Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por 024-ExStaff em Seg 02 Abr 2012, 00:05

Relembrando a primeira mensagem :

A Caverna



Nas profundezas da floresta, no local mais afastado e sombrio, um pequeno paraíso se escondia. Uma caverna de milhares e milhares de anos se encontrava ali. Uma mini cascata corria em seu interior e pedras preciosas iluminavam o lugar, além de belas estalactites e estalagmites espalhadas. A caverna escondia passagens secretas e talvez criaturas que ninguém jamais sonhou que existiam. Mais a fundo existe um pequeno lago de teto aberto onde o sol e a lua podem atingi-lo para aquecer e resfriar, em um ciclo sem fim. Só um aviso, não tente explorar muito a fundo ou acabara se perdendo!
024-ExStaff
Indefinido
Mensagens :
179

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Zoey Montgomery em Qui 21 Nov 2013, 16:44

Friendship

   Ri com a reação da filha de Hermes. 

  - Minha agenda tá mais ou menos cheia. Espere um momento. - falei, fingindo que tirava uma agenda do bolso de trás de meu jeans e folheava-a. - Vamos dar uma olhada. Tenho compromissos para todos os meses, sabe? - dei risada. - Estou brincando! Quem sabe não possamos fazer uma pequena brincadeira com elas? Só não podemos ser pegas. - ri alto, como uma criança travessa. 
   Fazia tempo que eu não ria assim e me sentia assim. Feliz. Eu não ria muito desde a noite de halloween, ou desde que voltei da ilha de Circe. 
   - Obrigada pelas risadas, Kris... Faz tempo que não dou risada assim. - falei, abrindo um sorriso amigável. - E vamos pensar, que tipo de brincadeira poderíamos fazer com as filhas de Afrodite? - perguntei, fazendo pose de pensadora.
Mascote:
— Cão Infernal (Buttercupp )[100/100]{Presente de integração; Por Circe}

Poderes dos Feiticeiros de Circe:
• Aura do mistério: Uma aura mágica influencia diretamente na personalidade fos feiticeiros ao adentrarem o grupo, tornando-os um atraente mistério a ser desvendado pelos demais semideuses. (Passivo)
• Presença imponente: Sua aura mágica estará mais desenvolvida. Ela se manifestará em você impondo sua presença aos outros, isso os levará a hesitar a te atacar. Fazendo com que ganhes algum tempo.(Passivo)
• Olhos Púrpuros: Adentrando os feiticeiros, e adquirindo a Benção de Circe seus olhos adquirem uma pigmentação púrpura chamativa quando você assim quer – que causa receio a qualquer mortal e/ou monstro que lhe encare diretamente.(Passivo)
• Passos noturnos. A noite seus passos tornam-se silenciosos, sendo possível uma aproximação sutil e sem barulhos, possibilitando que se aproxime facilmente do seu oponente, sem que ele a (o) perceba.(Passivo)
• Beleza lasciva: Circe é considerada deusa do amor físico, e seus aprendizes adquirem uma beleza especial aos olhos de outras pessoas, e em níveis mais altos, os feiticeiros da deusa passam a ter um poder de sedução maior, persuadindo e encantando seus adversários. (Passivo)

Poderes dos Filhos de Apolo:
Beleza: Não só Afrodite e Perséfone são dotadas de beleza, Apolo é considerado o Deus masculino mais belo. Seus filhos são lindos por natureza, com um bronzeamento natural (mesmo que jamais tenha tomado Sol) e forma física bem definida. (Passivo)
Iluminação Solar: Em lugares escuros o seu corpo emite uma pequena luz.(Ativo)
SUAS TAGS AQUI → feito por: Ninha Fabbris
Zoey Montgomery
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
1104

Localização :
Ilha de Circe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Étoiles de Médici em Dom 24 Nov 2013, 20:43


A arte de trollar
Dei um leve empurrão na filha de Apolo quando esta falou que sua agenda estaria lotada durante meses. Gargalhei alto, apreciando como nunca aquele momento.
-Ah bom, quanto o que podemos fazer... – fingi imitar Zoey em sua posição de grande pensadora, em minha mente passando tudo o que eu já havia feito e ouvido sobre trollagem. – As possibilidades são infinitas! Tem tanta coisa... Você não tem noção do que o pessoal no Chalé 11 inventa, Zoh. É cada coisa que se ouve... Mas bem que poderíamos ser originais, sabe... Fazer algo epicamente épico! O que me leva a lhe perguntar novamente: e aí, as macumbas ainda rolam? Quer dizer, Feiticeiros sabem umas coisas do gênero, né?!
Armas e itens levados:
— {Maximum} / All-Stars [All-Stars brancos com detalhes pretos. Ao comando de seu dono, estes materializam asas brancas nos calcanhares] {Nenhum Material} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento}  [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]
 
—{Quick Cut} / Adaga [Uma adaga feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento. Vem junto de um pequeno suporte (bainha) adaptável à cintura, pernas ou tornozelos] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]
 
{Adroit} / Adaga [Resistente adaga feita de bronze sagrado, sua lâmina mede cerca de 20 cm. Afiadíssima, perfeita para ataques ágeis e rápidos. Seu punho é feito de aço coberto com uma camada de couro, ajudando o manuseio da arma. Quando a dona não desejar, ela se transforma em um anel discreto de bronze. É semi-indestrutível.]{Bronze sagrado, couro, aço. Arma cromada}  (Nível Mínimo: 1) {Não controla nenhum elemento} [Recebimento: ¥ Dragon Dovahkiin ¥ ]
 
— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]
 
— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]
post: #009
clima: Frio. Ventando apenas fora da caverna.
com: o lápis, Zoh e Buttercupp :3
 vestindo: this!
TKS CLUMSY @  SA!
Étoiles de Médici
Filhos de Hermes
Mensagens :
444

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Amber Halliwell em Sab 25 Jan 2014, 21:53

a risky momentum; against late...
… focus, faith, and strength.


    Os braços cruzaram-se á altura abaixo dos seios e os olhos se perderam no horizonte mágico da ilha da deusa feiticeira. Shamira sentia que poderia ficar ali por horas, observando o nada e pensando em tudo, porém... Nunca fora muito a favor de uma valsa que se dança sozinha, a menos é claro, que ao término da dança o prêmio fosse um único vencedor... Um brilho saudoso brincou no rosto da ruiva e ela algumas palavras fugiram de seus lábios como um sussurro.

    Não demorou muito e um triângulo mágico se formou acima dela; de suas costas revelaram-se asas majestosas e então ela as agitou uma única vez, adentrando o portal que em pouco tempo a transportou para um local no mínimo inusitado...

    Perscrutou todo o âmbito rapidamente, não demorando-se em aconchegar-se em um canto qualquer da caverna situada no mais profundo da floresta aos arredores do abobamento meio sangue. Assentou-se em uma rocha que se precipitava do fundo do lago e fitou a lua, com a pontinha dos pés sendo banhados pela água calma do leito do álveo cristalino.

    Deixou que as pálpebras pesassem, fechando os olhos e optando por se orientar com o auxílio de seus sentidos auditivos; ouviu o espargir das gotas da cascata, alguns animais de pequeno porte que por ali se aventuravam, e vez ou outra até o zumbido de uma corrente de ar fresco que soprava. Em sinal de sua presença, uma fina camada de gelo passou a se formar sobre a superfície aquática e pequenas estrelas polares dançaram no ar, agregando-se aos esteios rochosos do local. Dos céus, pequenos flocos de neves passaram a cair em ziguezague; ora chocavam-se na pele pálida da feiticeira, ora forravam o pátio gélido que formara-se sobre o lago.

    Ficou ali, estática, regozijando-se de sua própria companhia e imaginando a beleza da paisagem que a abrigava.

    Código:
    • Time Travelling Spell. Esta magia permite ao feiticeiro fazer com que um portal triangular apareça acima dele, sugando-o para ele e por meio deste ele pode se locomover por grandes distâncias. Porém, esta magia requer tempo para ser completada, portanto, se usada para fugir de efeitos imediatos prova-se falha.

when faced with the pass
... time to face your fears!
Amber Halliwell
Filhos de Despina
Mensagens :
136

Localização :
Nos mais voluptuosos dos teus sonhos. No mais obscuro dos seus desejos, sim aqueles que não és capaz de admitir. Sou à resposta às suas preces voltadas a maldade. Estou em todo lugar e em lugar nenhum, por isto tema o frio e se proteja como puder... Posso chegar em qualquer inverno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Willian Mason em Sab 25 Jan 2014, 23:18








Feelings


Naquele dia comecei a ouvir as vozes, que me falavam coisas sobre meu destino, do dia em que eu me tornaria de um sujeito ordinário, a um sistemático assassino...






Sem rumo... Me embrenhei na floresta, sem nenhum motivo ou alguma razão. Eu sentia raiva. Não era direcionada a alguém ou algo especificamente, eu apenas a sentia. O sentimento dominava completamente meu coração... O elmo apenas fazia essa raiva aumentar, mesmo quando não estava em uso, como naquele momento. Minha espada estava pronta em minha mão para qualquer coisa que aparecesse, mas ela não foi necessária.

Segui em linha reta, sem ter qualquer lugar para ir. Não sei por quanto tempo andei, minha mente vagava pelas minhas lembranças e preocupações, e isso só aumentava minha raiva. Pensar na Itália, nas minhas origens, só me deixava angustiado. Frio... A sensação me atingiu enquanto eu chegava ao fim da floresta, vendo uma caverna. Não era um frio normal, pois a noite não estava assim, no entanto, não era um frio que chegava a incomodar.

Entrei na caverna, sem hesitar. A sensação de frio aumentava conforme eu avançava, ignorando o ambiente ao meu redor, então eu a vi. A ruiva estava de costas para mim, então não pude ver sua face, mas ela era a origem da mudança térmica naquele local. Guardei minha espada em sua bainha. No entanto, mantive-me preparado caso algo acontecesse, pois sendo um filho de Ares, não podia baixar a guarda.

Fiquei dividido naquele momento. A raiva me mandava atacar a garota, dizia que ela era uma inimiga... Que qualquer um que estivesse próximo de mim era um inimigo e devia ser morto, mas algo... Queria se aproximar. Algo me atraía para a garota, e me dizia que ela não representaria perigo para mim. Aquilo era algo estranho a mim. Eu não queria simplesmente me aproximar de uma pessoa desconhecida, mas foi exatamente o que eu fiz.

Passos hesitantes guiaram-me para perto da ruiva, mas parei mais ou menos a um metro de distância dela. Encostei-me em uma parede da caverna, me perguntando se ela já havia sentido a minha presença, e fiquei quieto. Não queria me aproximar mais do que eu já havia feito sem que antes a garota esboçasse alguma reação.

Itens levados:
— {Supreme} / Espada-Lança [Espada feita de titânio reforçado e banhado em bronze sangrento, com a lâmina de 80cm banhada em ouro avermelhado. Sua empunhadura é feita em ouro negro com um rubi vermelho cravejado. Pode ser transformada em uma lança de dois metros também feita de titânio e banhada em ouro vermelho. Quando em repouso, transforma-se em uma braçadeira negra. Vem junto de uma bainha feita de couro de javali, banhada em sangue. Obs: Quando um ataque feito com essa arma é efetivo, o ataque seguinte tem mais chances de acertar e, se acerta, faz com que a vítima sobre 1/3 a mais do dano do ataque original. Caso o metal seja banhado pelo sangue inimigo durante a batalha, o utilizador restaura 20% de sua MP.] {Titânio, Ouro avermelhado e negro, Rubi e Bronze Sagrado {Sangrento} (Nível Mínimo: 1) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Ares]

♈ Tênis Alados [All-Stars brancos com detalhes pretos. Ao comando de seu dono, estes materializam asas brancas nos calcanhares.]{Materiais: ---} (Nível Mínimo: 10) {Não controla nenhuma elemento} [Emprestado por  Tenma Castellan]

♈ {Conversor de Fogo} / Isqueiro [Um isqueiro aparentemente comum, mas que, quando ativado, tem a habilidade de converter o oxigênio ao redor de algum item do usuário em fogo, encantando esse item com tal atributo. O fogo causará dano extra, não muito grande. O encantamento dura três rodadas, e o tempo de recarga do conversor é de duas após o fim do efeito. O isqueiro não dá o controle sobre o fogo, e a arma encantada também não o ganha, as chamas são apenas para dano extra.]{Materiais: ---} (Nível Mínimo: 10) {“Controle” sobre o fogo} [Comprado de Calvin Hewitt]

♈ Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]




Willian Mason
Mênades
Mensagens :
191

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Amber Halliwell em Dom 26 Jan 2014, 00:19

a risky momentum; against late...
… focus, faith, and strength.


    Por algum tempo o frio provou-se o único companheiro de Vallet, mas não era como se ela estivesse contando que em momento algum seria interrompida; afinal, era muito difícil se manter só. Até mesmo a julgar estar tão próxima do formigueiro... Os pequenos semidivinos gostavam de se aventurar em encontrar novos doces em que petiscar, contudo, o grande problema morava aí... Shamira não era nenhum doce.

    Ainda de olhos fechados, se ateve aos passos dados no íntimo da caverna. Os ecos dos baques sobre o solo delatavam uma aproximação sorrateira, mas não o suficiente para fugir a sua atenção. De imediato, seu sexto sentido se alarmou, mas sequer foi preciso ele para se dar conta de que, quem quer que fosse que chegava, guardara sua espada em sinal de rendição; ou seria precaução? Qual fosse o motivo, o indivíduo tinha conhecimento de que não era lá muito inteligente empunhar uma espada contra um desconhecido.

    Shamira sorriu ao dar-se conta disso, mas a natureza de seu eu gritou por uma reação ácida de sua parte, como de costume. E quem seria ela para negar algo a si mesma?

    Foi inteligente em guardar sua faquinha de cortar pão. ironizou mordiscando o lábio inferior e só então abriu o olhos, completando a frase com uma expressão que ia de divertida a maliciosa: O que faz aqui, criança? falou a despeito de uma diferença de idade que provavelmente era mínima e priorizando a pouca experiência que o garoto aparentava ter.

    Ergueu-se da pedra onde estava assentada, e os pés tocaram leito congelado - firme o suficiente para sustentá-la. Só então reservou a si mesma um tempo maior para observá-lo. Era de fato um garoto bonito e a julgar pelo porte robusto e pela fúria contida no olhar...

    Filho de Ares? antecipou-se, avaliando-o dos pés a cabeça com um interesse que se resumia ao físico do garoto.

    Bem, deixe-me fazer às honras, já que é tida como uma gafe o ato de questionar a identidade de alguém antes de se apresentar... um sorriso maníaco cogitou surgir nos lábios rubros e macios da megera. Shamira Vallet. E como pode ver... gesticulou com ambas as mãos a apresentarem as curvas de seu corpo alvo, infestado por pequenos flocos brancos grudados ao tecido. Sou um picolé. A melhor deles.

    Então manteve-se ali, parada e com os olhos fixos nele. Não era de seu feitio se adiantar em uma ofensiva que não lhe rendesse nada, portanto não seria aquela uma situação que excetuasse a esse seu princípio. Elevou ambas as mãos aos fios acobreados e os jogou a frente do ombro direito; passou a brincar com as madeixas de perfume primaveril, e instintivamente passou a ir a frente, dando passos comedidos na direção do garoto. Após sua apresentação, não se surpreenderia se o garoto perdesse a pose de bad boy - o que era muito atraente, diga-se de passagem - e fugisse como uma donzela indefesa. Seu nome, e o de outros velhos conhecidos carregava de um peso estranho para aqueles que habitavam o acampamento. Talvez tivessem ouvido falar dos tais picolés cretinos. Ou até, da dama do gelo... Seus homônimos eram muitos e cada qual fazia jus a sua denominação, mas de alguma maneira estranha, ela sabia que com ele seria diferente. Ele não fugiria. Mas, eis a questão: o que ele fará em seguida?

when faced with the pass
... time to face your fears!
Amber Halliwell
Filhos de Despina
Mensagens :
136

Localização :
Nos mais voluptuosos dos teus sonhos. No mais obscuro dos seus desejos, sim aqueles que não és capaz de admitir. Sou à resposta às suas preces voltadas a maldade. Estou em todo lugar e em lugar nenhum, por isto tema o frio e se proteja como puder... Posso chegar em qualquer inverno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Willian Mason em Dom 26 Jan 2014, 01:03








Me?


Naquele dia comecei a ouvir as vozes, que me falavam coisas sobre meu destino, do dia em que eu me tornaria de um sujeito ordinário, a um sistemático assassino...






O tom da garota, e sua ironia... Aquilo me dava nos nervos. Mas a confiança enquanto ela falava, eu pude perceber que ela era forte. Tive vontade de atacá-la, depois do que ela me chamou. Criança? Eu realmente não queria deixar isso passar em branco. Todas as fibras de meu corpo queriam atacá-la, mas a parte sã de minha mente me alertava do perigo. – Criança? Posso te surpreender, sabia? – Comentei, com um sorriso falso no rosto. No entanto, mesmo falso, estava perfeitamente verdadeiro, graças às minhas habilidades teatrais.

Parei para avaliar a garota pela primeira vez. Atraente seria pouco para descrevê-la. Sua beleza parecia... Hipnotizadora, embora eu não soubesse se isso era um efeito natural da garota ou algum tipo de habilidade. “Descobriu isso como, Sherlock? Meu físico deu uma dica?” Pensei, com o comentário dela sobre meu pai. Aquilo era um simples rótulo, mas eu não mentiria. Depois disso ela se apresentou, e seu nome era um tanto incomum, e o adjetivo que veio depois me fez ter ideias maliciosas, como se ele fosse necessário para isso.

- Willian Mason. – Peguei meu cantil e bebi de seu líquido. A aproximação da garota trazia um formigamento na minha nuca, mas algo me dizia que ela não ia atacar, ao menos naquele momento. Tentei parecer confiante, e tal confiança foi demonstrada em minha voz, quando eu lhe falei novamente. – A propósito, não apenas filho de Ares. – Falei, balançando o cantil. – Vinho? – Ofereci-o a ela. Deixar claro que eu era um mênade talvez a intimidasse, afinal, eu ainda não sabia se ela era aliada ou não.

Fixei meu olhar no da garota, o sorriso confiante ainda nos lábios, mas os olhos desconfiados que negavam tal expressão.  

Itens levados:
— {Supreme} / Espada-Lança [Espada feita de titânio reforçado e banhado em bronze sangrento, com a lâmina de 80cm banhada em ouro avermelhado. Sua empunhadura é feita em ouro negro com um rubi vermelho cravejado. Pode ser transformada em uma lança de dois metros também feita de titânio e banhada em ouro vermelho. Quando em repouso, transforma-se em uma braçadeira negra. Vem junto de uma bainha feita de couro de javali, banhada em sangue. Obs: Quando um ataque feito com essa arma é efetivo, o ataque seguinte tem mais chances de acertar e, se acerta, faz com que a vítima sobre 1/3 a mais do dano do ataque original. Caso o metal seja banhado pelo sangue inimigo durante a batalha, o utilizador restaura 20% de sua MP.] {Titânio, Ouro avermelhado e negro, Rubi e Bronze Sagrado {Sangrento} (Nível Mínimo: 1) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Ares]

♈ Tênis Alados [All-Stars brancos com detalhes pretos. Ao comando de seu dono, estes materializam asas brancas nos calcanhares.]{Materiais: ---} (Nível Mínimo: 10) {Não controla nenhuma elemento} [Emprestado por  Tenma Castellan]

♈ {Conversor de Fogo} / Isqueiro [Um isqueiro aparentemente comum, mas que, quando ativado, tem a habilidade de converter o oxigênio ao redor de algum item do usuário em fogo, encantando esse item com tal atributo. O fogo causará dano extra, não muito grande. O encantamento dura três rodadas, e o tempo de recarga do conversor é de duas após o fim do efeito. O isqueiro não dá o controle sobre o fogo, e a arma encantada também não o ganha, as chamas são apenas para dano extra.]{Materiais: ---} (Nível Mínimo: 10) {“Controle” sobre o fogo} [Comprado de Calvin Hewitt]

♈ Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]




[/quote]
Willian Mason
Mênades
Mensagens :
191

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Amber Halliwell em Dom 26 Jan 2014, 01:53

a risky momentum; against late...
… focus, faith, and strength.


    Ele de fato não era um esteriótipo, e isso era exatamente o que a prendia ali. Não era muito difícil quando disposta a analisar uma pessoa, prever como ela reagiria ante suas provocações, visto que a maioria das pessoas seguiam um padrão comportamental se postos à prova em situações de risco elevado, constrangimento ou afins. Com ele não era diferente. Porém, o modo como ele dissimulou fora no mínimo inusitado...

    Como você poderia me surpreender? ela inquiriu travessa, com um brilho incômito no olhar.

    A propósito, vou aceitar seu vinho... Seguidor de Dionísio. a mão direita fora apontada para o cantil que lhe fora oferecido e após uma pronuncia baixa, o objeto reapareceu nas mãos da meio-sangue, que não se demorou em levá-lo aos lábios e bebericar de um pouco do líquido.

    Não precisa ficar apreensivo. Não costumo estabelecer diálogos tão longos com meus alvos. Parou por poucos minutos e levou a mão a testa. Oh céus, quem eu to tentando enganar, sequer me apresento. Tenho de deixar de ser tão apressada. Eles merecem no mínimo saber o nome da causa de sua morte.  

    Riu de si mesma e então forçou um biquinho nos lábios, finalmente quebrando a distância que os separava e postando-se a frente dele, em passos aligeirados.

    No entanto, a menos que sua cabeça esteja a prêmio, você não precisa me temer. — sem qualquer receio, apoiou o cantil sobre a pedra detrás dele e levou os lábios bem próximos do ouvido direito dele, onde sussurrou com voz rouca e manhosa. E você não está a prêmio... ou estou enganada?

    As mãos finas e frias encontraram o peitoral vestido do garoto e o empurraram contra a parede - não havia força ofensiva no ato, era mas como se em prol de diversão.

    Precisa se soltar mais. Esperava que os Mênades fossem mais divertidos... o semblante em segundos tornou-se pensativo, e ela não tardou a revelar o motivo de tal mudança. Me disseram que Dionísio e seu séquito também são responsáveis pelas melhores orgias... Me conte mais disso. ao término de sua frase, deixou que seu olhar indiscreto se perdesse no físico forte do garoto.

    Código:
    Habilidade usada.

    • Mystiokinesis ou manipulação da névoa é a habilidade de controlar uma forma natural de energia, também conhecido como magia. Por exemplo: a criação de neve, mudando o clima, transformando as pessoas em outros animais, etc. Assim, dando-lhe controle sobre quase tudo. A magia é uma força muito complexa e perigosa, uma vez que dá o controle das energias naturais, a fim de produzir uma mudança positiva, mas também poderia ser usado para fins malignos. Sendo assim, adquire o controle da névoa podendo deixar seres humanos, semideuses e os próprios monstros enuviados com efeitos que muitos conhecem por magia. Esse poder te dá uma ampla capacidade de criar magias para determinadas necessidades, algumas já são específicas nos poderes ativos, estas não. Você é quem cria a magia, desde que ela seja coerente com o nível em que se encontra.

when faced with the pass
... time to face your fears!
Amber Halliwell
Filhos de Despina
Mensagens :
136

Localização :
Nos mais voluptuosos dos teus sonhos. No mais obscuro dos seus desejos, sim aqueles que não és capaz de admitir. Sou à resposta às suas preces voltadas a maldade. Estou em todo lugar e em lugar nenhum, por isto tema o frio e se proteja como puder... Posso chegar em qualquer inverno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Willian Mason em Dom 26 Jan 2014, 11:10








Actor


Naquele dia comecei a ouvir as vozes, que me falavam coisas sobre meu destino, do dia em que eu me tornaria de um sujeito ordinário, a um sistemático assassino...






Tão logo quanto ela fez a pergunta, respondi-a. – Teste-me. – Não estava mais desconfortável com a situação, e relaxava aos poucos. O cantil sumiu de minhas mãos e logo a ruiva estava bebendo do vinho. E então vieram as palavras intimidadoras. Pelo modo como ela falava, ela já havia assassinado muitos, o que me deixava apreensivo novamente. Se fosse necessário, eu poderia derrotá-la?

Ela se aproximou mais de mim, e seu comentário seguinte me fez pensar. Talvez ela fosse uma caçadora de recompensas, ou uma mercenária. Não sabia se minha cabeça estava a prêmio, mas duvidava seriamente disso. As pessoas que me queriam morto me matariam com suas próprias mãos se tivessem a chance. A mão da garota tocou meu peito, me passando a sensação de frio novamente, e eu fui empurrado pra parede.

- Quer mais diversão? – A simulação dos meus atos vinha com meus dons de atuação. Seguir o ritmo da garota era o que me permitiria continuar aquela interação de uma forma não prejudicial. Entrei no personagem que eu tentava desenvolver ali, imaginei-me com tal personalidade e pensei em todas as possibilidades de resposta pra alguém como ele, isso em uma fração de segundo.

Peguei o cantil de suas mãos, e tomei mais da bebida. Não para ficar bêbado, como mênade isso era impossível pra mim, apenas para continuar no personagem. – Sobre as orgias, falar sobre elas não adianta. Se quer saber sobre as que nós organizamos, deve ser de forma prática. – O sorriso malicioso voltou a surgir em meus lábios. – Mais vinho? - Perguntei, colocando a bebida em minha boca e depois olhando para ela, indicando que se ela quisesse a bebida, teria de tomá-la de minha boca.

Itens levados:
— {Supreme} / Espada-Lança [Espada feita de titânio reforçado e banhado em bronze sangrento, com a lâmina de 80cm banhada em ouro avermelhado. Sua empunhadura é feita em ouro negro com um rubi vermelho cravejado. Pode ser transformada em uma lança de dois metros também feita de titânio e banhada em ouro vermelho. Quando em repouso, transforma-se em uma braçadeira negra. Vem junto de uma bainha feita de couro de javali, banhada em sangue. Obs: Quando um ataque feito com essa arma é efetivo, o ataque seguinte tem mais chances de acertar e, se acerta, faz com que a vítima sobre 1/3 a mais do dano do ataque original. Caso o metal seja banhado pelo sangue inimigo durante a batalha, o utilizador restaura 20% de sua MP.] {Titânio, Ouro avermelhado e negro, Rubi e Bronze Sagrado {Sangrento} (Nível Mínimo: 1) {Não controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Ares]

♈ Tênis Alados [All-Stars brancos com detalhes pretos. Ao comando de seu dono, estes materializam asas brancas nos calcanhares.]{Materiais: ---} (Nível Mínimo: 10) {Não controla nenhuma elemento} [Emprestado por  Tenma Castellan]

♈ {Conversor de Fogo} / Isqueiro [Um isqueiro aparentemente comum, mas que, quando ativado, tem a habilidade de converter o oxigênio ao redor de algum item do usuário em fogo, encantando esse item com tal atributo. O fogo causará dano extra, não muito grande. O encantamento dura três rodadas, e o tempo de recarga do conversor é de duas após o fim do efeito. O isqueiro não dá o controle sobre o fogo, e a arma encantada também não o ganha, as chamas são apenas para dano extra.]{Materiais: ---} (Nível Mínimo: 10) {“Controle” sobre o fogo} [Comprado de Calvin Hewitt]

♈ Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]

Poderes Usados:
Level 05 ~ Habilidade Teatral II ~ Passa a se tornar um grande ator ou atriz, enganando e confundindo criaturas com facilidade. Por conseguir controlar seus sentimentos, consegue alterar sua personalidade por diversas vezes.




Willian Mason
Mênades
Mensagens :
191

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Amber Halliwell em Sab 01 Mar 2014, 02:20

a risky momentum; against late...
… focus, faith, and strength.


    O olhar acompanhou cada atitude dele e estreitou-se em seus lábios, quando riu-se como se entendesse a sugestão silenciosa que ele fizera. Teria se aproximado e dado sequência a aquele joguinho, talvez por pura curiosidade a respeito do limite individual do garoto, contudo, ergueu a mão direita e acenou em despedida.

    Tenho de ir, rapaz. Eu diria até mais ver, ou algo assim, mas se eu fosse você não iria querer me ver novamente. Sei lá, nunca se sabe quando eu posso vir pra tomar a sua vida. Permitiu-se um início do que parecia ser um sorriso nos lábios, e então gesticulou com a canhota de um modo que uma pequeno pingente de gelo surgiu nas mãos dele.

    Se um dia voltar a me ver e a situação não for amistosa, mostre-me esse pingente. Enquanto eu viver, ele nunca vai se danificar. dito isso, sussurrou as palavras que antecediam a sua retirada e aguardou.

    Acho que acabo de fazer uma boa ação... avaliou-se em um sussurro, indagando a si mesma o tamanho da parcela de participação de Amber naquele episódio. Antes mesmo de obter a resposta, porém, sentiu-se ser sugada pelo portal que a transportaria diretamente para seu dormitório na ilha de Circe, e então sentiu a dúvida calar fundo no âmago de sua mente doentia.

    Código:


    Habilidades usadas

    Criação de gelo. Você não precisa de uma fonte para criar seu gelo, eles surgem de você para o ambiente, mais é muito mais fácil quando você utiliza as mãos para criar o gelo. Varia de acordo com a manipulação.

    Zero absoluto (gelo): O seu gelo é indestrutível.

    • Time Travelling Spell. Esta magia permite ao feiticeiro fazer com que um portal triangular apareça acima dele, sugando-o para ele e por meio deste ele pode se locomover por grandes distâncias. Porém, esta magia requer tempo para ser completada, portanto, se usada para fugir de efeitos imediatos prova-se falha.
    [/code]

when faced with the pass
... time to face your fears!
Amber Halliwell
Filhos de Despina
Mensagens :
136

Localização :
Nos mais voluptuosos dos teus sonhos. No mais obscuro dos seus desejos, sim aqueles que não és capaz de admitir. Sou à resposta às suas preces voltadas a maldade. Estou em todo lugar e em lugar nenhum, por isto tema o frio e se proteja como puder... Posso chegar em qualquer inverno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por K. Pivara em Dom 02 Mar 2014, 16:20



Would you let me lead?

      Kaleb estava se sentindo triste.
      Não só pelo fato de estar com saudades e preocupado com a mãe, mas também porque odiava estar ali, naquele Acampamento ridículo. Quem iria querer fazer amizade com o garoto que surgiu há dois anos em um portal rodopiante no meio do jantar, com uma foice mortal na mão e um símbolo cinzento sobre a cabeça? Óbvio que ninguém.
      Ele já devia estar andando pela trilha faz mais ou menos meia hora. Entrou no bosque, sem rumo, e começou a seguir o riacho. Precisava se distanciar da realidade.


•••

      Mais ou menos dez minutos depois, Kaleb já conseguia avistar a entrada da caverna. Ela estava oculta em uma região próxima à fronteira leste do Acampamento, onde o rio se divide em dois; um caminho seguindo para a praia, outro seguindo para o interior da floresta. Um pouco mais afastado da borda adjacente aos dois percursos, um enorme buraco de cerca de 3 metros quadrados se escondia nas folhagens e nas árvores. Provavelmente era esse o motivo de poucos saberem sua localização. Kaleb caíra nele sem querer enquanto fugia de uma ninfa zangada, mas por sorte caíra em um lago subterrâneo.
      Ele se aproximou da cratera, olhando para baixo. Não havia quase ninguém ali, apenas um casal conversando em um canto e três garotos brincando de corrida aquática. Depois de alguns segundos observando, contornou a passagem e desceu por uma passagem estreita, tomando cuidado com as estalactites ao passar por baixo delas. A passagem não era natural; havia sido construída por um grupo de filhos de Hefesto para facilitar a entrada da caverna.
      O local era imenso, do tamanho da metade de um estádio de futebol. Seu teto era coberto por estalactites, e algumas áreas do chão possuíam estalagmites. Não eram muito afiadas, mas podiam ferir alguém. O lago preenchia quase toda a sua área, separado da parede por uma borda de 1 metro de comprimento. O buraco anterior era visível no centro do lugar, iluminando uma grande área circular do recinto com luz natural. Kaleb não pôde deixar de sorrir. Era impossível acreditar que a caverna era natural. Se Kaleb desmaiasse e acordasse ali, com certeza confundiria com os Campos Elísios.
      Ele caminhou pela margem, sentando-se de pernas cruzadas perto da água. Era muito bom estar ali para esquecer de todos os problemas e de sua vida. Sentado naquele lugar, Kaleb quase não lembrava da existência de deuses mitológicos e criaturas horríveis. Poderia ficar ali para sempre.

You can step on my feet

the girl in red <> cupcake graphics
K. Pivara
Filhos de Tânatos
Mensagens :
24

Localização :
PU

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Aileen Wuörnos em Dom 01 Jun 2014, 19:24



Delirium



# Post Um

Lugar: Caverna;

Clima: Frio, céu limpo;

Período: Noite.
Meus sentidos captavam o aconchego...

Refletida nas águas cristalinas enxergava o reflexo de uma garota desconhecida. Embora muito se assemelhasse a mim, os cabelos sedosos, o rosto sem hematomas e as roupas limpas não me eram familiares. Em muito pouco se parecia com a garota que meses atrás sobrevivia em meio ao lixo e a imundície, coberta por tecidos sujos e esfarrapados. Meus dedos tocavam com suavidade a água pura, vendo tremeluzir e se esvair o reflexo; como acontecera com a essência da Garota Sem Nome.

O movimento lento e hipnótico das ondulações me prendia em devaneios, conduzindo-me até lembranças pouco bem-vindas. Quando dei por mim o crepúsculo já cedera lugar a noite estrelada, que carregava consigo uma brisa gélida outonal. Retirei a mão do lago, envolvendo num abraço minhas pernas desnudas e apoiando o queixo sobre os joelhos. Mantive-me sentada sobre a superfície áspera de pedra bruta da Caverna por tempo suficiente para perder a noção das horas.

Aquele era, de fato, um lugar reconfortante. Poucas pessoas se aventuravam por lá, e companhia sempre fora um prato que eu comia fazendo careta.

... o silêncio soturno do isolamento.


Itens:
— {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

— {Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver em seu status máximo, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 30% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Poderes:
Considerar passivos até o nível 13
Aileen Wuörnos
Filhos de Tânatos
Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Chandler Abernethy em Dom 01 Jun 2014, 20:57




— Sussurros;



Não importa o que faça, as pessoas sempre serão as mesmas, a voz soava na cabeça do garoto, que apertava a têmpora. Ao seu redor, o silêncio só era quebrado pelos passos abafados na lama. Você não tem escolha. Eles precisam. Eles precisam. Will passou a andar mais rápido, fechando os olhos com força. Eles precisam.

— Eu não quero mais fazer isso — sussurrou.

Mas eles precisam. Eles precisam.

Will parou de fechar os olhos e de apertar o lado do rosto. Seu semblante tornou-se inexpressivo, com a sugestão de um sorriso no canto dos lábios. Olhou para os próprios pés e, lembrando-se do aconchego que tinha nos braços de sua mãe, começou a murmurar uma canção que costumava ouvir quando criança:

— Venha, venha, meu querido, já está tão tarde. Ele vem, ele vem vestindo roupas pretas. À noite vaga, sussurrando, o que sempre quis. Pobre homem, pobre homem, por que tão infeliz? — os galhos nas árvores se moviam com a brisa, quase tentando falar. — Venha, venha, meu querido, já está tão tarde...


[...]

Você é um menino diferente, sua mãe lhe dissera. Ninguém o entende, Will. Mas não tem importância. Você é meu menino. Meu lindo menino. Will sorriu, quase podendo sentir novamente o carinho em seu rosto. Mas os devaneios foram embora quando ele percebeu que havia mais alguém ali. Era difícil que fossem até aquela caverna, principalmente à noite, mas a garota estava lá, sobre a pedra, tendo o brilho do lago refletindo em seu rosto.

Will andou devagar e em silêncio. As gotas caíam do alto, pingando no chão da caverna e fazendo o único barulho presente no lugar. Ela estava parada. Will não a conhecia. Em sua mente, novamente a voz que ora lhe perturbava, ora lhe fazia sorrir.

Ela não vai gostar de você. Ninguém gosta. Todos são iguais.

Em silêncio, Will se aproximou às costas da garota e a envolveu com um braço, tapando-lhe a boca. Próximo ao seu ouvido, baixinho, sussurrou:

— Não grite. Ninguém pode nos ouvir aqui.
Chandler Abernethy
Filhos de Nix
Mensagens :
196

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Aileen Wuörnos em Dom 01 Jun 2014, 22:01



Delirium



# Post Dois

Lugar: Caverna;

Clima: Frio, céu limpo;

Período: Noite.
Q
uando se passa alguns meses da sua vida morando em vielas e correndo de valentões armados com paus e pedras, você aprende que não deve relaxar em qualquer lugar. Mas parece que o tempo em que passei morando no conforto do Acampamento havia tirado me tirado esse instinto. Maldita hora em que não me preocupei.

Não havia notado a aproximação do moleque até sentir sua mão contra minha boca. Meu corpo se manteve completamente imóvel num primeiro momento. Não era impulsiva e tola suficiente para não reconhecer o perigo. Eu ainda tinha noção de que estava numa posição desfavorável, já que não sabia absolutamente nada sobre ele.

Controlei minha respiração e, calmamente, ergui ambas as mãos num gesto pacífico. Meu corpo não fazia força para se soltar e quando deixei as mãos caírem novamente ao lado do corpo, permiti relaxar um pouco mais minha postura. Lentamente levei uma de minhas mãos até a do garoto, que permanecia sobre minha boca. Tentei afastá-la alguns poucos centímetros, inicialmente para não causar alarde, ainda mantendo a minha sobre a dele.

— Regra número um do primeiro encontro: — murmurei virando calmamente a face para o lado que havia surgido o sussurro, antes de concluir com um tom mais zombeteiro — procure, ao menos, saber o nome de sua dama antes de tentar agarrá-la por trás.

Ergui os olhos buscando fitá-lo diretamente, abrindo um pequeno sorriso malicioso no canto dos lábios. Há muito minha sentença de morte já havia sido carimbada mesmo.

Itens:
— {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

— {Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver em seu status máximo, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 30% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Poderes:
Considerar passivos até o nível 13
Aileen Wuörnos
Filhos de Tânatos
Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Chandler Abernethy em Dom 01 Jun 2014, 22:36




— Sussurros;



A garota não tentou fugir ou gritar; ela não olhou com estranheza para ele, nem sentiu medo. Mas não era assim... todos fugiam. Ela estaria fingindo? Will ficou confuso. Ela não gosta de você, algo dentro de si tornou a repetir. Ninguém gosta. Will recuou, soltando-a. Balançou a cabeça lentamente, fitando-a como se houvesse algo de errado com ela.

— Por quê? — perguntou, confuso, embora não fizesse sentido.

Ele só é um menino diferente.

Will recuou mais, encostando as costas na parede da caverna. Repetidamente, murmurou consigo mesmo, de cabeça baixa: por quê? Seus dedos, quase ocultos pelas mangas compridas, começaram a mexer na barra da blusa. Cabisbaixo, deixou o olhar preso no chão. O cabelo embolado caía na frente do rosto, escondendo-o.

Não tenha medo, Will. Ninguém pode te fazer mal.

— Ninguém pode me fazer mal — repetiu baixo.

Começou a escorregar para o chão lentamente, até cair sentado, deixando as costas arrastarem na pedra áspera. Encolheu as pernas e guardou as mãos no colo. Hesitante, ergueu o olhar para a garota:

— Me desculpe. Eu não queria... só... — piscou, tentando manter a clareza. Talvez fosse um sonho. — Me desculpe. Me desculpe — e repetiu, repetiu, repetiu até se tornar um sussurro inaudível.

Ele só é um menino diferente.
Chandler Abernethy
Filhos de Nix
Mensagens :
196

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Aileen Wuörnos em Dom 01 Jun 2014, 23:23



Delirium



# Post Três

Lugar: Caverna;

Clima: Frio, céu limpo;

Período: Noite.
E
u já havia lidado com vários tipos de gente louca, mas a doença daquele garoto era inédita para mim.

Fui pega novamente de surpresa ante a sua reação. Eu esperava que talvez ele entrasse na brincadeira, ou quem sabe se divertisse vendo meu sangue escorrer por sobre as pedras; manchando a água límpida. Mas ao que tudo indicava, ele próprio o temia mais do que eu deveria fazê-lo. Em menos de cinco minutos sua inconstância se tornara nítida e, mais uma vez, eu não soube ao certo como reagir.

Girei o corpo com o apoio das mãos, virando-me para encará-lo diretamente. Não ousava tentar me aproximar, até porque não sabia se queria mesmo fazer isso. Mantive-me, então, sentada na mesma posição, em silêncio por algum tempo.

— Não tem que se desculpar... — murmurei hesitante, num tom apaziguador.

Àquela altura eu já não sabia dizer se suas palavras não seriam dirigidas a ele próprio. Mordi o lábio inferior, incerta sobre o que mais poderia dizer. Falar com ele me parecia perigoso. Mas, talvez, se começasse a demonstrar a insegurança, ele novamente tentasse algo contra mim.

— Que tal começar pelo nome? Eu diria que seria um bom recomeço de primeiro encontro. — disse no mesmo tom descontraído de antes.

Ok, eu estava forçando aquilo. Não tinha a mínima vontade de “fazer amiguinhos” — ainda mais amiguinhos que podiam arrancar minha cabeça no meio da noite. Mas é preciso se habituar ao clima. Meu olhar não se desviava por um momento sequer, sempre fixo nos olhos negros.

— Me chamo Devi.

Itens:
— {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

— {Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver em seu status máximo, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 30% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Poderes:
Considerar passivos até o nível 13
Aileen Wuörnos
Filhos de Tânatos
Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Chandler Abernethy em Seg 02 Jun 2014, 19:06




— Sussurros;



A areia havia se tornado um atrativo, pois os olhos do garoto mantiveram-se baixos por muito tempo. Distraído, Will escreveu qualquer coisa no chão com o dedo, apagando-o em seguida ao passar a mão. Encolhido, com os joelhos no peito, parecia frágil. Suas mãos buscavam distrai-lo com qualquer coisa que desviasse sua atenção da garota. Por algum motivo, ele não queria encará-la.

— Não precisa ter medo — falou, percebendo a hesitação da garota. No final, ela era como todos os outros. — Não vou fazer nada — deitou o rosto nos joelhos.

Will passou a olhar para a água fixamente. O lago estava calmo, com pequenas ondulações feitas ora ou outra por gotas que caíam do teto. Sua cor, mesmo de noite, era clara; podia-se ver claramente o reflexo da garota sobre a pedra. Ele parecia perdido em pensamentos, mas estava atento ao que ela falava. A voz dela, por algum motivo, acalmava-o.

Lentamente, Will ergueu o rosto, abraçando as pernas e apoiando o queixo nos joelhos.

— Devi é um nome bonito — ele esboçou um sorriso curto; algo inédito, considerando que a garota era uma estranha. — Você também é bonita — e o sorriso tornou-se mais largo, mas tornou a baixar o olhar.

Novamente com a cabeça deitada de lado, Will ficou observando a água. Seu dedo começou a formar círculos na terra sem que percebesse, distraído. Havia nele, apesar da instabilidade, algo dificilmente visto nos garotos da sua idade: a ingenuidade. Sua mãe talvez estivesse certa...

... Ele é só um menino diferente.

— Will — murmurou sem tirar os olhos do lago.
Chandler Abernethy
Filhos de Nix
Mensagens :
196

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Aileen Wuörnos em Seg 02 Jun 2014, 22:13



Delirium



# Post Quatro

Lugar: Caverna;

Clima: Frio, céu limpo;

Período: Noite.
A
s palavras dele deveriam soar tranquilizadoras, certo? Mas a desconfiança estava sempre presa ao meu cangote, como um carrapato num cão. Observei atentamente todos os seus movimentos, buscando brechas que denunciassem más intenções. Nada. Cada gesto, cada ato, o sorriso e as palavras... tudo transpirava inocência. Ainda assim, a inconstância e as perturbações em sua mente eram quase palpáveis; tornando-o prisioneiro de um âmago sombriamente doentio. Ele definitivamente não era digno de confiança.

Atentei-me às suas ações, perdendo-me em meios às palavras. Mas seu comentário novamente me pegou desprevenida. Nunca tinha realmente parado para analisar alguém buscando sua beleza – seja ela física ou interna. Instintivamente levei uma das mãos até minha bochecha, tocando com leveza o local onde antes comumente era marcado de hematomas em cores nem tão agradáveis assim. Ele não veria beleza alguma naquilo.

Mas não permitiria demonstrar na frente dele tudo isso, era gatuna. Levantei-me com o apoio das mãos, caminhando a passos lentos e comedidos até onde o outro estava. Postei-me ao seu lado ainda de pé, apoiando o ombro na parede, com os braços cruzados sobre o peito. Admiti um semblante sério, ainda que um brilho matreiro no olhar desmentisse a pose.

— Will... — murmurei lentamente, como se degustasse o sabor do nome na minha boca —  Lamento desapontá-lo, mas já tive coisas muito mais perigosas no meu encalço do que um garoto com cabelos de anjo.

O tom confiante rasgou minha garganta mais uma vez, antes que caísse na graça de mais um sorriso malicioso. Permiti que meu corpo escorregasse, sentando-me ao lado de Will e mantendo uma distância menor do que julgaria segura. Tombei a cabeça para o lado, apoiando-a na parede, ainda com os braços cruzados e o ombro recostado.

O pequeno demônio angelical.

Itens:
— {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

— {Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver em seu status máximo, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 30% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Poderes:
Considerar passivos até o nível 13
Aileen Wuörnos
Filhos de Tânatos
Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Chandler Abernethy em Ter 03 Jun 2014, 18:58




— Sussurros;



Pelo canto dos olhos, Will observou a garota se aproximar. Talvez ela não seja como os outros, pensou. Com o comentário dela, sorriu; dessa vez, não tão expressivamente. Era como se tivesse vergonha de sorrir e o fizesse timidamente. Por isso, as curvas dos lábios sumiram tão rápido quanto vieram. E o silêncio se prolongou por mais tempo. Ele virou a cabeça e fitou-a.

Permaneceu calado, os olhos escuros fixos nela. Seus dedos agarravam-se à calça num aperto que tentava livrá-lo do frio. À frente do seu rosto, a respiração regular formava névoa. Suas bochechas estavam ligeiramente coradas, assim como a ponta do nariz.

— Eu gosto de vir até aqui para ouvir meus pensamentos — sussurrou lentamente, como se estivesse contando um segredo. — Eles são confusos... — baixou o olhar, pensativo. Repentinamente, sua atenção foi novamente despertada. — Os seus também?

Will virou parcialmente o corpo, colocando-se de frente para Devi. O cabelo caiu na frente dos olhos, mas não se importou. Antes, ele havia percebido que o sorriso dela era um pouco diferente, como se quisesse dizer algo. Não conseguiu entender o que de fato era, mas não importava. Ele gostara.

Hesitante, ergueu as mãos com cuidado para não afastá-la.

— Empresta-me as suas mãos?
Chandler Abernethy
Filhos de Nix
Mensagens :
196

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Aileen Wuörnos em Qua 04 Jun 2014, 16:49



Delirium



# Post Cinco

Lugar: Caverna;

Clima: Frio, céu limpo;

Período: Noite.
C
erta vez haviam me dito que apenas duas coisas não poderiam nos ser roubadas: o sorriso e os pensamentos.

Meus olhos traçavam um contorno silencioso por sua face. Os movimentos calmos de nenhuma maneira soavam agressivos e, aquela altura, já me sentia tola por ainda buscar isso.

—Não... eles não são confusos — respondi com a voz falha e rouca.

Minhas palavras soaram incertas e vagas. Não é como se em algum momento eu já tivesse parado para analisar meus pensamentos. Mas acho que sim, eles não eram confusos; não até conhecer Will.

Meu olhar se distanciou, focando num ponto qualquer da Caverna. Encolhi mais o corpo, relaxando a postura, permanecendo assim até que sua voz novamente me rendesse à atenção. Estreitei os olhos, buscando identificar se aquele não fora um comentário carregado de aleatoriedade. Não era.

Endireitei a postura, sentindo a tensão nos músculos, e hesitantemente coloquei minhas mãos sobre as dele, envolvendo-as num aperto fraco. Elas estavam frias e meu olhar se alternava entre sua face corada e nossas mãos unidas. Minha respiração estava descompassada e meu semblante se tornou sério. O contato com alguém não me era comum.

Itens:
— {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

— {Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver em seu status máximo, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 30% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Poderes:
Considerar passivos até o nível 13
Aileen Wuörnos
Filhos de Tânatos
Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Chandler Abernethy em Qua 04 Jun 2014, 22:21




— Sussurros;



O contato das suas mãos com as de Devi foi reconfortante, e o contorno alegre em seus lábios surgiu novamente. Ela era quente e ele, frio. Will apertou ligeiramente as mãos de Devi e cruzou as pernas, colocando as costas retas. Em seus olhos, caso prestassem bastante atenção, era possível ver um brilho diferente.

— Se quer ouvir os seus pensamentos, terá de fechar os olhos — disse. — Não é tão difícil.

Will fechou os olhos, como que para demonstrar a ela como se fazia, e ficou imóvel. Aos poucos, sua respiração foi se tornando mais lenta. O cabelo, meio bagunçado, meio cacheado, escapava para o rosto, dando-lhe uma aparência ingênua. Quem o via podia até dizer que ele aparentava ter menos idade do que realmente tinha.

Um menino tão doce...

Ele abriu os olhos, fitando-a com expectativa. O sorriso ainda não havia sumido.

— Viu? Não é difícil, vai — incentivou-a, baixando as suas mãos e as dela em seu colo.

Will fechou os olhos novamente, retomando o silêncio de outrora. Segurou as mãos de Devi com mais força do que antes e impediu que ela se afastasse. Agora, ele parecia mais tenso, mas manteve-se quieto. Inclinando um pouco a cabeça, sussurrou:

— Não vá muito fundo. Você pode ouvir coisas que não gostaria dos seus pensamentos.
Chandler Abernethy
Filhos de Nix
Mensagens :
196

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Aileen Wuörnos em Qui 05 Jun 2014, 18:53



Delirium



# Post Seis

Lugar: Caverna;

Clima: Frio, céu limpo;

Período: Noite.
A
pesar de estranho, aquele era um contato bom. Não tentei me afastar ou refrear, deixando que suas mãos conduzissem as minhas, observando com os olhos cada movimento; em silêncio. Imitei sua postura, cruzando as pernas e me colocando de frente para ele, sentindo meus joelhos roçarem levemente nos seus.

Suspirei, fechando os olhos lentamente. A princípio mantive o corpo tenso, hesitante em seguir suas orientações. Aos poucos, porém, fui relaxando a postura e amenizando a expressão dura em minha face. Mesmo assim, desligar daquilo e fechar em minha própria mente era difícil, além de perigoso. A incerteza ainda enviava pontadas de preocupação aos meus pensamentos, mantendo meus sentidos em alerta.

Desisti de tentar.

Entreabri os olhos com cautela, garantindo que os dele ainda se encontravam fechados. Sua expressão serena era quase infantil, como a de um garotinho num embalo materno. Não rompi o silêncio por um tempo, mantendo-me quieta e parada, observando-o perdido em devaneios.

— Ei — sussurrei, não suportando mais a dúvida que acrescia dentro de mim. —, o que você não gosta de ouvir de seus pensamentos?

A cautela presente no meu tom de voz era quase palpável. Ainda que me parecesse algo perigoso de ser questionado, já não suportava mais a curiosidade que instigava minha mente. Há muito tempo algo não me despertava tanto o interesse.

Com cuidado movi minhas mãos, ainda mantendo-as entre as suas. Entrelacei meus dedos aos dele com força comedida, acariciando as costas de suas mãos com o polegar. Um gesto singelo, apenas para tranquilizá-lo.

Itens:
— {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

— {Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver em seu status máximo, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 30% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Poderes:
Considerar passivos até o nível 13
Aileen Wuörnos
Filhos de Tânatos
Mensagens :
145

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Chandler Abernethy em Qui 05 Jun 2014, 22:15




— Sussurros;



Aquele era um assunto do qual Will não se sentia à vontade de falar. E Devi, mesmo que não tivesse a intenção, fê-lo perder o seu sorriso, substituído por uma máscara sombria. Will abriu os olhos, mas os manteve baixos, sem querer encarar a garota. Suas mãos, que seguravam-na antes, afrouxaram e lentamente as afastou. E novamente ele voltou a mexer na barra da blusa, perdido na própria mente.

Algumas vozes sussurraram em seu ouvido, deixando-o confuso e com dor de cabeça. Ele encolheu novamente as pernas para o peito e abraçou-as, apoiando o queixo no joelho. Seu olhar tornou-se vago.

— Nada — Will murmurou quase inaudivelmente. — Nada. Eu só... penso coisas ruins — seus olhos fitaram os de Devi, temeroso. Estava com medo. — As vozes — apontou para a própria cabeça — são confusas. E me mandam fazer coisas ruins.

Will fechou os olhos e encolheu-se mais, escondendo o rosto entre as pernas. Suas instabilidade, que havia conseguido pôr de lado, retornou. Quando ficava daquela forma, seus atos não era medidos. E tornava-se perigoso, tanto para ele quanto para os outros.

Ele já havia feito mal para outras pessoas, mas não porque quis. Só eram as vozes. As vozes más. Elas sussurravam-lhe coisas a todo tempo, coisas horríveis. E ele só era um menino.

Silêncio, silêncio, silêncio...
Chandler Abernethy
Filhos de Nix
Mensagens :
196

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Niklaus C. Schaefer em Dom 27 Jul 2014, 01:32



C'mon c'mon



Era um belo finalzinho de tarde no camp. O pequeno líder dos vingadores caminhava pelos locais mais adentro da floresta, haviam-lhe contado sobre um lugar, uma caverna magica e sombria, onde tesouros eram encontrados brotando das paredes e profundos lugares semi inexplorados escapavam do alcance de vários semideuses.

Este era um lugar onde Íca gostaria de estar.

A busca árvores adentro foi um tanto longa, mas o garoto não era dos que se perdiam facilmente. Acabou por encontrar - finalmente - a entrada do local, num pequeno e quase imperceptível vazio entre os troncos e folhas. O ar úmido e o cheiro abafado de terra e pedra já podiam ser sentidos antes mesmo que o meio-sangue botasse os pés na caverna. A não temida escuridão abraçou o menino enquanto ele se esgueirava pelos tuneis e mais tuneis do lugar, procurando pelos lugares mais ocultos daquele pequeno mundo inferior.

A grande lagoa não era algo tão inovador, Newerland podia sentir e ver os rastros humanos (talvez não) daquela parte da gruta. A luz fraca do sol quase não mais brilhava de cima do buraco no teto, uma única estrela alaranjada atrevera-se a brilha, embelezando a visão do vingador enquanto ele se aproximava da límpida água, encarando o fundo do lago. Aquilo era tão... Relaxante.

With everything falling down around me
Niklaus C. Schaefer
Filhos de Eos
Mensagens :
1313

Localização :
Camarote do Safadão

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Zoey Montgomery em Dom 27 Jul 2014, 01:57



A Caverna
-q
 

   
   Zoey caminhava a esmo pelo acampamento. Não sabia onde ir, e o que fazer e isto estava matando a menina... De tédio. Um suspiro pesado saiu dos lábios da arcana. Até que se lembrou de um lugar o qual ainda era inexplorado por ela, já que estivera apenas uma vez lá.
   A passos rápidos, foi até os limites do acampamento, onde pode enxergar a entrada da caverna. Um sorriso mínimo brotou nos lábios da filha do sol, enquanto a mesma deixava que sua aura mágica fluísse para fora do corpo. Afinal, sera mais fácil de manter os monstros afastados. 
   Ao adentrar o local escuro, a jovem sentiu o cheiro de terra molhada. Inspirou profundamente e soltou o ar de forma silenciosa, enquanto os ombros relaxavam. A jovem então, começou sua caminhada, indo para a parte mais escura do lugar.
   Até chegar onde encontrara Kristy uma vez. Uma cratera no topo permitia que entrasse um pouco de luz do crepúsculo. O lago logo abaixo continuava belo. A arcana se aproximou, e então viu um garoto ali.
   O costumeiro sorriso amigável tão logo brotou nos lábios antes que se aproximasse.
   - Aqui é um bom lugar, não acha? - perguntou, chegando perto do menino. - Perfeito para pensar, ou apenas apreciar as construções naturais. 
Obs.::

Poderes
 - Feiticeiros: 
• Presença imponente (Nível 5): Sua aura mágica estará mais desenvolvida. Ela se manifestará em você impondo sua presença aos outros, isso os levará a hesitar a te atacar. Fazendo com que ganhes algum tempo. [Passivo]
• Olhos Púrpuros (Nível 7): Adentrando os feiticeiros, e adquirindo a Benção de Circe seus olhos adquirem uma pigmentação púrpura chamativa quando você assim quer – que causa receio a qualquer mortal e/ou monstro que lhe encare diretamente. [Passivo]
• Telecinese II (Nível 19): Adquire a capacidade de poder erguer ao ar objetos mais pesados e de tamanhos medianos, além de poder atirar estes contra quem você quiser com mais destreza. [Ativo]

 - Armas:
— Relíquia Mágica [Colar simples e leve, podendo ser levado e escondido em qualquer lugar. A corrente é de prata, e cintila com um brilho negro à luz da Lua. Seu pingente é em forma de pentagrama, e é feito de diamante. Duas vezes por missão e durante 2 rodadas, tendo no mínimo uma rodada de intervalo cria uma barreira mágica de cor roxa, esta cobre todo o feiticeiro. Protege contra ataques mágicos – principalmente - e ataques a longa distancia – lanças, bumerangues, correntes, flechas etc.; ataques diretos não são repelidos.][Prata; Diamante;] (Item de Feiticeira) {Controle Mágico} [Presente de Reclamação por Circe](No pescoço)
— Proud of Morgana{Anel/Escudo} [Ouro e Diamantes] [Anel mágico, encrustado com dois diamantes gêmeos em formato de sol e meia-lua. Ao seu redor, runas mágicas estão gravadas, com significados de proteção e banimento das trevas. Ao concentrar-se nele, Zoey poderá transformá-lo em um escudo de médio porte, preso ao seu pulso, e com gravuras de fadas em sua extensão. Essas figuras iluminam-se em ambientes escuros, e podem revelar a presença de magia em um ambiente, desde que esteja próxima. Sempre retorna para sua dona, e é indestrutível.] (Nível mínimo: 15) {Item Mágico: Elemento Luz} [Recebimento: Missão "Arcádia", com Afrodite](Dedo anelar esquerdo)
- Punhal de bronze sagrado [Possui a lâmina estreita e sem corte feita de bronze sagrado, tem uma ponta fina e afiada para permitir melhor perfuração. O cabo é metálico, revestido em couro para maior conforto no manuseio. Acompanha bainha simples.][Bronze sagrado e couro][Sem nível mínimo, sem elemento](Bainha presa à coxa direita)

 com: Ícaro ✖ onde: Caverna ✖ vestindo: isso ✖ post: 001

 @lilah
Zoey Montgomery
Feiticeiros  de  Circe
Mensagens :
1104

Localização :
Ilha de Circe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Amy C. Hill em Dom 27 Jul 2014, 02:35


Caverna
Who are you?



A vingadora estava há horas no mesmo lugar. Sentada em cima de um galho de árvore, sua foice na mão e suas adagas embainhadas. A faca escondida no coturno negro, parte da vestimenta que a protegia do frio. Não que precisasse de proteção contra ele, mas ainda assim, não se importava em parecer uma pessoa comum. Observou no chão as folhas mortas, caídas da árvore na qual ela se sustentava. Não só desta, havia ficado no mesmo lugar por tanto tempo que mesmo as árvores próximas morriam aos poucos. A aura pesada que sua presença carregava era insuportável para alguns seres.

Amy sorriu, ainda aguardando, enquanto olhava para a entrada da caverna. Seu coração batia acelerado em expectativa, e sua canhota tremia de excitação. Deixara a sede dominá-la por muito tempo, mas não mais. Faria sua vítima naquele lugar, onde esta nunca mais poderia ser encontrada. Primeiramente, viu um garoto adentrar o local. Infelizmente, ela o conhecia e detestava. Ícaro, líder dos vingadores e por um infortúnio do destino, protegido de Nêmesis. Não podia encostar um dedo no garoto sem que sua patrona descarregasse a ira divina sobre a filha de Thanatos, e isso não era algo que queria. Decidiu por fim ir embora, tendo sua caçada interrompida, quando a viu.

Uma dor aguda em sua têmpora quase derrubou a filha da morte do galho, quando olhou para a garota. Não sabia quem era, mas já a havia visto anteriormente, embora a reação de seu corpo houvesse sido diferente. Algo indicava que conhecia a filha de Apolo – informação que simplesmente lhe veio à cabeça, obrigando Amy a pensar mais. Quem era? Qual o nome da garota? Nunca descobriria se ficasse ali. Saltou da árvore, e as grandes asas negras fizeram-na planar seguramente até o chão.

A lâmina da foice encostou no chão da caverna, e arrastando-a, a semideusa causou um som horrível, que ecoou por todo o lugar. O sorriso macabro se alargou em seus lábios, enquanto atraía a atenção de qualquer no lugar para si. A vingadora seguia a aura que havia enxergado na garota, e foi uma infelicidade encontra-la próxima do líder. Teria de se conter, aparentemente. Mas o que mais poderia fazer? Um olhar de desprezo foi lançado sobre o garoto, mas logo se tornou um curioso ao parar nos olhos da meio-sangue. – Você carrega um fardo muito grande. Quanto sangue já derramou? – Não fazia o tipo discreta, então foi direta ao ponto, mesmo que aquilo pudesse ser constrangedor ou mesmo terrível de se responder perto do garoto. Teria Amy arruinado uma amizade? Não se importava, mas ainda assim acrescentou. – O mesmo vale para você, Ícaro. Quanto sangue mancha suas mãos? - Surpreendeu à si mesma falando com o garoto. Desde quando Amy C. Hill, aclamada como Retalhadora na arena, conversa com um homem? Ridículo...

Armas:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

   — {Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de ouro negro, sua lâmina é de bronze sagrado. Ajuda no controle de almas. Ao desejo de seu dono, ela se transforma em um pingente de foice] {Ouro Negro e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) {Controle sobre as Almas} [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

♦ {Eberfänger} / Adaga [Também conhecida como Adaga Presas de Javali, essa arma possui trinta e cinco centímetros, e uma lâmina sinuosa,  com uma espécie de pescoço, feita de prata. Seu cabo é em madeira, entalhado para se encaixar perfeitamente nas mãos da dona. O dano causado por essa arma é tanto de perfuração quanto de corte, por possuir uma ponta bastante afiada, assim como seus gumes. Por ser uma adaga, é leve - trezentas gramas - e fácil de ser escondida, facilitando os golpes rápidos e furtivos. Acompanha uma bainha de couro.] {Prata, Madeira e Couro} (Nível Mínimo: 01) {Não controla nenhum elemento} [Forjado por Harry S. Sieghart]

♦ {Claw} / Adaga [Também conhecida como Adaga Garra de Basilisco, essa arma possui trinta e cinco centímetros, e uma lâmina sinuosa e totalmente ondulada, feita de uma liga de aço e bronze sagrado. Seu cabo – que possui um pequeno compartimento onde pode ser guardada uma pequena dose de veneno - é em madeira, entalhado para se encaixar perfeitamente nas mãos da dona. O dano causado por essa arma é tanto de perfuração quanto de corte, por possuir uma ponta bastante afiada, assim como seus gumes. Por ser uma adaga, é leve - trezentas gramas - e fácil de ser escondida, facilitando os golpes rápidos e furtivos. Acompanha uma bainha de couro.] {Aço e Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 01) {Não controla nenhum elemento} [Forjado por Harry S. Sieghart]

— {Revenge} Adaga [Uma adaga aparentemente normal, com aproximadamente 30cm de comprimento. Sua lâmina é feita de prata sagrada e é extremamente afiada; nunca perde o fio. Nêmesis abençoou as armas de seus Seguidores com a propriedade de sempre voltar à sua bainha, não importa quão longe ou onde ela esteja. Demora, em média, cinco minutos para a arma voltar ao seu lugar. Acompanha a bainha de couro. [Prata Sagrada] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Viper} / Adaga [feita de bronze sagrado, possui um fraco brilho esverdeado. Possui cerca de 30 centímetros, sendo 20 de lâmina. Quando atinge o inimigo, um veneno é liberado e consequentemente a lâmina perde seu brilho. O veneno mina 5 pontos de HP da vítima a partir do turno seguinte.] {Bronze Sagrado} (Nível mínimo: 03) {Não controla nenhum elemento}[Recebimento: Comprado de Oliver H. Greyback]

Poderes:

Passivos

Influência sobre o medo {Nível 01} - As pessoas perto de você podem entrar em pânico só por sentir sua presença, um estado de choque ao ver que você estará por perto, sendo filho da Morte. Se manterão longe e podem até hesitar um ataque em um nível maior, admitindo o poder do semideus.

Personalidade de Ceifador {Nível 01} - Essa habilidade é praticamente um indicador das características dos ceifadores. Eles são disciplinados(Cumprem ordens e não são punidos de forma injusta), frios(Não caem em chantagens emocionais, não possuem pena), secos(Podem ser grossos e provocar a inimizade dos outros com facilidade), concentrados(Não são afetados por charme ou beleza) e focados em seu dever(Abandonam todas as tarefas para o chamado da morte). Por ser algo mutável de meio-sangue para meio-sangue, o semideus poderá escolher três características, sendo que uma delas é obrigatoriamente o foco. {New}

Baldado {Nível 02} - Simplesmente ao passar por alguma pessoa, animal, plantas, a felicidade desaparecerá. As plantas murcham e o ar se torna pesado. A tristeza tomará conta de tudo e todos que estiverem ao seu caminho. Pode levar a melancolia e a depressão.

Beleza {Nível 03} - Os filhos de Thanatos herdam muitas características de seu pai. Portanto, herdam também a sua beleza. Thanatos era um deus belíssimo, e assim serão os seus filhos. Enganará pessoas com facilidade, geralmente os semideuses se sentirão atraídos pelo filho de Thanatos. {New}

Visão Sinistra {Nível 12} - O semideus adquire sentidos de morte mais apurados e passa a perceber o sobrenatural pelo prisma da Morte. Ele enxerga o fardo da morte ao redor de uma pessoa: não a probabilidade de morrer (a menos que o indivíduo tenha uma doença terminal), mas com que frequência ele se associou (consciente ou inconscientemente) aos mortos ou aos agonizantes. Aqueles que perderam muitos entes queridos ou que mataram muitas pessoas costumam carregar fardos mais pesados. Este sentido também se aplica a coisas e lugares. Usando este clássico, o semideus é capaz de perceber o pesar de uma pessoa devido a uma perda recente e manipular a vulnerabilidade emocional do indivíduo. Pode ser usado para identificar assassinos que tenham disfarçado seus crimes para que não fossem descobertos (mas o clássico não revela os pormenores do assassinato: revela apenas que o alvo tem sangue nas mãos). Esta visão não funciona com pessoas que não se lembram das perdas ou não reconhecem-nas. O poder também serve para diferenciar um morto de um não morto, ou seja, caso uma pessoa tenha se acidentado, podes ver se ela morreu ou ainda está viva. {New}


Crédito do template a Tamy!

Amy C. Hill
Filhos de Tânatos
Mensagens :
107

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 01:52

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum