Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Atividade extra: Hipismo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Atividade extra: Hipismo

Mensagem por ♦ Eos em Sex 14 Fev - 23:21

Relembrando a primeira mensagem :





- - - - - - - - - - - - - - - - - Hipismo


Spoiler:

O local é amplo, com várias pistas divididas de acordo com a atividade. Todas possuem um cercado branco, relativamente alto, para evitar a fuga dos cavalos, apesar que a maioria dos animais possuem um bom temperamento.

Pistas iniciais:
Feitas para quem está iniciando, são apenas um grande espaço oval, mais voltado para o ensino das ações básicas, como colocar e verificar os equipamentos, montar e a cavalgada, do passo leve ao trote.

Pistas de salto: Este percursos possui obstáculos de alturas variadas, para o treino de salto. A altura dos obstáculos e sua frequência variam com o nível de experiência, e é ajustável - apenas a base é fixa, mas os níveis de  altura das cancelas podem ser regulados.

Pistas de tambor: O espaço é semelhante ao das pistas iniciais, mas com tambores diversos posicionados. O objetivo é fazer o percurso e suas curvas no menor período de tempo. Também pode ser usado apenas para treinar curvas, nesse caso adotando um ritmo de cavalgada mais leve.

Pistas mistas: Misturam obstáculos de salto e tambores, mas são indicados apenas para cavaleiros mais experientes.

As pistas comuns podem ser usados por pégasos, no caso dos treinos iniciais. Contudo, também há um espaço exclusivo a eles, mas com atividades adaptadas - no caso, estruturas de sustentação para tambores e postes finos, com bandeirolas, que devem ser apanhadas pelo cavaleiro, em treinos de equilíbrio e manobras, ou estruturas com objetos móveis, para treinos onde a velocidade da reação e estabilidade afetem as ações, e uma área de uso exclusivo para treino de pouso.

Os instrutores estão sempre presentes: Louise, uma filha de Afrodite, e John, filho de Íris, além de outros instrutores voluntários, mas que auxiliam no básico.

- - - - - - - - - - - Observações


A descrição aqui visa dar uma base interpretativa na hora de descrever a realização do trabalho;

NPCs podem ser utilizados livremente e outros semideuses além do instrutor também podem frequentar livremente o local - apenas seja coerente;

A postagem no hipismo rende apenas xp, seguindo o sistema de avaliação da arena. Pode-se postar uma vez por atualização.

Flood não é permitido. Só serão consideradas postagens com mais de 5 linhas em fonte arial ou times tamanho 12 com margem normal, no Word. Templates e tables são aceitos, mas o tamanho da postagem será verificado para ver se o conteúdo se adequa ao disposto.


Créditos aos idealizadores do local e antigos deuses do PJBR. Novas descrições criadas por mim.





SHINJI @ OPS!
♦ Eos
avatar
Administradores
Mensagens :
1393

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Dom 1 Jun - 1:07

O Acampamento Meio-Sangue estava repleto de semideuses. Desta vez, havia um número maior do que os que haviam nas demais vezes. Talvez fosse porque estávamos de férias, e o único lugar seguro para nós é aqui.
   Muitos treinavam na arena, outros praticavam hipismo, e alguns estavam na canoagem e na parede de escalada. Eu, como de costume, decidi visitar os estábulos. Essa é minha quinta vez por aqui, eu acho, e então já está na hora de me aperfeiçoar na atividade. Na última vez, tinha executado manobras nas pistas de tambores, praticando curvas.
   Ao chegar à área onde ficavam os equinos, repleta de estábulos com pégasos, unicórnios e cavalos, vi uma das instrutoras da atividade, que estava dando donuts ao seu pégaso, Chérie, um grande cavalo alado branco.
-Alaric, que surpresa mais agradável! - Disse a instrutora. - John me disse que veio aqui, mas eu não estava... enfim, veio cavalgar?
-Sim, claro, Louise. - Respondi-a.
   Ela dissera-me que John, o outro instrutor de hipismo, estava arrumando algumas peças no armazém. Disse, também, que ele lhe contou tudo sobe o treino anterior,inclusive meu bom desempenho.
-É, bem, obrigado. - Agradeci.
-Então, Rick, o que quer fazer agora? - Ela perguntou.
-Bem, na última vez foram a primeira parte das pistas de tambor... acho que deveria revisar tudo, passando por todas as pistas, e depois realizar a segunda parte. E só depois vamos às pistas mistas, okay?
   Louise assentiu. Ela retirou Luffy, o cavalo em que treino, do estábulo, e conduziu-o para as pistas. Após colocar os equipamentos, montei nele. Desta vez, iria sozinho, apenas para revisar tudo que aprendi. Pois as etapas finais estavam por vir. Me posicionei na sela, de um modo confortável, e puxei as rédeas, conduzindo Luffy, o cavalo, primeiramente às pistas iniciais.
   Ficamos pouco tempo lá, algo entre três minutos, apenas como um aquecimento, e fomos às pistas de salto. Meus deuses, só agora que percebi o quanto tinha evoluído. Na minha primeira vez nas pistas de salto, há umas semanas, tinha conduzido mal o cavalo e acabei caindo. Mas dessa vez efetuávamos saltos com tamanha maestria, que duvidava de até onde essa nossa sincronização iria.
   Cinco minutos se passaram, e conduzi Luffy até a parte das curvas, as pistas de tambores. Antes tínhamos cavalgado em velocidade reduzida, mas agora já íamos em velocidade "normal" (para um cavalo), fazendo boas curvas, e, quando apareciam as mais acentuadas, puxava um pouco as rédeas, e o cavalo obedecia, reduzindo um pouco a velocidade do galope. Todos os equipamentos estavam perfeitamente ajustados, e me sentia confortável. Após mais cinco minutos, decidi dar uma breve pausa.
    Acariciei o pescoço de Luffy, e o cavalo respondeu, relinchando, o que para mim deveria ser um bom sinal. Louise se aproximou de nós.
-Essa será a última parte dos treinos normais, a segunda etapa da pista de tambor. - Ela disse. - Se conseguirem se sair bem, está tudo concluído. E então usará as pistas mistas, e, claro, lhe faremos alguns desafios.
Assenti, e ela voltou ao seu lugar para nos observar, com seus olhos azuis que pareciam penetrar a alma.
-Muito bem, Luffy. - Eu disse ao cavalo. - Estamos na reta final. Você está se saindo muito bem. Agora vamos, temos trabalho a fazer. Se conseguirmos, lhe darei uns donuts.
   O equino relinchou, e partimos às pistas de tambores, para realizar o "Time Attack". "Três minutos", pensei. Era um bom tempo, já que o primeiro desafio não apresentava um espaço tão grande. Uma área oval com tambores distribuídos, para a realização da curva. E avançamos.
   Homem e cavalo, juntos, cavalgaram na pista. Em alta velocidade, cruzamos metade da pista em um minuto e dez segundos. Em nenhum momento diminuimos a velocidade. Cruzamos o final. Restavam ainda cinquenta e cinco segundos. Logo, fomos à outra parte, mais difícil. Eram as pistas mistas, com o dobro do tamanho da anterior e, além de tambores, possuía barras de salto. O tempo era de apenas dois minutos.
   Montado na sela do cavalo e segurando suas rédeas, Luffy e eu demos uma volta, analisando rapidamente a pista. Sem muito tempo para descansar, nós fomos.
   Luffy tinha uma velocidade incrível. Nunca chegamos a ser tão rápidos assim, mas eu sentia que aquele cavalo também queria muito conseguir aquilo. Como na outra vez, não diminuímos a velocidade, para ganhar tempo. Mas isso quase nos atrapalhou, pois quase derrubamos umas barras. "Temos de conseguir", foi o que pensei. Coloquei toda a minha habilidade, o que aprendi ali, antes, inclusive meus sentimentos, minha sincronia com o equino. Segurei firme nele, e terminamos o trajeto.
-O tempo foi de dois minutos e dezessete segundos. - Louise deu os resultados, se aproximando mais uma vez. - Não conseguiram, claro, mas demonstraram que são ótimos. Com mais um pouco de treino vocês conseguem. Agora vamos, Luffy, você deve descansar, e temos alguns donuts ali. E você, Alaric Mikaelson, parabéns. Volte, e termine com isso. - A instrutora sorriu, levando Luffy até seu estábulo. Me despedi de ambos, e acenei para John, que tinha aparecido na porta. E então saí, molhado de suor e exausto, caminhando até o campo, e lá me deixei levar. Deitei no chão, olhando o céu, azul, e sátiros que corriam atrás de ninfas.
-É tão bom estar em casa. - Disse. "Em casa". Algo que não sabia o significado. Mas agora finalmente me sinto em casa.
Alaric L. Morningstar
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
1008

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Sadie Bronwen em Sex 6 Jun - 0:56

Alaric, algumas dicas para organização: templates não são necessários, mas alguns cuidados facilitam a leitura. Uma opção é justificar o texto e, para indicar parágrafos, pular linhas em vez de dar espaços, uma vez que no fórum não é aceito a tabulação e isso acaba sendo feito de forma manual. O espaçamento acaba deixando mais limpo e claro onde seriam as divisões, dando outro ar  ao texto.

Cuidado com algumas frases, na concordância. Se você usa o passado, o ideal é se manter assim. Por exemplo sua primeira frase: "O Acampamento Meio-Sangue estava repleto de semideuses. Desta vez, havia um número maior do que os que haviam nas demais vezes. Talvez fosse porque estávamos de férias, e o único lugar seguro para nós é aqui." - o ideal seria "...seguro para nós era aqui."

Alguns pontos já indicados por outros avaliadores permanecem, como o excesso de vírgulas na construção de algumas frases. Tenha cuidado na junção das orações - muito longas, exigem muita pontuação, muito curtas, passam a impressão de terem sido cortadas. Novamente, tomando como exemplo uma frase do seu texto:  "Após colocar os equipamentos, montei nele. Desta vez, iria sozinho, apenas para revisar tudo que aprendi. Pois as etapas finais estavam por vir." Alterando: "Montei logo após ajustar os equipamentos sobre seu lombo. Desta vez, iria sozinho apenas para revisar tudo que aprendi, pois as etapas finais estavam por vir."

Tenha cuidado tamém com repetições desnecessárias: "Me posicionei na sela, de um modo confortável, e puxei as rédeas, conduzindo Luffy, o cavalo, primeiramente às pistas iniciais." - aqui, novamente vemos o abuso de vírgulas; além disso, não é necessário citar que Luffy é o cavalo: você disse isso várias vezes antes, e o texto deixa explícito. Alterando novamente: "Me posicionei na sela de modo confortável e puxei as rédeas, conduzindo Luffy para as pistas iniciais."

Ainda faltam ações, como apontou Aldrick. Perceba que você fala "fizemos tal coisa" mas raramente diz o como. Tente descrever mais a postura - como puxou as rédeas, para que lado, com qual intensidade, sua postura. Descreva os movimentos e ações do animal - ele também é um NPC importante aqui e detalhe mais - qual a distância percorrida? Você cita que é o dobro da pista inicial, mas note que as descrições do local são genéricas. Em vez disso, prefira ser mais exato: Percorremos x metros em y tempo. Claro que isso também exige bom senso e pesquisa - a dificuldade maior neste tipo de atividade é justamente esta, não ser genérico demais, nem exagerar muito.

No geral, um bom texto, mas que ainda pode ser aprimorado.

Coerência = 45 de 50

Coesão e fluidez = 17 de 25

Ortografia e organização = 8 de 10

Objetividade e Adequação = 8 de 15

Total = 78 xp
Sadie Bronwen
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
303

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por 078 - ExStaff em Sex 6 Jun - 15:30

Atualizado.
078 - ExStaff
avatar
Deuses
Mensagens :
686

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Qua 11 Jun - 11:26

Minhas últimas semanas estavam um pouco corridas. Ainda mais agora, que fui reclamado. Mas consegui tirar um tempo para finalmente terminar as aulas de hipismo. O dia no acampamento estava agradável.
Chegando nos estábulos, os instrutores, Louise e John, estavam na porta conversando. Achei estranho o fato de não ter nenhum campista treinando por lá. Logo depois de me verem, vieram cumprimentar-me. É estranho o fato de termos uma intimidade já, porque quase todo dia eu aparecia nos estábulos e conversava com eles, então acho que dá para dizer que somos amigos ou algo do tipo.
Fui falar com Luffy, o cavalo que treino, e Paçoca, um alazão alado que me trouxe até aqui e o primeiro em que montei. O pégaso estava cabisbaixo, e eu entendia o motivo. Faz muito tempo que não monto mais nele, e eu sabia que estaria assim.
-Ei cara, - falei para o pégaso - me desculpa por não te visitar mais. Estava treinando nas pistas terrestres, e lá não é muito legal para você. Mas prometo que logo após esse treino, o último em terra, nós vamos para as pistas aéreas. - Sorri para ele.
John conduziu Luffy e Jabu, o unicórnio que ele cavalga, para fora dos estábulos. Primeiro, como aquecimento, cavalgamos nas pistas de salto, e depois nas pistas de tambores. Após treinarmos nossa habilidade em saltos e curvas, sem mais delongas, fomos às pistas mistas.
Essa era a última parte, uma área enorme, e como o nome diz, possuía vários tipos de obstáculos diferentes, com barras de diferentes alturas e tambores espalhados pelo local.
Me ajeitei na sela, de um modo para ficar bem confortável, já que isso seria cansativo. Segurei as rédeas, e então fomos.
John e Jabu estavam nos acompanhando dessa vez. Estava feliz por estar sincronizado com Luffy. O garanhão branco obedecia perfeitamente meus comandos, acelerando e retardando a velocidade quando era preciso. O cavalo saltava sobre as barras incrivelmente bem e fazia curvas com precisão. Após o percurso ser completo, repetimos, com o propósito de nos aperfeiçoar e completar o percurso no menor tempo possível.

Depois de alguns minutos de treino, puxei as rédeas de Luffy, para pararmos.
-Bom trabalho. - Elogiou o instrutor. - Bem, você já completou todas as fases do hipismo. - Ele sorriu.
-Obrigado. - Agradeci, sorrindo de volta. - É, já passei por todas as pistas... bem, John, tudo bem se mais tarde eu voltar para voar com Paçoca?
-Sim, claro. Avisarei Louise, vamos prepará-lo. Até mais, Alaric. E parabéns, filho de Nyx.
Agradeci e me despedi do cavalo, dos instrutores e do pégaso. É, finalmente fui reclamado. Minha vida como meio-sangue começou a fazer sentido.
Alaric L. Morningstar
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
1008

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Victor Demétrius Abaloha em Qua 11 Jun - 14:15


Avaliação



— Hipismo
Alaric L. Mikaelson



O único problema de seu treino foi que você literalmente não treinou. Você apenas falou que cavalgou, mas não colocou uma descrição sequer. Achei também que você usou vírgulas excessivas em alguns lugares que não seriam necessários.

- Coerência: 35/50
- Coesão, Estrutura e Fluência: 18/25
- Objetividade e Adequação à Proposta: 9/15
- Ortografia e Organização: 9/10
- Total: 71 xp.

Aguardando atualização.
Victor Demétrius Abaloha
avatar
Filhos de Deméter
Mensagens :
68

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Alaric L. Morningstar em Qui 12 Jun - 19:34

Long Island, Nova Iorque. Acampamento Meio-Sangue, oito horas da noite. Alguns campistas se direcionam aos seus chalés, outros vão à arena. E eu vou para os estábulos. Mais cedo tinha ido até lá para praticar minha última aula terrestre, e agora me preparo para cavalgar nos ares. Não vai ser minha primeira vez, mas mesmo assim estou ansioso. Porém me sinto forte, já que fui reclamado por Nyx e o ambiente é noturno.
O lugar estava limpo, os cavalos descansando e John estava ajudando um semideus nas pistas de tambor. Louise estava com Chérie, seu pégaso branco, e Paçoca, o pégaso castanho que cavalgarei.
-Estamos prontos para voar, e você? - Disse a instrutora.
-Claro. - Afirmei. - Vamos.
A filha de Afrodite me ajudou a subir no animal, me dando as devidas instruções, dando apoio e acalmando o animal. Coloquei um dos pés no apoio metálico para o devido lugar e subi. Me ajeitei na sela, firmei os pés, segurei as rédeas e, acompanhado de Louise e Chérie, voamos. Os animais começaram a bater as asas e relincharam. Me segurei firmemente no pégaso, para não cair, e sussurrei palavras de encorajamento em seu ouvido. A instrutora nos conduziu a uma área com grades aros e alguns obstáculos, uns pendurados e outros presos aos altos muros. O lugar era bem grande.
Ficamos voando livremente por um tempo, apreciando a noite, o que me deixa feliz, revigorado. Me ajeitei na sela, inclinando o corpo para frente, me segurando bem no animal. Todos os equipamentos estavam devidamente em seus lugares. Por instante o pégaso perdeu o equilíbrio, se mexendo muito. Acariciei seu pescoço, pedindo-lhe para relaxar. Firmei os pés no apoio, olhei para frente, segurei as rédeas com mais força e conduzi Paçoca até alguns obstáculos, treinando curvas aéreas. Passávamos pelos obstáculos com um zigue-zague. Inicialmente, senti certa dificuldade em controlar o animal, mas logo após um tempinho melhoramos as curvas e me senti mais seguro. E então fomos à uma parte com aros.
Seguimos Louise e Chérie até o local, e fomos logo atrás deles passando pelos aros. Admito que não foi uma tarefa simples. Diminuímos a velocidade, fazendo as curvas necessárias. Com um pouco de treino finalmente conseguimos melhorar, realizando a travessia em menos tempo e mais precisão.

Depois de um tempo, decidimos pousar e descansar um pouco. E então voltamos a voar, para ganhar mais experiência e finalmente terminar o treino. Paçoca era um pégaso incrível. Rapidamente tinha melhorado e estava quase dominando a técnica. Conduzi-o pelos aros, e ele me obedeceu.
Finalmente passamos por todas as parte do treino aéreo, melhores do que antes. Sinto que realmente aprendi algo com isso, pois a cada volta completávamos o percurso e passávamos pelos obstáculos sem ter que diminuir tanto a velocidade, sendo assim mais rápidos e mais precisos ainda. Logo após pousamos pela última vez. Desci de Paçoca, acariciando e elogiando-o, que relinchou como resposta. Louise se aproximou e nos parabenizou. Agradeci, me despedindo dos animais e da instrutora. E por fim saí dos estábulos, caminhando pelo acampamento e admirando as visíveis constelações do céu estrelado.
Alaric L. Morningstar
avatar
Líder dos Feiticeiros
Mensagens :
1008

Localização :
Hollywood Hills, LA.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por 101-ExStaff em Qui 12 Jun - 21:19

Atualizado
101-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
387

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Aleksandr Frey em Sab 21 Jun - 1:10



He Is one Dark Horse




Caminhava em meio a grama socada dos estábulos. Havia campistas por todos os locais o que me fez pensar que aquele era uma péssimo dia para começar a treinar Highway. Eu tentava fingir que estava sozinho, quer dizer. Preferia ignorar a presença daqueles idiotas que nada iriam acumular em minha vida, e somente agradecer por não ser responsável por aquele treino ridículo e ficar naquele estábulo fedido, mas claro que isso era o de menos, visto que eu poderia estar limpando as bostas dos animais que frequentavam ali  por troca de alguns dracmas... Considerava meio, ahn, humilhante.
Mas enfim, o fato de estar ali era simplesmente por ter combinado com meu cavalo. Eu não sabia se ele queria ou se faria por fazer, nem ao menos sabia porque tratava ele como algo consciente, só tratava. E da ultima vez que precisei dele o acordo foi; “Vai garoto. Se conseguir iremos treinar no estábulo” e é isso, aqui estou eu.

Ele não devia ter conseguido por causa disso, mas era uma promessa, uma promessa que me fazia pensar por que eu dava tanta atenção assim a um cavalo que foi comprado de um filho de Apolo que já estava cansado do animal... Uma pena aliás, já que o pobre bicho era sagaz e esperto, além de ter uma bela crina branca que o diferenciava, enfim... Era um belo alazão.

Eu fiquei esperando que pegassem o cavalo para mim... Não gostava de ir até em meio aos locais onde os animais ficavam porque quando ia lá todos começavam a relinchar, acho que era por causa da áurea do medo, não sei. E o que mais me deixava confuso era Highway não ter medo algum de mim, se ele fosse presente de alguém eu entenderia, mas não... Eu o comprei a uma semana em uma loja qualquer de um campista qualquer.

Assim que o cavalo me viu já veio sozinho em minha direção. Sua crina branca e chamativa se balançava o que conseguia me arrancar um sorriso.
Quando ele chegou perto o suficiente acariciei ó acariciei e peguei uma maça que estava em meu bolso, dando para o cavalo.
-Hey garotão... Eu não falei que viria? –Claro, o cavalo não respondeu.

Logo já estava dentro da pista de saltos... Highway estava já com sua sela e pronto pra começar.
Quando arrumei a vara que ele teria que saltar a deixando a um metro do chão voltei para o cavalo e logo subi em cima do mesmo.
Segurei as rédeas olhando para frente e fiz um carinho no pescoço do animal antes de bater as rédeas a sacudindo, era o sinal para que ele corresse, nunca precisou de chicote ou chutes.
O cavalo correu em direção ao obstáculo. Meu corpo se sacudia com perfeição aos movimentos dele como se fossemos um, mas então ao chegar na frente, Highway simplesmente parou e deu uma bufada.
No momento fiquei um pouco vermelho e olhei para os lados, mas ninguém pareceu sequer se importar com aquilo, bem diferente da arena onde se você perdesse era bem fácil que ganhasse tomates podres, mas ali não.

Puxei as rédeas para o lado fazendo com que ele desse meia volta e voltasse ao posto inicial.
Mais uma vez repeti a ação. Bati a rédeas e então dessa vez Highway correu na velocidade dobrada. Senti liberdade para levantar meu corpo e ficar em pé. Logo me sentia quase um com o corpo do animal. Consegui sentir suas patas saírem do chão e por um momento nós voamos. Mas então logo os cascos bateram no chão.
-Isso garoto... Isso!
Tinha realmente ficado feliz, feliz por ele ter conseguido.

Desci do cavalo e então ajeitei mais uma vez a vara, passando para um metro e meio dessa vez. Não teria certeza se daria certo, mas o que custava tentar...
Voltei para Highway e então o preparei novamente.

Assim que bati as rédeas o cavalo disparou em direção ao obstáculo, ele ia rápido demais e mais uma vez levantei para facilitar para ele, já que eu não era tão pesado.
O vento batia em meu rosto e mais uma vez senti os cascos saindo do chão por um tempo maior e então me senti no chão novamente com um sorriso maior apesar do impacto não ter sido amortecido muito bem.
Parei o animal um pouco longe do obstáculo e desci indo até o mesmo para dessa vez ajeitar a vara para dois metros.
Voltei o mais rápido que consegui, estava eufórico por ver ele se sair tão bem no primeiro dia.

Subi no mesmo e me preparei.
Sentia um pequeno nervoso e então acariciei o animal novamente.
-Ta tudo bem.
Tentei usar meus poderes para que ele não sentisse medo e acabasse deixando que isso atrapalhasse. O que pareceu dar certo.
Highway bateu os cascos no chão e empinou o corpo, quase me fez cair, mas achei aquilo incrível.
O cavalo saiu disparado até o obstáculo e quando chegou perto o suficiente saltou comigo já levantado.
O salto correu perfeitamente bem e na hora que ele bateu os cascos da frente no chão quase cai, mas consegui me agarrar e prender os pés nele.
Sorria e desci do animal. Não tínhamos caído nenhuma vez, tudo certo. Peguei uma maça mas antes que a entregasse ao cavalo vi que a vara tinha parado longe, ele não tinha conseguido saltar sobre ela.
Sorri e mesmo assim entreguei a maça a ele que bufava um pouco.
-Pelo menos não caímos, meu camarada.

Caminhei com ele até para fora da pista e o entreguei a um sátiro que deixaria o cavalo descansar.
Sai dali satisfeito e por aquele momento até tinha conseguido me esquecer do cheiro de merda que aquele lugar tinha.

Armas:

Cavalo com crina Branca {Highway}[90/120 HP]

Aleksandr Frey
avatar
Filhos de Phobos
Mensagens :
544

Localização :
Brandili

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Niklaus C. Schaefer em Sab 21 Jun - 2:04

Alaric L. Mikaelson

Você tem alguns problemas com pontuação, como: "Me segurei firmemente no pégaso, para não cair, e sussurrei palavras de encorajamento em seu ouvido. "
A virgula entre "pégaso" e "para" não era necessitaria ali. Preste mais atenção a isso pois, há outros casos como esse no decorrer do texto, e isso deixa o texto menos fluido.

Além disso, você mudou o tempo verbal em algumas partes, como: "Ficamos voando livremente por um tempo, apreciando a noite, o que me deixa feliz, revigorado."
"Ficamos voando livremente" e "apreciando a noite" estão no mesmo tempo, mas "me deixa feliz" não.
Uma melhor maneira de escrever essa frase seria assim: "Ficamos voando livremente por um tempo, apreciando a noite, o que me deixava feliz, revigorado."

Por fim, a organização dos parágrafos não foi muito bem planejada. Eu o recomendaria usa-los para separar algo tipo: inicio, meio e fim. Onde o meio é toda a atividade, o inicio é sua introdução antes de ir até o lugar, e o fim seria o encerramento e afins. Caso o meio fique muito grande, você poderia livremente dividi-lo em quantas partes quisesse. E por ai vai...

No mais, parabéns! Você vem melhorando bastante, jovem.

Coerência = 50 de 50

Coesão e fluidez = 15 de 25

Ortografia e organização = 8 de 10

Objetividade e Adequação = 10 de 15

Total = 83 xp

Allan P. Frey

Algumas virgulas e pontuações fora do lugar, nesse caso aqui "Sua crina branca e chamativa se balançava o que conseguia me arrancar um sorriso." eu achei que faltou um virgula para dividir melhor a frase.

Houve uma repetição que causou confusão bem aqui: "Quando ele chegou perto o suficiente acariciei ó acariciei e peguei uma maça que estava em meu bolso, dando para o cavalo."

No mais, gostei do texto, foi bem dividido e bem pensado já que ele não conseguiu realmente pular os dois metros com toda aquela facilidade.

Coerência = 50 de 50

Coesão e fluidez = 20 de 25

Ortografia e organização = 9 de 10

Objetividade e Adequação = 15 de 15

Total = 94 xp
Niklaus C. Schaefer
avatar
Filhos de Eos
Mensagens :
1305

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por 078 - ExStaff em Ter 24 Jun - 12:55

Atualizado.
078 - ExStaff
avatar
Deuses
Mensagens :
686

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Annelise Cross em Seg 7 Jul - 19:40

Something diferent

------------------------------------------ Just feeling free -----------------------------------


E ra mais um dia ensolarado e fresco no acampamento, do tipo preferido da garota que hoje havia acordado e decidido espairecer um pouco. Sempre achou que atividades novas eram ótimas para se distrair, mesmo que quase qualquer atividade no acampamento fosse nova para ela, já que havia chegado não fazia muito tempo. Tinha decidido pelo hipismo, estava evitando atividades combativas, mesmo sabendo que uma hora ou outra as habilidades adquiridas com as tais seriam necessárias, estava apenas criando coragem. Não que achasse que hipismo fosse fácil, mas “hipismo”... “Hipnos” deveria significar alguma coisa, certo? Sua mente dizia que não, mas resolveu ignorar.
Não sabendo exatamente para onde ir, resolveu apenas seguir para os estábulos. Havia alguns campistas e todos eles pareciam meio ocupados, viu um garoto que parecia estar dando instruções a outro que estava montado e resolveu falar com ele.
-  ... agora que você já sabe o básico pode ir lá tentar.
- Com licença? – disse a garota se aproximando. Ele se vira, parecia amigável. – Eu sou nova por aqui, com quem eu falo para ter as instruções de montaria?
- Está falando com o próprio. John, filho de Íris.
- Annelise, filha de Hipnos.
- Bem Annelise, como você é novata imagino que nunca tenha montado, estou certo? – a garota confirma com a cabeça. – Então vamos começar pelo básico. Ei! Garoto! – disse chamando um garoto franzino que parecia estar cuidando de um cavalo. – Pode selar um cavalo pra moça, por favor?
-Um bem manso? – completou a prole de Hipnos, meio envergonhada. O menino não disse nada, apenas adentrou o local e algum tempo depois voltou com um cavalo cor de caramelo com uma mancha branca na testa, parecia muito bem cuidado visto o pelo brilhante. – Que lindo! Como se chama? – perguntou ao garoto enquanto fazia um carinho bem recebido na mancha do cavalo.
- Canela. – e sem dizer mais nada saiu, parecia mau-humorado, mas talvez ele só fosse tímido.
- Annelise, primeiro coloque seu pé aqui e dê impulso. – disse indicando o estribo da sela. Primeiro ela deu uma olhada no cavalo, parecia calmo. Bom. Colocou o pé no estribo e deu impulso. Foi por pouco, mas deu. – Agora deixe seus pés nos estribos, quando o cavalo for andar um pouco mais rápido você firma seus pés pra não ficar pulando na sela. Segure as rédeas, mais apertado. – corrigiu as mãos da menina. - Você só precisa movê-las na direção em que quiser ir. Pra parar, puxe. Entendeu? – a cacheada fez que sim com cabeça enquanto procurava fazer notas mentais de tudo que o garoto falara. – Então é só bater de leve os pés no cavalo e ir treinar um pouco.
Bateu os pés no cavalo e começou um andar lento. Era um pouco estranho, principalmente o balançar de seu corpo seguindo o ritmo do cavalo, estava ficando enjoada e resolveu aumentar o ritmo. Nisso o cavalo iniciou um trote, firmando os pés como lhe fora sugerido pelo filho de Íris. Achava que não estava dando tão certo, coisa que era confirmada pela dor em sua traseira, mas aos poucos foi conseguindo se adequar. Estava basicamente dando voltas ao redor da pista, tentando se sentir confiante para tentar algo mais.
O cavalo lhe obedecia sem esforço, então aumentou mais a velocidade, sentiu um vento gostoso em seu rosto. Pensou na viabilidade de começar a correr, já que não era a única a cavalgar por ali, observou que além de cavalos havia pégasos, como seria a sensação de voar? Talvez tentasse com um daqueles na próxima, mas agora correria sim, aquela sensação de liberdade causada pela velocidade era algo completamente novo a prole de Hipnos, acostumada com a calmaria de dias silenciosos que pareciam se arrastar. Procurava não se aproximar dos outros para evitar possíveis e prováveis acidentes, mas sempre que possível mudava de direção bruscamente, quando passou perto demais de um garoto que montava um vistoso cavalo negro percebeu que talvez estivesse na hora de parar. Foi diminuindo a velocidade gradativamente até voltar ao lento andar, que talvez pela adrenalina em seu sangue não lhe causava mais enjôos.
- Se divertiu hein? – ao se virar na direção da voz encontrou o instrutor que lhe ajudara antes, ele tinha no rosto uma expressão difícil de decifrar. – Só que da próxima vez pense um pouco mais no cavalo, viu? – só agora notara que o bichinho estava suado e aparentando cansaço, se sentiu culpada. Apesar disso John não parecia estar bravo consigo. – Quer ajuda pra descer? – o garoto gentilmente lhe estendeu a mão a qual a garota aceitou de prontidão, só agora percebendo o quanto estava dolorida.
- Obrigada. – sentiu ainda mais o resultado da estripulia quando encostou seus pés no chão. Suas pernas estavam bambas. – E me desculpe Canela. – disse se dirigindo ao cavalo.
- Ei, Annelise! Você é filha de Hipnos, não é? – a menina fez que sim com a cabeça. – Seu pai é alado e tal... na próxima o que você acha de tentar com um pégaso? – a garota abriu um pequeno sorriso.
-Estava pensando nisso. Até mais! – disse se despedindo do garoto com um aceno e depois de ser retribuída foi em direção às cozinhas, já pensando em depois do almoço ir direto ao chalé 15 e ficar lá pelo resto do dia.


bye 
Annelise Cross
avatar
Filhos de Hipnos
Mensagens :
33

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Oliver H. Greyback em Seg 7 Jul - 20:10


Avaliação: Hipismo


Annelise Cross

Coerência: Não encontrei nenhum problema com relação à esse quesito, parabéns! - 50/50 XP

Organização e ortografia: O texto está bem organizado e eu não encontrei nenhum erro gramatical, parabéns! - 10/10 XP

Objetividade e adequação à proposta: A introdução está de bom tamanho, texto simples e objetivo, parabéns! - 15/15 XP

Coesão, estrutura e fluidez: O texto é coeso e a leitura flui bem, exceto por um detalhe: os parágrafos devem ser espaçados entre si (pule uma linha) para que a leitura fique menos cansativa. - 20/25 XP

Total: 95 XP
Oliver H. Greyback
avatar
Filhos de Despina
Mensagens :
723

Localização :
Purgatório

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por 078 - ExStaff em Ter 8 Jul - 17:23

Atualizado.
078 - ExStaff
avatar
Deuses
Mensagens :
686

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Leonidas Waters em Seg 21 Jul - 20:38




Hipismo- 9:30

O que eu estava achando do acampamento? Uma maravilha! Tudo bem que as primeiras duas semanas haviam sido difíceis e estressantes, mas depois de ser reclamado por Lorde Hefesto e me mudar para o seu chalé, tudo havia mudado. Agora eu tinha certeza de que meus equipamentos não seriam roubados ou que meu rosto seria atacado por algum espertinho piadista que tivesse um pincel e uma mente muito fértil.
Aquiles Lancaster um jovem filho de Heracles o qual eu conhecia durante um treino na arena, se tornou meu melhor amigo. Ele me apresentou a floresta e os lugares ao longo do rio, para conhecer devido ter certa paixão pelos cavalos.
- Então você sabe andar de cavalo?
- Já andei algumas vezes, mas nunca fiz nada profissionalmente.
- Ótimo já é meio caminho andado, não vou precisar te ensinar o básico. Disse ele abrindo a porta do estábulo.
Entramos em uma grande construção de madeira cheia de divisórias para guardar os cavalos, o chão estava coberto de feno, por uma janelinha de madeira era capaz ver a pista de hipismo onde alguns semideuses andavam furiosamente com suas montarias.
- Aquilo são pégasos? Disse apontando para uma área cheia de cavalos alados das mais variadas cores e estilos.
- É sim, mas acho melhor você não se meter com eles pelo menos não agora.
- Tudo bem, então que tal aquele cavalo ali. Disse apontando para uma bela égua malhada - preto com branco -.
- Ótima escolha ela se chama Tempestade e é super tranqüila, mas cuidado as vezes ela se deixa levar pelo calor do momento.
Depois de arrumar os equipamentos de montaria na égua nós rumamos as pistas de hipismo, especificamente para a pista fácil. Ele me explicou que era melhor ficar na pista fácil por enquanto e do jeito que sou compreensível aceitei. Inicie com um trote simples partindo pela pista oval tranquilamente sem me preocupar com outras pessoas, pois a maioria estava na pista mediana. Logo parti para um teste, parti para uma corridinha simples que logo se transformou em uma corrida mais agressiva que pelo visto animou Tempestado, pois quando puxei rédia para diminuir a velocidade ela de alguma forma tentou resistir, mas logo se conteve.
- Muito bom, mas que tal uma disputa? Até os estábulos. Disse Aquiles aparecendo com um belíssimo puro sangue negro ao meu lado.
O cavalo cavava o chão com seus cascos como se tivesse desafiando a mim e a Tempestade. Ela balançou a cabeça e relinchou, parecia estar pronta.
- Tudo bem, mas não fica com raiva de mim quando eu te vencer.
Ele deu um pequeno riso sarcástico e se preparou e como se estivéssemos lendo o pensamento um do outro saímos correndo ao mesmo tempo em cima de nossos cavalos. Foi tudo muito rápido, atravessamos a primeira curva emparedados e quando menos esperávamos chegamos aos estábulos, um verdadeiro empate.
- Você é muito habilidoso cara.
- Obrigado.
Descemos de nossos cavalos e retiramos os equipamentos de cada um, depois dar um banho em cada um fomos em direção ao refeitório



Thanks for @Lovatic, on Cupcake Graphics



Leonidas Waters
avatar
Filhos de Hefesto
Mensagens :
35

Localização :
Acampamento meio-sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por 124-ExStaff em Qui 24 Jul - 19:01

• Leonidas Waters:

Fiquei um tanto quanto decepcionado após avaliar seu texto, Leonidas. Você tem aptidão para narrar, e o faz muito bem, mas encontrei diversos erros que comprometeram no resultado final da sua avaliação. Em primeiro lugar, notei um certo problema no quesito de coerência. Apesar de você ter narrado muito bem a sua cavalgada, você ainda é quase novato no hipismo, conforme você mesmo disse; apesar disso, em alguns pontos você pareceu ter o cavalo perfeitamente sob o controle. O mesmo ocorreu no final de seu texto, na corrida com seu amigo que resultou em um empate. Em segundo lugar, você precisa começar a revisar melhor seu texto no quesito de ortografia, mais especificamente no uso de vírgulas e pontuações. Isso, além de prejudicar o quarto ponto de avaliação, também prejudica a fluidez do texto e, consequentemente, o faz perder pontos de experiência que poderiam ser ganhos com uma simples correção. No mais, você é um bom narrador e poderia ter se saído muito melhor se se esforçasse um pouco. Treine os quesitos citados e parabéns!

Coerência: 40/50
Coesão, estrutura e fluidez: 20/25
Objetividade e adequação à proposta: 15/15
Ortografia e organização: 8/10

Total: 83xp
124-ExStaff
avatar
Indefinido
Mensagens :
299

Localização :
Casa Grande

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Ares em Qui 24 Jul - 20:48

Atualizado
Ares
avatar
Deuses
Mensagens :
1875

Localização :
Na guerra mais próxima de você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Leonard Akerman em Dom 5 Out - 23:36



Outro Vexame


N
uma tarde de um sábado nublado e frio em que os campistas preferiram o conforto de seus chalés aos trabalhos e atividades do acampamento, Leonard marchava em direção aos estábulos sozinho e um pouco apreensivo. Seria sua primeira aula com os equinos e era uma oportunidade perfeita – o indefinido detestava aglomerações de pessoas, principalmente sabendo que elas ririam às suas custas caso caísse de algum animal (e, tratando-se dele, era bem provável que isso realmente acontecesse). Entretanto, mesmo tendo conhecimento de que estaria sozinho no treino àquela tarde, a perspectiva de ter de lidar com um enorme cavalo, sozinho, lhe era desconfortante.

Afogado em pensamentos e devaneios aleatórios, o semideus quase não percebeu que chegara ao local e que seus pés o conduziram até ali quase que por conta própria.  Notou logo de início duas pessoas de cara amarrada, o mau humor sendo quase palpável; um rapaz e uma garota que se protegiam do frio usando luvas e cachecóis cor de laranja. Ela, ao avistar o indefinido, tentou disfarçar, esboçando um sorriso. Akerman não pôde deixar de notar que a semideusa era muito linda. “Filha de Afrodite, ou de qualquer outro deus bonitão” – apostou mentalmente. O rapaz não lhe chamara muita atenção, e pareceu bem satisfeito por isso. Leonard aproximou-se com um pouco constrangido.

- Olá.

- Eaí. – retribuiu a moça tentando ser educada. – Sou Louise, filhe de Afrodite. – “Eu sabia”.

- Olá – devolveu o rapaz. – Sou John, filho de Íris e gostaria de estar dormindo.

- Não liga pra ele. – aconselhou Louise - monitorar atividades nem sempre é tão legal quanto imaginamos... Mas ele costuma ser amigável. – explicou a semideusa, que passava as mãos nos cabelos loiros. – Nunca vi você por aqui, e estou SEMPRE aqui.... Então vou ajuda-lo com o básico. – disse enquanto conduzia o indefinido na direção onde os cavalos estavam empoleirados. – É melhor do que ficar ali de pé esperando o expediente acabar. Distrair um pouquinho vai fazer bem.  

~ * ~

- Então você amarra as rédeas... Assim! – demonstrou, apertando a “fivela” das duas cordas que conduzem o animal, no cabresto. Louise havia pego um cavalo branco, imponente e de pelo reluzente, chamado “Lumière”, que o garoto deduziu que fosse dela.

- Desse jeito? – perguntou o rapaz fazendo como instruído, tentando imitar Louise, no cavalo que pegara emprestado. O animal era de cor marrom, seu pelo era bem escovado e brilhante. Chamava-se Brun.

- Certo! Agora é só posicionar seu pé no estribo e ... – ela deu um pulo ágil (bastante sensual) e se equilibrou na sela. – Pule! – Akerman imitou de maneira bastante convincente. – Agora cutuque as costelas do animal com seus calcanhares e ... Sim! Assim mesmo! Continue. – disse ao ver Leonard impelir o cavalo para frente. – OK, me acompanhe.

Levaram os animais até um amplo cercado oval, sem obstáculos e sem nada para saltar, apenas uma área coberta por uma verdíssima grama fofa que abafava o som dos cascos dos bichos quando pisavam. Passo a passo eles caminharam até o centro do cercado. Leonard começou a dar voltas, marchando, mas tinha a ligeira impressão de que o animal embaixo de si estava começando a ficar agitado.

Uma volta, normal. Duas voltas, ouviu som estranho vindo do interior do animal. Três voltas...

Brun começou a balançar a cabeça com impaciência, seu corpo vibrava. – Cuidado aí novato! – alertou a instrutora. – ou vai se descontrolar! Faz tempinho que Brun não é escolhido para...CUIDADO! – O cavalo marrom disparou, levando o pobre Akerman consigo. O indefinido não sabia o que fazer, sentiu seu coração acelerar e sua respiração ficar mais forçada - “Como eu paro essa coisa?!”. Correu pelo cercado, dando mais de uma volta. O vento frio parecia que cortava a pele descoberta de seu rosto. Seus olhos lacrimejavam. Louise ria descontroladamente, mas, ao contrário de se sentir ofendido, o semideus se sentiu estranhamente contente – o que, com certeza, não faria se outras pessoas rissem dele.

Puxou as rédeas desesperadamente e o animal foi parando. Sentiu-se momentaneamente no controle, entrementes, ainda havia alguma coisa estranha... Por que Brun ainda estava tão agitado? – Não puxe tanto!! -  O grito de alerta da instrutora ecoou pelo local, um segundo mais tarde de Brun erguer-se nas patas traseiras, empinando, e fazendo Akerman cair sentado na grama. Gemeu dolorosamente. O choquinho na região do cóccix acompanhou uma forte dor muscular das nádegas. Esfregou a mão na tentativa de fazer a dor se aliviar – em vão.

- Parece que você vai precisar de mais algumas aulas antes de sair por aí montado em algum animal. – E com essa frase perturbando sua mente pelo resto daquele dia, Akerman se arrependeu de ter saído de seu saco de dormir no chalé 11.


He will become stronger, you will see

Thanks Faith @CG
Leonard Akerman
avatar
Filhos de Deimos
Mensagens :
8

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Michael Winchester em Qui 16 Out - 21:06

Treinando hipismo

  Desde que vim para o acampamento eu tinha ouvido falar que alguns campistas possuíam pets desde normais como gatos e cavalos até cães infernais e pégasos, deviria ser incrível voar em um pégaso ou viajar pelas sombras com um cão infernal, mas como os cães eram fiéis apenas aos seus donos não pedi para viajar com nenhum pensei melhor ir a arena de hipismo ver o que podia fazer, chequei lá e olhe os campistas saltando barreiras com os cavalos, apostando corridas no chão e no céu, fiquei louco pensando em voar.
   Havia uma menina e um menino conversando sobre celas e arreios, eles deveriam ser os instrutores fui até eles e perguntei:
--- Vocês são os instrutores?
--- Sim--- respondeu a garota --- sou Louise e este é o John, gostaria de participar das aulas?
---  Claro --- respondi animado --- aonde esta meu pégaso?
   Eles se olharam, Louise suprimiu um riso.
--- Você não pode sair andando nos pégasos tem de começar com os cavalos--- disse John.
--- Sério?...  Então vou andar de cavalo--- falei claramente desanimado.
--- Vai ser divertido! Vem vamos pegar um cavalo emprestado para você.
  Fui com Louise até o estábulo e pequei um cavalo marrom, Louise me mostrou como se coloca todos os aparelhos no cavalo (vou confessar não entendi nada do que ela disse, se minha vida depende-se de colocar aquelas coisas no cavalo morreria com certeza), ela levou o cavalo até a pista inicial.
--- Coloque seu pé ali, force seu peso pra baixo e passe a perna para o outro lado do cavalo--- ela apontou para um lugar para pôr o pé.
   Fiz o que ela disse e quase caí do cavalo, com certeza fiquei vermelho como as vacas sagradas de Apolo, ela disse para eu dar um leve chute na coxa do cavalo, segurar as rédeas com força mais sem puxar e me deixar levar pelo balançar do cavalo. Fiz como ela falou, o cavalo deu um tranco (acho que chutei com muita força) mas consegui conter a velocidade, o guiei devagar pela pista e “acelerei’’(da para acelerar um cavalo, não sei)fomos cada vez mais rápido, a sensação era incrível o vento nos cabelos, o balançar ritmado, tudo era demais comecei a me imaginar voando em um pégaso pelos ares livre como o vento. De repente escutei um grito “CUIDADO” , estávamos muito rápido e em direção a cerca, puxei as rédeas com força e o cavalo saltou e eu caí no  chão com força. John levou o cavalo para o estábulo e Louise me ajudou a levantar, agradeci a ajuda e fui para meu chalé.
Michael Winchester
avatar
Filhos de Hécate
Mensagens :
110

Localização :
ACAMPAMENTO MEIO-SANGUE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Ayla Lennox em Sex 17 Out - 11:32

Leonard Akerman:

Você, de fato escreve bem. Você descreveu com clareza desde a introdução e foi objetivo. Não notei erros exorbitantes ao longo da postagem. A única coisa que eu gostaria de alertar é sobre a cor das letras. Nas falas da filha de Afrodite, acho que o cor-de-rosa ficou um pouco claro de mais e acabei tendo que selecionar o texto para poder lê-lo melhor. Fora isso, você foi bem. Parabéns! :D
P.S: Amei seu template *-*

Coerência: 45/50
Coesão, estrutura e fluidez: 23/25
Objetividade e adequação à proposta: 15/15
Ortografia e organização: 9/10

Recompensa: 92 de Xp


-----

Luiz F. Abreu:

Seu texto foi bem resumido e eu gostaria que você descrevesse um pouco mais o treinamento em si. Pude perceber a ausência de algumas vírgulas e também alguns erros que julguei serem de digitação (Por exemplo, quando você trocou "peguei" por "pequei"). Tente revisar melhor seu texto e quem sabe usar um corretor ou algo do gênero. Você foi razoavelmente objetivo, apenas oriento que você organize melhor as ideias (poisem algumas partes tive que parar e reler o trecho para entender melhor) e tente dar um espaçamento entre as linhas para facilitar a leitura.

Coerência: 35/50
Coesão, estrutura e fluidez: 16/25
Objetividade e adequação à proposta: 12/15
Ortografia e organização: 6/10

Recompensa: 69 de Xp


~Aguardando atualização.
Atualizado por Orfeu.
Ayla Lennox
avatar
Filhos de Selene
Mensagens :
1065

Localização :
EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Shea Coulée em Sex 17 Out - 15:11





Treino de hipismo

Novo no acampamento, ouvi falar de uma atividade com cavalos, chamada de hipismo. Parece interessante, uma vez que não tive contato com esses animais em minha terra natal.

Chegando ao estábulo, encontro o orientador, o qual me passa algumas instruções básicas para a montaria, além de me ajudar a ter meu primeiro contato com o animal.

Surpreendo-me, pois, ao chegar perto do cavalo, ele foge de mim. O orientador, então, me explica que, por eu ser novo lá, nenhum dos animais teria confiança em mim, inicialmente. Logo, ele me diz para dar uma maçã para ele comer. Eu o faço, logo o animal come a maçã na minha mão e abaixa a cabeça, para eu fazer carinho.

Incrível! Nunca imaginei que os laços criados com um animal pudessem ser magníficos! A emoção de montar no cavalo pela primeira vez é simplesmente indescritível! Após subir nele, faço mais carinho, sorrindo sem parar. Eu estava em cima de um cavalo!

O orientador, na sequência, me ajuda a comandar os primeiros passos montado. Realmente difíceis. É complicado usar a cordinha para dar comandos. E gritar com um amigo não é algo que me agrade.

Após alguns tombos, consigo me equilibrar com mais exatidão. Chega a hora do primeiro pulo de obstáculo.

Como é minha primeira vez, o orientador diz para não correr demais. Porém eu acabei abusando um pouco. O cavalo pulou, mas caí dele logo após. E, francamente, pior que a dor de cair, era o sermão do orientador.

Por conseguinte, depois de muitos e muitos gritos em meus ouvidos, decidi seguir à risca o que o orientador me dizia, e consegui completar o percurso, embora não tivesse conseguido aplicar mais velocidade ao animal. Preciso praticar mais hipismo para melhorar minhas habilidades.
Novo no acampamento, ouvi falar de uma atividade com cavalos, chamada de hipismo. Parece interessante, uma vez que não tive contato com esses animais em minha terra natal.

Chegando ao estábulo, encontro o orientador, o qual me passa algumas instruções básicas para a montaria, além de me ajudar a ter meu primeiro contato com o animal.

Surpreendo-me, pois, ao chegar perto do cavalo, ele foge de mim. O orientador, então, me explica que, por eu ser novo lá, nenhum dos animais teria confiança em mim, inicialmente. Logo, ele me diz para dar uma maçã para ele comer. Eu o faço, logo o animal come a maçã na minha mão e abaixa a cabeça, para eu fazer carinho.

Incrível! Nunca imaginei que os laços criados com um animal pudessem ser magníficos! A emoção de montar no cavalo pela primeira vez é simplesmente indescritível! Após subir nele, faço mais carinho, sorrindo sem parar. Eu estava em cima de um cavalo!

O orientador, na sequência, me ajuda a comandar os primeiros passos montado. Realmente difíceis. É complicado usar a cordinha para dar comandos. E gritar com um amigo não é algo que me agrade.

Após alguns tombos, consigo me equilibrar com mais exatidão. Chega a hora do primeiro pulo de obstáculo.

Como é minha primeira vez, o orientador diz para não correr demais. Porém eu acabei abusando um pouco. O cavalo pulou, mas caí dele logo após. E, francamente, pior que a dor de cair, era o sermão do orientador.

Por conseguinte, depois de muitos e muitos gritos em meus ouvidos, decidi seguir à risca o que o orientador me dizia, e consegui completar o percurso, embora não tivesse conseguido aplicar mais velocidade ao animal. Preciso praticar mais hipismo para melhorar minhas habilidades.

Novo no acampamento, ouvi falar de uma atividade com cavalos, chamada de hipismo. Parece interessante, uma vez que não tive contato com esses animais em minha terra natal.

Chegando ao estábulo, encontro o orientador, o qual me passa algumas instruções básicas para a montaria, além de me ajudar a ter meu primeiro contato com o animal.

Surpreendo-me, pois, ao chegar perto do cavalo, ele foge de mim. O orientador, então, me explica que, por eu ser novo lá, nenhum dos animais teria confiança em mim, inicialmente. Logo, ele me diz para dar uma maçã para ele comer. Eu o faço, logo o animal come a maçã na minha mão e abaixa a cabeça, para eu fazer carinho.

Incrível! Nunca imaginei que os laços criados com um animal pudessem ser magníficos! A emoção de montar no cavalo pela primeira vez é simplesmente indescritível! Após subir nele, faço mais carinho, sorrindo sem parar. Eu estava em cima de um cavalo!

O orientador, na sequência, me ajuda a comandar os primeiros passos montado. Realmente difíceis. É complicado usar a cordinha para dar comandos. E gritar com um amigo não é algo que me agrade.

Após alguns tombos, consigo me equilibrar com mais exatidão. Chega a hora do primeiro pulo de obstáculo.

Como é minha primeira vez, o orientador diz para não correr demais. Porém eu acabei abusando um pouco. O cavalo pulou, mas caí dele logo após. E, francamente, pior que a dor de cair, era o sermão do orientador.

Por conseguinte, depois de muitos e muitos gritos em meus ouvidos, decidi seguir à risca o que o orientador me dizia, e consegui completar o percurso, embora não tivesse conseguido aplicar mais velocidade ao animal. Preciso praticar mais hipismo para melhorar minhas habilidades. Agradeço ao orientador pela ajuda e saio para comer alguma coisa.


Shea Coulée
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Logan Montecarlo em Dom 19 Out - 15:24

Teo Kenryu: Posso falar isso porque fui eu a avaliar seu outro post, o da canoagem: esse, num primeiro momento, parecia melhor.
De novo, eu saliento uma ideia genial sua: de fato, nenhum cavalo confiaria em você, por ser novato, mas isso é algo esquecido pela maioria, então foi bom tu comentar isso e explicar como fizera para o cavalo depositar confiança em ti. Sério, isso é legal e - além de um bonificador em coerência - deixa o texto mais real.
Contudo, uma coisa que me chamou atenção foi você, novamente, "murchar" partes. O treino deste novamente não foi bem explorado, faltando um desenvolvimento maior. Mantenho as mesmas dicas dadas lá: não cite, mas narre.
Ah, de diferente, eu só tenho mesmo a elogiar a sua ortografia, ainda que esse quesito tenha sido prejudicado: não pela ortografia, mas pela organização. Você postou três vezes o mesmo texto em sequência! Assim não, né, Teo? Tome cuidado para não acabar cometendo bobagens pequenas como essas, e eu repito: você tem potencial. Desenvolva-o.

~ Coerência: 30 de 50;
~ Coesão, estrutura, fluidez: 15 de 25;
~ Objetividade e adequação à proposta: 7 de 15;
~ Ortografia e organização: 8 de 10;
~ TOTAL: 60 XP.




Atualizado pela Írislene. Happy Halloween.
Logan Montecarlo
avatar
Monitor de Perséfone
Mensagens :
330

Localização :
viajei por aí

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Shea Coulée em Dom 2 Nov - 2:51


Minha segunda vez

Já um pouco mais experiente, decidi retomar meu treinamento de hipismo. Chegando no local, eu entrego uma maçã ao cavalo, afinal só havia o montado uma vez, precisava garantir que ele não teria medo de mim.

O cavalo cheira a maçã, me olha e come ela satisfeito. Após, me lambe o rosto e eu o acaricio. Realmente nunca me canso dessa atividade. O instrutor chega devagar. Ele já começa elogiando meu talento para fazer amizade com os animais.

O instrutor me manda subir no cavalo. Subo sem grandes dificuldades, porém quase caio dele, após subir. É difícil me equilibrar ainda. Ele anda do meu lado e me dá o comando para fazer o cavalo andar.

A cada passo, seu corpo treme. Sinto medo e começo a suar. É estranho, ainda, me acostumar a estar sobre outro corpo, que tem vida e se move. É algo incrível e assustador ao mesmo tempo.

A cada passo fico mais nervoso, meu instrutor ri, pois parecia que era minha primeira vez. Eu exclamo que era minha segunda. Ele, rindo, dá um tapa no cavalo, que faz ele acelerar. Eu grito muito e acabo me segurando com força.O bichinho percebe meu medo e fica mais agitado.

O instrutor grita que não devo demonstrar medo, mas sim confiança, se não ele não me obedecerá. Não obstante, naquela dada situação, apenas pensava em descer. Sendo assim, só deveria completar o percurso.

Quando dou por conta , já estava no final. O meu instrutor me acompanhou por todo o trajeto, conversando comigo, assim eu me distraia e não sentia medo. Respiro fundo, e dou o comando para seguir em frente. Mesmo que fosse caminhando, consegui completar o percurso.

O instrutor ri de mim pelo meu medo, e diz que na próxima vez estarei apenas eu e o cavalo, pois ele quer me ver corajoso e virtuoso, como ele afirmava que fui da primeira vez. Sorrio, desço do cavalo e agradeço pela sua instrução no dia de hoje. Me pergunto o que tem de bom para comer no refeitório.


Shea Coulée
avatar
Filhos de Héstia
Mensagens :
35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Aleksandr Frey em Dom 2 Nov - 16:01

Teo Kenryu:

♦ Coerência: 40/50
♦ Coesão, estrutura e fluidez: 10/25
♦ Objetividade e adequação à proposta: 10/15
♦ Ortografia e organização: 6/10

♦ TOTAL = 66 xp

Teo, acho que poderia ter narrado melhor o treino, de modo que descrevesse o quê estava sentindo e até mesmo o treino em si!
Pude perceber virgulas onde não tinha necessidade, e falta de virgula onde precisava, como:
"Subo sem grandes dificuldades, porém quase caio dele, após subir."
Algumas palavras poderiam ser substituídas por causa do jeito que narrou, deixando a desejar como:
"Após, me lambe o rosto e eu o acaricio."
Tente também separar menos o texto, deixando os parágrafos mais juntos.
Aleksandr Frey
avatar
Filhos de Phobos
Mensagens :
544

Localização :
Brandili

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Orfeu em Dom 2 Nov - 18:07

Atualizado
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
531

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Primeira volta.

Mensagem por Gilan Waker em Sex 14 Nov - 22:08

Levantei junto com o sol e um pouco enjoado ignorei o café da manhã, fui passear pelo acampamento, passei por alguns filhos de Ares que iam para a arena, passando pela mesma ouvi um barulho ao longe, e por curiosidade fui verificar o que era, ao chegar mais perto percebi que eram relinchos e por adorar cavalos corri com um sorriso infantil para vê-los.

Chegando ao estábulo não vi somente simples cavalos, mas também extraordinários pégasus multicoloridos, adentrei o lugar e vi alguns semideuses praticando hipismo e fiquei ansioso porém sem saber montar fiquei apenas observando, uma garota alguns centímetros mais baixos que eu percebeu que fiquei sem jeito e me chamou.

- Ei você, vem aqui, você quer montar algum cavalo certo?

-Eu adoraria, mas nunca tentei. Comentei sem jeito.

-Ninguém nasce sabendo garoto, meu nome é Louise e sou filha de Afrodite, posso te ajudar se quiser. Rebate ela com um sorriso.

-Já estamos aqui né, vamos lá. Digo retribuindo o sorriso.

Ela apanha um capacete que fica um pouco apertado mas que serviria, e me trás um cavalo avermelhado com crina branca, me manda subir pelo lado esquerdo e por estar ansioso subo em um pulo rápido demais e quase caio pelo outro lado mas me seguro nas rédeas puxando-as, o que se mostrou um grande erro pois o belo cavalo se ergueu nas duas patas relinchando e me atirando ao chão de areia.

Me levanto com o rosto corado e as pernas bambas de vergonha, depois de se recompor do ataque de risos Louise me ajuda a montar de novo, dessa vez devagar e ao me ver a ponto de me agarrar nas rédeas de novo grita.

-NÃO PUXE DE NOVO, apenas as segure levemente na sua direção, puxe para o lado que desejar ir e toque os calcanhares nas costelas do cavalo para que ele se movimente, e pelos Deuses estique essa coluna garoto. Assustado pelo grito a obedeço e começo a andar devagar com o animal, perto dali ouço risadas e percebo que estou tremendo.

"Não seja tão idiota, é apenas uma volta de cavalo" penso.

Dou duas voltas relativamente tranquilas na pista para iniciantes e me sinto orgulhoso, mas Louise grita de novo:

-BATA OS PÉS NO CAVALO DE NOVO, VAMOS VER VOCÊ TROTAR.

A tremedeira volta, minhas mãos suam, mas me ponho a respirar fundo e me forço a me acalmar, reúno forças e dou mais alguns toques nas costelas do animal e dou mais três voltas trotando, sinto um leve dor nas coxas mas ignoro e continuo, depois de mais quatro voltas minhas coxas já não suportam mais a sela ,sem querer afrouxo as rédeas e relaxo, o que é outro erro pois o cavalo vai aumentando a velocidade até alcançar um galope, de repente me pego desesperado e já não controlo o cavalo, instintivamente puxo os freios, o animal bem treinado para de imediato me arremessando ao chão de novo.

Com alguns leves escoriações no braço que uso para amparar a queda, me levanto e encontro Louise gargalhando de novo, levo o cavalo para sua baia junto com a filha da beleza enquanto ela me da algumas dicas, ela insiste que eu tente de novo, mas por ser quase hora do almoço e estar verde de fome eu nego, agradeço pela grande ajuda, me despeço  e vou para o refeitório almoçar.
   
Gilan Waker
avatar
Filhos de Despina
Mensagens :
46

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Atividade extra: Hipismo

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum