Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Página 36 de 37 Anterior  1 ... 19 ... 35, 36, 37  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Simone Ramos em Sex 08 Nov 2013, 17:08

Relembrando a primeira mensagem :

- Quem da lingua é cobra, Orochimaru. - declarei em seguida comecei a rir.
Voltei meu olhar para as estrelas. Logo uma leve brisa passou e sorri ao sentir o cheio do mar.
- Verdade Victor. Mas não é apenas uma conversa que anima. O próprio acampamento faz isso, ele transmite uma alegria natural que contagia.
Simone Ramos
avatar
Indefinido
Mensagens :
98

Localização :
Sobradinho

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Max King em Seg 10 Abr 2017, 19:05



Bota a cara no sol
Mona - Will - Wearing

Ele pensava um pouco sobre a minha idéia, mas finalmente cedia. Falava sobre eu ver algo que não devia, e eu dei um sorriso de canto de boca, quase imperceptível. Ele segurou a minha mão e levantou-se, e foi só então que eu percebi que a cueca dele era branca, agora eu tinha entendido. andou comigo até a beira do mar, onde eu comecei a correr para mergulhar mais fundo. quando olhei para trás ele tocava na cabeça, e seu cabelo se tornava azul. Esperava que ele chegasse perto de mim para que eu falasse.

— Exibido — colocando a mão em seus cabelos.

E então eu mergulhava mais fundo, até tocar o chão de areia, do mar, e depois voltava para um parte mais rasa. onde a água chegava ao meu ombro.

— Bem, até agora eu não vi, nada que não fosse apropriado, então não se preocupe. — Falaria se ele me seguisse.

Thanks Panda
Max King
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
144

Localização :
Onde estou?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Will Fortune em Seg 10 Abr 2017, 21:24


New Friend

Sorriu assim que sentiu o rapaz mexer em seu cabelo, e sorriu ainda mais assim que ele disse não ter visto nada de mais, então caminhou mais pra dentro da água.

— Que bom! Que continue assim por um bom tempo.

Acompanhou o rapaz até mais longe da beira do mar e começou a dar mergulhos mais fundos.

— Um milagre eu estar aqui... Geralmente eu odeio o mar.

Clica sz:

MUST BE LOVE ON THE BRAIN (8

Will Fortune
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
317

Localização :
No cu de Judas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Max King em Seg 10 Abr 2017, 23:36



Bota a cara no sol
Mona - Will - Wearing

Ele me acompanhou enquanto eu dava mergulhos mais longos, respondeu ironicamente quando falei não ter visto nada. Logo depois ele me falava que não gostava do mar, e eu ia me aproximando da praia, nadando de costas.

— E você é assim tão facilmente convencido pelos outros? —
Falava quando percebia que estava perto da praia e parava. Agora ficava em pé, a água estava bem rasa e chegava até o meu quadril.

Esperava pela resposta do garoto enquanto, olhava para ele. abaixava um pouco para sua mão entrar totalmente na água e assim que ele ficasse desatento, jogaria água na cara de will.

Thanks Panda
Max King
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
144

Localização :
Onde estou?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Will Fortune em Seg 10 Abr 2017, 23:42


New Friend

Ouviu o rapaz falar que ele era facilmente convencido pelos outros, ou que não era verdade, pois chegou incomodando com o cigarro, nada mais justo do que fazer algo que o outro gostasse. Se aproximou do rapaz, ficando poucos centímetros longe dele, levou sua mão até o cabelo dele, fazendo uma mecha de seu cabelo ficar na cor rosa.

— Na verdade não. Mas como eu cheguei aqui e te incomodei com meu cigarro, achei justo entrar na água contigo. Nada de mais.

Clica sz:

MUST BE LOVE ON THE BRAIN (8

[/quote]
Will Fortune
avatar
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
317

Localização :
No cu de Judas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Max King em Ter 11 Abr 2017, 14:43



Bota a cara no sol
Mona - Will - Wearing

Ele se aproximava, e tocava a minha cabeça, era o momento certo, lancei água na cara do filho de irís, e assim que ele ficasse atordoado pela ação eu nadaria pra longe, assim que mergulhei percebi uma coisa estranha... existia uma coisa rosa na minha frente, primeiro pensei em um peixe, ou uma alga estranha, só depois ei=u percebi que era o meu cabelo. não era ele inteiro, mas uma parte. Parei de nadar e me levantei novamente, me virando para o lado do garoto?

— Você pintou meu cabelo de rosa?!

Thanks Panda
[/quote]
Max King
avatar
Filhos de Apolo
Mensagens :
144

Localização :
Onde estou?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rowan Brückner em Ter 25 Abr 2017, 02:13


Tell Me Your Secrets
and ask me your questions, oh

Apesar de estar onde estava, o vento constantemente parecia acariciar-me num afago, como se realmente gostasse da minha presença ali. Nem parecia estar molhando meus pés na água fria. Ou estar anormalmente ansiando entrar no mar e banhar-me por completo, deixando que a água carregasse qualquer pensamento trabalhoso que eu tivesse. Sobretudo, não parecia nem mesmo estar desafiando o poderio de outro dos Três Grandes — Poseidon —, tão perto dos seus domínios.

A praia do Acampamento era, afinal, um dos locais que eu menos frequentava. Em parte, isso se dava por ser longe demais da minha zona de conforto, também conhecida como cama. Mas em parte, também, era por ser... inóspito para mim. Já havia negado ir até ali dezenas de vezes. Em assiduidade minha, perdia apenas para os Campos de Morango — uma vez que meu interesse em jardinagem e trabalho braçal era, basicamente, nulo. Sabe como é: levar um chega para lá do meu tio divino não era prioridade na minha lista de coisas a se fazer.

Contudo, contrariando qualquer expectativa que eu ou os mais próximos de mim pudessem ter, lá estava eu: um semideus solitário na imensidão da praia. Sequer sabia o que raios estava fazendo ali, para início de conversa. Não tinha ido espionar o banho de nenhum semideus. Não havia marcado com ninguém. Tampouco tinha sido chamado por um deus louco, reclamando o direito sobre a minha obrigação serviçal com o Olimpo.

Eu simplesmente... estava lá. Sozinho. Silenciosamente. Em paz. A dúvida era saber até quando estaria assim; tinha a mais perfeita noção de que um semideus nunca conseguia sossego por muito tempo, nem mesmo num local protegido como o Acampamento Meio-Sangue.

Adendos:

Seria esse o momento em que Caion finalmente se concretizaria? nnn

Poderes e Habilidades:
Eletro-percepção (Nível 11) - Assim como alguns animais, como os tubarões, que detectam estímulos elétricos, sua percepção é melhorada dentro de um raio. 10m iniciais, mais 1m adicionail por nível. Dentre desse raio, você é capaz de notar mudanças sutis geradas pela movimentação dos seres ao redor e, portanto, não recebe ataques críticos provenientes de ataques surpresa, mas não quer dizer que consiga prever os ataques completamente, já que não é como se soubesse os movimentos que estão planejando, e sim que estão perto. NOVO! [criado por Sadie Bronwen]

Rowan Brückner
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
139

Localização :
No colchão mais próximo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Elliot Cumming em Ter 25 Abr 2017, 15:31


I Need Another Story

Elliot brincava com as sombras sentado em uma duna de areia qualquer. Olhos distraídos, enxergando apenas à si mesmo, presos em seus próprios pensamentos. Tudo ainda era muito confuso e desesperador. Sua cabeça estava um completo caos. Imaginar possíveis passados para si mesmo tinha se tornado seu hobby favorito - queria muito acreditar que tinha uma família sua por aí esperando-o voltar, e em parte sabia que isso era uma verdade para ao menos um de seus pais. Thanatos era um deus, e algo dentro de si lhe dizia que sempre poderia contar com ele, e que ele era o mais próximo que tinha de uma família.

Elliot se pegava orando para seu pai com uma frequência absurda, quase como se já estivesse acostumado a fazer isso. Pedia ajuda, conselho, e mais importante, uma resposta para ao menos uma de suas milhões de perguntas. Apesar de fazer todas essas orações, não obteve muitos resultados. Mas o pouco que obteve, a única resposta que Thanatos lhe deu, foi importante: o nome marcado em seu pulso, Elliot Cumming, era o seu nome.  Com o qual estava tentando se familiarizar.

Talvez isso fosse um tanto quanto óbvio, marcar o próprio braço com o seu nome antes de perder a memória, se ele soubesse que iria perdê-la. Mas era estranho pensar que o Elliot antes de perder a memória sabia que iria perdê-la, mas não fez nada para impedir isso. Tudo levava-o a mais e mais indagações. Girou o pulso, e as sombras acompanharam seu movimento, cobrindo uma área que não deveria.

Mais cedo, Elliot concluiu que queria se afastar da área mais movimentada do acampamento e ir para a praia, uma vez que tinha visto-a ao longe. Pensou que talvez pudesse pensar melhor e se descobrir um pouco mais em um lugar mais isolado. Nisso, queria saber o que poderia fazer graças ao seu sangue divino. Tudo bem, ele tinha descoberto que conseguia manipular as sombras. O que mais poderia fazer?

Ainda distraído, abaixou a mão. As sombras passaram a se comportar de forma normal novamente. No entanto, redirecionou a sua energia para o chão. Ele não sabia direito no que estava pensando. Nada aconteceu.

"Anh? Eu jurava que tinha feito alguma coisa" Pensou. Percebeu tarde demais, no entanto, que realmente tinha. Um braço esquelético surgiu do ponto onde tinha tocado - e um tremor à sua volta teve sequência ao acontecido. Um crânio dividiu a areia e surgiu logo depois, um pouco mais perto das pernas do rapaz, e pareceu querer atacar Elliot. Outro esqueleto surgiu às suas costas, e outro à sua esquerda, cercando-o completamente. Ele tinha feito isso? E não tinha controle dos seus próprios poderes?

Em pânico, com medo, gritou. Por socorro, sem ter nenhuma ideia do que iria fazer a seguir.



Poderes Utilizados:
Passivos:
Nenhum utilizado.
Ativos:
Nível 3
Invocação mortuária I - Neste nível o filho de Thanatos poderá invocar um único esqueleto de NP 1, de acordo com o bestiário. O monstro surgirá do solo, se montando neste turno, e estará apto para atacar no turno seguinte. Ele terá as características básicas, sem armaduras e com itens simples: 1 escudo pequeno de madeira e 1 espada ou maça de bronze sagrado, sem nenhuma habilidade. O esqueleto fica ativo por 5 turnos após sua "construção" ou até ser destruído, virando pó após esse período. Aumenta a quantia de esquelos em 1 a cada 10 níveis posteriores à aquisição do poder, até o máximo de 5 no nível 43. Apenas 1 invocação ativa por vez (de qualquer nível) por combate. [Modificado, antigo "Invocação de esqueletos I"]

Nível 8
Obscurecer I - Na cosmologia atlante, a escuridão não era simplesmente a ausência de luz, e sim uma força atuante. O filho de Thanatos aprende a manipular essa força, dando forma às sombras que já existem ou adensando-as. Os semideuses usam este feitiço para passar despercebidos, escondendo-se literalmente nas sombras e chegando até mesmo a esculpi-las para ocultar, da melhor forma possível, a si mesmos ou a um objeto de formato inconveniente que, do contrário, talvez se destacasse na luz em condições naturais. Note que não cria ou convoca sombras, apenas é capaz de moldar as já existentes - que devem ter uma área semelhante para que faça efeito. Se mover quebra o efeito. Nesse nível, a sombra se limita ao tamanho do semideus, e dura apenas 2 turnos. Elas não são tangíveis e não servem para ataque. No caso de um objeto, as sombras alteram a percepção do alvo de modo que ele pareça ser menor (ocultando o volume de uma arma sob a roupa, por exemplo) mas não oculta sua presença de outras formas, ainda podendo ser sentido com o tato ou pego por um detector, por exemplo.[Modificado, antigo "Escultura umbrática"]
Equipamento:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ Pingente da Natureza / Amuleto [Sua corrente é feita de ferro comum, mas banhada em prata. Uma corrente fina e leve. O pingente propriamente dito é uma folha, também prateada, porém, com um leve brilho esverdeado. Uma vez por missão pode roubar alguns poucos pontos de MP dos adversários. Válido também para uma vez por combate.] {Ferro e Prata} (Nível Mínimo: 1) {Neutro} [Recebimento: Prêmio da Missão "Náiade Assediada";  por Hades e atualizado por Hécate. Atualizado: 13/2/13]

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Thanks Doll at The Pretty Odd
Elliot Cumming
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
247

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rowan Brückner em Qua 26 Abr 2017, 21:44


Tell Me Your Secrets
and ask me your questions, oh

As duas formas de saber que mais uma vez meus dotes semidivinos estariam sendo postos à prova tinham atingido-me em uníssono. Primeiro veio o calafrio na espinha, fazendo-me tremular inconscientemente pela sensação que se alastrava por meu corpo. Então, aquele zumbido estático surgiu em meus ouvidos, espalhando-se pelo meu cerne como se fosse a própria eletricidade.

Chegou a ser irônico que, logo após o pensamento de paz se formar em minha mente, algo estivesse se aproximando. Era claro até mesmo para o mais leigo dentre os semideuses: perguntar-se até quando teria paz ou dizer que nada poderia dar errado era, praticamente, uma súplica às Parcas; um pedido de complicação para a sua vida.

E, de uma forma ou de outra, foi exatamente o que aconteceu.

Pisquei duas vezes, alarmando-me na fração de segundo que se seguiu depois do zumbido. Ao varrer a extensão da praia, notei um esqueleto irromper da areia ao lado de um semideus mais ao longe — até então inteiramente imperceptível —, virando-se para ele com hostilidade. Depois disso, como se estivesse seguindo seu antecessor, outro veio. E mais outro logo após os dois.

Meus pés se moveram sozinhos. Antes mesmo que em minha cabeça se formulasse o pensamento de salvar o rapaz, acabei correndo a toda velocidade pela praia. Cheguei ao ponto de sequer tocar mais o chão, inconscientemente voando — ganhando mais velocidade dessa maneira.

Só quando estava perto o suficiente, o quarto esqueleto terminou de emergir e, como se só ali percebesse que estava perdido, o garoto começou a gritar desesperadamente por socorro. Desesperadamente. Aos meus olhos aquilo soou incrivelmente patético, mas sábio.

Ele mal teve tempo de fechar a boca antes de eu apontar para o saco de ossos mais próximo e disparar um raio em sua direção, desintegrando-o sem muita dificuldade. O segundo deles foi arremessado por um chute meu, caindo de costas próximo à água e desmontando em alguns pontos, mas ainda assim permanecendo apto a lutar.

Aparentemente, isso foi o suficiente para distrair os outros dois. Nem se moveram quando puxei o rapaz pela mão, tomando-o violentamente em meus braços e flutuando mais alguns metros para trás, tomando certa distância do trio de esqueletos já abaixo de nós.

Só aí parei para pensar no que havia feito, e em como havia feito. Fui heroico. Tive uma entrada em grande estilo. E sabendo perfeitamente disso, deixei que um um sorriso ladino se formasse em meus lábios, antes mesmo de pensar em contê-lo.

— De nada pelo salvamento, baby. Estou sempre disposto a salvar semideuses indefesos — soltei, faceiro. E antes de deixar que qualquer outra palavra escapasse de minha boca ou mesmo da sua, esquadrinhei meticulosa e rapidamente aquele rosto tão próximo ao meu, notando as feições invejáveis do pálido semideus.

Mil maneiras de ver aquela face harmônica contraindo-se num misto de prazer e agonia povoaram minha mente, levando-me a alargar o já grande sorriso que ostentava. Estalando a língua, precisei morder meu lábio inferior antes de conseguir continuar, domando meu ideal egocêntrico de que todo e qualquer semideus daquele Acampamento me desejava com ardor.

— Mas você está bem? Imagino que desperdício seria uma beleza dessas ser ferida por seres tão... desprezíveis, fracos. Não sei como escaparam do Mundo Inferior e surgiram bem aqui.

Adendos:
Poderes e Habilidades:
{Zeus — Passivo} Nível 5 - Voar: Será seu poder característico. É muito útil e aperfeiçoado quando quiser.

{Zeus — Ativo} Nível 5 - Controle sobre a eletricidade de intermediário: Este nível aprimorado te permite usar a eletricidade corporal², e é muito útil em casos de pouca energia ambiente.[criado por Sadie Bronwen]

{Zeus — Passivo} Nível 6 - Vigor de Touro: Como um dos símbolos de seu pai é o touro, seu vigor é maior que os outros semideuses, podendo correr e afins por mais tempo. NOVO!

{Zeus — Ativo} Nível 10 - Controle sobre a eletricidade de experiente: Com esse nível, você poderá usar a energia de diversas fontes, inclusive das nuvens.

{Zeus — Passivo} Nível 11 - Eletro-percepção: Assim como alguns animais, como os tubarões, que detectam estímulos elétricos, sua percepção é melhorada dentro de um raio. 10m iniciais, mais 1m adicionail por nível. Dentre desse raio, você é capaz de notar mudanças sutis geradas pela movimentação dos seres ao redor e, portanto, não recebe ataques críticos provenientes de ataques surpresa, mas não quer dizer que consiga prever os ataques completamente, já que não é como se soubesse os movimentos que estão planejando, e sim que estão perto. NOVO!


Rowan Brückner
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
139

Localização :
No colchão mais próximo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Elliot Cumming em Qua 26 Abr 2017, 22:26


I Need Another Story

Elliot viu que um dos esqueletos estava prestes a morder seu antebraço. Ele respirou fundo, e ia começar a reagir, mas um raio - literalmente, um raio - partiu e queimou o crânio da criatura que estava tentando mordê-lo. O barulho estrondoso assustou Elliot tanto quanto assustou os esqueletos, que se viraram para a fonte do golpe. Elliot viu quando mais um foi derrubado por um semideus que pareceu ter surgido do nada, se surpreendendo com a rapidez deste. Engoliu em seco quando foi pego e erguido, mas não resistiu.

A sensação de ser atacado de forma tão repentina e rápida ocupou parte de sua mente, por isso não se importou muito quando fora carregado para trás em alta velocidade. Mas ao finalmente despertar e recobrar a consciência, e foi quando o rapaz que estava com ele falou com Elliot, que ele percebeu a posição em que estava. Elliot retornou o olhar que recebeu do - suposto - filho de um dos deuses dos ares, pouco confortável, mas sem reclamar. O adjetivo que o rapaz usou para descrevê-lo deixou Elliot um pouco encabulado.

— Anh, obrigado. Beleza dessas? — Elliot inquiriu, mas não desejou ouvir uma resposta. Balançou um pouco a cabeça e olhou de novo para os esqueletos, orientando-se novamente. — Ah, estou bem, sim... Me desculpe por isso. Bem... Eu perdi o controle, acho. Estava pensando demais — Disse. Elliot respirou fundo e fechou os olhos. Apontou a mão destra para os agrupamentos de ossos - a canhota ao redor do pescoço de Rowan em busca de equilíbrio.

— Sou novo nisso tudo, ainda. Eu não pretendia chamar a atenção de ninguém. — Tentou se justificar. Os esqueletos, que antes corriam na direção deles, pararam. Conforme Elliot recuperou o controle de seus pensamentos, com um girar brusco de sua mão, todos os esqueletos - inclusive os ossos que jaziam separados - foram reduzidos ao pó, todos ao mesmo tempo. Elliot sentiu sua respiração ficar pesada com aquele esforço. Não sabia há quanto tempo estava utilizando seus poderes sem supervisão - talvez tivesse perdido bastante energia.

— Bem... Me falaram que a barreira impede que os monstros invadam. Eles tem de ser invocados por alguém de dentro. — Com isso, ele respondeu a última pergunta do rapaz. Elliot levou a mão livre às têmporas, sentido um pouco de dor de cabeça. — Bem... Obrigado, de qualquer forma. Eu não esperava que isso fosse acontecer.



Poderes Utilizados:
Passivos:
Nenhum utilizado.
Ativos:
Nível 3
Invocação mortuária I - Neste nível o filho de Thanatos poderá invocar um único esqueleto de NP 1, de acordo com o bestiário. O monstro surgirá do solo, se montando neste turno, e estará apto para atacar no turno seguinte. Ele terá as características básicas, sem armaduras e com itens simples: 1 escudo pequeno de madeira e 1 espada ou maça de bronze sagrado, sem nenhuma habilidade. O esqueleto fica ativo por 5 turnos após sua "construção" ou até ser destruído, virando pó após esse período. Aumenta a quantia de esquelos em 1 a cada 10 níveis posteriores à aquisição do poder, até o máximo de 5 no nível 43. Apenas 1 invocação ativa por vez (de qualquer nível) por combate. [Modificado, antigo "Invocação de esqueletos I"]
Equipamento:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ Pingente da Natureza / Amuleto [Sua corrente é feita de ferro comum, mas banhada em prata. Uma corrente fina e leve. O pingente propriamente dito é uma folha, também prateada, porém, com um leve brilho esverdeado. Uma vez por missão pode roubar alguns poucos pontos de MP dos adversários. Válido também para uma vez por combate.] {Ferro e Prata} (Nível Mínimo: 1) {Neutro} [Recebimento: Prêmio da Missão "Náiade Assediada";  por Hades e atualizado por Hécate. Atualizado: 13/2/13]

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Thanks Doll at The Pretty Odd
Elliot Cumming
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
247

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rowan Brückner em Sab 29 Abr 2017, 17:25


Tell Me Your Secrets
and ask me your questions, oh

Não havia graça em salvar quem poderia se virar sozinho, eu pensava. Se quatro esqueletos te cercam e você começa a gritar, isso quer dizer que, no mínimo, você não é lá dos mais experientes em batalha — e que realmente precisa de ajuda. Derrotar um deles e quase inutilizar o outro foram coisas fáceis para mim, mas isso pareceu ser algo amador quando, com um único mover de mãos, o garoto desfez todos os esqueletos. Aquilo respondia muita coisa, porém não foi bem às respostas que me atentei; foi a toda aquela situação e às complicações que ela trazia consigo.

Pousei. O garoto permanecia tagarelando, e o sorrido ladino de antes foi morrendo em meus lábios. Minha mente estava centrada agora; se os esqueletos eram invocações como eu já achava que eram, seria ele um semideus do submundo? E se sim, filho de quem? Tânatos? Macária? Não sabia precisar ao certo. Mas sabia que, de uma forma ou de outra, ele havia encerrado a cena rápido demais.

Tem gente que não sabe mesmo brincar.

— Ah, sim, é verdade — respondi um tanto maquinalmente; meu tom de voz levemente diferente do anterior. — Claro. Monstros não passam facilmente a barreira. Sei disso. Mas quis dizer que essas coisas não brotam simplesmente do nada, saindo do Hades para dar um passeio, entende? Foram invocadas. E por você, pelo que estou vendo. Mais cuidado na próxima.

Àquela altura, mesmo tendo pousado, não havia soltado-o. Voltei a sentir aquela nítida sensação de que ele era sim meu próximo alvo, deixando atipicamente o sorriso de canto preencher meus lábios; havia broxado por ter a situação ceifada bruscamente e estava de ego ferido por não poder ter sido o personagem principal ali, mas ainda assim não desperdiçava a constatação mais óbvia daquela tarde: algo naquele garoto implorava por um avanço, algo nele inebriava meus padrões de beleza e atração.

Era isso ou o meu típico modo promíscuo de ser.

Levei minha mão rapidamente ao seu queixo, apertando levemente e enfim soltando-o. Afastei-me um pouco, voltando a olhar para o mar, e resolvi que puxar conversa era exatamente o que eu deveria fazer para chegar ao objetivo final.

— O que estava fazendo por aqui, afinal? Esteve tão quieto que nem te percebi.

Adendos:
Poderes e Habilidades:
{Zeus — Passivo} Nível 5 - Voar: Será seu poder característico. É muito útil e aperfeiçoado quando quiser.

{Zeus — Passivo} Nível 6 - Vigor de Touro: Como um dos símbolos de seu pai é o touro, seu vigor é maior que os outros semideuses, podendo correr e afins por mais tempo. NOVO!

Rowan Brückner
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
139

Localização :
No colchão mais próximo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Elliot Cumming em Sab 29 Abr 2017, 18:16


I Need Another Story

Elliot teve a leve impressão de que tinha irritado o rapaz que o segurava, ao passo em que via seu sorriso desaparecer enquanto ele falava. No entanto, Elliot resolveu ignorar isso. Era grato por ter sido salvo, mas nada mais do que isso. Até porque não entendeu a repentina mudança de humor do rapaz - Elliot esperava vê-lo ficar mais relaxado ao ver que o filho de Thanatos tinha recuperado o controle de seus poderes, não emburrado.

Ao receber a advertência, Elliot suspirou. Percebeu que já tinham pousado, mas Elliot foi lerdo para constatar isso, uma vez que estava ocupado falando: — Cuidado? Não teve nada a ver com cuidado. Eu perdi o controle. — Disse, erguendo uma sobrancelha. Ao ouvir a próxima pergunta, piscou. — E... Bem, eu estava tentando entender os meus poderes. Eu cheguei aqui há pouco tempo e é tudo muito novo e confuso. Só queria conhecer os meus limites. Eu já conhecia os deuses antes, acho... Mas não sei o que posso fazer, ainda. Então, eu estava quieto porque até então só estava manipulando as sombras.

Elliot se preocupou tanto em se justificar, pensando no transtorno que havia causado, que mal percebeu como o maior o olhava. Só foi estranhar seu olhar quando terminou a última fala, finalmente notando sua posição. Fitando-o duas vezes, percebeu que ele era extremamente bonito. Era difícil de enxergar com precisão, uma vez que a iluminação da praia vinha de fogueiras e das estruturas do acampamento, um pouco mais para trás. Ainda assim, notou como alguns fios loiros de seu cabelo caíam sobre o ombro e braço de Elliot, uma vez que estava tão perto.

"Estranho", pensou. Ele não sentia familiaridade nenhuma com o sentimento de atração, e isso era estranho. Elliot baixou o olhar, então, para o pescoço do rapaz e seu peitoral. Sentia que talvez devesse fazer alguma coisa, mas ficou estático. Em vez de tomar alguma atitude, virou-se para o próprio corpo, sentindo sua respiração acelerar. Ele ainda estava sendo segurado pelo rapaz.

— Anh... Eu te olhei estranho. Me desculpa. Estou um pouco cansado. — Disse, expondo meias-verdades. Estava com dor de cabeça, talvez pelo uso constante dos poderes. — Obrigado por me ajudar, de novo. — Disse, e então tentou se soltar - não usou força, uma vez que não esperava que o loiro o mantivesse ali.



Poderes Utilizados:
Passivos:
Nenhum utilizado.
Ativos:
Nível 3
Invocação mortuária I - Neste nível o filho de Thanatos poderá invocar um único esqueleto de NP 1, de acordo com o bestiário. O monstro surgirá do solo, se montando neste turno, e estará apto para atacar no turno seguinte. Ele terá as características básicas, sem armaduras e com itens simples: 1 escudo pequeno de madeira e 1 espada ou maça de bronze sagrado, sem nenhuma habilidade. O esqueleto fica ativo por 5 turnos após sua "construção" ou até ser destruído, virando pó após esse período. Aumenta a quantia de esquelos em 1 a cada 10 níveis posteriores à aquisição do poder, até o máximo de 5 no nível 43. Apenas 1 invocação ativa por vez (de qualquer nível) por combate. [Modificado, antigo "Invocação de esqueletos I"]
Equipamento:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ Pingente da Natureza / Amuleto [Sua corrente é feita de ferro comum, mas banhada em prata. Uma corrente fina e leve. O pingente propriamente dito é uma folha, também prateada, porém, com um leve brilho esverdeado. Uma vez por missão pode roubar alguns poucos pontos de MP dos adversários. Válido também para uma vez por combate.] {Ferro e Prata} (Nível Mínimo: 1) {Neutro} [Recebimento: Prêmio da Missão "Náiade Assediada";  por Hades e atualizado por Hécate. Atualizado: 13/2/13]

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Thanks Doll at The Pretty Odd
Elliot Cumming
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
247

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rowan Brückner em Ter 02 Maio 2017, 00:25


Tell Me Your Secrets
and ask me your questions, oh

Perder o controle. Ao ouvir essas palavras, senti a costumeira nostalgia acometer-me de súbito, refrescando em minha memória os primeiros passos que dei naquele acampamento. Na época, ainda sem entender bem quem era ou de onde vinha, dei uma descarga de energia num garoto qualquer, fazendo-o ir dar um passeio nada agradável no Rio. Fui punido. E desde então acabei desenvolvendo uma preguiça voluntária quanto a tudo que envolvia ser semideus, até mesmo num momento como aquele, com o tal garoto pálido.

Suspirei baixo, chutando a memória para o lado. Também tinha preguiça dela. Ative-me à resposta do rapaz, notando seu semblante mudar à medida que perdia-se em sua justificativa. Jurei poder ver um olhar constrangido assim que ele cerrou os lábios, e só pude deixar meu ego dominar aquela tese quando o rapaz analisou-me visivelmente, desculpando-se em seguida. A desculpa foi estar cansado, mas nunca tinha visto ninguém desejar por exaustão, tinha?

— Não foi nada. Já disse que foi um prazer, huh? — indaguei-lhe retoricamente. Só aí senti seus impulsos para largá-lo. Retirei minhas mãos de sua cintura e as aloquei em meus bolsos, recuando um leve passo aparentemente para dar espaço, mas aproveitando para olhá-lo melhor um tanto de longe. Mesmo sob as roupas, tinha certeza de que o rapaz possuía um corpo invejável.

Ocasionalmente, lembrei-me que ainda não tínhamos nos apresentado.

— Rowan. Rowan Brückner. Filho de Zeus, mas não que essa seja a parte preferida nas minhas apresentações — gracejei ao enfim dizer meu nome, um tanto abrupto em meio ao silêncio que se formou. Não estendi a mão para ele, mas fiz questão de manter um profundo contato visual. — E você... Hm, levando em conta os esqueletos, creio que seja filho de um deus ctônico, huh?
Rowan Brückner
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
139

Localização :
No colchão mais próximo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Elliot Cumming em Sex 05 Maio 2017, 03:33


I Need Another Story


Elliot recuou um pouco depois de se soltar, mas não muito. Olhou o outro semideus iluminado à luz das fogueiras e da lua, e pensou consigo mesmo que não sabia o seu nome. Ele tinha praticamente salvado-o e Elliot tinha esquecido de perguntar. Quase como se lesse sua mente, ouviu a voz do rapaz chegar aos seus ouvidos. Elliot realmente considerou a possibilidade de sua privacidade mental ter sido invadida, tratando-se de um mundo onde deuses e monstros existiam.

No entanto, ao ouvir seu progenitor, concluiu que tinha sido apenas uma coincidência, acreditando que um filho do deus dos céus não deveria ter essa habilidade. Por consideração, resolveu então guardar o nome do rapaz em sua memória; Rowan. Já não fez o mesmo pelo sobrenome, que era difícil de falar, o que quase fez Elliot se perguntar como diabos "Brückner" era escrito. Sua dor de cabeça o impediu de imaginar.

— Ctônico? Não conheço essa palavra. — Disse, levando uma mão à nuca. Por algum motivo, pensar que não conhecia uma palavra despertou uma certeza em Elliot, embora não tenha vindo com memórias. — Eu nunca frequentei uma escola. Não falo difícil. — Disse, por um momento se esforçando para saber de onde tinha obtido essa informação. — Mas meu pai é Thanatos. E meu nome é Elliot. Só Elliot. — Falou, sem intenção de revelar seu sobrenome. Só o do Rowan já era triste o suficiente.

— Acho que acabei perturbando a sua paz. Algo me diz que faço isso com bastante frequência. E que você não queria uma companhia, por estar aqui à essa hora e perto de ninguém. Não vou te atrapalhar, não. — Afirmou. Elliot realmente não queria ser inconveniente, por isso tomou aquelas conclusões e praticamente se despediu. No entanto, não saiu de imediato. Olhou para Rowan com certa expectativa, e esperou para ouvir o que ele tinha a dizer.



Poderes Utilizados:
Passivos:
Nenhum utilizado.
Ativos:
Nenhum utilizado
Equipamento:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ Pingente da Natureza / Amuleto [Sua corrente é feita de ferro comum, mas banhada em prata. Uma corrente fina e leve. O pingente propriamente dito é uma folha, também prateada, porém, com um leve brilho esverdeado. Uma vez por missão pode roubar alguns poucos pontos de MP dos adversários. Válido também para uma vez por combate.] {Ferro e Prata} (Nível Mínimo: 1) {Neutro} [Recebimento: Prêmio da Missão "Náiade Assediada";  por Hades e atualizado por Hécate. Atualizado: 13/2/13]

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Thanks Doll at The Pretty Odd
Elliot Cumming
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
247

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rowan Brückner em Sex 12 Maio 2017, 16:55


Tell Me Your Secrets
and ask me your questions, oh

Franzi o cenho ante a sua afirmação. O que ele queria dizer com "não conheço essa palavra"? Não parecia complicada. Digo, para mim era uma das palavras corriqueiras do vocabulário de um semideus, como "Olimpianos" e "monstro". Além de não ter frequentado uma escola, Elliot — como veio a se apresentar momentos depois — certamente não conhecia muito daquele mundo. Isso apenas reforçava o desastre com os esqueletos, no início da nossa... peculiar interação.

Teria explicado-lhe o que significava ctônico, se ele não tivesse sido tão evasivo. Seu ingênuo pensamento de que um semideus tinha paz quase me fez rir. Mal sabia que eu mesmo havia provocado isso, praticamente atiçando as Parcas contra mim.

Segurei levemente seu pulso enquanto voltava a buscar seus olhos.

— Você também estava sozinho aqui, não estava? E eu te abordei — articulei no que achei ser uma linha lógica. — Se eu quisesse mesmo ficar sozinho, teria te deixado se virar com aquelas invocações. Na verdade, não estaria nem aqui agora. Achei que não se importaria de ter companhia, também.

Livrei-me de meu toque quando voltei a girar meu corpo em sua direção, aproveitando a movimentação para prender meu cabelo num coque alto. Voltei a sorrir, ladino, quando engatei mais uma fala na conversa. Nada muito original, mas efetivo.

— Não é como se você realmente estivesse atrapalhando, Elliot.
Rowan Brückner
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
139

Localização :
No colchão mais próximo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Elliot Cumming em Seg 15 Maio 2017, 16:08


I Need Another Story


Elliot ergueu uma sobrancelha. — Anh, pera... — Ao terminar de ouvir a fala de Rowan, Elliot o observou. Não se incomodava de ser segurado pelo pulso, por isso não reagiu. — Se você realmente teria deixado eu "me virar" com os esqueletos... O que seria maldade, por sinal. — Acrescentou, olhando-o nos olhos. — Por que me salvou?

A curiosidade de Elliot não o deixou permanecer quieto. Não conseguia imaginar uma razão para ser abordado a não ser em casos como aquele. — Você me chamaria se eu estivesse aqui, como você, apenas olhando o mar? — Completou. Elliot não sabia porque estava curioso sobre isso, mas não conseguiu se conter. Falar no mar, de alguma forma, fez Elliot se lembrar de que a praia, naquele momento do dia, era para estar fria. Quase imediatamente ele percebeu que estava apenas com uma calça jeans e uma camiseta, descalço, e que seu corpo estava gelado. A temperatura pareceu decair alguns graus.

Notar isso o fez tremer, como se tivesse sentido uma súbita brisa fria. Como uma reação imediata, buscou se aquecer abraçando os próprios braços. — Ah, esse lugar é gelado à noite. — Comentou, no meio da conversa.



Poderes Utilizados:
Passivos:
Nenhum utilizado.
Ativos:
Nenhum utilizado
Equipamento:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ Pingente da Natureza / Amuleto [Sua corrente é feita de ferro comum, mas banhada em prata. Uma corrente fina e leve. O pingente propriamente dito é uma folha, também prateada, porém, com um leve brilho esverdeado. Uma vez por missão pode roubar alguns poucos pontos de MP dos adversários. Válido também para uma vez por combate.] {Ferro e Prata} (Nível Mínimo: 1) {Neutro} [Recebimento: Prêmio da Missão "Náiade Assediada";  por Hades e atualizado por Hécate. Atualizado: 13/2/13]

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Thanks Doll at The Pretty Odd
Elliot Cumming
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
247

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Rowan Brückner em Seg 29 Maio 2017, 15:55


Tell Me Your Secrets
and ask me your questions, oh

A verdade era que eu não sabia bem por que havia salvado-o. Meus pés agiram antes do meu cérebro, e meu corpo reagiu de imediato. Era aquele maldito instinto de semideus, tão enraizado em mim que nem mesmo a minha preguiça natural era capaz de burlar. Internamente, odiava isso. Era como se meu subconsciente fosse meu próprio inimigo, e o pior deles.

Isso, no entanto, não foi algo que verbalizei para o meu acompanhante naquela noite fria. Apenas reiterei as palavras de antes — afirmando que o fazia por prazer — logo antes de dar levemente de ombros. Não era algo que precisava de profunda justificativa, afinal.

Ainda assim, não foi o suficiente. Elliot continuou a falar sobre aquilo, parecendo realmente interessado nos pormenores da interação. Permiti-me pensar minimamente enquanto passei a ouvi-lo reclamar do frio, prontamente retirando a segunda camisa que me cobria, ao concordar com ele, e estendendo-a, como numa oferta de apaziguamento da sua condição.

Olhei-o de canto voltando ao seu questionamento anterior — no qual perguntou se eu o abordaria em outros casos —, e tornei a me manifestar, antes de rir soprado, como se não houvesse acabado de minimamente despir-me para aplacar o frio que o rapaz sentia.

— Felizmente não faço parte de uma brigada em defesa dos semideuses bonitos. — E como se pensasse que o outro poderia ter entendido errado, emendei uma explicação mais clara logo em seguida: — Tome isso como um sim, babe. Nem sei como vim parar aqui. Uma companhia não seria ruim, afinal.
Rowan Brückner
avatar
Filhos de Zeus
Mensagens :
139

Localização :
No colchão mais próximo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Elliot Cumming em Qui 01 Jun 2017, 06:38


I Need Another Story


Elliot não esperava receber um agasalho na primeira reclamação de frio. Ainda que de fato estivesse desconfortável com a temperatura, achava estranho receber tantas gentilezas em tão pouco tempo. Aquilo era tanto agradável quanto incomum, o que o fez olhar para o loiro com um meio-sorriso no rosto, um pouco confuso. Aquilo era mesmo um simples ato de gentileza?

— Obrigado. — Disse, ajustando a segunda camisa que coube quase perfeitamente em seu corpo. Inspirou seu perfume involuntariamente, e gostou. Acabou assentindo ao ter sua distração momentânea ser dissipada pela resposta de Rowan. — É. Concordo com você. Não seria. — Sorriu por reflexo, notando que compactuava com aquele pensamento. Na verdade, Elliot não gostava muito de ficar sozinho, era mais um instinto - buscava a companhia de si mesmo sem esperar que, caso fizesse isso com outra pessoa, teria a mesma sensação de conforto. Não parecia confiar muito em outras pessoas, por mais que se sentisse cada vez mais propenso à conversar com aquele estranho em específico. Mesmo que ele falasse com um sorriso pretensioso estampado no rosto.

Na verdade, Elliot não era tão lerdo assim; cada palavra que saía daquela boca parecia um flerte. Rowan não era nada discreto. Elliot já teve a aparência elogiada duas vezes em um intervalo de cinco minutos. Se fosse um pouco menos lerdo, teria percebido o que ele queria no primeiro agrado. Para não ficar encarando o rosto de Rowan, resolveu começar a andar em direção à fogueira mais próxima, pela margem da praia, tomando cuidado para não pisar na areia úmida. Esperava que o rapaz o acompanhasse

— Você parece um cara legal. — Confessou, afundando as mãos nos bolsos da camisa. — Só precisa melhorar um pouco no flerte. — Ele riu. Não sabia se zombava ou não de Rowan, mas decidiu não o fazer por não se imaginar tendo metade da coragem para abordar alguém daquele jeito. — Digo... Brigada em defesa dos semideuses bonitos? Essa te entregou. E a antes dessa. Eu acho. Não sei se já ouvi algo do tipo alguma vez na minha vida, mas estou surpreso.



Poderes Utilizados:
Passivos:
Nenhum utilizado.
Ativos:
Nenhum utilizado
Equipamento:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ Pingente da Natureza / Amuleto [Sua corrente é feita de ferro comum, mas banhada em prata. Uma corrente fina e leve. O pingente propriamente dito é uma folha, também prateada, porém, com um leve brilho esverdeado. Uma vez por missão pode roubar alguns poucos pontos de MP dos adversários. Válido também para uma vez por combate.] {Ferro e Prata} (Nível Mínimo: 1) {Neutro} [Recebimento: Prêmio da Missão "Náiade Assediada";  por Hades e atualizado por Hécate. Atualizado: 13/2/13]

{Death} / Foice [Foice da Morte; mede cerca de 2 m. O cabo é feito de bronze sagrado, assim como sua lâmina. Ao desejo de seu dono, a partir do nível 20, ela se transforma em um pingente de foice] {Bronze Sagrado} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Sullem} / Anel [Anel feito de Ferro Estígio com uma grande Safira Negra incrustada em seu centro, representando uma caveira. Quando o usuário estiver com seu status de vida pela metade, uma aura negra o envolve. Faz com que a áurea recupere 20% do HP uma vez por missão] {Ferro Estígio e Safira} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

{Spanown} Capa [Uma capa negra feita de veludo e com capuz. A capa emite uma leve aura amedrontadora, por se lembrar da capa creditada a morte. A aura possui efeito até mesmo em seus aliados e animais, não possuindo efeito apenas sobre criaturas de nível igual ou maior. O efeito faz com que a defesa do inimigo reduza em 10%, por causa de seu temor em ser morto enquanto estiver próximo do portador a até 3m de distância, mas resistências ainda devem ser aplicadas. Adicionalmente, duas vezes por missão, por um período de dois turnos, há um efeito de camuflagem que deixa o usuário furtivo, escondido, diminuindo as chances de serem encontrados.] {Veludo negro} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Presente de Reclamação de Thanatos]

Thanks Doll at The Pretty Odd
Elliot Cumming
avatar
Filhos de Tânatos
Mensagens :
247

Localização :
Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Joah Dongho em Dom 09 Jul 2017, 00:38


Ω Arte da Concentração Ω 

 
  O tempo naquele dia estava bastante agradável, acordei de certa forma energizado, com uma vontade estranha de ir ao mar e relaxar. O Chalé do Deus dos Mares parecia um pouco vazio, bem, acordei solitário o que era de costume. Levantei-me e procurei um espelho, ajeitei o meu penteado e coloquei uma roupa suave e leve (uma camisa branca esportiva e uma bermuda). Tive uma refeição rápida e leve à base de frutas dentro do meu dormitório (e peguei uma caixinha com chocolates), dessa forma eu poderia continuar a minha manhã mais rapidamente. De dentro do meu chalé pude observar as águas do lado de fora, elas pareciam até mesmo me convidar a me banhar. 

  Ainda de pés descalços partir em direção da praia, animado, pronto para ter um dia especial. Com pensamentos positivos e uma boa energia cheguei no local desejado, ainda era cedo naquela manhã e não havia uma grande circulação de pessoas (a não ser algumas proles de Afrodite e Apolo ostentando seus atributos em uma das suas localidades favoritas). Areia do local estava muito boa, confortável, caminhei levemente até adentrar nas águas daquela praia que estavam levemente frias porém agradáveis. Achei importante e interessante o fato de permitir que as minhas vestes se molhassem ao se banhar nas águas, gostaria de sentir todas as sensações daquele momento. Meu nado era muito bom, como esperado de um filho de Poseidon, pratiquei um pouco meu nado na superfície da água e posteriormente mergulhei cada vez mais fundo até atingir a profundidade máxima das minhas capacidades e daquele local. 

  Passei um bom tempo no mesmo lugar, em posição confortável para permitir a fluidez da minha meditação. Esse era um processo importante em todo o meu treinamento, a meditação ajudava minha vida como um todo... Após sair das águas, passei alguns minutos sentindo o sol e aproveitando aquele momento em silêncio. Em seguida de início ao meu treinamento de Kung Fu, arte que levo como uma grande filosofia de vida e companheira em combate. Uni as minhas mãos em uma posição semelhante a de oração, fechei os meus olhos e respirei profundamente. Afastei as minhas pernas, fechei os meus punhos e os posicionei próximos à minhas costelas as costelas, flexionei os meus joelhos ficando em uma posição semelhante a estar sentado e por fim estiquei as minhas mãos para frente e as sustentei... Passei alguns minutos desta mesma maneira para fortalecer os músculos das minhas pernas e também braços. Continuei o meu treinamento com movimentos mais ativos, começando pela "estância" do Punho do Gato... partindo para a do Punho da Cobra, sempre flexionando muito as pernas para fortalecer seus músculos e melhorar o equilíbrio. 

  Entrando nas últimas etapas do meu treinamento me apoiei no chão e comecei a fazer flexões de pulso, muito desgastantes mas bastante interessantes e gratificantes posteriormente, precisava fortalecer os meus pulsos para o Punho Bêbado. Passei alguns minutos também me sustentando com os dedos em posição de flexão para torná-los mais fortes. Para finalizar pratiquei os movimentos e golpes do Deus Bêbado da Força Interior e do Deus Bêbado Flautista. Sentei por alguns minutos na areia enquanto o meu suor era sugado pelo chão e os meus olhos fitavam o céu...

Make a Wish @ Magic!
Joah Dongho
avatar
Devotos de Hera
Mensagens :
59

Localização :
Nos delírios de uma canção.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Dante M. Cry em Dom 09 Jul 2017, 14:15

—Annyeonghaseyo—
Click, clack, bada bin bada boom
O jovem asiático caminhava lentamente por entre as árvores do acampamento em direção a praia. Fazia poucas semanas que estava naquele lugar, mas já sentia falta da tripulação de Lykke e Raven, já que elas o levaram até lá de bom grado e sem cobrar nada.

Não tinha muitos amigos por ali, e por mais que tentasse se aproximar deles a sua aura os afastava de certo modo, e suas únicas amizades eram as de seus irmãos, então não contava muito. Mas quem se importava, não é mesmo?

Assim que chegou perto da areia, retirou os seus tênis e caminhou descalço por ali, indo em direção contrária a onde os filhos de Afrodite e Apolo estava naquela manhã exibindo seus dotes de beleza natural. Hyun não ligava muito para aquilo, afinal ele se considerava bonito pelo que ele tinha como padrão de beleza, e não aquele padrão que todos parecem robôs iguais.

Notou ao longe um outro asiático fazendo alguns movimentos de kung fu. Ver aquela cena fazia o filho de Melinoe lembrar de seu irmão recém falecido, que desde pequeno fazia aquele estilo de luta. Antes que as lágrimas pudessem escorrer em seu rosto, ele respirou fundo e caminhou em direção ao rapaz assim que ele se sentou no chão, e logo fez o mesmo se sentando ao seu lado.

— Annyeonghaseyo! — por alguns instantes lembrou-se que não estava na Coreia e ele poderia ter sido criado na América, então resolveu que falaria a língua local. — Olá! Posso me juntar a você? — Sorriu de canto. — Aliás, sou Hyun Ho —

Dante M. Cry
avatar
Filhos de Melinoe
Mensagens :
31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Yukii Amane em Dom 09 Jul 2017, 21:16


Ainda com os cabelos gelados após a minha aventura no chalé, prossegui com minha busca. Sentia-me num livro detetive em busca de alguém, todavia minha missão não era tão complicada. "Corrente? Ah, filho Poseidon, com certeza. Deve estar na praia, ué" diziam-me as pessoas assim que me ouviam repetir a curiosa história pela milésima vez. Falavam como se fosse algo óbvio para mim, ah sim...claro, só um filho de um deus grego, como não?

Não duvidei. Aquele monstro era horripilante e ele me salvou. Muito provavelmente já havia feito isso antes, mas ainda assim é um sacrífico. Eu precisava agradecer. O céu estava lindo, algumas nuvens brancas dançavam espaças como se alguém tivesse borrado um pincel branco em uma tela azul. Eu ainda não encontrei palavras para descrever o céu abraçando o mar. Porém, eu não estava ali para apreciar a paisagem, apesar de estonteante.

Olhei em volta a procura de um garoto no mar, seguindo minha lista mental. Não parecia nenhuma daquelas cenouras bronzeadas semi-nuas, muito menos uns risonhos que jogavam bola. Cabelo claros- Elimino 5; Faria-me sentir a salvo?- Elimino 6. Sobraram poucos, restaram-me apenas os olhos suavemente puxados- Elimino quase todos.

Localizados os elementos suspeitos aproximei-me receosa. E se na verdade ele não estivesse ali? E se como tudo naquela hora o rosto que vi também era confuso e invenção da minha mente? Tentando lembrar de tudo que eu li sobre interagir corretamente com os outros, fui até duas pessoas sentadas calmamente na areia.
Great New World
It is only with the heart that one can see rightly
Yukii Amane
avatar
Filhos de Despina
Mensagens :
22

Localização :
CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Joah Dongho em Seg 10 Jul 2017, 02:23


Ω Hey!!!! EEII!!   Ω :orapois:

 
  Enquanto observava o céu e respirava fundo, o momento estava tranquilo e as minhas energias pareciam voltar ao que um dia foram completas. Apesar daquele instante de uma pseudo-felicidade, no meu peito ainda estavam as marcas de uma maldição que há muito tempo atrapalhava a minha vida. Em meio a confusões, explosões de emoção, dúvidas e sensação de abandono, pude sentir algo que me deixou ainda mais aflito, ao menos no início. Eu não compreendia o que de fato era aquilo, parecia novo, ou talvez um desconhecido que eu já conhecia... Meu sorriso se fechou, minha respiração parou por alguns segundos e a minha cabeça virou-se para uma outra direção. Uma pessoa estava andando à mim, misteriosa, confusa talvez, porém eu tinha certeza de que aquela energia provinha daquele ser.

  Não é como se eu tivesse algo pessoal contra aquele ser, nada do tipo, mas a surpresa que a sua presença trazia era muito impactante e significativa. A cada passo que ele dava o meu olhar se fixava cada vez mais nele, e a única coisa que eu conseguia pensar era "quem ele era? O que estava a fazer? Por que ele parecia tão... negativo?". Enfim, isso me fez esquecer que a marca em meu peito ardia e doía as vezes, poderia ser algo bom. Não demorou muito para que aquele ser, mostrado garoto, se aproximasse. Ele me cumprimentou em um idioma diferente, um idioma na qual eu reconhecia pois havia sido criado para respeitá-lo e praticá-lo sempre que possível. Antes mesmo de poder responder o garoto, ele prosseguiu repetindo o seu cumprimento em uma língua que eu conhecia bem (pois havia sido criado no Reino Unido).

- Olá, claro que sim, venha! - tentei soar o mais amistoso possível enquanto indicava com a mão o espaço ao meu lado para que ele se sentasse. - Muito prazer em conhecê-lo, Hyun Ho. A propósito, eu também falo coreano, mas sou inglês. - Aquela sensação estranha e talvez tenebrosa foi se esvaindo aos poucos, acredito que não era algo essencialmente dele mas sim do seu progenitor (como acontece com todos nós, apenas tive sorte o suficiente de ter um progenitor querido e respeitado pela minha comunidade), ele parecia ser uma pessoa boa e legal.

- Então, eu me chamo Joah. O que está fazendo por aqui? Temo que esta não seja muito a sua "praia". - minha intenção de talvez quebrar um clima tenso parecia válida, ao menos em minha mente, e eu estava sendo sincero. Um bom laço poderia se materializar naquele dia, naquela ocasião. Não era como se eu fosse adorado pelos outros semideuses...

  Fiquei por mais alguns instantes concentrado na minha interação e conversa com aquele jovem, tinha a impressão de que nos encontraríamos muitas vezes mais, afinal, vivíamos no mesmo local. De repente, os meus pelos pareciam começar a eriçar e uma sensação de solidão tomar conta de mim. Talvez fossem meus pensamentos, ou uma simples sensação, mas até a minha respiração estava fria. Demorei alguns instantes para guiar a minha atenção até a fonte daquela sensação... a minha surpresa me deixou paralisado. Era estranho, mas eu não esperava que aquilo fosse acontecer tão cedo, ou talvez eu estava esperando bastante para que aquilo acontecesse no mesmo instante que tudo começou. Aquele rostinho, aqueles cabelos, aqueles olhos, aquela pele e principalmente aquele frescor que eu senti por vários dias... aquela pessoa, muito especial, estava diante de mim novamente e bem.

  Pode parecer um pouco rude da minha parte por acabar me esquecendo do Hyun Ho assim que eu a avistei, mas foi por um motivo plausível. Toda a tristeza e insegurança em meu peito pareceu nunca ter existido em primeiro lugar. Um sorriso tomou conta da minha face e meus movimentos foram automáticos e não coordenados por mim. Levantei-me rapidamente e meio que corri na direção daquela garota, talvez eu estivesse falando o nome dela em voz alta ou simplesmente gritando. Mas a minha primeira reação foi tomá-la em meus braços e apertá-la com firmeza e delicadeza ao mesmo tempo.

- Nossa, não acredito, você já está acordada e bem? Senti a sua falta... - não é como se fôssemos amigos de longa data, mas os poucos dias que passei ao lado daquela garota valeram por uma vida inteira. Se não fosse por ela, talvez a minha vida teria perdido o sentido, ou terminado... se não fosse por mim, a vida dela talvez tivesse acabado há alguns dias atrás. Ela podia não ser "calorosa" em sua áurea, mas ela possuía um cheiro familiar, e era bastante confortante (entre outros sentimentos a mais)... Continuei segurando a sua cintura com a mão esquerda enquanto a minha mão direita acariciava os seus lindos cabelos claros... meus olhos não paravam de encarar profundamente os dela, mas eu não perceberia isso até ela me parar...
 
Make a Wish @ Magic!
Joah Dongho
avatar
Devotos de Hera
Mensagens :
59

Localização :
Nos delírios de uma canção.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Yukii Amane em Seg 10 Jul 2017, 13:14


O ar quente e o clima de eterno suave verão daquele local não me agradavam muito. Sentia o vento salgado e abafado banhando meu rosto e as partes raspadas de meus cabelos. Nada disso parecia incomodar muito os dois amigos a minha frente, uma áurea estranha misturava-se com sentimentos amistosos. Ambos se viraram para mim, e eu me lembrei da possibilidade além do filho de Poseidon, o garoto da corrente poderia ser prole de Melinoe também.

No entanto, não era. Plena certeza apossou-se de mim quando o garoto de olhos curiosamente verdes sorriu.  Não me lembrava muito daqueles olhos, mas sim da forma sutil que eles se elevavam quando sorria. Preparei-me para me apresentar e agradecer quando ele começou a dizer o meu nome e me abraçar com uma felicidade contagiante.

Fiquei um tanto confusa, não imaginei que fosse assim que aconteceria. Seus braços me envolviam com gracioso apreço, como se eu fosse um cristal a se zelar. Sem muita reação, abracei-o de volta. Havia muito tempo que não sentia o conforto de um abraço, tal qual o  compasso de uma canção que combinava o ritmo de corações e respirações de duas pessoas.

- Nossa, não acredito, você já está acordada e bem? Senti a sua falta...- Ele disse com a mesma voz que me acalmou em Galway. Minha mente perdeu-se no vale incerto de realmente ter estado muito mal, ou dormido por muito tempo com a pergunta que ele fizera. Por certos minutos ambos parecíamos perdidos em pensamentos.

O garoto soltou-se do abraço, mas me manteve em seus braços. Não entendia o porquê daquilo ou o motivo de estar sentindo minha falta. Seus dedos deslizaram pelos fios pálidos que emolduravam meu rosto. Apesar de reconfortada, eu estava quase que boquiaberta e um tanto quanto assustada.

- Ahn...Minha falta? Eu cheguei aqui hoje, acho. - Afastei-me enquanto ele parecia despertar. - Como sabe o meu nome?

Franzi o cenho em busca de respostas em minha mente, eu me lembrava apenas da mulher réptil e de ver o mundo craquelar até sumir...

Ao tempo que ele soltava seu braço de mim em um susto, senti minhas bochechas enrubescerem. Não é como se eu já tivesse abraçado alguém além da velha Laura que me embalava e cantava nas noites de pesadelos.  Parei minha procura mental por palavras e sorri. Eu o encontrei.
Great New World
It is only with the heart that one can see rightly
Yukii Amane
avatar
Filhos de Despina
Mensagens :
22

Localização :
CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Joah Dongho em Seg 10 Jul 2017, 15:28


Ω Make your wish Ω


  Me senti reconfortado por ela ter reagido positivamente aos meus atos. Percebi que estava transparecendo muitas emoções ao mesmo tempo e poderia acabar sendo estranho não somente para a Yukii mas para o Hyun Ho também. Fiquei confuso e um pouco triste por ela não conseguir se lembrar de partes muito importantes da nossa breve história, mas era compreensível devido a tudo que ela passou para poder estar aqui no Acampamento Meio-Sangue. A situação poderia ser contornada facilmente, acho que não era preciso tanto espanto ou tornar aquilo um problema maior do que era.
- Na verdade fazem alguns poucos dias que você está aqui... e você mesma me contou o seu nome. - proferi palavras cautelosas mas sinceras, na melhor das hipóteses ela manteria a calma e tudo daria certo como eu estava esperando.
- E sim, senti a sua falta, claro. Como não? - com um sorriso alegre olhei para ela e segurei gentilmente no seu pulso e gesticulei para andarmos na direção do Hyun Ho e nos juntarmos a ele.
- É uma história bem longa, mas eu prometo te contar assim que possível... venha, aproveite a tranquilidade pra sentir os prazeres de estar seguro. Normalmente estamos lutando, nos ferindo e até mesmo morrendo cedo. Então devemos fazer a nossa vida valer a pena. - voltei a sentar onde estava e a esperei sentar do meu lado para puxá-la gentilmente para mais perto.

Make a Wish @ Magic!
Joah Dongho
avatar
Devotos de Hera
Mensagens :
59

Localização :
Nos delírios de uma canção.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Yukii Amane em Seg 10 Jul 2017, 17:07


- Na verdade fazem alguns poucos dias que você está aqui... e você mesma me contou o seu nome.

Ele disse, de uma forma a parecer que aquelas palavras talvez pudessem me machucar, ou despertar algo ruim em mim. E, de fato, despertaram. Fazem dias? Por que eu não lembro de nada?... De súbito, a imagem de todos em minha terra me procurando entristeceu meu coração, junto do sentimento de que talvez meu pai não tivesse se importado com o meu desaparecimento.

Queria dizer a todos em casa que eu estava bem, e que fui salva.

- Muto obrigada, de verdade.- Finalmente eu pude dizer enquanto ele me guiava até a beira da praia.

O garoto sorriu e sentamo-nos na areia. Tirei os sapatos para que os grãozinhos pequenos e fofinhos passeassem por entre os meus dedos. Ouvi suas palavras e virei-me pasma para os dois rapazes que pareciam não entender o meu espanto. Eu sabia que estava segura ali, mas não entendia exatamente do que.

A percepção de uma guerra, coisa que eu jamais pude compreender nos milhares de livros que li, perfurou meu peito e eu senti todo aquele mar congelar a minha frente. Os riscos brancos dançantes no céu pareceram marchar em um canto fúnebre. Aquela segurança era sempre passageira e inconstante?

- Ferir e morrer? Por quê?- Perguntei-lhes com a voz fraca. Ele não estava falando de se ferir caindo de bicicleta, de machucar o nariz em uma briga na rua ou de morrer em um atropelamento. Era algo além e muito mais poderoso. As crianças ali carregavam armas para todos os cantos e lutavam, isso eu pude concluir sem que me dissessem, todavia, o real motivo disto ninguém nunca apresentou.

Great New World
It is only with the heart that one can see rightly
Yukii Amane
avatar
Filhos de Despina
Mensagens :
22

Localização :
CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Joah Dongho em Ter 11 Jul 2017, 22:21


Ω Chocolate Ω



  Por um instante me esquecido que ela acabara de chegar no Acampamento Meio-Sangue, não estava preparada nem acostumada com a vida de um semideus. Pensando bem, nem mesmo conheço a história dela apropriadamente. Estávamos em uma luta pela nossa sobrevivência. Mas eu poderia tentar simplificar um pouco este mundo mitológico em que vivemos. Então eu disse: 

- Você já deve estar familiarizada com a mitologia grega. Nossa vida é bem parecida com os nossos antepassados mitológicos, mas há muito tempo não entramos em guerra com mortais comuns. - iniciei uma breve explanação teórica acerta do nosso histórico atual. Ela parecia bem atenciosa e muito interessada como se tudo aquilo fosse muito novo para ela, e não falo da parte mitológica... O que me leva a outro quesito, nunca descobri de quem ela era filha, se me lembro bem ela não sabia de muita coisa (nada) quando a resgatei e não estava muito consciente. 

- A propósito, Yukii, você nunca conseguiu me dizer quem é o seu progenitor divino... acha que agora consegue? - a áurea que emanava do corpo dela estava diferente, mais seguro, talvez imponente, mas doce e até mesmo o seu "ar" gélido só me dava vontade de me aninhar com ela...  - Mas você não deveria se preocupar muito, prometo que eu vou sempre estar ao seu lado e te proteger... se você quiser. - fui sincero, e dentro de mim ainda completei com "se não quiser também irei". Antes que mais assuntos pudessem se desenrolar me lembrei da caixinha de chocolate que havia trazido comigo. Algo me dizia que ela gostava de chocolate, ou talvez, eu já soubesse... 

- Hey! Tome isto! Espero que você goste... - puxei a caixinha, a abri e deixei nas mãos dela com um sorriso doce e feliz. Era uma das melhores manhãs da minha breve vida e talvez pudesse se tornar em algo maior para o meu futuro... 

Make a Wish @ Magic!
Joah Dongho
avatar
Devotos de Hera
Mensagens :
59

Localização :
Nos delírios de uma canção.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praia dos Fogos ♠ Local Público Oficial ♠

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 36 de 37 Anterior  1 ... 19 ... 35, 36, 37  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum