Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

• {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

• {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Qua 27 Nov 2013, 00:49

Khristie's Bedroom
descrição do local


Com uma janela iluminando e uma pequena árvore, sempre bem podada, o primeiro quarto que ficava no andar superior, ao lado do quarto em que Dammyen dormia. Uma cama com os melhores itens existentes em indústrias especializadas em sono e uma coberta que esquentava, em caso de frio, o quarto era decorado mais para impedir muito uma hiperatividade. Um armário preto baixo, porém comprido, guardava diversos recipientes com uma ampla variedade de plantas, sumos, ervas e outros ingredientes que a garota precisaria para qualquer situação que se apresentasse. Sobre ele, livros e cadernos sempre eram vistos. O closet tinha melhor apoio para saltos, vestidos e outros pertences, tendo um espelho gigante grudado numa placa de mogno negra, para que a garota visualizasse o seu visual. Como era um quarto com requinte e estilo suíte presidencial, um frigobar negro com detalhes em vermelho se encontrava ali perto, enquanto na mesa de cabeceira, um abajur com pedestal de prata dava um ar um pouco mais luxuoso, com detalhes de dragões chineses e algumas flores.

Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Elizabeth J. Stonem em Qua 27 Nov 2013, 02:15




Want Me to Burn



Enquanto voava para casa, Anne Elle sentiu uma dor intensa nas majestosas asas de diferentes cores, uma vermelha e a outra preta. O grito de dor cortou a noite, fazendo-a fraquejar e quase atingir o chão de uma pequena rua de Toronto. Gemeu, sabendo que deveria aguentar pelo menos mais um pouco, até chegar aos arredores da mansão onde morava. Não esperava que fosse seguida pelo semideus até tão longe, tampouco acreditava que seria atingida. Infelizmente, estava cheia de cortes profundos espalhados pelo tronco, podia sentir que o pulso estava no mínimo luxado e a dor na coxa afirmava que a espada de ferro estígio havia no mínimo, perfurado a carne.

Duas flechas estavam presas a asa negra da vingadora, manchando-a de vermelho e a cada batida leve, uma dor quase insuportável a envolvia. Resistiu, pois não podia fraquejar tão perto de onde poderia ser salva e se fosse pega inconsciente, provavelmente seria morta na primeira chance. Que no caso, era aquela. Não esperava que fosse tão difícil batalhar contra no mínimo, uma dúzia de semideuses, mas o estado deplorável em qual se encontrava, demonstrara que não fora nada fácil e apenas um sobreviveu para contar a história e deixar uma marca profunda na filha de Éolo. A energia que usara para a luta fora grande o suficiente para deixa-la fraca, então não poderia gastar o restante matando o último meio-sangue.

Suspirou, completamente enraivecida e ao ver a grama na frente da casa, tentou pousar majestosamente. O que infelizmente, não conseguiu, Observou o céu e encontrou um pégaso aproximando-se, logo fechou os olhos e controlou a tempestade que pairava no céu da cidade, apenas enviando um raio em direção a cabeça de seu seguidor. Sorriu ao vê-lo ser atingido e cair sabe-se lá o local e fechou os olhos, derrotada.  Estava deitada de barriga na grama, a roupa quase completamente rasgada. Precisava de ajuda para curar, mas a própria energia não lhe ajudava o suficiente. Portanto, sem opção alguma, levantou-se com dificuldade e adentrou pela porta da sala. Demorou vários minutos para atravessar todos os cômodos da casa e principalmente, a subir as escadas mancando, ao chegar ao fim do corredor, apoiou-se na parede e gemeu baixo, a maldição logo começando a fazer o efeito. A dor de todos os semideuses que atacara de uma vez só atingiu a mente dela. Sentiu o rasgar da pele de cada um, o pescoço quebrar, os ossos ficarem em um ângulo quase impossível, o fincar de cada lâmina em suas peles, cada ataque contra os mesmos mesclado a dor da alma sendo repuxada de seus corpos, finalmente a morte. Não estava realmente acontecendo com Anne, mas ela sentia o sofrimento de cada e era tão grande que a fez gritar alto, caindo no chão e colocando as mãos na têmpora, enquanto abaixava a cabeça. Aquela maldição não passava de uma tortura e era por isso que atualmente, evitava a matança. Porém, aquele único dia, fora uma armadilha e ela tinha caído como uma burra. Arrependia-se em meio aos gritos, pois não conseguia fugir, contou apenas cinco mortes diferentes, depois não conseguia ao menos pensar para continuar a contagem.




# Post 001;
# Toronto: Mansão; próximo ao quarto de Khristie Lian;
# Interação: Khristie Lian;
# Música: Burn – The Pretty Reckless;
# Vestindo:  Here
Elizabeth J. Stonem
avatar
Indefinido
Mensagens :
664

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Sex 29 Nov 2013, 21:21


Some more healing to do ~


Agora eu sabia porquê os curandeiros do Acampamento sempre viviam cansados, preocupados ou lendo. Era muita coisa, muito material a ser lido, dezenas de coisas a serem feitas, preparadas, pré-arrumadas e ajeitadas para melhor aproveitar todas as características das plantas. Era prazeroso e ao mesmo tempo cansativo. O pior de tudo eram os livros-guia que eu utilizava: escritos em inglês moderno, minha dislexia - que não era tão dislexia assim - dava de dez à zero e eu sempre acabava me perdendo nas leituras. Precisava da biblioteca do Acampamento, falar com alguns filhos de Athena e pedir uns livros emprestados, mas não poderia sair daquela casa naquele momento. Com a nevasca cada vez mais próxima era impossível sair para se aventurar sem sofrer de algum revés.

Continuemos. Estudava em frente à janela de meu quarto, observando os floquinhos brancos de neve cair em contraste com céu negro, sentindo o aroma levemente entorpecedor dos preparados que fazia. Não sabia que horas eram – nem tinha tal interesse – mas sabia que já devia ser tarde; há muito escurecera e eu continuava ali. Minha mente flutuou para a vida dos outros moradores da casa, perguntando-me como estariam e logo voltou para os livros que lia. Estava ficando cansada e perdia o foco do que fazia. Então fiz o que era mais lógico: comecei a me preparar para dormir.
Enquanto saía do banheiro secando o cabelo com a toalha um raio iluminou o mundo lá fora e me assustou. Não, eu não tinha medo de raios. O que eu tenho medo é do que vem com eles: normalmente, é problema. Dei uma espiada para fora colando o nariz no vidro mas não consegui ver nada. Quem sabe era apenas um raio...
Pouco tempo depois de acabar de me vestir ouvi um grito, um som – esse sim – que me deu medo. Corri para o closet pegar minha adaga, meu colar e a bolsinha que Asclépio havia me dado e tentei escutar o que acontecia perto de meu quarto. Apenas a voz em tom de desespero. Abri a porta rapidamente me deparei com uma pessoa deitada no final do corredor.

Uma voz em minha mente me disse para ter cuidado e seguir o que Justin me dissera, mas outras dezenas de vozes mandaram-na calar a boca e ajudar a garota que estava sofrendo. Fui até ela, limpando minha mente e tentando ter pensamentos tranquilos – bom, o mais tranquilo que conseguiria. Aproximei-me dela e falei com uma voz baixa, porém firme, na qual eu colocava toda a tranquilidade e o dobro de confiança que tinha.

- Vim aqui para te ajudar. Por favor, tente relaxar.

Encostei em seu ombro, sentindo uma onda de energia fluindo pelos meus dedos e uma pulsação forte saindo de sua pele. Era como se a dor estivesse lutando contra o sentimento de alívio e estivesse perdendo feio. Sabia que aquilo ajudaria a clarear os pensamentos dela e aliviar sua dor que parecia imensa, então esperaria até que ela se acalmasse.

- Meu nome é Khristie, sou aprendiz de Asclépio. Estou aqui só pra te ajudar, ok? Se você se sentir incomodada em qualquer maneira, por favor, é só dizer.

Passo um para lidar com pessoas desconhecidas: apresentar-se e mostrar que veio ali apenas para ajudar, check.


Observações;


Itens


{Quick Cut} / Adaga [Uma adaga feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento. Vem junto de um pequeno suporte (bainha) adaptável à cintura, pernas ou tornozelos] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]

{Titanium} / Adaga[Feita em titânio sagrado. Sua lâmina é cromada e super afiada. Ela é levemente  encurvada, lembrando o formato de uma parte de um arco. É super-resistente, sendo difícil quebrá-la. Sua lâmina é encantada com uma chama amarelo-esbranquiçada; onde ela encostar, resultará em queimaduras leves à moderadas. O cabo é feito com tiras de couro negras trançadas.) {Titânio sagrado, couro}(Nível mínimo: 10) {Elemento: fogo} [Recebimento: Compra em forja "{§}"]

{Colar do Serpentário} / Colar[O formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário]. {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

Armadura Completa Alada de Prata Celestial / Tênis Alado[Armadura completamente indestrutível, protege todos os pontos do corpo de Khristie, sem deixar quase nenhuma brecha. Para penetrar a Prata, é necessário o uso de golpes muito fortes. O peso da armadura não se faz sentir por magia, sendo a mesma coisa de que estar nua (em relação à liberdade de movimentos). Possui asas pequenas indestrutíveis nos calcanhares. Quando não está ativa, são Tênis Alados Nike, também indestrutíveis, mais comuns. Neles estão gravados, em tinta dourada e belo desenho, todos os momentos bons e de batalha pelos quais Khristie passou. Qualquer um que tente roubá-lo da semideusa virará pó, morrendo na mesma hora]{Armadura: prata}(Nível Mínimo: 20) {Não controla elementos}[Recebimento: missão "Shut up and pass the money!"]

Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa(Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]

Poderes


Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

Diplomacia Você consegue fazer negócios e pactos e convencer que você é aliado como ninguém.


 Confiança Desde a maneira correta, ereta e firme de se portar até as palavras acolhedoras, apaziguadoras e relaxantes – um médico desempenha essas funções, sim; quando precisam dar uma má notícia, quando precisam dar uma boa notícia, quando precisam inspirar confiança; e é exatamente isto que esse poder visa: inspirar segurança, confiança nos outros. Portanto, suas palavras e atitudes costumam ser vistas com bons olhos e não são julgadas de imediato – é claro, sem contar o fato de animarem e motivarem o grupo (na prática, os ataques e as estratégias do grupo possuem mais chance de darem certo; o efeito dura duas rodadas e só pode ser usado uma vez por missão).

 Toque Curativo Poder de efeito rápido e instantâneo. Com uma aura luminosa a envolver a mão do aprendiz, este poderá restaurar a vitalidade de alguém que não seja si mesmo em quinze pontos. Pode ser usado até duas vezes na ocasião inteira; uma vez por post, quando se está na enfermaria. O custo é de cinco de energia a cada uso.

 Anestesia I A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste.




Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Elizabeth J. Stonem em Sab 30 Nov 2013, 02:01




Want Me to Burn


A dor provinda das mortes de suas vítimas aos poucos começou a passar, afinal, não foram tantos que havia assassinado naquela noite, portanto não demoraria muito o efeito . A respiração da semideusa estava ofegante e ao abrir os olhos, deparou-se com uma figura ao seu lado, olhando-a com no mínimo preocupação expressa em seus olhos e também curiosidade. Tentou sorrir ironicamente, mas o máximo que conseguiu foi um leve gemido. As asas bicolores estavam ainda perfuradas pelas flechas e o esforço provavelmente havia piorado ainda mais a situação, pois sentia uma queimação torturante ali. Os cortes profundos em seu corpo e a perfuração na coxa profunda não a incomodavam tanto, mas conseguiam contribuir para a angústia que sentia naquele momento.

A ruiva de olhos claros falava palavras que estranhamente acalmavam a assassina, mesmo que esta se recusasse a admitir que estava no mínimo perturbada, devido ao seu orgulho exacerbado. Ao sentir o toque no ombro, a filha de Éolo resistiu ao instinto de se afastar e sacar qualquer arma, pois reconhecia a garota como uma das aprendizes de Dammyen que moravam ali. Não poderia causa-las nenhum mal. Por enquanto.

A dor e a fraqueza começaram a amenizar, os músculos de seu corpo relaxando com o toque literalmente quente de Khristie, provavelmente acompanhava alguma esfera de energia. A curandeira fazia seu trabalho excepcionalmente, pelo que podia perceber, afinal, não estava morta até o momento, isso significava que a assassina não percebera qualquer ameaça provendo dela. Suspirou, arrependida ao perceber que demonstrara tamanha fraqueza, mas não podia negar, realmente precisava de ajuda. Não sorriu e muito menos demonstrou qualquer gratidão, era atípico da garota qualquer emoção diferente disso.

- Sou Anne Elle. – Não precisou olhar para distinguir qualquer reação, sabia que pelo menos surpreendida ela ficaria. Ou não. – Bom, eu acho que tem duas flechas nas minhas asas, eu voei desde bem... Carolina do Norte até aqui e antes mesmo de chegar em Toronto, recebi essas duas, então devo pelo menos ter piorado o dano. Acho que luxei meu pulso, tenho um ferimento de espada fincada na coxa, cortes profundos no tronco e tenho uma leve dúvida quando ao meu ombro, acho que desloquei qualquer coisa aí. – Cada palavra era pronunciada com naturalidade, como se esses ferimentos fossem quase cotidianos, e para Anne Elle, realmente eram. Sorriu sombriamente, imaginando o que ela acharia daquela quantidade de machucados. – Já estou acostumada com esse tipo de consequência em ser eu mesma, então normalmente me curo e cuido de mim mesma. Porém, estou com uns contra tempos que realmente dificultam que eu consiga fazer isso... – Referia-se a maldição que suportava, mas não contaria a ela sobre isso, não sabia o quanto poderia confiar na mesma. Tentou levantar, mas o peso das próprias asas a puxavam em direção ao chão, não conseguia ao menos arqueá-las.

# Post 002;
# Toronto: Mansão; próximo ao quarto de Khristie Lian;
# Interação: Khristie Lian;
# Música: Burn – The Pretty Reckless;
# Vestindo: Here
[/size]

Elizabeth J. Stonem
avatar
Indefinido
Mensagens :
664

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Seg 02 Dez 2013, 11:43


Some more healing to do ~


Suspirei, aliviada, quando ela começou a falar. Isso significava que ela 1) estava ficando melhor e 2) não iria me matar. Ambos eram ótimos, não sei qual ganharia se entrassem em um concurso. Continuei a tocar seus ferimentos levemente, apenas para extrair a dor para depois realmente começar a curá-la. Precisava da garota lúcida e falando comigo, se ela desmaiasse por conta dos cortes profundos não seria nada legal. Só consegui ligar o nome Anne Elle à pessoa Anne Elle depois de algum tempo. Demorei a lembrar que ela era a garota que lutara na guerra de Manhattan contra Cronos e todas as criaturas que queriam tirar um pedacinho da gente. Ela era como um agente duplo que finge ser do mal mas na verdade é do bem. Problema é que ela estava ganhando nome como semi-deusa assassina, o que poderia torná-la do mal novamente. Então ela seria agente tripla? Hmm, muitas divagações. Volte à garota, repreendeu meu cérebro. Okay.

- Carolina do Norte é meio longinho para vir voando né? Ainda mais machucada assim. Não sei se vai valer de alguma coisa, mas você não deveria percorrer uma distância tão grande quando está ferida. Só avisando, isso pode piorar pra caramba algo que poderia ser simples de cuidar. Agora fique parada pra eu tirar essas flechas, vai doer um bocadinho.

Segurei as flechas pela parte metálica afiada e as retirei rapidamente, uma seguida da outra, tentando minimizar sofrimento. Flechas eram diabolicamente chatas de tirar e doía pra caramba quando quebrava a ponta dentro de sua pele. Não esperei que ela esboçasse qualquer reação para poder tocar nas feridas abertas e imaginá-las se fechando, vendo e revendo em minha mente a imagem do corte cicatrizado como se fosse um mantra. Na verdade, boa parte do meu trabalho era só concentração e muita imaginação,  nada braçal. O bom disso era que o corpo não se cansava; já a mente, bem, só digo que eu fico cansada depois de fazer coisas como essa por muito tempo ou repetidamente. Sorri ao ver que a pele – seria pele ou apenas uma membrana? - das bordas do corte nas asas coloridas estavam se aproximando, começando a estancar o fluxo de sangue.

Virei-me então para seu tronco, sentindo meus dedos formigando cada vez que tocava em uma ferida e ela começava a cicatrizar. Algumas foram especialmente difíceis, pareciam estar relutantes em serem neutralizadas. Nelas tive que usar um pouco mais de força nos pensamentos e senti-me levemente entorpecida. Demorei um bocado para poder fazer Anne parar de sangrar, tantas feridas que tinha.

- Se isso aqui é normal pra você, meu senhor, como aguenta. E não se atreva a levantar, quer cair e quebrar alguma coisa? Eu não sou Asclépio não, milagres não faço.

Sentando-me no chão e respirando fundo para poder recuperar a concentração, comecei a vasculhar minha bolsinha para poder retirar o que precisaria para fazer poções para ela. Pelo visto, precisaria de algo forte. Tomei um gole de água e afastei os fios de cabelo que caiam pelo meu rosto, acalmando-me, voltando a atenção para seu ombro e pulso.

- Desculpa se doeu, mas as feridas estavam bastante profundas. É, você deslocou algumas coisinhas aqui – disse ao tocar seu ombro inchado e o pulso esbranquiçados. - Vou recolocar no lugar. Segura as pontas aí novamente.

Esperar pela resposta dela? Ahn?O que é isso? Melhor fazer logo, assim o paciente não sofrerá por antecedência. Com movimentos circulares e logo após um puxão rápido para o lado contrário do deslocamento fui recolocando seu ombro, pulso e tornozelo de volta aos seus lugares. Com certeza estaria doendo pra caramba, mas tentei aliviar um pouco de dor. Dividi minha concentração, mas ainda assim consegui fazer as duas tarefas com calma e precisão. A cor voltava lentamente para sua pele, bem como o inchaço diminuía.

Agora a parte legal. Concentrei-me na ponta de meus dedos, fazendo minha mão ganhar uma luva azulada, sorrindo ao ver o efeito luminoso. Eu adorava aquilo, fazia-me parecer uma mágica. Lentamente toquei os locais machucados, demorando-me onde havia maiores cicatrizes ou hematomas e conseguindo ver as melhoras quase ao mesmo tempo. Fiz o caminho de ida e volta pelo seu corpo quatro vezes, restaurando também sua energia. Ela parecia cansada, como quem pudesse fazer bom uso de uma boa noite de sono.

Mais uma vez fiquei um pouco tonta. Estava exigindo um pouco demais dos conhecimentos que adquirira a menos de um mês, mas era uma boa causa. Silenciosamente pedi para que Asclépio me ajudasse mais uma vez. Precisaria muito daquilo naquela casa, como começava a ver. As pessoas que moravam ali pareciam ter uma atração por eventos desastrosos e que possam causar ferimentos a si mesmos. Já fazia o processo de produção dos preparados que a fariam sentir melhor como se fosse algo automático: pesei as cascas de limão, o açúcar e a amora em pó, separando-os em copos altos. Depois adicionei os gomos de laranja amassados ao leite de cabra (eca!) e mexi até ficar esverdado; salpiquei as cascas de limão e dei mais uma volta com a colher dentro do copo. Pesquei duas sementes da pimenta do reino e entreguei para ela

- Coloque as sementes embaixo da língua e tome metade do líquido. Vai se sentir melhor. Meio azedinho, mas refrescante – avisei, sorrindo. Esperava que ela tomasse tudo e conseguisse manter o líquido no estômago. Isso seria bem legal.

Voltei a preparar a outra poçãozinha, desta vez usando suco de maçã, a amora em pó. Esperei até que a mistura ficasse roxa para adicionar o açúcar e as folhas de hortelã. Coloquei o copo com outra  folha de hortelã a sua frente, cuidadosamente para não derramar o conteúdo.

- Essa daqui também, só metade. Vou ter que repetir o processo algumas vezes mais, mas vai demorar um pouco. Meia hora entre cada dose para não sofrer overdose e essas coisas aí. - suspirei, relaxando o pescoço. Sem perceber, tinha tensionado todos os meus músculos. Altas tensões. - Normalmente você precisaria ficar parada por poucas semanas, mas acho que vou conseguir diminuir esse tempo pra dias. Dois ou três, dependendo do ferimento, é melhor você ficar descansando, se se esforçar demais pode piorar.

Fiquei brincando com o colar, girando-o em meus dedos e sentindo o relevo das cobras desenhadas. A noite seria longa, mas não estava tão cansada mais.



Observações;


Itens


{Quick Cut} / Adaga [Uma adaga feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento. Vem junto de um pequeno suporte (bainha) adaptável à cintura, pernas ou tornozelos] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]

{Titanium} / Adaga[Feita em titânio sagrado. Sua lâmina é cromada e super afiada. Ela é levemente  encurvada, lembrando o formato de uma parte de um arco. É super-resistente, sendo difícil quebrá-la. Sua lâmina é encantada com uma chama amarelo-esbranquiçada; onde ela encostar, resultará em queimaduras leves à moderadas. O cabo é feito com tiras de couro negras trançadas.) {Titânio sagrado, couro}(Nível mínimo: 10) {Elemento: fogo} [Recebimento: Compra em forja "{§}"]

{Colar do Serpentário} / Colar[O formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário]. {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

Armadura Completa Alada de Prata Celestial / Tênis Alado[Armadura completamente indestrutível, protege todos os pontos do corpo de Khristie, sem deixar quase nenhuma brecha. Para penetrar a Prata, é necessário o uso de golpes muito fortes. O peso da armadura não se faz sentir por magia, sendo a mesma coisa de que estar nua (em relação à liberdade de movimentos). Possui asas pequenas indestrutíveis nos calcanhares. Quando não está ativa, são Tênis Alados Nike, também indestrutíveis, mais comuns. Neles estão gravados, em tinta dourada e belo desenho, todos os momentos bons e de batalha pelos quais Khristie passou. Qualquer um que tente roubá-lo da semideusa virará pó, morrendo na mesma hora]{Armadura: prata}(Nível Mínimo: 20) {Não controla elementos}[Recebimento: missão "Shut up and pass the money!"]

Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa(Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]

Poderes


Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

Diplomacia Você consegue fazer negócios e pactos e convencer que você é aliado como ninguém.


 Biologia Celular I  O aprendiz adquire o conhecimento sobre o funcionamento das células. Dessa forma, suas curas (apenas curas feitas por poderes ou métodos convencionais; nada de poções) adquirem um bônus de dez.

 Toque Curativo Poder de efeito rápido e instantâneo. Com uma aura luminosa a envolver a mão do aprendiz, este poderá restaurar a vitalidade de alguém que não seja si mesmo em quinze pontos. Pode ser usado até duas vezes na ocasião inteira; uma vez por post, quando se está na enfermaria. O custo é de cinco de energia a cada uso.

 Anestesia I A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste.

  Poção Vitalícia Média Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

  Poção Energética Média  Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.






*Saldo da rodada = +110 HP/ + 110 MP*
[/quote]
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Elizabeth J. Stonem em Ter 03 Dez 2013, 00:31




Want Me to Burn


Anne Elle sentia-se como uma criança, mas diferentemente de antigamente, ela estava realmente sendo bem cuidada. Por incrível que pareça, não havia qualquer intenção que não fosse curá-la partindo da aprendiz de Asclépio, o que de certo modo deixava a vingadora no mínimo confusa. Não conhecera mais uma pessoa, além de Luana Feither, que pudesse agir de certa forma preocupada com o bem estar da assassina.

As flechas, ao serem retiradas, lhe causaram um incômodo e uma leve dorzinha apenas, nada que não fosse suportável. Na verdade, era um alívio estar livre do metal pontiagudo atingindo, a cada movimento, uma profundidade maior.

Logo sentiu cada corte de seu corpo fechando ao toque quente de Khristie, interrompendo de imediato os sangramentos espalhados por sua pele. O ombro, pulso e tornozelo estavam deslocados, mas nada que a ruiva não pudesse resolver rapidamente, pois em questão de poucos minutos, todos estavam em seus devidos lugares. Anne, acostumada com deslocamentos daquele tipo, não sentiu qualquer dor nos movimentos executados. Arqueou a sobrancelha, recuando ao ver a mão da garota adquirindo uma iluminação azulada, mas suspirou e confiou nos dotes curativos da mesma, deixando-a explorar os hematomas e cicatrizes utilizando-se daquele poder, afinal, a mesma se provara digna de tal confiança. Com o tempo, começou a sentir a energia restaurando e o próprio poder agitando dentro de si, como se pedindo para ser usado. Sorriu rapidamente, fechando os olhos por um tempo apenas para aproveitar aquela sensação, quase cedeu ao cansaço, deixando-se ficar inconsciente, mas suportou abrindo os olhos e observando enquanto Khristie cuidava da filha de Éolo. Ao perceber sua curandeira enfraquecer, cambaleando, imediatamente a segurou, como por reflexo e soltou-a quando a mesma se recuperou. Observou atentamente enquanto ela preparava um tipo de suco, utilizando frutas e ingredientes diferentes que a vingadora não tentava descobrir, logo um copo lhe fora oferecida e após cheirar e analisar o líquido, colocou as sementes abaixo da língua como lhe fora mandado e bebeu, engolindo rapidamente, pouco importando com o sabor. Afinal, mais lhe interessava que estivesse curada do que o gosto do que bebia. Outro copo preenchido com algo que lhe cheirava a maçã e amoras foi oferecido e sem mais delongas, Anne Elle bebeu conforme lhe foi pedido, apenas até a metade. Limpou os lábios molhados com o dedo e fitou a sua nova enfermeira. O sabor em sua boca, devido a segunda poção, era adocicado e agradável para a semideusa, fazendo-a até mesmo desejar mais um copo daquilo.

Ficar parada seria difícil, mas uma assassina como era, não podia ficar ferida e sem proteção, seria no mínimo uma burrice de sua parte. Quantas pessoas desejavam sua cabeça em uma bandeja de prata? No mínimo, metade do mundo semideus, sem contar os deuses. Portanto, ficaria descansando por uma semana na mansão. Tinha muitos livros para ler e pesquisar, para finalmente completar seu objetivo no mundo. Então não seria tempo perdido e sim usado muito sabiamente.

- Não costumo ficar agradecida pelas ações das pessoas, mas você me curou sem ao menos hesitar e mesmo depois de descoberto quem eu sou, o que de certa forma me surpreendeu. Pensei que quando descobrisse, iria me envenenar, o que a maioria das pessoas tentam fazer. Por esse motivo, eu agradeço por estar cuidando de mim. – Não admitiu que precisava daquilo, mas sabia que Khristie tinha conhecimento do quão necessitada estava. – Eu lhe devo uma, no mínimo, e se continuar fazendo isso, não será apenas Dammyen protegendo-a. – Dizia aquilo sinalizando o fato de que agora, Anne Elle, a assassina, também a protegeria de qualquer ameaça, mesmo que parecesse improvável ao se tratar de uma garota tão doce e gentil como aquela.

Apoiando-se na parede, levantou, tentando esticar as asas. Estava cansada e ainda precisava ser cuidada por Khristie, então porque não em um local mais confortável?

- Podemos ir para um lugar que haja um sofá ou uma cama? Já que ainda não terminamos aqui, acho... – Perguntou, enquanto encostava na parede, porque o peso do corpo a puxava para o chão.




# Post 003;
# Toronto: Mansão; próximo ao quarto de Khristie Lian;
# Interação: Khristie Lian;
# Música: Burn – The Pretty Reckless;
# Vestindo: Here

Elizabeth J. Stonem
avatar
Indefinido
Mensagens :
664

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Qui 05 Dez 2013, 21:02


Some more healing to do ~


Sabia que estava esquecendo de algo. Sabia! Bati a palma da mão na testa e concordei com a garota. Claro que ela ficaria melhor em uma cama ou até mesmo em um sofá; estávamos no meio de um corredor nada confortável e ainda corríamos o risco de alguém aparecer ali.

- Ah sim, claro, claro. - agora onde a levaria? Seu quarto? Não tinha a mínima ideia de onde ficava; a sala, lá embaixo, estava fora de questão. Tentei me lembrar quais quartos estavam vazios ou não mas, com o número crescente de moradores dali era difícil saber quem dormia em qual lugar. Meu quarto então.

- Vem, meu quarto tem uma cama vazia no momento e é o único que eu posso ter essa certeza agora. É aquele ali logo em frente a escada.

Apontei para o lugar e peguei as coisas que havia espalhado pelo chão (também conhecida como minha bagunça), oferecendo minha mão para que ela pudesse se levantar logo após – afinal, estava bastante machucada ainda. Esperei até que estivesse em pé para mostrar-lhe o caminho, andando com calma.

- Duvido que alguém vá incomodar em meu quarto essas horas da noite, acho que você vai conseguir relaxar melhor lá do que se eu te levasse para outro lugar...

Atravessei a porta já aberta, mandando pensamentos para Julieta para que ela não assustasse a minha 'visita'. Que a cobra ficasse em silêncio por pelo menos algum tempo. Julie apenas sibilou e se enrolou no tronco que havia dentro de seu aquário.

- Não tem medo de cobras né? Porque eu meio que tenho uma... - disse receosa. - Mas ela não vai incomodar.

Sentei-me na cadeira próxima a minha mesa de trabalho e apontei para a cama livre indicando onde deveria se deitar. Girava uma caneta que havia deixado ali entre meus dedos, incapaz de me manter parada. Observava seus braços e sua perna e franzi a testa ao ver que ainda haviam manchas arroxeadas. Pensei também em suas palavras e sua – digamos – proposta. Não era tão mal assim. Julieta falava comigo pela minha mente, como se estivesse chateada por eu ter trazido visitas sem ao menos avisá-la. Legal isso, agora tinha que me reportar à uma cobra? “Shh, Julie, ela é legal. Seja legal. E foi uma emergência”. Tentei moldá-la para que pensasse de meu ângulo, mas a cascavel é temperamental. Após Anne se acomodar peguei um tubo de uma pasta relaxante muscular. Ajudaria a aliviar a tensão nas contusões e apressar a cura.

- Então seria como um trabalho? Algo como um médico sempre de prontidão para você? - perguntei após explicar que o creme a ajudaria. Sorri para ela a balancei a cabeça. - Não acho que eu precise de tanta proteção assim, não pelo menos no momento. Os serviços de cura – fiz aspas com as mãos enquanto falava – vão estar sempre disponíveis para aqueles que precisar. É só chamar que eu apareço o mais rápido que puder.

Apliquei o creme em sua pele, massageando os locais arroxeados e colocando um pouco de pressão em meus movimentos. Era difícil explicar que eu não fazia aquilo para conseguir algo; fazia-o apenas pelo prazer de ver alguém se sentir bem, pelo alívio e o peso que eu tirava das pessoas. Estar doente ou machucado nos derruba não apenas fisicamente, mas mentalmente. Você se sente incapaz e isso acaba piorando tudo. Ser capaz de tirar esse sentimento de alguém é muito legal. Como se fosse mágico.

- Eu... Eu não tenho motivos para machucá-la. Você nunca fez mal algum à mim ou à quem eu goste. Não que eu saiba, pelo menos. Eu me ofereci para ajudá-la antes mesmo de saber quem era porque eu não importo com que nome decide se chamar. O que me importa é que você estava machucada e precisava de ajuda. Não gosto de ver outros sofrendo. – disse, me atropelando nas palavras. Não queria parecer piegas, mas é isso que temos pra hoje.  

Terminei meu serviço em silêncio e me dirigi ao banheiro para lavar as mãos e o rosto. Na volta, aproveitei e peguei garrafas d’água no frigobar para mim e para a garota, oferecendo uma à ela.

- Acho que já deu meia hora... – chequei o relógio. É, mais ou menos. – Pode tomar o resto das poções aí. Loguinho faço mais.


Observações;


Itens


{Quick Cut} / Adaga [Uma adaga feita de prata comum. Ela sempre tem um líquido verde na lâmina. É o veneno de George e Martha. Quando o veneno entra em contato com o sangue de alguém, ele faz com que a pessoa perca uma quantidade média de HP por turno e fique mais lento. Vem junto de um pequeno suporte (bainha) adaptável à cintura, pernas ou tornozelos] {Prata} (Nível Mínimo: 1) {Não Controla Nenhum Elemento} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hermes]

{Titanium} / Adaga[Feita em titânio sagrado. Sua lâmina é cromada e super afiada. Ela é levemente  encurvada, lembrando o formato de uma parte de um arco. É super-resistente, sendo difícil quebrá-la. Sua lâmina é encantada com uma chama amarelo-esbranquiçada; onde ela encostar, resultará em queimaduras leves à moderadas. O cabo é feito com tiras de couro negras trançadas.) {Titânio sagrado, couro}(Nível mínimo: 10) {Elemento: fogo} [Recebimento: Compra em forja "{§}"]

{Colar do Serpentário} / Colar[O formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário]. {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

Armadura Completa Alada de Prata Celestial / Tênis Alado[Armadura completamente indestrutível, protege todos os pontos do corpo de Khristie, sem deixar quase nenhuma brecha. Para penetrar a Prata, é necessário o uso de golpes muito fortes. O peso da armadura não se faz sentir por magia, sendo a mesma coisa de que estar nua (em relação à liberdade de movimentos). Possui asas pequenas indestrutíveis nos calcanhares. Quando não está ativa, são Tênis Alados Nike, também indestrutíveis, mais comuns. Neles estão gravados, em tinta dourada e belo desenho, todos os momentos bons e de batalha pelos quais Khristie passou. Qualquer um que tente roubá-lo da semideusa virará pó, morrendo na mesma hora]{Armadura: prata}(Nível Mínimo: 20) {Não controla elementos}[Recebimento: missão "Shut up and pass the money!"]

Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa(Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]

Poderes


Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

Diplomacia Você consegue fazer negócios e pactos e convencer que você é aliado como ninguém.


 Biologia Celular I  O aprendiz adquire o conhecimento sobre o funcionamento das células. Dessa forma, suas curas (apenas curas feitas por poderes ou métodos convencionais; nada de poções) adquirem um bônus de dez.

 Toque Curativo Poder de efeito rápido e instantâneo. Com uma aura luminosa a envolver a mão do aprendiz, este poderá restaurar a vitalidade de alguém que não seja si mesmo em quinze pontos. Pode ser usado até duas vezes na ocasião inteira; uma vez por post, quando se está na enfermaria. O custo é de cinco de energia a cada uso.

Anestesia I A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste.

Poção Vitalícia Média Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Poção Energética Média  Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

Boas-vindas Curadoras Ao realizar um exame prévio e acomodar certo paciente em sua enfermaria, recepcionando-o, o curandeiro conseguirá curá-lo em vinte de vida; por ser necessário certo preparo anterior, é recomendado que seu uso seja somente na enfermaria ou em situações de conforto. Seu uso é limitado a uma vez por post, e não pode ser usado em si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais.






* Errei a última rodada q
Saldo anterior = + 160 HP/ MP
Saldo Saldo da rodada = +90 HP/ + 90 MP

Total = +250 HP/MP*
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Elizabeth J. Stonem em Qui 05 Dez 2013, 23:03




Want Me to Burn



Ser convidada para um quarto era quase estranho, mas mesmo assim, a vingadora seguiu a garota dos olhos claros. Não aceitou a mão da mesma, não por grosseria, mas por orgulho. Já estava se demonstrando fraca demais, não precisava esbanjar sua vulnerabilidade. Ao adentrar no quarto, por puro instinto, parou diante a porta e ficou a observá-lo. Tinha uma janela iluminando o quarto e uma árvore logo a frente, disponibilizando um bela visão para manhãs, a cama era extensa e bem arrumada, com cobertores dobrados nos pés da mesma caso fizesse frio. Havia um armário preto baixo, porém comprido, onde em cima encontravam-se cadernos abertos e livros, como se há momentos atrás a curandeira estivesse estudando. Uma porta levava provavelmente ao banheiro ou closet. Encontrou também  um frigobar, algo típico de suítes ricas e logo ao lado da cama, uma cabeceira com um belo abajur iluminava melhor o recinto. Após ater-se aos mínimos detalhes inanimados, encontrou um aquário grande e dentro do mesmo, uma serpente enrolada em uma pequena árvore. Sorriu para ela, aproximando-se quase por instinto e fitou as belas orbes selvagens.

- Como é bela... – Sussurrou, encantada. – Aposto que tão mortífera quanto bela. – Sorriu apenas para a serpente e afastou-se, aproximando da cama.

Sentou na mesma, retirando as botas ensanguentadas para não sujar os lençóis da cama. Ao esticar a perna, sentiu uma leve dor, mas a ignorou como qualquer outra, afinal, estava acostumada. Khristien Lian voltou segurando um tubo parecido com pasta de dente e começou a massagear as pernas da ferida de forma que não demorou muito para relaxar aquela região. Não podia negar, era gostosa a sensação da que ela fazia, então por um tempo, apenas aproveitou calada. Naquele momento a mente ligou-se ao da garota quase instantaneamente, talvez pelo fato da fraqueza lhe enviar certo descontrole sobre tais poderes, mas de qualquer forma, os olhos fecharam-se e sem realmente querer, estava escutando os pensamentos da curandeira. Ela realmente não pretendia machucar a vingadora, pelo contrário, seu desejo era aliviar as dores que sentia e deixa-la novinha em folha. Não se arrependia de estar ali na presença de uma assassina, tratando de seus vários ferimentos e dava-se a impressão de que gostava de ter aquele poder e conhecimento sobre o corpo alheio. Não podia negar a ingenuidade da garota, mas reconhecia o bom caráter da mesma. Não sentiu nada com aquelas imagens, apenas uma leve curiosidade de como deveria ser bom ter um coração tão puro.

- Não posso dizer que te entendo, pois sou completamente diferente. – Afinal, era uma assassina fria. Matava por prazer e dilacerava qualquer um que se colocasse ao seu caminho. – Mas bem... Acredito em você. – O que era verdade, pois tinha lido a mente da mesma, apesar de que agora tinha “escorregado” para fora, colocando-a como um limite. Não invadiria a cabeça dela sem ser necessário. – E de qualquer forma, você está sob a minha proteção, mesmo que não precise agora, algum dia vai precisar. O mundo é cruel..

Segurou a garrafa de água e pegou o copo que descansava na mesinha ao lado da cama, preenchido com a metade da poção. Tomou o resto da mesma, pouco importando com qualquer que fosse o sabor que antes tinha tomado e abriu a garrafa de água, tomando vários goles consecutivos. Khristie estava certa, a semideusa estava mesmo cansada.







# Post 004;
# Toronto: Mansão; Quarto de Khristie Lian;
# Interação: Khristie Lian;
# Música: Burn – The Pretty Reckless;
# Vestindo:  Here
Elizabeth J. Stonem
avatar
Indefinido
Mensagens :
664

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Seg 09 Dez 2013, 22:16


Some more healing to do ~


Preparava um novo round de bebidas para Anne Elle, preocupada com a hora avançada e fazendo mais doses. Sim, eu tinha controle sobre as quantidades e não a faria passar mal. Estava apenas abrindo um leque maior de opções para que nós duas pudéssemos dormir logo. Talvez pela décima vez naquela noite pedi à Asclépio que me ajudasse a ajudar a garota, para que ao menos seu corpo eu pudesse ajudar. Em dois copos diferentes separei quantidades equivalentes dos ingredientes, mexendo as misturas para que ganhassem um tom esverdeado que me fazia lembrar uma limonada. Servi à garota dizendo-lhe que tomasse tudo juntamente com algumas sementes de pimenta-do-reino. Enquanto ela ingeria a bebida, repeti o processo que já havia feito pouco tempo atrás, utilizando o pó de amoras e o suco de maçã em ambas as bebidas. Medi as quantidades e mexi as infusões quando era necessário, adicionando um pouco de açúcar na poção maior. Deixei os copos na mesinha de cabeceira com algumas folhas de hortelã com a mesma dica: tomar o líquido enquanto ingere as folhas.

Recostei-me na cadeira que usava para estudar, deixando minha mente flutuar até onde Julieta estava e fundir-me à cobra. Gostava de fazer aquilo; assim eu conseguia ter a visão que ela tinha, escutar seus pensamentos e perceber coisas que não havia visto antes. Por exemplo, agora ela estava quieta, observando a garota deitada em minha cama e escutando seus batimentos cardíacos ritmados. Um som tranquilizante, um passo bom. Senti quando Julie estava ficando sonolenta e desliguei-me dela antes que eu também dormisse. Precisava acabar o que havia me comprometido a fazer.

Respirei fundo e voltei a examinar seus ombros, pulso e calcanhar, procurando por sinais de luxação. Ainda estava um tanto inchado e talvez ficasse assim por mais um dia ou dois. Pesquei alguns cubos de gelo de minha mini-geladeira e os embrulhei em panos limpos, colocando as trouxinhas nos locais onde antes havia grandes machucados. Tentaria pelo menos abaixar o nível de inchaço e melhorar os movimentos de Anne, deixando-a mais confortável.

- Quando você sentir que está se acostumando com a temperatura do gelo retire as bolsinhas de sua pele senão pode ganhar queimaduras frias – avisei.

Sorri para ela em tom de brincadeira, pensando em.... em que estava pensando mesmo? Uma ajudinha aqui por favor, minha memória está falhando.

- Logo, logo você já vai poder pular por aí. Mas ainda assim eu evitaria voar e outras coisas que requiram muito da sua energia por alguns dias. - relembrei-a. - Você pode até se sentir melhor, mas tudo o que eu posso fazer é acelerar um bocado o processo de recuperação de seu corpo.




Observações;


Itens


Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa(Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro][/justify]

Poderes


Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

Diplomacia Você consegue fazer negócios e pactos e convencer que você é aliado como ninguém.


 Biologia Celular I  O aprendiz adquire o conhecimento sobre o funcionamento das células. Dessa forma, suas curas (apenas curas feitas por poderes ou métodos convencionais; nada de poções) adquirem um bônus de dez.

Poção Vitalícia Média Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Poção Energética Média  Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

Poção Vitalícia Simples Uma poção de coloração esverdeada-pálida, caso tenha sido formulada do jeito correto, e de gosto ligeiramente azedo; é particularmente básica e, portanto, não necessita da especialização ‘Alquimista’. Seu principal efeito é o de, após ingerida pela boca como um líquido, recuperar a vida do paciente. Por questões de segurança, só pode ser consumida uma dose a cada turno.

Poção Energética Simples Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.






* Para não perder o costume:
Saldo anterior = + 250 HP/ MP
Saldo da rodada = +110 HP/ + 110 MP

Total = +360 HP/MP*
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Elizabeth J. Stonem em Ter 10 Dez 2013, 21:38




Want Me to Burn



Anne não tinha nada mais a fazer além de fazer o que Khristie recomendava, afinal, estava tão cansada que erguer o braço para pegar os copos eram um esforço descomunal. Os olhos fechavam-se e por vezes, caia na inconsciência, sendo acordada apenas pela voz da curandeira. A boca estava seca, os lábios trincados, mas não importava. Colocou as sementes que lhe dera debaixo da língua e levou a poção aos lábios, logo fazia o mesmo com as outras, até que cumprisse tudo que tinha que fazer para curar-se o mais rápido possível, ingerindo a última acompanhada de algumas folhas de hortelã. Se sentia o sabor, não estava ciente de qual era.

Observou enquanto ela tocava seu corpo a procura de sinais de luxação e logo voltava com alguns cubos de gelo envoltos em pano, depositando-os em sua pele. Sentiu o gelado tocar-lhe e pouco incomodou, afinal, não tinha tanta sensibilidade assim. Seguiu as instruções e após algum tempo, começou uma ardência que identificava como uma pele queimando, então retirou o gelo. Voltando-os após vários minutos para o local.

Assentiu ao escutá-la e tinha a plena noção de que ela tinha razão e não deveria mesmo utilizar-se das próprias asas e também não poderia esforçar demais. Fechou os olhos, encostando-se na cabeceira da cama, mas não dormiu. Ficou a escutá-la mexer em seus frascos e o sibilar sonolento da serpente.







# Post 005;
# Toronto: Mansão; Quarto de Khristie Lian;
# Interação: Khristie Lian;
# Música: Burn – The Pretty Reckless;
# Vestindo: Here


Elizabeth J. Stonem
avatar
Indefinido
Mensagens :
664

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Qui 12 Dez 2013, 02:03


Some more healing to do ~


Uma das coisas mais legais e medonhas em cobras é o fato de elas não terem pálpebras. Durante o dia você nem liga para tal fato, mas, durante a noite, dá medo. Não há como saber se o animal dorme ou está acordado pelo simples motivo de dormirem com os olhos abertos. É estranho, mas super legal. Nos faz ficar alerta e observar melhor as coisas. Muitas vezes me peguei observando Julieta para descobrir se dormia ou se estava acordada. Jogava um jogo comigo mesma: se acertasse seu status ganhava um ponto; se errasse, perdia um. Se eu não tenho mais o que fazer? Não, não tenho mesmo.

Havia apagado a luz e deixado apenas o abajur para iluminar o ambiente enquanto alternava minha atenção entre meu jogo e os livros. Estava revisando os usos, efeitos, conceitos e medidas de plantas como meimendro, beladona e raiz de cicuta. Hey, é sempre bom estar preparado e ter um plano “b”. Não que eu quisesse utilizar uma infusão destas contra alguém, mas... nunca se sabe.

Meu relógio de pulso me avisou que outra meia hora havia se passado, dando-me um belo de um susto. Preparei mais uma dose das menores infusões que estava fazendo para Anne, misturando ingredientes após falar com meu patrono mais uma vez. Será que ele estava ficando cansado de atender tantos pedidos meus? O método era simples e rápido: ralar as cascas de limão, mexer os gomos de laranja e o leite de cabra por um minutinho, colocar as raspas pronto. Para a outra eu só precisava medir a quantidade certa de amoras em pó e mexer junto ao suco de maçã e a hortelã. Easy busy.  

Olhei para a garota deitada e quase tive dó de tirá-la do estado de torpor no qual parecia estar. Mas ela precisava das poções tanto quanto precisava descansar. Fui até ela e concentrei-me em restaurar suas energias. Outra coisa que não tinha ideia como fazia, apenas sabia que dava certo.  Tocava no corpo de alguém e – puf:  em poucos minutos a pessoa estaria completamente recuperada alerta, como se tivesse tido uma longa noite de sono. Deixei os copos recém cheios na mesinha ao lado da cama, junto aos copos que completara com as infusões feitas há meia hora e indiquei que bebesse os líquidos. Sorri para a garota e retirei o gelo de sua pele, massageando os locais antes de voltar e aplicar pressão.


Observações;


Itens


Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa(Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro][/justify]

Poderes


Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

Diplomacia Você consegue fazer negócios e pactos e convencer que você é aliado como ninguém.


 Biologia Celular I  O aprendiz adquire o conhecimento sobre o funcionamento das células. Dessa forma, suas curas (apenas curas feitas por poderes ou métodos convencionais; nada de poções) adquirem um bônus de dez.

Poção Vitalícia Média Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Poção Energética Média  Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.

Poção Vitalícia Simples Uma poção de coloração esverdeada-pálida, caso tenha sido formulada do jeito correto, e de gosto ligeiramente azedo; é particularmente básica e, portanto, não necessita da especialização ‘Alquimista’. Seu principal efeito é o de, após ingerida pela boca como um líquido, recuperar a vida do paciente. Por questões de segurança, só pode ser consumida uma dose a cada turno.

Poção Energética Simples Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.






* HP full, yey !
Saldo anterior = + 360 HP/MP
Saldo da rodada = +120 HP/MP

Total = + 480 HP/MP*
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Elizabeth J. Stonem em Qui 12 Dez 2013, 16:15




Want Me to Burn



A mente da vingadora era como uma máquina de tempo, após fechar os olhos, concentrou-se nos sons do quarto e nos diferentes cheiros das poções. Não demorou muito, até que sua cabeça levasse a uma excursão para o passado. BUM! A bomba de Cronos explodiu, porém Anne conseguiu utilizar de suas habilidades de aerocinese para que o dano não fosse como esperado e destruísse apenas automóveis e o próprio titã ali. Quase morreu, senão fosse por uma filha de Afrodite. Jolie Chedwick, Nunca esqueceria do sorriso provocativo daquela semideusa e da competitividade que a mesma tinha com Anne Elle. Não sabia onde ela estava, muito mesmo se estava viva. Não lhe importava. Ela salvara sua vida, portanto tinha uma dívida, dissera isso á ela. Sinceramente, esperava que a mesma estivesse morta, assim nunca teria que pagar pela boa ação da garota.
Logo, a curandeira lhe tocou e retirou-a de seus devaneios. Novamente, tomou as poções que lhe era entregue e sentiu seu corpo responder á elas imediatamente. Não estava tão cansada, não sentia dores ou incômodos. Apenas uma leve fraqueza e para isso, tinha uma solução. Assim, ambas poderiam seguir seus caminhos, afinal, não queria atrapalhar mais a noite da aprendiz de Dammyen. O cansaço da mesma era evidente. Então, após a massagem que recebia, estendeu a mão para que ela parasse. Levantou-se e puxou do bolso da calça um frasquinho pequeno, onde tinha despejado um pouco da poção que tinha guardada. Era meio azulada e brilhava intensamente no quarto.
- Eu sempre levo isso quando saio de casa, você deve reconhecer. Uma poção, restaura energia, retira cansaço e aumenta o poder. Comprei-a de um filho de Hécate há muito tempo atrás, tenho um galão gigante e sempre encomendo mais dela, para mim é infinita. Para sair, eu coloco um pouco em um frasco desses. – Abriu a tampinha e levou a boca o líquido, bebendo-o imediatamente. Sentiu a energia sendo restaurada aos poucos, o cansaço desaparecendo e o poder voltando a tona rapidamente. – Isso acelera o processo, não? Poderia me examinar, ver se estou completamente curada.
Guardou o frasco fechado e acabado no bolso, sentou-se na cama e fitou-a com expectativa, esperando que aquela ação não dificultasse o processo de cura, pelo contrário, apenas acelerasse-o mais.

Spoiler:
• Elixir da Energia (divino): Aumenta 200EP.



# Post 006;
# Toronto: Mansão; Quarto de Khristie Lian;
# Interação: Khristie Lian;
# Música: Burn – The Pretty Reckless;
# Vestindo: Here



Elizabeth J. Stonem
avatar
Indefinido
Mensagens :
664

Localização :
Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Khristie Lian em Qui 12 Dez 2013, 16:41


Enough for tonight. It's time to go~


Sorri para ela, concordando com a cabeça. Aceleraria o processo sim, com toda a certeza. Conhecia aqueles frasquinhos, comprara-os algumas vezes no Acampamento; o efeito benéfico vinha quase que de imediato, era a solução perfeita para todos os problemas de semideuses. Fiz um exame rápido nela, auscultando seu coração, reação das pupilas e atos-reflexos: tudo parecia em ordem.

- Sim, com certeza acelerou o processo. Tudo está certinho, como se você nunca tivesse enfrentado ninguém. Apenas as cicatrizes eu não vou conseguir tirar, mas não acho que seja um problema. - dei de ombros. - Está oficialmente liberada para fazer o que quer que queira fazer.

Juntei a bagunça que havia feito sobre minha mesa, limpando-a o máximo que podia - ou seja, joguei tudo em um canto para em um futuro arrumar.

- Só tente não voltar assim, toda machucada para mim. Não gostaria de vê-la tão mal quanto estava ou até mesmo pior. - pedi. Curar pessoas é legal, mas o que vem antes da cura não. Sofrimento e dor é o mínimo que se pode esperar.

Levantei-me de minha cadeira e me espreguicei, pronta pra dormir o quanto meu corpo desejasse.


Observações;


Itens


Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa(Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro][/justify]

Poderes


Sentir Aproximação Assim como as serpentes pressentem a aproximação de suas presas, os filhos de Hermes também adquirem o sentido que sempre lhes deixa a par da aproximação de outras criaturas na área em que se encontra. A extensão da mesma é definida pelo seu nível, sendo que a cada nível a partir do 5, 1 metro de extensão é adicionado.

 Biologia Celular I  O aprendiz adquire o conhecimento sobre o funcionamento das células. Dessa forma, suas curas (apenas curas feitas por poderes ou métodos convencionais; nada de poções) adquirem um bônus de dez.






* HP e MP Full, yey !
Saldo anterior = + 480 HP/MP
Saldo da rodada = +200 MP (Poção), + 10 MP

Total = HP e MP Full*




Aguardando o ATT de algum ADM lindo divoso <3'
Khristie Lian
avatar
Filhos de Hermes
Mensagens :
188

Localização :
EUA/NY ~~~ Canada/Toronto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por 072-ExStaff em Seg 16 Dez 2013, 13:29

Att~

Khristie: - 40 MP pelos processos de cura fora de Enfermarias.
072-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
1077

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: • {Mansão} ▬ Quarto de Khristie

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum