriu e colocou uma mão nas costas, caminhando os dedos pela enorme tatuagem de caduceu que carregava há mais de um ano. - E, mentalmente, quando eu tive que ir buscar uma adaga pro meu pai na toca da Kampe. Aquele bicho é bizarro demais, pessoal, ainda tenho pesadelos com ela, confesso. E quando eu fui trollada e apareci na TV Hefesto foi foda também. Estava em uma missão de resgate e a maldita da minha ex-líder me aprontou uma porcaria dessas, aff. É cada uma que a gente passa depois que vira semideus...

Rafaella suspirou, lembrando-se de suas aventuras. Apesar de ter passado por tantos apertos, ela não mudaria nada em sua vida.

- Minha vez de perguntar! - A garota correu os olhos por todos os semideuses e escolheu sua vítima - Sadie, quero que você conte para nós qual foi a primeira impressão que teve de cada semideus aqui presente ao conhecê-lo.




Observações

• Usando: Usando ISSO (Clica)
• Rafaella levou:
☤ Pulseira da Natureza: Quando o campista estiver correndo risco de morte e estiver muito ferido, a natureza ao seu redor, seja ela de qual especie, dará sua energia para curar a dona da pulseira deixando-a com energia e saúde recuperada em 50% , em compensação a natureza ao seu redor morrerá. [Dois usos por missão][Indestrutível][ By Deméter] {Pulso direito}
☤ Calçados de Espiã Alados [Um par de calçados de qualquer forma, porém negro, ou seja, da mesma cor que o Traje de Espiã. Tem asas negras, em vez de brancas, nos calcanhares. Voos realizados com esses calçados são mais rápidos que os comuns, além de proporcionar para a semideusa, estando voando ou não, mais velocidade naturalmente. Outro diferencial é que os calçados, não importando o formato, não machucam, não deixam cansar (ou seja, pode andar quanto quiser que nunca vai cansar, se estiver usando eles) e não fazem nenhum barulho, sendo completamente silencioso. Os calçados são indestrutíveis. Quem tocar os calçados sem a autorização de Rafaella tomará um choque que o fará ficar desmaiado por 3 turnos][By: Hermes] {Pés}
☤ Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio] {Pendurado na cintura}
☤ Marilene [Um anel em formato de uva, que quando sugado, libera uma grande dose de vinho que fica a critério de Rafaella. Só ela pode usufruir desse anel.][By.: Katherine B. Angelline] {Polegar esquerdo}
☤ Espada dos ventos [Esta, quando não está nas mãos da filha de Hermes, transforma-se em vento e só pode ser usada pela garota, sendo convocada quando ela quiser. Tem uma lâmina de 90 cm feita de bronze sagrado, e é semi-indestrutível. A única possibilidade de ela não ser mais de Rafaella é a dona ser morta pelo novo dono][Contagem de Almas: 0] {Pode ser convocada}
☤ Adaga Envenenada [Uma adaga indestrutível, feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento][By: Hermes] {Na cintura}
☤ IPhone Explosivo [Pode ser utilizado como um celular comum por Rafaella; o mesmo possui uma frequência especial de comunicação, sendo praticamente impossível que um monstro a encontre - a menos que ele esteja muito perto. Um dos aplicativos instalados nele é o da explosão: a campista programa-o como quiser, e, dentro do tempo desejado, ele explodirá (o aparelho é indestrutível, apesar de tudo).]{Opções de explosão: gás lacrimejante, granada comum, granada de fogo, granada de luz, bomba de gás, bomba de gás de sono, bomba de gás do riso}{Presente de Níver atrasadinho da tia Athena que a ama muito, em parceria com Khris, sua Mana preferida}{Bolso direito do shorts} 
Rafaella Crockford Gauth
Filhos de Hermes
Mensagens :
436

Localização :
Onde você menos espera!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Sadie Bronwen em Qui 24 Out 2013, 00:01





- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - the truth hurts




O clima ameno inicial se desfazia pouco a pouco. Mesmo ela, não acostumada em interagir, percebia a tensão que se formava entre o que parecia um suposto casal - uma tensão que a própria garota aumentava ainda mais, ao se referir ao semideus com quem vivia. Se o curandeiro ali presente realmente era parte de sua vida, então a atitude ficava ainda pior. Não que Sadie fosse careta ou algo assim - ela não tinha nenhum padrão formado, nem via necessidade de um, visto que tampouco possuía qualquer experiência ou contato com pessoas para ter esse tipo de pensamento - contudo parecia... Leviano. Quase como se ela não se importasse em ferir o garoto, o que de certa forma confirmava sua impressão inicial.

Das outras perguntas, algumas foram mais suaves, mas a maioria teve respostas inesperadas. A de Nerezza, nem tanto. Pessoas são más, vivas ou mortas, índole é uma coisa variável, então, não seria tão estranho assim. Estupro nada mais era que outra forma de demonstrar poder, e alguns semideuses adoravam se impor de todas as maneiras possíveis - não, realmente não era tão estranho. A visão de Hic e o sonho de Ewan... Bem, intrigantes, ou bizarros, ela diria. De Rafa, nada significativo - ela já havia visto a aura de poder da garota, as informações só confirmavam, mas ainda não conseguia apreciar seus modos. E Ralph... Sim, assim como Alexia o caso dele era interessante, ainda mais com sua mãe envolvida. Mas não teve tanto tempo pra conjeturar. Novamente era o alvo das atenção. A mesma garota de Hermes. Sadie ouviu a questão, mantendo-se calada vários instantes. Ela era direta, até rude, pela falta de tato, mas não intencionalmente. Mas realmente as coisas complicavam. Alguns ali ela havia visto a algum tempo, as impressões não eram tão recentes. Encarava um a um, falando no seu tom pausado de sempre e virando o rosto quando era a hora de falar do próximo. Não queria ofendê-los intencionalmente, mas era completamente sincera.

- Alexia... Nunca consegui formar uma opinião. Os rumores a precedem, mas as pessoas falam muita coisa. Particularmente, não ligo para a suposta fama, mas seria interessante vê-la em ação, suponho. Nerezza... Faz tempo, muito tempo. Mas nunca foi acolhedora. Não mudou, parece. - Não era um tom de reprimenda, remorso ou o que quer que fosse. Era um fato. Sadie não sabia lidar com as pessoas e quando chegou ao Acampamento Nerezza tampouco ajudou-a nesse quesito. Era estranho, mas dentre as poucas pessoas com quem teve um contato mais humanizado, nenhuma era sua irmã. Talvez as coisas fossem diferentes, ela mesma poderia ser diferente se tivesse sido mais acolhida, mas não vinha ao caso. Continuou. - Ewan... Eu achei que iria me atrapalhar... - Ela olhou para o curandeiro. Não havia necessidade de muitas descrições. Ele parecia alquebrado, física e mentalmente. Mais do que o nível de poder que emanava dele, sua postura o definia. - Fraco. - Faltavam poucos agora sobre quem comentar. - Hic... - Sem perceber, abreviara o nome. A pronúncia lhe era estranha. - Frágil. Inocente.... e amistoso. - O ferreiro lhe dava a impressão de nunca ter visto a maldade do mundo, de confiar em todos que se apresentassem em seu caminho. Não era exatamente uma fraqueza, mas certamente fazia com que parecesse mais vulnerável, mas de um modo diferente do curandeiro. Virou-se para as duas filhas de Hermes, Khristie e Rafaela, na ordem. - Superficial e inconveniente. - Faltava apenas Ralph. - Não creio que seja confiável. - Era uma constatação. A postura inicial dele e o conhecimento que tinha sobre ele fazer parte do grupo dos Feiticeiros não o definiam, mas o fato de nunca o ter visto na ilha, sim. Saberia sobre sua posição? Era algo a se considerar, já que ele nunca esteve em seus treinos e não haviam se cruzado uma vez sequer na ilha desde que assumira a posição, bem como ela própria não ostentava o cargo: era muito melhor manter-se incógnita, preferindo não brandir seu título aos quatro ventos. E Circe não era uma deusa mensageira pra se importar de ficar comunicando seus servos, preferindo ignorar os que não lhe eram úteis ou perseguindo dissidentes, mas raramente favorecendo alguém ou se importando. Mas algo mais nele o intrigava, e era com respeito ao que ele citara: sua mãe. Melinoe tinha planos para ele, mas quais e por quê? Interessante.

- E diga, Ralph... Qual o desejo de Melinoe e seus espectros e o que você fez por isso? Deuses se irritam facilmente, é verdade, mas têm seus motivos...

Ela o fitava intensamente, os olhos voltando a brilhar levemente, de forma inconsciente, apesar de toda sua expressão se manter séria. Quem imaginaria que um jogo bobo poderia induzir tantas perguntas interessantes?


Equipamentos:
— {Agony} / Corrente [Corrente feita de bronze sagrado (muito porém tenha uma coloração esbranquiçada, o que sugere uma segunda camada de prata) com cerca de 2,5 m; o punho é feito de aço frio. Essa arma é abençoada pela deusa dos fantasmas e possui certos atributos, os quais são um controle de invisibilidade e intangibilidade. Ambos só podem ser utilizados uma vez por missão, e há gasto de energia de, mais ou menos, 80%. Sendo assim, você pode atacar um inimigo utilizando seu controle de visibilidade para que ele não veja seu ataque, e utilizar o controle de intangibilidade para desobstruir qualquer defesa física, como escudos.A corrente tem cravos de bronze sagrado, e nas extremidades pontas afiadas,como pequenas adagas.Na lateral de cada extremidade, há ganchos, que podem ser usados para enlaçar o inimigo, ou para auxiliar em uma escalada. [Presente de Melinoe][Melhorado por Pio]{Θ} {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 5) {Controle de Espaço/Matéria} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe]

— {Legion} / Colar [Um colar feito de topázio com um pingente em uma forma abstrata, algo como um "borrão" ou uma "mancha". Uma vez por missão e, unicamente em batalha, esse colar pode ser usado para recuperar 20MP, consumindo 20 HP do ,seu oponente. Todos os corpos que são destruídos pelo filho (a) de Melinoe (ou seja, a cada morte que este provoca), tem sua alma capturada e armazenada neste colar. Há cada essência de alma absorvida por essa corrente tornará mais forte o ataque do filho de Melinoe.] {Topázio} (Nível Mínimo: 1) {Controle de almas - Almas Coletadas: 12} [Recebimento: Presente de Reclamação de Melinoe]

• Lentes do Auspício [parencem lentes de contato comuns, incolores, mas quando colocadas permitem ao usuário identificar as auras daqueles dentro do seu campo de visão. Com isso, pode-de identificar pessoas comuns de monstros ou semi-deuses, tendo também o sentido do seu nível de poder, de acordo com a intensidade da aura, mesmo sem definir suas habilidades, apenas o conhecimento do seu nível de força. No caso de semi-deuses, identifica o pai/ mãe e o patrono do grupo, nos casos em que se aplicam. Não necessitam de ativação, mas após cada uso precisa de um período de 6h de descanso, como se fossem lentes normais]

• Calçados alados [Calçados alados que podem virar o calçado que Sadie quiser. Sempre tem um par de asas, inquebráveis, na parte dos calcanhares. Impossíveis de serem roubados ou perdidos, a filha de Melinoe pode voar com eles mesmo sem experiência, pos eles ajudam-na]

• Elo de Ares [Esse anel foi feito a partir de uma peça da lança do deus da guerra. Seu uso possibilita ao semi-deus transformar qualquer arma que esteja segurando em outra arma qualquer, além de lhe oferecer as perícias mínimas para seu manuseio. Armas de longa distância terão a munição criada magicamente. Não adiciona atributos a nenhuma arma, considerando apenas os atributos já presentes na arma original, e se aplica somente a uma arma por vez. Não pode ser roubado ou perdido, sempre retornando de alguma forma à Sadie]

• Hollow[Escudo de bronze sagrado, com ganchos para uma corrente, de forma a prendê-la de duas maneiras diferentes.Pelo centro, com a corrente saindo por um lado do escudo,ficando uma única extremidade solta, ou pela lateral, deixando uma ponta livre de cada lado para o ataque. Os ganchos tem travas de segurança internas, de modo que a corrente possa ser presa ou solta de acordo com a vontade do usuário, mas não se soltasse com o tranco ou puxão de um oponente; o escudo também teria uma fivela para prendê-lo ao braço do usuário, dando um suporte maior, não escapando facilmente da mão a menos que a braçadeira do mesmo seja danificada de alguma forma.Tem uma cabeça de dragão esculpida na frente, e escamas nas laterais.]{Θ}

— Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

• Amuleto do espectro [Amuleto que permite acessar o poder especial "Forma etérea"]

pet:
Cão infernal - Ripper

   Dados de um cão infernal, retirados do bestiário:
   Cão Infernal.
   Nível de Periculosidade: XXX
   Cães Infernais são grandes cachorros do submundo. Possui pelos negros, olhos vermelho-sangue. Também é reconhecido por possuir uma tamanha força, velocidade e uma habilidade extraordinária de desaparecer e reaparecer pelas sombras. Uma outra habilidade que caracteriza o Cão Infernal, é o seu poder de viajar pelas sombras, podendo levar consigo um acompanhante. Essa habilidade faz com que o cão fique muito cansado, dependendo da distância percorrida pelo teletransporte pelas sombras.

Poderes:
Considerar todos os passivos de Melinoe e Feiticeiras até o nível 54, + Os poderes especiais Voyd's eyes e Forma etérea




Narração- Fala •  "Pensamentos


SHINJI @ OPS!
Sadie Bronwen
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
316

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Marlin em Sex 01 Nov 2013, 13:18

TALVEZ AQUI EU ACHE MEU FILHO. ALGUM DE VOCÊS É MEU FILHO? NEMO? É VOCÊ? DESCULPE ENCOMODAR, MAS PRECISO DE AJUDA
Marlin
Indefinido
Mensagens :
17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Nerezza D. S. Etternavn em Sab 02 Nov 2013, 22:17


Never let me go
just don't ever change your mind

Nerezza pode sentir como o clima digamos que, ferveu com as perguntas seguintes. A de Ewan direcionada a Khristie a fez quase rir ao observar a reação das pessoas ao redor. Ela enterrou o rosto nas mãos por alguns segundos, compartilhando o possível sentimento alheio de vergonha. Mas logo voltou a fixar-se nos semideuses, que continuavam em frente com o jogo, tornando-o cada vez mais interessante.

Com o relato seguinte de Hiccup, a prole de Melinoe permaneceu em silêncio, como de costume, e observou a areia, analisando suas palavras. Seu olhar caiu para a areia, onde a fitou por alguns instantes antes de mover os olhos de forma hiperativa, indo para a fogueira, o céu, as árvores, e finalmente de volta aos presentes.

A descrição das missões de Rafella a fizeram dar um leve sorriso, imaginando todas as situações que os semideuses se colocavam constantemente, sem avisos ou ajuda. Afinal esse era o grande objetivo da vida: compensar o fato por eles serem metade divinos com qualquer coisa que os coloque em extremo risco. Em parte justo, em parte imperdoável.

As palavras de Sadie a fizeram perceber, que de fato, provavelmente jamais parecera uma pessoa amistosa ou receptiva. Não era seu objetivo, algo de proposito ou que almejasse, era apenas como era. Em geral, Nerezza sabia que aquela parecia ser uma característica comum entre seus irmãos, nenhum deles era amigável ou extrovertido e ambas as garotas eram um exemplo daquilo.

Nerezza sentiu subitamente o calor do fogo ser substituído por um ar gélido, penetrante. Era do tipo que atravessava os ossos, arrepiava todos os fios. Ela encolheu os braços em direção ao próprio corpo, estremecendo. Poderia ser apenas paranoia sua, mas levou aquilo como algum espécie de aviso. Era a sua deixa, teria que infelizmente abandonar o local. Era uma desvantagem, considerando tudo que poderia descobrir no jogo.

Ela se levantou, suspirando e batendo na roupa com leveza, retirando a areia destas. A garota os observou, se despedindo com rapidez e se dirigindo para a saída daquele lugar, enquanto observava a paisagem e os semideuses uma última vez. Enquanto adentrava a floresta, pensamentos adentraram sua mente.

Será que algum dia se veriam novamente?

Observações:

Armas Levadas:
▬ Espada Etérea [Uma arma aparentemente feita de um cristal extremamente resistente, maleável e mortífero que se ajusta perfeitamente a Diamond, assumindo a forma etérea sempre que necessário].
▬ Colar de Topázio [Com o auxílio desse colar o filho de Melinoe poderá invocar um fantasma para lutar ao seu lado; ele tem duração de quatro posts e só pode ser usado uma vez por missão. Os poderes utilizados por este são os mesmos dos filhos de Melinoe, mas se limitam até o nível 15, além de possuir o poder forma etérea e ter uma resistência um pouco maior em relação aos demais fantasmas] [Presente de Melinoe]
▬ Amuleto do Espectro (Esse amuleto possui a propriedade única de fazer com que um filho de Melinoe fique em sua forma etérea.) [Presente de Melinoe]

Poderes Utilizados:
Visão Noturna [Nível 2]
A escuridão e a noite não serão problemas para você. Seus olhos são adaptados com a escuridão e poderá enxergar até melhor que no claro. Poderás também enxergar através da névoa (Da normal e dá mágica).
Observações:
Estou me retirando por motivos em off, esse post ficou bem lixoso, mas whatever. QQ Amo vocês, de qualquer jeito. <3 qq


Template by thepiscina from TdN. editado por Hurricane

Nerezza D. S. Etternavn
Filhos de Melinoe
Mensagens :
440

Localização :
Langt fra deg, kjære.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Anthony Romanov em Dom 03 Nov 2013, 10:22




Question...


Sem muita atenção, ouvi as respostas e perguntas de cada pessoa. Elas não me interessavam muito, e minha mente estava voando de volta aos fantasmas de Melinoe. Minha resposta havia feito com que eu me lembrasse de que eu precisava quebrar a maldição, antes que fosse tarde e eu realmente fosse morto.

Chegou a vez de Rafaella perguntar, e só então eu me concentrei, para saber a resposta de Sadie, afinal, também era uma coisa que eu queria saber. Atento ao que a garota dizia, algumas respostas fizeram-me sorrir, e eu quase não segurei a risada em algumas. As respostas de Sadie eram totalmente inocentes e verdadeiras, pude perceber, o que só tornava mais hilário.

Então, ela me descreveu como pouco confiável. Era a verdade, afinal, eu não ligava de sacrificar aos outros para salvar a minha própria vida, mas também tinha um pouco de mentira, pois meus amigos sempre poderiam confiar em mim, pois estes conquistaram a minha confiança e eu esperava que houvesse conquistado a deles.

A pergunta de Sadie me pegou de surpresa. Senti o meu coração acelerar antes de responder, olhando diretamente nos olhos da garota para parecer mais firme.24 – O desejo de Melinoe e seus espectros... Garantir que eu tenha uma morte dolorosa. O que eu fiz por isso... Matei um de seus filhos.

Olhei em volta, para os rostos de todos os semideuses, tentando decidir para qual deles eu perguntaria. Minha curiosidade me levou a fazer uma pergunta, e impulsionado pelo comentário de Sadie sobre Hiccup, eu decidi perguntar a ele. Formulei a pergunta mentalmente e depois falei, olhando para o garoto.

- Hiccup, se fosse para salvar a sua vida, você seria capaz de assassinar a um amigo?

Armas levadas:
O garoto está com todo o arsenal, pois está viajando para um novo local:

- Faca de Bronze [Inicial]

— {Graveolentiam} / Lança [Amplia o poder mágico. Quanto ativada, assume a forma de uma lança de ouro envolta em uma aura de magia, a extremidade de baixo é tão afiada quanto uma lança comum, mas a de cima é ornamentada com pedras e runas mágicas, exalando poder. Desativada, assume a forma de uma caneta, sempre guardada em conjunto com o grimório] {Ouro} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre a Magia; defensivo e ofensivo} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hécate]

— {Athar} / Grimório [Necessário para realizar magias, é um livro encadernado em couro e metal, com páginas infinitas - a cada nova habilidade aprendida, o encantamento aparece automaticamente escrito nele. Indestrutível. Assume o formato de uma agenda com espaço para guardar uma caneta - a lança em sua forma simples e ambos sempre retornam ao bolso do filho de Hécate] {Metal e Couro} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hécate]

— {Aeneum} / Bolsa [Bolsa de componentes mágicos necessários para herbologia, venenefício e alquimia. É um saquinho de veludo negro com cordões, com um fecho em forma de caldeirão. A sacolinha contém os componentes para a nova habilidade de Herbologia, inclusive os frascos, e o caldeirão do fecho se transforma em um de tamanho real, com uma concha de metal para uso do filho de Hécate. Tem a mesma propriedade de indestrutibilidade dos outros itens, além de sempre retornar ao filho de Hécate, mas no caso ao seu chalé — perdê-lo em missão impede seu uso até retornar ao acampamento] {Veludo} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hécate]

-Lâminas do Caos [Duas Hidden blades feitas de prata, que saem de um bracelete também de prata com o entalhe de uma fênix e as iniciais dos nomes Irene e Ralph. Uma vez por missão, libera um veneno que paralisa o membro tocado.]

- Fênix [Espada de bronze sagrado no estilo paladino. A guarda tem forma de asas e no pomo um rubi. O rubi tem aprisionado dele a alma de uma fênix que encanta a arma para que cure o dono com 5% do dano causado e cause queimando 5% de bônus de dano causado a cada 3 rodadas.]

- Wabizuke[Espada feita de prata, com a ponta curava, de modo que fica quase impossível cortar usando ela. Sua habilidade consiste em dobrar o peso de qualquer coisa atingida por ela, seja objeto ou ser vivo. Ou seja, uma pessoa de sessenta e quatro quilos, tocada por essa espada pela primeira vez, ficaria com cento e vinte oito. Ao segundo toque, ficaria com duzentos e cinquenta e seis, assim por diante. Seu efeito dura por até 3 rodadas após o toque]

- Máscara do Pânico. [Um elmo de ferro estígio, há um desenho de caveira nele. A mandíbula fica na parte em que é possível levantar para mostrar rosto, porém, nessa parte, está uma máscara aterrorizante feita de magnésio sagrado(não queima) na mesma tonalidade do elmo, assim, parece que a caveira está rindo. Quando o usuário desejar, o elmo emite pânico no oponente por duas rodadas, mas depende de seu nível(semideus) ou força(monstro). A máscara possui função telescópica, devido a uma lente que fica no olho esquerdo da mesma, permitindo seu usuário ver objetos distantes, e inimigos a longa distância. A lente alcança até quatrocentos metros.]

- Armadura grega sem peitoral[ contém um elmo espartano sem a crina, com o desenho de uma naja pronto para dar o bote na testa, o símbolo do lanterna verde na lateral direita e o símbolo dos lanternas azuis na lateral esquerda, juntamente com dois antebraços com duas lâminas estendidas após o cotovelo e soco inglês no suporte das mãos e duas grevas que contém lâminas que se estendem 5 cm após o joelho. Em repouso, vira uma capa negra e desbotada, com um capuz dessa mesma forma.]

— Cajado Mágico [Feito em madeira reforçada com ouro negro, contém como gema mágica um rubi no alto do item, circulada por duas lâminas, como garras que mantém a pedra topo. É leve e resistente à magia, capaz de guardar e soltar de uma vez só rajadas de energia mágica (dependentes de feitiços, obviamente). Executa habilidades mágicas com maestria, recebendo assim a benção de Circe, a deusa da magia, ou seja, qualquer poder executado a partir deste item resulta em uma diminuição na taxa de MP — -4% na conta/-3 à 8] [Madeira; Ouro Negro; Rubi;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]

— Relíquia Mágica [Colar simples e básico, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. Sua corrente é de prata negra, e cintila à noite. Seu pingente é em forma de pentagrama, feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos][Prata Negra; Diamante;] (Item de Feiticeiro) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe]

☤ Dois pares de asas de Empousa [Quando encostar essas em suas costas, irão se conectar a sua pele e poderás voar como uma delas]

♦ Piège [Uma corrente de 2,5 metros, desses 0,5 são prata e o restante bronze Sagrado, a corrente contem farpas ao seu decorrer, as mesmas são feitas de prata, a mesma se transforma em um bracelete-cobra que ao ser acionado a corrente desliza até a mão do usuário.]

♦ {Hell Hound} / Espada [Uma espada medieval que possui um metro e trinta e cinco de comprimento, sendo que destes, noventa e cinco são de lâmina. É bastante afiada, feita de aço temperado e em seu punho, madeira. A guarda possui trinta centímetros de ponta a ponta, e no seu centro existe a figura de um corvo, um símbolo de Hécate. O seu pomo, feito de aço, é composto por duas faces de cães infernais juntas, representando Chaos e Nightwing. A espada foi feita para ser leve e de fácil manuseio, embora também seja forte. A espada também foi criada para aguentar os elementos sobrepostos a ela. Quando em repouso, se transforma em um anel com a cabeça de um cão infernal.] {Aço} (10) {Não controla nenhum elemento} [Forjado por Harry S. Sieghart]

Poderes:
Considerar os passivos que possam ter relevância dos filhos de Hécate e feiticeiros de Circe até o nível 19. Considerar o poder especial Melinoe's Curse.


Anthony Romanov
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
234

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Helena J. Eickenberg em Qua 20 Nov 2013, 02:16

Maybe I Wish I Could Die
Maybe I’m Dead!

New York. As luzes da cidade brilhavam durante a noite, iluminando diversas propagandas, desde filmes até maquiagens. Outdoors eletrônicos colados aos prédios era típico da cidade, como Tóquio e a poluição visual atraia constantemente olhares deslumbrados, tornando o local quase um mito. A movimentação, mesmo sendo onze horas da noite, era agitada. Vários mortais andavam de um lado para o outro nos pedestres, causando uma agitação por parte dos automóveis, que buzinavam apressados para chegarem em seus lares e poderem finalmente descansarem de um dia longo de trabalho e/ou estudo. Empresários, turistas, trabalhadores, todos saiam de seus metrôs e a maioria utilizava de aparelhos eletrônicos, como Ipod, celulares e tables. Mal sabiam eles do mal que os espreitavam.

Anne tinha um certo gosto em observar a cidade, lembrava-a de quando viveu nas ruas com apenas onze anos de idade, escondendo-se de monstros e até mesmo dos humanos, que ao invés de sentir pena da garota, a desprezavam como se a mesma fosse nada mais nada menos do que uma barata. Pequena, suja e indigna de atenção. O ódio era crescente da humanidade, os desprezava quase o mesmo tanto que a Éolo. Isso alimentava a sua vontade de matar, eliminar, destruir. Uma personalidade própria de se evitar. Portanto, a movimentação durante a noite apenas a fazia relembrar dos momentos de sofrimentos e porque continuava viva. Vingança. Gostava de reviver dentro de si aquele sentimento que a aproximava apenas de uma deusa, Nêmesis.

Agora era a “Evil Queen”, era assim que a chamavam, pelo menos fora o que seus informantes lhe relataram sobre o acampamento. A assassina sem causa. Bom, essa parte era mentira. Havia causas, mas misteriosas aos olhos alheios. A garota ajoelhava-se sobre um terraço de um prédio alto beira-mar, por detrás de si o som das ondas constratavam com a poluição sonora oferecida por automóveis. Mesmo estando ali perto do mar, não tinha qualquer interesse em o observar, por isso a filha de Éolo estava de costas para o mesmo. Na bainha, Lust e Freedom sempre a acompanhavam, caso fosse necessário ou até desejado qualquer conflito envolvendo sangue. A adaga de prata em mãos, ajudando a relembrar a injustiça perseverante no mundo moderno. Estava uma noite fria, mas a filha de Éolo não sentia sequer a brisa gélida incomodá-la, era um dos pontos positivos de ser prole do deus. Um dos poucos.


# Post 01
# Interação: N/A
# Local: Terraço de um prédio beira-mar.
# Vestindo: This
# Música: Going to Hell – The Pretty Reckless.

Helena J. Eickenberg
Indefinido
Mensagens :
676

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Cain Feather em Qua 20 Nov 2013, 13:56

.

☼ Looking for Vengence ☼

Cometing Suicide


Por vários anos, Paul se questionava como que os semideuses comunicavam-se entre si fora do camp, até porque mensagens de Íris também requisitavam ajuda dos deuses. E para ele, a única deusa que esse tipo de semideus - ou ele - pediria ajuda ou serviria, seria Nêmesis. Ela era o motivo inicial que o motivava a estar ali, mas desde que descobriu a existência de informantes, semideuses ou mortais movidos por magias ou ameaças de morte se não cumprissem seu dever, usou de suas habilidades para obrigar um a contar tudo que sabia sobre Nêmesis. Ficou intrigado quando recebeu a notícia de que uma ex-justiceira da deusa fora vista passeando por algumas ruas de NY, traçando destino para a costa da cidade.


Era um avanço. Se ela já vira Nêmesis, com certeza saberia de seu atual paradeiro ou ao menos uma pista de um provável local aonde ela possa ser encontrada. Paul andava com apenas seu arco e flechas de reclamação. Mas mesmo se olhassem, não perceberiam sua real natureza, Héstia o impedia. As armas reluziam a penumbra da noite aumentando a escuridão, sua aparência semelhante ao ferro estígio talvez não causasse os mesmos efeitos de medo, mas fazia Paul se lembrar todo dia a desgraça que presenciou, e era exatamente a desgraça que movia suas ações.


A prole de Apolo andou pelo local iluminado por luzes fortes da cidade. A cada vez que passava por um mortal, tinha uma vontade imensa de cortá-los a garganta assim que notava os celulares ligados, pondo-o em perigo. Desviou-se da via principal adentrando um beco, pois atrair atenção indesejada era algo que realmente não queria. Paul moveu-se por becos escuros afim de encontrar a costa. Pensou que demoraria muito tempo, mas aquele atalho levou-o exatamente até a areia pálida que andava procurando. Paul andou até o centro da praia, tentando procurar sinais de semideuses. Não conseguiu " farejar " como normalmente fazia com monstros e outros de níveis inferiores, então concluiu logo que não estava lidando com alguém comum. Paul olhou ao redor, sua habilidade de ampliar o alcance visual o ajudou a detectar asas em um corpo humano repousando em um terraço. A silhueta denunciava seu gênero, quase sendo confundida com uma harpia, mas o brilho reflexivo de uma lâmina confirmou suas suspeitas.


Paul pegou seu arco e o armou com um projétil de sua aljava. Enrolou um bilhete na haste da flecha que dizia "Paz", algo irônico se comparado ao que ele iria fazer. Paul atirou o projétil contra ela precisamente, mas não almejando atingi-la. A flecha se encravou na parede do terraço pouco a sua direita. Fez questão de deixar claro que era preciso com o arco, deixando um ar de ameaça em primeira instância, talvez um erro, se tivesse notado antes as expressões que a semideusa tinha. Ele lembrou-se vagamente dos boatos que sempre rondavam o acampamento, e logo assimilhou as descrições dadas de uma das maiores assassinas com aquela a quem praticamente ameaçara.


Poderes Utilizados:

☼ Passivos ☼


• Perfeição com Arco (Nível 17): Habilidade para utilizar o Arco com perfeição podendo executar tiros a uma distância de até um quilômetro.


☼ Ativos ☼


• Nenhum poder ativo usado.

Cain Feather
Indefinido
Mensagens :
629

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Helena J. Eickenberg em Qua 20 Nov 2013, 15:12

Maybe I Wish I Could Die
Maybe I’m Dead!

Mesmo perdida em pensamentos, a ex justiceira tinha aprendido a se manter alerta a todo momento, pois além de ser sábio para um semideus fazer isso, a garota era odiada por vários rostos diferentes que desejavam ela morta. Precaução era mais do que uma necessidade, era uma obrigação quando se tratava de Anne Elle.

O som da flecha cortando o ar na direção do terraço não foi nem de perto surpreendente. A filha de Éolo já tinha a plena noção de que alguém tentaria mata-la hoje. Na verdade, todos os dias em que colocasse os pés fora da mansão de Dammyen, estava propícia a visitar Hades. Era uma realidade e seria uma burrice extrema tentar negá-la. Revirando os olhos e virando-se rapidamente, controlou uma corrente de ar violenta com os dedos para que envolvesse a seta e a direcionasse para a parede, próximo à porta. A ponta fincou com tanta força que rachaduras envolveram as extremidades Sabia que não era o alvo, pois a direção não estava apontando para si. Duas opções: Ele era péssimo em mira ou queria chamar atenção por meio de ameaça.. Sorriu, percebendo que a diversão estava perto de começar. Levantou-se da posição agachada que estava e esticou as asas preguiçosamente, aproximando-se lentamente do projétil. Curiosamente, havia um papel enrolado nele escrito uma palavra ridícula como “paz”. A risada da assassina reverberou, completamente cínica.

Caminhou de forma lenta e superior até a ponta do terraço e saltou, caindo de ponta enquanto as asas encolhidas lhe oferecia maior velocidade. Um alvo em um movimento tão rápido impediria que fosse atingida dessa vez com qualquer que fosse a arma. Quando estava a poucos centímetros do chão e do garoto ao qual reconhecera ser o único meio-sangue tão próximo ao mar e o provável autor de tal ameaça, pousou majestosamente, esticando as asas negras. Não lhe deu qualquer chance de pensar em quem estava em sua frente, a mão direita já estava agarrada ao pescoço dele, impedindo-o de respirar e levantando-o do chão, com uma leve ajuda do poder de levitação, que ajudava a mantê-lo com os pés ao ar. Fez um som irônico de negação, enquanto fitava os olhos dele.

- Hmm... Campista mau! – Disse como uma mãe falaria para uma criança, quando esta fazia algo que não deveria. – O que eu deveria fazer para ensiná-lo que não se ataca pelas costas?

Um sorriso cínico delineou os lábios carnudos da assassina, os cabelos negros esvoaçavam na brisa gélida de uma noite de inverno em Nova York. Como estava próximo ao mar, sentia o odor de água salgada misturada a sangue de semideus. Observou a feição do garoto, imediatamente reconhecendo-o como filho de Apolo. O odor de protetor solar também era igual ao dos outros,  além de o calor característico de sua pele.


Código:
 Respiração – Sua respiração é perfeita por ser filho de Éolo, seu olfato é super avançado, podendo assim sentir odor e reconhecê-lo. Também consegue sentir o cheiro de longe, como por exemplo, você está em um determinado local da floresta e seu inimigo está do outro, você pode sentir o odor dele. (PA)

Voar – Agora você pode voar perfeitamente no ar, como se você tivesse nascido voando. Pode fazer acrobacias, voar rápido e sua agilidade ficam maiores quando está voando. (PA)

Agilidade – Agora você é muito ágil e consegue se esquivar de vários ataques. (PA)

Aerocinese Avançada – Agora você pode controlar gigantes correntes de ar, podendo ser extremamente frias capaz de congelar o inimigo ou extremamente quentes. Com a junção de duas correntes vindas de direções opostas, você pode criar tempestade e também pode criar tufões e furacões. (A intensidade e tamanho do furacão e da tempestade depende de seu nível) (AT)

Mestre da levitação – Agora você pode levitar várias coisas ou pessoas ao mesmo tempo, podendo arremessá-las. Não há limite para sua levitação, pode levitar gigante – gastando mais energia – e até meio-sangues. (AT)
# Post 01;
# Interação: Paul W. Moogreyd;
# Local: Terraço de um prédio beira-mar;
# Vestindo: This;
# Música: Going to Hell – The Pretty Reckless.
Helena J. Eickenberg
Indefinido
Mensagens :
676

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Mar ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 16:12

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum