Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Limpeza do Estábulo

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Limpeza do Estábulo

Mensagem por 075-ExStaff em Qui 31 Jan 2013, 03:43

Relembrando a primeira mensagem :

Limpeza do Estábulo

A limpeza do Estábulo deve ser feita da seguinte maneira:
O campista deve postar fazendo uma limpeza geral no Estábulo. Se o seu post for plausível, receberá 10 Dracmas.
O Administrador deve postar anunciando os perfis atualizados.
O campista só pode postar a cada 2 dias.
O post que não agradar o Administrador (o que não receberá a recompensa), deve ser apagado.
075-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
304

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Gabe Gustavo em Ter 03 Dez 2013, 14:37

Ainda era bem cedo quando a chata da minha irmã de chalé me acordou gritando e anunciando que era o meu dia de limpar os estábulos, pois toda semana um indefinido do chalé de Hermes limpava o estábulo, porque além de ganhar dracmas, tínhamos a esperança que de algum jeito, nosso pai ou mãe Olimpiano nos reclamasse, orgulhoso por mesmo sem ter muita coisa á fazer, procurar trabalho e ganhar nosso próprio dinheiro, ou qualquer coisa acontece e ele ou ela nos reclamasse. Infelizmente, ás vezes perdíamos a esperança de sermos reclamados, quando víamos indefinidos com mais de 19 anos de convivência no acampamento. Mas sempre levantávamos nossas cabeças e fazíamos de tudo para "nosso" Olimpiano se orgulhar de nós, além do mais, a esperança é a última que morre não é?!
Ao chegar no estábulo me desanimei, eu já fazia o trabalho de limpa-lo á muito tempo, mas acho que é impossível se acostumar com 'cocô'. Pensei que seria uma ótima ajuda ser filho de Poseidon, poderia fazer como Percy Jackson e limpar o estábulo com...que tal a água da fonte, será que as Naidádes também se opunhariam a me "emprestar" a água? Não sei se daria certo mas seria ótimo tentar, como? É, eu também não sabia como, não tinha o poder de controle sobre a água, "Ei, calma aí.." pensei, "Hércules fez quase a mesma coisa", mas logo repensei "Hércules era um filho de Zeus, era forte como um rinoceronte, e eu pareço uma espinha de peixe". O jeito foi mesmo pegar tudo aquilo com a pá e jogar nos sacos de adubo, sim adubo, os diretores do acampamento usavam o cocô para adubar as plantas e árvores. Sempre tive curiosidade de perguntar para uma ninfa se elas também eram adubadas. O dia passou voando e eu dei graças aos deuses, pois finalmente eu havia acabado, só tinha parado uma vez para o almoço, estava morrendo de fome e sentia muita dor. A única coisa que eu fiz quando vi que tinha acabado foi correr para o chalé pra tomar um banho e dar uma "beliscada" no sanduíche que ganhamos toda vez depois de ter feito o trabalho no estábulo. Agora, era só esperar a próxima semana, gostava de lembrar de ter mais dracmas, mas só de lembrar do trabalho e do cheiro repugnante...adeus mundo, hora de dormir e esperar o sinal da janta!!!
Gabe Gustavo
avatar
Indefinido
Mensagens :
25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Niklaus C. Schaefer em Ter 03 Dez 2013, 18:26

Limpando os estábulos
Era uma tarde quente no Acampamento Meio-Sangue, minha primeira tarde, após vir do meu treino com os cavalos passei por algumas cabanas com letreiros grandes no topo dizendo “Forjas aqui” e embaixo alguns cartazes com produtos mais comuns e seus respectivos preços, então pensei “sabendo agora que sou um semideus é provável que eu vá encontrar monstros terríveis em minhas aventuras, logo, eu preciso de armas. Mas nada é graça nesse mundo, certo?” assim soube que necessitava de dracmas.
Descobri que eu jeito para conseguir minhas preciosas moedas era limpando os estábulos que guardam os cavalos e pégasos os quais tinha encontrado anteriormente, dirigi-me rapidamente para lá. Era um lugar bastante grande dado ao numero de cavalos que o acampamento tem, também havia muitos outros campistas por lá realizando suas tarefas, todos trabalhando duro em busca de um pouco de dinheiro.
-Oi, pode-me dizer onde posso encontrar as ferramentas para começar meu trabalho por aqui?- Perguntei a um dos campistas por lá.
-Opa! Bem ali naquele quartinho amigo- Disse apontando para um quarto cheio de ferramentas depois do ultimo celeiro.
Dirigi-me até o quartinho onde peguei minhas ferramentas e fui ao trabalho. Por ter morado algum tempo em uma fazenda não tive problemas em lhe dar com os animais, sempre tive jeito para com cavalos. Primeiro limpava o chão todo ao redor dos cavalos, depois colocava a ração e os escovava um pouco enquanto comiam. Com alguns tive mais trabalho com alguns e também não sabia se devia ou não escovar as asas dos pégasos decidi não fazer e só limpar-lhes o corpo.
Ao fim da tarde, tendo terminado meu trabalho fui em busca do responsável pela entrega da recompensa, peguei meus dracmas e fui direto para meu dormitório, estava exausto.


"A cura para o tedio está na curiosidade. Não há nenhuma cura para a curiosidade."
Niklaus C. Schaefer
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
1305

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Ali Elizabeth Chase em Qua 04 Dez 2013, 15:23

Eu estava sem dracmas, e precisava desesperadamente de uma arma. Os campos de morango não estavam aceitando campistas hoje, e como precisaria de dracmas, o estabulo é o único lugar onde poderia trabalhar.
-Onde é o estabulo, Quíron?-Perguntei a ele
Logo ali- Ele apontou.- Por que, você quer trabalhar lá?
 Infelizmente, a essa hora eu já tinha saído de lá correndo. Já havia me oferecido para trabalhar lá, e o Senhor D. havia deixado, mas ele deixou claro que é só por que não há mais semideuses querendo trabalhar ali. Agora eu entendi. Ali fedia, fedia muito mesmo. Naquela hora tive vontade de dar meia volta e sair correndo, mas notei que não havia animais no estabulo, oque facilitaria muito mais o meu trabalho ali.
  Andei tentando não pisotear os estrumes de cavalos. Por sorte consegui chegar até uma pá, a segurei firmemente em minha mão e comecei a retirar todo aquele cocô  malcheiroso e colocar em um latão que dizia: "coloque o cocô aqui". Fiz oque o latão pediu, então quando fui retirar o último cocô, senti  um empurrão, e cai de cara no estrume. "bosta" pensei, me virei para trás e notei que havia um cavalo me olhando e rindo. Provavelmente fui vitima de seu empurrão. Me levantei e segurei a mangueira, que primeiramente, usei para lavar meu rosto o máximo possível, depois, joguei água no cavalo, acho que ele ficou assustado, pois já havia saído galopando. Retirei o cocô e comecei a passar água no chão do estabulo inteiro, e depois me sentei no chão (que estava brilhando) e observei todo o meu trabalho. Anotei um bilhete, para que caso o senhor D. ou Quíron estivessem ali, que eu já havia limpado o estabulo e que estava esperando o meu pagamento. Então, voltei ao meu chalé para tomar um belo de um banho.
Ali Elizabeth Chase
avatar
Filhos de Hécate
Mensagens :
5

Localização :
Logo atrás de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Zeus em Qui 05 Dez 2013, 10:36






Atualização
Atualizado por ♦ Zeus

Gabe + 5 dracmas - Tente não enrolar muito no seu post, não deixe que a introdução fique maior que a atividade feita, e tome cuidado com a acentuação errônea e erros gritantes de ortografia.

Ícaro Newerland + 7 dracmas - Um post bom, Ícaro, exceto pelo fato de que você cria sentenças longas demais e acabou não desenvolvendo muito a parte da atividade proposta. Fora isso, foi um post bom.

Ali Elizabeth Chase + 9 dracmas - Alguns errinhos bobos, mas a atividade foi executada de forma correta e objetiva, muito bem!
Zeus
avatar
Deuses
Mensagens :
2026

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Niklaus C. Schaefer em Sex 06 Dez 2013, 15:13

Não há glória sem esforço

Não há muito o que um campista novato no acampamento pode fazer. Eu já havia treinado o com a espada o dia inteiro, era um dia bastante ensolarado. Já eram por volta do meio-dia quando eu decidi ir trabalha limpando os estábulos.
Eu conhecia bem o caminho, afinal, quase nunca esquecia das coisas. Os cavalos tinham feito bastante sujeira pela manhã, o lugar exalava um odor terrível. Peguei minha pá e comecei a limpeza. Ia limpando e colocando o estrume dentro de sacos tentando não me sujar demais. Depois de tudo está limpo, peguei os sacos de ração e fui colocando até que todos os cavalos e pégasos estivessem devidamente alimentados.
Eu gosto dos meus trabalhos sempre muito bem feitos, e também adorava ficar junto dos animais, portanto, depois de ter os estábulos limpos e abastecidos ainda fiquei por lá escovando o pelo dos animais. Quando notei já era quase de noite, então fui buscar minha recompensa rapidamente e dirigi-me de volta ao dormitório.


"Todos são gênios. Mas se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em uma árvore, ele vai viver toda a sua vida acreditando que ele é estúpido." - Albert Einstein.
Niklaus C. Schaefer
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
1305

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Zeus em Sex 06 Dez 2013, 21:57






Atualização
Atualizado por ♦ Zeus


Ícaro + 9 dracmas. - Resumido, mas bom.
Zeus
avatar
Deuses
Mensagens :
2026

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Niklaus C. Schaefer em Dom 08 Dez 2013, 20:06

Hora da limpeza!

- O que? Esse material para minha foice é tão raro assim? - Perguntei assustado para o filho de Hefesto.
Eu com certeza não tinha dinheiro para comprar nem metade do que queria. Mas também não tinha trabalhando quase nada, só colhido uma vez ou outra morangos e limpado os estábulos. Limpar os estábulos era uma tarefa fácil de ser feita e dava uma boa recompensa, resolvi faze-la mais uma vez.
O estábulo não era um lugar de fato agradável. Os cavalos ficavam em uma construção redonda com vários cochos feitos de pedras, neles você podia colocar ração ou água. Ao lado do estábulo havia um quartinho onde guardavam as ferramentas. Quando cheguei lá fui direto para esse quartinho pegar minhas usuais ferramentas de limpeza, pá, sacos de lixo, sacos de ração e a escova.
- Não posso dizer que senti falta de vocês - Falei ainda assim sorrindo para os cavalos.
Peguei a pá e comecei a apanhar o estrume, que estava por todo chão, e jogar nos sacos de lixo. Quando tinha terminado cerca de um terço do meu trabalho eu vi meu velho amigo, o pégaso negro do treino de hipismo o qual eu apelidara de Nick.
- Opa! - E sim, eu falava com os cavalos. - Se não é meu amigo nick. Só espere um pouquinho ai bem onde você está que eu vou lhe dar uma bela escovada. Pense nisso como um obrigado por nosso passeio incrível pelos céus do acampamento.
Ele, obviamente não entendendo nada, simplesmente balançou a cabeça paro o meu lado, relinchando num tom amigável.
Logo terminei de limpar todo o curral, então peguei os sacos de ração e enchi todos os coches e abasteci a água. Quando estava colocando o ultimo balde de água, Nick veio até mim beber um pouco. Eu fiz cocegas em suas orelhas, peguei a escova e comecei a escovar toda a pelagem escura do pégaso. Dei um trato muito melhor para o Nick, afinal, era o melhor pégaso que eu tinha visto por todo o acampamento. Mesmo assim tive o cuidado de olhar cada cavalo, pelo menos os que não estavam no campo de hipismo ou em outros lugares. Escovei cerca de 15 cavalos, meus braços ficaram exaustos como sempre, mas valeu a pena vê-los andando felizes pelo curral. "Eu com certeza mereço mil dracmas por cuidar tão bem dos cavalos haha" pensei rindo enquanto ia receber minha recompensa.
Niklaus C. Schaefer
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
1305

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Zeus em Qua 11 Dez 2013, 08:52






Atualização
Atualizado por ♦ Zeus


Ícaro + 9 dracmas. - Você desenvolveu melhor o post, o que significa que esta se esforçando e aceitando dicas. Mas cometeu alguns erros de acentuação, por isso não levará a recompensa máxima. Atente-se a isso e tente não fazer sentenças longas demais.
Zeus
avatar
Deuses
Mensagens :
2026

Voltar ao Topo Ir em baixo

Limpeza dos estábulos

Mensagem por Jhonn Stark em Sex 20 Dez 2013, 12:55

Eram umas 5 horas da tarde e as atividades do acampamento começavam a dispensar os semideuses. Mas naquele momento, eu queria fazer alguma coisa: Tinha acabado de sair da enfermaria devido a problemas com um cão infernal na arena, mas não conseguia ficar parado: queria arrumar um serviço, de preferência algo que me rendesse dracmas.
Fui avisado por uma filha de poseidon que era instrutora de equitação sobre a limpeza dos estábulos. Ela me disse que não poderia fazer aquilo hoje devido a uma missão que havia conseguido, e perguntou se eu aceitaria.
Como uma pessoa que sempre está disposta a fazer algo, aceitei de primeira, mas ao chegar no lugar, quase me arrependi.
Mesmo se eu fosse cego poderia ter chegado aos estábulos, somente pelo cheiro. possivelmente tinham esperado vários dias pela limpeza da filha de poseidon. Isso fora o fato de que o lugar era enorme, comportando vários cavalos normais e pégasos.
Entro na primeira parte, onde os cavalos normais ficavam. Naturalmente, para não ter mais trabalho depois, os levo para o lado de fora, os amarrando firmemente para que não fugissem e fizessem uma confusão no acampamento. Pego uma pá e começo a remover o estrume, o que demora quase uma eternidade. Quando acabo, minhas costas já estão doendo, e minhas mãos estão rígidas.
- ótimo. - resmungo. - ainda falta metade.
Entro na área dos pégasos, torcendo para não haver nada bizarro tipo estrume na parede, e percebo que as criaturas mágicas não estão lá, devido à equitação alada. removo toda a sujeira e depois pego uma mangueira que estava no canto, usando-a para lavar todas as impurezas de lá, assim terminando a limpeza dos estábulos.
Vou para o lado de fora, contente por não ter mais o cheiro fétido de antes, e aguardo o responsável por meu pagamento.
Jhonn Stark
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
696

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Melanie J. Sapphire em Sex 20 Dez 2013, 20:35







Hoje e meu dia de lavar os estábulos, felizmente consegui chegar aqui sem desmaiar, este odor e horrível mas o que não fazemos para ganhar dracmas?!Eu, na minha vontade nunca lavaria isto, mas se eu for escolher em morrer porque não tenho armas ou sentir este cheiro eu vou escolher em enfrentar os estercos.
As vezes fico pensando”Se eu fosse filha de Poseidon ,talvez não estaria nesta angustia toda”,mas o problema e que:Eu não sei controlar água ,se soubesse não precisaria tocar nisto aqui...Eca!Pisei em um.


Os estercos cada vez que eu jogava água eles ficavam ainda mais nojentos, então decidi pegar uma pá enferrujada que estava encostada em um armário velho, junto a ela encontro uma vassoura e uma escova de roupa que poderiam me ajudar na limpeza.


Pego a pá e um balde que esta largada no chão, uso luvas e um pregador no meu nariz e começo a recolher os estercos com a pá e depositar no balde,depois de um tempo todas as necessidades dos cavalos estão recolhidas,coloco em minhas mãos a escova e com força começo a tirar as outras sujeiras,subo em uma escada que esta no chão e começo a tirar a sujeira do teto,pego a vassoura e tiro as teias de aranha.

Em duas horas termino o trabalho e espero alguém para me dar a recompensa .
Melanie J. Sapphire
avatar
Filhos de Melinoe
Mensagens :
373

Localização :
CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por 078 - ExStaff em Dom 22 Dez 2013, 17:17

Avaliação
— Johnn Stark: 6 dracmas. - Uma boa narração para um novato. Porém, Johnn, parece que você tem pressa para escrever, porque tudo passa rápido e sem muitos detalhes. Enriqueça sua narrativa com mais expressões de sentimentos, descrições de cenários e até mesmo detalhações. Tome cuidado com a mudança de tempo verbal e também não esqueça de começar falas com letra maiúscula.

— Sue Smith: 4 dracmas. - Sue, busque esforçar-se mais ao escrever e, claro, acatar as dicas que eu sei que já foram dadas para você. Além de descrever pouca coisa na sua narrativa, você peca bastante na gramática. Sempre há um espaço entre o ponto final/exclamação/interrogação ou vírgula e a palavra seguinte; lembre-se disto. E em todo decorrer do texto você deixou palavras sem acentos, sem contar que parece que você está afobada ao escrever. Dê mais pausas, criando sentenças coesas e boas de se ler. 







Atualização
Atualizado por ♦ Zeus


Edited by H.I.M.


078 - ExStaff
avatar
Deuses
Mensagens :
686

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Niklaus C. Schaefer em Dom 29 Dez 2013, 09:42

Dracmas, dracmas, dracmas $.$

Eu estava indo em direção aos estábulos ganhar mais alguns preciosos dracmas. Eu havia gasto vários deles com os presentes do natal da minha nova amiga Bonsai, e agora precisava urgentemente recupera-los. Isso se quisesse comprar aquela minha velha "nova" arma. Limpeza dos estábulos era uma das minhas atividades preferidas, já que gostava muito de cavalos. E pégasos para mim era simplesmente uma versão muito mais legal de cavalo.
Chegando lá tinha estrume para todo lado. Apesar de serem pégasos, os "cavalos" do acampamento não faziam nem um pouco menos de sujeira, muito pelo contrário. Fui até o quarto onde ficavam as ferramentas, peguei minha pá e comecei a limpar. Limpei tudo e coloquei todo o estrume dentro de sacos como devia. Apos ter tudo limpo, peguei os sacos de ração e fui colocando até que todos os cavalos e pégasos estivessem devidamente alimentados.
Não podia deixar de fazer meu serviço especial, é claro (serviço esse que os cavalos adoravam), então peguei a velha escova e fui escovando o pelo dos animais. Fui sair de lá por cerca das onze horas. Eu estava faminto e fedido, fui correndo tomar um banho, para poder comer no refeitório sem ninguém torcer o nariz. Mas antes que esquecesse, peguei meus preciosos dracmas para poder ir saltitando de alegria.
Niklaus C. Schaefer
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
1305

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Nerisse O. Mignard em Sab 11 Jan 2014, 12:41

Estábulos ☾
Tentando ser sempre prestativa, como de costume, naquela tarde ensolarada no estreito de Long Island, resolvi me prontificar a dar uma geral no recinto onde os cavalos alados ficavam: os estábulos. Sempre escutei dos campistas mais velhos que o lugar era repleto de esterco, em todos os lados. Segundo eles, não tinha aonde pisar sem tropeçar numa bolota do material nefasto e malcheiroso. Como eu não tinha medo de colocar a mão na massa, visto que desde cedo tinha que ajudar a limpar a cabana que eu residia com papai, em Sonoma Valley, não me importei e fui mesmo. Afinal, iria aproveitar a oportunidade para tirar isso a limpo, ver se era verdade que os cavalos da Colina Meio-Sangue eram tão, digamos, “porcalhões” assim. E bom, eu também fiquei sabendo de que quem se prontificasse para tarefas do tipo, ganhava uma recompensa em dracmas, o que seria uma “mão-na-roda”, caso necessitasse comprar algo na loja do camping.

Saltando de meu assento na mesa designada para filhos de Selene no refeitório, ao terminar de almoçar e oferecer parte da comida de meu prato para a pira dos deuses, recintando o nome “Selene” ao incinerá-la, tomei o rumo dos estábulos pela trilha de pedras, caminhando para lá. No meio do caminho, aproveitei para observar, enquanto passava pela lateral da quadra, um jogo de voleibol entre os filhos atléticos de Apolo.  — Nossa. Como os jogadores são excelentes. Aposto que eles ganharão as gincanas de verão. — Falei, impressionada com a habilidade dos campistas mais velhos e experientes. Do outro lado daquela visão, fitei os campos de morangos, cujos cuidados se deviam a filhos de Dionísio, o deus dos vinhos e das orgias, além das hamadríades e sátiros. Sinceramente, fiquei com uma extrema vontade de ir até lá e roubar um ou dois moranguinhos. Pareciam muito apetitosos. Entretanto, segui em frente, pensando nos montes de estrume que me esperavam. — Terei o gosto de comer alguns morangos na volta. Eu sei que merecerei depois de tanto trabalho duro! — Comentei comigo mesma, mais alto que devia. Mais alguns minutos se passaram e cheguei até o casebre semiaberto que servia como estábulo, analisando-o de cabo a rabo.

— Então era uma “meia verdade”, mesmo. Não é tão sujo como disseram, mas renderá uma boa tarde de limpeza. Ugh! — Torci o nariz ao que um cavalo, uma espécie de Palomino castanho, havia recém defecado em um canto, atraindo milhares de moscas e acentuando o cheiro pungente do local. Sem dúvida, não era limpo há dias. Entrei, dando o máximo de mim para não pisar em qualquer coisa que não fosse feno limpo ou chão, de fato. Aproximei-me até um armário ao fundo, buscando o esfregão, um balde, uma pá e uma sacola grande o bastante e fui até uma torneira da barricada mais próxima, aquelas que enchiam as calhas que saciavam a cede das criaturas.

Enchi o balde até mais da metade, supondo que ali cabia um litro e meio ou até dois. Por um instante, deixei-o de lado, próximo ao esfregão e empunhei a pá, começando a remover os montes de esterco para dentro da sacola preta. Conforme o tempo passava, fui deixando as cocheiras limpas, intercalando jatos d’água, passadas de esfregão e retiradas com a pá. Terminei o serviço pelo menos duas horas depois, percebendo que a situação havia se invertido. O estábulo estava límpido e quem estava suja e malcheirosa, era eu. Coloquei tudo no lugar e ainda distribui pequeninas quantidades de feno para os cavalos alados se deliciarem. Exausta, sequei o suor que escorria de minha testa com a blusa mesmo. Logo iria tomar um bom banho, e bom, ninguém estava lá para me julgar. Eram os cavalos e eu.

Dei uma última olhada pelo recinto para observar o meu trabalho e classifica-lo como bem sucedido ou não. Sorri, felicitando a mim mesma, pelo menos mentalmente. Havia sido uma ótima tarde de trabalho, cheiro ruim e feno. Tomei o caminho da trilha, mas desta vez primeiro para o chalé de Selene, para pegar as minhas roupas e depois para os banheiros femininos. Logo, logo, iria resgatar os dracmas como recompensa. Primeiro, queria me livrar do cheiro e do suor; enfim, deixei os morangos e a cobrança para outro dia.
tags; ahrie. place; acampamento meio-sangue. vestindo; algo. com; um ser. em; estábulos.
credits ‹›

Nerisse O. Mignard
avatar
Filhos de Selene
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Limpando os estábulos

Mensagem por Mirelle Fay em Dom 12 Jan 2014, 21:06

Começo de noite, as primeira estrelas já se faziam avistar no céu. Meu segundo dia no acampamento. Tenho uma mania de não aguentar ficar muito tempo parada, então decidi fazer alguma atividade que me rendesse alguns dracmas, e como já havia trabalhado no capo de morangos ontem, o que me sobrava era limpar os estábulos.
Fui caminhando tranquilamente do meu chalé até os estábulos, já começava a conhecer o acampamento.
Chegando lá, tomada pelo mal cheiro, me aproximei lentamente dos cavalos. Confesso que aqueles animais me davam um pouco de medo, mas era uma chance de vencer esse temor. Me aproximei lentamente do primeiro e um pouco temerosa passei a mão sobre seu pescoço, alisando o pelo macio e observando sua reação. Já mais tranquila, o conduzi para fora e o amarrei junto a um poste, para que não pudesse fugir enquanto eu limpasse o estábulo. Um a um, levei o restante dos cavalos.
Estábulo vazio, peguei uma vassoura e uma pá num canto e comecei a retirar o esterco acumulado, jogando-os em sacos de lixo. Ao terminar o trabalho, guardei a vassoura e a pá no mesmo local onde havia encontrado e peguei um balde, enchendo-o de água e adicionando um pouco de sabão. Joguei o conteúdo no chão e voltei a repetir o procedimento. Peguei um esfregão e, como o nome já diz, comecei a esfregar com força o chão, e após me considerar satisfeita, enchi mais alguns baldes de água e enxaguei o chão.
Guardei os baldes e peguei um rodo, lançando toda aquela água para fora do estábulo. Quando já não mais havia água suficiente para empurrar para fora, peguei um pano seco e um balde e passei pelo chão, espremendo sempre que se encharcava.
Chão limpo e seco, trouxe os animais de volta um por um, acariciando-os e alimentando por terem se comportado bem e fui à procura de um bom banho.
Mirelle Fay
avatar
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
875

Localização :
Inside Your Mind...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Abraham Hanson em Seg 13 Jan 2014, 04:01

Eram dez horas da manha e eu estava de bobeira no chalé de Hermes quando ouvi a conversa de dois campistas.
e verdade? —perguntou o primeiro, um garoto magro que tinha um sério problema com espinhas.
verdade o que? —disse um garoto alto e de sorriso maldoso que provavelmente era  um filho de Hermes.
que se você limpar os estábulos ganha 10 dracmas?
é sim, mas eu não faria isso. Só limpo quando preciso de verdade e o cheiro sempre me faz quase desmaiar. —enquanto falava isso o filho do deus mensageiro movia sua mão sorrateiramente e tirava uma nota de vinte do bolso traseiro do outro campista.
Ponderei o que ouvi e cheguei à conclusão de que precisava de dinheiro.
Levantei-me e fui ver se ainda havia alguma coisa para vestir. Desde que havia Me mudado para o chalé 11, haviam roubado quase todos os meus pertences.
Achei somente duas camisas laranja do acampamento e uma calça jeans.
Troquei a roupa e fui dar uma olhada no que me aguardava.
Os estábulos eram bem diferentes do que eu imaginava. Geralmente quando se pensa em estábulos vem à cabeça um lugar cheio de cavalos, mas o que havia ali era bem mais interessante. Lado a lado cavalos e pégasos conviviam em um estábulo com cocheiras um pouco mais espaçoso por conta das asas dos cavalos alados.
Havia pegasos de todos os tipos, negros e brancos, marrons e malhados e a toda hora campistas passavam voando pelos céus nos dorsos desses animais. Como aquele lugar era diferente!
Eu já havia assistido filmes, series e desenhos sobre cavalos, porém nenhum deles tinha me preparado para o cheiro do estrume. Havia fezes de cavalo para todo lado, no chão e nas paredes. Agora entendia porque aquele garoto não gostava de limpar aquele lugar. E infelizmente aquele lugar precisava de uma boa limpeza.
Passei meia hora olhando os estábulos e analisando para ver o que poderia fazer para limpara aquele lugar. Com certeza seria difícil.
Terminei e voltei ao chalé 11 que estava vazio o que era bom já que não me sentia muito bem perto de pessoas desconhecidas. Como naquele lugar as únicas pessoas fixas eram os filhos de Hermes sempre havia desconhecidos para onde em qualquer canto.
Vesti as roupas que estava usando mais cedo. Um short preto e uma camisa do acampamento.
De volta aos estábulos pensei seriamente se precisava mesmo daquele dinheiro.
Sim. Eu precisava.
Comecei tirando os cavalos de suas cocheiras e amarrando-os em árvores perto do local. Quem não ficou feliz foram as dríades que reclamavam que os animais iam sujar suas moradas depois de muita conversa e da promessa de que eu limparia qualquer coisa que eles sujassem, elas aceitaram e voltaram resmungando para dentro das plantas.
Primeiro iriam ser limpos os espaços dos cavalos. Depois eu me preocuparia com os pegasos e as fezes nas paredes.
Fui ao armário de produtos de limpeza e tirei um esfregão, dois baldes, sabão, uma vassoura e uma pá.
Iniciei o trabalho tirando toda a forragem suja e o estrume. Foi a parte mais fácil o difícil viria agora.
Enchi os baldes com água e adicionei o sabão a um deles. Joguei o conteúdo do primeiro no chão e molhei o esfregão no do segundo. Então comecei a esfregar. Agora eu sabia que nunca havia trabalhado na vida. Em questão de minutos a água estava marrom e boa parte do sujo persistia em continuar agarrada ao chão.
Repeti o mesmo trabalho varias vezes ate limpar toda a área dos cavalos.
Voltei as árvores e levei os cavalos e volta aos seus lugares. Felizmente os cavalos não haviam sujado muito e por isso as dríades não estavam tão bravas. Eu esperava com toda sinceridade que os pegasos sujassem ainda menos.
Retirei os equinos alados de suas cocheiras e os amarrei nas mesmas árvores.
E mais uma vez foi provado que eu nunca havia trabalhado tanto. Além de lavar o chão eu teria que limpar as paredes que de certo modo estavam piores que o chão, pois ou o cocô havia endurecido e precisava ser raspado ou estava escorrendo parede abaixo.
Dessa vez iniciei a labuta pela partes altas e para assim passar para o chão. Limpei todo o estrume que estava escorrendo. Quanto ao que havia endurecido, tive que pegar uma espátula no armário de limpeza para poder fazer a raspagem.
Após as paredes passei ao solo. O mesmo trabalho das cocheiras dos cavalos eu tive que repetir nas dos pegasos.
Quando terminei e fui recolocar os animais em seus lugares descobri que eu não tinha sorte. Os pegasos haviam sujado bem mais que os cavalos. Mesmo cansado tive que limpar todas as árvores, afinal, promessa é promessa.
Acabei quando o sol estava baixo no horizonte. Guardei os equipamentos e voltei ao dormitório para tomar um banho e quem sabe dormir um pouco até o jantar.
Abraham Hanson
avatar
Indefinido
Mensagens :
18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Gabriel Yank em Seg 13 Jan 2014, 10:29

Eu estava em um dia entediante no chalé de Hermes e todos haviam saído para fazer alguma atividade no acampamento e eu ainda estava lá junto com o monitor do chalé. Eu esperava que algum deus me reclamasse, mas nunca acontecia.
- Não vai sair? - Perguntou o monitor do chalé
- Não sei o que eu vou fazer.
- Que tal os estábulos, não tem perigo e ganha dracmas.
Não pensei duas vezes e já tinha chega até os estábulos, lá tinha outro garoto que reconheci do chalé de Hefesto. Ele ficou um tempo me explicando sobre o trabalho. Lá tinha um cheiro ruim e era barrento, mas eu precisava fazer algo no acampamento. Depois de duas horas para terminar eu percebi que eu nunca mais iria querer voltar ali, eu prefiro arriscar-me em uma luta do que limpara aquilo novamente.
Gabriel Yank
avatar
Indefinido
Mensagens :
13

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Melanie J. Sapphire em Seg 13 Jan 2014, 12:29

Mel estava deitada sobre seu beliche, pensando como sobreviveria sem dracmas para comprar armas, se no acampamento usassem dinheiro normal seria muito mais fácil, a mãe de Mel era uma famosa modelo aposentada com bastante poder aquisitivo.

Ela se levantou, por causa de sua hiper-hiperatividade ela não conseguia ficar parada em um lugar só, precisava fazer alguma coisa se não enlouqueceria. Uma idéia passou rápido pela sua cabeça como um raio: ”Lavar estábulos”-Ela pensou. Rapidamente saiu em disparada do chalé correndo como uma louca, o que de fato era.

Depois de poucos minutos ela avistou os estábulos ,uma grande construção de pedras e madeira,com baias imensas.Estava tendo aula de equitação,por isto não havia nenhum cavalo,unicórnio ou cavalo alado por ali.Mel se preparava para limpar, o local estava completamente cheio de teias de aranhas e coliformes fecais(esterco),no canto da parede s encontrava-se uma vassoura de palha,um carrinho de mão e uma PÁ,a garota pegou a PÁ e o carrinho,começou a limpar o chão,pegando o esterco e colocando no carrinho,passou uma longa meia hora trabalhando,depois de um certo tempo possuiu a vassoura em suas mãos,apertando-a com os nos dos dedos ,subiu em uma escada ali perto e passou a vassoura em movimentos circulares no teto,ela terminou a tarefa cansada,soando e com uma imensa vontade de tomar uma ducha,sentou-se em um banco ali perto e esperou o responsável pela sua preciosa recompensa.

Melanie J. Sapphire
avatar
Filhos de Melinoe
Mensagens :
373

Localização :
CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por 093-ExStaff em Qua 29 Jan 2014, 18:08


Avaliação

Ícaro Newerland: Post resumido, tome cuidado com isso e também com a repetição de palavras ao decorrer de seu texto, ok? - 7 Dracmas.

Ahrie Harbinger : Seu post está excelente, Ahrie, bem descrito e tudo mais, parabéns. - 10 Dracmas.

Mirelle Fay: Como disse para o Ícaro acima, tome um pouco de cuidado com a repetição de palavras, tudo bem? Isso pode prejudicar - e muito - a leitura da pessoa, deixando-a enjoativa. - 7 Dracmas.

Abraham Hanson: O seu post está muito bem detalhado, porém você deveria tentar pular uma linha quando utilizasse o ponto final e postar em justificado, pois isso deixa o texto melhor de ser lido e também... Cuidado ao colocar palavras com letras maisculas no meio do texto, ok? - 7 Dracmas.

Gabriel Yank: Gabriel, no seu post falta tudo, infelizmente. Ele ficou muito curto e você não descreveu quase nada, como foi o seu trabalho, ou até mesmo o caminho que fez até os estábulos, esta sua conta ainda é novata no acampamento, não? Ela deveria ficar impressionada com outras coisas durante o caminho, enfim, isso é apenas uma sugestão e não uma ordem, mas se quiser ganhar recompensas melhores deverá se esforçar mais, como foi o seu trabalho? Como começou ele? Teve dificuldades em algo? Como terminou-o?  Atente-se a isso nos próximos posts se quiser ganhar um numero maior de dracmas, okay? - 1 Dracma.

Mel S. Johnson: Mel, tome muito cuidado com a sua ortografia... Pois ao decorrer de seu texto vi que em alguns casos acertou ao por a virgula, colocando um espaço para a proxima palavra, mas depois de um tempo se esqueceu disso e infelizmente começaram a aparecer outros erros "parede s encontrava-se" não seria "se" no lugar daquele s solitário? Creio eu que sim, e isso, obviamente, seria resolvido com uma simples revisão no texto e não é necessário escrever pá com as duas letras maiúsculas, okay?- 4 Dracmas.


Att por Deimos


093-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
103

Localização :
Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por percyjackson12345 em Sex 31 Jan 2014, 23:14

era um dia ensolarado quando precisava de mais dracmas foi ai que eu fui limpar estabulos estava muito calor quando eu fui limpar eu ja estava terminando de limpar o 1 estabulo quando começei a ficar muito cansado quando ainda tinha mais pra limpar e dai depois de horas e horas terminei os estabulos fui pro chalé de poseidon e tirei um cochilo e acordei disposto a um outro dia
percyjackson12345
avatar
Indefinido
Mensagens :
3

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por ♦ Eos em Sab 01 Fev 2014, 12:20

percy - 1 dracma. Cuidado com pontuação, uso de letras maiúsculas e cadência de texto. Evite repetições de termos como "e aí", "aí então". Descreva as ações - não basta dizer "fui lá e limpei" - deve escrever como limpou, quais foram suas ações, o que utilizou pra tal. Lembrando também que seu nome está inadequado e o personagem criado deve ser original, não do livro - e que, até ser reclamado por meio das fichas, seu personagem só teria acesso ao chalé de Hermes. Peça a mudança de nome para se adequar aqui: http://percyjacksonrpgbr.forumeiros.com/t6749-mudanca-de-nome
♦ Eos
avatar
Administradores
Mensagens :
1393

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Gabriel Yank em Qui 06 Fev 2014, 18:35

Limpeza de estábulos


Já se passara um tempo desde minha perigosa aventura com a Parede de Escalada, uma conversa, um pensamento. Percebi que dinheiro era estritamente necessário no mundo meio-sangue, eu como eu pensava em seguir minha missão pessoal - procurar meus pais -, e tinha certeza que eles não foram sequestrados por humanos comuns. Eu precisaria me comunicar ao Acampamento, precisaria de armas, precisaria de aliados. Minhas opções eram ou Campos de Morangos, ou Limpeza de Estábulos. Nenhuma das duas me parecia muito agradável: eu já estava cansado das melodias dos sátiros e eu me dava bem com cavalos, e já havia passado por coisas piores, então, por que não?
Os Estábulos já me esperavam, uma pá, e uma saca, e dez portinholas abertas, todas fedendo pra caramba. Vasculhei pelos estábulos. Não havia ninguém, portanto, tirei a camisa e a usei como protetor olfativo, foi quando comecei o "trabalho sujo", a cada ida, a pá voltava transbordando, sem problemas, nove das portinholas limpas, quando um cavalo aparece na décima, abro a portinha e levo o cavalo a um lugar já limpo, limpo o décimo, tudo no saco, e o levo até fora, deveria estar pesando dez quilos, uma placa diz para deixá-lo ali, o largo, enquanto isso, algumas filhas de Afrodite passam por mim, aos risos, sorrio também, quando percebo que estou sem camisa e com a mesma no rosto, visto a camisa e me apresso para o Chalé de Hermes, depois disso, tudo o que eu precisava era de um banho.
Gabriel Yank
avatar
Indefinido
Mensagens :
13

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por ♦ Eos em Dom 23 Fev 2014, 11:43

Gabriel - cuidado na utilização de maiúsculas/minúsculas. Por exemplo, não é necessáro falar "Campos de Morango" com letras maiúsculas no meio do texto, já que apenas designa um local comum. É diferente quando você fala do nome de um local. Cuidado na construção das frases, também - você passa um sentido, ao apontar que já "estava cansado" das coisas e em seguida diz "por que não?" - perde a coerência nas ações. Tente detalhar mais as ações - por exemplo, para onde você estava levando a sujeira? - Você cita a placa,mas onde ela estava localizada?Detalhe mais o cenário. Além de retirar com a pá, o que mais utilizou na limpeza? Quanto tempo demorou? Como se sentia? Qual esforço realizado? São coisas que enriquecem a narrativa. - 5 dracmas
♦ Eos
avatar
Administradores
Mensagens :
1393

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Luke Scott em Qua 05 Mar 2014, 23:04


Death also needs to practice †


Dia 05/03/2014; 05:05pm.
O dia estava claro e bonito, sem sinal de nuvens ou qualquer coisa que pudesse atrapalhar a linda e maravilhosa tarefa reservada para esta manhã: limpar os estábulos. Por quê nada na vida é tão agradável quanto varrer feno e limpar cocô de equinos mágicos.

Fui caminhando desanimado até o local com minha calça jeans surrada, camiseta branca sem mangas e botas marrons de trabalho. Não que eu me importe tanto com roupas, mas não quero ter as minhas preferidas sujas com... bem, você entendeu.
Eu enfim entrei no ambiente quase todo trabalhado em madeira, cercado por pequenas cabines abrigando cavalos e pégasos. Alguns raios solares entravam por frestas e iluminavam o lugar por dentro.

Olhei ao redor e percebi que teria mais trabalho do que o imaginado: o chão estava empoeirado, cheio de feno e alfafa, isso sem contar na fragrância singular que só se encontrava ali. Resmunguei em voz baixa e peguei uma vassoura e logo varri a parte superficial da sujeira. Comecei a assoviar algumas músicas conhecidas para me distrair um pouco enquanto fazia o serviço.
Depois de varrer boa parte da poeira e das palhas espalhadas no estábulo, passei um esfregão molhado pelo corredor principal.
"Se quiser ser reconhecido por algo, faça esse algo bem feito", pensei. "Não que eu queira ser conhecido por limpar estábulos."
Depois de alguns minutos de cansaço e músculos rígidos, estava enfim limpo. Por fim, apenas escovei os pelos dos animais e distribuí um tanto de alfafa em suas cabines.

— Aproveitem. Não vou vir aqui todo dia, vocês sabem.

Por fim, enquanto ainda me restava alguma energia, estiquei o corpo para relaxar e resolvi voltar para o chalé. Um banho nunca é má ideia depois de uma limpeza como essas, afinal eu merecia. Não é por ser filho de Thanatos que eu deva cheirar como um defunto. O sol já estava alto quando saí daquele lugar, então presumi que fizessem umas nove horas. Enfim, livre.
Luke Scott
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
158

Localização :
Por aí

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por 124-ExStaff em Sex 07 Mar 2014, 16:35

• Luke Scott: 9 dracmas. O seu post foi muito bem elaborado e detalhado, apesar de ter ficado bem curto. Esse último detalhe e uns dois ou três erros ortográficos me fizeram descontaram 1 dracma, que ao meu ver não faz muita diferença do total. Parabéns!



Atualização

124-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
299

Localização :
Casa Grande

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Robert Collins em Qua 19 Mar 2014, 21:44

Minha primeira ida aos Estábulos!



Assim que saio do Chalé de Hermes me veio à mente visitar os Estábulos, queria olhar de perto os belos Pégasos, assim que os vejo digo para mim mesmo – Até que o mundo de meu pai não é tão ruim assim... – Assim que me dou conta do que disse decido me concentrar em outra coisa tipo, no Sátiro que está me encarando, ele chega perto e pergunta:
- Ei garoto, quer ganhar uns dracmas?
- O que são... Dracmas? – Pergunto com receio.
Ele me olhar com um olhar fulminante, mas logo respira e fica calmo e explica:
- Dracmas são as moedas que são usadas pelos Semideuses, com elas você pode comprar medicamentos, armas para matar Monstros é claro e também – diz ele apontando para os Pégasos – Pégasos, animais mitológicos...
- Eu quero, eu quero! Mas o que tem de fazer para consegui-las? – pergunto já quase imaginando sua resposta ao olhar ao redor e ver os estábulos sujos.
- Limpe os estábulos e poderá ganhar até 10 Dracmas! – explica ele.
Aceito de prontidão e logo ele me leva a uma sala onde contém sacos de lixo, luvas, uma pá, shampoo e condicionador para dar banho nos animais. Logo já estou limpando os estábulos primeiro, dou banho nos cavalos e pégasos com o shampoo e condicionador. Depois, pego com a pá suas fezes e excrementos e jogo nos sacos de lixo. Troco as palhas sujas por palhas novas e quando acabo o serviço, estou cansado e decido assim que pegar meu pagamento com o Sátiro vou tomar um banho e em seguida, para o Pavilhão Refeitório.
Robert Collins
avatar
Indefinido
Mensagens :
41

Localização :
Por aí no acampamento Meio-Sangue :)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Limpeza do Estábulo

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum