Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

Alcidamo's Hell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Seg 03 Nov 2014, 01:52

† alcidamo's hell;

Nina Mutt, não bastasse ter casado, tivera um filho com outro semideus no Acampamento. Após tantas histórias - envolvendo até o titã Cronos -, seu papo reto era com Nêmesis.
Curiosamente, Nêmesis era justamente a patrona de Alex - o desmemoriado -, que possuía uma sede latente de vingança pelos responsáveis pelo estupro de Evangelline, sua amada.

Os irmãos de Hades viviam da maneira mais intensa possível. Com mais desencontros do que o comum, finalmente ficariam frente-a-frente. É claro, no entanto, que não seria tão fácil, como tudo que implicava ser um Alcidamo.




Primeiro Turno:
Nina estará batendo num vingador por querer pistas sobre Nêmesis, já que a deusa separou a Mutt de seu amado, Jon. Enquanto isso, Alex estará no rastro de um dos sete, quando será abordado justamente por esse cara que persegue.

Participantes:

  • Nina Alcidamo Mutt, filha de Hades e mênade, nível 37;
  • Alex Alcidamo, filho de Hades e vingador, nível 24.


Informações:

  • Local: EUA.
  • Clima: Tempo agradável para uma orgia.
  • Horário: Início da noite (20:00).


Objetivos:

  • Alex: deverá conseguir alguma pista de um dos sete de sua vingança e, seguindo essa pista, será emboscado por um membro dos sete.
  • Nina: deverá retirar uma informação do vingador sobre Alex e conseguir de alguma forma descobrir onde está Alex.



escrito por nina e alex ☠

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Nina A. Mutt em Seg 03 Nov 2014, 03:04


Before the story begins
is it such a sin?


Metrônomo. Esse é o nome daquele aparelho irritante que os músicos usam para medir o ritmo certo de uma música, aquelas batidinhas incessantes que podem deixar qualquer um tresloucado caso fique tempo demais na presença do objeto. Normalmente o barulhinho é semelhante ao de uma goteira, podendo a pessoa escolher se quer uma chuva branda ou uma tempestade de verão.

Nesse instante Nina se transformou no metrônomo, mas o som reproduzido no ambiente está poluído por lamentações, gemidos, pedidos quase inaudíveis de piedade. Mesmo assim ela continua, firme numa frequência de 40 bpm’s. As ondas sonoras são como marteladas, precisamente ritmadas e incansáveis.

Soco, soco, soco.

Bem, talvez alguém se canse.

- PIEDADE! – rugiu o vingador amarrado na cadeira, em resposta recebeu outro jab no meio do queixo e sentiu o dente cortar o lábio por dentro, inundando a boca de sangue e fazendo-o ficar enjoado.
- Uma pausa então.

O quarto era num prédio velho e abandonado, Lionel havia lido nos jornais que o lugar seria implodido a qualquer instante e, neste dia, jurou a si mesmo que ficaria o mais longe possível – tinha pavor a explosões. Contudo não estava em seus planos trombar com uma filha de Hades, jamais imaginou que levaria uma surra e seria sequestrado, nem em suas alucinações mais fodidas pensou acordar amarrado em uma cadeira, completamente vulnerável a uma vadia que tinha um gancho de esquerda tão forte que quebrara seu nariz logo no primeiro impacto.

Nina estava sentada numa cadeira à frente, tirava a faixa dos punhos e derramava um líquido arroxeado nos hematomas, suas mãos tremiam fosse por raiva, cansaço ou dor. Ela era uma mulher linda, mas seu olhar era tão intimidador, frio, selvagem que o rapaz preferiria estar encarando o demônio chupando manga do que ela.

Mal ele sabia que o demônio habitava aquela alma.

- Então, vai soltar a língua? – ela estalava as mãos. Parecia não estar nem um pouco ansiosa em tirá-lo dali. Os nós dos dedos estavam em carne viva, e alguns filetes de sangue escorriam e pingavam no chão, aliás o lugar tinha sangue para todo o lado, indicando que ele não era o primeiro a estar ali.
- Por... Favor... – ele choramingou, estava tão machucado que falar parecia a tarefa mais complicada do mundo naquele instante. – E-eu não se... Sei onde a Nême-Nêmesis... Está.
- Nem uma mínima ideia da onde ela possa estar?
- N-n-não... – ele arfava e cuspia o tempo inteiro, sua respiração estava difícil. Estava suado, trêmulo e seu instinto de reação estava próximo ao desmaio por conta da agonia extrema que seu físico estava passando.

Nina estava sendo movida por um desejo cru de retaliação, iria atrás de cada vingador e descontaria todo seu furor, ou eles delatariam a patrona ou a deusa viria atrás dela para cobrar a chacina dos seus fieis – ai a coisa vai foder, de vez.

- Mas que caralho! – disse se levantando e chutando a cadeira em que estava, fechou os olhos e apertou-os com a ponta dos dedos, sujando o rosto com seu próprio icor cor de carmim.

Cronos não lhe atormentava a algum tempo e isso era motivo para ficar ainda mais nervosa, Jon estava longe de seus cuidados e o titã estava à espreita, como a maldita cobra solúvel em água que era. Argh! Meneou a cabeça com força e deu um longo gole no cantil mágico, mesmo que a presença dele não lhe assombrasse mais, a Vira Lata ainda estava de coleira e esperando a mínima brecha para assumir e transformar tudo num cabaré. Voltou-se ao rapaz que nem sabia o nome, ele estava tão detonado, cansado, assustado e tantas mais rimas que chegou a dar pena, ela sabia o que era sofrer daquele jeito, mas o que sentia dentro de si, a solidão e a depressão que lhe abateram eram tão sólidas que a piedade escapou como fumaça.

- Acorde. – puxou-o pelos cabelos e virou o rosto para cima, derramou vinho em toda a cara dele, fazendo-o afogar e ter ânsias de vômito. – Você quer acabar com isso?
- Si-si... Sim. – ele balbuciou, sentindo a ardência da sensação do álcool em suas feridas. Estava chorando e o rosto parecia uma laranja de tão inchado.
- Pois bem, eu juro pelo estige que isso acabará, se me disser onde posso encontrar alguém que saiba realmente onde possa achar Nêmesis.

Ele ficou um tempo em silêncio e Nina permitiu que o fizesse, sua mente deveria estar tão confusa que tentar relacionar ideias era uma tarefa hercúlea.

- T-tem um... Seu nome é Alex e ele e-e-es... Está na cidade. Di-dizem que fez um pac-pacto de sangue com e-e-e... Ela.
- Como o encontro?
- E-e-ele t-também é... – fez uma pausa para tomar fôlego, seus pulmões doíam e estavam cheios de sangue. – Filho de Hades.

A garota crispou o olhar, de novo esse maldito nome? Pois bem, se era um meio-irmão, seria fácil encontra-lo, afinal crias do inferno identificam-se facilmente na multidão e ela também sabia que todos, sem exceção, fediam a enxofre como ela. Soltou o rapaz e o deixou cair no chão e rastejar para encontrar suas coisas, enquanto isso desembainhou Amartía, encarou seu gume com paciência e respirou fundo antes de fincar a espada no pescoço do outro, separando a cabeça do corpo e deixando uma poça escarlate manchar o assoalho. O ferro estígio brilhou em azul, absorvendo a alma, tratou de recolher o resto das coisas, limpar-se e dar o fora dali.

Do lado de fora, Boston continuava a todo vapor.

Não conhecia e jamais estivera naquela cidade, por algum motivo não lhe chamava muito a atenção, porém precisava encontrar o tal Alex antes do jantar – não é agradável fazer esse tipo de serviço de estômago vazio. Parou na porta de uma lanchonete e assobiou, de repente um cão infernal de tamanho médio parou ao seu lado, ele estava acompanhado de outro, com mais cara de pit bull.

- Farejem e achem outro filho de Hades nas redondezas, não se aproximem e nem o deixe notar. Voltem e me tragam informações.

Ambos grunhiram e acataram as ordens, a Alcidamo deu uma olhada no céu irritantemente azul dali, entrou no estabelecimento e aguardou a volta dos canídeos.

Auau!:

Armas Levadas:

♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]
- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite] {Considerar que ela está usando apenas o da mão esquerda, visto que o outro está com Jon}
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
— Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]
Poderes:

Hades:

Passivos

Respiração do Submundo [Nível 1]: O filho de Hades respira normalmente em locais de baixa pressão ou subterrâneos, fechados, desde que haja uma quantidade mínima de ar. Eles ainda são afetados por poderes de sufocamento, e condições precárias, se prolongadas, podem ser letais.

Perícia com armas laminadas [Nível 1] Por ser filho de Hades, o semideus manipula perfeitamente as armas laminadas, ganhas como presente de reclamação, e possuem uma familiaridade ainda maior se elas forem de ferro estige.[Modificado]

Localização [Nível 11]: O filho de Hades sabe onde está no planeta, embora não com precisão exata, desde que em contato com a terra e em locais não alterados magicamente. Caso esteja no submundo, sabe exatamente em que ponto está. Magia e outros fatores podem afetar essa percepção.[Modificado]

Aura da Morte III [Nível 18]: A aura agora é mais forte, mais intensa. Assusta qualquer ser vivo natural e pode exercer  influência sobre semideuses de nível igual ou um pouco maior (até 10 níveis).[Modificado]

Lorde do Submundo [Nível 20] Criaturas e monstros pertencentes ao Reino de seu pai respeitam você por ser filho de Hades. Lembre-se, respeitar é diferente de obedecer, e só afeta inimigos com nível abaixo do seu. [Ou seja, hesitam em dar o primeiro ataque.]. Não é válido para criaturas sobre controle de outra pessoa, nem sobre criaturas com funções específicas (ex: um esqueleto com ordens específicas de guardar um prisioneiro não seria afetado, pois vai contra as suas funções/ ordens). [Modificado]

Ativo

Invocação II [Nível 22]: Pode invocar até dois cães infernais. Eles tem 100 de HP e 100 de energia, o tamanho de uma moto e obedecerão você até morrerem ou por 7 rodadas, o que ocorrer mais rápido. Uma vez por missão. Não se acumula com Invocação I, contando como o mesmo poder para fins de limitação. [Modificado]

Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Seg 03 Nov 2014, 05:11




Favourite Worst Nightmare (01)



Brian, top marks for not tryin';
so kind of you to bless us with your effortlessness.

Alex percebera tarde demais que se metera em encrenca.
No rastro de uma pista que conseguira com Nêmesis sobre o paradeiro de um dos sete, saíra de seu covil - isto é, o apartamento de Evan em NY - e parara em Boston, tanto com caronas de beira de estrada, quanto com motos roubadas, e até mesmo algumas viagens nas sombras. Desde que chegar à cidade, procurara pelo infeliz como um cão que fareja um osso, sempre atrás de seu objetivo.
Acontece que aquele cachorro, em especial, não estava com o olfato no melhor de seus dias, pelo jeito.
Num beco, que atravessava uma rua paralela a uma avenida movimentada, escalou uma escada de incêndio quando essa o traiu e escorregou, fazendo-o cair com as costas no chão duro.
— Merda — praguejou, observando o topo do prédio, onde uma figura enevoada encontrava-se. Repentinamente, ele arregalou os olhos. — Só pode ser... Eu vou caç... — Mas mal pôde terminar de falar, porque o ser foi "desescalando" a construção, usando as paredes para descer de forma quase natural.
— E aí, Alex? Você vem sempre aqui? — provocou o filho da puta que estava com os dias, ou melhor, os minutos contados.
— Quem é você? — questionou com um rosnar típico para o indivíduo, que tinha o rosto coberto pela gola de um sobretudo, óculos escuros e cachecóis. — Quem deles é você?
O outro riu.
— Ora, não pode ter me esquecido. Vamos lá, você sabe... — incitou-o, mesmo que soubesse - ou aparentasse saber - que Alcidamo havia perdido suas memórias e não sabia muito mais do que acontecera há um ano atrás, no máximo, quando "acordou" em seu corpo subindo as escadas de um metrô em Manhattan.
— Fala logo, caralho! — Ao gritar, percebeu que errou.
Como se estivesse sendo encurralado, sentiu como se sua presença fosse suprimida, tamanho era o poder de seu oponente, fazendo-o quase ficar com medo, o que até então era algo raro, senão desconhecido. Talvez fosse por isso, mas já estava com uma lâmina - uma ponta prateada que saía do sobretudo - perigosamente próxima da garganta.
— Levanta a voz de novo — pediu em tom de desafio. — Podem vir, mas não os chamem — sussurrou para um receptor em algum ponto daquele emaranhado que era seu rosto. Alex não se mexeu. Também, não precisava. Sabia que, em breve, mais deles chegariam, isso se não chegassem os Sete de uma vez.
— Não se preocupe — ele falou, como se lesse os pensamentos alheios. — Antes Deles chegarem, chamei os meus capangas. Podemos te dar uma lição antes de chamar a galera. — E riu sadicamente, divertindo-se bastando com a situação.
Dali a três minutos, uma van embicou no beco e entrou até a metade. De dentro dela, saíram quatro mercenários - mortais, pelo que Alex podia previr, até porque semideuses tinham um ego forte demais para se submeterem a outros de sua espécie - que não portavam armas de fogo, mas por si só já eram armas humanas, com músculos e, provavelmente, boas técnicas de luta.
— Não quiseram demorar mais? — questionou o líder, indo até seus subordinados e os repreendendo, mas mantendo o olhar em Alex, que percebeu que teria que lutar em desvantagem para fazer a diversão deles.
— Desculpa, chefe — falou o motorista, que poderia ser chamado a partir de então de #1. — Tivemos um problema no caminho. — Então, começou a conversar em voz baixa.
Naquele tempo, Alex conseguiu respirar um pouco e tentar se armar. Parado, pensou em seu armamento: a corrente enrolada na cintura, a adaga na perna direita, a faca na perna esquerda, sua espada - Evangelline, em homenagem à amada - na cintura, e o anel na mão esquerda. Por si só, era uma máquina de guerra, mas faria um estrago numa luta justa, não naquelas condições.
— Ora, ora! — exclamou por fim, voltando-se ao filho de Hades. — Quer dizer que você invocou uns cãezinhos, uns reforços por aí, não é? — Alex tentou-se a responder "não", mas imaginou que aquilo só traria mais "poder de força" a si, mesmo que fosse baseado num blefe. — Então vamos brincar, Alex. — Nesse momento, o líder - que Alcidamo passaria a chamar de Um, por ser o primeiro que teria sua cabeça retirada - chamou mais reforços, provavelmente mais mercenários.
O Um abriu os braços, como se anunciasse o começo de um espetáculo.
— Arme-se, Alex! — O filho de Hades desembainhou Evangelline. — Nosso show está apenas começando!


Extras;
making-off.

Equipamentos:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ {Darkness} / Espada [Espada de 90cm, feita de Ferro Estígio. Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa. Sua lâmina mede cerca de 70 cm, e sua base é mais grossa que a ponta. A guarda-mão é em forma de um crânio que tem seus dentes pontudos virados na direção do início da lâmina, como se ela saísse de sua boca. Os olhos do crânio são feitos por dois rubis. O cabo e a espiga são revestidos por um couro escuro, de cão infernal e sua bainha também.] {Ferro Estígio} (Nível Mínimo: 12) {Controle sobre as Almas. Número de almas canalizadas: 8} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hades]

— {Avenge} / Corrente [Corrente de aproximadamente 2,0m de comprimento, feita com aros de bronze Sagrado. Maleável, pode realizar vários movimentos com facilidade. O metal é endurecido e, portanto, bastante resistente.  Em cada aro há um  pequeno espinho feito de prata, o que adiciona dano a cada golpe dado. O punho é feito de couro e com detalhes em prata na parte onde se conecta à corrente em si. [Prata, Bronze Sagrado] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Revenge} Adaga [Uma adaga aparentemente normal, com aproximadamente 30cm de comprimento. Sua lâmina é feita de prata sagrada e é extremamente afiada; nunca perde o fio. Nêmesis abençoou as armas de seus Seguidores com a propriedade de sempre voltar à sua bainha, não importa quão longe ou onde ela esteja. Demora, em média, cinco minutos para a arma voltar ao seu lugar. Acompanha a bainha de couro. [Prata Sagrada] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Wiper} / Anel [Anel grosso com detalhes em preto e o enfeite de uma grande caveira em seu topo. Abençoado pela deusa da vingança, ele tem a peculiar habilidade de examinar as ações de alguém. Uma vez por missão/evento, caso o usuário do anel aponte a caveira desse para um alvo e dite as palavras "judica bimini", o mesmo irá examinar o passado do alvo. Sendo que se este conter algum vestígio de injustiça ou crueldade, os olhos negros do pingente brilharão em um vermelho sangue e o anel liberará um pequeno vazão de energia no corpo do semideus possuidor. A ativação causará um leve formigamento pelo corpo, contudo dará a bonificação de 15% nos três seguintes poderes ativos usados pelo possuidor do anel. Porém, após isso, o efeito do anel causará tontura em seu dono, pelo vazão rápido de poder.] {Prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sobre Energia} [Recebimento: Recompensa pelo treino The Revenge Boys por Ícaro Newerland Att por Ares]
Poderes:
Passivos: (importantes, apenas)
Visão Noturna [Nível 2] Possui a capacidade de enxergar perfeitamente quando escuro.[Novo]
Observações:
— Sobre a Evan: Então, Evan é a "não-prostituta" namorada do Alex; ops, era. Evan morreu na DIY "AM (12)": após ser encontrada estuprada e sem condições de viver, Alex dá a boa morte a garota e suga a alma dela para a espada. Contudo, Alex obviamente quer saber quem são os culpados, onde estão, etc.; ele procura vingança e pra isso conta com a ajuda de Macária, que abençoou-o após ele dar a "boa morte" (isto é, seguir as práticas de Macária, que é justamente a deusa da Boa Morte) a Evan com um poder especial que o permite selar as almas dos sete culpados em objetos (Soul Linker; vide ficha do personagem).
— Sobre o título e subtítulo: Brianstorm, Arctic Monkeys. Se alguém se interessar, ouça.
— Sobre qualquer coisa: Caso necessite, o avaliador pode me consultar por MP, que esclarecei quaisquer dúvidas que possam restar. \õ

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Seg 03 Nov 2014, 05:29

† alcidamo's hell;

Nina Mutt, não bastasse ter casado, tivera um filho com outro semideus no Acampamento. Após tantas histórias - envolvendo até o titã Cronos -, seu papo reto era com Nêmesis.
Curiosamente, Nêmesis era justamente a patrona de Alex - o desmemoriado -, que possuía uma sede latente de vingança pelos responsáveis pelo estupro de Evangelline, sua amada.

Os irmãos de Hades viviam da maneira mais intensa possível. Com mais desencontros do que o comum, finalmente ficariam frente-a-frente. É claro, no entanto, que não seria tão fácil, como tudo que implicava ser um Alcidamo.




Segundo Turno:
Nina receberá as notícias do que está acontecendo com Alex de seus cachorros. Enquanto isso, Alex tentará sobreviver a um combate contra um semideus desconhecido e quatro mercenários, sendo que reforços estão para chegar.

Participantes:

  • Nina Alcidamo Mutt, filha de Hades e mênade, nível 37;
  • Alex Alcidamo, filho de Hades e vingador, nível 24.


Informações:

  • Local: EUA.
  • Clima: Tempo agradável para uma orgia.
  • Horário: Início da noite (20:00).


Objetivos:

  • Alex: deverá tentar sobreviver, despachando o máximo de mortais possíveis sem matar o Um, e, quando o ele tentar fugir, ir atrás dele, conseguindo alguma coisa do Um.
  • Nina: deverá pegar o rastro de Alex e, além de também despachar os mortais, impedi-lo de ir atrás de Um.



escrito por nina e alex ☠

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Nina A. Mutt em Seg 03 Nov 2014, 20:17


O amor
é um cão dos diabos


Sluuurp

- Ah!

Soltou um suspiro de satisfação assim que terminou o conteúdo do copo, a quanto tempo não bebia um refrigerante assim? Aquele era o tipo de lugar que Jon gostaria, seus olhinhos ligeiros iam ler as outras pessoas e as mãos gordinhas capturariam batata por batata, automaticamente. Ele olharia para a mãe e daria uma risadinha de quem tinha vencido a competição – que nunca tinha sido anunciada verbalmente. Seus olhos marejaram nesse instante.

Caralho, como estava com saudade dele.

Em meio a esses devaneios não notou que o cão infernal de porte médio conseguira entrar e estava embaixo de sua mesa, lambendo a mão para chamar-lhe a atenção.

- Ei garoto. – disse sendo pega de surpresa pelo monstro, mas retribuiu o gesto com um carinho em seu focinho. – Achou o viadinho? – o animal grunhiu em resposta – Ótimo, me mostre.
- Ei moça, não são permitidos animais aqui. – disse um dos funcionários enquanto ela se levantava já com a mão na espada, pronta para partir. Porém deteve o passo para encara-lo, o pobre homem engoliu seco, afinal a aura fora completamente direcionada a ele.
- Cuide da sua vida. – disse categórica e num tom imperativo que o fez sair da frente, dando passagem a ela e ao cachorro que rosnou e o fez dar um pulo para trás.

Já na rua avistou o cão maior na esquina, ele latiu e começou a correr em disparada. A garota chamou o que estava do seu lado e montou em seu lombo, firmando os joelhos e segurando firme no seu pelo, ele disparou violentamente para frente seguindo o rastro do companheiro. Nina estava curiosa a respeito desse tal Alex, afinal esse nome a assombrara desde a infância, quando a mãe começava aquele discurso sobre desejar um filho com essa alcunha. Aliás, seu coração apertou-se ao lembrar dessa fase em particular, tudo sempre fora tão complicado em sua vida desde o início, como se nascesse amaldiçoada mesmo antes de Cronos se meter na história. Tudo o que mais desejava era paz.

E só a teria se encontrasse Jon.

De repente seu animal freou fazendo-a quase cair, mas seu reflexo fincou as unhas no couro, o outro estava alguns metros à frente com os pelos eriçados e rosnando alto, uma van estranha virou a esquina tão rápida que mortais quase foram atingidos, isso os fez sair em disparada, o veículo parou em frente um beco, 5 homens desceram e estavam armados com cassetetes, socos inglês, bastões e tudo mais que pudesse machucar, mas não matar de fato – a não ser que eles colocassem pra foder mesmo, o que parecia o objetivo.

- Parece que alguma gangue está fazendo uma limpeza. – disse saindo de cima do cão, que latiu baixinho fazendo-a olhar para seus companheiros e para o beco desacreditando no que ouvira. – Esse pessoal também está atrás dele? Olha, o moleque sabe arrumar encrenca. – deu um sorriso contido. – Admito, faz meu tipo.

Isso a fez acelerar o passo e sentir-se inconscientemente atraída pela surpresa que encontraria. Haviam dois homens de vigia, ao virem a garota começaram a rir e se cutucar, afinal mesmo sendo devassa, demófila, irritante, desgraçada e todo um dicionário de adjetivos depreciativos, Nina era linda.

Linda como só o capeta sabia ser.

- Ei Marco, temos uma gracinha perdida aqui. – disse rindo o babaca de cabelo ruivo com um terrível bigode loiro. Sim ele descoloriu... Cacete, que horrível.
- Gracinha é pouco, isso é um filé pronto para ser devorado de garfa, faca e com meu pau. – o outro era careca e gordo, com marcas de suor embaixo dos braços e uma cabeça lustrosa nojenta.
- Ei rapazes. – ela sorriu maldosa e se aproximou. – O que tá rolando ai? Estão encobrindo algum crime? – disse num tom mais interessado possível, como se fosse o tipo de puta que gosta de perigos desse tipo.

Bem, Nina é vadia e gosta de perigo realmente, mas na maior parte ela prefere ser o perigo.

- Olha, a gatinha é fã de criminosos. – aquele bigode estava tirando-a do sério, só rezou internamente para não ter um tique nervoso encarando aquilo.
- É sim boneca, um serviço que nossos subordinados estão fazendo pra gente, dando uma lição num molecote mequetrefe.
- Isso ai filézinho, o tal Alex vai ficar com a cara toda amassada.
- Eu posso assistir? – perguntou passando a língua pelos lábios superiores, fazendo o careca piscar e segurar o pau por cima da calça. Ok, esse vai morrer primeiro, pensou.
- Não minha tchutchuca, mas você pode participar de uma festinha no meu apartamento com jacuzzi, o que acha?
- Eu acho. – ela chegou bem perto do gorducho, ele fedia a banha velha, seus dedos dançavam pelo cabo da espada, mas tudo o que os homens conseguiam ver era o sorriso malicioso no rosto dela. – Que prefiro ver você cuspindo sangue, balofo.

Ninguém teve tempo de reação, a lâmina negra lambeu a boca do estômago e escalou a carne até fincar-se no coração, ele tentou falar algo, mas apenas realizou o desejo dela – bolhas vermelhas escapavam e estouravam no rosto dela. O parceiro dele estava petrificado e trêmulo, tentou sacar uma arma, mas com um olhar Nina a fez voar para longe.

- Tsc, tente outra vez. – ela sorriu sádica enquanto retirava Amartía do corpo e via correr aos tropeços, batendo na van estacionada na parte interna do local e caindo no chão, completamente borrado.
- O que está acontecendo? – rosnou um cara muy escroto completamente coberto dos pés com um sobretudo negro, cachecol, óculos, luva, meias e possivelmente com uma cuequinha do mesmo tom sombrio. – Quem é você?

Nina andou a passos lentos até o ruivo caído, que tentou se levantar, mas falhou porque ela lhe cortou panturrilha na parte de trás. Ele caiu e tchuf, o ferro estígio fez seu serviço bem no meio das costas, perfurando pele, músculos, órgãos internos e alma. A garota olhou-os bem, até seu foco atingir um rapaz mais jovem, com cabelos e pele iguais ao dela e fantasmagoricamente familiar. Talvez por ser seu meio-irmão? Não, jamais tinha tido aquela com nenhum dos outros que conheceu, havia algo a mais que estava incomodando seu instinto, e isso era perigoso, visto que raramente estava errada quando sua intuição atacava. Era uma sensação esquisita, como olhar um reflexo num espelho mágico e se enxergando alguns anos atrás, porém masculinizada. Meneou a cabeça e respirou fundo, aquele não era momento de loucura.

- Não te importa quem eu seja, e pouco me fodo para quem são todos vocês. – apontou para Alex com a espada, Amartía tremeluzia na presença de outro herdeiro do submundo. – Mas esse filhotinho vem comigo por bem... Ou por mal.

Disse a última parte olhando para cada um dos idiotas e focando-se finalmente no Sr. De Preto que parecia atônito e sem saber como reagir àquela situação, talvez ele não esperasse visitas.

- Então ela é seu reforço Alex? – ele riu com escárnio, todavia ela notou seu tom aflito, digno de um péssimo ator. – Acabem com eles, agora! – urrou as ordens.

Nina já estava esperando esse movimento, estalou os dedos e vinhas furiosas começaram a brotar no chão e tentaram agarrar todos ali – exceto por ela -, como tentáculos de um polvo muito astuto que segurava pernas, braços, corpos, armas. Era um hentai muito mais elaborado e fatal.

- Ei filhotinho. – ela empunhou Amartía diretamente para o irmão e deu um sorriso cruel. – Venha com a cadela.

Lançou o corpo para frente e com uma mira quase perfeita acertou a maioria com golpes certeiros, dando-lhes uma morte rápida. Alguns conseguiram se livrar, um dos libertos estava com o taco de baseball na mão, Nina girou o corpo para a esquerda, segurou a espada com a canhota e o acertou na lateral do corpo sem grandes problemas, o homem arfou com força e caiu de joelhos, seu companheiro disparou um soco para frente, ela conseguiu desviar, mas o adereço de aço raspou-lhe o corpo e fez um corte em sua bochecha esquerda. Afastou-se alguns passos e passou os dedos pelo corte, estava sangrando e doendo por causa do impacto.

- Seu viado! – rosnou alto, fazendo-o engolir seco ao se deparar com aquelas orbes negras em chamas. – Sua alma é minha.

E a chacina foi feita, as vinhas manchadas desfaziam-se em pó, os 9 corpos estavam enfeitando a rua e ela apenas esperava sua arma se alimentar dos espíritos mortais para seguir em frente. Tirou o cantil amarrado à cintura continuava e deu um gole para diminuir a sensação da pancada no rosto, o Tirso mágico enfiado na mochila estava com o cabo para fora, no bolso lateral da bagagem estava a faca, anel no dedo, colar no pescoço e Amartía completamente satisfeita pelo banquete que não tinha em anos. Virou-se e notou que Alex tinha sumido, juntamente com o homem de negro.

- Ah não, você não me escapa pivete! – guardou a espada na bainha e levou os dedos limpos à boca, assobiou tão alto que o eco perdurou até o momento que os cães chegaram, dessa vez montou no maior e deu ordens. – Peguem o Alex.

A dupla disparou atrás do rapaz, que no final não estava nem tão distante assim e corria sem rumo, já que não havia sinal do outro. Assobiou uma vez mais, o menor era mais veloz e conseguiu ultrapassar o garoto, forçando-o a parar senão trombaria com toda a força. Nina empunhou o Tirso e vinhas violentas saíram do chão, visando segurar o rapaz pelos pés e imobilizá-lo, também mirou na espada dele para deixa-lo desarmado e mais vulnerável.

- Vazem daqui. – ordenou aos cães que rapidamente se retiraram para as sombras, deixando os dois sozinhos. – Olá filhote, meu nome é Nina e eu preciso conversar contigo.

Seus nós dos dedos estavam brancos por causa da força que ela segurava o objeto mágico.

Os céus entraram em pânico, os Alcidamo estavam frente à frente.

Auau:

Armas Levadas:

♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]
- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite] {Considerar que ela está usando apenas o da mão esquerda, visto que o outro está com Jon}
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
— Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]
Poderes:

Hades:

Passivos

Respiração do Submundo [Nível 1]: O filho de Hades respira normalmente em locais de baixa pressão ou subterrâneos, fechados, desde que haja uma quantidade mínima de ar. Eles ainda são afetados por poderes de sufocamento, e condições precárias, se prolongadas, podem ser letais.

Perícia com armas laminadas [Nível 1] Por ser filho de Hades, o semideus manipula perfeitamente as armas laminadas, ganhas como presente de reclamação, e possuem uma familiaridade ainda maior se elas forem de ferro estige.[Modificado]

Detectar metais [Nível 9] O filho de Hades consegue localizar metais na região e sua localização e tipo exatos em um raio de 1km.[Novo]

Localização [Nível 11]: O filho de Hades sabe onde está no planeta, embora não com precisão exata, desde que em contato com a terra e em locais não alterados magicamente. Caso esteja no submundo, sabe exatamente em que ponto está. Magia e outros fatores podem afetar essa percepção.[Modificado]

Aura da Morte III [Nível 18]: A aura agora é mais forte, mais intensa. Assusta qualquer ser vivo natural e pode exercer  influência sobre semideuses de nível igual ou um pouco maior (até 10 níveis).[Modificado]

Lorde do Submundo [Nível 20] Criaturas e monstros pertencentes ao Reino de seu pai respeitam você por ser filho de Hades. Lembre-se, respeitar é diferente de obedecer, e só afeta inimigos com nível abaixo do seu. [Ou seja, hesitam em dar o primeiro ataque.]. Não é válido para criaturas sobre controle de outra pessoa, nem sobre criaturas com funções específicas (ex: um esqueleto com ordens específicas de guardar um prisioneiro não seria afetado, pois vai contra as suas funções/ ordens). [Modificado]

Ativos
Magnetocinese V [Nível 21]: O filho de Hades consegue manipular metais. Não pode mover armaduras nem armas do inimigo, apenas as suas. A partir desse nível metais ou minerais sagrados ou abençoados podem ser manipulados, desde que em estado bruto e em quantidade mediana a um custo elevado de MP, mas com mais facilidade que no nível anterior. O custo dessa habilidade é constante e variável.

Invocação II [Nível 22]: Pode invocar até dois cães infernais. Eles tem 100 de HP e 100 de energia, o tamanho de uma moto e obedecerão você até morrerem ou por 7 rodadas, o que ocorrer mais rápido. Uma vez por missão. Não se acumula com Invocação I, contando como o mesmo poder para fins de limitação. [Modificado]
Mênades:

Passivo
Level 10 ~ Rei da Festa ~ Em uma festa a atenção de todos estará voltada para os Mênades, por sua habilidade destacável com dança e de animar os outros. Pode induzir facilmente alguém a dançar ou a ficar empolgado e excitado.

Level 12 ~ Faro Apurado ~ Conseguem distinguir a localização de substâncias que tenham álcool, ou de pessoas que estiverem alcoolizadas. A mesma coisa vale para substâncias retentoras de suco de uva ou a própria fruta.

Level 17 ~ Perícia com Tirso III ~ É considerado um mestre no uso desta arma, podendo usá-la de todas as formas possíveis e com chances mínimas de se errar um golpe. Suas investidas com elas são precisas e rápidas, sempre visando interferir no contato físico contra o inimigo.

Level 19 ~ Habilidade Teatral III ~ Todos acreditam nas palavras que proferirem de sua boca, colocando toda a fé e caindo em suas emboscadas. Consegue deixar monstros aturdidos por sua capacidade de mentir, e sua atuação é perfeita.

Level 25 ~ Agilidade Corporal ~ Ao ingerir quaisquer líquidos alcoólicos, os mênades serão atribuídos por uma agilidade privilegiada, podendo desviar de flechas e outros projéteis com facilidade, dificilmente sendo alvejados por ataques corpóreos. Durabilidade de três turnos.

Ativo

Level 17 ~ Controle das Vinhas III ~ Controlam as videiras do modo que desejarem, desde alongando à prender seu adversário através dos pés, imobilizando-o. Os ataques com elas se tornam mais eficazes, precisos e são mais resistentes.

Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Ter 04 Nov 2014, 22:02




Favourite Worst Nightmare (01)



We're grateful and so strangely comforted;
and I wonder: are you puttin' us under?

Ao que os reforços chegaram, sete (novamente, o maldito número) mortais fizerem uma semicircunferência ao seu entorno, com o Um de longe, observando a investida, tanto se mantendo seguro quanto impedindo que seus homens desistissem.
— Saia — ele rosnou para um dos que primeiro tentou se atrever, canalizando todo o seu poder de repulsão nele, que aparentemente ficou assustado e decidiu que não seria bom começar. Aliás, aquela era uma ótima vantagem de Nêmesis: nenhum deles ali tomaria a ofensiva enquanto Alex permanecesse sem se provar uma ameça.
— Andem! O que estão esperando? — questionou o líder, irritadiço por não ter suas ordens de ataque imediato obedecidas.
Lá no início do beco, um gemido foi ouvido, e Alex ergueu o olhar. O Um girou a cabeça naquela direção.
— O que você está planejando? — indagou, fazendo um sinal para três se aproximarem com ele, para analisar a situação. — Venham — e, assim, a luta diminuiu para quatro, o que ainda era um número meio alto.
Contudo, naquele momento, o Alcidamo nunca ficou tão alegre de reconhecer um irmão: a garota era, resumidamente, intensa. Com cabelos escuros e corpo bem delineado, exalava uma aura que chegava até a afetar o vingador, embora conseguisse ser amenizada devido à sua própria presença; seu passado, contudo, parecia esconder segredos tão fortes quanto ela. De personalidade única, a morena invocou vidreiras contra todos os mortais.
Enquanto ela abria caminho pelos humanos - que se tornavam corpos a medida que a lâmina maldita ceifava-lhe as almas -, o Um focou Alex por um segundo e foi o suficiente para fuzilarem-se por olhares fulminantes. Antes mesmo do inimigo tomar a atitude, o filho de Hades já sabia o que aconteceria: fuga.
Quando o outro dobrou a esquina, o seguidor de Nêmesis disparou pelo beco, ignorando todo o furdúncio ao redor e aproveitando da distração para não ter que confrontar imediatamente a diabinha.
Com um descompassar ocasionado pela corrida, ouvia apenas batidas aleatórias a medida que seus passos aproximavam-se do filho da puta, que chutou uma montanha de lixo para aumentar o número de obstáculos. Alex, no entanto, estava determinado em foder com a vida daquele pedaço de forma orgânica.
Segurando-o pelo colarinho do sobretudo, acabou por ser surpreendido ao pular sobre um pedaço de fumaça, que se desfez abaixo de si.
— Mas... — e olhou ao redor, totalmente desnorteado. — Onde que?... — e a pergunta murchou.
Também, tinha mais coisas a que levar em consideração, como o cachorro do inferno que estava a sua frente, com os dentes a mostra. Não demorou para sua mestra aparecer, junto de outro canídeo, além dela também criar as mesmas plantas de antes sob seus pés, que foram enlaçados até a cintura, obrigando-o a soltar a espada.
— Vazem daqui. — Seu timbre era firme. Seus lábios eram feitos para inspirarem luxúria. — Olá filhote, meu nome é Nina e eu preciso conversar contigo.

Nina, ela disse.
Aquele nome ecoou mais do que deveria em sua mente; talvez fosse familiar, talvez já tivesse escutado, mas de jeito algum queria refletir sobre aquilo agora. Alex afastou os pensamentos pra longe.
Respirando fundo e virando a cabeça para onde conseguia, não viu sinal de Um. Estava um pouco decepcionado, mas isso não mudava seu jeito. Bufando como uma criança reclamona, remexeu os braços no casulo de folhas.
— Me solta — disse, não como uma ameaça, mas como um conselho, quase que um pedido no imperativo.
Ele a encarou dentro das órbitas e não hesitou em momento algum em fazê-lo, lendo-a por dentro, analisando-a, testando-a. Não era para parecer intimidador, embora talvez a atenção exagerada fosse considerada ofensiva. Era como uma batalha silenciosa entre as duas personalidades.
Depois de um tempo, expirou uma forte lufada de ar.
— Pode falar o que quiser comigo, mas você poderia pelo menos esperar eu ficar bêbado antes de começar com joguinhos sadomasoquistas — soltou, se referindo às vidreiras. — E dispenso apresentações, uma vez que foi você quem quis me procurar. — Alex articulou as palavras como alguém que julgasse-a, como se estivesse aplicando uma bronca bem mais séria. — Aliás, eu sei, eu sinto, que você tem algum poder oculto e que seria idiotice te afrontar. Mas, e eu ainda estou pedindo educadamente, devolva a porra da minha espada.
Seu foco ainda estava nos olhos dela, e não saiu dali em momento algum. Por fim, a "Guerra Fria" que se estabelecia possuiu um período de trégua, com ele apaziguando temporariamente o clima e demonstrando certa maturidade em não partir pra luta irracional. Contido - mas não submisso ou intimidado -, perguntou:
— O que quer comigo?


Extras;
making-off.

Equipamentos:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ {Darkness} / Espada [Espada de 90cm, feita de Ferro Estígio. Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa. Sua lâmina mede cerca de 70 cm, e sua base é mais grossa que a ponta. A guarda-mão é em forma de um crânio que tem seus dentes pontudos virados na direção do início da lâmina, como se ela saísse de sua boca. Os olhos do crânio são feitos por dois rubis. O cabo e a espiga são revestidos por um couro escuro, de cão infernal e sua bainha também.] {Ferro Estígio} (Nível Mínimo: 12) {Controle sobre as Almas. Número de almas canalizadas: 8} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hades]

— {Avenge} / Corrente [Corrente de aproximadamente 2,0m de comprimento, feita com aros de bronze Sagrado. Maleável, pode realizar vários movimentos com facilidade. O metal é endurecido e, portanto, bastante resistente.  Em cada aro há um  pequeno espinho feito de prata, o que adiciona dano a cada golpe dado. O punho é feito de couro e com detalhes em prata na parte onde se conecta à corrente em si. [Prata, Bronze Sagrado] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Revenge} Adaga [Uma adaga aparentemente normal, com aproximadamente 30cm de comprimento. Sua lâmina é feita de prata sagrada e é extremamente afiada; nunca perde o fio. Nêmesis abençoou as armas de seus Seguidores com a propriedade de sempre voltar à sua bainha, não importa quão longe ou onde ela esteja. Demora, em média, cinco minutos para a arma voltar ao seu lugar. Acompanha a bainha de couro. [Prata Sagrada] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Wiper} / Anel [Anel grosso com detalhes em preto e o enfeite de uma grande caveira em seu topo. Abençoado pela deusa da vingança, ele tem a peculiar habilidade de examinar as ações de alguém. Uma vez por missão/evento, caso o usuário do anel aponte a caveira desse para um alvo e dite as palavras "judica bimini", o mesmo irá examinar o passado do alvo. Sendo que se este conter algum vestígio de injustiça ou crueldade, os olhos negros do pingente brilharão em um vermelho sangue e o anel liberará um pequeno vazão de energia no corpo do semideus possuidor. A ativação causará um leve formigamento pelo corpo, contudo dará a bonificação de 15% nos três seguintes poderes ativos usados pelo possuidor do anel. Porém, após isso, o efeito do anel causará tontura em seu dono, pelo vazão rápido de poder.] {Prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sobre Energia} [Recebimento: Recompensa pelo treino The Revenge Boys por Ícaro Newerland Att por Ares]
Poderes:
Passivos: (importantes, apenas)
Visão Noturna [Nível 2] Possui a capacidade de enxergar perfeitamente quando escuro.[Novo]
Observações:
— Sobre a Evan: Então, Evan é a "não-prostituta" namorada do Alex; ops, era. Evan morreu na DIY "AM (12)": após ser encontrada estuprada e sem condições de viver, Alex dá a boa morte a garota e suga a alma dela para a espada. Contudo, Alex obviamente quer saber quem são os culpados, onde estão, etc.; ele procura vingança e pra isso conta com a ajuda de Macária, que abençoou-o após ele dar a "boa morte" (isto é, seguir as práticas de Macária, que é justamente a deusa da Boa Morte) a Evan com um poder especial que o permite selar as almas dos sete culpados em objetos (Soul Linker; vide ficha do personagem).
— Sobre o título e subtítulo: Brianstorm, Arctic Monkeys. Se alguém se interessar, ouça.
— Sobre qualquer coisa: Caso necessite, o avaliador pode me consultar por MP, que esclarecei quaisquer dúvidas que possam restar. \õ

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Qua 05 Nov 2014, 00:25

† alcidamo's hell;

Nina Mutt, não bastasse ter casado, tivera um filho com outro semideus no Acampamento. Após tantas histórias - envolvendo até o titã Cronos -, seu papo reto era com Nêmesis.
Curiosamente, Nêmesis era justamente a patrona de Alex - o desmemoriado -, que possuía uma sede latente de vingança pelos responsáveis pelo estupro de Evangelline, sua amada.

Os irmãos de Hades viviam da maneira mais intensa possível. Com mais desencontros do que o comum, finalmente ficariam frente-a-frente. É claro, no entanto, que não seria tão fácil, como tudo que implicava ser um Alcidamo.




Terceiro Turno:
Nina explicará sua situação para Alex, enquanto o vingador decidirá ajudá-la ou não em sua empreitada.

Participantes:

  • Nina Alcidamo Mutt, filha de Hades e mênade, nível 37;
  • Alex Alcidamo, filho de Hades e vingador, nível 24.


Informações:

  • Local: EUA.
  • Clima: Tempo agradável para uma orgia.
  • Horário: Início da noite (20:00).


Objetivos:

  • Alex: deverá explicar um pouco sobre o motivo de seguir Nêmesis e fazer um breve flashback sobre sua infância, mesmo que não se lembre dela.
  • Nina: deverá explicar um pouco sobre o motivo de precisar de um vingador e fazer um breve flashback sobre sua infância, contando sobre a mãe e como ela dizia querer ter um filho chamado Alex.
  • PS aos dois: não é necessário que o semideus se recorde. Apenas é preciso narrar, podendo ser em forma de quebra temporal, de lembrança, enfim.



escrito por nina e alex ☠

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Nina A. Mutt em Qua 05 Nov 2014, 05:56


O legado
Da Alcidamo renegada


Alex era tão teimoso quanto ela própria e tinha o mesmo olhar navalha que, normalmente, poderia fazer um semideus hesitar. Ela respirou fundo, afinal o pirralho realmente tinha algo que mexia consigo mais do que deveria, e isso era irritante. Contudo não fugiu da briga de encará-lo, o jogo do sério não era seu forte, mas não daria o gostinho da vitória para um irmãozinho que ainda nem tinha cheiro de cemitério.

- Nós somos filhos do fodido do Olimpo, mas ainda nos resta alguma classe. E também, gosto de ouvir meu nome quando me pedem piedade, Alex. – Sublinhou o nome dele de forma irônica, aproximou-se guardando o Tirso na mochila, abaixou-se e capturou a espada dele, era quase idêntica a sua, exceto pela presença. Amartía significava pecado, que era a essência de Nina, aquela lâmina negra parecia mais suave e tinha uma aura curiosa que quase chegava a ser.... Carinhosa? - Preciso de algumas informações sobre a vadia da sua patrona, sua espada ficará comigo enquanto conversamos. Não tente nenhuma espécie de truque, um dos seus coleguinhas tentou me passar as pernas e acabou com nada abaixo da linha da cintura.

Seria saudável não duvidar.

Guardou a arma dele junto com a sua, as vinhas começaram a se desfazer, ela começou a caminhar na direção de um bar muito mal acabado, porém discreto.

- Venha que irei te explicar do que preciso, serei rápida. – sua voz abaixava enquanto caminhava.

O local era silencioso e estava quase deserto àquela hora, as mesas estavam distribuídas como em um pub inglês, Nina certificou-se que não haviam suspeitos e sentou-se numa mesa perto dos banheiros, por ser o lugar mais afastado dos outros e da reunião de garçons em frente à televisão. Sentou-se numa das cadeiras e jogou a mochila aos seus pés, o garçom veio atendê-los, ela pediu uma cerveja preta num copo congelado.

O ambiente à meia luz era adorado por ela, especialmente por estar sombrio e ter o cheiro gostoso de malte e cevada conservadas em barris, não naquelas máquinas que deixava tudo com o gosto sintético do plástico. Porém, porque Nina estava tratando este vingador diferente dos outros? Talvez fosse seu parentesco, ou uma espécie de afeição pelo olhar e personalidade forte, talvez houvessem mais motivos, mas ela não quis pensar a respeito, precisava deixar as coisas preto no branco – crias do submundo não suportam ficar longe das armas por muito tempo. Deixou que ele falasse qualquer coisa antes de começar, o garçom chegou com os pedidos, deixou a comanda e retirou-se rapidamente, a aura combinada devia estar surtindo um efeito muito incômodo.

- Alex, eu preciso encontrar Nêmesis. Ela armou comigo e levou meu filho embora sem me dar satisfações. – deu um gole e lambeu os lábios automaticamente, a cerveja era boa. - Sei que você fez um pacto com ela, torturei um vingador até ele soltar isso e não foi o primeiro, mas espero ter sido o último agora que te achei. – Baixou o olhar até a mesa, não queria demonstrar tristeza ou fraqueza, mas era complicado lembrar do rosto de Jon e não sentir uma pontada de faca no peito. - Só quero que me fale onde ela está! Ou uma pista, um rastro! Qualquer maldita porra que seja! – esbravejou com ódio escorrendo do olhar, suas mãos tremiam de nervoso e a Vira-Lata agitava-se na coleira. - Por favor, eu te imploro, só me fale e eu vou sumir, só isso. Estou desesperada.

Como toda mãe ficaria longe de seu herdeiro. O sentimento dela era genuíno, doía no fundo da alma e podia-se notar isso em seus olhos, antes duros e cruéis, agora vítreos e marejados na tristeza e numa raiva incontidas que, a qualquer instante, poderiam explodir tudo ao redor.

Ela jurou a si mesma que nunca seria como a mãe, jamais seria uma covarde.

Já fazia muito tempo não é?

Sim, aqueles foram anos difíceis.

Flash Back:

- Senhorita Blair, você quer dizer algo para sua filha?

A mulher encarou o guarda com uma expressão pesada e vagarosamente olhou para a pequena, ela tinha um curativo no rosto e parecia não entender muita coisa, mas é normal uma criança de 4 anos sentir-se assim, ainda mais quando estava de malas prontas e com um carro policial aguardando-a.

Blair tremia de cima até embaixo, não entendia como as coisas chegaram naquele ponto, era culpa dela por acaso? Era uma mulher linda, de longos cabelos chocolate, olhos grandes e expressivos, pele alva com algumas sardas e uma presença feminina que fazia o mais duro dos homens derreter ao seu encanto. Era muitas vezes chamada de anjo, então como poderia ser mãe daquele pequeno demônio? Ela não tem culpa, a culpa é de Hades, respondia a voz em sua mente que jamais a abandonara desde o dia que descobriu a verdade sobre o ex-marido.

- Mamãe. – a voz de Nina estava inaudível, ela tremia muito. - Aonde vão me levar?
- Não se preocupe filha, você ficará bem. – disse a última parte com os lábios tremelicando e a voz quase falhando, queria chorar e gritar, queria abraçar a pequena e dizer que tudo ficaria bem. Queria acolhe-la em seus braços e falar de futuros, sobre suas vontades e desejos, sobre seu trabalho como artista, reler as fábulas dos livros empoeirados no fundo da estante, ouvi-la clamar por um irmãozinho que ambas tinham combinado de chamar-se Alex, por ser um lindo nome que combinava com o sobrenome que carregavam.

Mas ela não conseguira protegê-la.

Blair voltou para dentro de casa, petrificada e em nenhum momento olhou para trás, aquela cena marcou eternamente Nina que estava indo para um lar especial para crianças com problemas. A mulher trancou a porta, escorou na porta e deixou que a terra puxasse-a, sua tristeza era pesada como uma tonelada de chumbo e fazia todo seu corpo doer. Como explicaria para todos que a garotinha só estava seguindo seu instinto quando atacou aquele coleguinha, que na verdade era um monstro disfarçado? Ela só sabia porque a Névoa vacilara em sua frente e viu as formas retorcidas de um ser que tinha sangue de cor verde. Porém todos na rua viram outra coisa, viram a garotinha esfaquear o menininho do nada, simplesmente pulou nele e começou a golpeá-lo uma, duas, três, quatro, cinco... Dez vezes, até ele desfalecer na calçada.

Haviam testemunhas demais, todas disseram aos guardas que a garotinha era uma peste, que desde que aprendera a andar só causou problemas, que a mãe era uma santa que fora abandonada pelo homem. A pequena nascera com o capeta, e só seria consertada com muito tratamento de choque e surras, enfatizou uma vizinha. Blair enfiou as mãos nos cabelos e chorou, chorou com tanta força que seus pulmões quase estouraram, o cheiro dela não era humano o suficiente para espantar os monstros, ela era tão suave quanto uma maldita brisa! Jamais conseguiria dar uma infância segura para Nina, então tudo que lhe restara era entrega-la a cuidados maiores, sabia que nenhum deles abafaria por completo a presença, mas a esconderiam melhor, confundiriam a morte e a tornariam forte, como deveria ser para enfrentar o mundo que lhe esperava. Ela só ficaria viva longe da mãe.

Era o maior de todos os sacrifícios da vida de Blair, trocar seu desejo de maternidade, seus dias com a filha, seus momentos de felicidade para que Nina, sua doce e enérgica Nina, tivesse a chance de viver mais um dia.

Mas claro que a Mutt jamais entendeu isso, para ela, Blair era uma vadia covarde, que preferiu entrega-la do que enfrentar as consequências de ser mãe. Jurou a si mesma que não seria como ela, renegou o sobrenome, e jurou jamais recuar, jamais desistir, jamais ser covarde. Jurou a si mesma que seria um cão.

Cães não voltam atrás.

- Blair? – aquela voz...
- Ha-Hades?

Depois do término, o nascimento do novo ciclo, afinal Hades sabia de tudo.


- Eu odeio seu nome. – Ela mentiu, perfeitamente convincente, mas mentiu. Deu mais um gole na cerveja e o encarou, dessa vez estava oca, as lembranças lhe atropelavam sempre. - Então, você pode me ajudar ou terei que ser a cachorra má da história?

Auau!:

Armas:

♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]
- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite] {Considerar que ela está usando apenas o da mão esquerda, visto que o outro está com Jon}
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
— Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]
Poderes:

- Nenhum relevante nessa parte, apenas algumas passivas de mênade. –

Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Sex 07 Nov 2014, 22:27




Favourite Worst Nightmare (01)



'Cos we can't take our eyes off the t-shirt and ties combination;
well, see you later, innovator

Na mesa do bar, seus olhos estiveram sempre na cintura de Nina, mais precisamente na bainha dela.
Apesar de seus instintos quase pedirem para que pulasse no pescoço alheio e retirasse Evangelline - sua Evan - dali, seu lado racional (o pouco que tinha) sabia que seria idiotice e que não resolveria nada. Em parte, fora por isso que aceitara uma troca de bebidas com a irmã.
Ouvindo a história da filha de Hades com total inexpressividade no semblante, foi capturando alguns detalhes aleatórios e fazendo suposições na própria mente; e, todo esse tempo, sempre com o foco Nela, isto é, Evan.
Contudo, isso não dizia que não conseguia entender o que ela falava. Compreendia e, pior, achava a busca justa - e queria ajudá-la, pois não seria a vingança uma forma de justiça afinal?
— O que te leva a crer que eu trairia Nêmesis? — questionou como que em transe, sem desviar o olhar, nem esperando uma resposta, como se fosse uma pergunta retórica. — Digo, ela é minha patrona. Ela prometeu me ajudar — e permaneceu parado, com um braço apoiado na mesa e a mão encobrindo parcialmente a boca. — Minha amada morreu estuprada por um grupo que não foi identificado e que, pelo que eu sei, está intimamente ligado ao meu passado, sendo que eu não lembro nada antes de um ano atrás. Minha memória foi apagada, e minha história simplesmente não existe — disse, parecendo estar no piloto automâtico, mas altamente consciente do peso que cada palavra carregava ao sair. — Macária me abençoou, de forma que aprisionasse as almas Deles, por eu ter sido eu quem matei minha amada, ainda que de uma maneira considerada "boa" justamente pela deusa da Boa Morte. — Alex respirou fundo. — A única coisa que me move é a vingança. Meu único propósito é trazer de volta à vida — confessou, algo que se recusara a admitir em voz alta para qualquer um, inclusive Nêmesis e Macária, pelo tamanho do absurdo que aquilo envolvia — a alma de minha amada, que está aprisionada na minha espada.
Então, Nina recebeu o olhar do Alcidamo, que - apesar de não ter movido um músculo - conseguia ser extremamente sombrio com aquele movimento.
— Primeiramente, será que você pode por favor devolvê-la? — indagou. E, dessa vez, iria pular no pescoço da meio-sangue caso não tivesse seu pedido aceito. — Em segundo lugar, repito: o que te leva a crer que eu trairia Nêmesis?

FLASHBACK:
O choro do bebê cortou a noite.
Blair, a mãe de Nina, estava na Casa Grande - uma das poucas mortais que conseguira ver através da Névoa, uma das poucas que já tivera o privilégio de pisar dentro das fronteiras mágicas do Acampamento Meio-Sangue.
— Vocês precisam ficar com ele. — Ela encarou Dionísio e depois Quíron. — Vocês sabem que ele não tem vez lá fora.
Os dois homens se entreolharam.
A situação não era fácil: receber um bebê já era tarefa difícil nos tempos antigos, agora então... Não é como se pudessem fazer o papel de babá, nem como se soubessem fazê-lo. De qualquer jeito, não havia muita saída. Uma mãe que possuía dois filhos de um dos Três Grandes atrairia maldições e a fúria de alguns deuses; no caso, em especial de Perséfone, a jardineira demoníaca.
A mortal não mentia. A ira da deusa da Primavera poderia ser terrível, ainda mais após ser traída duas vezes com a mesma vagabunda.
— Blair, escute... — começou Quíron, mas foi interrompido pela mulher.
— É mais foda pra mim do que pra vocês. — Uma lágrima começou a se formar no recanto de seu olho direito.
De fato, abdicar dos dois filhos - ela, perdida pro reformatório; ele, para o destino - não era moleza para ninguém.
A criança esperneou. Uma ninfa o pegou, ainda que com certo receio, e o ninou, fazendo-o fechar os olhos e cochilar.
— O problema é que... — Dionísio comentou, mas novamente Blair atuou como uma navalha: cortante.
— Escuta aqui — e ela se ergueu, fitando-o daquele jeito forte que acabaria transmitindo para ambas as crias. — Se minha filha tá do jeito que tá, é porque ela não pôde vir pra essa merda de lugar, porque vocês não aceitaram. Será que, dessa vez, podem acertar na escolha?
Os olhos do deus se tornaram um roxo forte e brilharam como faíscas.
— Dionísio — alertou o centauro, acalmando a divindade, que sumiu deixando para trás cheiro de vinho. — Bom, acho que ele se absteve da decisão.
Blair se sentou e abanou o rosto, pois havia ficado quente - o deus, "sem querer", aumentara o teor alcoólico dela. Quíron fitou a dríade. Era curioso como, mesmo exalando uma aura mortífera, a prole de Hades não afastava totalmente um espírito da natureza.
Talvez, fosse um sinal...
— Olhe... — hesitou, franzindo o cenho. — Está bem. Ele vai ficar sob nossos cuidados, mas não aqui, pelo menos até que complete cinco anos e/ou que seja reclamado.
— Onde, então? —
— Possuímos... hm, "lares adotivos especiais", onde os funcionários são antigos semideuses que conseguem confundir a aura e o cheiro das crianças meio-sangues. Ele estará bem. — Seu tom era definitivo. Nenhuma negociação seria mais possível.
Blair mordeu o lábio.
— Ele estará bem — repetiu. — Ele se chama Alex. — Encarou Quíron. — Alex Alcidamo.

Alex fingiu não ouvir o comentário com o seu nome, apenas respondendo-a com outra pergunta.
— Você já experimentou pedir? — A ideia parecia ridícula, mas o filho de Hades - sem pedir licença - tocou na mão da companheira e forçou uma das longas unhas contra seu pulso, fazendo um pequeno corte. Assim, fez o mesmo com Nina.
Então, intensificou o fluxo de sangue ao apertar ambos os ferimentos com a adaga - Revenge, justamente - e deixou que a lâmina ficasse ligeiramente suja de escarlate.
Nêmesis?, perguntou, olhando para a prata sagrada vermelha com o sangue dos Alcidamo.


Extras;
making-off.

Equipamentos:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ {Darkness} / Espada [Espada de 90cm, feita de Ferro Estígio. Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa. Sua lâmina mede cerca de 70 cm, e sua base é mais grossa que a ponta. A guarda-mão é em forma de um crânio que tem seus dentes pontudos virados na direção do início da lâmina, como se ela saísse de sua boca. Os olhos do crânio são feitos por dois rubis. O cabo e a espiga são revestidos por um couro escuro, de cão infernal e sua bainha também.] {Ferro Estígio} (Nível Mínimo: 12) {Controle sobre as Almas. Número de almas canalizadas: 8} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hades]

— {Avenge} / Corrente [Corrente de aproximadamente 2,0m de comprimento, feita com aros de bronze Sagrado. Maleável, pode realizar vários movimentos com facilidade. O metal é endurecido e, portanto, bastante resistente.  Em cada aro há um  pequeno espinho feito de prata, o que adiciona dano a cada golpe dado. O punho é feito de couro e com detalhes em prata na parte onde se conecta à corrente em si. [Prata, Bronze Sagrado] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Revenge} Adaga [Uma adaga aparentemente normal, com aproximadamente 30cm de comprimento. Sua lâmina é feita de prata sagrada e é extremamente afiada; nunca perde o fio. Nêmesis abençoou as armas de seus Seguidores com a propriedade de sempre voltar à sua bainha, não importa quão longe ou onde ela esteja. Demora, em média, cinco minutos para a arma voltar ao seu lugar. Acompanha a bainha de couro. [Prata Sagrada] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Wiper} / Anel [Anel grosso com detalhes em preto e o enfeite de uma grande caveira em seu topo. Abençoado pela deusa da vingança, ele tem a peculiar habilidade de examinar as ações de alguém. Uma vez por missão/evento, caso o usuário do anel aponte a caveira desse para um alvo e dite as palavras "judica bimini", o mesmo irá examinar o passado do alvo. Sendo que se este conter algum vestígio de injustiça ou crueldade, os olhos negros do pingente brilharão em um vermelho sangue e o anel liberará um pequeno vazão de energia no corpo do semideus possuidor. A ativação causará um leve formigamento pelo corpo, contudo dará a bonificação de 15% nos três seguintes poderes ativos usados pelo possuidor do anel. Porém, após isso, o efeito do anel causará tontura em seu dono, pelo vazão rápido de poder.] {Prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sobre Energia} [Recebimento: Recompensa pelo treino The Revenge Boys por Ícaro Newerland Att por Ares]
Poderes:
Passivos: (importantes, apenas)
Visão Noturna [Nível 2] Possui a capacidade de enxergar perfeitamente quando escuro.[Novo]
Observações:
— Sobre a Evan: Então, Evan é a "não-prostituta" namorada do Alex; ops, era. Evan morreu na DIY "AM (12)": após ser encontrada estuprada e sem condições de viver, Alex dá a boa morte a garota e suga a alma dela para a espada. Contudo, Alex obviamente quer saber quem são os culpados, onde estão, etc.; ele procura vingança e pra isso conta com a ajuda de Macária, que abençoou-o após ele dar a "boa morte" (isto é, seguir as práticas de Macária, que é justamente a deusa da Boa Morte) a Evan com um poder especial que o permite selar as almas dos sete culpados em objetos (Soul Linker; vide ficha do personagem).
— Sobre o título e subtítulo: Brianstorm, Arctic Monkeys. Se alguém se interessar, ouça.
— Sobre o "pacto de sangue": Alex realmente fez um pacto de sangue com Nêmesis, onde lhe devotava lealdade. Deve-se frisar que ele não está quebrando a lealdade com sua patrona, mas sim achando uma maneira - através do seu sangue e do de Nina - de se comunicar com ela. Ficará mais explícito no próximo post como essa comunicação ocorrerá.
— Sobre qualquer coisa: Caso necessite, o avaliador pode me consultar por MP, que esclarecei quaisquer dúvidas que possam restar. \õ

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Sab 08 Nov 2014, 00:29

† alcidamo's hell;

Nina Mutt, não bastasse ter casado, tivera um filho com outro semideus no Acampamento. Após tantas histórias - envolvendo até o titã Cronos -, seu papo reto era com Nêmesis.
Curiosamente, Nêmesis era justamente a patrona de Alex - o desmemoriado -, que possuía uma sede latente de vingança pelos responsáveis pelo estupro de Evangelline, sua amada.

Os irmãos de Hades viviam da maneira mais intensa possível. Com mais desencontros do que o comum, finalmente ficariam frente-a-frente. É claro, no entanto, que não seria tão fácil, como tudo que implicava ser um Alcidamo.




Quarto Turno:
Nêmesis conversará com Nina e Alex individualmente através da adaga - Revenge - e revelará o parentesco de ambos.

Participantes:

  • Nina Alcidamo Mutt, filha de Hades e mênade, nível 37;
  • Alex Alcidamo, filho de Hades e vingador, nível 24.


Informações:

  • Local: EUA.
  • Clima: Tempo agradável para uma orgia.
  • Horário: Início da noite (20:00).


Objetivos:

  • Alex: deverá narrar uma conversa com Nêmesis relacionada à própria trama e, após Nina interromper a comunicação, explicar que a conta do senhor Alcidamo foi paga;
  • Nina: deverá narrar uma conversa com Nêmesis relacionada à própria trama e, então, interromper a comunicação.



escrito por nina e alex ☠

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Nina A. Mutt em Qui 13 Nov 2014, 05:23


Senhorita
Alcidamo



A Mutt encarou longamente o rapaz, finalmente compreendeu o motivo da lâmina ser tão mais densa que a sua própria, o peso de uma alma torturada que também tem sua sede de justiça. Um sorriso contido surgiu em sua face enquanto pegava a espada e a punha em cima da mesa, uma obediência rara vinda da parte dela, porém facilmente explicada: Nina já tinha sido estuprada, porém ninguém jamais viria atrás do seu couro ou juraria vingança – pelo menos não naquela época em que era apenas um cão sem alcunha.

- Cuide bem dela filhote, a dor que você carrega também já marcou minha carne. – automaticamente a cicatriz em sua barriga latejou, como se a lembrança tivesse se armado com uma faca e começasse a perfurar a pele de dentro para fora. - Mas se eu fosse você, não tentaria nenhum truque.

Fez questão de enfatizar o tom ameaçador e frívolo, sua aura densa atritou-se com a dele.

Então aconteceu aquele gesto rápido – não o sentiu por estar absorta em memórias ruins e no nome do seu quase carrasco, Alex havia feito um corte usando a unha dela contra a própria carne. A ardência do corte recém aberto em seu pulso desencadeou o reflexo da outra mão, fechada em forma de punho e reta até o rosto dele, se acertasse poderia sentir a cartilagem rangendo sob a pele.

- EU FALEI SEM GRACINHAS SEU IMBECIL! – rugiu alto.
- Alex? Que diabos está acontecendo?

Aquela voz. Os olhos da cachorra fincaram-se na adaga dele, a arma estava manchada com o sangue de ambos, mas a imagem de Nêmesis estava perfeitamente refletida ali. Agarrou a adaga e encarou o gume, a deusa pareceu surpresa do outro lado.

- Você é mais insistente do que pensei. – ela rolou os olhos.
- Nêmesis... Desgraçada! – gritou com ódio. - ONDE ESTÁ JON?
- Escute aqui pirralha, melhor baixar o tom de voz. Porém estou num humor condizente, por isso lhe digo que você nunca irá encontra-lo e isso é o melhor para ambos, entenda e obedeça só desta vez Nina.

A garota engasgou um riso, mas não era o tipo de risada normal, era daquelas irônicas, mergulhadas em veneno e ironia – especialmente raiva, se tratando dela. Mordeu os lábios com força, um filete de sangue inundou seu paladar e despertou a Vira Lata adormecida, o demônio escalou as paredes de sua prisão e alcançou os olhos, as veias do pescoço já adquiriam um tom mais escuro que o normal e na pele branca era impossível não notar. Os dentes trincaram e as presas pareciam adquirir uma forma mais triangular, como as de um verdadeiro canídeo.

- Você é a porra da deusa da vingança, não do destino. – o reflexo dos seus olhos estava num tom dourado brilhante, a loucura estava dando ares de que iria se libertar. - Eu sou a mãe dele e nem você, nem a porra de qualquer outro deus vai mudar isso ou o fato que vou tê-lo de volta. CUSTE O QUE ME CUSTAR!

Soltou a arma de Alex em cima da mesa e levantou-se de ímpeto, o corpo lhe doía inteiro já que estava indo contra a vontade da alma. Agarrou a mesa e fincou ali suas garras para tentar se controlar, um fio de suor gélido escorreu de seu rosto e pingou na madeira, manchando-a. As íris vacilavam entre o ouro e as trevas, como um pisca-pisca em ritmo definido, Nina concentrava todas suas forças para não sentir a razão escorrer goela abaixo, mas era complicado visto o sentimento de fúria tão ardente lhe queimando o âmago – emoções fortes desencadeiam o instinto básico de todo animal: sobrevivência.

- Ei, sem confusões aqui!

A voz do outro lado da espelunca a fez mudar virar o pescoço e encarar o corajoso, por sinal dono dali já que usava a conhecida caneta atrás da orelha. Fosse a audácia do homem em confrontar dois filhos de Hades, fosse a distração ou qualquer coisa, a Vira Lata pareceu se acalmar e voltar a aceitar a coleira e a guia dentro de seu refúgio invisível no oco dentro da princesinha do diabo. Respirou e soltou o ar pela boca, esticou os dedos e sentiu as farpas dentro das unhas começarem a incomodar, mas nada que conseguisse dissipar completamente a breve conversa com a deusa. Sentiu algo quente escorrer pela face, uma lágrima que rapidamente escorreu e pingou no chão. Tornou a olhar para Alex, que parecia também ter tido uma conversa com a patrona, pois seu semblante estava carregado.

- Garçom a conta. – disse num tom mais alto, já querendo dar o fora dali o mais rápido possível.
- Não se preocupe. – era cômico notar o homem numa espécie de “distância segura”. - A conta do senhor Alcidamo já foi paga.
- Senhor Alcidamo? Você por acaso não está vendo que eu tenho peitos seu idiota? – apontou para o próprio busto. - É senhorita Alcidamo, babaca.

Ok, agora as coisas ficariam interessantes.

Auau!:

Armas:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]
- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite] {Considerar que ela está usando apenas o da mão esquerda, visto que o outro está com Jon}
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
— Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]
Poderes:

Nenhum relevante nesta parte
Maldição:

O descontrole emocional leva ao desencadeamento da maldição de Cronos (via: Poderes especiais). Contudo a senhorita Nina não perdeu completamente a noção, por isso apenas deve ser levado em conta o “pequeno susto”.

Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Qui 13 Nov 2014, 20:27




Favourite Worst Nightmare (01)



Some want to kiss, some want to kick you;
there's not a net you couldn't slip through.

Apesar de ter levado um murro na face, Alex conseguiu a comunicação pretendida.
Quando a imagem de Nêmesis refletiu na adaga, ela pareceu focar no semideus e inclinou a cabeça de lado, como se não estivesse entendendo direito o que acontecia.
— Alex? Que diabos está acontecendo? — a deusa perguntou, ao que o filho de Hades fez um sinal com a cabeça para o lado.
— Essa diaba está acontecendo — respondeu meio seco, abaixando então a cabeça e suspirando fundo.
A patrona percebeu tal movimento, mas decidiu dar-lhe um tempo pequeno para organizar a mente.
— Como você conheceu ela?
O Alcidamo fitou a irmã por alguns instantes, franzindo o cenho e deixando de lado a pequena pulga que ainda encontrava-se atrás de sua orelha. Aos poucos, explicou tudo: desde o beco, sobre o Um, sobre os mercenários, como Nina aparecera e lhe dera uma brecha para correr atrás do Um, e logo fora atrás dele, contando sobre o sobretudo e a forma como foi preso. Paciente, Nêmesis ouviu o caso e não mostrou reação imediata.
— Às vezes, acho o destino extremamente interessante — ela soltou, ao que Alex indagou-a com o semblante silenciosamente. — Nada, nada — apressou-se a dizer, dando de ombros. — Só pensando alto. Se as famílias do Olimpo são confusas, por que as de suas crianças não seriam?  — Aí, ele já sabia que algo estava estranho.
Contudo, continuou quieto. Enquanto isso, a semideusa parecia estar nervosa, como se estivesse tendo seu próprio embate com a Vingança, mas soube pela força da aura da meio-sangue que seria melhor não ousar interferir.
De certa forma, foi bom. Tanto porque uma massa de energia parecia advir da conhecida - evitaria usar o termo "amiga" -, quanto porque pôde tirar da garganta uma questão.
— O que fazer agora? — sussurrou com os lábios quase sem se mover.
— Perdão?
— O que fazer agora? — repetiu, com melhor dicção. — Eu perdi a minha pista. Eu perdi o Um. Agora, Eles sabem que estou atrás de cada um — desabafou, meio irritado, meio desesperançoso. Era uma das poucas vezes que não sabia qual o próximo passo a dar.
Nêmesis foi compreensiva.
— Está desistindo e a carga nessa palavra foi de tamanho desprezo... —, Alex Alcidamo?
Compreensiva, sim, ao seu modo.
— É gratificante perceber o quão você realmente amava Evangelline, desistindo na primeira dificuldade.
Bem, ela não foi compreensiva.
— E... — chegou a falar, mas o som morreu em sua garganta, perdendo os dizeres ao vento. Seus olhos faiscaram num tom pesado de vermelho, estilo ao do sangue.
Como se visse todo o passado e previsse o futuro, Alex foi direto:
— Eu amo Evangelline, no tempo presente. — Evan era seu ponto fraco. — E não vou desistir, eu não pretendo - e não posso - desistir, não. — E, também, seu ponto mais forte.
Nêmesis não enunciou nada, só agradada com a postura de seu vingador, e sumiu logo em seguida. Aliás, Nina colaborou com isso, soltando a adaga - Revenge - e terminando a ligação.
Pela fúria que dançava em seu olhar, não havia sido nada fácil confrontar o que quer que Nêmesis tivesse dito. Ele resolveu não tocar no assunto.
Quando voltou ao mundo real, o dono do estabelecimento falava sobre si:
— A conta do senhor Alcidamo já foi paga. — Um garçom levou a nota fiscal até a mesa. Alex tomou-a nas mãos.
Nina não parecia ter bebido tanto para confundir o próprio sobrenome. Enfim, talvez ela fosse fraca e estivesse entorpecida.
— Eu sou o senhor Alcidamo — retrucou sem pensar muito, quase como um reflexo.
Assim que terminou de falar, um alerta interior piscou.
Se as famílias do Olimpo são confusas, por que as de suas crianças não seriam?, dissera Nêmesis.


Extras;
making-off.

Equipamentos:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ {Darkness} / Espada [Espada de 90cm, feita de Ferro Estígio. Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa. Sua lâmina mede cerca de 70 cm, e sua base é mais grossa que a ponta. A guarda-mão é em forma de um crânio que tem seus dentes pontudos virados na direção do início da lâmina, como se ela saísse de sua boca. Os olhos do crânio são feitos por dois rubis. O cabo e a espiga são revestidos por um couro escuro, de cão infernal e sua bainha também.] {Ferro Estígio} (Nível Mínimo: 12) {Controle sobre as Almas. Número de almas canalizadas: 8} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hades]

— {Avenge} / Corrente [Corrente de aproximadamente 2,0m de comprimento, feita com aros de bronze Sagrado. Maleável, pode realizar vários movimentos com facilidade. O metal é endurecido e, portanto, bastante resistente.  Em cada aro há um  pequeno espinho feito de prata, o que adiciona dano a cada golpe dado. O punho é feito de couro e com detalhes em prata na parte onde se conecta à corrente em si. [Prata, Bronze Sagrado] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Revenge} Adaga [Uma adaga aparentemente normal, com aproximadamente 30cm de comprimento. Sua lâmina é feita de prata sagrada e é extremamente afiada; nunca perde o fio. Nêmesis abençoou as armas de seus Seguidores com a propriedade de sempre voltar à sua bainha, não importa quão longe ou onde ela esteja. Demora, em média, cinco minutos para a arma voltar ao seu lugar. Acompanha a bainha de couro. [Prata Sagrada] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Wiper} / Anel [Anel grosso com detalhes em preto e o enfeite de uma grande caveira em seu topo. Abençoado pela deusa da vingança, ele tem a peculiar habilidade de examinar as ações de alguém. Uma vez por missão/evento, caso o usuário do anel aponte a caveira desse para um alvo e dite as palavras "judica bimini", o mesmo irá examinar o passado do alvo. Sendo que se este conter algum vestígio de injustiça ou crueldade, os olhos negros do pingente brilharão em um vermelho sangue e o anel liberará um pequeno vazão de energia no corpo do semideus possuidor. A ativação causará um leve formigamento pelo corpo, contudo dará a bonificação de 15% nos três seguintes poderes ativos usados pelo possuidor do anel. Porém, após isso, o efeito do anel causará tontura em seu dono, pelo vazão rápido de poder.] {Prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sobre Energia} [Recebimento: Recompensa pelo treino The Revenge Boys por Ícaro Newerland Att por Ares]
Poderes:
Passivos: (importantes, apenas)
Visão Noturna [Nível 2] Possui a capacidade de enxergar perfeitamente quando escuro.[Novo]
Observações:
— Sobre a Evan: Então, Evan é a "não-prostituta" namorada do Alex; ops, era. Evan morreu na DIY "AM (12)": após ser encontrada estuprada e sem condições de viver, Alex dá a boa morte a garota e suga a alma dela para a espada. Contudo, Alex obviamente quer saber quem são os culpados, onde estão, etc.; ele procura vingança e pra isso conta com a ajuda de Macária, que abençoou-o após ele dar a "boa morte" (isto é, seguir as práticas de Macária, que é justamente a deusa da Boa Morte) a Evan com um poder especial que o permite selar as almas dos sete culpados em objetos (Soul Linker; vide ficha do personagem).
— Sobre o título e subtítulo: Brianstorm, Arctic Monkeys. Se alguém se interessar, ouça.
— Sobre a comunicação: Bem, acho que foi explicada. Enquanto Nêmesis falava com Nina, falava também com Alex. Foi uma forma de ambos se comunicarem com a deusa.
— Sobre qualquer coisa: Caso necessite, o avaliador pode me consultar por MP, que esclarecei quaisquer dúvidas que possam restar. \õ

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Sab 15 Nov 2014, 17:22

† alcidamo's hell;

Nina Mutt, não bastasse ter casado, tivera um filho com outro semideus no Acampamento. Após tantas histórias - envolvendo até o titã Cronos -, seu papo reto era com Nêmesis.
Curiosamente, Nêmesis era justamente a patrona de Alex - o desmemoriado -, que possuía uma sede latente de vingança pelos responsáveis pelo estupro de Evangelline, sua amada.

Os irmãos de Hades viviam da maneira mais intensa possível. Com mais desencontros do que o comum, finalmente ficariam frente-a-frente. É claro, no entanto, que não seria tão fácil, como tudo que implicava ser um Alcidamo.




Quinto Turno:
Nina e Alex conversarão e, então, dormirão até que cada um retorne aos seus problemas.

Participantes:

  • Nina Alcidamo Mutt, filha de Hades e mênade, nível 37;
  • Alex Alcidamo, filho de Hades e vingador, nível 24.


Informações:

  • Local: EUA.
  • Clima: Tempo agradável para uma orgia.
  • Horário: Início da noite (20:00).


Objetivos:

  • Alex: deverá dialogar com a irmã e, após dormir na cidade, tomar seu rumo;
  • Nina: deverá dialogar com o irmão e, após dormir na cidade, tomar seu rumo.



escrito por nina e alex ☠

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Nina A. Mutt em Ter 18 Nov 2014, 01:54


Matilha
reunida


Aquilo a acertou como um soco reto, direto na boca do estômago. Primeiro: jamais encontrara alguém com o mesmo sobrenome, além de familiares. Segundo: Alex tinha traços semelhantes demais com a cadela.

- Como assim Alex Alcidamo? Você tá me zoando guri? – rosnou irritada, contudo uma certeza lhe deu um segundo golpe.

O rapaz dissera que tinha perdido a memória, e a única coisa que tinha certeza era seu nome. Isso a fez estremecer e voltar a sentar-se, o garçom afastou-se devido a aura densa que começava a engrossar mais e mais, mesclada com preocupação, dúvida e receio. Nina tornou a encará-lo nos olhos, a escuridão era quase palpável ali e parecia ser uma extensão de sua própria. Rangeu os dentes, visivelmente elétrica com tudo aquilo.

- Seria tanta coincidência assim? Existe alguma relação entre nós? – ela bufou. - Essas coincidências não existem para nossa espécie.

Disse a última palavra com certo desgosto, entregando que no fundo ainda não sentia-se semideusa, seu conforto era com os canídeos injustiçados, os filhos das putas e os esquecidos.

- Blair... – cuspiu o nome sem querer e engoliu a frase pela metade, mastigou um pouco os lábios para tentar aquietar o desejo de fuga. - Digo... Minha mãe sempre quis um filho chamado Alex... E me aparece um com a porra do mesmo sobrenome.

Os braços fizeram o movimento involuntário de apalpar os bolsos, sempre encontrou solidariedade no maço de cigarros e não seria naquele instante que seria abandonada pelo vício, o tato encontrou a carteira amassa e a tirou dali. Pegou uma unidade e a colocou nos lábios, enfiou os dedos dentro do recipiente de papelão e tirou dali um isqueiro Bic pequeno, roxo. Acendeu e guardou o resto, deu um longo trago e deixou a fumaça escapar na velocidade que desejasse, por sinal, rápida demais para seu gosto.

- Quem diria que dona Blair ainda fornicaria com o ex mais uma vez... Lembre-me de jamais encarar a corna da Perséfone. – disse rindo, mas ainda assim nervosa.

Talvez fosse loucura, ou talvez idiotice. Não soube dizer muito bem o que passava em sua mente, estava estática e agia somente com instintos básicos de auto preservação, ainda encarava o rapaz e notou que ele também estava desconfortável com tudo aquilo. Afinal era foda pra cacete perder a memória e, do nada, ser sequestrado, perder a espada, levar um soco e descobrir que a filha da puta que fez tudo aquilo pode ser, na verdade, a irmã de sangue. Novamente seu coração deu um aperto, aquele sentimento de reconhecimento e ternura pelo desgraçado apossou-se de seu interior, esquentando-o.

Acabou por se levantar e aproximar-se dele, parou ao seu lado e, como num carinho meio sem jeito, pousou a mão sobre a cabeça dele, sentindo um leve choque percorrer os dedos.

- Eu sei que soa meio estranho... Mas ter uma irmã é melhor do que não ter nada. – deu um meio sorriso e, com a mão livre, tirou o cigarro dos lábios para expelir a fumaça, jogou a bituca acesa no chão e pisou para apaga-la. - Vamos evitar falar disso então, melhor deixar o tempo digerir o que houve. Está tarde também, ir embora da cidade é suicídio.

Soltou-o e começou a caminhar rumo a porta, mas sua voz ainda era clara mesmo se afastando.

- Venha, te pago um quarto num motel até tranquilo. Pela manhã cada um segue o seu caminho. – parou na porta e virou-se para ele. - Não pense idiotices, mas no fundo estou feliz por não ser um cão sem matilha.

Auau:

Armas:

♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]
- {Amartía} / Espada de Ferro Estígio [Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa, além de ser indestrutível. Almas: 3 ] [presente de reclamação de Hades]
- {Woodpecker} / [Colar] (Apresenta um pingente de prata em forma de W, preso em uma tira de couro. Serve para lembrar Nina de sua primeira aventura externa e possui uma barreira auditiva, acionada pela semideusa. Se ela assim quiser, o colar emite músicas de seu gosto, protegendo-a de ataques relacionados à música se estes não forem fortes. Ex: Poderes equivalentes ao nível de Nina por parte dos Menestréis ou até mesmo o canto de sereias em um nível maior.) {Couro, Prata} [Nível Mínimo: 5] {Audição da Semideusa} (Recebimento de Melinoe ~ Missão Behind The Music)
—Twin Daggerss (Gêmeas) {Anéis de Noivado} [Ouro e Aço] [São dois anéis mágicos dados por Ares e abençoados por Afrodite. São o selo do amor de Nina e Jon, além de ser o último ‘apoio’ do rapaz antes de morrer. Ao pronunciar o sobrenome de ambos – Mutt – os aros transformam-se em adagas, cujos cabos representam, respectivamente, uma escultura de Ares(aço) e outra de Afrodite(ouro). Podem emitir leves faíscas atordoadoras, duas vezes por dia. Cada arma possui um disparo, que é capaz de desequilibrar ou distrair um inimigo com sensações de choque elétrico. Além disso, suas discargas não funcionam em seres humanos, limitando-se apenas à criaturas mitológicas.] (Nível mínimo: 25) {Elemento: Luz} [Recebimento: DIY "Bad, Bad Dog!", por Afrodite] {Considerar que ela está usando apenas o da mão esquerda, visto que o outro está com Jon}
— Cantil Mágico [Cantil atribuído com a benção de Dionísio; contém vinho inacabável e recupera 10HP/EN por missão] [Presente de Dionísio]
— Tirso [Cajado com propriedades mágicas; leve e super-resistente, diminui gradativamente os gastos de energia e auxilia na manipulação do vinho. Possui videiras ornamentadas em sua superfície e, de guarnição, algumas uvas] [Presente de Dionísio]
Poderes:

-

Nina A. Mutt
avatar
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Alex Alcidamo em Ter 18 Nov 2014, 02:55




Favourite Worst Nightmare (01)



Or at least that's the impression I get;
'cos you're smooth and you're wet.

O destino, e Nêmesis, e os deuses, e o passado, as memórias, e também os Sete, e tudo, e a garota: tudo um bando de filho da puta. Todo mundo, ninguém naquele desgraçado planeta prestava; e a única pessoa que se aproximava disso era Evangelline, que nem mais ali estava.
— Alex Alcidamo — ele disse quando ela se mostrou incrédula, erguendo uma sobrancelha como em desafio —, e é a única coisa que eu lembro e tenho certeza do meu passado.
A menina, como seria normal, parecia não acreditar, ou simplesmente não querer acreditar. Para algumas pessoas, Alex observara com o tempo, era mais fácil acreditar na mentira que na verdade, desde que a primeira fosse mais cômoda. Contudo, apesar de Nina possuir aquela reação típica da maioria, ela não se encaixava naquele grupo de "algumas pessoas", e o jeito de tentar resolver a situação - ou melhor, de engolir a situação toda - esclarecia isso.
— Como eu vou saber? — questionou, suspirando e tamborilando os dedos na mesa até respirar fundo e se acalmar. — Como eu disse, a 'única coisa que eu lembro' é essa, de que meu nome é Alex Alcidamo. Aparentemente, quem ou o quê roubou minhas memórias deixou o nome propositalmente, pra que eu encontrasse... bem, você.
Aquela ideia soava absurda até para ele. No entanto, era a melhor hipótese - e a única que conseguia formar em vinte, trinta segundos de raciocínio. De certo, não seria a primeira vez que passaria por momentos como aquele, de reviver o passado; a própria intervenção dos Sete, pelo pouco que sabia, estava de alguma forma relacionada às memórias perdidas de Alex Alcidamo.
— Legal — diz, engolindo em seco e permanecendo em silêncio até o pouco de decência que tinha lhe obrigar a continuar o diálogo. — Ao que parece, minha mãe se chama Blair, então.
Nome estranho, ele pensou intimamente. Parecia um vômito aberto. De qualquer forma, resolveu não dividir essa informação com a irmã, mesmo porque estava sério o suficiente para seu senso de humor não funcionar como sempre.
— Lembrarei. Não é como se eu estivesse muito entusiasmado de encará-la, também — soltou, mais para si (como um desabafo) do que para a irmã, referindo-se à tentativa - ao sonho - de reviver Evan. Então, o filho de Hades conseguiu até abrir um sorriso, embora fosse ao estilo "amarelo, sem graça, triste". — Pelo menos, você sabe quem é sua mãe.
Foi aí que os laços saíram do âmbito "sanguíneo" e foram para o "físico": o carinho tímido da senhora Mutt no pequeno Alcidamo. Ao seu modo, era engraçado. Alex não se recordava de ter recebido semelhante demonstração de afeto sem ser de Evan.
— Irmã... — sussurra meio avoado. — Soa estranho, só, mas de boa. Acho que consigo conviver com essa ideia. — Para alguém que já convivia com tantas coisas piores, uma notícia considerada "boa" era só inadequada, o que não dizia que não poderia se adaptar à ela.
— É, pode ser que seja — comentou, em resposta àquilo de "melhor que nada". Ele sinceramente queria dizer que realmente era melhor, mas quando se fala "melhor" envolve uma comparação, e Alex nunca teve uma família para dizer se era "melhor ou pior" que viver sozinho.
O semideus se ergueu e colocou a cadeira no lugar.
— Imagino que não queira falar sobre isso de "família" agora, pelo menos eu não quero. — Alex aperta o sobretudo de Um. — E eu tenho uns assuntos a resolver. Além disso, tem um cara lá atrás te secando, não, desidratando, e eu não quero amassá-lo contra a mesa, pra não dar uma de irmão ciumento — e assim aquele humor ácido retornava ao garoto. — Vamos.


And she's not aware yet, but she's yours;

O motel não era tão ruim quanto a média dos lugares. Também, Alex não se recorda muito do local, visto que chegara e já se esparramara todo na cama.
A princípio, a ideia de dividir a cama com Nina era... Mas, bem, era o que tinha pro momento. E, bom, o pensamento de incesto, pelo menos até então, não vinha à mente do Alcidamo.
Pela manhã, acordou cedo e tomou uma ducha rápida. Arrumou-se e, no espelho do banheiro, pendurou um bilhete para a irmã.
Você disse que pagava a conta. E confesso que me sinto um prostituto saindo assim sem te acordar.
Que a gente se esbarre, mana.
Te encontro por aí.


Extras;
making-off.

Equipamentos:
♦ Faca [Sua lâmina bronzeada mede cerca de 24 cm, e seu cabo tem o mesmo comprimento padrão. É bastante afiada e é perfeita para ataque ágeis e rápidos. O bom desta arma é sua eficiência tanto para mãos hábeis quanto para manuseios mais inexperientes, pois é uma arma curta, fácil de esconder e ao mesmo tempo fácil de manusear. Seu punho é feito de aço, mas uma camada de couro escuro cobre o aço para que o usuário possa segurá-la firmemente. Na parte inferior da lâmina, próxima ao cabo, há entalhado as siglas do Acampamento "CHB"; uma propriedade que só os meio-sangues e criaturas místicas podem ter e usar (ajuda um pouco na destreza)] {Bronze, aço e couro} (Nível mínimo: 1) {Nenhum elemento} [Recebimento: Administração; item inscrição padrão do fórum]

♦ {Darkness} / Espada [Espada de 90cm, feita de Ferro Estígio. Ajuda o usuário a canalizar a capacidade de controlar e convocar os mortos. Pode drenar almas, deixando a espada mais poderosa. Sua lâmina mede cerca de 70 cm, e sua base é mais grossa que a ponta. A guarda-mão é em forma de um crânio que tem seus dentes pontudos virados na direção do início da lâmina, como se ela saísse de sua boca. Os olhos do crânio são feitos por dois rubis. O cabo e a espiga são revestidos por um couro escuro, de cão infernal e sua bainha também.] {Ferro Estígio} (Nível Mínimo: 12) {Controle sobre as Almas. Número de almas canalizadas: 8} [Recebimento: Presente de Reclamação de Hades]

— {Avenge} / Corrente [Corrente de aproximadamente 2,0m de comprimento, feita com aros de bronze Sagrado. Maleável, pode realizar vários movimentos com facilidade. O metal é endurecido e, portanto, bastante resistente.  Em cada aro há um  pequeno espinho feito de prata, o que adiciona dano a cada golpe dado. O punho é feito de couro e com detalhes em prata na parte onde se conecta à corrente em si. [Prata, Bronze Sagrado] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Revenge} Adaga [Uma adaga aparentemente normal, com aproximadamente 30cm de comprimento. Sua lâmina é feita de prata sagrada e é extremamente afiada; nunca perde o fio. Nêmesis abençoou as armas de seus Seguidores com a propriedade de sempre voltar à sua bainha, não importa quão longe ou onde ela esteja. Demora, em média, cinco minutos para a arma voltar ao seu lugar. Acompanha a bainha de couro. [Prata Sagrada] (Item de Vingador) {Sem controle de Elementos} [Presente de Nêmesis para os Vingadores]

— {Wiper} / Anel [Anel grosso com detalhes em preto e o enfeite de uma grande caveira em seu topo. Abençoado pela deusa da vingança, ele tem a peculiar habilidade de examinar as ações de alguém. Uma vez por missão/evento, caso o usuário do anel aponte a caveira desse para um alvo e dite as palavras "judica bimini", o mesmo irá examinar o passado do alvo. Sendo que se este conter algum vestígio de injustiça ou crueldade, os olhos negros do pingente brilharão em um vermelho sangue e o anel liberará um pequeno vazão de energia no corpo do semideus possuidor. A ativação causará um leve formigamento pelo corpo, contudo dará a bonificação de 15% nos três seguintes poderes ativos usados pelo possuidor do anel. Porém, após isso, o efeito do anel causará tontura em seu dono, pelo vazão rápido de poder.] {Prata} (Nível Mínimo: 15) {Controle sobre Energia} [Recebimento: Recompensa pelo treino The Revenge Boys por Ícaro Newerland Att por Ares]
Poderes:
Passivos: (importantes, apenas)
Visão Noturna [Nível 2] Possui a capacidade de enxergar perfeitamente quando escuro.[Novo]
Observações:
— Sobre a Evan: Então, Evan é a "não-prostituta" namorada do Alex; ops, era. Evan morreu na DIY "AM (12)": após ser encontrada estuprada e sem condições de viver, Alex dá a boa morte a garota e suga a alma dela para a espada. Contudo, Alex obviamente quer saber quem são os culpados, onde estão, etc.; ele procura vingança e pra isso conta com a ajuda de Macária, que abençoou-o após ele dar a "boa morte" (isto é, seguir as práticas de Macária, que é justamente a deusa da Boa Morte) a Evan com um poder especial que o permite selar as almas dos sete culpados em objetos (Soul Linker; vide ficha do personagem).
— Sobre o título e subtítulo: Brianstorm, Arctic Monkeys. Se alguém se interessar, ouça.
— Sobre a família: Alex e Nina são irmãos, basicamente. Nina foi pro reformatório ainda muito nova, o que deu tempo de Hades fazer Alex em Blair. Quando o guri nasceu, ainda bebê, foi levado ao Acampamento pela mãe. Destino vai, destino vem, Alex perdeu a memória, e Nina se tornou a Nina que conhecemos. E é isso aí.
— Sobre qualquer coisa: Caso necessite, o avaliador pode me consultar por MP, que esclarecei quaisquer dúvidas que possam restar. \õ
Recompensa:
Tanto eu quanto Nina (apesar dela ter esquecido de postar isso, né, minha irmã linda) queremos a mesma recompensa, que é um poder especial que basicamente une mais os irmãos. Na minha opinião, não é tão apelão ou enfim, algo que justifique descontos exacerbados, mas se forem feitos, que retire-se primeiro os dracmas e então os XPs.

Linhagem Alcidamo / Poder Especial [Por serem irmãos, há toda uma "familiaridade" entre Alex e Nina. Toda aquela intimidade entre irmãos costumeira torna-se real, com alguns efeitos extras devido ao mundo mitológico em que estão envolvidos. Entre as consequências, encontram-se as seguintes: eles "sentem" a localização do outro, possuindo uma vaga ideia do estado do outro, tendo uma espécie de "alerta" quando o outro está em perigo forte e/ou próximo à morte; e podem se comunicar mentalmente, quando há concentração, ainda que distância e outros fatores influenciem (é mais fácil se falar no mesmo cômodo que no mesmo planeta, por exemplo; no segundo caso, apenas mensagens específicas podem ser lançadas, como "S.O.S"). É uma espécie de "ajuda" para que os irmãos, que já foram tão separados, fortaleçam seus laços.] {Link Mental} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Alcidamo's Hell {SM}.]

Alex Alcidamo
avatar
Filhos de Hades
Mensagens :
39

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por 097-ExStaff em Ter 09 Dez 2014, 17:59


Avaliação: Alcidamo's Hell


Avaliação feita por Éris. Caso queira reclamar, tirar dúvidas ou ostentar, me manda uma MP


Ambos foram avaliados individualmente e podem ler os comentários nos spoilers a seguir. Creio que saibam em qual deles devem clicar.
Ela:

Nina A. Mutt
|Primeiro turno|

Um ótimo post, Nina, como se deve ser esperado de ti. Conduziu a personagem muito bem, seguindo os objetivos do turno. Apenas atente-se a repetição de palavras, como por exemplo: demônio -- utilize sinônimos que possam se referir não apenas a isso, mas também a outras palavras e nomes. Além disso, quando você se refere a um tempo no passado (como nesse trecho: "Cronos não lhe atormentava a algum tempo [...]") deve ser usado o "há".

Armatía: 4 almas;

|Segundo turno|

Nada a ressaltar aqui, Nina, a não ser o ótimo post feito novamente. Meus parabéns, cadela.

Armatía: 15 almas;

|Terceiro turno|

Conseguiu transmitir com eloquência a situação em que Nina se encontra, seja no bar ou no flash back. Pude imaginar cada parágrafo e, principalmente, aqueles em que deixa claro o que a Alcidamo sente pela mãe e também a dor de Blair ao entregá-la. Achei uma ótima ideia ressaltar um assunto tão importante -- família, a amante e os filhos do capeta, mas ainda são família -- na história de uma personagem tão ácida.

|Quarto turno|

Percebi algo que sempre esteve presente em seus posts: a falta da vírgula em certas falas da personagem. Não é necessariamente algo que deva ser ressaltado no 4º turno, mas sim no geral. Nesse caso, por exemplo, a vírgula é usada entre uma frase e o nome da personagem ou de secundários.

|Quinto turno|

Nada a declarar, a não ser  os pontos que já foram lidos logo acima.
Ele:

Alex Alcidamo
|Primeiro turno|

Os mesmos elogios dados à Nina, cumpriu com o objetivo proposto no turno e narrou a situação da melhor maneira possível. Agora leia: "E riu sadicamente, divertindo-se bastando com a situação."; fiquei com uma pulga atrás da orelha com essa frase, não sabendo dizer se o certo seria "bastante" no lugar de "bastando". Se for o caso, atente-se a esses tipos de erros.

|Segundo turno|

Trocou videiras por vidreiras, embora não seja algo tão importante, atente-se. E percebi que citou apenas um poder no spoiler, imagino que tenha utilizado outro proveniente dos Vingadores -- senão o fez, ignore. Mas peço que coloque todos os poderes usados em spoiler, sei que é cansativo e tals, mas é o de menos.

|Terceiro turno|

Caralho, vocês gostam de fazer a mãe dos dois sofrer.

|Quarto turno|

Não foi encontrando nenhum erro em seu post, Alex, parabéns. Sinto uma lasca de pena quanto ao amor do Alcidamo e seu desejo de vingança.

|Quinto turno|

Éris escreveu:Nada a declarar, a não ser os pontos que foram lidos logo acima.

Ambos receberão 5 níveis como consta aqui, sendo que o número de dracmas foi reduzido para 50. O rendimento mínimo foi alcançado pelos dois, portanto, a recompensa almejada será dada -- sujeita a alteração pela staff, caso seja necessário.

Linhagem Alcidamo / Poder Especial [Por serem irmãos, há toda uma "familiaridade" entre Alex e Nina. Toda aquela intimidade entre irmãos costumeira torna-se real, com alguns efeitos extras devido ao mundo mitológico em que estão envolvidos. Entre as consequências, encontram-se as seguintes: eles "sentem" a localização do outro, possuindo uma vaga ideia do estado do outro, tendo uma espécie de "alerta" quando o outro está em perigo forte e/ou próximo à morte; e podem se comunicar mentalmente, quando há concentração, ainda que distância e outros fatores influenciem (é mais fácil se falar no mesmo cômodo que no mesmo planeta, por exemplo; no segundo caso, apenas mensagens específicas podem ser lançadas, como "S.O.S"). É uma espécie de "ajuda" para que os irmãos, que já foram tão separados, fortaleçam seus laços.] {Link Mental} (Nível Mínimo: 1) [Recebimento: Alcidamo's Hell {SM}.]
097-ExStaff
avatar
Deuses
Mensagens :
52

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Orfeu em Qui 11 Dez 2014, 16:56

Atualizado.
Orfeu
avatar
Administradores
Mensagens :
539

Localização :
Garota, eu vou pra Califórnia. ♪

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alcidamo's Hell

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum