Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por 024-ExStaff em Seg 02 Abr 2012, 00:05

Relembrando a primeira mensagem :

A Caverna



Nas profundezas da floresta, no local mais afastado e sombrio, um pequeno paraíso se escondia. Uma caverna de milhares e milhares de anos se encontrava ali. Uma mini cascata corria em seu interior e pedras preciosas iluminavam o lugar, além de belas estalactites e estalagmites espalhadas. A caverna escondia passagens secretas e talvez criaturas que ninguém jamais sonhou que existiam. Mais a fundo existe um pequeno lago de teto aberto onde o sol e a lua podem atingi-lo para aquecer e resfriar, em um ciclo sem fim. Só um aviso, não tente explorar muito a fundo ou acabara se perdendo!
024-ExStaff
Indefinido
Mensagens :
179

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Hugo C. Oliveira em Qui 06 Set 2012, 13:51

Eu estava andando perto de uma caverna, para relaxar um pouco, e ouvi rangidos, eu estava com meu machado e corri para o local, ao chegar La vi meu amigo Felipe, filho de Ares, jogado no chão, e vi também uma menina enrolada por fios de metais, e quem os atacara era uma feiticeira de Circe, eu consegui perceber por causa da magia dela, sem pensar duas vezes eu avancei com meu machado para cima da feiticeira.
Hugo C. Oliveira
Filhos de Hefesto
Mensagens :
84

Localização :
atras de você, ou na minha forja[Blackbird]

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Felipe R. Oliveira em Qui 06 Set 2012, 14:40

Derrepente, eu pude ver de relançe um raio vindo em minha direção, tentei me esquivar e aquela coisa me acertou de raspão no meu braço esquerdo. Cai no chão e pude ver meu amigo Hugo indo para cima da garota que estava nos atacando. Logo eu me levantei e transformei minha braçadeira em lança e parti para o ataque.

Felipe R. Oliveira
Filhos de Ares
Mensagens :
43

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 5

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Hugo C. Oliveira em Qui 06 Set 2012, 18:44

Felipe se levantou e transformou sua pulseira em uma lança, e partiu para o ataque, eu e o Felipe estávamos sem escudos e isso seria um problema serio contra uma feiticeira e Circe, pensei um pouco e disse.
-Felipe, corre até o acampamento e pegue escudos, eu seguro a feiticeira! Vou tentar não morrer!!- dei uma risada
Hugo C. Oliveira
Filhos de Hefesto
Mensagens :
84

Localização :
atras de você, ou na minha forja[Blackbird]

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Hunyak Hasting em Qui 06 Set 2012, 19:04


Death²

Parecia que meu "plano" estava dando certo. Amane não estava ali para arrancar a cabeça de alguns semideuses. Parecia que a filha de Athena e o filho de Ares precisavam de reforços, o que seria mais "divertido" em minha decisão. Parecia que o filho de Ares conseguira desviar de meu meu raio, e a filha de Athena continuara imobilizada nos fios de metais que estavam pelo seu corpo.

O semideus que tinha aparecido, parecia provavelmente um filho de Hefesto, reconheci enquanto segurava um machado em mãos, foi em minha direção com seu machado, enquanto pensava em como seria que eu iria matar - se é que eu mataria - os semideuses.

- Vamos brincar um pouco... - Sussurrei enquanto um círculos mágico azulado começava a aparecer em na palma da minha mão direita. Um filete de água começara a surgir na minha mão direita, aumentando seu tamanho a cada passo que eu dava para trás tentando me afastar um pouco do semideus que vinha com machado em minha direção. Quando o semideus estava um metro de distância de mim, dei um risco horizontal com meu chicote na barriga do semideus, ele estava 30 centímetros a minha frente, portanto, o dano seria um pouco fatal.

Me empurrei para trás, consegui me jogar no chão, mas me levantei no mesmo segundo em que me joguei.

- Quer conhecer meus truques? - Esfreguei a minha mão na roupa. - Badickinis Metalalurca.- Os mesmos fios de metais que estavam envolta da filha de Athena começou a aparecer no corpo do semideus com o machado, soltei uma gargalhada, e então o filho de Ares veio em minha direção, mas eu acho que eu estava fazendo a coisa certa.

Voei para o alto de uma árvore atrás de mim, e então dois clones apareceram na minha reta guarda, eles podiam usar alguns de meus poderes e, então poderia segurar o filho de Ares por um tempo.

- Nercusius Verdicu! - Os clones falaram no mesmo estante e, bolas elétricas coberta por mini-raios apareceram nas mãos dos clones. Eles olhavam furiosamente para o filho de Ares, enquanto o filho de Hefesto estava coberto por fios de metais. Os clones então lançaram raios não tão fortes como o que eu lançara no filho de Ares no inicio, porém, eles lançaram o raio no mesmo estante, o que causaria um forte dano.

Me aproximei do filho de Hefesto. Dei uma rasteira no semideus com a minha perna esquerda e, quando o mesmo estava caído no chão dei a minha mão pra ele, com a intenção que ele a segurasse. - Ai meus Deuses! O que eu fiz? Deixe eu te ajudar! - Apertei a mão do filho de Hefesto. Um sorriso se formou em meu rosto, e logo após dei um tapa na cara do semideus, aonde que provavelmente a pele dele ia ficar verde e irritada.


Spoiler:

Armas Levadas

@ Faca de Bronze [Inicial]
@ Bolsa com sementes [A bolsa possui sementes infinitas, qualquer semente que o semideus quiser irá sair dela. Nenhuma planta com efeito saíra daqui.][Presente de reclamação: By Deméter]
@ Medalhão de Foice [Um medalhão com um pingente de Foice que quando acionado se transforma em uma grande e afiada Foice. Quem tocar no medalhão sem a permissão do Filho de Deméter fica paralisado por dois turnos][Presente de reclamação: By Deméter]
@ Pulseira de Cereais [Pulseira com vários pingentes de cereais como trigo e aveia que se transformam em um grande escudo de bronze sagrado quando o Filho de Deméter desejar usá-lo. O escudo pode ajudar no controle das plantas. A pulseira sempre volta para o braço do semideus mesmo que ele a perca.][Presente de reclamação: By Deméter]
@ Cetro Mágico

Habilidades Usadas

• Nercusius Verdicu. O primeiro ataque ofensivo dos feiticeiros. Este ataque consiste em lançar raios de energia branca mesclado a uma coloração verde água das mãos do bruxo. Pode causar danos medianos caso acerte tendo o efeito elétrico e impactante no alvo.
• Badickinis Metalalurca. Usado para capturar o inimigo envolvendo ele ou ela em cabos de metais de resistência mediana que se materializam em volta do indivíduo.
• Chicote de água. Ao abrir a palma da mão, um círculo mágico irá surgir um pouco maior que sua mão e irá produzir um filete de água do tamanho de um chicote comum, a água é consistente não mudando a sua forma, o dano produzido pelo chicote é grande.
• Clorofilado. O personagem filho de Deméter tem a habilidade de, ao tocar em seu inimigo, fazer com que sua pele fique verde e irritada, assim começando a se coçar por todo o corpo. O poder clorofilado dura no máximo duas rodadas, e após o efeito, a pele ficará vermelha por dois dias.
• Clone tríplice. Com essa habilidade poderá criar três clones a sua própria imagem e com metade de seus poderes, os clones irão surgir em três à suas costas. Duram 3 rodadas.
• Maestria com a magia. Por serem feiticeiros de Circe, vocês sofreram menos perda de MP do que o normal ao usarem algum poder.
Hunyak Hasting
Filhos de Deméter
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Steve C. Wizard em Qui 06 Set 2012, 20:02


Who got the real magic?


Um gosto amargo percorreu a garganta do semideus. Seus olhos dirigiam-se à além da colina, visando a caverna que erguia-se vários metros adiante. Poucos passos o separavam do fim da proteção que a barreira mágica do acampamento lhe proporcionava. Seus olhos já estavam sem vida e ele permanecia estático; uma visão tinha início em sua mente, algo que ocorreria num futuro próximo. Seria aquilo uma assassina? Ele não podia afirmar, já que sua visão era um tanto desconexa, porém, uma coisa era certa: havia uma batalha. Não tinha motivos para não interferir, afinal, um ataque sem porquê poderia estar acontecendo e, por essa razão, ele se intrometeria. Seu corpo estremeceu e, involuntariamente, deu um passo à frente. Feito isso, sua visão entrou em foco novamente, sobrepondo aquilo que lhe sucedia anteriormente.

Desceu a colina, rumando o chalé de Hécate. Após um baque forte contra a porta, adentrou o chalé. Seus meio-irmãos alternaram olhares entre si, aparentemente preocupados. Nenhum dos moradores dali gostava de Steve até que ele tivesse se tornado monitor – mas isso não importava. Em seu antebraço esquerdo firmou-se um escudo que era pois o único armamento “visível” que consigo levava; o restante não passava de apetrechos. Assim, saiu do chalé novamente, ignorando todos os olhares e indagações que lhe fizeram.

“Daybreak!”, ele pensou. Uma imensa fera se aproximou do semideus enquanto ele subia a colina às pressas. Saltou sobre aquele cão infernal, ajustando-se com dificuldade em seu lombo após isso. Não precisou proferir nada para que sua mascote disparasse até a entrada da caverna, onde toda a algazarra já podia ser vista. Uma aura mágica atingia o filho de Hécate com brutalidade e pôde então identificar aquela que originava tal poder – uma feiticeira. Sabia que era uma, já que outrora havia visto-a num chalé de algum dos olimpianos, o que descartava a possibilidade de possuir magia de outra maneira, senão sendo uma devota de Circe. Steve via uma boa estratégia traçada pela garota, mas não seria o suficiente. Viu dois clones idênticos a ela. Sabia quem era a original, uma vez que esta possuía a verdadeira aura de magia.

-Ora, ora. Temos uma engraçadinha aqui? Vou te dar a chance de se render. – ele falou.

Desceu de DB, fitando em seguida os dois clones; assim que desejou, as “garotas” começaram a tremer, até cederem ao sono poderoso que lhes cingia. Logo, estavam desmaiadas. Procurou no bolso sua caneta e rapidamente encontrou-a, destampando-a logo após. Normalmente surgiria em suas mãos uma lança, mas desta vez ocorreu diferente: uma espada longa, feita de bronze na lâmina e ornamentada em ouro no cabo, materializou-se em sua mão direita. Daybreak ia pela lateral direita da semideusa, enquanto Steve ia pela esquerda. Seus olhos brilhavam intensamente e não se desprendiam da baderneira. Por sorte, ela ainda não havia matado ninguém e, por esse motivo, poderia alcançar a clemência da prole de Hécate.

-Lhe darei uma única chance. Vá embora agora.

Seus olhos se arregalaram, ainda fitando a bastarda, e uma revoada de corvos surgiu em volta de sua oponente. Bicavam-lhe furiosamente e causariam hematomas e sangramentos muito incômodos nela. No caso de não desistência, seria obrigado a tomar uma medida mais drástica. Como se não bastassem os corvos, um enorme cão branco de três cabeças se ergue sobre a grama e, ao primeiro comando, avançou contra a feiticeira. Sem dúvida, ela estava em maus lençóis. Ainda impossibilitando-na d'uma defesa eficaz, produziu em volta dela ilusões com a imagem de Steve, seguidos de uma confusão mental descomunal.

Armas e itens levados:
♣ Lança Mágica (Amplia o poder mágico, é indestrutível. Quanto ativada, assume a forma de uma lança envolta em uma aura de magia, a extremidade de baixo é tão afiada quanto uma lança comum, mas a de cima é ornamentada com pedras e runas mágicas, exalando poder. Desativada, assume a forma de uma caneta, sempre guardada em conjunto com o grimório) [By: Hécate]
♣ Magic Sword [Uma espada longa de prata feita resritamente para magos, ou seja, potencializa e não restringe os poderes mágicos ao ser usada][Quando o semideus desejar a arma pode se transformar em um anel de prata com o desenho de duas letras "s" envolvidas, como se fossem serpentes.]
♣ Escudo Laminado [Um escudo de bronze sagrado circular, de tamanho pequeno, e muito leve, ideal para arremessar. Um botão escondido dentro dele, quando apertado, faz surgir uma lâmina de prata a cada 180 graus da borda da circunferência do escudo, que não atrapalham na aerodinâmica, porém muito afiadas][Pintado como o escudo do Capitão América][Presente de Aniversário de Rafaella Crockford Gauth]
♣ Angel [Um bracelete feito de prata, que se ajusta perfeitamente no pulso de Steve. No item está gravado em uma caligrafia fina o nome de sua amada "Sophia". Duas vezes por missão um espinho de ouro, que mede 10 centímetros, pode ser lançado no inimigo. A parte do corpo atingida por ele fica paralisada durante dois turnos e causa grande dor no oponente atingido. O espinho só poderá ser lançado ao comando do próprio semideus.] [Presente de aniversário de Sophia Colluci Niceness]
♣ Colar das Relíquias da Morte [É o colar que representa as Relíquias da Morte, dos contos de Beedle, o Bardo, escritos pela autora inglesa, J. K. Rowling. Na varinha (o risco) há pequenas letras com as iniciais "S.G.B." (Steve, Grimm, Brothers). No círculo, há um pequeno dispositivo que se ativa apenas com a marca digital de Steve. Dada a ativação, um holograma surge mostrando bons e felizes momentos para ele com a pessoa que mais lhe faz falta, ou as pessoas que mais lhe fazem falta quando estiver longe delas. No triângulo, quando Steve colocar a mão sobre o colar, um arco cristalizado se forma, e flechas de gelo surgem em qualquer aljava vazia que ele carregar consigo, arco e flechas feitos com o gelo cristalizado de seu irmão Grimm.](Presente de Grimmjow Yuikimura)
♣ Just Love [Um pequeno colar em ouro com um pingente de diamante em formato de um pequeno coração. É abençoado para que proteja o usuário de qualquer magia mental ou sedução. Não o protege contra os caprichos de Andy. Ainda possui a inscrição "Para meu macumbeiro preferido. Com carinho, Andy"][Presente da Andy]
Poderes Utilizados:
○ Passivos ○
Lvl 1 – Pericia com Feitiços: Eles conseguem realizar feitiços e magias com mais facilidade.

Lvl 2 -Sentir magia: Consegue detectar auras mágicas por perto. Dependendo do lvl, a habilidade aumenta, podendo então definir a natureza da aura e o poder do objeto ou criatura encantados.

Lvl 8 – Aura da Magia: Você exala tanta magia, que seu inimigo fica apavorado e faz ações insignificantes.

○ Ativos ○

Lvl 5 – Confusão: Seu personagem pode invadir a mente do inimigo e causar confusão, o impedindo de se defender. Dura uma rodada e somente uma vez por combate.

Lvl 11 - Flash-forward: Hécate é conhecida por conseguir olhar em todas as direções, passado, presente e futuro. Com esse poder, 2 vezes por missão, ao tocar um objeto ou se concentrar em um local, o filho de Hécate consegue obter uma visão do passado e futuro do lugar - quem esteve, o que fez, o que disse. A quantidade de horas nesse espaço-tempo e a precisão e clareza dependem do nível, e o filho de Hécate não perde a consciência, considerando sua capacidade de ainda olhar o presente, mas para fazer outra ação além de narrar o que vê e andar deve cancelar o poder. Uso: 2/missão, não pode usar em combates.

Lvl 13 - Revoada de corvos: O mago invoca os animais que são um dos símbolos de hécate. Os corvos surgem no ponto indicado pelo mago e durante 3 rodadas rodeiam o inimigo, bicando-o e atrapalhando sua visão. Os corvos não são magicos, podendo ser mortos ou bloqueados normalmente, mas causam dano e servem como distração.

Lvl 17 – Ilusionismo: Essa técnica faz, magicamente, que diversas ilusões (normalmente com a sua imagem, mas pode ser outra coisa) apareçam e cerquem o inimigo, o confundindo muito.

♣ Mago de Guerra ♣

○ Passivos ○

lvl 15 - Magia em combate - O filho de Hécate não precisa ler seu grimório durante o combate para invocar suas magias, desde que sejam magias de ataque direto, que passam a ser conjuradas com o auxílio de sua lança. [No caso, uma espada]

Lvl 16 - Presença inspiradora - a presença do mago de guerra incita o ânimo dos aliados, que passam a causar 20% a mais de dano com os golpes diretos em sua presença.

○ Ativos ○

Lvl 17 - Arsenal - Transforma a lança do mago de guerra em qualquer arma que ele queira. Gasta pouco mp e a transformação dura até ser desfeita pela vontade dele.
Mascote:
Cão Infernal {Daybreak} [O Cão Infernal tem a capacidade de se comunicar mentalmente com Steve][110/120HP]


template made by neon suicide at @ops
Steve C. Wizard
Indefinido
Mensagens :
118

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Bruce L. Salazar em Qui 06 Set 2012, 21:25

• Gold, Silver and Platine •

Dammyen estava entediado naquele maldito chalé, que muitos de seus irmãos chamavam de casa. Seus olhos verdes fitavam sua máscara, sendo esta a máscara que Dionísio dera para o semideus. A prole de Apollo observava a movimentação no chalé, quando, finalmente, resolveu passear por aquele acampamento, ou fora dele, o que seria o caso. Dammyen queria se divertir, o que não ocorreria dentro daquele acampamento irritante. A calça jeans preta do semideus estava meio amassada, enquanto a camisa por debaixo da jaqueta estava levemente rasgada, sendo que os rasgos foram feitos pelo próprio Dammyen por puro tédio. O clima era quente e bem ensolarado, sendo que seria útil para o semideus, por isso, a jaqueta foi retirada por ele, para simplesmente se sentir melhor e mais confortável para um combate, que poderia ocorrer. A máscara estava na mão do garoto, enquanto a faca de bronze se encontrava em sua mão, pois não levaria um arco e uma aljava, era muito chamativo. Após amarrar seu all-star negro, partiu em direção à um dos locais que os meio-irmãos do semideus diziam ser extremamente magnífico, a caverna.

O caminho para o semideus era tranquilo, ninguém se atrevia pará-lo ou interromper seu percurso. Os olhos do garoto já começavam a mudar, sendo que lentamente suas córneas ficavam negras e o verde em seus olhos começavam a ficar mais vívidos. A insanidade começava a dominar a mente do semideus e Lucas, que se encontrava dentro do corpo de Dammyen, somente observava, vendo a hora de interferir. O caminho não era muito longo, não para o filho de Apollo. A caminhada demorou alguns minutos, mas Dammyen não se cansou nem um pouco, provavelmente sendo uma de suas habilidades herdadas de seu pai, o deus do sol. Ao chegar no local, soltou um sorriso cínico, enquanto observava os outros dois semideuses. A máscara já se encontrava no rosto do garoto, sendo que a única parte visível eram seus olhos, que demonstravam a insanidade vinda da mente do garoto. Observou os dois, enquanto se recostava em uma árvore, enquanto a alma de Lucas se preparava para interferir.

Caham, desculpe interferir esse combate bobinho, mas será que eu precisarei interferir nessa briguinha? - Disse Dammyen, rindo cinicamente.

Ele conhecia seu poder de luta e sabia que, provavelmente, não daria conta dos dois sozinho. A prole de Apollo observou que a garota estava sendo cercada pelo semideus e por um cão grande demais, que não representava perigo para Dammyen. Ele continuava a observar, enquanto seus olhos continuavam em contante mudança, até que a mente do semideus se despedaçasse e ele partisse para o ataque.


Detalhes:
Poderes Passivos Utilizados

[Novo]Imunidade a Venenos (Nível 3): O filho de Apollo fica totalmente inume a venenos de todos os tipos e magnitudes, só não sendo inume a venenos produzidos por anticorpos de outro filho de Apollo. Explicando resumidamente: Se o veneno estiver com um pingo de sangue de um filho de Apollo, essa habilidade se torna ineficaz.

[Novo]Atleta Perfeito (Nível 5): Sendo filho do deus representante da perfeição e equilíbrio, você possui excelentes capacidades físicas, conferindo a você certa agilidade e destreza para se esquivar de alguns ataques.

Armas Levadas

♠ Faca de Bronze [Inicial]
♠ Black Ghost Mask [Máscara feita de titânio, indestrutível. A parte de dentro é totalmente confortável, se encaixando perfeitamente no rosto do usuário. Preta, com um desenho em vermelho vivo de uma caveira, parecendo feridas diversas e sangue puro. Encantada, não permite que leiam a mente do usuário, nem que se perca de seu dono (Nesse caso, Dionísio abençoou após perdê-la). A máscara também tem dispositivos de purificação de ar, deixando o ar puro, sendo assim, inutilizando gases venenosos]
Observações importantes:
Dammyen está lá pacificamente, sendo que se for atacado, vai se defender e contra-atacar. Outra coisa: Ninguém conhece o Dammyen.
Bruce L. Salazar
Indefinido
Mensagens :
987

Localização :
Hell

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Hunyak Hasting em Qui 06 Set 2012, 21:38


Escape

Vinha mais gente para o local, meus rastreamento não falhava e, eu tinha algumas habilidades que me faziam sentir a presença de alguém. Sim, tinha alguém vindo. Acionei meus itens, que se transformaram em suas respectivas armas e então deixei o cetro mágico guardado dentro da mochila.

Comecei a voar, estava acima de algumas árvores, observando apenas a clareira e, procurando o indivíduo que estava se aproximando. Finalmente ele aparecera de trás das árvores, era um garoto, eu lembrava dele quando eu era do acampamento, o filho de Hécate, ele costumava treinar, talvez seria mas experiente que eu. Os clones começaram a dormir, provavelmente, era um dos truques do filho de Hécate, eu fuzilava ele com os meus olhos, e ele fazia o mesmo, então não resolvi nenhum movimento, aliás, eu poderia morrer e, eu tinha medo daquilo, mesmo tentando matar pessoas.

Corvos apareceram a minha volta, eu não sabia o que fazer, pelo menos, eu conseguia resistir um pouco a esse tipo de ataque, então, comecei a rodar a minha foice no sentido horário tentando decepar alguns dos corvos, enquanto via a ilusão do garoto em a minha volta.

- Eu desisto - Pensei. Uma fera que reconheci como um Cérbero se encontrava na grama e então o mesmo partiu em minha direção e rapidamente comecei a gritar alguns encantamentos que fizeram raios potentes surgirem da palma da minha mão e acertar o cérbero que vinha em minha direção. Após estar um pouco longe do semideus, acima das árvores que estavam por ali, resolvi voltar ao solo. Minhas armas se transformaram nos itens e então levantei as mãos, sim, eu desisti.

- Nos encontraremos novamente, filho de Hécate. - Dei um sorriso amigável. - Você é um ótimo feiticeiro, talvez possa ser um seguidor de Circe, mas, você pensou mesmo que eu não iria matar ninguém? - Me afastei do Semideus. - Emocha Objecti! - Raios surgiram da palma das minhas mãos, indo em direção a Filha de Athena, que continuara com os fios de metais envolta do corpo. Os raios poderiam resultar na morte da semideusa, ou não. Retirei a minha faca de Bronze da bainha e contei alguns metros, arremessando contra o pescoço da prole de Athena, caso alguém tentasse protegê-la, causaria danos no mesmo.

- Abeo Exorior. - Pronunciei dando algumas risadas. Depois disso, estava longe dos semideuses, em um local que pelo jeito, eles não iriam encontrar, então voei em direção a NY.

Spoiler:

Armas Levadas

@ Faca de Bronze [Inicial]
@ Bolsa com sementes [A bolsa possui sementes infinitas, qualquer semente que o semideus quiser irá sair dela. Nenhuma planta com efeito saíra daqui.][Presente de reclamação: By Deméter]
@ Medalhão de Foice [Um medalhão com um pingente de Foice que quando acionado se transforma em uma grande e afiada Foice. Quem tocar no medalhão sem a permissão do Filho de Deméter fica paralisado por dois turnos][Presente de reclamação: By Deméter]
@ Pulseira de Cereais [Pulseira com vários pingentes de cereais como trigo e aveia que se transformam em um grande escudo de bronze sagrado quando o Filho de Deméter desejar usá-lo. O escudo pode ajudar no controle das plantas. A pulseira sempre volta para o braço do semideus mesmo que ele a perca.][Presente de reclamação: By Deméter]
@ Cetro Mágico

Habilidades Usadas

• Emocha Objecti. Dispara um raio de energia potente da mão do mágico.
• Abeo Exorior. Um feitiço muito usado pelos feiticeiros quando estes se encontram em situações comprometedoras, pois através dele podem teleportar a si mesmos para pequenas distâncias, evitando ataques de outros seres ou mesmo adiantando-se para algum ponto – de no máximo 20 km - que lhes interesse.
• Beleza lasciva: Circe é considerada deusa do amor físico, e seus aprendizes adquirem uma beleza especial aos olhos de outras pessoas, e em níveis mais altos, os feiticeiros da deusa passam a ter um poder de sedução maior, persuadindo e encantando seus adversários.
• Presença imponente: Sua aura mágica estará mais desenvolvida. Ela se manifestará em você impondo sua presença aos outros, isso os levará a hesitar a te atacar. Fazendo com que ganhes algum tempo.
Voar (Nível 5). Ao correr um pouco sob céus pés irá aparecer um círculo mágico, este quando completo deverá dar um pequeno impulso e do círculo uma força irá fazer com que você levite por um curto período de tempo.
Hunyak Hasting
Filhos de Deméter
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Felipe R. Oliveira em Sex 07 Set 2012, 11:18

-Felipe, corre até o acampamento e pegue escudos, eu seguro a feiticeira! Vou tentar não morrer!- disse Hugo dando uma risada.
Eu afirmei com a cabeça e fui pegar os escudos, só que quando eu tentara passar pela feiticeira ela fez um feitiço e dois clones apareceram, e fizeram bolas elétricas com as mãos e jogaram contra mim, me desviei de todas que eu consegui e ao olhar para o lado vi a feiticeira atacando Hugo com os fios de metal.
Felipe R. Oliveira
Filhos de Ares
Mensagens :
43

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 5

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Hugo C. Oliveira em Sex 07 Set 2012, 11:31

A feiticeira não estava de brincadeira, não deixou Felipe passar por ela sem antes ter que lutar com dois clones, aparentemente com os poderes dela, quando eu ia investir um ataque contra ela, a feiticeira foi mais rápida e me enrolou nos fio de metal que antes estavam na filha de Athena, eu fiquei imobilizado, De repente a feiticeira me deu uma rasteira e eu cai no chão, ele me ajudara a levantar estendendo sua Mao.
- Ai meus Deuses! O que eu fiz? Deixe eu te ajudar! –disse ela
Quando eu me levantei ela me deu um tapa na cara, o lugar onde ela bateu começou a arder e ficar verde, eu sabia que não devia ter confiado nela eu dei um soco na cara dela fazendo com que caísse no chão! Mais logo depois se levantou e começou a voar. Parecia que alguém estava vindo, eu não consegui ver quase nada depois de algum tempo a feiticeira jogou raios na menina que estava enrolada nos fio e logo em seguida uma faca! Sem pensar avancei com meu machado para cima do feitiço, consegui desviá-lo mais o poder foi tanto que eu fui jogado para longe, e bati de costas em uma arvore
Hugo C. Oliveira
Filhos de Hefesto
Mensagens :
84

Localização :
atras de você, ou na minha forja[Blackbird]

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Felipe R. Oliveira em Sex 07 Set 2012, 11:44

Logo depois da feiticeira atacou Hugo com os fios ela deu uma rasteira nele, o derrubando, depois ajudou ele a levantar e Le deu um tapa na cara, Hugo deu um soco na cara dela, mais logo depois ela saiu voando, parecia que alguém estava chagando, depois de um tempo a feiticeira atacou a linda Zoe, eu fiquei totalmente possuído pelo ódio, a feiticeira atacou raios nela e depois uma faca, eu não sabia o que ia fazer, quando de repente Hugo foi com seu machado para cima dos raios, ele conseguiu desviá-los mais foi jogado para longe se arrebentando todo contra uma parede, restava só à faca bati nela com minha lança fazendo ir para longe.
Felipe R. Oliveira
Filhos de Ares
Mensagens :
43

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 5

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Steve C. Wizard em Sex 07 Set 2012, 13:23


Who got the real magic?


Tudo funcionava como previsto. Os corvos a feriam e a ilusão lhe tirava o foco de tudo que ocorria além da barreira de aves que a cercava. Steve, por sua vez, esperava uma reação. Alguns projéteis mágicos foram de encontro ao cão que invocara, mas este era ágil demais e, tal fator misturado com a confusão que se alastrava na mente da garota, era claro que ela erraria. Sorriu quando ouviu a feiticeira ferida proferir sua desistência, mas anunciando uma revanche. Era ótimo. Inimigos. Quantos mais daquele tipo, melhor. Ele a deixaria fugir, mas ela não estava contente. Ela atacou outra pessoa que ali estava, o que obrigou-o a agir.

“Carecerem”, ele pensava. Correntes negras presas ao nada surgiram, imobilizando momentaneamente àquela que lutava contra os novatos desprevenidos. Correu até ela, brandindo sua espada, até desferir um golpe na diagonal, tendo início da parte superior direita e então rasgaria a semideusa sem muitas dificuldades. Não sabia o que ela proferia, mas aí ela sumiu. Talvez tivesse recebido o golpe, ou talvez tivesse sobrevivido. Steve não sabia dizer.

Outro garoto se aproximou e dizia algo como se fosse um valentão. Wizard não podia culpá-lo, afinal, tinha sido bem mais folgado que ele há pouco. Todavia, correu até Daybreak e saltou sobre, agarrando-se em seu pelo e, no segundo seguinte, partindo numa viagem pelas sombras de volta aos limites campais. Não pretendia ver se estavam todos bem. Os deixaria resolverem-se por si só.

Armas e itens levados:
♣ Lança Mágica (Amplia o poder mágico, é indestrutível. Quanto ativada, assume a forma de uma lança envolta em uma aura de magia, a extremidade de baixo é tão afiada quanto uma lança comum, mas a de cima é ornamentada com pedras e runas mágicas, exalando poder. Desativada, assume a forma de uma caneta, sempre guardada em conjunto com o grimório) [By: Hécate]
♣ Magic Sword [Uma espada longa de prata feita resritamente para magos, ou seja, potencializa e não restringe os poderes mágicos ao ser usada][Quando o semideus desejar a arma pode se transformar em um anel de prata com o desenho de duas letras "s" envolvidas, como se fossem serpentes.]
♣ Escudo Laminado [Um escudo de bronze sagrado circular, de tamanho pequeno, e muito leve, ideal para arremessar. Um botão escondido dentro dele, quando apertado, faz surgir uma lâmina de prata a cada 180 graus da borda da circunferência do escudo, que não atrapalham na aerodinâmica, porém muito afiadas][Pintado como o escudo do Capitão América][Presente de Aniversário de Rafaella Crockford Gauth]
♣ Angel [Um bracelete feito de prata, que se ajusta perfeitamente no pulso de Steve. No item está gravado em uma caligrafia fina o nome de sua amada "Sophia". Duas vezes por missão um espinho de ouro, que mede 10 centímetros, pode ser lançado no inimigo. A parte do corpo atingida por ele fica paralisada durante dois turnos e causa grande dor no oponente atingido. O espinho só poderá ser lançado ao comando do próprio semideus.] [Presente de aniversário de Sophia Colluci Niceness]
♣ Colar das Relíquias da Morte [É o colar que representa as Relíquias da Morte, dos contos de Beedle, o Bardo, escritos pela autora inglesa, J. K. Rowling. Na varinha (o risco) há pequenas letras com as iniciais "S.G.B." (Steve, Grimm, Brothers). No círculo, há um pequeno dispositivo que se ativa apenas com a marca digital de Steve. Dada a ativação, um holograma surge mostrando bons e felizes momentos para ele com a pessoa que mais lhe faz falta, ou as pessoas que mais lhe fazem falta quando estiver longe delas. No triângulo, quando Steve colocar a mão sobre o colar, um arco cristalizado se forma, e flechas de gelo surgem em qualquer aljava vazia que ele carregar consigo, arco e flechas feitos com o gelo cristalizado de seu irmão Grimm.](Presente de Grimmjow Yuikimura)
♣ Just Love [Um pequeno colar em ouro com um pingente de diamante em formato de um pequeno coração. É abençoado para que proteja o usuário de qualquer magia mental ou sedução. Não o protege contra os caprichos de Andy. Ainda possui a inscrição "Para meu macumbeiro preferido. Com carinho, Andy"][Presente da Andy]
Poderes Utilizados:
○ Passivos ○
Lvl 1 – Pericia com Feitiços: Eles conseguem realizar feitiços e magias com mais facilidade.

Lvl 2 -Sentir magia: Consegue detectar auras mágicas por perto. Dependendo do lvl, a habilidade aumenta, podendo então definir a natureza da aura e o poder do objeto ou criatura encantados.

Lvl 8 – Aura da Magia: Você exala tanta magia, que seu inimigo fica apavorado e faz ações insignificantes.

○ Ativos ○

Lvl 13 - Revoada de corvos: O mago invoca os animais que são um dos símbolos de hécate. Os corvos surgem no ponto indicado pelo mago e durante 3 rodadas rodeiam o inimigo, bicando-o e atrapalhando sua visão. Os corvos não são magicos, podendo ser mortos ou bloqueados normalmente, mas causam dano e servem como distração.

Lvl 17 – Ilusionismo: Essa técnica faz, magicamente, que diversas ilusões (normalmente com a sua imagem, mas pode ser outra coisa) apareçam e cerquem o inimigo, o confundindo muito.

♣ Mago de Guerra ♣

○ Passivos ○

lvl 15 - Magia em combate - O filho de Hécate não precisa ler seu grimório durante o combate para invocar suas magias, desde que sejam magias de ataque direto, que passam a ser conjuradas com o auxílio de sua lança. [No caso, uma espada]

Lvl 16 - Presença inspiradora - a presença do mago de guerra incita o ânimo dos aliados, que passam a causar 20% a mais de dano com os golpes diretos em sua presença.

○ Ativos ○

Lvl 17 - Arsenal - Transforma a lança do mago de guerra em qualquer arma que ele queira. Gasta pouco mp e a transformação dura até ser desfeita pela vontade dele. [No caso, uma espada]
Mascote:
Cão Infernal {Daybreak} [O Cão Infernal tem a capacidade de se comunicar mentalmente com Steve][110/120HP]
Observações:
Gostaria de ressaltar que deve ser levado em consideração tudo que foi feito anteriormente, mas o que acabou sendo incoerente mediante as atitudes tomadas por Hanna, uma vez que nada parecia afligia, porém muitos ataques que a deixariam num colapso mental foram simplesmente ignorados. Em caso de não sofrer ataques, considerar a saída do local em 24 horas.


template made by neon suicide at @ops
Steve C. Wizard
Indefinido
Mensagens :
118

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Felipe R. Oliveira em Seg 10 Set 2012, 12:53

Fui dar uma olhada em Zoe e depois em Hugo, não sei dizer se eles estavam bem, mas Hugo conseguia andar, Logo depois do campista que estava com ocão infernal ter ido embora eu e Hugo colocamos Zoe nas costas, pois ela estava meio inconciente, deixamos a caverna e voltamos para o acampamento.
Felipe R. Oliveira
Filhos de Ares
Mensagens :
43

Localização :
Acampamento Meio-Sangue, Chalé 5

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Hugo C. Oliveira em Seg 10 Set 2012, 13:06

Levanto-me com um pouco de dificuldades ajudo Felipe a levar a Zoe para o acampamento, eu não estava nem um pouco bem, meu corpo estava coçando inteiro, depois daquele tapa, não liguei muito e fui embora levando Zoe nas costas junto com o Felipe
Hugo C. Oliveira
Filhos de Hefesto
Mensagens :
84

Localização :
atras de você, ou na minha forja[Blackbird]

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Zeus em Seg 10 Set 2012, 15:02

✿ Atualização ✿



Hanna, embora atordoada, conseguiu matar a filha de Athena que estava em estado de choque, porém não desviou do cão do filho de Hécate, tampouco de seu ataque direto, sendo assim igualmente morta. Os outros envolvidos na luta foram feridos, mas não fatalmente e após o feito, a prole de Hécate deixou o lugar rumo ao acampamento, sendo seguida por Felipe e Hugo.




✿ Mortes:

- Zoe Nightshade
- Hanna Castellammare

Obs: Após o banimento de 24h, solicitem a mudança de nome via MP, ou postando AQUI.




✿ Atualizados ✿




Obs²: Posts com menos de três linhas acarretaram ban de 24h por flood. É um pequeno aviso para você, Hugo de Castro e Felipe R. Oliveira.

Zeus
Deuses
Mensagens :
2062

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Ethan Chamberlain em Ter 23 Out 2012, 23:26




never meant to be

And so it is just like you said it would be life goes easy on me most of the time and so it's the shorter story no love, no glory no hero in her sky (...) And so it is just like you said it should be we'll both forget the breeze most of the time and so it's the colder water the blower's daughter the pupil in denial


Esconder as coisas que sentia nunca tinha sido tão difícil como após o recém choque de realidade recebido pela sua espada, Dreamer. Ela fora quem o ressuscitara a tempos atrás, ela fora quem o lembrara de quem ele era. E fora ela quem ele teve de destruir. Porque? O motivo era óbvio. Dreamer não tinha mais o mesmo significado, a mesma conexão; ambos não pareciam mais se conhecer como elos amigáveis. Ethan sentia um peso no tão dito coração, que ele nem sabia que tinha. Ah, aquela parte dos humanos que não ocupa nenhum espaço, mas é capaz de fazer as maiores idiotices.

O filho de Deméter, o Vingador, o Número Um - vulgo Ethan -, sentava-se com as pernas esticadas em uma das pedras que ficava de costas para a entrada da Caverna. Mordeu o canto interno da boca para conter a dor que sentia ao fazer a agulha passar pela suas pele e carne. Tinha se machucado em um treino idiota, onde normalmente teria vencido com certa facilidade. Recusara o atendimento das enfermarias, querendo ficar ali, sozinho. O machucado era na parte detrás do ombro esquerdo e ele infelizmente só conseguira fechar o começo do ferimento. Esperava que por estar ali, no meio de um ambiente natural, pudesse recuperar-se mais rápido. Sua esperança, até agora, provou-se vã. O machucado não era tão feio, tampouco era grave, mas poderia vir a infeccionar. Tivera paz nos últimos tempos, não recebendo nenhum comunicado de seu patrono. Pela primeira vez desde que tinha tornado-se "dele", sentiu-se aliviado por não ter mais trabalho.

Estava vestido de uma forma bem relaxada; na verdade, não estava lá tão vestido. A pessoa que na infância podia julgar até o ato de ir em um banheiro público algo vulgar, hoje não ligava muito para esses princípios tão mundanos. Usou a pele de árvore para recobrir o lugar da ferida, sentindo um alívio logo após. Jogou a agulha em um canto, não se importando muito. Sua camisa e chinelos estavam em uma pedra mais acima, para não se molharem. Não trazia armamentos, muito embora soubesse que aquele era um local peculiar. Tirou por último a bermuda, ficando então... mais confortável, e entrou na água, que estava estranhamente morna. Encostou a cabeça em um apoio qualquer, olhando para o teto recoberto de estalagmites, e entregou-se aos devaneios que o perturbavam tanto.

cassie at atf.
Ethan Chamberlain
Filhos de Deméter
Mensagens :
522

Localização :
Não estabelecida. -v-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Amber Halliwell em Qua 24 Out 2012, 01:05

O reencontro...


O ocaso tardio cingia os céus com sua magnitude inigualável, tingindo toda a paisagem que a vista da feiticeira podia alcançar, do seu laranja único. Há muito Shamira não se movimentava mais, e, em seu íntimo, questionava a si mesma do porque disso. Afinal, desde a última vez em que estivera entre outros semideuses, não mais tivera contato com qualquer outro. E, foi movida por este pensamento que a feiticeira ergueu-se da rocha de tamanho enorme onde estava assentava e alçou voo no mesmo instante, alcançando os céus com exímia facilidade e sobrevoando toda uma linda vista em contraste com as nuvens, sobre as quais à ruiva já estava. O quão bela a vida poderia ser, se ela se permitisse experimentá-la? Estava prestes a descobrir, rumando para um local até então, desconhecido por si mesma.

As orbes azuis celestes procuravam atentas por um ponto no qual se fixar, quando repentinamente estes se viram de encontro a um âmbito que detivera de um pouco mais da atenção da garota, que ainda no céu, mais parecia um anjo de lindas cabeleiras afogueadas. Sem delongas, ela fechou suas asas abruptamente e desceu em mergulho em direção ao solo.

Logo menos, Shamira se viu pisando sobre algumas pequenas folhas e galhos, que estalavam sob seus pés. Suas asas já haviam se omitido novamente, e não fora nada difícil pra ela ver o que lhe parecia o ponto de entrada para o interior de algo, cuja calmaria e tranquilidade invitavam-na em sigilo. Seguir em frente, ou retesar-se, voltar atrás, para mais tarde consumir-se em dúvidas e incertezas? Seus passos de encontro ao seu destino responderam o questionamento de sua mente, afinal, em seu status atual, poucas coisas poderiam lhe ser de fato perigosas, e, mesmo que fossem, sabia que após tomada a sua decisão, estava automaticamente se dispondo a enfrentar o que se opusesse ao seu caminho.

Todavia, quando adentrou o íntimo do que se revelou como sendo uma caverna, sua surpresa não poderia ser maior. Aquele semideus que avistava, poderia mesmo ser Ethan? Seu emocional gritava por uma resposta positiva a aquela sua dúvida, enquanto sua razão se opunha. O que um reencontro depois do ocorrido no julgamento poderia ocasionar? Não sabia... Mas, de algo ela sabia bem; algo não estava normal no semideus. Porém, ainda assim ela ainda assim seguiu em frente, até aproximar-se o suficiente do álveo da pequena cascata e finalmente deixar que o nome do semideus lhe escapasse pelos lábios como se uma pergunta sem resposta;

Ethan?! A sobrancelha direita da prole da ninfa da neve arqueou-se, e esta pôs a observar já com certo rubor em seu rosto, o belo físico do semideus exposto nas águas cristalinas na qual ele se via imerso. Após chamá-lo pelo nome, ela somente aguardou pacientemente para que ele a denotasse alguma atenção, ou mesmo reagisse à sua presença, fosse lá como fosse.


Amber Halliwell
Filhos de Despina
Mensagens :
136

Localização :
Nos mais voluptuosos dos teus sonhos. No mais obscuro dos seus desejos, sim aqueles que não és capaz de admitir. Sou à resposta às suas preces voltadas a maldade. Estou em todo lugar e em lugar nenhum, por isto tema o frio e se proteja como puder... Posso chegar em qualquer inverno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Ethan Chamberlain em Qua 24 Out 2012, 01:46




never meant to be

And so it is just like you said it would be life goes easy on me most of the time and so it's the shorter story no love, no glory no hero in her sky (...) And so it is just like you said it should be we'll both forget the breeze most of the time and so it's the colder water the blower's daughter the pupil in denial


Não, ele sinceramente não imaginava que ela apareceria ali. Sentiu sua aproximação desde quando a aura desta, poderosa como era, tinha adentrado seus domínios sensitivos; um sorriso que assumiu todo a sua face - atitude que se tornara única para ele - não pediu autorização para aparecer, e simplesmente estava lá, recebendo a semideusa de cabelos ruivos. As imagens do julgamento, qual ela participara em sua defesa - quer dizer, não somente isso, ela havia lhe salvado, na verdade - voltavam à sua mente, trazendo-o a representação do ser que mais tinha proximidade naquele mundo: Shamira. As correntes do destino, que fogem da compreensão de meros semideuses, humanos e deuses, traziam-na de volta para reencontrar a pessoa que salvara.

A pessoa sem alma.

O sorriso morreu em seu rosto, embora não o calor que fora revivido em seus olhos, ainda aparente em suas orbes negras, que fixavam-se nela. Saia da água quando algo, ressurgido de seus tempos mais antigos, lembrou-lhe de que deveria se vestir. Iria pedir para ela virar-se, mas uma essência travessa, talvez até um pouco abusada assumira o controle do garoto que só recentemente tinha se tornado um semideus, novamente. Ele não estava de todo nu: ainda mantinha a cueca que usava, embora essa ficasse deveras... indecente. Escondeu o sorriso e foi até onde estava seu short molhado. Pegou-o e foi pondo-o enquanto subia o pequeno caminho de areia e pedras que mais funcionava como degraus naturais, não se fazendo de rogado na hora de olhar para a semideusa. Achava que bem, ela não iria ligar. Afinal, não tinha mostrado nada demais, certo? A visão de um corpo masculino semi-nu não poderia abalá-la tanto assim.

Fora da água, o cabelo molhado fora jogado para o lado com uma das mãos, possibilitando assim uma visão completa de Shamira, que continuava impecável como sempre. Os pensamentos devassos, que talvez tivesse antes de tal evento, poderiam apossar-se da cerne do semideus, que embora reconhecesse que já tivesse sido assim, não o era mais. Ao olhá-la daquela forma, lembrou-se do que ambos passaram juntos, e nem mesmo o mais "vil" dos pensamentos poderiam influenciar em sua conduta. Ele, após uma mesura - onde curvou-se levemente para a frente, em sinal de respeito -, deu-lhe o melhor sorriso que pôde no atual estado.

— Shamira — retribuiu, complementando: — Eu bem que tentaria te abraçar, mas, como vê... — ele olhou para o próprio corpo lentamente, molhado dos pés à cabeça, e voltou o olhar à ela — Não estou em condições para tal. A não ser que você esteja disposta a se molhar. — deu um outro sorriso, mais caloroso do que o que tinha dado antes. Esse fora comandado pelo resto que tinha de emoções, e não pela sua reação ao se lembrar dela.



cassie at atf.
Ethan Chamberlain
Filhos de Deméter
Mensagens :
522

Localização :
Não estabelecida. -v-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Ianna D. Belikov em Ter 18 Dez 2012, 20:17



O Destino Prega Peças...


Noite outra vez. Os olhos da filha de Afrodite não haviam se pregado por uma só vez durante aquela semana. A inspeção passara como um sonho, poucas lembranças vagueando por sua mente. Estava completamente esgotada. Thâmara tentara engatar alguma conversa durante a tarde, mas desistiu ao notar que a mênade não a ouvia. Nesse estado, fora deixada em paz. No entanto, não adiantou. Perturbações externas não eram o problema exato. Eram seus pensamentos que a atordoavam. Levantou-se da cama, colocou um casaco por cima da blusa delicada, calçou suas botas e armou-se com o mínimo possível. Iria até algum lugar onde pudesse refrescar a mente.

Andou por alguns minutos, passando pelo chalé de Apolo, constatando que seu namorado havia saído em missão, pelo chalé de Selene, descobrindo que o amigo saíra para solucionar problemas pessoais, e pelo chalé de Hermes, onde Rafaella fazia a inspeção. Ao que tudo indicava, seria uma noite solitária.

Logo, a caverna foi escolhida. Almeida embrenhou-se na floresta, atingindo seu alvo após algum tempo. Adentrando o local, não pôde deixar de se admirar com a beleza daquilo tudo. Sentou-se à beira do lago iluminado pela lua, fitando seu reflexo cansado. Estava horrível, para os padrões de uma filha de Afrodite. Viu a réplica de seu colar na água, perguntando-se pela milésima vez onde estaria Sophie. Colocou uma de suas mãos sobre a aura roxa e fechou os olhos, tentando estabelecer contato com a irmã. Sua mente reclamou do cansaço e ela desistiu. Não estava em condições ideais para falar com ninguém.

▬ Droga! Eu... Não sei mais o que fazer. ▬ Lágrimas escorreram por sua fronte. A solidão era esmagadora em seu peito. Deitou-se ali, deixando com que seus soluços ecoassem na caverna vazia. Ela estava visivelmente perturbada.

itens levados:
- Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]

- Corrente Negra Farpada [Uma corrente de médio alcance, quase completamente feita de Ferro Estígio, que, além de causar danos fisicamente, as farpas causam danos na alma do atingido. Não captura almas. O cabo é feito de couro, bem resistente, para que a semideusa não machuque ela própria enquanto segura a arma. As farpas contém um veneno que paralisam uma área pequena (do tamanho de uma mão) em volta de onde cada uma atingiu. Transforma-se em um Bracelete Negro]

- Soeurs de L'âme [Um pingente de prata em formato de coração que estabelece uma conexão entre Andy e Sophie. O mesmo irá emitir uma leve aura arroxeada enquanto a feiticeira estiver bem. Porém, no instante em que a vida de Sophie estiver em risco, esta aura torna-se negra; como uma espécie de sinal. O objeto também permite que, uma vez em qualquer ocasião, Andy consiga se comunicar com sua irmã em qualquer lugar; atravéz de um holograma. Além disso, uma vez por missão, durante quatro turnos, a resistência de Andy contra ataques mágicos aumenta consideravelmente, assim como sua força e agilidade.][Presente de Aniversário de Sophie Deneuve.]

♦ Template exclusivo para Andy Almeida ♦
Ianna D. Belikov
Mênades
Mensagens :
747

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Cristo Mason em Ter 18 Dez 2012, 22:30

Definitivamente, aquela não fora uma semana boa para Christopher. Havia passado noites em claro, sem sono, observando a escuridão e o silêncio do chalé - claro, tirando os roncos de seus meio-irmãos -. A prole de Ares tentava descobrir de todas as maneiras o que estava causando aquele incômodo interior, mas de nada adiantava, ele continuava naquele mal estar e não descobria o motivo. Talvez fosse abstinência quem sabe, o jovem havia deixado de usar suas drogas cinco dias atrás. Ele precisava fazer algo, já era noite e ele iria ver o sol nascer novamente.
°°°
Quando finalmente todos estavam dormindo, o jovem semideus já estava preparado para sair. Vestiu-se com apenas com uma blusa azul com a imagem do personagem Yoda estampada nela, casaco cinza de manga longa, bermuda jeans e tênis normais. Ele olhou ao redor, para ter certeza que ninguém o observava, pois seria horrendo receber uma bronca de Quíron e ter que trabalhar junto com as harpias e os demais campistas em castigo. Abriu seu baú e pegou algo que estava debaixo de uma de suas blusas. Aquilo era o que ? Maconha ? Pílulas ? Ele deixou aquela dúvida de lado e colocou o pacotinho no bolso, junto com o maço de cigarros. Já estava prestes a deixar o chalé de seu pai, quando lembrou-se das harpias vigilantes que haviam no acampamento. Tirou do arsenal sua adaga, seu cajado e sua faca.
°°°
Christopher só precisava pensar em um lugar onde ele poderia ficar sozinho, e lembrou-se da caverna. Não era um lugar tão seguro, mas ele não ficaria lá por muito tempo, só queria observar o local e ficar doidão, apenas isso. Seus movimentos eram calmos e andava com destreza para não chamar a atenção. Passou pela floresta, chegando na praia e novamente pegando um atalho pela floresta, até chegar na caverna. Ele podia ouvir o som da coruja e o barulho das ondas do mar do outro lado. O local parecia vazio, então ele tratou de tirar um cigarro do bolso e começou a tragá-lo, sentando atrás de uma rocha. Porque ele estava ali ? Não adiantaria nada, ele ainda continuaria sendo perturbado pelo mal interior. Lembrou-se de sua tia naquela noite, de como ela estava diferente, pálida, pele ressecada...sem vida.
- Eu estou realmente preocupado, tia.- O comentário ecoou na caverna e logo depois ele ouviu um soluço. Olhou para trás e observou uma garota loura e branca, ela estava atordoada. Ela era Andy, sua amiga, também mênade.
Mason levantou-se e deixou o cigarro no chão, seguindo na direção da filha de Afrodite.
- Andy...você está bem?- Uma voz ecoou em sua consciência ''Que pergunta idiota, Christopher''. Realmente era uma pergunta idiota. O rapaz sentou na frente dela e a observou.
Itens levados::

♈ Faca [Comum][Fogo][Emite um calor próximo ao magma, quando fizer um corte eficaz tirará -5 hp por 3 rodadas. Abençoada por Ares confere ao dono mais chances de acertar o golpe desferido. Indestrutível]
♈ Adaga de Presa de Empousa [Extremamente afiada e resistente, quando entra em contato com sangue inimigo ganha um brilho vermelho que causa medo em quem olhar para ela]
- Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]
Cristo Mason
Filhos de Ares
Mensagens :
991

Localização :
Zona fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Ianna D. Belikov em Qua 19 Dez 2012, 15:31



Trivialidades.


As lágrimas quentes banhavam o rosto de Almeida e os soluços pareciam provir do fundo de seu peito. No entanto, ao ouvir a voz de Mason, não havia nada que ela quisesse fazer tanto quanto correr e abraçá-lo. A amizade entre os dois havia surgido de uma forma inusitada. O filho de Ares fora um dos poucos que ficara ao lado dela quando esta voltara de Nova York, logo após a morte de sua madrasta. As lembranças da voz calma, do abraço amigável e da promessa que tudo ficaria bem rodearam sua mente. Obviamente, nada havia melhorado, mas a amizade havia se desenvolvido. E era tudo o que importava naquele momento. Ela ergueu-se e disparou até ele, agarrando-o em um abraço esmagador. A camisa do semideus logo ficou empapada pelas lágrimas de Andy.

▬ Ah, Chris... Não está tudo bem. Eu... Não consigo... Estou esgotada. Você se importaria... companhia... a mim? ▬ A fala entrecortada não era difícil de ser compreendida, mas a voz dela saía embargada e abafada por conta do rosto comprimido contra a camisa. A semideusa puxou o amigo para o chão, conseguindo um baque surdo. Deitou a cabeça no colo dele e respirou fundo. ▬ Faz algum tempo... Que não durmo... Estou sozinha... Não encontrei ninguém que... Dedicasse seu tempo a mim. As únicas pessoas... Que fariam isso... ▬ Ela parou, agitando a mão. O que havia acontecido com ela ainda não viera à tona. Christopher precisaria cavar mais fundo se quisesse descobrir. Os olhos de Andy cravaram-se nos dele, em um pedido de ajuda simples. Ela queria que ele ficasse ali. No entanto, ele poderia ir embora se preferisse ficar com a namorada. Os problemas da filha de Afrodite deviam ser solucionados somente por ela mesma.

itens levados:
- Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]

- Corrente Negra Farpada [Uma corrente de médio alcance, quase completamente feita de Ferro Estígio, que, além de causar danos fisicamente, as farpas causam danos na alma do atingido. Não captura almas. O cabo é feito de couro, bem resistente, para que a semideusa não machuque ela própria enquanto segura a arma. As farpas contém um veneno que paralisam uma área pequena (do tamanho de uma mão) em volta de onde cada uma atingiu. Transforma-se em um Bracelete Negro]

- Soeurs de L'âme [Um pingente de prata em formato de coração que estabelece uma conexão entre Andy e Sophie. O mesmo irá emitir uma leve aura arroxeada enquanto a feiticeira estiver bem. Porém, no instante em que a vida de Sophie estiver em risco, esta aura torna-se negra; como uma espécie de sinal. O objeto também permite que, uma vez em qualquer ocasião, Andy consiga se comunicar com sua irmã em qualquer lugar; atravéz de um holograma. Além disso, uma vez por missão, durante quatro turnos, a resistência de Andy contra ataques mágicos aumenta consideravelmente, assim como sua força e agilidade.][Presente de Aniversário de Sophie Deneuve.]

♦ Template exclusivo para Andy Almeida ♦
Ianna D. Belikov
Mênades
Mensagens :
747

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Victor Renzo em Ter 12 Fev 2013, 14:53


A caverna



______Tinha pedido a Diana algo para cobrir o rosto dela, ela me deu um lencinho lilás, pronto, ela não podia ver nada, então fui conduzindo ela pela floresta até chegar na entrada da caverna, de lá a coisa complicou.

A caverna tinha lugares difíceis de passar, mas consegui conduzir ela sem ninguém se machucar. Havíamos chego à caverna, um lago cristalino com a luz do sol entrando por uma pequena passagem, era o lugar perfeito. Tirei a venda dela...

- E aqui estamos, o que achou? - perguntei para ela após tirar a venda.







Fim! E a resposta??



Victor Renzo
Filhos de Tânatos
Mensagens :
84

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Diana Dill em Ter 12 Fev 2013, 15:27

Eu achava que não importava o lugar. Mas me enganei! Victor havia me levado a uma caverna, e ela era linda! Fiquei tão feliz, nunca ninguém havia feito nada por mim nem para mim. Eu fiquei completamente sem palavras, e fiquei muito emocionada.

-É... É lindo!

Virei-me para ele e o abracei. Estava muito feliz mesmo. A caverna era maravilhosa. Suas estalactites e estalagmites tinham cores vibrantes, o que era muito estranho. Sempre que piscava, elas mudavam de cor... A fresta que deixava a luz do sol entrar era um toque mágico. Aquele lugar era muito romântico...

- E você... O que acha de mim?


Eu não sei se temia a resposta ou não, pois não sabia o que estava querendo no momento. Só sabia que estava feliz.
Diana Dill
Filhos de Afrodite
Mensagens :
71

Localização :
Chalé 10. Pode passar por lá e procurar por mim...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Victor Renzo em Ter 12 Fev 2013, 15:43


A não era a única coisa perfeita



______Ela havia adorado, o que era um ótimo sinal, então ela falou para mim...

- É... É lindo! - ela falou isso e virou para mim e me abraçou. O que eu fiz? Abracei também ué, depois ela fez outra pergunta para mim...
- E você... O que acha de mim? - perguntou ela, ela não parecia muito interessada na resposta, estava feliz, eu tinha conseguido fazer com que ela ficasse feliz.
- Você é o que faltava na minha vida. - ao falar isso a beijei, o lugar era perfeito para isso, sem ninguém e romântico. Só eu e ela...





Fim! E a resposta??



Victor Renzo
Filhos de Tânatos
Mensagens :
84

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Diana Dill em Ter 12 Fev 2013, 16:07

- Você é o que faltava na minha vida.

Então, ele me beijou. Eu retribuí, é claro! Estávamos no lugar mais romântico que eu havia visto em toda a minha vida, o garoto mais gentil e fofo que eu vi na minha vida estava me beijando! Não queria terminar aquele beijo nunca! Mil coisas passavam pela minha cabeça, mas nenhuma delas era algo que chegava aos pés do que ele me disse. Nada podia ser tão romântico quanto a minha vida naquele momento. Senti como se tudo fizesse sentido, tudo fosse maravilhoso... Tudo estava PERFEITO!!!
Diana Dill
Filhos de Afrodite
Mensagens :
71

Localização :
Chalé 10. Pode passar por lá e procurar por mim...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Victor Renzo em Ter 12 Fev 2013, 16:38


Formigas gigantes após o beijo



______Tinha acabado de beijar, ela retribuiu, não queria parar, estávamos sozinho, nada podia interromper.

Quando paramos de beijar eu falei para ela...

- O que acha de ir para a praia do Lual depois do pôr do sol? - perguntei, a praia do Lual era íncrivel...
- Vem comigo, vou te mostrar uma coisa. - e então apareceu um monstro, um Myrmeko, uma daquelas formigas gigantes apareceu bem na nossa frente quando estávamos indo...




Fim! E a resposta??



Victor Renzo
Filhos de Tânatos
Mensagens :
84

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♣ Local Público Oficial ▬ A Caverna ♣

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 09:15

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum