Percy Jackson e os Olimpianos RPG BR
Bem vindo ao maior fórum de RPG de Percy Jackson do Brasil.

Já possui conta? Faça o LOGIN.
Não possui ainda? Registre-se e experimente a vida de meio-sangue.

William's Enfermaria

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

William's Enfermaria

Mensagem por Kaine Rembrandt em Sex 14 Nov 2014, 20:16

Relembrando a primeira mensagem :


Enfermaria
curando


Em um canto do lugar reservado aos curandeiros surge, de forma tímida, uma pequena enfermaria. Com paredes pintadas com um azul leve e detalhes em branco, o lugar não chama muita atenção. A humildade de sua fachada pode até enganar, mas basta entrar no estabelecimento para as mudanças começarem.

Logo ao entrar pela porta de vidro o paciente dá de cara com um tapete macio que tem escrito: "Sejam Bem-Vindos". Na parede direita uma grande quantidade de plantas medicinais, usadas pelo curandeiro, estão plantadas; na esquerda, há uma grande porta que leva até a área das macas. Seguindo em frente, há uma bancada extensa, que vai de uma parede até quase chegar na outra, deixando apenas espaço para o seguidor de Asclépio transitar. Mais atrás pode-se notar um enorme estante, onde diversos livros aguardam prontos para serem consultados caso o curandeiro tenha alguma dúvida. A temperatura do lugar é sempre agradável, por isso mesmo que do lado de fora esteja muito quente, dentro estará ameno.

Pontos importantes:
1° Todas as consultas nessa enfermaria são gratuitas.

2° Tentarei atender a todos o mais rápido possível por isso não fiquem fazendo pedidos via MP, Chatbox ou qualquer outro meio.

3° Explique o que está sentindo, se é uma dor no braço, tontura, fraqueza, enfim.

4° Por favor, post maiores do que 5 linhas, já que menos que isso é considerado flood.

Kaine Rembrandt
Filhos de Éolo
Mensagens :
442

Localização :
Onde eu quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: William's Enfermaria

Mensagem por Tobias Pratt em Sex 26 Jun 2015, 20:37






Enfermaria Central


Entro na enfermaria de Will, imensamente animado, afinal, é meu primeiro dia de trabalho. Alguns dias antes, estava triste porque ainda não tinha um lugar para poder ajudar os outros, mas agora tenho. Não é minha própria enfermaria, mas, podendo ajudar os outros, já estou satisfeito.

Vejo o filho de Éolo cuidar de alguns semideuses e presto atenção em seus movimentos, querendo aprender o máximo possível para conseguir cuidar do próximo paciente. Próximo este que não demora a chegar.

Meu primeiro paciente não é um semideus, é um sátiro. Fico animado com a ideia de ajudá-lo, já que ele também ajuda outras pessoas. Ele se aproxima de mim e resume sua situação em uma simples frase. Assinto com uma cabeça, respondendo silenciosamente, e volto para trás do balcão.

Minha bolsa aparece sobre o balcão e eu a abro. Retiro os ingredientes necessário para a criação de algumas poções e as preparo.

Coloco duas das quatro poções feitas em garradas e as coloco na estante. Em seguida, levo as outras duas ao sátiro e as entrego para este.

Não preciso falar para ele beber o líquido, já que ele faz isso assim que lhe entrego os copos. Em seguida, o guio até uma maca. Quando ele se deita, ponho uma das mãos em sua testa, pedindo para que Asclépio lhe dê energia e retire seu cansaço. Minhas mãos são envoltas por uma aura de tom dourado e as encosto nos ferimentos do sátiro, fazendo com que eles comecem a cicatrizar. Ainda através do toque, dou continuidade ao processo de cura, desta vez, com as mãos envoltas em uma aura de tom prateado.

— Você ainda vai ter que repousar. Não sou um curandeiro muito experiente e por causa disso minha habilidade de cura ainda não está totalmente desenvolvida, o que impossibilita que eu te cure completamente.

Voltei para perto das estantes e peguei as duas poções que estavam sobrando. "Se eu não as usar rápido, vou ter que jogá-las fora", penso e logo em seguida ouço alguém falar comigo. Me viro e encontro meu irmão.

— Allyson?! — Exclamo — Comecei a trabalhar aqui hoje e, pelo visto, você admitiu para si mesmo que precisa de ajuda. Fez bem.

Ele me cumprimenta, um tanto quanto surpreso. Entrego as duas poções para ele, que as bebe rapidamente. Depois, o guio até uma das macas. Peço para que ele se sente e repito a oração ao meu patrono. Coloco a mão em sua testa e depois deixo minhas mãos serem envoltas na mesma aura prateada de minutos antes. O toco mais uma vez, recuperando sua energia.

— Seu estado não é dos piores, então acredito que ficará completamente bem rapidamente. Só tente não se meter em encrencas atoa.

Depois do conselho, nos despedimos e volto para trás do balcão. Distraído fazendo mais duas poções, só percebo a presença de mais um paciente quando ele grita. Vou até a área das macas, de onde reconheço que o som veio, e encontro um semideus lá. Ele está sentado e sinto um cheiro de álcool.

Corro na direção dele e vejo que o mesmo não tem um dos dedos, o que significa que andou enfrentando alguns monstros não muito fracos.

Após uma rápida oração, toco sua mão, aproximando meus dedos do lugar onde deveria estar o seu, anestesiando o lugar e diminuindo a dor que ele sente. Já mais à vontade para tocar a região sem tanto medo de provocar outro grito, toco o espaço em que seu mindinho deveria estar e o ferimento começa a cicatrizar. Pego um pano com um pouco de álcool e passo sobre a região, para tirar o sangue e evitar uma possível infecção.

— Espere aqui por um tempo, vou pegar uma coisa para você e já volto — digo e volto até a área atrás do balcão. Pego as duas poções e bebo uma delas; em seguida, levo a outra para o paciente beber. Minhas mãos são, de novo, cercadas por uma aura de cor prata. Toco a testa do semideus e faço o mesmo que fiz com meus outros dois pacientes: recupero sua energia.

Ei, você!:
Poderes:
Ativos:

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Passivos:

Conhecimento médico (Nível 1)
Os aprendizes de Asclépio são especialistas em artes da medicina (inclusive suas ramificações e especialidades), possuindo um conhecimento equivalente ao de um estudante de medicina em faculdade de ensino relevante. Assim, eles são os únicos que podem abrir enfermarias no Acampamento Meio-Sangue, passar prescrições médicas, interpretar receitas de efeito curativo e diagnosticar algum problema de saúde, além de ministrar primeiros socorros básicos, em ferimentos leves e superficiais. É necessário ressaltar que, como um estudante, ele apenas possui o conhecimento básico, então ainda necessita de prática e poderá errar inicialmente. Adicionalmente, podem lidar com equipamentos médicos, desde um estetoscópio até um bisturi: qualquer que seja o instrumento médico, o aprendiz de Asclépio saberá utilizá-lo com perfeição, intuindo sua serventia. Não identifica substâncias, apenas itens. A utilização dos instrumentos deve ser interpretada e, se for usada de forma errônea, ignorada. No caso de bisturis e itens que podem ser utilizados em combate, a perícia engloba apenas o uso cirúrgico-medicinal.[Modificado, englobando Perícia com Equipamentos médicos]

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.
Itens:
— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]
Poções:
Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Will Nordic ~> 110 HP + Full MP;

Allyson Pratt ~> Full HP + Full MP

Will Preston ~> Full HP + Full MP

Tobias Pratt ~> Full HP (considerando que irá ganhar 150 de HP pelo post na enfermaria central)

Clique no nome do player e irá para seu respectivo perfil.

Atualizado por Quíron. Tobias: +100 dracmas


Post: Primeiro e Último | Em: Enfermaria | Com: Os Outros q

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics



Off: No próximo post, termino de curar o Will e curo a Alice
Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Kim S. Kyung em Sex 26 Jun 2015, 22:21





Enfermaria





Os olhos do semideus acompanhavam sempre o curandeiro na qual estava tratando dos seus ferimentos. Ficou realmente aliviado assim que tomou a poção, deitando-se na maca logo em seguida encarando sua mão onde faltava seu dedo. O que iria fazer agora com aquele dedo? Sentia uma falta intensa dele, toda vez que fechava e abria a mão, principalmente quando forçava o anelar para baixo e sentia uma leve fisgada de seu osso se mexendo. Assim que viu o curandeiro se afastar, pensou que talvez ser um seguidor de Asclépio não fosse tão ruim assim.
- Hey, curandeiro. Com licença. Obrigado por isso. Como eu me torno um Curandeiro de Asclépio? - Falou Will Preston enquanto levantava um pouquinho sua cabeça tentando ter uma visão melhor apertando sua mão.

Condição do Personagem:
{Decepado} [Após ter seu dedo mindinho arrancado por uma mordida, Will começou um processo rápido de perda de sangue, fazendo com que a sua força vital fosse sendo rapidamente drenada. Na prática, a cada turno o semideus perde 15 HP até que tenha o problema reparado, podendo complicar-se caso o grave ferimento não seja rapidamente resolvido. Caso chegue a 15% da sua HP total, ele desmaia, e se zerar pode vir a óbito. A condição será removida quando o personagem passar um turno extra em uma enfermaria. Ou seja, depois de ser totalmente curado postar mais uma vez apenas para resolver o problema.][Recebimento: Dado por Harmonia na DIY "The Son of the Sun", atualizada por _________.]

Kim S. Kyung
Filhos de Apolo
Mensagens :
33

Localização :
New York City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Tobias Pratt em Sab 27 Jun 2015, 16:21






Enfermaria


Após um tempo de observação e um rápido diagnóstico, tenho certeza que Will já está melhor.

— Já pode ir — digo, sorrindo. "Mais um pra lista de semideuses que eu já ajudei."

Vejo uma menina entrar na enfermaria antes mesmo de o Will sair, e corro até ela. Passo seu braço por meus ombros e a guio até uma das macas. Quando ela se deita, vou até o balcão e repito todo o processo para a criação de algumas poções. Duas capazes de dar força a quem beber; duas, de melhorar o estado vital de quem beber. Levo uma de cada para a menina que se apresenta como Alice, e ela bebe ambas as poções rapidamente.

— Continue deitada.

Faço uma oração para Asclépio e deixo a magia acontecer, sendo representada por duas auras: a primeira, de tom prateado; a segunda, tom dourado. Toco a menina, terminando a segunda etapa do processo de cura.

Para terminar a cura, toco os ferimentos espalhados pelo corpo da semideusa, fazendo com que os cortes se fechem.

— Vai deixar algumas cicatrizes, mas é só isso — sorrio — Já está liberada.

Ei, você!:
Poderes:
Ativos:

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Passivos:

Conhecimento médico (Nível 1)
Os aprendizes de Asclépio são especialistas em artes da medicina (inclusive suas ramificações e especialidades), possuindo um conhecimento equivalente ao de um estudante de medicina em faculdade de ensino relevante. Assim, eles são os únicos que podem abrir enfermarias no Acampamento Meio-Sangue, passar prescrições médicas, interpretar receitas de efeito curativo e diagnosticar algum problema de saúde, além de ministrar primeiros socorros básicos, em ferimentos leves e superficiais. É necessário ressaltar que, como um estudante, ele apenas possui o conhecimento básico, então ainda necessita de prática e poderá errar inicialmente. Adicionalmente, podem lidar com equipamentos médicos, desde um estetoscópio até um bisturi: qualquer que seja o instrumento médico, o aprendiz de Asclépio saberá utilizá-lo com perfeição, intuindo sua serventia. Não identifica substâncias, apenas itens. A utilização dos instrumentos deve ser interpretada e, se for usada de forma errônea, ignorada. No caso de bisturis e itens que podem ser utilizados em combate, a perícia engloba apenas o uso cirúrgico-medicinal.[Modificado, englobando Perícia com Equipamentos médicos]

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.
Itens:
— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]
Poções:
Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Will Preston ~> Retirar penalidade "decepado".

Alice Grimmer ~> Full HP + Full MP

Tobias Pratt ~> 125 dracmas (75 do primeiro post, 50 desse)

Clique no nome do player e irá para seu respectivo perfil.

Atualizado por Quíron. Tobias: +25 dracmas


Post: Primeiro e Último | Em: Enfermaria | Com: Os Outros q

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics

Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Samantha Johnson em Sab 27 Jun 2015, 22:15

A Cura
Se eu tivesse a força que você pensa que eu tenho...
Dores e mais dores...
Temores e mais amores


Samantha não estava muito feliz, seus olhos tinham pouco brilho e seus cabelos pareciam seguir seu humor, então os amarrou em um coque simples. Ela sentia dor em todo corpo, e sua mente... Lembrava-se de seu último treino, das coisas que tinha aprendido, mas lembrava também que tinha sido uma lição para não se desgastar tanto em missões, ou poderia correr sérios riscos. Lição aprendida, ela precisava apenas se curar e nunca mais se desgastar tanto.

Chegou a enfermaria a procura do curandeiro, imaginou o que iria dizer para ele. Comunicação, ela odiava aquilo. Se fosse em uma situação qualquer, poderia olhar para seu pai e esperar que ele respondesse a pergunta “O que você está sentido?”, mas seu pai não estava ali. A semideusa se aproximou do garoto e esticou as mãos.

- Olha, estou com uns cortes aqui nas mãos que estão me incomodando muito. E também meu ombro doí muito, e não consigo nem levantar o braço. Além da velha dor de cabeça... – interrompeu a frase se perguntando se seriam necessárias mais explicações. Achava que não, pois tinha esquecido o que mais sentia.

A semideusa, pequenina, queria se curar
All Rights Reserved for Belladona
Samantha Johnson
Filhos de Athena
Mensagens :
138

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Tobias Pratt em Dom 28 Jun 2015, 15:58






Enfermaria


Termino as poções segundos antes de ver a ruiva se aproximar de mim e começar a explicar seus problemas. Ela parece estar bem ferida, mas, ao mesmo tempo, parece forte o suficiente para não demonstrar a dor que sente. "Não demonstrar fraqueza é algo tão típico dos semideuses."

— Para a sua sorte, acabei de fazer algumas poções — digo, sorridente como sempre, e deixo os copos no balcão, para que ela possa beber o conteúdo destes  — Sugiro que beba tudo de uma vez, é melhor que beber aos poucos.

Enquanto ela faz o que peço, contorno o balcão e me posiciono atrás dela. Peço licença e abaixo a parte lateral da gola de sua camisa, deixando seu ombro exposto. Toco a região com cuidado, com a intenção de diminuir suas dores. Quando termino, volto a gola da camisa ao normal. Peço para que ela se vire e estenda os braços. Quando ela o faz, toco os cortes e arranhões, que começam a cicatrizar. Faço uma oração ao meu patrono e minha mão direita é envolta por uma aura prateada; a esquerda, por uma aura dourada. Toco, com as duas mãos, a cabeça da semideusa.

— Agora é só descansar um pouco — digo e me despeço rapidamente.

Ei, você!:
Poderes:
Ativos:

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Passivos:

Conhecimento médico (Nível 1)
Os aprendizes de Asclépio são especialistas em artes da medicina (inclusive suas ramificações e especialidades), possuindo um conhecimento equivalente ao de um estudante de medicina em faculdade de ensino relevante. Assim, eles são os únicos que podem abrir enfermarias no Acampamento Meio-Sangue, passar prescrições médicas, interpretar receitas de efeito curativo e diagnosticar algum problema de saúde, além de ministrar primeiros socorros básicos, em ferimentos leves e superficiais. É necessário ressaltar que, como um estudante, ele apenas possui o conhecimento básico, então ainda necessita de prática e poderá errar inicialmente. Adicionalmente, podem lidar com equipamentos médicos, desde um estetoscópio até um bisturi: qualquer que seja o instrumento médico, o aprendiz de Asclépio saberá utilizá-lo com perfeição, intuindo sua serventia. Não identifica substâncias, apenas itens. A utilização dos instrumentos deve ser interpretada e, se for usada de forma errônea, ignorada. No caso de bisturis e itens que podem ser utilizados em combate, a perícia engloba apenas o uso cirúrgico-medicinal.[Modificado, englobando Perícia com Equipamentos médicos]

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.
Itens:
— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]
Poções:
Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Samantha Johnson ~> 171 HP 183  MP

Tobias Pratt ~> 25 dracmas, além do citado no post anterior.

Clique no nome do player e irá para seu respectivo perfil.

Atualizado por Quíron. Tobias: +25 dracmas


Post: Primeiro e Último | Em: Enfermaria | Com: Os Outros q

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics

Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Logan Montecarlo em Ter 28 Jul 2015, 15:25

Se Logan estivesse um lixo, ele ainda estaria melhor do que atualmente. Seu estado era quase deplorável. A última brincadeirinha das Moiras, em complô com Métis, deixara-o cansado e visivelmente machucado, além de uma sensação estranha dentro de si.

Parecia que dois líquidos agitavam-se em seu estômago, enauseando-o.

Aquela sensação acompanhava-o desde que tivera que controlar o gelo dos hiperbóreos improvisadamente, e por causa dela Logan cambaleava um pouco quando entrou em uma enfermaria, jogando-se na primeira cadeira - ou vaso - que viu e ficando por lá.

— Eu tô mal — reclamava meio baixo, grunhindo em seguida.
Logan Montecarlo
Mentalistas de Psiquê
Mensagens :
325

Localização :
viajei por aí

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Kaine Rembrandt em Qua 29 Jul 2015, 15:56


Enfermaria
Curando


Seu pensamento não estava na enfermaria; não estava no acampamento, muito menos estava em Long Island. Na verdade, nem mesmo o dono do pensamento sabia ao certo onde ele estava. William andava assim, avoado, nos últimos dias, totalmente alheio ao que acontecia ao seu redor.

Dessa vez, encarava a porta de seu estabelecimento médico com estranha curiosidade. Olhava para um pequeno inseto preso do lado de fora do vidro, e nem quando um semideus abriu essa mesma porta e interpôs-se entre ele e o inseto Véroz percebeu-o ali. O que o trouxe de volta ao agora foi a voz familiar do rapaz. Ergueu os olhos, curioso, e deu de cara com o monitor de Perséfone - Logan Montéquio, ou algo como isso - esparramado no sofá branco.

- Esse geralmente é o motivo pelo qual me procuram. - Respondeu ao comentário do outro, enquanto levantava-se de sua cadeira e se aproximava do paciente. Seu olhar clínico ativou-se automaticamente, mostrando todos os dados dele, e fazendo o curandeiro perceber uma cosia: ele realmente estava mal. - Tu 'tava lutando contra um gigante antes de vir aqui? - perguntou, com uma alta dose de ironia na voz e com um sorriso no rosto. Logan olhou para ele, assentiu e voltou a se acomodar no sofá.

Essa é nova.

William murmurou uma pequena oração ao seu patrono e sentiu sua aura expandindo-se. Tocou na têmpora de Montéquio - ou tão perto disso que não fazia diferença - e retirou todo o cansaço do corpo dele. Em seguida concentrou sua energia nas palmas das mãos e voltou a tocar mais duas vezes no filho de Perséfone, trazendo de volta um pouco de sua energia e vitalidade

- Eu até poderia fazer todo o atendimento aqui -, comentou, agora usava um poder para cicatrizar as diversas feridas do paciente - mas eu acho melhor fazer isso em uma maca, sabe? Isso aqui - falou, apontando para o sofá - dá um puta trabalho limpar. - O outro monitor entendeu o recado. Fez uma careta por causa das dores e se dirigiu na direção das macas; Véroz foi até sua bancada, pegou algumas poções e as levitou até a mesinha ao lado de onde Logan estava deitado. Confiou que ele soubesse ingerir todas na ordem e da forma correta.

Preparou mais algumas poções nos dez minutos seguintes e guardou-as nas prateleiras para uso futuro. Então, voltou até onde o filho de Perséfone para terminar o tratamento. Ele estava deitado em uma maca, imóvel, enquanto olhava para o teto branco.

- É - começou, interpretando rapidamente os dados clínicos que invadiam sua visão - você já está quase curado, só precisa de um último poder. - Deu mais dois passos e ficou próximo o suficiente do outro monitor. - Posso? - Perguntou, mostrando o braço do paciente. Quando ele assentiu, William o segurou com força. Fechou os olhos e concentrou-se em criar um elo de energia entre o corpo de ambos. Sentiu sua energia fluir pela sua pele e através dela, entrando em seguida no corpo de Logan. Depois de alguns segundos assim, o braço do curandeiro ficou dormente até o cotovelo; após um minuto, a dormência já havia se espalhado por todo o seu braço. Contudo, foi só quando ele sentiu que sua respiração ficou muito estranha - arrastada, como se ele estivesse usando uma máscara de gás - que parou.

Deixou-se cair em uma das macas, abrindo e fechando sua mão para tentar recuperá-la da dormência.

- Você está cem por cento. Mas, da próxima vez que sair em missão ou algo do tipo, tenta não gastar tanta energia. - O outro monitor franziu o cenho. Parecia não estar acostumado a ser repreendido, mas nem ele poderia negar que abusara muito do uso de seus poderes.

O filho das flores agradeceu rapidamente e então se retirou do local. Véroz ficou deitado, mesmo depois de ouvir a porta de sua enfermaria sendo fechada, tentando fazer com que o sangue circulasse normalmente pelo seu braço direito. Nunca mais vou usar essa porcaria de poder de novo., comentou consigo mesmo Tá parecendo até que eu tive uns dez orgasmos seguidos, só que sem a parte boa.

Seu corpo voltou ao normal; seu olhar ficou parado no teto branco e seus pensamentos se perderam de novo.

Informações:
Poderes usados:

Passivo

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aprendiz Experiente (Nível 33)
O auge da medicina está mais próximo do dito cujo, sendo este o objetivo máximo de eficiência. Os aprendizes, agora, se deparam com um quadro novo de realidade: próteses, cirurgias simples, erros quase nulos. Os ensinamentos médicos convencionais de Asclépio estão praticamente no fim. Os seguidores do deus da cura também poderão reconhecer quase que de imediato a doença que o paciente possui, sabendo também o que fazer nesse caso. Além de tudo, a memória desenvolver-se-á como a de poucos, pois deve se recordar mais facilmente dos conceitos básicos.Operações complexas e outras exigem ainda mais preparação.Na prática, poderá relembrar vagamente de qualquer coisa que esteja relacionada aos seus ensinamentos.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Transfusão (Nível 30)
O curandeiro transfere parte de sua vida e/ou energia para outro alvo, ou faz a ligação entre dois alvos voluntários para tal. O doador pode ceder no máximo até 50% de cada valor, a 10% por turno. Durante este período alvo e o curandeiro não podem realizar qualquer outra ação, ou a ligação se quebra. Para fazer a transfusão consigo mesmo como doador e/ou alvo ainda gasta uma MP de ativação adicional ao valor transferido - e apenas nesse momento. 1 vez por ocasião. A quantia de turnos deve ser definida antes, e anunciada na postagem de ativação, não permitindo outras ações até o término do uso do poder. Doador e Receptor devem manter algum tipo de contato. {Idealizado por Sadie Bronwen}

Poções usadas:
Nível 6
Poção Vitalícia Simples: Uma poção de coloração esverdeada-pálida, caso tenha sido formulada do jeito correto, e de gosto ligeiramente azedo; é particularmente básica e, portanto, não necessita da especialização ‘Alquimista’. Seu principal efeito é o de, após ingerida pela boca como um líquido, recuperar a vida do paciente. Por questões de segurança, só pode ser consumida uma dose a cada turno.

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.

Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Logan Montecarlo Full HP/MP

*Clique no nome do player para ser redirecionado para sua ficha.

Atualizado por Quíron. Will: +25 dracmas
Kaine Rembrandt
Filhos de Éolo
Mensagens :
442

Localização :
Onde eu quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Ethan Slowan em Dom 09 Ago 2015, 01:40


Cura

Empurro a porta com um pouco mais de força do que deveria, de modo que ela quase bate contra a parede. Se isso acontecesse, causaria um barulho bem alto e chamaria atenção, o que não é nem um pouco interessante. Eu estar ferido já é ruim, as pessoas verem isso é pior ainda.

Graças ao meu recente encontro com um monstro e ao meu orgulho - que me faz crer mais na força de meus punhos do que deveria -, há diversos espalhados pela superfície das minhas costas. Apesar disso, o ferimento mais grave está no lado direito de minha barriga. Graças a ele, minha camisa está suja de sangue.

Caminho até o balcão, onde vejo um garoto que espero que seja o curandeiro. Ele me cumprimenta e se apresenta como Tobias. Em resposta, apenas digo:

Sou o Christian. Cortes nos dois braços e um grande ferimento na barriga. Se puder me curar rápido, eu agradeço.

Espero por uma resposta, realmente ansioso para sair da enfermaria. Cada segundo que passo dentro de um lugar como este, posso até sair com o corpo em um estado melhor, mas meu ego sai mais ferido do que quando entro.

Créditos à Jake L. Dwyer pelo template sz
Ethan Slowan
Filhos de Herácles
Mensagens :
23

Localização :
Procure

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Sascha Naaktgeboren em Seg 10 Ago 2015, 23:56


Enfermaria
Machucados devem ser tratados


M
eu dia começava com minha ida até a enfermaria onde iria tratar de meus machucados. O corte em meu ombro não estava nada legal e por isso tinha que cuidar dele logo, malditas as náiades que tinham feito isso. Pelo menos a flecha não tinha sido enfincada em meu corpo pois tinha apenas passado de raspão. Naquela luta tinha ganhado inúmeros machucados que começaram a me incomodar durante o dia anterior. Como estava cheio de serviços naquele momento não tinha tido tempo para tratar daqueles ferimentos e apenas agora conseguia fazer isso, então fui direto para a tenda de curativos e adentrei o recinto.

Felizmente o lugar parecia muito moderno para um simples acampamento e tinha tudo que um verdadeiro hospital precisava. Procurei por algum enfermeiro para relatar os meus problemas; quando achei um eu disse:

— Senhor, será que poderia me ajudar ? — perguntei — Estou com alguns machucados aqui e ali. — Tirei então minha camisa e mostrei os cortes e ferimentos que tinha. Esperava que ele pudesse dar um jeito naquilo afinal logo seria requisitado novamente.




# your tags here, bitch

Lorde, The Hunger Games.
Sascha Naaktgeboren
Filhos de Despina
Mensagens :
79

Localização :
Canadá

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Tobias Pratt em Ter 11 Ago 2015, 14:09






Enfermaria


Fico animado ao ver o próximo paciente entrar na enfermaria. Já estava estranhando o fato de eu não ter nenhum semideus ferido precisando da ajuda dos curandeiros.

Me apresento e, sorridente, cumprimento o semideus, que faz o mesmo, com exceção da parte do "sorridente".

O guio para uma maca e peço que me aguarde deitado.

— Espere aqui, vou fazer algumas poções e já volto.

Vou até o balcão e, com apenas um pensamento, faço com que minha bolsa de ingredientes apareça em cima deste. Retiro alguns ingredientes dessa e novamente faço uma oração. Começo o processo da criação da poção e pouco tempo depois as coisas bizarras que eu tirei da bolsa se tornam um líquido de tom esverdeado. Com mais alguns ingredientes, copos e orações, faço outras três poções. Nunca sei quando alguém vai chegar precisando delas, então sempre faço uma ou duas à mais.

Quando está tudo pronto, levo duas das poções que fiz para o semideus, que despeja o conteúdo de ambos os copos em sua boca, sem ao menos demonstrar uma reação ao gosto dos líquidos. Provavelmente é mais um daqueles semideuses orgulhosos que pode estar quase morrendo, mas não demonstra.

— Recomendo que fique de repouso por um tempo. Tente não se meter em brigas desnecessárias, essas coisas.

— Pode deixar, doutor — ele diz e se levanta. Se despede com um movimento de cabeça e eu faço o mesmo. Mais um curado.


[...]


Quando estou prestes a guardar as poções para que não percam seu efeito, mais um meio-sangue aparece. Pelo modo como vasculha toda a enfermaria com os olhos, imagino que seja a primeira vez que ele vem aqui.

— Claro. Esse é o meu trabalho — repondo, quando ouço o que o semideus diz. Como sempre, com um sorriso estampado em minha face.

Aproveito que já estou com duas poções em mãos e entrego ambas para o garoto. Antes mesmo de ver sua reação ao gosto do líquido, peço para que ele me acompanhe e vou até a ala das macas. Ele rapidamente entende o que precisa fazer e se deita. Após mais uma oração, vejo minhas mãos emanarem uma luz dourada, e passo elas pelos cortes distribuídos pelo corpo do garoto, fazendo com que cicatrizem. O aparentemente mais grave demora um pouco mais, mas não resiste e finalmente se fecha, deixando uma cicatriz no lugar.

— A maior parte dos cortes era apenas superficial, então já está cicatrizado. Infelizmente isso não se aplica ao corte no seu ombro, então peço que cuide de tal região e descanse. Nada de pegar peso ou coisas do tipo — vou até uma das prateleiras da enfermaria e pego uma pequena caixinha, que contém alguns band-aids — Apesar de o corte já estar cicatrizado, isso pode ajudar na proteção da região machucada. E é isso, já pode ir.

Ele se levanta e veste sua camisa novamente. Se despede de mim e faço o mesmo.

Ei, você!:
Poderes:
Ativos:

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Passivos:

Conhecimento médico (Nível 1)
Os aprendizes de Asclépio são especialistas em artes da medicina (inclusive suas ramificações e especialidades), possuindo um conhecimento equivalente ao de um estudante de medicina em faculdade de ensino relevante. Assim, eles são os únicos que podem abrir enfermarias no Acampamento Meio-Sangue, passar prescrições médicas, interpretar receitas de efeito curativo e diagnosticar algum problema de saúde, além de ministrar primeiros socorros básicos, em ferimentos leves e superficiais. É necessário ressaltar que, como um estudante, ele apenas possui o conhecimento básico, então ainda necessita de prática e poderá errar inicialmente. Adicionalmente, podem lidar com equipamentos médicos, desde um estetoscópio até um bisturi: qualquer que seja o instrumento médico, o aprendiz de Asclépio saberá utilizá-lo com perfeição, intuindo sua serventia. Não identifica substâncias, apenas itens. A utilização dos instrumentos deve ser interpretada e, se for usada de forma errônea, ignorada. No caso de bisturis e itens que podem ser utilizados em combate, a perícia engloba apenas o uso cirúrgico-medicinal.[Modificado, englobando Perícia com Equipamentos médicos]

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.
Itens:
— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]
Poções:
Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Christian Arryn ~> Full HP / Full MP

Jamie C Argent ~> Full HP/ Full MP

Tobias Pratt ~> 50 dracmas.

Clique no nome do player e irá para seu respectivo perfil.

Post: Primeiro e Último | Em: Enfermaria | Com: Os Outros q

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics

Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Odisseu em Ter 01 Set 2015, 20:01

Atualizado.




GAME OUVIR
Odisseu
Administradores
Mensagens :
313

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Noak Rupprecht Bleecker em Qua 07 Out 2015, 15:34




[A CURA...]

A enfermaria era o segundo chalé de Noak, o filho de Thanatos. Passava ali mais tempo que na própria arena, ou no refeitório. Ele realmente gostava de roubar o néctar dos curandeiros, ou dos próprios filhos de Apolo. Entretanto, desta vez ele estava lá para curar-se, e não para um bela xícara de néctar.

Ouvira falar sobre um filho de Eólo que tratava os campistas. Este também era um dos seguidores de Asclépio, que curava seus irmãos e amigos. Sabendo disto, o semideus de Thanatos dirigia-se à tenda aberta daquele jovem 'médico'.

William...? - Ecoou na enfermaria do tal.

Sem esperar resposta, entrou e sentou-se sobre uma das macas localizadas perto da entrada.

O perfume refrescante de frutas cítricas invadia seus pulmões e deixava-o mais calmo. A dor no corpo e a indisposição deixava o menestrel de Orfeu desaminado e sem vontade fazer nada.

Bom dia! - Brandou um jovem semideus que Noak nunca vira antes, provavelmente era o filho de Eólo que ouvira falar. - Posso ajudá-lo? - Indagou retoricamente.

Sim - Disse o jovem de Thanatos. - Preciso de ajuda para com o desânimo de estar neste acampamento monótono. - Falou sorrindo pata o outro campista.

O menestrel explicou que sofria dores no corpo e que possuía alguns cortes pelo corpo. Falou também que estava sem energia para continuar treinando e isso o deixava desanimado. Noak gostava de estar ali e não de ser paciente, odiava determinados apetrechos de médicos, injeção por exemplo.

- Meu problema não se resolve com remédios injetáveis... não é? - Perguntou assustado com uma expressão engraçada.
Noak Rupprecht Bleecker
Filhos de Tânatos
Mensagens :
55

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Lana D'yer Hempstead em Qua 07 Out 2015, 16:10



— LANA D'YER : TITANIUM — ENFERMARIA
<
I'm bulletproof, nothing to lose, fire away, fire away. Ricochets, you take your aim, fire away, fire away. You shoot me down but I won't fall.
I AM TITANIUM!
Eu poderia evitar a enfermaria por muito mais tempo, isso se Quíron não tivesse me dado uma ordem bem clara: deveria me cuidar ou passaria um mês limpando os estábulos. Não conhecia a razão daquele híbrido intrometido se preocupar tanto com meu estado de saúde, mas diante à tal ameaça voltei mais uma vez para o lugar que me provocava tantos sentimentos desagradáveis.

A Enfermaria que escolhi naquele dia foi uma completamente desconhecida. Entrei e aguardei o tratamento, evitando olhar tudo o que tinha ao meu redor, evitando pensar no que um local como aquele representava para mim. Meu corpo ainda não se via curado após tanto descuido de minha parte, seria difícil voltar a ficar completamente saudável em tão pouco tempo, mas sob tanta pressão só me restou tentar.




◉ informações

Arsenal:

Irrelevante
Observações:

~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

ENFERMARIA || MANHÃ || CLIMA AMENO
HUMOR MORIBUNDO
(c)

Lana D'yer Hempstead
Indefinido
Mensagens :
161

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Nina A. Mutt em Qua 07 Out 2015, 18:49

Cure ou dê veneno, só a faça calar a boca.




Conseguir fugir de uma enfermaria é fácil, difícil é quando te descobrem, te amarram de novo e te levam em outra enfermaria. Nina não estava feliz, na verdade raramente ficava, porém dessa vez e só dessa maldita vez, se deixou levar e ficou bem comportada na maca que reservaram no canto destinado aos deuses com aura de morte. Ok, vamos ignorar que ela quase quebrou o nariz de um dos ajudantes por ele tentado amordaça-la, são águas passadas, agora ela estava muito bem comportada e feliz com seu cantil mágico e com Amartía entre os dedos pronta para ser sacada e decepar o pau ou peito de qualquer imbecil que a tirasse do sério.

Levantou o olhar, percorreu a enfermaria nova de ponta a ponta, nada demais na verdade. Quando o curandeiro veio, ela o encarou bem, sorrindo daquela forma meio maldosa, meio ansiosa que deixava muitos agoniados com a impulsividade maníaca que habitava aqueles dentes estranhamente brancos demais para uma fumante ativa.

- Quanto às feridas, nada demais, apenas uns cortes cá e lá, nada muito fodido. Meu problema é energia, se eu invocar a porra de uma pedrinha eu vomito mais do que se tivesse de ressaca de crack. – estalou os dedos e desviou o olhar por segundos, analisando os próprios dedos, passando a língua pelos lábios ressequidos. – Me libere logo, preciso fumar. Aliás se você disse qualquer merda sobre meus pulmões e como isso faz mal, eu te esgano.

Recostou-se na maca e esperou, internamente ponderou se era errado ou não ameaçar o enfermeiro que iria lhe curar, entretanto como sempre, o foda-se foi maior e ela apenas começou a cantarolar qualquer música velha que ele não saberia identificar se era do Floyd ou do Led.

Nina A. Mutt
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Mudkip em Qui 08 Out 2015, 15:49



Enfermaria

Entro na enfermaria e ando na direção da cadeira que está mais perto de mim. Já estava cansado antes de sair do rio onde moro, e a caminhada não ajudou. Então ficar em pé não me ajudaria muito.

Já sentado, começo a dar mais atenção ao lugar onde estou e percebo o quão organizada a enfermaria é. O estabelecimento tem de tudo: desde plantas medicinais a livros que provavelmente servem para auxiliar o curandeiro em seus procedimentos.

Estou tão distraído que só percebo a aproximação do seguidor de Asclépio quando este me cumprimenta e me faz a típica pergunta dos curandeiros e médicos: "como posso ajudá-lo?"

- Tenho alguns ferimentos na barriga e no braço esquerdo, e to me sentindo exausto.

Digo e espero por uma resposta.


The Killjoy Never Die! @ CG!



Mudkip
Espíritos da Água
Mensagens :
30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Kaine Rembrandt em Qui 08 Out 2015, 16:47


Enfermaria
Curando

O humor de uma pessoa normal varia muito. Variáveis como o sono, alimentação, trabalho, trânsito e lazer são apenas algumas das que ajudam a alterar rapidamente o temperamento de alguém ao longo do dia. E com os semideuses isso era pouco diferente. Por mais que a maioria tentasse se manter ou fugir de um esteriótipo, sempre haverá alguma alteração em algum momento. Por entender isso, William Véroz deixou de procurar sua "índole" ainda muito novo e passou a deixar que as variáveis já citadas, e outras não ditas, definissem a forma como ele estaria.

Naquele dia, por exemplo, ao contrário do anterior, o monitor do chalé de Éolo estava uma felicidade só. Ganhara, de um dos seus meio-irmãos, um exemplar da HQ de um dos seus personagens preferidos. Lia ela pela quinta vez consecutiva em sua bancada de trabalho quando o som da porta de sua enfermaria sendo aberta chamou sua atenção. Rapidamente fechou sua revista e seguiu até seu mais novo paciente, esbanjando um sorriso largo que quase atingia suas orelhas.

Saudou alegremente o meio-sangue, ouviu com atenção todas as reclamações dele e não pode deixar de gargalhar quando o garoto deixou claro seu medo de injeções.

- Não, não se preocupe - deu outra risada antes de prosseguir - no acampamento a gente usa mais os métodos "divinos" para curar. Deixa eu mostrar. - Sorriu mais uma vez, concentrou-se um pouco e tocou na testa do rapaz, trazendo de volta ao corpo dele toda a energia que ele perdera. - Viu? Sem furo nenhum.

Então tratou dos cortes e das dores. Véroz pediu para que o paciente apontasse todos os locais que lhe incomodavam, e poucos minutos depois curou tudo usando seus poderes de cicatrização e anestesia. Concluiu o tratamento com outro toque que devolveu a vitalidade ao "quase aicmofóbico".

- Muito bem, é só isso. Da próxima vez não hesite em procurar um curandeiro com medo de agulhas.

Pouco tempo depois outro paciente entrou, dessa vez uma garota. Ela não era estranha a William, e quando ele perguntou o nome dela, já usando seu poder para recuperar a energia dela, foi respondido com um frio e seco: "Lana". Ok, ok, entendi o recado. Véroz guiou Lana até uma das macas e quando ela se acomodou tratou de usar outros de seus poderes para retirar o cansaço e as dores, e outro para fazer desaparecer os arranhões e cortes do corpo da semideusa.

- Só um instante, preciso pegar uma poções. - E assim fez. Pediu para que a campista bebesse todo o líquido em uma ordem e de um jeito que ele explicou.

Enquanto a garota tomava as poções, Véroz deu início a outra parte do tratamento. Orou ao seu patrono e depois usou um de seus poderes para criar uma área de "cura" naquela ala. A forma como aquele poder agiu na semideusa que estava deitada era evidente. Aquela área ainda ficaria abençoada por algum tempo, mas o curandeiro suspeitou que Lana estava com pressa de sair dali, por isso depois de ela beber as poções deu alta para ela.

[...]

William ouviu as reclamações de Mutt atenciosamente, mesmo que sua vontade de rir da situação toda fosse muita. Sozinha, a ex-monitora conseguiu quase quebrar um nariz de um outro campista, ser amarrada e levada até ali, isso depois de fugir de uma enfermaria. Perigosa? Sim, e ela fazia questão de lembrar isso deixando sua arma por perto.

- Tá, já entendi. Sem falar do cigarro, dos pulmões, do fígado, do coração, da boca, esôfago e tudo mais. Agora, se puder manter essa espada parada, preciso de tocar. - Com o consentimento da filha de Hades, Véroz conseguiu usar seus poderes para descansar o corpo da garota, recuperar sua vitalidade e energia, cicatrizar e anestesiar ela. Voltou a usar sua Aura de Restauração, ao mesmo tempo em que serviu poções à garota.

- Acho que é só isso. Poderia te prender aqui mais um pouco, mas tenho certeza que você quer se livrar de mim. Está liberada, e por favor guarde essa espada. - Disse, sorrindo levemente para a prole do deus do submundo.

Quando ela se retirou Véroz tratou de recuperar a si mesmo. Tomou algumas poções e usou um de seus poderes básicos para recuperar-se. Ao fim do dia, estava cansado fisicamente, mas bastava uma boa noite de sono para poder se recuperar por completo.

Informações:
Poderes usados:

Passivo

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aprendiz Experiente (Nível 33)
O auge da medicina está mais próximo do dito cujo, sendo este o objetivo máximo de eficiência. Os aprendizes, agora, se deparam com um quadro novo de realidade: próteses, cirurgias simples, erros quase nulos. Os ensinamentos médicos convencionais de Asclépio estão praticamente no fim. Os seguidores do deus da cura também poderão reconhecer quase que de imediato a doença que o paciente possui, sabendo também o que fazer nesse caso. Além de tudo, a memória desenvolver-se-á como a de poucos, pois deve se recordar mais facilmente dos conceitos básicos.Operações complexas e outras exigem ainda mais preparação.Na prática, poderá relembrar vagamente de qualquer coisa que esteja relacionada aos seus ensinamentos.

Aura de restauração (Nível 43)
A presença do curandeiro emite uma aura que afeta seus aliados próximos, ampliando fatores de cura/ regeneração e ampliação próprios enquanto em uma área a até 25m de raio de distância do servo de Asclépio. Isso faz com que as restaurações sejam 50% maiores (mínimo de 1 ponto) mas não altera as condições das mesmas. Adicionalmente, seus próprios fatores naturais (regenerações passivas, não poderes ativos) são ampliados, desde que, obviamente, ele esteja dentro da situação especificada. [Novo]

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Transfusão (Nível 30)
O curandeiro transfere parte de sua vida e/ou energia para outro alvo, ou faz a ligação entre dois alvos voluntários para tal. O doador pode ceder no máximo até 50% de cada valor, a 10% por turno. Durante este período alvo e o curandeiro não podem realizar qualquer outra ação, ou a ligação se quebra. Para fazer a transfusão consigo mesmo como doador e/ou alvo ainda gasta uma MP de ativação adicional ao valor transferido - e apenas nesse momento. 1 vez por ocasião. A quantia de turnos deve ser definida antes, e anunciada na postagem de ativação, não permitindo outras ações até o término do uso do poder. Doador e Receptor devem manter algum tipo de contato. {Idealizado por Sadie Bronwen}

Pulso de restauração (Nível 37)
Semelhante a Cariocinese, mas afeta aliados em área e não necessita do toque. Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, o corpo do Curandeiro será tomado por uma aura dourada, que se expande e afeta todos os aliados a até 5m de distância. Tais aliados passam a receber uma regeneração da HP e MP durante a duração do pulso, equivalente ao custo de MP do poder de cura base (Cura nível 1 = 4) x 1/10 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Por exemplo, um personagem nível 37 curaria 4 x 3,7 = 14, 8; arredondando para baixo, seriam 14 de HP e MP. O pulso dura 3 turnos, então, todos os aliados dentro da área de efeito restaurariam 42 de HP e MP se passassem os 3 turnos na área de efeito. Um uso por combate. A regeneração dura 3 turnos, mas, sobre si próprio, fornece apenas recuperação de HP. Para fins de gasto de MP, o cálculo é realizado sobre o nível do poder como normalmente realizado. (Total = 148 MP) [Novo]

Poções usadas:
Nível 6
Poção Vitalícia Simples: Uma poção de coloração esverdeada-pálida, caso tenha sido formulada do jeito correto, e de gosto ligeiramente azedo; é particularmente básica e, portanto, não necessita da especialização ‘Alquimista’. Seu principal efeito é o de, após ingerida pela boca como um líquido, recuperar a vida do paciente. Por questões de segurança, só pode ser consumida uma dose a cada turno.

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.

Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Noak Rupprecht Bleecker Full HP/MP
Lana D'yer Hempstead 603 HP/740 MP - Interpretei que a personagem se retirou porque ela se inscreveu no evento.
Nina A. Mutt Full HP/ 599 MP
William Véroz Full HP/MP

*Clique no nome do player para ser redirecionado para sua ficha.


Kaine Rembrandt
Filhos de Éolo
Mensagens :
442

Localização :
Onde eu quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Tobias Pratt em Qui 08 Out 2015, 16:58






Enfermaria


Entro na enfermaria e olho para tudo ao meu redor, conferindo como estão as coisas, como já fiz diversas outras vezes.

— Desculpe o atraso, tive um imprevisto. Mas agora estou aqui e estou disposto a trabalhar. Temos algum paciente? — digo.

— Aquele garoto ali — ele diz e aponta para um semideus sentado em uma cadeira.

Assinto com a cabeça e, sorrindo, me aproximo da garoto indicado.

— Olá. Em que posso ajudar?

— Tenho alguns ferimentos na barriga e no braço esquerdo, e to me sentindo exausto.

— Vá para aquela sala, tire a camisa e se deite em uma das macas, por favor — aponto para o espaço reservado às macas. Ele atende meu pedido e eu me dirijo para o balcão. Minha bolsa aparece sobre a mesa e eu retiro os ingredientes necessários para fazer uma poção.

Com as duas doses prontas, bebo uma delas, para recuperar-me do esforço físico recém feito. Em seguida, vou até o lugar onde pedi que o semideus esperasse por mim.

— Admito que o gosto não é dos melhores e recomendo que beba tudo de uma vez — entrego o copo com o líquido para ele, que bebe rapidamente — Agora vamos cuidar desses ferimentos.

Após uma rápida oração ao meu patrono, observo a aura prateada que envolve minhas mãos. Toco cada um dos cortes espalhados pelo corpo do rapaz, fazendo com que eles cicatrizem, e depois toco em sua testa, para ajudar a recuperar sua energia.

— Obrigado, já estou bem melhor — ele agradece e eu sorrio, após sussurrar um "de nada".

— Como os cortes foram superficiais, você pode agir normalmente, mas evite ferir a região novamente com impactos fortes ou algo do tipo — sorrio — E se não conseguir fazer isso ou se precisar, é só voltar aqui que eu te ajudo de novo.

Ele se despede rapidamente e eu observo ir embora e em seguida vou até a estante atrás do balcão. Pego um livro e começo a o ler.

Ei, você!:
Poderes:
Ativos:

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. Este poder só pode ser usado em si mesmo se conseguir tocar o ferimento. 1 utilização por batalha. [Novo]

Passivos:

Conhecimento médico (Nível 1)
Os aprendizes de Asclépio são especialistas em artes da medicina (inclusive suas ramificações e especialidades), possuindo um conhecimento equivalente ao de um estudante de medicina em faculdade de ensino relevante. Assim, eles são os únicos que podem abrir enfermarias no Acampamento Meio-Sangue, passar prescrições médicas, interpretar receitas de efeito curativo e diagnosticar algum problema de saúde, além de ministrar primeiros socorros básicos, em ferimentos leves e superficiais. É necessário ressaltar que, como um estudante, ele apenas possui o conhecimento básico, então ainda necessita de prática e poderá errar inicialmente. Adicionalmente, podem lidar com equipamentos médicos, desde um estetoscópio até um bisturi: qualquer que seja o instrumento médico, o aprendiz de Asclépio saberá utilizá-lo com perfeição, intuindo sua serventia. Não identifica substâncias, apenas itens. A utilização dos instrumentos deve ser interpretada e, se for usada de forma errônea, ignorada. No caso de bisturis e itens que podem ser utilizados em combate, a perícia engloba apenas o uso cirúrgico-medicinal.[Modificado, englobando Perícia com Equipamentos médicos]

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Alquimista (Nível 6)
Quando um seguidor do deus da medicina estuda a alquimia, ficará pronto para preparar poções, venenos, pomadas e outros tipos desses objetos. As “bebidas” criadas pelos alquimistas só poderão ser usadas na situação atual; ou seja, não poderão ficar com as doses extras após a missão, evento, treino ou trama (isto é, caso prepare uma poção e não utilize todas as suas doses, ele as perderá – a exceção é a enfermaria, pois se um curandeiro formular uma poção, esta poderá ser utilizada por ele em outro paciente num outro post; não ocorrerá de ser adicionada ao seu arsenal).
Itens:
— Colar do Serpentário / Colar (o formato e o estilo da confecção lembram uma serpente dourada; nunca pode ser perdido, vendido ou retirado a força, pois identifica os curandeiros e, portanto, não é considerado um item nas contagens para missões, eventos e tramas, embora ainda seja preciso citá-lo) (seu efeito principal é o de, quando retirado do pescoço, se transformar em um dos itens a seguir: uma réplica quase totalmente semelhante do Bordão de Asclépio (ou seja, uma espécime de bastão rústico e fino envolvido por uma serpente de escamas feitas de prata envenenada que podem ser tão afiadas quanto uma espada, possuindo o mesmo potencial de corte de uma arma laminada; ele se adapta completamente ao tamanho e porte físico do usuário). {Prata, madeira e veneno} (Nível mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento) [Presente de Curandeiro]

— Bolsa de Componentes Mágicos / Bolsa (Nela são guardados desde objetos para preparo de poções até bisturis e utensílios médicos [ela possui espaço infinito para tais coisas e somente para tais coisas; também aparece e desaparece, dependendo exclusivamente da necessidade do semideus]) {Couro} (Nívem mínimo: 1) (Controle sobre nenhum elemento)[Presente de Curandeiro]
Poções:
Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:
Wooper ~> Full HP/MP

Tobias Pratt ~> Full HP + 25 dracmas.

Clique no nome do player e irá para seu respectivo perfil.

Post: Conta Que Cê Descobre | Em: Enfermaria | Com: Os Outros q

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics

Tobias Pratt
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Nina A. Mutt em Qui 08 Out 2015, 23:44

Ok veneno não funciona, sufoca no travesseiro



- Você realmente acha que vai se livrar de mim tão facilmente? Puta merda curandeiro, não seja tão brochante. – ela deu um sorriso maldoso, malicioso, venenoso. Enfim, do tipo que diz: você é muito inocente filhote, caralho.

Ela recostou-se novamente e apenas comentou que não se sentia totalmente recuperada, ainda havia certo desconforto interno, um cansaço inexplicável, como uma foda não finalizada em que um dos lados não goza. É, bem explicado.

- Me dê uma dessas poções fortes logo, sou mênade porra, o máximo que seu veneno mais potente pode fazer comigo é cócegas. – o tom convencido era característico e tirava qualquer um do sério facilmente, mas ela sentia que o tal médico tinha uma paciência abençoada. Também esperava que o ratinho do aprendiz dele, que corria de lá pra cá, também tivesse caso sobrasse pra ele.

Deve ser influência do patrono ou coisa parecia, Nina tinha certeza que Asclépio deveria ser mais fácil de lidar que Dionísio, que vivia carrancudo e transformava em parreiras qualquer um que fosse contra suas ordens. Falando nisso, vez ou outra, ela ficava muito agoniada ao sentir o perfume de uvas que seu cabelo exalava.

Ew.

Nina A. Mutt
Mênades
Mensagens :
404

Localização :
Na puta que o pariu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Kaine Rembrandt em Sex 09 Out 2015, 14:12


Enfermaria
Curando

Ver Mutt de novo na sua enfermaria depois de tão pouco tempo arrancou uma risada de Véroz. O bom humor do curandeiro ainda estava em alta, mas do que ele ria mesmo era da mudança de humor da filha de Hades. Algumas horas antes ela estava em fúria e descontrolada, como uma criança quando arrancam seu brinquedo; agora mostrava sorrisos esporádicos. Até fez uma piada sobre a capacidade de William de se manter ereto!

- Acredite, eu não sou brochante. - Conseguiu dizer, antes de gargalhar alto mais uma vez. Quando se acalmou, Nina já tinha voltado a falar. Comentou sobre uma sensação estranha que sentia, comparou aquilo com sexo - o que fez o curandeiro rir - e em seguida revelou-se uma mênade de Dionísio. - Minhas poções são bem mais fortes do que parecem, Mutt. Mas acho que você precisa é de uma das mais fracas. - Foi até as prateleiras, abriu algumas até achar o frasco que estava procurando e foi até a filha de Hades novamente. - Beba isso.

A mênade deve ter confundido o líquido com tequila a julgar pela velocidade com que virou toda a poção na boca. Ela entregou o copo de volta para William que logo em seguida usou seu poder para reenergizá-la.

- Eh, acho que é só isso. 'Tá liberada. Aliás, da próxima vez que estiver quase morta, tenta não fugir das enfermarias. Os narizes dos campistas agradecem. - E, vendo um sorriso no rosto do curandeiro, Nina se retirou da enfermaria.      
Informações:
Poderes usados:

Passivo

Conforto Restaurador (Nível 2)
Ao realizar um exame prévio e acomodar um paciente em sua enfermaria, recepcionando-o e tratando com cuidado, no ambiente adequado e modificado com as condições especiais para isso, o paciente fica mais predisposto ao tratamento e assim as habilidades do curandeiro tornam-se mais efetivas, ampliando o valor restaurado em 20% (arredondado para baixo, mínimo de 1 ponto). Por ser necessário certo preparo anterior, somente funciona na enfermaria ou em situações de conforto. Não afeta a si próprio, obviamente. Não serve para cicatrizar ou quaisquer outros efeitos, apenas a recuperação de vida; para obter tais efeitos, deve-se, ao menos por enquanto, utilizar de métodos convencionais. [Modificado de ativo para passivo, antigo "Boas vindas curadoras"]

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aprendiz Experiente (Nível 33)
O auge da medicina está mais próximo do dito cujo, sendo este o objetivo máximo de eficiência. Os aprendizes, agora, se deparam com um quadro novo de realidade: próteses, cirurgias simples, erros quase nulos. Os ensinamentos médicos convencionais de Asclépio estão praticamente no fim. Os seguidores do deus da cura também poderão reconhecer quase que de imediato a doença que o paciente possui, sabendo também o que fazer nesse caso. Além de tudo, a memória desenvolver-se-á como a de poucos, pois deve se recordar mais facilmente dos conceitos básicos.Operações complexas e outras exigem ainda mais preparação.Na prática, poderá relembrar vagamente de qualquer coisa que esteja relacionada aos seus ensinamentos.

Ativos

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Poções usadas:

Nível 9
Poção Energética Simples: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada e um gosto frutífero refrescante e adocicado; comum e imprescindível para os curandeiros, ela não precisa da especialização ‘Alquimista’ para ser feita. O efeito dela é, quando sorvida para dentro dos lábios, restaurar a energia do cliente. É óbvio e claro que ela não pode ser ingerida em excesso e, portanto, seu uso só é liberado uma vez a cada turno.
Atualizações:
Nina A. Mutt Full HP/MP

*Clique no nome do player para ser redirecionado para sua ficha.


Kaine Rembrandt
Filhos de Éolo
Mensagens :
442

Localização :
Onde eu quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por ♦ Eos em Sab 10 Out 2015, 00:01

Atualizado
♦ Eos
Administradores
Mensagens :
1421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Olivia Skyller em Qua 28 Out 2015, 18:30


Fill me up with the novocaine

Desde quando chegara ao acampamento - o que não fazia tanto tempo assim -, Skyller nunca fora a uma enfermaria. Não a do tipo mágica, com semideuses abençoados por um deus da medicina e tal - claro que já fora a um hospital, mas do tipo dos mortais.

Além do cansaço da rotina de semideusa, boa parte de sua energia havia se esvaído, alguns cortes e hematomas também eram presentes em seu corpo: tudo graças à pequena aventura que passara no mundo lá fora. Caminhando pela área onde se distribuíam diversas enfermarias, a cria de Hades resolveu entrar então na primeira que encontrara (até porque não costumava fazer aquilo).

O interior do local era bem confortável e agradável, com ervas e equipamentos medicinais por toda a parte. Estava consideravelmente vazio, e a garota se dirigiu até o balcão, onde estava o possível responsável pelo lugar.

- Olha, fui sequestrada e consegui me salvar. Se puder dar uns ajustes aqui... - Deu um sorriso fraco, mostrando alguns ferimentos no seu corpo.



Olivia Skyller
Filhos de Hades
Mensagens :
114

Localização :
Quer um GPS?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Ethan Miyazaki em Ter 10 Nov 2015, 22:26





Sobrevivendo





Dois sátiros carregavam o Kyle Gauther na direção da Enfermaria do Willian, um filho de Éolo e grande curandeiro, que já havia cuidado do mênade algumas vezes. O jovem não conseguia deixar seus olhos abertos, já que estava completamente cansado e de certa forma muito machucado. Duas costelas quebradas, uma ferida perto do olho na qual fazia com que ele ficasse com uma cicatriz da testa, passando pelo olho, indo pela bochecha até o queixo. Além disso, ele estava um pouco surdo por conta da explosão que aconteceu no carro na qual ele estava para ir na direção do Acampamento Meio-Sangue. Dois dedos da mão direita, três da esquerda e três do pé direito estavam quebrados. Sua boca sangrava, seu nariz estava quebrado e o pior - Naquele momento, sua mente estava no Mundo Inferior.
Kyle Gauther encarava Dionísio e Deimos a sua frente, enquanto no meio dos dois estava Hades. O poder que aqueles três deuses emanavam era tão grande que o semideus sentia seu corpo tremer, o medo também já começava a entrar em sua alma. Hades sorriu para o semideus, acenando com a sua mão esquerda e assim um fúria apareceu trazendo um jovem pelos ombros.
- Reconhece, filho de Deimos? É seu irmão.
O irmão de Kyle parecia em bom estado, estava com armadura completa grega, além de uma espada nas costas e um elmo em formato de cão.
- Ele me serviu todos esses anos, enquanto você servia ao Dionísio aqui. Agora, quem é mais forte? Conte para ele, Deimos, o que você fez. - Hades deu uma risada enquanto o irmão do Gauther, Arthur, o encarava. Seus olhos eram negros, seus cabelos eram mais escuros ainda e sua pele, branca como a neve.
- Na noite em que mandei monstros para lá, queria ver qual dos dois iria sobreviver. Uma profecia fora feita para mim, que um dos meus filhos me traria glória. Mas para isso, um deveria morrer. Só que... Você não morreu, Dionísio e a Hécate olharam por você e agora você está aqui. Mas agora, quero ver se você não morre. - Deimos sorriu, fazendo com que o Kyle entrasse em pânico por alguns momentos e vomitasse sangue tanto no sonho como na realidade.
- Vá, pois Thanatos te espera. - Disse Hades. Dionísio olhou para o semideus com uma cara triste, mas nada podia fazer por conta daquela intriga entres os outros dois deuses.

Kyle foi deixado em uma maca enquanto o filho de Éolo começava a cuidar do mesmo. Seu corpo tremia, com a febre que já dominava seu corpo. O jovem conseguiu abrir seus olhos a ponto de ver todos os sátiros, semideuses e ninfas que estavam perto do seu corpo. Apenas uma frase conseguiu pronunciar:
- Ajude-me. - Sussurrou.

Desculpas:
Desculpas pelo post, não foi um dos melhores.


Ethan Miyazaki
Mênades
Mensagens :
96

Localização :
Long Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Darya Archer-Gilligan em Sab 14 Nov 2015, 20:07


Enfermaria
Templates devem ser roubados


D
izer que aquele estava sendo um dia interessante seria apenas uma grande mentira. Nah, o dia só estava chato e monótono, sem nada que o diferenciasse dos demais pela Archer-Gilligan. Porém, bem, a garota não estava lá em seus melhores estados. Rotina pesada, treinos, monitoria... sabem como é. E que treino pesado tivera naquela tarde. Foi por causa dele que teve que dirigir-se, ainda que a contragosto, para uma das enfermarias, já antes frequentada por ela.

Assim, entrou na modesta sala, que, por si só, já transmitia calma. Entrou então por outra porta que, por sua vez, levava até onde algumas macas estavam enfileiradas, e sentou-se na primeira que pôde. Aguardou até que o rapaz pudesse atendê-la, cumprimentando-o com o seu habitual meio-sorriso irônico. Após cumprimentá-lo brevemente, retirou a familiar jaqueta de couro, deixando exposta a camiseta rasgada e manchada de sangue, além de detalhar os hematomas que suas costas provavelmente exibiam após uma bela queda.




# your tags here, bitch

Darya Archer-Gilligan
Filhos de Deimos
Mensagens :
244

Localização :
Into the Badlands

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Ana M. Thernadier em Sex 08 Jan 2016, 16:23


Enfermaria
Nurse me back to Health pt. 3

O segundo local escolhido era uma das enfermarias mais modestas, mas que ainda assim era acolhedora para qualquer um que passasse pelas portas. Sem muitos adereços contemporâneos como a última que visitara, mas a instalação apresentava o básico para prestar suporte à vida.

Neste caso, haviam dois pacientes no aguardo, enquanto o curandeiro estava distraído fazendo orações e oferendas a Asclépio.

Olá. Eu estava entediada lá na enfermaria da Kristy e pensei em passar por aqui para oferecer ajuda. Tudo bem por você? — Ana se dirigiu ao dono, com cortesia.

Como a resposta foi positiva, a estagiária abriu um grande sorriso e fez um questionário rápido sobre os casos presentes para saber o que poderia fazer. William a informou dos casos - nenhum muito complicado - e pediu para que cuidasse das partes mais superficiais enquanto ele terminava de fazer poções curativas.  

Ana calçou um par de luvas descartáveis e dirigiu-se primeiro à moça de cabelos claros, com uma história de sequestro e muitos machucados sérios. Só de cara, já haviam inúmeros hematomas, ralados e alguns cortes que precisavam de pontos. Fez testes rápidos para verificar se não haviam grandes injúrias internas e danos aos órgãos, que não resultavam em nada complexo.

Esses semideuses parecem abençoados, pensou, enquanto tirava os instrumentos necessários para fazer as poucas suturas que a garota iria precisar. Enfrentam o diabo a quatro e sempre voltam para cá apenas com alguns roxos e machucados. É só um pouco entediante para minha carreira, mas fico feliz de não encarar tantas mortes.

Canalizou energia para a ponta dos dedos e os encostou levemente em regiões próximas aos locais injuriados, fazendo com que a dor se dissipasse e o local ficasse anestesiado para que pudesse fazer os pontos sem problemas. Para aqueles que normalmente se curariam com mais dificuldade, utilizou habilidades curativas com o uso de auras. E uma vez terminados os tratamentos iniciais, bastariam as poções energéticas (administradas por William) para fazer a semideusa voltar ao estado desejável.

Tome cuidado daqui para frente, certo? — Sorriu e liberou-a para retornar às atividades, enquanto se virava logo para a segunda paciente.

Darya.

Já conhecia o exemplar, então apresentou-se à monitora do chalé de Deimos com um discreto sorriso malandro.

Hm, parece que você tem sido uma garota má. — Observou-a de cima a baixo com olhos puramente intelectuais tentando encontrar, entre as tatuagens e retalhos de roupas, ferimentos de batalha. Prendeu a respiração e fez testes básicos de consciência e integridade, tentando parecer o mais profissional possível. — Mas você tem que ser mais cautelosa se não quiser destruir suas obras de arte. — Apontou para um corte de profundidade considerável próximo a uma das tatuagens da coxa. Concentrou sua aura naquele lugar por alguns segundos, para que ele se fechasse sem a necessidade de cicatrizes ou suturas.

Quanto às costas, estavam marcadas de muitas cores além daquelas utilizadas nos desenhos - roxo, azul, violeta, verde... Sangue acumulado -, além de inchaços. Para estes, tirou de sua bolsa de componentes mágicos uma pomada curativa feita com extrato de raízes medicinais. Colocou-as sobre as regiões e deixou que repousasse por alguns segundos, enquanto emanava as forças energéticas e curativas para trazer de volta o seu vigor.

William chegou com as primeiras doses de poções e entregou para que a curandeira ajudasse as duas moças a tomarem. Tão logo o fizessem, estariam liberadas para suas respectivas atividades. Segunda etapa da execução estava concluída. Ana já estava saindo para continuar o trabalho em outra enfermaria quando sentiu a primeira onda de cansaço bater.

 — Você poderia fazer uma energética rápida para mim?

Afinal, nem mesmo os maiores plantonistas são de ferro.




Informações:
Poderes usados:

Passivo
Conhecimento anatômico (Humanóides)(Nível 9)
Qualquer curandeiro tem grande conhecimento sobre a anatomia do corpo humano e por isso, eles sabem com perfeição qual é o melhor local para inserir uma injeção ou medicamento para que haja mais efeito no mesmo

Olhar Clínico (Nível 13)
Há uma espécie de lenda urbana que diz “grandes médicos sabem o que o paciente sente apenas de olho”. Pois bem, isso se aplica aos aprendizes, mas de uma forma diferente: ao avistar alguém, consegue “ver” as informações de saúde deste indivíduo (por exemplo, possíveis fraturas, doenças, batimentos cardíacos, oxigenação, vida, energia e situações psicológicas e sociais naturais). Estas informações aparecem em forma de dados e gráficos para o aprendiz, como na tela de um monitor de hospital. Algumas informações, como situações psicológicas e sociais só se aplicam a pessoas que deixarem o curandeiro ter esse conhecimento, o que resume a, normalmente, aliados. Isso faz com que seus diagnósticos agora sejam mais precisos, mas podem ser enganados por meios mágicos e poderes que alterem sua percepção.

Aprendiz Formado (Nível 16)
O primeiro passo para tornar-se um médico relevante é concluir o ensino superior desta área. Interpreta-se que, ao não desistir, o indivíduo em questão está realmente interessado em sua função desenvolvida. Estima-se, também, que o conhecimento deste já será bem mais completo do que aquele que entrou há tempos atrás e contarão inclusive com uma maior prática. Sendo assim, os equívocos iniciais já se tornarão mais raros. Este dom inclui o conhecimento sobre a aplicação de remédios no momento oportuno e de talas quando necessário, sabendo tratar agora ferimentos mais profundos e fraturas. Operações complexas exigem mais vivência e ainda não podem ser alcançadas.

Ativos

Curar ferimentos (Nível 1)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração dourada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do HP do alvo com o toque direto. A cura será equivalente ao custo de Mp deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo de cura = 4). Pode ser utilizado sobre si mesmo. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Toque Energético (Nível 3)
Após fazer uma pequena e rápida oração ao seu mestre Asclépio, as mãos do Curandeiro serão tomadas por uma luminosidade de fraca coloração prateada, permitindo com que o usuário recupere uma parte do MP do alvo com o toque direto. A restauração será equivalente ao custo de MP deste poder x 1/2 do nível do curandeiro, arredondado para baixo (mínimo 1). Não pode ser utilizado sobre si mesmo. Para fins de gasto de MP e cálculo de recuperação, é considerado um poder nível 1. Uso livre na enfermaria, mas limitado a 1 uso por aliado a cada combate enfrentado. Custo base a ser multiplicado pelo nível = 4 de MP.[Modificado]

Descanso (Nível 6)
O cansaço é um inimigo muitas vezes pior que armas. Ao utilizar este poder, com contato direto entre curandeiro e paciente – que não poderá ser si mesmo –, este último ficará isento de qualquer tipo de canseira. Os efeitos serão como se o doente tivesse acabado de dormir por oito horas (que é o recomendado para um homem adulto), eliminando penalidades provocadas por fadiga, seja natural ou induzida - não recupera HP ou MP, apenas retira as consequências da condição.

Anestesia (Nível 11)
A dor causada por machucados pode, agora, ser aliviada pelos curandeiros de forma mística. Tocando os músculos feridos, consegue retirar quaisquer dores do paciente, o que pode ajudar até mesmo na concentração e na calma deste. Não afeta o HP, apenas dores que podem ser debilitantes. Pode ser usado em si mesmo. O alivio dura por 3 rodadas.

Cicatrização II (Nível 15)
Agora o dom de cicatrizar cortes e ferimentos já está mais forte nos seguidores de Asclépio. Ao tocar as feridas abertas, estas se fecharão em uma rodada, impedindo hemorragias e sangramentos, anulando tais penalidades em casos de efeitos de nível igual ou menor que o curandeiro, ou reduzindo-as a apenas 25% se maior. Adicionalmente, recupera 5% da HP e MP do alvo, quando em outra pessoa, ou 5% da HP quando em si mesmo (sempre arredondando para baixo). A cicatriz ficará no local, mas será discreta, independente do tipo de ferimento. [Novo]

Poções usadas:

Nível 12
Poção Vitalícia Média: Se criada corretamente, a poção irá adquirir uma coloração semelhante à Poção Vitalícia Simples, porém desta vez será um pouco mais brilhante do que a anterior e será um pouco mais escura. O gosto da poção, a princípio, é azedo, contudo vai se tornando refrescante conforme é ingerida. Este tipo de poção só poderá ser criados por Alquimistas, uma vez que ela é mais avançada que a sua antecedente. Por questões de segurança, só uma dose pode ser ingerida uma vez por turno.

Nível 15
Poção Energética Média: Ao ser produzida da forma apropriada, a poção adquirirá uma tonalidade arroxeada, levemente brilhante e um gosto frutífero de refrescante e adocicado; também como a poção vitalícia média, esta só pode ser criada por aqueles curandeiros que decidiram tornar-se Alquimistas. Por questões de segurança, ela só pode ser ingerida uma vez por turno.
Atualizações:

Obs1: O jogador Kyle Gauther teve o atendimento "ignorado" pois já apresenta o status ideal.

Olivia Skyller Full HP/MP
Darya Archer-Gilligan Full HP/MP

*Clique no nome do player para ser redirecionado para sua ficha.




O post foi autorizado pelo player William Veróz como pode ser visto a seguir:



Ana M. Thernadier
Curandeiros de Asclépio
Mensagens :
620

Localização :
Salvando crianças na África

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por 117-ExStaff em Sab 09 Jan 2016, 15:34

Atualizado.
117-ExStaff
Administradores
Mensagens :
698

Localização :
Em uma tenda perto de você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: William's Enfermaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 02:58

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum